Direitos exclusivos para língua portuguesa cedidos à Editora do Grupo Uninter.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Direitos exclusivos para língua portuguesa cedidos à Editora do Grupo Uninter."

Transcrição

1

2 Associação Brasileira de Educação a Distância ABED Rua Vergueiro, 875 cj CEP: São Paulo SP Tel.: (11) Fax: (11) site: www2.abed.org.br Direitos exclusivos para língua portuguesa cedidos à Editora do Grupo Uninter. Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED) Coordenação Geral Fredric Litto Presidente ABED Stavros Panagiotis Xanthopoylos Vice-presidente ABED e diretor FGV OnLine Censo EAD.BR 2013 Coordenação técnica do projeto (instrumentos, análise e relatório) Consuelo Fernandez e Ivete Palange Análise dos resultados Fábio Sanches Captação de dados Beatriz Roma Marthos (coordenação administrativa) Alessandra Pio Maurício Aguiar Ozéias da Silva Juliana Razzo Maia Montagem de sistema on-line e processamento de dados Alexandre Trevisani Ribeiro Conselho Editorial Dr. Ivo José Both (presidente) Dr. a Elena Godoy Dr. Nelson Luís Dias Dr. Ulf Gregor Baranow Editor-chefe Lindsay Azambuja Editor-assistente Ariadne Nunes Wenger Revisão de texto Camila Cristiny da Rosa Tradução Maria Thereza Moss de Abreu Capa Igor Bleggi Projeto gráfico Sílvio Gabriel Spannenberg Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) Censo EaD.br: relatório analítico da aprendizagem a distância no Brasil 2013 = Censo EaD.br: analytic report of distance learning in Brazil/[traduzido por Maria Thereza Moss de Abreu]. Curitiba: Ibpex, Edição bilíngue: português/inglês. ABED Associação Brasileira de Educação a Distância. Bibliografia. ISBN Censo educacional 2. Educação a distância Brasil 3. Internet (Rede de computadores) na educação 4. Realidade virtual na educação I. Título: 2013 Brazilian Census for Distance Learning: analytic report of distance learning in Brazil CDD Índices para catálogo sistemático: 1. Internet e universidade: Educação superiror Universidade e internet: Educação superiror ª edição, Foi feito o depósito legal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação poderá ser reproduzida ou transmitida de qualquer modo ou por qualquer outro meio, eletrônico ou mecânico, incluindo fotocópia, gravação ou qualquer outro tipo de sistema de armazenamento e transmissão de informação, sem a prévia autorização, por escrito, da Editora do Grupo Uninter. CENSO EAD 2013-MIOLO_APL_9set2014.indd 2 15/09/ :09:12

3 3 Sumário Glossário 19 Destaques do Censo EAD.BR Destaques 21 Perfil do aluno: feminino e maduro 22 Perfil das instituições: o desafio da diversidade 24 Disparidade entre graduação e pós-graduação 26 Vocação para prover o mercado de trabalho 28 O sucesso dos cursos de engenharia a distância 30 Otimismo geral: para 82% dos respondentes do Censo EAD.BR 2013, o número de matrículas crescerá 31 Evasão típica: o maior obstáculo 32 Sofrendo de pioneirismo 32 A vitória da internet e do Moodle 33 Escolas atraídas para a tecnologia e a arte 33 Atenção curta e lúdica 34 Palavra do presidente 35 Distinções entre relatório de pesquisa e ensaio 36 Sumário executivo 39 Parte 1 Informações gerais e base de dados 39 EAD no Brasil 40 Informações gerais do Censo EAD. BR Objetivo e abrangência Critérios para a participação no Censo Ações diretas Ações indiretas Convites e participação das instituições Participação Convites e respostas Metodologia de pesquisa 48 Parte Fontes dos possíveis respondentes Variáveis da pesquisa Instrumentos e sistema de coleta de dados Acompanhamento do preenchimento dos questionários Análise dos resultados 50 A composição da base de dados do Censo EAD.BR Composição e evolução Composição: base de dados do período Composição: base de dados de Composição: evolução da participação do período Composição: configuração da participação do período Distribuição das instituições participantes do Censo EAD.BR Distribuição das instituições: categoria administrativa região geográfica Distribuição das instituições: região geográfica oferta institucional Distribuição das instituições: porte institucional região geográfica Características das instituições formadoras Instituições formadoras: categoria administrativa 58 CENSO EAD 2013-MIOLO_APL_9set2014.indd 3 15/09/ :09:12

4 Instituições formadoras: oferta e tempo de atuação Síntese dos resultados: a base de dados 63 Parte 3 EAD no Brasil em Cursos autorizados totalmente a distância Cursos totalmente a distância: número e distribuição Matrículas: número e distribuição Cursos regulamentados semipresenciais Cursos semipresenciais: número e distribuição Matrículas: número e distribuição Disciplinas a distância de cursos presenciais autorizados Disciplinas a distância de cursos presenciais autorizados: número e distribuição Matrículas nas disciplinas de EAD: número e distribuição Cursos livres Cursos livres: número e distribuição Matrículas em cursos livres não corporativos: número e distribuição Educação corporativa Cursos corporativos: número e distribuição Matrículas: número e distribuição Oferta pela natureza dos cursos Evolução das matrículas Síntese da evolução de matrículas Evasão em todos os tipos de cursos oferecidos pelos participantes do Censo EAD.BR Perfil dos alunos de EAD em Perfil dos alunos segundo o sexo Perfil dos alunos segundo a idade Investimentos em EAD em Obstáculos enfrentados pelas instituições formadoras na execução de cursos EAD em Comparação dos dados obtidos em 2013 com dados de anos anteriores Cursos e matrículas Evasão Perfil dos alunos Investimentos em EAD Obstáculos enfrentados pela EAD Síntese da EAD no Brasil em Cursos e matrículas 109 Parte 4 Tecnologia em EAD Atendimento Tecnologia: hospedagem dos serviços de EAD Tecnologia: acesso à internet Tecnologia: distribuição de áudio e vídeo Tecnologia: características do parque tecnológico e equipes técnicas Gravação de vídeos Equipes de tecnologia Preparação dos cursos Tecnologia: treinamento de tutores e professores em tecnologia Tecnologia: suporte técnico 127 Censo EAD Brasil 2013 CENSO EAD 2013-MIOLO_APL_9set2014.indd 4 15/09/ :09:12

5 5 4.8 Tecnologia: ferramentas e padrão utilizados nos cursos de EAD Ferramentas Tecnologia: forma de entrega de curso completo para clientes Uso de AVA Uso dos recursos e ferramentas do AVA Tecnologia: padrão utilizado para a produção de cursos Padrão Tecnologia: recursos e formas de acesso aos cursos e seus conteúdos Dispositivos móveis (Mobile learning) Mídias de acesso a obras escritas Mídias de acesso a áudio Mídias de acesso a vídeo Mídia de acesso à videoconferência Tecnologia: recursos de produção de cursos on-line Animações Simuladores/laboratórios virtuais Jogos (games) TV interativa Vídeos interativos Objetos de aprendizagem Realidade aumentada Dificuldades/limites e benefícios da tecnologia Mobile-learning LMS/AVA Videoconferência Webconferência TV interativa Vídeo interativo Blog/microblog Simulador/laboratório didático Animações Realidade aumentada Tecnologia: síntese dos resultados 166 Parte 5 Fornecedores de produtos e serviços Características dos fornecedores Fornecedores: distribuição regional Fornecedores: participação em redes sociais Fornecedores: categoria administrativa Fornecedores: porte institucional Fornecedoras: tempo de atuação no mercado educacional e em EAD Fornecedoras: tipo de ofertas Fornecedores: tipos de produtos e serviços para EAD Fornecedores: projetos desenvolvidos objetos Fornecedores: projetos desenvolvidos área de atividades Fornecedores: produtos mais fortes Fornecedores: clientes atendidos Fornecedores: novos clientes Fornecedores: obstáculos enfrentados em Fornecedores: focos dos investimentos Fornecedores: evolução dos investimentos Fornecedores: lucratividade 188 CENSO EAD 2013-MIOLO_APL_9set2014.indd 5 15/09/ :09:13

6 6 5.2 Síntese dos resultados: fornecedores de produtos e serviços de EAD Comparação das informações dos fornecedores obtidas em 2012 e Anexos 191 Anexo I Instituições participantes do Censo EAD.BR Anexo II Instituições formadoras 210 Anexo III Instituições formadoras-fornecedoras 265 Anexo IV Instituições fornecedoras 317 Censo EAD Brasil 2013 CENSO EAD 2013-MIOLO_APL_9set2014.indd 6 15/09/ :09:13

7 7 Lista de tabelas Tabela 3.17 (parcial) Perfil etário dos educandos dos cursos EAD oferecidos pelas instituições formadoras participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 3.18 (parcial) Perfil ocupacional dos educandos dos cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo tipo e nível de curso Tabela 3.1 Distribuição geográfica de cursos EAD regulamentados totalmente a distância oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a natureza administrativa, o nível acadêmico e a área de conhecimento abrangida Tabela 0.1 Cursos EAD regulamentados totalmente a distância oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 0.2 Cursos e matrículas por curso EAD nas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 3.8 (parcial) Distribuição geográfica das matrículas em cursos EAD livres, oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD. BR 2013, segundo o tipo de curso e a área de conhecimento abrangida Tabela 0.3 Cursos EAD regulamentados totalmente a distância oferecidos pelas instituições em 2013 Tabela 0.4 Evolução das matrículas em cursos oferecidos por instituições participantes do Censo EAD.BR 2013, segundo a percepção dos respondentes Tabela 3.23 Índices de evasão registrados no período pelos Censo EAD.BR realizados pela ABED Tabela 4.14 Equipes de tecnologia existentes nas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Parte 1 Informações gerais do Censo EAD.BR 2013 Tabela 1.1 Instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 1.2 Relação entre o universo das instituições educacionais e os participantes da amostra Parte 2 A composição da base de dados do Censo EAD.BR 2013 Tabela 2.1 Composição da base de dados do Censo EAD.BR 2011, 2012 e 2013 Tabela 2.2 Composição da base de dados referente às instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 2.3 Evolução da participação das instituições no Censo EAD.BR nos últimos anos Tabela 2.4 Configuração da participação das instituições nos últimos anos do Censo EAD.BR Tabela 2.5 Distribuição geográfica das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a categoria administrativa Tabela 2.6 Distribuição geográfica das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo os tipos de cursos, serviços ou produtos de EAD oferecidos ao público Tabela 2.7 Distribuição do porte das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a categoria administrativa Tabela 2.8 Distribuição das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a categoria administrativa Tabela 2.9 Características marcantes das instituições formadoras participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a distribuição geográfica Tabela 2.10 Oferta das instituições formadoras segundo a organização centralizada/ descentralizada CENSO EAD 2013-MIOLO_APL_9set2014.indd 7 15/09/ :09:13

8 8 Tabela 2.11 Distribuição numérica das instituições formadoras do Censo EAD.BR 2013 segundo a participação em Sistemas de Universidade Aberta Parte 3 EAD no Brasil em 2013 Tabela 3.1 Distribuição geográfica de cursos EAD regulamentados totalmente a distância oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a categoria administrativa, o nível educacional e a área de conhecimento abrangida Tabela 3.2 Distribuição geográfica de matrículas em cursos EAD regulamentados totalmente a distância oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a categoria administrativa, o nível educacional e a área de conhecimento abrangida Tabela 3.3 Distribuição geográfica de cursos semipresenciais oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a categoria administrativa, o nível educacional e a área de conhecimento abrangida Tabela 3.4 Distribuição geográfica de matrículas em cursos semipresenciais oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR em 2013 segundo a categoria administrativa, o nível educacional e a área de conhecimento abrangida Tabela 3.5 Distribuição geográfica do número de disciplinas a distância de cursos presenciais oferecidas pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a categoria administrativa, o nível acadêmico e a área de conhecimento abrangida Tabela 3.6 Distribuição geográfica de participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a categoria administrativa, o nível educacional e a área de conhecimento abrangida Tabela 3.7 Distribuição geográfica do número de cursos EAD livres oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo o tipo de curso, a duração e a área de atividade abrangida Tabela 3.8 Distribuição geográfica das matrículas em cursos EAD livres não corporativos oferecidos pela instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo o tipo de curso e a área de atividade abrangida Tabela 3.9 Instituições formadoras participantes do Censo EAD.BR 2013 que oferecem educação corporativa Tabela 3.10 Distribuição geográfica do número de cursos EAD corporativos oferecidos pelas instituições do Censo EAD.BR 2013 segundo o tipo de curso, a duração e a área de atividade abrangida Tabela 3.11 Distribuição geográfica das matrículas em cursos EAD corporativos oferecidos pelas instituições do Censo EAD.BR 2013 segundo o tipo de curso, a duração e a área de atividade abrangida Tabela 3.12 Quantidade de cursos/disciplinas de EAD das instituições formadoras participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo o tipo de oferta Tabela 3.13 Evolução das matrículas em cursos oferecidos por instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a percepção dos respondentes Tabela 3.14 Índices de evasão média nos diferentes cursos EAD oferecidos pelas instituições formadoras participantes do Censo EAD.BR 2013 matrículas em disciplinas a distância de cursos presenciais oferecidas pelas instituições Censo EAD Brasil 2013 CENSO EAD 2013-MIOLO_APL_9set2014.indd 8 15/09/ :09:13

9 9 Tabela 3.15 Causas de evasão nos diferentes cursos EAD oferecidos pelas instituições formadoras participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 3.16 Perfil do aluno de EAD, em todos os tipos de curso oferecidos pelas instituições formadoras participantes do Censo EAD.BR 2013, segundo o sexo Tabela 3.17 Perfil etário dos educandos dos cursos EAD oferecidos pelas instituições formadoras participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 3.18 Perfil ocupacional dos educandos dos cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo tipo e nível de curso Tabela 3.19 Percepção dos respondentes em relação aos investimentos realizados em 2013 pelas instituições participantes e as perspectivas para 2014 Tabela 3.20 Obstáculos enfrentados pelas instituições formadoras participantes do Censo EAD.BR 2013 em seus cursos/disciplinas EAD Tabela 3.21 Comparação de dados dos últimos anos das instituições participantes dos Censos EAD.BR quanto ao número de cursos e matrículas Tabela 3.22 Comparação de dados de cursos e matrículas de 2012 e 2013 das instituições participantes dos Censos EAD.BR Tabela 3.23 Índices de evasão registrados no período pelos censos EAD.BR realizados pela ABED Tabela 3.24 Distribuição dos alunos de cursos EAD das instituições participantes dos Censos EAD.BR, no período , segundo o sexo Tabela 3.25 Tipos de cursos de EAD oferecidos pelas instituições formadoras participantes do Censo EAD.BR 2013 Parte 4 Tecnologia em EAD Tabela 4.1 Quantidade de clientes atendidos anualmente pelas empresas exclusivamente fornecedoras participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.2 Quantidade de alunos atendidos anualmente pelas empresas formadoras participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.3 Cursos anualmente desenvolvidos pelas empresas exclusivamente fornecedoras participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.4 Forma de organização dos alunos nos cursos EAD das empresas formadoras participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.5 Localização dos serviços de EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.6 Utilização da computação em nuvem (cloud computing) como local de hospedagem dos serviços de EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.7 Finalidades do uso da computação em nuvem (cloud computing) pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.8 Motivos indicados para o não uso dos serviços da computação em nuvem (cloud computing) pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.9 Formas de acesso à internet pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.10 Distribuição de áudio e vídeo pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.11 Formas de distribuição de áudio e vídeo pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 que dispõem dessa tecnologia em seus cursos Tabela 4.12 Gravação de videoaulas nas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 CENSO EAD 2013-MIOLO_APL_9set2014.indd 9 15/09/ :09:13

10 10 Tabela 4.13 Disponibilidade de equipes de tecnologia nas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.14 Equipes de tecnologia existentes nas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.15 Utilização de serviços terceirizados para a transmissão das aulas pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.16 Foco da utilização de serviços terceirizados para a preparação das aulas pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.17 Realização de treinamento de professores e tutores para o uso da tecnologia nos cursos oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.18 Finalidade do treinamento de professores e tutores para a atuação nos cursos oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.19 Oferecimento de suporte técnico da equipe de EAD nos cursos oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.20 Responsabilidade pelo suporte técnico aos cursos oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.21 Utilização de ferramentas virtuais nos cursos oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.22 Ferramentas virtuais utilizadas nos cursos oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.23 Forma de entrega de cursos completos para os clientes das instituições/ empresas fornecedoras participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.24 Uso do AVA pelas instituições formadoras e formadoras-fornecedoras participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.25 Características dos AVAs utilizados pelas instituições formadoras e formadoras-fornecedoras participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.26 Características do uso do AVA pelas instituições formadoras e formadoras-fornecedoras participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.27 Utilização de recursos e ferramentas do AVA pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.28 Recursos e ferramentas do AVA utilizados pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.29 Utilização de padrão para a produção dos cursos das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.30 Padrão utilizado na produção dos cursos das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.31 Utilização de dispositivos móveis nos cursos das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.32 Dispositivos móveis utilizados nos cursos das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.33 Ferramentas utilizadas nos disponíveis móveis pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.34 Utilização de mídias para o acesso dos alunos às obras escritas disponibilizadas nos cursos das participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.35 Mídias utilizadas para o acesso dos alunos às obras escritas disponibilizadas nos cursos das participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.36 Utilização de mídias para o acesso dos alunos aos áudios disponibilizados nos cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Censo EAD Brasil 2013 CENSO EAD 2013-MIOLO_APL_9set2014.indd 10 15/09/ :09:13

11 11 Tabela 4.37 Mídias utilizadas para o acesso aos recursos de áudio dos cursos de EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.38 Utilização de mídias para o acesso dos alunos aos recursos de vídeo disponibilizados nos cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.39 Formas de acesso dos alunos aos recursos de vídeo disponibilizados nos cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.40 Duração dos vídeos utilizados nos cursos de EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.41 Utilização de mídias para o acesso dos alunos a videoconferências disponibilizadas nos cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.42 Forma de utilização de videoconferência em cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.43 Utilização de animações nos cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.44 Características das animações utilizadas nos cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.45 Utilização de simuladores/ laboratórios didáticos virtuais nos cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.46 Características dos simuladores/ laboratórios didáticos virtuais utilizados nos cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.47 Utilização de jogos em cursos EAD pelas instituições participantes do Censo EAD. BR 2013 Tabela 4.48 Utilização de TV interativa nos cursos EAD pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.49 Utilização de vídeo interativo para os cursos EAD pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.50 Forma de utilização de vídeo interativo para os cursos EAD pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.51 Utilização de objetos de aprendizagem em cursos EAD pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.52 Origem dos objetos de aprendizagem utilizados em cursos EAD pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.53 Utilização de repositórios de objetos de aprendizagem para cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.54 Forma de utilização de repositórios de objetos de aprendizagem para cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.55 Utilização da realidade aumentada pelas instituições participantes do Censo EAD. BR 2013 Tabela 4.56 Dificuldades/limitações e benefícios da utilização das tecnologias mobile-learning e LMS/AVA segundo as instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.57 Dificuldades/limitações e benefícios da utilização das tecnologias videoconferência e webconferência segundo as instituições participantes do Censo EAD.BR.2013 Tabela 4.58 Dificuldades/limitações e benefícios da utilização das tecnologias TV interativa e vídeo interativo segundo as instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.59 Dificuldades/limitações e benefícios da utilização das tecnologias blog/ microblog e simulador/laboratório virtual CENSO EAD 2013-MIOLO_APL_9set2014.indd 11 15/09/ :09:13

12 12 segundo as instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 4.60 Dificuldades/limitações e benefícios da utilização das tecnologias animações e realidade aumentada segundo as instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Parte 5 Fornecedores de produtos e serviços Tabela 5.1 Tipo de instituições/empresas fornecedoras de produtos e serviços de EAD participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo as características básicas de atuação Tabela 5.2 Distribuição de fornecedores de produtos e serviços EAD participantes do Censo EAD.BR 2013 por região geográfica Tabela 5.3 Distribuição de fornecedores de produtos e serviços EAD participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a participação em redes sociais Tabela 5.4 Distribuição de fornecedores de produtos e serviços EAD participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a categoria administrativa (natureza jurídica) Tabela 5.5 Distribuição de fornecedores de produtos e serviços EAD participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo o porte institucional Tabela 5.6 Distribuição dos fornecedores de produtos e serviços EAD participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo o tempo de atuação no mercado educacional e em EAD Tabela 5.7 Distribuição de fornecedores de produtos e serviços EAD participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo tipo de curso ofertado ao mercado Tabela 5.8 Distribuição dos fornecedores de produtos e serviços EAD participantes do Censo 2013 quanto ao tipo de fornecimento de produtos e serviços Tabela 5.9 Distribuição dos projetos desenvolvidos pelos fornecedores em 2013 segundo o objeto produzido/serviço prestado Tabela 5.10 Distribuição percentual dos projetos desenvolvidos pelos fornecedores de produtos e serviços de EAD em 2013 segundo a área de atividade em que se situam Tabela 5.11 Distribuição dos produtos EAD indicados como os mais fortes pelos participantes do Censo EAD.BR 2013, sendo considerada apenas a produção de cursos completos Tabela 5.12 Distribuição do número de clientes dos fornecedores participantes do Censo EAD. BR 2013 segundo o porte das empresas Tabela 5.13 Porcentagem de novos clientes atendidos pelas empresas fornecedoras de produtos e serviços participantes do Censo EAD. BR 2013 Tabela 5.14 Obstáculos enfrentados na produção e no fornecimento de produtos EAD aos clientes pelos fornecedores participantes do Censo EAD.BR 2013 Tabela 5.15 Focos dos investimentos em produtos/serviços realizados pelas instituições formadoras-fornecedoras de EAD participantes do Censo EAD.BR 2013 e dos previstos para 2014 Tabela 5.16 Focos dos investimentos em produtos/serviços realizados pelas empresas exclusivamente fornecedoras de EAD participantes do Censo EAD.BR 2013 e dos previstos para 2014 Tabela 5.17 Comparação da evolução dos investimentos realizados em 2013 e previstos para 2014 pelas instituições/empresas fornecedoras Tabela 5.18 Lucratividade do fornecimento de produtos e serviços de EAD observada pelas instituições/empresas participantes do Censo EAD.BR 2013 Censo EAD Brasil 2013 CENSO EAD 2013-MIOLO_APL_9set2014.indd 12 15/09/ :09:13

13 13 Lista de figuras Gráfico 2.9 Distribuição das instituições formadoras participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a oferta de educação corporativa Parte 1 Informações gerais do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 1.1 Distribuição percentual das instituições que acessaram o sistema eletrônico da coleta de dados para o Censo EAD.BR 2013 Gráfico 1.2 Distribuição percentual das instituições que acessaram o sistema eletrônico da coleta de dados para o Censo EAD.BR 2013 quanto à categoria dos dados Parte 2 A composição da base de dados do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 2.1 Composição da base de dados referente às instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 2.2 Evolução da participação das instituições nos censos anuais da ABED Gráfico 2.3 Distribuição das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a categoria administrativa Gráfico 2.4 Distribuição das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo o porte institucional Gráfico 2.5 Distribuição das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a categoria administrativa Gráfico 2.6 Distribuição geográfica das instituições formadoras participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 2.7 Distribuição das instituições formadoras participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a oferta educacional Gráfico 2.8 Distribuição das instituições formadoras participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo o tempo de atuação em EAD Parte 3 EAD no Brasil em 2013 Gráfico 3.1 Distribuição geográfica dos cursos EAD regulamentados totalmente a distância oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 3.2 Distribuição dos cursos EAD regulamentados totalmente a distância oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a categoria administrativa Gráfico 3.3 Cursos EAD regulamentados totalmente a distância oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo o nível educacional Gráfico 3.4 Cursos EAD regulamentados totalmente a distância oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a área de conhecimento Gráfico 3.5 Distribuição geográfica de matrículas em cursos EAD regulamentados totalmente a distância oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 3.6 Matrículas em cursos EAD regulamentados totalmente a distância oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a categoria administrativa Gráfico 3.7 Matrículas em cursos EAD regulamentados totalmente a distância oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo o nível educacional Gráfico 3.8 Matrículas em cursos EAD regulamentados totalmente a distância oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a área de conhecimento CENSO EAD 2013-MIOLO_APL_9set2014.indd 13 15/09/ :09:14

14 14 Gráfico 3.9 Distribuição geográfica dos cursos semipresenciais oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 3.10 Distribuição dos cursos semipresenciais oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a categoria administrativa Gráfico 3.11 Distribuição dos cursos semipresenciais oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo o nível educacional Gráfico 3.12 Distribuição geográfica de cursos semipresenciais oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a área de conhecimento Gráfico 3.13 Distribuição geográfica de matrículas em cursos semipresenciais oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 3.14 Distribuição das matrículas em cursos semipresenciais oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a categoria administrativa Gráfico 3.15 Distribuição das matrículas em cursos semipresenciais oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo o nível educacional Gráfico 3.16 Distribuição das matrículas em cursos semipresenciais oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a área de conhecimento Gráfico 3.17 Distribuição geográfica do número de disciplinas a distância de cursos presenciais oferecidas pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 3.18 Distribuição das disciplinas a distância de cursos presenciais oferecidas pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo o nível educacional Gráfico 3.19 Distribuição das disciplinas a distância de cursos presenciais oferecidas pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a categoria administrativa Gráfico 3.20 Distribuição das disciplinas a distância de cursos presenciais oferecidas pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a área de conhecimento Gráfico 3.21 Distribuição geográfica de matrículas em disciplinas a distância de cursos presenciais oferecidas pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 3.22 Distribuição das matrículas em disciplinas a distância de cursos presenciais oferecidas pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a categoria administrativa Gráfico 3.23 Distribuição das matrículas em disciplinas a distância de cursos presenciais oferecidas pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo o nível educacional Gráfico 3.24 Distribuição das matrículas em disciplinas a distância de cursos presenciais oferecidas pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a área de conhecimento Gráfico 3.25 Distribuição geográfica do número de cursos EAD livres oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 3.26 Distribuição do número de cursos EAD livres oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo o tipo de curso Gráfico 3.27 Distribuição do número de cursos EAD livres oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a área de atividade Gráfico 3.28 Distribuição do número de cursos EAD livres oferecidos pelas instituições Censo EAD Brasil 2013 CENSO EAD 2013-MIOLO_APL_9set2014.indd 14 15/09/ :09:14

15 15 participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a carga horária Gráfico 3.29 Distribuição geográfica das matrículas em cursos EAD livres oferecidos pelas instituições do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 3.30 Distribuição das matrículas em cursos EAD livres oferecidos pelas instituições do Censo EAD.BR 2013 segundo o tipo de curso Gráfico 3.31 Distribuição das matrículas em cursos EAD livres oferecidos pelas instituições do Censo EAD.BR 2013 segundo a área de atividade Gráfico 3.32 Distribuição geográfica do número de cursos EAD corporativos oferecidos pelas instituições do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 3.33 Distribuição dos cursos EAD corporativos oferecidos pelas instituições do Censo EAD.BR 2013 segundo o tipo de curso Gráfico 3.34 Distribuição dos cursos EAD corporativos oferecidos pelas instituições do Censo EAD.BR 2013 segundo a área de atividade Gráfico 3.35 Distribuição dos cursos EAD corporativos oferecidos pelas instituições do Censo EAD.BR 2013 segundo a carga horária Gráfico 3.36 Distribuição geográfica das matrículas em cursos EAD corporativos oferecidos pelas instituições do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 3.37 Distribuição das matrículas em cursos EAD corporativos oferecidos pelas instituições do Censo EAD.BR 2013 segundo o tipo de curso Gráfico 3.38 Distribuição das matrículas em cursos EAD corporativos oferecidos pelas instituições em 2013 segundo a área de atividade Gráfico 3.39 Índices de evasão média nos diferentes cursos EAD oferecidos pelas instituições formadoras participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo o tipo de curso Gráfico 3.40 Causas da evasão nos diferentes cursos EAD oferecidos pelas instituições formadoras participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 3.41 Distribuição dos alunos dos cursos oferecidos pelos participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo o sexo Gráfico 3.42 Quantidade de cursos oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD. BR 2013R Gráfico 3.43 Matrículas nos cursos oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD. BR 2013 Parte 4 Tecnologia em EAD Gráfico 4.1 Quantidade de clientes atendidos anualmente pelas empresas exclusivamente fornecedoras participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.2 Quantidade de alunos atendidos anualmente pelas empresas formadoras participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.3 Forma de organização dos alunos nos cursos EAD das empresas formadoras participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.4 Localização dos serviços de EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.5 Utilização da computação em nuvem (cloud computing) como local de hospedagem dos serviços de EAD da instituição Gráfico 4.6 Motivos indicados para o não uso dos serviços da computação em nuvem pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.7 Forma de acesso à internet pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.8 Distribuição de áudio e vídeo pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.9 Formas de distribuição de áudio e vídeo pelas instituições participantes do Censo CENSO EAD 2013-MIOLO_APL_9set2014.indd 15 15/09/ :09:14

16 16 EAD.BR 2013 que dispõem dessa tecnologia em seus cursos Gráfico 4.10 Disponibilidade de equipes de tecnologia nas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.11 Utilização de serviços terceirizados para a transmissão das aulas pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.12 Realização de treinamento de professores e tutores para o uso da tecnologia nos cursos oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.13 Oferecimento de suporte técnico da equipe de EAD nos cursos oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.14 Utilização de ferramentas virtuais nos cursos oferecidos pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.15 Utilização do AVA pelas instituições formadoras e formadoras-fornecedoras participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.16 Utilização de recursos e ferramentas do AVA pelas instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.17 Utilização de padrão para a produção dos cursos das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.18 Utilização de dispositivos móveis nos cursos das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.19 Utilização de mídias para o acesso dos alunos às obras escritas disponibilizadas nos cursos das participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.20 Utilização de mídias para o acesso dos alunos aos áudios disponibilizados nos cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.21 Utilização de mídias para o acesso dos alunos aos recursos de vídeo disponibilizados nos cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.22 Formas de acesso dos alunos aos recursos de vídeo disponibilizados nos cursos de EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.23 Duração dos vídeos utilizados nos cursos de EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.24 Utilização de mídias para o acesso dos alunos a videoconferências disponibilizadas nos cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.25 Utilização de animações nos cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.26 Características das animações utilizadas nos cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.27 Utilização de simuladores/ laboratórios didáticos virtuais nos cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.28 Utilização de jogos em cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.29 Utilização de TV interativa nos cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.30 Utilização de vídeo interativo nos cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.31 Utilização de objetos de aprendizagem nos cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.32 Origem dos objetos de aprendizagem utilizados em cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Censo EAD Brasil 2013 CENSO EAD 2013-MIOLO_APL_9set2014.indd 16 15/09/ :09:14

17 17 Gráfico 4.33 Utilização de repositórios de objetos de aprendizagem para cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 4.34 Utilização de realidade aumentada para cursos EAD das instituições participantes do Censo EAD.BR 2013 Parte 5 Fornecedores de produtos e serviços Gráfico 5.1 Tipos de instituições fornecedoras de produtos e serviços de EAD participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo as características básicas de atuação em 2013 Gráfico 5.2 Distribuição de fornecedores de produtos e serviços EAD participantes do Censo EAD.BR 2013 por região geográfica Gráfico 5.3 Distribuição de fornecedores de produtos e serviços EAD participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a participação em redes sociais Gráfico 5.4 Distribuição de fornecedores de produtos e serviços EAD participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo a categoria administrativa (natureza jurídica) Gráfico 5.5 Distribuição de fornecedores de produtos e serviços EAD participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo o porte institucional Gráfico 5.6 Distribuição de fornecedores de produtos e serviços EAD participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo o tempo de atuação no mercado educacional Gráfico 5.7 Distribuição de fornecedores de produtos e serviços EAD participantes do Censoa EAD.BR 2013 segundo o tempo de atuação em EAD Gráfico 5.8 Distribuição de fornecedores de produtos e serviços EAD participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo o tipo de curso ofertado ao mercado Gráfico 5.9 Distribuição de fornecedores de produtos e serviços EAD participantes do Censo EAD.BR 2013 quanto ao tipo de fornecimento de produtos e serviços Gráfico 5.10 Distribuição dos projetos desenvolvidos pelos fornecedores em 2013 segundo o objeto produzido/serviço prestado Gráfico 5.11 Distribuição percentual dos projetos desenvolvidos pelos fornecedores em 2013 segundo a área de atividade em que se situam Gráfico 5.12 Distribuição dos produtos EAD indicados como os mais fortes pelos fornecedores participantes do Censo EAD.BR 2013, sendo considerada apenas a produção de cursos completos Gráfico 5.13 Distribuição do número de clientes dos fornecedores participantes do Censo EAD.BR 2013 segundo o porte das empresas Gráfico 5.14 Porcentagem de novos clientes atendidos pelas empresas fornecedoras de produtos e serviços participantes do Censo EAD. BR 2013 Gráfico 5.15 Obstáculos enfrentados na produção e no fornecimento de produtos EAD aos clientes pelos fornecedores participantes do Censo EAD.BR 2013 Gráfico 5.16 Focos dos investimentos em produtos/serviços realizados pelas instituições formadoras-fornecedoras de EAD participantes do Censo EAD.BR 2013 e dos previstos para 2014 Gráfico 5.17 Comparação da evolução dos investimentos realizados em 2013 e previstos para 2014 pelas instituições/empresas fornecedoras Gráfico 5.18 Lucratividade do fornecimento de produtos e serviços de EAD observada pelas instituições/empresas participantes do Censo EAD.BR 2013 CENSO EAD 2013-MIOLO_APL_9set2014.indd 17 15/09/ :09:14

18 CENSO EAD 2013-MIOLO_APL_9set2014.indd 18 15/09/ :09:16

19 19 Glossário Aperfeiçoamento Atualização Bacharelado Curso autorizado/reconhecido Curso regulamentado Curso corporativo Curso EAD Curso livre Disciplina a distância EAD Extensão universitária Iniciação profissional Instituição formadora Instituição fornecedora Curso livre que visa tornar mais completo o conhecimento do educando. Curso livre que visa colocar o educando em contato com os últimos conhecimentos produzidos numa determinada área. Grau acadêmico de nível universitário, cujos cursos preparam o educando para atuar no mercado de trabalho em geral. Curso oferecido por instituição credenciada e que necessita de autorização ou reconhecimento de órgão normativo municipal, estadual ou federal para ser oferecido a um público interessado. Neste documento, esses cursos serão identificados apenas como autorizados, isto é, esse termo indicará também os cursos reconhecidos. Qualquer curso sujeito a regulamentações/atos autorizativos de órgãos oficiais do sistema educacional formal para ser considerado válido. Opõe-se a um curso livre uma vez que este não está sujeito a tais regulamentações. Curso oferecido por uma instituição ou empresa exclusivamente para um grupo formado por seus colaboradores, clientes ou fornecedores. Todo curso completo ou parcialmente oferecido na modalidade a distância (semipresencial, blended ou híbrido). Curso que não precisa de autorização de órgão normativo para ser oferecido ao público interessado. Neste levantamento, um curso de extensão é considerado livre. Disciplina de um curso presencial autorizado/reconhecido que deve ser realizada pelos alunos na modalidade a distância. Sigla de educação a distância, aqui entendida como a modalidade educacional em que as atividades de ensino-aprendizagem são desenvolvidas majoritariamente (e, em bom número de casos, exclusivamente) sem que alunos e professores estejam presentes no mesmo lugar, na mesma hora. Curso livre com pequena carga-horária que se destina a complementar conhecimento em áreas específicas. Não deve ser confundido com as atividades de extensão, dever constitucional das universidades. Formação de curta duração destinada a proporcionar conhecimentos técnicos elementares que permitam ao educando criar condições de acesso a uma profissão de caráter essencialmente prático. Instituição formal ou não formal que oferece cursos para público interessado. Instituição ou empresa que atua no âmbito da EAD prestando serviços ou desenvolvendo produtos que envolvam essa modalidade educacional. Em termos simples, trata-se de empresa/instituição que trabalha com EAD, mas não tem alunos. (continua) CENSO EAD 2013-MIOLO_APL_9set2014.indd 19 15/09/ :09:16

20 20 (conclusão) Instituição privada Instituição pública Licenciatura Porte da empresa SNA Treinamento comportamental ou em habilidades sociais Treinamento operacional Instituição mantida e administrada por uma ou mais pessoas físicas ou jurídicas de direito privado, podendo ou não visar lucro. Instituição mantida e administrada pelo poder público (pode ser de nível federal, estadual ou municipal). Grau acadêmico de nível universitário, cujos cursos preparam o educando para atuar no mercado com o objetivo de ensinar, ou seja, o aluno recebe formação para atuar como docente. Neste documento, porte da empresa é a classificação dada pelo Sebrae a uma empresa industrial, comercial ou de serviços, segundo o número de funcionários que a compõem. Microempresa: indústria até 19 funcionários; comércio e serviços até 9 funcionários. Pequena empresa: indústria entre 20 e 99 funcionários; comércio e serviços entre 10 e 49 funcionários. Média empresa: indústria entre 100 e 499 funcionários; comércio e serviços entre 50 e 99 funcionários. Grande empresa: indústria acima de 500 funcionários; comércio e serviços acima de 100 funcionários. Sigla de Serviço Nacional de Aprendizagem, também conhecido popularmente como Sistema S (inclui instituições como o Senai, Sesi, Senac, Sesc, Sebrae, Senat, Senar, entre outros) Curso livre que visa o desenvolvimento de aspectos comportamentais, como liderança e trabalho em equipe. Curso livre voltado para o desenvolvimento de habilidades com mais de 10 horas de duração e que busca resolver um problema específico de produção ou de processo de trabalho (preenchimento de formulários, softwares novos etc.). Censo EAD Brasil 2013 CENSO EAD 2013-MIOLO_APL_9set2014.indd 20 15/09/ :09:17

Direitos exclusivos para língua portuguesa cedidos à Editora do Grupo Uninter.

Direitos exclusivos para língua portuguesa cedidos à Editora do Grupo Uninter. Direitos exclusivos para língua portuguesa cedidos à Editora do Grupo Uninter. Associação Brasileira de Educação a Distância ABED Rua Vergueiro, 875 cj. 121-124 CEP: 01504-001 São Paulo SP Tel.: (11) 3275-3561

Leia mais

Censo EAD Brasil 2014. Relatório Analítico da Aprendizagem a Distância no Brasil

Censo EAD Brasil 2014. Relatório Analítico da Aprendizagem a Distância no Brasil Censo EAD Brasil 2014 Relatório Analítico da Aprendizagem a Distância no Brasil Associação Brasileira de Educação a Distância ABED Rua Vergueiro, 875 cj. 121-124 CEP: 01504-001 São Paulo SP Tel.: (11)

Leia mais

BOOK ABEDPT.indb 1 02/09/12 21:26

BOOK ABEDPT.indb 1 02/09/12 21:26 BOOK ABEDPT.indb 1 02/09/12 21:26 2013 by Associação Brasileira de Educação a Distância Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação poderá ser reproduzida ou transmitida de qualquer modo

Leia mais

UM QUADRO DA MODALIDADE EAD NAS IFES

UM QUADRO DA MODALIDADE EAD NAS IFES UM QUADRO DA MODALIDADE EAD NAS IFES Prof. Dr. Ariel Behr ariel.behr@ufrgs.br UFRGS/FCE/DCCA Prof. Msc. Camila Furlan da Costa camilacosta@unipampa.edu.br UNIPAMPA/Campus Santana do Livramento Fortaleza,

Leia mais

Como as tecnologias podem ser usadas para a melhoria da qualidade e eficácia da educação superior?

Como as tecnologias podem ser usadas para a melhoria da qualidade e eficácia da educação superior? Como as tecnologias podem ser usadas para a melhoria da qualidade e eficácia da educação superior? Roland Zottele XII Congresso Brasileiro de Gestão Educacional De onde falo Senac Abrangência nacional:

Leia mais

Painel Setorial Inmetro Desafios Atuais da Educação a Distância Módulo VI Educação a Distância: com parcerias se faz mais

Painel Setorial Inmetro Desafios Atuais da Educação a Distância Módulo VI Educação a Distância: com parcerias se faz mais Painel Setorial Inmetro Desafios Atuais da Educação a Distância Módulo VI Educação a Distância: com parcerias se faz mais Centro Operacional do Inmetro Xerém/RJ, 31 de julho de 2009 SENAI Grandes Números

Leia mais

O mercado de trabalho e o ensino EAD

O mercado de trabalho e o ensino EAD O mercado de trabalho e o ensino EAD Caio Álvares e Souza Filipe Ribeiro Navarro Josemir Virginio dos Santos Junior Resumo O ensino EaD cresce no Brasil de acordo com o Censo do Ensino Superior 2010 do

Leia mais

Certeza de um. grande negócio

Certeza de um. grande negócio ESPECIAL EAD Certeza de um grande negócio A educação a distância no ensino superior segue uma tendência irreversível de crescimento, puxada pelas instituições particulares, que investem cada vez mais pesadamente

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS REGULAMENTO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Para os propósitos deste documento são aplicáveis as seguintes definições:

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS REGULAMENTO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Para os propósitos deste documento são aplicáveis as seguintes definições: 1 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS REGULAMENTO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Para os propósitos deste documento são aplicáveis as seguintes definições: Professor-autor é aquele que possui pleno domínio da área

Leia mais

ANÁLISE DE AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM PARA A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

ANÁLISE DE AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM PARA A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA ANÁLISE DE AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM PARA A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Isabelle Maria Lima de Souza 1, Maria Lúcia Serafim 2 1 Departamento de Educação a Distância, Instituto Brasileiro de Desenho Instrucional,

Leia mais

CONSELHO UNIVERSITÁRIO

CONSELHO UNIVERSITÁRIO P R O P O S T A D E P A R E C E R CONSELHO UNIVERSITÁRIO PROCESS0 Nº: 007/2014 ASSUNTO: Proposta de texto Construção de Políticas e Práticas de Educação a Distância a ser incluído no Plano de Desenvolvimento

Leia mais

ENADE NO EaD: CST GESTÃO DA PODUÇÃO INDUSTRIAL INADEQUAÇÕES DOS CRITÉRIOS

ENADE NO EaD: CST GESTÃO DA PODUÇÃO INDUSTRIAL INADEQUAÇÕES DOS CRITÉRIOS 1 ENADE NO EaD: CST GESTÃO DA PODUÇÃO INDUSTRIAL INADEQUAÇÕES DOS CRITÉRIOS Curitiba, maio/2010 ROBSON SELEME - Universidade Federal do Paraná - robsonseleme@hotmail.com ALESSANDRA DE PAULA - Faculdade

Leia mais

Duvidas administrativas dos cursos da EAD Metodista:

Duvidas administrativas dos cursos da EAD Metodista: Duvidas administrativas dos cursos da EAD Metodista: A metodista é credenciada pelo MEC para o oferecimento de cursos a distância? Sim. A Universidade Metodista de São Paulo recebeu o credenciamento do

Leia mais

RESISTÊNCIA X ACEITAÇÃO DA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE UMA FACULDADE TECNOLÓGICA EM FORTALEZA-CE

RESISTÊNCIA X ACEITAÇÃO DA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE UMA FACULDADE TECNOLÓGICA EM FORTALEZA-CE 1 RESISTÊNCIA X ACEITAÇÃO DA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE UMA FACULDADE TECNOLÓGICA EM FORTALEZA-CE Fortaleza CE, 01 de maio de 2014 Luciana Rodrigues Ramos Duarte Faculdade Ateneu

Leia mais

UMA ANÁLISE SOCIAL DO PERFIL DOS DISCENTES DE CURSOS ONLINE DO PROGRAMA DE COMPETÊNCIAS TRANSVERSAIS DO SENAI

UMA ANÁLISE SOCIAL DO PERFIL DOS DISCENTES DE CURSOS ONLINE DO PROGRAMA DE COMPETÊNCIAS TRANSVERSAIS DO SENAI UMA ANÁLISE SOCIAL DO PERFIL DOS DISCENTES DE CURSOS ONLINE DO PROGRAMA DE COMPETÊNCIAS TRANSVERSAIS DO SENAI Salvador BA 05/2011 Elson Cardoso Siquara SENAI-BA elsoncs@fieb.org.br Fábio Britto de Carvalho

Leia mais

EAD NO BRASIL: A RELAÇÃO ENTRE O IDH REGIONAL E UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE

EAD NO BRASIL: A RELAÇÃO ENTRE O IDH REGIONAL E UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE 1 EAD NO BRASIL: A RELAÇÃO ENTRE O IDH REGIONAL E UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE Maringá Pr. 05/2015 Ednar Rafaela Mieko Shimohigashi Centro Universitário Cesumar ednar.shimohigashi@unicesumar.edu.br Eliane

Leia mais

4. CURSO DE EDUCAÇÃO NA DIVERSIDADE E CIDADANIA. 4.1. Apresentação

4. CURSO DE EDUCAÇÃO NA DIVERSIDADE E CIDADANIA. 4.1. Apresentação 4. CURSO DE EDUCAÇÃO NA DIVERSIDADE E CIDADANIA 4.1. Apresentação O Curso de Educação na Diversidade e Cidadania é um curso de formação continuada de professores de educação básica, com carga horária de

Leia mais

Disciplina Ofertadas na modalidade Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente Virtual Dúvida e Suporte

Disciplina Ofertadas na modalidade Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente Virtual Dúvida e Suporte Sumário Apresentação O papel do Aluno Ambiente Virtual de Aprendizagem Disciplina Ofertadas na modalidade Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente Virtual Dúvida e Suporte Dúvidas 3 5 6 9 10 11 14

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul ANEXO I MANUAL DE ALTERAÇÃO DE PPCs DE CURSOS SUPERIORES

Leia mais

CETEC EDUCACIONAL S.A. Mantenedora FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - ETEP. Mantida

CETEC EDUCACIONAL S.A. Mantenedora FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - ETEP. Mantida CETEC EDUCACIONAL S.A Mantenedora FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - ETEP Mantida PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SÃO JOSÉ DOS CAMPOS 1 SUMÁRIO

Leia mais

Relatório analítico da aprendizagem a distância no Brasil

Relatório analítico da aprendizagem a distância no Brasil Relatório analítico da aprendizagem a distância no Brasil 2010 by Associação Brasileira de Educação a Distância Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação poderá ser reproduzida ou transmitida

Leia mais

METODOLOGIA PRESENCIAL ON-LINE NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: POSSIBILIDADES E DESAFIOS EM CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA NA UNESC

METODOLOGIA PRESENCIAL ON-LINE NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: POSSIBILIDADES E DESAFIOS EM CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA NA UNESC METODOLOGIA PRESENCIAL ON-LINE NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: POSSIBILIDADES E DESAFIOS EM CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA NA UNESC Criciúma SC Maio 2014 Graziela Fátima Giacomazzo gfg@unesc.net Elisa Netto Zanette

Leia mais

OS CURSOS DE ENGENHARIA NA MODALIDADE EAD: PROPOSTA DE CURSOS NA ÁREA DE COMPUTAÇÃO, PRODUÇÃO E ELÉTRICA

OS CURSOS DE ENGENHARIA NA MODALIDADE EAD: PROPOSTA DE CURSOS NA ÁREA DE COMPUTAÇÃO, PRODUÇÃO E ELÉTRICA OS CURSOS DE ENGENHARIA NA MODALIDADE EAD: PROPOSTA DE CURSOS NA ÁREA DE COMPUTAÇÃO, PRODUÇÃO E ELÉTRICA Curitiba PR 05/2015 Edson Pedro Ferlin Uninter eferlin@live.com Neil Franco de Carvalho Uninter

Leia mais

Congresso CONSAD de Gestão Pública

Congresso CONSAD de Gestão Pública Congresso CONSAD de Gestão Pública Brasília DF, 26 a 28 de maio de 2008 Múltiplas Mídias na Formação e Desenvolvimento dos Servidores Públicos do diagnóstico ao modelo de capacitação: a experiência da

Leia mais

Educação a Distância no Ensino Superior no Brasil: contexto da UAB

Educação a Distância no Ensino Superior no Brasil: contexto da UAB Unidade 2 Unidade 2 Educação a Distância no Ensino Superior no Brasil: contexto da UAB Nesta Unidade, será apresentada a legislação brasileira de EaD e suas implicações institucionais no sistema da Universidade

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDUCAÇÃO INCLUSIVA EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação na

Leia mais

A UNISUL. Campus Grande Florianópolis. Campus Tubarão. Campus. Campus. Araranguá. Norte da Ilha

A UNISUL. Campus Grande Florianópolis. Campus Tubarão. Campus. Campus. Araranguá. Norte da Ilha A UNISUL Campus Tubarão Campus Grande Florianópolis Campus Norte da Ilha Campus Araranguá _ A Unisul: Fundação criada pelo Poder Público Municipal em 1964 Vinculada ao Sistema Estadual de Educação de SC;

Leia mais

O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL

O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL Pelotas RS Maio 2010 Letícia Marques Vargas IFSul le.mvargas@gmail.com Gabriela

Leia mais

IMPLANTAÇÃO NAS IES DE DISCIPLINAS SEMIPRESENCIAIS

IMPLANTAÇÃO NAS IES DE DISCIPLINAS SEMIPRESENCIAIS IMPLANTAÇÃO NAS IES DE DISCIPLINAS SEMIPRESENCIAIS Ampesc 02/12/2010 PROF. GIANCARLO MOSER Estrutura do Curso Parte I: O mundo Digital: Quem Somos e Quem Seremos Parte II: O EaD/Semipresencial na Educação

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá GABINETE DA REITORIA

Universidade Estadual de Maringá GABINETE DA REITORIA R E S O L U Ç Ã O N o 119/2005-CEP CERTIDÃO Certifico que a presente Resolução foi afixada em local de costume, nesta Reitoria, no dia 1º/9/2005. Esmeralda Alves Moro, Secretária. Aprova normas para organização

Leia mais

Curso Superior de Análise e Desenvolvimento de Sistemas: Relato de uma Experiência Pioneira de EAD no Ifes na Percepção do Aluno.

Curso Superior de Análise e Desenvolvimento de Sistemas: Relato de uma Experiência Pioneira de EAD no Ifes na Percepção do Aluno. 1 Curso Superior de Análise e Desenvolvimento de Sistemas: Relato de uma Experiência Pioneira de EAD no Ifes na Percepção do Aluno Serra, 05/2009 Isaura Alcina Nobre, Msc Ifes - isaura@ifes.edu.br Sônia

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: BREVE DIAGNÓSTICO. Prof. RUBENS A. OLIVEIRA

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: BREVE DIAGNÓSTICO. Prof. RUBENS A. OLIVEIRA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: BREVE DIAGNÓSTICO Prof. RUBENS A. OLIVEIRA Evolução EAD no mundo: Séc. XVIII: experiência em Boston (USA) curso de correspondência. Séc. XIX (1830-40): concentração maior na Europa

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO 026/2009, 22 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO 026/2009, 22 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO 026/2009, 22 DE NOVEMBRO DE 2009 Aprova as normas e critérios para a oferta e o funcionamento de componentes curriculares semi-presenciais nos cursos de graduação presenciais

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES PARA UMA APRENDIZAGEM ATIVA E COLABORATIVA: RELATO DE EXPERIÊNCIA EM EaD

CONTRIBUIÇÕES PARA UMA APRENDIZAGEM ATIVA E COLABORATIVA: RELATO DE EXPERIÊNCIA EM EaD 1 CONTRIBUIÇÕES PARA UMA APRENDIZAGEM ATIVA E COLABORATIVA: RELATO DE EXPERIÊNCIA EM EaD Resende - RJ - Abril - 2014 Miguel Carlos Damasco dos Santos Associação Educacional Dom Bosco contato@profdamasco.site.br.com

Leia mais

EDITAL Nº 11/2014. Processo Seletivo de Bolsistas para Monitoria em Ensino a Distância

EDITAL Nº 11/2014. Processo Seletivo de Bolsistas para Monitoria em Ensino a Distância UDF - CENTRO UNIVERSITÁRIO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA EDITAL Nº 11/2014 Processo Seletivo de Bolsistas para Monitoria em Ensino a Distância A Pró-Reitora, no uso de suas atribuições regimentais e tendo em

Leia mais

CALENDÁRIO - PED TECNOLOGIAS EM ENSINO A DISTÂNCIA Grupo 097 - Junho/2012

CALENDÁRIO - PED TECNOLOGIAS EM ENSINO A DISTÂNCIA Grupo 097 - Junho/2012 informações: 1.º 2.º 3.º CALENDÁRIO - PED TECNOLOGIAS EM ENSINO A DISTÂNCIA Grupo 097 - Junho/2012 Estrutura do Calendário Antes de utilizar o Calendário do Curso, leia atentamente o Manual do Aluno de

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1 FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Recife PE - Abril 2010 Ivanda Maria Martins Silva - UFRPE martins.ivanda@gmail.com Categoria (Conteúdos e Habilidades) Setor Educacional (Educação

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO E ANÁLISE DOS FATORES QUE DIFICULTAM A ATUAÇÃO DO DOCENTE NA MODALIDADE EAD NO ENSINO SUPERIOR

IDENTIFICAÇÃO E ANÁLISE DOS FATORES QUE DIFICULTAM A ATUAÇÃO DO DOCENTE NA MODALIDADE EAD NO ENSINO SUPERIOR 1 IDENTIFICAÇÃO E ANÁLISE DOS FATORES QUE DIFICULTAM A ATUAÇÃO DO DOCENTE NA MODALIDADE EAD NO ENSINO SUPERIOR Ribeirão Preto-SP - 05/2009 Edilson Carlos Caritá - Universidade de Ribeirão Preto UNAERP

Leia mais

PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL

PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL EDITAL DE SELEÇÃO PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO PARA TUTORES - PCAT

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO PARA TUTORES - PCAT 1 RESOLUÇÃO CONSU 2015 04 de 14/04/2015 PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO PARA TUTORES - PCAT Campus Virtual 2 A. JUSTIFICATIVA A vida universitária tem correspondido a um período cada vez mais

Leia mais

XLV PLENÁRIA NACIONAL DO FÓRUM DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO FNCE Belém do Pará

XLV PLENÁRIA NACIONAL DO FÓRUM DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO FNCE Belém do Pará XLV PLENÁRIA NACIONAL DO FÓRUM DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO FNCE Belém do Pará Educação Profissional em EAD; soluções para o Brasil remoto Francisco Aparecido Cordão facordao@uol.com.br EAD: dispositivos

Leia mais

Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos

Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos PERFIL DOS DISCENTES DA PRIMEIRA TURMA DO CURSO PRÉ-VESTIBULAR SOCIAL TEOREMA NA MODALIDADE A DISTÂNCIA Raíza Texeira Griffo Vasconcelos (UENF) raizagriffo@gmail.com Talita Vieira Barros (UENF) tv.barros@yahoo.com.br

Leia mais

Pesquisa Semesp. A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho

Pesquisa Semesp. A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho Pesquisa Semesp A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho 2008 Ensino superior é um forte alavancador da carreira profissional A terceira Pesquisa Semesp sobre a formação acadêmica dos profissionais

Leia mais

ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS

ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS Profa. Dra. Ivete Martins Pinto Secretária Geral de Educação a Distância Coordenadora UAB/FURG Presidente da Associação Universidade

Leia mais

Sheyla Mara Coraiola Curriculum Vitae

Sheyla Mara Coraiola Curriculum Vitae Sheyla Mara Coraiola Curriculum Vitae Julho/2015 Sheyla Mara Coraiola Curriculum Vitae Dados pessoais Nome Sheyla Mara Coraiola Nome em citações bibliográficas CORAIOLA, S. M. Sexo Feminino Cor ou Raça

Leia mais

O Ensino a Distância nas diferentes Modalidades da Educação Básica

O Ensino a Distância nas diferentes Modalidades da Educação Básica O Ensino a Distância nas diferentes Modalidades da Educação Básica Francisco Aparecido Cordão Conselheiro da Câmara de Educação Básica do CNE facordao@uol.com.br 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16

Leia mais

DESIGN INSTRUCIONAL: APLICABILIDADE DOS DESENHOS PEDAGÓGICOS NA EAD ON-LINE BRASILIA-DF, MAIO, 2009

DESIGN INSTRUCIONAL: APLICABILIDADE DOS DESENHOS PEDAGÓGICOS NA EAD ON-LINE BRASILIA-DF, MAIO, 2009 1 DESIGN INSTRUCIONAL: APLICABILIDADE DOS DESENHOS PEDAGÓGICOS NA EAD ON-LINE BRASILIA-DF, MAIO, 2009 Karine Xavier Freire Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal karine.xavier@gmail.com Categoria

Leia mais

Pesquisa Semesp 2009. Índice de Imagem e Reputação

Pesquisa Semesp 2009. Índice de Imagem e Reputação Pesquisa Semesp 2009 Índice de Imagem e Reputação Uma ferramenta estratégica para a qualidade de mercado Desvendar qual é a real percepção de seus públicos estratégicos com relação à atuação das instituições

Leia mais

PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DE COLABORADORES PQC ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR MÓDULO 1: GESTÃO ACADÊMICA DE IES

PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DE COLABORADORES PQC ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR MÓDULO 1: GESTÃO ACADÊMICA DE IES MÓDULO 1: GESTÃO ACADÊMICA DE IES Educação Superior no Brasil: cenários e tendências Conceitos e concepções de universidade; aspectos históricos da educação superior no Brasil; a reforma da educação superior

Leia mais

DISCIPLINAS ONLINE EM CURSOS PRESENCIAIS: ESTUDO SOBRE A PERCEPÇÃO DOS ALUNOS

DISCIPLINAS ONLINE EM CURSOS PRESENCIAIS: ESTUDO SOBRE A PERCEPÇÃO DOS ALUNOS 1 DISCIPLINAS ONLINE EM CURSOS PRESENCIAIS: ESTUDO SOBRE A PERCEPÇÃO DOS ALUNOS Resende - RJ - Abril - 2014 Miguel Carlos Damasco dos Santos Associação Educacional Dom Bosco contato@profdamasco.site.br.com

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online SUPERVISÃO E ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de

Leia mais

2. Cursos de Extensão

2. Cursos de Extensão 2. Cursos de Extensão Instituto Internacional de Cromatografia (IIC) APRESENTAÇÃO DOS CURSOS DE EXTENSÃO DO IIC O Instituto Internacional de Cromatografia (IIC) oferecerá no ano de 2011 as seguintes atividades

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA DIRETORIA DE ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS NOTA TÉCNICA 020/2014 Indicador de adequação da formação do docente

Leia mais

Tecnologias Digitais e Educação a Distância: letramento digital e formação de professores

Tecnologias Digitais e Educação a Distância: letramento digital e formação de professores Tecnologias Digitais e Educação a Distância: letramento digital e formação de professores Prof. Dr. Luís Paulo Leopoldo Mercado Universidade Federal de Alagoas Conteúdos Cenário das práticas pedagógicas

Leia mais

MANUAL - DISCIPLINA SEMIPRESENCIAL SUMÁRIO

MANUAL - DISCIPLINA SEMIPRESENCIAL SUMÁRIO MANUAL - DISCIPLINA SEMIPRESENCIAL SUMÁRIO APRESENTAÇÃO AMBIENTE VIRTUAL AS VANTAGENS DESSA MODERNA SISTEMÁTICA DO ENSINO SÃO: O PAPEL DO ALUNO PROFESSOR TUTOR AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM ACESSO AO AMBIENTE

Leia mais

AVALIAÇÃO, GESTÃO E QUALIDADE NO ENSINO SUPERIOR AS POLÍTICAS PÚBLICAS BRASILEIRAS

AVALIAÇÃO, GESTÃO E QUALIDADE NO ENSINO SUPERIOR AS POLÍTICAS PÚBLICAS BRASILEIRAS AVALIAÇÃO, GESTÃO E QUALIDADE NO ENSINO SUPERIOR AS POLÍTICAS PÚBLICAS BRASILEIRAS Fernanda de Cássia Rodrigues Pimenta UNICID 1 fernanda@educationet.com.br Prof. Dra. Celia Maria Haas UNICID 2 celiamhaas@uol.com.br

Leia mais

TUTORIAL DE AMBIENTAÇÃO AO SGUS

TUTORIAL DE AMBIENTAÇÃO AO SGUS TUTORIAL DE TUTORIAL DE Sumário APRESENTAÇÃO 6 OBJETIVOS 8 CAPÍTULO 1 CONHECENDO OS MENUS DE NAVEGAÇÃO 10 CAPÍTULO 2 O SGUS NA PRÁTICA DOS GESTORES 22 CONCLUSÃO 28 REFERÊNCIAS 30 TUTORIAL DE Apresentação

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online GESTÃO ESCOLAR EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação na Modalidade

Leia mais

RELATÓRIO GERENCIAL AVALIAÇÃO DA ATUAÇÃO E CONDIÇÕES DE TRABALHO DOS TUTORES DE POLO DE APOIO PRESENCIAL

RELATÓRIO GERENCIAL AVALIAÇÃO DA ATUAÇÃO E CONDIÇÕES DE TRABALHO DOS TUTORES DE POLO DE APOIO PRESENCIAL RELATÓRIO GERENCIAL AVALIAÇÃO DA ATUAÇÃO E CONDIÇÕES DE TRABALHO DOS TUTORES DE POLO DE APOIO PRESENCIAL ENSINO A DISTÂNCIA 2º SEMESTRE - 2014 CENTRO UNIVERSITÁRIO INTERNACIONAL UNINTER COMISSÃO PRÓPRIA

Leia mais

RESOLUÇÃO. Artigo 1º Fica aprovado, conforme anexo, o Regulamento da Coordenação de Ensino a Distância do Centro Universitário Franciscano do Paraná.

RESOLUÇÃO. Artigo 1º Fica aprovado, conforme anexo, o Regulamento da Coordenação de Ensino a Distância do Centro Universitário Franciscano do Paraná. RESOLUÇÃO CONSEPE 14/2006 Referenda a aprovação do Regulamento da Coordenação de Ensino a Distância do Centro Universitário Franciscano do Paraná. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão

Leia mais

Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1

Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1 Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1 Sumário Apresentação Ambiente Virtual As Vantagens Dessa Moderna Sistemática do Ensino O Papel do Aluno Professor Tutor Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EAD CNEC - FAQ

PÓS-GRADUAÇÃO EAD CNEC - FAQ PÓS-GRADUAÇÃO EAD CNEC - FAQ 1 - Quem pode fazer um curso de Pós-Graduação à distância da CNEC? Os cursos de Pós- Graduação da CNEC EAD podem ser realizados por qualquer pessoa que tenha concluído curso

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.622, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2005. Vide Lei n o 9.394, de 1996 Regulamenta o art. 80 da Lei n o 9.394, de 20 de dezembro

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância - Dresead Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.622, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2005. Vide Lei n o 9.394, de 1996 Regulamenta o art. 80 da Lei n o 9.394, de 20 de dezembro

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO VICE-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CEAD

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO VICE-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CEAD VICE-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CEAD EDITAL 02/2015 - PROCESSO DE SELEÇÃO DE PROFESSORES TUTORES A Vice-Reitoria de Graduação e o Centro de Educação a Distância (CEAD/UCB),

Leia mais

PLANEJAMENTO E GESTÃO DE DISCIPLINAS SEMIPRESENCIAIS: DEBATES, PESQUISA E PROPOSTAS

PLANEJAMENTO E GESTÃO DE DISCIPLINAS SEMIPRESENCIAIS: DEBATES, PESQUISA E PROPOSTAS 1 PLANEJAMENTO E GESTÃO DE DISCIPLINAS SEMIPRESENCIAIS: DEBATES, PESQUISA E PROPOSTAS Resende - RJ - maio/2015 Miguel Carlos Damasco dos Santos Associação Educacional Dom Bosco - contato@profdamasco.site.br.com

Leia mais

CURSO ONLINE DE ESPANHOL PARA A EJA

CURSO ONLINE DE ESPANHOL PARA A EJA CURSO ONLINE DE ESPANHOL PARA A EJA Porto Alegre - RS - Maio 2012 Jozelina Silva da Silva UFRGS/ UAB SESI jozelinasilvadasilva@gmail.com Categoria: C Setor Educacional: 1 Classificação das Áreas de Pesquisa

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENSINO LÚDICO EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação na Modalidade

Leia mais

Categoria: A Estratégicas e políticas. Setor Educacional: 5 Educação continuada em geral. Natureza: B Descrição de projeto em andamento

Categoria: A Estratégicas e políticas. Setor Educacional: 5 Educação continuada em geral. Natureza: B Descrição de projeto em andamento FORMAÇÃO CONTINUADA NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA EXPERIÊNCIA EM CURITIBA Maio/2007 Eloina de Fátima Gomes dos Santos Prefeitura Municipal de Curitiba eloinas@curitiba.org.br Cíntia Caldonazo

Leia mais

TECNOLOGIAS EMERGENTES: educação online, hibrida, colaborativa e adaptativa aplicada em cursos superiores 1

TECNOLOGIAS EMERGENTES: educação online, hibrida, colaborativa e adaptativa aplicada em cursos superiores 1 TECNOLOGIAS EMERGENTES: educação online, hibrida, colaborativa e adaptativa aplicada em cursos superiores 1 Luciene Angélica Cardoso Valle 2 Prof(a) Blanca Martin Salvago 3 RESUMO Hoje a educação passa

Leia mais

Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1

Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1 Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1 Sumário Apresentação As Vantagens Dessa Moderna Sistemática do Ensino O Papel do Aluno Professor Tutor Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Dúvidas e Suporte

Leia mais

FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013

FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013 FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013 Sete Lagoas Março de 2014 Sumário 1. DADOS DA INSTITUIÇÃO... 4 1.1. Composição da Comissão

Leia mais

DOCENCIA NA EAD: REFLEXÕES SOBRE O FAZER DOCENTE DA TUTORIA. Curitiba - PR - Outubro de 2014

DOCENCIA NA EAD: REFLEXÕES SOBRE O FAZER DOCENTE DA TUTORIA. Curitiba - PR - Outubro de 2014 1 DOCENCIA NA EAD: REFLEXÕES SOBRE O FAZER DOCENTE DA TUTORIA Curitiba - PR - Outubro de 2014 Fabio Maia - AVM Faculdade Integrada - fabiomaia.di@gmail.com Educação Superior Teorias e Modelos Inovação

Leia mais

Capacitação de Recursos Humanos para o Uso de Tecnologias no Ensino Fundamental

Capacitação de Recursos Humanos para o Uso de Tecnologias no Ensino Fundamental Programa 0042 ESCOLA DE QUALIDADE PARA TODOS Objetivo Melhorar a qualidade do ensino fundamental, mediante a democratização do acesso a novas tecnologias de suporte à formação educacional. Indicador(es)

Leia mais

CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2010

CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2010 1 CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2010 O Censo da Educação Superior, realizado anualmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), constitui se em importante instrumento

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM DESIGN DE INTERFACES COM ÊNFASE EM ACESSIBILIDADE WEB 2º SEMESTRE 2012 - Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM DESIGN DE INTERFACES COM ÊNFASE EM ACESSIBILIDADE WEB 2º SEMESTRE 2012 - Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM DESIGN DE INTERFACES COM ÊNFASE EM ACESSIBILIDADE WEB 2º SEMESTRE 2012 - Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO Regulamentação de Pós-Graduação Lato-Sensu e Ato de Credenciamento

Leia mais

INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL EXTERNA

INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL EXTERNA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior CONAES Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação Superior

Leia mais

OS USOS DAS VIDEOCONFERÊNCIAS EM EAD: DIFICULDADES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS

OS USOS DAS VIDEOCONFERÊNCIAS EM EAD: DIFICULDADES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS OS USOS DAS VIDEOCONFERÊNCIAS EM EAD: DIFICULDADES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS São Luís MA maio de 2012 Categoria: C Setor Educacional: 3 Classificação das áreas de pesquisa em EAD Macro: C / Meso: J /

Leia mais

Políticas de Educação a Distância

Políticas de Educação a Distância Políticas de Educação a Distância Prof. Fernando Jose Spanhol Prof. Fernando Jose Spanhol LED/UFSC/ABED- Avaliador SESU-INEP-CEE/SC A Evolução da Legislação 1930 - Criação do Ministério dos Negócios e

Leia mais

FÓRUM: MEIO DE INTERAÇÃO NA EAD

FÓRUM: MEIO DE INTERAÇÃO NA EAD 1 FÓRUM: MEIO DE INTERAÇÃO NA EAD Elisangela Lunas Soares UNICESUMAR Centro Universitário Cesumar elisangela.soares@unicesumar.edu.br Alvaro Martins Fernandes Junior UNICESUMAR Centro Universitário Cesumar

Leia mais

A atuação do TecSaúde e da Fundação do Desenvolvimento Administrativo para a formação em EAD de trabalhadores do SUS

A atuação do TecSaúde e da Fundação do Desenvolvimento Administrativo para a formação em EAD de trabalhadores do SUS A atuação do TecSaúde e da Fundação do Desenvolvimento Administrativo para a formação em EAD de trabalhadores do SUS São Paulo SP Maio 2012 Setor Educacional Educação Corporativa Classificação das Áreas

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online GESTÃO ESCOLAR EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação na Modalidade

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS 1 ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS SUMÁRIO INTERATIVO ENTENDENDO SOBRE O PROGRAMA TELECURSO TEC... 3 ÁREAS DE ESTUDO DO TELECURSO

Leia mais

RELATÓRIO AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FACULDADE POLITÉCNICA DE UBERLÃNDIA 2009-2010

RELATÓRIO AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FACULDADE POLITÉCNICA DE UBERLÃNDIA 2009-2010 RELATÓRIO AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FACULDADE POLITÉCNICA DE UBERLÃNDIA 2009-2010 UBERLÂNDIA, MG JANEIRO, 2011 1 Este relatório aqui apresentado foi elaborado pela Comissão Própria de Avaliação da Faculdade

Leia mais

NORMAS PARA CRIAÇÃO DE CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E DE GRADUAÇÃO NO ÂMBITO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO

NORMAS PARA CRIAÇÃO DE CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E DE GRADUAÇÃO NO ÂMBITO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO NORMAS PARA CRIAÇÃO DE CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E DE GRADUAÇÃO NO ÂMBITO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO Dispõe sobre Normas para criação de cursos Técnicos de Nível

Leia mais

CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2013 INTRODUÇÃO: O presente trabalho apresenta a relação de Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu a serem reorganizados no

Leia mais

EDUCAÇÃO ESPECIAL A DISTÂNCIA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

EDUCAÇÃO ESPECIAL A DISTÂNCIA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA EDUCAÇÃO ESPECIAL A DISTÂNCIA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA Andréa Tonini José Luiz Padilha Damilano Vera Lucia Marostega Universidade Federal de Santa Maria RS RESUMO A UFSM vem ofertando Cursos de Formação

Leia mais

softwares que cumprem a função de mediar o ensino a distância veiculado através da internet ou espaço virtual. PEREIRA (2007)

softwares que cumprem a função de mediar o ensino a distância veiculado através da internet ou espaço virtual. PEREIRA (2007) 1 Introdução Em todo mundo, a Educação a Distância (EAD) passa por um processo evolutivo principalmente após a criação da internet. Os recursos tecnológicos oferecidos pela web permitem a EAD ferramentas

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NA ÁREA DA CONSTRUÇÃO CIVIL: UMA EXPERIÊNCIA PROMISSORA

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NA ÁREA DA CONSTRUÇÃO CIVIL: UMA EXPERIÊNCIA PROMISSORA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NA ÁREA DA CONSTRUÇÃO CIVIL: UMA EXPERIÊNCIA PROMISSORA Maria Inês Franco Motti Sonia Maria José Bombardi Fundacentro Fundação Jorge Duprat de Segurança e Medicina do Trabalho O mundo

Leia mais

PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS - PAE

PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS - PAE CENTRO DE ENSINO ATENAS MARANHENSE FACULDADE ATENAS MARANHESE DIREÇÃO ACADÊMICA CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS - PAE SÃO LUIS MA 2009 DIRETORIA ACADÊMICA Diretor

Leia mais

Perguntas Frequentes Pós-Graduação

Perguntas Frequentes Pós-Graduação 1. Quem pode fazer um curso de a distância da CNEC? Os cursos de da CNEC EAD podem ser realizados por qualquer pessoa que tenha concluído curso superior. Cada um dos cursos da CNEC EAD possui um público-alvo

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Janeiro de 2011

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Janeiro de 2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2009 Janeiro de 2011 PRINCIPAIS RESULTADOS - CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR GRADUAÇÃO

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF)

TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF) TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF) Maio de 2007 Maria Rachel Barbosa Fundação Trompovsky (Apoio ao NEAD CENTRAN) rachel@centran.eb.br Vanessa Maria

Leia mais

Consultoria para desenvolvimento de estratégias de treinamento on-line

Consultoria para desenvolvimento de estratégias de treinamento on-line 1 2 A HIPOCAMPUS é uma empresa de consultoria em comunicação e ensino digital com foco nos profissionais de saúde. Estamos prontos a auxiliar empresas dos diferentes segmentos da área de saúde a estabelecer

Leia mais