Manual de Recomendações Práticas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual de Recomendações Práticas"

Transcrição

1

2 Manual de Recomendações Práticas Para utilização de painéis Masisa Índice 1) Tipos de painéis Masisa 2) Painéis E-1 3) Recomendações gerais para armazenagem e transporte 4) Recomendações gerais para utilização dos painéis Masisa 5) Uso de ferragens em painéis Masisa 6) Fresar, perfi lar, rebaixar, desbastar 7) Recomendações para acabamentos 8) Evitando o empenamento em portas 9) Recomendações para junções 10) Recomendações para uso de adesivos 11) Usos e aplicações dos painéis Masisa Melamina 12) Tabela de cargas para MDF

3 Tipos de painéis Masisa Masisa MDF É um painel de fi bras de madeira de densidade média, composto por camadas externas com densidade superior a uma camada interna com menor densidade e máxima uniformidade. Excelente para pintar e usinar, permite excelentes acabamentos, com uma importante economia de pintura e um menor desgaste de ferramentas. Formato (mm) Espessuras (mm) 1,84 x 2,75 5,5 / 9 / 12 / / 20 / 25 / 30 Masisa Melamina É um painel de MDF, revestido em uma ou duas faces com películas decorativas impregnadas com resinas melamínicas, o que resulta em uma superfície totalmente fechada, dura, isenta de poros, e resistente ao desgaste superfi cial. Está disponível em diversos padrões, classifi cados nas Linhas Touch, Madeiras Brasileiras, Contemporânea, Clássica e Cores. Masisa Nature É um painel de madeira reconstituída, fabricado através da nova tecnologia Synchron Pore, em português, poro sincronizado. O produto apresenta os veios em baixo relevo e em perfeita sincronia como desenho da madeira, resultando em um painel bonito e com a aparência e textura da madeira natural. Formato (mm) Espessuras (mm)* 1,83 x 2,75 5,5 / 15 / 18 * Variedade de padrões e espessuras sob consulta. * A textura poro sincronizado está presente em apenas uma das faces do revestimento melamínico. Formato (mm) Espessuras (mm)* 1,84 x 2,75 5,5 / 9 / / 18 / 25 * Variedade de padrões e espessuras sob consulta 2

4 Qualidade Masisa Masisa. A primeira empresa de painéis de madeira certificada com o Rótulo Ecológico ABNT O Rótulo Ecológico ABNT é um programa de rotulagem ambiental (Ecolabelling) que certifi ca produtos e serviços de desempenho ambiental superior. A atribuição do Rótulo Ecológico (Selo Verde) é similar a uma premiação uma vez que os critérios são elaborados visando à excelência ambiental para a promoção e melhoria dos produtos e processos de forma a atender às preferências dos consumidores. O rótulo está associado a práticas que englobam todo o ciclo de vida do produto, desde fl orestas renováveis e de manejo sustentável até a produção dos painéis com a classifi cação E-1. Masisa. Painéis com classificação E-1. Qualidade e pioneirismo. A classifi cação E-1 identifi ca os painéis de madeira com baixa emissão de formaldeído. Um painel é classifi cado como E-1 quando o formaldeído livre, em 100 gramas de amostra seca, é inferior a 8 mg medidos conforme o método de perfuração. O E-1, atualmente, é a única classifi cação de painéis de madeira permitida em países Europeus. A Masisa é uma empresa pioneira na utilização da classifi cação E-1 em todos os seus painéis, garantindo assim a mais baixa emissão de formaldeído do mercado. Ao comprar painéis de madeira, exija o Rótulo Ecológico ABNT e a classifi cação E-1, que assegura as mais baixas emissões de formaldeído. Cuide de sua saúde e respire tranquilo com painéis Masisa. 3

5 Recomendações gerais para armazenagem e transporte Descarregamento Ao receber o produto, todos os pacotes deverão estar com sua integridade mantida. Recomenda-se transportar as placas empilhadas, para evitar que se movam e se arrastem umas sobre as outras, sobretudo quando se tratar de produtos revestidos. Transporte No transporte das placas uma a uma, recomenda-se que seja feito por duas pessoas e, se possível, de maneira vertical. Transporte em carros Para o transporte de uma quantidade maior de placas, recomenda-se o uso de um reboque. Para evitar danos na superfície e nos cantos, recomendase transladar as placas perfeitamente alinhadas. Armazenagem As placas devem ser armazenadas, dentro do possível, de maneira horizontal, sobre base fi rme, nivelada e elevada do chão, por meio de calços adequados. Ao formar pilhas com os pacotes, observe sempre as espessuras e dimensões. Evite o empilhamento alternado de pacotes com diferentes espessuras. Se o espaço de armazenamento for reduzido, recomenda-se um empilhamento oblíquo com um ângulo superior a 20º, em relação à vertical. Somente para placas de 9 mm ou superior 4

6 Importante Em ambos os casos, a superfície deve ser lisa e completamente isolada de umidade. As placas devem ser mantidas sobre o piso, suportes (pallets ou outros) de igual tamanho, com uma distância máxima de 70 cm entre os calços. No caso de placas fi nas (5,5 a 9 mm) deve-se considerar 60 cm de distância máxima entre os apoios e um painel de 18 mm como suporte da pilha. Da mesma forma que, no transporte, as placas devem estar perfeitamente alinhadas para evitar danos nos cantos. Se a armazenagem é feita com pilha sobre pilha, é necessário considerar que a localização deve-se encontrar perfeitamente alinhado a vertical dos calços. Armazene o Masisa MDF e o Masisa Melamina em local coberto, protegido das intempéries e longe das fontes de umidade e de calor intenso. Lembre-se que a utilização de calços entre chapas, a cada metro de altura no máximo permitirá a ventilação do material e conseqüentemente equilíbrio com o ambiente onde será utilizada. Em locais muito quentes é aconselhável a colocação de uma chapa de descarte sobre a pilha, tanto no armazenamento quanto no deslocamento durante o processamento, para reduzir o efeito do calor que incide na face do material. Esse efeito provoca perdas de umidade maior na face exposta, com consequente desequilíbrio do painel, podendo gerar deformações na chapa. Mantenha o controle de datas dos pacotes armazenados, evitando deformação do produto. Evitar que peças cortadas permaneçam muito tempo armazenadas, evitando deformação do produto. 5

7 Aplicação Resistência a Água O MDF é um produto especialmente desenvolvido para uso interior. O produto não deve ser exposto à ação da água, nem em ambientes com umidade excessiva. Esse cuidado evitará alterações nas características dimensionais e física da chapa. Resistência ao ataque de cupins O MDF deixa a fábrica isento da presença de insetos, já que durante o processo produtivo, as fi bras são submetidas à elevada temperatura e pressão. Porém, sendo um produto derivado da madeira, poderá ser atacado por eles, quando aplicado ou estocado em ambientes infestados de cupins. Mesaninos Escadas ou Pisos O MDF não é um painel estrutural, portanto não possue propriedades físico-mecânicas adequadas para este tipo de aplicação. O revestimento melamínico (BP) do MDF, diferente do revestimento melamínico do HDF utilizado em pisos, não possui uma camada extra de proteção chamada de overlay, que proporciona aos pisos, alta resistências à riscos e à abrasão (alto tráfego). Por isso o BP, não é recomendado para este tipo aplicação, e sim para ser utilizado exclusivamente na confecção de móveis e revestimento de parede. 6

8 Como Evitar Resistência ao mofo O MDF sai da fábrica isento da presença de mofo ou bolor, já que durante o processo produtivo, as fi bras são submetidas à elevada temperatura e pressão. Porém, sendo um produto derivado da madeira, poderá ser atacado por eles, quando aplicado ou estocado em ambientes úmidos e com pouca ventilação ou incidência de luz. Excesso de Calor Evite colocar o Masisa MDF em contato com fontes geradoras de calor como fogões, fornos e aquecedores, ou outros locais onde a temperatura exceda 50ºC, por tempo prolongado. Incidência de Luz Evite a incidência direta ou prolongada da luz do sol, para que a tonalidade do revestimento não se modifi que, tornando-se amarelada. Além disso, as chapas podem sofrer deformação por efeito da perda de umidade. UMIDADE No móvel: Utilizar painel de MDF ou MDP com revestimento melamíco nas duas Faces. Aplicar fi tas em todas as bordas expostas do móvel. Fazer armários suspensos ou apoiados em sóculo, em ambientes como cozinhas ou áreas de serviço. CUPIM No ambiente: Eliminar o foco de cupim, através da dedetização adequada. No móvel: Utilizar cupinicidas para madeira. MOFO E BOLOR No ambiente: Aplicação de tinta antimofo nas paredes onde estão instalados os móveis. Utilizar dispositivo que absorvam o excesso de umidade no ambiente (Jimo Anti Umidade). No móvel: Montar suspiros nas portas dos móveis, propiciando maior ventilação e entrada de ar no seu interior. Afastar, se possível, os móveis da parede. Aplicar verniz para madeira com fungicida na face crua do painel, quando houver. 7

9 Limpeza Para limpar a superfície do painel Masisa Melamina, recomendamos o uso de uma fl anela limpa e seca. Se necessário, um pano umedecido com água ou detergente neutro. Para remoção de manchas, utilize um pano umedecido com uma solução de álcool e água (partes iguais). Nunca use produtos abrasivos, como saponáceo e esponja de aço. 8

10 Recomendações gerais para utilização dos painéis Masisa Corte das placas Placas cruas No corte manual, recomendase o uso de serras de dentes bem fi nos, sem trava ou com uma trava bem reduzida. A máquina deve estar corretamente nivelada e fi xada ao piso. Caso contrário, as vibrações do motor se transmitirão ao disco, prejudicando o trabalho de corte. A folha de serra deve ter uma espessura mínima de 3 mm para evitar vibrações. É de vital importância manter a guia paralelamente ao plano de serra. Qualquer desvio será transmitido ao corte. Serra com dentes de Wídia apresenta maior durabilidade. Os melhores cortes obtêm-se utilizando serras com dentes do tipo trapezoidal alternado ou do tipo côncavo. Em cortes com serras circulares, recomenda-se que a serra seja com riscador. Dessa forma será possível obter um corte perfeito em ambas as faces das placas. Para o corte de placas de aglomerado revestidas com melamina, recomenda-se velocidades de corte entre 60 e 90 m/s. Para ambos os casos recomenda-se o uso da tabela de velocidade de corte. Lembre-se que a qualidade do corte nas bordas depende da altura de serra em relação à placa. Se está trabalhando com placas revestidas do tipo chapeadas, melamina ou fi nishfoil, considere o seguinte: quanto maior a altura de serra melhor o resultado sobre a face superior, e quanto menor a altura melhor é o corte na face inferior. Testando e regulando se chega à altura apropriada. Maior altura: melhor qualidade na face superior Menor altura: melhor qualidade na face inferior Paralelismo entre a ferramenta de corte e a guta Direção de entrada da placa Placas revestidas Além de considerar os mesmos cuidados anteriores, verifi que o seguinte: 9

11 VELOCIDADE DE CORTE Diâmetro da serra 100 mm 125 mm 150 mm 180 mm 200 mm 220 mm 250 mm 300 mm 350 mm 400 mm 60 m/s m/s m/s m/s r.p.m r.p.m r.p.m r.p.m r.p.m r.p.m r.p.m r.p.m r.p.m r.p.m. Fresagem Na fresa de mesa (Tupia), é apropriado considerar dentes Wídia, tanto para os cabeçais com facas intercambiáveis quanto para os fi xos. A velocidade do corte e o avance da serra devem manter uma adequada relação para se obter um bom resultado nas bordas. Um avance insufi ciente produz pó de serra, esquenta as ferramentas e encurta a sua durabilidade. Aspectos gerais de acabamento em Pintura e Verniz Para assegurar ótimos resultados no processo de acabamento é necessário considerar as seguintes observações: A umidade relativa do ambiente deve oscilar entre 40 e 80%. Acima desse valor existe um alto risco de perda de brilho. A temperatura ideal o ambiente deve oscilar entre 18 e 24º C. De todas as maneiras, é necessário considerar em cada caso, as recomendações do fabricante de tinta, em função dos requerimentos próprios do lugar e do tipo de acabamento a ser aplicado. Realizar os trabalhos em ambiente isento de pó, com as peças já lixadas e limpas. As lacas e vernizes não têm capacidade de recheio. Assim, qualquer risco na superfície será visto, ainda mais se o verniz for brilhante. Selar a superfície com seladores para madeira, seguindo as indicações do fabricante. Aplicar lacas de acabamento de acordo como efeito desejado. Pintura sobre o MDF O Masisa MDF pode ser pintado utilizando pistola comum, pistola com caneca ou ainda com tanque de pressão. Entretanto, deve-se estar atento à pressão, à mangueira e à linha de ar. Pressão: Seguir sempre a recomendação do fabricante, pois a pres- 10

12 são mais alta ou mais baixa do que o padrão pode prejudicar o acabamento, causando efeitos como o de casca de laranja. Mangueira: Caso esteja muito comprida, pode provocar acúmulo de água e, consequentemente, condensação, prejudicando o acabamento da peça. É recomendável manter distância reduzida entre mangueira, pistola e fi ltro regulador. Uniformidade nos movimentos: Durante as passadas ou demãos, manter distância constante entre o bico da pistola e a superfície do painel, evitando acúmulos em diferentes partes da peça. Não existe uma distância padrão para a pintura. A distância ideal varia em função da pressão do ar, da tinta escolhida, do equipamento e do tipo de painel a ser pintado. Entretanto, normalmente, a distância ideal varia entre 15 e 35 cm. Faça testes para garantir que não haja escorrimento de tinta ou secagem da mesma antes do contato com a peça. Cada demão deve proporcionar uma cobertura de aproximadamente 50% para que a pintura fi que uniforme. No caso de peças usinadas, recomenda-se alguns cuidados especiais, já que todo e qualquer tipo de painel apresenta menor densidade em sua camada interna e, portanto, requer maior atenção e retrabalho nos acabamentos: 1) Lixar com lixa grão 220/240 2) Aplicar fundo e lixar com lixa grão 280 3) Aplicar fundo na peça 4) Lixar toda a peça com lixa grão 320/340 A quantidade de demãos e lixamento depende do acabamento desejado. Produtos à base de Poliuretano (bicompente) e de Poliéster são recomendados para o MDF. Seladores à base de nitrocelulose não devem ser utilizados para a pintura de painéis de MDF. Componentes de ambos os materiais podem reagir, difi cultando a secagem e o acabamento. Neste, como nos demais processos da marcenaria, é recomendável a atenção quanto à viscosidade e combinação e produtos e diluentes a serem utilizados. Estas recomendações se aplicam tanto para o MDF revestido em uma das faces como para a chapa crua. Masisa MDF é um painel standard, produzido de acordo com rigorosos padrões de qualidade especifi cados por normas europeias. Para obter o melhor resultado possível com o produto, evite utilizá-lo em lugares expostos à ação de água ou ambientes com umidade excessiva. Se instalado em ambientes onde as condições de umidade e ventilação são adversas, o Masisa MDF poderá desenvolver fungos, comprometendo as propriedades do produto. Em caso de dúvidas acesso nosso site Revestimento de bordas Para revestir as bordas com lâminas de madeira ou fi tas de borda melamínicas, é necessário lixar primeiro a borda da placa com lixa número 120, eliminando partículas levantadas ou soltas. Elimine o excedente de pó da borda da placa. Aplique cola de contato na borda da placa e na lâmina ou fi ta. Uma vez seca a cola, uma a fi ta da placa desde uma extremidade e assegurando uma adequada fi xação pressionando como pedaço de madeira de pontas arredondadas. 11

13 A pressão exercida por este pedaço de madeira deve ser igual e constante, para evitar que a fi ta de borda de levante. Para o acabamento com fi ta melamínica, elimine o excedente com uma linha fi na ou recorte com um formão. Logo, lixe com uma lixa 280, tendo especial cuidado para não riscar a superfície. Para revestir bordas de uma grande quantidade de peças manualmente, recomenda-se empilhar as placas e alinhá-las perfeitamente. Para aplicar adesivo na fi ta, pregue um extremo do rolo no banco de trabalho e aplique o adesivo desenrolando-o. Para o caso de lâmina de madeira, corte o excesso sempre na direção dos veios (da madeira). Fitas de borda Melamina, madeira e PVC são alguns dos materiais mais usuais nas fi tas de borda à disposição no mercado brasileiro. Compondo o aspecto estético fi nal do móvel, todas elas cumprem a mesma função: garantir qualidade e resistência às laterais dos painéis de madeira revestidos. Embora de custo relativamente reduzido na produção de um móvel, as fi tas de borda cumprem papel essencial, possibilitando um acabamento perfeito e impedindo que a madeira dos painéis lasque ou tenha suas bordas danifi cadas. Acompanhando o desenvolvi- mento da indústria de painéis, os fabricantes de fi tas de borda vêm oferecendo, a cada ano, um maior número de cores e padrões para seus produtos. A ideia é garantir um perfeito casamento entre os painéis usados na confecção de um móvel, mas combinações mais ousadas e contrastantes também têm vez, principalmente na confecção de móveis infantis e, eventualmente, dos móveis para escritórios. Além das milhares de opções já existentes para pronta-entrega, boa parte das indústrias nacionais produzem também, sob encomenda, fi tas de borda com vários tipos de acabamento de superfície liso, com texturas ou nervuras, com ou sem brilho. As espessuras disponíveis variam normalmente entre 0,4 mm e 0,5 mm, em qualquer largura. Características: Melamina Com excelente resposta em máquina e formação, as fi tas de borda em melamina podem ser usadas em aplicações retas e contornos. Estão disponíveis em uma grande variedade de cores sólidas e padrões madeirados, acompanhando os mais recentes lançamentos da 12

14 indústria de painéis. Madeira Em larguras a partir de 6.25 mm, são produzidas em dois tipos, fi nas e grossas com espessuras entre 1 mm e 10 mm. São comercializadas á pronta entrega em diversos dos padrões mais frequentes na fabricação de móveis laminados com madeira. As fi nas estão disponíveis pré-lixadas, e podem ser reforçadas com véu duplo de papel para permitir sua curvatura. Podem ser encontradas em pré-colado e sem cola. As grossas são comercializadas em tiras pré-compostas possibilitando diversas combinações exclusivas, e em rolos. Polímeros 1. PVC Policloreto de Vinilo O mais popular dos materiais, o PVC torna as fi tas de borda altamente resistentes, de fácil aplicação e manutenção. Suas características técnicas e qualidade favorecem seu uso nos mais variados tipos de móveis. 2. ABS Acrilonitrilo-Butadieno-Estireno É talvez o segundo polímero mais utilizado em fi tas de borda hoje em dia. De aplicação mais condicionada que o PVC, o material em ABS não resiste à limpeza com produtos químicos, devendo ser limpo apenas com álcool etílico. As fi tas de borda em ABS podem ser isentas de cloro, em uma alternativa mais ambientalmente correta, hoje muito valorizada no mercado europeu. 3. PS Poliestireno Comparado com os dois polímeros anteriores, tem menor resistência à abrasão. Fitas de borda neste material também só devem ser limpas com álcool etílico. 4. PP Polipropileno Mais resistente à temperaturas mais elevadas que os polímeros anteriores, as fi tas de borda em polipropileno pedem cuidados especiais em seu manuseio. Sua aplicação exige ferramentas especiais, que devem trabalhar no sentido inverso do utilizado com fi tas de borda em PVC ou ABS. Mais difíceis de pintar, exigem primer especial. 5. PC Policarbonato e PMMA Polimetil-Metacrilato também são polímeros usados na confecção de fi tas de borda, mas com menor frequência. Ao escolher uma fita de borda feita de um dos polímeros citados, esteja atendo á: 1. Resistência à abrasão Deve ser igual ou superior à da superfície do painel onde vai ser aplicada. A norma mais utilizada para medir a resistência à abrasão é a ISO Resistência à Luz As fi tas de borda de boa qualidade devem ter uma resistência ao descoloramento superior a 6, i.e. não visível a olho nu, de acordo com as normas ISO Fitas de borda de má qualidade descolorem ao fi m de pouco tempo devido à ação dos raios ultra-violeta. 3. Temperatura de Amolecimento Como alguns móveis podem estar junto de fontes de calor, como fogões e outros eletrodomésticos, as fi tas de borda devem ter uma resistência mínima ao amolecimento, de acordo com normas ASTM D1525 e ISO Estabilidade Dimensional As fi tas de borda aplicadas 13

15 a móveis próximos de fontes de calor também não devem encolher. Em uma fi ta de borda de boa qualidade o encolhimento deverá ser sempre inferior a 1,5% - o que, em temos práticos, signifi ca que o encolhimento não é perceptível na aplicação, de acordo com a norma DIN Uso de Parafusos obtidas amarrando as peças Diâmetro do furo prévio relacionado com a bitola do parafuso em mm Espessura do painel Bitola do parafuso Diâmetro do pré furo 9 3 1,5 a 1,7 12 3,5 1,7 a 1, ,0 a 2,2 15 4,5 2,3 a 2, ,6 a 2, ,1 a 3,3 Recomenda-se o parafuso auto-arrachante (tipo Fix) com chave de fenda Phillips. Recomenda-se sempre préfuração e guia para topos com 2 a 3 mm a mais que o comprimento do parafuso. Deixar no mínimo 50 mm do canto da chapa. Curvando o Masisa MDF Em geral, o trabalho com placas de madeira está relacionado com peças retas. A seguir explicaremos algumas técnicas para desenvolver peças curvas. O processo para curvar o MDF começa com cortes paralelos sucessivos por um dos lados da peça. A profundidade do corte deve ser aproximadamente 80% da espessura da placa, conferindolhe com isto um alto grau de fl exibilidade. A rigidez fi nal da peça se dará quando o adesivo é aplicado entre ambos os lados da peça. Formas simples podem ser previamente pré-coladas ao redor de um molde curvo ou em peças um pouco mais complexas, sendo armado um molde com a forma desejada e aplicando pressão. Como construir um cilindro 1) Primeiro construa um molde com as circunferências nos diâmetros desejados. A distância entre os apoios não deve ser superior a 25 cm. 14

16 2) Faça ranhuras equidistantes em uma das faces decada peça. Logo, aplique a cola sobre as faces ranhuradas de cada peça. pressionados sobre as cintas. O molde somente poderá ser removido depois de seis horas ou o tempo que o fabricante da cola indicar. 8) Deixe repousar o tempo necessário para a secagem da cola e retire os grampos e as cintas. 3) Quando for colar uma peça sobre a outra, a peça de dentro, fi cará mais comprida que a de fora. Por isso essa peça deverá ser mais larga. 6) Para assegurar um acabamento perfeito nas juntas, lixe bem as bordas retas pressionando-as sobre uma superfície plena. 9) Com esses passos, o objeto desenvolvido estará pronto para receber o acabamento desejado. 4) Posicione as peças já coladas sobre o molde e amarre-as com cintas, aplicando pressão sobre os apoios da matriz. 7) Para montar o cilindro realize a mesma operação anterior, colando uma peçana outra e ambas sobre o molde. 10) Para esconder as ranhuras das bordas, aplique uma massa e logo, o acabamento. 5) Utilize grampos ou sargentos 15

17 Uso de ferragens em painéis Masisa Sistemas de Fixação Há muitas opções desse tipo de ferragens disponíveis no mercado. Portanto, ao projetar um móvel, escolha aquela que melhor se adapta ao seu propósito, e valorize seu produto perante o cliente. Usando material de qualidade, mais do que fazer uma venda, você conquista um cliente, satisfazendo-o não apenas na hora da entrega, mas ao longo dos anos. É assim que ele lembra de você sempre que quiser encomendar outros móveis. Dobradiças A escolha desses acessórios está diretamente relacionada à qualidade e durabilidade que se pretende dar ao móvel, uma vez que eles estão entre os componentes mais sujeitos a esforços no uso diário. Utilize dobradiças e calços de qualidade e deixe claro para o cliente o quanto estes acessórios irão contribuir para a qualidade fi nal e a vida útil do móvel. Os dois principais tipos de dobradiças hoje disponíveis no mercado são as dobradiças de pressão (ou de caneco ) e as dobradiças pivotantes - usadas basicamente em portas que necessitam de um grande ângulo de abertura, ou pedem o uso de dobradiças invisíveis. As dobradiças de pressão apresentam vantagens por: Dispensar o uso de fechos nos móveis Dispensar a fi xação em topos de porta Permitir que a dobradiça sejatotalmente embutida no móvel e permitir regulagens na porta Entre os modelos mais comuns de dobradiças de pressão estão a Reta (ou Baixa), Curva (ou Alta) e Super Curva (ou Super Alta, ou de Embutir). Uma variedade considerável de dobradiças com funções especiais também está disponível no mercado, garantindo mais fl exibilidade aos seus projetos. As dobradiças com sistemas de amortecimento - uma tendência bastante atual- que evitam ruídos e garantem suavidade no fechamento - são um bom exemplo. As dobradiças com controle da tensão da mola, que permite que se regule a forçade fechamento da porta, são outro. Também existem dobradiças com formas de fi xação especiais, como a de caneco expansível, que usada em conjunto com o calço linear, permite que se esconda os parafusos de fi xação. Calços Sua combinação com a dobradiça correta determina o resultado da montagem entre porta e armário. Alguns calços mais comuns no mercado são o calço Direkt, o calço com ajuste de altura e excêntrico, e o calço linear. Importante Veja alguns cuidados ao escolher e instalar dobradiças: 1) Faça a opção pelo tipo de montagem a) Recobrimento total: a porta fi ca na frente do painel lateral do móvel. b) Recobrimento parcial: as duas portas fi cam na frente do painel intermediário do móvel. Deve-se prever a folga entre as portas. 16

18 c) Embutida: a porta fi ca por dentro do painel lateral do móvel. Deve-se fazer uso de urna dobradiça super alta. 2) Distância C A distância C é a medida (em mm) entre a borda da porta e a tangente do furo de base. Esta medida depende da dobradiça a ser utilizada. Quanto maior a distância C, menor a folga exigida. 3) Recobrimento da porta É a cobertura da porta sobre a lateral do móvel. 4) Quantidade de dobradiças A largura, peso e a qualidade do material da porta são fatores importantes na determinação do número de dobradiças. Adote a imagem abaixo como referência. Para maiores informações, consulte os fabricantesde sistemasde fi xação. Procedimentos para instalação de dobradiças Para que uma dobradiça tenha um funcionamento adequado, os seguintes pontos devem ser observados no momento da instalação: Executar na porta o furo para caneca e também os furos de guia para os parafusos ou buchas para garantir o esquadro do produto. Montar a dobradiça na porta sem o calço. Fixar o calço na lateral obedecendo a distância de 37 mm (exceto portas embutidas). Montar a porta no armário. Ao executar o procedimento acima, o profi ssional passa a usufruir todos os recursos de regulagem que o produto oferece e fi ca assegurado o funcionamento do produto de forma adequada durante toda a vida útil para o qual ele foi projetado. Dobradiças Especiais Além das dobradiças de pressão normalmente utilizadas pelos fabricantes, existe uma imensa quantidade de modelos especiais disponíveis no mercado para atender as mais diversas situações de projetos. Seguem alguns exemplos: 1) Selekta 4 Dobradiça de eixo simples com montagem de slide com ângulo de abertura até 280 para painéis laterais de espessura 15 e 19 mm. 2) Dobradiça tipo invisível para portas leves e mesas 17

19 Em aço Bordas arredondadas para facilitar o uso da broca de 14 mm de diâmetro Ângulo de abertura180 Utilizável no lado direito ou esquerdo 3) Articuladores especiais para portas horizontais tipo Lift Completa funcionalidade e segurança. Mola com alta resistência para sustentar o peso da porta. Assegura uma articulação suave e fechamento com resistências excelentes. O ângulo de abertura de 75 a 90 mantém a porta com abertura sufi ciente para o livre acesso ao interior do móvel. Aplicável na linha de furação 32. Peso máximo da porta: 4,6 kg. Aço niquelado. Dispositivos de montagem Uma observação muito importante no que diz respeito ao uso dos mais modernos dispositivos de montagem criados para MDF, trata-se do fato de que para um resultado satisfatório quando da aplicação desses itens, é fundamental que os componentes dos móveis tenham um corte de qualidade (acabamento,dimensão e esquadro). Dispositivos de montagem são acessórios utilizados para unir os componentes do móvel. Seu objetivo além de construir o móvel é também estruturar, permitir montagem e desmontagem e facilitar o transporte até o local da montagem no cliente. Para aplicação em painéis de MDF, grande parte dos dispositivos disponíveis no mercado utilizam o princípio de carne em seu funcionamento.a escolha do dispositivo a ser utilizado considerando-se a questão técnica leva em consideração a espessura da chapa (alguns dispositivos só podem ser aplicados em chapas acima de 15 mm). Outros fatores que infl uenciam são: Material com o qual é produzido (plástico, Zamak, aço, etc). Tipo de usinagem necessária para sua instalação. Disponibilidade e custo. Veja os principais dispositivos encontrados no mercado: Rastex 15 Todas as versões do Sistema Rastex 15 apresentam grande resistência, segurança e alto poder de tracionamento. Dupla de segurança proporcionada por entalhes internos e externos. O parafuso é fi xado centralmente, evitando deslocamento 18

20 dos painéis. O tambor é acionado com chave PZ 3, chave de fenda ou chave Allen SW 4. Possui arremate para cobrir imperfeições do furo. Próprio para painéis com espessura de 15, 18, 20 e 30 mm. Parafusos de montagem com dispositivo Rastex 15 Hastes duplas Hastes Angulares Hastes duplas Angulares Existem disponíveis no mercado, uma variedade muito grande de parafusos para fazer conjunto com o Rastex 15. Essa variedade serve para atender as mais diversas necessidades de aplicações que possam surgir. Modelos de Parafusos: Parafuso rapid com bucha expansiva, dispensa o uso de ferramentas para sua aplicação. Parafuso com rosca euro (para aplicação direto na chapa) VB 36 Esse é o dispositivo de montagem mais versátil atualmente no mercado, indicado principalmente para aplicação em chapas de MDF revestidas com melamina. Também pode ser usado em chapas de aglomerado e OSB. 19

Manual de Recomendações Práticas

Manual de Recomendações Práticas Manual de Recomendações Práticas Para utilização de painéis Masisa Índice 1) Tipos de painéis Masisa 2) Painéis E-1 3) Recomendações gerais para armazenagem e transporte 4) Recomendações gerais para utilização

Leia mais

Painéis MDP Masisa. Manual de Recomendações Práticas. Índice

Painéis MDP Masisa. Manual de Recomendações Práticas. Índice Painéis MDP Masisa Manual de Recomendações Práticas Índice 1) Painéis E-1 2) Recomendações gerais para armazenam e transporte 3) Recomendações gerais para utilização dos painéis MDP Corte Usinagem ou fresagem

Leia mais

Painéis MDPremium. Manual de Recomendações Práticas

Painéis MDPremium. Manual de Recomendações Práticas Painéis MDPremium Manual de Recomendações Práticas Painéis MDPremium Manual de Recomendações Práticas Índice 1) Painéis E-1 01 2) Dupla proteção exclusiva: E-1 + BioCote 02 3) Quais os painéis MDPremium

Leia mais

1. Identificação do Produto e da Empresa

1. Identificação do Produto e da Empresa 1. Identificação do Produto e da Empresa Produto: Perfis de Poliestireno Tipo de produto: 96 % de Poliestireno Reciclado e 4 % de Poliestireno Virgem Empresa: Indústria e Comércio de Molduras Santa Luzia

Leia mais

Matérias Primas e Processos para Marcenaria INTRODUÇÃO

Matérias Primas e Processos para Marcenaria INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO A cada dia surgem no mercado novos materiais com o objetivo de tornar a produção mais competitiva, reduzindo as etapas de produção, o tempos de fabricação e os custos. Madeira maciça A madeira

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARLOS BARBOSA SECRETARIA MUNICIPAL DE PROJETOS E OBRAS PÚBLICAS MEMORIAL DESCRITIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARLOS BARBOSA SECRETARIA MUNICIPAL DE PROJETOS E OBRAS PÚBLICAS MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: MÓVEIS PARA SECRETARIA DE PROJETOS E OBRAS PÚBLICAS RUA ASSIS BRASIL, 11, CENTRO CARLOS BARBOSA GENERALIDADES O presente documento tem por objetivo: Instruir as condições que

Leia mais

KIT Porta IPUMIRIM. Manual técnico e instruções de instalação

KIT Porta IPUMIRIM. Manual técnico e instruções de instalação Manual técnico e instruções de instalação KIT Porta IPUMIRIM Este manual de instalação do Kit Faqueadas Ipumirim vai auxiliar e orientar construtores e consumidores com as informações necessárias com relação

Leia mais

Para ajuste de posição vertical da superfície e do tampo monitor utilizar as manivelas, observando o sentido correto de rotação.

Para ajuste de posição vertical da superfície e do tampo monitor utilizar as manivelas, observando o sentido correto de rotação. Manual do Produto Parabéns, Você acaba de adquirir um móvel RAVAD! Os móveis da RAVAD são especialmente projetados, desenvolvidos e montados a partir do resultado de pesquisas das tendências nacionais

Leia mais

Capa TN. com Índice. Conheça os produtos TN Faça uma escolha inteligente

Capa TN. com Índice. Conheça os produtos TN Faça uma escolha inteligente Conheça os produtos TN Faça uma escolha inteligente Corrediça Oculta TN Slowmotion Corrediça Telescópica TN H45 Corrediça Telescópica TN H45 Slowmotion Corrediça Telescópica TN MINI H35 Capa TN Corrediça

Leia mais

Elementos Táteis de Alerta Linha Dome - Mozaik

Elementos Táteis de Alerta Linha Dome - Mozaik Elementos Táteis de Alerta Linha Dome - Mozaik APRESENTAÇÃO Os elementos táteis Mozaik foram projetados para a sinalização tátil de pisos executados em praticamente quaisquer tipos de materiais de revestimento,

Leia mais

Mesa de centro com tabuleiro integrado

Mesa de centro com tabuleiro integrado Mesa de centro com tabuleiro integrado Vamos para a mesa Mesa de centro com tabuleiro integrado Esta mesa de centro é genial: ela dispõe de um tabuleiro para que possa mimar as suas vistas com todo o tipo

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DE BATENTES E PORTAS CORTA-FOGO

MANUAL DE INSTALAÇÃO DE BATENTES E PORTAS CORTA-FOGO INSTALAÇÃO DOS BATENTES A instalação dos batentes é simples porém, são necessários alguns cuidados básicos para obter uma porta em perfeitas condições: Para a fixação do batente, levantam-se as grapas

Leia mais

Manual Técnico Fibrapiso

Manual Técnico Fibrapiso Manual Técnico dos Pisos Laminados Fibrapiso O Fibrapiso possui um sistema de classificação, que estabelece requisitos práticos para áreas e níveis de utilização, indicando onde o piso laminado melamínico

Leia mais

Nosso negócio é criar soluções para ambientes

Nosso negócio é criar soluções para ambientes COMPONENTES Nosso negócio é criar soluções para ambientes Há 14 anos atuando no mercado, a Base home solutions é uma das principais empresas especializadas em criar, desenvolver e fabricar componentes

Leia mais

PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR. Automotiva Indústria

PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR. Automotiva Indústria PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR www.rehau.com.br Construção Automotiva Indústria DESIGN PARA MÓVEIS DA REHAU: SOLUÇÕES INOVADORAS DE SISTEMAS NO MESMO LOCAL A REHAU se estabeleceu como a principal

Leia mais

SOLUÇÕES PARA ARMÁRIOS SUSPENSOS ARTICULADORES

SOLUÇÕES PARA ARMÁRIOS SUSPENSOS ARTICULADORES www.hafele.com.br SOLUÇÕES PARA ARMÁRIOS SUSPENSOS ARTICULADORES IDEIAS EM MOVIMENTO ARTICULADORES DESENVOLVIDOS PELA HÄFELE A Häfele, por meio da linha Lift + Turn, oferece ao mercado uma completa gama

Leia mais

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó Dê asas à sua imaginação nas diversas aplicações do Pó Xadrez. Aplicações Xadrez Pigmento em Pó O PÓ XADREZ é um pigmento concentrado que proporciona efeitos decorativos em diversas aplicações. Mais econômico,

Leia mais

Manual Técnico - OHRA E GAV. PLANO -

Manual Técnico - OHRA E GAV. PLANO - Manual Técnico - OHRA E GAV. PLANO - Material elaborado pelo departamento técnico da OfficeBrasil Desenvolvimento de Projetos e Produtos Última atualização: Março de 2013 Belo Horizonte, MG Linha Ohra

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO CHAPAS DE POLICARBONATO ALVEOLARES

MANUAL DE INSTALAÇÃO CHAPAS DE POLICARBONATO ALVEOLARES MANUAL DE INSTALAÇÃO CHAPAS DE POLICARBONATO ALVEOLARES CHAPAS DE POLICARBONATO ALVEOLARES As chapas de policarbonato alveolares, possuem em um dos lados, tratamento contra o ataque dos raios ultravioletas,

Leia mais

Parabond 700 Adesivo estrutural elástico de elevada aderência e resistência inicial

Parabond 700 Adesivo estrutural elástico de elevada aderência e resistência inicial Parabond 700 Adesivo estrutural elástico de elevada aderência e resistência inicial Produto: Parabond 700 é um adesivo de alta qualidade, cura rápida, permanentemente elástico, à base de MS polímero, com

Leia mais

MAXIJUNTA - PASTILHAS DE PORCELANA

MAXIJUNTA - PASTILHAS DE PORCELANA INDICAÇÕES: Argamassa colante de assentamento e rejuntamento simultâneo flexível, de alta adesividade, para áreas internas e externas. O Maxijunta Pastilhas de Porcelana é indicado principalmente para

Leia mais

DICAS ANTES DA COMPRA

DICAS ANTES DA COMPRA DICAS ANTES DA COMPRA Madeira: É um material natural e variações são consideradas normais, nuances e veios existentes nos pisos são próprios da madeira; imperfeições naturais, nós e variações nas tonalidades

Leia mais

MAXIJUNTA - 3 EM 1 PRODUTO:

MAXIJUNTA - 3 EM 1 PRODUTO: INDICAÇÕES: Argamassa colante de assentamento e rejuntamento simultâneo flexível de alta adesividade para áreas internas e externas. Assenta e rejunta pastilhas de porcelana e cerâmica até 7,5 x 7,5 cm,

Leia mais

Na busca por elegância e harmonia, descobrimos que a perfeição está nos detalhes.

Na busca por elegância e harmonia, descobrimos que a perfeição está nos detalhes. DE FERRAGENS 1 Na busca por elegância e harmonia, descobrimos que a perfeição está nos detalhes. A Ez door proporciona ao mercado nacional um novo conceito em acessórios para móveis, com a qualidade e

Leia mais

INFORMAÇÕES GERAIS Linha Completa

INFORMAÇÕES GERAIS Linha Completa INFORMAÇÕES GERAIS Linha Completa www.spdcutferramentas.com.br (11) 2762 5114 Disco Diamantado 110mm Linha Profissional Disco de alto rendimento Disco Diamantado 110mm para corte a seco com alta durabilidade

Leia mais

Dicas de conservação e limpeza

Dicas de conservação e limpeza Dicas de conservação e limpeza No uso diário de seus armários, alguns cuidados devem ser tomados a fim de prolongar a vida útil do produto. Água Tome cuidado particular em torno da pia, do forno e dos

Leia mais

POLICARBONATO CHAPAS COMPACTAS. Estilo com Tecnologia. Alveolar - Compacto - Telhas - Acessórios de Instalação

POLICARBONATO CHAPAS COMPACTAS. Estilo com Tecnologia. Alveolar - Compacto - Telhas - Acessórios de Instalação POLICARBONATO CHAPAS COMPACTAS Estilo com Tecnologia Alveolar - Compacto - Telhas - Acessórios de Instalação CHAPAS COMPACTAS Chapa em policarbonato compacto, com tratamento em um dos lados contra o ataque

Leia mais

POLICARBONATO COMPACTO

POLICARBONATO COMPACTO POLICARBONATO COMPACTO Chapa em policarbonato compacto, com tratamento em um dos lados contra o ataque dos raios ultravioleta (garantia de 10 anos contra amarelamento). Por sua alta transparência, a chapa

Leia mais

Sistemas para Portas. Correr, Sanfonadas e Coplanares

Sistemas para Portas. Correr, Sanfonadas e Coplanares Sistemas para Portas Correr, Sanfonadas e Coplanares Bigfer + Hettich A Hettich é uma empresa alemã, líder mundial em ferragens e acessórios para móveis. No Brasil seus produtos são distribuídos pelo Grupo

Leia mais

Sistemas de Portas de Correr e Sanfonadas

Sistemas de Portas de Correr e Sanfonadas Sistemas de Portas de Correr e Sanfonadas Aprecie a liberdade dos movimentos Mais flexibilidade aos seus projetos Os sistemas de portas de correr e sanfonadas da Hettich foram cuidadosamente planejados,

Leia mais

KIT Nº 14 KIT Nº 2 0.905

KIT Nº 14 KIT Nº 2 0.905 KIT Nº 1 KIT Nº 2 01 Bandeja Grande Ref.0.2823 01 Rolo de Espuma Pop 23 cm Ref.0.13 com cabo Ref. 0.2072 01 Rolo de Espuma Pop 09 cm com cabo Ref. 0.1109. 01 Rolo de Espuma Pop 05 cm c/ cabo Ref. 0.1105

Leia mais

Dispositivos de Montagem

Dispositivos de Montagem Dispositivos de Montagem Bigfer + Hettich A Hettich é uma empresa alemã, líder mundial em ferragens e acessórios para móveis. No Brasil seus produtos são distribuídos pelo Grupo Bigfer, o maior fabricante

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE PINTURA

PROCEDIMENTOS DE PINTURA 1 PROCEDIMENTOS DE PINTURA 2 PROCEDIMENTOS DE PINTURA 01.00 SISTEMA DE PINTURA PARA ACABAMENTO FINAL EM LATEX PVA 01.01 - PREPARAÇÃO DA SUPERFÍCIE 1. GESSO (PLACA/PASTA) - Aplicar fundo preparador de parede

Leia mais

MANUAL DO PROPRIETÁRIO E CERTIFICADO DE GARANTIA

MANUAL DO PROPRIETÁRIO E CERTIFICADO DE GARANTIA MANUAL DO PROPRIETÁRIO E CERTIFICADO DE GARANTIA sca.com.br Parabéns! Agora, a mudança faz parte da sua vida. Neste manual, você encontrará as principais informações para garantir que seu mobiliário S.C.A.

Leia mais

Catálogo de produtos

Catálogo de produtos Catálogo de produtos Escovas Cilíndricas As escovas cilíndricas SUISSA são usadas em diversos tipos de máquinas, algumas de suas aplicações são nas varredeiras industriais de pisos, nos equipamentos de

Leia mais

PINTURA DE KITS Caros modelistas!

PINTURA DE KITS Caros modelistas! PINTURA DE KITS Caros modelistas! Buscamos sempre em nossos trabalhos a representação da realidade em miniatura, e independente de estarmos utilizando materiais de laser cut, plástico, resina ou metal,

Leia mais

MONTAGEM DE KITS. Caros modelistas!

MONTAGEM DE KITS. Caros modelistas! MONTAGEM DE KITS Caros modelistas! Nossos kits são projetados em ambiente CAD (desenho assistido por computador), depois são montados digitalmente em 3D e finalmente protótipos são cortados a laser para

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO

ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO Item Código comprasnet Qtde Mínima Qtde Máxima Unidade Descrição do Item Valor Unitário Valor mínimo Valor Máximo 01 295318 450,00 860,00 m² Paredes em gesso acartonado

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1. ESTRUTURA E BLINDAGEM DOS MODULOS 1.1 - Estruturas Laterais Externas Deverão ser confeccionadas em chapa de aço SAE1010 #18, com varias dobras formando colunas, sem quinas ou

Leia mais

MANUAL DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS E CONSERVAÇÃO LINHA TÉCNICA COLEÇÃO MARUBO MADEPLAST PERGOLADOS

MANUAL DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS E CONSERVAÇÃO LINHA TÉCNICA COLEÇÃO MARUBO MADEPLAST PERGOLADOS MANUAL DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS E CONSERVAÇÃO LINHA TÉCNICA COLEÇÃO MARUBO MADEPLAST PERGOLADOS 1. Coleção Marubo... 02 2. Considerações antes de iniciar.... 06 3. Peças e Ferramentas... 07 4. Especificações

Leia mais

ANEXO IA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO PRESENCIAL N.º 010/2015

ANEXO IA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO PRESENCIAL N.º 010/2015 ANEXO IA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO PRESENCIAL N.º 010/2015 1. REQUISITOS GERAIS DO MOBILIÁRIO A SEREM APRESENTADOS JUNTO COM A PROPOSTA COMERCIAL: 1.1. As especificações técnicas

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO TELHAS DE POLICARBONATO

MANUAL DE INSTALAÇÃO TELHAS DE POLICARBONATO MANUAL DE INSTALAÇÃO TELHAS DE POLICARBONATO TELHAS DE POLICARBONATO As Telhas de Policarbonato proporcionam ótima transmissão de luz (praticamente idêntica ao vidro) favorecendo maior aproveitamento da

Leia mais

A INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES Fone:(31)2513-5198 Fax: (31) 2513-5203 PREGÃO ELETRÔNICO 175/2013

A INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES Fone:(31)2513-5198 Fax: (31) 2513-5203 PREGÃO ELETRÔNICO 175/2013 A INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES Fone:(31)2513-5198 Fax: (31) 2513-5203 PREGÃO ELETRÔNICO 175/2013 1 1. DADOS DO FORNECEDOR 1.1 Dados Cadastrais da Empresa Razão Social:

Leia mais

Descritivo Portas (Kit)

Descritivo Portas (Kit) Descritivo Portas (Kit) Portas hospitalares com aplicação de chapa possuem em termos de estrutura: duas lâminas de HDF densidade 800 kg/m3 e espessura de 6mm (espessura de folha 35mm) ou 9mm MDF Ultra

Leia mais

FIXANDO AS CAVERNAS NO PICADEIRO 33

FIXANDO AS CAVERNAS NO PICADEIRO 33 2 1 100 1 132 1 000 FIXANDO AS CAVERNAS NO PICADEIRO 33 1. Coloque a caverna do meio sobre o picadeiro a frente da traverssa. Para o barco de 5,2 m a caverna 2, para os barcos maiores a caverna 3. 2. Alinhe

Leia mais

GUIA TÉCNICO DE MONTAGEM

GUIA TÉCNICO DE MONTAGEM TELHAS DE FIBROCIMENTO FIBROTEX - ONDINA - ONDINA PLUS - ONDULADA - COLONIAL ONDA 50 - MAXIPLAC - KALHETA - KALHETA 49 - KALHETÃO 90 GUIA TÉCNICO DE MONTAGEM Indispensável para a montagem correta do telhado.

Leia mais

CADERNO GERAL DE ESPECIFICAÇÕES DOS MOBILIÁRIOS ITEM 1 MESAS ORGÂNICAS/GAVETEIROS/CONEXÕES/MESA REUNIÃO ITEM 1.1 MR1200 -MESA DE REUNIÃO REDONDA cor ARGILADimensões mínimas: 1200X740 mm Tampo Mesa autoportante

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES PAT.

MANUAL DE INSTRUÇÕES PAT. MANUAL DE INSTUÇÕES NP do Brasil Este manual tem por definição, orientá-lo na utilização do perfil ALUAPID para manufatura de letras e formatos na área de comunicação visual. O QUE É ALUAPID? Perfil de

Leia mais

MANUAL PASSO A PASSO DE APLICAÇÃO: GS-SUPER

MANUAL PASSO A PASSO DE APLICAÇÃO: GS-SUPER MANUAL PASSO A PASSO DE APLICAÇÃO: GS-SUPER 1. INTRODUÇÃO Este Manual de Aplicação do GS-Super demonstra passo a passo o procedimento correto para aplicação do material bem como os cuidados necessários

Leia mais

2. CARACTERÍSTICAS 1. INTRODUÇÃO

2. CARACTERÍSTICAS 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO O estabilizador portátil de câmera Tedi Cam é um equipamento de avançada tecnologia utilizado para filmagens de cenas onde há a necessidade de se obter imagens perfeitas em situações de movimento

Leia mais

Crescendo com Você. Montagem de Sistemas

Crescendo com Você. Montagem de Sistemas Crescendo com Você Montagem de Sistemas Estocagem Armazene as chapas em local seco e abrigado. Transporte as chapas de duas em duas. Transporte as chapas na posição vertical. Os calços devem ter 5 cm de

Leia mais

Sistemas para Portas. Correr, Sanfonadas e Coplanares

Sistemas para Portas. Correr, Sanfonadas e Coplanares Sistemas para Portas Correr, Sanfonadas e Coplanares Bigfer + Hettich A Hettich é uma empresa alemã, líder mundial em ferragens e acessórios para móveis. No Brasil seus produtos são distribuídos pelo Grupo

Leia mais

PRODUTO: ARMÁRIO DE MADEIRA Portaria nº 69/SMG-G/2009 de 03/07/2009. 2.2.1. Painéis da caixa, inclusive o vertical interno, portas e prateleiras.

PRODUTO: ARMÁRIO DE MADEIRA Portaria nº 69/SMG-G/2009 de 03/07/2009. 2.2.1. Painéis da caixa, inclusive o vertical interno, portas e prateleiras. 1 CÓDIGO SUPRI: 71.654.002.001.0029-1 PRODUTO: ARMÁRIO DE MADEIRA Portaria nº 69/SMG-G/2009 de 03/07/2009 1. DESTINAÇÃO Para guarda de materiais de escritório em geral. 2. REQUISITOS GERAIS (VER DESENHOS

Leia mais

Adaptação do para-brisa inteiriço por bipartido

Adaptação do para-brisa inteiriço por bipartido Adaptação do para-brisa inteiriço por bipartido A instalação dos pára-brisas, só deve ser feita por profissionais experientes, em caso de dúvida durante a instalação, favor contatar a assistência disponível

Leia mais

LANÇAMENTO MARÇO 2015 CHUMBADOR QUÍMICO WIT-P 200

LANÇAMENTO MARÇO 2015 CHUMBADOR QUÍMICO WIT-P 200 LANÇAMENTO MARÇO 2015 CHUMBADOR QUÍMICO WIT-P 200 Descrição do produto O Chumbador Químico WIT-P 200 possui excelente propriedade de fixação e ancoragem em substratos maciços e ocos, com rápido tempo

Leia mais

ESQUADREJADORA. Princípios principais de utilização e precauções:

ESQUADREJADORA. Princípios principais de utilização e precauções: ESQUADREJADORA A esquadrejadora é uma máquina de serra circular que permite realizar cortes rectos de precisão, vazados ou interrompidos, de peças de grande dimensão. É constituída por um corpo com mesa

Leia mais

Referência na fabricação de lençóis de borracha com altíssima resistência ao desgaste CATÁLOGO

Referência na fabricação de lençóis de borracha com altíssima resistência ao desgaste CATÁLOGO Referência na fabricação de lençóis de borracha com altíssima resistência ao desgaste CATÁLOGO A Pang do Brasil é uma empresa com 36 anos de experiência na fabricação de peças para revestimento em borracha.

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO, ORÇAMENTO E PROJETO DO ACESSO PRINCIPAL E IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE FRONTEIRA

MEMORIAL DESCRITIVO, ORÇAMENTO E PROJETO DO ACESSO PRINCIPAL E IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE FRONTEIRA MEMORIAL DESCRITIVO, ORÇAMENTO E PROJETO DO ACESSO PRINCIPAL E IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE FRONTEIRA Orçamento Unidade Básica de Saúde - Fronteira Estrutura para o acesso e identificação do

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DOS PISOS VINÍLICOS EM MANTAS FORTHFLEX, FORTHPISO, FORTHVINYL, CARAVAN E PASTILLE FLOOR

MANUAL DE INSTALAÇÃO DOS PISOS VINÍLICOS EM MANTAS FORTHFLEX, FORTHPISO, FORTHVINYL, CARAVAN E PASTILLE FLOOR MANUAL DE INSTALAÇÃO DOS PISOS VINÍLICOS EM MANTAS FORTHFLEX, FORTHPISO, FORTHVINYL, CARAVAN E PASTILLE FLOOR ANTES DA INSTALAÇÃO: Para podermos ter uma excelente apresentação da instalação não dependemos

Leia mais

Marcadores com ponta porosa, retrátil, lavável em água corrente, permitindo o uso imediato quando a ponta estiver ressecada ou com impregnações.

Marcadores com ponta porosa, retrátil, lavável em água corrente, permitindo o uso imediato quando a ponta estiver ressecada ou com impregnações. Marcadores com ponta porosa, retrátil, lavável em água corrente, permitindo o uso imediato quando a ponta estiver ressecada ou com impregnações. Tinta permanente para marcar todos os tipos de metais, plásticos,

Leia mais

MANUAL DO TRANSFORMADOR

MANUAL DO TRANSFORMADOR MANUAL DO TRANSFORMADOR Acrílico Espelho Bérkel MANUAL DO TRANSFORMADOR ACRÍLICO ESPELHO BÉRKEL Os espelhos acrílicos Bérkel são leves e resistentes, e foram desenvolvimentos para um vasto campo de aplicações

Leia mais

Roda CP Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Janeiro / 2002

Roda CP Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Janeiro / 2002 3 Roda CP Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Janeiro / 2002 Substitui: Dezembro/2000 Página 1 de 14 Introdução: As Rodas Scotch-Brite C&P (Cutting & Polishing) são um eficiente e econômico produto

Leia mais

Manual de Instruções e Termo de Garantia

Manual de Instruções e Termo de Garantia Manual de Instruções e Termo de Garantia 1.Identificação dos itens. 2.Marque na porta a altura do centro da maçaneta (sugestão: 1,10m em relação ao piso). 4.Com auxílio de ferramentas (formão, furadeira,

Leia mais

Outros materiais que merecem atenção do marceneiro. Introdução

Outros materiais que merecem atenção do marceneiro. Introdução Introdução Existem diversos materiais utilizados pela marcenaria na composição do móvel ou ambiente. Por exemplo os vidros, chapas metálicas, tecidos e etc. O mercado fornecedor da cadeia moveleira lança

Leia mais

MANUAL DE CONSERVAÇÃO DOS PRODUTOS CRIARE

MANUAL DE CONSERVAÇÃO DOS PRODUTOS CRIARE MANUAL DE CONSERVAÇÃO DOS PRODUTOS CRIARE Para que a vida útil do seu produto seja maior, recomendamos que estas informações sejam transmitidas às pessoas que executam a limpeza da sua casa. DE OLHO NA

Leia mais

Yep. Nicho para Fogão 80/90-57cm. Partes do Produto. Componentes

Yep. Nicho para Fogão 80/90-57cm. Partes do Produto. Componentes Yep Partes do Produto Nicho para Fogão 80/90-57cm Tampo Vendido Separadamente - Lateral Direita/ Esquerda (x) - Fechamento Frontal (x) - Travessa Inferior (x) - Travessa Traseira (x) 5- Fechamento Lateral

Leia mais

Apresentação MDF E MDP. Definições, comparativos e informações relativas ao material MDF e MDP.

Apresentação MDF E MDP. Definições, comparativos e informações relativas ao material MDF e MDP. Apresentação MDF E MDP Definições, comparativos e informações relativas ao material MDF e MDP. MDF (Medium Density Fiberboard) Fibra de Média Densidade Painel de fibras de madeira encoladas com resina

Leia mais

Construção de Edícula

Construção de Edícula Guia para Construção de Edícula Guia do montador Mais resistência e conforto para sua vida. As paredes com Placas Cimentícias Impermeabilizadas e Perfis Estruturais de Aço Galvanizado para steel framing

Leia mais

CARROS DE APOIO À INDUSTRIA

CARROS DE APOIO À INDUSTRIA Carros de Mão Carros Ligeiros com Carros para Cargas Médias/Elevadas Carros Armário com e sem Prateleiras Carros com Banca de Trabalho Carros de Apoio à Industria Carros de Reboque Carros para Escritóio

Leia mais

ZJ20U93 Montagem e Operacional

ZJ20U93 Montagem e Operacional www.zoje.com.br ZJ20U93 Montagem e Operacional ÍNDICE 1. Aplicação...2 2. Operação segura...2 3. Cuidados antes da operação...2 4. Lubrificação...2 5. Seleção da agulha e do fio...3 6. A Inserção da agulha...3

Leia mais

Sistema de Forros Trevo Drywall

Sistema de Forros Trevo Drywall Nome da Empresa Endereço Tel/Fax (88) 3571-6019 Site E-mail DADOS DO FABRICANTE Trevo Industrial de Acartonados S/A. Av.Josias Inojosa de Oliveira 5000 - Distrito Industrial do Cariri Juazeiro do Norte

Leia mais

PISOS LAMINADOS UNIKA Com Tecnologia Alemã

PISOS LAMINADOS UNIKA Com Tecnologia Alemã PISOS LAMINADOS UNIKA Com Tecnologia Alemã Apresentação Apresentamos um novo conceito de Mercado para a Distribuição e Venda Direta de Produtos e Serviços para o Setor da Construção Civil; Com Ênfase em

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA - LINHA SISTEMA LINEAR

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA - LINHA SISTEMA LINEAR ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA - LINHA SISTEMA LINEAR TODA A LINHA DE PRODUTOS DO SISTEMA LINEAR, POSSUE LAUDOS DE ENSAIOS ERGONOMICOS ATESTADOS POR LABORATÓRIO ACREDITADO PELO INMETRO, COM CERTIFICAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO

Leia mais

MAGIC - O PROGRAMA EXCLUSIVO FITA DE BORDA QUE INOVA O SEU IMÓVEL. www.rehau.com.br. Construção Automotiva Indústria

MAGIC - O PROGRAMA EXCLUSIVO FITA DE BORDA QUE INOVA O SEU IMÓVEL. www.rehau.com.br. Construção Automotiva Indústria MAGIC - O PROGRAMA EXCLUSIVO FITA DE BORDA QUE INOVA O SEU IMÓVEL www.rehau.com.br Construção Automotiva Indústria Índice A aplicação................................................................ Pág.

Leia mais

Construção e montagem

Construção e montagem Construção e montagem Paredes com estrutura metálica W11 Construção A paredes consistem de uma estrutura metálica revestida com uma mais s de gesso, aparafusadas de ambos os lados. A estrutura metálica

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Portaria 029/2015 EMENTA: Normatiza a padronização do mobiliário existente do CRF-ES e dá outras providências. O Presidente do CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO - CRF/ES, no uso

Leia mais

Parece madeira, mas é muito melhor. Manual de instalação

Parece madeira, mas é muito melhor. Manual de instalação Parece madeira, mas é muito melhor. Manual de instalação Índice 2 Ø FERRAMENTAS RECOMENDADAS... 06 Ø PERFIS ESPECIFICAÇÕES... 07 Ø DECK PLANO NO CONTRAPISO Preparação do local... 09 Espaçamento... 10 Fixação...

Leia mais

Sistema de Paredes Trevo Drywall

Sistema de Paredes Trevo Drywall Nome da Empresa DADOS DO FABRICANTE Trevo Industrial de Acartonados S/A. Endereço Av.Josias Inojosa de Oliveira 5000 - Distrito Industrial do Cariri Juazeiro do Norte - CE - CEP 63045-010 Tel/Fax (88)

Leia mais

MANUAL DO PROPRIETÁRIO

MANUAL DO PROPRIETÁRIO MANUAL DO PROPRIETÁRIO REFRIGERADOR FHIABA GUIA-RÁPIDO Índice Página Instruções Importantes 00 Instruções importantes de segurança Os requisitos técnicos 00 Características e requisitos na instalação do

Leia mais

Robert Bosch GmbH. Luminária lounge

Robert Bosch GmbH. Luminária lounge Luminária lounge Muito relaxante Luminária lounge A luz é importante para a ambiente. Esta caixa elegante é a luminária ideal para ambientes lounge confortáveis. 1 Introdução Esta caixa elegante é a luminária

Leia mais

1. Identificação do Produto e da Empresa

1. Identificação do Produto e da Empresa 1. Identificação do Produto e da Empresa Produto: Ecodeck Tipo de produto: Composto Polímero-Madeira (WPC Wood-Plastic Composite) Empresa: Indústria e Comércio de Molduras Santa Luzia Ltda Endereço: Rodovia

Leia mais

Adesivo Stop Pregos. Adesivo MS Ultra Express. Excelente aderência em diversos tipos de material base.

Adesivo Stop Pregos. Adesivo MS Ultra Express. Excelente aderência em diversos tipos de material base. Produtos Químicos Líder de mercado na maioria dos países europeus; O mais alto nível de atendimento ao cliente do segmento industrial; Excelente imagem da marca: 92% dos engenheiros de estruturas e arquitetos

Leia mais

PLASTEEL MASSA 4:1 PLASTEEL MASSA

PLASTEEL MASSA 4:1 PLASTEEL MASSA PLASTEEL MASSA 4:1 PLASTEEL MASSA 4:1 é um composto epóxi bi-componente com carga metálica, característica de massa na cor preta, pode ser aplicado com espátula, cura a frio, substituindo de maneira muito

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada para eventual fornecimento, montagem e instalação de mobiliário, para a Procuradoria Regional do Trabalho da 2a Região

Leia mais

COMPONENTES. Chapa de gesso: 3 tipos

COMPONENTES. Chapa de gesso: 3 tipos Paredes internas Estrutura leve GESSO ACARTONADO Fixado em perfis de chapa de aço galvanizado (esqueleto de guias e montantes) Parede: chapas de gesso em uma ou mais camadas Superfície pronta para o acabamento

Leia mais

C-EC/U. Porta Comercial de Encosto em caixilho "U

C-EC/U. Porta Comercial de Encosto em caixilho U C-EC/U Porta Comercial de Encosto em caixilho "U A Dânica Doors recomenda que as instruções de montagem contidas neste manual sejam seguidas rigorosamente para que as portas atendam em sua plena funcionalidade.

Leia mais

Domus Profissional: programa para criação de móveis e ambientes sob medida. Apresenta uma foto realista dos móveis inseridos no ambiente.

Domus Profissional: programa para criação de móveis e ambientes sob medida. Apresenta uma foto realista dos móveis inseridos no ambiente. Os programas Domus são divididos em 4 aplicativos para atender às diferentes necessidades das pequenas e médias fábricas de móveis, ou de profissionais que se dedicam somente ao desenvolvimento de projetos

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES PREGÃO MOBILIÁRIO 2013.

ESPECIFICAÇÕES PREGÃO MOBILIÁRIO 2013. ESPECIFICAÇÕES PREGÃO MOBILIÁRIO 2013. Processo 56220/2013-73 Pregão 26/2014 GRUPO 1 MESAS E ESTAÇÕES DE TRABALHO 1 MESA RETANGULAR PARA COMPUTADOR 1200X770MM 2 MESA RETANGULAR PARA COMPUTADOR 1600X770MM

Leia mais

Orientações para Instalação do SISTEMA C da AMF

Orientações para Instalação do SISTEMA C da AMF Orientações para Instalação do SISTEMA C da AMF O SISTEMA C é o tipo de sistema estrutural para forros removíveis mais utilizado no mundo, combinando rapidez e simplicidade na instalação com preço econômico.

Leia mais

Rev. 01 MANUAL TÉCNICO. Kit Porta Pronto

Rev. 01 MANUAL TÉCNICO. Kit Porta Pronto MANUAL TÉCNICO Kit Porta Pronto Carga e Descarga Os produtos são carregados na empresa e preparados de modo a assegurar sua proteção. Durante o transporte até o cliente é imprescindível que sejam mantidas

Leia mais

3. EQUIPE TÉCNICA Ao adquirir um produto WOODTECH, você terá um acompanhamento técnico, importantíssimo do começo ao fim da obra.

3. EQUIPE TÉCNICA Ao adquirir um produto WOODTECH, você terá um acompanhamento técnico, importantíssimo do começo ao fim da obra. 1. ORÇAMENTO Você pode obter orçamentos remetendo seu projeto, ou planilha via fax, correio ou e- mail. Se preferir nos visitar, teremos sempre um profissional para atendê-lo. Os Orçamentos serão respondidos

Leia mais

MANUAL - POLICARBONATO POLICARBONATO CHAPAS E TELHAS TELEVENDAS. SÃO PAULO: +55 11 3871 7888 CAMPINAS: +55 19 3772 7200 www.vick.com.

MANUAL - POLICARBONATO POLICARBONATO CHAPAS E TELHAS TELEVENDAS. SÃO PAULO: +55 11 3871 7888 CAMPINAS: +55 19 3772 7200 www.vick.com. MANUAL POLICARBONATO POLICARBONATO CHAPAS E TELHAS TELEVENDAS SÃO PAULO: +55 11 3871 7888 CAMPINAS: +55 19 3772 7200 wwwvickcombr POLICARBONATO COMPACTO O Policarbonato Compacto é muito semelhante ao vidro

Leia mais

USO E APLICAÇÕES Módulo 8 Vidros Especiais

USO E APLICAÇÕES Módulo 8 Vidros Especiais USO E APLICAÇÕES Módulo 8 Vidros Especiais VIDRO TEMPERADO SERIGRAFADO IMAGEM APLICADA COM TELA DE POLÍESTER ESMALTE CERÂMICO MEDIDAS 2200 x 3600 de 3 a 12mm PARA MEDIDAS DE 15 e 19 mm CONSULTE SEU FORNECEDOR

Leia mais

COMO REALIZAR UMA EXCELENTE PINTURA PREDIAL!

COMO REALIZAR UMA EXCELENTE PINTURA PREDIAL! COMO REALIZAR UMA EXCELENTE PINTURA PREDIAL! Na execução de uma PINTURA, devemos levar em consideração os vários fatores que envolvem as etapas deste processo e suas particularidades. Por exemplo, temos

Leia mais

ANEXO VII GERÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO

ANEXO VII GERÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO ANEXO VII EMPRESA 01 EMPRESA 02 EMPRESA 03 Tampoemformatosretangular,medindo90x60cm,emchapademadeiraaglomeradadealtadensidaderevestidaemambasasfacesemlaminadoplásticode baixa pressão nas cor castanho com

Leia mais

Aspectos de Segurança - Discos de Corte e Desbaste

Aspectos de Segurança - Discos de Corte e Desbaste Aspectos de Segurança - Discos de Corte e Desbaste Os discos de corte e desbaste são produzidos e controlados com rigor, sendo submetidos a testes internos que objetivam a reprodução da qualidade lote

Leia mais

1.4. ITEM 02: SUPORTE - Dimensões: 760 x 440 x 80 mm (LxPxA) 1.5. QUANTIDADE: 1308 1.6. VALOR REGISTRADO: R$245,00

1.4. ITEM 02: SUPORTE - Dimensões: 760 x 440 x 80 mm (LxPxA) 1.5. QUANTIDADE: 1308 1.6. VALOR REGISTRADO: R$245,00 ATA DE REGISTRO DE PREÇO DADOS DO PREGÃO NÚMERO DO PREGÃO: 06/2014 NÚMERO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS: 06/2014 ÓRGÃO GESTOR: ESCOLA DE SARGENTOS DE LOGÍSTICA UASG: 160318 CONTATO NO ÓRGÃO PARA ADESÃO:

Leia mais

CORES Além das cores de catálogo pode-se obter outros tons misturando as cores entre sí.

CORES Além das cores de catálogo pode-se obter outros tons misturando as cores entre sí. TINTA ACRÍLICA PREMIUM MACTRA é uma tinta acrílica fosca com excelente desempenho. Sua FÓRMULA EVOLUTION oferece ótima cobertura, secagem rápida, fácil aplicação e baixo odor, proporcionando uma pintura

Leia mais