6. Prova Objetiva. Carpinteiro

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "6. Prova Objetiva. Carpinteiro"

Transcrição

1 Concurso Público 6. Prova Objetiva Carpinteiro Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 30 questões objetivas. Confira seu nome e número de inscrição impressos na capa deste caderno. Leia cuidadosamente as questões e escolha a resposta que você considera correta. Responda a todas as questões. Marque, na folha intermediária de respostas, localizada no verso desta página, a letra correspondente à alternativa que você escolheu. Transcreva para a folha de respostas, com caneta de tinta azul ou preta, todas as respostas anotadas na folha intermediária de respostas. A duração da prova é de 3 horas. A saída do candidato da sala será permitida após transcorrida a metade do tempo de duração da prova. Ao sair, você entregará ao fiscal a folha de respostas e este caderno, podendo destacar esta capa para futura conferência com o gabarito a ser divulgado. Aguarde a ordem do fiscal para abrir este caderno de questões manhã

2 Folha Intermediária de Respostas PMDI1001/06-Carpinteiro-manhã 2

3 língua portuguesa Para responder às questões de números 01 a 05 leia o texto. O Patinho Feio Era verão quando nasceu o Patinho Feio. Surgiu de dentro de um ovo tão grande que todos pensaram tratar-se de um ovo de peru que por acaso caíra num ninho de pata. Que pato mais feio! ouvia ele quando sua mãe o levava pelo quintal. As outras aves riam, caçoavam de seu tamanho e tentavam bicá-lo. O Patinho Feio sentia-se tão infeliz e malquisto que resolveu fugir. Atravessou os campos e encontrou alguns patos selvagens. Eles também o achavam feio, mas aceitaram sua companhia, contanto que ele jamais se casasse com uma pata selvagem. Porém, ele não queria se casar, desejava apenas um lugar para ficar. Decidiu partir novamente, aceitando um convite dos gansos que o chamaram para voar. Mas antes que o Patinho Feio alçasse voo, seus novos amigos foram mortos por caçadores e ele se viu só mais uma vez. No final do outono, o Patinho Feio foi parar na casa de uma camponesa. E de novo foi obrigado a partir. A camponesa desejava uma pata que botasse ovos e não um patinho desengonçado como ele. Durante o frio do inverno, o Patinho Feio, solitário e desamparado, quase morreu, mas foi salvo por um camponês e sua família, só que aquele também não se tornaria seu lar, porque os filhos do camponês nunca paravam de atormentá-lo. Quando chegou a primavera, cansado e triste, o Patinho Feio avistou as aves mais lindas que já encontrara na vida. Eram cisnes que nadavam num rio. Aproximou-se e, pela primeira vez, olhou para as águas e viu seu reflexo. Descobriu que era um cisne como eles. Por um instante lembrou-se do tempo em que era maltratado e perseguido. Então, moveu as asas que brilhavam sob o sol e, também pela primeira vez, sentiu-se feliz. (Hans Christian Andersen, in: Marcelo Coelho, Vice-versa ao Contrário. São Paulo. Adaptado) 03. A história acontece durante as quatro estações do ano. Assinale a alternativa correta de acordo com a estação do ano e o acontecimento vivido pelo Patinho Feio. (A) Nasceu no outono e conheceu os gansos no verão. (B) Nasceu na primavera e foi para a casa da camponesa no outono. (C) Nasceu no inverno e foi acolhido pelo camponês na primavera. (D) Nasceu no verão e encontrou os cisnes na primavera. 04. Na frase: Durante o frio do inverno, o Patinho Feio, solitário e desamparado, quase morreu... Assinale a alternativa que apresenta as palavras que têm, respectivamente, os mesmos sentidos das palavras em destaque. (A) desacompanhado, abandonado. (B) frustrado, abatido. (C) abatido, rejeitado. (D) perturbado, desequilibrado. 05. O Patinho Feio sentiu-se feliz pela primeira vez quando (A) viu o reflexo dos cisnes nas águas do rio. (B) lembrou-se do tempo em que era maltratado e perseguido. (C) olhou seu reflexo nas águas do rio e descobriu sua identidade. (D) viu o brilho do sol sob suas asas. 06. Assinale a alternativa que completa, correta e respectivamente, os espaços das falas no quadrinho. 01. O Patinho Feio surgiu de um grande ovo que todos pensavam ser um ovo de (A) ganso. (B) cisne. (C) peru. (D) pato-selvagem. MAS SERÁ POSSÍVEL QUE NÃO MAIS SOSSEGO NESTA MORTE? ESSE CARA NÃO VAI CANSAR NUNCA? AH... UMA HORA ELE! 02. O Patinho Feio passou por muitos lugares, conheceu muitos animais e pessoas, mas nunca se sentia feliz, até avistar os cisnes, porque o que ele queria mesmo encontrar era (A) uma companhia para casar. (B) um lugar para viver. (C) um bando de aves para voar. (D) uma mãe para lhe ensinar a voar. (Maurício de Sousa Produções Br/2010, Turma do Penadinho, Magali, n.º 34) (A) teremos cansa (B) teríamos cansara (C) tivemos cansaria (D) temos cansava 3 PMDI1001/06-Carpinteiro-manhã

4 Leia o texto para responder às questões de números 07 e 08. Você sabia que os cupins vivem em reinado? Reis, rainhas e operários são alguns dos integrantes do reino dos cupins. Os cupins vivem em colônias onde as tarefas são distribuídas como em um palácio real. O rei e a rainha têm como função reproduzir, gerar filhotes. O trabalho de zelar pelos ovos da realeza, que ficam incubados por cerca de duas semanas, é tarefa de cupim operário, assim como a perfuração de madeira e a busca e o armazenamento de alimento para os demais membros da colônia. Eles também são responsáveis pela construção, reparação, expansão e limpeza do ninho, além da eliminação de indivíduos adoecidos ou mortos e os cuidados com os recém-nascidos. Como os operários têm muito a fazer e a segurança do cupinzeiro não pode ser comprometida, há, ainda, os cupins soldados, que protegem o ninho contra animais que possam ameaçar o local. Suas mandíbulas são maiores e mais fortes que as dos demais cupins, e eles têm grande força na cabeça. As ninfas larvas do cupim não têm identidade definida. Depois de saírem dos ovos, elas se alimentam e se desenvolvem por cerca de duas semanas, quando, então, se revelam soldados, operários ou alados, que são cupins destinados à reprodução, aqueles que podem dar origem a uma nova colônia. Esses cupins com asas, quando estão prontos, voam em busca de um local para construir um novo ninho, tornando-se novos reis e rainhas. (Jaqueline Ap. Gonçalves Soares, Ciência Hoje/2010, n.º 210. Adaptado) 07. De acordo com o texto, é correto afirmar: (A) As mandíbulas do cupim soldado são grandes para poder fazer a perfuração de madeira. (B) A segurança do cupinzeiro é comprometida pela presença do cupim rei. (C) A responsabilidade de cuidar dos ovos da rainha é do cupim operário. (D) É tarefa do cupim operário fazer a segurança do cupinzeiro. 08. Reis e rainhas são (A) cupins alados de cor escura e tamanho pequeno. (B) cupins soldados de grandes mandíbulas, destinados a protegeram o ninho. (C) cupins operários destinados à construção do ninho e eliminação de indivíduos adoecidos. (D) cupins alados destinados à reprodução. 09. Leia os quadrinhos. É UM DISCO VOADOR! É UM ECLIPSE SOLAR! É UMA NUVEM DE CHUVA! FIM (Maurício de Sousa Produções Br/2009, Cascão, n.º 39) Neles, aparecem frases (A) afirmativas. (B) exclamativas. (C) interrogativas. (D) negativas. 10. Assinale a alternativa que completa, correta e respectivamente, os espaços das frases dadas. O uirapuru é conhecido pelo seu canto muito bonito e diferente de todas as outras aves. só canta quando constrói o ninho, durante uns quinze dias por ano, ao amanhecer. Diz a lenda que todos os pássaros se calam para escutá-. (A) Ele lhe (B) Ela lhes (C) Ele o (D) Ele lo PMDI1001/06-Carpinteiro-manhã 4

5 Matemática 11. Marcos e sua esposa fizeram uma viagem de São Paulo a Salvador. No primeiro dia, percorreram, aproximadamente, quilômetros, até Teófilo Otoni, em Minas Gerais. Descansaram e, no dia seguinte, percorreram mais 922 quilômetros até chegar ao destino. 13. A assinatura mensal de um telefone celular é de 36 reais, e cada minuto falado custa 2 reais. O gasto mensal de uma pessoa que falou 45 minutos ao celular, durante o mês, é de (A) 96 reais. (B) 106 reais. (C) 116 reais. (D) 126 reais. 14. Renato colheu quilogramas de laranjas e quer colocá-las em sacos, cada um com 18 quilogramas de laranjas. Para ensacar todas as laranjas, ele precisará de Eles percorreram, ao todo, nesses dois dias, (A) quilômetros. (B) quilômetros. (C) quilômetros. (D) quilômetros. (A) 85 sacos. (B) 72 sacos. (C) 64 sacos. (D) 58 sacos. 12. A tabela mostra o número diário máximo de passageiros transportados pelas linhas Vermelha e Azul do metrô, na cidade de São Paulo, em Número de passageiros no metrô Linha Número máximo de passageiros Vermelha Azul (www.metro.sp.gov.br. Acessado em mar. 2008) 15. Usando 2 copos de polpa de fruta, é possível fazer 4 litros de suco, misturando água. Se forem usados 9 desses copos, de polpa, poderão ser feitos (A) 22 litros de suco. (B) 20 litros de suco. (C) 19 litros de suco. (Linha azul, metrô São Paulo, SP) (D) 18 litros de suco. De acordo com os dados da tabela, a Linha Vermelha transportou, a mais do que a Linha Azul, no dia de maior movimento, (A) passageiros. (B) passageiros. (C) passageiros. (D) passageiros. 5 PMDI1001/06-Carpinteiro-manhã

6 16. Para o lanche da tarde, Carmem preparou uma deliciosa torta. Carmem dividiu-a em nove pedaços iguais. Ana serviu-se de um dos nove pedaços da torta. Isabela comeu dois pedaços, e Marília comeu três pedaços da torta. 19. Francisco fará um churrasco. Ele estimou que cada convidado comerá 350 gramas de carne. Foram convidadas 20 pessoas. Francisco deverá comprar, para o churrasco, no mínimo, (A) 3,500 kg de carne. (B) 4,750 kg de carne. (C) 6,500 kg de carne. (D) 7 kg de carne. Assinale a alternativa que representa o total de pedaços que as três meninas comeram. (A) 9 1. (B) 9 2. (C) 9 3. (D) O circuito de Interlagos, em São Paulo, onde foi disputado o 31.º GP do Brasil de Fórmula 1, em 2002, tem m de extensão. Ele foi disputado em 72 voltas. O vencedor dessa prova teve que percorrer o total de (A) km. (B) km. (C) km. (D) km. R A S C U N H O 17. Paulo fez uma cirurgia que começou quando faltavam 10 minutos para as 8 horas e demorou 50 minutos. A cirurgia terminou às (A) 8h 30min. (B) 8h 40min. (C) 8 horas. (D) 9 horas. 18. Quero distribuir dois litros de refrigerante em copos de 250 ml de capacidade cada um. Portanto, precisarei de (A) 4 copos. (B) 5 copos. (C) 6 copos. (D) 8 copos. PMDI1001/06-Carpinteiro-manhã 6

7 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 21. Na montagem de tesouras, usa-se o estribo (que é um conjunto de ferragens formado por parafusos, porcas, arruelas, braçadeiras e chapas metálicas) que serve para (A) segurar os pontaletes. (B) escorar tesouras. (C) fixar as tesouras na parede. (D) garantir a união entre as peças das tesouras. 22. Para colocar guarnições em portas e janelas, o carpinteiro usa um corte chamado de meia-esquadria, que corresponde ao ângulo de (A) 90º. (B) 75º. (C) 60º. (D) 45º. 23. O graminho é uma ferramenta utilizada pelo carpinteiro cuja finalidade é (A) marcar, ajustar e serrar. (B) serrar, furar e marcar. (C) marcar, riscar e traçar. (D) serrar, marcar e traçar. 24. Em uma escada, sabe-se que os degraus são formados de planos horizontais e planos verticais, que são chamados, respectivamente, de (A) pisos e espelhos. (B) assoalho e testeira. (C) patamar e beiral. (D) base e bogel. 25. Para o carpinteiro colocar um batente de porta na parede, ele deve nivelá-lo e aprumá-lo e ter uma atenção especial no (a) (A) amarração na horizontal e vertical do batente. (B) travamento na horizontal e vertical do batente. (C) nivelamento na horizontal e vertical do batente. 26. Ao sarrafo pregado nas gravatas, formando um estrado e servindo como reforço do painel confeccionado com chapa de compensado, dá-se o nome de (A) cruzeta. (B) costela. (C) chapuz. (D) calço. 27. A palmeta é uma peça prismática geralmente usada para fixar o pontalete e nivelar tablados por ela escorados, e facilitar na desenforma. É também chamada de (A) escora. (B) tala. (C) cunha. (D) longarinas. 28. No madeiramento do telhado, o caibro tem a função de apoiar as (A) vigas. (B) tesouras. (C) terças. (D) ripas. 29. A madeira considerada dura é a mais adequada para execução de telhados, por ser mais resistente a cupim e ter resistência. As madeiras mais utilizadas em telhados são: (A) cedro, imbuia, cerejeira. (B) peroba-rosa, aroeira, ipê. (C) mogno, marfim e pinho. (D) cerejeira, canela e jacarandá-da-bahia. 30. As ferramentas garlopa, serrote, metro, arco-de-pua e formão têm, respectivamente, a função de (A) aplainar, serrar, medir, furar e desbastar. (B) desbastar, serrar, furar, medir e aplainar. (C) aplainar, serrar, medir, desbastar e furar. (D) aplainar, serrar, medir, furar e serrar. (D) ajustamento na horizontal e vertical do batente. 7 PMDI1001/06-Carpinteiro-manhã

8

7. Prova Objetiva. A duração da prova é de 3 horas. A saída do candidato da sala será permitida após transcorrida

7. Prova Objetiva. A duração da prova é de 3 horas. A saída do candidato da sala será permitida após transcorrida Concurso Público 7. Prova Objetiva Eletricista Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 30 questões objetivas. Confira seu nome e número de inscrição impressos na capa deste caderno.

Leia mais

5. Prova Objetiva. Armador

5. Prova Objetiva. Armador Concurso Público 5. Prova Objetiva Armador Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 30 questões objetivas. Confira seu nome e número de inscrição impressos na capa deste caderno. Leia

Leia mais

10. Prova Objetiva. Funileiro

10. Prova Objetiva. Funileiro Concurso Público 10. Prova Objetiva Funileiro Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 30 questões objetivas. Confira seu nome e número de inscrição impressos na capa deste caderno.

Leia mais

SONDAGEM 1º BIMESTRE 2014

SONDAGEM 1º BIMESTRE 2014 ORIENTAÇÕES SONDAGEM 1º BIMESTRE 2014 INFANTIL IV ENSINO FUDAMENTAL 1º AO 5º ANO ... exercer plenamente a cidadania significa saber agir utilizando a informação. Em uma sociedade letrada, obter informações,

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá

Universidade Estadual de Maringá Universidade Estadual de Maringá PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS CONCURSO PÚBLICO EDITAL N O 408/2010-PRH INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA E PREENCHIMENTO DA FOLHA DE RESPOSTAS

Leia mais

2.5.1 Tecnologia de formas de madeira convencionais

2.5.1 Tecnologia de formas de madeira convencionais 34 2.5 Tecnologia empregada Nesta seção, inicialmente, serão expostas as nomenclaturas empregadas nas peças componentes das formas e escoramento em madeira, conforme a bibliografia descreve. A seguir,

Leia mais

Coordenadoria de Educação CADERNO DE REVISÃO-2011. Matemática Aluno (a) 4 ano

Coordenadoria de Educação CADERNO DE REVISÃO-2011. Matemática Aluno (a) 4 ano CADERNO DE REVISÃO-2011 Matemática Aluno (a) 4 ano Matemática Eduardo Paes Prefeito da Cidade do Rio de Janeiro Profª Claudia Costin Secretária Municipal de Educação Profª Regina Helena Diniz Bomeny Subsecretária

Leia mais

Escolha sua melhor opção e estude para concursos sem gastar nada

Escolha sua melhor opção e estude para concursos sem gastar nada Escolha sua melhor opção e estude para concursos sem gastar nada 06. Observe o quadrinho. Para responder às questões de números 08 a 12, leia o texto. (Folha de S.Paulo, 14.06.2013. Adaptado) Assinale

Leia mais

FIXANDO AS CAVERNAS NO PICADEIRO 33

FIXANDO AS CAVERNAS NO PICADEIRO 33 2 1 100 1 132 1 000 FIXANDO AS CAVERNAS NO PICADEIRO 33 1. Coloque a caverna do meio sobre o picadeiro a frente da traverssa. Para o barco de 5,2 m a caverna 2, para os barcos maiores a caverna 3. 2. Alinhe

Leia mais

Catálogo de Produtos Informações Técnicas

Catálogo de Produtos Informações Técnicas Catálogo de Produtos Informações Técnicas Telhas de concreto Vantagens: Impermeabilidade Devido ao moderno processo de fabricação das telhas de concreto, as telhas pouco absorvem água de chuva, com isso

Leia mais

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO Cargos: Auxiliar de Serviços Gerais, Coveiro, Vigia, Merendeira, Servente, Jardineiro, Gari e Piloto de Lancha

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO Cargos: Auxiliar de Serviços Gerais, Coveiro, Vigia, Merendeira, Servente, Jardineiro, Gari e Piloto de Lancha CONCURSO PÚBLICO - PREFEITURA MUNICIPAL DE JACAREACANGA PROVA OBJETIVA: 13 de maio de 2012 NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO Cargos: Auxiliar de Serviços Gerais, Coveiro, Vigia, Merendeira, Servente, Jardineiro,

Leia mais

01 - SERVIÇOS INICIAIS

01 - SERVIÇOS INICIAIS 01 - SERVIÇOS INICIAIS Levantamento Topográfico Levantamento planialtimétrico e cadastral de área urbana, para representação gráfica em escala entre 1:100 e 1:250 com curva de nível de 1m de equidistância

Leia mais

COLÉGIO MILITAR DE BELO HORIZONTE CONCURSO DE ADMISSÃO 2003 / 2004 PROVA DE MATEMÁTICA 5ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL IDENTIFICAÇÃO

COLÉGIO MILITAR DE BELO HORIZONTE CONCURSO DE ADMISSÃO 2003 / 2004 PROVA DE MATEMÁTICA 5ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL IDENTIFICAÇÃO COLÉGIO MILITAR DE BELO HORIZONTE BELO HORIZONTE MG 25 DE OUTUBRO DE 2003 DURAÇÃO: 120 MINUTOS CONCURSO DE ADMISSÃO 2003 / 2004 PROVA DE MATEMÁTICA 5ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL IDENTIFICAÇÃO NÚMERO DE

Leia mais

SISTEMA INTENSIVO DE SUÍNOS CRIADOS AO AR LIVRE SISCAL: CABANAS DE MATERNIDADE

SISTEMA INTENSIVO DE SUÍNOS CRIADOS AO AR LIVRE SISCAL: CABANAS DE MATERNIDADE ISSN 0100-8862 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Centro Nacional de Pesquisa de Suínos e Aves Ministerio da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Caixa Postal 21, 89700-000, Concórdia, SC Telefone:

Leia mais

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ ÁREA DE CIÊNCIAS EXATAS E AMBIENTAIS CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Projeto de Edificação I 2014/01

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ ÁREA DE CIÊNCIAS EXATAS E AMBIENTAIS CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Projeto de Edificação I 2014/01 UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ ÁREA DE CIÊNCIAS EXATAS E AMBIENTAIS CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Projeto de Edificação I 2014/01 Profª.: Luana Peroza Piaia. AS PARTES DE UM TELHADO Cada

Leia mais

FORMAS E ESCORAMENTOS

FORMAS E ESCORAMENTOS FORMAS E ESCORAMENTOS Formas: São os moldes que darão a forma do concreto. As Formas para concreto armado devem satisfazer aos seguintes requisitos de ordem geral: - Serem executadas rigorosamente de acordo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRACICABA/SP

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRACICABA/SP PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRACICABA/SP CONCURSO PÚBLICO - EDITAL Nº 003/2014 SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO CARPINTEIRO LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO Esta prova contém 50 questões de múltipla escolha

Leia mais

COMO CONSTRUIR UM TELHADO. Índice

COMO CONSTRUIR UM TELHADO. Índice COMO CONSTRUIR UM TELHADO Índice ÍNDICE 1 CONSTRUÇÃO DO APOIO 2 CONSTRUÇÃO DA LINHA 4 CONSTRUÇÃO DO PENDURAL 7 CONSTRUÇÃO DA EMPENA 8 CONSTRUÇÃO DA DIAGONAL 10 CONSTRUÇÃO DO CHAFUZ 11 CONSTRUÇÃO DAS TERÇAS

Leia mais

Simples, resistente e fácil de montar.

Simples, resistente e fácil de montar. Simples, resistente e fácil de montar. Economia e resistência são as principais qualidades da telha Vogatex. Possui peso reduzido e simplicidade estrutural, exigindo o mínimo de mão-de-obra e madeiramento

Leia mais

MUNICÍPIO DE CORDILHEIRA ALTA SC PROCESSO SELETIVO Nº 03/2015 CARGO: AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS ATENÇÃO

MUNICÍPIO DE CORDILHEIRA ALTA SC PROCESSO SELETIVO Nº 03/2015 CARGO: AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS ATENÇÃO MUNICÍPIO DE CORDILHEIRA ALTA SC PROCESSO SELETIVO Nº 03/2015 CARGO: AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS ATENÇÃO Fica terminantemente proibido aos candidatos: Comunicar-se com outros candidatos. Fazer qualquer

Leia mais

KIT Porta IPUMIRIM. Manual técnico e instruções de instalação

KIT Porta IPUMIRIM. Manual técnico e instruções de instalação Manual técnico e instruções de instalação KIT Porta IPUMIRIM Este manual de instalação do Kit Faqueadas Ipumirim vai auxiliar e orientar construtores e consumidores com as informações necessárias com relação

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO TRANSCREVA PARA A FOLHA DE RESPOSTAS, COM CANETA DE

CONCURSO PÚBLICO TRANSCREVA PARA A FOLHA DE RESPOSTAS, COM CANETA DE CONCURSO PÚBLICO 39. PROVA OBJETIVA ANALISTA NÍVEL III (ÁREA DE ATUAÇÃO: ADMINISTRATIVA) VOCÊ RECEBEU SUA FOLHA DE RESPOSTAS E ESTE CADERNO CONTENDO 30 QUESTÕES OBJETIVAS. CONFIRA SEU NOME E NÚMERO DE

Leia mais

ESTRUTURA CONSTRUÇÃO COM TÁBUAS CONSTRUÇÃO EM COMPENSADO. 5 32 x 44. 4 32 x 68. 3 Serrado de. 6 Cavernas do meio do barco. 8 44 x 143 1.

ESTRUTURA CONSTRUÇÃO COM TÁBUAS CONSTRUÇÃO EM COMPENSADO. 5 32 x 44. 4 32 x 68. 3 Serrado de. 6 Cavernas do meio do barco. 8 44 x 143 1. ESTRUTURA 17 18 Serrado de 20 x 193 CONSTRUÇÃO COM TÁBUAS 5 32 x 44 14 16 x 143 4 32 x 68 3 Serrado de 32 x 143 3 Cavernas da popa ao meio do barco: 32 x 143 6 Cavernas do meio do barco até proa: 32 x

Leia mais

CÁLCULOS TELHADO. Prof. Eliseu Figueiredo Neto

CÁLCULOS TELHADO. Prof. Eliseu Figueiredo Neto CÁLCULOS TELHADO Prof. Eliseu Figueiredo Neto TELHADO 1) Conhecer o peso de cada telha; 2) Calcular quantas telhas vão. Telhado de meia água de 50 m2, quantas telhas de cerâmica eu usarei e qual o peso

Leia mais

PES - Procedimento de Execução de Serviço

PES - Procedimento de Execução de Serviço Revisão: 00 Folha: 1 de 6 1. EQUIPAMENTOS Esquadro metálico; Martelo e serrote; Serra de bancada com proteção para disco; Corda; Chave de dobra; Policorte; Tesoura manual; Gerica e carrinho de mão; Desempenadeira

Leia mais

Meio Ambiente: Piloto Automático O Piloto Automático é uma ótima opção e pode economizar gasolina, mas você tem que usá-lo de forma segura.

Meio Ambiente: Piloto Automático O Piloto Automático é uma ótima opção e pode economizar gasolina, mas você tem que usá-lo de forma segura. Visão Geral Família e Passageiros: Roupas Reflexivas Quanto mais claro e brilhante, melhor! É isso mesmo, quanto mais brilhante e clara for sua roupa, melhor são suas chances de ser visto. Segurança Pessoal:

Leia mais

Vantagens das Telhas Spot

Vantagens das Telhas Spot Vantagens das Telhas Spot Resistência e Longevidade A alta qualidade dos materiais e a tecnologia do processo produtivo da Spot, possibilitam uma resistência superior a 250 kgf, garantindo assim a longevidade

Leia mais

Comprimento...420 mm. Largura...330 mm. Telhas por m²...10,4 pçs. Peso médio por telha... 4,7 Kg. Distância máx entre ripas...

Comprimento...420 mm. Largura...330 mm. Telhas por m²...10,4 pçs. Peso médio por telha... 4,7 Kg. Distância máx entre ripas... Infomações Técnicas TELHAS As telhas de concreto CASA FORTE são do tipo Coppo Vêneto e são fabricadas em conformidade com a NBR 13.858-1 e atendem as especificações da NBR 13.858-2. Possuem encaixes perfeitos

Leia mais

SITE_INEP_PROVA BRASIL - SAEB_MT_9ºANO (OK)

SITE_INEP_PROVA BRASIL - SAEB_MT_9ºANO (OK) 000 IT_005267 A figura a seguir é uma representação da localização das principais cidades ao longo de uma estrada, onde está indicada por letras a posição dessas cidades e por números as temperaturas registradas

Leia mais

PROJETO DE CHOCADEIRA PARA 84 OVOS DE GALINHA CAIXA DE MADEIRA Autor: Randolfo Ribeiro

PROJETO DE CHOCADEIRA PARA 84 OVOS DE GALINHA CAIXA DE MADEIRA Autor: Randolfo Ribeiro PROJETO DE CHOCADEIRA PARA 84 OVOS DE GALINHA CAIXA DE MADEIRA Autor: Randolfo Ribeiro PROJETO DE CHOCADEIRA EM CAIXA DE MADEIRA Capacidade 84 ovos de galinha Autor: Randolfo Ribeiro Este projeto contém

Leia mais

Texto para a questão 4

Texto para a questão 4 CONHECIMENTOS GERAIS 05 QUESTÕES 1. Assinale o nome que se dá para o conjunto de regras que trata dos Direitos e Deveres dos funcionários públicos civis do Município de Ponte Alta/SC: a. Constituição do

Leia mais

APROVO DIRETOR DE ENSINO COMISSÃO DE ORGANIZAÇÃO PRESIDENTE INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DA PROVA

APROVO DIRETOR DE ENSINO COMISSÃO DE ORGANIZAÇÃO PRESIDENTE INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DA PROVA MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx - DEPA (Casa de Thomaz Coelho/1889) CONCURSO DE ADMISSÃO AO 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 2011/2012 16 DE OUTUBRO DE 2011 APROVO DIRETOR DE ENSINO COMISSÃO

Leia mais

COMPLEMENTO MATEMÁTICO

COMPLEMENTO MATEMÁTICO COMPLEMENTO MATEMÁTICO Caro aluno, A seguir serão trabalhados os conceitos de razão e proporção que são conteúdos matemáticos que devem auxiliar o entendimento e compreensão dos conteúdos de Química. Os

Leia mais

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 5 Ọ ANO EM 2014. Disciplina: PoRTUGUÊs UMA IDEIA TODA AZUL

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 5 Ọ ANO EM 2014. Disciplina: PoRTUGUÊs UMA IDEIA TODA AZUL Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 5 Ọ ANO EM 2014 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: UMA IDEIA TODA AZUL Um dia o Rei teve uma ideia. Era a primeira da vida

Leia mais

ESTRUTURAS. Prof. Eliseu Figueiredo Neto

ESTRUTURAS. Prof. Eliseu Figueiredo Neto ESTRUTURAS Prof. Eliseu Figueiredo Neto PAREDES DE TIJOLO Assentamento dos tijolos: Quanto a colocação (ou dimensão das paredes) dos tijolos, podemos classificar as paredes em: cutelo, de meio tijolo,

Leia mais

Manual de Montagem Casa 36m²

Manual de Montagem Casa 36m² Manual de Montagem Casa 36m² cga -gerência de desenvolvimento da aplicação do aço Usiminas - Construção Civil INTRODUÇÃO Solução para Habitação Popular - é uma alternativa econômica, simples e de rápida

Leia mais

Matemática. Atividades. complementares. ENSINO FUNDAMENTAL 7- º ano. Este material é um complemento da obra Matemática 7. uso escolar. Venda proibida.

Matemática. Atividades. complementares. ENSINO FUNDAMENTAL 7- º ano. Este material é um complemento da obra Matemática 7. uso escolar. Venda proibida. 7 ENSINO FUNDAMENTAL 7- º ano Matemática Atividades complementares Este material é um complemento da obra Matemática 7 Para Viver Juntos. Reprodução permitida somente para uso escolar. Venda proibida.

Leia mais

Apoio: Patrocínio: Realização:

Apoio: Patrocínio: Realização: 1 Apoio: Patrocínio: Realização: 2 O ANJO Hans Christian Andersen 3 Contos de Hans Christian Andersen Hans Christian Andersen nasceu em Odensae, em 2 de abril de 1805, e faleceu em Conpenhague em 1875.

Leia mais

CIRURGIA DE CASAS. Guilherme Felipe. Nathali Padovani Pflex. Profª. Silke Kapp. dezembro 2010

CIRURGIA DE CASAS. Guilherme Felipe. Nathali Padovani Pflex. Profª. Silke Kapp. dezembro 2010 CIRURGIA DE CASAS Guilherme Felipe. Nathali Padovani Pflex. Profª. Silke Kapp. dezembro 2010 Entrevista com o cliente Quatro moradores: Cândida : 45 anos Petra: 22 anos Bárbara : 16 anos Gabriel: 2 anos,

Leia mais

Auxiliar de Serviços Gerais Nível Fundamental Incompleto

Auxiliar de Serviços Gerais Nível Fundamental Incompleto Auxiliar de Serviços Gerais Nível Fundamental Incompleto 15.01.2012 - TARDE LÍNGUA PORTUGUESA TEXTO FALTA PEDREIRO Superinteressante São Paulo, Abril, n. 280 Falta pedreiro, estão reclamando os mestres

Leia mais

EM UM PROJETO DE COBERTURA, DEVEM SER CONSIDERADOS:

EM UM PROJETO DE COBERTURA, DEVEM SER CONSIDERADOS: COBERTURA Funciona como elemento essencial de abrigo para os espaços internos de uma edificação. Sua forma e construção devem controlar a passagem de água, ar e calor. Deve ser estruturado de forma a vencer

Leia mais

Sistema de Gestão da Qualidade PES - Procedimento de Execução de Serviço

Sistema de Gestão da Qualidade PES - Procedimento de Execução de Serviço Revisão: 02 Folha: 1 de 5 1. EQUIPAMENTOS Esquadro metálico; Martelo e serrote; Serra de bancada com proteção para disco; Corda; Chave de dobra; Policorte; Tesoura manual; Jerica e carrinho de mão; Desempenadeira

Leia mais

Prof. Rogério Porto. Assunto: Cinemática em uma Dimensão III

Prof. Rogério Porto. Assunto: Cinemática em uma Dimensão III Questões COVEST Física Mecânica Prof. Rogério Porto Assunto: Cinemática em uma Dimensão III 1. Um atleta salta por cima do obstáculo na figura e seu centro de gravidade atinge a altura de 2,2 m. Atrás

Leia mais

Cupins Subterrâneos: Métodos de Controle

Cupins Subterrâneos: Métodos de Controle Cupins Subterrâneos: Métodos de Controle Introdução As principais estratégias de controle de cupins serão apresentadas a seguir. É interessante frisar, neste momento, que os dados apresentados a seguir

Leia mais

A folha e o pirilampo

A folha e o pirilampo Ficha de Avaliação Trimestral (dezembro) PORTUGUÊS Nome Data 10.dez.2013 Classificação O Professor Enc. de Educação I PARTE Lê, com muita atenção, o texto seguinte: A folha e o pirilampo 5 10 15 20 25

Leia mais

Tipos de madeiras, cuidados e usos!

Tipos de madeiras, cuidados e usos! Tipos de madeiras, cuidados e usos! O trabalho em madeira esta ao alcance de todos, material excelente, explorado pelo homem á milhares de anos. Porém sua resistência e durabilidade são afetadas de diversas

Leia mais

O PATINHO QUE NÃO QUERIA APRENDER A VOAR

O PATINHO QUE NÃO QUERIA APRENDER A VOAR Numa bela manhã, nasceram seis lindos patinhos que encheram de encanto seus pais. Eram amarelinhos e fofinhos. Um dos patinhos recebeu o nome de Taco. Mamãe e papai estavam muito felizes com seus filhotes.

Leia mais

Meu pássaro de papel

Meu pássaro de papel ALUNO (A): ANO: 3º TURMA: (A) (C) PROFESSOR (A): VALOR DA AVALIAÇÃO: 40 pontos DATA: CENTRO EDUCACIONAL SAGRADA FAMÍLIA 22 / 08 / 2013 TRIMESTRE: 2º NOTA: COMPONENTE CURRICULAR: LÍNGUA PORTUGUESA ENSINO

Leia mais

Madeira na construção

Madeira na construção Madeira na construção Madeira como material de construção O emprego da madeira na construção civil remonta desde os primórdios da civilização. Esta apresenta-se como material excepcional e como matéria-prima

Leia mais

Apoio: Patrocínio: Realização:

Apoio: Patrocínio: Realização: 1 Apoio: Patrocínio: Realização: 2 CINDERELA 3 CINDERELA Cinderela era uma moça muito bonita, boa, inteligente e triste. Os pais tinham morrido e ela morava num castelo. A dona do castelo era uma mulher

Leia mais

Boa Prova! Edital 046/2009/SEADM DATA DA PROVA: 15/11/2009

Boa Prova! Edital 046/2009/SEADM DATA DA PROVA: 15/11/2009 Edital 046/2009/SEADM DATA DA PROVA: 15/11/2009 LEIA ESTAS INSTRUÇÕES: 1 Identifique-se na parte inferior desta capa; 2 Você dispõe de quatro horas para responder todas as questões e preencher o Cartão

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAVILHAS EDITAL 001/2009 - Concurso Público. Prova: 14 de Março de 2010.

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAVILHAS EDITAL 001/2009 - Concurso Público. Prova: 14 de Março de 2010. PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAVILHAS EDITAL 001/2009 - Concurso Público Prova: 14 de Março de 2010. CARGOS: 1. Auxiliar de serviço. II Operário Braçal, 2. Auxiliar de serviço II Serviço de Água, 3. Auxiliar

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 051/2015 MUNICÍPIO DE IPORÃ - ESTADO DO PARANÁ

CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 051/2015 MUNICÍPIO DE IPORÃ - ESTADO DO PARANÁ CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 051/2015 MUNICÍPIO DE IPORÃ - ESTADO DO PARANÁ CARGO: MOTORISTA DISTRITO DE VILA NILZA DATA: 24/01/2016 LEIA AS INSTRUÇÕES: Verifique se este caderno de questões corresponde

Leia mais

37 3231-4615 www.levemix.com.br GUIA PRÁTICO DE APLICAÇÃO CONCRETO LEVEMIX. Comodidade, economia e segurança ENTREGAMOS PEQUENAS QUANTIDADES

37 3231-4615 www.levemix.com.br GUIA PRÁTICO DE APLICAÇÃO CONCRETO LEVEMIX. Comodidade, economia e segurança ENTREGAMOS PEQUENAS QUANTIDADES GUIA PRÁTICO DE APLICAÇÃO CONCRETO LEVEMIX Orientações técnicas para o melhor desempenho de sua concretagem Comodidade, economia e segurança 37 3231-4615 www.levemix.com.br ENTREGAMOS PEQUENAS QUANTIDADES

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA: Sequência Didática Poesia: O Pato.

RELATO DE EXPERIÊNCIA: Sequência Didática Poesia: O Pato. PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA RELATO DE EXPERIÊNCIA: Sequência Didática Poesia: O Pato. Professoras: Maria Cristina Santos de Campos e Silvana Bento de Melo Couto. Escola: E. M. José

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO OESTE

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO OESTE PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO OESTE PROCESSO SELETIVO Nº001/2010 AUXILIARES DE SERVIÇOS GERAIS NOME DO CANDIDAT0: ASSINATURA: RIO DO OESTE 27 DE JANEIRO DE 2010 Instruções: Antes de começar a realizar

Leia mais

AS ANDORINHAS. Com a ajuda da lama, misturada com raminhos, elas constroem o seu ninho. As andorinhas 4º ano - Elaborado por Irene Rodrigues Lemos 1

AS ANDORINHAS. Com a ajuda da lama, misturada com raminhos, elas constroem o seu ninho. As andorinhas 4º ano - Elaborado por Irene Rodrigues Lemos 1 AS ANDORINHAS Com a ajuda da lama, misturada com raminhos, elas constroem o seu ninho. As andorinhas 4º ano - Elaborado por Irene Rodrigues Lemos 1 No Luxemburgo existem três tipos de andorinhas. Dois

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá

Universidade Estadual de Maringá Universidade Estadual de Maringá Pró-reitoria de Recursos Humanos e Assuntos Comunitários CONCURSO PÚBLICO EDITAL N o 057/2013-PRH INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA E PREENCHIMENTO DA FOLHA DE RESPOSTAS

Leia mais

Leia estas instruções:

Leia estas instruções: Leia estas instruções: 1 2 3 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado. Este Caderno contém 35 questões de múltipla escolha, dispostas

Leia mais

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO PREFEITURA MUNICIPAL DE CANAÃ DOS CARAJÁS CONCURSO PÚBLICO PROVA OBJETIVA: 13 de abril de 2014 NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO AGENTE DE SERVIÇOS DE ARTÍFICE DE MANUTENÇÃO, AGENTE DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA

Leia mais

Estações do Ano. Procedimentos com ArteVerão

Estações do Ano. Procedimentos com ArteVerão Estações do Ano Procedimentos com ArteVerão Faixas de Verão (3º Dia) Leia o livro da turma No Verão. Discuta brevemente as coisas que acontecem no verão. Depois distribua folhas de papel branco para que

Leia mais

Aulas 8 e 9. Aulas 10 e 11. Colégio Jesus Adolescente. a n g l o

Aulas 8 e 9. Aulas 10 e 11. Colégio Jesus Adolescente. a n g l o Colégio Jesus Adolescente a n g l o Ensino Médio 1º Bimestre Disciplina Física Setor A Turma 1º ANO Professor Gnomo Lista de Exercício Bimestral SISTEMA DE ENSINO Aulas 8 e 9 1) Um autorama descreve uma

Leia mais

12- Gustavo comprou uma passagem aérea por R$ 1 600,00. No dia seguinte, o preço da passagem sofreu acréscimo de 22,5%.

12- Gustavo comprou uma passagem aérea por R$ 1 600,00. No dia seguinte, o preço da passagem sofreu acréscimo de 22,5%. PROFESSOR: EQUIPE DE MATEMÁTICA BANCO DE QUESTÕES ÁLGEBRA 7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL =========================================================================================== 0- Calcule a razão entre:

Leia mais

INSTRUÇÕES AOS CANDIDATOS

INSTRUÇÕES AOS CANDIDATOS MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx DEPA (Casa de Thomaz Coelho / 1889) CONCURSO DE ADMISSÃO AO 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 2010/2011 17 de outubro de 2010 APROVO DIRETOR DE ENSINO COMISSÃO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO Justiça do Trabalho TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 9ª REGIÃO PARANÁ Secretaria de Engenharia e Arquitetura

PODER JUDICIÁRIO Justiça do Trabalho TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 9ª REGIÃO PARANÁ Secretaria de Engenharia e Arquitetura PODER JUDICIÁRIO Justiça do Trabalho TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 9ª REGIÃO PARANÁ Secretaria de Engenharia e Arquitetura RELATÓRIO DE MEDIÇÃO PO 57/2014 INTERVENÇÃO NO FÓRUM TRABALHISTA DE GUARAPUAVA

Leia mais

5 a Série (6 o Ano) Avaliação Diagnóstica Matemática (Entrada) Ensino Fundamental. Gestão da Aprendizagem Escolar. Nome da Escola.

5 a Série (6 o Ano) Avaliação Diagnóstica Matemática (Entrada) Ensino Fundamental. Gestão da Aprendizagem Escolar. Nome da Escola. Gestão da Aprendizagem Escolar Avaliação Diagnóstica Matemática (Entrada) 5 a Série (6 o Ano) Ensino Fundamental Nome da Escola Cidade Estado Nome do Aluno Idade Sexo feminino masculino Classe Nº 1. Durante

Leia mais

PASSEIO NO BOSQUE. Página 1 de 8-10/04/2015-11:18

PASSEIO NO BOSQUE. Página 1 de 8-10/04/2015-11:18 PROFESSOR: EQUIPE DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - HISTÓRIA E GEOGRAFIA 3 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== PASSEIO NO BOSQUE

Leia mais

RECEITA PRÁTICA PARA UMA BOA INSTALAÇÃO

RECEITA PRÁTICA PARA UMA BOA INSTALAÇÃO RECEITA PRÁTICA PARA UMA BOA INSTALAÇÃO Madeiramento: Verifique se os ripões ou sarrafos foram bem fixados e distribuídos sobre os caibros com o espaçamento correto para o assentamento e fixação das telhas

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO SURG 14/09/2014 CARPINTEIRO PROVA DE CONHECIMENTOS GERAIS. 1. No primeiro quadrinho,qual o sentimento da expressão Péssimo!?

CONCURSO PÚBLICO SURG 14/09/2014 CARPINTEIRO PROVA DE CONHECIMENTOS GERAIS. 1. No primeiro quadrinho,qual o sentimento da expressão Péssimo!? CARPINTEIRO PROVA DE CONHECIMENTOS GERAIS Leia a tirinha e responda: 1. No primeiro quadrinho,qual o sentimento da expressão Péssimo!? a)espanto b) Indignação c) Surpresa d)tristeza 2. O que o personagem

Leia mais

Processo Seletivo 1.º Semestre 2012 004. Prova Dissertativa

Processo Seletivo 1.º Semestre 2012 004. Prova Dissertativa Processo Seletivo 1.º Semestre 2012 004. Prova Dissertativa Técnico Concomitante ou Subsequente ao Ensino Médio Instruções Confira seu nome e número de inscrição impressos na capa deste caderno. Assine

Leia mais

Abrigo para bicicletas Bikeport

Abrigo para bicicletas Bikeport Abrigo para bicicletas Bikeport Proteção contra sol, vento e chuva. Abrigo para bicicletas Bikeport Está cansado guardar sua bicicleta no porão? Este Bikeport montagem própria po ajudá-lo e além disso,

Leia mais

PREFE ITURA MUNICIPAL DE GUAJ ARÁ MIRIM

PREFE ITURA MUNICIPAL DE GUAJ ARÁ MIRIM Caderno de Questões PREFE ITURA MUNICIPAL DE GUAJ ARÁ MIRIM realização S25 - Médico Veterinário AT E N Ç Ã O 1. O caderno de questões contém 40 questões de múltipla-escolha, conforme distribuição abaixo,

Leia mais

FORMAS E ARMADURAS. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I

FORMAS E ARMADURAS. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I FORMAS E ARMADURAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I CUSTO DA ESTRUTURA (SABBATINI, et. Al, 2007) CUSTO DOS ELEMENTOS DA ESTRUTURA

Leia mais

endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 6.O ANO EM 2012 Disciplina: Prova: PoRTUGUÊs

endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 6.O ANO EM 2012 Disciplina: Prova: PoRTUGUÊs Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 6.O ANO EM 2012 Colégio Disciplina: Prova: PoRTUGUÊs desafio nota: Texto para as questões 1, 2 e 3. (Maurício de Sousa. Turma da Mônica. Disponível

Leia mais

All You Zombies. Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959. Versão Portuguesa, Brasil. Wendel Coelho Mendes

All You Zombies. Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959. Versão Portuguesa, Brasil. Wendel Coelho Mendes All You Zombies Wendel Coelho Mendes Versão Portuguesa, Brasil Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959 Esse conto é minha versão sobre a verdadeira história de All You Zombies,

Leia mais

200888 Técnicas das Construções I COBERTURA. Prof. Carlos Eduardo Troccoli Pastana pastana@projeta.com.br (14) 3422-4244 AULA 9

200888 Técnicas das Construções I COBERTURA. Prof. Carlos Eduardo Troccoli Pastana pastana@projeta.com.br (14) 3422-4244 AULA 9 200888 Técnicas das Construções I COBERTURA Prof. Carlos Eduardo Troccoli Pastana pastana@projeta.com.br (14) 3422-4244 AULA 9 Objetivos: Escolher a estrutura de telhado adequada para cada tipo de telha;

Leia mais

A) Amar B) Querer C) Valor D) Cantar E) Sorrir

A) Amar B) Querer C) Valor D) Cantar E) Sorrir PREFEITURA MUNICIPAL DE GUAPORÉ - RS CONCURSO PÚBLICO E PROCESSO SELETIVO EDITAL 648/2010 INSTITUTO O BARRIGA VERDE CADERNO N.º 03 NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO CARGO 03 CARPINTEIRO Leia com atenção todas

Leia mais

Mais que nunca é preciso cortar

Mais que nunca é preciso cortar Mais que nunca é preciso cortar Quando suas unhas estão compridas e é necessário apará-las, qual o modo mais rápido de fazê-lo? Lixando ou cortando? Naturalmente, se você lixar, o acabamento será melhor.

Leia mais

MUNICÍPIO DE I ENA RO CONCUR O P ICO N

MUNICÍPIO DE I ENA RO CONCUR O P ICO N MUNICÍPIO DE I ENA RO CONCUR O P ICO N TARDE CARGO: MECÂNICO GERAL Texto I para responder às questões de 01 a 08. Manifestações no Brasil: quais as razões? O início das manifestações populares no Brasil,

Leia mais

Caderno 1. 45 minutos. Prova de Aferição de Língua Portuguesa. 1.º Ciclo do Ensino Básico. prova de aferição do ensino básico.

Caderno 1. 45 minutos. Prova de Aferição de Língua Portuguesa. 1.º Ciclo do Ensino Básico. prova de aferição do ensino básico. prova de aferição do ensino básico 2011 A preencher pelo aluno Rubrica do Professor Aplicador Nome A preencher pelo agrupamento Número convencional do Aluno Número convencional do Aluno A preencher pela

Leia mais

Sobreposição das telhas: Verifique se as sobreposições laterais e longitudinais estão seguindo as especificações do Manual de Instalação.

Sobreposição das telhas: Verifique se as sobreposições laterais e longitudinais estão seguindo as especificações do Manual de Instalação. RECEITA PRÁTICA PARA UMA BOA INSTALAÇÃO Madeiramento: Verifique se os ripões ou sarrafos foram bem fixados e distribuídos sobre os caibros com o espaçamento correto para o assentamento e fixação das telhas

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 01 / 2010 CARGO DE: PEDREIRO

CONCURSO PÚBLICO 01 / 2010 CARGO DE: PEDREIRO 1 EMDUR Empresa de Desenvolvimento Urbano e Rural de Toledo CONCURSO PÚBLICO 01 / 2010 05 / SETEMBRO / 2010 CARGO DE: PEDREIRO Nome por extenso: (Use letra de forma) Inscrição nº Assinatura: INSTRUÇÕES

Leia mais

SÃO PAULO TURISMO S/A SELEÇÃO PÚBLICA EDITAL 001/2010. Cód. 36 Pedreiro. A vida

SÃO PAULO TURISMO S/A SELEÇÃO PÚBLICA EDITAL 001/2010. Cód. 36 Pedreiro. A vida SÃO PAULO TURISMO S/A SELEÇÃO PÚBLICA EDITAL 001/2010 Cód. 36 Pedreiro Leia atentamente o texto abaixo para responder as questões 1 e 2: A vida O meio ambiente é tudo que está a nossa volta, tudo o que

Leia mais

CASA DA MOEDA DO BRASIL

CASA DA MOEDA DO BRASIL CASA DA MOEDA DO BRASIL GABARITO 1 PROVA AMARELA SETEMBRO 2005 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este caderno, com o enunciado das 30 questões das

Leia mais

Ajudante Auxiliar de Serviços Gerais Operador de Bombas. Nível Fundamental Incompleto. Águas e Esgoto. 22.01.2012 - Tarde

Ajudante Auxiliar de Serviços Gerais Operador de Bombas. Nível Fundamental Incompleto. Águas e Esgoto. 22.01.2012 - Tarde Ajudante Auxiliar de Serviços Gerais Operador de Bombas Nível Fundamental Incompleto Águas e Esgoto 22.01.2012 - Tarde LÍNGUA PORTUGUESA AJUDANTE / AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS / OPERADOR DE BOMBAS 22.01

Leia mais

02 de Fevereiro de 2010

02 de Fevereiro de 2010 Pontifícia Universidade Católica do Paraná Transferência Externa Medicina 1º Semestre 2010 02 de Fevereiro de 2010 1ª FASE CONHECIMENTOS GERAIS N.º DO CARTÃO NOME (LETRA DE FORMA) ASSINATURA INFORMAÇÕES

Leia mais

parte I LÍNGUA PORTUGUESA parte II MATEMÁTICA

parte I LÍNGUA PORTUGUESA parte II MATEMÁTICA parte I LÍNGUA PORTUGUESA parte II MATEMÁTICA TEXTO I Deu a louca no clima O ano que mal começou nasce marcado pela ferocidade do clima. Os termômetros parecem enlouquecidos. A Terra ferve no Sul e gela

Leia mais

ESQUADRIAS. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turmas C01, C02 e C03 Disc. Construção Civil II

ESQUADRIAS. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turmas C01, C02 e C03 Disc. Construção Civil II ESQUADRIAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turmas C01, C02 e C03 Disc. Construção Civil II ESQUADRIA Elemento da Vedação Vertical utilizado no fechamento de aberturas

Leia mais

Informações e instruções para os candidatos

Informações e instruções para os candidatos A preencher pelo candidato: Nome: N.º de inscrição: Documento de identificação: N.º: Local de realização da prova: A preencher pelo avaliador: Classificação final: Ass: Informações e instruções para os

Leia mais

COBERTURAS COBERTURAS COBERTURAS COBERTURAS

COBERTURAS COBERTURAS COBERTURAS COBERTURAS R R R 1 Coberturas de telhado Tesoura de Pratt Tesoura de Howe Tesoura de Howe Tesoura de Pratt Tesoura Fink 2 Tesoura Fink Vigas treliçadas ou traves Viga Warren Viga Warren completa Viga de Town (Lattice)

Leia mais

1. o Vestibular 2002 PROVA DE HABILIDADES ESPECÍFICAS ARQUITETURA E URBANISMO. Programa de Avaliação Seriada Subprograma 1999 3.

1. o Vestibular 2002 PROVA DE HABILIDADES ESPECÍFICAS ARQUITETURA E URBANISMO. Programa de Avaliação Seriada Subprograma 1999 3. PROVA DE HABILIDADES ESPECÍFICAS 1. o Vestibular 2002 ARQUITETURA E URBANISMO Programa de Avaliação Seriada Subprograma 1999 3. a Etapa SALA N. o DE CONTROLE RESULTADO FINAL NOME INSCRIÇÃO Assinatura:

Leia mais

Olá. Esta é minha casa em São Miguelito. São Miguelito é uma pequena cidade com cerca de 50 ou 60 famílias. A cidade tem uma escola, um campo de futebol e algumas igrejas, mas não tem um centro, como a

Leia mais

CASA DA MOEDA DO BRASIL

CASA DA MOEDA DO BRASIL CASA DA MOEDA DO BRASIL GABARITO 4 PROVA ROSA SETEMBRO 2005 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este caderno, com o enunciado das 30 questões das

Leia mais

Elementos Estruturais de Concreto Armado

Elementos Estruturais de Concreto Armado UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Técnicas Construtivas Elementos Estruturais de Concreto Armado Prof. Guilherme Brigolini Elementos Estruturais de Concreto Armado Produção de

Leia mais

Palavras-chave: Gincana Matemática; Formação docente; Ensino e Aprendizagem da Matemática.

Palavras-chave: Gincana Matemática; Formação docente; Ensino e Aprendizagem da Matemática. GINCANA: Como recurso pedagógico para a construção do conhecimento matemático. Rafaele de Souza Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG raafasouza@live.com Laysa Adriely Ferreira de Lima Universidade

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL

MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL I SERVIÇOS DE ENGENHARIA Constitui objeto do presente memorial descritivo uma edificação para abrigar segura e adequadamente equipamentos de rede estabilizada, Grupo Moto-gerador

Leia mais

Exercícios sobre Movimentos Verticais

Exercícios sobre Movimentos Verticais Exercícios sobre Movimentos Verticais 1-Uma pedra, deixada cair do alto de um edifício, leva 4,0 s para atingir o solo. Desprezando a resistência do ar e considerando g = 10 m/s 2, escolha a opção que

Leia mais

1) As questões da prova estão numeradas e apresentam diferentes alternativas de resposta para você escolher.

1) As questões da prova estão numeradas e apresentam diferentes alternativas de resposta para você escolher. Prezado(a) aluno(a): Para que a Secretaria da Educação possa melhorar o ensino, precisamos saber realmente o que você sabe. Por isso, estamos lhe entregando um Caderno de Prova que contém questões de Leitura

Leia mais