Educação para a Sustentabilidade Projeto ESPM Social São Paulo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Educação para a Sustentabilidade Projeto ESPM Social São Paulo"

Transcrição

1 Educação para a Sustentabilidade Projeto ESPM Social São Paulo (Escola Superior de Propaganda e Marketing) Apresentação: Prof. Ismael Rocha Prof. Carlos Frederico Lucio São Paulo, julho de 2011

2 Indicadores Gerais Nos quase 10 anos de existência: a) Alunos Envolvidos Diretamente: 550 b) Alunos inscritos em processos seletivos: 1750 c) Ongs atendidas: 77 d) Ongs inscritas em processos seletivos: 430 e) Comunidades beneficiadas com projetos de geração de renda: 8 f) Entidades beneficiadas com os Eventos: 42 g) Projetos pontuais: 6

3 Segunda Parte Funcionamento da ESPM SOCIAL A ESPM SOCIAL em SP éuma entidade cuja condução é totalmente discente sob a supervisão de professores que fazem a interface entre a entidade e a ESPM.

4 Processo Seletivo Conduzido pelos próprios alunos sob a supervisão do prof. Coordenador, o processo seletivo écomposto das seguintes etapas: a) Palestra de apresentação da ESPM SOCIAL; b) Inscrições; c) Prova escrita; d) Dinâmica de Grupo; e) Entrevista individual. Os alunos aprovados são convocados para compor as equipes de acordo com os projetos em andamento

5 Terceira Parte Objetivos do Desenvolvimento de Projetos Surgindo com o intuito de incentivar a aplicação dos conhecimentos que os alunos adquirem em sala de aula para a promoção social, a entidade procura: a) Consolidar a mobilização e capacitação de alunos para contribuir diretamente para promoção social; b) Mobilizar a comunidade interna em prol de causas sociais; c) Melhorar indicadores sociais nas comunidades trabalhadas; d) Cumprindo seu papel acadêmico, produzir e veicular conhecimento sobre Ética e Cidadania, Responsabilidade Socioambiental e Sustentabilidade.

6 Frentes de Atuação A ESPM SOCIAL atua em três frentes de trabalho, a saber: 1) As Consultorias de marketing para ONG de pequeno porte. Neste trabalho, é feito um diagnóstico do macro e micro ambiente destas ONG, propondo estratégias de marketing. 2) Trabalhos em comunidades de baixo IDH em que, a partir da demanda local por pequenos negócios, é feito um diagnóstico e prospecção para que estratégias e planos de negócios sejam elaboradas e um planejamento de sua implementação a curto, médio e longo prazo. Seu objetivo é contribuir para melhoria do IDH por meio do estímulo à geração de emprego e renda por meio do desenvolvimento de pequenos negócios; 3) Os Eventos internos na ESPM. Uma equipe de Projetos organiza todo o procedimento para que os eventos possam ocorrer da forma mais proveitosa possível para a comunidade acadêmica. Finalmente, costurando todo trabalho da ESPM SOCIAL, a equipe que cuida da Comunicação, divulgando internamente todas os projetos desenvolvidos pela entidade.

7 Desenvolvimento de Projetos MOBILIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO SEMESTRALMENTE PERIODICAMENTE DATAS ESPECÍFICAS

8 Desenvolvimento de Projetos MOBILIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO SEMESTRALMENTE Trote solidário Cadastramento de medula óssea Doação de sangue Semana do Terceiro Setor

9 Desenvolvimento de Projetos MOBILIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO PERIODICAMENTE Latinha no latão Salada Social Coleta Seletiva

10 Desenvolvimento de Projetos MOBILIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DATAS ESPECÍFICAS Páscoa solidária Dia das Crianças Dia mundial sem carro Dia de fazer a diferença Ação de Natal

11 Ganhos Mobilização e Capacitação Envolver os alunos em projetos de cunho socioambiental para que possam vivenciar uma realidade distante de sua zona de conforto. Inserção do aluno na realidade social. Aprendizado e um exercício de solidariedade e altruísmo, ainda que sob a capa do assistencialismo. Capacitar os alunos da ESPM SOCIAL a planejar e executar eventos, medindo, posteriormente seus impactos. Desenvolver o espírito de liderança e de gestão de processos. Envolvimento da comunidade acadêmica como um todo. Ganho de visibilidade para a área de RSC. Publicação de artigos e apresentação de trabalhos em Congressos.

12 Mobilização e Capacitação Trote Solidário

13 Mobilização e Capacitação Trote Solidário Recepção dos novos alunos por meio de ações socialmente responsáveis: : Em parceria com a fundação Gol de Letra : Conjunto de ações que valeu o Prêmio Marketing Best de Responsabilidade Social

14 Mobilização e Capacitação Trote Solidário

15 Mobilização e Capacitação Cadastramento de medula óssea Iniciado em , esta ação contabilizou: : 100 cadastros realizados : 120 cadastros realizados

16 Mobilização e Capacitação Doação de Sangue Realizado no próprio Campus da ESPM Beneficiado: Hemocentro de São Paulo Logística complexa conduzida pelos próprios alunos : Cadastrados: 180 Doações: : Cadastrados: 248 Doações: 83.

17 Mobilização e Capacitação Semana do Terceiro Setor Expandir as fronteiras da consciência socialmente responsável para além da própria ESPM Social. Importante fórum de capacitação dos alunos. Repercussão na mídia via assessoria de imprensa e site da ESPM Social. Frequência:Em , 356 alunos nos três dias de palestra

18 Mobilização e Capacitação Latinha no latão Evento realizado em parceria com CA, DA e Atlética ESPM. Coleta de latinhas nas cervejadase festas da ESPM. Beneficiado: cooperativas de reciclagem.

19 Mobilização e Capacitação Coleta Seletiva Colocação de recipientes para coleta seletiva no dia do meio ambiente de Ação com participação da Direção da ESPM. Realizada juntamente com palestras e distribuição de material educativo. O destino do material égerenciado pela Administração da ESPM. O aumento do material coletado indica aumento da consciência seletiva de funcionários e alunos.

20 Mobilização e Capacitação Páscoa solidária Evento realizado para mobilização do público interno. Doação de ovos de páscoa para crianças de uma instituição parceira.

21 Mobilização e Capacitação Dia de fazer a diferença Beneficiado: Comunidade Mãos Unidas Projeto de Embelezamento do Espaço para melhoria da autoestima. Casas pintadas: 15 Alunos Participantes: 52 Entidades participantes: Bateria, Atlética, CA e DA (15 alunos) e ESPM Social (37 alunos)

22 Mobilização e Capacitação Pelo conjunto de suas ações, a ESPM recebeu o selo de Instituição de Ensino Socialmente Responsável, da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES).

23 Mobilização e Capacitação Dia mundial sem carro Campanha realizada para incentivar a diminuição da dependência de veículos. Divulgação de material via e no site da ESPM SOCIAL.

24 Mobilização e Capacitação Dia das Crianças Beneficiado: Lar Santa Fé. Voluntários: 38 Crianças atendidas: 35

25 Ação de Natal Mobilização e Capacitação 1) Natal dos Sonhos - em parceria com o Sonhar Acordado 25 voluntários da ESPM levados até o Colégio Miguel de Cervantes 2) Arrecadação de Livros e Brinquedos para o Incentivarte realizada pelos alunos da faculdade: 140 brinquedos e livros arrecadados.

26 Desenvolvimento de Projetos Consultoria para ONGs

27 Desenvolvimento de Projetos

28 Desenvolvimento de Projetos Consultoria para ONGs Trabalho feito há8 anos. A ESPM SOCIAL SP desenvolveu um knowhowespecializado em Marketing e Comunicação para o Terceiro Setor. Preparo e Capacitação dos alunos: palestras, orientação de professores (estilo PGE/TCC). Elaboração de um manual com orientações básicas. Alunos aplicam na prática o conhecimento adquirido na sala de aula. Nos dez anos de existência foram 65 ONGs atendidas.

29 Desenvolvimento de Projetos Consultoria para ONGs Acompanhamento periódico dos resultados alcançados a partir da consultoria; O case da ONG Iris, primeira entidade a ser beneficiada com um trabalho de consultoria.

30

31 Desenvolvimento de Projetos Comunidades Estrutura dos Projetos Diagnóstico de potencialidades na área econômica (pequenos empreendedores); Elaboração de um plano de ação envolvendo as áreas de especialização da ESPM; Concretização das ações por meio de viagens mensais e acompanhamento do desenvolvimento das atividades.

32 Desenvolvimento de Projetos PRÊMIOS VIII Prêmio Banco Real Unisol 2003 Marketing Best 2008 Marketing Best 2009 Citi Foundation 2009 Marketing Best 2011

visitas às instituições sociais. Os colaboradores voluntários também foram consultados, por meio da aplicação de um questionário.

visitas às instituições sociais. Os colaboradores voluntários também foram consultados, por meio da aplicação de um questionário. 1. Apresentação O Voluntariado Empresarial é um dos canais de relacionamento de uma empresa com a comunidade que, por meio da atitude solidária e proativa de empresários e colaboradores, gera benefícios

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 1 Relatório de Sustentabilidade 2014 2 Linha do Tempo TAM VIAGENS 3 Política de Sustentabilidade A TAM Viagens uma Operadora de Turismo preocupada com a sustentabilidade, visa fortalecer o mercado e prover

Leia mais

No Brasil, a Shell contratou a ONG Dialog para desenvolver e operar o Programa, que possui três objetivos principais:

No Brasil, a Shell contratou a ONG Dialog para desenvolver e operar o Programa, que possui três objetivos principais: PROJETO DA SHELL BRASIL LTDA: INICIATIVA JOVEM Apresentação O IniciativaJovem é um programa de empreendedorismo que oferece suporte e estrutura para que jovens empreendedores de 18 a 30 anos desenvolvam

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Paraná Núcleo de Pastoral da Universidade Fone: (41) 3271-1397 E-mail: pastoral.ctba@pucpr.br

Pontifícia Universidade Católica do Paraná Núcleo de Pastoral da Universidade Fone: (41) 3271-1397 E-mail: pastoral.ctba@pucpr.br Pontifícia Universidade Católica do Paraná Núcleo de Pastoral da Universidade Fone: (41) 3271-1397 E-mail: pastoral.ctba@pucpr.br REGULAMENTO DO TROTE SOLIDÁRIO DA REALIZAÇÃO Art. 1º. O Trote Solidário

Leia mais

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

Lançamento. 25/agosto/2009

Lançamento. 25/agosto/2009 Lançamento Programa de Voluntariado Empresarial Sabesp 25/agosto/2009 Cenário externo Modelo de desenvolvimento insustentável; Desequilíbrio ambiental e escassez de recursos naturais; Aumento da pobreza,

Leia mais

ANJOS DA ENFERMAGEM: EDUCAÇÃO E SAÚDE ATRAVÉS DO LÚDICO

ANJOS DA ENFERMAGEM: EDUCAÇÃO E SAÚDE ATRAVÉS DO LÚDICO 1 IDENTIFICAÇÃO Título: ANJOS DA ENFERMAGEM: EDUCAÇÃO E SAÚDE ATRAVÉS DO LÚDICO Data de realização: Local de realização: IESUR Horário: será definido conforme cronograma Carga horária: definido conforme

Leia mais

Círculos de Diálogos no Município. Municipalização dos ODM - 2010

Círculos de Diálogos no Município. Municipalização dos ODM - 2010 Círculos de Diálogos no Município Municipalização dos ODM - 2010 Desde 2006, o Movimento Nós Podemos Paraná articula os Círculos de Diálogo que são encontros para incentivar o trabalho voluntário dos três

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais Especialização em Gestão Estratégica de Apresentação CAMPUS COMÉRCIO Inscrições Abertas Turma 02 --> Início Confirmado: 07/06/2013 últimas vagas até o dia: 05/07/2013 O curso de Especialização em Gestão

Leia mais

Programa de Comunicação Interna e Externa

Programa de Comunicação Interna e Externa Programa de Comunicação Interna e Externa Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015. O Programa de Comunicação Interna e Externa das Faculdades Integradas Ipitanga FACIIP pretende orientar a execução

Leia mais

NÚCLEO CONSTRUÇÃO E CIDADANIA DO SICEPOT-MG

NÚCLEO CONSTRUÇÃO E CIDADANIA DO SICEPOT-MG NÚCLEO CONSTRUÇÃO E CIDADANIA DO SICEPOT-MG SICEPOT-MG CONSTRUINDO UM MUNDO MELHOR O Núcleo Construção e Cidadania foi criado em 1995 para coordenar, planejar e executar as ações de Responsabilidade Social

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO 2. OBJETIVO E FOCO TEMÁTICO INSCRIÇÕES 14º DIA DO VOLUNTARIADO 2015.

1. APRESENTAÇÃO 2. OBJETIVO E FOCO TEMÁTICO INSCRIÇÕES 14º DIA DO VOLUNTARIADO 2015. REV.: 03 Pág.: 1 de 6 A Manaus Ambiental torna público que estão abertas as inscrições para a seleção de Instituições e Projetos Sociais para o 14º Dia do Voluntariado. A empresa realizará o processo de

Leia mais

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS 1 DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E OBJETIVO DO MOVIMENTO 2 Artigo 1º O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade/Nós

Leia mais

Inscrições Prêmio ABF-AFRAS. Categoria Franqueador Máster_McDonald s

Inscrições Prêmio ABF-AFRAS. Categoria Franqueador Máster_McDonald s Inscrições Prêmio ABF-AFRAS Categoria Franqueador Máster_McDonald s Nome empresa Arcos Dourados Comércio de Alimentos Ltda. Data de fundação 1979 Número de funcionários 48 mil Localização (cidade e estado

Leia mais

INVESTIMENTO SOCIAL. Agosto de 2014

INVESTIMENTO SOCIAL. Agosto de 2014 INVESTIMENTO SOCIAL Agosto de 2014 INVESTIMENTO SOCIAL Nós promovemos o desenvolvimento sustentável de diversas maneiras Uma delas é por meio do Investimento Social INVESTIMENTO INVESTIENTO SOCIAL - Estratégia

Leia mais

ABMES - 10 ANOS DA CAMPANHA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL AVANÇOS E PERSPECTIVAS Brasília, 7 de julho de 2015

ABMES - 10 ANOS DA CAMPANHA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL AVANÇOS E PERSPECTIVAS Brasília, 7 de julho de 2015 ABMES - 10 ANOS DA CAMPANHA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL AVANÇOS E PERSPECTIVAS Brasília, 7 de julho de 2015 A ESTÁCIO HÁ 45 ANOS NOSSA VIDA É TRANSFORMAR A SUA. Somos uma empresa que tem na Educação o motivo

Leia mais

Polo de Valoração - Crateús

Polo de Valoração - Crateús Polo de Valoração - Crateús 1998, nasce um sonho... Xingu - Expedição Trilha Brasil No ano 2000, com apoio dos primeiros patrocinadores, a Expedição Trilha Brasil percorreu 25 mil km em 14 estados das

Leia mais

Ponto de Partida do Projeto Doar Escola do Futuro

Ponto de Partida do Projeto Doar Escola do Futuro Relatório Projeto Doar Objetivo: Envolver os alunos em Projetos Sociais, estimulando-os a colocar em prática os traços de caráter Cristão ensinados na Instituição. Potencializar a responsabilidade social,

Leia mais

O termo negócio social foi cunhado inicialmente por Muhammad Yunus, indiano, doutor em Economia, professor e laureado com o Prêmio Nobel da Paz em

O termo negócio social foi cunhado inicialmente por Muhammad Yunus, indiano, doutor em Economia, professor e laureado com o Prêmio Nobel da Paz em Negócio Social O termo negócio social foi cunhado inicialmente por Muhammad Yunus, indiano, doutor em Economia, professor e laureado com o Prêmio Nobel da Paz em 2006 Classifica um determinado empreendimento

Leia mais

PARCERIA Município Cidadão

PARCERIA Município Cidadão PARCERIA Município Cidadão 1. Introdução O Hemoce é a instituição responsável pela execução da política de sangue do Ministério da Saúde no Estado do Ceará, que consiste essencialmente na coleta, no processamento

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO Nº 01/2015. Edital de seleção de membros - Associação Atlética Acadêmica do Direito da Universidade Federal de Viçosa AAAD UFV

EDITAL DE SELEÇÃO Nº 01/2015. Edital de seleção de membros - Associação Atlética Acadêmica do Direito da Universidade Federal de Viçosa AAAD UFV EDITAL DE SELEÇÃO Nº 01/2015 Edital de seleção de membros - Associação Atlética Acadêmica do Direito da Universidade Federal de Viçosa AAAD A AAAD torna públicas as normas do processo de seleção de membros.

Leia mais

Categoria Fornecedor

Categoria Fornecedor PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2013 Dados da empresa FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Fornecedor Razão Social: Patrus Transportes Urgentes Ltda Nome Fantasia: Patrus Transportes Data de fundação:

Leia mais

EDITAL Nº 003/2009. Quadro de vagas. semanal ASC-01 Analista Social - Comercialização 01 44h R$3.949,69

EDITAL Nº 003/2009. Quadro de vagas. semanal ASC-01 Analista Social - Comercialização 01 44h R$3.949,69 EDITAL Nº 003/2009 O Presidente da UNIÃO BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E ENSINO UBEE, por meio do Diretor do Instituto Marista de Solidariedade IMS, torna público a abertura de inscrições para contratação de

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

Relatório Anual. Instituto Nossa Ilhéus. Instituto Nossa Ilhéus

Relatório Anual. Instituto Nossa Ilhéus. Instituto Nossa Ilhéus Resumo da ONG O é uma iniciativa da sociedade civil organizada que tem por objetivo fortalecer a cidadania e a democracia participativa, tendo por base a sustentabilidade e o monitoramento social. O age

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL Fortaleza, 2012 INDICE CAPÍTULO I... 3 DO OBJETIVO GERAL... 3 CAPÍTULO II... 3 DOS OBJETIVOS ESPECÍFICOS... 3 CAPÍTULO III... 4 DA ORGANIZAÇÃO DO PROGRAMA

Leia mais

Categoria Franqueador Sênior

Categoria Franqueador Sênior PRÊMIO ABF- AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueador Sênior Dados da empresa Razão Social Cebrac - Consultoria e Franquia Ltda. Nome fantasia CEBRAC Data de fundação

Leia mais

Gestão da Sustentabilidade e Responsabilidade Social Empresarial MANUAL DO CANDIDATO. ESPM - Campus Rodolfo Lima Martensen

Gestão da Sustentabilidade e Responsabilidade Social Empresarial MANUAL DO CANDIDATO. ESPM - Campus Rodolfo Lima Martensen Gestão da Sustentabilidade e Responsabilidade Social Empresarial MANUAL DO CANDIDATO ESPM - Campus Rodolfo Lima Martensen Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo/SP Informações Central de Candidatos:

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 Instituto Lojas Renner Instituto Lojas Renner Promover a inserção de mulheres no mercado de trabalho por meio de projetos de geração de renda é o objetivo do Instituto Lojas

Leia mais

CVSP E VOLUNTARIADO NA CIDADE DE SÃO PAULO. Aniversário de 18 anos do CVSP e você faz parte dessa história. Comemore este dia conosco!

CVSP E VOLUNTARIADO NA CIDADE DE SÃO PAULO. Aniversário de 18 anos do CVSP e você faz parte dessa história. Comemore este dia conosco! CVSP E VOLUNTARIADO NA CIDADE DE SÃO PAULO Aniversário de 18 anos do CVSP e você faz parte dessa história. Comemore este dia conosco! FUNDAÇÃO DO CVSP O CVSP foi criado em 6 de maio de 1997, por um grupo

Leia mais

Formando o aluno para a responsabilidade social. Esther Carvalho Março 2010

Formando o aluno para a responsabilidade social. Esther Carvalho Março 2010 Formando o aluno para a responsabilidade social Esther Carvalho Março 2010 Missão "Servir com excelência, por meio da educação, formando cidadãos éticos, solidários e competentes" Visão "Ser referência

Leia mais

Projetos Sociais da Faculdade Campo Real CIDADANIA REAL 1. O que é o projeto? 2. Em que consistem as atividades do projeto?

Projetos Sociais da Faculdade Campo Real CIDADANIA REAL 1. O que é o projeto? 2. Em que consistem as atividades do projeto? Projetos Sociais da Faculdade Campo Real A promoção da cidadania é qualidade de toda instituição de ensino consciente de sua relevância e capacidade de atuação social. Considerando a importância da Faculdade

Leia mais

Programa Voluntários Bradesco

Programa Voluntários Bradesco 18ª Audiência de Sustentabilidade Programa Voluntários Bradesco Agosto / 2009 Banco Bradesco Um dos maiores Bancos Privados da América Latina 22 Maior Banco no Mundo (Forbes Global 2000) Maior Seguradora

Leia mais

PROJETO SHOPPINGS CENTERS

PROJETO SHOPPINGS CENTERS Seu Lixo é um Luxo PROJETO SHOPPINGS CENTERS O lixo é um conceito que deveria ser aplicado apenas ao dejeto que realmente não se consegue dar uma destinação correta, que é representado por 5% do que uma

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS RESOLUÇÃO Nº xx/xxxx CONSELHO UNIVERSITÁRIO EM dd de mês de aaaa Dispõe sobre a criação

Leia mais

com João Paulo Vergueiro presidente@captacao.org

com João Paulo Vergueiro presidente@captacao.org A mobilização de recursos para organizações do Terceiro Setor com João Paulo Vergueiro presidente@captacao.org Palestrante Bacharel em administração pela FGV-SP e em direito pela USP, com mestrado em andamento

Leia mais

12º CONCURSO BANCO REAL UNIVERSIDADE SOLIDÁRIA

12º CONCURSO BANCO REAL UNIVERSIDADE SOLIDÁRIA 12º CONCURSO BANCO REAL UNIVERSIDADE SOLIDÁRIA :: INTRODUÇÃO :: O Grupo Santander Brasil acredita que a educação é a principal ferramenta para construir um mundo sustentável e melhor. Por isso, investe

Leia mais

PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO:

PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO: PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO: ESTUDO DE CASO DE UMA EXPERIÊNCIA BEM-SUCEDIDA PROJETO IMPLATADO PELA ANHANGUERA EDUCACIONAL Palestrante: Ana Maria Costa de Sousa Debatedor: Gabriel Mário Rodrigues Tutoria

Leia mais

INSTITUTO METROPOLITANO DE ENSINO SUPERIOR NÚCLEO DE ASSESSORAMENTO EM EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

INSTITUTO METROPOLITANO DE ENSINO SUPERIOR NÚCLEO DE ASSESSORAMENTO EM EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE ATIVIDADES COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES A partir das Diretrizes Curriculares dos Cursos de Graduação do Ministério da Educação, as Atividades Complementares passaram a figurar como importante componente dos Cursos Superiores

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor Dados da empresa Razão Social: Regispel Indústria e Comércio de Bobinas S/A Nome

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

Plano de Relacionamento com a Comunidade de Barroso/MG. Brasil Instituto Holcim Gabriel Moraes

Plano de Relacionamento com a Comunidade de Barroso/MG. Brasil Instituto Holcim Gabriel Moraes Brasil Instituto Holcim Gabriel Moraes Objetivo da iniciativa Fortalecer e consolidar o relacionamento da empresa com as partes interessadas da comunidade Território Barroso-MG Duração Iniciado em jan.11

Leia mais

PRÊMIO ABF- AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueado

PRÊMIO ABF- AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueado PRÊMIO ABF- AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueado Dados da empresa Razão Social: FLY IDIOMAS Nome Fantasia: WIZARD Data de fundação: 10/07/2010 Número de funcionários:

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TR)

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR) 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Contratação de consultor para a elaboração e execução do Projeto Conceitual e do Planejamento

Leia mais

PROGRAMA ULBRASOL. Palavras-chave: assistência social, extensão, trabalho comunitário.

PROGRAMA ULBRASOL. Palavras-chave: assistência social, extensão, trabalho comunitário. PROGRAMA ULBRASOL Irmo Wagner RESUMO Com a intenção e o propósito de cada vez mais fomentar e solidificar a inserção da Universidade na Comunidade em que encontra-se inserida, aprimorando a construção

Leia mais

Árvore Solidária. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente)

Árvore Solidária. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Árvore Solidária Mostra Local de: Maringá Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Cooperativa Sicredi União PR/SP Cidade: O projeto

Leia mais

DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA

DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA Área de Atuação 1. Formação Profissional Cooperativista São ações voltadas à formação, qualificação e capacitação dos associados,

Leia mais

Instituto Nordeste Cidadania - INEC Projeto 1. Nome do Projeto: Leitura e cidadania

Instituto Nordeste Cidadania - INEC Projeto 1. Nome do Projeto: Leitura e cidadania Instituto Nordeste Cidadania - INEC Projeto 1. Nome do Projeto: Leitura e cidadania 2. Apresentação: Em 1999, com o apoio do Banco do Nordeste, é lançado o Projeto: Leitura e Cidadania, que tem como principal

Leia mais

FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGIMENTO INTERNO DA AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA - AGEX CAPÍTULO I NOÇÕES INTRODUTÓRIAS

FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGIMENTO INTERNO DA AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA - AGEX CAPÍTULO I NOÇÕES INTRODUTÓRIAS FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGIMENTO INTERNO DA AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA - AGEX Aprovado no CONSEPE na 30ª sessão realizada em 16 de abril de 2012 e homologado na 140ª sessão

Leia mais

Gestão e Sustentabilidade das Organizações da Sociedade Civil. Alfredo dos Santos Junior Instituto GESC

Gestão e Sustentabilidade das Organizações da Sociedade Civil. Alfredo dos Santos Junior Instituto GESC Gestão e Sustentabilidade das Organizações da Sociedade Civil Alfredo dos Santos Junior Instituto GESC QUEM SOMOS? INSTITUTO GESC - IGESC Fundação da AMBA, pelos alunos do primeiro curso de MBA. Serviços

Leia mais

1- Introdução: Programas Vivenciais para o Desenvolvimento de Comunidades

1- Introdução: Programas Vivenciais para o Desenvolvimento de Comunidades 1- Introdução: Programas Vivenciais para o Desenvolvimento de Comunidades 2015 Um grupo de pessoas conscientes e engajadas pode mudar o mundo Quem Somos Engenheiro Pós Graduado, foi Consultor Socioambiental

Leia mais

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE)

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) É o chamado do Ministério da Educação (MEC) à sociedade para o trabalho voluntário de mobilização das famílias e da comunidade pela melhoria da

Leia mais

Planejamento Estratégico 2007 2008. Quatro Projetos da Equipe 1

Planejamento Estratégico 2007 2008. Quatro Projetos da Equipe 1 Planejamento Estratégico 2007 2008 Objetivo Estratégico: Estimular criação / desenvolvimento e fortalecimento de programas estaduais e setoriais. Quatro Projetos da Equipe 1 revisão em 26/09/2007 Missão:

Leia mais

Pós Graduação em Comunicação Organizacional Integrada

Pós Graduação em Comunicação Organizacional Integrada Público - alvo Pós Graduação em Organizacional Integrada Indicado para profissionais de comunicação organizacional, relações públicas, assessores de comunicação, gestores de comunicação, bem como para

Leia mais

Programas de. Andrea Goldschmidt andrea@apoenasustentavel.com.br

Programas de. Andrea Goldschmidt andrea@apoenasustentavel.com.br Programas de Voluntariado Empresarial Andrea Goldschmidt andrea@apoenasustentavel.com.br POSICIONAMENTO APOENA Visão Ser a mais completa empresa de consultoria em Gestão Sustentável do Brasil. Missão Disseminar,

Leia mais

EDITAL No. 01/ 2009 PROGRAMA UNIVERSIDADE SEM FRONTEIRAS UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ UNIOESTE CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS

EDITAL No. 01/ 2009 PROGRAMA UNIVERSIDADE SEM FRONTEIRAS UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ UNIOESTE CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS EDITAL No. 01/ 2009 PROGRAMA UNIVERSIDADE SEM FRONTEIRAS UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ UNIOESTE CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS Francisco Beltrão O Coordenador do Projeto: Adilson Francelino

Leia mais

DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS. (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012)

DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS. (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012) DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012) Artigo 1º O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade/Nós

Leia mais

Programa Viver é Melhor. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente)

Programa Viver é Melhor. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Programa Viver é Melhor Mostra Local de: Londrina Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Legião da Boa Vontade (LBV) Cidade: Londrina/PR

Leia mais

PROGRAMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL PRS-FACIIP

PROGRAMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL PRS-FACIIP PROGRAMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL PRS-FACIIP Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015. O Programa de Responsabilidade Social das Faculdades Integradas Ipitanga (PRS- FACIIP) é construído a partir

Leia mais

Objetivos propostos:

Objetivos propostos: ABEU Colégios e UNIABEU ABEU Solidário Doar é mais que dar! Por:Orientação Educacional 2011 Objetivos propostos: Estimular a percepção da empatia; Favorecer a prática de atitudes que resgatem o valor da

Leia mais

Cultura do não Foco do RH no Departamento Pessoal Não alinhamento das estratégias de Gestão de Pessoas com as estratégias do MTur Pouco envolvimento

Cultura do não Foco do RH no Departamento Pessoal Não alinhamento das estratégias de Gestão de Pessoas com as estratégias do MTur Pouco envolvimento Cultura do não Foco do RH no Departamento Pessoal Não alinhamento das estratégias de Gestão de Pessoas com as estratégias do MTur Pouco envolvimento da alta direção nos eventos Desinteresse dos servidores

Leia mais

REGULAMENTO MES MECANISMOS DE ESTUDOS SISTÊMICOS Universidade Ibirapuera Aprovado pela Res. CONSUN nº 10/07, de 19.09.07 REGULAMENTO MES - MECANISMOS DE ESTUDOS SISTÊMICOS TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

Qual a melhor técnica para auto-avaliação?

Qual a melhor técnica para auto-avaliação? técnicas Qual a melhor técnica para auto-avaliação? : Integração das ferramentas de auto-avaliação 1. Por meio de questionários aplicados às partes interessadas (docentes, discentes, funcionários e sociedade)

Leia mais

PROJETO SERVIÇOS E CIDADANIA EDITAL N 001/2015

PROJETO SERVIÇOS E CIDADANIA EDITAL N 001/2015 PROJETO SERVIÇOS E CIDADANIA EDITAL N 001/2015 Abertura de prazo para solicitação de serviços pelas entidades cadastradas no Projeto Serviços e Cidadania e sediadas em Curitiba e Região Metropolitana O

Leia mais

ESPM anuncia os vencedores da 8ª edição doprêmio Renato Castelo Branco

ESPM anuncia os vencedores da 8ª edição doprêmio Renato Castelo Branco Imprimir esta página ESPM anuncia os vencedores da 8ª edição doprêmio Renato Castelo Branco Categoria: Propaganda e Marketing tamanho da fonte Leituras 18 vezes São Paulo, outubro de 2012 A ESPM, por meio

Leia mais

Trote Solidário INTRODUÇÃO

Trote Solidário INTRODUÇÃO 1 Trote Solidário Ana Claudia Muniz Douglas Ramos Teixeira Maria Marlene Antunes de Oliveira Marina de Fátima Batista Renata Chenchi 1 Maria Eliza Zandarim 2 Sumário: Introdução. 1. O Que é Trote Solidário.

Leia mais

EDITAL nº 09/15 PROGRAMA DE BOLSAS DE SUSTENTABILIDADE/RESPONSABILIDADE SOCIAL DO CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO DO CEARÁ 2015.

EDITAL nº 09/15 PROGRAMA DE BOLSAS DE SUSTENTABILIDADE/RESPONSABILIDADE SOCIAL DO CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO DO CEARÁ 2015. EDITAL nº 09/15 PROGRAMA DE BOLSAS DE SUSTENTABILIDADE/RESPONSABILIDADE SOCIAL DO CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO DO CEARÁ 2015. A REITORA do Centro Universitário Estácio do Ceará, no uso de suas atribuições

Leia mais

COORDENAÇÃO. ABES-SP, Instituto PÓLIS, CAIXA, ANAMMA, UNICAMP, Projeto Pares(Poli-USP), OAF, Sindicato dos Engenheiros, Fórum Recicla São Paulo, CRUMA

COORDENAÇÃO. ABES-SP, Instituto PÓLIS, CAIXA, ANAMMA, UNICAMP, Projeto Pares(Poli-USP), OAF, Sindicato dos Engenheiros, Fórum Recicla São Paulo, CRUMA COORDENAÇÃO ABES-SP, Instituto PÓLIS, CAIXA, ANAMMA, UNICAMP, Projeto Pares(Poli-USP), OAF, Sindicato dos Engenheiros, Fórum Recicla São Paulo, CRUMA Ministério Público - Procuradoria Regional dos Direitos

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2009

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2009 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2009 Transição de marca O Centro de Ação Voluntária de Curitiba completou 10 anos em março de 2008 e depois de ver consolidada uma etapa de vida da organização, iniciou um processo

Leia mais

PRÊMIO ABF- AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueado

PRÊMIO ABF- AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueado PRÊMIO ABF- AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueado Dados da empresa Razão Social: J&I Serviços Educacionais LTDA Nome Fantasia: Wizard Aparecidinha Data de fundação:

Leia mais

Fundação Itaú Social. Por uma educação integral,

Fundação Itaú Social. Por uma educação integral, Fundação Itaú Social Por uma educação integral, integrada e integradora Visão Itaú Ser o banco líder em performance e perene reconhecidamente sólido e ético, destacando-se por equipes motivadas, comprometidas

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Inverno Solidário Cocamar

Mostra de Projetos 2011. Inverno Solidário Cocamar Mostra de Projetos 2011 Inverno Solidário Cocamar Mostra Local de: Maringá Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Cocamar Inverno Solidário Cidade: Maringá Contato: thainara.melo@cocamar.br

Leia mais

Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis.

Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis. Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis Localização Missão, Valores e Visão Os 5 Pilares Objetivos e estratégias

Leia mais

Responsabilidade Social

Responsabilidade Social Responsabilidade Social INSTITUTO DE CIDADANIA EMPRESARIAL DO MARANHÃO ICE/MA MISSÃO: Difundir o conceito de desenvolvimento sustentável de modo a incentivar as empresas a adotarem a responsabilidade social

Leia mais

Profea- Projeto de Formação de Educadores Ambientais

Profea- Projeto de Formação de Educadores Ambientais Profea- Projeto de Formação de Educadores Ambientais Mostra Local de: Maringá PR Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Facinor- Faculdade

Leia mais

Telejornalismo e Educação para a Cidadania: uma experiência de Educomunicação

Telejornalismo e Educação para a Cidadania: uma experiência de Educomunicação Telejornalismo e Educação para a Cidadania: uma experiência de Educomunicação Educomunicação Comunicação-Educação Uma área emergente Pesquisa na linha do NCE/ECA/USP As pesquisas do NCE/ECA/USP buscam

Leia mais

Experiências Locais: Situação Atual e Futuro do ISP no Brasil

Experiências Locais: Situação Atual e Futuro do ISP no Brasil Experiências Locais: Situação Atual e Futuro do ISP no Brasil Marcos Kisil idis@idis.org.br 3 de abril de 2008 5º Congresso GIFE de Investimento Social Privado 1 Contexto do Investimento Social na América

Leia mais

I Encontro de Saúde Ambiental do Noroeste Fluminense (I ESAF)

I Encontro de Saúde Ambiental do Noroeste Fluminense (I ESAF) I Encontro de Saúde Ambiental do Noroeste Fluminense (I ESAF) III Semana de Meio Ambiente e Saúde (III SEMAS) Realização: Site do Evento: www.redentor.inf.br/bio C O M I S S Ã O O R G A N I Z A D O R A

Leia mais

Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4

Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4 Guia do Educador CARO EDUCADOR ORIENTADOR Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 2. PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4 Objetivo GERAL 5 METODOLOGIA 5 A QUEM SE DESTINA? 6 O QUE

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014 EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014 O Observatório de Favelas torna pública, por meio desta chamada, as normas do processo de seleção de alunos para

Leia mais

PlanodeAção2013. Contexto Externo. Continuação de uma conjuntura socioeconómica muito desfavorável;

PlanodeAção2013. Contexto Externo. Continuação de uma conjuntura socioeconómica muito desfavorável; PlanodeAção2013 Contexto Externo Continuação de uma conjuntura socioeconómica muito desfavorável; Redução expectável da intervenção do Estado e necessidade de consolidação do setor empresarial como parceiro

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Local PRODEL. Programa de Extensão Institucional

Programa de Desenvolvimento Local PRODEL. Programa de Extensão Institucional Programa de Desenvolvimento Local PRODEL Programa de Extensão Institucional Programa de Extensão Institucional Um programa de extensão universitária é o conjunto de projetos de extensão desenvolvido por

Leia mais

POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350

POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350 MANUAL DE GESTÃO DE PESSOAS COD. 300 ASSUNTO: POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA APROVAÇÃO: Resolução DIREX nº 462, de 10/09/2012. VIGÊNCIA: 10/09/2012 POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350 1/6 ÍNDICE

Leia mais

COORDENADORES CARTILHA

COORDENADORES CARTILHA 2016 COORDENADORES CARTILHA 1.1 Coordenador de Negócios Liderar a equipe de negócios da FEJESC, prezar pela excelência na prestação do serviço aos parceiros e buscar novas oportunidades de patrocínio e

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 050/2015. Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 050/2015. Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 050/2015 Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE A Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários do Brasil UNISOL, entidade sem fins econômicos, com sede

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO DEDC - CAMPUS I GRUPO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO, DIREITOS HUMANOS E INTERCULTURALIDADE - GREDHI

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO DEDC - CAMPUS I GRUPO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO, DIREITOS HUMANOS E INTERCULTURALIDADE - GREDHI UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO DEDC - CAMPUS I GRUPO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO, DIREITOS HUMANOS E INTERCULTURALIDADE - GREDHI RELATÓRIO FINAL Salvador 2014 1 RELATORIO DO FÓRUM

Leia mais

Todos os finalistas ao Prêmio serão agarciados, de acordo com cada critério de seleção:

Todos os finalistas ao Prêmio serão agarciados, de acordo com cada critério de seleção: Prêmio Empreendedor Social de Futuro 2013 Descrição A Folha de S.Paulo realiza, em 2013, a 5ª edição do Prêmio Folha Emprendedor Social de Futuro. O concurso identifica, premia e fomenta jovens líderes

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 045/2015

PROCESSO SELETIVO Nº 045/2015 PROCESSO SELETIVO Nº 045/2015 REDE NACIONAL DE ECONOMIA SOLIDÁRIA E FEMINISTA A GUAYÍ, Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, sediada na Rua José do Patrocínio 611, Bairro Cidade Baixa, Porto

Leia mais

2.2 São considerados passíveis de concorrer aos recursos (brinquedoteca e capacitação) desta Chamada Pública, as instituições que:

2.2 São considerados passíveis de concorrer aos recursos (brinquedoteca e capacitação) desta Chamada Pública, as instituições que: 1. APRESENTAÇÃO 1.1 O projeto Recrear defende a importância do Brincar para o desenvolvimento infantil. Por meio da brincadeira, uma criança aprende e desenvolve seu corpo, suas habilidades sociais, de

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE

REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE 2013 REGULAMENTO DO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE PADI DA FACULDADE DE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÃDO

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade

Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade A BUSCA CONTÍNUA DA EXCELÊNCIA DA GESTÃO É O QUE NOS MOVE! A Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) é uma instituição sem fins lucrativos, que conta com uma rede

Leia mais

ANEXO I ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS FIA 2011. Cada projeto deve conter no máximo 20 páginas

ANEXO I ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS FIA 2011. Cada projeto deve conter no máximo 20 páginas Cada projeto deve conter no máximo 20 páginas 1. APRESENTAÇÃO Faça um resumo claro e objetivo do projeto, considerando a situação da criança e do adolescente, os dados de seu município, os resultados da

Leia mais

Relatório de Ações 2012-2013. Socioambientais

Relatório de Ações 2012-2013. Socioambientais Relatório de Ações 2012-2013 Socioambientais O compromisso com o investimento em ações sociais foi sempre uma prática do Grupo 7COMm e de seus colaboradores. Com a expansão de suas atividades e a modernização

Leia mais

Regulamento das Atividades Complementares da Faculdade de Ciências Sociais de Guarantã do Norte

Regulamento das Atividades Complementares da Faculdade de Ciências Sociais de Guarantã do Norte Regulamento das Atividades Complementares da Faculdade de Ciências Sociais de Guarantã do Norte 2010 Apresentação As Atividades de Extensão são ações desenvolvidas sob forma de programas, projetos, cursos,

Leia mais

APRESENTA II AÇÃO SOCIAL FAP X PASTORAL DA CRIANÇA PROJETO: SOLIDARIEDADE: UM ATO DE AMOR

APRESENTA II AÇÃO SOCIAL FAP X PASTORAL DA CRIANÇA PROJETO: SOLIDARIEDADE: UM ATO DE AMOR APRESENTA II AÇÃO SOCIAL FAP X PASTORAL DA CRIANÇA PROJETO: SOLIDARIEDADE: UM ATO DE AMOR DATA: 13/10/2012 Comemoração do Dia da Criança HORÁRIO: 8:00 horas as 11 horas LOCAL: Estacionamento da FAP PARTICIPAÇÃO:

Leia mais

PROJETO DE EXTENSÃO INSTITUCIONAL FTA

PROJETO DE EXTENSÃO INSTITUCIONAL FTA PROJETO DE EXTENSÃO INSTITUCIONAL FTA Faculdade de Tecnologia de Macapá - FTA ALESSANDRO SOUZA DE OLIVEIRA Diretor Geral FRANQUILÉIA L. BEZERRA Diretora Acadêmica Coordenadora de Curso (Gestão RH/Comercial/Hospitalar)

Leia mais

Gestão Colaborativa. Luiz Ildebrando Pierry Curitiba/PR 30 de setembro de 2009. Qualidade e Produtividade para Enfrentar a Crise INOVAÇÃO

Gestão Colaborativa. Luiz Ildebrando Pierry Curitiba/PR 30 de setembro de 2009. Qualidade e Produtividade para Enfrentar a Crise INOVAÇÃO Qualidade e Produtividade para Enfrentar a Crise Gestão Colaborativa INOVAÇÃO SUSTENTABILIDADE GESTÃO COLABORATIVA EMPREENDEDORISMO CRIATIVIDADE Luiz Ildebrando Pierry Curitiba/PR 30 de setembro de 2009

Leia mais

POLÍTICA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE

POLÍTICA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE POLÍTICA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE Av. Barbacena, 472 8º andar Barro Preto CEP: 30190-130 Belo Horizonte/MG Tel.: 3253.4917 E-mail: renata.gontijo@cemigsaude.org.br Portal Corporativo: www.cemigsaude.org.br

Leia mais