2. O poema desenvolve os preceitos de qual vanguarda europeia? Justifique.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2. O poema desenvolve os preceitos de qual vanguarda europeia? Justifique."

Transcrição

1 2º EM Literatura Carolina Aval. Rec. Par. 22/08/12 1. Identifique a que vanguarda europeia o quadro abaixo se relaciona e, em seguida, dê as principais características de tal vanguarda. Texto para a questão 2: O mar soprava sinos, Os sinos secavam as flores, As flores eram cabeças de santos. NOTURNO Minha memória cheia de palavras, Meus pensamentos procurando fantasmas Meus pesadelos atrasados de muitas noites. De madrugada, meus pensamentos puros Voavam como telegramas; E nas janelas acesas toda a noite O retrato da morta Fez esforços desesperados para fugir. (João Cabral de Melo Neto) 2. O poema desenvolve os preceitos de qual vanguarda europeia? Justifique.

2 Texto para a questão 3: Ah, poder exprimir-me todo como um motor se exprime! Ser completo como uma máquina! Poder ir na vida triunfante como um automóvel último-modelo! Poder ao menos penetrar-me fisicamente de tudo isto, Rasgar-me todo, abrir-me completamente, tornar-me passento A todos os perfumes de óleos e calores e carvões Desta flora estupenda, negra, artificial e insaciável! 3. Responda: a) Com que vanguarda europeia o trecho acima se relaciona? Por quê? b) O trecho acima é de autoria de um dos heterônimos de Fernando Pessoa. Qual? Justifique. 4. O fragmento do poema seguinte é parnasiano. Que característica é possível nele identificar que seria mais frequente no simbolismo? Chispam verdes fuzis riscando o céu sombrio; Em esmeraldas flui a água verde do rio. E do céu, todo verde, as esmeraldas chovem... (Olavo Bilac) Texto para as questões 5 e 6: VASO CHINÊS Estranho mimo aquele vaso! Vi-o, Fino artista chinês, enamorado, Casualmente, uma vez, de um perfumado Nele pusera o coração doentio Contador sobre o mármor luzidio, Em rubras flores de um sutil lavrado, Entre um leque e o começo de um bordado. Na tinta ardente, de um calor sombrio.

3 Mas, talvez por contraste à desventura, Quem o sabe?... de um velho mandarim Também lá estava a singular figura. Que arte em pintá-la! A gente acaso vendo-a, Sentia um não sei quê com aquele chim De olhos cortados à feição de amêndoa. (Alberto de Oliveira) 5. Podemos classificar as rimas de um poema em: pobres, ricas, raras e preciosas. Extraia do poema um exemplo de rima pobre e um exemplo de rima preciosa, nessa ordem. 6. O poema acima pertence à escola literária do Parnasianismo. Que características permitem tal classificação? 7. Faça um resumo da polêmica conhecida como Questão Coimbrã.

4 8. Identifique, entre as características indicadas a seguir, a que predomina em cada um dos fragmentos extraídos da obra de Machado de Assis: (A) Denúncia do contraste entre a aparência e a essência; (B) Conversa com o leitor; (C) Pessimismo; (D) Aceitação da lei do mais forte; (E) Ironia; (F) Relatividade dos conceitos; (G) Concepção do homem como um feixe de atitudes contraditórias (H) Impossibilidade de escolher o próprio destino; (I) Denúncia da vaidade; (J) Concepção da vida como uma peça de teatro. ( ) Não, senhora minha, ainda não acabou este dia tão comprido; não sabemos o que se passou entre Sofia e o Palha, depois que todos se foram embora. ( ) Mas qualquer que seja a profissão da tua escolha, o meu desejo é que te faças grande e ilustre, ou pelo menos notável, que te levantes acima da obscuridade comum. ( ) E foi assim que cheguei à cláusula dos meus dias; (...) como quem se retira tarde do espetáculo. ( ) (no trecho a seguir resume-se a vida da criada Dona Plácida, personagem de Memórias Póstumas de Brás Cubas) Ela gostou dele, acercaram-se, amaram-se. Dessa conjunção de luxúrias vadias brotou D. Plácida. É de crer que D. Plácida não falasse ainda quando nasceu, mas se falasse podia dizer aos autores de seus dias: Aqui estou. Para que me chamastes? E o sacristão e a sacristã naturalmente lhe responderiam: Chamamos-te para queimar os dedos nos tachos, os olhos na costura, comer mal, ou não comer andar de um lado para outro, na faina, adoecendo e sarando, com o fim de tornar a adoecer e sarar outra vez, triste agora, logo desesperada, amanhã resignada, mas sempre com as mãos no tacho e os olhos na costura, até acabar um dia na lama ou no hospital; foi para isso que te chamamos, num momento de simpatia. ( ) a inveja não é senão uma admiração que luta, e sendo a luta a grande função do gênero humano, todos os sentimentos belicosos são os mais adequados à sua felicidade. Daí vem que a inveja é uma virtude.

5 9. Os prosadores do Pré-Modernismo diminuíram a distância entre realidade e ficção, incorporando em seus textos fatos e personagens de sua época. a) Cite dois exemplos que justifiquem essa afirmativa. b) Essa atitude dos pré-modernistas opõe-se radicalmente a uma característica dos românticos. Qual? Texto para a questão 10: Vem sentar-te comigo Lídia, à beira do rio. Sossegadamente fitemos o seu curso e aprendamos Que a vida passa, e não estamos de mãos enlaçadas. (Enlacemos as mãos.) (...) Depois pensemos, crianças adultas, que a vida Passa e não fica, nada deixa e nunca regressa, Vai para um mar muito longe, para ao pé do Fado, Mais longe que os deuses. (...) 10. O poema acima é assinado por Ricardo Reis. No convite feito a Lídia, há um trecho que não poderia ser de Alberto Caeiro. Qual? Justifique.

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 3º EM Gramática Renata Av. Dissertativa 18/05/16 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta

Leia mais

2. Com o romance Memórias Póstumas de Brás Cubas, Machado de Assis inovou a forma de fazer literatura em alguns aspectos. Quais? Explique.

2. Com o romance Memórias Póstumas de Brás Cubas, Machado de Assis inovou a forma de fazer literatura em alguns aspectos. Quais? Explique. 3º EM Literatura Carolina Aval. Mensal 12/09/12 Texto para as questões 1 e 2: Talvez espante ao leitor a franqueza com que lhe exponho e realço a minha mediocridade; advirta que a franqueza é a primeira

Leia mais

MODERNISMO EM PORTUGAL. 4 de agosto de 2010

MODERNISMO EM PORTUGAL. 4 de agosto de 2010 MODERNISMO EM PORTUGAL 4 de agosto de 2010 MODERNISMO EM PORTUGAL CONTEXTO HISTÓRICO: Primeiras manifestações no período entre as guerras mundiais Marcado por transformações político-sociais em Portugal

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE LITERATURA - 4 º BIMESTRE

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE LITERATURA - 4 º BIMESTRE ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE LITERATURA - 4 º BIMESTRE - 2016 Nome: Nº 2ª Série Professores : Danilo / Fernando / Nicolas Nota: I Introdução Caro aluno, Neste terceiro bimestre, você obteve média inferior

Leia mais

(PUC-Rio/2005 Adaptada) Texto para as questões 2 e 3:

(PUC-Rio/2005 Adaptada) Texto para as questões 2 e 3: 2º EM Literatura Carolina Aval. Mensal 18/05/12 Textos para a questão 1: Texto I OS SAPOS O sapo tanoeiro, Parnasiano aguado, Diz: Meu cancioneiro É bem martelado (...) Brada em um assomo O sapo tanoeiro:

Leia mais

Tratamento de vida plena

Tratamento de vida plena Tratamento de vida plena Eu adoro Tratamentos com Salmos, e este em especial, foi enviado por uma senhora muito amiga e especial que acabou de completar 84 anos cheios de sabedoria. Ela conta que esse

Leia mais

Pronomes Relativos, Conjunções e Verbos

Pronomes Relativos, Conjunções e Verbos Exercícios Variados Revisão de Pronomes Relativos, Conjunções e Verbos Exercícios Variados Conjunções e Verbos Revisão de Pronomes Relativos, 1. Leia o fragmento de texto abaixo, de As Três Marias, de

Leia mais

1. Considere o poema abaixo:

1. Considere o poema abaixo: 1º EM Literatura Carolina Aval. Subs. / Opt. 19/04/12 1. Considere o poema abaixo: ISTO Dizem que finjo ou minto Tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto Com a imaginação. Não uso o coração. (Fernando

Leia mais

como diz a frase: nois é grossa mas no fundo é um amor sempre é assim em cima da hora a pessoa muda numa hora ela fica com raiva, triste, feliz etc.

como diz a frase: nois é grossa mas no fundo é um amor sempre é assim em cima da hora a pessoa muda numa hora ela fica com raiva, triste, feliz etc. SEGUIR EM FRENTE seguir sempre em frente, nunca desistir dos seus sonhos todos nós temos seu nivel ou seja todos nós temos seu ponto fraco e siga nunca desistir e tentar até voce conseguir seu sonho se

Leia mais

Correção Atividades. Língua Portuguesa DIREITO CONSTITUCIONAL

Correção Atividades. Língua Portuguesa DIREITO CONSTITUCIONAL Língua Portuguesa DIREITO CONSTITUCIONAL Prof. Pablo Alex L. Gomes Pablito Correção Atividades As Meninas Velazquez 01) Qual comportamento humano é representa, em forma de brincadeira, pela figura acima:

Leia mais

Valéria. Literatura. Exercícios de Revisão I

Valéria. Literatura. Exercícios de Revisão I Nome: n o : 1 a E nsino: Médio S érie: T urma: Data: Prof(a): Valéria Literatura Exercícios de Revisão I Conteúdo: Humanismo (Fernão Lopes, Gil Vicente e Poesia Palaciana) Obras Literárias: Medéia e Auto

Leia mais

Obra "Natal" (1969) de Di Cavalcanti; óleo sobre tela; 127,5x107,5x3,5. Natal à Beira-Rio

Obra Natal (1969) de Di Cavalcanti; óleo sobre tela; 127,5x107,5x3,5. Natal à Beira-Rio Obra "Natal" (1969) de Di Cavalcanti; óleo sobre tela; 127,5x107,5x3,5. Natal à Beira-Rio É o braço do abeto a bater na vidraça? E o ponteiro pequeno a caminho da meta! Cala-te, vento velho! É o Natal

Leia mais

A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar...

A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar... O pequeno Will A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar... Então um dia tomei coragem e corri até mamãe e falei: - Mãeee queria tanto um irmãozinho, para brincar comigo!

Leia mais

Modernismo em Portugal

Modernismo em Portugal Modernismo em Portugal Caeiro Campos Fernando Pessoa Pessoa e seus Reis Heterônimos Fernando Pessoa (1888-1935) Grande parte da crítica considera Fernando Pessoa o maior poeta moderno da Língua Portuguesa.

Leia mais

Uma lição de vida. Graziele Gonçalves Rodrigues

Uma lição de vida. Graziele Gonçalves Rodrigues Uma lição de vida Graziele Gonçalves Rodrigues Ele: Sente sua falta hoje na escola, por que você não foi? Ela: É, eu tive que ir ao médico. Ele: Ah, mesmo? Por que? Ela: Ah, nada. Consultas anuais, só

Leia mais

Vanguarda europeia Modernismo português

Vanguarda europeia Modernismo português Vanguarda europeia Modernismo português A Semana de Arte Moderna, realizada em São Paulo no ano de 1922, representou um marco no movimento modernista, mas não foi um acontecimento único nem isolado. O

Leia mais

Os olhos de Jesus em você. Mensagem do dia : Os Olhos de Jesus em você!

Os olhos de Jesus em você. Mensagem do dia : Os Olhos de Jesus em você! Os olhos de Jesus em você Mensagem do dia : Os Olhos de Jesus em você! Indescritível a visão apaixonada de Jesus para você. Olhos que brilham profundamente de alegria quando você acerta, quando tropeça

Leia mais

As Fadas Verdes. Matilde Rosa Araújo. Fichas de leitura. Criação intelectual: Fátima Patronilho

As Fadas Verdes. Matilde Rosa Araújo. Fichas de leitura. Criação intelectual: Fátima Patronilho As Fadas Verdes Matilde Rosa Araújo Fichas de leitura Criação intelectual: Fátima Patronilho Fichas de leitura Ficha 1 1. Lê os poemas Que o silêncio / verde, A cor do silêncio, A sandália de setembro

Leia mais

Título: Poemas da verdade e da mentira. Autor: Luísa Ducla Soares. Ilustação: Ana Cristina Inácio. Edição original: Livros Horizonte, 2005

Título: Poemas da verdade e da mentira. Autor: Luísa Ducla Soares. Ilustação: Ana Cristina Inácio. Edição original: Livros Horizonte, 2005 Título: Poemas da verdade e da mentira Autor: Luísa Ducla Soares Ilustação: Ana Cristina Inácio Edição original: Livros Horizonte, 2005 Edição: Serviço das Bibliotecas do Agrupamento de Escolas Finisterra-

Leia mais

DATA: 02 / 05 / 2016 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA:

DATA: 02 / 05 / 2016 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 02 / 05 / 206 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A):

Leia mais

Figuras de linguagem são recursos estilísticos utilizados no nível dos sons, das palavras, das estruturas sintáticas ou do significado para dar maior

Figuras de linguagem são recursos estilísticos utilizados no nível dos sons, das palavras, das estruturas sintáticas ou do significado para dar maior Figuras de linguagem são recursos estilísticos utilizados no nível dos sons, das palavras, das estruturas sintáticas ou do significado para dar maior valor expressivo à linguagem. Figuras sonoras Em contextos

Leia mais

Memórias Póstumas de Brás Cubas e a representação crítica do processo de modernização tecnológica brasileira

Memórias Póstumas de Brás Cubas e a representação crítica do processo de modernização tecnológica brasileira Memórias Póstumas de Brás Cubas e a representação crítica do processo de modernização tecnológica brasileira Bárbara Del Rio Araújo 1 Débora Ribeiro 2 Mariana Franco Barbosa 3 1 Doutoranda em Literatura

Leia mais

Um salmo contra feitiçaria

Um salmo contra feitiçaria Um salmo contra feitiçaria Vou lhe ensinar uma maneira simples, mas muito eficiente de obter proteção! Use a força do Salmo para proteção contra malefícios, feitiçarias e outras formas de inveja contra

Leia mais

Português Figuras de Linguagem Difícil [10 Questões]

Português Figuras de Linguagem Difícil [10 Questões] Português Figuras de Linguagem Difícil [10 Questões] 01 - (ITA SP) Em qual opção há erro na identificação das figuras? a) Um dia hei de ir embora / Adormecer no derradeiro sono. (eufemismo) b) A neblina,

Leia mais

MARÇO. _ 6 de Março 21.00h Livros que mudaram o meu mundo, com Sandra Moreira

MARÇO. _ 6 de Março 21.00h Livros que mudaram o meu mundo, com Sandra Moreira MARÇO _ 6 de Março 21.00h Livros que mudaram o meu mundo, com Sandra Moreira _ 13 de Março 21.00h Conta-me histórias daquilo que eu não vi serão de contos com Cristina Taquelim e Maria Lua _ 14 de Março

Leia mais

FIGURAS DE SINTAXE. h) i)

FIGURAS DE SINTAXE. h) i) FIGURAS DE SINTAXE 1. Identifique, nas frases e nos anúncios seguintes, as figuras de sintaxe. Atenção: há frases em que ocorrem duas figuras. a) Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, Muda-se o ser,

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO DA UNIDADE II PONTUAÇÃO: 7,5 PONTOS

LÍNGUA PORTUGUESA AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO DA UNIDADE II PONTUAÇÃO: 7,5 PONTOS DA UNIDADE II PONTUAÇÃO: 7,5 PONTOS Questão 01 Leia este trecho: Ninguém esquece um episódio de Os Simpsons Aquela estupidez memorável do Homer não sai da sua cabeça? Questão 01 Você não é o único. Seriado

Leia mais

TRABALHO DE RECUPERAÇÃO LITERATURA 1º SEMESTRE NOME: PROFESSORA: VIVIANE MARQUES PARTE 1 ESTRUTURA E CARACTERÍSTICAS DOS GÊNEROS LITERÁRIOS ESTUDADOS

TRABALHO DE RECUPERAÇÃO LITERATURA 1º SEMESTRE NOME: PROFESSORA: VIVIANE MARQUES PARTE 1 ESTRUTURA E CARACTERÍSTICAS DOS GÊNEROS LITERÁRIOS ESTUDADOS TRABALHO DE RECUPERAÇÃO LITERATURA 1º SEMESTRE NOME: PROFESSORA: VIVIANE MARQUES PARTE 1 ESTRUTURA E CARACTERÍSTICAS DOS GÊNEROS LITERÁRIOS ESTUDADOS 1 Leia este trecho do texto Memórias de Emília, de

Leia mais

TOTAL DE PÁGINAS DA EDIÇÃO: 92

TOTAL DE PÁGINAS DA EDIÇÃO: 92 A edição de setembro vai estimular seu olfato! Lições que trazem o cheiro como assunto principal Do cheiro de flor ao chulé, atividades prontas para usar Estimule a criatividade dos alunos pedindo um roteiro

Leia mais

Conto das Águas. Um conto de sensações. Enio Roncarati

Conto das Águas. Um conto de sensações. Enio Roncarati Conto das Águas Um conto de sensações Enio Roncarati Dedicatória Dedico este pequeno conto aos autores anônimos que com esperança de lançar uma pequena Luz sobre aqueles que estão dispostos a trilhar

Leia mais

PRESENTE DO INDICATIVO:

PRESENTE DO INDICATIVO: PRESENTE DO INDICATIVO: - Fatos atuais, indica ações e estados permanentes, ação habitual. Estou no Casd agora. Ali é onde almoço sempre. Marcador temporal igual ao Tempo verbal = SENTIDO LITERAL DO TEMPO

Leia mais

PORTUGUÊS - 2 o ANO MÓDULO 22 PRODUÇÃO DE TEXTO: TEXTOS DESCRITIVOS

PORTUGUÊS - 2 o ANO MÓDULO 22 PRODUÇÃO DE TEXTO: TEXTOS DESCRITIVOS PORTUGUÊS - 2 o ANO MÓDULO 22 PRODUÇÃO DE TEXTO: TEXTOS DESCRITIVOS roposta de redação Proposta 1 (GOELDI, Oswaldo. Abandono. http://www.centrovirtualgoeldi.com /paginas. aspx?menu=obras_interior&opcao=f&iditem=261.

Leia mais

Ficha da semana 4º ano A, B e C. Disciplina: Língua Portuguesa Data da realização: 7/4/2015

Ficha da semana 4º ano A, B e C. Disciplina: Língua Portuguesa Data da realização: 7/4/2015 Ficha da semana 4º ano A, B e C. Instruções: 1- Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue à professora no dia seguinte. 2- As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno

Leia mais

Apresento a todos, o início de um trabalho feito. Com muito carinho. São poemas e alguns contos.

Apresento a todos, o início de um trabalho feito. Com muito carinho. São poemas e alguns contos. APRESENTAÇÃO Apresento a todos, o início de um trabalho feito Com muito carinho. São poemas e alguns contos. Para Vocês: VIRTUALMENTE EU USO A MINHA LUZ INTERIOR PARA FALAR AOS CÉUS E A CADA ESTRELA QUE

Leia mais

Simpatia para o amor

Simpatia para o amor Simpatia para o amor Essa simpatia e para um novo amor Requesito para a simpatia Dia 13/06 Hora As 18:00 O que se espera Para encontrar um novo amor. Materiais para a simpatia *Uma imagem de Santo Antonio

Leia mais

Exercícios Vanguardas Europeias

Exercícios Vanguardas Europeias Exercícios Vanguardas Europeias 1. (ENEM) As vanguardas europeias não devem ser vistas isoladamente, uma vez que elas apresentam alguns conceitos estéticos e visuais que se aproximam. Com base nos conceitos

Leia mais

Engenharia Industrial Elétrica, Engenharia Industrial Mecânica, Engenharia de Produção Civil, Tecnologia em Radiologia e Tecnologia em Normalização e

Engenharia Industrial Elétrica, Engenharia Industrial Mecânica, Engenharia de Produção Civil, Tecnologia em Radiologia e Tecnologia em Normalização e 1 RASCUNHO 2 INSTRUÇÕES Esta prova contém 5 (cinco) questões. Para resolvê-las, fique atento às seguintes instruções e critérios que se seguem: 1- As respostas deverão ser redigidas, obrigatoriamente,

Leia mais

LIÇÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA E HISTÓRIA

LIÇÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA E HISTÓRIA COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA E HISTÓRIA Troca do livro 4º A sexta-feira 4º B 4º C quarta-feira segunda-feira Segunda-feira Curitiba, 11 de abril de 2016. 1) Leia o texto e

Leia mais

UNIDADE: DATA: 28 / 11 / 2015 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA:

UNIDADE: DATA: 28 / 11 / 2015 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 28 / / 205 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A):

Leia mais

A Procura. de Kelly Furlanetto Soares

A Procura. de Kelly Furlanetto Soares A Procura de Kelly Furlanetto Soares Peça escrita durante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR. Teatro Guaíra, sob orientação de Andrew Knoll, no ano de 2012. 1 Cadeiras dispostas como se

Leia mais

Em Círculos. Mateus Milani

Em Círculos. Mateus Milani Em Círculos Mateus Milani Que eu não perca a vontade de ter grandes amigos, mesmo sabendo que, com as voltas do mundo, eles acabam indo embora de nossas vidas Ariano Suassuna. Sinopse Círculos. A vida

Leia mais

Amor & Sociologia Cultural - Fernando Pessoa

Amor & Sociologia Cultural - Fernando Pessoa Page 1 of 5 Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Sociologia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Amor & Sociologia

Leia mais

Série 6º ANO ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO 1º BIMESTRE / 2012

Série 6º ANO ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO 1º BIMESTRE / 2012 Disciplina LÍNGUA PORTUGUESA Curso ENSINO FUNDAMENTAL II Professor MARIANA Série 6º ANO ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO 1º BIMESTRE / 2012 Aluno (a): Número: 1 - Conteúdo: Gêneros narrativos:

Leia mais

Fragmentos de Deus. Religião me confunde

Fragmentos de Deus. Religião me confunde Fragmentos de Deus Quando me perco no emaranhado dos meus pensamentos, busco uma razão que não aceita a emoção, não quer falar, não quer oração. Nada que não seja uma resposta prática, algo rápido, solução

Leia mais

Português Professora Raquel 8ª série / 3º trimestre

Português Professora Raquel 8ª série / 3º trimestre Português Professora Raquel 8ª série / 3º trimestre 1. Assinale a concordância inadequada. Concordância do verbo Ser a) Aqui faz verões terríveis. b) Era três horas quando Pedro saiu. c) A maior parte

Leia mais

Ilustrações de L. Bandeira

Ilustrações de L. Bandeira Ilustrações de L. Bandeira maior brejo do mundo - MIOLO.indd 3 20/11/2012 14:22:17 Ofereço este trabalho aos amigos Valter e Rosangela, pois se fazem criança e brincam comigo nos momentos mais difíceis

Leia mais

Marcos Costa e Lucineide Costa

Marcos Costa e Lucineide Costa Marcos Costa e Lucineide Costa Binho, o menino que tinha medo do Conselho Tutelar Texto Copyright 2015, Marcos Costa e Lucineide Costa Ilustrações Copyright 2015, Roberta Krüger Este livro não pode ser

Leia mais

Mensagem do dia 01 de Janeiro: Silêncio por favor

Mensagem do dia 01 de Janeiro: Silêncio por favor Mensagem do dia 01 de Janeiro: Silêncio por favor A mensagem deste primeiro dia do ano fala de uma necessidade do ser humano atual: ouvir a si mesmo! Neste ano que se inicia, já decidi: vou aprender a

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Programa de Pós Graduação Mestrado Profissional em Ensino de Física

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Programa de Pós Graduação Mestrado Profissional em Ensino de Física Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Programa de Pós Graduação Mestrado Profissional em Ensino de Física Roteiro para uma aula sobre fases da Lua Lisiane Araujo Pinheiro Porto

Leia mais

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) Professor (a): Ana Paula Zanovello Lotes NOME DO LIVRO: Charalina AUTOR: Nelson Albissú

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) Professor (a): Ana Paula Zanovello Lotes NOME DO LIVRO: Charalina AUTOR: Nelson Albissú PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) Professor (a): Ana Paula Zanovello Lotes NOME DO LIVRO: Charalina AUTOR: Nelson Albissú Competências Objetivos Leitura, produção textual e oralidade. Despertar o prazer pela

Leia mais

O Casamento do Saci-Pererê

O Casamento do Saci-Pererê O Casamento do Saci-Pererê Pedro Miguel Miralante Ilustrações Thiago Vaccani Catalogação na Publicação (CIP) Ficha catalográfica feita pelo autor Miralante, Pedro Miguel, 2012 O Casamento do Saci-Pererê

Leia mais

Revisão de Linguagens para o ENEM

Revisão de Linguagens para o ENEM Revisão de Linguagens para o ENEM Material de apoio para Aula ao Vivo 1. Alguém já disse que o rococó é o barroco que não soube onde parar. Todos os estilos correm o risco de descambar para o excesso,

Leia mais

Painel 1 : LUZ PAZ CONHECIMENTO

Painel 1 : LUZ PAZ CONHECIMENTO Painel 1 : PAZ LUZ CONHECIMENTO LUZ LUZ QUENTE, LUZ FRIA VISÍVEL E INVISÍVEL COLORIDA, INCOLOR QUE INSPIRA E ILUMINA QUE DÁ VIDA E FAZ VIVER Querem uma Luz Melhor que a do Sol! AH! QUEREM uma luz melhor

Leia mais

OS COMBOIOS QUE VÃO PARA ANTUÉRPIA

OS COMBOIOS QUE VÃO PARA ANTUÉRPIA OS COMBOIOS QUE VÃO PARA ANTUÉRPIA Em janeiro eu estava em Bruxelas, nos subúrbios, numa casa sobre a linha férrea. Os comboios faziam estremecer o meu quarto. Fora-se o natal. Algo desaparecera, uma coisa

Leia mais

O que você deve saber sobre

O que você deve saber sobre O que você deve saber sobre Pronome é a classe variável de palavras que substitui ou determina um substantivo, uma expressão ou uma oração. Os pronomes indicam as três pessoas do discurso, isto é, as que

Leia mais

Uma Sociedade que Banalizou o Mal. Uma Sociedade que se distanciou de Deus.

Uma Sociedade que Banalizou o Mal. Uma Sociedade que se distanciou de Deus. Uma Sociedade que Banalizou o Mal. Uma Sociedade que se distanciou de Deus. O Senhor diz: Esse povo ora a mim com a boca e me louva com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. A religião que eles

Leia mais

Português. Os textos abaixo se referem às questões 1 e 2. Texto I Consoada

Português. Os textos abaixo se referem às questões 1 e 2. Texto I Consoada Português Ficha 2 3 os anos Wilton ago/09 Nome: Nº: Turma: Caros alunos, os exercícios a seguir servirão para seus estudos e são bons exemplos de questões que poderão estar na prova de recuperação. Façam

Leia mais

A tristeza. A tristeza

A tristeza. A tristeza E a leitura continua..."o Principezinho" - quarta-feira, 6 de Fevereiro de 2013 No capítulo V, o Principezinho demonstra muita tristeza nas suas palavras. Após a leitura, foi proposto aos alunos escreverem

Leia mais

Um proprietário de um campo de videiras saiu pela manhã para contratar trabalhadores. Encontrou alguns e ajustou um denaro por dia e eles foram para

Um proprietário de um campo de videiras saiu pela manhã para contratar trabalhadores. Encontrou alguns e ajustou um denaro por dia e eles foram para Um proprietário de um campo de videiras saiu pela manhã para contratar trabalhadores. Encontrou alguns e ajustou um denaro por dia e eles foram para a vinha. Lá pela terceira hora, saiu novamente para

Leia mais

Notas Sobre a Questão do Trabalho em Memórias Póstumas de Brás Cubas

Notas Sobre a Questão do Trabalho em Memórias Póstumas de Brás Cubas 46 economia & história Notas Sobre a Questão do Trabalho em Memórias Póstumas de Brás Cubas Rafaela Carvalho Pinheiro (*) Luciana Suarez Lopes (**) Publicada em 1881, a obra magna de Joaquim Maria Machado

Leia mais

Desenvolvimento Embrionário e o Início da Vida

Desenvolvimento Embrionário e o Início da Vida Desenvolvimento Embrionário e o Início da Vida Quando surge o ser humano? A célula original do ser humano é semelhante ao gravador com a fita. Mal o mecanismo se põe em funcionamento, a vida humana desenvolve-se

Leia mais

o menino que vendia palavras

o menino que vendia palavras o menino que vendia palavras miolo_menino_rev1_04.indd 1 5/4/07 11:56:43 AM miolo_menino_rev1_04.indd 2 5/4/07 11:56:44 AM Ignácio de Loyola Brandão o menino que vendia palavras Ilustrações Mariana Newlands

Leia mais

DATA: 28 / 11 / 2015 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 2.º ANO/EM ALUNO(A): Nº: TURMA:

DATA: 28 / 11 / 2015 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 2.º ANO/EM ALUNO(A): Nº: TURMA: SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 28 / / 205 UNIDADE: III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 2.º ANO/EM ALUNO(A): Nº: TURMA: PROFESSOR(A):

Leia mais

Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de

Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de sair sozinho. E me chama de pirralho, o que me dá raiva.

Leia mais

Exercícios sobre tipos de predicado

Exercícios sobre tipos de predicado Exercícios sobre tipos de predicado Exercício 1: Identifique a alternativa em que aparece um predicado verbo-nominal: Os viajantes chegaram cedo ao destino. Demitiram o secretário da instituição. Nomearam

Leia mais

PROCURA-SE UMA VIÚVA. Por CARLA GIFFONI

PROCURA-SE UMA VIÚVA. Por CARLA GIFFONI PROCURA-SE UMA VIÚVA Por CARLA GIFFONI BN 010.350 carlagiffoni@yahoo.com.br http://recantodasletras.com.br /autores/carlagiffoni 1- CORREDOR DA CAPELA MORTUÁRIA - INT - DIA Matilde e Donana, duas senhoras

Leia mais

AULA 1.2 Conteúdo: Figuras de linguagem. Versificação Gêneros contemporâneos INTERATIVIDADE FINAL LÍNGUA PORTUGUESA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA

AULA 1.2 Conteúdo: Figuras de linguagem. Versificação Gêneros contemporâneos INTERATIVIDADE FINAL LÍNGUA PORTUGUESA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA 1.2 Conteúdo: Figuras de linguagem. Versificação Gêneros contemporâneos 1.2 Habilidade: Distinguir e utilizar a linguagem conotativa através das figuras de linguagem de som e de construção de forma textualizada.

Leia mais

1. Qual a importância das descrições e dos registros feitos nessa parte do livro para o entendimento da obra?

1. Qual a importância das descrições e dos registros feitos nessa parte do livro para o entendimento da obra? C7S 9ºANO 2016 1. Qual a importância das descrições e dos registros feitos nessa parte do livro para o entendimento da obra? 2. Em suas descrições, Euclides da Cunha faz referência a um jogo de opostos,

Leia mais

O caso da lagarta que tomou chá de sumiço

O caso da lagarta que tomou chá de sumiço O caso da lagarta que tomou chá de sumiço Sequência didática Profª Isabel Cristina Verga Fernandes 2º ano D EMEF Prof. Américo Capelozza Marília/SP 1ª atividade Estratégia de leitura: Antecipação do assunto

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF. MÁRIO PAIXÃO

LÍNGUA PORTUGUESA 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF. MÁRIO PAIXÃO LÍNGUA PORTUGUESA 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF. MÁRIO PAIXÃO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade III Trabalho: a trajetória humana, suas produções e manifestações. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES

Leia mais

DATA: 06 / 12 / 2012 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE MATEMÁTICA 4.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA:

DATA: 06 / 12 / 2012 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE MATEMÁTICA 4.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 06 / / 0 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE MATEMÁTICA 4.º ANO/EF UNIDADE: ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR: 0,0

Leia mais

A v a mæe

A v a mæe N@o mæe@: D@a@t@a@: A v a l@i@a@ç@ã@o @d@o 1.º @t r@i mæe s@t ræe@ L@í n@g@u@a@ P@o r@t@u@g@uæe s@a@ 2.º @a n@o I n f o r m@a@ç@ã@o : Desejos de Natal Furioso, Zeca saiu de casa. Tinha de espairecer. Apetecia-lhe

Leia mais

Autoria. Coordenação científica e programática. Ilustração e design. Sónia Costa

Autoria. Coordenação científica e programática. Ilustração e design. Sónia Costa Autoria Sónia Costa Licenciada em Ciências da Educação pela Universidade do Porto sonia.costa@am-live.pt Coordenação científica e programática Sónia Costa Licenciada em Ciências da Educação pela Universidade

Leia mais

LITERATUANDO Justificativa: Objetivos: Fantochia Produções

LITERATUANDO Justificativa: Objetivos: Fantochia Produções LITERATUANDO Justificativa: O projeto é uma iniciativa do Grupo Fantochia, visando o estímulo a leitura. Grupo Fantochia iniciou o projeto de contação de história, que percorreu diversas escolas da região

Leia mais

02. (UFG 2009 Segunda fase) Leia os poemas de Cora Coralina e Olavo Bilac.

02. (UFG 2009 Segunda fase) Leia os poemas de Cora Coralina e Olavo Bilac. Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Daniel Série: 2º ano Disciplina: Literatura Data da prova: 06/09/2014. 01.(UFG 2009) Leia o soneto abaixo: XXXI P2-3º BIMESTRE

Leia mais

QUANDO EU, SENHORA...

QUANDO EU, SENHORA... QUANDO EU, SENHORA... Sá de Miranda Quando eu, senhora, em vós os olhos ponho, e vejo o que não vi nunca, nem cri que houvesse cá, recolhe-se a alma em si e vou tresvariando, como em sonho. Isto passado,

Leia mais

manhã a minha irmã Inês vai ter o seu primeiro dia de escola. Há mais de uma semana que anda muito irrequieta e não para de me fazer perguntas,

manhã a minha irmã Inês vai ter o seu primeiro dia de escola. Há mais de uma semana que anda muito irrequieta e não para de me fazer perguntas, 5 6 manhã a minha irmã Inês vai ter o seu primeiro dia de escola. Há mais de uma semana que anda muito irrequieta e não para de me fazer perguntas, sempre a incomodar-me. Por vezes, eu divirto-me a responder.

Leia mais

Quando eu, senhora...

Quando eu, senhora... Quando eu, senhora... Sá de Miranda Quando eu, senhora, em vós os olhos ponho, e vejo o que não vi nunca, nem cri que houvesse cá, recolhe-se a alma em si e vou tresvariando, como em sonho. Isto passado,

Leia mais

Romantismo Poesia 1ª e 2ª Geração

Romantismo Poesia 1ª e 2ª Geração Romantismo Poesia 1ª e 2ª Geração Minha terra Minha terra tem palmeiras Onde canta o sabiá Todos cantam sua terra, Também vou cantar a minha, Nas débeis cordas da lira Hei de fazê-la rainha; Hei de dar-lhe

Leia mais

Descrição de Um Leitor Ativo Leitura do texto: A moringa, a geladeira e a roupa no varal

Descrição de Um Leitor Ativo Leitura do texto: A moringa, a geladeira e a roupa no varal Descrição de Um Leitor Ativo Leitura do texto: A moringa, a geladeira e a roupa no varal Acompanhe o leitor competente em ação. Leio o titulo: A moringa, a geladeira e a roupa no varal. São três coisas

Leia mais

Nº36 B - 30º Domingo do Tempo Comum Ter Fé

Nº36 B - 30º Domingo do Tempo Comum Ter Fé Nº36 B - 30º Domingo do Tempo Comum - 25.10.2015 Ter Fé O Evangelho de hoje mostra-nos que devemos ter Fé, uma Fé muito forte, tal como aquele cego que pediu a Jesus que o curasse. O cego acreditava que

Leia mais

Elipse consiste na omissão de um termo facilmente identificável pelo contexto ou por elementos gramaticais presentes na frase com a intenção de

Elipse consiste na omissão de um termo facilmente identificável pelo contexto ou por elementos gramaticais presentes na frase com a intenção de Elipse consiste na omissão de um termo facilmente identificável pelo contexto ou por elementos gramaticais presentes na frase com a intenção de tornar o texto mais conciso e elegante. Ex.: Risco de vida.

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION Lições de Matemática e de Ciências 3º ano Semana de 15 a 19 de abril.

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION Lições de Matemática e de Ciências 3º ano Semana de 15 a 19 de abril. COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION Lições de Matemática e de Ciências 3º ano Semana de 15 a 19 de abril. Segunda-feira Curitiba, 15 de abril de 2013. A escola onde Fernando estuda implantou escolinhas de esportes.

Leia mais

Análise de discursos textuais: questões

Análise de discursos textuais: questões Análise de discursos textuais: questões Com base no texto a seguir, responda às questões (1) e (2): Os Poemas Os poemas são pássaros que chegam não se sabe de onde e pousam no livro que lês. Quando fechas

Leia mais

2) (Simulado Enem) A charge dá uma lição de: a) destreza b) habilidade

2) (Simulado Enem) A charge dá uma lição de: a) destreza b) habilidade Linguagem não verbal - Expressões corporais/ fisionomia das personagens; - Contexto social, histórico; - Conhecimento linguístico; - Leitura de mundo, enxergar o cotidiano que o rodeia; - Se for uma linguagem

Leia mais

QUANDO EU TINHA VOCÊ!

QUANDO EU TINHA VOCÊ! QUANDO EU TINHA VOCÊ! Local: Salvador(BA) Data: 02/02/1997 Estúdio:24/12/10 Estilo:Forró arrastapé Tom: C//(Dó sustenido) QUANDO EU TINHA VOCÊ A VIDA ERA TÃO BOA HOJE QUE TE PERDI VIVO COMO UM À TOA. VOCÊ

Leia mais

PROVA ESCRITA DE LÍNGUA PORTUGUESA

PROVA ESCRITA DE LÍNGUA PORTUGUESA PROVA ESCRITA DE LÍNGUA PORTUGUESA Nesta prova, faça o que se pede, utilizando, caso deseje, os espaços indicados para rascunho. Em seguida, escreva os textos definitivos da redação e dos exercícios no

Leia mais

Atividade extra. Fascículo 6 Linguagens Unidade 17 Barroco e romantismo Poesia de sentimentos. Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

Atividade extra. Fascículo 6 Linguagens Unidade 17 Barroco e romantismo Poesia de sentimentos. Linguagens, Códigos e suas Tecnologias Atividade extra Fascículo 6 Linguagens Unidade 17 Barroco e romantismo Poesia de sentimentos Textos para os itens 1 e 2 I. Pálida, à luz da lâmpada sombria Sobre o leito de flores reclinada, como a lua

Leia mais

Representação cultural e artística

Representação cultural e artística Tema Representação cultural e artística Tópico de estudo A história da literatura brasileira. Entendendo a competência Competência 5 Analisar, interpretar e aplicar recursos expressivos das linguagens,

Leia mais

...PRA ME AMANSAR DO AMOR

...PRA ME AMANSAR DO AMOR 1 2 ...PRA ME AMANSAR DO AMOR 3 Copyright Alufá-Licutã Oxorongá Direitos desta edição reservados à Alufá-Licutã Oxorongá alufalicuta@hotmail.com Recife Pernambuco - Brasil 4 Alufá-Licutã Oxorongá...PRA

Leia mais

GOIÂNIA, / / PROFESSOR: Daniel. Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

GOIÂNIA, / / PROFESSOR: Daniel. Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR: Daniel DISCIPLINA: Literatura SÉRIE: 3 ano ALUNO(a): No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: - É fundamental

Leia mais

Brasil sobe oito posições em ranking global de felicidade. Ficando na 16ª posição.

Brasil sobe oito posições em ranking global de felicidade. Ficando na 16ª posição. Brasil sobe oito posições em ranking global de felicidade. Ficando na 16ª posição. 1º Expectativa de Vida (estamos vivendo mais) 2º Apoio social (significa ter com quem contar em situações problemáticas).

Leia mais

Olá queridos leitores!

Olá queridos leitores! Poesias de amor Olá queridos leitores! Meu nome é Nagila da Silva ferreira tenho 15 anos e escrevi este livro para vocês que não sabem expressar seus sentimentos facilmente então sempre que puder leia

Leia mais

Salmo 23.

Salmo 23. Anésio Rodrigues Salmo 23 www.bible.com/pt-br Bondade e Misericórdia me seguirão (Estudo sobre o Salmo 23) Salmo 23 Nova Versão Internacional Salmo 23 O Senhor é o meu pastor; de nada terei falta. Salmo

Leia mais

Evangelismo de Impacto.

Evangelismo de Impacto. www.teatroevangelico.com.br Evangelismo de Impacto. $$UWH7HDWUDO$6HUYLoR'R0HVWUH Script DIA DAS MÃES O PRESENTE Teatro Evangélico A arte teatral a serviço do mestre. www.teatroevangelico.com.br 2 O PRESENTE

Leia mais

Aula 55 Conteúdos: Substantivo simples e composto. Múltiplos de um número natural. Arte e vida. A valorização da vida humana.

Aula 55 Conteúdos: Substantivo simples e composto. Múltiplos de um número natural. Arte e vida. A valorização da vida humana. 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Aula 55 Conteúdos: Substantivo simples e composto. Múltiplos de um número natural. Arte e vida. A valorização da vida

Leia mais

PROCESSO SELETIVO/2009. Caderno 2 Prova da 2. a Fase LÍNGUA PORTUGUESA INSTRUÇÕES

PROCESSO SELETIVO/2009. Caderno 2 Prova da 2. a Fase LÍNGUA PORTUGUESA INSTRUÇÕES PROCESSO SELETIVO/2009 PROCESSO SELETIVO/2009 Caderno 2 Prova da 2. a Fase LÍNGUA PORTUGUESA INSTRUÇÕES CONFIRA SEU NOME E NÚMERO DA CARTEIRA IMPRESSOS NA CAPA DESTE CADERNO. A DURAÇÃO DAS PROVAS DE LÍNGUA

Leia mais

Exercícios de revisão para o APE Mensal 2º trimestre- 8º ano

Exercícios de revisão para o APE Mensal 2º trimestre- 8º ano Exercícios de revisão para o APE Mensal 2º trimestre- 8º ano 1:Identifique a alternativa em que aparece um predicado verbo-nominal: Os viajantes chegaram cedo ao destino. Demitiram o secretário da instituição.

Leia mais

Nº 40 B Cristo Rei do Universo CRISTO REI

Nº 40 B Cristo Rei do Universo CRISTO REI Nº 40 B Cristo Rei do Universo 22.11.2015 CRISTO REI Hoje é a festa de Cristo-Rei, em que nos lembramos que Jesus Cristo é Rei de todo o Universo, junto com Deus Pai. Como Jesus disse a Pilatos, o Seu

Leia mais

Alberto Caeiro O Pastor Amoroso

Alberto Caeiro O Pastor Amoroso Este material é parte integrante do site e pode ser distribuído livremente desde que não seja alterado e que todas as informações sejam mantidas. Abr s Equipe Mundo Cultural O amor é uma companhia. Já

Leia mais