A Educação Médica entre o Tecnicismo e o Humanismo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A Educação Médica entre o Tecnicismo e o Humanismo"

Transcrição

1 A Educação Médica entre o Tecnicismo e o Humanismo Abram Eksterman A. Einstein Nem tudo que conta pode ser contado; e nem tudo que pode ser contado, conta.

2 A. Einstein Educação é o que permanece depois que esquecemos tudo o que aprendemos na escola Preciso Preciso lhe falar, Dr..... A Educação Médica entre o Tecnicismo e o Humanismo Abram Eksterman

3 Preciso lhe falar, Dr. O que se passa? Trata-se daquela mãe, acompanhante da menina da internação especial... Sabe, não vou ser mais bailarina vou ser pediatra

4 estamos sempre pressionados pela urgência da atenção, pelo sofrimento do doente e pela angústia de recursos

5 Que tem o médico a ver com tudo isso que transcende ao biológico? Não se trata de defender o Humanismo Não se trata de em contraposição à ação biológica Ambas posições não são excludentes, ao contrário. Complementam-se

6 O encontro do Homem sua intimidade - psicoanálise suas relações - o outro descoberto sua família - ascensão da mulher - ascensão da criança revisão do seu passado seu planeta seu futuro a informação suas tecnologias Nossa função é intervir sobre a vida humana

7 A técnica lida com o biológico o humanismo lida com a condição humana Ser Ter Fazer

8 além m do que fazer refere-se ao em quem fazer Por motivos educacionais, procurei manter os psicanalistas... afastados destas investigações quando o que deveriam aprender era limitar-se a pensar psicologicamente S. Freud

9 Nada orgânico carece de sentido nada psíquico carece de corpo von Weizsäcker Hoje necessitamos especialistas de zonas limítrofes nas quais interfira tanto o psíquico quanto o somático Ramón Sarró

10 Temos algum poder sobre a existência? Somente o poder dos sentimentos, os que se estabelecem na relação A técnica age sobre os objetos. A relação transcende objetos Médico e paciente formam uma díada

11 Clínica autêntica é a que exercita um homem frente a outro homem D. Jiménez Díaz O médico como agente de Deus agente da norma agente do Ser

12 Ainda persiste o grande hífen entre o psico e o somático Na Medicina Hipocrática era imprescindível o amálgama entre philotekhnia e philanthropia

13 E assim o homem se tornou servidor dos objetos economia se tornou mais importante que o cidadão a economia a escola,, mais importante que o aluno o sistema de saúde e seus gestores, mais importantes que o doente a quantidade substitui a qualidade o tipo substitui a característica singular o protocolo substitui a clínica Danilo Perestrello com sua Medicina da Pessoa... sublinhando a proposta de Danilo com sua

14 resgatar o doente / pessoa... é a corrente da Antropologia Médica M a observação nos mostra que o doente não tem uma doença; ele é doente

15 equipes multidisciplinares de assistência para tratar o mesmo doente, o mesmo problema a Medicina da Pessoa é mais barata que a Medicina do Corpo

16 a boa Medicina é mais barata que a má Medicina Rotina da e$tupidez paciente consulta ex. complementar instituição parecer terapêutica iatrogenia

17 História da Pessoa aplicada para se realizar o além m do diagnóstico do doente, diagnóstico da doença não visando os fatos, mas as vivências entre em contato com o doente Ludwig Binswanger

18 Há um generalizado clamor pela formação humanística stica, mas a prática educacional e assistencial continua tímida atingir a própria pria capacitando-o organização da pessoa do médicom dico, a pensar o outro a se relacionar com gente a ouvir o que se lhe é dito a compreender o paciente dentro do contexto existencial a dialogar com pessoas a estar disponível para estabelecer vínculos nculos humanos

19 eixo da formação médicam a compreensão da natureza humana História da Medicina - Ideologia Médica O Homem, seu pensamento e sua cultura - Antropologia Médica Saúde e Sociedade - Sociologia Médica Psicologia da clínica - Psicologia Médica Reflexão crítica - Filosofia Médica Princípios de Deontologia Ética A mente doente - Psiquiatria

20 O humano deve se constituir no sujeito de uma percepção e não somente no objeto de uma ação a Estamos no devir e o devir abrange passado, presente e futuro Edgard Morin

21 a grande descoberta do século s XX parece ter sido o próprio prio homem, esse notável desconhecido treinamos médicos para matar a morte ainda não conseguimos formar médicos para viver a vida

22 Sem amor, não tendes nada não tendes nada São Paulo Sem relação humana, não temos Medicina

23 A Educação Médica entre o Tecnicismo e o Humanismo

Humanidades no Ensino Médico III Fórum Nacional de Ensino Médico

Humanidades no Ensino Médico III Fórum Nacional de Ensino Médico Humanidades no Ensino Médico III Fórum Nacional de Ensino Médico Abram Eksterman Desafios: Crítica necessária aos postulados básicos: concepção médica do ser humano concepção etiológica concepção terapêutica

Leia mais

Sinais visíveis de transtornos psicológicos: como identificar e lidar com estes pacientes?

Sinais visíveis de transtornos psicológicos: como identificar e lidar com estes pacientes? Sinais visíveis de transtornos psicológicos: como identificar e lidar com estes pacientes? Sávia M. Emrich Pinto Psicóloga Serviço de Radioterapia Sinais visíveis de transtornos psicológicos: como identificar

Leia mais

UM PSICANALISTA NO HOSPITAL GERAL

UM PSICANALISTA NO HOSPITAL GERAL UM PSICANALISTA NO HOSPITAL GERAL Áreas de atuação: Psiquiatria de Ligação não vou abordar (platéia de psicólogos) Psicologia Hospitalar Futuro é a união Psicologia Médica UM PSICANALISTA NO HOSPITAL GERAL

Leia mais

O psicoterapeuta frente ao paciente agressor de sua companheira: uma reflexão bioética

O psicoterapeuta frente ao paciente agressor de sua companheira: uma reflexão bioética O psicoterapeuta frente ao paciente agressor de sua companheira: uma reflexão bioética Schlindwein Zanini, Rachel. Neuropsicóloga, Doutora em Ciências da Saúde, Área de Concentração: Neurociências, pela

Leia mais

Curso de Atualização em Psicopatologia 2ª aula Decio Tenenbaum

Curso de Atualização em Psicopatologia 2ª aula Decio Tenenbaum Curso de Atualização em Psicopatologia 2ª aula Decio Tenenbaum Centro de Medicina Psicossomática e Psicologia Médica do Hospital Geral da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro 2ª aula Diferenciação

Leia mais

CIÊNCIA & CONHECIMENTO CIENTÍFICO

CIÊNCIA & CONHECIMENTO CIENTÍFICO CIÊNCIA & CONHECIMENTO CIENTÍFICO A CIÊNCIA E O CONHECIMENTO CIENTÍFICO Ciência propõe a aquisição sistemática de conhecimentos sobre a natureza com a finalidade de melhoria da qualidade de vida, intelectual

Leia mais

Matriz Curricular - Curso de Psicologia

Matriz Curricular - Curso de Psicologia Matriz Curricular - Curso de Psicologia 1 o SEMESTRE 001 Fundamentos Epistemológicos da Psicologia 002 Introdução à Filosofia 40 40 00 003 Processos Psicológicos Básicos 004 Genética e Evolução 60 60 00

Leia mais

INTEGRALIDADE UM LONGO CAMINHO. Dênis Petuco. Programa de pós-graduação em Ciências sociais. Universidade federal de juiz de fora - ufjf

INTEGRALIDADE UM LONGO CAMINHO. Dênis Petuco. Programa de pós-graduação em Ciências sociais. Universidade federal de juiz de fora - ufjf INTEGRALIDADE UM LONGO CAMINHO Dênis Petuco Programa de pós-graduação em Ciências sociais Universidade federal de juiz de fora - ufjf CENA 1 Em um CAPS1, um cidadão narra ao trabalhador de saúde suas angústias,

Leia mais

Superintendência de Gestão, Planejamento e Finanças Gerência de Contratos e Convênios ANEXO II METAS DE PRODUÇÃO

Superintendência de Gestão, Planejamento e Finanças Gerência de Contratos e Convênios ANEXO II METAS DE PRODUÇÃO ANEXO II METAS DE PRODUÇÃO 1. ATIVIDADES MÍNIMAS A REALIZAR 1.1. ASSISTÊNCIA HOSPITALAR Produção. 1.1.1. Realizar, no mínimo, 90% da meta estabelecida no Plano de Metas de 1.1.2. O indicador de aferição

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LICENCIATURA EM FILOSOFIA 1º PERÍODO

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LICENCIATURA EM FILOSOFIA 1º PERÍODO EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LICENCIATURA EM FILOSOFIA 1º PERÍODO FIL02457 - FILOSOFIA POLÍTICA I (60 h, OBR) O homem e sua ação política. A noção de polis no pensamento grego antigo e seus desdobramentos

Leia mais

UNIDADE 1 ENTRADA NA VIDA (a especificidade do ser humano)

UNIDADE 1 ENTRADA NA VIDA (a especificidade do ser humano) ANO : 12º PSICOLOGIA B Curso Científico-Humanístico p.1/4 COMPETÊNCIAS A UNIDADE 1 ENTRADA NA VIDA (a humano) TEMA 1: ANTES DE MIM A genética, o cérebro e a cultura (12 aulas de 90`) ADN, genes e cromossomas.

Leia mais

Fenomenologia. Psicopatologia Geral e Especial Carlos Mota Cardoso

Fenomenologia. Psicopatologia Geral e Especial Carlos Mota Cardoso 1 Sumário O que é a fenomenologia? Fenomenologia Busca da verdade Os três tipos de fenómenos Etimologia do termo fenomenologia Mas como lá chegar? Jaspers: Compreender e Explicar Evolução da fenomenologia

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Curso de Enfermagem

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Curso de Enfermagem MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM GRADE 5 Currículo Pleno aprovado pelo Conselho de Curso para o ano de 2012 Cód. Disc. DISCIPLINAS 1º SEMESTRE CRÉD. CH TOTAL TEÓRICA PRÁTICA 6501-1 Anatomia I *

Leia mais

QUADRO DE EQUIVALÊNCIAS ESTRUTURAS CURRICULARES 2001 E 2009 CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS IDEAL

QUADRO DE EQUIVALÊNCIAS ESTRUTURAS CURRICULARES 2001 E 2009 CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS IDEAL DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO GERAL BÁSICA FORMAÇÃO ESPECÍFICA Introdução à História 08 1º. Introdução à História 08 1º. História do Brasil I 04 2º. História do Brasil I 06 2º. História do Brasil II 04 2º. História

Leia mais

A Teoria Crítica e as Teorias Críticas

A Teoria Crítica e as Teorias Críticas A Teoria Crítica e as Teorias Críticas As Teorias Críticas Clássicas apresentam uma contestação aos métodos utilizados pelas pesquisas administrativas Têm o marxismo como base filosófica e ideológica Teoria

Leia mais

N Disciplina Nº CR C. H. Conteúdo Natureza. Introdução a EAD 4 60 DP Mód. 1 Obrigatória. Introdução à Filosofia 4 60 FG Mód.

N Disciplina Nº CR C. H. Conteúdo Natureza. Introdução a EAD 4 60 DP Mód. 1 Obrigatória. Introdução à Filosofia 4 60 FG Mód. Apresentação O curso de Filosofia licenciatura, na modalidade a distância, é resultado do desejo de iniciar um trabalho inter e multidisciplinar na qualificação de profissionais que atuam ou atuarão na

Leia mais

Pré-requisito Coreq Disciplina CCS364 - FILOSOFIA,CIÊNCIA E REALIDADE - Ativa desde: 17/07/2009. Natureza - Atividade Obrigatoria

Pré-requisito Coreq Disciplina CCS364 - FILOSOFIA,CIÊNCIA E REALIDADE - Ativa desde: 17/07/2009. Natureza - Atividade Obrigatoria 1 de 7 Nível:Graduação Título: 01 - - CCS364 - FILOSOFIA,CIÊNCIA E REALIDADE - Ativa desde: 17/07/2009 Teórica 136 CCS367 - AMBIENTE,ARTE,CULTURA E ATUALIDADE - Ativa desde: 17/07/2009 Teórica 136 CCS368

Leia mais

10 Ensinar e aprender Sociologia no ensino médio

10 Ensinar e aprender Sociologia no ensino médio A introdução da Sociologia no ensino médio é de fundamental importância para a formação da juventude, que vive momento histórico de intensas transformações sociais, crescente incerteza quanto ao futuro

Leia mais

HUMANIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA X TECNICIDADE (PRATICA ASSISTENCIAL) ÉPOCA HIPOCRÁTICA: (Maria Cezira N. Martins)

HUMANIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA X TECNICIDADE (PRATICA ASSISTENCIAL) ÉPOCA HIPOCRÁTICA: (Maria Cezira N. Martins) José Erivalder Guimarães de Oliveira Médico do Trabalho Ergonomista Secretario de Formação e Relações Sindicais da Fenam Presidente do Sindicato dos Médicos de São Paulo 1996 a 2005 Médico Assessor do

Leia mais

Atuação do Psicólogo na Radioterapia. Psicóloga: Alyne Lopes Braghetto

Atuação do Psicólogo na Radioterapia. Psicóloga: Alyne Lopes Braghetto Atuação do Psicólogo na Radioterapia Psicóloga: Alyne Lopes Braghetto Hospital Israelita Albert Einstein 650 leitos História Década de 50: nascimento da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert

Leia mais

DIALOGANDO SOBRE O ESTÁGIO COMO ESPAÇO DE CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE PROFISSIONAL E EXPRESSÃO DO SOFRIMENTO PSÍQUICO

DIALOGANDO SOBRE O ESTÁGIO COMO ESPAÇO DE CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE PROFISSIONAL E EXPRESSÃO DO SOFRIMENTO PSÍQUICO DIALOGANDO SOBRE O ESTÁGIO COMO ESPAÇO DE CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE PROFISSIONAL E EXPRESSÃO DO SOFRIMENTO PSÍQUICO Niamey Granhen Brandão da Costa (IFCH/UFPA-CCBS/UNAMA) INTRODUÇÃO A escola é uma das instituições

Leia mais

TRATAMENTO EXCLUSIVO CTES

TRATAMENTO EXCLUSIVO CTES Atendimento: +55 15 3326-6784 MENU E-mail atendimentoctes@gmail.com TRATAMENTO EXCLUSIVO CTES Tratamento de reabilitação em dependência química com métodos especializados. / Tratamentos / Tratamento Exclusivo

Leia mais

Matriz Curricular do Curso de Psicologia Bacharelado 2014 Ênfase II Ênfase II Psicologia e Processos Educativos

Matriz Curricular do Curso de Psicologia Bacharelado 2014 Ênfase II Ênfase II Psicologia e Processos Educativos Matriz Curricular do Curso de Psicologia Bacharelado 2014 Ênfase II Ênfase II Psicologia e Processos Educativos 1º PERÍODO HR Antropologia Epistemologia e História da Psicologia I Filosofia Leitura e Produção

Leia mais

SICA: Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS) Prof. Walfrido K. Svoboda

SICA: Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS) Prof. Walfrido K. Svoboda ATENÇÃO BÁSICAB SICA: Programa de Saúde da Família (PSF) ou Estratégia de Saúde da Família (ESF) Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS) Disciplina: SAÚDE PÚBLICA P I (MS-052) Prof. Walfrido K.

Leia mais

Estrutura Curricular de Enfermagem Vigência a partir do 1º semestre de Aprovada pela Resolução nº 36 CONSEPE 18/12/2009.

Estrutura Curricular de Enfermagem Vigência a partir do 1º semestre de Aprovada pela Resolução nº 36 CONSEPE 18/12/2009. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM Estrutura Curricular de Enfermagem Vigência

Leia mais

Pedagogia Licenciatura S-20 - Educação e Diversidade S-20 - Filosofia Geral

Pedagogia Licenciatura S-20 - Educação e Diversidade S-20 - Filosofia Geral Página 0001 de 0004 1º Período 6387-02S-20 - Educação e Diversidade 0 40-040 0491-02S-20 - Filosofia Geral 0 40-040 PED 0845-02S-20 - História da Educação I 0 40-040 PED 0752-02S-20 - Introdução à 0 40-040

Leia mais

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 6 semestres. Prof. Dr. Jaimir Conte

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 6 semestres. Prof. Dr. Jaimir Conte Habilitação: Bacharelado e Licenciatura em Filosofia Documentação: jetivo: Titulação: Diplomado em: Renovação Atual de Reconhecimento - Port. nº286/mec de 21/12/12-DOU 27/12/12.Curso reconhecido pelo Decr.

Leia mais

TANATOLOGIA: como a Enfermagem lida com a Morte e o Morrer

TANATOLOGIA: como a Enfermagem lida com a Morte e o Morrer TANATOLOGIA: como a Enfermagem lida com a Morte e o Morrer Dois amantes felizes não têm fim e nem morte, nascem e morrem tanta vez enquanto vivem, são eternos como é a natureza. Pablo Neruda MARIA DA CONCEIÇÃO

Leia mais

ABORDAGEM PSICOTERÁPICA ENFERMARIA

ABORDAGEM PSICOTERÁPICA ENFERMARIA I- Pressupostos básicos: 1- Definição: aplicação de técnicas psicológicas com a finalidade de restabelecer o equilíbrio emocional da pessoa pp. fatores envolvidos no desequilibrio emocional conflitos psicológicos

Leia mais

ANALISTAS E ANALISANDOS PRECISAM SE ACEITAR: REFLEXÕES SOBRE AS ENTREVISTAS PRELIMINARES

ANALISTAS E ANALISANDOS PRECISAM SE ACEITAR: REFLEXÕES SOBRE AS ENTREVISTAS PRELIMINARES ANALISTAS E ANALISANDOS PRECISAM SE ACEITAR: REFLEXÕES SOBRE AS ENTREVISTAS PRELIMINARES 2014 Matheus Henrique de Souza Silva Psicólogo pela Faculdade Pitágoras de Ipatinga-MG. Especializando em Clínica

Leia mais

Graduações em Russo (Bacharel em Ciências, Bacharel em Artes) CIÊNCIAS NATURAIS E MATEMÁTICAS Código Graduações Duração Custo anual, rublos

Graduações em Russo (Bacharel em Ciências, Bacharel em Artes) CIÊNCIAS NATURAIS E MATEMÁTICAS Código Graduações Duração Custo anual, rublos Graduações em Russo (Bacharel em Ciências, Bacharel em Artes) CIÊNCIAS NATURAIS E MATEMÁTICAS Código Graduações Duração Matemática e mecânica 01.03.01 Matemática 01.03.02 Ciência da computação e matemática

Leia mais

Comunicação Definição: A comunicação humana é um processo que envolve a troca de informações e utiliza os sistemas simbólicos como suporte para este f

Comunicação Definição: A comunicação humana é um processo que envolve a troca de informações e utiliza os sistemas simbólicos como suporte para este f Comunicação em Cuidados Paliativos Ana Valeria de Melo Mendes Comunicação Definição: A comunicação humana é um processo que envolve a troca de informações e utiliza os sistemas simbólicos como suporte

Leia mais

Curso de Medicina da Universidade Iguaçu Campus Itaperuna

Curso de Medicina da Universidade Iguaçu Campus Itaperuna Curso de Medicina da Universidade Iguaçu Campus Itaperuna Estrutura Curricular do Curso de Medicina da Universidade Iguaçu - Itaperuna A construção da estrutura curricular do Curso de Medicina da Universidade

Leia mais

Coordenação de Psicologia

Coordenação de Psicologia Coordenação de Psicologia ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PSICOLOGIA INESP/FUNEDI/UEMG 2º SEMESTRE 2011 ESTÁGIOS OFERECIDOS PARA OS ALUNOS DE 5º ao 7º PERÍODOS (Núcleo Básico) 1. ANÁLISE INSTITUCIONAL

Leia mais

PSICOLOGIA MATUTINO / NOTURNO

PSICOLOGIA MATUTINO / NOTURNO PSICOLOGIA MATUTINO / NOTURNO 1º Ano / 1º Semestre / 1º Período Epistemologia e História da Psicologia I Estatística Instrumentos e Projetos de Pesquisa em Psicologia I Metodologia de Pesquisa @ Neurofisiologia

Leia mais

Grade FTC Salvador MEDICINA. 1º semestre CH. Disciplina 1 NEOC I - Sessão Tutoral 100. Disciplina 2 NEOC I - Morfofisiologia Anatomia 40

Grade FTC Salvador MEDICINA. 1º semestre CH. Disciplina 1 NEOC I - Sessão Tutoral 100. Disciplina 2 NEOC I - Morfofisiologia Anatomia 40 Grade 2016.1 1º semestre CH Disciplina 1 NEOC I - Sessão Tutoral 100 Disciplina 2 NEOC I - Morfofisiologia Anatomia 40 Disciplina 3 NEOC I - Morfofisiologia Fisiologia 60 Disciplina 4 NEOC I - Morfofisiologia

Leia mais

A REVOLUÇÃO CARTESIANA. Apresentação baseada principalmente em Friedrick Copleston: History of Philosophy, vol. IV.

A REVOLUÇÃO CARTESIANA. Apresentação baseada principalmente em Friedrick Copleston: History of Philosophy, vol. IV. A REVOLUÇÃO CARTESIANA Apresentação baseada principalmente em Friedrick Copleston: History of Philosophy, vol. IV. Descartes (1596-1650) foi educado por jesuítas. Ele iniciou a filosofia moderna com um

Leia mais

O ADOECIMENTO E A ANGÚSTIA FRENTE À FINITUDE

O ADOECIMENTO E A ANGÚSTIA FRENTE À FINITUDE O ADOECIMENTO E A ANGÚSTIA FRENTE À FINITUDE 2014 Karine Aguiar Silva Graduanda em Psicologia do Centro Universitário Jorge Amado. E-mail de contato: karineaguiarpsi@hotmail.com RESUMO O adoecimento é

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Curso de Psicologia

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Curso de Psicologia MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE PSICOLOGIA GRADE 7 Currículo Pleno aprovado pelo Conselho de Curso para o ano de 2012 Cód. Disc. DISCIPLINAS 1º SEMESTRE CRÉD. CH TOTAL TEÓRICA PRÁTICA 1029-1 Genética Humana

Leia mais

ASSISTÊNCIA DOMICILIAR UNIMED VITÓRIA

ASSISTÊNCIA DOMICILIAR UNIMED VITÓRIA ASSISTÊNCIA DOMICILIAR UNIMED VITÓRIA ASSISTÊNCIA DOMICILIAR CIAS CENTRO INTEGRADO DE ATENÇÃO A SAÚDE UNIMED DIAGNÓSTICO SOS CONCEITO FORNECER SERVIÇOS, EQUIPAMENTOS, MATERIAIS E MEDICAMENTOS AO USUÁRIO

Leia mais

LIVRO PRINCÍPIOS DE PSICOLOGIA TOPOLÓGICA KURT LEWIN. Profª: Jordana Calil Lopes de Menezes

LIVRO PRINCÍPIOS DE PSICOLOGIA TOPOLÓGICA KURT LEWIN. Profª: Jordana Calil Lopes de Menezes LIVRO PRINCÍPIOS DE PSICOLOGIA TOPOLÓGICA KURT LEWIN Profª: Jordana Calil Lopes de Menezes PESSOA E AMBIENTE; O ESPAÇO VITAL Todo e qualquer evento psicológico depende do estado da pessoa e ao mesmo tempo

Leia mais

Corpo e Emoções: Uma Resenha

Corpo e Emoções: Uma Resenha Corpo e Emoções: Uma Resenha LE BRETON, David, 2009. As Paixões Ordinárias: Antropologia das Emoções. Petrópolis, Vozes. David Le Breton possui doutorado em Antropologia e é professor na Universidade de

Leia mais

JUSTIFICATIVA DA INCLUSÃO DA DISCIPLINA NA CONSTITUIÇÃO DO CURRÍCULO

JUSTIFICATIVA DA INCLUSÃO DA DISCIPLINA NA CONSTITUIÇÃO DO CURRÍCULO FACULDADES INTEGRADAS TERESA D ÁVILA LORENA - SP Curso ENFERMAGEM Disciplina: ADMINSTRAÇÃO Ano letivo 2011 Série: 3ª Carga Horária:72h/aula Teoria: 72h/aula sem/semestral Professor(a) Claudia Lysia de

Leia mais

A atuação psicopedagógica institucional

A atuação psicopedagógica institucional A atuação psicopedagógica institucional Psicopedagogia Dorival Rosa Brito 1 A psicopedagogia assume um compromisso com a melhoria da qualidade do ensino expandindo sua atuação para o espaço escolar, atendendo,

Leia mais

A dimensão ética do tratamento

A dimensão ética do tratamento SOCIEDADE PORTUGUESA DE CARDIOLOGIA A dimensão ética do tratamento filipe almeida ÉTICA: Reflexão Agir humano Agir humano: eu) Comigo mesmo (eu tu) Com os outros (tu universo) Com a biosfera (universo

Leia mais

Os Professores Sofistas

Os Professores Sofistas Os Professores Sofistas Objetivos da Palestra Apresentar e contextualizar o aparecimento dos sofistas na Grécia Antiga. Estabelecer cotejos entre a existência dos antigos sofistas e os atuais professores

Leia mais

SERVIÇO DE ATENÇÃO AO PORTADOR DE OBESIDADE GRAVE

SERVIÇO DE ATENÇÃO AO PORTADOR DE OBESIDADE GRAVE Procedimento Operacional Padrão (POP) SERVIÇO DE PSICOLOGIA POP nº 04 PSI/HU Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago da Universidade Federal de Santa Catarina SERVIÇO DE ATENÇÃO AO PORTADOR

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Disciplinas em Oferta do 2º semestre de 2013

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Disciplinas em Oferta do 2º semestre de 2013 Disciplinas em Oferta do 2º semestre de 213 1º Período CH Cred. Turmas ANATOMIA HUMANA (45724) 68 3 238.1.1-9 CITOLOGIA E HISTOLOGIA (45723) 85 5 2381.1.1-7 2381.1.2-7 FILOSOFIA: RAZÃO E MODERNIDADE (47551)

Leia mais

PRÁTICA NA ENFERMARIA PEDIÁTRICA: UM COLORIDO NA CLÍNICA WINNICOTTIANA

PRÁTICA NA ENFERMARIA PEDIÁTRICA: UM COLORIDO NA CLÍNICA WINNICOTTIANA 1 PRÁTICA NA ENFERMARIA PEDIÁTRICA: UM COLORIDO NA CLÍNICA WINNICOTTIANA FRANCHIN, Daniely Santos; SILVA, Flávia Souza Morais Sala da; SILVA, Katulle Oliveira Freitas; TEIXEIRA, Veridiana Vicentini. (Estagiárias

Leia mais

A Dimensão Interna da Saúde Mental dos Cuidadores

A Dimensão Interna da Saúde Mental dos Cuidadores João Albuquerque Centro de Recuperação de Menores D. Manuel Trindade Salgueiro 26-Abr-2013 - Assumar A Saúde Profissional Área de estudo com desenvolvimento exponencial ao longo do século XX: -Trabalho

Leia mais

ESTÁGIO: PSICOLOGIA HOSPITALAR: INTERVENÇÃO PSICOLÓGICA EM UMA UNIDADE DE TRANSPLANTE DE MEDULA ÓSSEA

ESTÁGIO: PSICOLOGIA HOSPITALAR: INTERVENÇÃO PSICOLÓGICA EM UMA UNIDADE DE TRANSPLANTE DE MEDULA ÓSSEA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE RIBEIRÃO PRETO DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA CENTRO DE PESQUISA E PSICOLOGIA APLICADA ESTÁGIO: PSICOLOGIA HOSPITALAR: INTERVENÇÃO PSICOLÓGICA

Leia mais

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 6 semestres. Prof. Dr. Jaimir Conte

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 6 semestres. Prof. Dr. Jaimir Conte Habilitação: Bacharelado e Licenciatura em Filosofia Documentação: jetivo: Titulação: Diplomado em: Renovação Atual de Reconhecimento - Port. nº286/mec de 21/12/12-DOU 27/12/12.Curso reconhecido pelo Decreto

Leia mais

Projeto Interdisciplinar

Projeto Interdisciplinar 0 Plano de Trabalho Docente 2014 Projeto Interdisciplinar ETEC Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Ensino Médio x Ensino Técnico Série/Módulo: 3º A,B,C,D Título Educação para Cidadania Professor(es)

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico. Qualificação: Sem certificação técnica

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico. Qualificação: Sem certificação técnica Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Eixo Tecnológico: Ambiente, Saúde e Segurança Habilitação Profissional: Técnico em Enfermagem Qualificação:

Leia mais

SEXUALIDADE - definição

SEXUALIDADE - definição A sexualidade SEXUALIDADE - definição É uma energia que nos motiva a procurar o amor, contacto, ternura, intimidade; que se integra no modo como nos sentimos, movemos, tocamos, e somos tocados; é ser-se

Leia mais

pare de fumar agora!

pare de fumar agora! pare de fumar agora! Parar de fumar é muito mais fácil do que você pensa! O sistema Como Parar de Fumar Cigarro é tão eficiente porque ensina não só como deixar de fumar, mas também ensina a nunca mais

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMORA Ano letivo de 2014/2015 Disciplina: PSICOLOGIA B 12º ANO Ensino Regular (Diurno) Planificação de Médio e Longo Prazo

ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMORA Ano letivo de 2014/2015 Disciplina: PSICOLOGIA B 12º ANO Ensino Regular (Diurno) Planificação de Médio e Longo Prazo Problemas da Psicologia Conteúdos Conceitos fundamentais Objectivos Capacidades Tempos 1. Como interagem os planos do biológico e do cultural para a constituição do ser humano? Unidade 1 A ENTRADA NA VIDA

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação MEDICINA. COORDENADORA Ângela Aparecida Barra

UFV Catálogo de Graduação MEDICINA. COORDENADORA Ângela Aparecida Barra UFV Catálogo de Graduação 2013 121 MEDICINA COORDENADORA Ângela Aparecida Barra angela.barra@ufv.br 122 Currículos dos Cursos UFV Médico ATUAÇÃO O Projeto Pedagógico do Curso de Medicina da UFV prevê a

Leia mais

Foucault e a educação. Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil

Foucault e a educação. Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil Foucault e a educação Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil Prefácio A educação abrange os processos de ensinar e de aprender e se desenvolve em todos os espaços possíveis:

Leia mais

Implantação do protocolo de acolhimento com classificação de risco nas unidades ambulatoriais do Tribunal de Justiça de São Paulo

Implantação do protocolo de acolhimento com classificação de risco nas unidades ambulatoriais do Tribunal de Justiça de São Paulo Implantação do protocolo de acolhimento com classificação de risco nas unidades ambulatoriais do Tribunal de Justiça de São Paulo Josinete Ap.da Silva Bastos Cerullo Doutora em Enfermagem Noemi de Melo

Leia mais

Jeferson_Gonzalez. Resumo do Livro:

Jeferson_Gonzalez.  Resumo do Livro: Resumo do Livro: ECHEVERRÍA, M. P. P.; POZO, J. I. Aprender a resolver problemas e resolver problemas para aprender. In: POZO, J. I. (Org.). A solução de problemas. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998. Introdução:

Leia mais

Graduação COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA DE RIO DAS OSTRAS

Graduação COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA DE RIO DAS OSTRAS RGI11 ATIVIDADE DE EXTENSÃO Carga horária total: 2 C.H.Teórica: 2 C.H.Prática: Atividades Complementares EMENTA NÃO INFORMADA. 1 RGI12 ATIVIDADES DE PESQUISA Carga horária total: 2 C.H.Teórica: 2 C.H.Prática:

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N DE 10 DE SETEMBRO DE 2007

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N DE 10 DE SETEMBRO DE 2007 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.603 DE 10 DE SETEMBRO DE 2007 Homologa o Parecer n. 028/07-CEG, que aprova o Projeto

Leia mais

Programa de Residência Multiprofissional em Gerontologia

Programa de Residência Multiprofissional em Gerontologia Programa de Residência Multiprofissional em Gerontologia Cenário de Prática: No primeiro ano, o residente terá atuação na Proteção Especial e Atenção Especializada de Média e Alta Complexidade, em Unidade

Leia mais

Psicologia e Senso Comum. "... a Psicologia tem um longo passado, porém uma curta história." EBBINGHAUS

Psicologia e Senso Comum. ... a Psicologia tem um longo passado, porém uma curta história. EBBINGHAUS Psicologia e Senso Comum "... a Psicologia tem um longo passado, porém uma curta história." EBBINGHAUS Psicologia e Senso Comum O que é Psicologia? Como usamos o termo Psicologia? A Psicologia é recente

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR MONITOR - DRA Calendário de Exames Especiais 28 de Fevereiro a 04 de Março de Inscrições até ao dia 27/02/2017

INSTITUTO SUPERIOR MONITOR - DRA Calendário de Exames Especiais 28 de Fevereiro a 04 de Março de Inscrições até ao dia 27/02/2017 Psicologia do Desenvolvimento I 28/02/2017 09:30-11:30 Matemática Financeira 28/02/2017 09:30-11:30 Empreendedorismo 28/02/2017 09:30-11:30 Sociologia do Direito 28/02/2017 09:30-11:30 Direito de Integração

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR MONITOR - DRA Calendário de Exames Especiais 22 a 26 de Novembro de Inscrições até ao dia 21/11/2016

INSTITUTO SUPERIOR MONITOR - DRA Calendário de Exames Especiais 22 a 26 de Novembro de Inscrições até ao dia 21/11/2016 Psicologia do Desenvolvimento I 22/11/2016 09:30-11:30 Matemática Financeira 22/11/2016 09:30-11:30 Empreendedorismo 22/11/2016 09:30-11:30 Sociologia do Direito 22/11/2016 09:30-11:30 Direito de Integração

Leia mais

PARECER CREMEC nº 10/ /11/2016

PARECER CREMEC nº 10/ /11/2016 PARECER CREMEC nº 10/2016 28/11/2016 Processo - Consulta Protocolo CREMEC nº 4174/2016 Assunto Escala de Depressão de Beck e Escala de Ansiedade de Beck Relatora: Conselheira Stela Norma Benevides Castelo

Leia mais

orientar. Esta obra tenta, pois, pôr ordem no afluxo de elementos que balizam o campo psicossocial. A fim de perseguir essa intenção, privilegiou-se

orientar. Esta obra tenta, pois, pôr ordem no afluxo de elementos que balizam o campo psicossocial. A fim de perseguir essa intenção, privilegiou-se INTRODUÇÃO Cem anos após o nascimento da Psicologia Social, é a partir de agora possível fazer o balanço da evolução desta disciplina. Nessa perspectiva, Elementos de Psicologia Social responde a um duplo

Leia mais

1. ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOLOGIA CORPORAL

1. ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOLOGIA CORPORAL 1. ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOLOGIA CORPORAL (INSTITUTO RAIZ, Araraquara, SP). O curso de Especialização em Psicologia Corporal, de caráter SEMI-PRESENCIAL, tem como eixo central a psicanálise desenvolvida

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO EM CUIDADOS DE SAÚDE PRIMÁRIOS

CURSO DE FORMAÇÃO EM CUIDADOS DE SAÚDE PRIMÁRIOS 1 CURSO DE FORMAÇÃO EM CUIDADOS DE SAÚDE PRIMÁRIOS INTRODUÇÃO Os Cuidados de Saúde Primários (CSP), em Portugal, atravessam um momento de grande crescimento científico e afirmação como pilar essencial

Leia mais

CIÊNCIA POLÍTICA Prof. André Terça 05/02/2013 e 19/02/2013

CIÊNCIA POLÍTICA Prof. André Terça 05/02/2013 e 19/02/2013 CIÊNCIA POLÍTICA Prof. André Terça 05/02/2013 e 19/02/2013 Introdução à Política Noções preliminares de Ciência Política 1.1 Acepções da palavra Política 1.2 Política e Ciência Política 1.3 Ciência Política:

Leia mais

Caracterização dos Serviços para Atribuição de Capacidades Formativas. Psiquiatria

Caracterização dos Serviços para Atribuição de Capacidades Formativas. Psiquiatria Caracterização dos Serviços para Atribuição de Capacidades Formativas Psiquiatria Assinale com (x) ou preencha a(s) quadrícula(s) quando for caso disso Escreva com letra legível, quando necessário Hospital

Leia mais

Metodologia científica e Medicina Baseada em Evidências Prof. Fernando Monteiro Aarestrup, MD,PhD

Metodologia científica e Medicina Baseada em Evidências Prof. Fernando Monteiro Aarestrup, MD,PhD Metodologia científica e Medicina Baseada em Evidências Prof. Fernando Monteiro Aarestrup, MD,PhD Método científico Se podes medir algo é um fato, se não, é uma opinião Benjamim Cardoso USA Supreme Justice

Leia mais

Obesidade Mórbida Protocolos

Obesidade Mórbida Protocolos Obesidade Mórbida Protocolos Para análise da solicitação de cirurgia de Obesidade Mórbida, é imprescindível o envio à CABESP da relação completa dos documentos descritos abaixo: 1- Protocolo 01 - solicitação

Leia mais

Atendimento: Clínica Especializada em Dependência Química - Método de Tratamento de Dependentes Químicos e Alcoólatras

Atendimento: Clínica Especializada em Dependência Química - Método de Tratamento de Dependentes Químicos e Alcoólatras Atendimento: +55 15 3326-6784 MENU E-mail atendimentoctes@gmail.com TRATAMENTOS Clínica Especializada em Dependência Química - Método de Tratamento de Dependentes Químicos e Alcoólatras / Tratamentos /

Leia mais

Atendimento: Clínica Especializada em Dependência Química - Método de Tratamento de Dependentes Químicos e Alcoólatras

Atendimento: Clínica Especializada em Dependência Química - Método de Tratamento de Dependentes Químicos e Alcoólatras Atendimento: +55 15 3326-6784 MENU E-mail atendimentoctes@gmail.com TRATAMENTOS Clínica Especializada em Dependência Química - Método de Tratamento de Dependentes Químicos e Alcoólatras / Tratamentos /

Leia mais

BEM-VINDO AO ESPAÇO DO PROFESSOR. interação e inter-relação que esperamos potencializar.

BEM-VINDO AO ESPAÇO DO PROFESSOR. interação e inter-relação que esperamos potencializar. BEM-VINDO AO ESPAÇO DO PROFESSOR interação e inter-relação que esperamos potencializar. Tendo como ponto de partida algumas obras expostas na 29ª Bienal, pretendemos tecer uma rede de ideias enquanto refletimos

Leia mais

O MODELO DE ATENDIMENTO À DIVERSIDADE (MAD) E SISTEMAS EDUCACIONAIS INCLUSIVOS DE APOIO A ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS.

O MODELO DE ATENDIMENTO À DIVERSIDADE (MAD) E SISTEMAS EDUCACIONAIS INCLUSIVOS DE APOIO A ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS. O MODELO DE ATENDIMENTO À DIVERSIDADE (MAD) E SISTEMAS EDUCACIONAIS INCLUSIVOS DE APOIO A ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS. Andréa Tonini Luís de Miranda Correia Ana Paula Loução Martins

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 181/2012

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 181/2012 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 181/2012 Altera o Currículo do Curso de Psicologia - Bacharelado, Período Noturno, para regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº PSI-

Leia mais

O que vem mudando na interação entre o médico do trabalho e a medicina assistencial

O que vem mudando na interação entre o médico do trabalho e a medicina assistencial O que vem mudando na interação entre o médico do trabalho e a medicina assistencial Soraia Soares da Silva 22ª. JORNADA DA AMIMT ANTES DO NTEP... ENCAMINHAMENTOS AO ASSISTENTE RECEBIMENTO DE ATESTADOS

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO CURSO: TÉCNICO INFORMÁTICA FORMA/GRAU:(X)integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

Experiências de corpo inteiro: Contribuições de Wallon para a educação

Experiências de corpo inteiro: Contribuições de Wallon para a educação Experiências de corpo inteiro: Contribuições de Wallon para a educação Mariana Roncarati Mestranda em Educação - UNIRio/ CAPES; Psicomotricista Uni-IBMR; Especialista em Educação Infantil PUC-Rio m_roncarati@hotmail.com

Leia mais

O mundo esquizofrénico visto por Klaus Conrad Psicopatologia Geral e Especial Carlos Mota Cardoso

O mundo esquizofrénico visto por Klaus Conrad Psicopatologia Geral e Especial Carlos Mota Cardoso O mundo esquizofrénico visto por Klaus Conrad 1 Na Esquizofrenia o cerne da perturbação ocupa sempre o núcleo do EU Diz Jarspers: só onde se pensa e se julga nasce o delírio rio Questões de conceito Reflexão

Leia mais

ASSUNTO: QUAL O PROFISSIONAL RESPONSÁVEL PELO PREENCHIMENTO DO ATESTADO MÉDICO DA CAT?

ASSUNTO: QUAL O PROFISSIONAL RESPONSÁVEL PELO PREENCHIMENTO DO ATESTADO MÉDICO DA CAT? 1 PARECER CRM/MS N 03/2007 PROCESSO CONSULTA CRM MS Nº 05/2007 ASSUNTO: QUAL O PROFISSIONAL RESPONSÁVEL PELO PREENCHIMENTO DO ATESTADO MÉDICO DA CAT? RELATOR: CONS. MOACYR BATTISTETTI. SOLICITANTE DE VISTA:

Leia mais

CURSO TEÓRICO-PRÁTICO. Diagnóstico de disfunções. Diagnostic Criteria

CURSO TEÓRICO-PRÁTICO. Diagnóstico de disfunções. Diagnostic Criteria CURSO TEÓRICO-PRÁTICO Diagnóstico de disfunções Temporomandibulares: Diagnostic Criteria INTRODUÇÃO Devido às inúmeras classificações existentes e aos diferentes sistemas de diagnóstico, houve necessidade

Leia mais

A disciplina apresenta os aspectos conceituais do psicodiagnóstico clínico. Correlaciona conceitos teóricos e possibilidades técnicas.

A disciplina apresenta os aspectos conceituais do psicodiagnóstico clínico. Correlaciona conceitos teóricos e possibilidades técnicas. Unidade Universitária Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - 040 Curso Psicologia Disciplina PSICODIAGNÓSTICO Professor (es) e DRTs 111923-8 Rosa Maria Lopes Affonso 112688-6 Lucia Cunha Lee Código

Leia mais

Atenção farmacêutica especializada. Atenção Farmacêutica e Farmácia Clínica. Para poder... Objetivos dos tratamentos

Atenção farmacêutica especializada. Atenção Farmacêutica e Farmácia Clínica. Para poder... Objetivos dos tratamentos Atenção Farmacêutica e Farmácia Clínica William Rotea Junior Atenção farmacêutica especializada Objetiva atender a todas as necessidades relativas aos dos pacientes, com foco nas especificidades da doença

Leia mais

IESO- INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE OLINDA

IESO- INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE OLINDA IESO- INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE OLINDA Da Autora Ana Beatriz Barbosa Silva. MENTES PERIGOSAS O PSICOPATA MORA AO LADO. Trabalho Apresentado para Atividade Complementar do Curso de Direito do ano

Leia mais

CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia

CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia O que caracteriza a consciência mítica é a aceitação do destino: Os costumes dos ancestrais têm raízes no sobrenatural; As ações humanas são determinadas pelos

Leia mais

ASSOCIAÇÃO NACIONAL CONTRA A FIBROMIALGIA E SÍNDROME DEFADIGACRÓNICA (MYOS) APIFARMA / ASSOCIAÇÕES DE DOENTES NOTAS DE UMA PARCERIA

ASSOCIAÇÃO NACIONAL CONTRA A FIBROMIALGIA E SÍNDROME DEFADIGACRÓNICA (MYOS) APIFARMA / ASSOCIAÇÕES DE DOENTES NOTAS DE UMA PARCERIA ASSOCIAÇÃO NACIONAL CONTRA A FIBROMIALGIA E SÍNDROME DEFADIGACRÓNICA (MYOS) APIFARMA / ASSOCIAÇÕES DE DOENTES V 4 APIFARMA / ASSOCIAÇÕES DE DOENTES b) Âmbito da Associação A Myos Associação Nacional

Leia mais

TRATAMENTO PARA DEPENDÊNCIA QUÍMICA

TRATAMENTO PARA DEPENDÊNCIA QUÍMICA Atendimento: +55 15 3326-6784 MENU E-mail atendimentoctes@gmail.com TRATAMENTO PARA DEPENDÊNCIA QUÍMICA O melhor tratamento, desenvolvido exclusivamente para atender quem sofre com o a Dependência Química.

Leia mais

Portfólio. Prof. Alexandre de Araújo Pereira

Portfólio. Prof. Alexandre de Araújo Pereira Portfólio Prof. Alexandre de Araújo Pereira Porfólio pode ser definido como o instrumento utilizado por um profissional para demonstrar seu trabalho. No Internato Médico da UNIFENAS- BH, a sua utilização

Leia mais

Universidade Anhanguera-Uniderp Pró-Reitoria de Graduação. Curso: PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

Universidade Anhanguera-Uniderp Pró-Reitoria de Graduação. Curso: PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM Universidade Anhanguera-Uniderp Pró-Reitoria de Graduação Curso: PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM Disciplina ou Módulo: Habilidades Específicas VII- Laboratório TP TTP VII- Clinica do adulto. Série/Semestre:

Leia mais

TRATAMENTO PARA DEPENDÊNCIA QUÍMICA

TRATAMENTO PARA DEPENDÊNCIA QUÍMICA Atendimento: +55 15 3326-6784 MENU E-mail atendimentoctes@gmail.com TRATAMENTO PARA DEPENDÊNCIA QUÍMICA O melhor tratamento, desenvolvido exclusivamente para atender quem sofre com o a Dependência Química.

Leia mais

antropologia & cultura

antropologia & cultura antropologia & cultura carlos joão correia estudos africanos filosofia artes & humanidades 2011-2012/2ºsemestre Dopamina Serotonina Acetilcolina Glutamato Opiáceos (ex: endorfinas) Noradrelanina... a presença

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOR

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOR PÓS-GRADUAÇÃO EM DOR abril a dezembro 20 (120 horas presenciais 20 ECTS) CRONOGRAMA Unidades curriculares Professores Horas em sala SÁBADO, 02 de abril de 20 Datas Previstas Mês Dia Hora Local Receção

Leia mais