A Educação Médica entre o Tecnicismo e o Humanismo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A Educação Médica entre o Tecnicismo e o Humanismo"

Transcrição

1 A Educação Médica entre o Tecnicismo e o Humanismo Abram Eksterman A. Einstein Nem tudo que conta pode ser contado; e nem tudo que pode ser contado, conta.

2 A. Einstein Educação é o que permanece depois que esquecemos tudo o que aprendemos na escola Preciso Preciso lhe falar, Dr..... A Educação Médica entre o Tecnicismo e o Humanismo Abram Eksterman

3 Preciso lhe falar, Dr. O que se passa? Trata-se daquela mãe, acompanhante da menina da internação especial... Sabe, não vou ser mais bailarina vou ser pediatra

4 estamos sempre pressionados pela urgência da atenção, pelo sofrimento do doente e pela angústia de recursos

5 Que tem o médico a ver com tudo isso que transcende ao biológico? Não se trata de defender o Humanismo Não se trata de em contraposição à ação biológica Ambas posições não são excludentes, ao contrário. Complementam-se

6 O encontro do Homem sua intimidade - psicoanálise suas relações - o outro descoberto sua família - ascensão da mulher - ascensão da criança revisão do seu passado seu planeta seu futuro a informação suas tecnologias Nossa função é intervir sobre a vida humana

7 A técnica lida com o biológico o humanismo lida com a condição humana Ser Ter Fazer

8 além m do que fazer refere-se ao em quem fazer Por motivos educacionais, procurei manter os psicanalistas... afastados destas investigações quando o que deveriam aprender era limitar-se a pensar psicologicamente S. Freud

9 Nada orgânico carece de sentido nada psíquico carece de corpo von Weizsäcker Hoje necessitamos especialistas de zonas limítrofes nas quais interfira tanto o psíquico quanto o somático Ramón Sarró

10 Temos algum poder sobre a existência? Somente o poder dos sentimentos, os que se estabelecem na relação A técnica age sobre os objetos. A relação transcende objetos Médico e paciente formam uma díada

11 Clínica autêntica é a que exercita um homem frente a outro homem D. Jiménez Díaz O médico como agente de Deus agente da norma agente do Ser

12 Ainda persiste o grande hífen entre o psico e o somático Na Medicina Hipocrática era imprescindível o amálgama entre philotekhnia e philanthropia

13 E assim o homem se tornou servidor dos objetos economia se tornou mais importante que o cidadão a economia a escola,, mais importante que o aluno o sistema de saúde e seus gestores, mais importantes que o doente a quantidade substitui a qualidade o tipo substitui a característica singular o protocolo substitui a clínica Danilo Perestrello com sua Medicina da Pessoa... sublinhando a proposta de Danilo com sua

14 resgatar o doente / pessoa... é a corrente da Antropologia Médica M a observação nos mostra que o doente não tem uma doença; ele é doente

15 equipes multidisciplinares de assistência para tratar o mesmo doente, o mesmo problema a Medicina da Pessoa é mais barata que a Medicina do Corpo

16 a boa Medicina é mais barata que a má Medicina Rotina da e$tupidez paciente consulta ex. complementar instituição parecer terapêutica iatrogenia

17 História da Pessoa aplicada para se realizar o além m do diagnóstico do doente, diagnóstico da doença não visando os fatos, mas as vivências entre em contato com o doente Ludwig Binswanger

18 Há um generalizado clamor pela formação humanística stica, mas a prática educacional e assistencial continua tímida atingir a própria pria capacitando-o organização da pessoa do médicom dico, a pensar o outro a se relacionar com gente a ouvir o que se lhe é dito a compreender o paciente dentro do contexto existencial a dialogar com pessoas a estar disponível para estabelecer vínculos nculos humanos

19 eixo da formação médicam a compreensão da natureza humana História da Medicina - Ideologia Médica O Homem, seu pensamento e sua cultura - Antropologia Médica Saúde e Sociedade - Sociologia Médica Psicologia da clínica - Psicologia Médica Reflexão crítica - Filosofia Médica Princípios de Deontologia Ética A mente doente - Psiquiatria

20 O humano deve se constituir no sujeito de uma percepção e não somente no objeto de uma ação a Estamos no devir e o devir abrange passado, presente e futuro Edgard Morin

21 a grande descoberta do século s XX parece ter sido o próprio prio homem, esse notável desconhecido treinamos médicos para matar a morte ainda não conseguimos formar médicos para viver a vida

22 Sem amor, não tendes nada não tendes nada São Paulo Sem relação humana, não temos Medicina

23 A Educação Médica entre o Tecnicismo e o Humanismo

Cuidado e desmedicalização na atenção básica

Cuidado e desmedicalização na atenção básica Rio de Janeiro, agosto de 2012 Cuidado e desmedicalização na atenção básica Laura Camargo Macruz Feuerwerker Profa. Associada FSP-USP Medicalização e a disputa pela vida Movimento de compreender todos

Leia mais

CALENDÁRIO DE EXAMES FINAIS ÉPOCA NORMAL 1º SEMESTRE. Ano Letivo 2015/2016. Data Hora 1º Ano Hora 2º Ano Hora 4º Ano

CALENDÁRIO DE EXAMES FINAIS ÉPOCA NORMAL 1º SEMESTRE. Ano Letivo 2015/2016. Data Hora 1º Ano Hora 2º Ano Hora 4º Ano CALENDÁRIO DE EXAMES FINAIS ÉPOCA NORMAL 1º SEMESTRE 26.01.2016 9 27.01.2016 Microbiologia e Parasitologia 9 Gestão e Organização de Cuidados de - Desenvolvimento Pessoal - Multiculturalidade - Empreendedorismo

Leia mais

Disciplina: Saúde no Trabalho Professora: Elisabeth Rossi

Disciplina: Saúde no Trabalho Professora: Elisabeth Rossi Saúde Mental e Trabalho Abordagens de estudo Disciplina: Saúde no Trabalho Professora: Elisabeth Rossi Considerações gerais: Le Guillant (há 50 anos). - De um lado, o trabalho que demandava intervenção

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA GESTÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS. Profa.Maria Ludetana Araujo

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA GESTÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS. Profa.Maria Ludetana Araujo EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA GESTÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS Profa.Maria Ludetana Araujo ludetana@ufpa.br EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA GESTÃO DOS RS VENHA DE ONDE VIER... Uma práxis educativa e social que tem por finalidade

Leia mais

COLÉGIO CENECISTA DR. JOSÉ FERREIRA LUZ, CÂMERA, REFLEXÃO

COLÉGIO CENECISTA DR. JOSÉ FERREIRA LUZ, CÂMERA, REFLEXÃO COLÉGIO CENECISTA DR. JOSÉ FERREIRA LUZ, CÂMERA, REFLEXÃO UBERABA - 2015 PROJETO DE FILOSOFIA Professor coordenador: Danilo Borges Medeiros Tema: Luz, câmera, reflexão! Público alvo: Alunos do 9º ano do

Leia mais

Faculdade Pernambucana de Saúde PSICOLOGIA. Detalhamento da Matriz Curricular

Faculdade Pernambucana de Saúde PSICOLOGIA. Detalhamento da Matriz Curricular Faculdade Pernambucana de Saúde PSICOLOGIA Detalhamento da Matriz Curricular Eixo Temático Módulo Carga Horária Código subjetividade: o sujeito o seu meio e a cultura O Homem como ser Social 70 PSI01-01

Leia mais

Antropologia Médica na formação humanística do profissional de saúde. Prof. Abram Eksterman. Prof. Abram Eksterman

Antropologia Médica na formação humanística do profissional de saúde. Prof. Abram Eksterman. Prof. Abram Eksterman Antropologia Médica na formação humanística do profissional de saúde Prof. Abram Eksterman Prof. Abram Eksterman VIII Congresso Sul Mineiro de Medicina Psicossomática Centro de Medicina Psicossomática

Leia mais

Unidade 01. Prof.ª Fernanda Mendizabal Instituto de Educação Superior de Brasília

Unidade 01. Prof.ª Fernanda Mendizabal Instituto de Educação Superior de Brasília Unidade 01 Prof.ª Fernanda Mendizabal Instituto de Educação Superior de Brasília Afirmar a importância do estudo da história para a compreensão da Psicologia contemporânea. Destacar a relevância das forças

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: PSICOLOGIA Campus: MACAÉ Missão O Curso de Psicologia da Estácio de Sá tem como missão formar profissionais Psicólogos generalistas que no desempenho de suas atividades

Leia mais

Ciências Genéticas. Atividades Complementares 20. Ciências Humanas Ciências Sociais Ciências Biológicas. Atividades Complementares 20

Ciências Genéticas. Atividades Complementares 20. Ciências Humanas Ciências Sociais Ciências Biológicas. Atividades Complementares 20 MÓDULO I Bases Elementares para o Estudo e Compreensão do Comportamento: Aspectos Históricos INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE LONDRINA - INESUL CARGA HORÁRIATOTAL DO CURSO 4250 horas relógio CARGA HORÁRIA

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO PARECER COREN-SP GAB Nº 005 / 2011

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO PARECER COREN-SP GAB Nº 005 / 2011 PARECER COREN-SP GAB Nº 005 / 2011 Assunto: Prescrição de medicamentos homeopáticos pelo Enfermeiro. 1. Do fato Solicitado parecer por enfermeira sobre a prescrição de medicamentos homeopáticos por Enfermeiro.

Leia mais

PSICOLOGIA HOSPITALAR

PSICOLOGIA HOSPITALAR PSICOLOGIA HOSPITALAR 2012 Diogo Batista Pereira da Silva Psicólogo formado pela UNISUL em 2012. Atualmente atuando como palestrante e desenvolvedor estratégico (Brasil) Email: diogobatista.p@gmail.com

Leia mais

RESSIGNIFICAR: PSICOLOGIA E ONCOLOGIA 1. Jacson Fantinelli Dos Santos 2, Flávia Flach 3.

RESSIGNIFICAR: PSICOLOGIA E ONCOLOGIA 1. Jacson Fantinelli Dos Santos 2, Flávia Flach 3. RESSIGNIFICAR: PSICOLOGIA E ONCOLOGIA 1 Jacson Fantinelli Dos Santos 2, Flávia Flach 3. 1 Trabalho de Extensão Departamento de Humanidades e Educação, Curso de Graduação em Psicologia 2 Acadêmico do 8ºsemestre

Leia mais

A Eutanásia em Portugal

A Eutanásia em Portugal [Escrever texto] [Escrever texto] [Escrever texto] 16-9-2010 A Eutanásia em Portugal [Escrever texto] Página 1 Índice Introdução... 3 A Eutanásia na nossa sociedade... 4 Primeiro estudo feito em Portugal

Leia mais

Fundação Darcy Ribeiro

Fundação Darcy Ribeiro I Fundação Darcy Ribeiro ATUAÇÃO DOS EDUCADORES PONTOS ESSENCIAIS DA PROPOSTA Vídeo 05 Coordenação Nacional Formação Inicial e Continuada do Educador do ProJovem: o especialista, o pensador, o cidadão

Leia mais

Papel: contribuir para a compreensão da natureza e funcionamento da tradição humana.

Papel: contribuir para a compreensão da natureza e funcionamento da tradição humana. 1 Antropologia, a Ciência do homem A ciência - antropologia divide-se em dois campos: 1) Antropologia Física - Refere-se à forma Física do Homem (biologia humana); 2) Antropologia Social - Comportamento

Leia mais

Ciclo de Debates SUS: Políticas Sociais e de Assistência à Saúde do Idoso

Ciclo de Debates SUS: Políticas Sociais e de Assistência à Saúde do Idoso Senado Federal Ciclo de Debates SUS: Políticas Sociais e de Assistência à Saúde do Idoso Brasília, 26 de maio de 2009 Professora Dra Maria Alice Toledo Professora adjunta de Geriatria e Psiquiatria da

Leia mais

REDUÇÃO & REEDUCAÇÃO PROGRAMA DE EMAGRECIMENTO

REDUÇÃO & REEDUCAÇÃO PROGRAMA DE EMAGRECIMENTO Go Mag R do o Os Efeitos negativos da Obesidade na sua saúde e na sua vida: Menor expectativa de vida Baixa autoestima Mobilidade limitada Problemas nas articulações Ataque cardíaco Pressão alta 2R QUE

Leia mais

Fase Fase 02 2 CURRÍCULO DO CURSO. Currículo: Habilitação: Núcleo Fundamental - Bacharelado e Licenciatura em Filosofia 0

Fase Fase 02 2 CURRÍCULO DO CURSO. Currículo: Habilitação: Núcleo Fundamental - Bacharelado e Licenciatura em Filosofia 0 Habilitação: Núcleo Fundamental Bacharelado e Licenciatura em Filosofia 0 Documentação: jetivo: Titulação: Diplomado em: Curso reconhecido pelo Decreto Federal 6266, de 26/06/1959, publicado no Diário

Leia mais

FAM - FACULDADE METROLITANA DE PETROLINA MATRIZ CURRICULAR DE SERVIÇO SOCIAL /

FAM - FACULDADE METROLITANA DE PETROLINA MATRIZ CURRICULAR DE SERVIÇO SOCIAL / FAM - FACULDADE METROLITANA DE PETROLINA MATRIZ CURRICULAR DE SERVIÇO SOCIAL / 2016.2 COMPONENTE CURRICULAR TEÓRICA PRÁTICA CRÉDITOS Ciência Política 30 0 2 Leitura e Produção de textos 60 0 4 Metodologia

Leia mais

Ética e Relações Interpessoais. Professora Nancy Assad

Ética e Relações Interpessoais. Professora Nancy Assad Ética e Relações Interpessoais Professora Nancy Assad O que é ética? Etimologia: Ética: ethos (grego): costumes, modo de ser, caráter. Ética é reflexão sobre a própria conduta para saber como agir; Ética

Leia mais

Matutino. Primeiro Período

Matutino. Primeiro Período GRADE CURRICULAR DE PSICOLOGIA 2016/1 Matutino CÓDIGO DISCIPLINAS CARGA HORÁRIA SEMESTRAL COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO PSI0465 FILOSOFIA DA PSICOLOGIA 30 PSI0277 PSICOLOGIA E DESENVOLVIMENTO HUMANO I 60 PSI0278

Leia mais

Você sabe por que vamos à escola? Ensino é responsabilidade do Estado e de que todos têm direito à educação ideias novas.

Você sabe por que vamos à escola? Ensino é responsabilidade do Estado e de que todos têm direito à educação ideias novas. Escolástica: a filosofia das escolas cristãs 3º BIMESTRE 7º Ano A filosofia cristã na Escolástica Você sabe por que vamos à escola? Ensino é responsabilidade do Estado e de que todos têm direito à educação

Leia mais

COMISSÃO DE AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIAS EM SAÚDE. (85)

COMISSÃO DE AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIAS EM SAÚDE. (85) COMISSÃO DE AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIAS EM SAÚDE nucit@saude.ce.gov.br (85) 3101-5234 SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIAS EM SAÚDE E SAÚDE BASEADA EM EVIDÊNCIAS 5 e 6 de Maio de 2009 Fortaleza / CE Gestão

Leia mais

O QUE TE MOVE??? Ser Futura para ser Diretora!!

O QUE TE MOVE??? Ser Futura para ser Diretora!! O QUE TE MOVE??? Ser Futura para ser Diretora!! OBJETIVO Compreender que para definir objetivos é preciso planejamento e disciplina e como fazer para realiza-los Compreender que para definir objetivos

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO. desenvolvimento social e humano /ucp centro regional do porto

PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO. desenvolvimento social e humano /ucp centro regional do porto PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO desenvolvimento social e humano /ucp centro regional do porto Como pode a escola católica promover o desenvolvimento da inteligência espiritual? O A educação deve

Leia mais

Conceito de Moral. O conceito de moral está intimamente relacionado com a noção de valor

Conceito de Moral. O conceito de moral está intimamente relacionado com a noção de valor Ética e Moral Conceito de Moral Normas Morais e normas jurídicas Conceito de Ética Macroética e Ética aplicada Vídeo: Direitos e responsabilidades Teoria Exercícios Conceito de Moral A palavra Moral deriva

Leia mais

Sei que estou sendo até pretensioso com este trabalho, mas quero que saibam que estou apenas escrevendo o que está em meu coração quando estou a

Sei que estou sendo até pretensioso com este trabalho, mas quero que saibam que estou apenas escrevendo o que está em meu coração quando estou a Sei que estou sendo até pretensioso com este trabalho, mas quero que saibam que estou apenas escrevendo o que está em meu coração quando estou a meditar sobre a Bíblia Sagrada, com Fé, Esperança e Caridade

Leia mais

PLANO DE CURSO Disciplina: NATUREZA E SOCIEDADE Série: JARDIM II Educação Infantil

PLANO DE CURSO Disciplina: NATUREZA E SOCIEDADE Série: JARDIM II Educação Infantil PLANO DE CURSO Disciplina: NATUREZA E SOCIEDADE Série: JARDIM II Educação Infantil UNIDADE IV: Identidade Quem sou eu? Meu nome Gênero: menino e menina Raça (Etnia) UNIDADE V: Meio de comunicação Escrito

Leia mais

Como ajudar o seu filho nas escolhas académicas e profissionais. Ideias para hoje e amanhã

Como ajudar o seu filho nas escolhas académicas e profissionais. Ideias para hoje e amanhã Como ajudar o seu filho nas escolhas académicas e profissionais Ideias para hoje e amanhã Os Pais e a Carreira dos Filhos O futuro profissional dos filhos é uma preocupação natural para todos os pais,

Leia mais

PEDAGOGIA 2015.1 Ofertas Regulares AVALIAÇÃO FINAL 27/06/2015

PEDAGOGIA 2015.1 Ofertas Regulares AVALIAÇÃO FINAL 27/06/2015 AVALIAÇÃO FINAL 27/06/2015 MANHÃ -27/06/2015 EAD210 Filosofia e Educação 2 7H30 9H EAD208 Antropologia e Educação 2 9H 10H30 EAD219 Tecnologia da Informação e da Comunicação 10H45 12H15 EAD276 Prática

Leia mais

Áreas Temáticas BVS Atenção Primária à Saúde

Áreas Temáticas BVS Atenção Primária à Saúde Áreas Temáticas BVS Atenção Primária à Saúde SINAIS E SINTOMAS Sinais, sintomas, observações e manifestações clínicas que podem ser tanto objetivas (quando observadas por médicos) como subjetivas (quando

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DA AMAPÁ COMISSÃO DO PROCESSO SELETIVO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DA AMAPÁ COMISSÃO DO PROCESSO SELETIVO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DA AMAPÁ COMISSÃO DO PROCESSO SELETIVO EDITAL PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO DE PROFESSORES DA REDE E-TEC BRASIL campus/polos MACAPÁ, SANTANA, PORTO GRANDE E

Leia mais

M U L H E R E S D O B R A S I L. Setembro2015

M U L H E R E S D O B R A S I L. Setembro2015 M U L H E R E S D O B R A S I L Setembro2015 COMITÊ SOCIAL A Voz das Mulheres Palestra Andrea Chamma Cristina Schulman Maria Elisa Curcio Inegociáveis Não advogamos em causa própria; Todo o trabalho deve

Leia mais

Livros Grátis. Milhares de livros grátis para download.

Livros Grátis.  Milhares de livros grátis para download. Livros Grátis http://www.livrosgratis.com.br Milhares de livros grátis para download. ε ε Milhares

Leia mais

1. MATRIZ CURRICULAR. C/H SEMESTRAL Pré-Requisito. C/H Sem. Nº DISCIPLINA - 1 SEMESTRE

1. MATRIZ CURRICULAR. C/H SEMESTRAL Pré-Requisito. C/H Sem. Nº DISCIPLINA - 1 SEMESTRE INÍCIO DO CURSO: 01/02/2011 AUTORIZAÇÃO: N 1.562 de 24 de setembro de 2010. DURAÇÃO DO CURSO: 5 anos TURNOS: Diurno TÍTULO DE GRADUAÇÃO: Fisioterapeuta O perfil do profissional a ser formado é de um fisioterapeuta

Leia mais

FACULDADE VERDE NORTE - FAVENORTE

FACULDADE VERDE NORTE - FAVENORTE ESTRUTURA CURRICULAR DE ENFERMAGEM 1º PERÍODO INTRODUÇÃO À ENFERMAGEM 40 00 40 33:20 ANTROPOLOGIA/SOCIOLOGIA 80 00 80 66:40 FUNDAMENTOS DA SAÚDE 60 00 60 50:00 PÚBLICA SAÚDE PÚBLICA PESP I METODOLOGIA

Leia mais

Especulações sobre o amor

Especulações sobre o amor Especulações sobre o amor Janete Luiz Dócolas, Psicanalista O amor é um mistério que há muito tempo, talvez desde que fora percebido, os homens vem tentando compreender, descrever ou ao menos achar um

Leia mais

Locke e Bacon. Colégio Ser! 2.º Médio Filosofia Marilia Coltri

Locke e Bacon. Colégio Ser! 2.º Médio Filosofia Marilia Coltri Locke e Bacon Colégio Ser! 2.º Médio Filosofia Marilia Coltri John Locke Locke divide o poder do governo em três poderes, cada um dos quais origina um ramo de governo: o poder legislativo (que é o fundamental),

Leia mais

LDB Lei de Diretrizes e Bases

LDB Lei de Diretrizes e Bases PEDAGOGIA LDB Lei de Diretrizes e Bases Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional O pedagogo estuda as teorias da ciência da educação e do ensino É

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA (INTA) PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM 1º SEMESTRE

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA (INTA) PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM 1º SEMESTRE 1 2.7. ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM 2015.2 1º SEMESTRE 1. Anatomia Humana 90 60 30 06 2. Antropologia Teológica 30 30 02 3. Biologia (Citologia/Genética) 60 45 15 04 4. Educação

Leia mais

Idéias sobre a Educação visando ao Desenvolvimento e Crescimento Sustentável

Idéias sobre a Educação visando ao Desenvolvimento e Crescimento Sustentável Chave: Educação Idéias sobre a Educação visando ao Desenvolvimento e Crescimento Sustentável Educação é responsabilidade da Sociedade como um TODO e não apenas dos Governos. A Responsabilidade da Educação

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE DIREITO CURRÍCULO PLENO BACHARELADO 1 CICLO/MÓDULO A Fundamental: (Direito, Política e Economia) Ciência Política 02 0 02 40 Economia e Negócios 04 0 04 80 Fundamentos do Direito Civil 04 0 04

Leia mais

Estilo. Imersão. de vida para. Alta Performance. Curta em tempo. Densa e exata em conteúdo. O melhor retorno pelo seu investimento.

Estilo. Imersão. de vida para. Alta Performance. Curta em tempo. Densa e exata em conteúdo. O melhor retorno pelo seu investimento. apresenta Imersão Estilo de vida para Alta Performance 03 a 05 de junho de 2016 Bento Gonçalves/ RS Curta em tempo. Densa e exata em conteúdo. O melhor retorno pelo seu investimento. Os eventos de imersão

Leia mais

Currículo do Curso de Licenciatura em Educação Física Currículo do Curso

Currículo do Curso de Licenciatura em Educação Física Currículo do Curso Currículo do Curso de Licenciatura em Educação Física 2006.1 Currículo do Curso Curso: Licenciatura em Educação Física CRIAÇÃO DO CURSO PORTARIA Nº 470/GR DE 07/10/74 RECONHECIMENTO DO CURSO PARECER -

Leia mais

Livros Grátis. Milhares de livros grátis para download.

Livros Grátis.  Milhares de livros grátis para download. Livros Grátis http://www.livrosgratis.com.br Milhares de livros grátis para download. P< 2 0 & 2 H # $ 2 %! % + 1 : FGH FG + H, #, % I J ) # > < # % % ' ' % #:

Leia mais

ASSOCIAÇÃO TERESINENSE DE ENSINO-ATE FACULDADE SANTO AGOSTINHO-FSA DIRETORIA DE ENSINO NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO NUAPE

ASSOCIAÇÃO TERESINENSE DE ENSINO-ATE FACULDADE SANTO AGOSTINHO-FSA DIRETORIA DE ENSINO NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO NUAPE ASSOCIAÇÃO TERESINENSE DE ENSINO-ATE FACULDADE SANTO AGOSTINHO-FSA DIRETORIA DE ENSINO NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO NUAPE Programa de Otimização Curricular- POC 2016 Curso Disciplina CH Turno PSICOLOGIA

Leia mais

Aos Poetas. Que vem trazer esperança a um povo tristonho, Fazendo os acreditar que ainda existem os sonhos.

Aos Poetas. Que vem trazer esperança a um povo tristonho, Fazendo os acreditar que ainda existem os sonhos. Aos Poetas Venho prestar homenagem a uma grande nação, Que são os nossos poetas que escrevem com dedicação, Os poemas mais lindos e que por todos são bemvindos, Que vem trazer esperança a um povo tristonho,

Leia mais

Grupo de Informática Disciplina de Pl PLANO CURRICULAR 12º ANO /2016

Grupo de Informática Disciplina de Pl PLANO CURRICULAR 12º ANO /2016 Curso Formação Geral Formação específica Matemática A (disciplina Curso Ciências e Tecnologia A - Biologia Química Física Geologia B - Psicologia B Inglês Aplicações Informáticas B (ver síntese pp. 4 e

Leia mais

GEOGRAFIA BACHARELADO E LICENCIATURA. COORDENADOR Eduardo José Pereira Maia

GEOGRAFIA BACHARELADO E LICENCIATURA. COORDENADOR Eduardo José Pereira Maia GEOGRAFIA BACHARELADO E LICENCIATURA COORDENADOR Eduardo José Pereira Maia eduardomaia@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2009 333 Bacharelado ATUAÇÃO O profissional de Geografia deve ter um perfil que o

Leia mais

Solicitação de Parecer Técnico ao COREN MA sobre O que é necessário para o profissional de Enfermagem realizar atendimento domiciliar particular

Solicitação de Parecer Técnico ao COREN MA sobre O que é necessário para o profissional de Enfermagem realizar atendimento domiciliar particular PARECER TÉCNICO COREN-MA-CPE Nº 20/2015 ASSUNTO: Atendimento de Enfermagem particular em domicilio. 1. Do fato Solicitação de Parecer Técnico ao COREN MA sobre O que é necessário para o profissional de

Leia mais

P-63. Como Trabalhar sob Pressão e Conquistar Resultados Resiliência e Inteligência Emocional. Ricardo Piovan.

P-63. Como Trabalhar sob Pressão e Conquistar Resultados Resiliência e Inteligência Emocional. Ricardo Piovan. P-63 Como Trabalhar sob Pressão e Conquistar Resultados Resiliência e Inteligência Emocional Ricardo Piovan contato@portalfox.com.br - 11 4319-6001 Ricardo Piovan é Administrador de Empresas com especialização

Leia mais

Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas Disciplina de Bioética

Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas Disciplina de Bioética PRINCÍPIOS PIOS DA BIOÉTICA Profa. Dra. Laís s Záu Z u Serpa de Araújo Tipos de Teorias Éticas 1. UTILITARISMO conseqüências - Stuart Mill 2. KANTISMO obrigação Immanuel Kant Tipos de Teorias Éticas 3.

Leia mais

TRANSCRIÇÃO PRÉVIA PROJETO PROFALA TRANSCRITOR(A): Késsia Araújo 65ª ENTREVISTA (J.D.T.S) Cabo Verde

TRANSCRIÇÃO PRÉVIA PROJETO PROFALA TRANSCRITOR(A): Késsia Araújo 65ª ENTREVISTA (J.D.T.S) Cabo Verde TRANSCRIÇÃO PRÉVIA PROJETO PROFALA TRANSCRITOR(A): Késsia Araújo 65ª ENTREVISTA (J.D.T.S) Cabo Verde PERGUNTAS METALINGUÍSTICAS Doc.: J. quais são as línguas que você fala " Inf.: eu " (+) inglês né falo

Leia mais

PLANEJAMENTO Fé versus força física Todos saberão que há deus em Israel Jeitos de ser convicto O que diz a educação física

PLANEJAMENTO Fé versus força física Todos saberão que há deus em Israel Jeitos de ser convicto O que diz a educação física Disciplina: Ensino Religioso Série: 8º ano Prof.:Cristiano Souza 1ªUNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES CONVICÇÃO Favorecer um caminho de auto descoberta. Auto-conhecimento: Caminho para conviver

Leia mais

VISÃO DE MUNDO E CTS

VISÃO DE MUNDO E CTS VISÃO DE MUNDO E CTS Visão de mundo A visão de mundo caracteriza-se como um conjunto pré-estabelecido de suposições que dá suporte para a formação da visão da realidade (CORBEN, 1991,1996) e constitui

Leia mais

Existencialismo. Profª Karina Oliveira Bezerra

Existencialismo. Profª Karina Oliveira Bezerra Existencialismo Profª Karina Oliveira Bezerra O termo existencialismo designa o conjunto de tendências filosóficas que, embora divergentes em vários aspectos, têm na existência humana o ponto de partida

Leia mais

D E C R E T A: Fica aprovado o Regimento Interno do Centro de Atendimento à Mulher do Município de Dourados, constante no anexo único, deste decreto.

D E C R E T A: Fica aprovado o Regimento Interno do Centro de Atendimento à Mulher do Município de Dourados, constante no anexo único, deste decreto. DECRETO N 1188, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2012. Homologa o regimento interno do Regimento Interno do Centro de Atendimento à Mulher. O PREFEITO MUNICIPAL DE DOURADOS, Estado de Mato Grosso do Sul, no uso das

Leia mais

Jacques Therrien, UFC/UECE

Jacques Therrien, UFC/UECE Jacques Therrien, UFC/UECE ALGUNS PRINCÍPIOS QUE FUNDAMENTAM PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES EDUCAR: É O PROCESSO DE CONSTRUÇÃO E DE RECONSTRUÇÃO CRIATIVA DE SI E DO MUNDO SOCIAL ONDE CONVIVEMOS É

Leia mais

PROGRAMA QPP - QUALIDADE NA PRÁTICA PEDAGÓGICA LIVROS NAS CRECHES

PROGRAMA QPP - QUALIDADE NA PRÁTICA PEDAGÓGICA LIVROS NAS CRECHES PROGRAMA QPP - QUALIDADE NA PRÁTICA PEDAGÓGICA Ana Paula Dias Torres Maria Lucia de A. Machado São Paulo dezembro 2015 1 LIVRO É OBJETO PORTADOR DE CULTURA Dentre os diversos instrumentos do homem, o livro

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS INSTITUTO DE PSICOLOGIA CURSO DE PSICOLOGIA NORMAS COMPLEMENTARES Nº 02/2016/PSI

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS INSTITUTO DE PSICOLOGIA CURSO DE PSICOLOGIA NORMAS COMPLEMENTARES Nº 02/2016/PSI UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS INSTITUTO DE PSICOLOGIA CURSO DE PSICOLOGIA NORMAS COMPLEMENTARES Nº 02/2016/PSI A Direção do Instituto de Psicologia e a Coordenação do Curso de Psicologia, baseadas no

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAPÁ IFAP CÂMPUS MACAPÁ

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAPÁ IFAP CÂMPUS MACAPÁ 13 específica, de segunda-feira a sexta-feira e aos sábados, caso seja necessário para complementação do período letivo e/ou carga horária curricular. Cada aula tem durafao de 50min (cinquenta minutos),

Leia mais

CONFERÊNCIA REGIONAL DE POLÍTICAS PARA MULHERES

CONFERÊNCIA REGIONAL DE POLÍTICAS PARA MULHERES CONFERÊNCIA REGIONAL DE POLÍTICAS PARA MULHERES Um desafio para a igualdade numa perspectiva de gênero Ituporanga 30/04/04 Conferência Espaço de participação popular para: Conferir o que tem sido feito

Leia mais

Programa Nacional de Humanização da Assistência Hospitalar - PNHAH

Programa Nacional de Humanização da Assistência Hospitalar - PNHAH Programa Nacional de Humanização da Assistência Hospitalar - PNHAH Relacionamento Inter-Pessoal na Prática Hospitalar End.: www.tenenbaum.com.br Fonte: Centro de Medicina Psicossomática e Psicologia Médica

Leia mais

MOTIVAÇÃO PARA O TRABALHO VOLUNTÁRIO

MOTIVAÇÃO PARA O TRABALHO VOLUNTÁRIO MOTIVAÇÃO PARA O TRABALHO VOLUNTÁRIO CVL - Centro Voluntário de Londrina (VÍDEO DA ESCADA) O QUE É SER UM VOLUNTÁRIO Ser voluntário é doar seu tempo, trabalho e talento para causas de interesse social

Leia mais

LVIII Fórum Estadual de Conselheiros Tutelares. A Política de Educação e Projeto Político Pedagógico para o Enfrentamento à Violência nas Escolas

LVIII Fórum Estadual de Conselheiros Tutelares. A Política de Educação e Projeto Político Pedagógico para o Enfrentamento à Violência nas Escolas LVIII Fórum Estadual de Conselheiros Tutelares A Política de Educação e Projeto Político Pedagógico para o Enfrentamento à Violência nas Escolas Apresentação: Cândido Portinari: painel Guerra e Paz A criança

Leia mais

EIXO 3 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. D 3.1 Debate Contemporâneo da Gestão Pública (16h)

EIXO 3 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. D 3.1 Debate Contemporâneo da Gestão Pública (16h) EIXO 3 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA D 3.1 Debate Contemporâneo da Gestão Pública (16h) Professor : Fernando Luiz Abrucio Aula 1 03, 04 e 06 de outubro de 2011 AS BASES DA BUROCRACIA PÚBLICA CONTEMPORÂNEA 1) Origens:

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DE RONDÔNIA EDITAL DE ABERTURA Nº 601/2009 RETIFICAÇÕES

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DE RONDÔNIA EDITAL DE ABERTURA Nº 601/2009 RETIFICAÇÕES EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DE RONDÔNIA EDITAL DE ABERTURA Nº 601/2009 RETIFICAÇÕES Edital de Retificação nº. 625/2009 Retificação Salários Publicado em 15/12/2009 Rondônia,

Leia mais

METODOLGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA

METODOLGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação METODOLGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA Prof. José Geraldo Mill Diretor de Pós-Graduação A origem do conhecimento Conhecer: É buscar explicações para os fatos que podem

Leia mais

Festa Sagrada Família

Festa Sagrada Família Festa Sagrada Família Homilia para a Família Salesiana (P. J. Rocha Monteiro) Sagrada Família de Jesus, Maria e José 1. No Domingo, dentro da oitava do Natal, celebra-se sempre a festa da Sagrada Família.

Leia mais

INTRODUÇÃO À FILOSOFIA MORAL

INTRODUÇÃO À FILOSOFIA MORAL INTRODUÇÃO À FILOSOFIA MORAL 13 & 15 DE FEVEREIRO DE 2013 (3ª aula) Sumário da Aula Anterior: Definições de Ética. Teorias consequencialistas e teorias deontológicas. Definições de Bioética. A Bioética

Leia mais

Consumo e Educação Financeira como tema integrador na BNCC Profa. Erondina Barbosa da Silva

Consumo e Educação Financeira como tema integrador na BNCC Profa. Erondina Barbosa da Silva Consumo e Educação Financeira como tema integrador na BNCC Profa. Erondina Barbosa da Silva 1988 Constituição Federal Conteúdos Mínimos 1996 LDB (Lei 9394/1996) - BNCC 1997 a 2000 PCN 2008 a 2010 Currículo

Leia mais

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO Provas 1º Bimestre 2012 CIÊNCIAS 4º ANO Identificar o Sol, os planetas e seus satélites

Leia mais

3º ANO PROF.ª DINANCI SILVA

3º ANO PROF.ª DINANCI SILVA 3º ANO PROF.ª DINANCI SILVA AULA 08 Conteúdo: Interpretação de texto e elementos coesivos. Habilidade: D06 - Inferir o assunto principal de um texto. D15 - Estabelecer relações entre partes de um texto,

Leia mais

Desenvolvimento Embrionário e o Início da Vida

Desenvolvimento Embrionário e o Início da Vida Desenvolvimento Embrionário e o Início da Vida Quando surge o ser humano? A célula original do ser humano é semelhante ao gravador com a fita. Mal o mecanismo se põe em funcionamento, a vida humana desenvolve-se

Leia mais

Profª Esp. Simone Mourão Abud. Abordagem: ato ou efeito de abordar Abordar: aproximar-se de; tratar de; chegar; encostar (Ferreira, 1983)

Profª Esp. Simone Mourão Abud. Abordagem: ato ou efeito de abordar Abordar: aproximar-se de; tratar de; chegar; encostar (Ferreira, 1983) Abordagem Familiar Instrumentos de Abordagem Familiar: GENOGRAMA E ECOMAPA Profª Esp. Simone Mourão Abud Abordagem: ato ou efeito de abordar Abordar: aproximar-se de; tratar de; chegar; encostar (Ferreira,

Leia mais

BLOGS COMO APOIO A APRENDIZAGEM DE FÍSICA E QUÍMICA

BLOGS COMO APOIO A APRENDIZAGEM DE FÍSICA E QUÍMICA BLOGS COMO APOIO A APRENDIZAGEM DE FÍSICA E QUÍMICA Silvia Ferreto da Silva Moresco Patricia Alejandra Behar UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE EDUCAÇÃO NÚCLEO DE TECNOLOGIA APLICADA

Leia mais

Autoconfiança. Prof. Raul Franzolin Neto. Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos USP-Pirassununga rfranzol@usp.br

Autoconfiança. Prof. Raul Franzolin Neto. Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos USP-Pirassununga rfranzol@usp.br Autoconfiança Prof. Raul Franzolin Neto Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos USP-Pirassununga rfranzol@usp.br Nada aprenderam de mim, senão o que já sabiam e que são eles quem por si mesmos

Leia mais

Informação Prova de equivalência à frequência

Informação Prova de equivalência à frequência 1. INTRODUÇÃO O presente documento publicita a informação relativa à prova de equivalência à frequência do Ensino Secundário da disciplina de Psicologia B, a realizar em 2016, a nível de escola, de acordo

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica Psicologia Jurídica AS FUNÇÕES MENTAIS SUPERIORES

Pontifícia Universidade Católica Psicologia Jurídica AS FUNÇÕES MENTAIS SUPERIORES Pontifícia Universidade Católica Psicologia Jurídica AS FUNÇÕES MENTAIS SUPERIORES REALIDADE Realidade psíquica elaborada pelo indivíduo a partir dos conteúdos armazenados na mente As vezes, usamos nossa

Leia mais

Áreas Curso Serie Vigência Vagas Seleção Pré-Requisito. Ago, set, Out, Nov. Ago, Set, Out, Nov 2. Ago, Set, Out, Nov 2. Ago, Set, Out, Nov 2

Áreas Curso Serie Vigência Vagas Seleção Pré-Requisito. Ago, set, Out, Nov. Ago, Set, Out, Nov 2. Ago, Set, Out, Nov 2. Ago, Set, Out, Nov 2 Edital/ DERCA nº 03 de 30 de Junho de 0 A Pró-Reitoria de Graduação da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre torna público que estarão abertas as inscrições para o Programa de Monitoria

Leia mais

Aula 2: Cultura e Sociedade: Objeto e método das Ciências Sociais.

Aula 2: Cultura e Sociedade: Objeto e método das Ciências Sociais. Aula 2: Cultura e Sociedade: Objeto e método das Ciências Sociais. CCJ0001 - Fundamentos das Ciências Sociais Profa. Ivana Schnitman Centro Universitário Estácio da Bahia Conteúdo O contexto histórico

Leia mais

Sustentabilidade. O que é sustentabilidade?!? Vou fazer o caminho didaticamente inverso: vamos da prática à teoria...

Sustentabilidade. O que é sustentabilidade?!? Vou fazer o caminho didaticamente inverso: vamos da prática à teoria... Sustentabilidade Sustentabilidade O que é sustentabilidade?!? Vou fazer o caminho didaticamente inverso: vamos da prática à teoria... Sustentabilidade é um caminho e não um local... Vou dividir algumas

Leia mais

Ministério Público do Estado de Mato Grosso

Ministério Público do Estado de Mato Grosso NOTIFICAÇÃO RECOMENDATÓRIA N 006/2015 O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO, por seu representante legal com atuação na /MT, no uso de suas atribuições legais, com espeque no art. 129, incisos

Leia mais

GOVERNANÇA CLÍNICA: como aumentar a efe9vidade (PRODUTIVIDADE) do uso do leito hospitalar? José Carlos Serufo Filho

GOVERNANÇA CLÍNICA: como aumentar a efe9vidade (PRODUTIVIDADE) do uso do leito hospitalar? José Carlos Serufo Filho GOVERNANÇA CLÍNICA: como aumentar a efe9vidade (PRODUTIVIDADE) do uso do leito hospitalar? José Carlos Serufo Filho Soluções Antes de propor soluções é necessário saber dimensionar o tamanho do seu problema,

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CONSULTA PSICOLÓGICA E EXAME PSICOLÓGICO Ano Lectivo 2013/2014

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CONSULTA PSICOLÓGICA E EXAME PSICOLÓGICO Ano Lectivo 2013/2014 Programa da Unidade Curricular CONSULTA PSICOLÓGICA E EXAME PSICOLÓGICO Ano Lectivo 2013/2014 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (2º Ciclo) 2. Curso Mestrado em Psicologia Clínica 3. Ciclo

Leia mais

FORMULÁRIO DE SUBMISSÃO DE RESUMO

FORMULÁRIO DE SUBMISSÃO DE RESUMO FORMULÁRIO DE SUBMISSÃO DE RESUMO ESCOLHA SUA OPÇÃO DE APRESENTAÇÃO: Título: SENTIMENTOS VIVENCIADOS PELOS FAMILIARES NO PROCESSO DE HOSPITALIZAÇÃO DA CRIANÇA NA UTI Relator: Danilo Marcelo Araujo dos

Leia mais

EDUCAÇÃO & NEGÓCIOS. Será que estamos preparados para a nova era da instantaneidade?

EDUCAÇÃO & NEGÓCIOS. Será que estamos preparados para a nova era da instantaneidade? EDUCAÇÃO & NEGÓCIOS Será que estamos preparados para a nova era da instantaneidade? FATEA Lorena 27/09/2011 TEMAS ABORDADOS: Como aprendemos? A nova geração de empreendedores e profissionais Cenário profissional

Leia mais

Construindo um futuro de sucesso - reinventando você!

Construindo um futuro de sucesso - reinventando você! Construindo um futuro de sucesso - reinventando você! Ericsson Silveira maio / 2015 Contextualização. Introdução. Cenários. Ciclo de vida do gestor. Conhecimento, habilidade e atitude. Gente que faz. Conclusão.

Leia mais

PROVINHA BRASIL Orientações para Secretarias de Educação Primeiro Semestre

PROVINHA BRASIL Orientações para Secretarias de Educação Primeiro Semestre PROVINHA BRASIL Orientações para Secretarias de Educação Primeiro Semestre - 2010 INFORME GESTOR teste capa verde.indd 1 13/1/2010 08:40:47 Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação

Leia mais

PLANO DE CURSO. CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

PLANO DE CURSO. CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ONCOLOGIA Código: ENF- 218 Pré-requisito: Nenhum Período Letivo:

Leia mais

DISCIPLINA/ATIVIDADE. Total disciplinas Atividades Complementares DISCIPLINA/ATIVIDADE

DISCIPLINA/ATIVIDADE. Total disciplinas Atividades Complementares DISCIPLINA/ATIVIDADE Fundação Educacional de Ituverava Faculdade Dr. Francisco Maeda O Diretor da Faculdade Dr. Francisco Maeda de Ituverava-SP, mantida pela Fundação Educacional de Ituverava, tendo em vista o disposto nas

Leia mais

EDUCAÇÃO CORPORATIVA

EDUCAÇÃO CORPORATIVA O foco organizacional que antes voltava-se para o mercado, nesta última década foca no ser humano, objetivando potencializar e valorizar o conhecimento e qualidades dos funcionários e de toda a cadeia

Leia mais

Programa da Qualidade Política Geral

Programa da Qualidade Política Geral O Hospital Pulido Valente definiu como MISSÂO: Programa da Qualidade Política Geral 1. O Hospital é o estabelecimento de referência para a população envolvente, para as especialidades de que dispõe, desenvolvendo

Leia mais

Módulo Saúde da Mulher

Módulo Saúde da Mulher Universidade Federal de Minas Gerais Núcleo de Educação em Saúde Coletiva Curso de Especialização em Atenção Básica em Saúde da Família Módulo Saúde da Mulher Suelene Coelho Yula Franco Porto Módulo Saúde

Leia mais

Sendo assim, saiba quais são os tipos de aposentadoria e quais as condições que o trabalhador deve observar para cada um deles:

Sendo assim, saiba quais são os tipos de aposentadoria e quais as condições que o trabalhador deve observar para cada um deles: O trabalhador brasileiro pode ter acesso à aposentadoria de várias formas, dependendo das condições de saúde, idade, tempo em que o empregado trabalhou com carteira assinada, bem como se o cidadão trabalhou

Leia mais

BIOLOGIA APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

BIOLOGIA APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA BIOLOGIA APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA Este documento apresenta o relacionamento da disciplina de Biologia com os aspectos intrigantes da vida diária resultados das reflexões de alunos e professores que buscam

Leia mais

Curso de Gerente de Loja - Ações Práticas que Geram Lucro

Curso de Gerente de Loja - Ações Práticas que Geram Lucro Curso de Gerente de Loja - Ações Práticas que Geram Lucro Módulo 1 Liderança e Gestão de Lojas de Varejo Tema 3 - Liderança Liderança Liderança: Como liderar uma equipe de vendas? Quais as habilidades

Leia mais

Informação para os pacientes e seus familiares

Informação para os pacientes e seus familiares Psicose Psychosis - Portuguese UHN Informação para os pacientes e seus familiares Leia esta brochura para aprender: o que é a psicose o que a causa os sinais ou sintomas de psicose que tratamentos podem

Leia mais

O que é doença? Doença é: Como as doenças acontecem? Qual o padrão das doenças? Quais os tipos de doenças?

O que é doença? Doença é: Como as doenças acontecem? Qual o padrão das doenças? Quais os tipos de doenças? CURSO DE BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA E SAÚDE - EACH/USP Disciplina de Fundamentos da Atividade Física Docente responsável: Alex Antonio Florindo (aflorind@usp.br) Roteiro da aula 1. Conceito de doença;

Leia mais