FICHA TÉCNICA. facebook.com/manuscritoeditora

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FICHA TÉCNICA. facebook.com/manuscritoeditora"

Transcrição

1 FICHA TÉCNICA facebook.com/manuscritoeditora 2016 Direitos reservados para Letras & Diálogos, uma empresa Editorial Presença, Estrada das Palmeiras, 59 Queluz de Baixo Barcarena Título original: Cria o teu jogo de computador Autores: Manuel Menezes de Sequeira e Nélio Codices Copyright Manuel Menezes de Sequeira e Nélio Codices, 2016 Copyright Letras & Diálogos, 2016 Revisão: Helena Romão / Editorial Presença Paginação e capa: Cyrne Design Impressão e acabamento: Multitipo Artes Gráficas, Lda. ISBN: Depósito legal n.º /16 1.ª edição, Lisboa, outubro, 2016

2 ÍNDICE 01 O QUE É PROGRAMAR? 02 A ESTRUTURA DESTE LIVRO 03 O SCRATCH 04 CRIAR O PROJETO 05 MOVIMENTO DO JOGADOR 06 MOVIMENTO DA BOLA 07 TOQUE ENTRE A BOLA E O JOGADOR 08 RAQUETADAS 09 O JOGADOR MEXE O CORPO 10 O CAMPO E PERDER O JOGO 11 COMEÇAR DA FORMA CERTA 12 CONTAR OS TOQUES NA BOLA 13 MOVIMENTO DO JOGADOR MELHORADO 14 COMANDOS DEFINIDOS PELO UTILIZADOR 15 COMEÇAR, JOGAR E TERMINAR Pág. 08 Pág. 16 Pág. 22 Pág. 36 Pág. 46 Pág. 62 Pág. 80 Pág. 92 Pág. 102 Pág. 110 Pág. 132 Pág. 140 Pág. 154 Pág. 170 Pág. 190

3 16 COMEÇAR E CONTINUAR COM BOTÕES 17 RESULTADO DO JOGO 18 UM JOGO MAIS REALISTA 19 EM FOCO 20 PÁGINA DO PROJETO E PARTILHA 21 DESPEDIDA E ALGUMAS DICAS AGRADECIMENTOS CRÉDITOS Pág. 206 Pág. 218 Pág. 230 Pág. 252 Pág. 262 Pág. 270 Pág. 277 Pág. 279

4 010 O QUE É PROGRAMAR? Bem-vindo à programação! Lendo este livro e fazendo as atividades que te propomos, aprenderás os fundamentos da programação, que poderás usar para começar a desenvolver os teus próprios programas, tanto em Scratch, como noutras linguagens de programação. Mas o que significa afinal «programar»? O que são «programas»? E o que são «linguagens de programação»? E o que é o Scratch? Neste capítulo, que fizemos curto para mais rapidamente passares à prática, vamos responder às três primeiras questões. A última questão, sobre o Scratch, será respondida num capítulo um pouco mais à frente. Programar é partir de um problema que desejamos poder resolver automaticamente e produzir um programa, recorrendo a uma linguagem de programação, que o resolva. Por exemplo, supõe que queremos automatizar a resolução do problema de calcular a soma de quaisquer dois números. Podemos programar um programa que peça dois números ao utilizador e diga qual a sua soma. Com esse programa disponível, sempre que precisarmos de somar dois números, basta-nos executá-lo, introduzir os dois números e esperar o resultado. Definição: Programar é o processo de criação de um programa, escrito numa dada linguagem de programação, que resolva automaticamente um determinado tipo de problema. Definição: Um computador é uma máquina genérica programável, ou seja, uma máquina que não tem um fim predefinido, mas que pode ser programada para resolver variados tipos de problemas. Os computadores são hardware. Já sabemos o que é programar. Mas ficámos ainda sem saber o que é um programa. Um programa é uma coleção de instruções que podem ser executadas por um computador. Um programa é software, pois não é algo em que possas tocar, ao contrário do equipamento, ou hardware. Um computador, por outro lado, é uma máquina genérica programável, ou seja, hardware que não tem um fim predefinido, mas que é capaz de efetuar automaticamente operações aritméticas e lógicas determinadas por um conjunto de possíveis instruções. São os programas, por isso, que nos permitem transformar os computadores, que são máquinas genéricas, em máquinas capazes de resolver automaticamente problemas bem definidos. Definição: Um programa é uma coleção de instruções que podem ser executadas por um computador. Os programas são software. Definição: Uma instrução é um código que leva o computador a realizar uma dada ação. CRIA O TEU JOGO DE COMPUTADOR

5 O QUE É PROGRAMAR? 011 O exemplo do programa da soma de dois números é muito simplista, claro. Os computadores são máquinas tão potentes, hoje em dia, que podemos fazer programas que resolvam problemas muito mais interessantes e complexos do que saber a soma de dois números. Os programas, dos mais simples aos mais complexos, estão por todo o lado. Estão na Google, em cerca de um milhão de computadores, a garantir, entre outras coisas, que obtemos o resultado de que precisamos quando fazemos uma pesquisa. Estão no Facebook, a decidir o que mostrar a seguir na nossa corrente de notícias do Facebook. Estão no nosso computador, no teu navegador web ou no teu processador de texto. Estão no teu telemóvel, em cada uma das suas aplicações. Estão em cada um dos teus jogos, no telemóvel, na consola ou no computador. Estão mesmo, e cada vez mais, em dispositivos mais simples, tais como máquinas de lavar roupa ou micro-ondas. Os programas, num passado que já começa a ser remoto, executavam num computador e pouco ou nada interagiam com programas noutros Definição: A Internet é o conjunto de redes interligadas que liga milhares de milhões de dispositivos em todo o mundo. computadores: interagiam com os seus utilizadores humanos, e já não era nada mau. Hoje não é assim. Quase todos os programas incluem alguma forma de interação com outros programas em execução noutros computadores. Essa interação faz-se normalmente através da Internet, a rede global que liga cada vez mais dispositivos. Como até os dispositivos mais simples, as «coisas» que usamos no dia a dia, têm hoje muitas vezes capacidades computacionais e programas que precisam de comunicar com outros dispositivos, a Internet está a expandir-se. Já não liga apenas computadores: liga coisas. A Internet está, por isso, a transformar-se rapidamente na Internet das Coisas, ou IoT (Internet of Things). Definição: A IoT é uma rede de dispositivos físicos que no passado não estavam interligados, mas agora se interligam entre eles e com o resto da Internet para permitir novas soluções e serviços. Com dispositivos programáveis em todo o lado e totalmente interligados, com cada vez mais serviços com base computacional, sabermos programar é termos à nossa frente um mundo de oportunidades. É quase como ganhar um superpoder, tantas são as portas que se nos abrem. CRIA O TEU JOGO DE COMPUTADOR

INFORMÁTICA APLICADA AULA 02 ALGORITMOS

INFORMÁTICA APLICADA AULA 02 ALGORITMOS UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 02 ALGORITMOS Profª ª Danielle Casillo ALGORITMOS Um algoritmo é uma sequência de instruções

Leia mais

Programação de Computadores I Introdução. Prof. Ramon Figueiredo Pessoa

Programação de Computadores I Introdução. Prof. Ramon Figueiredo Pessoa Programação de Computadores I Introdução Prof. Ramon Figueiredo Pessoa 1 Conceitos Básicos O computador só consegue: Armazenar dados em disco Imprimir Relatórios gerar gráficos realizar cálculos 5 4 3

Leia mais

5. Expressões aritméticas

5. Expressões aritméticas 5. Expressões aritméticas 5.1. Conceito de Expressão O conceito de expressão em termos computacionais está intimamente ligado ao conceito de expressão (ou fórmula) matemática, onde um conjunto de variáveis

Leia mais

Introdução à Ciência da Computação

Introdução à Ciência da Computação 1 Universidade Federal Fluminense Campus de Rio das Ostras Curso de Ciência da Computação Introdução à Ciência da Computação Professor: Leandro Soares de Sousa e-mail: leandro.uff.puro@gmail.com site:

Leia mais

FICHA TÉCNICA. facebook.com/manuscritoeditora

FICHA TÉCNICA.  facebook.com/manuscritoeditora FICHA TÉCNICA www.manuscrito.pt facebook.com/manuscritoeditora 2015 Direitos reservados para Letras & Diálogos, uma empresa Editorial Presença, Estrada das Palmeiras, 59 Queluz de Baixo 2730-132 Barcarena

Leia mais

Como ganhar dinheiro com o Google Alerta!

Como ganhar dinheiro com o Google Alerta! Como ganhar dinheiro com o Google Alerta! Uma das maiores dificuldades da nossa geração é conviver com as multi-funcionalidades do mundo moderno e principalmente com a genérica falta de tempo que assola

Leia mais

Curso de Bacharelado em Ciência da Computação

Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Há um século, riqueza e sucesso vinham para aqueles que produziam e distribuíam mercadorias manufaturadas. Hoje, riqueza e sucesso vêm para aqueles que utilizam

Leia mais

Introdução à Computação

Introdução à Computação Introdução à Computação INTRODUÇÃO AOS ALGORITMOS E À PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES PARTE 3 Renato Dourado Maia Universidade Estadual de Montes Claros Engenharia Civil Linguagens de Programação Uma linguagem

Leia mais

Outras Linguagens. Aulas 26 e 27. DECivil Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos

Outras Linguagens. Aulas 26 e 27. DECivil Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos DECivil Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos Outras Linguagens Aulas 26 e 27 Francisco Regateiro 1 Objetivos Revisitar os conceitos apresentados na 1ª aula. Reconhecer a aplicabilidade

Leia mais

CP Introdução à Informática Prof. Msc. Carlos de Salles

CP Introdução à Informática Prof. Msc. Carlos de Salles CP 1015.1 Prof. Msc. Carlos de Salles PROGRAMA 1. CONCEITO DE SISTEMAS 1.1 Sistemas e sua classificação 1.2 Informações e Dados 1.3 O Processamento de Dados 1.4 O Computador e sua História 2. ESTRUTURA

Leia mais

Projeto de Algoritmos

Projeto de Algoritmos Projeto de Algoritmos Introdução aos Sistemas Computacionais Prof. Ernani Viriato de Melo / Reginaldo Costa http://www.ernani.eti.br http://reginaldofazu.blogspot.com 2º Semestre - 2008 Conceitos Básicos

Leia mais

Ficha de trabalho Nº 1 Utilizar adequadamente o computador e/ou dispositivos similares que processem dados.

Ficha de trabalho Nº 1 Utilizar adequadamente o computador e/ou dispositivos similares que processem dados. TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Data: 016/017 TURMAS: 7ºano Ficha de trabalho Nº 1 Utilizar adequadamente o computador e/ou dispositivos similares que processem dados. 1. Estabelece a correspondência

Leia mais

Capítulo 1 - Lógica e Algoritmos

Capítulo 1 - Lógica e Algoritmos 1. Introdução à Lógica de Programação Capítulo 1 - Lógica e Algoritmos A lógica de programação é necessária para pessoas que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas e programas, ela permite definir

Leia mais

Introdução a Programação de Jogos IUE1503

Introdução a Programação de Jogos IUE1503 Introdução a Programação de Jogos IUE1503 Aula 01 Introdução Prof. Augusto Baffa Engenharia da Computação O Engenheiro de Computação é um profissional de formação generalista, que

Leia mais

Ábaco. Ipad HISTÓRIA DA INFORMÁTICA E SUA EVOLUÇÃO. Tecnologias de Informação e Comunicação

Ábaco. Ipad HISTÓRIA DA INFORMÁTICA E SUA EVOLUÇÃO. Tecnologias de Informação e Comunicação PC Ábaco Ipad HISTÓRIA DA INFORMÁTICA E SUA EVOLUÇÃO Tecnologias de Informação e Comunicação Professor: Email: Marconitorquato@catolicadocariri.edu.br PRINCIPAIS MARCOS 2 CONSTANTES DA EVOLUÇÃO 3 ÁBACO

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES 1. Introdução à Lógica de Programação 1.1. Lógica? Lógica de programação é a técnica de encadear pensamentos para atingir determinado objetivo.

Leia mais

Algoritmo e Programação Matemática

Algoritmo e Programação Matemática Algoritmo e Programação Matemática Fundamentos de Algoritmos Parte 1 Renato Dourado Maia Instituto de Ciências Agrárias Universidade Federal de Minas Gerais Dados A funcionalidade principal de um computador

Leia mais

SSC510 Arquitetura de Computadores 1ª AULA

SSC510 Arquitetura de Computadores 1ª AULA SSC510 Arquitetura de Computadores 1ª AULA REVISÃO DE ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES Arquitetura X Organização Arquitetura - Atributos de um Sistema Computacional como visto pelo programador, isto é a estrutura

Leia mais

Sistemas de Computação. O Computador. Eng. Jorge Munguambe. Lic. em Engenharia Informática

Sistemas de Computação. O Computador. Eng. Jorge Munguambe. Lic. em Engenharia Informática O Computador Eng. Jorge Munguambe O que é um computador? É uma unidade Funcional programável, composta por uma ou mais unidades de processamento associadas e por equipamentos periférico, que é controlado

Leia mais

PROGRAMANDO O ROBO LEGO

PROGRAMANDO O ROBO LEGO PROGRAMANDO O ROBO LEGO APOITIA, CARLOS EDUARDO MOURA SALES, GLADISTONEY SANTOS GARCIA, LEONARDO ARRUDA VILELA OLIVEIRA, MÁRISON FIGUEIREDO Cuiabá (MT) np.robotica@unirondon.br 1. Introdução A Robótica

Leia mais

Novidades da Plataforma de suporte remoto 3.0

Novidades da Plataforma de suporte remoto 3.0 Novidades Plataforma de suporte remoto do SAP Business One Versão do documento: 1.0 08.10.2012 PÚBLICO Novidades da Plataforma de suporte remoto 3.0 Todos os países Convenções tipográficas Estilo de letra

Leia mais

Material Didático Proposto

Material Didático Proposto Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Departamento de Computação - DECOM Comissão para Coordenação das Atividades Pedagógicas da Disciplina BCC701 CAP-BCC701 www.decom.ufop.br/bcc701 2014-1 Material

Leia mais

Programação Estruturada Comandos Condicionais (Decisão) Operadores Relacionais

Programação Estruturada Comandos Condicionais (Decisão) Operadores Relacionais Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Departamento de Computação - DECOM Comissão para Coordenação das Atividades Pedagógicas da Disciplina BCC701 CAP-BCC701 www.decom.ufop.br/bcc701 2014-1 Material

Leia mais

aparecem os números, na parte de cima da máquina)

aparecem os números, na parte de cima da máquina) Um número de quatro algarismos multiplicado por outro de três algarismos deu como resultado 123 123. Quais são esses números? Vamos aprender a utilizar a máquina de calcular em operações simples. Para

Leia mais

HANDS-ON PROGRAMAÇÃO DE JOGOS PARA CRIANÇAS

HANDS-ON PROGRAMAÇÃO DE JOGOS PARA CRIANÇAS HANDS-ON PROGRAMAÇÃO DE JOGOS PARA CRIANÇAS Hoje vamos criar nosso primeiro jogo utilizando o Scratch, trabalharemos com Labirintos, você sabe o que é? Veja nosso Robô XM, ele precisa chegar ao quadradinho

Leia mais

PHC CS WEB O SEU NEGÓCIO EM QUALQUER DISPOSITIVO MÓVEL

PHC CS WEB O SEU NEGÓCIO EM QUALQUER DISPOSITIVO MÓVEL PHC CS WEB O SEU NEGÓCIO EM QUALQUER DISPOSITIVO MÓVEL FACTOS A mobilidade no dia-a-dia das empresas. Apenas 11% de clientes finais acedem a aplicações empresariais somente a partir do escritório. Fonte:

Leia mais

INSTITUTO DE PÓS GRADUAÇÃO ICPG GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

INSTITUTO DE PÓS GRADUAÇÃO ICPG GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO INSTITUTO DE PÓS GRADUAÇÃO ICPG GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Prof. Msc. Saulo Popov Zambiasi (saulopz@gmail.com) Informação - ICPG - Criciuma - SC 1 Conceitos de Inteligência e Inteligência Artificial.

Leia mais

Já conhece a nova garrafa Yoggi?

Já conhece a nova garrafa Yoggi? Já conhece a nova garrafa Yoggi? Date : 20 de Julho de 2016 A tecnologia está cada vez mais presente em todos os momentos da nossa vida e as marcas não querem ficar de fora desta revolução digital. De

Leia mais

Você já ouviu a história de uma tal "garota legal"? Bem, se não, deixeme contar uma história:

Você já ouviu a história de uma tal garota legal? Bem, se não, deixeme contar uma história: Você já ouviu a história de uma tal "garota legal"? Bem, se não, deixeme contar uma história: Uma garota legal é alguém que se dedica de alma e coração em um relacionamento. Ela é alguém que poderia esperar

Leia mais

Conceitos Básicos ENTRADA PROCESSAMENTO SAÍDA

Conceitos Básicos ENTRADA PROCESSAMENTO SAÍDA Aula 02 - Algoritmos Disciplina: Algoritmos Prof. Allbert Velleniche de Aquino Almeida E-mail: allbert.almeida@fatec.sp.gov.br Site: http://www.allbert.com.br /allbert.almeida Conceitos Básicos Desde o

Leia mais

Introdução à Programação

Introdução à Programação Introdução à Program João Manuel R. S. Tavares Sumário 1. Ciclo de desenvolvimento de um programa; 2. Descrição de algoritmos; 3. Desenvolvimento modular de programas; 4. Estruturas de controlo de um programa.

Leia mais

Como sincronizar contactos do icloud com o Gmail

Como sincronizar contactos do icloud com o Gmail Como sincronizar contactos do icloud com o Gmail Date : 28 de Janeiro de 2016 Para quem tem dois sistemas operativos de eleição, ios e Android, é importante sincronizar contactos assim como tudo o resto

Leia mais

Infra-Estrutura de Hardware

Infra-Estrutura de Hardware Infra-Estrutura de Hardware Prof. Wilton O. Ferreira Universidade Federal Rural de Pernambuco UFRPE 1 Semestre/2012 Conjunto de Instruções Conteúdo Operações do Hardware do Computador Representando Instruções

Leia mais

PROGRAMAÇÃO SERVIDOR PADRÕES MVC E DAO EM SISTEMAS WEB. Prof. Dr. Daniel Caetano

PROGRAMAÇÃO SERVIDOR PADRÕES MVC E DAO EM SISTEMAS WEB. Prof. Dr. Daniel Caetano PROGRAMAÇÃO SERVIDOR EM SISTEMAS WEB PADRÕES MVC E DAO Prof. Dr. Daniel Caetano 2011-2 Visão Geral 1 2 3 4 5 6 7 Padrão de Desenvolvimento? O Conceito de Padrão de Projeto Padrão MVC Persistência MVC Nível

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS ABERTOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar

SISTEMAS OPERACIONAIS ABERTOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar - Aula 1-1. ENTRADAS E SAIDAS Uma das principais funções dos sistemas operacionais é controlar os dispositivos de entrada e saída (E/S ou I/O). O Sistema Operacional (SO) deve ser capaz de enviar comando

Leia mais

1- Confiabilidade ( 2 ) Proteção contra perdas e estragos. 2- Integridade ( 3 ) Proteção contra interferência de cortes de funcionamento

1- Confiabilidade ( 2 ) Proteção contra perdas e estragos. 2- Integridade ( 3 ) Proteção contra interferência de cortes de funcionamento Grupo 11 1. Em um SID a segurança é de grande importância, ela deve garantir que apenas usuários autorizados acessem recursos e garantir que a informação transmitida pela rede somente possa ser alcançada

Leia mais

Introdução à Lógica de Programação

Introdução à Lógica de Programação Sistemas Operacionais e Introdução à Programação Introdução à Lógica de Programação 1 Resolução de problemas usando computador Computador: ferramenta para processamento automático de dados Processamento

Leia mais

Programação. Folha Prática 10. Lab. 10. Departamento de Informática Universidade da Beira Interior Portugal. Copyright 2010 All rights reserved.

Programação. Folha Prática 10. Lab. 10. Departamento de Informática Universidade da Beira Interior Portugal. Copyright 2010 All rights reserved. Programação Folha Prática 10 Lab. 10 Departamento de Informática Universidade da Beira Interior Portugal Copyright 2010 All rights reserved. 1. Revisão. 2. Objectivos. 3. Exercícios LAB. 10 10ª semana

Leia mais

Linguagens compiladas: C++ Fora do livro adoptado

Linguagens compiladas: C++ Fora do livro adoptado Linguagens compiladas: C++ Fora do livro adoptado (rep.) Conceitos iniciais Computador Um computador é genericamente uma máquina programável capaz de receber, processar, e fornecer informação. Computador

Leia mais

Conceitos sobre Computadores

Conceitos sobre Computadores Conceitos sobre Computadores Prof. UNESP - São José do Rio Preto Linguagem Computacional Neste tópico veremos: Os Componentes físicos dos computadores O hardware: principais partes dos computadores atuais.

Leia mais

Apresentação de Serviço

Apresentação de Serviço Apresentação de Serviço Índice Apresentação de Serviço...2 Funcionalidades...3 Tarifário...5 Suporte Técnico à Instalação...5 Suporte Geral...6 1 APRESENTAÇÃO DE SERVIÇO O seu escritório na nuvem - esteja

Leia mais

Curso de Aritmética Capítulo 1: Conjuntos Numéricos, Operações Básicas e Fatorações

Curso de Aritmética Capítulo 1: Conjuntos Numéricos, Operações Básicas e Fatorações Curso de Aritmética Capítulo 1: Conjuntos Numéricos, Operações Básicas e Fatorações 1. A Base de Nosso Sistema Numérico Se observarmos a história, nós veremos que os primeiros números usados pelos humanos

Leia mais

A Matemática é assim: ela representa objetos por símbolos. Podemos interpretar o desenho da figura anterior de duas maneiras: r-- ~

A Matemática é assim: ela representa objetos por símbolos. Podemos interpretar o desenho da figura anterior de duas maneiras: r-- ~ Aula 9 Vamos imaginar o seguinte: você precisa saber quanto é 14 x 12, mas ainda não sabe fazer esta conta e, também, não dispõe de uma calculadora para ajudá-ia. Um amigo sugeriu que você fizesse 140

Leia mais

FTC Faculdade de Tecnologia e Ciências Engenharia Civil 1º Semestre. Conceitos Básicos. Rafael Barbosa Neiva

FTC Faculdade de Tecnologia e Ciências Engenharia Civil 1º Semestre. Conceitos Básicos. Rafael Barbosa Neiva FTC Faculdade de Tecnologia e Ciências Engenharia Civil 1º Semestre Conceitos Básicos Rafael Barbosa Neiva rafael@prodados.inf.br SUMÁRIO Introdução e conceitos básicos Hardware Software 2 Tecnologia da

Leia mais

Vamos estudar o que se entende por «programação», que é uma linguagem de programação e ver algumas terminologias própria de programação e como

Vamos estudar o que se entende por «programação», que é uma linguagem de programação e ver algumas terminologias própria de programação e como Vamos estudar o que se entende por «programação», que é uma linguagem de programação e ver algumas terminologias própria de programação e como utilizá-la. 1 Por si só, uma equipe não é muito inteligente.

Leia mais

Seu manual do usuário HTC TOUCH PRO2

Seu manual do usuário HTC TOUCH PRO2 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual do usuário (informação,

Leia mais

Robótica com Arduino Professor: Paulo Marcos Trentin

Robótica com Arduino Professor: Paulo Marcos Trentin Robótica com Arduino Professor: Paulo Marcos Trentin CDI Onde comprar o Arduino? http://lojabrasilrobotics.blogspot.com/ Onde comprar o Arduino? http://www.mercadolivre.com.br/ Onde comprar o Arduino?

Leia mais

Breve Introdução aos Sistemas Operativos. Disciplina de Informática PEUS, U.Porto

Breve Introdução aos Sistemas Operativos. Disciplina de Informática PEUS, U.Porto Breve Introdução aos Sistemas Operativos Disciplina de Informática PEUS, 2006 - U.Porto Definição de Sistema Operativo Um programa que funciona como intermediário entre o utilizador do computador e os

Leia mais

CONCEITOS DE ALGORITMOS

CONCEITOS DE ALGORITMOS CONCEITOS DE ALGORITMOS Fundamentos da Programação de Computadores - 3ª Ed. 2012 Editora Prentice Hall ISBN 9788564574168 Ana Fernanda Gomes Ascênsio Edilene Aparecida Veneruchi de Campos Algoritmos são

Leia mais

No âmbito do módulo de STC5, foi-me dada uma proposta de trabalho sobre redes de informação e comunicação para reflectir sobre a temática em questão.

No âmbito do módulo de STC5, foi-me dada uma proposta de trabalho sobre redes de informação e comunicação para reflectir sobre a temática em questão. Formando: Laura Castanheiro Formador: Paulo Rico STC-5 DR-1 Data: 24.08.2009 No âmbito do módulo de STC5, foi-me dada uma proposta de trabalho sobre redes de informação e comunicação para reflectir sobre

Leia mais

Introdução aos Métodos Numéricos. Instituto de Computação UFF

Introdução aos Métodos Numéricos. Instituto de Computação UFF Introdução aos Métodos Numéricos Instituto de Computação UFF Conteúdo Erros e Aproximações Numéricas Sistemas de Equações Lineares. Métodos diretos Interpolação Ajuste de Curvas Zeros de Função Sistemas

Leia mais

A ciência do Projeto de Software. Profa. Reane Franco Goulart

A ciência do Projeto de Software. Profa. Reane Franco Goulart A ciência do Projeto de Software Profa. Reane Franco Goulart O que é a ciência do projeto de software? É a ciência para elaborar planos e tomar decisões sobre software. Auxilia as pessoas a tomar decisões

Leia mais

PROVA MODELO Duração da prova: 120 minutos

PROVA MODELO Duração da prova: 120 minutos Página 1 de 10 Provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos, Decreto-Lei n.º 64/2006, de 21 de Março AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE

Leia mais

Camada de rede do modelo OSI Redes de Comunicação Módulo 3 Parte 3

Camada de rede do modelo OSI Redes de Comunicação Módulo 3 Parte 3 Curso Profissional de Gestão de Programação de Sistemas Informáticos Ano Letivo 2015/2016 Camada de rede do modelo OSI Redes de Comunicação Módulo 3 Parte 3 CONVERSÃO DE IP S PARA BINÁRIO E VICE-VERSA

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo. Programação II. CT IX - Sala 201 Departamento de Informática Centro Tecnológico

Universidade Federal do Espírito Santo. Programação II. CT IX - Sala 201 Departamento de Informática Centro Tecnológico Universidade Federal do Espírito Santo Programação II Prof.ª Claudia Boeres (boeres@inf.ufes.br) Filipe Mutz (filipemtz@gmail.com) CT IX - Sala 201 Departamento de Informática Centro Tecnológico Universidade

Leia mais

Montagem e Manutenção de Computadores

Montagem e Manutenção de Computadores Montagem e Manutenção de Computadores Organização dos Computadores Aula de 04/03/2016 Professor Alessandro Carneiro Introdução Um computador consiste de vários dispositivos referidos como hardware: o teclado,

Leia mais

Programação Concorrente

Programação Concorrente INE 5410 Programação Concorrente Professor: Lau Cheuk Lung (turma A) INE UFSC lau.lung@inf.ufsc.br Conteúdo Programático 1. 2. Programação Concorrente 3. Sincronização 1. Condição de corrida, região critica

Leia mais

Rodrigo de Barros Paes

Rodrigo de Barros Paes Rodrigo de Barros Paes Novatec Novatec Editora Ltda. 2016. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução desta obra, mesmo parcial, por qualquer processo,

Leia mais

Sistemas Operacionais Aula 3

Sistemas Operacionais Aula 3 Sistemas Operacionais Aula 3 Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@recife.ifpe.edu.br http://dase.ifpe.edu.br/~alsm Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas de Informação Recife - PE O que fazer

Leia mais

Análise de Interações Sociais como Regras se-então na Web Social

Análise de Interações Sociais como Regras se-então na Web Social Análise de Interações Sociais como Regras se-então na Web Social Alan Keller Gomes Maria da Graça Campos Pimentel alankeller@icmc.usp.br, mgp@icmc.usp.br Laboratório Intermídia Instituto de Ciências Matemáticas

Leia mais

Linguagem C: Introdução

Linguagem C: Introdução Linguagem C: Introdução Linguagem C É uma Linguagem de programação genérica que é utilizada para a criação de programas diversos como: Processadores de texto Planilhas eletrônicas Sistemas operacionais

Leia mais

ABC da Informática para e-learning

ABC da Informática para e-learning ABC da Informática para e-learning Manual de Competências Básicas em Informática para e-learning Lógica da Formação ABC da Informática para e-learning Manual de Competências Básicas em Informática para

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Conteúdo Complementar Introdução à Informática FORMAÇÃO TÉCNICA Curso Técnico em Agronegócio Introdução à Informática Sumário Ferramentas colaborativas na Internet 5 Armazenamento de arquivos online 6

Leia mais

Descritivo Combo 4 (Conjunto de 4 kits Modelix Marte Plus)

Descritivo Combo 4 (Conjunto de 4 kits Modelix Marte Plus) Aspectos Gerais do Produto: Descritivo Combo 4 (Conjunto de 4 kits Modelix Marte Plus) A Modelix Robotics oferece neste kit a maneira mais fácil e econômica para que a escola implante robótica. Ele permite

Leia mais

Aula 2 - Programação de Computadores - CI208 1/21

Aula 2 - Programação de Computadores - CI208 1/21 Aula 2 - Programação de Computadores - CI208 Professor: Leonardo Gomes leonardog@inf.ufpr.br Universidade Federal do Paraná Brazil 2016 - Segundo semestre Aula 2 - Programação de Computadores - CI208 1/21

Leia mais

Disciplina de Arquitetura e Manutenção de Computadores

Disciplina de Arquitetura e Manutenção de Computadores Disciplina de Arquitetura e Manutenção de Computadores Ensino Médio Integrado Técnico em Informática 2013 Professor Eduardo Alberto Felippsen Definição de computador: Dicionário Michelis com.pu.ta.dor

Leia mais

OO Engenharia Eletrônica

OO Engenharia Eletrônica OO Engenharia Eletrônica - Programação em C/C++ Slides 18B: Introdução à Multithreading. Exemplos: Programação OO Multithreading com pthreads. Aluno: Vagner Vengue Threads Orientadas a Objeto Thread Orientada

Leia mais

Introdução à Programação LP JAVA

Introdução à Programação LP JAVA Introdução à Programação LP JAVA UEM Julho Dezembro 2012 Docente: eng a Tatiana D. Kovalenko AULA TEÓRICA 1 Tema 1. Desenho de Algoritmos Ø Resolução de problemas. Ø Algoritmo. Ø Pseudo-código. Ø Fluxograma.

Leia mais

INTRODUÇÃO SEUS CONTROLES

INTRODUÇÃO SEUS CONTROLES INTRODUÇÃO Ouça soldado - seu batalhão confia em você! O inimigo está atacando e o pelotão foi enviado à linha de frente para o contra-ataque... mas um campo minado está no caminho de seus tanques! O Serviço

Leia mais

DOCUMENTOS ORIENTADORES

DOCUMENTOS ORIENTADORES Configuração da rede Minedu PTE DOCUMENTOS ORIENTADORES 1 Configuração da Rede Minedu Equipa do Plano Tecnológico de Educação (PTE) 2 Ficha técnica Autor: Equipa do Plano Tecnológico de Educação Artur

Leia mais

Programação Paralela e Distribuída

Programação Paralela e Distribuída INE 5645 Programação Paralela e Distribuída Professor: Lau Cheuk Lung (turma A) INE UFSC lau.lung@inf.ufsc.br Conteúdo Programático 1. Introdução 2. Programação Paralela 3. Controle de Concorrência 4.

Leia mais

Manual de início rápido. Português CUH-2016A / CUH-2016B

Manual de início rápido. Português CUH-2016A / CUH-2016B Manual de início rápido Português CUH-2016A / CUH-2016B 7028391 Vamos começar! Liga o sistema ao televisor. Segue as instruções de a para ligar o sistema PlayStation 4 ao teu televisor. Vista traseira

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

Leia mais

Informática Instrumental

Informática Instrumental 1º PERÍODO.: GRADUAÇÃO EM REDES DE COMPUTADORES :. Madson Santos madsonsantos@gmail.com 2 Unidade I Unidade I 3 Fundamentos da informática o INFORMÁTICA: Informação automatizada; o INSTRUMENTAL: instrumentos,

Leia mais

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 4. Revisão Estrutura de Decisão Se Então

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 4. Revisão Estrutura de Decisão Se Então CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 4 Revisão Estrutura de Decisão Se Então Feedback do Curso Queremos suas opiniões sobre o Curso Básico de Programação! Revisão: Estrutura de Decisão O que é? Estrutura que

Leia mais

Exemplo do Plano de aulas Temática: desenvolvimento de produtos ATIVIDADE 03: Desenho do produto

Exemplo do Plano de aulas Temática: desenvolvimento de produtos ATIVIDADE 03: Desenho do produto Exemplo do Plano de aulas Temática: desenvolvimento de produtos ATIVIDADE 03: Desenho do produto Nessa atividade, será apresentada às equipes a importância do uso RESUMO OBJETIVOS ORGANIZAÇÃO DA TURMA

Leia mais

Board Games: The Great Book of Analog Games. Um livro para apaixonados por jogos de tabuleiro

Board Games: The Great Book of Analog Games. Um livro para apaixonados por jogos de tabuleiro Board Games: The Great Book of Analog Games Um livro para apaixonados por jogos de tabuleiro Um livro para apaixonados por jogos de tabuleiro Jogos de tabuleiro sempre fizeram parte da história da humanidade.

Leia mais

AULA TEÓRICA 4. Tema 2. Introdução a programação em Java (Continuação) Tema 3. Instruções básicas de entrada e saída

AULA TEÓRICA 4. Tema 2. Introdução a programação em Java (Continuação) Tema 3. Instruções básicas de entrada e saída AULA TEÓRICA 4 Tema 2. Introdução a programação em Java (Continuação) Ø Expressões. Ø Operadores de incrementação e de decrementação unária de variáveis. Ø Classe Math. Ø Conversões de tipo. Ø Expressões

Leia mais

Fixo (41) Vivo (41) Tim (41) Claro (41) OI (41) Sistema Descomplicado CNPJ

Fixo (41) Vivo (41) Tim (41) Claro (41) OI (41) Sistema Descomplicado CNPJ INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Software: na visão da ES

Software: na visão da ES Software: na visão da ES É um produto transformador de informações De acordo com a semiótica: dados são símbolos com uma determinada sintaxe e informação são dados com uma determinada semântica Veículo

Leia mais

Noções de algoritmos - Aula 1

Noções de algoritmos - Aula 1 Noções de algoritmos - Aula 1 Departamento de Física UFPel Definição de algoritmo Sequência ordenada e finita de operações para a realização de uma tarefa. Tarefa: Experimento de Física I. Passo 1: Reunir

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO. Smart Relay SISTEMA DE AUTOMAÇÃO POR COMANDO DE VOZ

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO. Smart Relay SISTEMA DE AUTOMAÇÃO POR COMANDO DE VOZ PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO Smart Relay SISTEMA DE AUTOMAÇÃO POR COMANDO DE VOZ CURITIBA 2013 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO

Leia mais

Capítulo 2: Procedimentos e algoritmos

Capítulo 2: Procedimentos e algoritmos Capítulo 2: Procedimentos e algoritmos Para estudar o processo de computação de um ponto de vista teórico, com a finalidade de caracterizar o que é ou não é computável, é necessário introduzir um modelo

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES AULA 03 PROFº RITIELLE SOUZA DISTRIBUIÇÃO LÓGICA DISTRIBUIÇÃO LÓGICA Arquitetura de Von Neumann Uma unidade central de processamento recebe informações através de uma unidade

Leia mais

Eng. de Requisitos: Atividades. Engenharia de Requisitos. Eng. de Requisitos: Processo. O Documento de Requisitos. Stakeholders. Estudo de Viabilidade

Eng. de Requisitos: Atividades. Engenharia de Requisitos. Eng. de Requisitos: Processo. O Documento de Requisitos. Stakeholders. Estudo de Viabilidade DCC / ICEx / UFMG Eng. de Requisitos: Atividades Engenharia de Requisitos Eduardo Figueiredo Inclui quatro fases principais Estudo de viabilidade Elicitação (ou análise) de Especificação de Validação dos

Leia mais

Microcomputadores. É época de Natal. Um pai sai em busca dos presentes, entre eles o do filho, o tão ansiado videogame.

Microcomputadores. É época de Natal. Um pai sai em busca dos presentes, entre eles o do filho, o tão ansiado videogame. A UU L AL A Microcomputadores É época de Natal. Um pai sai em busca dos presentes, entre eles o do filho, o tão ansiado videogame. Um problema A onda agora são os videogames, os CD-ROMS, equipamentos de

Leia mais

PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS. Aula 12 - Threads e Concorrência em Java

PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS. Aula 12 - Threads e Concorrência em Java Aula 12 - Threads e Concorrência em Java Conteúdo Programático desta aula Aplicar os conceitos e threads, processos concorrentes e sincronização em pequenos programas. Aplicar e verificar os conceitos

Leia mais

1ª LISTA DE EXERCÍCIOS

1ª LISTA DE EXERCÍCIOS UNIVERSIDADE SALGADO DE OLIVEIRA CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DISCIPLINA: TEORIA DA COMPUTAÇÃO E ALGORITMOS PROF: GIULIANO PRADO DE MORAIS GIGLIO 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS 1) Sobre variáveis, responda

Leia mais

Introdução a Programação

Introdução a Programação Introdução a Programação Prof. André Gustavo Duarte de Almeida andre.almeida@ifrn.edu.br docente.ifrn.edu.br/andrealmeida Aula 01 Informática e a Programação Roteiro Informática Pensar e Programar Atividades

Leia mais

Introdução à Arquitetura de Computadores

Introdução à Arquitetura de Computadores Introdução à Arquitetura de Computadores José Costa Introdução à Arquitetura de Computadores Departamento de Engenharia Informática (DEI) Instituto Superior Técnico 2014-09-17 José Costa (DEI/IST) Introdução

Leia mais

Estruturas de Repetição

Estruturas de Repetição Estruturas de Repetição Lista de Exercícios - 04 Programação de Computadores I Professor: Edwar Saliba Júnior Estruturas de Repetição O que são e para que servem? São comandos que são utilizados na programação

Leia mais

Representações de Números Inteiros: Sinal e Magnitude e Representação em Excesso de k

Representações de Números Inteiros: Sinal e Magnitude e Representação em Excesso de k Representações de Números Inteiros: Sinal e Magnitude e Representação em Excesso de k Cristina Boeres Instituto de Computação (UFF) Fundamentos de Arquiteturas de Computadores Material de Fernanda Passos

Leia mais

ADM 250 capítulo 8 - Slack, Chambers e Johnston

ADM 250 capítulo 8 - Slack, Chambers e Johnston ADM 250 capítulo 8 - Slack, Chambers e Johnston 1 Perguntas que se esperam respondidas ao final do capítulo 8 Que é tecnologia de processo? ecnologia de Processo Quais são as tecnologias de processamento

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE HARDWARE E SOFTWARE

CONCEITOS BÁSICOS DE HARDWARE E SOFTWARE CONCEITOS BÁSICOS DE HARDWARE E SOFTWARE Conceitos Básicos A Informática é a informação automática, ou seja, é a utilização de algumas técnicas para o tratamento de informações por meio de um computador.

Leia mais

GABARITO Questão a b c d e

GABARITO Questão a b c d e Documento gerado por Contato: smarttest@smarttest.com.br Instituto Federal Catarinense Curso: Engenharia Mecânica Turma: 2016/Turma Extra Disciplina: Informática para Engenharia Docente: Ricardo Antonello

Leia mais

Exame de 1ª Época Introdução à Programação IGE e ETI 2003/02/25-1º semestre de 2002/2003 ISCTE

Exame de 1ª Época Introdução à Programação IGE e ETI 2003/02/25-1º semestre de 2002/2003 ISCTE Recibo do Exame de 1ª Época de Introdução à Programação (IGE e ETI), 2003/02/25 1º semestre de 2002/2003, ISCTE Nome do aluno:... Número do aluno:... Assinatura do docente:... Notas: Exame de 1ª Época

Leia mais

IME, UFF 7 de novembro de 2013

IME, UFF 7 de novembro de 2013 em Lógica IME, UFF 7 de novembro de 2013 em Sumário Intermezzo sobre problemas. Intermezzo sobre algoritmos.. em : Val, Sat, Conseq, Equiv, Consist. Redução de problemas. em Um problema computacional é

Leia mais

Programação: Vetores

Programação: Vetores Programação de Computadores I Aula 09 Programação: Vetores José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/62 Motivação Problema Faça um programa que leia

Leia mais

A G R U P A M E N T O D E E S C O L A S D E O L I V E I R I N H A ( ) E S C O L A B Á S I C A D E O L I V E I R I N H A ( )

A G R U P A M E N T O D E E S C O L A S D E O L I V E I R I N H A ( ) E S C O L A B Á S I C A D E O L I V E I R I N H A ( ) DISCIPLINA: TIC ANO: 7º TURMAS: A ANO LECTIVO: 2011/2012 P L A N I F I C A Ç Â O A N U A L - T I C UNIDADE DIDÁTICA 1: Tecnologias da Informação e Comunicação AULAS PREVISTAS: 13 x 90 Minutos Utilizar

Leia mais

Interpretador Hall e os números pares e ímpares

Interpretador Hall e os números pares e ímpares Interpretador Hall e os números pares e ímpares Um exemplo básico de algoritmo quando se está estudando lógica de programação, consiste em verificar se um dado número é par ou ímpar. O usuário informa

Leia mais