ANO XXII PORTO VELHO-RO, SEGUNDA-FEIRA 06 DE SETEMBRO DE 2004 N Atos do Executivo SUPEL TOMADA DE PREÇOS Nº 055/04/CPLO/SUPEL/

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANO XXII PORTO VELHO-RO, SEGUNDA-FEIRA 06 DE SETEMBRO DE 2004 N 0102. Atos do Executivo SUPEL TOMADA DE PREÇOS Nº 055/04/CPLO/SUPEL/"

Transcrição

1 ANO XXII PORTO VELHO-RO, SEGUNDA-FEIRA 06 DE SETEMBRO DE 2004 N 0102 GOVERNADORIA Coord. Geral de Apoio à Governadoria PORTARIA Nº /GAB/CGAG Porto Velho-RO, 02 de setembro de 2004 O COORDENADOR GERAL DE APOIO À GOVERNADORIA, no uso de suas atribuições que são delegadas pelo DECRETO Nº 8.975, de 31 de janeiro de 2000, R E S O L VE : Art. 1º - Fica concedido a Srª SILVANA MARA RECH BORGES, Cadastro nº , CPF n.º , Suprimento de Fundos com função de Adiantamento na importância de R$ 8.000,00 (oito mil e reais), conforme o Plano de Aplicação, correndo a despesa por conta do orçamento do corrente exercício de acordo com a(s) Nota(s) de Empenho(s) nº(s). 2004NE00365/ RECURSOS VALORES PROGRAMAÇÃO PROJETO/ ATIVIDADE ELEM. DESPESA VALOR R$ Art. 2 - O prazo de aplicação do suprimento de fundos de que trata esta Portaria, obedecerá as disposições do Decreto nº de 29 de dezembro de Art. 3º - Ao responsável pela aplicação do suprimento caberá fazer, pessoalmente, a sua comprovação na forma estabelecida pelo Decreto acima mencionado. Art. 4º - A Gerência de Contabilidade da CGE, efetuará os Registros competentes à caracterização da responsabilidade do agente e as conferências da documentação comprobatória da aplicação. Dê Ciência Publique-se Cumpra-se Carlos Alberto Canosa Coordenador Geral de Apoio à Governadoria AVISO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO 5.000, ,00 Total 8.000,00 O Coordenador Geral da Coordenadoria de Apoio à Governadoria, torna público a quem possa interessar, segundo os Termos do artigo 25, combinado com o art. 13, inciso I, da Lei Federal n 8.666/93, nos autos do Processo Administrativo n /2004, que foi considerada inexigível a licitação objetivando a aquisição de assinaturas de jornais para atender o Poder Executivo Estadual, no valor total de R$ ,00 (Cento e dois mil e duzentos reais), em favor das empresas Editora de Jornais Porto Velho Ltda (R$ ,00); Empresa Amazônia Propaganda e Marketing Ltda (R$ ,00) e Editora Diário da Amazônia Ltda (R$ ,00), conforme Informação n 1100/PA/PGE/2004, acostado às fls. 60/61/62/63/64, dos autos em epígrafe. Porto Velho-RO, 01 de setembro de Carlos Alberto Canosa Coordenador Geral de Apoio a Governadoria Atos do Executivo SUPEL TOMADA DE PREÇOS Nº 061/04/CPLO/SUPEL/ RO PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº / 2004/SEDUC/RO AVISO DE LICITAÇÃO FRACASSADA A Superintendência Estadual de Licitações - SUPEL, através da Comissão Permanente de Licitações de Obras - CPLO, criada pelo Decreto nº , de 24 de agosto de 2004, torna público aos interessados, e em especial às empresas participantes da licitação em epígrafe, cujo objeto é a construção de módulo educativo padrão com 04 (quatro) salas (biblioteca, informática e 02 salas de aula), na E.E.EF.M. Elvandas Maria Siqueira, no município de Buritis/RO, a pedido da Secretaria de Estado da Educação, foi declarada FRACAS- SADA. Publique-se no Quadro de Aviso da SUPEL. Porto Velho-RO, 02 de setembro de APARECIDA FERREIRA DE ALMEIDA SOARES Presidenta da CPLO/SUPEL/RO Processo: /2004 Objeto: Registro de Preço para aquisição de medicamentos visando atender as necessidades da Secretaria de Estado da Saúde Concorrência Pública nº 001/CPL/SESAU/04 AVISO DE SUSPENSÃO A Superintendência Estadual de Licitações, através da Comissão Permanente de Licitações, designada por força das disposições contidas no Decreto nº de 20 de Fevereiro de 2004, comunica aos interessados, em especial às empresas que adquiriram o ato convocatório da licitação em epígrafe que a mesma foi SUSPENSA por tempo indeterminado. Publique-se. Porto Velho, 03 de Setembro de 2004 GENEAN PRESTES S. BARRETO Presidente CPL/SESAU Processo: /2004 Objeto: Aquisição de equipamentos médico hospitalares, instrumentais cirúrgicos e móveis para atender as necessidades do Hospital de Pronto Socorro João Paulo II Pregão nº 142/SUPEL/04 AVISO DE SUSPENSÃO A Superintendência Estadual de Licitações, através de sua Pregoeira designada por força das disposições contidas no Decreto de 09 de Setembro de 2003, comunica aos interessados, em especial às empresas que adquiriram o ato convocatório da licitação em epígrafe que a mesma foi SUSPENSA por tempo indeterminado. Publique-se. Porto Velho, 03 de Setembro de 2004 GENEAN PRESTES S. BARRETO Pregoeira/SUPEL SUMÁRIO Governadoria...01 Sec. de Est. do Plan., Coord. Geral e Adm.. Secretaria do Estado de Saúde Secretaria de Estado de Educação...12 Sec. de Est. da Seg., Defesa e Cidadania...13 Defensoria Pública... Secretaria de Estado de Finanças...14 Sec. de Estado da Agricultura, Produção e Do Desenvolvimento Econômico e Social.15 Sec. de Estado dos Esportes da Cultura e Do Lazer...16 Sec. de Estado do Desenvolv. Amibiental. Ministério Público... Tribunal de Contas... Assembléia Legislativa... Prefeitura Municipal da Capital Prefeituras Municipais do Interior...16 Institutos Municipais...18 Ineditoriais...18 TOMADA DE PREÇOS Nº 055/04/CPLO/SUPEL/ RO PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº / 2004/SEDUC/DEVOP/RO AVISO DE ANULAÇÃO A Superintendência Estadual de Licitações - SUPEL, através da Comissão Permanente de Licitações de Obras - CPLO, torna público aos interessados, e em especial às empresas participantes da licitação em epígrafe, que com base nas informações constantes dos autos, o presente certame, cujo objeto é a reforma na parte elétrica da E.E.E.F.M RISOLETA NEVES, no município de Porto Velho/RO, foi ANULADO, para atender interesses da Administração. Porto Velho-RO, 02 de setembro de APARECIDA FERREIRA DE ALMEIDA SOARES Presidenta da CPLO/SUPEL ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 006/SUPEL/ 2004 PROCESSO Nº /2004 PREGÃO Nº 104 / SUPEL / OBJETO: REGISTRO DE PREÇOS DE OXIGÊNIO MEDICINAL LÍQUIDO E GASOSO, PARA ATEN- DER AS UNIDADES PERTENCENTES À SECRETA- RIA DE ESTADO DA SAÚDE. DETENTORAS: RONDÔNIA OXIGÊNIO LTDA E WHITE MARTINS GASES INDUSTRIAIS DO NOR- TE S/A. Aos três dias do mês setembro do ano de dois mil e quatro, na sede da Superintendência Estadual de Licitações - SUPEL, situada à Av. Pio XII, s/n Esplanada das Secretarias Bairro Pedrinhas, Porto Velho RO, neste ato representado pelo Superintendente da SUPEL, Senhor Salomão da Silveira, e as empresas: RONDÔNIA OXIGÊNIO LTDA CNPJ nº / , situada à Rua Rui Barbo-

2 2 DOE Nº 0102 Porto Velho, sa, 952 Centro na cidade de Cacoal/RO, WHITE MARTINS GASES INDUSTRIAIS DO NORTE LTDA, CNPJ nº / , situada à Transversal 04 Lote 872/927 Qda. 10 Setor Industrial na cidade de Porto Velho/RO, neste ato representada por seus representantes legais conforme documento comprobatório, nos termos do Decreto Estadual /2004, Lei Federal nº 8.666/93 e do Edital do Pregão Presencial em epígrafe, resolvem REGISTRAR O PREÇO OXIGÊNIO MEDICINAL, consoante as seguintes condições: 1 - DAS REQUISIÇÕES 1.1. Os produtos poderão ser requisitados pelos titulares das unidades orçamentárias diretamente à Superintendência Estadual de Licitações SUPEL As requisições serão encaminhadas à Superintendência Estadual de Licitação - SUPEL contendo: a) descrição do produto requisitado e quantidade; b) data limite e local para entrega; c) Nome, cargo e matrícula do requisitante; 1.1. A SUPEL poderá criar formulários de requisição. 2 DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO 2.1. A SUPEL em comum acordo com a DE- TENTORA estabelecerá o mais adequado meio de comunicação do pedido, admitindo também o uso de telefone, facsímile, , desde que: a) Seja perfeitamente identificado a requisição e o servidor da SUPEL responsável; b) O servidor da SUPEL, competente para o pedido deverá ser prévia e formalmente designado como executor da Ata; 3 DO CONTROLE DAS REQUISIÇÕES 3.1. Ao receber as requisições a SUPEL anotará o pedido no controle de requisições ; 3.2. O executor da Ata fará as recomendações necessárias aos órgãos com vistas ao cumprimento dos prazos de requisição, pagamento, atesto, ordem de liquidação, de acordo com o art. 5 3º da Lei 8666/93; 4 - PRAZOS E CONDIÇÕES DE FORNECIMENTO A DETENTORA do registro de preços se obriga, nos termos deste Edital, a: 4.1. A DETENTORA se obriga a Iniciar o fornecimento do oxigênio, objeto desta licitação, no prazo de até 05 (cinco) dias, contados a partir da assinatura da Ata de Registro de Preços; 4.2. A DETENTORA terá até é 02 (dois) dias úteis, contados da convocação formal para retirada da nota de empenho ou instrumento equivalente; 4.3. Não será admitida a entrega pela detentora do registro, de produto, sem que esta esteja de posse da respectiva nota de empenho, liberação de fornecimento, ou documento equivalente A DETENTORA terá até 10 (dez) dias corridos, contados da retirada da nota de empenho para entrega dos produtos empenhados. 5 - DO RECEBIMENTO DO OBJETO E LOCAL DE ENTREGA No recebimento e aceitação do oxigênio, serão observadas as especificações contidas no Edital e as disposições contidas nos artigos de 73 a 76 da Lei Federal nº 8.666/93 e suas alterações. 5.2 O local destinado ao fornecimento do oxigênio encontra-se previsto no anexo VII do Edital, conforme solicitação de cada unidade hospitalar. 6 - DAS CONDIÇÕES DE PAGAMENTO 6.1 Até o valor estipulado no Inciso II do Artigo 24 da Lei 8.666/93, o prazo de pagamento será de 05 (cinco) dias úteis, contados a partir da data do recebimento efetivo dos produtos. 6.2 Acima do valor estipulado no inciso II do Artigo 24 da Lei 8.666/93, o prazo de pagamento será de até 30 (trinta) dias corridos, contados a partir da data do definitivo recebimento dos produtos, mediante a apresentação dos documentos fiscais legalmente exigíveis e devidamente atestados pelo servidor/comissão encarregada do recebimento Na ocorrência de necessidade de providências complementares por parte da DETENTO- RA, o decurso do prazo de pagamento será interrompido, reiniciando-se sua contagem a partir da data em que estas forem cumpridas, caso em que não será devida atualização financeira. 7 DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA A despesa correrá à conta dos orçamentos das unidades contratantes que poderão celebrar contratos, emitir notas de empenho ou instrumento equivalente, dependendo dos valores envolvidos, conforme previsto no artigo 62 da Lei 8.666/ DAS SANÇÕES NO CASO DE INADIMPLÊNCIA E DO CANCELAMENTO DO REGISTRO DE PREÇOS A presente Ata poderá ser cancelada pela Administração Pública, quando: a) Detentora de o Registro deixar de cumprir as exigências do Edital; b) a Detentora do Registro não atender à convocação para assinar a ATA decorrente de Registro de Preços ou não retirar o instrumento equivalente no prazo estabelecido, sem justificativa aceita pela Administração; c) a Detentora incorrer reiteradamente em infrações previstas neste Edital; d) a Detentora do Registro praticar atos fraudulentos no intuito de auferir vantagem ilícita; e) ficar evidenciada incapacidade de cumprir as obrigações assumidas pela Detentora do Registro, devidamente caracterizada em relatório de inspeção; f) em qualquer das hipóteses de inexecução total ou parcial do Registro de Preços; g) os preços registrados se apresentarem superiores aos praticados no mercado e a detentora se recusar a baixá-los na forma prevista no ato convocatório; h) por razões de interesse público, mediante despacho motivado, devidamente justificado A Detentora do Registro poderá requerer o cancelamento mediante solicitação por escrito, comprovando estar impossibilitada de cumprir as exigências do Edital que gerou a Ata de Registro de Preços; A decisão da SUPEL do cancelamento do preço registrado, por correspondência com recibo de entrega, juntando-se comprovantes dos fatos ocorridos ou evidenciados, sem prejuízo da aplicação das penalidades previstas no Edital, assegurada defesa prévia da DETENTORA do registro, nos termos da Lei nº 8.666/ A Ata de Registro de Preços poderá ser cancelada, pela Administração, de pleno direito, assegurado o contraditório e a ampla defesa, quando a detentora: Descumprir as condições da Ata de Registro de Preços; 8.4s.2 Não aceitar reduzir o(s) seus(s) preço(s) registrado(s) na hipótese de tornar(em)- se superior(es) ao(s) praticado(s) no mercado; Esta Ata de Registro de Preços poderá ser rescindida nas hipóteses previstas para a rescisão dos contratos em geral, com as conseqüências daí advindas. 9 - UTILIZAÇÃO DA ATA E EMISSÃO DO EMPE- NHO Esta ata de registro de preços poderá ser utilizada por qualquer órgão da Administração Direta e Indireta, inclusive autarquias e fundações do GOVERNO DE RONDONIA, mediante consulta ao órgão gerenciador Caberá a DETENTORA da Ata, observadas as condições estabelecidas, aceitar o fornecimento, sem prejuízo do atendimento dos quantitativos inicialmente estimados. 10 VIGÊNCIA DA ATA DE REGISTRO DE PRE- ÇOS PRAZO DE VIGÊNCIA: A ATA DE REGISTRO DE PREÇOS terá prazo de vigência de 12 (doze) meses a partir da data de sua publicação do Diário Oficial do Estado DOE, podendo ser prorrogado por igual período, quando a proposta continuar se mostrando mais vantajosa para a Administração Pública e satisfazendo os demais requisitos desta norma, conforme estabelece o Art. 7º do Decreto nº , de 20 de fevereiro de DISPOSIÇÕES GERAIS A existência de preços registrados não obriga a Administração a firmar as contratações de que deles poderão advir, facultada a realização de licitação específica para a aquisição pretendida, sendo assegurada à Detentora do registro de preços a preferência em igualdade de condições Fica a Detentora ciente que a assinatura desta Ata implica na aceitação de todas as cláusulas e condições estabelecidas, não podendo invocar qualquer desconhecimento como elemento impeditivo do perfeito cumprimento desta Ata de Registro de Preços e dos ajustes dela decorrentes.

3 DOE Nº 0102 Porto Velho, A Ata de Registro de Preços, os ajustes dela decorrentes, suas alterações e rescisões obedecerão ao Decreto Estadual /2004, Lei Federal nº 8.666/93, demais normas complementares e disposições desta Ata e do Edital que a precedeu, aplicáveis à execução e especialmente aos casos omissos Fazem parte integrante desta Ata, para todos os efeitos legais, o anexo RELAÇÃO DE OXIGÊNIO, PREÇOS REGISTRADOS E DETEN- TORAS, o Edital de Licitação - Pregão nº 104/ SUPEL / 2004 e a proposta da DETEN- TORA. Fica eleito o foro do Município de Porto Velho para dirimir as eventuais controvérsias decorrentes do presente ajuste. E, por estarem de acordo. lavram o presente instrumento, que lido e achado conforme, vai assinado pelas partes em 03 (três) vias de igual teor, na presença de duas testemunhas abaixo qualificadas. Salomão da Silveira Superintendente/ SUPEL Genean Prestes Barreto Pregoeira/SUPEL Severina Mª. Patriota Coelho Sistema de Registro de Preços EMPRESAS DETENTORAS: Empresa: RONDÔNIA OXIGÊNIO LTDA - EPP CNPJ nº / Endereço: Rua Rui Barbosa, Centro Cacoal - RO Banco do Brasil Agência Conta Corrente Rep. RENATO DE OLIVEIRA LIMA RG SSP/ES CPF Empresa: WHITE MARTINS GASES INDUSTRI- AIS DO NORTE S/A CNPJ nº / Endereço: Rua Transversal 04 Lote 872/927 Qd. 10 Setor Industrial Porto Velho/RO Banco do Brasil Agência 3309-X Conta Corrente Rep. CLAUDEMIR MOTA RG SSP/PR CPF a sua doença. DA DOCUMENTAÇÃO 1 -Tratamento Fora de Domicílio- Dentro do Estado: 1.1 PROCESSO TFD: a)ficha de Encaminhamento-Referência e Contrareferência (uma via); b) Exames Complementares (quando houver, anexar cópia). 2- Tratamento Fora de Domicílio- Fora do Estado: 2.1 PROCESSO TFD: Os formulários e documentos necessários para a concessão do T.F.D., deverão ser providenciados no próprio município, conforme segue: I- PTFD/LM Pedido de Tratamento Fora de Domicílio/Laudo Médico: a)o preenchimento do PTFD/LM será feito em uma via pelo médico assistente de próprio punho e letra legível (preferencialmente letra de forma) além de 06(seis) vias que deverão ser digitadas ou datilografadas com mesmo teor da via preenchida pelo médico assistente; ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 006/2004 DATA DO JULGAMENTO: 16/08/2004 PREGÃO Nº 104/ REGISTRO DE PREÇOS DATA DA HOMOLOGAÇÃO: 02/09/2004 PROCESSO NR /2004 OBJETO: OXIGÊNIO MEDICINAL classificação Menor Consumo preço Emp 1 Emp 2 Emp 3 Emp 4 preço Cod Descriçao Unid MARCA estimado máximo preço preço preço preço ofertado Diferença % 1º 2º 3º 1 OXIGENIO GASOSO MEDICINAL, PUREZA MIN. 99,5% M³ AIR PRODUCTS UMIDADE MÁXIMA 1 PPM, ACONDICIONADO EM CILINDROS COM VOLUME APROXIMADAMENTE DE 10.0 M3, 7.0 M3, 3.5 M3, 1.0 M3 e 0,60 M ,00 11,20 15,70 15,80 17,80 11,20-60,71% OXIGENIO LIQUIDO MEDICINAL, PUREZA MIN. 99,5% UMIDADE M³ WHITE MARTINS MÁXIMA 1 PPM ,00 12,00 7,50 8,80 D 7,50-20,00% SALOMÃO DA SILVEIRA SEVERINA MARIA PATRIOTA COELHO GENEAN PRESTES BARRETO Superintendente da SUPEL Registro de Preços PREGOEIRA/SUPEL 1 Empresa: RONDÔNIA OXIGÊNIO LTDA - EPP 2 Empresa: WHITE MARTINS GASES INDUSTRIAIS DO NORTE S/A CNPJ nº / CNPJ nº / Endereço: Rua Rui Barbosa, Centro Endereço: Rua Transversal 04 Lote 872/927 Qd. 10 Setor Industrial Cacoal - RO Porto Velho/RO Banco do Brasil Banco do Brasil Agência Conta Corrente Agência 3309-X Conta Corrente Rep. RENATO DE OLIVEIRA LIMA Rep. CLAUDEMIR MODA b)todos os campos do PTFD/LM deverão estar preenchidos; c)devem também constar data, assinatura e carimbo do médico assistente e do Secretário Municipal de Saúde, ou seu representante legal específico para a autorização de TFD. d) O PTFD/LM deverá ser renovado anualmente. II A indicação do local a ser realizado o TFD é de responsabilidade exclusiva da Gerência do TFD/ SESAU/RO, sendo tal ato vedado ao médico assistente, ao(s) representante(s) do município, ao(s) responsável(is) ou acompanhante do paciente. Secretaria de Saúde PORTARIA N.º 207 /GAB/SESAU/RO Porto Velho 18 de Agosto de 2004 O Secretário de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 102, do Decreto n.º9997, de 03 de julho de 2002 e ainda nos termos da Lei Complementar n.º 224, de 04 de janeiro de 2002, e Considerando a Portaria n.º 055/SAS/MS, de 24 de fevereiro de 1999, que orienta os gastos com Tratamento Fora de Domicílio(T.F.D.); Considerando a necessidade de organização dos serviços oferecendo acesso mais qualificado. R E S O L V E : Art. 1º-APROVAR as normas e procedimentos contidos no Regulamento Técnico do T.F.D., em anexo; Art.2º-Revogar a Portaria nº172/gab/sesau,de 05/07/2001. Registre-se Publique-se Cumpra-se MILTON LUIZ MOREIRA Secretário de Estado da Saúde Regulamento Técnico DE TRATAMENTO FORA DE DOMICÍLIO - T.F.D. APRESENTAÇÃO A Portaria SAS-237, de 09/12/98, definiu a extinção da Guia de Autorização de Pagamento - GAP como instrumento para pagamento de despesas relativas ao Tratamento Fora de Domicílio - TFD. A Portaria SAS/055 de 24/02/99 estabelece que estas despesas serão pagas através do teto estadual e/ou municipal. Este regulamento tem como objetivo principal formular as rotinas operacionais de acordo com estes preceitos legais. DO CONCEITO O Tratamento Fora de Domicílio - TFD é um instrumento legal que permite no âmbito do Sistema Único de Saúde SUS o encaminhamento de pacientes a outras unidades de saúde, a fim de realizar tratamento médico fora da sua microrregião, quando esgotados todos os meios de tratamento na localidade de residência/estado, e desde que haja possibilidade de cura total ou parcial, limitado ao período estritamente necessário e aos recursos orçamentários existentes. A prática é voltada para o usuário em sua totalidade, envolvendo também o lado social, com ênfase na humanização e resgate da cidadania e não somente III. O PTFD/LM deverá estar acompanhado dos documentos abaixo relacionados: a)04 (quatro) cópias do cadastro devidamente preenchido; b)02 (duas) cópias do RG e CPF do paciente e do acompanhante,independente da idade; c)02 (duas) cópias do registro de nascimento (se criança ou adolescente); d)02 (duas) cópias do comprovante do domicílio do paciente; e)03 (três) cópias dos exames ou laudos realizados que evidenciem a doença; f)02 (duas) cópias do comprovante de retorno e alta/contra-referência; g)02 (duas) cópias do Cartão Nacional de Saúde. Modelos em anexo. DO PEDIDO DO TRATAMENTO FORA DE DOMICILIO/ LAUDO MÉDICO Documento utilizado pelos gestores do SUS para solicitação do tratamento / exame / consulta, pactuados na Programação Pactuada e Integrada - PPI, fora de sua jurisdição e pelo médico assistente para indicação do tratamento fora de domicílio. Nele estão descritos informações pertinentes ao paciente (dados pessoais), histórico da doença, diagnóstico provável, tratamento realizado, duração do tratamento, justificativa da impossibilidade de atendimento na localidade, justificativa da urgência,

4 4 DOE Nº 0102 Porto Velho, justificativa do tipo de transporte, bem como informações pertinentes ao município de origem do paciente e a Delegacia Regional de Saúde a que pertence. a)deverá ser assinado pelo Gestor Municipal (Secretaria Municipal de Saúde) e assinado e carimbado pelo médico assistente; b)deverá ser analisado pela Comissão Médica estadual ; c)deverá ser agendado e devolvido à Delegacia Regional de Saúde/Município, somente quando autorizado; d)nos casos de procedimentos constantes da Central Nacional de Regulação de Alta Complexidade - CNRAC, compete ao Ministério da Saúde o direcionamento dos pacientes. DO PROCEDIMENTO PARA APENADOS 1-A Superintendência de Assuntos Penitenciários SUPEN, por intermédio do Núcleo de Saúde Penitenciária NUSPEN, enviará o laudo médico do apenado para apreciação da Comissão Médica do T.F.D, e após parecer favorável, providenciará a documentação necessária exigida pelo T.F.D. 2-Somente os laudos médicos enviados pelo NUSPEN terão validade no T.F.D, excluindo-se qualquer envolvimento da família do apenado no procedimento. 3-No caso de ausência de documentos pessoais (RG e CPF), será válida a declaração emitida pela SUPEN informando tratar-se de preso de justiça. 4-Quanto ao endereço solicitado no Laudo Médico será indicado o endereço da SUPEN, devendo essa superintendência ser informada do andamento do processo sem envolvimento da família do apenado. 5-No tocante aos dados do acompanhante do apenado, a Comissão do T.F.D não deverá citar previamente o nome do agente penitenciário que irá proceder à escolta do apenado, haja vista ser a indicação atribuição da Gerência de Assuntos Penitenciários. 6-A Gerência do T.F.D ficará encarregada de informar previamente a SUPEN/NUSPEN sobre a data e o domicílio do tratamento, para que tais informações sejam repassadas à Gerência de Assuntos Penitenciários (GESPEN) e esta providenciará junto à Vara de Execução Penal autorização e recambiamento do apenado. 7-As informações referentes ao processo serão de responsabilidade exclusiva do NUSPEN. DA FICHA DE ENCAMINHAMENTO Documento utilizado pelos Gestores do SUS para solicitação de consulta em municípios, pactuados na PPI, dentro de sua microrregião. Nela estão contidas as informações pertinentes ao paciente (dados pessoais e clínicos) e ao município de origem (Referência). a)deverá ser assinada pelo médico assistente no município; b) O agendamento deverá ser realizado de acordo com a PPI, e devolvido ao município de origem (Contra-referência). DO ATENDIMENTO 1- Para o primeiro atendimento, quando fora do Estado, o paciente deverá apresentar à unidade médico-hospitalar de referência, o PEDIDO TFD, no qual constará data e hora do atendimento; os atendimentos subseqüentes serão realizados mediante FICHA DE AGENDAMENTO preenchida pela unidade com assinatura/carimbo médico; Parágrafo Único - Exceto em se tratando de comprovada urgência (justificada pelo profissional médico) sem que haja tempo hábil para formalizar o Processo de TFD o que deverá ser feito, quando do atendimento. 2- A solicitação de revisão não significa retorno, se o controle do tratamento for efetuado na localidade de residência ou no estado; 3- Ao término do tratamento, o paciente deverá entregar na Secretaria Municipal de Saúde de origem o RELATÓRIO DE ALTA, que será encaminhado à Gerência Estadual do - TFD para baixa do processo; 4- Em caso de óbito de pacientes em TFD a responsabilidade da preparação e do traslado do corpo será do município, quando ocorrer dentro do estado. Quando ocorrer fora do estado, a responsabilidade será da Secretaria de Estado da Saúde. Das Atribuições e Competências da Equipe Técnica A Gerência do T.F.D. /SESAU/RO será composta por: I Gerente Geral; II Comissão Médica; III Serviço Social e IV Corpo Administrativo. Parágrafo único. Poderá haver a incorporação de outros profissionais, respeitando-se as atribuições e o âmbito profissional relativo ao T.F.D. Do Gerente Geral São atribuições do Gerente Geral: 1-Acompanhar as atividades técnicas executadas pelos demais profissionais do setor, observando e fazendo observação às normas e procedimentos regulares do T.F.D. instituídos pela Secretaria de Estado da Saúde. 2 -Disciplinar, supervisionar e controlar as atividades de apoio administrativas necessárias ao suporte técnico, tais como recepção de pacientes ou acompanhantes, secretaria, arquivo, instrução e acompanhamento de processos,distribuindo as tarefas de acordo com o volume de trabalho e com as habilidades do pessoal administrativo. 3 -Responder administrativamente pela Gerência perante os superiores hierárquicos, bem como representá-los junto aos demais setores técnicos da SESAU e unidades de saúde, e junto a quaisquer outros órgãos ou entidades afins. 4 -Providenciar suprimentos de todos materiais e bens necessários ao adequado funcionamento do setor, notadamente no que se refere à lotação de pessoal, provisão de equipamentos e materiais de expediente. 5 Acompanhar, avaliar e solucionar os serviços administrativos, dando ênfase ao debate levantado pela equipe técnica. 6-Apresentar propostas próprias ou sugeridas, aos superiores, exercendo o empenho necessário para a concretização das mesmas. 7 -Elaborar relatórios e outros documentos formais e oficiais sobre os trabalhos e/ou estudos desenvolvidos pelo setor. Da Comissão Médica São atribuições da Comissão Médica: 1- Analisar os laudos, observando se a solicitação está adequada ao diagnóstico e decidir sobre qual o meio de transporte adequado; 2 Solicitar, quando julgar procedente, avaliação médica complementar e avaliá-la; 3 - Emitir parecer circunstanciado sobre o deferimento ou indeferimento do PTFD/LM; 4 - Realizar visitas hospitalares para avaliação das condições clínicas do caso e a necessidade de acompanhamento médico; 5 - Os Laudos Médicos deferidos deverão conter no mínimo 03 (três) assinaturas; 6 - Em caso de discordância parcial ou total dos PTFD/LM dos médicos especialistas, a Comissão indicará o local e tratamento alternativo. Do Serviço Social São atribuições do Serviço Social: 1 - Informar ao paciente ou acompanhante, das normas reguladoras do T.F.D.; 2 - Providenciar a efetivação da remoção do paciente para o Tratamento Fora de Domicílio; 3 - Realizar visitas domiciliares ou hospitalares para constatação da situação apresentada pelo paciente e emitir parecer técnico; 4 - Após o agendamento confirmado, proceder a comunicação ao paciente ou familiar e formalizar a solicitação de passagens; 5 - Orientar para a educação social o paciente ou familiares sobre: os males terminais, ou de difícil cura ou difícil aceitação social para a finalidade de internação; 6 - Proceder a entrega das passagens, encaminhamentos e orientações necessárias aos pacientes/familiares e colher assinaturas na declaração; 7 Agendar o tratamento proposto na rede pública ou privada conveniada ao SUS no Estado de Rondônia, quando os procedimentos forem passíveis de serem realizados no próprio Estado. Do Corpo Administrativo São atribuições do Corpo Administrativo: 1 - Receber, conferir e protocolar formulários e documentos, bem como instruir o processo e prestar informações gerais necessárias aos usuários; 2 - Entregar os formulários à equipe técnica e agendar entrevistas com membros da Comissão Médica do T.F.D. quando solicitado; 3 - Manter arquivo dos documentos técnicos relativos ao tratamento dos pacientes, incluindo laudo médico, exames complementares, fax, PTFD/ LM guia de retorno, ofício de encaminhamento, canhoto de passagem (ns), 1ª e 2ª Vias da declaração, relatórios técnicos complementares sobre o paciente; 4 - Organizar arquivo administrativo dos documentos relativos à comissão médica, incluindo memorandos, ofícios, requisições de materiais e serviços, relatórios administrativos, solicitação de passagens, dossiês de pacientes que foram a óbitos, portaria, decretos, regulamentos, normas, manuais e outros documentos de natureza

5 DOE Nº 0102 Porto Velho, administrativa. DOS CRITÉRIOS 1- O TFD só será autorizado quando esgotados todos os meios de tratamento dentro do município/ estado; 2- Será concedido, exclusivamente, ao paciente atendido na rede pública, ambulatorial e hospitalar, conveniada ou contratada do SUS; 3- Do atendimento precederá agendamento na unidade de referência; 4- A referência de pacientes atendidos pelo TFD deve ser explicitada na PPI de cada município; 5- É vedado o acesso de pacientes a outro município para tratamentos que utilizem procedimentos assistenciais contidos no Piso da Atenção Básica PAB ou Piso da Atenção Básica Ampliada - PABA; 6- A autorização de transporte aéreo para pacientes/acompanhantes será precedida de rigorosa análise da Gerência do TFD; 6.1- Serão fornecidas preferencialmente a pacientes para T.F.D, passagens de ônibus rodoviários comuns; As passagens terrestres serão liberadas de ida e volta conforme itinerário, ficando de responsabilidade do usuário o agendamento na rodoviária; Os pacientes liberados para transporte terrestre, mas que, por solicitação médica escrita sob justificava, que necessitarem de retorno aéreo, se autorizado, deverão devolver as passagens terrestres não utilizadas; 6.2- Passagens aéreas somente serão fornecidas para aqueles casos nos quais o estado de saúde do paciente o impeça de viajar de ônibus, ou quando a demora de deslocamento traga risco extremo à saúde do paciente; O pedido de passagem aérea deverá ser minuciosamente justificado pelo médico assistente, que deverá comprovar a gravidade do estado de saúde pela apresentação de exames complementares pertinentes e relatório médico bem fundamentado, que será submetido à criteriosa análise por parte da equipe reguladora, de acordo com o 1º do art. 4º da Portaria SAS/MS 055/1999; A requisição da viagem de ida autorizará o fornecimento imediato da(s) passagens aérea para o destino do seu tratamento. Ao passo que a requisição da viagem de retorno autorizará a emissão de bilhete, no caso PTA, quando da alta do paciente, devendo a mesma ser encaminhada ao detentor do Registro de Preços, o qual somente emitirá o bilhete promocional de volta quando solicitado por essa Gerência de TFD/SESAU, que por sua vez terá sido informada pelo paciente sobre sua condição positiva de retorno ao domicílio, Aqueles pacientes que receberem passagens aéreas deverão apresentar canhotos das mesmas, para fins de prestação de contas; 7- Para procedimentos de alta complexidade devem ser observados os critérios específicos definidos pelo Ministério da Saúde; 8- O benefício não será concedido para tratamento no exterior. DAS DESPESAS 1- As despesas permitidas pelo TFD são aquelas relativas a transporte aéreo, terrestre ou fluvial para paciente e acompanhante (se houver), bem como as despesas com preparação e traslado do corpo, em caso de óbito em TFD; 2- Só serão permitidas despesas citadas no item 1, quando forem esgotados os recursos de tratamento no domicílio (com base na PPI); 3-A responsabilidade pelo pagamento de despesas com deslocamentos intermunicipal será atribuído às Secretarias Municipais de Saúde, devendo ser autorizados de acordo com a disponibilidade orçamentária dos municípios; 4- A responsabilidade pelo pagamento de despesas nos deslocamentos interestaduais é da Secretaria de Estado da Saúde, que utilizará a Tabela de Procedimentos do Sistema de Informações Ambulatoriais do SIA/SUS, devendo ser autorizados de acordo com a disponibilidade orçamentária do Estado; 5- Nos deslocamentos interestaduais, o(s) acompanhante(s) também terá(ão) direito ao pagamento das despesas com transporte assegurado pela SESAU, conforme Tabela do SIA/ SUS; 6- O pagamento das despesas relativas ao deslocamento de pacientes em TFD, conforme a Tabela do SIA/SUS, será concedido exclusivamente àqueles atendidos na rede pública, conveniada ou contratada pelo SUS; 7- Quando da alta do paciente houver necessidade de acompanhante para seu retorno, o órgão de TFD de origem providenciará o deslocamento do mesmo; 8- O pagamento das despesas relativas ao deslocamento para TFD só será permitido quando esgotados todos os meios de tratamento na localidade de residência; 9- Fica vedado o pagamento de TFD em deslocamentos inferiores a 50 km de distância. DO CONTROLE 1-O controle das despesas com deslocamento intermunicipal de pacientes para TFD será realizado pelas Secretarias Municipais de Saúde.O controle para deslocamentos interestaduais será realizado pela Secretaria de Estado da Saúde; 2- A Secretaria de Estado da Saúde - SESAU e as Secretarias Municipais de Saúde - SMS deverão organizar os comprovantes das despesas relativas aos TFD s de modo a manter disponível a documentação comprobatória das despesas, de acordo com este Regulamento. DEFINIÇÃO DE RESPONSABILIDADE SECRETARIA DE ESTADO DA SAUDE 1-A Secretaria de Estado da Saúde, através da Gerência Estadual de Tratamento Fora de Domicílio TFD, subordinada ao GISCAS(Gerência de Informação em Serviços,Controle e Auditoria em Saúde), é responsável pelo recebimento e encaminhamento dos Processos de TFD dos pacientes residentes no estado de Rondônia que necessitarem de atendimento médico integral nos municípios de Porto Velho ou fora do Estado; 2-Todos os Processos de TFD serão objeto de análise dos profissionais médicos integrantes da Comissão Médica; 3-Os Processos de TFD, autorizados ou negados, serão devolvidos à Delegacia Regional de Saúde, que os encaminhará à Secretaria de Saúde do município de residência do paciente ; 4-A autorização das despesas para deslocamentos de pacientes e acompanhantes (se houver) para fora do Estado, será atribuição do gestor estadual; 5-Caberá a SESAU, através da GPOP(Gerência de Planejamento,Orçamento e Projetos), programar as despesas com TFD para atendimento fora do Estado; 6-Caberá a SESAU, através do FES(Fundo Estadual de Saúde) repassar recursos financeiros para as despesas com deslocamentos aos pacientes e acompanhantes, se houver, para atendimento fora do Estado; 7-As despesas decorrentes dos serviços funerários (preparação e traslados) de óbitos ocorridos em TFD fora do Estado, também serão de responsabilidade da SESAU; DEFINIÇÃO DE RESPONSABILIDADE SECRETARIAS MUNICIPAIS DE SAUDE 1-Análise dos processos de TFD, para autorizar ou não o mesmo com base na PPI; 2-As despesas com preparação e traslado do corpo, em caso de óbito em TFD, autorizados nos deslocamentos intermunicipais são de responsabilidade da SMS do município de origem do paciente. DAS PENALIDADES 1- O usuário ou acompanhante que intentar vender suas passagens a terceiros perderá o benefício adquirido e sofrerá as penalidades previstas em lei; 2- O cancelamento da solicitação do Pedido de Transporte Aéreo acarretará ao usuário multa por bilhete mais diferença de tarifa, em caso de mudança de data e itinerário. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS 1 - A SESAU/RO criará Central de Regulação,à qual se articulará ao T.F.D.; 2 -Os profissionais médicos e enfermeiros, quando requisitados para acompanhamento de pacientes para T.F.D, receberão diárias previstas em decreto; 3- Nos casos de comprovada urgência ou emergência, o processo será abreviado, devendo o médico assistente do paciente, contatar com a Comissão Médica da Gerência do T.F.D. para justificativa técnica; 4- Não serão incluídos para T.F.D. os pacientes de casos psiquiátricos e fisioterápicos; 5- Terão direito a acompanhante somente os pacientes menores de 18 (dezoito) anos, maiores de 65 (sessenta e cinco) anos ou aqueles para os quais haja recomendação médica fundamentada; 6- O paciente que deliberadamente buscar tratamento interestadual e intermunicipal sem obedecer aos trâmites do T.F.D. perderá o direito do ressarcimento das despesas com deslocamento, como não terá direito aos benefícios de retorno; 7- Os casos omissos nesta Portaria, serão decididos pela Comissão Médica e Assistentes Sociais da Gerência de T.F.D/SESAU/RO e deverão ser fundamentados; 8- Caberá aos municípios a elaboração de Regulamento Técnico de Tratamento Fora de Domicílio que normalize os procedimentos no âmbito municipal.

6 6 DOE Nº 0102 Porto Velho, ANEXO 1A 1-DATA: 2-MÉDICO/CRM: 3-DESTINO: 4-PACIENTE: 5-IDADE: 6-SEXO:M( ) F( ) 7-ESPECIALIDADE SOLICITADA: 8-MOTIVO DO ENCAMINHAMENTO a) ( )Elucidação diagnóstica b) ( )Tratamento habitual não responsivo c) ( )Outros.Quais? 9-HIPÓTESE DIAGNÓSTICA: 10-Retorno: ( )SIM ( )NÃO ********************************************************************************************************************************************** SESAU SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE FICHA DE ENCAMINHAMENTO-Referência 1-UNIDADE ENCAMINHADORA: 3-DESTINO: 2-MUNICÍPIO: 4-PACIENTE: 5-IDADE: 6-SEXO:M( ) F( ) 7-ESPECIALIDADE SOLICITADA: 8-MOTIVO DO ENCAMINHAMENTO a) ( )Elucidação diagnóstica b) ( )Tratamento habitual não responsivo c) ( )Outros.Quais? 9-HISTÓRICO: a) Anamnese: b)exame físico: c)evolução: 10-TRATAMENTO REALIZADO: a)medicação(dose/tempo de Uso): b)outros: 11-HIPÓTESE DIAGNÓSTICA: 12-EXAMES REALIZADOS(Especificar) Anexar Resultados 13-MÉDICO/CRM: 14-DATA:

7 DOE Nº 0102 Porto Velho, ANEXO 1 B SESAU SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 1-UNIDADE ENCAMINHADORA: 2-MUNICÍPIO: FICHA DE ENCAMINHAMENTO- Contra-Referência 3-DESTINO: 4-PACIENTE: 5-IDADE: 6-SEXO:M( ) F( ) 7-DIAGNÓSTICO: 8-TRATAMENTO REALIZADO: a)medicação(dose/tempo de Uso): b)outros: 9-MÉDICO/CRM: 10-DATA: **************************************************************************************************************************************** SESAU SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE FICHA DE ENCAMINHAMENTO- Contra-Referência 1-UNIDADE ENCAMINHADORA: 3-DESTINO: 2-MUNICÍPIO: 4-PACIENTE: 5-IDADE: 6-SEXO:M( ) F( ) 7-DIAGNÓSTICO: 8-TRATAMENTO REALIZADO: a)medicação(dose/tempo de Uso): b)outros: 9-MÉDICO/CRM: 10-DATA: *************************************************************************************************************************************** SESAU SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE FICHA DE ENCAMINHAMENTO- Contra-Referência 1-UNIDADE ENCAMINHADORA: 3-DESTINO: 2-MUNICÍPIO: 4-PACIENTE: 5-IDADE: 6-SEXO:M( ) F( ) 7-DIAGNÓSTICO: 8-TRATAMENTO REALIZADO: a)medicação(dose/tempo de Uso): b)outros: 9-MÉDICO/CRM: 10-DATA:

8 8 DOE Nº 0102 Porto Velho, ANEXO 2 - FRENTE SESAU SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE Policlínica Oswaldo Cruz TFD/ SUS/ SESAU/ RONDÔNIA Pedido de Tratamento Fora de Domicílio/ Laudo Médico PTFD/LM OS CAMPOS COM * SÃO DE PREECHIMENTO OBR IGATÓRIO PACIENTE Nome do Paciente:* Telefone:* Endereço:* Idade: Município :* DADOS DO MÉDICO SOLICITANTE Nome:* CRM:* CPF:* Telefone:* Diagnóstico Inicial CID 10 (Ex: A 17.0):* Procedimento Solicitado:* Caráter de Internação:* Clínica:* PRINCIPAIS SINAIS E SINTOMAS CLÍNICOS:* CONDIÇÕES QUE JUSTIFICAM A INTERNAÇÃO:* PRINCIPAIS RESULTADOS DAS PROVAS DIAGNÓSTICAS:* DATA DA INCLUSÃO: / / IDENTIFICAÇÃO DO ACOMPANHANTE Nome do Acompanhante:* Endereço:* Carteira de Identidade:* CPF:* Telefone:* DADOS REFERENTES À AVALIAÇÃO CLÍNICA GERAL DO ESTADO DO PACIENTE Condições Hemodinâmicas (incluindo necessariamente a mensuração da PA):* Padrão Respiraório:* Funções Renal e Hepática:* Estado Neurológico Sumário:* Estado Nutricional:* Caracterização de eventual urgência na realização do procedimento:*

9 DOE Nº 0102 Porto Velho, ANEXO 2 - VERSO História progressiva e atual significativa especialmente quanto ao uso e alergia a medicamento, bem como alergia e contrastes, anestésicos e antisépticos:* Informações sobre dados de exame físico realizados nos últimos 08 dias, com transcrição das informações (podem ser na forma estruturada ou não):* Atestar o meio de transporte adequado à patologia do paciente: Justificar em caso de transporte aéreo:* Atestar a necessidade de acompanhante Justificar em caso da necessidade de acompanhante: Local e Data: SECRETÁRIO MUNICIPAL DE SAÚDE (INTERIOR) MÉDICO ASSISTENTE CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA USO EXCLUSIVO DA COMISSÃO DO TFD PARECER DA COMISSÃO MÉDICA DO TFD 1º Perito 2º Perito 3º Perito ( ) SIM ( ) NÃO ( ) SIM ( ) NÃO ( ) SIM ( ) NÃO Em, / / Em, / / Em, / / ASSINATURA E CARIMBO ASSINATURA E CARIMBO ASSINATURA E CARIMBO MÉDICO MÉDICO MÉDICO JUSTIFICATIVA DE INDEFERIMENTO:

10 10 DOE Nº 0102 Porto Velho, ANEXO 3 SESAU SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE Policlínica Oswaldo Cruz TFD/ SUS/ SESAU/ RONDÔNIA DECLARAÇÃO I Dados da Identificação Pessoal: Nome do Paciente: Data de nascimento: / / Sexo: Feminino ( ) Masculino ( ) Filiação: Pai: Mãe: RG: SSP/: CPF: II Endereço Residencial: Rua/Av: Nº Bairro: Complemento: CEP: Cidade: Estado: Tel: ( ) III Dados do Acompanhante: Nome do Acompanhante: RG: SSP: Data de Nascimento: / / 1 Declaro, pelo presente documento, que recebi o benefício de passagens por via ( ) aérea ( ) terrestre, trecho para embarque no dia / / referente a solicitação para tratamento fora do domicilio efetuado pelo médico assistente com o diagnóstico provável de e deferido pela comissão de TFD desse Estado de Rondônia, para atendimento em no Hospital conforme agendamento em anexo. 2 Declaro, ter conhecimento da destinação e finalidade específica do benefício que estou recebendo (atendimento médico), inclusive das penalidades passíveis, caso haja utilização indevida deste bem. 3 Declaro que estou devidamente orientado quanto proceder devolução do comprovante de viagem, bem como apresentação de relatório médico dos procedimentos realizados. Porto Velho, / / Assinatura do Beneficiário Assistente Social OBS: Benefício entregue ao representante. Documento de Autorização: Dados da Identificação Pessoal: Nome: RG : CPF: Telefone: ( ) Endereço: Assinatura do Beneficiário

11 DOE Nº 0102 Porto Velho, Anexo 4 CENTRAL NACIONAL DE REGULAÇÃO DE ALTA COMPLEXIDADE CNRAC Instituída pela Portaria GM/SAS n º 2309, de 19 de dezembro de 2001, com o objetivo de coordenar a referência interestadual de pacientes que necessitem de assistência hospitalar de alta complexidade, nas áreas de cardiologia, oncologia, traumato-ortopedia, neurocirurgia e exploração diagnóstica e cirurgia para epilepsia. A assistência ambulatorial em alta complexidade se dá única e exclusivamente para o grupo 26 da Hemodinâmica. Os procedimentos serão financiados pelo Ministério da Saúde, com recursos do Fundo de Ações Estratégicas e Compensação/FAEC, por meio da Câmara Nacional de Compensação. Somente poderão ser inscritos na CNRAC solicitações para atendimento de pacientes que necessitarem de assistência hospitalar de alta complexidade, em outro estado, quando residirem em estado com ausência ou insuficiência na oferta desses procedimentos. Informações necessárias para inclusão na CNRAC: Para Epilepsia: Idade de início das crises; Descrição do(s) tipo(s) de crise(s); Freqüência das crises (especificar a freqüência de cada tipo) nos últimos 6 meses; Medicações utilizadas e em quais doses; Resultados dos exames de investigação: EEG TC RM Outros Descrição do exame neurológico; Doenças associadas. Para Neurocirurgia: Anamnese com dados neurológicos relevantes (data de início, evolução, etc.); Exame neurológico; Resultado dos exames complementares que indicam o procedimento. Para Cardiologia: a) Geral: Diagnóstico Anamnese dirigida e Classe funcional; Laudo descritivo ECG; Laudo descritivo Teleradiografia tórax; b) Hemodinâmica: Cateterismo: Resultado de teste de avaliação funcional prévio ou impossibilidade de realização de um teste não invasivo. Angioplastia coronariana: Laudo descritivo do CAT e laudo descritivo de teste de avaliação funcional. Valvuloplastia: Laudo descritivo do ecocardiograma e/ou do cateterismo com respectivas pressões. Idade acima de 45 anos, laudo descritivo da coronariografia. Congênita Ecocardiograma. c) Cirurgia: c.1) Congênita Laudo descritivo do ecocardiograma e/ou cateterismo. Avaliação odontológica. c.2) Orovalvar Ecocardiograma ou cateterismo Adulto com idade acima de 45 anos à Laudo descritivo da coronariografia. Avaliação odontológica. c.3) Miocardiopatia Ecocardiograma ou cateterismo Adulto com idade acima de 45 anos à Laudo descritivo da coronariografia. c.4) Revascularização miocárdica Laudo descritivo do cateterismo e teste de avaliação funcional sempre que possível. c.5) Marca-passo Laudo descritivo do ECG e/ou HOLTER e/ou Eletrofisiológico. Medicação em uso. Ecocardiograma - Multi-sítio d) Estudo Eletrofisiológico/Ablação: ECG e/ou HOLTER; Ecocardiograma (Defeito estrutural / Função ventricular). e) Cardioversor e Desfibrilador: Estudo eletrofisiológico obrigatório. Para Ortopedia: a) Grupo Tratamento Cirúrgico da Coluna Vertebral: Artrodese da coluna por via anterior torácica Artrodese da coluna por via anterior lombar Descompressão ântero - lateral da medula Osteotomia da coluna Tratamento cirúrgico da pseudoartrose da coluna Doença ou doenças que indicam o procedimento. Quais sintomas influem na indicação? Que sinais específicos determinam o tratamento? Evolução (tempo de doença e operações prévias). Quais dados de imagem reforçam a indicação? Quadro neurológico (sensiblidade, motricidade e reflexos profundos, presença de piramidalismo). Qual resultado ou benefício é esperado do tratamento? b) Tratamento Cirúrgico da Escoliose: Quais sintomas e sinais influenciaram na indicação? Evolução (tempo de doença e operações prévias).] Dados de imagem para a indicação: a. Local e tipo de curva b. Graus da curva ( Cobb) c. Maturidade da coluna ( Risser ) Quadro neurológico (sensiblidade, motricidade e reflexos profundos, presença de piramidalismo). Qual resultado ou benefício é esperado do tratamento? c) Grupo Tratamento Cirúrgico na Cintura Pélvica V: Desarticulação inter-ilíaco abdominal GRUPO CIRURGIA NA CINTURA ESCAPULAR III Desarticulação inter-escapulo-torácica GRUPO REVISÃO E/OU RECONSTRUÇÃO DE QUADRIL Revisão e/ou reconstrução de quadril GRUPO REVISÃO E/OU RECONSTRUÇÃO DE JOELHO Revisão e/ou reconstrução de joelho GRUPO TRATAMENTO CIRÚRGICO NA MÃO III Transposição dedo GRUPO RETALHO MICRO CIRÚRGICO Retalho micro cirúrgico GRUPO REPARAÇÃO DE LESÃO DO PLEXO BRAQUIAL Reparação de lesão do plexo braquial GRUPO ENXERTO ÓSSEO VASCULARIZADO Enxerto ósseo vascularizado Doença ou doenças que indicam o procedimento. Quais sintomas influem na indicação? Que sinais específicos determinam o tratamento? Evolução (tempo de doença e operações prévias). Quais dados de imagem reforçam a indicação? d) Grupo Tratamento Cirúrgico da Articulação Escapulo-Umeral IV: Artroplastia da escapulo-umeral GRUPO TRATAMENTO CIRÚRGICO NO COTOVELO IV Artroplastia do cotovelo (com implante) GRUPO TRATAMENTO CIRÚRGICO NA MÃO III Artroplastia interfalangeana Artroplastia metacarpo-falangeana GRUPO TRATAMENTO CIRÚRGICO NA ARTICULAÇÃO COXO-FEMURAL VI Artroplastia coxo-femural de revisão GRUPO TRATAMENTO CIRÚRGICO NA ARTICULAÇÃO DO JOELHO IV Artroplastia de revisão do joelho Artroplastia total do joelho (com implante) Doença ou doenças que indicam o procedimento. Quais sintomas influem na indicação? Evolução (tempo de doença e operações prévias) Que sinais específicos determinam o tratamento? a) Perda de movimento - graus? b) Instabilidade - tipo? Quais dados de imagem reforçam a indicação? a) Estado articular

12 12 DOE Nº 0102 Porto Velho, b) Alinhamento anormal graus c) Perda ósteo-articular Existe possibilidade de tratamento conservador ou de reconstrução não protética? OBS. Em caso de revisão de artroplastia informar as condições atuais da prótese, tempo decorrido e atos operatórios após a artroplastia primária e motivo da falha. e) Grupo Tratamento Cirúrgico do Fêmur IV: Alongamento do fêmur GRUPO TRATAMENTO CIRÚRGICO NA PERNA IV Alongamento dos ossos da perna Doença ou doenças que indicam o procedimento. Quais sintomas influem na indicação? Que sinais específicos determinam o tratamento? Evolução (tempo de doença e operações prévias) Dados de imagem a) Medidas do escanograma b) Estado articular do quadril e joelho c) Eixo mecânico ou anatômico dos membros inferiores Mensurações a) Distância espinha ilíaca ântero-superior - maléolo medial b) Distância espinha ilíaca ântero-superior - linha articular medial do joelho c) Distância cicatriz umbilical - maléolo medial f) Grupo Tratamento Cirúrgico na Articulação do Joelho IV: Tratamento cirúrgico de ruptura de ligamento do joelho por ligamentoplastia Doença ou doenças que indicam o procedimento. Quais sintomas influem na indicação? Que sinais específicos determinam o tratamento? Evolução (tempo de doença e operações prévias). Sinais de instabilidade a) Bocejo em extensão e flexão de 30º b) Graus de translação (Lachman) c) Graus de ressalto ( Pivot shift ) Dados de imagem (estado articular do joelho em relação a presença de artrose, subluxação lateral e eixo anatômico ou mecânico) g) Grupo Ressecção de Tumor ósseo (com utilização de próteses não convencionais): Ressecção de tumor ósseo (com utilização de próteses não convencionais) Ressecção de tumor ósseo (com utilização de próteses não convencionais) Diagnóstico clínico e radiográfico Tem biópsia? Qual resultado? Classificação e estadiamento do tumor Evolução (tempo de doença e operações prévias) Para Oncologia: 1 - Justificativa do procedimento: Localização do tumor primário com CID Diagnóstico cito/histopatológico datado Grau histopatológico CID 10 morfologia Estádio (UICC ou outro sistema) Linfonodos regionais invadidos (sim, não, não avaliáveis) Localização da(s) metástase(s) 2 - Tratamentos anteriores: Data de início e descrição 3 - Performance status PS: Classificar pelas cinco alternativas: Zero - Paciente completamente ativo, desempenhando atividades prévias a doença sem restrições. 1 - Paciente restrito em atividades físicas vigorosas, mas está deambulando e capaz de realizar tarefas leves e sedentárias. 2 - Paciente está deambulando e realiza o cuidado pessoal, mas é incapaz de trabalhar; paciente passa fora da cama mais de 50% do dia útil. 3 - Paciente só realiza tarefas limitadas do cuidado pessoal; confinado à cama ou cadeira de rodas mais de 50% do dia útil. 4 - Paciente completamente debilitado e incapaz de cuidados pessoais; completamente confinado à cama ou cadeira de rodas. TERMO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO E RATIFICAÇÃO DE DESPESA PROCESSO nº /2004 O SECRETÁRIO DE ESTADO DA SAÚDE, consoante a necessidade de atender a Gerência do Fundo Estadual de Saúde/GFES/ SESAU, referente à contratação de empresa especializada, para prestação de serviços de saúde para realização de exame de Ecocardiograma com Fluxo a Cores, conforme o que consta no Processo Administrativo Nº , nos termos do artigo 24, inciso IV, da Lei nº 8.666/93, RATIFICA e HOMOLOGA despesa no valor total de R$ 120,00 (cento e vinte reais), em favor da empresa CARDIO SERVICE. Porto Velho (RO), 30 de agosto de MILTON LUIZ MOREIRA Secretário de Estado da Saúde TERMO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO E RATIFICAÇÃO DE DESPESA PROCESSO nº /2004 O SECRETÁRIO DE ESTADO DA SAÚDE, consoante a necessidade de atender a Requisição do Ministério Público, referente à contratação de empresa especializada, para prestação de serviços de saúde para realização dos exames de Carga Viral Quantitativo Para PCR Vírus C e Genotipagem Para Vírus C, conforme o que consta no Processo Administrativo Nº , nos termos do artigo 24, inciso IV, da Lei nº 8.666/93, RATIFICA e HOMOLOGA despesa no valor total de R$ 485,00 (quatrocentos e oitenta e cinco reais), em favor da empresa NATIVIDA. Porto Velho (RO), 30 de agosto de MILTON LUIZ MOREIRA Secretário de Estado da Saúde Secretaria de Educação PORTARIA N. 730/ GAB/SEDUC Porto Velho, 01 de Setembro de O SECRETÁRIO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições legais, DISPENSAR, a contar de 01/09/04, a servidora LIENE MORAES ASSUNÇÃO, pertencente ao quadro permanente de pessoal civil do Estado de Rondônia, ocupante do cargo de Professora de Ensino Fundamental e Médio Nível III, matrícula nº , da função de Diretora, da EEEFM ROCHA LEAL, Tipologia 03, localizada no Município de Guajará Mirim/RO. Registre-se. Publique se. Cumpra-se. CESAR LICÓRIO Secretário de Estado da Educação PORTARIA N. 729/ GAB/SEDUC Porto Velho, 01 de Setembro de O SECRETÁRIO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições legais e, em cumprimento à decisão judicial exarada nos autos do Mandado de Segurança n , REDESIGNAR, a partir desta data, a servidora OZANA GOMES VIDEIRA REIS, Professora do Ensino de 1º e 2º Graus, pertencente ao quadro de pessoal em extinção do ex-território Federal de Rondônia, sob matrícula siape n , para exercer a função de Diretora da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Rocha Leal, Tipologia 03, localizada no Município de Guajará Mirim - RO. Registre-se. Publique se. Cumpra-se. CESAR LICÓRIO Secretário de Estado da Educação IVO NARCISO CASSOL Governador CARLOS ALBERTO CANOSA Coordenador Geral de Apoio à Governadoria SIOMARA NUNES DE OLIVEIRA Diretora da Imprensa Oficial HOSENIR FERNANDES SOUZA Gerente Financeira Luiza S. Mendes Chefe da Diagramação Diretoria, Administração e Parque Gráfico: Rua Antônio Lacerda, N 4228-A Bairro: Embratel, Setor Industrial. Porto Velho RO CEP: Fone: 0XX(69) MATÉRIAS PARA PUBLICAÇÃO RECEBIMENTO: de 2 a a 5 a feira das 7:30 às 18:00hs. OBS.: Para as matérias que serão publicadas no mesmo dia, o recebimento será até às 9:00hs. TEXTO: A revisão do texto é de inteira responsabilidade do órgão emitente. PUBLICAÇÃO: A Imprensa Oficial tem o prazo de 03 (três) dias úteis para a publicação de qualquer matéria, a partir da data do recebimento. RECLAMAÇÃO: Deverá ser efetuada por escrito a Diretoria da Imprensa Oficial, no prazo máximo de 05 (cinco) dias úteis após a publicação.

13 DOE Nº 0102 Porto Velho, Sec. de Segurança, Defesa e Cidadania Polícia Militar PORTARIA Nº 030/ DP-10, DE 26 DE AGOSTO DE Dispõe sobre a Exclusão do estado efetivo, de Policiais Militares do Ex- Território Federal de Rondônia, transferidos para a Inatividade. A COMANDANTE GERAL DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso de suas atribuições legais, que lhe confere o Decreto Lei nº 09-A, de 09 de março de 1982, Estatuto dos Policiais Militares do Estado de Rondônia e, o Parágrafo Ùnico do Artigo 89 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias da CF, e considerando o disposto no Decreto de nº , de 13 de agosto de 2004, RESOLVE: Art. 1º - Excluir do estado efetivo, da Polícia Militar do Estado de Rondônia, onde se encontravam na situação de cedidos ao Estado de Rondônia, por força da EC 38/2002, e ainda por terem sido desligados do estado efetivo de suas OPM s, conforme o parágrafo único, do artigo 89 do Decreto Lei nº 09-A, de 09 de março de 1982, Estatuto dos Policiais Militares do Estado de Rondônia, os seguintes Policiais Militares transferidos para a Reserva Remunerada: - 1º TENENTE PM RE FRANCISCO ASSIS LIMA, transferido para Reserva Remunerada a pedido conforme o Decreto nº11.090, de 01 de Julho de 2004, desligado do estado efetivo de sua OPM, em 09 de julho de 2004; - SUBTENENTE PM RE EUDES VIEIRA MACÁRIO, transferido para Reserva Remunerada a pedido conforme Portaria 029/ DP-10, de 30 de julho de 2004, desligado do estado efetivo de sua OPM, em 02 de agosto de 2004; - 1º SARGENTO PM RE FRANCISCO DAS CHAGAS DE MORAES JORGE, transferido para Reserva Remunerada a pedido conforme Portaria 027/DP-10, de 30 de Julho de 2004, desligado do estado efetivo de sua OPM, em 06 de agosto de 2004; - 3º SARGENTO PM RE ERON CUNHA DE OLIVEIRA, transferido para Reserva Remunerada a pedido conforme Portaria 028/ DP-10, de 30 de julho de 2004, desligado do estado efetivo de sua OPM, em 06 de agosto de 2004; - 3º SARGENTO PM RE JOSÉ PAULINO DE SOUZA, transferido para Reserva Remunerada a pedido conforme Portaria 028/ DP-10, de 30 de junho de 2004, desligado do estado efetivo de sua OPM, em 09 de julho de 2004; - 3º SARGENTO PM RE CARLOS RODRIGUES DA SILVA, transferido para Reserva Remunerada a pedido conforme Portaria 025/DP-10, de 30 de junho de 2004, desligado do estado efetivo de sua OPM, em 06 de agosto de 2004; Art. 3º - Determinar aos órgãos competentes que adotem as providências cabíveis na esfera de suas atribuições. Art. 4º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação. ANGELINA DOS SANTOS CORREIA RAMIRES CEL PM Comandante Geral da PMRO DETRAN AVISO DE HOMOLOGAÇÃO E ADJUDICAÇÃO CARTA CONVITE N.º 086/2004-SUPEL-RO O Departamento Estadual de Trânsito- DETRAN/RO, torna público, aos interessados, que a Carta Convite acima citada, cujo objeto é aquisição e serviço de carimbos e chaves, para atender ao DETRAN/RO, no município de Porto Velho RO, referente ao processo administrativo nº 1525/DETRAN/RO, foi HOMOLOGADA e ADJUDICADA, com base no art. 43, inciso VI, da Lei Federal n.º 8.666/93, no valor total de R$ ,65 (DEZESSETE MIL CENTO E SETENTA E NOVE REAIS E SESSENTA E CINCO CENTAVOS) em favor da empresa: AMBIENTAL ENGENHARIA E SERVIÇOS LTDA LTDA, vencedora do certame licitatório, de todos os itens, por ofertar o menor preço e por ser a mais vantajosa para a administração pública. Porto Velho-RO, 26 de agosto de PUBLIQUE-SE NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO. DIRLAINE JAQUELINE CASSOL DE SOUZA Diretora Geral DETRAN/RO Portarian.2925/GAB/DETRAN-RO. Em,05/08/2004. PROCESSO Nº 5890/04 DUAL DE TRÂNSITO, no uso de suas atribuições conferidas pela Lei Complementar n. 97, de 08 de dezembro de 1993, e em conformidade com a Resolução n. 008/03/Conselho Diretor/Detran/RO, de 20 de novembro de Art. 1º - Autorizar o deslocamento do(s) servidor(es), do DETRAN-RO. Relacionado(s\ abaixo: NOME CADASTRO CARLOS AUGUSTO SILVA BRAGA JOSÉ DIAS DE CASTRO EDNO RAMOS DE ARAÚJO EDIMAR ERNESTO DO NASCIMENTO Ao(s) Municípios(s) de: São Francisco do Guaporé, Alta Floresta, Nova Brasilândia, Rolim de Moura e adjâncência, no período de: 15 à , com o objetivo de: Proceder notificações, oitivas de testemunha, interrogatórios de implicados, citações, além de outras diligências relacionadas com Sindicâncias Administrativas e Ordens de Serviços, que apuram irregularidades diversas praticadas por diversos Despachantes e CFCs. Art. 2º - O prazo para a prestação de contas será de 05 dias para o servidores lotados na capital e de 10 dias para os lotados no Interior; Art. 3º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Portaria n. 2926/GAB/DETRAN-RO. Em,05/08/2004. PROCESSO Nº 5914/04 DUAL DE TRÂNSITO, no uso de suas atribuições conferidas pela Lei Complementar n. 97, de 08 de dezembro de 1993, e em conformidade com a Resolução n. 008/03/Conselho Diretor/Detran/RO, de 20 de novembro de Art. 1º - Autorizar o deslocamento do(s) servidor(es), do DETRAN-RO. Relacionado(s\ abaixo: NOME CADASTRO CARLOS ALBERTO KERBER LOTAÇÃO: VILHENA Ao(s) Municípios(s) de: Porto Velho, no período de: 09 à , com o objetivo de: Retirar planilha de DUT e DUAL. Art. 2º - O prazo para a prestação de contas será de 05 dias para o servidores lotados na capital e de 10 dias para os lotados no Interior; Art. 3º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Portaria n. 3125/GAB/DETRAN-RO. Em,13/08/2004. PROCESSO Nº 6151/04 DUAL DE TRÂNSITO, no uso de suas atribuições conferidas pela Lei Complementar n. 97, de 08 de dezembro de 1993, e em conformidade com a Resolução n. 008/03/Conselho Diretor/Detran/RO, de 20 de novembro de Art. 1º - Autorizar o deslocamento do(s) servidor(es), do DETRAN-RO. Relacionado(s\ abaixo: NOME CADASTRO ROBSON SANTANA PINTO LOTAÇÃO: ROLIM DE MOURA ROBERTINHO OLIVEIRA DE LIMA LOTAÇÃO: ROLIM DE MOURA MIGUEL CARLOS PEREIRA DA CRUZ LOTAÇÃO: ROLIM DE MOURA Ao(s) Municípios(s) de: Ministro Andreazza, Castanheiras, Primavera de Rondônia e Presidente Médice, no período de: 16 à , com o objetivo de: Fazer levantamento de dados e informações de interesse da Autarquia, atendendo determinação superior da Diretoria Geral do DETRAN/RO, cujos resultados serão posteriormente dissertados em relatório. Art. 2º - O prazo para a prestação de contas será de 05 dias para o servidores lotados na capital e de 10 dias para os lotados no Interior; Art. 3º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Portaria n. 3126/GAB/DETRAN-RO. Em,13/08/2004. PROCESSO Nº 6189/04 DUAL DE TRÂNSITO, no uso de suas atribuições conferidas pela Lei Complementar n. 97, de 08 de dezembro de 1993, e em conformidade com a Resolução n. 008/03/Conselho Diretor/Detran/RO, de 20 de novembro de Art. 1º - Autorizar o deslocamento do(s) servidor(es), do DETRAN-RO. Relacionado(s\ abaixo: NOME CADASTRO HAZAEL MATINS IVANILCE SOARES DA SILVA ANTÔNIO FERREIRA DE OLIVEIRA Ao(s) Municípios(s) de: Ouro Preto D Oeste, no período de: 16 à , com o objetivo de: Apurar possível fraude na emissão de CNHs. Art. 2º - O prazo para a prestação de contas será de 05 dias para o servidores lotados na capital e de 10 dias para os lotados no Interior; Art. 3º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Portaria n. 3152/GAB/DETRAN-RO. Em,17/08/2004. PROCESSO Nº 6295/04 DUAL DE TRÂNSITO, no uso de suas atribuições conferidas pela Lei Complementar n. 97, de 08 de dezembro de 1993, e em conformidade com a Resolução n. 008/03/Conselho Diretor/Detran/RO, de 20 de novembro de Art. 1º - Autorizar o deslocamento do(s) servidor(es), do DETRAN-RO. Relacionado(s\ abaixo: NOME CADASTRO ANANIAS ALVES FILHO

14 14 DOE Nº 0102 Porto Velho, ANTÔNIO COSTA SENA WISNEY DA SILVA BARROS Ao(s) Municípios(s) de: Itapuã D Oeste e Ariquemes, no período de: 18 à , com o objetivo de: Fazer diligência e Instrução de Sindicância Administrativa Disciplinar contra o CFC Chaves. Art. 2º - O prazo para a prestação de contas será de 05 dias para o servidores lotados na capital e de 10 dias para os lotados no Interior; Art. 3º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Portaria n. 2924/GAB/DETRAN-RO. Em,05/08/2004. PROCESSO Nº 5702/04 DUAL DE TRÂNSITO DE RONDÔNIA, no uso de suas atribuições conferidas pela Lei Complementar n. 97, de 08 de dezembro de 1993, e em conformidade com a Resolução n. 008/03/Conselho Diretor/Detran/ RO, de 20de novembro de 2003; Art. 1º - PRORROGAR, pelo prazo 06 (seis) dias, a Portaria n. 2817/GAB/DETRAN/RO, de , que autorizou o deslocamento dos servidores: HAZAEL MARTINS, IVANILCE SOARES DA SILVA e EDNO RAMOS DE ARAÚJO, com o objetivo de dar continuidade nas investigações referentes a venda de CNHs. Art. 2º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Portaria n. 3057/GAB/DETRAN-RO.Em,10/08/2004. PROCESSO Nº 5274/04 DUAL DE TRÂNSITO DE RONDÔNIA, no uso de suas atribuições conferidas pela Lei Complementar n. 97, de 08de dezembro de 1993, e em conformidade com a Resolução n. 008/03/Conselho Diretor/Detran/ RO, de 20de novembro de 2003; Art. 1º - TORNA VÁLIDO, o deslocamento do servidor MARCOS SÉRGIO DO NASCIEMENTO, no período de 02 à 06; 12 à 13; 16 à 20 e 23 à , em substituição a JESIENE ANDRADE, por ter sido dispensada do Cargo de Membro da Comissão Regional de Exames de Direção Veicular, do DETRAN/RO, no Município de Rolim de Moura. Portaria n. 3133/GAB/DETRAN-RO.Em,13/08/2004. PROCESSO Nº 4768/04 DUAL DE TRÂNSITO DE RONDÔNIA, no uso de suas atribuições conferidas pela Lei Complementar n. 97, de 08 de dezembro de 1993, e em conformidade com a Resolução n. 008/03/Conselho Diretor/Detran/ RO, de 20 de novembro de 2003; Art. 1º - TORNA SEM EFEITO, a Portaria n. 2390/04/GAB/DETRAN/RO, de 01 de julho de 2004, publicada no Diário Oficial do Estado n. 0068, de , e TORNAR VÁLIDO deslocamento da servidora JUDITH CAVALCANTE CAPITÃO LAVOR, no período de 06 à , com o objetivo de : Acompanhar audiências de instrução, dos autos de PAD 009/2004, em que responde na qualidade acusada. REPUBLICAÇÃO POR ERRO MATERIAL DUAL DE TRÂNSITO DE RONDÔNIA, no uso de suas atribuições conferidas pela Lei Complementar n. 97, de 08 de dezembro de 1993, e em conformidade com a Resolução n. 008/03/Conselho Diretor/Detran/ RO, de 20 de novembro de CORRIGE, em parte, o teor da portaria n. 1669/04/GAB/DETRAN/RO, de 25 de maio de 2004, publicada no Diário Oficial do Estado n , de Onde se lê: Art no período de 01 à Leia-se : Art no período de 01; 02; 10; 13 à 18; 21 à 25 e 28 à REPUBLICAÇÃO POR ERRO MATERIAL DUAL DE TRÂNSITO DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso de suas atribuições conferidas pela Lei Complementar n. 97, de 08 de dezembro de 1993, e em conformidade com a Resolução n. 008/03/Conselho Diretor/Detran/RO, de 20 de novembro de CORRIGE, em parte, o teor da portaria n. 2861/04/GAB/DETRAN/RO, de 02 de agosto de 2004, publicada no Diário Oficial do Estado n , de Onde se lê: Art com o objetivo : Levantar subsídios com visitas a alteração no PPA/ Leia-se : Art com o objetivo : Levantar subsídios com vistas a alteração no PPA/ Secretaria de Finanças CRE REPASSE DE ICMS AOS MUNICÍPIOS - DEMONSTRATIVO VALORES REPASSADOS , , , , ,07 PERÍODO 26/07/2004 a 30/07/ /08/2004 a 06/08/ /08/2004 a 13/08/ /08/2004 a 20/08/ /08/2004 a 27/08/2004 DATA DO REPASSE 03/08/04 10/08/04 17/08/04 24/08/04 31/08/04 MUNICÍPIO I Créd./Liq. FUNDEF TOTAL Créd./Liq. FUNDEF TOTAL Créd./Liq. FUNDEF TOTAL Créd./Liq. FUNDEF TOTAL Créd./Liq. FUNDEF TOTAL ALTA FLORESTA , , , , , , , , , , , , , , ,97 ALTO ALEGRE DOS PARECIS 7.119, , , , , , , , , , , , , , ,12 ALTO PARAÍSO 9.282, , , , , , , , , , , , , , ,33 ALVORADA D'OESTE , , , , , , , , , , , , , , ,89 ARIQUEMES , , , , , , , , , , , , , , ,87 BURITIS , , , , , , , , , , , , , , ,04 CABIXI 5.638,74 995, , , , , , , , , , , , , ,01 CACAULÂNDIA 7.699, , , , , , , , , , , , , , ,89 CACOAL , , , , , , , , , , , , , , ,01 CAMPO NOVO DE RONDÔNIA 5.347,06 943, , , , , , , , , , , , , ,62 CANDEIAS DO JAMARI , , , , , , , , , , , , , , ,59 CASTANHEIRAS 3.681,02 649, , , , , , , , , , , ,27 693, ,85 CEREJEIRAS , , , , , , , , , , , , , , ,98 CHUPINGUAIA , , , , , , , , , , , , , , ,99 COLORADO D'OESTE , , , , , , , , , , , , , , ,73 CORUMBIARA , , , , , , , , , , , , , , ,91 COSTA MARQUES 6.599, , , , , , , , , , , , , , ,75 CUJUBIM 9.102, , , , , , , , , , , , , , ,36 ESPIGÃO D'OESTE , , , , , , , , , , , , , , ,33 GOV. JORGE TEIXEIRA 7.964, , , , , , , , , , , , , , ,98 GUAJARÁ MIRIM , , , , , , , , , , , , , , ,67 ITAPOÃ DÓESTE 8.682, , , , , , , , , , , , , , ,87 JARU , , , , , , , , , , , , , , ,22 JI-PARANÁ , , , , , , , , , , , , , , ,51 MACHADINHO , , , , , , , , , , , , , , ,11 MIN. ANDREAZZA 9.201, , , , , , , , , , , , , , ,21 MIRANTE DA SERRA 6.883, , , , , , , , , , , , , , ,19 MONTE NEGRO , , , , , , , , , , , , , , ,85 NOVA BRASILÂNDIA , , , , , , , , , , , , , , ,04 NOVA MAMORÉ 9.147, , , , , , , , , , , , , , ,35 NOVA UNIÃO 4.904,85 865, , , , , , , , , , , ,97 924, ,14 NOVO HORIZONTE 6.207, , , , , , , , , , , , , , ,03 OURO PRETO D'OESTE , , , , , , , , , , , , , , ,82 PARECIS 4.492,89 792, , , , , , , , , , , ,11 846, ,66 PIMENTA BUENO , , , , , , , , , , , , , , ,20 PIMENTEIRAS 5.704, , , , , , , , , , , , , , ,02 PORTO VELHO , , , , , , , , , , , , , , ,09 PRESIDENTE MÉDICI , , , , , , , , , , , , , , ,38 PRIMAVERA DE RONDÔNIA 3.533,71 623, , , , , , , , , , , ,99 665, ,81 RIO CRESPO 5.290,25 933, , , , , , , , , , , ,47 996, ,26 ROLIM DE MOURA , , , , , , , , , , , , , , ,95 SANTA LUZIA 6.502, , , , , , , , , , , , , , ,20 SÃO FELIPE D'OESTE 4.119,12 726, , , , , , , , , , , ,04 776, ,16 SÃO FRANCISCO , , , , , , , , , , , , , , ,01 SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ , , , , , , , , , , , , , , ,50 SERINGUEIRAS 8.690, , , , , , , , , , , , , , ,18 TEIXEIRÓPOLIS 4.601,33 812, , , , , , , , , , , ,90 866, ,89 THEOBROMA 7.310, , , , , , , , , , , , , , ,54 URUPÁ 5.950, , , , , , , , , , , , , , ,18 VALE DO ANARI 4.673,93 824, , , , , , , , , , , ,41 880, ,07 VALE DO PARAÍSO 5.869, , , , , , , , , , , , , , ,67 VILHENA , , , , , , , , , , , , , , ,06 T O T A L , , , , , , , , , , , , , , ,07 TOTAL Créd./Liq. FUNDEF TOTAL , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,94

15 DOE Nº 0102 Porto Velho, Sec. de Est. Prod. e do Desenv. Econômico e Social AVISO DE HOMOLOGAÇÃO E ADJUDICAÇÃO TOMADA DE PREÇOS Nº 069/04-CPLO/SUPEL/RO A Secretaria de Estado da Agricultura, Produção e do Desenvolvimento Econômico e Social SEAPES e a Superintendência Estadual de Turismo SETUR- RO, tornam público, aos interessados, que a Tomada de Preços acima citada, cujo objeto é restauração de 07 (sete) km de trilhos da Estrada de Ferro Madeira Mamoré EFMM, no Município de Porto Velho RO, a pedido da Superintendência Estadual de Turismo SETUR/RO, referente ao PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº /2004/ SEAPES/SETUR/RO, foi HOMOLOGADA e ADJUDICADA, com base no Artigo 43, inciso VI, da Lei Federal nº 8.666/93 e suas alterações, em favor da empresa: TÉCNICA RONDÔNIA DE OBRAS LTDA - TROL, cujo valor total é de R$ ,55 (SEISCENTOS E NOVENTA E QUATRO MIL, OITOCENTOS E CINQUENTA E QUATRO REAIS E CINQUENTA E CINCO CENTAVOS), por ter ofertado o menor preço e por ser a mais vantajosa para a Administração Pública. Porto Velho-RO, 01 de setembro de PUBLIQUE-SE NO QUADRO DE AVISOS DA SUPEL E NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO. LUIZ CLÁUDIO PEREIRA ALVES SECRETÁRIO DE ESTADO/ SEAPES ALEXANDRE CÉSAR AGOSTINHO PEREIRA SUPERINTENDENTE DA SETUR-RO AVISO DE HOMOLOGAÇÃO E ADJUDICAÇÃO PREGÃO Nº 158/2004/SUPEL A Secretaria de Estado da Agricultura, Produção e do Desenvolvimento Econômico e Social - SEAPES, torna público, aos interessados, que o PREGÃO acima citado, cujo objeto é aquisição de 200 toneladas de sementes fiscalizadas de arroz primavera, 100 toneladas de sementes certificadas de arroz primavera, 60 toneladas de sementes fiscalizadas de milho BR-106, 180 toneladas de sementes fiscalizadas de milho AL-Bandeirante e 60 toneladas de sementes híbridas de milho R&G 02 A, para atender a pequenos produtores rurais do Estado de Rondônia, a pedido desta SEAPES, referente ao PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº /2004/SEAPES/RO foi HOMOLOGADO e ADJUDICADO, com base na Lei nº 8.666/93 e suas alterações, no inciso XX do artigo 4º da Lei Federal nº de , e no inciso VI do artigo 6º do Decreto Estadual nº de , em favor das empresas: PIARARA COMÉRCIO E TRANSPORTES LTDA, no item 01 cujo valor total é de R$ ,00 (QUINHENTOS E NOVENTA E QUATRO MIL E OITOCENTOS REAIS), NICOLA VICENZO DI SALVO, nos itens 02 e 05, cujo valor total é de R$ ,00 (QUINHENTOS E QUARENTA E UM MIL REAIS), JOSÉ SÉRGIO EVANGELISTA MOREIRA, no item 03, cujo valor total é R$ ,00 (CENTO E QUARENTA E NOVE MIL, TREZENTOS E QUARENTA REAIS) e AGROPECUÁRIA BETÂNIA S/A, no item 04, cujo valor total é de R$ ,00 (QUATROCENTOS E SESSENTA E QUATRO MIL, DUZENTOS E VINTE REAIS), por terem ofertado os menores preços e por serem as mais vantajosas para a Administração Pública. O valor global da compra é de R$ ,00 (HUM MILHÃO, SETECENTOS E QUARENTA E NOVE MIL, TREZENTOS E SESSENTA REAIS),. Porto Velho- RO, 01 de setembro de PUBLIQUE-SE NO QUADRO DE AVISOS DA SUPEL E NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO. LUIZ CLÁUDIO PEREIRA ALVES Secretário de Estado/SEAPES AVISO DE HOMOLOGAÇÃO E ADJUDICAÇÃO PREGÃO Nº 155/2004/SUPEL A Secretaria de Estado da Agricultura, Produção e do Desenvolvimento Econômico e Social - SEAPES, torna público, aos interessados, que o PREGÃO acima citado, cujo objeto é aquisição de material permanente (motocicletas), a pedido desta SEAPES, referente ao PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº /2004/SEAPES/RO foi HOMOLOGADO e ADJUDICADO, com base na Lei nº 8.666/93 e suas alterações, no inciso XX do artigo 4º da Lei Federal nº de , e no inciso VI do artigo 6º do Decreto Estadual nº de , em favor da empresa: RODÃO AUTO PEÇAS, cujo valor total é de R$ ,00 (OITENTA E DOIS MIL E DUZENTOS REAIS), por ter ofertado o menor preço e por ser a mais vantajosa para a Administração Pública. Porto Velho-RO, 02 de setembro de PUBLIQUE-SE NO QUADRO DE AVISOS DA SUPEL E NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO. LUIZ CLÁUDIO PEREIRA ALVES Secretário de Estado/SEAPES JUCER PORTARIA Nº 062/GAB/JUCER Porto Velho, 01 de Setembro de O Presidente da Junta Comercial do Estado de Rondônia, no uso das atribuições legais que lhe são conferidas pelo Art. 38 inciso XVII do Regimento Interno, e Decreto de 27 de Abril de 2003, e em razão de aprovação obtida no Concurso Público homologado pelo Edital nº 004/JUCER, de 18 de junho de 2004, publicado no Diário Oficial do Estado nº 0051 de 25 de junho de Excluir da Portaria nº 033/GAB/JUCER e do Edital nº 001/GEDIP/JUCER, de 23 de junho de 2004, publicado no Diário Oficial do Estado nº 0051 de 25 de junho de2004, os candidatos ao cargo de Técnico do Registro do Comércio, relação anexa. Dê-se ciência, cumpra-se e registre-se para os devidos fins. João Altair Caetano dos Santos/Presidente Anexa da Portaria nº 062/GAB/JUCER Técnico do Registro do Comércio Nome Classificação Município Kharlo Emmanuely Gonçalves de O e Silva 1º Ariquemes Técnico do Registro do Comércio Nome Classificação Município Gilberto dos Santos 1º Porto Velho Tarcizo Tenório de Melo 4º Porto Velho PORTARIA Nº 063/GAB/JUCER Porto Velho, 01 de Setembro de Nomeia classificados em concurso público para ocuparem cargos efetivos. O Presidente da Junta Comercial do Estado de Rondônia, no uso das atribuições legais que lhe são conferidas pelo Art. 38 inciso XVII do Regimento Interno, e Decreto de 27 de Abril de 2003, e em razão de aprovação obtida no Concurso Público homologado pelo Edital nº 004/JUCER, de 18 de junho de 2004, publicado no Diário Oficial do Estado nº 0051 de 25 de junho de Art. 1º - Ficam nomeados os candidatos constantes do Anexo único a esta Portaria, para ocuparem cargo efetivo de Técnico do Registro do Comércio do Quadro Permanente de Pessoal Civil da Junta Comercial do Estado de Rondônia, criados pela Lei Complementar nº 1065, de 18 de abril de 2002, publicado no Diário Oficial do Estado nº 4966, de 22 de abril de Art. 2º - No ato da posse os nomeados deverão apresentar os seguintes documentos: I original e uma fotocópia da Certidão de Nascimento ou Casamento; II original e uma fotocópia da certidão de Nascimento dos dependentes (para os menores de 5 (cinco) anos de idade original e uma fotocópia do cartão de Vacinas); III original e duas fotocópia da Cédula de Identidade (autenticadas); IV original e duas fotocópia do CPF/MF (autenticadas); V original e uma fotocópia do Titulo de Eleitor VI original e uma fotocópia do comprovante que está quite com a Justiça Eleitoral; VII original e uma fotocópia do Cartão do PIS/ PASEP ou Declaração de não-cadastrado; VIII uma fotocópia da última declaração de Imposto de Renda ou de Isento; IX original e uma fotocópia do Certificado de Reservista (sexo masculino) X duas vias originais da declaração de acumulação ou não de cargos públicos ou privados, expedida pelo próprio candidato e com firma reconhecida; XI original e duas fotocópia do Diploma comprovando a escolaridade exigida para o cargo (autenticadas); XII original da prova de quitação com a Fazenda Pública do Estado de Rondônia, expedida pela Secretaria de Estado de Finanças do Estado de Rondônia; XIII original da Certidão Negativa expedida pelo Tribunal de Contas do Estado de Rondônia; XIV certidão negativa que comprove ou não ter antecedentes criminais e estar em pleno exercício de seus direitos civis e políticos junto a Justiça do Estado; XV original do exame de capacidade física e mental, expedida pela Comissão de Perícias Médicas do Estado de Rondônia; XVI original e uma fotocópia da Carteira de Trabalho e Previdência Social CTPS; XVII original e uma fotocópia do comprovante de residência; XVIII duas fotografias 3x4 XIX original e fotocópia do Registro Profissional do Conselho equivalente (autenticadas) Art. 3º - A posse dos candidatos constantes do anexo único a esta Portaria, efetivar-se-á após apresentação dos documentos referidos no artigo anterior e dentro do prazo exigente. Art. 4º - Ficam sem efeito as nomeações dos candidatos que não apresentarem os documentos constantes do artigo 2º e que entrarem em efetivo exercício no prazo de 30 (trinta) dias, salvo por motivo justificado previamente, nos termos da Lei. Art. 5º - esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. João Altair Caetano dos Santos/Presidente Anexo Único Técnico do Registro do Comércio Nome Classificação Município Sandra Costalonga Trevisane 2º Ariquemes Técnico do Registro do Comércio Nome Classificação Município Henrique de Souza Leite 6º Porto Velho Francisco Carlos da Costa 7º Porto Velho

16 16 DOE Nº 0102 Porto Velho, EDITAL Nº 007/GEDIP/JUCER, DE 01 DE SETEMBRO DE A Gerente de Divisão de Recursos Humanos, no uso de suas atribuições conferidas pelo Art. 30 inciso II do Regimento Interno, e Portaria nº 023/ GAB/JUCER, de 06/06/2003, e legislação vigente, convoca para tomarem posse os candidatos constantes do Anexo único a este Edital, classificados no Concurso Público para os cargos de Técnico do Registro do Comércio, homologado pelo Edital nº 004/JUCER, de 18 de junho de 2004, publicado no Diário Oficial do Estado nº 0051 de 25 de junho de 2004 e, nomeados pela Portaria nº 0063/GAB/JUCER, de 01 de setembro de 2004, para terem exercícios na Junta Comercial do Estado de Rondônia, sede e Escritórios Regionais dos municípios. A posse dar-se-á na Gerência de Divisão de Recursos Humanos Junta Comercial do Estado de Rondônia, Av. Pinheiro Machado nº 326, Bairro Caiari, Porto Velho RO, no período de 30 (trinta) dias a contar da data da publicação no Diário Oficial do Estado. No ato da posse os nomeados deverão apresentar os seguintes documentos: E para atendimento dos fins mencionados na nota de Empenho nº Art.2º - O prazo de aplicação de que trata o artigo procedente será 60 dias para aplicação a contar da data do depósito e 10 dias para apresentação da prestação de contas. Art. 3º - Ao responsável pela aplicação do adiantamento caberá fazer, pessoalmente, a sua comprovação na forma estabelecida nas normas do Decreto nº 6034 de Art. 4º - O serviço de contabilidade (SEFIN/DCC) efetuará os registros competentes à caracterização da responsabilidade do agente e as conferências da documentação comprobatória da aplicação. Luis Carlos Venceslau Secretario de Estado/SECEL Prefeituras Municipais do Interior QTD. DE CÓPIAS DOCUMENTOS Secretaria de Estado dos Esportes, da Cultura e do Lazer Portaria N.º 023/GAB/SECEL/2004 Porto Velho, 16 de agosto de O SECRETÁRIO DE ESTADO DOS ESPORTES, CULTURA E LAZER SECEL, no uso das atribuições que lhe são delegadas pelo Decreto s/n.º de 14 de fevereiro de RESOLVE: Art. 2º - Designar os servidores ADEMIR BARROS PEREIRA DA SILVA, ocupante do cargo de Oficial de Manutenção, CPF nº e PAULO DE TARSO VECHE E SILVA, ocupante do cargo de Gerente de Esportes, Cultura e Lazer, CPF nº , para realização de despesa no regime de adiantamento conforme prevê o Decreto nº , de 29 de dezembro de 2004, no âmbito desta Secretaria de Estado dos Esportes da Cultura e do Lazer. De Ciência, Publique-se, Cumpra-se. Luis Carlos Venceslau Secretário de Estado/SECEL PORTARIA Nº 024/GAB/SECEL DE 30 DE AGOSTO DE O SECRETÁRIO DE ESTADO DE ESPORTES, CULTURA E LAZER SECEL, no uso das atribuições que lhe são delegadas pelo Decreto s/nº de 01 de janeiro de 2003, e tendo presente o que consta do processo nº RESOLVE: Art. 1º - Fica concedido a (o) Sr. (a), PAULO DE TARSO VECHE E SILVA, um ADIANTAMENTO na importância de R$ ,00-(quarenta mil reais), ocorrendo a despesa por conta do orçamento do corrente exercício. RECURSO: PROGRAMAÇÃO ELEMENTO DE DESPESA: PREFEITURA MUNICIPAL DE VALE DO PARAÍSO 01 Original e fotocópia da Certidão de Nascimento ou Casamento 01 Original e fotocópia da Certidão de Nascimento dos dependentes (para os menores de 5(cinco) anos de idade Cartão de Vacinas) ASSESSORIA JURÍDICA 02 Original e fotocópia da Cédula de Identidade (Autenticadas) 02 Original e Fotocópia do Cadastro de Pessoa Física CPF (autenticadas) RESUMO DE CONTRATO 01 Original e fotocópia do Titulo de Eleitor com comprovante de votação ou Comprovante que está quite com a Justiça Eleitoral CONTRATO Nº 32/ Original e fotocópia do Cartão do PIS/PASEP ou Declaração de não Cadastrado CELEBRAÇÃO: 02/07/04 02 Fotos 3x4 01 Fotocópia da Última Declaração de Imposto de Renda ou Declara de Isento 01 Original e Fotocópia do Certificado de Reservista (sexo masculino) MOISÉS NEVES LIMA. Originais 2 (duas) vias da Declaração de Acumulação ou não de cargo público ou privado, com firma reconhecida OBJETO: O presente contrato tem por objeto a locação de um imóvel em 02 Original e fotocópia do Comprovante de Escolaridade (Diploma autenticados) alvenaria/madeira, contendo 05 (cinco) divisões no mínimo, com área total de Original Prova de Quitação com a Fazenda Pública do Estado de Rondônia 191,m2 (cento e noventa e um metros quadrados), para atender as Original Certidão Negativa expedida pelo Tribunal de Contas do Estado de Rondônia necessidades do Centro de Geração de Rendas Pólo Confecções Paraíso. Certidão Negativa que comprove não ter antecedentes criminais e estar em pleno exercício de seus direitos civis e políticos jun to a Original Justiça Estadual INTERVENIENTE: Secretaria Municipal de Trabalho e Ação Social - SEMTAS. Original Exame de Capacidade Física e Mental, expedida pela Comissão de Perícias Médicas do Estado de Rondônia ELEMENTO DE DESPESA: Original e fotocópia do Comprovante de Residência VALOR: R$ 4.200,00 (quatro mil, e duzentos reais) Original e fotocópia da Carteira de Trabalho e Previdência Social CTPS (págs. Fotografia e identidade) Original e fotocópia do Registro Profissional do Conselho equivalente (autenticadas) PAGAMENTO: O pagamento do aluguel será efetuado mensalmente até o dia 10 (dez) do mês subseqüente. PRAZO: 06 (seis) meses. NOTA DE EMPENHO Nº 2.054/2004. PROC. ADMINISTRATIVO Nº 998/2003. Obs: Se o candidato não for cadastrado no Programa PIS/PASEP, o mesmo terá que apresentar mais uma cópia dos seguintes documentos: a) Declaração de não cadastrado; b) Cédula de Identidade; c) Comprovante de residência e d) Carteira de Trabalho e Previdência Social CTPS (págs. Fotografia e identidade) Helena Rodrigues Marques/Gerente de Divisão de Pessoal Anexo Ú nico Técnico do Registro do Comércio Nome Classificação Município Sandra Costalonga Trevisane 2º Ariquemes Técnico do Registro do Comércio Nome Classificação Município Henrique de Souza Leite 6º Porto Velho Francisco Carlos da Costa 7º Porto Velho CONTRATO Nº 33/2004 CELEBRAÇÃO: 12/07/04 AUTO POSTO PARAÍSO LTDA. OBJETO: O presente contrato tem por objeto a aquisição de litros de óleo diesel. INTERVENIENETE: Secretario Municipal de Educação, Cultura, Esportes e Turismo. ELEMENTO DE DESPESA: VALOR: R$ 2.715,00 (dois mil, e setecentos e quinze reais). PAGAMENTO: O pagamento do preço ajustado será em 02 (duas) parcelas, devidamente certificado por esta secretaria. PRAZO: 30 (trinta) dias. NOTA DE EMPENHO Nº 2.094/2004 PROC. ADMINISTRATIVO Nº 1.039/2004 CONTRATO Nº 35/2004 CELEBRAÇÃO: 21/07/04 AUTO POSTO PARAÍSO LTDA. OBJETO: O presente contrato tem por objeto a aquisição de litros de óleo diesel. INTERVENIENETE: Secretario Municipal de Obras, Serviços Públicos, Agricultura e Meio Ambiente ELEMENTO DE DESPESA: VALOR: R$ 8.000,00. PAGAMENTO: O pagamento do preço ajustado será em uma única parcela. PRAZO: 30 (trinta) dias. NOTA DE EMPENHO Nº 2.176/2004 PROC. ADMINISTRATIVO Nº 1.140/2004 CONTRATO Nº 36/2004 CELEBRAÇÃO: 21/07/04 JOSUÉ DA SILVA SICSÚ. OBJETO: O presente contrato tem por objetivo a aquisição de serviços de enfermagem (enfermeiro(a), para atender as necessidades da Rede Básica de Saúde do Programa Comunitário de Saúde (PACS), deste município. INTERVENIENETE: Secretaria Municipal de Saúde. ELEMENTO DE DESPESA: VALOR: R$ 3.435,00 (três mil, e quatrocentos e trinta e cinco reais). PAGAMENTO: O pagamento do preço ajustado será efetuado mensalmente, sendo o valor de R$ 687,00 (seiscentos e oitenta e sete reais) por mês, conforme planilha constante do projeto básico anexo ao processo. PRAZO: 05 (cinco) meses. NOTA DE EMPENHO Nº 376/2004 PROC. ADMINISTRATIVO Nº 1.063/2004

17 DOE Nº 0102 Porto Velho, CONTRATO Nº 37/2004 CELEBRAÇÃO: 22/07/04 TERMAP TERRAPLAMAGEM E MECANIZADORA AGRÍCOLA PAVANELI LTDA. OBJETO: O presente contrato tem por objeto o serviço de perfuração de 02 (dois) Poços semiartesianos para atender a EMEF Jorge Teixeira e o Centro Educacional Turma da Mônica, conforme memorial descritivo, planilha orçamentária e projeto básico anexo. INTERVENIENTE: Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esportes e Turismo. ELEMENTO DE DESPESA: VALOR: R$ ,00 (vinte e cinco mil reais). PAGAMENTO: O pagamento do preço ajustado será efetuado forma: conforme medições da obra, devidamente certificada pela secretaria e pelo engenheiro. PRAZO: 20 (vinte) dias. NOTA DE EMPENHO Nº 2.179/2004 PROC. ADMINISTRATIVO Nº 985/2004. CONTRATO Nº 38/2004 CELEBRAÇÃO: 27/07/2004 CONSTRUTORA PARAÍSO LTDA OBJETO: O presente contrato tem por objeto a construção da EMEF 25 de Dezembro, e, alvenaria, localizada na linha 202, gleba 28, lote 05, com sede na área rural deste município de Vale do Paraíso/ RO, conforme memorial descritivo e planilha orçamentária anexos. INTERVENIENTE: Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esportes e Turismo SEMECE. ELEMENTO DE DESPESA: VALOR: R$ ,00 PAGAMENTO: O pagamento do preço ajustado será efetuado da seguinte forma: conforme medição da obra e devidamente comprovada por laudo técnico do engenheiro e certificada pela Secretaria. PRAZO: 60 (sessenta) dias. NOTA DE EMPENHO Nº 2.190/04 PROC. ADMINISTRATIVO Nº 1.049/2004. CONTRATO Nº 39/2004 CELEBRAÇÃO: 29/07/04 DINORÁ DE FÁTIMA SANTANA LEMOS. OBJETO: O presente contrato tem por objetivo a aquisição de serviços de enfermagem (enfermeiro(a), para atender as necessidades da Rede Básica de Saúde do Programa Saúde da Família (PSF), deste município. INTERVENIENETE: Secretaria Municipal de Saúde. ELEMENTO DE DESPESA: VALOR: R$ 3.435,00 (três mil, e quatrocentos e trinta e cinco reais). PAGAMENTO: O pagamento do preço ajustado será efetuado mensalmente, sendo o valor de R$ 687,00 (seiscentos e oitenta e sete reais) por mês, conforme planilha constante do projeto básico anexo ao processo. PRAZO: 05 (cinco) meses. NOTA DE EMPENHO Nº 385/2004 PROC. ADMINISTRATIVO Nº 1.16/2004 TERMO ADITIVO Nº 14/2004 CONTRATO Nº 028/2004 CELEBRAÇÃO: 06/07/04 A. G. DA SILVA & LIMA LTDA. OBJETO: O presente termo aditivo tem por objeto o acréscimo construção na prevista no contrato nº 28/2004, celebrado em 07 de junho de 2004, nos termos dos documentos, justificativas e especificações que integram o processo administrativo nº 764/2004. INTERVENIENTE: SEMECE VALOR GLOBAL: R$ ,60 PRAZO: 30 (trinta) dias NOTA DE EMPENHO Nº 2.065/2004 PROCESSO ADMNISTRATIVO Nº 764/2004. TERMO ADITIVO Nº 15/2004 CONTRATO Nº 025/2004 CELEBRAÇÃO: 06/07/04 CONSTRUTORA PARAÍSO LTDA. OBJETO: O presente termo aditivo tem por objeto o acréscimo na construção prevista no contrato nº 25/2004, celebrado em 31 de maio de 2004, nos termos dos documentos, justificativas e especificações que integram o processo administrativo nº 609/2004. INTERVENIENTE: SEMECE VALOR GLOBAL: R$ 1.371,22 PRAZO: 30 (trinta) dias NOTA DE EMPENHO Nº 2.066/2004 PROCESSO ADMNISTRATIVO Nº 609/2004. TERMO ADITIVO Nº 16/2003 CONTRATO Nº 027/2004 CELEBRAÇÃO: 06/07/04 CONSTRUTORA E INSTALADORA RONDONORTE LTDA. OBJETO: O presente termo aditivo tem por objeto a prorrogação do contrato nº 27/2004, celebrado em 07 de junho de 2004, por mais 30 (trinta) dias. INTERVENIENTE: SEMOSPA PROCESSO ADMNISTRATIVO Nº 752/2004. TERMO ADITIVO Nº 17/2004 CONTRATO Nº 27/2003 CELEBRAÇÃO: 09/07/04 ANA MARIA NUNES PEREIRA. OBJETO: O presente termo aditivo tem por objeto a prorrogação do prazo de vigência do contrato nº 27/2003, celebrado em 11 (onze) de junho de 2003, por 05 (cinco) meses e 15 (quinze) dias, retroagindo a 16/06/2004, cujo objeto é a Locação de um imóvel em alvenaria, com área total de 52 m2 (cinqüenta e dois metros quadrados), contendo 03 (três) divisões e banheiro sanitário, para atender as necessidades da Secretaria Municipal de Saúde. INTERVENIENTE: SEMSAU VALOR GLOBAL: R$ 1.750,00 PRAZO: 05 meses e 15 dias. NOTA DE EMPENHO Nº 328/2004 PROCESSO ADMNISTRATIVO Nº 712/2003. TERMO ADITIVO Nº 18/2003 CONTRATO Nº 013/2004 CELEBRAÇÃO: 15/07/04 TERMAP - TERRAPLANAGEM E MECANIZADORA AGRÍCOLA PAVANELLI LTDA. OBJETO: O presente termo aditivo tem por objeto a prorrogação do contrato nº 13/2004, celebrado em 17 de março de 2004, por mais 60 (sessenta) dias. INTERVENIENTE: SEMOSPA PROCESSO ADMNISTRATIVO Nº 277/2004. TERMO ADITIVO Nº 19/2004 CONTRATO Nº 15/2004 CELEBRAÇÃO: 30/07/04 UNITUR TRANSPORTE E TURISMO. OBJETO: O presente termo aditivo tem por objeto a prorrogação do contrato nº 15/2004, celebrado em 19 (dezenove) de março de 2004, por mais 02 (dois) meses, e cujo objeto é a contratação de serviços de aluguel para transporte escolar, objetivando transportar os alunos da zona rural que estão matriculados na Rede de Ensino Médio e fundamental do município de Vale do Paraíso /RO, das seguintes linhas: Rio Machado / linha 200/Vale do Paraíso, linha 153/linha 202/Vale do Paraíso, linha 153 /linha 200/Vale do Paraíso, linha 614/Vale do Paraíso, linha 201/Vale do Paraíso, linha 614/linha 200/Vale do Paraíso, linha 202/final / Vale do Paraíso, conforme memorial descritivo e planilha orçamentária em anexo. INTERVENIENTE: SEMECE VALOR GLOBAL: R$ ,60 PRAZO: 02 (dois) meses NOTA DE EMPENHO Nº 2.205/2004 PROCESSO ADMNISTRATIVO Nº 418/2004. RESUMO DE CONVÊNIO CONVÊNIO Nº 02/2004 CELEBRAÇÃO: 26/07/04 PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA GUIA / PASTORAL DA SAÚDE. OBJETO: O presente convênio tem por objetivo elevar o padrão de qualidade e eficiência do atendimento prestado à população, através do Programa Pastoral da Saúde, nos termos do Plano de Trabalho anexo ao processo nº 914/2004. INTERVENIENTE: Secretaria Municipal de Saúde. ELEMENTOS DE DESPESAS: VALOR: R$ 2.500,00 PAGAMENTO: O repasse do valor do convênio será efetuado em uma única parcela, 10 (dez) dias após a assinatura do convênio. PRAZO: 07 (sete) meses. NOTAS DE EMPENHOS Nºs 381 e 382/04 PROC. ADMINISTRATIVO Nº 914/2004 PREFEITURA MUNICIPAL DE PRESIDENTE MÉDICI PORTARIA N. º 914/2004. Dispõe sobre nomeações de aprovados no Concurso Público publicado no Diário Oficial do Estado de Rondônia nº 5158, de 29 de Janeiro de 2003, homologado no dia 31 de Janeiro de 2003, e dá outra providencias. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE MÉDICI RONDÔNIA, no uso das atribuições legais, e em especial a Lei Municipal nº 951, de 06 de Maio de 2002; Art. 1º - Ficam sem efeito as nomeações dos abaixo relacionados e convocados através de Portaria 805/ 04-Edital n.º05/04 de 28/07/2004, publicados no Diário Oficial do Estado de Rondônia nº 0076 de 30 de Julho de 2004, que não compareceram para tomar posse de seu cargo: NOME LOCAL ANGELA APARECIDA DE LIMA SETOR 4, ZONA URBANA ZENILDA LEONARDELI MONTEIRO SETOR 4, ZONA URBANA VALDETE GONÇALVES DIAS SETOR 6, ZONA URBANA Art.2º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação, ficando revogadas as disposições em contrário. Gabinete Do Prefeito, 31 de Agosto de JOSÉ RIBEIRO DA SILVA FILHO PREFEITO MUNICIPAL PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO NOVO DE RONDÔNIA GABINETE DO PREFEITO AVISO DE CANCELAMENTO DE LICITAÇÃO TOMADA DE PREÇO Nº 003/2004/CPL/PMCNR-RO O Prefeito Municipal de Campo Novo de Rondônia, torna público o cancelamento desta licitação, bem como o cancelamento da Ordem de Serviço/Contrato nº 093/2004, no interesse da Administração. TOMADA DE PREÇO Nº: 003/2004/CPL/PMCNR- RO AUTORIZAÇÃO PROCESSO Nº: 438/2004-DEPTº DE SAÚDE. OBJETO: Contratação de Empresa para execução do Sistema de Esgotamento Sanitário (Execução de Redes Coletoras de Esgotos Sanitários, Ligação Domiciliares, Tronco Coletor, Lagoas de Decantação Anaeróbicas e Facultariva). Campo Novo de Rondônia, 20 de agosto de Marcelino Hellmann Prefeito Municipal

18 18 DOE Nº 0102 Porto Velho, PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO NOVO DE RONDÔNIA Estado de Rondônia Balanço Orçamentário Anexo 12 da Lei 4320/64 EXERCÍCIO 2003 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO NOVO DE RONDÔNIA Estado de Rondônia Balanço Financeiro Anexo 13 da Lei 4320/64 Exercício: 2003 Receita Despesa Títulos Previsão Execução Diferença Títulos Fixação Execução Diferença Receitas Correntes , , ,70 Créditos Orçamentários Receita Tributária , , ,33 e Suplementares , , ,52 Receita de Contribuição , , ,29 Despesas Correntes , , ,61 Receita Patrimonial 2.000,00 0, ,00 Pessoal e Encargos Sociais , , ,03 Receita Agropecuária 0,00 0,00 0,00 Juros e Encargos da Dívida 0,00 0,00 0,00 Receita Industrial 0,00 0,00 0,00 Outras Despesas Correntes , , ,58 Receita de Serviços 0,00 0,00 0,00 Transferências Correntes , , ,30 Despesas de Capital , , ,91 Outras Receitas Correntes , , ,22 Investimentos , , ,91 Inversões Financeiras 5.500,00 0, ,00 Receitas de Capital 0, , ,87 transferências de Capital 0,00 0,00 0,00 Opeações de Crédito 0,00 0,00 0,00 Alienação de Bens 0, , ,00 Reserva de Contigência 0,00 0,00 0,00 Amortização de Empréstimo 0,00 0,00 0,00 Transferência de Capital 0, , ,87 Créditos Especias , , ,71 Outras Receitas de Capital 0,00 0,00 0,00 Despesas Correntes , , ,00 Pessoal e Encargos Sociais 4.320, ,00 284,00 Deduções da Receita , , ,79 Juros e Encargos da Dívida 0,00 0,00 0,00 Outras Despesas Correntes ,00 0, ,00 Despesas de Capital , , ,71 Investimentos , , ,71 Inversões Financeiras 0,00 0,00 0,00 Transferências de Capital 0,00 0,00 0,00 Soma , , ,38 Soma , , ,23 Déficit , ,12 Superávit , ,49 Total , , ,74 Total , , ,74 Ativo PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO NOVO DE RONDÔNIA Estado de Rondônia Balanço Patrimonial Anexo 14 da Lei 4320/64 Exercício: 2003 Financeiro ,04 Financeiro ,58 Disponível ,92 RESTOS A PAGAR PROCESSADOS ,67 DISPONÍVEL ,99 Restos a Pagar Processados ,67 Disponível em Moeda Nacional ,99 RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS ,84 Bancos Conta Movimento ,99 DEPÓSITOS ,83 VINCULADO EM C/C BANCÁRIA ,93 Consignações ,83 Bancos Conta Vinculada ,93 CONVÊNIOS ,24 Bancos Conta Vinculada - Movimento ,93 Permanente ,53 Realizável ,12 PASSIVO PERMANENTE ,53 REALIZÁVEL ,12 OBRIGAÇÕES EXIGÍVEIS ,53 Créditos em Circulação ,12 DÍVIDA FUNDADA EXTERNA ,53 Devedores 944,67 Diversos Responsáveis ,22 Soma do Passivo Real ,11 Outros Realizáveis ,23 Saldo Patrimonial Permanente , ,00 ATIVO PERMANENTE ,07 S o m a ,11 IMOBILIZADO ,60 BENS MÓVEIS E IMÓVEIS ,60 Bens Móveis ,14 CRÉDITOS A RECEBER ,46 CRÉDITOS TRIBUTÁRIOS ,46 DIVERSOS 7.589,01 Diversos Ativos Permanentes 7.589,01 Soma do Ativo Real ,11 Soma ,11 Passivo Receita Despesa Receita Orçamentária ,38 Despesa Orçamentária ,89 Receita Corrente ,30 Legislativa ,56 Receita Tributária ,67 Administração ,22 Receita de Contribuição ,71 Assistencia Social ,75 Transferências Correntes ,70 Previdência Social ,30 Outras Receitas Correntes ,22 Saúde ,70 Receitas de Capital ,87 Educação ,62 Alienação de Bens ,00 Urbanismo ,89 Outras Receitas de Capital ,87 Agricultura ,52 Contas Retificadoras da Receita ,79 Energia ,32 Dedução da Receita (Retenção do Fundef) ,79 Transporte ,01 Realizável ,54 Realizável ,12 REALIZÁVEL ,54 REALIZÁVEL ,12 Créditos em Circulação ,54 Créditos em Circulação ,12 Outros Realizáveis ,54 Outros Realizáveis ,12 Extra-Orçamentária ,51 Extra-Orçamentária ,26 RESTOS A PAGAR PROCESSADOS ,67 RESTOS A PAGAR PROCESSADOS ,26 Restos a Pagar Processados ,67 Restos a Pagar Processados ,34 RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS ,84 RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS ,92 Saldos do Exercício Anterior ,76 Saldos Para o Próximo Exercício ,92 DISPONÍVEL ,45 DISPONÍVEL ,99 Disponível em Moeda Nacional ,45 Disponível em Moeda Nacional ,99 Caixa 7.105,95 Bancos Conta Movimento ,99 Bancos Conta Movimento 6.164,50 VINCULADO EM C/C BANCÁRIA ,93 VINCULADO EM C/C BANCÁRIA ,31 Bancos Conta Vinculada ,93 Bancos Conta Vinculada ,31 Bancos Conta Vinculada - Movimento ,93 Bancos Conta Vinculada - Movimento ,31 Total , ,19 Variações Ativas PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO NOVO DE RONDÔNIA Estado de Rondônia Demonstração das Variações Patrimoniais Anexo 15 da Lei 4320/64 Exercício: 2003 Variações Passivas Receita Orçamentária ,38 Despesa Orçamentária ,89 Receita Corrente ,30 EXECUÇÃO DA DESPESA ,89 Receita Tributária ,67 Pessoal e Encargos Sociais ,79 Receita de Contribuição ,71 Outras Despesas Correntes ,07 Transferências Correntes ,70 Investimentos ,03 Outras Receitas Correntes ,22 Receitas de Capital ,87 Mutações Patrimoniais da Receita ,40 Alienação de Bens ,00 DESINCORPORAÇÃO DE ATIVOS ,40 Outras Receitas de Capital ,87 Alienação de Bens Móveis ,00 Contas Retificadoras da Receita ,79 ALIENAÇÃO DE BENS MÓVEIS ,00 Dedução da Receita (Retenção do Fundef) ,79 Cobrança da Dívida Ativa ,40 Mutações Patrimoniais da Despesa ,84 Independentes da Exec.Orçamentária ,38 INCORPORAÇÃO DE ATIVOS ,84 VARIAÇÕES PASSIVAS ,38 Construção e Aquisição de Bens Móveis ,96 DESINCORPORAÇÃO DE ATIVOS ,38 Construção e Aquisição de Bens Imóveis ,67 Diversas Desincorporações de Ativos ,38 ALMOXARIFADO - ENTRADAS ,21 ALMOXARIFADO - SAÍDAS ,71 BAIXA DE OBRAS EM ANDAMENTO ,67 Independentes da Exec.Orçamentária ,49 DEPRECIAÇÃO DE BENS MÓVEIS ,00 VARIAÇÕES ATIVAS ,49 INCORPORAÇÃO DE ATIVOS ,49 Resultado Patrimonial ,04 Inscrição da Dívida Ativa ,67 Superavit Verificado ,04 INCORPORAÇÃO DE BENS MÓVEIS 8.957,55 INCORPORAÇÃO DE BENS IMÓVEIS ,27 REALIZAÇÃO DE BENS MÓVEIS ,00 Total , ,11 Total , ,71 Institutos Municipais ROLIM-PREVI Instituto de Previdência dos Funcionários Públicos Municipais de Rolim de Moura-RO / PORTARIA Nº. 073/ DE AGOSTO DE 2004 O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS MUNICIPAIS DE ROLIM DE MOURA DO ESTADO DE RONDÔNIA, usando da competência que lhe confere a Lei Municipal nº 895/99 de 24 de agosto de 1999 e considerando o constante do Processo nº 111/2000, Art. 1º - Conceder Aposentadoria Voluntária (Idade), na forma do artigo 202, inciso I, da Constituição Federal, c/c artigo 68, da Lei Municipal nº 895/99, de 24/03/1994, alteração dada pela Lei Municipal nº 955/00 de 21 de dezembro de 2000, ao senhor MANOEL PEREIRA DE AGUIAR, cadastro nº 145, portador da Carteira de Identidade nº /SSP-SP e do CPF/MF sob nº , no Cargo efetivo de GARI, Código NE I Referência - IV Lei Complementar nº 003/2004 de 23 de junho de 2004 e Art. 54 da Lei Municipal nº 363/90, de 20 de setembro de 1990, com carga horária de 40 hrs semanais, do Quadro Permanente de Pessoal, lotado na Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC) do Município de Rolim de Moura - Rondônia. Art. 2º - Esta Portaria entra em vigor a partir da data de sua publicação. NILZO ROSA DE OLIVEIRA SUPERINTENDENTE ROLIM PREVI PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO NOVO DE RONDÔNIA Estado de Rondônia Demonstração da Dívida Fundada Interna Anexo 16 da Lei 4320/64 EXERCÍCIO: 2003 TITULO Saldo Exercício Movimento do Exercício Saldo para o Anterior Débito Crédito Exerc.seguinte PASSIVO PERMANENTE , ,53 OBRIGAÇÕES EXIGÍVEIS , ,53 DÍVIDA FUNDADA EXTERNA , ,53 DÍVIDA FUNDADA INTERNA , ,53 Total ,53 0,00 0, ,53 Ineditoriais EXTRAVIO A.S.DE MATHIAS SOUZA EPP, INSCRITA NO CNPJ/MF Nº / E INSCRIÇÃO ESTADUAL Nº , ESTABELECIDA NO END. ROD. BR 364 KM 423, S/Nº, NESTA CIDADE DE JARU/RO, COMUNICA O EX- TRAVIO DE UM BLOCO DE NOTA FISCAL VENDA AO CONSU- MIDOR, MOD. 2 SERIE D SUB.SERIE - 1, COM A NUMERAÇÃO DE 0251 A 0300.

MANUAL DE REGULAMENTAÇÃO PARA TRATAMENTO FORA DE DOMICÍLIO/ TFD NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUS- PR.

MANUAL DE REGULAMENTAÇÃO PARA TRATAMENTO FORA DE DOMICÍLIO/ TFD NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUS- PR. MANUAL DE REGULAMENTAÇÃO PARA TRATAMENTO FORA DE DOMICÍLIO/ TFD NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUS- PR. 123 CURITIBA, ABRIL DE 2007 SUMÁRIO INTRODUÇÃO 1. CONCEITO... 3 2. SOLICITAÇÃO DE TFD... 4 1 Documentos

Leia mais

O SECRETÁRIO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. no uso de suas atribuições, RESOLVE:

O SECRETÁRIO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. no uso de suas atribuições, RESOLVE: PORTARIA N 42/MS/SAS DE 17 DE MARÇO DE 1994 O SECRETÁRIO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. no uso de suas atribuições, RESOLVE: 1. Estabelecer os procedimentos de Alta Complexidade da área de Ortopedia. constantes

Leia mais

Secretaria de Estado da Saúde. Cartilha de atendimento do TFD Tratamento Fora de Domicílio

Secretaria de Estado da Saúde. Cartilha de atendimento do TFD Tratamento Fora de Domicílio Secretaria de Estado da Saúde Cartilha de atendimento do TFD Tratamento Fora de Domicílio SUMÁRIO Introdução 03 O que é Tratamento Fora de Domicílio - TFD? 04 O que este programa oferece? 04 Quando o TFD

Leia mais

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993.

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. DECRETO N.º 7.892, DE 23 DE JANEIRO DE 2013. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que

Leia mais

ESTADO DE PERNAMBUCO PREFEITURA MUNICIPAL DE IPUBI CNPJ Nº 11.040.896/0001-59 COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

ESTADO DE PERNAMBUCO PREFEITURA MUNICIPAL DE IPUBI CNPJ Nº 11.040.896/0001-59 COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CONTRATO Nº 014/2015. ESTADO DE PERNAMBUCO Contrato do Processo Administrativo nº 009/2015, Concorrência nº 005/2015, com amparo no Artigo 40, 2º, inciso III da Lei 8.666/93, destinado a aquisição de Material

Leia mais

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015.

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. EMENTA: Regulamenta o Sistema de Registro de Preços SRP previsto no art. 15 da Lei nº 8.666/93, no âmbito do Município de Central Bahia. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 13/2015

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 13/2015 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 13/2015 Aos 14 de abril de 2015, o MUNICÍPIO DE CACOAL, pessoa jurídica de direito público interno, inscrita no C.N.P.J. sob n. 04.092.714/0001-28, com sede na Rua Anísio Serrão,

Leia mais

DECRETO Nº 951 DE 23 DE JULHO DE 2014.

DECRETO Nº 951 DE 23 DE JULHO DE 2014. DECRETO Nº 951 DE 23 DE JULHO DE 2014. Regulamenta a Lei nº 2.054 de 12 de junho de 2014 para dispor sobre o custeio de transporte, hospedagem e alimentação do colaborador eventual e do profissional técnico

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 007/2015 REFERENTE AO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 124/2014

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 007/2015 REFERENTE AO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 124/2014 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 007/2015 REFERENTE AO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 124/2014 Pelo presente instrumento, a SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO, órgão gerenciador do Registro de Preços, localizada na

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitação e Compras

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitação e Compras MINUTA Fls. 1 PROCESSO - nº 502/07 Aos dias do mês de do ano de dois mil e sete, na sede da Prefeitura Municipal de Franca, localizada na Rua Frederico Moura nº 1517, neste município de Franca, compareceram

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE CONTROLE E AVALIAÇÃO TÉCNICA DE SAÚDE

SUPERINTENDÊNCIA DE CONTROLE E AVALIAÇÃO TÉCNICA DE SAÚDE SUPERINTENDÊNCIA DE CONTROLE E AVALIAÇÃO TÉCNICA DE SAÚDE Manual de Procedimentos e Normas do Tratamento Fora de Domicílio da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás 1 2007. Secretaria de Estado da Saúde

Leia mais

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE RESOLUÇÃO Nº 058/2012 NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE O Conselho Municipal de Saúde,

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇO nº 001/2009

ATA DE REGISTRO DE PREÇO nº 001/2009 ATA DE REGISTRO DE PREÇO nº 001/2009 OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA OS SERVIÇOS DE CONFECÇÃO DE CARIMBOS, CONFORME PROCESSO LICITATÓRIO Nº 2008.0701.000825, PREGÃO PRESENCIAL Nº052/2008. Aos 02 dias

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004

DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004 DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004 GABINETE DO GOVERNADOR D E C R E T O Nº 1.093, DE 29 DE JUNHO DE 2004 Institui, no âmbito da Administração Pública Estadual, o Sistema de Registro de Preços

Leia mais

F. Tratamento fora do domicílio

F. Tratamento fora do domicílio F. Tratamento fora do domicílio artigos 197 e 198 da Constituição Federal de 1988; Lei Orgânica da Saúde nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, disciplinada pela Portaria Federal nº 055, de 24 de fevereiro

Leia mais

DECRETO Nº 1710, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2007.

DECRETO Nº 1710, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2007. DECRETO Nº 1710, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2007. Institui o elenco de medicamentos e aprova o regulamento dos procedimentos de aquisição e dispensação de medicamentos especiais para tratamento ambulatorial

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO PRESENCIAL Nº. 017/2015 - SRP

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO PRESENCIAL Nº. 017/2015 - SRP ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO PRESENCIAL Nº. 017/2015 - SRP Aos 27 (vinte e sete) dias de mês de maio do ano de 2015, o Município de Parazinho/RN, CNPJ nº. 08.113.631/0001-29, com sede na Praça Senador

Leia mais

P refeitu ra d o M u n icíp io d e L o n d rin a E stad o d o P araná

P refeitu ra d o M u n icíp io d e L o n d rin a E stad o d o P araná P refeitu ra d o M u n icíp io d e L o n d rin a E stad o d o P araná DECRETO N 526 DE 30 DE MAIO DE 2011 SÚMULA: Dispõe sobre a concessão de licença para tratamento de saúde do servidor e para o acompanhamento

Leia mais

ANEXO VI MINUTA DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS REFERENTE: PREGÃO PRESENCIAL Nº. 034 / 2015 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ANEXO VI MINUTA DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS REFERENTE: PREGÃO PRESENCIAL Nº. 034 / 2015 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. / 2015.. PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº. 065 / 2015. CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRANA / SP. EMPRESA DETENTORA:. Aos dias do mês de do ano

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 3.931, DE 19 DE SETEMBRO DE 2001. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21

Leia mais

ATO Nº 20/2011. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO Nº 20/2011. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO Nº 20/2011 Disciplina a concessão de licenças-médicas aos servidores em exercício neste Regional e dá outras providências. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ( MINUTA )

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ( MINUTA ) ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ( MINUTA ) ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: - TERRACAP PROCESSO Nº: Pregão Presencial Nº: VALIDADE:, a partir da publicação no DODF. Aos dias do mês de do ano de dois mil e treze,

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE SEGURO OBRIGATÓRIO, DPVAT E DPEM, PARA A FROTA DO ESTADO DE MINAS GERAIS

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE SEGURO OBRIGATÓRIO, DPVAT E DPEM, PARA A FROTA DO ESTADO DE MINAS GERAIS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE SEGURO OBRIGATÓRIO, DPVAT E DPEM, PARA A FROTA DO ESTADO DE MINAS GERAIS EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL N.º 01/SEPLAG/2004 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

Leia mais

MUNICÍPIO DE HORIZONTINA EDITAL N.º 120/2015 PREGÃO PRESENCIAL ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N.º 170/2015

MUNICÍPIO DE HORIZONTINA EDITAL N.º 120/2015 PREGÃO PRESENCIAL ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N.º 170/2015 MUNICÍPIO DE HORIZONTINA EDITAL N.º 120/2015 PREGÃO PRESENCIAL ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N.º 170/2015 Aos vinte e oito dias do mês de outubro de dois mil e quinze, nas dependências da Prefeitura Municipal,

Leia mais

Prefeitura Municipal de Ibirataia Estado da Bahia

Prefeitura Municipal de Ibirataia Estado da Bahia ATA DE REGISTRO DE PREÇO Modalidade de Licitação PREGÃO PRESENCIAL POR REGISTRO DE PREÇOS Número 017/2015 Aos seis dias do mês de novembro de 2015, presentes de um lado o MUNICÍPIO DE IBIRATAIA, neste

Leia mais

Brasília, 16 de julho de 2015. Boletim de Serviço da FUNAI Ano 28 Número 07. SUMÁRIO Presidência... 01 Coordenações Regionais...

Brasília, 16 de julho de 2015. Boletim de Serviço da FUNAI Ano 28 Número 07. SUMÁRIO Presidência... 01 Coordenações Regionais... p. 1 SUMÁRIO Presidência... 01 Coordenações Regionais...05 PORTARIA Nº 659/PRES, de 15 de julho de 2015. PRESIDÊNCIA Dispõe sobre a regulamentação quanto à concessão de licença por motivo de doença em

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Comissão Permanente de Licitação

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Comissão Permanente de Licitação ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Comissão Permanente de Licitação CONTRATO DE FORNECIMENTO E ASSISTÊNCIA TÉCNICA QUE ENTRE SI CELEBRAM O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO CEARÁ E A EMPRESA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MUNIZ FREIRE - ES

PREFEITURA MUNICIPAL DE MUNIZ FREIRE - ES DECRETO Nº 6.106/2013 REGULAMENTA AS LICENÇAS PARA TRATAMENTO DE SAÚDE, DE QUE TRATAM OS ARTS. 80, I; 82 A 100, DA LEI MUNICIPAL Nº 1.132, DE 02 DE JULHO DE 1990 (ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO

Leia mais

LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014

LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014 LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014 Dispõe sobre concessão de diária aos Vereadores e servidores que menciona e dá outras providências. A Câmara Municipal de Piranguinho aprovou e eu, Prefeito Municipal,

Leia mais

CLÁUSULA PRIMEIRA (DO OBJETO)

CLÁUSULA PRIMEIRA (DO OBJETO) CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 55/2015 CARTA CONVITE Nº 14/2015 TERMO DE CONTRATO DE FORNECIMENTO, QUE FAZEM ENTRE SI A PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE PARANAPANEMA E A EMPRESA RELÓGIOS DE PONTO

Leia mais

Prefeitura Municipal de Ibirataia Estado da Bahia

Prefeitura Municipal de Ibirataia Estado da Bahia ATA DE REGISTRO DE PREÇO Modalidade de Licitação PREGÃO PRESENCIAL POR REGISTRO DE PREÇOS Número 023/2014 Aos vinte e quatro dias do mês de julho de 2014, presentes de um lado o MUNICÍPIO DE IBIRATAIA,

Leia mais

ESTADO DA SEGURANÇA, DEFESA E CIDADANIA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE RONDÔNIA COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS DEPARTAMENTO DE ENSINO

ESTADO DA SEGURANÇA, DEFESA E CIDADANIA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE RONDÔNIA COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS DEPARTAMENTO DE ENSINO ESTADO DA SEGURANÇA, DEFESA E CIDADANIA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE RONDÔNIA COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS DEPARTAMENTO DE ENSINO EDITAL Nº 006/CRH/2015, PARA O PREENCHIMENTO DE VAGAS PARA O CURSO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TELÊMACO BORBA SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO DIVISÃO DE LICITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE TELÊMACO BORBA SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO DIVISÃO DE LICITAÇÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. 03/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº. 40127/2014 PREGÃO Nº.: 117/2014 CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE TELÊMACO BORBA CONTRATADA: FERA DESIGNER COMUNICAÇÃO VISUAL LTDA -

Leia mais

Superintendência de Gestão Orçamentária e Compras Comissão Permanente de Licitação ATA DE REGISTRO DE PREÇOS - Nº 014/2011

Superintendência de Gestão Orçamentária e Compras Comissão Permanente de Licitação ATA DE REGISTRO DE PREÇOS - Nº 014/2011 1 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS - Nº 014/2011 EDITAL DE LICITAÇÃO N.º 048/2011 MODALIDADE DE PREGÃO PRESENCIAL PROCESSO N.º 2011.0000.4871 VALIDADE: 12 (DOZE) MESES Aos 21 (vinte e um) dias do mês de junho

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria Municipal de Finanças Divisão de Licitações e Compras Contrato nº /10

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria Municipal de Finanças Divisão de Licitações e Compras Contrato nº /10 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 010/10 Processo nº 36.923/09 Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA E MOBILIÁRIOS

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL NA PARAÍBA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 04/2012

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL NA PARAÍBA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 04/2012 1 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 04/2012 2012-A - JFPB Aos 04 dias do mês de junho do ano de 2012, a UNIÃO FEDERAL, por intermédio da JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DA PARAÍBA, com sede

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. 037/2014 PREGÃO Nº. 057/2014

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. 037/2014 PREGÃO Nº. 057/2014 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. 037/2014 PREGÃO Nº. 057/2014 Aos 30 dias do mês de setembro de 2014, na sede da Coordenadoria Executiva de Licitações, localizada à Av. Brahim Antônio Seder, nº. 34 / 2º.

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO, ESTADO DO PARANÁ decretou e eu PREFEITO MUNICIPAL sanciono a presente LEI: SEÇÃO I.

A CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO, ESTADO DO PARANÁ decretou e eu PREFEITO MUNICIPAL sanciono a presente LEI: SEÇÃO I. LEI Nº 2927/2014 Estabelece o Regime de Diárias e Adiantamentos do Poder Legislativo, normas para o pagamento de despesas e revoga a Lei nº. 2.887/2014. A CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO, ESTADO DO PARANÁ decretou

Leia mais

Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea

Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea Objetivo: A presente norma tem por objetivo formalizar e agilizar os pedidos de diária e passagem a serviço da entidade bem como

Leia mais

CONTRATO n 002/2015. PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN:

CONTRATO n 002/2015. PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN: CONTRATO n 002/2015. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PAGAMENTO A FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS E DE SERVIDORES, QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE CANDELÁRIA (RS) E O BANCO DO BRASIL S.A. O MUNICÍPIO

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS nº 007/2009

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS nº 007/2009 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS nº 007/2009 OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA OS SERVIÇOS DE CONFECÇÃO DE CRACHÁS E CORDÕES PARA CRACHÁS, CONFORME PROCESSO LICITATÓRIO Nº 2009/0701/000183, PREGÃO PRESENCIAL

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VICENTINÓPOLIS FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE FMS

PREFEITURA MUNICIPAL DE VICENTINÓPOLIS FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE FMS CONTRATO N 008/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE VICENTINÓPOLIS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS QUE ENTRE SI CELEBRAM O O FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE E A EMPRESAMARANATHA RETIFICA DE MOTORES LTDA - ME, NA FORMA

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 003 DE 17 DE JULHO DE 2000.

MINISTÉRIO DA SAÚDE FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 003 DE 17 DE JULHO DE 2000. MINISTÉRIO DA SAÚDE FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 003 DE 17 DE JULHO DE 2000. Estabelece procedimentos relacionados à cessão de servidores a Estados, Distrito Federal e Municípios,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 001/CGRH/SEPLAD, DE 1 DE MARÇO DE 2004 PUBLICADA NO DOE Nº 5426, DE 04.03.04

INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 001/CGRH/SEPLAD, DE 1 DE MARÇO DE 2004 PUBLICADA NO DOE Nº 5426, DE 04.03.04 INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 001/CGRH/SEPLAD, DE 1 DE MARÇO DE 2004 PUBLICADA NO DOE Nº 5426, DE 04.03.04 Dispõe, orienta e disciplina os procedimentos necessários para a concessão de direito à Licença para

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 18/2014

ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 18/2014 ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 18/2014 Ref. - PREGÃO PRESENCIAL Nº 10/2014 PROCESSO Nº 15/2014 Aos 06 (seis) dias de maio de dois mil e catorze, o CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DO VALE DO PARANAPANEMA - CIVAP

Leia mais

Estado de São Paulo CNPJ 44.430.783/0001-19 CONTRATO Nº 037/2015

Estado de São Paulo CNPJ 44.430.783/0001-19 CONTRATO Nº 037/2015 CONTRATO Nº 037/2015 CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICIPIO DE BILAC E A EMPRESA TBJS INFORMÁTICA LTDA - ME. Aos 31 dias do mês de março de 2015, de um lado, o MUNICÍPIO DE BILAC, pessoa jurídica de

Leia mais

Para entrega na PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA em PALMAS/TO

Para entrega na PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA em PALMAS/TO ATA DE REGISTRO DE PREÇO nº 0/00 OBJETO:CONTRATAÇÃO DE EMPRESA FORNECEDORA DE ÁGUA MINERAL NATURAL E VASILHAMES PARA ÁGUA MINERAL, CONFORME PROCESSO LICITATÓRIO Nº 00/070/0006, PREGÃO PRESENCIAL Nº 09/00.

Leia mais

PORTARIA UFERSA/GAB Nº 428/2009, 04 de Maio de 2009

PORTARIA UFERSA/GAB Nº 428/2009, 04 de Maio de 2009 PORTARIA UFERSA/GAB Nº 428/2009, 04 de Maio de 2009 O Reitor da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, no uso das atribuições que lhe confere o Decreto do Ministério da Educação de 30 de julho de 2008,

Leia mais

CONTRATO ADM Nº 054/2013 CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SOFTWARES, QUE FAZEM A PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRA ALTA GO E PUBLICAS SOLUÇÕES LTDA ME.

CONTRATO ADM Nº 054/2013 CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SOFTWARES, QUE FAZEM A PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRA ALTA GO E PUBLICAS SOLUÇÕES LTDA ME. CONTRATO ADM Nº 054/2013 CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SOFTWARES, QUE FAZEM A PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRA ALTA GO E PUBLICAS SOLUÇÕES LTDA ME. Pelo presente instrumento particular de contrato que celebram

Leia mais

CONSIDERANDO que deve haver compatibilidade entre o motivo do deslocamento e o interesse público;

CONSIDERANDO que deve haver compatibilidade entre o motivo do deslocamento e o interesse público; ATO DA MESA Nº 500, de 15 de julho de 2015 Dispõe sobre a concessão de diárias e passagens e a respectiva prestação de contas no âmbito da Assembleia Legislativa, e adota outras providências. A MESA DA

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA

MINISTÉRIO PÚBLICO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE FORNECIMENTO DE PASSAGENS AÉREAS PROCESSO Nº 7331-09.00/08-0 PREGÃO Nº 46/08 AJDG N 127/2008 O ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, por intermédio da PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA,

Leia mais

DECRETO Nº 7.622, DE 20 DE MAIO DE 2005.

DECRETO Nº 7.622, DE 20 DE MAIO DE 2005. DECRETO Nº 7.622, DE 20 DE MAIO DE 2005. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no artigo 15, 3º da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e artigo 11 da Lei Federal nº 10.520, de 17 de julho

Leia mais

ANEXO I DO OBJETO. 3) Os profissionais contratados deverão providenciar o cadastramento junto ao corpo clínico da CONTRATANTE, como membros efetivos;

ANEXO I DO OBJETO. 3) Os profissionais contratados deverão providenciar o cadastramento junto ao corpo clínico da CONTRATANTE, como membros efetivos; ANEXO I DO OBJETO Descrição da PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM NEUROCIRURGIA E NEUROLOGIA AOS PACIENTES DO HOSPITAL, PRONTO SOCORRO ADULTO, PRONTO SOCORRO INFANTIL E AMBULATÓRIO, compreendendo as seguintes funções:

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 28/2009

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 28/2009 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 28/2009 Processo nº: 8478AD/2008 Pregão Eletrônico nº: 001/2009 Validade: 06 (seis) meses, de 19/05/2009 a 18/12/2009 Empresa: AMAZON INFORMÁTICA LTDA End: Av. Conselheiro

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 13.179, DE 10 DE JUNHO DE 2009. (publicada no DOE nº 109, de 12 de junho de 2009) Dispõe sobre a Cotação Eletrônica

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 002/2011

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 002/2011 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 002/2011 EDITAL DE LICITAÇÃO N.º 160/2010 MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL PROCESSO Nº 2010 0001 0295 VALIDADE: 12 (DOZE) MESES ATA Nº 002/2011 Aos 12 (doze) dias do mês de janeiro

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA DECRETO N.º 2356/2013 Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, e dá outras providências. Rosane Minetto Selig, Prefeita Municipal de Ouro

Leia mais

Portaria nº 37, de 13 de abril de 2009.

Portaria nº 37, de 13 de abril de 2009. Portaria nº 37, de 13 de abril de 2009. Disciplina os procedimentos para concessão de diárias e passagens, no âmbito da Fundação Cultural Palmares. O PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO CULTURAL PALMARES, no uso das

Leia mais

MUNICÍPIO DE ITAPEMIRIM CNPJ 27.174.168/0001-70

MUNICÍPIO DE ITAPEMIRIM CNPJ 27.174.168/0001-70 12 DE FEVEREIRO DE 2015 Informativo Oficial do Municipio de Itapemirim - Criado pela Lei Municipal nº 1.928/05 e Regulamentado pelo Decreto nº 2.671/05 - Ano IX - 1618 DECRETOS DECRETO Nº. 8.552 /2015

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N" 03/2014 PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS N 01/2014

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 03/2014 PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS N 01/2014 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N" 03/2014 PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS N 01/2014 PROCESSO N 23233.000087/2014-91 VALIDADE: 12 (doze) MESES Aos três dias do mês de julho de dois mil e quatorze,

Leia mais

Item Descrição do item Marca Unidade

Item Descrição do item Marca Unidade ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 24/15 PREGÃO Nº 08/15 Aos 22 dias do mês de maio do ano de 2015, nas dependências do Departamento de Compras e Licitações, situada na Avenida Presidente Vargas, 405 Jardim

Leia mais

Ministério da Justiça Coordenação Geral de Logística Coordenação de Contratos, Execução Orçamentária e Financeira ATA REGISTRO DE PREÇOS Nº 02 /2014

Ministério da Justiça Coordenação Geral de Logística Coordenação de Contratos, Execução Orçamentária e Financeira ATA REGISTRO DE PREÇOS Nº 02 /2014 PROCESSO Nº 08008.001589/2012-47 PREGAO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 02/2014 No dia de de 20, a União, por intermédio do Ministério da Justiça, situado na Esplanada dos Ministérios, Bloco T, Anexo

Leia mais

EDITAL TOMADA DE PREÇOS SETOR DE LICITAÇÕES PROCESSO Nº 45/2013. TOMADA DE PREÇO Nº

EDITAL TOMADA DE PREÇOS SETOR DE LICITAÇÕES PROCESSO Nº 45/2013. TOMADA DE PREÇO Nº EDITAL TOMADA DE PREÇOS SETOR DE LICITAÇÕES PROCESSO Nº 45/2013. TOMADA DE PREÇO Nº 07/2013. A Prefeitura Municipal de General Salgado, sito à Av: Antonino José de Carvalho, 940, centro, fará realizar

Leia mais

GABINETE DO MINISTRO

GABINETE DO MINISTRO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 265, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2001 O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso de suas atribuições, e considerando o disposto no art. 8º do Decreto nº

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 008/2016 PROCESSO LICITATORIO Nº 028/2016 PREGÃO PRESENCIAL Nº 008/2016.

ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 008/2016 PROCESSO LICITATORIO Nº 028/2016 PREGÃO PRESENCIAL Nº 008/2016. ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 008/2016 PROCESSO LICITATORIO Nº 028/2016 PREGÃO PRESENCIAL Nº 008/2016. VALIDADE: 12 meses Aos dezoito dias do mês de março de 2016, na sala de reuniões da Prefeitura Municipal,

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA SEPN Quadra 514 Norte Lote 7 Bloco B CEP 70760 542 Brasília DF www.cnj.jus.br INSTRUÇÃO NORMATIVA

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA SEPN Quadra 514 Norte Lote 7 Bloco B CEP 70760 542 Brasília DF www.cnj.jus.br INSTRUÇÃO NORMATIVA CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA SEPN Quadra 514 Norte Lote 7 Bloco B CEP 70760 542 Brasília DF www.cnj.jus.br INSTRUÇÃO NORMATIVA INSTRUÇÃO NORMATIVA 67, DE 5 DE AGOSTO DE 2015 Regulamenta a Portaria SEI

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 13/2005

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 13/2005 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 13/2005 O, com sede na Av. Martin Luther King, s/n.º, Cais do Apolo, Recife, PE, inscrito no CNPJ/MF sob o nº 24.130.072/0001-11, neste ato representado pelo Diretor da Secretaria

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N" 28/2014 PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS N 01/2014

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 28/2014 PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS N 01/2014 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N" 28/2014 PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS N 01/2014 PROCESSO N 23233.000087/2014-91 VALIDADE: 1 2 (doze) MESES Aos três dias do mês de julho de dois mil e quatorze,

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO 1 CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PORTO VELHO, POR INTERMÉDIO DA SECRETARIA MUNICIPAL DE TRANSPORTES E TRÂNSITO/SEMTRAN, DE UM LADO, E DE OUTRO O ESTADO DE RONDÔNIA, POR INTERMÉDIO DA SECRETARIA

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 098/2006-CAD/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 098/2006-CAD/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 098/2006-CAD/UNICENTRO Celebra Termo de Convênio firmado entre a UNICENTRO e o Banco UNIBANCO. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO: Faço saber que o Conselho de Administração,

Leia mais

Prefeitura Municipal de Bom Jesus do Itabapoana Estado do Rio de Janeiro Coordenadoria de Compras e Licitações. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS n.

Prefeitura Municipal de Bom Jesus do Itabapoana Estado do Rio de Janeiro Coordenadoria de Compras e Licitações. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS n. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS n. 079/2013 PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS n. 079/2013 PROCESSO n. 6.214/2013 Aos vinte e cinco dias do mês de setembro do ano de 2013, a Prefeitura Municipal de Bom

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA Nº 199 / 2011

PORTARIA NORMATIVA Nº 199 / 2011 Publicada no DOE de 02/04/2011 PORTARIA NORMATIVA Nº 199 / 2011 A PRESIDENTE da Fundação Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente - Fundação CASA-SP, no uso de sua competência, e Considerando

Leia mais

MUNICÍPIO DE MAUÉS TERRA DO GUARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE MAUÉS TERMO DE CONTRATO DE FORNECIMENTO DE SUPRIMENTOS DE INFORMÁTICA Nº 045A/ 2014.

MUNICÍPIO DE MAUÉS TERRA DO GUARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE MAUÉS TERMO DE CONTRATO DE FORNECIMENTO DE SUPRIMENTOS DE INFORMÁTICA Nº 045A/ 2014. TERMO DE CONTRATO DE FORNECIMENTO DE SUPRIMENTOS DE INFORMÁTICA Nº 045A/ 2014. TERMO DE CONTRATO DE FORNECIMENTO DE SUPRIMENTOS DE INFORMÁTICA, celebrado entre o MUNICÍPIO DE MAUÉS, por intermédio da PREFEITURA

Leia mais

Considerando a necessidade de se buscar a redução de custos, em função do aumento da competitividade; e

Considerando a necessidade de se buscar a redução de custos, em função do aumento da competitividade; e Página 1 de 5 PORTARIA Nº 306, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2001 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO GABINETE DO MINISTRO O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso das atribuições

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº. 503 PREGÃO Nº. 007/2012 CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE TELÊMACO BORBA CONTRATADA: DEFENSIVE CONTROLE DE PRAGAS LTDA. Aos doze dias do mês de

Leia mais

COTAÇÃO ELETRÔNICA N 04/2014 CONDIÇÕES GERAIS DA CONTRATAÇÃO

COTAÇÃO ELETRÔNICA N 04/2014 CONDIÇÕES GERAIS DA CONTRATAÇÃO MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SUPERINTENDÊNCIA DO DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA SUDAM DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS COTAÇÃO ELETRÔNICA N 04/2014 CONDIÇÕES GERAIS DA

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS - ARP Nº 2015027877

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS - ARP Nº 2015027877 1 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS - ARP Nº 2015027877 Ata de registro de preço, para : Registro de preços para contratação de empresa especializada em fretamento de aeronaves (táxi aéreo) por hora de voo,visando

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO PROCURADORIA GERAL CONVÊNIO Nº 014/PGM/2013 - PROCESSO Nº 09.0070/2013

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO PROCURADORIA GERAL CONVÊNIO Nº 014/PGM/2013 - PROCESSO Nº 09.0070/2013 1 CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PORTO VELHO, POR INTERMÉDIO DA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO/SEMED, DE UM LADO, E DE OUTRO A ASSOCIAÇÃO DE MORADORES E AMIGOS DO BAIRRO CONCEIÇÃO - ESCOLA

Leia mais

A presente Ata de Registro de preços vigorará pelo prazo de 12 (doze) meses, a partir da data de sua assinatura.

A presente Ata de Registro de preços vigorará pelo prazo de 12 (doze) meses, a partir da data de sua assinatura. MUNICÍPIO DE HORIZONTINA EDITAL N.º 021/2015 PREGÃO PRESENCIAL ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N.º 016/2015 Aos trinta dias do mês de março de dois mil e quinze, nas dependências da Prefeitura Municipal, situada

Leia mais

CLÁUSULA PRIMEIRA FUNDAMENTO LEGAL

CLÁUSULA PRIMEIRA FUNDAMENTO LEGAL CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº09/2015 Contrato celebrado entre a Câmara Municipal de São Simão e a Empresa CABOCLO MOVEIS E ELETRO LTDA- ME. CONTRATANTE: A CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO SIMÃO, pessoa jurídica de

Leia mais

EDITAL N 01/2010 PARA CREDENCIAMENTO DE MÉDICOS PERITOS

EDITAL N 01/2010 PARA CREDENCIAMENTO DE MÉDICOS PERITOS EDITAL N 01/2010 PARA CREDENCIAMENTO DE MÉDICOS PERITOS O INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA DOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM - IPACI Autarquia Municipal do Município de Cachoeiro

Leia mais

CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE MATERIAL FUNDAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIATUBA

CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE MATERIAL FUNDAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIATUBA CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE MATERIAL FUNDAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIATUBA Que entre si celebram a FUNDAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIATUBA e a empresa: BRASILL INFORMÁTICA E PRODUTOS LTDA EPP. CLÁUSULA

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA GOVERNADORIA

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA GOVERNADORIA DECRETO N.15964, DE 14 DE JUNHO DE 2011. DIÁRIO N 1754 PUBLICADO EM 15 DE JUNHO DE 2011. Dispõe sobre a Regulamentação da Concessão de Diárias, e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA,

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 001/2015

ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 001/2015 ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 001/2015 Ref. - PROCESSO Nº 04/2015 PREGÃO PRESENCIAL Nº 0012015 O CIVAP - CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DO VALE DO PARANAPANEMA, pessoa jurídica de direito público, inscrito no

Leia mais

ANEXO I DO OBJETO. Descrição da Prestação de Serviços relacionados à CIRURGIA GERAL da FUSAM, compreendendo as seguintes funções:

ANEXO I DO OBJETO. Descrição da Prestação de Serviços relacionados à CIRURGIA GERAL da FUSAM, compreendendo as seguintes funções: ANEXO I DO OBJETO Descrição da Prestação de Serviços relacionados à CIRURGIA GERAL da FUSAM, compreendendo as seguintes funções: 1) Os serviços deverão ser prestados nas dependências da Fundação por profissionais

Leia mais

Edição nº 141/2015 Brasília - DF, segunda-feira, 10 de agosto de 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA 67, DE 5 DE AGOSTO DE 2015

Edição nº 141/2015 Brasília - DF, segunda-feira, 10 de agosto de 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA 67, DE 5 DE AGOSTO DE 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA 67, DE 5 DE AGOSTO DE 2015 Regulamenta a Portaria-SEI 1 de 4 de agosto de 2015, que instituiu o Sistema Eletrônico de Informações - SEI no âmbito do Conselho Nacional de Justiça. O

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO E CREDENCIAMENTO Nº 002/2015

EDITAL DE SELEÇÃO E CREDENCIAMENTO Nº 002/2015 EDITAL DE SELEÇÃO E CREDENCIAMENTO Nº 002/2015 1 - PREÂMBULO 1.1 O Fundo Municipal de Previdência Social dos Servidores de Bela Vista de Goiás PREVIBEL - autarquia municipal de direito público, com sede

Leia mais

PREFEITURA DO ALEGRETE-RS ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE GOVERNO DIVISÃO DE LEGISLAÇÃO

PREFEITURA DO ALEGRETE-RS ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE GOVERNO DIVISÃO DE LEGISLAÇÃO LEI Nº. 5.239, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013. Autoriza o Poder Executivo a realizar Convênio de prestação de Serviços com a Irmandade da Santa Casa de Caridade de Alegrete. O PREFEITO MUNICIPAL Faz saber,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 10/08 PROCESSO Nº- 01788.2007.000.14.00-0 PREGÃO Nº 26/2008 O, situado na Rua Almirante Barroso, Nº 600, Centro, em Porto Velho-RO, inscrito no CNPJ- MF sob o Nº 03.326.815/0001-53,

Leia mais

CONTRATO Nº 034/2013

CONTRATO Nº 034/2013 CONTRATO Nº 034/2013 CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM A PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRAJUÍ E A EMPRESA RETIFICA PAULISTA LTDA. EPP. Aos 20 dias do mês de março de 2013, de um lado, a PREFEITURA MUNICIPAL DE

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: 003 -TERRACAP PROCESSO Nº: 111.004.762/2013 Pregão Presencial Nº: 29/2013 VALIDADE: 12 meses, a partir da publicação no DODF. Aos dias do mês de

Leia mais

Parágrafo único. Entende-se por sede, para os efeitos deste Decreto, a cidade, vila ou localidade onde o servidor estiver em exercício.

Parágrafo único. Entende-se por sede, para os efeitos deste Decreto, a cidade, vila ou localidade onde o servidor estiver em exercício. Decreto 446-6 de Fevereiro de 2015 Publicado no Diário Oficial nº. 9388 de 9 de Fevereiro de 2015 Súmula: Normas para o deslocamento dos servidores civis e militares da Administração Direta e Autárquica

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DE FINANÇAS COORDENADORIA GERAL DA RECEITA ESTADUAL

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DE FINANÇAS COORDENADORIA GERAL DA RECEITA ESTADUAL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 011/2008/GAB/CRE Porto Velho, 28 de outubro de 2008. PUBLICADA NO DOE Nº1149, DE 22.12.08 CONSOLIDADA ALTERADA PELA INSTRUÇÃO NORMATIVA: Nº 009, de 30.03.09 DOE Nº 1217, de 03.04.09

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PUBLICAÇÃO DE MATÉRIAS OFICIAIS EM JORNAL DE CIRCULAÇÃO DIÁRIA E LOCAL,

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PUBLICAÇÃO DE MATÉRIAS OFICIAIS EM JORNAL DE CIRCULAÇÃO DIÁRIA E LOCAL, CONTRATO Nº 13/2015 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PUBLICAÇÃO DE MATÉRIAS EM JORNAL DE CIRCULAÇÃO DIÁRIA E LOCAL, QUE ENTRE SI CELEBRAM O CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SERGIPE (COREN/SE) E A

Leia mais

PORTARIA Nº 477 DE 09 DE SETEMBRO DE 2011.

PORTARIA Nº 477 DE 09 DE SETEMBRO DE 2011. PORTARIA Nº 477 DE 09 DE SETEMBRO DE 2011.. Publicada no D O E nº 10.636, de 16 de setembro de 2011. O SECRETÁRIO DE ESTADO DA FAZENDA, no uso de suas atribuições legais, e tendo em vista o disposto no

Leia mais

HOSPITAL GERAL DE VILA NOVA CACHOEIRINHA

HOSPITAL GERAL DE VILA NOVA CACHOEIRINHA HOSPITAL GERAL DE VILA NOVA CACHOEIRINHA HOSPITAL GERAL DE VILA NOVA CACHOEIRINHA DR. ÁLVARO SIMÕES DE SOUZA SERVIÇO DE RECURSOS HUMANOS EDITAL nº 004/2008 PROCESSO SELETIVO - MÉDICO (ESPECIALIDADE: PEDIATRIA)

Leia mais

INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*)

INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*) INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*) Disciplina no âmbito do IFPR as Orientações acerca da Execução Orçamentária e Financeira, relativas à Concessão de Suprimentos

Leia mais