InfoBiz. Países Árabes. Móveis e Artigos para Decoração

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "InfoBiz. Países Árabes. Móveis e Artigos para Decoração"

Transcrição

1 Países Árabes Móveis e Artigos para Decoração

2 Salim Taufic Schahin Presidente Wladimir Freua Vice Presidente de Comércio Exterior Michel Alaby Secretario Geral Equipe Técnica Responsável Rodrigo Solano Gerente de Desenvolvimento de Mercado Fábio Ottaiano Marcus Vinícius Pillon Patricia Migueres Venâncio Goulart Analistas Desenvolvimento de Mercado Tel.:

3 Sumário Cenário Geral... 1 Mercado... 2 Canal de Distribuição... 2 Comércio Exterior... 2 Oportunidades para Exportação... 7 Oportunidades de Importação... 7

4 Cenário Geral Os países árabes não são tradicionais produtores de móveis e artigos para decoração e a maioria possui uma produção local limitada. Devido a esse fato, a maior parte da demanda por tais produtos é suprida com a importação. O setor nestes mercados caracteriza-se por diferentes aspectos de consumo, desde móveis de baixa qualidade até produtos altamente sofisticados. Os principais mercados árabes do setor são alguns países do CCG - Conselho de Cooperação do Golfo (Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos) além do Egito e Argélia. Na região do Golfo Arábico o mercado de móveis tem grande correlação com o setor de construção, portanto, varia de acordo com a criação de novas edificações e também com as reformas. Por esta razão, os países do CCG são mercados promissores para o segmento de móveis e tem ótimas perspectivas de crescimento em médio e longo prazo. Emirados Árabes Unidos: O país é uma referência em hotelaria além de ser um grande centro de negócios da região, com feiras e eventos dos mais variados setores ocorrendo durante todo o ano. É o país árabe que concentra o maior número de estrangeiros principalmente europeus, indianos e árabes de diversas nacionalidades. O setor moveleiro no país é dividido em duas categorias: os produtos de alto e médio padrão, com design bastante sofisticado, e os móveis de qualidade inferior. O estilo contemporâneo ganha espaço frente ao tradicional design clássico e barroco. Essa tendência é muito mais forte nos EAU em comparação a outros mercados do Golfo, pois este país possui grande quantidade de europeus e tende a ter preferências ocidentais. Há a possibilidade de entrada no mercado atendendo às diversas classes de consumidores. O Brasil, porém, é mais bem sucedido com móveis de médio a alto padrão, já que a principal concorrência seria de países europeus, cujos preços são normalmente superiores aos do Brasil. Um grande volume de móveis importados pelos EAU é re-exportado devido principalmente ao acordo de livre comércio entre os países do CCG e da infra-estrutura do país que possui diversas zonas francas. Os produtos para escritório com design contemporâneo em madeira são altamente demandados para esse segmento e possuem grande variedade de escolha. É importante notar que o binômio: preço e qualidade têm grande peso na competitividade do produto neste mercado. O segmento de móveis para escritório é altamente competitivo e é possível encontrar produtos das mais variadas qualidades e origens. A fabricação local de móveis, utilizando matériaprima importada se desenvolve rapidamente e ganha espaço também no fornecimento a países vizinhos. Alguns fabricantes locais produzem móveis de alta qualidade equiparados aos de fabricação européia. Uma boa parte dos móveis de cozinha são fabricados localmente e direcionados para classe média, em geral produzidos em metal. São poucos os fabricantes de móveis para banheiro, e o consumidor prefere produtos feitos de plástico ou cerâmica. 1 Arábia Saudita: Com a maior população do Golfo Arábico, Arábia Saudita espera aumentar a demanda para novas moradias nos próximos anos. Como conseqüência do aumento da população e da sua renda houve crescimento pela demanda de moradias. Na verdade, o aumento da riqueza na Arábia Saudita tem refletido de maneira positiva na área de construção em geral. Atualmente estão sendo construídos, expandidos ou reformados não apenas residências, mas também edifícios comerciais, bancos, aeroportos, centros de lazer, shopping centers, hospitais, restaurantes e hotéis. O crescimento da construção na Arábia Saudita gerou uma grande demanda por uma variedade de móveis, artigos de decoração, tapetes, cortinas, carpetes, janelas, móveis para cozinha, quarto e banheiro, pinturas, armários e artefatos. A alta no setor privado criou uma demanda por móveis e artigos para decoração principalmente na capital da Arábia Saudita, Riade. Egito: A produção local de móveis tanto em qualidade como em quantidade apresenta uma importante concorrência aos produtos importados. No entanto, a clientela de alto poder aquisitivo, influenciada pelos gostos ocidentais e sensíveis aos produtos de alta qualidade, está disposta a pagar mais pelos móveis importados. Para atender a uma demanda mais tradicional, são fabricados móveis de estilo imperial e cópias de móveis franceses ou ingleses antigos por artesões locais. Mas os gostos estão evoluindo entre a classe alta/rica, a qual orienta-se atualmente pelo estilo contemporâneo. A demanda pelos móveis norte-americanos aumenta a presença de modelos mais rebuscados, com cores fortes e sofás confortáveis e floridos. Há numerosos distribuidores desse tipo de produto no Cairo. Os preços não são prioridade para a classe rica, mas a classe média e popular atenta para este detalhe. No geral, as fábricas possuem uma boa tecnologia e mão de obra qualificada. No entanto, a indústria de móveis egípcios sofre com a falta de matéria prima, maquinário e qualidade nos produtos finais de acabamento. Os móveis de sala e quarto representam a maior parte da produção total no Egito.

5 Argélia: O mercado de móveis, iluminação e artigos de decoração para cozinha e banheiro está entre um dos mais lucrativos. Devido à maioria destes itens serem importados pelo país, uma grande oportunidade se abre para exportadores brasileiros no setor. Mercado Ocupando um vasto território o mundo árabe é um grande mercado com diversificada clientela, podendo adquirir produtos brasileiros dos mais variados tipos. Uma característica comum a praticamente todo o mundo árabe, é a existência de muitos projetos de novas moradias, edifícios comerciais, hotéis, shopping centers, centros de lazer entre outros, conforme a região. O investimento dos governos nestes países é alto, gerando muitos recursos para o setor de construção desenvolver-se rápido. Estes projetos dependendo do tipo e da região onde se encontram podem demandar grandes quantidades de móveis seja eles populares ou de alto padrão. Países onde há grande quantidade de projetos para construção de hotéis, centros comerciais e de entretenimento, como é o caso dos Emirados e da maior parte dos países do Golfo Arábico, há uma grande demanda por produtos de alto padrão para a decoração dos interiores, muitas vezes projetados por designers renomados. Já em países onde há construção de moradias populares, a demanda é por móveis de médio e baixo padrão. É o caso da Argélia, Líbia e outros países do norte da África. Além disto, países africanos como o Sudão podem ser uma porta de entrada para a o mercado sub-saariano. Com a exceção do Egito, onde a indústria moveleira é bastante desenvolvida, na maior parte dos países árabes a produção local de móveis não é tradicional, em alguns casos a indústria não é suficientemente desenvolvida, por isso a importação é o principal meio de aquisição de produtos no segmento. Entre os principais fornecedores da região estão países como Itália, Estados Unidos e Alemanha. Países asiáticos, principalmente a China, são detentores de grande fatia do mercado de móveis populares. Os produtos destinados aos consumidores árabes tendem a ser maiores e mais robustos quando clássicos. A linha moderna normalmente exige madeira escura e traços retos. A grande variedade no design e tipos de móveis ofertados é também bastante importante. Designs modernos e inovadores tendem a conquistar mais o público. Canal de Distribuição As franquias tornam-se cada vez mais atuantes no setor e impulsionam a disseminação da renovação e venda de móveis e objetos de decoração principalmente na região do Golfo. Paralelamente, a franquia faz o seu aparecimento no setor, contribuindo para ofuscar os grandes showrooms tradicionais. O setor de móveis e decoração é estruturado com grande quantidade de pontos de venda, estoques volumosos e número de negócios elevados. Existem dois principais canais de distribuição: 2 Varejo no Golfo, através de lojas, que propõem, essencialmente, móveis de média ou baixa qualidade e artigos de decoração em geral e se dirigem a uma clientela estrangeira de todos os níveis. Geralmente, os proprietários de lojas dispõem de um ponto de venda em cada grande cidade. Nos outros países é possível se exportar para distribuidores locais (varejo) ou importadores (trading companies). Profissionais de decoração (decoradores e arquitetos) - o papel do profissional na escolha do produto é determinante. Suas clientelas são compostas de membros de famílias da alta sociedade, para hotéis, sociedades civis e escritórios, que recorrem a esses para projetos de decoração e de renovação. No Golfo, mais especificamente nos Emirados, os profissionais dessas áreas têm nacionalidades diversas: britânicos, americanos e árabes. Comércio Exterior Os países árabes importaram do mundo em 2008 um total de US$ 9,99 bilhões. Os principais importadores árabes deste setor naquele ano foram Emirados Árabes, Arábia Saudita, Omã, Catar e Marrocos. O Brasil exportou para os países árabes um montante de US$ 12,92 milhões em 2009, valor 36% menor que no ano anterior, US$ 20,17 milhões. Os principais destinos árabes das exportações brasileiras deste setor foram Líbano, Argélia, Emirados Árabes, Arábia Saudita e Egito.

6 Importação Países Árabes do Mundo de Móveis e Artigos para Decoração NCM Produto US$ milhão Total Móveis e artigos para decoração 9996, Outros móveis e suas partes 3567, Outras obras de plástico, etc. 1519, Aparelhos de iluminação e suas partes, etc. 1353, Assentos, mesmo transformáveis em camas e suas partes 915, Objetos de vidro para serviços de mesa, toucador, escritório, etc. 601, Tapetes e outros revestimentos para pavimentos, etc. 404, Suportes elásticos para camas (somiês); colchões, etc. 314, Louça, outros artigos de uso doméstico e artigos de higiene, etc. 276, Outros papéis, cartões, pasta de celulose, etc. 218, Tapetes e outros revestimentos para pavimentos, etc. 194, Outros tapetes e revestimentos para pavimentos, et. 103, Quadros, pinturas, desenhos, etc. 87, Tapetes de matérias têxteis, de pontos nodados, etc. 81, Louça, outros artigos de uso doméstico e artigos de higiene, etc. 54, Antiguidades com mais de 100 anos 49, Sinos, campainhas, gongos e artefatos semelhantes não elétricos 47, Estatuetas e outros objetos de ornamentação, de cerâmica 41, Madeira marchetada e madeira incrustada, cofres, escrínios e estojos para joalharia, 40,20 etc Outras obras de cerâmica 32, Velas, pavios, círios e artigos semelhantes 29, Tapetes e outros revestimentos para pavimentos de feltro 26, Molduras de madeira para quadros, fotografias, espelhos, etc. 18, Produções originais de arte estatuária ou de escultura 11, Coleções e espécimes para coleções de zoologia, botânica, etc. 3, Selos postais, fiscais, marcas postais, envelopes de primeiro dia, etc. 1, Gravuras, estampas, litografias originais, etc. 1,07 Fonte: INTRACEN 3

7 Importadores Árabes de Móveis e Decoração do Mundo País US$ milhão Total Países Árabes 9996,44 Emirados Árabes 2908,82 Arábia Saudita 1866,57 Omã 597,23 Catar 594,53 Marrocos 504,62 Kuwait 503,50 Líbia 437,58 Egito 429,88 Iraque 417,31 Argélia 390,85 Tunísia 276,86 Líbano 240,24 Jordânia 223,31 Bahrein 199,19 Síria 139,04 Iêmen 92,51 Sudão 87,17 Djibuti 33,43 Mauritânia 23,95 Ilhas Comores 10,85 Palestina 10,81 Somália 8,20 Fonte: INTRACEN 4

8 Exportações Brasileiras Grupos de Produtos: Móveis e Decoração Fonte: SECEX (Fevereiro/2010) Janeiro - Dezembro Valores em Milhões de US$ FOB Participação % Variação % Rank Países Grupos /2009 Mundo Total , , ,00 100,00-22,71 Mundo Consulta 1.160, ,169 0,59 0,56-25,78 Países Árabes 20,174 12,915 1,74 1,50-35,99 1 Líbano 5,744 3,582 28,47 27,74-37,63 2 Argélia 5,423 3,146 26,88 24,36-41,99 3 Emirados Árabes Unidos 5,018 1,999 24,88 15,48-60,17 4 Arábia Saudita 0,981 1,106 4,86 8,57 12,75 5 Egito 1,156 1,002 5,73 7,76-13,33 6 Jordânia 0,042 0,571 0,21 4, ,28 7 Kuwait 0,311 0,433 1,54 3,35 39,18 8 Síria 0,017 0,343 0,08 2, ,63 9 Catar 0,342 0,179 1,70 1,38-47,74 10 Sudão 0,163 0,151 0,81 1,17-7,02 11 Tunísia 0,172 0,114 0,85 0,88-34,00 12 Marrocos 0,257 0,084 1,28 0,65-67,43 13 Omã 0,153 0,068 0,76 0,52-55,80 14 Líbia 0,124 0,045 0,61 0,35-63,41 15 Bahrein 0,024 0,037 0,12 0,29 54,00 16 Mauritânia 0,054 0,029 0,27 0,23-45,87 17 Djibuti 0,089 0,018 0,44 0,14-79,94 18 Iêmen 0,004 0,006 0,02 0,05 43,38 19 Iraque 0,066 0,000 0,33 0,00-99,26 20 Ilhas Comores 0,032 0,000 0,16 0,00 0,00 5

9 Exportações Brasileiras Grupos de Países: Países Árabes Fonte: SECEX (Fevereiro/2010) Janeiro - Dezembro Valores em Milhões de US$ FOB Participaç ão % Variaçã o % Rank NCM Produtos da Consulta /2 009 Mundo Total , ,74 100, 100, -22, Mundo Consulta 1.160, ,169 0,59 0,56-25,78 Países Árabes 9.818, ,250 4,96 6,14-4,36 Móveis e Decoração 20,174 12,915 0,21 0,14-35, Objetos de vidro para serviço de mesa, 7,438 6,003 36,8 46,4-19,30 cozinha, toucador, etc Outros móveis e suas partes 9,916 4,954 49,1 38,3-50, Louça, outros artigos de uso doméstico etc. 0,458 0,680 2,27 5,27 48, Assentos (exceto os da posição 94.02) 1,183 0,456 5,86 3,53-61, Aparelhos de iluminação (incluídos os 0,365 0,239 1,81 1,85-34,47 projetores) e suas partes, etc Quadros, pinturas e desenhos, feitos 0,103 0,204 0,51 1,58 98,58 inteiramente à mão, etc Louça, outros artigos de uso doméstico e 0,062 0,182 0,31 1,41 192,20 artigos de higiene, etc Produções originais de arte de arte estatuária 0,051 0,156 0,25 1,21 207,39 00 ou de escultura, etc Suportes elásticos para camas (somiês); 0,126 0,016 0,63 0,12-87,49 colchões, etc Tapetes e outros revestimentos para 0,411 0,014 2,04 0,11-96,49 pavimentos, etc Sinos, campainhas, gongos e artefatos 0,047 0,003 0,23 0,03-92,98 semelhantes, etc Molduras de madeira para quadros, 0,000 0,003 0,00 0,02 0,00 00 fotografias, etc Outras obras de cerâmica. 0,013 0,002 0,06 0,02-81, Estatuetas e outros objetos de ornamentação, de cerâmica. 0,003 0,001 0,01 0,01-72,25 6

10 Oportunidades para Exportação É necessário que o exportador brasileiro se atenha a algumas necessidades que podem ser cruciais. A qualidade dos produtos brasileiros de alto padrão, muitas vezes se equipara à européia já tradicionalmente constatada nos países árabes, especialmente no golfo. Além disto, o preço brasileiro deve tentar manter-se em patamares competitivos para este segmento. Segundo alguns distribuidores árabes, as vantagens competitivas do Brasil estão atreladas a conceitos pré-estabelecidos amplamente divulgados. Exemplo disto é o consumidor creditar a qualidade do móvel brasileiros à abundância de madeira na floresta amazônica. Normalmente de 60% a 80% das vendas dos principais distribuidores no golfo se destinam a designers e projetos. Estes compradores normalmente compram conceitos e necessitam de itens que formam um ambiente, com pavimentação, iluminação, acessórios adequados. Entre as linhas que mais chamam a atenção dos compradores, são modernas e inovadoras. Além disto, por ser um mercado cosmopolita, acostumado a diferentes culturas e idéias das mais variadas, a criatividade e a inovação são sempre bem-vindas ao mercado de móveis e decoração. É importante dar ênfase na promoção dos produtos e da marca ao lidar com tais grupos. A questão da variedade também é importante. Diversificar no número de portas de armários e guardaroupas, de assentos em sofás são exemplos de adaptação necessária nos produtos. Toda a sofisticação criatividade e inovação devem ser expressas no momento da promoção. A idéia Brasil pode ser uma saída para empresas que não possuem uma marca internacionalmente reconhecida. Numa feira, por exemplo, os móveis e itens de decoração, podem ser apresentados como um projeto de design em uma ambientação adequada. Uma grande demanda existe também por móveis de médio e baixo padrão. As importadoras do golfo na maioria das vezes importam da China e outros países com vantagem nos preços. Também importam do Brasil, mas os itens são normalmente reexportados a outros mercados como o africano. A introdução direta de produtos de médio e baixo padrão pode ser feita através de países como Argélia, Líbia e Sudão, que além de possuírem um mercado consumidor bastante atraente, podem ainda servir de porta de entrada para outros países africanos. Oportunidades de Importação O consumo nacional é suprido quase integralmente pela produção doméstica, e as importações têm participação pequena, porém há espaço para alguns artigos da indústria árabe de móveis e decoração. Tapetes, aparelhos de iluminação, móveis, assentos e partes e ornamentos foram os principais produtos do segmento importados dos países árabes pelo Brasil. Apesar de serem produtos relativamente comuns, a produção árabe segue tendências únicas de confecção e qualidade, configurando um importante diferencial para seus produtos moveleiros e decorativos no mercado internacional. Os tapetes egípcios são um grande exemplo dessa realidade nos países árabes. As importações brasileiras de móveis e decoração centram-se em produtos altamente diferenciados da produção interna. Os países árabes constituem um potencial fornecedor já que possuem linhas diferenciadas e compatíveis com as exigências de consumidores específicos. Entre alguns dos produtos que o importador brasileiro pode achar atraente estão: tapetes, aparelhos de iluminação, ornamentos e outros artigos de decoração. 7

Como Negociar com os Países Árabes

Como Negociar com os Países Árabes Como Negociar com os Países Árabes 6 de abril de 2006 Rubens Hannun Vice-Presidente de Marketing Michel Abdo Alabi Secretário Geral e Diretor de Comércio Exterior As atratividades são muitas... Países

Leia mais

MÍDIA ESPECIALIZADA, DIVULGAÇÃO ACERTADA!

MÍDIA ESPECIALIZADA, DIVULGAÇÃO ACERTADA! MÍDIA ESPECIALIZADA, DIVULGAÇÃO ACERTADA! A HG Casa é uma revista profi ssional e dirigida ao mercado de artigos para casa com ênfase nos segmentos de Eletrodomésticos, Iluminação, Movelaria, Decoração,

Leia mais

LIGA ÁRABE Comércio Exterior

LIGA ÁRABE Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC LIGA ÁRABE Comércio Exterior Outubro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

Móveis e Artigos para decoração nos Países Árabes

Móveis e Artigos para decoração nos Países Árabes Móveis e Artigos para decoração nos Países Árabes Câmara de Comércio Árabe Brasileira São Paulo Setembro de 2006 Negociando com os Árabes Câmara de Comércio Árabe Brasileira São Paulo Agosto 2006 Os Países

Leia mais

MAPA ESTRATÉGICO DO COMÉRCIO EXTERIOR CATARINENSE FLORIANÓPOLIS, 11/12/2014

MAPA ESTRATÉGICO DO COMÉRCIO EXTERIOR CATARINENSE FLORIANÓPOLIS, 11/12/2014 MAPA ESTRATÉGICO DO COMÉRCIO EXTERIOR CATARINENSE FLORIANÓPOLIS, 11/12/2014 MAPA ESTRATÉGICO DO COMÉRCIO EXTERIOR CATARINENSE FLORIANÓPOLIS, 11/12/2014 Focos estratégicos Diversificação e agregação de

Leia mais

PAÍSES AIEA AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA

PAÍSES AIEA AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA PAÍSES AIEA AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA 1. Canadá 2. Comunidade da Austrália 3. Estado da Líbia 4. Estados Unidos da América 5. Federação Russa 6. Japão 7. Reino da Arábia Saudita 8. Reino

Leia mais

Panorama Mundial (2013)

Panorama Mundial (2013) Panorama Mundial (2013) Produção mundial alcançou US$ 444 bilhões em 2013; Mesmo com os efeitos da crise internacional, registra 85% de crescimento desde 2004, a uma taxa média de 7% ao ano; 54% da produção

Leia mais

3.2 Madeira e Móveis. Diagnóstico

3.2 Madeira e Móveis. Diagnóstico 3.2 Madeira e Móveis Diagnóstico Durante a década de 90, a cadeia produtiva de madeira e móveis sofreu grandes transformações em todo o mundo com conseqüentes ganhos de produtividade, a partir da introdução

Leia mais

PORTAS E JANELAS: A LIGAÇÃO DA CASA COM O MUNDO

PORTAS E JANELAS: A LIGAÇÃO DA CASA COM O MUNDO PORTAS E JANELAS: A LIGAÇÃO DA CASA COM O MUNDO É dito no ditado popular que os olhos de uma pessoa são as janelas de sua alma, trazendo este pensamento para uma residência, podemos entender que as janelas

Leia mais

INTERNACIONALIZAÇÃO E COMPETITIVIDADE BELO HORIZONTE

INTERNACIONALIZAÇÃO E COMPETITIVIDADE BELO HORIZONTE INTERNACIONALIZAÇÃO E COMPETITIVIDADE BELO HORIZONTE EXPORTAR É UM MOVIMENTO NATURAL DE CRESCIMENTO EXISTEM MAIS DE 200 PAÍSES ESPERANDO PELO SEU PRODUTO A EXPORTAÇÃO ABRE UM UNIVERSO DE OPORTUNIDADES

Leia mais

COMPROMISSO CONTÍNUO. Uma Divisão do Grupo MVP

COMPROMISSO CONTÍNUO. Uma Divisão do Grupo MVP / A MVP Tech, fundada em 2003, é uma integradora especializada em sistemas de segurança e tecnologia que representa importantes produtos de empresas dos Estados Unidos, Europa, e Austrália. Esses produtos

Leia mais

Com inovação tecnológica, design, desenvolvimento sustentável e talento, o Brasil está mostrando para o mundo um país único e surpreendente.

Com inovação tecnológica, design, desenvolvimento sustentável e talento, o Brasil está mostrando para o mundo um país único e surpreendente. Com inovação tecnológica, design, desenvolvimento sustentável e talento, o Brasil está mostrando para o mundo um país único e surpreendente. Novos desafios, grandes oportunidades Apesar da crise econômica:

Leia mais

FIL 2015. promova o seu negócio! 22A25DEOUT LUANDA ANGOLA. projectar o futuro, construindo o presente

FIL 2015. promova o seu negócio! 22A25DEOUT LUANDA ANGOLA. projectar o futuro, construindo o presente 22A25DEOUT Feira Internacional de Equipamentos e Materiais para a Construção Civil, Obras Públicas, Urbanismo e Arquitectura projectar o futuro, construindo o presente FIL 2015 LUANDA ANGOLA promova o

Leia mais

in light eletro house supri shop linea domus outdoor living & garden

in light eletro house supri shop linea domus outdoor living & garden utility house in domus eletro house in light linea domus supri shop outdoor living & garden FEIRA PROFISSIONAL Reunir em um mesmo local e momento investidores e mercado-alvo, formando um ambiente de negócios

Leia mais

O EVENTO. O Evento. Decor Prime Show. Mídia Espontânea. Conferência Feicon Batimat Nordeste. Apoios e Parcerias. Expositores. Visitantes.

O EVENTO. O Evento. Decor Prime Show. Mídia Espontânea. Conferência Feicon Batimat Nordeste. Apoios e Parcerias. Expositores. Visitantes. O EVENTO O Evento Decor Prime Show Mídia Espontânea Conferência Feicon Batimat Nordeste Apoios e Parcerias Expositores Visitantes Depoimentos O EVENTO Primeira edição da Feicon Batimat Nordeste é sucesso

Leia mais

MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS

MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS ANEXO 1 MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Este documento serve como base orientadora para a apresentação de propostas de Arranjos Produtivos Locais para enquadramento no

Leia mais

O MELHOR DA CONSTRUÇÃO EM UM SÓ LUGAR 06 A 09 DE MAIO - CENTRO DE CONVENÇÕES BAHIA

O MELHOR DA CONSTRUÇÃO EM UM SÓ LUGAR 06 A 09 DE MAIO - CENTRO DE CONVENÇÕES BAHIA O MELHOR DA CONSTRUÇÃO EM UM SÓ LUGAR 06 A 09 DE MAIO - CENTRO DE CONVENÇÕES BAHIA www.feiraconstruir.com.br/bahia A FEIRA A partir da edição de 2014, o evento Construir Bahia passa a ser bienal. Idealizada

Leia mais

Decor Store. Interiores. Loja de Decorações de Interiores. Cristiane Dal Prá Designer de Interiores

Decor Store. Interiores. Loja de Decorações de Interiores. Cristiane Dal Prá Designer de Interiores Decor Store Interiores Loja de Decorações de Interiores Cristiane Dal Prá Designer de Interiores Quem somos A Decor Store Interiores é uma loja que agrega em um único espaço vários itens relacionados a

Leia mais

O processo de abertura comercial da China: impactos e perspectivas

O processo de abertura comercial da China: impactos e perspectivas O processo de abertura comercial da China: impactos e perspectivas Análise Economia e Comércio / Desenvolvimento Carolina Dantas Nogueira 20 de abril de 2006 O processo de abertura comercial da China:

Leia mais

Cenário Geral do Desenvolvimento Econômico da China A Política de GO OUT da China

Cenário Geral do Desenvolvimento Econômico da China A Política de GO OUT da China Cenário Geral do Desenvolvimento Econômico da China A Política de GO OUT da China A aplicação da Estratégia de GO OUT --Investimento direto chinês para o exterior em 2007 As principais medidas para apoiar

Leia mais

CONSTRUINDO RIO SUSTENTÁVEL 2012/2015

CONSTRUINDO RIO SUSTENTÁVEL 2012/2015 PROGRAMA DE COMPETITIVIDADE DAS MICROS E PEQUENAS EMPRESAS DO ENCADEAMENTO DA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CONSTRUINDO RIO SUSTENTÁVEL 2012/2015 Desempenho recente da Construção Civil De

Leia mais

Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro

Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro Análise Economia e Comércio / Integração Regional Jéssica Naime 09 de setembro de 2005 Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro Análise Economia

Leia mais

Máquinas e Equipamentos de Qualidade

Máquinas e Equipamentos de Qualidade Máquinas e Equipamentos de Qualidade 83 A indústria brasileira de máquinas e equipamentos caracteriza-se pelo constante investimento no desenvolvimento tecnológico. A capacidade competitiva e o faturamento

Leia mais

TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES): EBERSON EVANDRO DA SILVA GUNDIN, PAULO

Leia mais

Comunicado à Imprensa

Comunicado à Imprensa Economy Página 1 de 6 Rede mundial de vendas e capacidade de produção expandidas para sustentar o crescimento contínuo Sucesso financeiro em 2013: Beckhoff Automation aumenta o faturamento em 7%, chegando

Leia mais

Trabalho realizado por: Diogo Santos Nº3 11ºD. Escola secundária de Figueiró dos Vinhos. Disciplina de Organização de gestão desportiva

Trabalho realizado por: Diogo Santos Nº3 11ºD. Escola secundária de Figueiró dos Vinhos. Disciplina de Organização de gestão desportiva Trabalho realizado por: Diogo Santos Nº3 11ºD Escola secundária de Figueiró dos Vinhos Disciplina de Organização de gestão desportiva Data de entrega: 10/02/2015 Diogo Santos Página 1 Escola secundária

Leia mais

Palestra MPME. 30 de junho de 2011

Palestra MPME. 30 de junho de 2011 Palestra MPME 30 de junho de 2011 Como apoiamos? Operações Diretas Contratadas diretamente com o BNDES Operações Indiretas Instituições financeiras credenciadas pelo BNDES Empresário Informação e Relacionamento

Leia mais

Unidade III. Aula 16.1 Conteúdo Aspectos políticos. A criação dos Estados nas regiões; os conflitos árabe-israelenses. Cidadania e Movimento

Unidade III. Aula 16.1 Conteúdo Aspectos políticos. A criação dos Estados nas regiões; os conflitos árabe-israelenses. Cidadania e Movimento CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade III Cidadania e Movimento Aula 16.1 Conteúdo Aspectos políticos. A criação dos Estados nas regiões; os conflitos árabe-israelenses. 2

Leia mais

Smart home. Fazendo da tecnologia smart home uma realidade. GfK 2015. GfK 2015 GfK smart home study 1

Smart home. Fazendo da tecnologia smart home uma realidade. GfK 2015. GfK 2015 GfK smart home study 1 Smart home Fazendo da tecnologia smart home uma realidade GfK 2015 GfK 2015 GfK smart home study 1 Conteúdos 1 2 3 Potencial de mercado Os nossos insights O seu crescimento através do conhecimento GfK

Leia mais

MISSÃO EMPRESARIAL À TUNÍSIA

MISSÃO EMPRESARIAL À TUNÍSIA MISSÃO EMPRESARIAL À TUNÍSIA 03 A 06 DE NOVEMBRO DE 2008 RELATÓRIO FINAL MISSÃO EMPRESARIAL À TUNÍSIA 03 A 06 DE NOVEMBRO DE 2008 1. Introdução À semelhança de iniciativas anteriores, a Nersant organizou

Leia mais

RADAR COMERCIAL Análise do Mercado da Croácia

RADAR COMERCIAL Análise do Mercado da Croácia Secretaria de Comércio Exterior SECEX - MDIC Departamento de Planejamento e Desenvolvimento do Comércio Exterior DEPLA Coordenação Geral de Produção Estatística CGPE RADAR COMERCIAL A Croácia foi a sexagésima

Leia mais

A INDÚSTRIA TÊXTIL E VESTUÁRIO PORTUGUESA

A INDÚSTRIA TÊXTIL E VESTUÁRIO PORTUGUESA A INDÚSTRIA TÊXTIL E VESTUÁRIO PORTUGUESA Maio 2013 ATP Associação Têxtil e Vestuário de Portugal A ITV Portuguesa 2012 Volume de Negócios: 5.800 M * Produção: 4.910 M * Emprego: cerca de 150.000* Importações:

Leia mais

Aula 3 Contextualização

Aula 3 Contextualização Gestão de Marketing Aula 3 Contextualização Profa. Me. Karin Sell Schneider Canais de Distribuição Comunicação Produto é um conjunto de atributos tangíveis e intangíveis, que proporciona benefícios reais

Leia mais

Grupo Usiminas fabrica em Cubatão e Ipatinga, em Minas Gerais, perfis de aço para a construção de habitações

Grupo Usiminas fabrica em Cubatão e Ipatinga, em Minas Gerais, perfis de aço para a construção de habitações Edição: 5132010 Litoral Paulista, sexta-feira, 20 de agosto Página: 1 Grupo Usiminas fabrica em Cubatão e Ipatinga, em Minas Gerais, perfis de aço para a construção de habitações w w w. u s i m i n a s.

Leia mais

A FEIRA VERÃO. Brasileiro 26-29 JUNHO. 48ª Feira Internacional da Moda em Calçados e Acessórios. Domingo a Quarta ANHEMBI SP

A FEIRA VERÃO. Brasileiro 26-29 JUNHO. 48ª Feira Internacional da Moda em Calçados e Acessórios. Domingo a Quarta ANHEMBI SP A FEIRA VERÃO do Brasileiro 48ª Feira Internacional da Moda em Calçados e Acessórios 26-29 JUNHO Domingo a Quarta ANHEMBI SP Todo setor se encontra na Feira que é REFERÊNCIA nacional e internacional da

Leia mais

31º ENCONTRO NACIONAL DE COMÉRCIO EXTERIOR - ENAEX EXPORTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA: MITOS E VERDADES

31º ENCONTRO NACIONAL DE COMÉRCIO EXTERIOR - ENAEX EXPORTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA: MITOS E VERDADES 31º ENCONTRO NACIONAL DE COMÉRCIO EXTERIOR - ENAEX PALESTRA EXPORTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA: MITOS E VERDADES JOSÉ AUGUSTO DE CASTRO Rio de Janeiro, 27 de Setembro de 2012 2 DEFINIÇÃO DE SERVIÇOS

Leia mais

ANÁLISE DE COMPETITIVIDADE EMBALAGENS

ANÁLISE DE COMPETITIVIDADE EMBALAGENS ANÁLISE DE COMPETITIVIDADE EMBALAGENS Jun/15 Análise de Competitividade Embalagens Resumo da Cadeia de Valores Painel de Indicadores de Monitoramento da Competitividade Setorial Percepção empresarial da

Leia mais

Mercados informação sectorial

Mercados informação sectorial Mercados informação sectorial Xangai Mobiliário Breve Apontamento Junho 2010 Índice 1. Distribuição 3 1.1 Lojas de Mobiliário Importado de Gama Alta 3 1.2 Centros Comerciais com Mobiliário Importado 4

Leia mais

A Indústria de Alimentação

A Indústria de Alimentação A Indústria de Alimentação 61 A indústria brasileira de alimentação está inserida na cadeia do agronegócio e representa parte significativa do PIB. O texto aponta as características do setor, seu desempenho

Leia mais

Unidade II MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino

Unidade II MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino Unidade II MARKETING DE VAREJO E NEGOCIAÇÃO Profa. Cláudia Palladino Preço em varejo Preço Uma das variáveis mais impactantes em: Competitividade; Volume de vendas; Margens e Lucro; Muitas vezes é o mote

Leia mais

A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO

A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO PARTE 03 - MERCADOS PRIORITÁRIOS Introdução Nas últimas semanas dedicamos a nossa atenção ao

Leia mais

Revestimentos Monolíticos

Revestimentos Monolíticos Revestimentos Monolíticos Catálogo Geral Alta performance com estética elevada A RM Revestimentos Monoliticos é uma indústria que, em parceria com a Miaki Revestimentos, desenvolve e comercializa revestimentos

Leia mais

TECIDOS E REVESTIMENTOS

TECIDOS E REVESTIMENTOS CAMA MESA BANHO COLCHÕES E TRAVESSEIROS COBERTORES AROMATIZANTES CORTINAS E ACESSÓRIOS TECIDOS E REVESTIMENTOS TAPETES E CARPETES MALAS E ACESSÓRIOS DE VIAGEM O que é uma feira profissional Integrar em

Leia mais

Resumo dos resultados da enquete CNI

Resumo dos resultados da enquete CNI Resumo dos resultados da enquete CNI Brasil - México: Interesse empresarial para ampliação do acordo bilateral Março 2015 Amostra da pesquisa No total foram recebidos 45 questionários de associações sendo

Leia mais

José Manuel Cerqueira

José Manuel Cerqueira José Manuel Cerqueira A Indústria cerâmica no contexto nacional A indústria portuguesa de cerâmica representou em 2013 um volume de negócios de 897,8 milhões de euros, um valor acrescentado bruto de 327,6

Leia mais

Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática

Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática A Abiquim e suas ações de mitigação das mudanças climáticas As empresas químicas associadas à Abiquim, que representam cerca

Leia mais

Look back to move forward. Marco Teixeira CEO

Look back to move forward. Marco Teixeira CEO Marco Teixeira, arquitecto qualificado com vasta experiência na área, desenvolveu as suas competências em algumas das mais conceituadas empresas, estabelecendo contactos com uma vasta lista de clientes,

Leia mais

A DISTRIBUIÇÃO ALIMENTAR NOS EMIRADOS ARABES UNIDOS

A DISTRIBUIÇÃO ALIMENTAR NOS EMIRADOS ARABES UNIDOS A DISTRIBUIÇÃO ALIMENTAR NOS EMIRADOS ARABES UNIDOS Os mercados árabes oferecem excelentes oportunidades para o sector alimentar nacional. Para ampliar as possibilidades de sucesso, os produtos devem se

Leia mais

ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas

ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas 1) Resumo Executivo Descrição dos negócios e da empresa Qual é a ideia de negócio e como a empresa se chamará? Segmento

Leia mais

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas 7 de Novembro de 2014 Internacionalização - Desafios Diversificar Mercados Alargar a Base Exportadora Enquadramento Evolução Recente Comércio

Leia mais

HORUS. www.moveisbelo.com.br. Av. Maracanã, 407 Vila Industrial Arapongas PR CEP 86706 000 Tel.: 43 3303 2573 Fax.: 43 3303 2590

HORUS. www.moveisbelo.com.br. Av. Maracanã, 407 Vila Industrial Arapongas PR CEP 86706 000 Tel.: 43 3303 2573 Fax.: 43 3303 2590 Outubro/2010 Av. Maracanã, 407 Vila Industrial Arapongas PR CEP 86706 000 Tel.: 43 3303 2573 Fax.: 43 3303 2590 belo@moveisbelo.com.br vendas@moveisbelo.com.br www.moveisbelo.com.br LINHA bybeloescritórios

Leia mais

7.000 6.500 6.000 5.500 5.000 4.500 4.000 3.500 3.000 2.500 2.000 1.500 1.000 500 - -500-1.000 fev./2010. ago./2011. fev./2012. nov.

7.000 6.500 6.000 5.500 5.000 4.500 4.000 3.500 3.000 2.500 2.000 1.500 1.000 500 - -500-1.000 fev./2010. ago./2011. fev./2012. nov. 4 SETOR EXTERNO As contas externas tiveram mais um ano de relativa tranquilidade em 2012. O déficit em conta corrente ficou em 2,4% do Produto Interno Bruto (PIB), mostrando pequeno aumento em relação

Leia mais

COMÉRCIO E DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS.

COMÉRCIO E DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS. COMÉRCIO E DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS. A Rio Quality existe com o objetivo de proporcionar a total satisfação dos clientes e contribuir para o sucesso de todos. Essa integração se dá através do investimento

Leia mais

INFORMATIVO MENSAL LAPBOV Junho de 2014

INFORMATIVO MENSAL LAPBOV Junho de 2014 Nº 27 Oferta restrita e preços firmes no mês da Copa Frigoríficos, supermercados e churrascarias já têm motivos para comemorar com os resultados da Copa do churrasco. Ainda que não seja um movimento capaz

Leia mais

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 3 } 1. INTRODUÇÃO: PARQUE TECNOLÓGICO CAPITAL DIGITAL - PTCD Principal polo de desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação do Distrito Federal, o PTCD

Leia mais

Klaus Schneider Gebhardt. Orientador: Prof. Dr. CLÁUDIO GONÇALO

Klaus Schneider Gebhardt. Orientador: Prof. Dr. CLÁUDIO GONÇALO Klaus Schneider Gebhardt Orientador: Prof. Dr. CLÁUDIO GONÇALO 1. INTRODUÇÃO!"#!$!%%%&'" (# )%%&'"" #*"%+ #!!,"!%-. /%"0"%"12!" %"!'" #,!,!'3". QUESTÃO DE PESQUISA Analisando a Indústria de Móveis do Brasil,

Leia mais

A ECONOMIA BRASILEIRA E OS CARROS USADOS. Luis Nassif

A ECONOMIA BRASILEIRA E OS CARROS USADOS. Luis Nassif A ECONOMIA BRASILEIRA E OS CARROS USADOS Luis Nassif Potência Descoberta do país Desenvolvimento Potência Exporta matéria prima Descoberta do país Desenvolvimento Potência Importa produtos Descoberta do

Leia mais

Aplicação dos princípios de Administração da Produção em uma indústria química

Aplicação dos princípios de Administração da Produção em uma indústria química Aplicação dos princípios de Administração da Produção em uma indústria química 1 Laureilton José Almeida BORGES; 1 Fádua Maria do Amaral SAMPAIO; 1 Luciana MENDONÇA; 2 Wemerton Luís EVANGELISTA. 1 Estudante

Leia mais

Receita com exportação de carne de frango é recorde nos primeiros oito meses de 2015

Receita com exportação de carne de frango é recorde nos primeiros oito meses de 2015 Receita com exportação de carne de frango é recorde nos primeiros oito meses de 2015 Por Prof. Dr. Sergio De Zen, Camila Brito Ortelan e Marcos Debatin Iguma e Equipe Aves/Cepea Nos primeiros oito meses

Leia mais

PERFIL DOS CLIENTES DA MARCENARIA SANTA CRUZ

PERFIL DOS CLIENTES DA MARCENARIA SANTA CRUZ FACULDADE PRUDENTE DE MORAES PERFIL DOS CLIENTES DA MARCENARIA SANTA CRUZ MAURICIO CESAR BOCHINI Itu 2009 Faculdade Prudente de Moraes MBA Executivo PERFIL DOS CLIENTES DA MARCENARIA SANTA CRUZ MAURICIO

Leia mais

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 COMUNICADO No: 58 Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 10 de dezembro de 2015 (Genebra) - A International Air Transport Association (IATA) anunciou

Leia mais

Projeto CAPAZ Banana Republic - Exclusividade

Projeto CAPAZ Banana Republic - Exclusividade 1 Introdução Ao assistir ao vídeo sobre a parceria exclusiva Safilo-Coopesp, você pôde ver um pouco da história inicial dessa grande empresa que é a Safilo, bem como os benefícios trazidos com a exclusividade

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS FORMAÇÃO DA REDE DR. MARIDO NEGÓCIOS DO PEQUENO E MÉDIO PORTE, ATRAVÉS DO MODELO HOMME OFFICE, COM RETORNO PROJETADO DE 86% A.A.

PLANO DE NEGÓCIOS FORMAÇÃO DA REDE DR. MARIDO NEGÓCIOS DO PEQUENO E MÉDIO PORTE, ATRAVÉS DO MODELO HOMME OFFICE, COM RETORNO PROJETADO DE 86% A.A. FORMAÇÃO DA REDE DR. MARIDO NEGÓCIOS DO PEQUENO E MÉDIO PORTE, ATRAVÉS DO MODELO HOMME OFFICE, COM RETORNO PROJETADO DE 86% A.A. PLANO DE NEGÓCIOS Data: Janeiro 2.013 Dr. Marido - Operacional S U M Á R

Leia mais

Informe 05/2011 AS RELAÇÕES COMERCIAIS BRASIL- CHINA NO SETOR DE ROCHAS ORNAMENTAIS E DE REVESTIMENTO: SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS DE EVOLUÇÃO

Informe 05/2011 AS RELAÇÕES COMERCIAIS BRASIL- CHINA NO SETOR DE ROCHAS ORNAMENTAIS E DE REVESTIMENTO: SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS DE EVOLUÇÃO Informe 05/2011 AS RELAÇÕES COMERCIAIS BRASIL- CHINA NO SETOR DE ROCHAS ORNAMENTAIS E DE REVESTIMENTO: SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS DE EVOLUÇÃO Associação Brasileira da Indústria de Rochas Ornamentais

Leia mais

2.3 Transformados Plásticos. Diagnóstico

2.3 Transformados Plásticos. Diagnóstico 2.3 Transformados Plásticos Diagnóstico A indústria de plásticos vem movendo-se ao redor do mundo buscando oportunidades nos mercados emergentes de alto crescimento. O setor é dominado por um grande número

Leia mais

Apresentação por Leonardo Melo melo.leonardo@ieee.org Universidade Federal de Juiz de Fora PET Elétrica IEEE Institute Of Electrical and Electronics

Apresentação por Leonardo Melo melo.leonardo@ieee.org Universidade Federal de Juiz de Fora PET Elétrica IEEE Institute Of Electrical and Electronics Apresentação por Leonardo Melo melo.leonardo@ieee.org Universidade Federal de Juiz de Fora PET Elétrica IEEE Institute Of Electrical and Electronics Engineers Prefácio O Engenheiro 2020 Como será ou deveria

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE MÓVEIS OUTUBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE MÓVEIS OUTUBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE MÓVEIS OUTUBRO DE 2015 PRODUTOS INDÚSTRIA DE MÓVEIS Importação 3,3% Residenciais 67,7% Mercado interno 96,4% Escritório 16,6% INDÚSTRIA

Leia mais

O mundo árabe-muçulmano após a Primavera. Prof. Alan Carlos Ghedini

O mundo árabe-muçulmano após a Primavera. Prof. Alan Carlos Ghedini O mundo árabe-muçulmano após a Primavera Prof. Alan Carlos Ghedini Entre as causas da Primavera Árabe podemos citar: Altos índices de desemprego na região Crise econômica Pouca ou nenhuma representação

Leia mais

10º FÓRUM DE ECONOMIA. Política Cambial, Estrutura Produtiva e Crescimento Econômico: fundamentos teóricos e evidências empíricas para o Brasil

10º FÓRUM DE ECONOMIA. Política Cambial, Estrutura Produtiva e Crescimento Econômico: fundamentos teóricos e evidências empíricas para o Brasil 10º FÓRUM DE ECONOMIA Política Cambial, Estrutura Produtiva e Crescimento Econômico: fundamentos teóricos e evidências empíricas para o Brasil Eliane Araújo São Paulo, 01 de outubro de2013 Objetivos Geral:

Leia mais

2013 Exercício 2012. Perfil do Varejo de Materiais de Construção. Elaborado pelo Instituto de Pesquisas da Universidade Anamaco

2013 Exercício 2012. Perfil do Varejo de Materiais de Construção. Elaborado pelo Instituto de Pesquisas da Universidade Anamaco 2013 Exercício 2012 Perfil do Varejo de Materiais de Construção Elaborado pelo Instituto de Pesquisas da Universidade Anamaco Metodologia Pesquisa quan%ta%va :1715 entrevistas distribuídas entre os diversos

Leia mais

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia Descrição do Sistema de Franquia Franquia é um sistema de distribuição de produtos, tecnologia e/ou serviços. Neste sistema uma empresa detentora de know-how de produção e/ou distribuição de certo produto

Leia mais

Comentários gerais. desta publicação. 5 O âmbito de atividades da pesquisa está descrito com maior detalhamento nas Notas técnicas

Comentários gerais. desta publicação. 5 O âmbito de atividades da pesquisa está descrito com maior detalhamento nas Notas técnicas Comentários gerais Pesquisa Anual de Comércio - PAC investiga a estrutura produtiva do A segmento empresarial do comércio brasileiro, sendo os resultados referentes a 2012 divulgados neste volume. A pesquisa

Leia mais

GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 12 O BRASIL NEOLIBERAL E OS DESAFIOS PARA O SÉCULO XXI

GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 12 O BRASIL NEOLIBERAL E OS DESAFIOS PARA O SÉCULO XXI GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 12 O BRASIL NEOLIBERAL E OS DESAFIOS PARA O SÉCULO XXI Como pode cair no enem A desconcentração industrial verificada no Brasil, na última década, decorre, entre outros fatores,

Leia mais

Percepção de Portugal no mundo

Percepção de Portugal no mundo Percepção de Portugal no mundo Na sequência da questão levantada pelo Senhor Dr. Francisco Mantero na reunião do Grupo de Trabalho na Aicep, no passado dia 25 de Agosto, sobre a percepção da imagem de

Leia mais

Por uma nova etapa da cooperação econômica Brasil - Japão Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil São Paulo, 11 de Julho de 2014

Por uma nova etapa da cooperação econômica Brasil - Japão Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil São Paulo, 11 de Julho de 2014 1 Por uma nova etapa da cooperação econômica Brasil - Japão Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil São Paulo, 11 de Julho de 2014 Brasil: Fundamentos Macroeconômicos (1) Reservas International

Leia mais

GESTÃO INTEGRAL DE RESÍDUOS MUNICIPAIS INDUSTRIALIZAÇÃO SUSTENTÁVEL DE RESÍDUOS

GESTÃO INTEGRAL DE RESÍDUOS MUNICIPAIS INDUSTRIALIZAÇÃO SUSTENTÁVEL DE RESÍDUOS GESTÃO INTEGRAL DE RESÍDUOS MUNICIPAIS INDUSTRIALIZAÇÃO SUSTENTÁVEL DE RESÍDUOS O Instituto Brasil Ambiente apresenta uma proposta de Gestão Integral de Resíduos Municipais desenvolvida pelo Prof. Dr.

Leia mais

FORUM INTERNACACIONAL MEDAMERICA 2011

FORUM INTERNACACIONAL MEDAMERICA 2011 FORUM INTERNACACIONAL MEDAMERICA 2011 MESA 2: Desarrollo regional em los países emergentes DATA: 04/10/2011 FORUM INTERNACIONAL MEDAMÉRICA TEMÁTICA: A Influência da Gestão de Marketing dos Grupos Varejistas

Leia mais

Produção Industrial Cearense Cresce 2,5% em Fevereiro como o 4º Melhor Desempenho do País

Produção Industrial Cearense Cresce 2,5% em Fevereiro como o 4º Melhor Desempenho do País Enfoque Econômico é uma publicação do IPECE que tem por objetivo fornecer informações de forma imediata sobre políticas econômicas, estudos e pesquisas de interesse da população cearense. Por esse instrumento

Leia mais

Compromisso para o Crescimento Verde e o Turismo

Compromisso para o Crescimento Verde e o Turismo www.pwc.pt Compromisso para o Crescimento Verde e o Turismo 16 Cláudia Coelho Diretora Sustainable Business Solutions da Turismo é um setor estratégico para a economia e sociedade nacional o que se reflete

Leia mais

A EVOLUÇÃO D A S ESQUADRIAS

A EVOLUÇÃO D A S ESQUADRIAS A EVOLUÇÃO D A S ESQUADRIAS Imagine um sistema de esquadrias completo, com três versões distintas para as principais tipologias, que podem ser fabricadas com os mesmos perfis, em um mesmo estampo, com

Leia mais

InfoBiz. Países Árabes. Franquias

InfoBiz. Países Árabes. Franquias Países Árabes Franquias Salim Taufic Schahin Presidente Wladimir Freua Vice Presidente de Comércio Exterior Michel Alaby Secretario Geral Equipe Técnica Responsável Rodrigo Solano Gerente de Desenvolvimento

Leia mais

Vantagens competitivas e estratégicas no uso de operadores logísticos. Prof. Paulo Medeiros

Vantagens competitivas e estratégicas no uso de operadores logísticos. Prof. Paulo Medeiros Vantagens competitivas e estratégicas no uso de operadores logísticos Prof. Paulo Medeiros Introdução nos EUA surgiram 100 novos operadores logísticos entre 1990 e 1995. O mercado para estas empresas que

Leia mais

CARACTERÍSTICAS DO MERCADO DA MADEIRA DE REFLORESTAMENTO NO BRASIL. Sebastião Renato Valverde 1

CARACTERÍSTICAS DO MERCADO DA MADEIRA DE REFLORESTAMENTO NO BRASIL. Sebastião Renato Valverde 1 CARACTERÍSTICAS DO MERCADO DA MADEIRA DE REFLORESTAMENTO NO BRASIL Sebastião Renato Valverde 1 A economia do setor florestal brasileiro até o ano de 1965 era pouco expressiva, tanto que as atividades de

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Novembro 2014

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Novembro 2014 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Novembro 2014 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EM EMPRESAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL DE MÉDIO PORTE NO BRASIL. Elisabete Maria de Freitas Arquiteta

Leia mais

China: novos rumos, mais oportunidades

China: novos rumos, mais oportunidades China: novos rumos, mais oportunidades Brasil pode investir em diversas áreas, como tecnologia, exploração espacial e infraestrutura 10 KPMG Business Magazine A China continua a ter na Europa o principal

Leia mais

Avenue Collection. Weehawken, Nova Jersey, Estados Unidos. O Endereço Mais Conveniente Do Mundo

Avenue Collection. Weehawken, Nova Jersey, Estados Unidos. O Endereço Mais Conveniente Do Mundo Avenue Collection O Endereço Mais Conveniente Do Mundo Weehawken, Nova Jersey, Estados Unidos Avenue Collection Weehawken, Nova Jersey, Estados Unidos Conhecidos como "Avenue Collection," cinco edifícios

Leia mais

Estratégia de negócio, segmentação e posicionamento Prof. Dr. Raul Amaral

Estratégia de negócio, segmentação e posicionamento Prof. Dr. Raul Amaral Estratégia de negócio, segmentação e posicionamento Prof. Dr. Raul Amaral Estratégia de negócio, estratégias de segmentação e posicionamento. Análise do potencial de demanda. Definição da missão. liderança.

Leia mais

Curso de Especialização Centro Universitário Franciscano - UNIFRA

Curso de Especialização Centro Universitário Franciscano - UNIFRA Gestão da Produção Prof. Miguel Antonio Pelizan 4 Leiaute ou Arranjo Físico ARRANJO FÍSICO Preocupa-se com a localização física dos recursos de transformação. Definir o arranjo é decidir onde colocar todas

Leia mais

Ações de capacitação empresarial

Ações de capacitação empresarial AÇÕES COLETIVAS - ATIVIDADES DE APOIO À EXPORTAÇÃO Acores Export -2016 Introdução Este documento é desenvolvido com base na informação recolhida junto das principais empresas exportadoras que contribuíram

Leia mais

Unidade III. Aula 17.1 Conteúdo Países árabes; Turquia. Cidadania e Movimento FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES

Unidade III. Aula 17.1 Conteúdo Países árabes; Turquia. Cidadania e Movimento FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade III Cidadania e Movimento Aula 17.1 Conteúdo Países árabes; Turquia. 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Habilidade:

Leia mais

Costa do Marfim. Inteligência de Mercados Internacionais. Extensão: 322.500 km². População: 20,70 milhões de hab. Idioma: francês.

Costa do Marfim. Inteligência de Mercados Internacionais. Extensão: 322.500 km². População: 20,70 milhões de hab. Idioma: francês. in Inteligência de Mercados Internacionais Extensão: 322.500 km² População: 20,70 milhões de hab. Idioma: francês. Moeda: Franco CFA (XOF) Centros comerciais: Yamusukro, Abidjan, Bouaké, Daloa, Korhogo.

Leia mais

Japão, Tigres asiáticos e China

Japão, Tigres asiáticos e China Japão, Tigres asiáticos e China Revisão Geral Prof. Josevaldo Aspectos socioeconômicos do Japão e dos Tigres Asiáticos Japão A partir do final da Segunda Guerra Mundial Transformou-se em exemplo de crescimento

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO RCVB (RECIFE CONVENTION &VISITORS BUREAU) PARA A CONSOLIDAÇÃO DO TURISMO DE EVENTOS EM RECIFE.

A IMPORTÂNCIA DO RCVB (RECIFE CONVENTION &VISITORS BUREAU) PARA A CONSOLIDAÇÃO DO TURISMO DE EVENTOS EM RECIFE. A IMPORTÂNCIA DO RCVB (RECIFE CONVENTION &VISITORS BUREAU) PARA A CONSOLIDAÇÃO DO TURISMO DE EVENTOS EM RECIFE. Autor: ANTÔNIO CARLOS DE SOUZA E SÁ FILHO Introdução O Turismo de Eventos está em plena ascensão

Leia mais

A COMPETITIVIDADE E O CRESCIMENTO DA ECONOMIA AÇORIANA - OPORTUNIDADES NO QUADRO DO HORIZONTE 2020

A COMPETITIVIDADE E O CRESCIMENTO DA ECONOMIA AÇORIANA - OPORTUNIDADES NO QUADRO DO HORIZONTE 2020 A COMPETITIVIDADE E O CRESCIMENTO DA ECONOMIA AÇORIANA - OPORTUNIDADES NO QUADRO DO HORIZONTE 2020 Quais os Instrumentos regionais para apoiar as empresas dos Açores? Competir + Apoios contratação de RH

Leia mais

Best Franchises. Feira das Melhores Franquias. 23, 24, e 25 de outubro de 2014 Shopping Iguatemi Ribeirão Preto - SP

Best Franchises. Feira das Melhores Franquias. 23, 24, e 25 de outubro de 2014 Shopping Iguatemi Ribeirão Preto - SP Best Franchises Feira das Melhores Franquias 23, 24, e 25 de outubro de 2014 Shopping Iguatemi Ribeirão Preto - SP Ribeirão Preto possui uma vocação inequívoca para o desenvolvimento do turismo de eventos.

Leia mais

3 4 Janelas e Portas de Madeira [Atigos para o lar]

3 4 Janelas e Portas de Madeira [Atigos para o lar] 3 4 Janelas e Portas de Madeira [Atigos para o lar] 1. Definição da categoria Portas e janelas de madeira acabada (incluindo portas de exteriores e interiores) para uso doméstico. Números de HS Commodity

Leia mais

África. Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal 30. www1.folha.uol.com.br

África. Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal 30. www1.folha.uol.com.br África Acredita-se que a situação atual da África seja resultado da maneira em que foi colonizado pelos Europeus. Por meio de colônia de exploração de recursos mineiras, separação dos territórios tribais

Leia mais

O Setor em Grandes Números. Situação Atual e Perspectivas do Mercado Interno e Externo

O Setor em Grandes Números. Situação Atual e Perspectivas do Mercado Interno e Externo O Setor em Grandes Números Situação Atual e Perspectivas do Mercado Interno e Externo I - CADEIA PRODUTIVA NÚMERO ESTIMADO DE EMPRESAS EM 2012 Lapidação / Obras de pedras 350 INDÚSTRIA Joalheria ouro e

Leia mais

COMÉRCIO EXTERIOR. Causas da dívida Empréstimos internacionais para projetar e manter grandes obras. Aquisição de tecnologia e maquinário moderno.

COMÉRCIO EXTERIOR. Causas da dívida Empréstimos internacionais para projetar e manter grandes obras. Aquisição de tecnologia e maquinário moderno. 1. ASPECTOS GERAIS Comércio é um conceito que possui como significado prático, trocas, venda e compra de determinado produto. No início do desenvolvimento econômico, o comércio era efetuado através da

Leia mais

O papel de Portugal no mundo é mais importante do que imagina

O papel de Portugal no mundo é mais importante do que imagina Informação 8 de Fevereiro de 2011 Campanha institucional do grupo Portucel Soporcel arranca hoje O papel de Portugal no mundo é mais importante do que imagina Arranca hoje a nova campanha institucional

Leia mais