Solenidade de Cristo Rei

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Solenidade de Cristo Rei"

Transcrição

1 Solenidade de Cristo Rei A celebração da Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo, fecha o Ano Litúrgico. Neste período, meditamos, sobretudo, no mistério de sua vida, sua pregação e o anúncio do Reino de Deus. Esta festa celebra Cristo como o Rei bondoso e singelo, que como pastor guia a sua Igreja peregrina para o Reino Celestial e lhe outorga a comunhão com este Reino para que possa transformar o mundo no qual peregrina. Nesse final de semana comemoramos também o Dia Nacional dos Cristãos Leigos e Leigas. Abriremos também a campanha para a evangelização: Cristo é a nossa Paz! Em nossa arquidiocese iremos celebrar a segunda Festa da Unidade Arquidiocesana. Por isso 1

2 estamos esperando as forças vivas da nossa Igreja na Catedral para o Dia da Unidade, entre 13h e 19h, com a celebração da Santa Eucaristia. Na semana que se iniciará também iremos comemorar o Dia Nacional de Ação de Graças. Em todas as nossas atividades deve reinar o Senhor Jesus Cristo! Cristo Rei anuncia a Verdade e essa Verdade é a luz que ilumina o caminho amoroso que Ele traçou com sua Via Crucis, para o Reino de Deus. "Tu o dizes: eu sou rei. Para isso nasci e para isso vim ao mundo: para dar testemunho da verdade. Quem é da verdade escuta minha voz." (Jo 18, 37). Jesus nos revela sua missão reconciliadora de anunciar a verdade ante o engano do pecado. Assim como o demônio tentou Eva com enganos e mentiras, agora Deus mesmo se faz homem e devolve à 2

3 humanidade a possibilidade de retornar ao Reino, quando qual Cordeiro se sacrifica amorosamente na Cruz. Durante o anúncio do Reino, Jesus nos mostra o que este significa para nós como Salvação, Revelação e Reconciliação ante a mentira mortal do pecado que existe no mundo. Jesus responde a Pilatos quando pergunta se na verdade Ele é o Rei dos judeus: "Meu Reino não é deste mundo. Se meu Reino fosse deste mundo, meus súditos teriam combatido para que não fosse entregue aos judeus. Mas meu Reino não é daqui" (Jo 18,36). Jesus não é o Rei de um mundo de medo, mentira e pecado, Ele é o Rei do Reino de Deus que traz e ao que nos conduz. A possibilidade de alcançar o Reino de Deus foi estabelecida por Jesus Cristo ao nos deixar o Espírito Santo, que nos concede 3

4 as graças necessárias para obter a santidade e transformar o mundo no amor. Essa é a missão que Jesus deixou à Igreja ao estabelecer seu Reino. Cristo Rei foi uma das últimas celebrações instituída pelo Papa Pio XI, na época em que o mundo passava pelo pós-guerra de 1917, marcado pelo fascismo na Itália, pelo nazismo na Alemanha, pelo comunismo na Rússia, pelo marxismo-ateu, pela crise econômica, pelos governos ditatoriais que solapavam toda a Europa, pela perseguição religiosa, pelo liberalismo e outros que levavam o mundo e o povo a afastar-se de Deus, da religião e da fé, culminando com a 2ª Guerra Mundial. O Papa Pio XI instituiu essa festa para que todas as coisas culminassem na plenitude em Cristo Senhor, simbolizado no que diz o Apocalipse: Eu sou o Alfa e o Ômega, 4

5 Princípio e Fim de todas as coisas. (Ap1, 8) Ressalta a restauração e a reparação universal realizada em Cristo Jesus, Senhor da vida e da história. Nessa festa, celebra-se também nossa participação no Reino de Deus, sob a condição de aderirmos à verdade trazida por Jesus, pela qual somos caminheiros que se dirigem à Casa do Pai, para participarmos da mesa do Reino e de assumirmos o compromisso do Evangelho. A celebração, fechando o Ano Litúrgico, traz para nós cristãos a reflexão em torno da vida de Jesus, que significa para nós a salvação, onde impera no mundo o pecado. Assim, Jesus Cristo sendo Rei e Pastor do Reino de Deus que, nos tirando das trevas, nos guia e cuida do nosso caminho para a comunhão plena com Deus Amor. 5

6 Eis, pois, caríssimos no Senhor. Celebremos hoje a Realeza de Cristo, dispondonos a participar da sua cruz. Na Igreja, no Reino de Deus, reinar é servir. Sirvamos, com Cristo, como Cristo e por amor de Cristo! No Evangelho desta solenidade, o critério para participar do Reinado do Senhor Jesus é tê-lo servido nos irmãos: no pobre, no despido, no doente, no prisioneiro, no fraco. Que Reino, o de Cristo! Manifesta-se nas coisas pequenas, nas pequenas sementes, nos pequenos gestos, no amor dado e recebido com pureza cada dia. Na verdade, segundo os Santos Padres da Igreja, o Reino de Cristo, o Reino que ele entregará ao Pai, somos nós; nós, que fizemos como ele fez, lavando os pés do mundo e servindo ao mundo a única coisa que realmente compensa: o amor de Cristo, a verdade de 6

7 Cristo, o Evangelho de Cristo, o exemplo de Cristo, a salvação de Cristo, a vida de Cristo para que o mundo participe eternamente do Reino de Cristo! Somos chamados a olhar liturgicamente o que a Igreja nos aponta: tudo deve convergir para que Cristo Reine! Que assim ocorra em nossas vidas, em nossas famílias, em nossas comunidades, em nossos relacionamentos, em nosso pais. A melhor coisa que poderá ocorrer para toda a humanidade é quando acolhermos Cristo como Rei em nossas vidas. Por isso despojemo-nos de todo pensamento mundano sobre reis, reinos e coroas. Fixemos nosso olhar no trono da Cruz, naquele que ali se encontra despido e coroado de espinhos. Aprendamos com admiração, estupor e gratidão que nossa mais gloriosa 7

8 herança neste mundo é participar do seu reinado, levando a humanidade a descobrir quão diferentes dos nossos são os critérios de Deus. Quando aprendermos isso, quando a humanidade aprender isso, o Reino entrará no mundo e o mundo entrará no Reino, Reino de Cristo, "Reino de verdade e de vida, Reino de santidade e de graça, Reino da justiça, do amor e da paz!. Orani João, Cardeal Tempesta, O.Cist. Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ. 8

Solenidade de N. S. Jesus Cristo, Rei do Universo. Ano B 15 de novembro de 2015

Solenidade de N. S. Jesus Cristo, Rei do Universo. Ano B 15 de novembro de 2015 Solenidade de N. S. Jesus Cristo, Rei do Universo. Ano B 15 de novembro de 2015 Caríssimos irmãos e irmãs: Para este Domingo, a liturgia da Palavra, solenemente proclamada, nos conduziu à compreensão da

Leia mais

de Jesus, nos é dada a oportunidade de iluminar as nossas ações.

de Jesus, nos é dada a oportunidade de iluminar as nossas ações. Novena de Natal O tempo do Advento é constituído das quatro semanas que antecedem o Natal do Senhor. É, portanto, tempo de piedosa espera. Ora, esperar uma pessoa querida requer alegre e cuidadosa preparação.

Leia mais

A Santa Sé VISITA PASTORAL A PALERMO (SICÍLIA) DE NOVEMBRO DE 1982 CONCELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA NA SOLENIDADE DE CRISTO REI

A Santa Sé VISITA PASTORAL A PALERMO (SICÍLIA) DE NOVEMBRO DE 1982 CONCELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA NA SOLENIDADE DE CRISTO REI A Santa Sé VISITA PASTORAL A PALERMO (SICÍLIA) 20-21 DE NOVEMBRO DE 1982 CONCELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA NA SOLENIDADE DE CRISTO REI HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II Hipódromo de Palermo, 21 de Novembro de 1982

Leia mais

COMUM DOS SANTOS E DAS SANTAS

COMUM DOS SANTOS E DAS SANTAS 279 I rmãs e irmãos: Ao celebrar a solenidade de São N. (de Santa N.), nosso irmão (nossa irmã) na fé e no Baptismo, oremos a Deus Pai todo-poderoso, dizendo (ou: cantando): R. Deus, fonte de toda a santidade,

Leia mais

1.1 Recuperar a comunidade (Base do Antigo Israel); 1.2 A nova experiência de Deus: o Abbá (Oração e escuta comunitária da Palavra);

1.1 Recuperar a comunidade (Base do Antigo Israel); 1.2 A nova experiência de Deus: o Abbá (Oração e escuta comunitária da Palavra); Uma nova paróquia Introdução DA: Conversão Pastoral Escolha de outro caminho; Transformar a estrutura paroquial retorno a raiz evangélica; Jesus: modelo (vida e prática); Metodologia: Nele, com Ele e a

Leia mais

Natal do Senhor de Missa do Dia

Natal do Senhor de Missa do Dia Natal do Senhor de 2014. Missa do Dia Caríssimos Irmãos e Irmãs: A festa da Encarnação do Senhor, o Natal de Jesus Cristo, parece não exigir comentário algum. Porém, é preciso fazê-lo, pois há muitos deles,

Leia mais

LIÇÃO 3 A SEGUNDA VINDA DE CRISTO O ARREBATAMENTO DA IGREJA. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 3 A SEGUNDA VINDA DE CRISTO O ARREBATAMENTO DA IGREJA. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 3 A SEGUNDA VINDA DE CRISTO O ARREBATAMENTO DA IGREJA Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO O ARREBATAMENTO DA IGREJA O arrebatamento da igreja do Senhor Jesus, será o mais extraordinário

Leia mais

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO Copyright 2005 - Libreria Editrice Vaticana «Motu Proprio» Introdução PRIMEIRA PARTE - A PROFISSÃO DA FÉ Primeira Secção: «Eu

Leia mais

A Liturgia da Paixão do Senhor não tem a celebração da Eucaristia, mas apenas a distribuição da comunhão. Além de uma introdução e conclusão

A Liturgia da Paixão do Senhor não tem a celebração da Eucaristia, mas apenas a distribuição da comunhão. Além de uma introdução e conclusão A Liturgia da Paixão do Senhor não tem a celebração da Eucaristia, mas apenas a distribuição da comunhão. Além de uma introdução e conclusão silenciosa, a Liturgia tem quatro momentos distintos: 1. A Liturgia

Leia mais

O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e

O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e irmãos uns dos outros; identifica-nos com Jesus-Verdade,

Leia mais

XXXIV DOMINGO DO TEMPO COMUM NOSSO SENHOR JESUS CRISTO REI DO UNIVERSO

XXXIV DOMINGO DO TEMPO COMUM NOSSO SENHOR JESUS CRISTO REI DO UNIVERSO É COMO DIZES: SOU REI XXXIV DOMINGO DO TEMPO COMUM NOSSO SENHOR JESUS CRISTO REI DO UNIVERSO EUCARISTIA 19H DINAMIZAÇÃO DO 9º ANO DE CATEQUESE IGREJA MATRIZ DE VILA DO CONDE Cântico Inicial Vamos caminhando

Leia mais

O ANO LITÚRGICO. Quando se inicia o Ano Litúrgico?

O ANO LITÚRGICO. Quando se inicia o Ano Litúrgico? O ANO LITÚRGICO Chama-se Ano Litúrgico o tempo em que a Igreja celebra todos os feitos salvíficos operados por Deus em Jesus Cristo. "Através do ciclo anual, a Igreja comemora o mistério de Cristo, desde

Leia mais

Quero afirmar ao Papa Francisco a comunhão filial e a presença orante da Igreja do Porto.

Quero afirmar ao Papa Francisco a comunhão filial e a presença orante da Igreja do Porto. Dia 20 de Setembro Dia de oração pela Paz Foi há precisamente 30 anos que o Papa João Paulo II se reuniu em Assis, Itália, com os Responsáveis das principais religiões do Mundo para rezar pela paz. Trinta

Leia mais

Nº 40 B Cristo Rei do Universo CRISTO REI

Nº 40 B Cristo Rei do Universo CRISTO REI Nº 40 B Cristo Rei do Universo 22.11.2015 CRISTO REI Hoje é a festa de Cristo-Rei, em que nos lembramos que Jesus Cristo é Rei de todo o Universo, junto com Deus Pai. Como Jesus disse a Pilatos, o Seu

Leia mais

MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA

MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA A Eucaristia é o sacramento que atualiza e faz a memória do sacrifício de Jesus: em cada Eucaristia temos a presença do Cristo que pela sua morte e ressurreição

Leia mais

As celebrações serão presididas pelo Emmo. E Revmo. Sr. Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo.

As celebrações serão presididas pelo Emmo. E Revmo. Sr. Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo. As celebrações serão presididas pelo Emmo. E Revmo. Sr. Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo. A Semana Santa comemora e revive todo o Mistério Pascal, isto é, o mistério da redenção

Leia mais

Dia Mundial das Missões - Coleta Nacional - 21 e 22 de outubro

Dia Mundial das Missões - Coleta Nacional - 21 e 22 de outubro Missionária 26º Domingo do Tempo Comum - 01/10/ Motivação inicial é o tema da Missionária que hoje iniciamos. A Igreja em saída é a comunidade que faz a experiência de Jesus e sai de si para anunciar a

Leia mais

Catequese Adolescência Paróquia S. Salvador de Carregosa 8º ano/ º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos Estratégias

Catequese Adolescência Paróquia S. Salvador de Carregosa 8º ano/ º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos Estratégias Finalidade: Descobrir-se Cristão Objectivos: Participar na eucaristia Concretizar projecto comunitário (partilha fraterna) Tema do Período Em Diálogo 1 1º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos

Leia mais

Escutar a Palavra do Senhor

Escutar a Palavra do Senhor EMBARGO ATÉ ÀS 18H30M DO DIA 20 DE MARÇO DE 2011 Escutar a Palavra do Senhor Catequese do 2º Domingo da Quaresma Sé Patriarcal, 20 de Março de 2011 Introdução 1. Na primeira Catequese vimos que Deus, ao

Leia mais

NATAL DO SENHOR DE 2015 MISSA DO DIA

NATAL DO SENHOR DE 2015 MISSA DO DIA NATAL DO SENHOR DE 2015 MISSA DO DIA Caríssimos Irmãos e Irmãs: O Catecismo da Igreja Católica em seu artigo terceiro, parágrafo primeiro, faz uma pergunta: Por que o Verbo se fez carne O texto do Documento

Leia mais

O Ano Santo é um tempo de paz, reconciliação e perdão. Ele começa quando o Papa abre a

O Ano Santo é um tempo de paz, reconciliação e perdão. Ele começa quando o Papa abre a Neste mês ocorrerá a abertura do Ano Santo da Misericórdia: O jubileu dedicado à misericórdia de Deus. O rosto da misericórdia é o título da bula pela qual o Santo Padre convoca toda a Igreja para viver

Leia mais

Éfeso Século 1 Efésios 1.3-14 3. Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nas regiões celestiais em Cristo. 4. Porque Deus nos escolheu

Leia mais

INTRODUÇÃO AO TRIMESTRE - Trimestre temático O desafio da evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura.

INTRODUÇÃO AO TRIMESTRE - Trimestre temático O desafio da evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura. INTRODUÇÃO AO TRIMESTRE - Trimestre temático O desafio da evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura. - A Igreja foi criada para dar seguimento ao ministério

Leia mais

DOMINGO II DO TEMPO COMUM Ano A

DOMINGO II DO TEMPO COMUM Ano A EIS O CORDEIRO DE DEUS QUE TIRA O PECADO DO MUNDO DOMINGO II DO TEMPO COMUM Ano A EUCARISTIA 19H DINAMIZAÇÃO DO 10º ANO DE CATEQUESE IGREJA MATRIZ DE VILA DO CONDE Cântico Inicial: Filho de Deus 1. Somos

Leia mais

Catequese Paroquial e CNE Escutismo Católico Português

Catequese Paroquial e CNE Escutismo Católico Português 1º Ano Paroquial e CNE Escutismo Católico Português JESUS GOSTA DE MIM Proporcionar às crianças um bom acolhimento eclesial, pelos catequistas e por toda a comunidade cristã (cf CT 16 e 24). Ajudá-las

Leia mais

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial Catedral Diocesana de Campina Grande Paróquia nossa Senhora da Conceição II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia Por suas chagas fomos curados, felizes aqueles que crêem sem terem visto.

Leia mais

Igreja sempre missionária

Igreja sempre missionária Igreja sempre missionária O mês de outubro é dedicado às missões. Jesus disse ao enviar os apóstolos para anunciar o ano da graça: Eis que vos envio como cordeiros em meio a lobos vorazes (Mt. 10,16).

Leia mais

ADMONIÇÃO INICIAL (ROSA)

ADMONIÇÃO INICIAL (ROSA) ADMONIÇÃO INICIAL (ROSA) Hoje encontramo-nos aqui reunidos para celebrar a Festa das Bem-Aventuranças. Bem Aventurado quer dizer FELIZ e buscar a vontade de Deus é ser Bem-Aventurado. Eis que Jesus, ao

Leia mais

Entrada: Deixa a Luz do céu entrar

Entrada: Deixa a Luz do céu entrar Entrada: Deixa a Luz do céu entrar TU ANSEIAS EU BEM SEI POR SALVAÇÃO, TENS DESEJO DE BANIR A ESCURIDÃO ABRE POIS DE PAR EM PAR TEU CORAÇÃO, E DEIXA A LUZ DO CÉU ENTRAR DEIXA A LUZ DO CÉU ENTRAR. (DEIXA

Leia mais

Também foram apresentadas sugestões de temáticas para alguns encontros que já fazem parte da vida do movimento nos estados e dioceses:

Também foram apresentadas sugestões de temáticas para alguns encontros que já fazem parte da vida do movimento nos estados e dioceses: O Conselho Nacional da RCCBRASIL, que está reunido em Brasília desde a última quarta-feira, dia 21, discerniu a temática que deverá acompanhar as missões, encontros e ser trabalhada nas reuniões de oração

Leia mais

1ª Leitura - Lv 19,

1ª Leitura - Lv 19, 1ª Leitura - Lv 19,1-2.11-18 Julga teu próximo conforme a justiça. Leitura do Livro do Levítico 19,1-2.11-18 1 O Senhor falou a Moisés, dizendo: 2 'Fala a toda a comunidade dos filhos de Israel, e dize-lhes:

Leia mais

evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura.

evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura. O Trimestre temático O desafio da evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura. O A Igreja foi criada para dar seguimento ao ministério terreno do Nosso Senhor

Leia mais

ARQUIDIOCESE DE SÃO PAULO CALENDÁRIO ARQUIDIOCESANO DE PASTORAL 2017

ARQUIDIOCESE DE SÃO PAULO CALENDÁRIO ARQUIDIOCESANO DE PASTORAL 2017 ARQUIDIOCESE DE SÃO PAULO CALENDÁRIO ARQUIDIOCESANO DE PASTORAL 2017 Consulte sempre o site da Arquidiocese, pois irão sendo registradas as alterações e complementações que ocorrerem. DIA/SEM 20.01.2017

Leia mais

Solenidade da Ascensão do Senhor - Ano B Seg, 29 de Dezembro de :11 - Última atualização Sáb, 16 de Maio de :44

Solenidade da Ascensão do Senhor - Ano B Seg, 29 de Dezembro de :11 - Última atualização Sáb, 16 de Maio de :44 At 1,1-11 Sl 46 Ef 4,1-13 Mc 16,15-20 Hoje, celebramos o mistério da Ascensão do Senhor. É mistério porque brota do coração de Deus, é mistério porque ultrapassa tudo quanto possamos imaginar, é mistério

Leia mais

Ano Litúrgico Ano C

Ano Litúrgico Ano C Ano Litúrgico 2009-2010 Ano C TEMPO DO ADVENTO 29/11 1º Domingo do Advento A redenção está próxima. Jeremias 33,14-16; Salmo 25(24); 1 Tessalonicenses 3,12-4,2; Lucas 21,25-28. 34-36 6/12 2º Domingo do

Leia mais

SOBRE O CENÁCULO Mencionado na Mensagem de

SOBRE O CENÁCULO Mencionado na Mensagem de 1 Áudio da Mensagem de Manoel de Jesus, de 28.08.2017 convertido em texto, SOBRE O CENÁCULO Mencionado na Mensagem de 21.08.2017 28.08.2017 Chamado de Amor e de Conversão do Coração Doloroso e Imaculado

Leia mais

Teologia Sistemática

Teologia Sistemática Teologia Sistemática Patriarcado de Lisboa Instituto Diocesano de Formação Cristã Escola de Leigos 1º Semestre 2014/2015 Docente: Juan Ambrosio Fernando Catarino Tema da sessão Lumen Gentium 1. Aspetos

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT)

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) 11-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Em que sentido toda a vida de Cristo é Mistério? Toda a vida

Leia mais

ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS

ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO. ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS TEMA: OS RITOS E OS RITUAIS : OS SETE SACRAMENTOS DA IGREJA. CAPÍTULOS 9 AO 12 DO LIVRO DIDÁTICO (RSE). Professor: Roberto

Leia mais

Nº 39 C Domingo XXXIV do Tempo Comum Cristo Rei

Nº 39 C Domingo XXXIV do Tempo Comum Cristo Rei Nº 39 C Domingo XXXIV do Tempo Comum-24.11.13 Cristo Rei Hoje celebramos Cristo Rei. Olhai para Cristo crucificado. O trono é uma cruz de madeira. As vestes reais não existem. A coroa é feita de espinhos.

Leia mais

LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO O DIA DO SENHOR EM TODAS AS ÉPOCAS O dia do Senhor representou para Judá e Israel um severo julgamento devido a altivez humana que

Leia mais

Caríssimos Padres Giancarlo, Severino, Nerella, Comunidade de Ibiporã (PR), Familiares, Amigos do Anunciando paz da TV 21.

Caríssimos Padres Giancarlo, Severino, Nerella, Comunidade de Ibiporã (PR), Familiares, Amigos do Anunciando paz da TV 21. Caríssimos Padres Giancarlo, Severino, Nerella, Comunidade de Ibiporã (PR), Familiares, Amigos do Anunciando paz da TV 21. Antes de tudo, a minha saudação a todos vocês. Fiquei muito contente pelo jantar

Leia mais

Capela Nª Sª Das Graças

Capela Nª Sª Das Graças Capela Nª Sª Das Graças Santa Missa Dominical 1-Saudação I PR: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. AS: Amém. PR: A vós, irmãos e irmãs, paz e fé da parte de Deus, o Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

Leia mais

Festa do Batismo do Senhor Ano C Dom, 17 de Maio de :24 - Última atualização Dom, 10 de Janeiro de :07

Festa do Batismo do Senhor Ano C Dom, 17 de Maio de :24 - Última atualização Dom, 10 de Janeiro de :07 Is 42,1-4.6-7 Sl 28 At 10,34-38 Lc 3,15s.21-22 A Festa de hoje encerra o sagrado tempo do Natal: o Pai apresenta, manifesta a Israel o Salvador que ele nos deu, o Menino que nasceu para nós: Tu és o meu

Leia mais

PROVÍNCIA MARISTA DO BRASIL NORTE

PROVÍNCIA MARISTA DO BRASIL NORTE PROVÍNCIA MARISTA DO BRASIL NORTE Espiritualidade Apostólica Marista Ir. José Milson de Mélo Souza Ano de Deus Pai LADAINHA DE SÃO MARCELINO CHAMPAGNAT (Ir. José Milson) V. Senhor, tende piedade de nós.

Leia mais

Também por nós foi crucificado

Também por nós foi crucificado Também por nós foi crucificado Uma morte diferente Conhecemos muitos factos importantes da vida de Jesus. Hoje vamos reflectir melhor no facto mais importante: a Sua Morte! Porque é assim tão importante

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 049-PROEC/UNICENTRO, DE 27 DE MARÇO DE 2014. Altera o anexo I E II da Resolução nº035- PROEC/UNICENTRO, de 06 de maio de 2013 e aprova o Relatório Final. O PRÓ-REITOR DE EXTENSÃO E CULTURA

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

Há quatro pontos importantes nesse livro: o primeiro anúncio, a catequese, a vida das comunidade e a missão

Há quatro pontos importantes nesse livro: o primeiro anúncio, a catequese, a vida das comunidade e a missão O livro dos Atos dos Apóstolos é a 2ªparte do Evangelho de São Lucas. Neste livro o autor apresenta a atividade dos apóstolos como uma grande viagem que vai de Jerusalém até Roma, o centro do mundo daquela

Leia mais

DINÂMICA PARA O ADVENTO E NATAL

DINÂMICA PARA O ADVENTO E NATAL DINÂMICA PARA O ADVENTO E NATAL 2009 2010 Às portas do Ano da Missão, queremos propor uma dinâmica que envolva, nesse espírito, toda a catequese, com os seus catequizandos, catequistas e pais, bem como

Leia mais

Os bispos, como pastores e guias espirituais das comunidades a nós encomendadas, somos chamados a fazer da Igreja uma casa e escola de comunhão.

Os bispos, como pastores e guias espirituais das comunidades a nós encomendadas, somos chamados a fazer da Igreja uma casa e escola de comunhão. Os bispos, como pastores e guias espirituais das comunidades a nós encomendadas, somos chamados a fazer da Igreja uma casa e escola de comunhão. Como animadores da comunhão, temos a missão de acolher,

Leia mais

Natal de 2016 Missa do Dia

Natal de 2016 Missa do Dia Natal de 2016 Missa do Dia no espaço, já somos homens e mulheres da eternidade, ou como diziam os Padres da Igreja: Homens do Oitavo dia, porque o nascimento de Deus em Belém da Judéia transcende o tempo

Leia mais

LIÇÃO 11 - A SEGUNDA VINDA DE CRISTO. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 11 - A SEGUNDA VINDA DE CRISTO. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 11 - A SEGUNDA VINDA DE CRISTO Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO A NOSSA GRANDE ESPERANÇA O estudo sistemático da escatologia nos coloca na esperança de contemplarmos a consolidação

Leia mais

ASCENSÃO DO SENHOR. LEITURA I Actos 1, Leitura dos Actos dos Apóstolos. No meu primeiro livro, ó Teófilo,

ASCENSÃO DO SENHOR. LEITURA I Actos 1, Leitura dos Actos dos Apóstolos. No meu primeiro livro, ó Teófilo, ASCENSÃO DO SENHOR LEITURA I Actos 1, 1-11 Leitura dos Actos dos Apóstolos No meu primeiro livro, ó Teófilo, narrei todas as coisas que Jesus começou a fazer e a ensinar, até ao dia em que foi elevado

Leia mais

Módulo III O que anuncia a Catequese?

Módulo III O que anuncia a Catequese? Módulo III O que anuncia a Catequese? Diocese de Aveiro Objectivos Tomar consciência da realidade complexa do ser humano a quem levamos, hoje, uma Boa Nova. Compreender a importância da Sagrada Escritura

Leia mais

Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus

Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus Paróquia de Barco Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus Missa com crianças Entrada: Linda noite, Linda noite Linda noite de Natal (bis) Introdução A imagem de Maria está aqui ao lado, porque hoje celebramos

Leia mais

LINHA DE AÇÃO 1 - IGREJA QUE SAI PARA SERVIR Ícone Bíblico - A Parábola do Bom Samaritano (Lc 10,25-37):

LINHA DE AÇÃO 1 - IGREJA QUE SAI PARA SERVIR Ícone Bíblico - A Parábola do Bom Samaritano (Lc 10,25-37): LINHA DE AÇÃO 1 - IGREJA QUE SAI PARA SERVIR Ícone Bíblico - A Parábola do Bom Samaritano (Lc 10,25-37): Quem é o meu próximo? perguntou o Doutor da Lei a Jesus, que em seguida lhe contou a Parábola do

Leia mais

NOSSA SENHORA APARECIDA

NOSSA SENHORA APARECIDA NOSSA SENHORA APARECIDA Denilson Aparecido Rossi Nossa Senhora Aparecida 1 REFLETINDO No corrente ano de 2017, estamos celebrando os 300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida. Lembramos que essa

Leia mais

O Rev. Ronaldo Lidório comentou esse texto e trabalhou a MISSÃO.

O Rev. Ronaldo Lidório comentou esse texto e trabalhou a MISSÃO. 1 O LIVRO E O CORDEIRO O Rev. Ronaldo Lidório comentou esse texto e trabalhou a MISSÃO. 1) A Missão do Pai é Reinar 2) A Missão do Filho é Pagar o Preço; 3) A Missão da Igreja é servir ao Cordeiro Jesus.

Leia mais

ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade

ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade Tanto o Documento de Aparecida (248) como a Exortação Apostólica Verbum Domini (73) se referem à uma nova linguagem e a um novo passo na questão bíblica:

Leia mais

XVIII DOMINGO DO TEMPO COMUM 02 de agosto de 2015

XVIII DOMINGO DO TEMPO COMUM 02 de agosto de 2015 XVIII DOMINGO DO TEMPO COMUM 02 de agosto de 2015 Caríssimos Irmãos e Irmãs: Hoje, muitos cristãos têm a Bíblia em mão e lêem-na com freqüência. Essa realidade acontece, também, entre os católicos, cuja

Leia mais

MISSIOLOGIA. Missão e juventude

MISSIOLOGIA. Missão e juventude MISSIOLOGIA Cesar Leandro Ribeiro O cristianismo é uma religião marcada por uma série de aspectos próprios e indispensáveis para sua existência, sendo um deles justamente a missão, condição que se fez

Leia mais

Conselho Arquidiocesano de Pastoral

Conselho Arquidiocesano de Pastoral Conselho Arquidiocesano de Pastoral Capítulo 1 Marco histórico-eclesial Marco Histórico-Eclesial (VER-JULGAR-AGIR) OS LEIGOS NA ÉPOCA DA CRISTANDADE... A presença e organização dos leigos buscou sempre

Leia mais

Teologia Sistemática

Teologia Sistemática Teologia Sistemática Patriarcado de Lisboa Instituto Diocesano de Formação Cristã Escola de Leigos 1º Semestre 2014/2015 Docente: Juan Ambrosio Fernando Catarino Tema da sessão A Igreja 1. Identidade e

Leia mais

"Com pedras, os homens constróem catedrais; mas com gestos de amor constróem a Humanidade".

Com pedras, os homens constróem catedrais; mas com gestos de amor constróem a Humanidade. "Com pedras, os homens constróem catedrais; mas com gestos de amor constróem a Humanidade". Os Pais, Primeiros Educadores da Fé Existe um ambiente privilegiado em que os casais, sem excluir outros lugares,

Leia mais

Vogal Mariano Cadernos de Serviços

Vogal Mariano Cadernos de Serviços Vogal Mariano Cadernos de Serviços Nome: Conselho Local / Regional / Nacional Centro Local: No dia 27 de Novembro de 1830, Nossa Senhora apareceu a Santa Catarina de Labouré, suscitando a devoção da Medalha

Leia mais

Três eixos temáticos. I. A alegria do Evangelho II. Sinodalidade e Comunhão III. Testemunho e Profetismo

Três eixos temáticos. I. A alegria do Evangelho II. Sinodalidade e Comunhão III. Testemunho e Profetismo Três eixos temáticos I. A alegria do Evangelho II. Sinodalidade e Comunhão III. Testemunho e Profetismo Um eixo transversal: A Igreja em saída na perspectiva ad gentes - Segue o método ver, julgar e agir

Leia mais

A DINÂMICA DA EVANGELIZAÇÃO NA ARQUIDIOCESE DE BELO HORIZONTE

A DINÂMICA DA EVANGELIZAÇÃO NA ARQUIDIOCESE DE BELO HORIZONTE A DINÂMICA DA EVANGELIZAÇÃO NA ARQUIDIOCESE DE BELO HORIZONTE INTRODUÇÃOODUÇÃO Só uma Igreja missionária e evangelizadora experimenta a fecundidade e a alegria de quem realmente realiza sua vocação. Assumir

Leia mais

Itinerários e catequese Itinerário de conversão e de crescimento

Itinerários e catequese Itinerário de conversão e de crescimento Itinerários e catequese Itinerário de conversão e de crescimento Imersão progressiva na onda do Espírito, acompanhada por testemunhas feita de escuta, encontros e experiências no coração do REINO/COMUNIDADE

Leia mais

ASCENSÃO DO SENHOR. «Elevou-Se à vista deles»

ASCENSÃO DO SENHOR. «Elevou-Se à vista deles» ASCENSÃO DO SENHOR LEITURA I Actos 1, 1-11 Leitura dos Actos dos Apóstolos «Elevou-Se à vista deles» No meu primeiro livro, ó Teófilo, narrei todas as coisas que Jesus começou a fazer e a ensinar, desde

Leia mais

domingo, 10 de novembro de 13

domingo, 10 de novembro de 13 A n é s i o R o d r i g u e s João 14:26,27 Livres da religião do medo e das maldições João 14:26,27 Mas o Conselheiro, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, lhes ensinará todas as coisas João

Leia mais

Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o

Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o futuro com esperança. Como o testemunho de vida da

Leia mais

LIÇÃO TÍTULO TEXTO PRINCÍPIO VERSÍCULOS-CHAVE ALVOS

LIÇÃO TÍTULO TEXTO PRINCÍPIO VERSÍCULOS-CHAVE ALVOS TEMA CENTRAL Todos os direitos reservados por: MINISTÉRIO IGREJA EM CÉLULAS R. Ver. Antônio Carnasciali, 1661 CEP 81670-420 Curitiba-Paraná Fone/fax: (041) 3276-8655 trabalhoemconjunto@celulas.com.br edile@celulas.com.br

Leia mais

Nº 40A Domingo XXXIV do Tempo Comum Quando ajudamos alguém, é como se ajudássemos Jesus

Nº 40A Domingo XXXIV do Tempo Comum Quando ajudamos alguém, é como se ajudássemos Jesus Nº 40A Domingo XXXIV do Tempo Comum- 20.11.1011 Quando ajudamos alguém, é como se ajudássemos Jesus Quando eu tive fome, deste-me de comer. Quando eu tinha sede, deste-me de beber. Quando eu estava sem

Leia mais

RELEMBRANDO : a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras

RELEMBRANDO : a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras RELEMBRANDO... 2.1-10: a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras O ARGUMENTO SEGUINTE... 2.11-22: A humanidade como um todo. Judeus e gentios unidos em

Leia mais

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI)

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) Teologia Bíblica da Missão de Deus RELEMBRAR A MISSÃO NOS EVANGELHOS 1. Jesus Cristo homem é o exemplo padrão para o exercício da Missão de Deus (intimidade

Leia mais

CANTOS DA PRIMEIRA EUCARISTIA - SANTA ROSA 2014

CANTOS DA PRIMEIRA EUCARISTIA - SANTA ROSA 2014 CANTOS DA PRIMEIRA EUCARISTIA - SANTA ROSA 2014 CANTO DE ENTRADA: E B7 Dentro de mim existe uma luz/ Que me mostra por onde deverei andar F#m B7 E Dentro de mim também mora Jesus/ que me ensina buscar

Leia mais

I - INTRODUÇÃO AO LIVRO

I - INTRODUÇÃO AO LIVRO APOCALIPSE Estudo Bíblico Quarta-feira 20hs. Rev. Rogério I - INTRODUÇÃO AO LIVRO IPMN 2016 REV. ROGÉRIO F. DE ALMEIDA AUTOR AUTORIA O autor do livro - João (1:1,1:4, 22:8). Era conhecido das Igrejas da

Leia mais

Solenidade de Nossa Senhora Aparecida

Solenidade de Nossa Senhora Aparecida Solenidade de Nossa Senhora Aparecida A Aparecida das Águas está entre nós! 12 - outubro Leituras da Liturgia Eucarística: Est 5, 1b-2; 7, 2b-3 Sl 44 Ap 12, 1. 5. 13a. 15-16a Jo 2, 1-11 (Bodas de Caná)

Leia mais

O Reino de Deus. Estudo Bíblico e Sistemático

O Reino de Deus. Estudo Bíblico e Sistemático O Reino de Deus Estudo Bíblico e Sistemático Antigo Testamento Sl 103.19 Deus é visto como o rei da criação, tendo domínio sobre todos os aspectos da criação (inanimados, animados e humanos). Ao criar

Leia mais

ESCATOLOGIA BÍBLICA. Apocalipse

ESCATOLOGIA BÍBLICA. Apocalipse ESCATOLOGIA BÍBLICA Apocalipse 7.9-17 A visão dos glorificados 9 Depois destas coisas, vi, e eis grande multidão que ninguém podia enumerar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, em pé diante do

Leia mais

«Vai, profeta, ao meu povo»

«Vai, profeta, ao meu povo» Perdão, Senhor. «Vai, profeta, ao meu povo» Leitura da Profecia de Amós Amós 7, 12-15 Naqueles dias, Amasias, sacerdote de Betel, disse a Amós: «Vai-te daqui, vidente. Foge para a terra de Judá. Aí ganharás

Leia mais

Celebração tirada do livro Eucaristia com Crianças Tempos Fortes Pedrosa Ferreira Edições Salesianas. ocantinhodasao.com.pt/public_html.

Celebração tirada do livro Eucaristia com Crianças Tempos Fortes Pedrosa Ferreira Edições Salesianas. ocantinhodasao.com.pt/public_html. Celebração tirada do livro Eucaristia com Crianças Tempos Fortes Pedrosa Ferreira Edições Salesianas ocantinhodasao.com.pt/public_html 12 Ano B ocantinhodasao.com.pt/public_html 1 RITOS INICIAIS Hoje,

Leia mais

CREIO EM DEUS PAI Catequese com adultos Chave de Bronze

CREIO EM DEUS PAI Catequese com adultos Chave de Bronze CREIO EM DEUS PAI 03-12-2011 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze O que são os símbolos da fé? São definições abreviadas da fé, que possibilitam uma confissão comum a todos os crentes. Como surgiram

Leia mais

Três eixos temáticos. I. A alegria do Evangelho II. Sinodalidade e Comunhão III. Testemunho e Profetismo

Três eixos temáticos. I. A alegria do Evangelho II. Sinodalidade e Comunhão III. Testemunho e Profetismo Três eixos temáticos I. A alegria do Evangelho II. Sinodalidade e Comunhão III. Testemunho e Profetismo Um eixo transversal: A Igreja em saída na perspectiva ad gentes - Segue o método ver, julgar e agir

Leia mais

Eis aqui a serva do Senhor. Faça -se em mim segundo a tua palavra (Lc 1,38)

Eis aqui a serva do Senhor. Faça -se em mim segundo a tua palavra (Lc 1,38) Síntese Informativo Mensal do Movimento Pólen Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra (Lc Janeiro de 2012 / Ano MMXII 1 EDITORIAL Queridos Amigos, Jesus nasceu, um ano novo começou!

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ. CONPLEI Conselho Nacional de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas

DECLARAÇÃO DE FÉ. CONPLEI Conselho Nacional de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas DECLARAÇÃO DE FÉ CONPLEI Conselho Nacional de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas DAI-AMTB Departamento de Assuntos Indígenas, Associação de Missões Transculturais Brasileiras Campo Grande, MS: 2016

Leia mais

Quem somos e no que cremos?

Quem somos e no que cremos? Vivendo e compartindo o caminho de Jesús Quem somos e no que cremos? Igreja Evangélica Paseo de Extremadura 179 Tel: 91 813 67 05; 626 468 629 http://www.comuniondelagracia.es E-mail: iduespana@yahoo.es

Leia mais

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI)

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) Teologia Bíblica da Missão de Deus Paulo Adolfo O problema do mal O problema do mal Precisamos, minimamente, pincelar sobre o Problema do Mal (ou pelo menos

Leia mais

Felicidade e a certeza

Felicidade e a certeza Felicidade e a certeza INTRODUÇÃO 1ª Razão Conflitos culturais 2 Um crê que pode comer de tudo; já outro, cuja fé é fraca, come apenas alimentos vegetais. 17 Pois o Reino de Deus não é comida nem bebida,

Leia mais

EFÉSIOS Nele temos a redenção por meio de seu sangue, o perdão dos pecados, de acordo com as riquezas da graça de Deus,

EFÉSIOS Nele temos a redenção por meio de seu sangue, o perdão dos pecados, de acordo com as riquezas da graça de Deus, Éfeso Século 1 EFÉSIOS 1.3-14 3. Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nas regiões celesbais em Cristo. 4. Porque Deus nos escolheu

Leia mais

Israel Mazzacorati Ibaviva 2016

Israel Mazzacorati Ibaviva 2016 Israel Mazzacorati Ibaviva 2016 A Igreja é o Corpo de Cristo; o plano eterno e cósmico de Deus, realizado em Cristo Jesus, no poder e no testemunho do Espírito Santo, que se concretiza na história através

Leia mais

Origem Bíblica. Capítulo 25 do Livro do Levítico.. O QUE É UM JUBILEU OU ANO JUBILAR?

Origem Bíblica. Capítulo 25 do Livro do Levítico.. O QUE É UM JUBILEU OU ANO JUBILAR? 1 O QUE É UM JUBILEU OU ANO JUBILAR? Origem Bíblica Capítulo 25 do Livro do Levítico.. Neste texto vemos que ao fim de cada 6 anos os Hebreus viviam um ano sabático (de descanso). Após cada 7 ciclos de

Leia mais

LIÇÃO 10 A DIMENSÃO PRESENTE E FUTURA DO REINO. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 10 A DIMENSÃO PRESENTE E FUTURA DO REINO. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 10 A DIMENSÃO PRESENTE E FUTURA DO REINO Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO A DIMENSÃO DO REINO DE DEUS O Reino de Deus é adimensional existindo por si só no plano espiritual e material.

Leia mais

INTRODUÇÃO AOS SACRAMENTOS E SACRAMENTO DO BATISMO

INTRODUÇÃO AOS SACRAMENTOS E SACRAMENTO DO BATISMO INTRODUÇÃO AOS SACRAMENTOS E SACRAMENTO DO BATISMO (PARÓQUIA DE SANTA SUZANA - ESCOLA SANTO AGOSTINHO) O QUE É SACRAMENTO? 1 IDÉIA BÁSICA DEUS NÃO QUER VIVER LONGE DO HOMEM; AO CONTRÁRIO, QUER FICAR UNIDO

Leia mais

O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional. Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1

O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional. Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1 O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1 Sumário O que é vocação Matrimónio, sinal e missão Matrimónio, aliança e compromisso Missão em casal Missão

Leia mais

SOLENIDADE DA ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA 16 DE AGOSTO DE 2015

SOLENIDADE DA ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA 16 DE AGOSTO DE 2015 SOLENIDADE DA ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA 16 DE AGOSTO DE 2015 Caros Irmãos e Irmãs: Hoje, celebramos a grande Solenidade da Santa Mãe de Deus, elevada aos céus em corpo e alma, pois a Nova Eva não conheceu

Leia mais

Roteiro de leitura e síntese para compreender. o significado da Comunidade Eclesial

Roteiro de leitura e síntese para compreender. o significado da Comunidade Eclesial Roteiro de leitura e síntese para compreender o significado da Comunidade Eclesial Comunidade Eclesial Sinal do Reino no presente e no futuro O livro está dividido em 4 capítulos: Refletindo sobre Comunidade

Leia mais

4.1 IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM DOS SACRAMENTOS Autoria de Luiz Tadeu Dias de Medeiros

4.1 IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM DOS SACRAMENTOS Autoria de Luiz Tadeu Dias de Medeiros 4.1 IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM DOS SACRAMENTOS Autoria de Luiz Tadeu Dias de Medeiros Ser CRISTÃO -> significa acreditar no Deus de Jesus Cristo; mas não é só acreditar -> é esforçar-se para vivenciar: a)

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Sábado da 25ª Semana do Tempo Comum Ó Pai, que

Leia mais