Equity Research. Relatório de Análise. Ainda à espera de aquisição

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Equity Research. Relatório de Análise. Ainda à espera de aquisição"

Transcrição

1 Ainda à espera de aquisição 16 de setembro de 2014 SENIOR SOLUTION NEUTRO Preço Justo: 11,97/ação Cotação Atual: R$ 8,90/ação Upside: 34,5% Ticker Lucas Marins, CNPI Disclosure e certificação do analista estão localizados no final deste relatório. SNSL3 Market Cap R$mm 95 Max/Min 52 sem R$ 11,42/6,91 Vol. Med. 21d R$mil 59,8 D/E 14E 16% Div. Payout 14E 25% Governança Composição acionária Bovespa Mais Controladores 65,5% BNDESPar 11,4% Bernardo F.P. Gomes 11,3% Antonio L. C. Filho 11,2% FMIEE Stratus GC 8,7% Una Capital Ltda. 8,1% Leblon Equities 6,0% FIA Focus EAC 5,4% Tesouraria 3,4% Free Float 34,5% CAGR 14-20E Indicadores Receita Líquida 13,5% EBITDA 14,1% Lucro Líquido 13,9% A Senior Solution desenvolveu uma estratégia pioneira no mercado de TI para a vertical financeira, de consolidação do setor que é bastante pulverizado. Além disso, a intenção de desenvolver softwares integrados, com o sistema SBS (formato de Full Banking System), deverá ser o grande catalisador de seu crescimento orgânico. Com isso, temos um case de investimento interessante, no qual vemos potenciais de crescimento por ambas as vias, orgânico e inorgânico. A companhia já demonstrou sua intenção de ir as compras com a aquisição da Drive, ainda mais por ter caixa forte após a abertura de capital. A expectativa de continuidade de investimentos em aplicativos de gestão integrada por parte das empresas do setor financeiro, visando aumento de competitividade e produtividade, deverá continuar impulsionando o crescimento do setor de softwares no país, que apresentou CAGR de 11,4%. O lançamento do SBS, fidelizando assim mais clientes e elevando o ticket médio, dado a utilização de todos os processos financeiros através de um sistema, é uma proposta interessante. Contudo, há dificuldades inerentes a produção de um software que atenda a todas as demandas específicas dos clientes, além da necessidade de uma relação bastante próxima com os mesmos. Mesmo considerando um potencial de valorização expressivo em caso de sucesso como agente consolidador (não incorporado em nossas projeções), mantemos nossa recomendação NEUTRA para as ações da Senior Solution (SNSL3), diante dos riscos ainda elevados de execução inerentes à estratégia de crescimento inorgânico e a possibilidade de acirramento da competição. Múltiplos 2015E 2016E 2017E 2018E 2019E 2020E P/BV 1,2x 1,0x 0,9x 0,8x 0,7x 0,6x P/E 8,5x 6,8x 5,5x 5,0x 4,7x 4,2x EV/EBITDA 5,3x 4,3x 3,5x 3,2x 2,8x 2,6x Fonte: ATIVA Research Cotação de fechamento de 1

2 SUMÁRIO 1. TESE DE INVESTIMENTO O SETOR DE SOFTWARES DE GESTÃO INTEGRADA O SETOR DE SOFTWARES NO BRASIL Principais tendências do mercado Verticais de negócios Segmentação do consumo de software no Brasil Crescimento de TI, na vertical financeira, no Brasil A SENIOR SOLUTION Modelo de Negócios a chave para o provável sucesso Estratégia de Crescimento Governança Corporativa e Estrutura Societária Resultado 2Q Posição Financeira Próximas Aquisições ATUALIZAÇÃO DO VALUATION Principais Premissas Utilizadas Recomendação Fatores de risco DRE e Balanço Patrimonial Performance e Volume

3 1. SUMÁRIO DA TESE DE INVESTIMENTO O setor de softwares e serviços voltado para o setor financeiro apresenta boas perspectivas de crescimento, tendo em vista a contínua busca por aumento de produtividade e redução de custos por parte das instituições financeiras. Este potencial de expansão é ainda melhor para América Latina e Brasil, com baixa penetração e ainda grande participação de TI in-house (tecnologia desenvolvida dentro da própria empresa), o que abre espaço para um movimento acelerado de terceirização, que vem se confirmando nos últimos anos. Além disso, as mudanças regulatórias para o setor financeiro devem ser acompanhadas de atualizações nos processos em TI por parte destas instituições, aumentando o escopo de atuação da companhia. O mercado brasileiro de softwares para a vertical financeira é altamente fragmentado, formado praticamente por pequenas e médias empresas, e acreditamos que o segmento deverá continuar atravessando um amplo processo de consolidação, onde a Senior Solution poderá desempenhar um papel fundamental, pois, além de ser uma das companhias líderes do setor, encontra-se bastante capitalizada devido ao recente IPO. Não obstante, há a linha de crédito do BNDES aberta, chamado Prosoft, que eleva a capacidade de alavancagem da companhia de forma subsidiada. 2. O SETOR DE SOFTWARES DE GESTÃO INTEGRADA A Senior Solution atua na categoria de Aplicativos, que são softwares especializados na execução de uma determinada tarefa, processando e controlando as operações de uma empresa. Neste relatório, discutiremos sobre esta, mais especificamente sobre aplicativos voltados para o setor financeiro. 3. O SETOR DE SOFTWARES O mercado de TI no Brasil movimentou US$ 61,6 bilhões em 2013, aumento de 15,4% em relação a 2012, com o segmento de software e serviços representando 41,3% do total. Segmento US$ Bilhões % Softw are 10,9 17,4% Serviços 15,0 23,9% Hardw are 36,8 58,7% Total 62,8 100% Fonte: ABES - Associação Brasileira de Empresas de Software Elaboração: ATIVA Research Entre os anos de 2004 e 2013, os segmentos de software e serviços no Brasil vêm crescendo a uma taxa composta anual (CAGR) de aproximadamente 11,72%. 3

4 Evolução do Mercado Brasileiro de Software e Serviços (US$ Bilhão) 10,94 9,64 7,90 7,04 5,83 6,45 4,60 3,23 3,91 3,08 6,49 7,85 7,89 8,82 9,82 10,37 11,22 12,62 13,93 15, Serviços Software Apesar do forte aquecimento da demanda deste mercado nos últimos nove anos, o setor de TI brasileiro permanece frágil, bastante fragmentado, com mais de onze mil companhias atuando em diversos segmentos. Segmento Quantidade Participação Desenvolvimento e Produção ,1% Distribuição e Comercialização ,8% Prestação de Serviços ,1% Total ,0% Fonte: ABES - Associação Brasileira de Empresas de Software Elaboração: ATIVA Research O segmento de Desenvolvimento e Produção é formado majoritariamente por micros e pequenas e empresas (mais de 90%), o que demonstra o espaço para consolidação do setor. É exatamente esse movimento que a Senior Solution planeja realizar, tomando a dianteira no neste processo. Tamanho das Companhias Micro Empresa Pequena Empresa Média Empresa Grande Empresa 5% 1% 44% 50% Fonte: Senior Solution Elaboração: ATIVA Research 4

5 3.1 Principais tendências do mercado A dinâmica competitiva do mercado brasileiro de software é bastante intensa, devido à presença de um grande número de players, que vão desde grandes empresas internacionais e nacionais, que concentram a maior parte das receitas do setor, até inúmeras pequenas empresas de softwares. Observamos algumas tendências que deverão impactar significativamente o setor durante os próximos anos. Consolidação em andamento Este segmento vem passando por um processo de consolidação no país, tendo em vista a necessidade de elevação da escala das empresas locais, de modo a torná-las mais competitivas frente às grandes companhias internacionais. Este processo deverá ser estendido pelos próximos anos, onde esperamos que a Senior Solution desempenhe um papel relevante neste cenário. Foco em verticais Neste contexto, cabe ressaltar a tendência observada atualmente, não só na América Latina, mas mundialmente, de verticalização das soluções, já presente em alguns aplicativos, como módulo para manufatura, módulo para comércio, entre outros. Este processo vem ocorrendo através da aquisição de empresas de software que complementam o portfólio em termos de soluções verticais. E é esse também o caso do módulo financeiro, segmento de atuação da Senior Solution. Expandindo geograficamente Uma alternativa de crescimento que vem se configurando também como tendência relevante nas empresas brasileiras de software é sua expansão geográfica, em especial para outros países na América Latina, tendo em vista as perspectivas de crescimento da região. Enquanto os fabricantes brasileiros buscam se internacionalizar, os players globais vêm expandindo para dentro do Brasil, fora do eixo RJ- SP, de modo a aumentar sua penetração no país. Busca por maior recorrência de receitas Adicionalmente, vemos na expansão da oferta de software outra tendência do setor, uma vez que, cada vez mais as empresas entendem que a receita recorrente deste segmento é de grande importância para a sustentação do negócio. Há duas formas de estimular o aumento da receita recorrente: através dos contratos de manutenção ou através de oferta de outsourcing. Este último atende as necessidades de terceirização das áreas de TI das empresas, principalmente as que envolvem o fornecimento de softwares, comunicação e infraestrutura para a utilização de prestadores de serviços terceirizados, o que caracteriza o Business Process Outsourcing (BPO). 5

6 3.2 Verticais de negócios O mercado brasileiro de TI pode ser segmentado em verticais de negócios. A vertical financeira (vertical da Senior Solution) inclui empresas públicas e privadas, bancos, seguradoras, cartões de crédito, corretoras e todas as outras instituições financeiras. O mercado de software e serviços para essa vertical compreende as atividades de análise, desenvolvimento, produção, distribuição e comercialização de soluções tecnológicas e prestação de serviços correlatos, como consultoria e suporte técnico. Essas soluções tecnológicas auxiliam na administração da atividade produtiva das diversas áreas de uma empresa financeira. 3.3 Segmentação do consumo de software no Brasil Em 2013, a vertical financeira movimentou US$ milhões, sendo a principal do mercado brasileiro, com participação de 25% Segmentos (US$ Milhões) Fonte: Senior Solution Elaboração: ATIVA Research 6

7 3.4 Crescimento de TI, na vertical financeira, no Brasil A média de crescimento deste nicho, desde 2004, registrou expansão de 22,19% a.a., enquanto as outras verticais apresentam CAGR de 19,46% a.a.. Evolução Mercado Doméstico (US$ Milhões) Finanças Outros CAGR Finanças (04-13): 22,19% CAGR Outros (04-09): 19,46% Fonte: Senior Solution Elaboração: ATIVA Research 4. A Senior Solution 4.1. Modelo de Negócios a chave para o provável sucesso A Senior solutions oferta uma base diversificada de produtos e serviços que atendem as principais necessidades de TI das instituições financeiras presentes no Brasil atuando por meio de quatro unidades de negócio: Software: Atendem as necessidades relacionadas à negociação, controle, administração e processamento de operações. Em geral, nessa linha de negócios, as receitas são provenientes de contratos de longo prazo, caracterizados por sua recorrência, e são realizados por meio da cobrança de (i) valor de set-up (licenciamento) e (ii) mensalidades relacionadas às licenças de softwares e às atividades de suporte e manutenção. Serviços: Compreende as atividades de primesourcing (fábrica de software) e realização de projetos. Os projetos são divididos entre (i) àqueles associados aos softwares, que compreendem o desenvolvimento de soluções complementares e relacionadas aos produtos já ofertados e (ii) projetos não associados a softwares, que envolve o desenvolvimento de soluções sem qualquer relação com os produtos padronizados. As receitas possuem média ou baixa recorrência, sendo provenientes de contratos a preços fechados e são realizadas conforme o cumprimento das etapas do cronograma do projeto. 7

8 Outsourcing: Soluções de terceirização para os clientes de profissionais de TI. As receitas nessa linha de negócios costumam ser recorrente, sendo provenientes de contratos de prazos entre 6 meses a 1 ano, porém com alto grau de renovação e sua realização é baseada em horas trabalhadas. Consultoria: Soluções de consultoria para instituições financeiras, como, por exemplo, a idealização e montagem de novos negócios, planejamento e revisões estratégicas de negócios existentes. As receitas possuem baixo grau de recorrência e são provenientes de contratos por projeto. Receita Líquida por Segmento 9% 28% 47% 16% Software Serviços Outsourcing Consultoria Fonte: Senior Solution Elaboração: ATIVA Research No segundo trimestre de 2014, a companhia possuía 144 clientes, sendo predominantemente advindos do segmento de software. Ressaltamos que o grande aumento no número de clientes neste segmento, a partir do 2Q13, é relacionado com a aquisição da Drive, empresa que possuía uma base de clientes majoritariamente exposta a softwares. No entanto, a queda do número de clientes neste segmento após a aquisição é dada, principalmente, pela saída de clientes no software de E-Funds, que possui ticket baixo. Além disso, as mudanças das normas do BC alavancaram a demanda pelo segmento de consultoria, a partir do 1Q14. 8

9 Número de Clientes por Segmento Software Serviços Outsourcing Consultoria Cross-sell T12 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 3T13 4T13 1T14 2T14 Fonte: Senior Solution Elaboração: ATIVA Research O ticket médio líquido, no 2Q14, ficou em R$ 123 mil, com o segmento de Outsourcing apresentando o maior valor, seguido pelos de serviço, enquanto o segmento de consultoria que apresenta o menor valor. Como dito acima, apesar da recente da queda no número de clientes do segmento de software, o ticket médio está em expansão, dado que os contratos terminados foram com clientes de baixo valor. Ticket Médio por Segmento (R$ mil) Software Serviços Outsourcing Consultoria T12 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 3T13 4T13 1T14 2T14 Fonte: Senior Solution Elaboração: ATIVA Research A companhia também está agindo para mitigar o risco de exposição a poucos contratos. Com isso, ao longo do tempo, vem diminuindo a participação dos 5 principais clientes em sua receita líquida. Assim, do 2Q13 para o 2Q14 houve a redução de 3,2 pontos percentuais da participação dos 5 maiores clientes em relação a receita líquida, assim como houve recuo de 1,6 pontos percentuais olhando para o principal cliente. 9

10 Participação dos 5 maiores clientes Outros 5 principais clientes Participação do maior cliente Outros Principal cliente 9,7% 52,5% 64,1% 55,7% 14,3% 12,7% 47,5% 35,9% 44,3% 85,7% 90,3% 87,3% 2T13 1T14 2T14 Fonte: Senior Solution Elaboração: ATIVA Research 2T13 1T14 2T14 Fonte: Senior Solution Elaboração: ATIVA Research Além da intenção de mitigar o risco cliente, a Senior Solution busca cada vez mais se expor a receitas recorrentes, comumente ligadas aos segmentos de Software e Outsourcing. Desta forma, houve aumento de 10 pontos percentuais na porcentagem de receitas recorrentes em relação a receitas totais, de 65% no 1Q12 para 75% no último trimestre. 20,0 18,0 16,0 14,0 12,0 10,0 8,0 6,0 4,0 2,0 0,0 3,7 Receitas Recorrentes x Variáveis (R$ milhões) 4,7 5,1 3,8 2,4 7,0 7,0 7,0 7,8 7,3 2,6 9,1 2,3 2,8 3,8 4,4 12,1 12,7 12,9 13,4 1T12 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 3T13 4T13 1T14 2T14 Recorrente Variável Recorrente Variável 90% 80% 70% 60% 50% 40% 30% 20% 10% 0% Fonte: Senior Solution Elaboração: ATIVA Research Este fator é bem visto, quando exploramos o crescimento das receitas por segmento. A soma dos segmentos de Software e Outsourcing em relação à receita líquida total cresceu desde 1Q12, majoritariamente impulsionada pelo primeiro segmento. Assim, é bastante clara a intenção, e capacidade, da Senior Solution em mitigar riscos inerentes ao setor de atuação. 10

11 Evolução da Receita por Segmento Software Serviços Outsourcing Consultoria 6% 28% 30% 11% 12% 29% 30% 30% 28% 5% 6% 9% 5% 5% 9% 9% 11% 13% 19% 14% 14% 28% 16% 29% 28% 32% 28% 28% 34% 30% 36% 30% 30% 37% 42% 46% 55% 54% 49% 47% 1T12 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 3T13 4T13 1T14 2T14 Fonte: Senior Solution Elaboração: ATIVA Research 4.2. Estratégia de Crescimento O modelo de negócios dos fornecedores de softwares aplicativos para a vertical financeira se caracteriza por um grau considerável de escalabilidade, diante da alta alavancagem operacional, o que demanda e favorece a busca por expansão das atividades. A companhia possui diversas estratégias que deverão guiar seu crescimento nos próximos anos, entre as quais destacamos as seguintes: 1. Aumento da penetração nos atuais clientes, através da oferta de softwares e serviços complementares aos clientes já existentes (cross-selling), oferecendo uma solução única e integrada, aproximando-se cada vez mais do conceito one-stop-shop. 2. Aumento da receita por produtos, através da oferta de softwares e serviços inovadores, com maior valor agregado aos clientes já existentes (up-selling). 3. Ganhos de market share, com a expansão da base de clientes, oferecendo soluções tecnológicas inovadoras, conjugados com serviços de qualidade, estabelecendo um relacionamento de longo prazo, focado em receitas recorrentes. 4. Aquisições estratégicas seletivas, com o objetivo de operar em praticamente todos os subsegmentos da vertical financeira, atuando como agente consolidador, potencializando as oportunidades de cross-selling e direcionando ainda mais a companhia ao conceito One- Stop-Shop, tendência mundial. Detalharemos mais um pouco esta estratégia adiante, na medida em que a consideramos o principal driver para a companhia. 11

12 A Senior Solution está bem posicionada e seu atual modelo de negócios reúne rentabilidade e alto crescimento, tanto orgânico como inorgânico, com foco no aumento da base de clientes e também na oferta de mais produtos e serviços para os clientes finais, baseados primordialmente em contratos que geram receitas recorrentes mensais. Esperamos um forte crescimento do setor no médio e longo prazo apontando como principais drivers: Necessidade constante de inovação nesse mercado, com o desenvolvimento de novos produtos e serviços financeiros; Novas regulamentações, que incentivam o uso de tecnologia de gestão nas instituições financeiras; Busca constante por eficiência operacional nos mercados atendidos; Tendência de terceirização no desenvolvimento de software pelos clientes financeiros; Potencial de incremento no uso de tecnologia em vários segmentos da vertical financeira, tais como seguradoras e gestores de ativos Governança Corporativa e Estrutura Societária No dia 6 de fevereiro de 2014, a BM&F Bovespa promoveu a migração das ações do segmento Bovespa Mais do mercado de balcão organizado para o mercado de bolsa, o que resultou na exclusão do caractere M do ticker da ação. Por isso, as ações passaram a integrar o ITAG Índice de Ações com Tag Along Diferenciado, que visa medir o desempenho de uma carteira teórica composta por ações de empresas que ofereçam melhores condições aos minoritários, no caso de alienação de controle. Além disso, a companhia adota um alto grau de disclosure na divulgação de seus resultados, facilitando a análise detalhada dos números. Membros do Conselho de Administração Cargo Data de eleição Prazo do mandato Alberto Costa Sousa Camões Presidente 30/4/ ano Alberto Gaidys Junior Conselheiro 30/4/ ano Antonio Luciano Camargo Filho Conselheiro 30/4/ ano Augusto Frederico Caetano Schaffer Conselheiro 30/4/ ano Flavio Cesar Maia Luz Independente 30/4/ ano Diretores Cargo Data de eleição Prazo do mandato Bernardo Francisco Pereira Gomes Diretor Presidente 30/4/ ano Antonio Luciano Camargo Filho Diretor de Operações 30/4/ ano Paulo de Tarso Pescatori Dutra Diretor de Unidade 30/4/ ano Fabrini de Carvalho Fontes Diretor Financeiro 30/4/ ano Diretor de Relações com Thiago Almeida Ribeiro da Rocha Investidores 30/4/ ano 12

13 Segue a estrutura societária: BNDES Participações S.A. 34,5% 11,4% 11,3% 11,2% Bernardo Francisco Pereira Gomes Antonio Luciano Camargo Filho FMIEE Stratus GC Una Capital Ltda. 3,4% 5,4% 6,0% 8,1% 8,7% Leblon Equities Gestão de Rec. Ltda. FIA Focus EAC Ações em Tesouraria Outros Fonte:Senior Solution 13

14 4.4. Resultado 2Q14 A Receita Líquida apresentou alta de 51,8% YoY, registrando R$ 17,72 milhões. O crescimento das receitas líquida orgânica de 31,8% YoY foi o principal destaque do top line, com o segmento de Consultoria e Serviços impulsionados pela Resolução do Banco Central, registrando 55,7% e 74,1% YoY de expansão, respectivamente EBITDA ajustado de R$ 2,57 milhões, expansão de 126,5% YoY, com margem de 14,52%, alta de 4,8 pontos percentuais. A expansão das margens se deu por dois grandes motivos: i) pela melhora nas economias de escala e sinergias com a aquisição da Drive; ii) expansão das linhas de software, serviços e consultoria (margens altas) mais elevada do que a de outsourcing (margens menores). Lucro líquido ajustado registrou R$ 3,56 milhões. O resultado financeiro foi positivo em R$ 646 mill, graças a um caixa investido à espera de alguma aquisição, após o IPO, e os créditos de tributos proporcionados pela Lei do Bem, no valor de R$ 697 mil, que impulsionaram o bottom line da companhia. A Senior Solution continua a apresentar ganhos orgânicos bastantes satisfatórios, juntamente com uma continua qualidade do management em controle de custos e despesas, ajudando as expansões das margens. Ressaltamos que os números do 2Q14 poderiam ser melhores ainda, caso a negociação sobre o dissídio não garantisse estabilidade para os trabalhadores do setor por um período de 90 dias, impossibilitando maiores ajustes sobre a folha. Acreditamos que a melhora do mix de serviços oferecidos, com a expansão mais forte de segmentos com maiores margens, é um fator importante para uma rentabilidade cada vez mais atrativa do negócio. Além disso, vemos um esforço agradável de mitigação dos riscos em relação à concentração de clientes e receitas, com contratos longos e bem estabelecidos além de expansão de serviços para clientes com menos participação na receita total. O bottom line da companhia foi afetado positivamente pela Lei do Bem, registrando expansão forte. Contudo, o atraso no guidance de aquisições aponta tanto para um cenário mais complexo do que previsto para o crescimento inorgânico, quanto para a responsabilidade da Senior Solution em relação a comprar com qualidade. Enquanto esperamos aquisições ainda no segundo semestre para avaliarmos melhor o case de investimento da companhia, o recorde no top line, a expansão de margens e o bom resultado corroboram números do 2Q14 positivos. 14

15 Senior Solution (R$ mil) 2Q14 1Q14 Δ% 2Q13 Δ% Receita Líquida ,4% ,8% (+) Softw are ,7% ,6% (+) Serviços ,4% ,1% (+) Outsourcing ,9% ,6% (+) Consultoria ,2% ,7% Custos Ajustados (11.050) (10.420) 6,0% (7.368) 50,0% (+) Softw are (4.038) (4.002) 0,9% (2.635) 53,2% (+) Serviços (1.866) (1.645) 13,4% (1.334) 39,9% (+) Outsourcing (4.196) (3.895) 7,7% (2.927) 43,4% (+) Consultoria (950) (879) 8,1% (472) 101,3% Despesas Operacionais (4.386) (4.247) 3,3% (3.300) 32,9% (+) Publicidade e propaganda (81) (75) 8,3% (68) 19,1% (+) Gerais e administrativas (4.017) (3.881) 3,5% (3.042) 32,1% (+) Depreciação e amortizações (287) (291) -1,4% (190) 51,1% EBITDA ,5% ,7% EBITDA ajustado ,5% ,5% Margem EBITDA ajustado (%) 14,52% 13,72% 0,8 p.p 9,73% 4,8 p.p Resultado Financeiro Líquido ,1% ,3% Lucro Líquido ajustado ,3% ,0% Margem Líquida (%) 20,1% 25,5% -5,4 p.p 15,4% 4,7 p.p Fonte: ATIVA Research e Senior Solution 4.5. Posição Financeira A Companhia tinha até o 2Q14, uma dívida bruta de R$ 10,516 milhões (financeira e parcelas de aquisições) e um caixa bruto de R$ 38,408 milhões, reduzindo levemente a posição de caixa líquido no valor de R$ 27,89 milhões. A amortização de parcelas BNDES Prosoft e de aquisições foram compensadas pelo programa de recompra de ações, no valor de R$ 3,03 milhões, fazendo com que o caixa líquido da companhia variasse negativamente em R$ 1,22 milhão. A dívida financeira da empresa, no 2Q14, era composta pelo programa de sustentação do investimento em tecnologia (Prosoft), no valor de R$ 4,51 milhões a um custo de TJLP + 1% a.a. Já a dívida de parcelas de aquisições, no valor de R$ 6,01 milhões, estão atreladas a Selic ou CDI. Em 13 de junho de 2014, a companhia anunciou seu segundo programa de recompra de ações, de duração de 365 dias, que terá como escopo até 6,79% das ações em circulação, ou seja, milhões de ações. O seu primeiro programa de recompra foi encerrado na mesma data do anúncio do segundo, na qual foram adquiridas mil ações por um preço médio de 7,83. Este movimento mostra a confiança do managment no case da Senior Solution. Ressaltamos que com as futuras aquisições, a companhia planeja manter o seu nível de alavancagem abaixo de 2,0x dívida líquida/ebitda, que se confirmado pode ser considerado um patamar bastante saudável para uma companhia de growth. 15

16 4.6. Próximas Aquisições Em seu IPO, a companhia captou recursos para realizar cinco novas aquisições dentro de um prazo de 30 meses. No entanto, até o presente momento, nenhuma aquisição foi anunciada. Acreditamos que alguma operação possa ser concretizada nos próximos meses. Os targets de aquisição da Senior Solution deverão ser empresas de pequeno porte, com receita anual entre R$10-20MM, e deverão agregar valor à companhia: ampliando sua presença em determinados segmentos; inserindo novos produtos ao portfólio; ou ainda possibilitando uma expansão geográfica. Na última aquisição, o valor pago representou cerca de 4,1x EV/EBITDA e 1,0 x EV/Receita, e segundo a Senior Solution, a precificação das futuras aquisições deverá oscilar próxima a estes níveis (EV/Receita de 1,0x até 1,5x). Em uma rápida simulação, tomando como parâmetros o histórico recente, bem como os guidances fornecidos pela Senior Solution, estimamos que, caso a companhia seja bem sucedida em concretizar integralmente seus planos de aquisições, suas receitas poderão apresentar incremento significativo, em torno de 140%, considerando as premissas abaixo. Ressaltamos que estas aquisições potenciais não estão consideradas em nossa avaliação da empresa e constituem um upside adicional que pode vir a se materializar no curto/médio prazo. Simulação de valor das aquisições potenciais Valor das aquisições (R$ MM) EV/EBITDA pago nas aquisições 5,0x 5,0x 5,0x 5,0x 5,0x EBITDA adicionado (R$ MM) 3,0 6,0 9,0 12,0 15,0 Margem EBITDA média das empresas adquiridas 15% 15% 15% 15% 15% Receita líquida adicionada (R$ MM) ROL Senior Solution 2015E (R$ MM) 73,1 73,1 73,1 73,1 73,1 ROL Senior Solution + Aquisições 2015E 88,1 103,1 118,1 133,1 148,1 Incremento potencial nas receitas da Senior Solution 21% 41% 62% 82% 103% EBITDA Senior Solution 2015E (R$ MM) 12,4 12,4 12,4 12,4 12,4 EBITDA Senior Solution + Aquisições 2015E (R$ MM) 15,4 18,4 21,4 24,4 27,4 Incremento potencial no EBITDA da Senio Solution 24% 48% 73% 97% 121% Fonte: ATIVA Research 16

17 5. ATUALIZAÇÃO DO VALUATION Incorporamos os resultados do 2Q14 da Senior Solution ao nosso modelo e atualizamos nossas premissas com as novas projeções macroeconômicas. Revisamos nosso modelo de valuation, sobretudo nossas projeções quanto à margem EBITDA da Senior Solution, na qual contemplamos uma convergência para 20% ao longo dos próximos três anos e mantendo-se nesse patamar à frente. Sendo assim, reduzimos nosso preço alvo para R$ 11,97 por ação, o que representa um upside de 34,5% frente ao preço de fechamento do dia 16 de setembro. Nossas projeções para a empresa possuem um horizonte de 7 anos e a taxa média de desconto (WACC) utilizada em sua avaliação foi de 15,3% a.a.. Projeção de fluxo de caixa, DCF e Cálculo do WACC Fluxo de Caixa Livre 2014E 2015E 2016E 2017E 2018E 2019E 2020E EBIT 9,1 10,8 13,7 17,1 19,1 21,6 24,1 Impostos s/ EBIT (2,2) (2,6) (3,3) (4,1) (5,3) (7,3) (8,2) NOPLAT 7,0 8,3 10,4 13,0 13,8 14,3 15,9 Depreciação&Amortização 1,6 1,5 1,4 1,4 1,3 1,2 1,1 Variação no Capital de Giro Líquido (3,1) (0,9) (0,7) (2,1) (0,7) (0,8) (0,9) FCFF 4,1 7,3 9,7 10,9 13,1 13,4 15,0 WACC 15,3% 15,3% 15,3% 15,3% 15,3% 15,3% 15,3% Período de desconto Fator de Desconto 1,153 1,329 1,531 1,765 2,035 2,345 2,703 Valor presente dos FCFFs 3,5 5,5 6,4 6,2 6,5 5,7 5,5 Cálculo do valor justo Upside (%) 34,5% Fonte: ATIVA Research Cotação de fechamento de Taxa de Desconto e Perpetuidade Valor Presente dos FCFFs 39 WACC médio 15,3% Valor Presente da Perpetuidade 65 Custo médio do Equity 15,7% Fair Enterprise Value 104 Taxa Livre de Risco (Rf) 10,6% Divida Líquida (37) Prêmio de Risco (ERP) 4,0% Ajuste Participações Minoritárias - Beta (b) 1,3 Fair Equity Value 141 Custo médio da Dívida 7,8% Preço Justo por ação R$ 11,97 Tx de cresc. Perpetuidade 4,0% Cotação Atual SNSL3 R$ 8,90 17

18 Milhares 5.1. Principais Premissas Utilizadas Apesar do potencial de realização de novas aquisições por parte da Senior Solution, vale destacar que nossas projeções não envolvem nenhuma aquisição que venha a ser feita pela companhia, apesar do potencial de M&A em um setor ainda bastante pulverizado, o que por sua vez também imputa um risco excedente ao case de investimento. Dessa forma, contemplamos apenas o crescimento orgânico das operações da Senior Solution, estimando uma expansão do faturamento próxima a 13,5% a.a. até 2020E, com incremento gradual na rentabilidade. Receita Operacional Líquida CAGR: 13,5% E 2015E 2016E 2017E 2018E 2019E 2020E Fonte: ATIVA Research Esse desempenho deverá ser puxado pelas linhas de software e outsourcing, diante da forte recorrência dos clientes antigos, com novas atualizações e possibilidades de up-selling. Ressaltamos novamente que diante da postura mais conservadora e de acordo com a estratégia da Senior Solution em focar seus esforços nos segmentos com nível elevado de recorrência, estamos considerando uma queda nas receitas de consultoria para 2015, em função da forte elevação durante o 1Q14, e apenas um leve crescimento nos próximos anos. No segmento de outsourcing, o crescimento projetado para o número de profissionais ao longo dos próximos trimestres reflete a retomada da demanda por terceirização, em decorrência da busca por redução de custos e maior eficiência operacional por parte das instituições financeiras. 18

19 E 2015E 2016E 2017E 2018E 2019E 2020E Software Outsourcing Serviços Consultoria Fonte: ATIVA Research Levando em consideração o potencial de redução da proporção dos gastos operacionais sobre a receita da Senior Solution, tendo em vista os ganhos de escala em G&A e P&D, acreditamos que a companhia possui espaço para melhoria substancial do atual nível de margens, porém, mantemos certo conservadorismo diante dos gastos necessários em inovação, dado o objetivo de aumentar o market share. Dessa forma, a companhia deverá obter sinergias futuramente com a redução dos custos de operar simultaneamente sistemas com funcionalidades similares. Nossas projeções apontam para um crescimento médio do EBITDA de 22,3% a.a. até 2020E. A margem EBITDA deverá evoluir do patamar de 14,5% no 2Q14 para 20,3% em 2020E ,9% CAGR 13-20E: 22,3% 18,6% 20,5% 20,3% 20,4% 20,3% 24% 22% 20% 18% ,7% 16% ,1% E 2015E 2016E 2017E 2018E 2019E 2020E 14% 12% 10% EBITDA Margem EBITDA Fonte: ATIVA Research 19

20 5.2. Recomendação Apesar de apreciarmos o case de investimento da Senior Solution e seu grande potencial de valorização, ainda mantemos nossa recomendação NEUTRA para SNSL3. Os riscos de execução inerentes à estratégia de crescimento inorgânico e a possibilidade de acirramento da competição ainda são elevados e, dessa forma, preferimos seguir observando os próximos resultados e desdobramentos da tática a ser adotada, a fim de obter maior clareza com relação às perspectivas para a companhia no longo prazo, obtendo uma relação risco/retorno que julgarmos mais favorável. Destacamos que a empresa tem efetuado melhorias além do esperado por nós, e caso continue assim, podemos vir a elevar nossa recomendação para SNSL3. Além disso, lembramos que a Senior Solution possui um cronograma de M&A de realizar uma aquisição por semestre e, até agora nenhuma outra foi anunciada após a compra da Drive. Dessa forma, acreditamos que o anúncio de uma aquisição pode ser considerado um trigger de curto prazo para os papéis, dependendo dos parâmetros da transação Fatores de risco Como todos os investimentos em renda variável, além do grande potencial de ganhos, existem alguns fatores de risco que devem ser ressaltados, e no mercado de software não é diferente. Abaixo elencamos alguns dos riscos inerentes aos investimentos nesse setor. Necessidade constante de inovação nesse mercado, com o desenvolvimento de novos produtos e serviços financeiros pode afetar as operações das empresas do setor que deixarem seus produtos obsoletos. Grande dependência das receitas da companhia a um número pequeno de clientes. A companhia pode não ser capaz de renovar alguns de seus contratos, tendo forte impacto nos resultados da empresa. Acirramento da concorrência com outras empresas assumindo o papel de agente consolidador na vertical financeira. Possibilidade de estratégia inorgânica agressiva, com custos elevados de aquisições, ainda com o risco de não apresentar os benefícios esperados. Risco de liquidez, diante do baixo volume de operações. 20

Equity Research. Relatório de Análise. Saindo da mesmice, Small Caps no radar dos investidores

Equity Research. Relatório de Análise. Saindo da mesmice, Small Caps no radar dos investidores 16 de dezembro de 2013 Saindo da mesmice, Small Caps no radar dos investidores A BM&FBovespa firmou um convênio com a Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais (APIMEC),

Leia mais

Equity Research. Relatório de Análise. Saindo da mesmice, Small Caps no radar dos investidores

Equity Research. Relatório de Análise. Saindo da mesmice, Small Caps no radar dos investidores 5 de agosto de 2013 Saindo da mesmice, Small Caps no radar dos investidores A BM&FBovespa firmou um convênio com a Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais (APIMEC),

Leia mais

Senior Solution (SNSL3) Conhecendo a empresa

Senior Solution (SNSL3) Conhecendo a empresa Análise XP Fundamentos Senior Solution (SNSL3) Conhecendo a empresa A Empresa A Senior Solution está presente, há mais de 17 anos, no segmento de Tecnologia da Informação no mercado brasileiro, sendo uma

Leia mais

Relatório Analítico 27 de março de 2012

Relatório Analítico 27 de março de 2012 VENDA Código de Negociação Bovespa TGM A3 Segmento de Atuação Principal Logística Categoria segundo a Liquidez 2 Linha Valor de M ercado por Ação (R$) 29,51 Valor Econômico por Ação (R$) 32,85 Potencial

Leia mais

NUTRIPLANT ON (NUTR3M)

NUTRIPLANT ON (NUTR3M) NUTRIPLANT ON (NUTR3M) Cotação: R$ 1,79 (18/06/2014) Preço-Alvo (12m): R$ 2,10 Potencial de Valorização: 18% 4º. Relatório de Análise de Resultados (1T14) Recomendação: COMPRA P/L 14: 8,0 Min-Máx 52s:

Leia mais

Governança corporativa: vida real Governança corporativa em empresa de capital aberto (Bovespa Mais) Julho de 2015

Governança corporativa: vida real Governança corporativa em empresa de capital aberto (Bovespa Mais) Julho de 2015 Governança corporativa: vida real Governança corporativa em empresa de capital aberto (Bovespa Mais) Julho de 2015 Introdução A Senior Solution é a principal fornecedora de softwares aplicativos para o

Leia mais

Investmania Video Chat 3T13 19/11/2013

Investmania Video Chat 3T13 19/11/2013 Investmania Video Chat 3T13 19/11/2013 1 A Senior Solution 2 Resultados do 3T13 3 Perguntas e respostas 2 A Senior Solution Pioneirismo e liderança na vertical financeira Atuação desde 1996 no setor de

Leia mais

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda 19/02/2010 CETIP S.A BALCÃO ORGANIZADO DE ATIVOS E DERIVATIVOS A Companhia A CETIP S.A. - Balcão Organizado de Ativos e Derivativos ( Companhia ou CETIP ) opera o maior Mercado Organizado para Ativos de

Leia mais

Trading Idea (BBRK3 Compra)

Trading Idea (BBRK3 Compra) Trading Idea (BBRK3 Compra) Destaques/ Operação Sob a ótica fundamentalista, recomendamos a compra das ações da Brasil Brokers vislumbrando um posicionamento de médio/longo prazo. Entrada: até R$ 6,60

Leia mais

APIMEC 1T10. 27 de maio 2010

APIMEC 1T10. 27 de maio 2010 APIMEC 1T10 27 de maio 2010 Aviso Importante O material que segue é uma apresentação de informações gerais de Multiplus S.A. ( Multiplus" ou "Companhia") na data desta apresentação. Este material foi preparado

Leia mais

Divulgação de Resultados 2014

Divulgação de Resultados 2014 São Paulo - SP, 10 de Fevereiro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity

Leia mais

Revisão Copel (CPLE6) Preço Teórico R$ 35,00 (COMPRA) 28.01.2009

Revisão Copel (CPLE6) Preço Teórico R$ 35,00 (COMPRA) 28.01.2009 Revisão Copel (CPLE6) Preço Teórico R$ 35,00 (COMPRA) 28.01.2009 Empresa Código Recomendação Fechamento* Preço-Teórico* Upside Risco Lote Copel PNB CPLE6 Compra 21,85 35,00 60,2% Elevado 1 EV/EBITDA (atual)

Leia mais

PETROBRAS Resultado Neutro no 4T09 e PN 2010-14

PETROBRAS Resultado Neutro no 4T09 e PN 2010-14 Analista PETROBRAS Resultado Neutro no 4T09 e PN 2010-14 A Petrobras divulgou na última sexta-feira seus resultados referentes ao 4T09 e ao fechamento de 2009 que mostraram um desempenho um pouco mais

Leia mais

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas CICLO APIMEC 2010 Índice RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas 3 RS no Brasil DADOS DEMOGRÁFICOS RS BRASIL População

Leia mais

Expomoney São Paulo. Setembro de 2012

Expomoney São Paulo. Setembro de 2012 Expomoney São Paulo Setembro de 2012 Contax Visão Geral Contact Center Brasil Resultados Financeiros Contax Visão Geral GRUPO CONTAX Principais serviços: Atendimento, Cobrança, Televendas, Retenção, Trade

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Nota Importante Algumas afirmações nesta apresentação podem ser projeções ou afirmações sobre expectativas futuras. Tais afirmações estão sujeitas a riscos conhecidos e desconhecidos

Leia mais

COMPOSIÇÃO ACIONÁRIA. Em 09/06/14 PRINCIPAIS ACIONISTAS ONS PNS TOTAL BNDESPAR - 11,4% -X- 11,4% BERNARDO FRANCISCO P. GOMES 11,3% -X- 11,3%

COMPOSIÇÃO ACIONÁRIA. Em 09/06/14 PRINCIPAIS ACIONISTAS ONS PNS TOTAL BNDESPAR - 11,4% -X- 11,4% BERNARDO FRANCISCO P. GOMES 11,3% -X- 11,3% CM COMPANY REPORT SENIOR SOLUTION PARECER 10/OUT/14 COMPRAR PREÇO ALVO R$ 13,00 SNSL3 COTAÇÃO EM 09/OUT/14 R$ 8,79 POTENCIAL DE VALORIZAÇÃO 47,9% MIN / MÁX 12 MESES R$ 6,55 / R$ 11,08 VOLUME EM - 90 DIAS

Leia mais

Apresentação de Resultados 4T11. 1º de Março de 2012

Apresentação de Resultados 4T11. 1º de Março de 2012 Apresentação de Resultados 4T11 1º de Março de 2012 Contax Visão Geral GRUPO CONTAX Operação em 4 países: Brasil, Colômbia, Argentina e Peru Líder na América Latina em serviços de relacionamento com consumidores

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T15

Divulgação de Resultados 1T15 São Paulo - SP, 06 de Maio de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

Divulgação de resultados 3T13

Divulgação de resultados 3T13 Brasil Brokers divulga seus resultados do 3º Trimestre do ano de 2013 Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2013. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no

Leia mais

Romi registra lucro líquido de R$ 83 milhões em 2006, o maior resultado de sua história

Romi registra lucro líquido de R$ 83 milhões em 2006, o maior resultado de sua história Resultados do 4 o Trimestre de 2006 Cotações (28/12/06) ROMI3 - R$ 158,00 ROMI4 - R$ 146,50 Valor de Mercado R$ 999,0 milhões Quantidade de Ações Ordinárias: 3.452.589 Preferenciais.: 3.092.882 Total:

Leia mais

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p.

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. No 1T15, a receita líquida totalizou R$ 5,388 bilhões, estável em relação ao 1T14 excluindo-se

Leia mais

I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF

I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF 1 I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF 2 Crédito ainda em Expansão, mas Desacelerando 30,7% Crescimento do Crédito 15,1% 20,6% 18,8% 16,4% 14,7% 11,7% 2008

Leia mais

Earnings Release. Relação com Investidores. Destaques do 2T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 2T11

Earnings Release. Relação com Investidores. Destaques do 2T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 2T11 Relação com Investidores Luis Eduardo Fischman Diretor de Relações com Investidores (55 21) 3433-5060 ri@brinsurance.com.br Teleconferência de Resultados 2T11 Terça-Feira, 16 de agosto de 2011 Português

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Rio de Janeiro, 10 de março de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (Bovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de intermediação

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T14

Divulgação de Resultados 1T14 Divulgação de Resultados 1T14 A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity ( Fundos

Leia mais

Memorando de Aquisição - Drive

Memorando de Aquisição - Drive Memorando de Aquisição - Drive Contatos de RI Thiago Rocha Diretor de RI thiago.rocha@seniorsolution.com.br (11) 2182-4922 Jaqueline Visentin Analista de RI jaqueline.visentin@seniorsolution.com.br (11)

Leia mais

Bancos brasileiros prontos para um cenário de crescimento sustentado e queda de juros

Bancos brasileiros prontos para um cenário de crescimento sustentado e queda de juros 1 Bancos brasileiros prontos para um cenário de crescimento sustentado e queda de juros Tomás Awad Analista senior da Itaú Corretora Muito se pergunta sobre como ficariam os bancos num cenário macroeconômico

Leia mais

Medial Saúde 12 th Annual Latin American Conference Acapulco Mexico 15 a 18 de janeiro de 2008

Medial Saúde 12 th Annual Latin American Conference Acapulco Mexico 15 a 18 de janeiro de 2008 Medial Saúde 12 th Annual Latin American Conference Acapulco Mexico 15 a 18 de janeiro de 2008 Disclaimer Este comunicado contém considerações referentes às perspectivas do negócio e estimativas de resultados

Leia mais

Apresentação Investidores

Apresentação Investidores Apresentação Investidores Abril de 2011 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve riscos

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2T15 31 de julho de 2015 Magazine Luiza Destaques do 2T15 Vendas E-commerce Ganho consistente de participação de mercado Redução na receita líquida de 10,1% para R$2,1 bilhões

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T10

Apresentação de Resultados 3T10 Apresentação de Resultados 3T10 09 de Novembro de 2010 Agenda 1. Desempenho do Período 2. Evolução das Receitas e Custos Hardware Software Serviços 3. Despesas e Margens 4. Investimentos e Caixa 5. Estratégia

Leia mais

RESULTADOS DO 1T11. Destaques do Resultado

RESULTADOS DO 1T11. Destaques do Resultado RESULTADOS DO 1T11 CAPTAÇÃO RECORDE com mais de 73 mil novos alunos (24% acima do 1T10) Aumento de 21% no EBITDA, que totalizou R$48 milhões, e ganho de 1,9 p.p. na Margem, que atingiu 17,4% no 1T11 Rio

Leia mais

Apresentação Institucional. Novembro 2015

Apresentação Institucional. Novembro 2015 Apresentação Institucional Novembro 2015 Seção 1 Visão Geral da Unidas Visão Geral da Unidas 3ª maior empresa brasileira de aluguel de carros em frota total, com cobertura nacional em soluções para terceirização

Leia mais

Suzano Papel e Celulose anuncia os resultados consolidados do 2º trimestre de 2006

Suzano Papel e Celulose anuncia os resultados consolidados do 2º trimestre de 2006 Suzano Papel e Celulose anuncia os resultados consolidados do 2º trimestre de 2006 Ebitda consolidado pro-forma com Ripasa atinge US$125 milhões São Paulo, 19 de julho de 2006. Suzano Papel e Celulose

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Rio de Janeiro, 16 de agosto de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de

Leia mais

RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015

RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015 RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015 AVISO Nesta apresentação nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

15 de Outubro de 2015

15 de Outubro de 2015 out-14 nov-14 nov-14 dez-14 jan-15 jan-15 fev-15 mar-15 mar-15 abr-15 abr-15 mai-15 jun-15 jun-15 jul-15 jul-15 ago-15 set-15 set-15 jun-07 set-07 dez-07 mar-08 jun-08 set-08 dez-08 mar-09 jun-09 set-09

Leia mais

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda 23/07/2010 AMIL S.A. A Companhia COMPRA Código em Bolsa AMIL3 Setor SAÚDE Cotação em 15/07/10 R$ 15,00 Preço Alvo R$ 20,60 Potencial de Valorização 37,33% Valor de Mercado (em mil) R$ 5.426.775 Cotação

Leia mais

Café da Manhã Credit Suisse. 23 de fevereiro de 2010

Café da Manhã Credit Suisse. 23 de fevereiro de 2010 Café da Manhã Credit Suisse 23 de fevereiro de 2010 Seção I Destaques do 3T09 2 Positivo Informática registra margem EBITDA de 10,2% no 3T09 Recorde histórico de volume e receita: 528,5 mil PCs e R$ 751,0

Leia mais

Apresentação de Resultados 2T12. 10 de agosto de 2012

Apresentação de Resultados 2T12. 10 de agosto de 2012 Apresentação de Resultados 2T12 10 de agosto de 2012 Aviso Legal Esta apresentação contém certas declarações futuras e informações relacionadas à Companhia que refletem as visões atuais e/ou expectativas

Leia mais

Unopar. Dezembro 2011 KROT11

Unopar. Dezembro 2011 KROT11 Unopar Dezembro 2011 KROT11 Notas Importantes As afirmações contidas neste documento relacionadas a perspectivas sobre os negócios, projeções sobre resultados operacionais e financeiros e aquelas relacionadas

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T05

Apresentação de Resultados 3T05 Apresentação de Resultados 3T05 Destaques Crescimento do Lucro Líquido foi de 316% no Terceiro Trimestre Crescimento da Receita no 3T05 A receita bruta foi maior em 71% (3T05x3T04) e 63% (9M05x9M04) Base

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 3T12. Apresentação Corporativa. Outubro de 2012

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 3T12. Apresentação Corporativa. Outubro de 2012 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 3T12 Apresentação Corporativa Outubro de 2012 Contax Visão Geral Contax - Produtos e Serviços Contax - Core Business Resultados Financeiros Contax Visão Geral GRUPO CONTAX Principais

Leia mais

Lucro líquido atinge R$7,0 milhões, crescimento de 41,7% versus o 1T14, com consistente e importante melhora nas margens operacionais

Lucro líquido atinge R$7,0 milhões, crescimento de 41,7% versus o 1T14, com consistente e importante melhora nas margens operacionais Resultados 2T14 e 1S14 Lucro líquido atinge R$7,0 milhões, crescimento de 41,7% versus o 1T14, com consistente e importante melhora nas margens operacionais Belo Horizonte, 5 de agosto de 2014 - A Companhia

Leia mais

Os resultados do segundo trimestre e primeiro semestre de 2014 consolidam as Empresas BRF S.A.

Os resultados do segundo trimestre e primeiro semestre de 2014 consolidam as Empresas BRF S.A. BRF RESULTADOS 2T14 Os resultados do segundo trimestre e primeiro semestre de 2014 consolidam as Empresas BRF S.A. As declarações contidas neste relatório relativas à perspectiva dos negócios da Empresa,

Leia mais

Earnings Release 1s14

Earnings Release 1s14 Earnings Release 1s14 1 Belo Horizonte, 26 de agosto de 2014 O Banco Bonsucesso S.A. ( Banco Bonsucesso, Bonsucesso ou Banco ), Banco múltiplo, de capital privado, com atuação em todo o território brasileiro

Leia mais

COMPRA. Relatório de Acompanhamento Porto Seguro S.A. A história da Porto Seguro tem como marco inicial a comercialização de seguros por

COMPRA. Relatório de Acompanhamento Porto Seguro S.A. A história da Porto Seguro tem como marco inicial a comercialização de seguros por COMPRA Código em Bolsa PSSA3 Setor de Atuação Seguros Categoria 1 Linha Cotação Atual R$ 22,5 Preço Alvo R$ 32,7 Potencial de Valorização 42,52% Preço / Lucro (11E) 13,28 Preço / Vendas (11E),76 Preço

Leia mais

APIMEC. 23 de outubro de 2008

APIMEC. 23 de outubro de 2008 APIMEC 23 de outubro de 2008 1 Importante As informações e declarações sobre eventos futuros estão sujeitas a riscos e incertezas, as quais têm como base estimativas e suposições da Administração e informações

Leia mais

Relatório Analítico 19 de abril de 2012

Relatório Analítico 19 de abril de 2012 VENDA Código de Negociação Bovespa AM BV4 Segmento de Atuação Principal Alimentos Categoria segundo a Liquidez 1 Linha Valor de M ercado por Ação (R$) 80,99 Valor Econômico por Ação (R$) 81,05 Potencial

Leia mais

2T15 CRESCIMENTO DA RECEITA, DO EBITDA E DO LUCRO CAIXA

2T15 CRESCIMENTO DA RECEITA, DO EBITDA E DO LUCRO CAIXA CRESCIMENTO DA RECEITA, DO EBITDA E DO LUCRO CAIXA São Paulo, 06 de agosto de 2015. A Linx S.A. (BOVESPA: LINX3; Bloomberg: LINX3:BZ e Reuters: LINX3.SA), líder em tecnologia de gestão empresarial para

Leia mais

Reestruturação operacional reduz os custos e as despesas operacionais, proporcionando Ebitda de R$ 2,4 milhões.

Reestruturação operacional reduz os custos e as despesas operacionais, proporcionando Ebitda de R$ 2,4 milhões. Última Cotação em 30/09/2013 FBMC4 - R$ 43,90 por ação Total de Ações: 726.514 FBMC3: 265.160 FBMC4: 461.354 Valor de Mercado (30/09/2013): R$ 31.893,9 milhões US$ 14.431,7 milhões São Bernardo do Campo,

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 4T11

Reunião Pública dos Analistas 4T11 Grjrr Reunião Pública dos Analistas 4T11 Porto Seguro Agenda Visão da Indústria de Seguros Cenário Atual Perspectivas Visão Geral da Porto Seguro Estrutura Linhas de Negócio Estratégia e Cultura Resultados

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14 27 de fevereiro de 2015 Magazine Luiza Destaques 2014 Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Ajustado Luizacred Lucro Líquido Ajustado Crescimento da receita

Leia mais

Aquisição da Microlins. Agosto 2008

Aquisição da Microlins. Agosto 2008 Aquisição da Microlins Agosto 2008 Overview da Transação A Anhanguera adquiriu uma participação de 30% na Microlins, a maior rede de cursos profissionalizantes do país Overview 657 franquias em todo Brasil

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2015 Magazine Luiza Destaques do Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Luizacred Lucro Líquido Ganhos de market share, principalmente em tecnologia Receita

Leia mais

Press Release 2T15 12/08/2015

Press Release 2T15 12/08/2015 Press Release 2T15 12/08/2015 Sumário 1. Destaques do período... 4 2. Sumário de resultados... 5 3. Receita bruta... 6 3.1 Produtos de bancassurance... 6 3.1.1 Vida... 7 3.1.2 Habitacional... 7 3.1.3 Prestamista...

Leia mais

Apimec Florianópolis. Dezembro 2013

Apimec Florianópolis. Dezembro 2013 Apimec Florianópolis Dezembro 2013 Exoneração de Responsabilidades Esta apresentação não constitui uma oferta, convite ou pedido de qualquer forma, para a subscrição ou compra de ações ou qualquer outro

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T11 17 de Maio de 2011

Apresentação de Resultados 1T11 17 de Maio de 2011 Apresentação de Resultados 1T11 17 de Maio de 2011 Relações com Investidores Agenda 1. Destaques 2. Evolução das Receitas e Custos Hardware Software Serviços 3. Despesas e Margens 4. Investimentos e Caixa

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014 Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2014 Destaques do Expressivo crescimento em vendas mesmas lojas (25,4%) com rentabilidade Crescimento da receita líquida total: 28,5% versus 1T13 R$2,3 bilhões

Leia mais

CSU CARDSYSTEM SA. investidorescsu@csu.com.br

CSU CARDSYSTEM SA. investidorescsu@csu.com.br CSU CARDSYSTEM SA investidorescsu@csu.com.br 2 Considerações Iniciais Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação

Leia mais

Carteira de Dividendos Maio/15

Carteira de Dividendos Maio/15 A Carteira de Dividendos Planner encerra abril com valorização de 5,23% acumulando ganho de 4,53% no ano A Carteira de Dividendos leva em consideração os seguintes itens na escolha das ações: i) forte

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Disclaimer Nossas estimativas e declarações futuras têm por embasamento, em grande parte, expectativas atuais e projeções sobre eventos futuros e tendências financeiras que afetam

Leia mais

Spinelli Análise VisaNet

Spinelli Análise VisaNet Spinelli Análise VisaNet 02 de outubro de 2009 Destaques: VNET3 Preço alvo: R$ 20,62 Cotação: R$ 17,00 Upside: 21,3% Empresa: A VisaNet é a empresa líder da indústria de cartões de pagamento no mercado

Leia mais

Release de Resultados 2T14

Release de Resultados 2T14 Release de Resultados 2T14 Barueri, 31 de julho de 2014 A Smiles S.A. (BM&FBOVESPA: SMLE3), um dos maiores programas de coalizão do Brasil com mais de 10 milhões de participantes inscritos, anuncia seus

Leia mais

EARNINGS RELEASE 2T12 e 1S12

EARNINGS RELEASE 2T12 e 1S12 São Paulo, 15 de agosto de 2012 - A Inbrands S.A. ( Inbrands ou Companhia ), uma empresa de consolidação e gestão de marcas de lifestyle e moda premium do Brasil, anuncia hoje os resultados do segundo

Leia mais

EBITDA cresce 10,8% no 3T15 e Margem EBITDA atinge 57,9%

EBITDA cresce 10,8% no 3T15 e Margem EBITDA atinge 57,9% Resultados 3T15 EBITDA cresce 10,8% no 3T15 e Margem EBITDA atinge 57,9% Belo Horizonte, 10 de novembro de 2015 - A Companhia de Locação das Américas (Locamerica) (BM&FBOVESPA: LCAM3) divulga seus resultados

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 3T15 10 de novembro de 2015 Magazine Luiza Destaques do 3T15 Vendas E-commerce Ganho de participação de mercado com aumento da margem bruta Receita bruta consolidada de R$2,4

Leia mais

FILOSOFIA DE INVESTIMENTO. Retorno esperado de um lançamento 80% 100% + 20% 100% ( ) = 60% ( 1 20% ) 20 =1,15%

FILOSOFIA DE INVESTIMENTO. Retorno esperado de um lançamento 80% 100% + 20% 100% ( ) = 60% ( 1 20% ) 20 =1,15% Através da CARTA TRIMESTRAL ATMOS esperamos ter uma comunicação simples e transparente com o objetivo de explicar, ao longo do tempo, como tomamos decisões de investimento. Nesta primeira carta vamos abordar

Leia mais

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda 08/03/2010 M.DIAS BRANCO S.A IND. COM. ALIMENTOS A Companhia COMPRA Código em Bolsa MDIA3 Setor Alimentos Cotação em 08/03/10 R$ 45,20 Preço Alvo R$ 56,83 Potencial de Valorização 25,72% Valor de Mercado

Leia mais

Apresentação Investidores

Apresentação Investidores Apresentação Investidores Setembro de 2010 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve

Leia mais

DESTAQUES DO PERÍODO (2T11)

DESTAQUES DO PERÍODO (2T11) QUALICORP REGISTRA CRESCIMENTO DO TRIMESTRE NO NÚMERO DE BENEFICIÁRIOS DE 18,5%, RECEITA LÍQUIDA DE 43,9%, EBITDA AJUSTADO DE 36,6% EM RELAÇÃO AO 2T10 1 São Paulo, 12 de agosto de 2011. A QUALICORP S.A.

Leia mais

5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA

5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA 5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA Os sinais de redução de riscos inflacionários já haviam sido descritos na última Carta de Conjuntura, o que fez com que o Comitê de Política Monetária (Copom) decidisse

Leia mais

LUCRO DO SUBMARINO SOBE 316% NO TERCEIRO TRIMESTRE 2005

LUCRO DO SUBMARINO SOBE 316% NO TERCEIRO TRIMESTRE 2005 LUCRO DO SUBMARINO SOBE 316% NO TERCEIRO TRIMESTRE 2005 São Paulo, 07 de Novembro de 2005 - O Submarino S.A. (Bovespa: SUBA3), empresa líder dentre aquelas que operam exclusivamente no varejo eletrônico

Leia mais

www.estacioparticipacoes.com/ri Global Services Conference Phoenix-AZ, 27 de fevereiro de 2008

www.estacioparticipacoes.com/ri Global Services Conference Phoenix-AZ, 27 de fevereiro de 2008 www.estacioparticipacoes.com/ri Global Services Conference Phoenix-AZ, 27 de fevereiro de 2008 0 1. Visão Geral Setor de Ensino Superior no Brasil Visão Geral Estratégia Empresarial Destaques Financeiros

Leia mais

Carteira Top Pick Dezembro 01.12.13

Carteira Top Pick Dezembro 01.12.13 CARTEIRA COMENTÁRIO Carteira Top Pick Dezembro 01.12.13 A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções

Leia mais

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda 02/06/2010 YARA BRASIL FERTILIZANTES S.A. A Companhia A Yara International ASA é uma empresa global especializada em produtos agrícolas e agentes de proteção ambiental. A empresa, sediada em Oslo, tem

Leia mais

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda 03/05/2010 TIVIT S.A. A Companhia COMPRA Código em Bolsa TVIT3 Setor Tecnologia da informação Cotação em 30/04/10 R$ 17,68 Preço Alvo R$ 21,65 Potencial de Valorização 22,45% Valor de Mercado (em mil)

Leia mais

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos.

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos. São Paulo, 14 de maio de 2012 - A Unidas S.A. anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2012 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto quando indicado o contrário.

Leia mais

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Apresentação da Teleconferência 06 de agosto de 2015 Para informações adicionais, favor ler cuidadosamente o aviso ao final desta apresentação. Divulgação

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Julho. Carteira Sugerida de Junho

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Julho. Carteira Sugerida de Junho A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

ENCONTRO ANUAL DO PAEX

ENCONTRO ANUAL DO PAEX ENCONTRO ANUAL DO PAEX Sustentabilidade Financeira para a Competitividade Prof. Haroldo Mota 2007 O CONFORTO DE CURTO PRAZO Empresa Acomodada Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 EBITDA 940 890 820 800 ( ) Var. NCG

Leia mais

Teleconferência de Resultados do 3T09

Teleconferência de Resultados do 3T09 Teleconferência de Resultados do 3T09 2 Destaques do trimestre O forte resultado do 3T09 demonstrou nossa confortável posição competitiva na indústria de proteínas e confirmou os resultados esperados de

Leia mais

INFORMAÇÕES CONSOLIDADAS 1T14

INFORMAÇÕES CONSOLIDADAS 1T14 Caxias do Sul, 12 de maio de 2014 - A Marcopolo S.A. (BM&FBOVESPA: POMO3; POMO4), divulga os resultados do primeiro trimestre de 2014 (1T14). As demonstrações financeiras são apresentadas de acordo com

Leia mais

FINANÇAS E MERCADOS FINANCEIROS A Consolidação do Mercado de Capitais Brasileiro João Basilio Pereima Neto *

FINANÇAS E MERCADOS FINANCEIROS A Consolidação do Mercado de Capitais Brasileiro João Basilio Pereima Neto * FINANÇAS E MERCADOS FINANCEIROS A Consolidação do Mercado de Capitais Brasileiro João Basilio Pereima Neto * O mercado de capitais brasileiro vai fechar o ano de 2007 consolidando a tendência estrutural

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 São Paulo, 22 de março de 2012 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis

Leia mais

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ).

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 25 de Outubro de 2005. Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). (Os

Leia mais

Sul em ações 26 de novembro de 2008

Sul em ações 26 de novembro de 2008 Sul em ações 26 de novembro de 2008 A Bematech é bi-campeã do prêmio do IBGC de melhor governança Corporativa dentre as empresas listadas na Bovespa. Expansão do Varejo e Necessidade de Investimento em

Leia mais

Divulgação de Resultados 2T08

Divulgação de Resultados 2T08 Divulgação de Resultados 2T08 Rio de Janeiro, 14 de agosto de 2008 A Sul América S.A. (Bovespa: SULA11) anuncia hoje os resultados do segundo trimestre de 2008 (2T08). As informações operacionais e financeiras

Leia mais

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda. Suas unidades de negócio estão divididas em:

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda. Suas unidades de negócio estão divididas em: 23/04/2010 FERTILIZANTES FOSFATADOS S.A. - FOSFERTIL A Companhia COMPRA Código em Bolsa FFTL4 Setor FERTILIZANTES Cotação em 08/04/10 R$ 17,27 Preço Alvo R$ 28,43 Potencial de Valorização 64,61% Valor

Leia mais

Lucro líquido atinge R$6,4 milhões no 1T15, crescimento de 28,6%

Lucro líquido atinge R$6,4 milhões no 1T15, crescimento de 28,6% Resultados 1T15 Lucro líquido atinge R$6,4 milhões no 1T15, crescimento de 28,6% Belo Horizonte, 6 de maio de 2015 - A Companhia de Locação das Américas (Locamerica) (BM&FBOVESPA: LCAM3) divulga seus resultados

Leia mais

Cimento. Concessões de Energia. Concessões de Transportes. Engenharia e Construção. Vestuário e Calçados. Cimento

Cimento. Concessões de Energia. Concessões de Transportes. Engenharia e Construção. Vestuário e Calçados. Cimento 37 Relatório Anual 2011 - Camargo Corrêa S.A. Áreas de Negócios Alisson Silva, Fábrica da InterCement em Ijaci (MG) 38 Relatório Anual 2011 - Camargo Corrêa S.A. Áreas de Negócios Os negócios de cimento

Leia mais

Teleconferência. Resultados do 2 o Trimestre de 2007

Teleconferência. Resultados do 2 o Trimestre de 2007 Teleconferência Resultados do 2 o Trimestre de 2007 Aviso Legal Este documento contém declarações futuras, que podem ser identificadas por palavras como espera, pretende, planeja, acredita, procura, estima

Leia mais

Fevereiro de 2013. Aquisição da Wise Up

Fevereiro de 2013. Aquisição da Wise Up Fevereiro de 2013 Aquisição da Wise Up Agenda SEÇÃO 1 Sumário da Transação SEÇÃO 2 Visão Geral da Wise Up 2 Seção 1: Sumário da Transação Sumário da Transação A Transação Aquisição de 100% do Grupo Ometz

Leia mais

Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões

Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões 2T07 Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões Rio de Janeiro, de 2007 A Estácio Participações (BOVESPA: ESTC11), maior organização

Leia mais

Apresentação dos Resultados 2T06

Apresentação dos Resultados 2T06 Apresentação dos Resultados 2T06 Aviso Legal Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas

Leia mais

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014.

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014. Resultados 3T14_ Novembro de 2014. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

APIMEC-MG Belo Horizonte 26 de agosto de 2009

APIMEC-MG Belo Horizonte 26 de agosto de 2009 APIMEC-MG Belo Horizonte 26 de agosto de 2009 1 1 Ressalvas As informações e declarações sobre eventos futuros estão sujeitas a riscos e incertezas, as quais têm como base estimativas e suposições da Administração

Leia mais