Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download ""

Transcrição

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11 ! " # $ % & "#% '

12 ' '

13

14

15

16

17

18

19

20

21 ( $

22

23

24 )! # *+ # ", -!

25 ....

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36

37 /0

38 78 9 9: 78 9 ; : 78 9 ;

39

40

41

42

43 <

44

45

46

47

48

49

50

51

52

53 ab 4 ( c ## ' d$' 7 (28' ( # ( 0 ( # G ef # ' 0 # eghe % (& i # 4( % ' 28' #' $' (' ' %

54

55

56 p ' ##28' (D 1 p a'$ 4( # Eq p 6 0 r# # ( # E r' EG! ' ( ( r (

57

58

59

60

61

62 # ' 23 ( ' # ( # $ ' ( ' 6 # ( s 6s6 5 ' 0' '

63 JK L L M L JK L JK NNO PQRS NTT POTR URV PWNQ

64

65

66 X

67 <

68

69

70

71

Percentual de Reajuste: 12,98% Período de aplicação: 05/2014 a 04/2015

Percentual de Reajuste: 12,98% Período de aplicação: 05/2014 a 04/2015 A001 AMBULATORIAL+HOSPITALAR COM OBSTETRICIA - APARTAMENTO 705.115/99-8 NOVEMBRO/2014 A001 AMBULATORIAL+HOSPITALAR COM OBSTETRICIA - ENFERMARIA 705.114/99-0 NOVEMBRO/2014 A012 AMBULATORIAL+HOSPITALAR COM

Leia mais

FICHA DE INSCRIÇÃO POTRO FUTURO - 2015

FICHA DE INSCRIÇÃO POTRO FUTURO - 2015 FICHA DE INSCRIÇÃO POTRO FUTURO - 2015 POTRO FUTURO ABERTA Fone: (... )... E-mail... FICHA DE INSCRIÇÃO POTRO FUTURO - 2015 POTRO FUTURO AMADOR CAMPEONATO NACIONAL ABERTA JUNIOR Fone: (... )... E-mail...

Leia mais

%./ Z.W;E[\]^C_` B H H

%./ Z.W;E[\]^C_` B H H 1 3 1 7 1 7 1 7 1 7 1 7 1 7 1 7 1 7 1 7 1 7! 1 7! 1 7" 1 7 1 7 1 7! 1 7 1 7 1 7 1 7 1 7 1 7 1 7!"# $%&' 1 7 1 7' 1 7 1 7 1 7 1 7( 1 7) 1 7!!" 1 7 1 7 1 7 1 7 *+,-./# $%&' 1 7 1 701' 1 7 1 7 1 7"#) 1 7!!!!

Leia mais

D2 Reconhecer aplicações das relações métricas do triângulo retângulo em um problema que envolva figuras planas ou espaciais.

D2 Reconhecer aplicações das relações métricas do triângulo retângulo em um problema que envolva figuras planas ou espaciais. Duas pessoas, partindo de um mesmo local, caminham em direções ortogonais. Uma pessoa caminhou 12 metros para o sul, a outra, 5 metros para o leste. Qual a distância que separa essas duas pessoas? (A)

Leia mais

!"#$# ! "# $ %&'# ($)( *+$$!),! -)(% )(#%%$%./)$0#-$$% &'( & &&/( ) *+',-%./0.(- 1',-% *1/%1% $# $-)(/$% * 111++(#$%)#-$%$&*!"+ %$

!#$# ! # $ %&'# ($)( *+$$!),! -)(% )(#%%$%./)$0#-$$% &'( & &&/( ) *+',-%./0.(- 1',-% *1/%1% $# $-)(/$% * 111++(#$%)#-$%$&*!+ %$ Santo111!"#$#! "# $ %&'# ($)( *+$$!),! -)(% )(#%%$%./)$0#-$$% &'( & &&/( ) *+',-%./0.(- 1',-% *1/%1% $# $-)(/$% * 111++(#$%)#-$%$&*!"+ %$ 12(%(!#($-/0$#"#$* 3$#*! ($)$-$* $230(4%- $)( $%!) 4%%($1*! $%)%(

Leia mais

!"#$ %&' ()*+, +,*-./( * ( (

!#$ %&' ()*+, +,*-./( * ( ( 1 3 1 7 1 7 1 7 /456 1 7 1 7 1 7 & & 1 7 1 7 1 7 1 7 1 7 1 7 1 7! 1 7" 1 7 1 7# 1 7 1 7 1 7$ 1 7 1 7%& 1 7 1 7 1 7 1 7 1 7 1 7 1 7 1 7 @ 1 7 1 7 1 7 1 7 1 7 1 7 1 7!"#$ 1 7 1 7 1 7%&' 1 7!" 78.+/ 0 9:

Leia mais

!"#!$% %" & ' ( )*+,)-. / 0123144 56789 :;667

Leia mais

Versão 1. Identifica claramente, na folha de respostas, a versão do teste (1 ou 2) a que respondes.

Versão 1. Identifica claramente, na folha de respostas, a versão do teste (1 ou 2) a que respondes. Teste Intermédio de Matemática Versão 1 Teste Intermédio Matemática Versão 1 Duração do Teste: 90 minutos 11.05.2011 8.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro Identifica claramente,

Leia mais

Módulo Quadriláteros. Relação de Euler para Quadrilátero. 9 ano E.F. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda

Módulo Quadriláteros. Relação de Euler para Quadrilátero. 9 ano E.F. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda Módulo Quadriláteros Relação de Euler para Quadrilátero 9 ano E.F. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda Quadriláteros Relação de Euler para Quadriláteros Exercícios de Fixação Exercício 6. No triângulo

Leia mais

Soluções do Capítulo 8 (Volume 2)

Soluções do Capítulo 8 (Volume 2) Soluções do Capítulo 8 (Volume 2) 1. Não. Basta considerar duas retas concorrentes s e t em um plano perpendicular a uma reta r. As retas s e t são ambas ortogonais a r, mas não são paralelas entre si.

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 9º ano 2º bim. Prof. Figo, Cebola, Sandra e Natália

LISTA DE EXERCÍCIOS 9º ano 2º bim. Prof. Figo, Cebola, Sandra e Natália 1. A idade de Paulo, em anos, é um número inteiro par que satisfaz a desigualdade x - x + 5 < 0. O número que representa a idade de Paulo pertence ao conjunto a) {1, 1, 14}. b) {15, 16, 17}. c) {18, 19,

Leia mais

Física C Extensivo V. 5

Física C Extensivo V. 5 GABAITO Física C Extensivo V. 5 Exercícios 0) a) = 4 + = 6 Ω 06) = Ω b) V = 48 = 6 i = A c) = = 4. = V V = V =. = 6 V d) P = P = 4. = 6 w P = P =. = 08 w e) P total = P + P = 44 w f) gerador ideal P fornecida

Leia mais

Profa. Dra. C ristina Pereira G aglianone

Profa. Dra. C ristina Pereira G aglianone Profa. Dra. C ristina Pereira G aglianone C en t r o C o l a b o r a d o r em A l i m en t aç ão e N u t r i ç ão E sc o l ar U n i v e r si d ad e F ed er al d e S ão P au l o P r o je t o d e L e i 6

Leia mais

Período: 2º Turma: A Turno: Noturno Curso: DESIGN DE INTERIORES- Semestre: 2015.2

Período: 2º Turma: A Turno: Noturno Curso: DESIGN DE INTERIORES- Semestre: 2015.2 Período: 2º Turma: A Turno: Noturno Curso: DESIGN DE INTERIORES- Semestre: 20:40 20:50 09:10 09:20 EG114 EG114 EG102 EG102 2º PERÍODO : 1 turma teórica (60) e 3 turmas práticas 2 2 4 TDI201 72 2 2 4 TDI202

Leia mais

Alencar Instalações. Resolvo seu problema elétrico

Alencar Instalações. Resolvo seu problema elétrico Alencar Instalações Resolvo seu problema elétrico T r a b a lh a m o s c o m : Manutenção elétrica predial, residencial, comercial e em condomínios Redes lógicas Venda de material elétrico em geral. Aterramentos

Leia mais

PROJETOHORTAEMCASA. Manualdo. Apoio. Realização CDHU PREFEITUR A DE SÃO PAULO VERDE E MEIO AMBIENTE. Instituto GEA

PROJETOHORTAEMCASA. Manualdo. Apoio. Realização CDHU PREFEITUR A DE SÃO PAULO VERDE E MEIO AMBIENTE. Instituto GEA M RJETHRTAEMCAA CM LANTAR E CLHER ALIMENT EM CAA 201 A Rzçã Ch Dvv Hb Ub CDHU I GEA é b REFEITUR A DE Ã AUL VERDE E MEI AMBIENTE FhTé Ebçã Tx Agô Jé Lz Ch T Nh Rh Rvã A M Dg Lz Egá j Nh Rh Rq L R Rf Tv

Leia mais

1. Determine x no caso a seguir: 2. No triângulo ABC a seguir, calcule o perímetro.

1. Determine x no caso a seguir: 2. No triângulo ABC a seguir, calcule o perímetro. 1. Determine x no caso a seguir: 2. No triângulo ABC a seguir, calcule o perímetro. 3. (Ufrrj) Milena, diante da configuração representada abaixo, pede ajuda aos vestibulandos para calcular o comprimento

Leia mais

Elementos da Produção

Elementos da Produção Matéria Prima Consumida() = Mão de Obra Diretia (MOD) = Custos Indiretos de Fabricação (CIF) = E.I. E.I. E.I. Compras de M.P. (=) R.L. E.F. E.F. E.F. (-) (=) L.B. Matéria-prima consumida Custo dos Produtos

Leia mais

Técnico Desporto: Jorge Vicente

Técnico Desporto: Jorge Vicente Técnico Desporto: Jorge Vicente Évora, 2010 !!" # $ %!! "#$%&''$(&#&)*$+$*,$#+-$ &$''() * $$!+,- $#.+/0$&#+1(&2+'& 3#&)*$(&4$5&*'./ '0*!$ $ 11 2 '6#+67,)+'')%$8&(+,9,)%+' $.8&6)/0$&&'&*5$15).&*6$')'6&.:6)%$(+&#;$#.+*%&

Leia mais

"* + "* + ")"* + ")"* +

* + * + )* + )* + * + * + %& '( %& '( )* + )* + ),-./ 0 ( ( ),1.2./ 0 ( ( 0(0*33** 0(7 4 % & % &' % ( ) * & )+ ', + ---. % / -. + +) /0.- 1 2. 0. 3 + (4 % 7 +4 -' & 1 1' *88** 1&0 % ' % 1 9 1 1 1 % (4 (4 +272 4 1 & 9+

Leia mais

5 Circuitos Equivalentes

5 Circuitos Equivalentes 5 Circuitos Equivalentes 5.1 Circuitos Equivalentes Nos capítulos anteriores já se apresentaram diversos exemplos de circuitos equivalentes, por exemplo, resistências em série e em paralelo ou a chamada

Leia mais

Prova de Aferição de Matemática 8.º Ano de Escolaridade

Prova de Aferição de Matemática 8.º Ano de Escolaridade Prova de Aferição de Matemática 8.º Ano de Escolaridade Prova 86 Decreto-Lei n.º 17/2016, de 4 de abril 7 Páginas Duração da Prova: 90 minutos. Parte A: 35 minutos (com calculadora) Parte B: 55 minutos

Leia mais

Semelhança de Figuras na Resolução de Problemas

Semelhança de Figuras na Resolução de Problemas Escola Secundária Dr. Augusto César da Silva Ferreira Rio Maior Ano Lectivo 2008/2009 Ficha de Trabalho n.º 9 Nome: N.º Data / / Semelhança de Figuras na Resolução de Problemas Resolver Problemas com Figuras

Leia mais

Manual da Identidade Visual

Manual da Identidade Visual Manual da Identidade Visual O manual de Identidade Visual é uma ferramenta da empresa que indica todos os usos de sua logomarca. O não-cumprimento das regras estabelecidas neste pode acarretar em distorções

Leia mais

Conselho Pedagógico. Análise do funcionamento do ano lectivo 2005/06. Reunião de 28 Novembro 2006. ESTiG

Conselho Pedagógico. Análise do funcionamento do ano lectivo 2005/06. Reunião de 28 Novembro 2006. ESTiG Conselho Pedagógico Análise do funcionamento do ano lectivo 2005/06 Reunião de 28 Novembro 2006 1 Evolução do Sucesso Escolar Contabilidade e Administração 90.00% 80.00% 70.00% 60.00% 50.00% 40.00% 30.00%

Leia mais

XXV OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA TERCEIRA FASE NÍVEL 1 (5 ª ou 6 ª Séries)

XXV OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA TERCEIRA FASE NÍVEL 1 (5 ª ou 6 ª Séries) TERCEIRA FASE NÍVEL 1 (5 ª ou 6 ª Séries) Quantos inteiros positivos menores que 1000 têm a soma de seus algarismos igual a 7? PROBLEMA : Considere as seqüências de inteiros positivos tais que cada termo

Leia mais

As assíntotas são retas que passam no centro da hipérbole e tem coeficiente angular m = b / a e m = b / a, logo temos:

As assíntotas são retas que passam no centro da hipérbole e tem coeficiente angular m = b / a e m = b / a, logo temos: Exercício 01. Dada à hipérbole de equação 5x 2 4y 2 20x 8y 4 = 0 determine os focos e as equações das assintotas. Escrevendo a hipérbole da maneira convencional teríamos 5[x 2 4x + 4 4] 4[y 2 + 2y + 1]

Leia mais

a) Circuito RL série b) Circuito RC série c) Circuito RLC série

a) Circuito RL série b) Circuito RC série c) Circuito RLC série Teoria dos Circuitos 1. Determine a evolução temporal das tensões e corrente em cada um dos elementos dos circuitos especificados, quando aplica uma fonte de tensão constante. Considere 5, 10 mh e C 10

Leia mais

36ª Olimpíada Brasileira de Matemática GABARITO Segunda Fase

36ª Olimpíada Brasileira de Matemática GABARITO Segunda Fase 36ª Olimpíada Brasileira de Matemática GABARITO Segunda Fase Soluções Nível 1 Segunda Fase Parte A CRITÉRIO DE CORREÇÃO: PARTE A Na parte A serão atribuídos 5 pontos para cada resposta correta e a pontuação

Leia mais

Controle do Professor

Controle do Professor Controle do Professor Compensou as faltas CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO DISCIPLINA: GEOMETRIA ANALÍTICA VETORIAL E INTRODUÇÃO À ÁLGEBRA LINEAR SÉRIE: 2º ANO TRABALHO DE COMPENSAÇÃO DE FALTAS DOS ALUNOS

Leia mais

( ) =. GABARITO: LETRA A + ( ) =

( ) =. GABARITO: LETRA A + ( ) = ) Há 0 anos, em º de julho de 994, entrava em vigor o real, moeda que pôs fim à hiperinflação que assolava a população brasileira. Nesse novo sistema monetário, cada real valia uma URV (Unidade Real de

Leia mais

Nome Disciplina Módulos Data Hora Sala Vigilante Rafael Gaspar Daniela Cabral Tiago Castro Diogo Paulino. 2-Q2 13/01/2014 16h25min

Nome Disciplina Módulos Data Hora Sala Vigilante Rafael Gaspar Daniela Cabral Tiago Castro Diogo Paulino. 2-Q2 13/01/2014 16h25min Rafael Gaspar Daniela Cabral Diogo Paulino Matemática João Quinteiro 7 3/0/04 6hmin Bruno Sá Paulo Santos Isabel Esteves Mónica Lindo V Física e Química -Q 3/0/04 6hmin João Rodrigues Inglês 3/0/04 6hmin

Leia mais

Física C Extensivo V. 8

Física C Extensivo V. 8 Extensivo V 8 Exercícios 0) E I Verdadeira C ε o A d II Falsa A capacitância se reduz à metade III Falsa Não depende da carga 0) B P Q Como o tempo de transferência é pequeno, a t potência é máxima 0)

Leia mais

FUVEST VESTIBULAR 2005 FASE II RESOLUÇÃO: PROFA. MARIA ANTÔNIA GOUVEIA.

FUVEST VESTIBULAR 2005 FASE II RESOLUÇÃO: PROFA. MARIA ANTÔNIA GOUVEIA. FUVEST VESTIBULAR 00 FASE II PROFA. MARIA ANTÔNIA GOUVEIA. Q 0. Para a fabricação de bicicletas, uma empresa comprou unidades do produto A, pagando R$9, 00, e unidades do produto B, pagando R$8,00. Sabendo-se

Leia mais

Estudo de alternativas para a remoção dos metais pesados em águas no semiárido

Estudo de alternativas para a remoção dos metais pesados em águas no semiárido XVI Semana de Iniciação Científica e II Semana de Extensão de 21 a 26 de outubro de 2013 ISSN: 1983-8174 Universidade Regional do Cariri - URCA - Crato, Ceará Estudo de alternativas para a remoção dos

Leia mais

Olimpíada Pernambucana de Matemática Nível 2 (8 o e 9 o anos)

Olimpíada Pernambucana de Matemática Nível 2 (8 o e 9 o anos) Olimpíada Pernambucana de Matemática - 205 Nível 2 (8 o e 9 o anos). Quantos números com dois algarismos distintos são compostos? Resolução. Para fazer essa contagem utilizaremos o príncipio da inclusão-exclusão.

Leia mais

Semelhança e Congruência de Triângulos

Semelhança e Congruência de Triângulos Resumo: Palavras-chave: Introdução Congruência e Semelhança de Triângulos Através de Modelos Um modelo concreto é proposto para ser utilizado pelo aluno em sala de aula, de maneira a compreender os conceitos

Leia mais

Capacitância. 4.1 Capacitores e Capacitância. 4.1.1 Capacitor de Placas Paralelas

Capacitância. 4.1 Capacitores e Capacitância. 4.1.1 Capacitor de Placas Paralelas Capítulo 4 Capacitância 4.1 Capacitores e Capacitância O capacitor é um aparelho eletrônico usado para armazenar energia elétrica. Consiste de dois condutores com um isolante entre eles. Os condutores

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS ESTUDO DA RETA

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS ESTUDO DA RETA 1 EXERCÍCIOS RESOLVIDOS ESTUDO DA RETA 1. SEJA O CUBO DADO NA FIGURA ABAIXO CUJOS VÉRTICES AB PERTENCEM À LT. PERGUNTA-SE: A) QUE TIPO DE RETAS PASSA PELAS ARESTAS EF, EC, EG. B) QUE TIPO DE RETAS PASSA

Leia mais

22.5.1. Data de Equivalência no Futuro... 22.5.2. Data de Equivalência no Passado... 2. 22.5. Equivalência de Capitais Desconto Comercial...

22.5.1. Data de Equivalência no Futuro... 22.5.2. Data de Equivalência no Passado... 2. 22.5. Equivalência de Capitais Desconto Comercial... Aula 22 Juros Simples. Montante e juros. Descontos Simples. Equivalência Simples de Capital. Taxa real e taxa efetiva. Taxas equivalentes. Capitais equivalentes. Descontos: Desconto racional simples e

Leia mais

Disciplina: Topografia Disciplina: Topografia Assunto: Correções de Rumos e Azimutes Prof. Ederaldo Azevedo Aula 8 e-mail: ederaldoazevedo@yahoo.com.br Disciplina: Topografia Quando obtemos os rumos ou

Leia mais

AULA 2 DO PLANO DE TRABALHO

AULA 2 DO PLANO DE TRABALHO AULA 2 DO PLANO DE TRABALHO Nº 9 Rosa Canelas EQUAÇÃO REDUZIDA DE UMA RETA Voltemos a uma das retas da aula anterior x,y 1,4 k 3,1,k IR (equação vetorial) 3,1 são as coordenadas de um vetor diretor desta

Leia mais

1. (Unesp 2003) Cinco cidades, A, B, C, D e E, são interligadas por rodovias, conforme mostra

1. (Unesp 2003) Cinco cidades, A, B, C, D e E, são interligadas por rodovias, conforme mostra GEOMETRIA PLANA: SEMELHANÇA DE TRIÂNGULOS 2 1. (Unesp 2003) Cinco cidades, A, B, C, D e E, são interligadas por rodovias, conforme mostra a figura. A rodovia AC tem 40km, a rodovia AB tem 50km, os ângulos

Leia mais

TRT-00290-2014-079-03-00-7 RO

TRT-00290-2014-079-03-00-7 RO Primeira Turma Publicacao: 14/11/2014 Ass. Digital em 11/11/2014 por CLEBER LUCIO DE ALMEIDA Relator: CLA Revisor: LOLR PODER JUDICIÁRIO R e c o r r e n t e : A L I S S O N C A R V A L H O B O R G E S

Leia mais

MÓDULO 13. Fatoração. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias MATEMÁTICA. *, é: 4. Um possível valor de a +

MÓDULO 13. Fatoração. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias MATEMÁTICA. *, é: 4. Um possível valor de a + ITA_Modulos 3a6 prof 03/03/0 4:9 Página I Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias MATEMÁTICA MÓDULO 3 Fatoração. Prove que se a e b são dois números reais então a + b ab a, b (a b) (a b) 0

Leia mais

MÓDULO 25. Geometria Plana I. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias MATEMÁTICA

MÓDULO 25. Geometria Plana I. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias MATEMÁTICA Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias MATEMÁTICA MÓDULO 5 Geometria Plana I. Mostre que o ângulo inscrito em uma circunferência é a metade do ângulo central correspondente. 1. (MAM-Mathematical

Leia mais

TRIÂNGULO RETÂNGULO. Os triângulos AHB e AHC são semelhantes, então podemos estabelecer algumas relações métricas importantes:

TRIÂNGULO RETÂNGULO. Os triângulos AHB e AHC são semelhantes, então podemos estabelecer algumas relações métricas importantes: TRIÂNGULO RETÂNGULO Num triângulo retângulo, os lados perpendiculares, aqueles que formam um ângulo de 90º, são denominados catetos e o lado oposto ao ângulo de 90º recebe o nome de hipotenusa. O teorema

Leia mais

Teste 2 Colégio Módulo 3 o Ano do Ensino Médio Prof.: Wladimir

Teste 2 Colégio Módulo 3 o Ano do Ensino Médio Prof.: Wladimir Teste 2 Colégio Módulo 3 o Ano do Ensino Médio Prof.: Wladimir Questão 01 Três blocos A, B, e C, de massa,, estão numa superfície lisa e horizontal, desprovida de atritos. Aplica-se no bloco A uma força

Leia mais

A LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS NA CIDADE DE CRATO-CE: O USO EM CONTEXTOS RELIGIOSOS

A LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS NA CIDADE DE CRATO-CE: O USO EM CONTEXTOS RELIGIOSOS XVI Semana de Iniciação Científica e II Semana de Extensão de 21 a 26 de outubro de 213 ISSN: 1983-8174 Universidade Regional do Cariri - URCA - Crato, Ceará A LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS NA CIDADE DE

Leia mais

(A) a 2 + b 2 c 2 = 0 (B) a 2 b 2 c 2 = 0 (C) a 2 + b 2 + c 2 = 0 (D) a 2 b 2 + c 2 = 0 (E) a 2 = b 2 = c 2 (A) 25. (B) 50. (C) 100. (D) 250. (E) 500.

(A) a 2 + b 2 c 2 = 0 (B) a 2 b 2 c 2 = 0 (C) a 2 + b 2 + c 2 = 0 (D) a 2 b 2 + c 2 = 0 (E) a 2 = b 2 = c 2 (A) 25. (B) 50. (C) 100. (D) 250. (E) 500. (UFRGS/), semanas corresponde a (A) dias e ora dias, oras e 4 minutos (C) dias, oras e 4 minutos (D) dias e oras (E) dias MATEMÁTICA (A) a + b c = a b c = (C) a + b + c = (D) a b + c = (E) a = b = c 5

Leia mais

Dupla Projeção Ortogonal / Método de Monge

Dupla Projeção Ortogonal / Método de Monge Provas Especialmente Adequadas Destinadas a Avaliar a Capacidade Para a Frequência do Ensino Superior dos Maiores de 23 Anos 2015 Prova de Desenho e Geometria Descritiva - Módulo de Geometria Descritiva

Leia mais

Questão 02. Resolução: Dados: massa do elétron: m Carga: - e Velocidade: v. a) τ = 0, pois a força magnética ( FM

Questão 02. Resolução: Dados: massa do elétron: m Carga: - e Velocidade: v. a) τ = 0, pois a força magnética ( FM 5 IME FÍSICA A matemática é o alfabeto com que Deus escreveu o mundo Galileu Galilei Questão 1 Um canhão de massa M = k em repouso sobre um plano horizontal sem atrito é carreado com um projétil de massa

Leia mais

3.6 TRIÂNGULOS. Definição: Dados três pontos A, B e C, no plano e não-colineares, a figura formada pelos segmentos AB, BC e AC chamamos de triângulo.

3.6 TRIÂNGULOS. Definição: Dados três pontos A, B e C, no plano e não-colineares, a figura formada pelos segmentos AB, BC e AC chamamos de triângulo. 21 3.6 TRIÂNGULOS Definição: Dados três pontos A, B e C, no plano e não-colineares, a figura formada pelos segmentos AB, BC e AC chamamos de triângulo. Propriedades P1. Num triângulo qualquer, a soma das

Leia mais

5. (UFJF-MG) Os pontos A(2, 6) e B(3, 7) são

5. (UFJF-MG) Os pontos A(2, 6) e B(3, 7) são p: João Alvaro w: www.matemaniacos.com.br e: joao.baptista@iff.edu.br ( ) 4t 1. Para que valores 5 + 1, 2t 4 pertence ao eixo das ordenadas? A linguagem das funções Sistema de coordenadas Conceito de função

Leia mais

O VidimScan irá ler, examinar, arquivar, digitalizar e imprimir imagem a cores

O VidimScan irá ler, examinar, arquivar, digitalizar e imprimir imagem a cores Leitor universal de cartões de identificação de gel VidimScan, com aprovação IVD Características: O VidimScan é universal: processa todos os cartões de identificação de gel no mercado. O VidimScan fornece

Leia mais

Processos Estocásticos

Processos Estocásticos Processos Estocásticos Primeira Lista de Exercícios de junho de 0 Quantos códigos de quatro letras podem ser construídos usando-se as letras a, b, c, d, e, f se: a nenhuma letra puder ser repetida? b qualquer

Leia mais

GESTÃO DE CUSTOS. Professor Mestre Roberto de O. Sant Anna

GESTÃO DE CUSTOS. Professor Mestre Roberto de O. Sant Anna GESTÃO DE CUSTOS Professor Mestre Roberto de O. Sant Anna AULA 4 Gestão de Custos 2 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Aula 4 Custos dos produtos vendidos Conceito Apuração Decisão sobre Rateios Gestão de Custos 3

Leia mais

DIMENSIONAMENTO. Versão 2014 Data: Março / 2014

DIMENSIONAMENTO. Versão 2014 Data: Março / 2014 5 DIMENSIONAMENTO Versão 2014 Data: Março / 2014 5.1. Parâmetros para o dimensionamento... 5.3 5.1.1. Escolha de parâmetros... 5.3 5.1.2. Tipologia construtiva da instalação predial... 5.3 5.1.3. Pressão

Leia mais

Lembremos que um paralelogramo é um quadrilátero (figura geométrica com quatro lados) cujos lados opostos são paralelos.

Lembremos que um paralelogramo é um quadrilátero (figura geométrica com quatro lados) cujos lados opostos são paralelos. Capítulo 5 Vetores no plano 1. Paralelogramos Lembremos que um paralelogramo é um quadrilátero (figura geométrica com quatro lados) cujos lados opostos são paralelos. Usando congruência de triângulos,

Leia mais

Laboratório de Conversão Eletromecânica de Energia B

Laboratório de Conversão Eletromecânica de Energia B Laboratório de Conversão Eletromecânica de Energia B Prof a. Katia C. de Almeida 1 Obtenção Experimental dos Parâmetros do Circuito Equivalente do Motor de Indução Monofásico 1.1 Introdução 1.1.1 Motores

Leia mais

Nuno Figueiredo; Henrique Trindade; José Pereira; João Coutinho; Piebiep Goufo; Ângela Prazeres; Paula Marques; Amarilis de Varennes; Corina Carranca

Nuno Figueiredo; Henrique Trindade; José Pereira; João Coutinho; Piebiep Goufo; Ângela Prazeres; Paula Marques; Amarilis de Varennes; Corina Carranca Nuno Figueiredo; Henrique Trindade; José Pereira; João Coutinho; Piebiep Goufo; Ângela Prazeres; Paula Marques; Amarilis de Varennes; Corina Carranca Oeiras, 3 de Maio de 13 Ciclo N em solos alagados NH

Leia mais

1 Sistemas de Controle e Princípio do Máximo

1 Sistemas de Controle e Princípio do Máximo Sistemas de Controle & Controle Ótimo & Princípio do Máximo Lúcio Fassarella (215) 1 Sistemas de Controle e Princípio do Máximo Essencialmente, sistemas de controle são sistemas dinâmicos cuja evolução

Leia mais

Índice. catálogo 2013 (11) 2796-6161. www.comlvalflex.com.br. valflex@comlvalflex.com.br

Índice. catálogo 2013 (11) 2796-6161. www.comlvalflex.com.br. valflex@comlvalflex.com.br Índice rupo g. rupo g. Ç Í Ó ÇÃ Á / / ÇÃ Á Ã Ó Ó Á É Í / Ó Á Ê Ó É Ç 04 04 04 05 05 05 05 05 07 07 07 07 07 07 07 08 08 08 08 08 08 08 08 08 09 09 09 09 09 10 10 10 10 10 10 10 11 11 11 11 11 12 12 12

Leia mais

#$% &$%' * #+,!&--- #'. # )# / 0() 1 ( " 02&34453446'..! # # ( 7 8 0 0 1 19,6:: $ 0.

#$% &$%' * #+,!&--- #'. # )# / 0() 1 (  02&34453446'..! # # ( 7 8 0 0 1 19,6:: $ 0. Núcleo de Comunicação e Educação!$%!" #!"# #$% &$%' () * #+,!&--- #' # )# / 0() 1 ( " 02&34453446'! # # ( 7 8 0 0 1 19,6:: $ 0 http://wwwuspbr/nce/aeducomunicacao/saibamais/textos/ página 1 de 17 Núcleo

Leia mais

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA Subsecretaria da Receita

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA Subsecretaria da Receita Cód Cidade Brasília : 920796 AEROPORTO/BASE AEREA DE BRASILIA Vlr Terreno (R$) Vlr M2 Const (R$) LOJAS TODAS 64 AREAS MILITARES 29.995.123,00 189.733.340,10 817,70 920531 AREA DE EXPANSAO DOS MINISTERIOS

Leia mais

Prefeitura do Município de Carapicuíba Secretaria Municipal de Planejamento Urbano

Prefeitura do Município de Carapicuíba Secretaria Municipal de Planejamento Urbano Prefeitura do Município de Carapicuíba Secretaria Municipal de Planejamento Urbano L e i M u n i c i pa l n. º 2 1 0 7, d e 0 5 d e J u l h o d e 1 9 9 9. Dispõe s o b r e a d i v i s ã o d o ter r i t

Leia mais

1ªCategoria: com 24 meses completos e menos de 30 meses (CABRESTO)

1ªCategoria: com 24 meses completos e menos de 30 meses (CABRESTO) RAÇA CRIOULA CAMPEONATO INCENTIVO (A) Animais até 24 meses MACHOS CAMPEONATO POTRANCO MENOR 1ªCategoria: com 24 meses completos e menos de 30 meses (CABRESTO) 2ªCategoria: com 30 meses completos e menos

Leia mais

Diretor Executivo Márcio Augusto Magalhães. Diretor Departamento de Administração Márcio Wamilton Magalhães. Diretor de Operações Adriano de Magalhães

Diretor Executivo Márcio Augusto Magalhães. Diretor Departamento de Administração Márcio Wamilton Magalhães. Diretor de Operações Adriano de Magalhães Diretor Executivo Márcio Augusto Magalhães Diretor Departamento de Administração Márcio Wamilton Magalhães Diretor de Operações Adriano de Magalhães Manual de Abastecimento de Água pág. 2 !"!#$$ %"&'()*%+,%-%+,%./&01

Leia mais

P3 da 2ª Etapa/2013 Valor: 3,0 pontos. Atividades usando o GEOGEBRA.

P3 da 2ª Etapa/2013 Valor: 3,0 pontos. Atividades usando o GEOGEBRA. ROTEIRO COMPONENTE CURRICULAR: Matemática 2 PROF.(A): Fabiano Maciel DATA: 9º An o EFII ALUNO(A): Nº: TURMA: P3 da 2ª Etapa/2013 Valor: 3,0 pontos Atividades usando o GEOGEBRA. As atividades deverão ser

Leia mais

Tabela de Vinculação de pagamento Manteve o mesmo nome DDM SIAFI-TABELA-VINCULA-PAGAMENTO

Tabela de Vinculação de pagamento Manteve o mesmo nome DDM SIAFI-TABELA-VINCULA-PAGAMENTO Segue abaixo dados das DDMs que mudaram para o PCASP, tanto as que mudaram de nome como as que mantiveram o mesmo nome. Para estas, os campos que serão excluídos (em 2015) estão em vermelho e os campos

Leia mais

Faculdade de Economia Universidade Nova de Lisboa Semestre de Inverno 2010/2011. Cálculo I. Caderno de exercícios 2

Faculdade de Economia Universidade Nova de Lisboa Semestre de Inverno 2010/2011. Cálculo I. Caderno de exercícios 2 Faculdade de Economia Universidade Nova de Lisboa Semestre de Inverno 2010/2011 Cálculo I Caderno de exercícios 2 Paulo Corte-Real Ernesto Freitas Claudia Alves David Antunes Silvia Guerra 1 0 12,+,3,456)

Leia mais

Márcio Dinis do Nascimento de Jesus

Márcio Dinis do Nascimento de Jesus Márcio Dinis do Nascimento de Jesus Trabalho 2 Construções com o Cinderella! Departamento de Matemática Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade de Coimbra 2013 2 Construções com o Cinderella! Trabalho

Leia mais

Perspectiva isométrica de modelos com elementos paralelos e oblíquos

Perspectiva isométrica de modelos com elementos paralelos e oblíquos Perspectiva isométrica de modelos com elementos paralelos e oblíquos Introdução Na aula anterior você aprendeu o traçado da perspectiva isométrica de um modelo simples: o prisma retangular. No entanto,

Leia mais

Manual de Operações. Via Celular

Manual de Operações. Via Celular Manual de Operações Via Celular Tela de acesso Para ver as cotações, clique aqui Digite o número de sua conta Digite o número de sua senha Clique para acessar a conta : 0120-894-707 : 0120-894-808 : 0120-894-909

Leia mais

Óptica Geométrica. Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Dr. Edalmy Oliveira de Almeida

Óptica Geométrica. Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Dr. Edalmy Oliveira de Almeida Universidade do Estado do Rio Grande do Norte Rua Almino Afonso, 478 - Centro Mossoró / RN CEP: 59.610-210 www.uern.br email: reitoria@uern.br ou Fone: (84) 3315-2145 3342-4802 Óptica Geométrica Dr. Edalmy

Leia mais

EDUCAÇÃO, ÉTICA E TECNOLOGIA Im p r e s s õ e s e R e f l e x õ e s Dagmar Aparecida Trautmann E s t a D i s s e r t a ç ã o f o i j u l g a d a a d e

EDUCAÇÃO, ÉTICA E TECNOLOGIA Im p r e s s õ e s e R e f l e x õ e s Dagmar Aparecida Trautmann E s t a D i s s e r t a ç ã o f o i j u l g a d a a d e UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA P RO G RAM A DE P Ó S-G RADUAÇ Ã O EM CIÊ NCIA DA CO M P UTAÇ Ã O D a g m a r A p a r e c i d a T r a u t m a n n EDUCAÇÃO, ÉTICA E TECNOLOGIA Im p r e s s õ e s

Leia mais

PROVA MATEMÁTICA UFRGS CORREÇÃO DO PROFESSOR ALEXANDRE FAÉ. 8 100% 0,3 x% x = 3,75%. GABARITO: C. Classes D e E 2009 30,8% 2014 17% Taxa var.

PROVA MATEMÁTICA UFRGS CORREÇÃO DO PROFESSOR ALEXANDRE FAÉ. 8 100% 0,3 x% x = 3,75%. GABARITO: C. Classes D e E 2009 30,8% 2014 17% Taxa var. PROVA MATEMÁTICA UFRGS CORREÇÃO DO PROFESSOR ALEXANDRE FAÉ 6. ASSUNTO: MATEMÁTICA BÁSICA gotas ml 1 0, 5 5 ml em um minuto ml minutos 5 1 y 4 60 y 700 ml 7, litros 60per 7. ASSUNTO: MATEMÁTICA BÁSICA 60

Leia mais

Critérios de correção

Critérios de correção PROBLEMA 1 XXXIX OLIMPÍADA PAULISTA DE MATEMÁTICA Prova da Primeira Fase (8 de agosto de 2015) Nível (6 o e 7 o anos do Ensino Fundamental) de correção www.opm.mat.br Item a: 1 ponto Encontrar o total

Leia mais

Construções alternativas para problemas insolúveis com régua e compasso

Construções alternativas para problemas insolúveis com régua e compasso II BIENAL DA SBM II ENCONTRO DA RPM OFICINA DE PROBLEMAS - I Construções alternativas para problemas insolúveis com régua e compasso Elvia Mureb Sallum Sérgio Alves (Professores do IME-USP) Quatro grandes

Leia mais

Projeção Perspectiva. Desenho Técnico I Profº Msc. Edgar Nogueira Demarqui

Projeção Perspectiva. Desenho Técnico I Profº Msc. Edgar Nogueira Demarqui Projeção Perspectiva Desenho Técnico I Profº Msc. Edgar Nogueira Demarqui Definição Quando olhamos para um objeto, temos a sensação de profundidade e relevo; O desenho, para transmitir essa mesma idéia,

Leia mais

Professor Alexandre Assis. Lista de exercícios de Geometria

Professor Alexandre Assis. Lista de exercícios de Geometria 1. A figura representa três círculos idênticos no interior do triângulo retângulo isósceles ABC. 3. Observando a figura a seguir, determine (em cm): a) o valor de x. b) a medida do segmento AN, sabendo

Leia mais

)5 ))/*+ 6 7 0)!, -.),) ( 3! 6 7 ),!089( :/.+,;.

)5 ))/*+ 6 7 0)!, -.),) ( 3! 6 7 ),!089( :/.+,;. ! "!"#$"%$%&"' ()*+ ( (,)-.)/)..0)./)..!0/. 11!2.,),. -)). )5 ))/*+ 6 7 0)!, -.),) (! 6 7 ),!089( :/.+,;..# $%&'()%*%)%$%!(+'%$#+,#-%"0))(/(,,;).)( (-.?!0 11!2.657@,),. -)).6 7@ )0)6 )0)@,,., *.,,.,,

Leia mais

A forma dos satélites do Sistema Solar

A forma dos satélites do Sistema Solar A forma dos satélites do Sistema Solar a c tort 18 de Julho de 2014 Resumo O Sistema Solar tem 166 luas ou satélites naturais (por enquanto!). Apenas uma fração desses satélites apresenta uma forma esférica.

Leia mais

1/100 PLANTA DA CAVE PROJECTO DE ARQUITECTURA PROJECTO BASE DE MORADIA UNIFAMILIAR EM BANDA. LOTE 25 - QUINTA DA BOAVISTA Amareleja - Moura 6.00 7.

1/100 PLANTA DA CAVE PROJECTO DE ARQUITECTURA PROJECTO BASE DE MORADIA UNIFAMILIAR EM BANDA. LOTE 25 - QUINTA DA BOAVISTA Amareleja - Moura 6.00 7. C E 6.35 (39.90m) 6.30 6.85.40 7.30 5.00 6.00 6.40 (34.80m) 5.75 8.40 4.80 7.40 (.60m) (3.00m) A GARAGEM (4m).50 GARAGEM (4.0m) B (.70m) (.80m) 5.5 6.0.85 3.80 LOTE 4 ACESSO D 3.50 ACESSO F LOTE 5 3.00

Leia mais

3. Dois topógrafos, ao medirem a largura de um rio, obtiveram as medidas mostradas no desenho abaixo. Determine a largura do rio.

3. Dois topógrafos, ao medirem a largura de um rio, obtiveram as medidas mostradas no desenho abaixo. Determine a largura do rio. Lista de Exercícios - 02 Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno (a): Nº. Professor: Flávio Série: Disciplina: Matemática Data da entrega: 25/03/2014 Observação: A lista deverá apresentar capa e enunciados.

Leia mais

Módulo de Elementos básicos de geometria plana. Condição de alinhamentos de três pontos e a desigualdade triangular. Oitavo Ano

Módulo de Elementos básicos de geometria plana. Condição de alinhamentos de três pontos e a desigualdade triangular. Oitavo Ano Módulo de Elementos básicos de geometria plana Condição de alinhamentos de três pontos e a desigualdade triangular Oitavo Ano Condição de alinhamentos de três pontos e a desigualdade triangular Exercícios

Leia mais

MATEMÁTICA Polígonos e circunferências. Circunferência

MATEMÁTICA Polígonos e circunferências. Circunferência MTEMÁTI ircunferência hama-se circunferência de centro e raio r ao conjuntos de pontos do plano cuja a distância ao ponto é igual a r. Uma circunferência de centro e raio r designa-se geralmente por (,

Leia mais

Geometria Elementar gênese e desenvolvimento. Roberto Ribeiro Paterlini

Geometria Elementar gênese e desenvolvimento. Roberto Ribeiro Paterlini Geometria Elementar gênese e desenvolvimento Roberto Ribeiro Paterlini Copyright março de 2010 by Roberto Ribeiro Paterlini Departamento de Matemática, UFSCar A presente versão está disponível na página

Leia mais

r a t (I), ht rs (II) e (III) r s t r a

r a t (I), ht rs (II) e (III) r s t r a 01 De T 1 e T 3, temos: a h r s h r a t (I), ht rs (II) e (III) r s t r a De T e T 3, temos: h b s s b s b t (IV) e (V) r s t r h De (III) e (V): b h h a b (VI) h a Somando (I) e (IV) temos: r s at bt

Leia mais

(M120397A8) Observe a reta numérica abaixo. O número 0,20 está representado pelo ponto A) A. B) B. C) C. D) D. E) E.

(M120397A8) Observe a reta numérica abaixo. O número 0,20 está representado pelo ponto A) A. B) B. C) C. D) D. E) E. (M120397A8) Observe a reta numérica abaixo. O número 0,20 está representado pelo ponto A) A. B) B. C) C. D) D. E) E. (M050280A8) A professora Clotilde pediu que seus alunos escrevessem um número que representasse

Leia mais

CALENDÁRIO D E P ROVA S

CALENDÁRIO D E P ROVA S 1º ANO - ENSINO MÉDIO 1EL01 1EL02 1EM03 1EM04 1IN05 1ME06 1PG07 1 1º ANO - ENSINO TÉCNICO 1EL01 1EL02 1EM03 1EM04 1IN05 1ME06 1PG07 Desenho Desenho Desenho Digital Digital Resistência de Resistência de

Leia mais

CANCELLI, MACEDO, GUERREIRO & BAUERMANN a b c d e f g h i j k l m n o p r s t q Figura1: Grãos de pólen da família Asteraceae: a-b. Achyrocline satureioides a. VP; b. VE; c-d. Aspilia montevidensis c.

Leia mais

Álgebra Booleana. Introdução ao Computador 2010/01 Renan Manola

Álgebra Booleana. Introdução ao Computador 2010/01 Renan Manola Álgebra Booleana Introdução ao Computador 2010/01 Renan Manola Histórico George Boole (1815-1864) Considerado um dos fundadores da Ciência da Computação, apesar de computadores não existirem em seus dias.

Leia mais

PEA 2400 - MÁQUINAS ELÉTRICAS I 60 CARACTERIZAÇÃO DAS PERDAS E RENDIMENTO NO TRANSFORMADOR EM CARGA: PERDAS NO FERRO (HISTERÉTICA E FOUCAULT)

PEA 2400 - MÁQUINAS ELÉTRICAS I 60 CARACTERIZAÇÃO DAS PERDAS E RENDIMENTO NO TRANSFORMADOR EM CARGA: PERDAS NO FERRO (HISTERÉTICA E FOUCAULT) PEA 400 - MÁQUINAS ELÉTRICAS I 60 CARACTERIZAÇÃO DAS PERDAS E RENDIMENTO NO TRANSFORMADOR EM CARGA: PERDAS NO FERRO (HISTERÉTICA E FOUCAULT) PERDAS CONSTANTES: p C INDEPENDENTES DA CARGA EFEITO DO CAMPO

Leia mais

Curso de Licenciatura em Direito em Língua Portuguesa Faculdade de Direito Universidade de Macau 1º Ano (Provisorio)

Curso de Licenciatura em Direito em Língua Portuguesa Faculdade de Direito Universidade de Macau 1º Ano (Provisorio) Sala: E32-G029 Lingua Chinesa I: E32-G029 Tecnicas de Tradução I: E32-1024 (Language Lab) Curso de Licenciatura em Direito em Língua Portuguesa 1º Ano Segunda Terça Quarta Quinta Sexta 18:00-18:50 19:00-19:50

Leia mais

Módulo de Elementos básicos de geometria plana. Oitavo Ano

Módulo de Elementos básicos de geometria plana. Oitavo Ano Módulo de Elementos básicos de geometria plana Ângulos Oitavo Ano Ângulos 1 Exercícios Introdutórios Exercício 1. No desenho abaixo, OC é bissetriz do ângulo AOB. Se AOC = x 5 e COB = x + 3, quanto vale

Leia mais

! " # $ % & '! ( ) 1 & * +, -... / )3 ),0 1 2! "! #$ % # 1

!  # $ % & '! ( ) 1 & * +, -... / )3 ),0 1 2! ! #$ % # 1 ! " # $ % & '! ( ) 1 & * +, -../ 222 4 ),0 1 2! " #$ % # 1 !% CD "(!"G!&(&%."!! '" #H $'@ 8 9 A 8 : %.(!"#$ $'@ 8 ' ; 9 < &.(.#$ $'@ 8 ' ; A 8 = &.&'&&(!!"&& $' < 9 ' ; 8 (" (!"!" ' : 9 9 > ('"( $' < 9

Leia mais

Solução da prova da 1 a fase OBMEP 2009 Nível 2

Solução da prova da 1 a fase OBMEP 2009 Nível 2 1 QUESTÃO 1 Na imagem que aparece no espelho do Benjamim, o ponteiro dos minutos aponta para o número, enquanto que o ponteiro das horas está entre o algarismo 6 e o traço correspondente ao algarismo 5,

Leia mais

Frente 3 Aula 20 GEOMETRIA ANALÍTICA Coordenadas Cartesianas Ortogonais

Frente 3 Aula 20 GEOMETRIA ANALÍTICA Coordenadas Cartesianas Ortogonais Frente ula 0 GEOETRI NLÍTI oordenadas artesianas Ortogonais Sistema cartesiano ortogonal Sabemos que um sistema cartesiano ortogonal é formado por dois eios perpendiculares entre si com uma origem comum.

Leia mais

Semelhança de Triângulos

Semelhança de Triângulos Semelhança de Triângulos 1. (Pucrj 2013) O retângulo DEFG está inscrito no triângulo isósceles ABC, como na figura abaixo: Assumindo DE = GF =12, EF = DG = 8 e AB =15, a altura do triângulo ABC é: a) 35

Leia mais