IMAGINÁRIO DO ESPELHO: espelho, espelho meu, sou eu?

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "IMAGINÁRIO DO ESPELHO: espelho, espelho meu, sou eu?"

Transcrição

1 IMAGINÁRIO DO ESPELHO: espelho, espelho meu, sou eu? Ionice da Silva Debus 1 Profª. Drª. Valeska Fortes de Oliveira 2 Este texto foi desenvolvido para a disciplina Imaginário e Narrativas de Formação do curso de Pós-Graduação da Universidade Federal de Santa Maria, ministrada pela Profª. Valeska Fortes de Oliveira. Na ocasião, fomos instigados a escrever sobre o Imaginário a partir das leituras e discussões que vínhamos realizando nas aulas. Como a disciplina mesclava Imaginário e Narrativas, um tema se misturou ao outro na hora da escrita. Então, quando comecei a escrever, percebi que para falar de Imaginário somos levados a olhar para nós mesmos e buscar em algum lugar as respostas que precisamos ou que queremos expor. Os parágrafos que vem a seguir são frutos desse exercício de busca de respostas sobre o Imaginário. Parada diante do espelho, olho fixamente minha imagem refletida. Observo, olho, mas será que enxergo? Saio e ando depressa, o tempo não pára. O instante vivido é escravo dele. Ou serei eu? Ou serão os dois? Já é outro dia, estou novamente diante do mesmo espelho. Será o espelho o mesmo? Serei eu a mesma? Olho e vejo meu cabelo, minha face, meus olhos, minha boca, minha roupa. Estreito o olhar e ainda assim vejo meu tom de pele, meu nariz e novamente saio apressada. Vários dias se passam e várias vezes me vejo diante do espelho. A pergunta persiste, serei a mesma? A roupa mudou várias vezes, o nariz não, os olhos também não. Saio. 1 Mestranda em Educação do Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal de Santa Maria 2 Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação- PPGE, da Universidade Federal de Santa Maria UFSM. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação e Imaginário Social- GEPEIS.

2 Encontro, converso, observo, ouço, escuto, falo, calo, e estou com várias pessoas, em vários momentos do meu dia e da minha noite. Mas e quando me estou vendo na frente do espelho, serei somente eu? Aos poucos os olhares que destino ao espelho vão me revelando algo além do que visto anteriormente. Percebo as linhas e marcas de expressão no meu rosto e os motivos delas estarem ali. Meu semblante um dia triste, outro alegre e o porquê de cada um. A roupa que uso, diz muito mais do que cores e tecidos. Algumas respostas vão aparecendo, não sou mais a mesma todos os dias, nem mesmo o espelho é o mesmo, pois antes era uma armação de madeira, um vidro, agora um templo de sentidos e percepções. Então, atrás de mais respostas, olho novamente ao espelho, fixo o olhar no meu olhar e vejo dentro de mim, lugares, tempos, cores, sabores, gestos, sons, imagens, sensações, pessoas, que se misturam em mim e me misturo a eles, fazendo de mim eles e eles eu. Pisco e volto a ver no mesmo espelho de antes, minha face, minha boca, minha roupa, meu nariz, a armação de madeira, o vidro... Nas reflexões que fiz, tentando encontrar respostas, aparece o Imaginário como construção coletiva, pois não seremos um só, somos um pouco de cada um que passa por nós e deixamos um pouco de nós em cada um. Imaginário é tudo que nos constitui, indo ao encontro de Silva (2006), quando este trás que: O imaginário é um reservatório/motor. Reservatório, agrega imagens, sentimentos, lembranças, experiências, visões do real que realizam o imaginado, leituras da vida e, através de um mecanismo individual/grupal, sedimenta um modo de ver, de ser, de agir, de sentir e de aspirar ao estar no mundo. (SILVA, 2006, p.11) Neste sentido, quando falamos de algo ou de nós mesmos, emerge o que está nesse reservatório e se mostra um pouco de cada momento, aprendizagens, vivências, lugares por onde passamos. Mas se eu continuar em busca de respostas, como sei que vou continuar como no caso desta escrita, fico tentada a passar na frente do espelho e parar. O espelho é só uma metáfora aqui. Na verdade ele expressa muito o Imaginário, pois nos permite ver além das aparências, se quisermos, é claro. Como nos aponta:

3 Cada vez que alguém vai ao psicanalista se pergunta: quem sou eu? Esse reconhecimento da estranheza em relação a si, marca de uma identidade fragmentada, ou, mais precisamente, da inexistência de identidade, sinaliza o imaginário. Quem somos? De que somos feitos? Até que ponto somos reais, claros, identificáveis? Até que pontos somos uma construção, uma imagem em movimento, um filme, um olhar sobre nós mesmos? Diante do espelho, sempre nos surpreendemos um pouco. Sentimo-nos atraídos pelo estranho que nos contempla com ar curioso. Nunca saberemos quem realmente somos. Mas temos certezas imaginárias que nos orientam, consolam, guiam, realizam-se. (ibid. p. 72) Até mesmo o que pensamos que sabemos são certezas imaginárias que nos sustentam. Nem sempre gostamos do que vemos diante do espelho. Talvez por isso não costumamos olhar atentamente. Temos receio do que vamos encontrar lá. São exercícios difíceis e de descobertas, assim como as pessoas que trabalham com o Imaginário não alcançam um sentido único para o tema, nem respostas fáceis, tampouco conceitos fechados. Mas preciso mais respostas sempre, como pesquisadora de mim e do mundo. O Imaginário torna isso possível. Por mais complexo que seja o problema, há resposta. E talvez seja ele que garante outras respostas. Através do Imaginário conseguimos alcançar as coisas por outro viés, o da sensibilidade. Aguçar os sentidos e perceber algo que não se mostra de outra maneira. Ele nem sempre foi valorizado. Percorreu um caminho difícil até aqui. Ainda agora se falamos que trabalhamos com o Imaginário, percebe-se um ar de descaso das pessoas. Como disse um amigo essas coisas do imaginário sofrem preconceitos até hoje (Kurek, 2009). Como já disse antes, a metáfora do espelho me auxilia a explicar o que significa o Imaginário para mim. É um exercício necessário para chegar ao que quero. Olho antes de qualquer coisa, para dentro de mim. Lá encontro respostas, mas também muitas perguntas. Não acredito que seja igual para todos. Cada um vai encontrar sua maneira. Mas a minha é essa. Posso pensar e escrever agora utilizando o espelho, amanhã talvez outra coisa me convide. Esse exercício de busca é constante e de mudança também. Não sou a mesma hoje que ontem e não serei a mesma amanhã. Certezas e respostas definitivas não tenho. Penso por um instante que deveria parar diante do espelho mais vezes, muitas vezes, quantas vezes for necessário.

4 Esse foi um relato de uma experiência, de uma disciplina, de uma tentativa de respostas, de um desafio lançado. Revelador de um Imaginário, de uma maneira de pensar, de entender. Mas também revelador de um eu que não está só. Que assim como o Imaginário é coletivo, está no/com outro. Saio da escrita e páro novamente diante do espelho. Olho e vejo cada vez de uma maneira. Posso olhar com os olhos do Imaginário que vê além do que está. Também posso ver apenas a aparência de tudo. Saio e volto quantas vezes for preciso. Um dia consigo ver algo, outro não. Sentir algo. Insisto e olho fixamente. Novamente dentro do meu olho Vejo muitas coisas. Sons, lugares, eu mesma, muitas pessoas e agora você e se você olhar fixamente, me verá também...

5 REFERÊNCIAS kurek, Deonir Luís. Essas coisas do imaginário. In: Essas coisas do imaginário...diferentes abordagens sobre narrativas (auto)formadoras. Orgs. Lúcia Maria Vaz Perez, Edla Eggert, Deonir Luís Kurek. São Leopoldo: Oiko; Brasília: Líber Livro, SILVA. Juremir Machado. As tecnologias do Imaginário. Porto Alegre: 2ª ed. Sulina, 2006.

10 DICAS PARA AUMENTAR SEU INÍCIOS!!!

10 DICAS PARA AUMENTAR SEU INÍCIOS!!! 10 DICAS PARA AUMENTAR SEU INÍCIOS!!! Internamente usamos a expressão entrevista de início. Não use esta expressão com as potenciais iniciadas, porque elas não sabem o que é isso!! Para suas potenciais

Leia mais

A noção agostiniana de Tempo. Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Filosofia Professor Uilson Fernandes

A noção agostiniana de Tempo. Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Filosofia Professor Uilson Fernandes A noção agostiniana de Tempo. Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Filosofia Professor Uilson Fernandes Tempo como sucessão... A ideia de tempo surge a partir da distinção entre passado presente e futuro.

Leia mais

Anaí Machado Resende- Psicóloga Elizene dos Reis Oliveira - Psicóloga Marnia Santos Muniz- Psicóloga

Anaí Machado Resende- Psicóloga Elizene dos Reis Oliveira - Psicóloga Marnia Santos Muniz- Psicóloga Anaí Machado Resende- Psicóloga Elizene dos Reis Oliveira - Psicóloga Marnia Santos Muniz- Psicóloga Forma como construímos a nossa imagem a partir de conceitos que temos de nós mesmos, e de como os outros

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Fabrício Local: Núcleo de Arte do Neblon Data: 26.11.2013 Horário: 14h30 Duração da entrevista: 20min COR PRETA

Leia mais

Consultoria de imagem para coach

Consultoria de imagem para coach Consultoria de imagem para coach Com a Master Coach Patrícia Coelho DESCUBRA SEU PODER ATRAVÉS DA SUA IMAGEM Olá, aqui é a Patrícia Coelho! Gratidão pelo seu interesse com a consultoria de imagem e coaching

Leia mais

A paz já lá está A paz já lá está, Página 1

A paz já lá está A paz já lá está, Página 1 A paz já lá está! A paz já lá está, Página 1 A minha mensagem é muito, muito simples. Muitas pessoas vêm ouvir-me e sentam-se aí, meio tensas: "O que é que eu vou ouvir?" E eu digo-lhes sempre: "Relaxem."

Leia mais

Mutual

Mutual Mutual 2013 http://astontasvaoaoceu.blogspot.com.br/ Em Lugares Santos Se no escuro andais não vais enxergar quem sois e o que podeis vos tornar. Se de joelhos estais e na luz viveis, onde o Espírito está

Leia mais

A DOCUMENTAÇÃO DA APRENDIZAGEM: A VOZ DAS CRIANÇAS. Ana Azevedo Júlia Oliveira-Formosinho

A DOCUMENTAÇÃO DA APRENDIZAGEM: A VOZ DAS CRIANÇAS. Ana Azevedo Júlia Oliveira-Formosinho A DOCUMENTAÇÃO DA APRENDIZAGEM: A VOZ DAS CRIANÇAS Ana Azevedo Júlia Oliveira-Formosinho Questões sobre o portfólio respondidas pelas crianças: 1. O que é um portfólio? 2. Gostas do teu portfólio? Porquê?

Leia mais

Essa data sempre será inesquecível. Seis de Março, 2016

Essa data sempre será inesquecível. Seis de Março, 2016 Essa data sempre será inesquecível. Seis de Março, 2016 Digamos onde acordou tudo alegre e assim permaneceu. Acho completamente impossível tentar descrever nas palavras o sentimento que sinto aqui dentro

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Igor Local: Núcleo de Arte Nise da Silveira Data: 05 de dezembro de 2013 Horário: 15:05 Duração da entrevista:

Leia mais

Este é o vosso tempo Este é o vosso tempo, Página 1

Este é o vosso tempo Este é o vosso tempo, Página 1 Este é o vosso tempo! Este é o vosso tempo, Página 1 Há uma coisa muito simples de que quero falar. Eu sei que as pessoas vieram para ouvir falar de paz. Já lá irei. Porque isso não é difícil, isso é fácil.

Leia mais

IDENTIDADES. Metamorfose. Nome:Stefany Santos

IDENTIDADES. Metamorfose. Nome:Stefany Santos Metamorfose IDENTIDADES Metamorfose Nome:Stefany Santos ÍNDICE O que significa metamorfose? O que significa metamorfose ambulante? Indagações Metamorfose Frase Citação Musica Considerações finais Dedicado

Leia mais

Reference to English Interconnections Lesson Changes at School p. 14 Social Studies Standard(s): Standard 1, Objective 1

Reference to English Interconnections Lesson Changes at School p. 14 Social Studies Standard(s): Standard 1, Objective 1 1ª Série Lição: As mudanças na escola - Igual e diferente Reference to English Interconnections Lesson Changes at School p. 14 Social Studies Standard(s): Standard 1, Objective 1 Objetivo(s) do Conteúdo

Leia mais

Do Vácuo ao Encontro

Do Vácuo ao Encontro Do Vácuo ao Encontro INTRODUÇÃO Todos nós homens já passamos por situações constrangedoras de puxar conversa com uma bela mulher e não obtemos nada além de um Belo de um vácuo, eu mesmo já passei por isso.

Leia mais

Daniel Sampaio (D. S.) Bom dia, João.

Daniel Sampaio (D. S.) Bom dia, João. Esfera_Pag1 13/5/08 10:57 Página 11 João Adelino Faria (J. A. F.) Muito bom dia. Questionamo- -nos muitas vezes sobre quando é que se deve falar de sexo com uma criança, qual é a idade limite, como é explicar

Leia mais

Identificação. F03 Duração da entrevista 18:12 Data da entrevista Ano de nascimento (Idade) 1974 (36) Local de nascimento/residência

Identificação. F03 Duração da entrevista 18:12 Data da entrevista Ano de nascimento (Idade) 1974 (36) Local de nascimento/residência 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 Identificação F03 Duração da entrevista 18:12 Data da entrevista 4-5-2011 Ano de nascimento (Idade) 1974 (36) Local de

Leia mais

como diz a frase: nois é grossa mas no fundo é um amor sempre é assim em cima da hora a pessoa muda numa hora ela fica com raiva, triste, feliz etc.

como diz a frase: nois é grossa mas no fundo é um amor sempre é assim em cima da hora a pessoa muda numa hora ela fica com raiva, triste, feliz etc. SEGUIR EM FRENTE seguir sempre em frente, nunca desistir dos seus sonhos todos nós temos seu nivel ou seja todos nós temos seu ponto fraco e siga nunca desistir e tentar até voce conseguir seu sonho se

Leia mais

Macrodetalhes 1 RESUMO

Macrodetalhes 1 RESUMO Macrodetalhes 1 Ana Cecilia Silva de Sousa 2 Ana Flávia Siqueira Chagas 3 Priscila Soares Luz 4 Vitor José Braga Mota Gomes 5 Universidade Federal de Sergipe RESUMO Em tempos de Photoshop, é um tanto quanto

Leia mais

Como Criar uma. Autobiografia

Como Criar uma. Autobiografia Como Criar uma Autobiografia Estratégia de Trabalho A mediadora: Vera Ramos A Abordagem (Auto)biográfica aproxima-se das Histórias de Vida como método, na medida em que visa a construção de um sentido

Leia mais

ORATORIA - ELIMINANDO ALGUNS TABUS

ORATORIA - ELIMINANDO ALGUNS TABUS Página 1 de 5 INDICE Nenhuma entrada de sumário foi encontrada. Página 2 de 5 Autor: Alkíndar de Oliveira (alkindar@terra.com.br) O assunto deste artigo é compreensível para quem já fala em público. Caro

Leia mais

Tânia Abrão. Coração de Mãe. Coração De Mãe

Tânia Abrão. Coração de Mãe. Coração De Mãe Coração de Mãe Coração De Mãe Página 1 Coração De Mãe 1º Edição Agosto de 2013 Página 2 Coração De Mãe 1º Edição È proibida à reprodução total ou parcial desta obra, por Qualquer meio e para qualquer fim

Leia mais

29/11/2009. Entrevista do Presidente da República

29/11/2009. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na chegada ao hotel Villa Itália Cascais-Portugal, 29 de novembro de 2009 Jornalista: (incompreensível) Presidente:

Leia mais

Como Ajudar o Mundo?

Como Ajudar o Mundo? Como Ajudar o Mundo? Todos dizem como salvar o mundo, mas será mesmo que fazem o que falam? André tem 8 anos. Certo dia estava em uma aula de ciências e sua professora disse que o mundo está sofrendo com

Leia mais

Mint Capital. Poupança & Gastos. Como diminuir a distância entre onde você está e onde você quer chegar.

Mint Capital. Poupança & Gastos. Como diminuir a distância entre onde você está e onde você quer chegar. Mint Capital Poupança & Gastos Como diminuir a distância entre onde você está e onde você quer chegar. Índice 1. Introdução 2. Crie Um Orçamento 3. Comece a Poupar 4. Leia mais no Mastervalue! Introdução

Leia mais

Valorıze-se, organıze-se! Cláudio Ramos

Valorıze-se, organıze-se! Cláudio Ramos Valorıze-se, organıze-se! Cláudio Ramos Índice 8 A felicidade pode estar na valorização? Pode, digo eu! 11 1. CASA 13 COMPRAS E POUPANÇA 15 DECORAÇÃO 29 2. ROUPA 40 GUARDA-ROUPA BÁSICO: O Que Todas as

Leia mais

POR: MANUAL DA SECRETÁRIA PROCESSO CRIATIVO COMO A CRIATIVIDADE PODE AJUDAR NA ROTINA DA SECRETÁRIA EXECUTIVA

POR: MANUAL DA SECRETÁRIA PROCESSO CRIATIVO COMO A CRIATIVIDADE PODE AJUDAR NA ROTINA DA SECRETÁRIA EXECUTIVA POR: MANUAL DA SECRETÁRIA PROCESSO CRIATIVO COMO A CRIATIVIDADE PODE AJUDAR NA ROTINA DA SECRETÁRIA EXECUTIVA ÍNDICE Introdução Eu não sou criativa Inspiração do além Por que preciso ser criativa? Como

Leia mais

Pensamento Positivo. Pr. Rodrigo Moraes

Pensamento Positivo. Pr. Rodrigo Moraes Pensamento Positivo Pr. Rodrigo Moraes Pensamento Positivo Pastor Rodrigo Moraes Igreja Nova Aliança Ministério Atraindo Vidas Para Deus - AVD 2015 Prefácio Esta é uma obra com o intuito de mostrar com

Leia mais

Tecidas com lã, ou de forro polar, a barriga e os braços, te vão abrigar. Sala Laranja 3 anos O INVERNO

Tecidas com lã, ou de forro polar, a barriga e os braços, te vão abrigar. Sala Laranja 3 anos O INVERNO Sala Laranja 3 anos O INVERNO Na estação do ano inverno - que terminou há poucos dias, explorámos algumas adivinhas relacionadas com o vestuário que usamos nessa época. Nem todas as adivinhas eram fáceis,

Leia mais

Fui à biblioteca tentar escolher. Um bom livro para ler. Mas era difícil descobrir. Aquele que me ia surpreender! Desisti da ideia de procurar

Fui à biblioteca tentar escolher. Um bom livro para ler. Mas era difícil descobrir. Aquele que me ia surpreender! Desisti da ideia de procurar Fui à biblioteca tentar escolher Um bom livro para ler Mas era difícil descobrir Aquele que me ia surpreender! Desisti da ideia de procurar E vim cá para fora brincar. Os meus amigos riam-se de mim E eu

Leia mais

EXAME FINAL DE NÍVEL A2

EXAME FINAL DE NÍVEL A2 ESCOLA SECUNDÁRIA JOÃO GONÇALVES ZARCO EXAME FINAL DE NÍVEL A2 PPT (Português para Todos) 8 Páginas Duração: 90 minutos + 30 minutos de tolerância junho de 2016 Versão A (A preencher pelo aluno) Nome:

Leia mais

II ENCONTRO "OUVINDO COISAS: EXPERIMENTAÇÕES SOB A ÓTICA DO IMAGINÁRIO"

II ENCONTRO OUVINDO COISAS: EXPERIMENTAÇÕES SOB A ÓTICA DO IMAGINÁRIO II ENCONTRO "OUVINDO COISAS: EXPERIMENTAÇÕES SOB A ÓTICA DO IMAGINÁRIO" Título da Exposição: A poética da morada e os cenários do imaginário habitado Trabalho fotográfico realizado com base no livro A

Leia mais

Relacionamento Interpessoal na Auditoria: Você está preparado? Elisabeth Sversut

Relacionamento Interpessoal na Auditoria: Você está preparado? Elisabeth Sversut Relacionamento Interpessoal na Auditoria: Você está preparado? Elisabeth Sversut Você está preparado? Pense bem... Curso superior, pós-graduação, dois idiomas... Um Auditor Como qualquer outro profissional,

Leia mais

Anexo 2.2- Entrevista G1.2

Anexo 2.2- Entrevista G1.2 Entrevistado: E1.2 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 53 anos Masculino Cabo-Verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: 4ª classe Imigrações prévias : -- Língua materna: Outras línguas: Agregado

Leia mais

2) resistencia (andré galiano) ella mis recuerdos de ella y no regreso más. gira su hermosa vida y vuelve a su lugar resistencia siempre va a estar

2) resistencia (andré galiano) ella mis recuerdos de ella y no regreso más. gira su hermosa vida y vuelve a su lugar resistencia siempre va a estar LETRAS E CIFRAS BASTIDORES: DISCOS DE VINIL E FITAS 2008 1) alma coletiva 2) resistencia 3) alguma impressão 4) noite perfeita 5) colecionando finais 6) ponte na contramão 7) hi fi 8) pouco em mim 9) inspiração

Leia mais

O que há por trás do véu?

O que há por trás do véu? O que há por trás do véu? Ex 34:29-35 Ao lermos esses versículos, a primeira coisa que observamos é que Moisés era um homem, um líder muito próximo, muito íntimo de Deus! A ponto de ficar com o seu rosto

Leia mais

Poemas de um Fantasma. Fantasma Souza

Poemas de um Fantasma. Fantasma Souza 1 2 3 Poemas de um Fantasma Fantasma Souza 2012 4 5 Fantasma Souza Todos os Direitos Reservados TITULO ORIGINAL POEMAS DE UM FANTASMA Projeto Gráfico Midiartes Capa Erisvaldo Correia Edição e Comercialização

Leia mais

9. Enquadramentos: planos e ângulos

9. Enquadramentos: planos e ângulos 9. Enquadramentos: planos e ângulos A noção de enquadramento é a mais importante da linguagem cinematográfica. Enquadrar é decidir o que faz parte do filme em cada momento de sua realização. Enquadrar

Leia mais

Mensagem do dia: Se for amor

Mensagem do dia: Se for amor Só se for amor Mensagem do dia: Se for amor Se for amor, vai reconsiderar, perdoar e seguir adiante, se for paixão vai se descabelar, se amargurar e não vai perdoar, vai carregar a dor pelos dias em que

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Piedade

Colégio Nossa Senhora da Piedade Colégio Nossa Senhora da Piedade Dados de identificação: Curso: Ensino Fundamental II Série: 9 Ano Professora: Denise dos Santos Silva Rocha Disciplina: Ensino Religioso Ano: 2016. Plano de curso 1-Objetivo

Leia mais

Sabemos que afogamentos são constantes em praias, rios e até mesmo em piscinas, principalmente no verão.

Sabemos que afogamentos são constantes em praias, rios e até mesmo em piscinas, principalmente no verão. 7.0 AFOGAMENTO: Sabemos que afogamentos são constantes em praias, rios e até mesmo em piscinas, principalmente no verão. Calor e água combinam perfeitamente, mas o que costuma estragar essa harmonia são

Leia mais

À procura do inato !!!!!!!!!!!!!!

À procura do inato !!!!!!!!!!!!!! À procura do inato Prem Rawat foi convidado a falar no Teatro Verdi de Pádua, em Itália, sob o patrocínio do Presidente da República Italiana, do Ministério da Justiça, da Região de Veneto e da Província

Leia mais

Congresso Internacional de Línguas e Culturas Lusófonas no Mundo, 28 e 29 de maio de 2013, Sorbonne Nouvelle, Institut du Monde Anglophone, Paris

Congresso Internacional de Línguas e Culturas Lusófonas no Mundo, 28 e 29 de maio de 2013, Sorbonne Nouvelle, Institut du Monde Anglophone, Paris Os desafios e o valor social e cultural da língua portuguesa Mário Filipe Língua com presença particularmente relevante em África e na América do Sul, uma presença multissecular na Europa, mas também presente

Leia mais

Análise e comentário dos desenhos do conto A receita de Mandrágora

Análise e comentário dos desenhos do conto A receita de Mandrágora Análise e comentário dos desenhos do conto A receita de Mandrágora Teberosky, A., Ribera, N. Universidade de Barcelona Índice Página 1 do conto Página 3 do conto Página 4 do conto Página 5 do conto Página

Leia mais

Artigo 1 - Detalhes. Título: Desafio: aprenda como engordar em uma semana (batata) 2 Como engordar com saude 3 Dieta para engordar rapido

Artigo 1 - Detalhes. Título: Desafio: aprenda como engordar em uma semana (batata) 2 Como engordar com saude 3 Dieta para engordar rapido Artigo 1 - Detalhes Título: Desafio: aprenda como engordar em uma semana (batata) URL Pretendida: Keyword Foco: Keywords Secundárias: Keywords Sinônimos: aprenda-como-engordar-uma-semana Como engordar

Leia mais

1. Observe este quadro do pintor René Magritte.

1. Observe este quadro do pintor René Magritte. 9 Corel 1. Observe este quadro do pintor René Magritte. RENÉ MAGRITTE. O mês da vindima. 1959. Óleo sobre tela: color.; 130 x 160 cm. Coleção particular, Paris. Grandes pintores do século XX: Magritte.

Leia mais

page 2 / 10 MAIOR PESO. As empresas querem profissionais que as represente com CREDIBILIDADE e que tenham CARISMA no RELACIONAMENTO INTERPESSOAL.

page 2 / 10 MAIOR PESO. As empresas querem profissionais que as represente com CREDIBILIDADE e que tenham CARISMA no RELACIONAMENTO INTERPESSOAL. page 1 / 10 A partir de 18 de fevereiro deste ano, terei mais uma turma de alunos do curso de Secretariado Executivo Trilíngue da Uepa na minha frente. Ao mesmo tempo, uma leva de calouros do mesmo curso

Leia mais

METAgraphias: letra A de antiarte -ou- viva à vida v.1 n.2 junho Notas sobre me encontrar

METAgraphias: letra A de antiarte -ou- viva à vida v.1 n.2 junho Notas sobre me encontrar Notas sobre me encontrar Usei uma blusa vermelho bordô, um all star vermelho, maquiei-me e passei um batom vermelho nos lábios. Guardei minhas coisas numa bolsa vermelha. Antes de ir para meu estágio passei

Leia mais

1º Edição

1º Edição Sensações 1º Edição WWW.Perse.com.br Página 1 Codinome: Tabrao Email: Tania_morenagata@hotmail.com Nasceu no dia 09 de Agosto de 1984 Natural da cidade de Lapa - PR Reside a Rua Francisco Veloso, 282 Ponta

Leia mais

Agora vamos decidir para cada layer loops de diferentes maneiras. A seguir exemplo:

Agora vamos decidir para cada layer loops de diferentes maneiras. A seguir exemplo: LOOP DE BATIDAS Introdução Frequentemente vemos sites feitos em flash com o som de um único loop de 2 segundos. isto põe qualquer um nervoso. Todos sabemos que é um mal necessário para evitar longos períodos

Leia mais

Dicas Crie um estilo pessoal

Dicas Crie um estilo pessoal Introdução Esse mini ebook foi feito especialmente para você que deseja conquistar lindas mulheres. Nas próximas páginas será compartilhado dicas práticas para que você conquiste mulheres de forma mais

Leia mais

Sumário. Apresentação Ensino superior de música: desafios da pesquisa com o cotidiano Ana Lúcia Louro e Jusamara Souza... 7

Sumário. Apresentação Ensino superior de música: desafios da pesquisa com o cotidiano Ana Lúcia Louro e Jusamara Souza... 7 Sumário Apresentação Ensino superior de música: desafios da pesquisa com o cotidiano Ana Lúcia Louro e Jusamara Souza... 7 Cotidiano, sociologia e educação musical: experiências no ensino superior de música

Leia mais

O CONTEXTO SOCIOTÉCNICO CONTEMPORÂNEO Diferentemente dos tradicionais meios de transmissão em massa, as tecnologias digitais são campo de

O CONTEXTO SOCIOTÉCNICO CONTEMPORÂNEO Diferentemente dos tradicionais meios de transmissão em massa, as tecnologias digitais são campo de Docência On Line INTRODUÇÃO A educação a Distância (EAD) se tornou uma realidade necessária nos dias atuais, tendo como objetivo ajudar e qualificar aquelas pessoas que não tiveram a oportunidade de estudarem

Leia mais

O começo da história

O começo da história O começo da história Fotografia: Anastácia de Moura Leonardo Koury Martins O começo da história Todos nós temos um começo, um início, uma primeira vez. O importante é que desde este primeiro passo, possamos

Leia mais

DROGAS E EDUCAÇÃO UMA RELAÇÃO PARA A VIDA

DROGAS E EDUCAÇÃO UMA RELAÇÃO PARA A VIDA DROGAS E EDUCAÇÃO UMA RELAÇÃO PARA A VIDA Robson Rogaciano Fernandes da Silva (Universidade Federal de Campina Grande robsonsfr@hotmail.com) Ailanti de Melo Costa Lima (Universidade Estadual da Paraíba

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA EJA 4ª PROF. JOSÉ FRANCISCO PROF.ª RISONILDE ARAÚJO

LÍNGUA PORTUGUESA EJA 4ª PROF. JOSÉ FRANCISCO PROF.ª RISONILDE ARAÚJO LÍNGUA PORTUGUESA EJA 4ª PROF. JOSÉ FRANCISCO PROF.ª RISONILDE ARAÚJO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Tecnologia: corpo, movimento, linguagem na era da informação. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 6.1

Leia mais

MARÍLIA e PEDRO (têm entre si uma porta de madeira) Cai uma chuva de pedras próximo de PEDRO. MARÍLIA (permanece em silêncio e indiferente)

MARÍLIA e PEDRO (têm entre si uma porta de madeira) Cai uma chuva de pedras próximo de PEDRO. MARÍLIA (permanece em silêncio e indiferente) Fernando Giestas O DIA DEPOIS DA NOITE e (têm entre si uma porta de madeira) (está encharcada, deitada numa cama, vestida e calçada debaixo dos cobertores; tem uma pedra numa mão e um guarda- -chuva aberto

Leia mais

Atenção >> Este é um momento para você ser sincero consigo mesmo. Responda

Atenção >> Este é um momento para você ser sincero consigo mesmo. Responda Como usar essa autoanálise: Sempre que marcar uma característica na coluna da esquerda (sucesso), some mais um pontinho... sempre que marcar na coluna da direita (estagnação), subtraia um ponto. No final

Leia mais

Nada a Perder (03:22) BX-NOF

Nada a Perder (03:22) BX-NOF Nada a Perder Nada a Perder (03:22) BX-NOF-16-00001 Escuta o vento que sopra lá fora e te convida a viver / E quando os pássaros estão indo embora é sua chance de saber / Que nós temos todos os motivos

Leia mais

persistencia não quero parar de sonhar Sonho com vc a cada segundo que passa Vc já se tornou alguém muito importante para min Nao sei o que faria sem

persistencia não quero parar de sonhar Sonho com vc a cada segundo que passa Vc já se tornou alguém muito importante para min Nao sei o que faria sem THE SEVEN WONDERS persistencia não quero parar de sonhar Sonho com vc a cada segundo que passa Vc já se tornou alguém muito importante para min Nao sei o que faria sem vc não quero parar de sonhar Ficar

Leia mais

INTRODUÇÃO. Relacionamento com Deus

INTRODUÇÃO. Relacionamento com Deus INTRODUÇÃO Relacionamento com Deus INTRODUÇÃO Relacionamento com Deus Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva

Leia mais

SOE - Serviço de Orientação Educacional

SOE - Serviço de Orientação Educacional SOE - Serviço de Orientação Educacional Projeto Aprendendo a Ser para Aprender a Conviver Tema: Amizade e Conflito 3º AT Marise Miranda Gomes - Orientadora Educacional - Psicopedagoga Clínica e Institucional

Leia mais

Minha História de amor

Minha História de amor Minha História de amor Hoje eu vou falar um pouco sobre a minha história de amor! Bem, eu namoro à distância faz algum tempinho. E não é uma distância bobinha não, são 433 km, eu moro em Natal-Rn, e ela

Leia mais

Descubra o Poder do VERMELHO

Descubra o Poder do VERMELHO Descubra o Poder do VERMELHO Por que ser Mary Kay? O que você fez para chegar até aqui? Você tem desejo ardente por esta carreira maravilhosa? Quando você será diretora? Mary Kay Ash já dizia... Se você

Leia mais

Perdi Seu Olhar. Anderson Borba Chaves

Perdi Seu Olhar. Anderson Borba Chaves Perdi Seu Olhar Anderson Borba Chaves 1 Perdi Seu Olhar foi um pequeno conjunto de letras de música que comecei a escrever desde o ano 2000. Em alguns anos seguintes, até ter seu registro definitivo, acabei

Leia mais

www.interaulaclube.com.br

www.interaulaclube.com.br A UU L AL A O mar Observe atentamente a figura abaixo. Uma olhada mais despreocupada para o desenho pode dar a impressão de que estamos diante de uma região desértica na superfície da Terra. Mas, prestando

Leia mais

Sete passos para Eliminar a Ansiedade

Sete passos para Eliminar a Ansiedade Sete passos para Eliminar a Ansiedade Rosane Santos É possível ser feliz... É possível viver em paz... É possível ser livre! Eu sou a Rosane Santos, psicoterapeuta, graduada em Psicologia. O que irei compartilhar

Leia mais

Amor & Sociologia Cultural - Oswaldo Montenegro & Raul Seixas

Amor & Sociologia Cultural - Oswaldo Montenegro & Raul Seixas Page 1 of 6 Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Sociologia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Amor & Sociologia

Leia mais

Avaliação Final - 3º Ano. Língua Portuguesa O SONHO

Avaliação Final - 3º Ano. Língua Portuguesa O SONHO Agrupamento de Escolas de Revelhe EB1 de Boavista Vila Cova Informação Avaliação Final - 3º Ano Língua Portuguesa Nome Data I- Leitura do texto O SONHO Eu não estava a perceber nada, mas agradava-me ouvir

Leia mais

Descrição de Um Leitor Ativo Leitura do texto: A moringa, a geladeira e a roupa no varal

Descrição de Um Leitor Ativo Leitura do texto: A moringa, a geladeira e a roupa no varal Descrição de Um Leitor Ativo Leitura do texto: A moringa, a geladeira e a roupa no varal Acompanhe o leitor competente em ação. Leio o titulo: A moringa, a geladeira e a roupa no varal. São três coisas

Leia mais

Nadya Araujo Guimarães FSL Introdução à Sociologia USP, 02/2014

Nadya Araujo Guimarães FSL Introdução à Sociologia USP, 02/2014 Nadya Araujo Guimarães FSL 0114 - Introdução à Sociologia USP, 02/2014 Foco do debate de hoje 1. Hoje seguiremos explorando, sob novas facetas, a noção de corporeidade, que continuará, assim, no centro

Leia mais

OS 5 ERROS FATAIS... que você pode estar cometendo ao escolher as cores das suas roupas de trabalho

OS 5 ERROS FATAIS... que você pode estar cometendo ao escolher as cores das suas roupas de trabalho OS 5 ERROS FATAIS... que você pode estar cometendo ao escolher as cores das suas roupas de trabalho 1 USAR CORES EM CONFLITO COM O NEGÓCIO QUE VOCÊ TRABALHA Evite se destacar pela cor errada! Nos ambientes

Leia mais

TEMA: O MANUAL DO MISSIONÁRIO. Formadora: Helena Gaia

TEMA: O MANUAL DO MISSIONÁRIO. Formadora: Helena Gaia TEMA: O MANUAL DO MISSIONÁRIO Formadora: Helena Gaia A VISITA MISSIONÁRIA O QUE É VISITAR? É sair de si e ir ao encontro do outro, reconhecendo que ele existe; É ser mensageiro de Deus, portadores da Boa

Leia mais

5 DICAS PARA APRENDER A DESENHAR DO ZERO. Descubra como aprender a desenhar de forma simples e objetiva.

5 DICAS PARA APRENDER A DESENHAR DO ZERO. Descubra como aprender a desenhar de forma simples e objetiva. 5 DICAS PARA APRENDER A DESENHAR DO ZERO Descubra como aprender a desenhar de forma simples e objetiva. INTRODUÇÃO OLÁ, OLÁ, OLÁ... Eu sou o Ivan Querino, ilustrador, professor e empreendedor, escrevi

Leia mais

A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS. Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL

A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS. Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL Município: São Francisco de Paula COOPESERRA - Colégio Expressão INTRODUÇÃO O

Leia mais

Como eu desenho um retrato realista a lápis. Trazido a você por Carlos Damasceno

Como eu desenho um retrato realista a lápis. Trazido a você por Carlos Damasceno 1 Como eu desenho um retrato realista a lápis Trazido a você por Carlos Damasceno 2 Limites de Responsabilidade / Isenção de Garantia / Direitos Autorais Este livro é protegido pelas leis internacionais

Leia mais

Como fazer um caixa rápido de à em 48 horas

Como fazer um caixa rápido de à em 48 horas Como fazer um caixa rápido de 2.500 à 5.000 em 48 horas (Existem caminhos diferentes para conseguir isso, mas esse método já foi testado e funciona muito bem) Esse é o método Caixa Rápido Principais características:

Leia mais

Aula 2 Reflexão da luz e espelhos planos e esféricos

Aula 2 Reflexão da luz e espelhos planos e esféricos Aula 2 Reflexão da luz e espelhos planos e esféricos 1 Última aula Propagação retilínea Refração da luz Lei de Snell-Descartes 2 Princípio da preguiça mínima ação A B * Ar Espelho θ i θ r Suponha a seguinte

Leia mais

Educação Difusa: a tradição oral

Educação Difusa: a tradição oral Educação Difusa: a tradição oral A educação existe onde não há escola e por toda parte podem haver redes e estruturas sociais de transferência de saber de uma geração a outra, onde ainda não foi sequer

Leia mais

TOTAL DE PÁGINAS DA EDIÇÃO: 92

TOTAL DE PÁGINAS DA EDIÇÃO: 92 A edição de setembro vai estimular seu olfato! Lições que trazem o cheiro como assunto principal Do cheiro de flor ao chulé, atividades prontas para usar Estimule a criatividade dos alunos pedindo um roteiro

Leia mais

A LOIRA DO CEMITÉRIO. Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA

A LOIRA DO CEMITÉRIO. Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA A DO CEMITÉRIO Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA TODOS OS DIREITOS RESERVADOS RUA: ALAMEDA PEDRO II N 718 VENDA DA CRUZ SÃO GONÇALO E-MAIL: jfigueiredo759@gmail.com TEL: (21)92303033 EXT.PRAÇA.DIA Praça

Leia mais

Eu queria desejar a você toda a felicidade do mundo e Obrigado, vô.

Eu queria desejar a você toda a felicidade do mundo e Obrigado, vô. Parabéns para o Dan Tocou o telefone lá em casa. Meu pai atendeu na sala. Alô. Meu avô, pai do meu pai, do outro lado da linha, fez voz de quem não gostou da surpresa. Eu liguei pra dar parabéns ao Dan.

Leia mais

UNIDADE 3. Ensino/aprendizagem e Novas tecnologias. Educação à distância: conceitos básicos. Olá turma! Bem-vindos de volta.

UNIDADE 3. Ensino/aprendizagem e Novas tecnologias. Educação à distância: conceitos básicos. Olá turma! Bem-vindos de volta. Olá turma! Bem-vindos de volta. UNIDADE 3 Educação à distância: conceitos básicos Ensino/aprendizagem e Novas tecnologias Você sabe o que são NTICs? Como elas poderiam auxiliar no seu processo de aprendizagem?

Leia mais

Eu me chamo Mauren, 12 anos, 1,63 de altura e 43 kg. Cabelos ondulados um pouco abaixo dos ombros e castanhos, mas todos mundo insiste em dizer que é

Eu me chamo Mauren, 12 anos, 1,63 de altura e 43 kg. Cabelos ondulados um pouco abaixo dos ombros e castanhos, mas todos mundo insiste em dizer que é Eu Essa sou Eu me chamo Mauren, 12 anos, 1,63 de altura e 43 kg. Cabelos ondulados um pouco abaixo dos ombros e castanhos, mas todos mundo insiste em dizer que é preto. Negra da pele clara, olhos castanhos,

Leia mais

A Procura. de Kelly Furlanetto Soares

A Procura. de Kelly Furlanetto Soares A Procura de Kelly Furlanetto Soares Peça escrita durante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR. Teatro Guaíra, sob orientação de Andrew Knoll, no ano de 2012. 1 Cadeiras dispostas como se

Leia mais

PROCURA-SE UMA VIÚVA. Por CARLA GIFFONI

PROCURA-SE UMA VIÚVA. Por CARLA GIFFONI PROCURA-SE UMA VIÚVA Por CARLA GIFFONI BN 010.350 carlagiffoni@yahoo.com.br http://recantodasletras.com.br /autores/carlagiffoni 1- CORREDOR DA CAPELA MORTUÁRIA - INT - DIA Matilde e Donana, duas senhoras

Leia mais

PREFÁCIO. Agradeço a DEUS, a minha família, aos meus pastores e a todos que acreditam no nosso sucesso. TEMA: NATAL

PREFÁCIO. Agradeço a DEUS, a minha família, aos meus pastores e a todos que acreditam no nosso sucesso. TEMA: NATAL BOM NATAL PREFÁCIO Agradeço a DEUS, a minha família, aos meus pastores e a todos que acreditam no nosso sucesso. TEMA: NATAL Que essa mensagem venha ser de grande valia para você caro leitor.que possamos

Leia mais

EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda ENTREVISTA. Carilissa Dall Alba

EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda ENTREVISTA. Carilissa Dall Alba EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda IDENTIFICAÇÃO Nome: Cidade: Estado: País: Formação: Profissão: Local de Trabalho: Local de Estudo: Contatos: Santa Maria RS Brasil Mestrado

Leia mais

Os vinhateiros. Referência Bíblica: Mateus

Os vinhateiros. Referência Bíblica: Mateus Os vinhateiros Referência Bíblica: Mateus 20. 1-16 Introdução: O que é de fato o Reino de Deus começa Jesus a explicar, circundado por muita gente que o escuta atentamente... Um senhor era dono de uma

Leia mais

Eis que chega meu grande amigo, Augusto dos Anjos, ele com seu jeitão calado e sempre triste, me fala que não irá existir palavra alguma para

Eis que chega meu grande amigo, Augusto dos Anjos, ele com seu jeitão calado e sempre triste, me fala que não irá existir palavra alguma para Oceano em Chamas Querida, Tentei em vão, fazer um poema a você, não consegui. Me faltavam palavras para descrever-te, então pedi aos poetas do universo para me ajudarem. O primeiro com quem conversei,

Leia mais

Imagem 1 disponível em: Imagem 2 disponível em: HTTP.www.folha.uol.com.br. Acesso em 07/02/2014.

Imagem 1 disponível em:  Imagem 2 disponível em: HTTP.www.folha.uol.com.br. Acesso em 07/02/2014. 6º Fabiana Unidade I História Leia a letra da música de Lulu Santos: Como uma onda. Após a leitura dedicada, utilize a letra da música como ponto de reflexão para responder as questões 01 e 02. Pontuação

Leia mais

Resenha. Fanzines: autoria, subjetividade e invenção de si (MUNIZ, Cellina Rodrigues (Org.). Fortaleza: Edições UFC, 2010. 139 p.)

Resenha. Fanzines: autoria, subjetividade e invenção de si (MUNIZ, Cellina Rodrigues (Org.). Fortaleza: Edições UFC, 2010. 139 p.) Resenha Fanzines: autoria, subjetividade e invenção de si (MUNIZ, Cellina Rodrigues (Org.). Fortaleza: Edições UFC, 2010. 139 p.) Alessandro Wilson Gonçalves Reinaldo FERNANDES 1 Na tentativa de compreensão

Leia mais

RESGATE CULTURA HISTÓRIA POTIGUAR

RESGATE CULTURA HISTÓRIA POTIGUAR RESGATE DA E CULTURA HISTÓRIA POTIGUAR I TEMA Resgate da Cultura e História Potiguar II CARACTERIZAÇÃO Segmento: Fundamental II e Ensino Médio PROFESSORES RESPONSÁVEIS: Fyedka Paula de Oliveira Profª de

Leia mais

1º DE ABRIL UM ROTEIRO DE ANE KELLY PEREIRA, JOYCE DE OLIVEIRA, LUANA MOREIRA E KELEN CRISTINA ARAÚJO.

1º DE ABRIL UM ROTEIRO DE ANE KELLY PEREIRA, JOYCE DE OLIVEIRA, LUANA MOREIRA E KELEN CRISTINA ARAÚJO. 1º DE ABRIL UM ROTEIRO DE ANE KELLY PEREIRA, JOYCE DE OLIVEIRA, LUANA MOREIRA E KELEN CRISTINA ARAÚJO. CENA 1/CASA DA /NOITE Dizia a lenda que em todo dia 1 de abril aparecia um espírito do mal que aterrorizava

Leia mais

O CAMINHO QUE NOS LEVA À FELICIDADE É O AMOR!

O CAMINHO QUE NOS LEVA À FELICIDADE É O AMOR! O CAMINHO QUE NOS LEVA À FELICIDADE É O AMOR! O verdadeiro caminho a ser peregrinado por nossas vidas, é sem dúvida o da felicidade, e para se chegar até ele, precisamos de um combustível que só pode ser

Leia mais

~W ;f 1 L IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIILIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

~W ;f 1 L IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIILIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII Em certa região, existe uma linha de trem que atende a muitos moradores. As estações são numeradas. A estação inicial, de onde parte o trem, é chamada estação O. As outras se seguem: estação 1, estação

Leia mais

RELACIONAMENTO INTERPESSOAL

RELACIONAMENTO INTERPESSOAL RELACIONAMENTO INTERPESSOAL Forma de interagir com outras pessoas RELACIONAMENTO Estabelecimento de um processo de comunicação onde o emissor e receptor tenham claro suas reais atribuições. Para existir

Leia mais

Integração entre Serviços e Benefícios. VI Seminário Estadual de Gestores e trabalhadores da Política de Assistência Social Santa Catariana/ 2015

Integração entre Serviços e Benefícios. VI Seminário Estadual de Gestores e trabalhadores da Política de Assistência Social Santa Catariana/ 2015 Integração entre Serviços e Benefícios VI Seminário Estadual de Gestores e trabalhadores da Política de Assistência Social Santa Catariana/ 2015 A desproteção e a vulnerabilidade são multidimensionais

Leia mais

Descobertas sociocientíficas: refletindo sobre o currículo

Descobertas sociocientíficas: refletindo sobre o currículo Descobertas sociocientíficas: refletindo sobre o currículo Fabiana Chinalia Professora de Metodologia para o Ensino de Ciências Naturais e Meio Ambiente Data: 05 e 06/04/2011 Descobertas sociocientíficas

Leia mais

GUIA DO ESTUDO PERFEITO. 8 passos infalíveis para alcançar a aprovação \o/

GUIA DO ESTUDO PERFEITO. 8 passos infalíveis para alcançar a aprovação \o/ 8 passos infalíveis para alcançar a aprovação \o/ Está chegando a hora! Chegamos para nossa última sequência de aulas. Sem dúvida, você já é quase 100% um #estudantedescomplica. Vamos agora aprimorar os

Leia mais

Aula 04 - Vamos de ônibus ou a pé?

Aula 04 - Vamos de ônibus ou a pé? Aula 04 - Vamos de ônibus ou a pé? Objetivos Reconhecer os nomes dos meios de transporte, ouvindo sua pronúncia e relacionando a imagem a sua grafia; dar e pedir informações sobre transportes e seus itinerários,

Leia mais