Oferta de Produtos e Serviços da Caixa de Crédito Agrícola dos Açores

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Oferta de Produtos e Serviços da Caixa de Crédito Agrícola dos Açores"

Transcrição

1

2 Oferta de Produtos e Serviços da Caixa de Crédito Agrícola dos Açores Particulares Residentes Empresários Empresas Sector Agrícola e Agro-industrial Outros sectores Produtos de Poupança Produtos de Investimento Cartões Crédito a Particulares Crédito a Empresas Leasing Financiamento Agrícola e Agro-industrial SICATE/RICTA Prorural Safiagri LFM; LCF Seguros Vida e Fundos de Pensões Seguros Não Vida 2

3 Enquadramento Soluções Crédito Agrícola Investimento e Seguros O CA pretende apresentar oferta ajustada com Soluções para a Agricultura e Agro- Indústria Responder à necessidade de financiamentos de curto prazo, gestão de tesouraria, apoio ao financiamento e linhas de crédito comerciais ou protocoladas de acordo com o novo QCA ( ); Apoiar os clientes do Sector Agrícola com estratégias de crescimento, sobretudo na internacionalização e exportação; Potenciar parcerias com entidades de referência no mercado nacional e outras, cuja actividade se relacione com a actividade agrícola, promovendo a facilitação de acesso a factores produtivos, serviços de apoio e complementares, em condições preferenciais. 3

4 Protecção Seguros Vida CA Empresas Viva, CA Pessoa-Chave, CA Pessoa- Chave (crédito) Seguros de Capitalização Fundos de Pensões Seguros Não Vida CA Tractores e Máquinas Agrícolas, Acidentes Pessoais, Automóvel, Energias Renováveis, Comércio e Serviços, Responsabilidade Civil Empresarial Outros Seguros para a Agricultura e Agro- Indústria; 4

5 Crédito Especializado Leasing Mobiliário Financiamento de bens móveis: automóveis, viaturas, equipamentos, incluindo os agrícolas Leasing Imobiliário Financiamento de bens imóveis: explorações agrícolas, instalação de agro-indústrias, armazéns, escritórios, espaços comerciais 5

6 Linhas de Crédito Protocoladas com o Governo Regional dos Açores de outros sectores que não o Agrícola Sider, Sirapa, Sitraa e Sidet Açores Investe, I, II Apoio à aquisição de primeira habitação Açores Empresas I, II e III Apoio à Reestruturação de Dívida bancária das empresas dos Açores e apoio à liquidez Financiamento no âmbito do programa de estabilização do emprego Apoio à reabilitação urbana dos Açores Apoio à exportação das empresas dos Açores Apoio extraordinário ao crédito habitação para agregados familiares com salários em atraso Financiamento de Investimentos Municipais 6

7 Gestão do dia-a-dia Conta D.O. Empresa CA Online Empresas e Empresários agrícolas Cartão CA Buffet (permite à Empresa/Empresário efectuar o pagamento do subsídio de alimentação aos seus Colaboradores, usufruindo ambos de benefícios fiscais em sede de TSU e IRS) Pagamento/domiciliação de ordenados Domiciliação de despesas periódicas Pagamento a Fornecedores e ao Estado 7

8 Crédito Apoio à Tesouraria (curto prazo) para fazer face às necessidades normais da actividade / de tesouraria Conta Corrente Caucionada Linha de Crédito de curto prazo para antecipação de ajudas ao rendimento do Governo Regional dos Açores Montante da antecipação: até 100% AASM 8

9 Linha de Crédito de antecipação de ajudas ao rendimento do Governo Regional dos Açores Até 100 % do montante dos Direitos de Pagamento a conceder, de MONTANTE A acordo com o constante da aplicação idigital (ficará à consideração de FINANCIAR cada CCAM aferir qual o nível de financiamento adequado a cada caso). PRAZO DE REEMBOLSO E PAGAMENTO DE JUROS Até ao recebimento dos Direitos de Pagamento pagos pelo IFAP, sendo o reembolso obrigatório com a sua recepção. TAXAS DE JURO Euribor 6 meses + spread a partir de 4%. UTILIZAÇÃO A operação terá apenas uma utilização. Toda e qualquer operação está sujeita aos critérios da análise de GARANTIAS risco/garantias associadas. CARACTERÍSTICAS Modalidade de empréstimo de curto prazo (igual ou inferior a 1 ano). FAMÍLIA DE CRÉDITO DESTINO DE CRÉDITO Crédito à Tesouraria (Empresas); Crédito à Tesouraria (ENI s). Antecipação do montante dos Direitos de Pagamento atribuídos pelo IFAP aos produtores Agrícolas. 9

10 LINHAS DE CRÉDITO PROTOCOLADAS COM INDUSTRIAS, COOPERATIVAS E ASSOCIAÇÕES AGRICOLAS Financiamentos de Curto Prazo: Crédito de Campanha e Fundo Maneio Antecipação de subsídios Pagamento de rendas 10

11 Financiamentos de Médio Longo Prazo: Aquisição de efectivos pecuários Infra- estruturas e equipamentos para a modernização e expansão das explorações agro-pecuárias Aquisição de terras Outros investimentos que se mostrem necessários à rentabilização das explorações e ao Bem Estar dos referidos produtores e familiares Crédito habitação, destinado à aquisição, construção, beneficiação, recuperação ou ampliação de prédio ou fracção de prédio para habitação própria permanente ou secundária. Crédito para aquisição de equipamentos na área das energias renováveis 11

12 Linhas de Crédito Protocoladas com o Governo Regional dos Açores Sector Agrícola SICATE / RICTA Regime de Incentivos de compra de terras Prorural Safiagri LCF;LFM 12

13 Regime de Incentivos à Compra de Terras Agrícolas - RICTA MONTANTE MÁXIMO A FINANCIAR PRAZO DE REEMBOLSO E PAGAMENTO DE JUROS BONIFICAÇÃO FUNDO PERDIDO EMPARCELAMENTO Pessoas singulares: ; Pessoas colectivas: Até 20 anos, sem prejuízo do direito ao cumprimento antecipado das prestações acordadas. Quando o empréstimo não exceder os , a taxa de juro será 0%; Na parte em que o empréstimo for superior a , os mutuários suportarão uma taxa de juro de 2% 5% do valor da avaliação num emparcelamento 2 vezes superior à unidade de cultura para fins de emparcelamento; 5% para Jovens agricultores. 13

14 Gestão do dia-a-dia Protecção Apoio à Tesouraria Crédito Especializado Soluções CA para a Agricultura Apoio ao Ivestimento Linhas de crédito comerciais / Protocolos Linhas de crédito protocoladas Crédito à Internacionalização 14

15 Obrigado.

Soluções CA para a Agricultura, Agro-Indústria Floresta e Mar

Soluções CA para a Agricultura, Agro-Indústria Floresta e Mar Soluções CA para a Agricultura, Agro-Indústria Floresta e Mar Quem somos O Grupo Crédito Agrícola é um Grupo Financeiro de âmbito nacional, integrado por um vasto número de bancos locais Caixas Agrícolas

Leia mais

Lusoflora 2015. Crédito Agrícola. Santarém, 27 de Fevereiro

Lusoflora 2015. Crédito Agrícola. Santarém, 27 de Fevereiro Lusoflora 2015 Crédito Agrícola Santarém, 27 de Fevereiro Agenda 1. Quem somos 2. Proposta Valor 3. Soluções Crédito Agrícola para EMPRESAS/ ENI 4. CA Seguros 2 Quem somos O Grupo Crédito Agrícola é um

Leia mais

CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS - PROFISSIONAIS LIBERAIS E ENIs

CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS - PROFISSIONAIS LIBERAIS E ENIs PROTOCOLO ORDENS PROFISSIONAIS CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS - PROFISSIONAIS LIBERAIS E ENIs Para aderir a este Protocolo e beneficiar das respectivas condições, abra a sua Conta Gestão Tesouraria ou Conta

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 17 CONTAS DE DEPÓSITO 19 CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. Depósitos à ordem 19.1. Depósitos à ordem 17.2. Depósitos a prazo 19.2. Depósitos a prazo

Leia mais

Santander Totta. Santander Totta. Especializado no Negócio de PME

Santander Totta. Santander Totta. Especializado no Negócio de PME Santander Totta Santander Totta Especializado no Negócio de PME O Banco Santander Totta está integrado num dos maiores Grupos Financeiros a nível Mundial. Distingue-se pela sua capacidade de oferecer as

Leia mais

PROPOSTA DE VALOR PARA MEMBROS DA ORDEM DOS ADVOGADOS CONDIÇÕES

PROPOSTA DE VALOR PARA MEMBROS DA ORDEM DOS ADVOGADOS CONDIÇÕES PROPOSTA DE VALOR PARA MEMBROS DA ORDEM DOS ADVOGADOS CONDIÇÕES Cartão Ordem dos Advogados Um cartão de crédito PERSONALIZADO E DIFERENCIADOR com vantagens únicas para a classe profissional COMPRE AGORA

Leia mais

Portugal. Campanha em vigor até 30 Junho 2015

Portugal. Campanha em vigor até 30 Junho 2015 CAMPANHA CAMPANHA Ao domiciliar as ajudas ao rendimento em conta BST, por um valor estimado mínimo de 10.000, durante um período mínimo de 2 anos, recebe um destes equipamentos TV LED ou Mini Ipad. Para

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 17 CONTAS DE DEPÓSITO 19 CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. Depósitos à ordem 19.1. Depósitos à ordem 17.2. Depósitos a prazo 19.2. Depósitos a prazo

Leia mais

CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS E COLABORADORES TRABALHADORES POR CONTA DE OUTREM. Conta Ordenado Triplus. Conta Nova Vida

CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS E COLABORADORES TRABALHADORES POR CONTA DE OUTREM. Conta Ordenado Triplus. Conta Nova Vida PROTOCOLO ORDENS PROFISSIONAIS CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS E COLABORADORES TRABALHADORES POR CONTA DE OUTREM Para aderir a este Protocolo e beneficiar das respectivas condições, abra a sua Conta Ordenado

Leia mais

Preçário. Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo

Preçário. Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo Preçário CAIXA CENTRAL - CAIXA CENTRAL DE CRÉDITO AGRICOLA MÚTUO, CRL E CAIXAS DE CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO DO SISTEMA INTEGRADO DO CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas

Leia mais

Garantia Mútua UMA NOVA ALTERNATIVA NO ACESSO AO FINANCIAMENTO PARA AS PME FCGM. Fundo de Contragarantia Mútuo

Garantia Mútua UMA NOVA ALTERNATIVA NO ACESSO AO FINANCIAMENTO PARA AS PME FCGM. Fundo de Contragarantia Mútuo Garantia Mútua UMA NOVA ALTERNATIVA NO ACESSO AO FINANCIAMENTO PARA AS PME FCGM Fundo de Contragarantia Mútuo Sessões Turismo de Portugal, Abril 2010 Apresentação Segmentos de Actuação Linhas de Oferta

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 17 CONTAS DE DEPÓSITO 19 CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. Depósitos à Ordem 19.1. Depósitos à Ordem 17.2. Depósitos a Prazo 19.2. Depósitos a Prazo

Leia mais

ANEXO I CONTA BES100% Gestão corrente da liquidez Constituição de poupança Acesso ao crédito Segurança

ANEXO I CONTA BES100% Gestão corrente da liquidez Constituição de poupança Acesso ao crédito Segurança ANEXO I CONTA BES100% Definição A Conta BES 100% é constituída por um Depósito à Ordem, uma Conta Poupança e um Descoberto Autorizado, e dispõe de um mecanismo de movimentação automática entre as duas

Leia mais

PME Investe VI. Linha de Crédito Micro e Pequenas Empresas

PME Investe VI. Linha de Crédito Micro e Pequenas Empresas PME Investe VI Linha de Crédito Micro e Pequenas Empresas Objectivos Esta Linha de Crédito visa facilitar o acesso ao crédito por parte das micro e pequenas empresas de todos os sectores de actividade,

Leia mais

Sessão de Esclarecimento Balanço das Medidas Anti-Cíclicas

Sessão de Esclarecimento Balanço das Medidas Anti-Cíclicas Sessão de Esclarecimento Balanço das Medidas Anti-Cíclicas Açores Investe Linha de apoio à reestruturação de dívida bancária das empresas dos Açores Proposta de decreto legislativo regional que altera

Leia mais

Linhas de Crédito PME INVESTE IV

Linhas de Crédito PME INVESTE IV Linhas de Crédito PME INVESTE IV SECTORES EXPORTADORES MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Linhas de Crédito Bonificado com Garantia Mútua UNIÃO EUROPEIA Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional Gestão Marketing

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DA AGRICULTURA E FLORESTAS DIRECÇÃO REGIONAL DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SAFIAGRI

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DA AGRICULTURA E FLORESTAS DIRECÇÃO REGIONAL DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SAFIAGRI REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DA AGRICULTURA E FLORESTAS DIRECÇÃO REGIONAL DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SAFIAGRI Sistema de Apoio Financeiro à Agricultura Linha de Crédito ao Fundo de Maneio

Leia mais

Encontro Nacional de Instaladores da APIRAC-Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado. Batalha, 8 Julho de 2010

Encontro Nacional de Instaladores da APIRAC-Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado. Batalha, 8 Julho de 2010 Encontro Nacional de Instaladores da APIRAC-Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado Batalha, 8 Julho de 2010 As vossas necessidades... O apoio aos Empreendedores e às PME s

Leia mais

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO IRS DL 238/2006 E LEI 53-A/2006

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO IRS DL 238/2006 E LEI 53-A/2006 FISCAL E FINANÇAS LOCAIS NEWSLETTER RVR 2 Maio de 2007 ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO IRS DL 238/2006 E LEI 53-A/2006 Sandra Cristina Pinto spinto@rvr.pt O Decreto Lei nº 238/2006 e a Lei nº 53-A/2006, publicados

Leia mais

SISTEMA PORTUGUÊS DE GARANTIA MÚTUA

SISTEMA PORTUGUÊS DE GARANTIA MÚTUA SISTEMA PORTUGUÊS DE GARANTIA MÚTUA Prof Braga de Macedo Agosto de 2011 José Fernando Figueiredo Presidente da SPGM, das SGM e da Associação Europeia do sector AGENDA 1. NECESSIDADES DAS EMPRESAS PORTUGUESAS

Leia mais

Linha de Crédito Açores Investe II (Prorrogação do Prazo)

Linha de Crédito Açores Investe II (Prorrogação do Prazo) Linha de Crédito Açores Investe II (Prorrogação do Prazo) Objetivo - Financiar o reforço do fundo de maneio ou dos capitais permanentes e investimento novo em ativos fixos corpóreos ou incorpóreos; - Até

Leia mais

5º Workshop da Plataforma do Empreendedor

5º Workshop da Plataforma do Empreendedor 5º Workshop da Plataforma do Empreendedor Lisboa, AIP-CE 27 de Maio de 2010 EMPREENDEDORISMO Da ideia à actividade. O Montepio apoia a criação de negócios independentemente da sua dimensão e está disponível

Leia mais

Linha Específica Sectores Exportadores. Linha Micro e Pequenas Empresas

Linha Específica Sectores Exportadores. Linha Micro e Pequenas Empresas Junho 2009 2 PME Investe IV Condições Específicas Breve Resumo das Condições CARACTERIZAÇÃO GERAL Linha Específica Sectores Exportadores Linha Micro e Pequenas Empresas Montante Global Até 400 milhões

Leia mais

Soluções Financeiras ANEXO I. Protocolo exclusivo. Soluções Ordenado BBVA. Soluções Habitação BBVA

Soluções Financeiras ANEXO I. Protocolo exclusivo. Soluções Ordenado BBVA. Soluções Habitação BBVA Protocolo exclusivo. Soluções Financeiras ANEXO I Aproveite o Protocolo BBVA para realizar os seus projectos pessoais. O Banco Bilbao Vizcaya Argentaria, coloca ao seu dispor um conjunto de Produtos e

Leia mais

Linha de apoio à exportação das empresas dos Açores

Linha de apoio à exportação das empresas dos Açores Linha de apoio à exportação das empresas dos Açores Beneficiários Empresários em nome individual, estabelecimentos individuais de responsabilidade limitada, sociedades comerciais e cooperativas, que desenvolvam

Leia mais

Preçário BANCO BIC, SA

Preçário BANCO BIC, SA Preçário BANCO BIC, SA Bancos ANEXO II Consulte o Índice de TAXAS DE JURO Consulte o Índice de TABELA DE COMISSÕES E DESPESAS Informação Complementar DATA DE ENTRADA EM VIGOR: 10/11/2014 O Preçário pode

Leia mais

PME S QREN OPORTUNIDADE E DESAFIO

PME S QREN OPORTUNIDADE E DESAFIO PME S QREN OPORTUNIDADE E DESAFIO 1. Objectivo Estratégico : 1º. Banco das melhores PME Porto, 20 de Outubro de 2008 Luís Rego Direcção de Empresas Norte 1 2 Segmentação de Empresas Clientes e Redes Clientes

Leia mais

Preçário DEUTSCHE BANK AG, SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário DEUTSCHE BANK AG, SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário DEUTSCHE BANK AG, SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo do Deutsche Bank AG, Sucursal em Portugal,

Leia mais

Condições Especiais do Deutsche Bank para os membros da Ordem dos Arquitectos do Norte

Condições Especiais do Deutsche Bank para os membros da Ordem dos Arquitectos do Norte Condições Especiais do Deutsche Bank para os membros da Ordem dos Arquitectos do Norte Novembro 2009 Contas e Cartões - Condições Contas Isenção de despesas de manutenção de conta Isenção de pagamento

Leia mais

BES AS APOIO FINANCEIRO BES AS FINANCEIR ÕES ÀS EMPRESAS FINANCEIR ÕES UÇ SOL

BES AS APOIO FINANCEIRO BES AS FINANCEIR ÕES ÀS EMPRESAS FINANCEIR ÕES UÇ SOL 38 PME Líder SOLUÇÕES FINANCEIRAS BES Helen King/CORBIS APOIO FINANCEIRO ÀS EMPRESAS O BES disponibiliza uma vasta oferta de produtos financeiros e serviços, posicionando-se como o verdadeiro parceiro

Leia mais

CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS E COLABORADORES TRABALHADORES POR CONTA DE OUTREM. Conta Ordenado Triplus

CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS E COLABORADORES TRABALHADORES POR CONTA DE OUTREM. Conta Ordenado Triplus PROTOCOLO CONSELHO DISTRITAL DE LISBOA CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS E COLABORADORES TRABALHADORES POR CONTA DE OUTREM Para aderir a este Protocolo e beneficiar das respectivas condições, abra a sua Conta

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Meios de Movimentação Conta Negócio Clientes Empresa e Empresários em Nome Individual. Depósito à Ordem remunerado, que possibilita o acesso a um limite de crédito

Leia mais

Apresentação das condições Deutsche Bank para os associados da Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal

Apresentação das condições Deutsche Bank para os associados da Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal Apresentação das condições Deutsche Bank para os associados da Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal Outubro 2009 Contas e Cartões - Condições Contas Isenção de despesas de manutenção

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ANEXO I CONDIÇÕES ESPECIAIS DE OFERTA DO BAC E DAS EMPRESAS DO GRUPO BES PARA A CCIPD E SEUS ASSOCIADOS

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ANEXO I CONDIÇÕES ESPECIAIS DE OFERTA DO BAC E DAS EMPRESAS DO GRUPO BES PARA A CCIPD E SEUS ASSOCIADOS PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ANEXO I CONDIÇÕES ESPECIAIS DE OFERTA DO BAC E DAS EMPRESAS DO GRUPO BES PARA A Oferta do BAC CCIPD E SEUS ASSOCIADOS 1. Financiamento M/L Prazo para aquisição de lotes de terreno;

Leia mais

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS Produtos e serviços CGD para profissionais liberais e jovens advogados: CONTAS À ORDEM Conta Extracto A informação onde preferir. Com esta conta recebe um extracto com toda a informação da sua conta, na

Leia mais

SISTEMA PORTUGUÊS DE GARANTIA MÚTUAM

SISTEMA PORTUGUÊS DE GARANTIA MÚTUAM SISTEMA PORTUGUÊS DE GARANTIA MÚTUAM José Fernando Figueiredo Presidente do Conselho de Administração Sessão PRIME - Lisboa 4 Fevereiro 2010 POTENCIAR MECANISMOS DO MERCADO... Poupança 2 ... AO LONGO DO

Leia mais

APOIOS ÀS PME S. Açores. Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada

APOIOS ÀS PME S. Açores. Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada APOIOS ÀS PME S Açores Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada PROGRAMA DE APOIO À RESTAURAÇÃO E HOTELARIA PARA A AQUISIÇÃO DE PRODUTOS REGIONAIS LINHA DE APOIO À REABILITAÇÃO URBANA DOS AÇORES

Leia mais

Protocolo BBVA Soluções Financeiras

Protocolo BBVA Soluções Financeiras Protocolo BBVA Soluções Financeiras Conheça as soluções financeiras que o BBVA tem para lhe oferecer e aproveite o Protocolo BBVA com condições exclusivas para os Associados do SPLIU. Para o BBVA cada

Leia mais

LINHAS PME INVESTE SECTOR DO TURISMO

LINHAS PME INVESTE SECTOR DO TURISMO LINHAS PME INVESTE SECTOR DO TURISMO 30 de dezembro de 2011 Linhas PME Investe Sector do Turismo Características Gerais e Condições de Financiamento - Linhas Específicas do Sector do Turismo - PME INVESTE

Leia mais

O CRÉDITO AO SECTOR DA AGRICULTURA

O CRÉDITO AO SECTOR DA AGRICULTURA O CRÉDITO AO SECTOR DA AGRICULTURA Seminário AGROBIO - Investir na Agricultura Biológica Lisboa, 6 de Novembro de 2015 ÍNDICE 1. FINANCIAMENTO, ANÁLISE E RISCO DE CRÉDITO 2. ENQUADRAMENTO DO SECTOR AGRÍCOLA

Leia mais

O Preçário pode ser ainda consultado no Portal do Consumidor de Produtos e Serviços Financeiros www.bna.ao

O Preçário pode ser ainda consultado no Portal do Consumidor de Produtos e Serviços Financeiros www.bna.ao Instituição Financeira Bancaria com Sede em Território Nacional O Preçário pode ser consultado nas Agências e locais de atendimento ao público do Banco Keve e em www.bancokeve.ao O Preçário pode ser ainda

Leia mais

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CRÉDITO PESSOAL

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CRÉDITO PESSOAL ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CRÉDITO PESSOAL Índice Finalidades do crédito pessoal Ficha de Informação Normalizada (FIN) Montante e prazo Modalidades de reembolso Garantias Custos do crédito Taxa

Leia mais

Tabela de Taxas de Juro. Anexo II. Instituição Financeira Bancaria com Sede em Território Nacional. Entrada em vigor: 26 de Outubro de 2015

Tabela de Taxas de Juro. Anexo II. Instituição Financeira Bancaria com Sede em Território Nacional. Entrada em vigor: 26 de Outubro de 2015 Anexo II Instituição Financeira Bancaria com Sede em Território Nacional Entrada em vigor: 26 de Outubro de 2015 Preçário pode ser consultado nas Agências e locais de atendimento ao público do Banco Keve

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO Entrada em vigor: 01-DEZ-2014 FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros s 17. CONTAS DE DEPÓSITO 19. CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. Depósitos à ordem 19.1. Depósitos à ordem 17.2. Depósitos a prazo

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO Entrada em vigor: 01-DEZ-2014 FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros s 17. CONTAS DE DEPÓSITO 19. CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. Depósitos à ordem 19.1. Depósitos à ordem 17.2. Depósitos a prazo

Leia mais

O Preçário pode ser ainda consultado no Portal do Consumidor de Produtos e Serviços Financeiros www.bna.ao

O Preçário pode ser ainda consultado no Portal do Consumidor de Produtos e Serviços Financeiros www.bna.ao Instituição Financeira Bancaria com Sede em Território Nacional O Preçário pode ser consultado nas Agências e locais de atendimento ao público do Banco Keve e em www.bancokeve.ao O Preçário pode ser ainda

Leia mais

20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE)

20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE) 20.1. Linhas de crédito e contas correntes Empréstimos a taxa variável Conta Corrente Caucionada Conta Corrente Caucionada Conta Gestão de Tesouraria Linhas de Crédito Protocoladas Protocolo Turismo de

Leia mais

Linha Específica para as Micro e Pequenas Empresas

Linha Específica para as Micro e Pequenas Empresas Linha de Crédito PME Investe III Linha Específica para as Micro e Pequenas Empresas Objectivos Esta Linha de Crédito, criada no âmbito da Linha PME Investe III, visa facilitar o acesso ao crédito por parte

Leia mais

Regime Fiscal 2013 - Seguros Reais e de Poupança -

Regime Fiscal 2013 - Seguros Reais e de Poupança - Regime Fiscal i) Pessoas Singulares 1. PPR Plano Poupança Reforma pág.2 2. Seguros Vida: Capitalização e Reais pág.4 3. Seguros de Acidentes Pessoais pág.4 4. Seguro de Saúde pág.5 5. Regimes Especiais

Leia mais

Linha PME Investe V. Millennium bcp. Maio 2010

Linha PME Investe V. Millennium bcp. Maio 2010 Linha PME Investe V Millennium bcp Maio 2010 Protocolo celebrado entre o Millennium bcp, a PME Investimentos, o IAPMEI, as Sociedades de Garantia Mútua (Norgarante, Garval, Lisgarante e Agrogarante). Disponibiliza

Leia mais

LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN. Condições Gerais da Linha - Documento de Divulgação -

LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN. Condições Gerais da Linha - Documento de Divulgação - LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN Condições Gerais da Linha - Documento de Divulgação - A - Condições Gerais 1. Montante Global e Linhas Específicas: (Milhões de Euros) Montante Global da Linha 1.000 Linhas

Leia mais

Condições actuais do Protocolo para Colaboradores

Condições actuais do Protocolo para Colaboradores Direcção de Parcerias Comerciais Protocolos Condições actuais do Protocolo para Colaboradores Novembro de 2009 Conta Ordenado BPI Isenção das principais despesas do dia-a-dia: Isenção das despesas de manutenção

Leia mais

Linha de Crédito PME Crescimento 2015 - Respostas a questões das Instituições de Crédito - Versão v.1

Linha de Crédito PME Crescimento 2015 - Respostas a questões das Instituições de Crédito - Versão v.1 1. Condições a Observar pelas Empresas Beneficiárias Condições genéricas: 1.1. Localização (sede social) em território nacional; inclui Regiões Autónomas da Madeira e Açores, bem como Portugal Continental.

Leia mais

Projecto Cidadania - 3º Barómetro

Projecto Cidadania - 3º Barómetro Projecto Cidadania - 3º Barómetro 1. A carga fiscal em 2012 será maior do que em 2011: Sim Não Average Para as famílias? 106 (98.1%) 2 (1.9%) 1.02 108 100.0% Para as empresas? 75 (70.8%) 31 (29.2%) 1.29

Leia mais

20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE)

20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE) 20.1. Linhas de crédito e contas correntes Empréstimos a taxa variável Conta Corrente Caucionada Conta Corrente Caucionada IVA Advance Conta Gestão de Tesouraria Linha Banif FEI PME SMC Linhas de Crédito

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO Entre Agrupamento de Escolas Fernão do Pó, com n.º de Contribuinte 600079970 e sede em Av. Dr. Joaquim de Albuquerque, 2540-004 Bombarral, adiante designado por Agr. Escolas Fernão

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 96/2013 de 3 de Outubro de 2013

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 96/2013 de 3 de Outubro de 2013 PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 96/2013 de 3 de Outubro de 2013 Considerando a necessidade do Governo dos Açores continuar a potenciar a competitividade e crescimento sustentado

Leia mais

20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE)

20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE) 20.1. Linhas de crédito e contas correntes Empréstimos a taxa variável Conta Corrente Caucionada Conta Corrente Caucionada IVA Advance Conta Gestão de Tesouraria Linha Banif FEI PME Euribor 1M, 3M, 6M,

Leia mais

ANORECA Associação dos Industriais do Ensino de Condução Automóvel de Portugal e Banif Banco Internacional do Funchal EM PARCERIA

ANORECA Associação dos Industriais do Ensino de Condução Automóvel de Portugal e Banif Banco Internacional do Funchal EM PARCERIA ANORECA Associação dos Industriais do Ensino de Condução Automóvel de Portugal e Banif Banco Internacional do Funchal EM PARCERIA O Banif Banco Internacional do Funchal Com cerca de 400 pontos de venda

Leia mais

Benefícios Fiscais. Incentivos em regime contratual

Benefícios Fiscais. Incentivos em regime contratual Benefícios Fiscais O Estatuto dos Benefícios Fiscais consagra um conjunto de medidas de isenção e redução da carga fiscal para diversos tipos de projectos e investimentos. Os incentivos e benefícios fiscais

Leia mais

Soluções de Financiamento BES. 21 de Janeiro de 2014

Soluções de Financiamento BES. 21 de Janeiro de 2014 Soluções de Financiamento BES 21 de Janeiro de 2014 Agenda I. Enquadramento II. III. IV. Soluções de Financiamento para «Começar» Soluções de Financiamento para «Crescer e Consolidar» Soluções de Financiamento

Leia mais

PME Investe III Sector do Turismo

PME Investe III Sector do Turismo PME Investe III Sector do Turismo Linha Turismo de Habitação e Turismo em Espaço Rural Objectivos Esta Linha de Crédito, criada no âmbito da Linha Específica PME Investe III do Sector do Turismo, visa

Leia mais

JUNTOS DA ORIGEM AO DESTINO.

JUNTOS DA ORIGEM AO DESTINO. JUNTOS DA ORIGEM AO DESTINO. Linha Directa: 808 20 60 60 www.creditoagricola.pt Juntos da origem ao destino Crédito agrícola o seu parceiro de negócio 01 DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA 02 EMPRESAS DO GRUPO 03

Leia mais

Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO. Instituição Financeira Bancária TABELA DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 8 de Janeiro 2015

Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO. Instituição Financeira Bancária TABELA DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 8 de Janeiro 2015 Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO Instituição Financeira Bancária TABELA DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 8 de Janeiro 2015 O Preçário pode ser consultado nos balcões e locais de atendimento ao

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Meios de Movimentação Conta Completa Clientes Particulares, maiores de 18 anos, que sejam trabalhadores por conta de outrem e que aceitem domiciliar ou transferir,

Leia mais

É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado.

É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. de Cooperação Barclays at Work Índice 4. Crédito Habitação 5. Leasing 6. Seguros IV. Check List V. Contactos I. O Barclays no Mundo Grupo Financeiro

Leia mais

O Preçário das Operações BNI pode ser consultado nos Balcões e Locais de Atendimento ao público do Banco de Negócios Internacional ou em www.bni.

O Preçário das Operações BNI pode ser consultado nos Balcões e Locais de Atendimento ao público do Banco de Negócios Internacional ou em www.bni. Instituição Financeira Bancária Preçário das Operações ANEXO II Tabela de Taxas de Juro DATA DE ENTRADA EM VIGOR: 01 de Outubro de 2015 O Preçário das Operações BNI pode ser consultado nos Balcões e Locais

Leia mais

Taxa Anual Nominal (TAN) Euribor 6 meses + Spread 1,750% a 4,250% Euribor 6 meses + Spread 3,750% a 6,250% 0,032% 0,596% Euribor 6 meses +

Taxa Anual Nominal (TAN) Euribor 6 meses + Spread 1,750% a 4,250% Euribor 6 meses + Spread 3,750% a 6,250% 0,032% 0,596% Euribor 6 meses + 18.1. Crédito à habitação e contratos conexos Empréstimos a taxa variável Taxa Anual Efectiva (TAE) Prestação Indexada; Prestação Mínima; Crédito Não Residentes; Spread 1,750% a 4,250% 4,939% Prazo máximo

Leia mais

Linha Específica. Dotação Específica do Têxtil, Vestuário e Calçado CAE das divisões 13, 14 e 15

Linha Específica. Dotação Específica do Têxtil, Vestuário e Calçado CAE das divisões 13, 14 e 15 IAPMEI/DGAE (www.iapmei.pt / www.dgae.pt) PME Invest (Linha de Crédito com juro bonificado) Linha de Crédito PME Investe III Condições e processo de candidatura A Condições 1. Condições a observar pelas

Leia mais

LINHA DE APOIO À REESTRUTURAÇÃO DE DÍVIDA BANCÁRIA DAS EMPRESAS DOS AÇORES E APOIO À LIQUIDEZ

LINHA DE APOIO À REESTRUTURAÇÃO DE DÍVIDA BANCÁRIA DAS EMPRESAS DOS AÇORES E APOIO À LIQUIDEZ LINHA DE APOIO À REESTRUTURAÇÃO DE DÍVIDA BANCÁRIA DAS EMPRESAS DOS AÇORES E APOIO À LIQUIDEZ 1- O que é a Linha de Apoio à Reestruturação de Dívida Bancária das Empresas dos Açores e Apoio à Liquidez?

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 125/2014 de 4 de Agosto de 2014

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 125/2014 de 4 de Agosto de 2014 PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 125/2014 de 4 de Agosto de 2014 Através da Resolução do Conselho de Governo n.º 97/2013, de 3 de outubro, foi criada a Linha de Apoio à Reabilitação

Leia mais

PRAIE PROGRAMA DE APOIO AO INVESTIMENTO EMPRESARIAL NO CONCELHO DE VIANA DO ALENTEJO ANEXO 1 - NORMAS E CONDIÇÕES DE ACESSO ENQUADRAMENTO

PRAIE PROGRAMA DE APOIO AO INVESTIMENTO EMPRESARIAL NO CONCELHO DE VIANA DO ALENTEJO ANEXO 1 - NORMAS E CONDIÇÕES DE ACESSO ENQUADRAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO INVESTIMENTO EMPRESARIAL NO CONCELHO DE VIANA DO ALENTEJO ANEXO 1 - NORMAS E CONDIÇÕES DE ACESSO ENQUADRAMENTO 1) O Programa de Apoio ao Investimento Empresarial, adiante designado

Leia mais

Apresentação Do Banco. Setembro de 2010

Apresentação Do Banco. Setembro de 2010 Apresentação Do Banco Setembro de 2010 Conteúdos Onde estamos Missão Valores Accionistas Nosso mercado Responsabilidade social Factos Contactos Onde estamos Onde Estamos O Banco Terra está representado,

Leia mais

PME INVESTE V - 750 milhões de euros - ENCERRADA. PME IINVESTE II / QREN - 1.010 milhões de euros ABERTA

PME INVESTE V - 750 milhões de euros - ENCERRADA. PME IINVESTE II / QREN - 1.010 milhões de euros ABERTA PME INVESTE As Linhas de Crédito PME INVESTE têm como objectivo facilitar o acesso das PME ao crédito bancário, nomeadamente através da bonificação de taxas de juro e da redução do risco das operações

Leia mais

ESCOLA SECUNDARIA C/ 3 CICLO DE SANTA MARIA DA FEIRA ECONOMIA A 10º ANO TURMA A NOCTURNO MÓDULO TRÊS (TESTE FORMATIVO) EM 26/06/2007

ESCOLA SECUNDARIA C/ 3 CICLO DE SANTA MARIA DA FEIRA ECONOMIA A 10º ANO TURMA A NOCTURNO MÓDULO TRÊS (TESTE FORMATIVO) EM 26/06/2007 ESCOLA SECUNDARIA C/ 3 CICLO DE SANTA MARIA DA FEIRA ECONOMIA A 10º ANO TURMA A NOCTURNO MÓDULO TRÊS (TESTE FORMATIVO) EM 26/06/2007 7. POUPANÇA E INVESTIMENTO 1 Os rendimentos formados na produção são

Leia mais

Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO. Instituição Financeira Bancária TABELA DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 2 de Outubro 2015

Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO. Instituição Financeira Bancária TABELA DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 2 de Outubro 2015 Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO Instituição Financeira Bancária TABELA DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 2 de Outubro 2015 O Preçário pode ser consultado nos balcões e locais de atendimento ao

Leia mais

Breve síntese sobre os mecanismos financeiros de apoio à internacionalização e cooperação

Breve síntese sobre os mecanismos financeiros de apoio à internacionalização e cooperação Breve síntese sobre os mecanismos financeiros de apoio à internacionalização e cooperação 1 Incentivos financeiros à internacionalização Em 2010 os incentivos financeiros à internacionalização, não considerando

Leia mais

SISTEMA PORTUGUÊS DE GARANTIA MÚTUA

SISTEMA PORTUGUÊS DE GARANTIA MÚTUA SISTEMA PORTUGUÊS DE GARANTIA MÚTUA PORQUÊ A GARANTIA MÚTUA? Face a dificuldades no sistema financeiro convencional em resolver o problema da falha nos mercados de crédito, que não fazem chegar financiamento

Leia mais

Tabela de Taxas de Juro

Tabela de Taxas de Juro Preçário Banco Angolano de Investimentos, S.A. (Instituição Financeira Bancária) ANEXO II Tabela de Taxas de Juro DATA DE ENTRADA EM VIGOR: 26 DE MARÇO DE 2015 O Preçário pode ser consultado nos balcões

Leia mais

Empreendedorismo e Inovação O Futuro dos Empresários e PME com Ambição. Luis Costa Direcção de Marketing e Comunicação Banif

Empreendedorismo e Inovação O Futuro dos Empresários e PME com Ambição. Luis Costa Direcção de Marketing e Comunicação Banif Empreendedorismo e Inovação O Futuro dos Empresários e PME com Ambição Agenda 01 02 03 04 05 BANIF ID IMPORTÂNCIA DO EMPREENDEDORISMO: ECOSSISTEMA VITAL PRODUTOS E ABORDAGEM COMERCIAL: SOLUÇÕES BANIF EMPREENDER

Leia mais

PME Investe III LINHAS DE CRÉDITO ÀS EMPRESAS

PME Investe III LINHAS DE CRÉDITO ÀS EMPRESAS PME Investe III LINHAS DE CRÉDITO ÀS EMPRESAS Reforço dos Capitais Permanentes Nuno Gonçalves nuno.goncalves@iapmei.pt Linhas de Crédito Linhas LINHAS DE FINANCIAMENTO VALOR Operações Entradas Operações

Leia mais

Ordem de Serviço Nº 03/CA/2011 Presidente do Conselho de Administração

Ordem de Serviço Nº 03/CA/2011 Presidente do Conselho de Administração Ordem de Serviço Nº 03/CA/2011 Presidente do Conselho de Administração ASSUNTO: ALTERAÇÃO DO REGULAMENTO DE CRÉDITO O Conselho de Administração da Cooperativa de Poupança e Crédito, SCRL, no âmbito das

Leia mais

REAL PPR SEGURO MAIS Informações Pré-Contratuais

REAL PPR SEGURO MAIS Informações Pré-Contratuais TIPO DE CLIENTE Particulares, Profissionais Liberais e Empresas. SEGMENTO-ALVO Este produto destina-se a Clientes com perfil de risco conservador, que privilegiam a preservação do capital investido e a

Leia mais

Linha de apoio à reestruturação de dívida bancária das empresas dos Açores- Condições e Procedimentos

Linha de apoio à reestruturação de dívida bancária das empresas dos Açores- Condições e Procedimentos Linha de apoio à reestruturação de dívida bancária das empresas dos Açores- Condições e Procedimentos 1. Beneficiários Empresas com sede na Região Autónoma dos Açores que não tenham como actividade principal

Leia mais

Serviços de Acção Social da Universidade dos Açores Regras Técnicas 2008-2009/2009-2010

Serviços de Acção Social da Universidade dos Açores Regras Técnicas 2008-2009/2009-2010 Regras Técnicas 2008-2009/2009-2010 Considerando o regime de atribuição de bolsas de estudo a estudantes do Ensino Superior Público, determino os critérios e procedimentos técnicos a adoptar pelos Serviços

Leia mais

10. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) ( ÍNDICE)

10. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) ( ÍNDICE) 10.1. Linhas de crédito e contas correntes Linhas de crédito / Contas correntes Conta Corrente Caucionada iniciais 1. Comissão de abertura 1,00 300,00/ 2. Comissão de prorrogação 3. Comissão de renovação

Leia mais

Abra uma Conta Ordenado BBVA e conheça todas as vantagens que tornam a sua vida mais fácil:

Abra uma Conta Ordenado BBVA e conheça todas as vantagens que tornam a sua vida mais fácil: Protocolo BBVA Soluções Financeiras Conheça as soluções financeiras que o BBVA tem para lhe oferecer e aproveite o Protocolo BBVA com condições exclusivas para os Sócios e Filhos dos Sócios do COFRE DA

Leia mais

PME Investe III Sector do Turismo

PME Investe III Sector do Turismo PME Investe III Sector do Turismo Linha Turismo de Habitação e Turismo em Espaço Rural Beneficiários Poderão beneficiar desta linha as empresas que: Comprovem ser Micro e Pequenas Empresas através da certificação

Leia mais

1.2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO... 6 1.2.1. CRÉDITO À HABITAÇÃO E CONTRATOS CONEXOS... 6

1.2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO... 6 1.2.1. CRÉDITO À HABITAÇÃO E CONTRATOS CONEXOS... 6 Índice 1. CLIENTES PARTICULARES... 3 1.1. CONTAS DE DEPÓSITO... 3 1.1.1. DEPÓSITO À ORDEM... 3 1.1.2. DEPÓSITO A PRAZO... 3 1.1.3. OUTRAS MODALIDADES DE DEPÓSITO... 4 1.2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO... 6 1.2.1.

Leia mais

Novas linhas de intervenção do sistema de garantia mútua desenvolvidas desde o segundo semestre de 2008

Novas linhas de intervenção do sistema de garantia mútua desenvolvidas desde o segundo semestre de 2008 1/1 Novas linhas de intervenção do sistema de garantia mútua desenvolvidas desde o segundo semestre de 2008 No cenário da actual conjuntura económica o sistema de garantia mútua é visto quer pelos parceiros

Leia mais

Contribuir para o desenvolvimento da região em que se inserem;

Contribuir para o desenvolvimento da região em que se inserem; SIPIE SISTEMA DE INCENTIVOS A PEQUENAS INICIATIVAS EMPRESARIAIS FICHA DE MEDIDA Apoia projectos com investimento mínimo elegível de 15.000 e a um máximo elegível de 150.000, que visem a criação ou desenvolvimento

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JUROS CLIENTES PARTICULARES

FOLHETO DE TAXAS DE JUROS CLIENTES PARTICULARES FOLHETO DE TAXAS DE JUROS CLIENTES PARTICULARES 1 17. CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. DEPÓSITO À PRAZO FOLHETO DE TAXAS DE JURO CLIENTES PARTICULARES Moeda nacional - residentes (2) Taxa anual nominal Bruta 1.

Leia mais

Linha de Crédito PME Crescimento 2015 - Respostas a questões das Instituições de Crédito - Versão v.1

Linha de Crédito PME Crescimento 2015 - Respostas a questões das Instituições de Crédito - Versão v.1 1. Condições a Observar pelas Empresas Beneficiárias Condições genéricas: 1.1. Localização (sede social) em território nacional; inclui Regiões Autónomas da Madeira e Açores, bem como Portugal Continental.

Leia mais