Questão 04- A diferença de potencial entre as placas de um capacitor de placas paralelas de 40μF carregado é de 40V.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Questão 04- A diferença de potencial entre as placas de um capacitor de placas paralelas de 40μF carregado é de 40V."

Transcrição

1 COLÉGIO SHALOM Trabalho de recuperação Ensino Médio 3º Ano Profº: Wesley da Silva Mota Física Entrega na data da prova Aluno (a) :. No. 01-(Ufrrj-RJ) A figura a seguir mostra um atleta de ginástica olímpica Valor: no aparelho Nota: de argolas. Fazer um resumo, MANUSCRITO, dos capítulos: Capítulo 11 As leis de Kirchoff Capítulo 12 Capacitores Capítulo 13 Campos magnéticos Capítulo 14 Força magnética Capítulo 15 Indução eletromagnética Questão 01- Um equipamento elétrico contém duas pilhas de 1,5V em série, que carregam um capacitor de capacitância 6, F. Determine carga elétrica que se acumula no capacitor: Questão 02- O catálogo de uma fábrica de capacitores descreve um capacitor de 25V de tensão de trabalho e capacitância de μF. Se a energia armazenada nesse capacitor se descarrega em um motor, sem atrito, arranjado para levantar um tijolo de 0,5kg de massa, a altura alcançada pelo tijolo é: (considere g=10m/s 2 ) Questão 03 - Se a área de cada armadura desse mesmo capacitor de capacidade 8, F é de 200 cm 2 e o dielétrico entre as armaduras é o ar, determine a) a permissividade elétrica do ar. b) a distância entre elas, em metros. Questão 04- A diferença de potencial entre as placas de um capacitor de placas paralelas de 40μF carregado é de 40V.

2 a) Qual a carga no capacitor? b) Qual a energia armazenada? c) Sabendo-se que a distância entre as placas do capacitor é 2 mm, determine a nova capacitância se aumentarmos essa distância para 4 mm. Questão 05 - No circuito a seguir os três capacitores têm a mesma capacitância C 1 = C 2 = C 3 = 1 μf. a) Qual a diferença de potencial nos terminais do capacitor C 1, em volts? b) Qual a energia potencial elétrica armazenada no capacitor C 1? Questão 06 - Duas baterias de fem 10V e 20V, respectivamente, estão ligadas a duas resistências de 200Ω e 300μΩ e com um capacitor de 2μF, como mostra a figura. Sendo Q a carga do capacitor e P a potência total dissipada depois de estabelecido o regime estacionário conclui-se que: a) Q=14μC; P=0,1W b) Q=28μC; P=0,2W c) Q=28μC; P=10W d) Q=32μC; P=0,1W e) Q=32μC; P=0,2W Questão 07 - Entre os pontos A e B é mantida uma tensão U= 20V. Determine a intensidade da corrente que atravessa esse trecho.

3 Questão 08 - No circuito esquematizado a seguir, o amperímetro ideal indica uma corrente de intensidade 2,0A. O valor da resistência R da lâmpada, em ohms, é igual a: Questão 09 - Se dobrarmos a carga acumulada nas placas de um capacitor, a diferença de potencial entre suas placas ficará: a) inalterada. b) multiplicada por quatro. c) multiplicada por dois. d) dividida por quatro. e) dividida por dois. Questão 10 - Na figura abaixo, cada capacitor tem capacitância C = 11μ F. Entre os pontos A e B existe uma diferença de potencial de 10 V. Qual é a carga total armazenada no circuito? Questão 11 - Um elétron (carga q e massa m) é lançado com velocidade v, perpendicularmente a um campo magnético B, descrevendo um círculo de raio R. Se duplicarmos o valor de v, qual será o valor de R? Dado: força centrípeta: mv 2 /R

4 Questão 12 - Um condutor retilíneo de comprimento 0,5 m é percorrido por uma corrente de intensidade 4,0 A. O condutor está totalmente imerso num campo magnético de intensidade 10-3 T, formando com a direção do campo um ângulo de 30. Determine a intensidade da força magnética que atua sobre o condutor. Questão 13 - O condutor AB contido no plano da figura, de comprimento l = 10 cm é percorrido por uma corrente de 5A numa região de indução magnética uniforme de intensidade 0,01 T. Podemos concluir que: a) não há força magnética sobre o condutor; b) a força magnética pode ser calculada pois não se conhece o ângulo entre o condutor e a indução magnética; c) a força magnética tem intensidade N; d) a força magnética tem intensidade N; e) a força magnética tem intensidade 5N. Questão 14. A figura abaixo representa um condutor retilíneo, percorrido por uma corrente I, conforme a convenção indicada. O sentido do campo magnético no ponto P, localizado no plano da figura, é: a) contrário ao da corrente; b) saindo perpendicularmente da página; c) entrando perpendicularmente na página; d) para sua esquerda, no plano do papel; e) para sua direita, no plano do papel. Questão 15 - Nos pontos internos de um longo solenóide percorrido por corrente elétrica contínua, as linhas de indução do campo magnético são: a) radiais com origem no eixo do solenóide; b) circunferências concêntricas; c) retas paralelas ao eixo do solenóide; d) hélices cilíndricas; e) não há linhas de indução pois o campo magnético é nulo no interior do solenóide.

5 Questão 16 - Um fio longo e retilíneo é percorrido por uma corrente elétrica constante I e o vetor indução magnética em um ponto próximo ao fio tem módulo B. Se o mesmo fio for percorrido por uma corrente elétrica constante igual a 3I, Determine o valor do módulo do vetor indução magnética, no mesmo ponto próximo ao fio. Questão 17 - Dois fios longos e paralelos, colocados a uma pequena distância um do outro, são percorridos por correntes de intensidade i 1 e i 2. Nestas condições, pode-se afirmar que: a) A força magnética induzida será de atração se as correntes tiverem o mesmo sentido e de repulsão se tiverem sentidos opostos. b) A força magnética induzida será sempre de atração. c) A força magnética induzida será sempre de repulsão. d) Não aparece força alguma entre os condutores desde que as correntes tenham a mesma intensidade e o mesmo sentido. e) Não aparece força alguma entre os condutores desde que as correntes tenham a mesma intensidade e o mesmo sentido. Questão 18 - Uma espira em forma de U está ligada a um condutor móvel AB. O conjunto é submetido a um campo de indução magnética, B = 4,0 T, perpendicular ao plano do papel e orientado para dentro dele. A largura da espira é, L = 2,0 cm. Responda: a) Determine a força eletromotriz induzida, sabendo que a velocidade do condutor AB é 20 cm / s. b) escreva o sentido convencional da corrente. Questão 19 - O imã da figura está estabelecendo um fluxo Φ 1 = 0, Wb. Aproximando rapidamente o imã da espira, o fluxo passa a valer Φ 2 = 2, Wb. Supondo que essa variação ocorreu em um intervalo de tempo Δt=0,5 s e que a resistência da espira vale 1,0 Ω. a) determine a intensidade da corrente induzida na espira. b) escreva o sentido da corrente elétrica induzida para uma pessoa que está de frente ao amperímetro, A.

6 Questão 20 - A Figura à direita mostra uma espira metálica com 60 cm de lado, sendo deslocada para a direita, com velocidade v = 20 m/s em uma região onde existe um campo magnético uniforme de intensidade B = 0,10 T, perpendicular ao plano da espira e saindo do papel. De acordo com essas informações, responda: a) Determine a f.e.m induzida. b) Escreva o sentido da corrente elétrica induzida na espira. Tenha um bom trabalho! Profª. Wesley

CURSO E COLÉGIO OBJETIVO TREINO PARA A PROVA DE FÍSICA F.3 PROF. Peixinho 3 o Ano E.M. 2 o Bimestre-2010

CURSO E COLÉGIO OBJETIVO TREINO PARA A PROVA DE FÍSICA F.3 PROF. Peixinho 3 o Ano E.M. 2 o Bimestre-2010 EXERCÍCIOS PARA ESTUDO 1. (Fuvest) O circuito a seguir mostra uma bateria de 6V e resistência interna desprezível, alimentando quatro resistências, em paralelo duas a duas. Cada uma das resistências vale

Leia mais

- Carga elétrica - Força elétrica -Campo elétrico - Potencial elétrico - Corrente elétrica - Campo magnético -Força magnetica

- Carga elétrica - Força elétrica -Campo elétrico - Potencial elétrico - Corrente elétrica - Campo magnético -Força magnetica GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR: Jonas Tavares DISCIPLINA: Física SÉRIE: 3º ALUNO(a): Trabalho Recuperação 1º semestre No Anhanguera você é + Enem RELAÇÃO DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO - Carga elétrica - Força

Leia mais

INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA

INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA 1. (ITA 2009) Uma haste metálica com 5,0 kg de massa e resistência de 2,0 Ω desliza sem atrito sobre duas barras paralelas separadas de 1,0 m, interligadas por um condutor de resistência

Leia mais

Problemas de magnetismo (campo de fio retilíneo)

Problemas de magnetismo (campo de fio retilíneo) Lista de Magnetismo Problemas de magnetismo (campo de fio retilíneo) 1) (FUVEST 00) Apoiado sobre uma mesa, observa-se o trecho de um fio longo, ligado a uma bateria. Cinco bússolas são colocadas próximas

Leia mais

Magnetismo. Propriedades Magnéticas Campo Magnético Vetor Indução Magnética

Magnetismo. Propriedades Magnéticas Campo Magnético Vetor Indução Magnética Magnetismo Propriedades Magnéticas Campo Magnético Vetor Indução Magnética Orientação Geográfica Norte Geográfico N Sul Geográfico S Atração e Repulsão S N N S N S S N N S N S Inseparabilidade N S N S

Leia mais

Sétima Lista - Lei de Faraday

Sétima Lista - Lei de Faraday Sétima Lista - Lei de Faraday FGE211 - Física III Sumário O fluxo magnético através de uma superfície S é definido como Φ B = B da A Lei da Indução de Faraday afirma que a força eletromotriz (fem) induzida

Leia mais

Questão 37. Questão 39. Questão 38. alternativa C. alternativa A

Questão 37. Questão 39. Questão 38. alternativa C. alternativa A Questão 37 Segundo a lei da gravitação de Newton, o módulo F da força gravitacional exercida por uma partícula de massa m 1 sobre outra de massa m,àdistânciad da primeira, é dada por F = G mm 1, d onde

Leia mais

COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD PISM III- TRIÊNIO PROVA DE FÍSICA

COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD PISM III- TRIÊNIO PROVA DE FÍSICA PISM III- TRIÊNIO 008-00 Na solução da prova, use quando necessário: Aceleração da gravidade g = 0 m / s 8 ;Velocidade da luz no vácuo c = 3,0 0 m/s Permeabilidade magnética do vácuo = 7 µ T m A 0 4π 0

Leia mais

CAPACITORES Profº João Escalari DP ESQ

CAPACITORES Profº João Escalari DP ESQ 1. Três esferas condutoras de raios R, 3R e 5R e eletrizadas, respectivamente, com quantidade de cargas iguais a - 15 C, - 30 C e + 13 C estão muito afastadas entre si. As esferas são então interligadas

Leia mais

Exercícios 6 1. real 2. Resp: 3. o sentido convencional Resp: 4. Resp: 5. (a) (b) (c) Resp: (b) (c) Resp:

Exercícios 6 1. real 2. Resp: 3. o sentido convencional Resp: 4. Resp: 5. (a) (b) (c) Resp: (b) (c) Resp: Exercícios 6 1. A corrente elétrica real através de um fio metálico é constituída pelo movimento de: a) Cargas positivas do maior para o menor potencial. b) Cargas positivas. c) Elétrons livres no sentido

Leia mais

φ = B A cosθ, em que θ é o ângulo formado entre a normal ao plano da

φ = B A cosθ, em que θ é o ângulo formado entre a normal ao plano da 01 As afirmativas: I) Falsa, pois o ângulo formado entre a normal ao plano da espira é de 60, assim o fluxo eletromagnético é: φ = B A cosθ, em que θ é o ângulo formado entre a normal ao plano da espira

Leia mais

1º SIMULADO DISCURSIVO IME FÍSICA

1º SIMULADO DISCURSIVO IME FÍSICA FÍSICA Questão 1 Considere o veículo de massa M percorrendo uma curva inclinada, de ângulo, com raio R constante, a uma velocidade V. Supondo que o coeficiente de atrito dos pneus com o solo seja, calcule

Leia mais

FICHA DE TRABALHO DE FÍSICA E QUÍMICA A DEZEMBRO 2010

FICHA DE TRABALHO DE FÍSICA E QUÍMICA A DEZEMBRO 2010 FICHA DE TRABALHO DE FÍSICA E QUÍMICA A DEZEMBRO 2010 APSA Nº11 11º Ano de Escolaridade 1- Classifique como verdadeiras ou falsas cada uma das seguintes afirmações, corrigindo estas últimas sem recorrer

Leia mais

1 a Questão: (2,0 pontos)

1 a Questão: (2,0 pontos) a Questão: (, pontos) Um bloco de massa m, kg repousa sobre um plano inclinado de um ângulo θ 37 o em relação à horizontal. O bloco é subitamente impulsionado, paralelamente ao plano, por uma marretada,

Leia mais

Força Magnética sobre Condutores Retilíneos

Força Magnética sobre Condutores Retilíneos PROFESSOR Edney Melo ALUNO(A): Nº TURMA: TURNO: DATA: / / COLÉGIO: Força Magnética sobre Condutores Retilíneos Na aula anterior, pudemos observar que uma partícula dotada de carga elétrica, em movimento

Leia mais

Duração do exame: 2:30h Leia o enunciado com atenção. Justifique todas as respostas. Identifique e numere todas as folhas da prova.

Duração do exame: 2:30h Leia o enunciado com atenção. Justifique todas as respostas. Identifique e numere todas as folhas da prova. Duração do exame: :3h Leia o enunciado com atenção. Justifique todas as respostas. Identifique e numere todas as folhas da prova. Problema Licenciatura em Engenharia e Arquitetura Naval Mestrado Integrado

Leia mais

QUESTÕES DA PROVA DE RÁDIO ELETRICIDADE - PARTE - 2

QUESTÕES DA PROVA DE RÁDIO ELETRICIDADE - PARTE - 2 QUESTÕES DA PROVA DE RÁDIO ELETRICIDADE - PARTE - 2 QUESTÃO 50 Se aumentarmos o valor da corrente através de um fio condutor, o que acontece com o campo magnético: a. Diminui a intensidade b. Aumenta a

Leia mais

U = U 1 + U 2 + U 3. I = i 1 = i 2 = i 3. R eq = R 1 + R 2 + R 3. R eq = resistência equivalente (Ω) U = ddp da associação (V)

U = U 1 + U 2 + U 3. I = i 1 = i 2 = i 3. R eq = R 1 + R 2 + R 3. R eq = resistência equivalente (Ω) U = ddp da associação (V) Acesse. www.professorarnon.com Eletricidade Básica. Associação de Resistências em Série Vários resistores estão associados em série quando são ligados um em seguida do outro, de modo a serem percorridos

Leia mais

Prof. A.F.Guimarães Física 3 Questões 10

Prof. A.F.Guimarães Física 3 Questões 10 Questão 1 Numa região do espaço existe um campo magnético tal que é um vetor constante no espaço, porém variável no tempo. Coloca-se neste campo uma espira contida num plano que forma um ângulo com o vetor.

Leia mais

EXERCÍCIOS DE ELETRICIDADE

EXERCÍCIOS DE ELETRICIDADE EXERCÍCIOS DE ELETRICIDADE Revisão de Eletricidade (Física) do Ensino Médio A - Corrente e Tensão Elétrica 1. Numa seção reta de um condutor de eletricidade, passam 12 C a cada minuto. Nesse condutor,

Leia mais

Magnetismo e Eletromagnetismo

Magnetismo e Eletromagnetismo Magnetismo e Eletromagnetismo Professor Walescko 18 de outubro de 2005 Sumário 1 Exercícios 1. Quando um ímã em forma de barra é partido ao meio, observa-se que (a) separamos o pólo norte do pólo sul.

Leia mais

= 36 = (m/s) = 10m/s. 2) Sendo o movimento uniformemente variado, vem: V = V 0 0 = 10 4,0. T T = 2,5s

= 36 = (m/s) = 10m/s. 2) Sendo o movimento uniformemente variado, vem: V = V 0 0 = 10 4,0. T T = 2,5s 11 FÍSICA Um veículo está rodando à velocidade de 36 km/h numa estrada reta e horizontal, quando o motorista aciona o freio. Supondo que a velocidade do veículo se reduz uniformemente à razão de 4 m/s

Leia mais

Exercícios de Física Eletrodinâmica

Exercícios de Física Eletrodinâmica Exercícios de Física Eletrodinâmica Lista elaborada pelo Professor Fernando Valentim nandovalentim@yahoo.com.br 01. No circuito da figura, o gerador é ideal. A intensidade da corrente elétrica que passa

Leia mais

b) átomos do dielétrico absorvem elétrons da placa negativa para completar suas camadas eletrônicas externas;

b) átomos do dielétrico absorvem elétrons da placa negativa para completar suas camadas eletrônicas externas; GOIÂNIA, _28 / 10 / 2016 PROFESSOR: Jonas Tavares DISCIPLINA: Física SÉRIE: 3º ALUNO(a): L1 4º Bim Data da Prova: 28/10/2016 No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente

Leia mais

Questão 11. Questão 13. Questão 12. Resposta. Resposta. b) a intensidade da força de atrito entre os dois blocos.

Questão 11. Questão 13. Questão 12. Resposta. Resposta. b) a intensidade da força de atrito entre os dois blocos. Questão 11 Um veículo está rodando à velocidade de 36 km/h numa estrada reta e horizontal, quando o motorista aciona o freio. Supondo que a velocidade do veículo se reduz uniformemente à razão de 4 m/s

Leia mais

FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL II PROF JOÃO RODRIGO ESCALARI ESQ. - EXERCÍCIOS DE FÍSICA II GERADORES E LEI DE POULIETT

FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL II PROF JOÃO RODRIGO ESCALARI ESQ. - EXERCÍCIOS DE FÍSICA II GERADORES E LEI DE POULIETT FÍSIC GERL E EXPERIMENTL II PROF JOÃO RODRIGO ESCLRI - 2012 ESQ. - EXERCÍCIOS DE FÍSIC II GERDORES E LEI DE POULIETT 1. 4. figura representa um trecho de um circuito percorrido por uma corrente com intensidade

Leia mais

4. A eletrosfera de um átomo estável de ferro contém 26 elétrons. Determinar a carga elétrica de sua eletrosfera. Resp.: 4,1652.

4. A eletrosfera de um átomo estável de ferro contém 26 elétrons. Determinar a carga elétrica de sua eletrosfera. Resp.: 4,1652. 1 Eletricidade ndustrial Prof. Vernetti Lista de exercícios 1 1. Estrutura da matéria e carga elétrica 1. Segundo o modelo de Bohr da estrutura atômica dos elementos, os elétrons de um átomo ocupam determinados

Leia mais

SIMULADO DE FÍSICA. a) 26 m. b) 14 m. c) 12 m. d) 10 m. e) 2 m

SIMULADO DE FÍSICA. a) 26 m. b) 14 m. c) 12 m. d) 10 m. e) 2 m SIMULADO DE FÍSICA 1. Num estacionamento, um coelho se desloca, em seqüência, 12 m para o Oeste, 8 m para o Norte e 6 m para o Leste. O deslocamento resultante tem módulo. a) 26 m b) 14 m c) 12 m d) 10

Leia mais

Corrente elétrica. GRANDE revolução tecnológica. Definição de corrente Controle do movimento de cargas

Corrente elétrica. GRANDE revolução tecnológica. Definição de corrente Controle do movimento de cargas Definição de corrente Controle do movimento de cargas corrente elétrica{ GANDE revolução tecnológica fi eletrotécnica, eletrônica e microeletrônica (diversidade de aplicações!!) Ex. motores elétricos,

Leia mais

3ª Ficha. Corrente, resistência e circuitos de corrente contínua

3ª Ficha. Corrente, resistência e circuitos de corrente contínua 3ª Ficha Corrente, resistência e circuitos de corrente contínua 1- Um condutor eléctrico projectado para transportar corrente elevadas possui um comprimento de 14.0 m e uma secção recta circular com diâmetro

Leia mais

Lista de Exercícios 7 Lei de Ampère

Lista de Exercícios 7 Lei de Ampère Lista de Exercícios 7 Lei de Ampère E8.1 Exercícios E8.1 Um fio de material supercondutor de raio igual a 10 µm transporta uma corrente de 100 A. Calcule o campo magnético na superfície do fio. R.,0 T.

Leia mais

CONDUTORES E ISOLANTES

CONDUTORES E ISOLANTES ELETRICIDADE CONDUTORES E ISOLANTES O FÍSICO INGLÊS STEPHEN GRAY PERCEBEU QUE ALGUNS FIOS CONDUZIAM BEM A ELETRICIDADE E CHAMOU-OS DE CONDUTORES E, AOS QUE NÃO CONDUZIAM OU CONDUZIAM MAL A ELETRICIDADE,

Leia mais

EXERCÍCIOS DE TREINAMENTO

EXERCÍCIOS DE TREINAMENTO 1. (G1) O que é um farad (F)? EXERCÍCIOS DE TREINAMENTO RSE 2. (Unesp) São dados um capacitor de capacitância (ou capacidade) C, uma bateria de f.e.m. e dois resistores cujas resistências são, respectivamente,

Leia mais

FORÇA MAGNÉTICA SOBRE CONDUTORES

FORÇA MAGNÉTICA SOBRE CONDUTORES 73 11 FORÇA MAGNÉTCA SOBRE CONDUTORES 11.1 - EFETO DE UM ÍMÃ EM UM FO CONDUZNDO CORRENTE Considere o campo magnético uniforme entre os pólos de um imã permanente, como pode ser visto na figura 11.1. N

Leia mais

CURSO E COLÉGIO OBJETIVO

CURSO E COLÉGIO OBJETIVO 1. (Ufpe 96) Duas cargas elétricas - Q e + q são mantidas nos pontos A e B, que distam 82 cm um do outro (ver figura). Ao se medir o potencial elétrico no ponto C, à direta de B e situado sobre a reta

Leia mais

1ª LISTA DE FÍSICA 1º BIMESTRE

1ª LISTA DE FÍSICA 1º BIMESTRE Professor (a): PAULO Disciplina FÍSICA Aluno (a): Série: 3ª Data: / / 2015 1ª LISTA DE FÍSICA 1º BIMESTRE 1) Uma descarga elétrica ocorre entre uma nuvem que está a 2.000 m de altura do solo. Isso acontece

Leia mais

PROVA DE FÍSICA II. Dado: calor latente de fusão da água = 3,5 x 10 5 J/kg. A) 100 B) 180 D) Zero C) 240 E) 210

PROVA DE FÍSICA II. Dado: calor latente de fusão da água = 3,5 x 10 5 J/kg. A) 100 B) 180 D) Zero C) 240 E) 210 PROVA DE FÍSCA Esta prova tem por finalidade verificar seus conhecimentos das leis que regem a natureza. nterprete as questões do modo mais simples e usual. Não considere complicações adicionais como fatores

Leia mais

Eletrodinânica - Exercícios

Eletrodinânica - Exercícios Eletrodinânica - Exercícios Professor Walescko 13 de outubro de 2005 Sumário 1 Exercícios 1 2 Vestibulares UFRGS 7 3. O gráfico representa a corrente elétrica i em função da diferença de potencial V aplicada

Leia mais

Portanto 7 maneiras diferentes

Portanto 7 maneiras diferentes TC 4 UECE 0 FASE PROF.: Célio Normando Conteúdo: Força de Atrito. A figura abaixo ilustra um bloco de massa igual a 8 kg, em repouso, apoiado sobre um plano horizontal. Um prato de balança, com massa desprezível,

Leia mais

IJSO Preparação de Física (Lista 03) Aluno: Código:

IJSO Preparação de Física (Lista 03) Aluno: Código: IJSO Preparação de Física (Lista 03) Aluno: Código: Dados: g = 10 m /s 2 1 atm = 1,0.10 5 Pa Parte I: Questões (valor: 8,5) 01. (1,0) Dois trens I e II, cujas frentes distam A metros entre si no instante

Leia mais

= Q moeda F at. . t = 0 mv 0. g t

= Q moeda F at. . t = 0 mv 0. g t 25 e FÍSICA Uma moeda é lançada horizontalmente, com velocidade inicial de 10 m/s, sobre uma superfície áspera, horizontal. Sabendo-se que a moeda atinge o repouso 10 s após o lançamento, o coeficiente

Leia mais

Letras em Negrito representam vetores e as letras i, j, k são vetores unitários.

Letras em Negrito representam vetores e as letras i, j, k são vetores unitários. Lista de exercícios 4 Potencial Elétrico Letras em Negrito representam vetores e as letras i, j, k são vetores unitários. 1. Boa parte do material dos anéis de Saturno está na forma de pequenos grãos de

Leia mais

INSTITUTO SÃO JOSÉ - RSE LISTA PREPARATÓRIA PARA PROVA DO TERCEIRO TRIMESTRE

INSTITUTO SÃO JOSÉ - RSE LISTA PREPARATÓRIA PARA PROVA DO TERCEIRO TRIMESTRE 1. (Unesp) Mediante estímulo, 2 10 íons de K atravessam a membrana de uma célula nervosa em 1,0 milisegundo. Calcule a intensidade dessa corrente elétrica, sabendo-se que a carga elementar é 1,6 10 ª C.

Leia mais

COLÉGIO SHALOM. Trabalho de recuperação Ensino Médio 2º Ano Profº: Wesley da Silva Mota Física

COLÉGIO SHALOM. Trabalho de recuperação Ensino Médio 2º Ano Profº: Wesley da Silva Mota Física COLÉGIO SHALOM Trabalho de recuperação Ensino Médio 2º Ano Profº: Wesley da Silva Mota Física Entrega na data da prova Aluno (a) :. No. 01-(Ufrrj-RJ) A figura a seguir mostra um atleta de ginástica olímpica

Leia mais

FÍSICA II. (Dados sen 30 o = 0,5 e g = 10 m/s 2 )

FÍSICA II. (Dados sen 30 o = 0,5 e g = 10 m/s 2 ) FÍSCA Esta prova tem por finalidade verificar seus conhecimentos das leis que regem a natureza. nterprete as questões do modo mais simples e usual. Não considere complicações adicionais por fatores não

Leia mais

Física 2. v (km/h) t(h) Resposta: 02

Física 2. v (km/h) t(h) Resposta: 02 Física 2 Valores de algumas grandezas físicas celeração da gravidade: m/s 2 Densidade da água: 1 g/cm 3 Carga do elétron: 1,6 x -19 C Constante de Planck: 6,6 x -34 J.s Velocidade da luz no vácuo: 3 x

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL SESC CIDADANIA

CENTRO EDUCACIONAL SESC CIDADANIA CENTRO EDUCACIONAL SESC CIDADANIA Professor: Vilson Mendes Lista de exercícios de Física I ENSINO MÉDIO NOTA: Aluno (: Data SÉRIE/TURMA 3ª Lista 2 Campo Elétrico 1. Em certa região existe um vetor campo

Leia mais

FÍSICA II. 02. Uma das extremidades de um fio de comprimento 3,0 m é presa a um diapasão elétrico; a outra passa por

FÍSICA II. 02. Uma das extremidades de um fio de comprimento 3,0 m é presa a um diapasão elétrico; a outra passa por FÍSICA II Esta prova tem por finalidade verificar seus conhecimentos das leis que regem a natureza. Interprete as questões do modo mais simples e usual. Não considere complicações adicionais por fatores

Leia mais

Indução Eletromagnética

Indução Eletromagnética Indução Eletromagnética 1 Aprendemos que uma força eletromotriz (fem) é necessária para produzir uma corrente em um circuito. Até aqui, quase sempre tomamos uma bateria como a fonte de fem. Contudo, para

Leia mais

Física. 28)Para exemplificar pares de forças, segundo o princípio da ação-reação, são apresentadas as seguintes situações:

Física. 28)Para exemplificar pares de forças, segundo o princípio da ação-reação, são apresentadas as seguintes situações: Física 26) De um determinado local da superfície da Terra um objeto é lançado verticalmente para cima Considerando as seguintes grandezas físicas envolvidas nesse experimento: 1 velocidade inicial de lançamento,

Leia mais

UFJF PISM º DIA (FÍSICA)

UFJF PISM º DIA (FÍSICA) UFJF PISM 2017 3 2º DIA (FÍSICA) 1 ATENÇÃO: 1. Utilize somente caneta azul ou preta. 2. ESCREVA OU ASSINE SEU NOME SOMENTE NO ESPAÇO PRÓPRIO DA CAPA. 3. O espaço que está pautado nas questões é para a

Leia mais

VESTIBULAR UFPE UFRPE / ª ETAPA

VESTIBULAR UFPE UFRPE / ª ETAPA FÍSIC - 3 9$/25(6 '( $/*80$6 *5$1'(=$6 )Ë6,&$6 $FHOHUDomR GD JUDYLGDGH J 1 k = = 9,0x10 9 4π 0 N.m 2 C 2 PV 'HQVLGDGH GD ijxd [ NJP &DUJD GR HOpWURQ [ ± & ËQGLFH GH UHIUDomR GD ijxd 01. Uma tábua uniforme

Leia mais

Eletricidade e Magnetismo. Fluxo Elétrico Lei De Gauss

Eletricidade e Magnetismo. Fluxo Elétrico Lei De Gauss Eletricidade e Magnetismo Fluxo Elétrico Lei De Gauss 1. A figura seguinte mostra uma seção de uma barra cilíndrica de plástico infinitamente longo, com uma densidade linear de carga positiva uniforme.

Leia mais

Capítulo 27: Circuitos

Capítulo 27: Circuitos Capítulo 7: Circuitos Índice Força letromotriz Trabalho, nergia e Força letromotriz Calculo da Corrente de um Circuito de uma Malha Diferença de Potencial entre dois Pontos Circuitos com mais de uma Malha

Leia mais

Exercícios de Física Eletromagnetismo Prof. Fernando Valentim

Exercícios de Física Eletromagnetismo Prof. Fernando Valentim Exercícios de Física Eletromagnetismo Prof. Fernando Valentim 1. Um elétron penetra numa região entre duas placas planas e paralelas pela fenda F 1 e a atravessa segundo a direção tracejada mostrada na

Leia mais

AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO CURSO DE LICENCIATURA EM ENGENHARIA MECÂNICA DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA

AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO CURSO DE LICENCIATURA EM ENGENHARIA MECÂNICA DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA Página 1 de 10 Provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos, Decreto-Lei n.º 64/2006, de 21 de março AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades. Conteúdo. 2ª Etapa Livro

Recursos para Estudo / Atividades. Conteúdo. 2ª Etapa Livro Rede de Educação Missionárias Servas do Espírito Santo Colégio Nossa Senhora da Piedade Av. Amaro Cavalcanti, 2591 Encantado Rio de Janeiro / RJ CEP: 20735042 Tel: 2594-5043 Fax: 2269-3409 E-mail: cnsp@terra.com.br

Leia mais

EXERCÍCIOS TERMODINÂMICA

EXERCÍCIOS TERMODINÂMICA RSE LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO FINAL Nome: Objetivo: Preparar-se para a prova de recuperação final 27/Novembro/2010 3º ANO Nº ENSINO MÉDIO EXERCÍCIOS TERMODINÂMICA 1. Um corpo recebe 40 Joules de

Leia mais

LEIS DE NEWTON DINÂMICA 3ª LEI TIPOS DE FORÇAS

LEIS DE NEWTON DINÂMICA 3ª LEI TIPOS DE FORÇAS DINÂMICA É a parte da Mecânica que estuda as causas e os movimentos. LEIS DE NEWTON 1ª Lei de Newton 2ª Lei de Newton 3ª Lei de Newton 1ª LEI LEI DA INÉRCIA Quando a resultante das forças que agem sobre

Leia mais

Eletrostática. (Ufmg 2005) Em uma aula, o Prof. Antônio apresenta uma montagem com dois anéis dependurados, como representado na figura.

Eletrostática. (Ufmg 2005) Em uma aula, o Prof. Antônio apresenta uma montagem com dois anéis dependurados, como representado na figura. Eletrostática Prof: Diler Lanza TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Ufmg 2005) Em uma aula, o Prof. Antônio apresenta uma montagem com dois anéis dependurados, como representado na figura. Um dos anéis é de

Leia mais

Lista4: Trabalho e Energia

Lista4: Trabalho e Energia Lista 4: Trabalho e Energia NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para se resolver e entregar. ii. Ler os enunciados com atenção. iii.responder a questão

Leia mais

COLÉGIO SHALOM Ensino Médio 1 Ano Prof.º: Wesley Disciplina Física Aluno (a):. No.

COLÉGIO SHALOM Ensino Médio 1 Ano Prof.º: Wesley Disciplina Física Aluno (a):. No. COLÉGIO SHALOM Ensino Médio 1 Ano Prof.º: Wesley Disciplina Física Aluno (a):. No. Trabalho de Recuperação Data: 05/08/2015 Valor: Orientações: -Responder manuscrito; -Cópias de colegas, entrega com atraso,

Leia mais

Resultante Centrípeta

Resultante Centrípeta Questão 01) Uma criança está em um carrossel em um parque de diversões. Este brinquedo descreve um movimento circular com intervalo de tempo regular. A força resultante que atua sobre a criança a) é nula.

Leia mais

VESTIBULAR UFPE UFRPE / ª ETAPA

VESTIBULAR UFPE UFRPE / ª ETAPA VESTIBUAR UFPE UFRPE / 1999 2ª ETAPA NOME DO AUNO: ESCOA: SÉRIE: TURMA: FÍSICA 3 VAORES DE AGUMAS GRANDEZAS FÍSICAS Aceleração da gravidade: 1 m/s 2 Calor específico da água: 1, cal/g ºC Calor latente

Leia mais

25-1 Capacitância. Figura 25-1 Vários tipos de capacitores. Fonte: PLT 709. Me. Leandro B. Holanda,

25-1 Capacitância. Figura 25-1 Vários tipos de capacitores. Fonte: PLT 709. Me. Leandro B. Holanda, 25-1 Capacitância Capacitor é um dispositivo usado para armazenar energia elétrica. As pilhas de uma máquina fotográfica, por exemplo, armazenam a energia necessária para disparar um flash, carregando

Leia mais

Prof. Ulisses. Recuperação 2º ano. Conteúdo: Leis de Ohms, resistores e associação de resistores.

Prof. Ulisses. Recuperação 2º ano. Conteúdo: Leis de Ohms, resistores e associação de resistores. Prof. Ulisses Recuperação 2º ano Conteúdo: Leis de Ohms, resistores e associação de resistores. 01- A diferença de potencial entre os extremos de uma associação em série de dois resistores de resistências

Leia mais

Questão 4. Questão 5. Questão 6

Questão 4. Questão 5. Questão 6 Questão 1 Por uma bateria de f.e.m. (E) e resistência interna desprezível, quando ligada a um pedaço de fio de comprimento Ø e resistência R, passa a corrente i (figura 1). Quando o pedaço de fio é cortado

Leia mais

Prof. Sergio Abrahão 38

Prof. Sergio Abrahão 38 Principais ligações num circuito Os diferentes modos que podemos utilizar para interligar os elementos elétricos, formando um circuito elétrico, são chamados de associações. Podemos ter associação em série,

Leia mais

θ, onde q é medido em radianos, sabendo que = arctg( 4 3)

θ, onde q é medido em radianos, sabendo que = arctg( 4 3) QUESTÃO 1 Uma churrascaria oferece a seus clientes uma tabela de preços diferenciada por sexo e por dia da semana. De segunda-feira a sábado, o preço do almoço para mulher é R$ 9,9 e para homem R$ 12,9.

Leia mais

H1- Compreender as grandezas relacionadas com o campo de conhecimento em eletricidade. Aula 1

H1- Compreender as grandezas relacionadas com o campo de conhecimento em eletricidade. Aula 1 H1- Compreender as grandezas relacionadas com o campo de conhecimento em eletricidade. Aula 1 Técnico em Eletromecânica - Julho de 2010 Prof. Dr. Emerson S. Serafim 1 Eletrostática: CONTEÚDO Átomo-Lei

Leia mais

Corrente elétrica e resistência

Corrente elétrica e resistência Corrente elétrica e resistência 1 Corrente elétrica Neste capítulo vamos discutir as correntes elétricas, isto é, cargas em movimento. Especificamente, discutiremos correntes em materiais condutores. Embora

Leia mais

FÍSICA LISTA - TRABALHO DA FORÇA ELÉTRICA POTENCIAL ELÉTRICO E TRABALHO DA FORÇA ELÉTRICA

FÍSICA LISTA - TRABALHO DA FORÇA ELÉTRICA POTENCIAL ELÉTRICO E TRABALHO DA FORÇA ELÉTRICA FÍSICA Prof. Bruno LISTA - TRABALHO DA FORÇA ELÉTRICA POTENCIAL ELÉTRICO E TRABALHO DA FORÇA ELÉTRICA 1. (UNIFESP-2008) A figura representa a configuração de um campo elétrico gerado por duas partículas

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA MODELO. Duração da prova: 120 minutos

PROVA ESPECÍFICA MODELO. Duração da prova: 120 minutos Página 1 de 10 Provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos, Decreto-Lei n.º 64/2006, de 21 de Março AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE

Leia mais

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 11 ELETROSTÁTICA: POTENCIAL, TRABALHO E ENERGIA

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 11 ELETROSTÁTICA: POTENCIAL, TRABALHO E ENERGIA FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 11 ELETROSTÁTICA: POTENCIAL, TRABALHO E ENERGIA + - + + + + + A B + d + q q - - - - - Q q P d 6.V 5.V V -V c 2.d3.d 4.d 5.d 6.d d 4.V 3.V 2.V Q>0-2.V -3.V -4.V Q

Leia mais

Engenharia Elétrica Prof. Dr. Giuliano Pierre Estevam

Engenharia Elétrica Prof. Dr. Giuliano Pierre Estevam CONVERSÃO DE ENERGIA Engenharia Elétrica Prof. Dr. Giuliano Pierre Estevam Programa de ensino (Conteúdo programático) -I N T R O D U Ç Ã O A O S I S T E M A E L E T R O M E C Â N I C O ; -P R I N C Í P

Leia mais

( 1) FIS Projeto de Apoio Eletromagnetismo. 5ª Lista de Problemas Tema: Capacitores. Ceq. = k. ΔV é igual para os dois capacitores e sendo.

( 1) FIS Projeto de Apoio Eletromagnetismo. 5ª Lista de Problemas Tema: Capacitores. Ceq. = k. ΔV é igual para os dois capacitores e sendo. FIS1053 - Projeto de Apoio Eletromagnetismo 5ª Lista de Problemas Tema: Capacitores 1ª Questão: Dois capacitores, de capacitância C1=4μF e C=1 μf, estão ligados em série a uma bateria de 1 V. Os capacitores

Leia mais

PUC-RIO CB-CTC. P3 DE ELETROMAGNETISMO quarta-feira. Nome : Assinatura: Matrícula: Turma:

PUC-RIO CB-CTC. P3 DE ELETROMAGNETISMO quarta-feira. Nome : Assinatura: Matrícula: Turma: P3 1/6/13 PUC-IO CB-CTC P3 DE ELETOMAGNETISMO 1.6.13 quarta-feira Nome : Assinatura: Matrícula: Turma: NÃO SEÃO ACEITAS ESPOSTAS SEM JUSTIFICATIVAS E CÁLCULOS EXPLÍCITOS. Não é permitido destacar folhas

Leia mais

Sala de Estudos FÍSICA Lucas 3 trimestre Ensino Médio 2º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos: Força Magnética em Cargas

Sala de Estudos FÍSICA Lucas 3 trimestre Ensino Médio 2º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos: Força Magnética em Cargas Sala de Estudos FÍSICA Lucas 3 trimestre Ensino Médio 2º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos: Força Magnética em Cargas 1. (G1 - ifsp 2012) Os ímãs têm larga aplicação em nosso cotidiano tanto

Leia mais

Tema 6: O Mundo da Eletricidade. Semestre 2 de 2014

Tema 6: O Mundo da Eletricidade. Semestre 2 de 2014 Tema 6: O Mundo da Eletricidade Semestre 2 de 2014 I ampere Q +q Coulomb Corrente Elétrica Finalmente, chegamos ao fenômeno fundamental da eletricidade: Quando há um movimento ordenado de eletrões livres

Leia mais

AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO CURSO DE LICENCIATURA EM ENGENHARIA MECÂNICA DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA

AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO CURSO DE LICENCIATURA EM ENGENHARIA MECÂNICA DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA Página 1 de 10 Provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos, Decreto-Lei n.º 64/2006, de 21 de Março AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE

Leia mais

Dicas de Física - Walfredo

Dicas de Física - Walfredo Dicas de Física - Walfredo Questão 01) A figura abaixo representa uma região do espaço onde existe um campo elétrico uniforme (E), criado por duas placas paralelas, submetidas a uma diferença de potencial

Leia mais

PROVA MATRIZ DE FÍSICA - EFOMM 2009

PROVA MATRIZ DE FÍSICA - EFOMM 2009 1ª Questão: PROVA MATRIZ DE FÍSICA - EFOMM 2009 Um marinheiro, desejando aquecer 1 litro de água, que, inicialmente, encontra-se na temperatura de 86 F, usa um aquecedor do tipo rabo quente cuja resistência

Leia mais

Energia É definida como tudo aquilo capaz de realizar ou produzir trabalho. Ela existe em diversas modalidades sob várias formas:

Energia É definida como tudo aquilo capaz de realizar ou produzir trabalho. Ela existe em diversas modalidades sob várias formas: 1. Instalações Elétricas de Baixa Tensão: 1.1. Introdução A energia elétrica está presente em inúmeras atividades do ser humano. Ela é sinônimo de desenvolvimento de um país e de padrão de vida de sua

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS MAF- 04.05.2012 Prof. Dr. Antônio Newton Borges 1. Na caixa de 2,0 kg da figura abaixo são aplicadas duas forças, mais somente uma é mostrada. A aceleração da

Leia mais

Capacitância e Dielétricos

Capacitância e Dielétricos Capacitância e Dielétricos 1 Um capacitor é um sistema constituído por dois condutores separados por um isolante (ou imersos no vácuo). Placas condutoras Carga elétrica Isolante (ou vácuo) Símbolos Em

Leia mais

Prof. Fábio de Oliveira Borges

Prof. Fábio de Oliveira Borges Corrente Elétrica Prof. Fábio de Oliveira Borges Curso de Física II Instituto de Física, Universidade Federal Fluminense Niterói, Rio de Janeiro, Brasil http://cursos.if.uff.br/fisica2-0116/ Corrente elétrica

Leia mais

Aula 10: Indução e Indutância

Aula 10: Indução e Indutância Aula 10: Indução e Indutância Curso de Física Geral III F-38 1 o semestre, 014 F38 1S014 1 Indução Aprendemos que: Uma espira condutora percorrida por uma corrente i na presença de um campo magnético sofre

Leia mais

5ª LISTA DE EXERCÍCIOS

5ª LISTA DE EXERCÍCIOS 5ª LISTA DE EXERCÍCIOS DISCIPLINA: Física Geral e Experimental I CURSO: Engenharia de Produção Noturno. 2º termo Prof. Dr. Elton Aparecido Prado dos Reis 01 - Um grupo de pessoas, por intermédio de uma

Leia mais

Electromagnetismo Aula Teórica nº 22

Electromagnetismo Aula Teórica nº 22 Electromagnetismo Aula Teórica nº 22 Departamento de Engenharia Física Faculdade de Engenharia Universidade do Porto PJVG, LMM 1 Breve revisão da última aula O motor de corrente contínua Inductâncias A

Leia mais

Exercícios sobre Força de Coulomb

Exercícios sobre Força de Coulomb Exercícios sobre Força de Coulomb 1-Duas cargas elétricas iguais de 2 10 6 C se repelem no vácuo com uma força de 0,1 N. Sabendo que a constante elétrica do vácuo é de 9 10 9 N m 2 /C 2, qual a distância

Leia mais

Eletrodinâmica REVISÃO ENEM CORRENTE ELÉTRICA

Eletrodinâmica REVISÃO ENEM CORRENTE ELÉTRICA REVISÃO ENEM Eletrodinâmica CORRENTE ELÉTRICA Corrente elétrica em um condutor é o movimento ordenado de suas cargas livres devido a ação de um campo elétrico estabelecido no seu interior pela aplicação

Leia mais

Campo Elétrico Uniforme

Campo Elétrico Uniforme Campo Elétrico Uniforme 1. (Upf 2012) Uma pequena esfera de 1,6 g de massa é eletrizada retirando-se um número n de elétrons. Dessa forma, quando a esfera é colocada em um campo elétrico uniforme de 9

Leia mais

TESTE GLOBAL AGRUPAMENTO / ESCOLA: NOME: N.º: TURMA: ANO LETIVO: / AVALIAÇÃO: PROFESSOR: ENC. EDUCAÇÃO: GRUPO I

TESTE GLOBAL AGRUPAMENTO / ESCOLA: NOME: N.º: TURMA: ANO LETIVO: / AVALIAÇÃO: PROFESSOR: ENC. EDUCAÇÃO: GRUPO I TESTE GLOBAL AGRUPAMENTO / ESCOLA: NOME: N.º: TURMA: ANO LETIVO: / AVALIAÇÃO: PROFESSOR: ENC. EDUCAÇÃO: GRUPO I 1. O gráfico da figura 1 representa os valores da velocidade em função do tempo, de uma partícula

Leia mais

Microfone e altifalante. Conversão de um sinal sonoro num sinal elétrico. sinal elétrico num sinal sonoro.

Microfone e altifalante. Conversão de um sinal sonoro num sinal elétrico. sinal elétrico num sinal sonoro. Microfone e altifalante Conversão de um sinal sonoro num sinal elétrico. Conversão de um sinal elétrico num sinal sonoro. 1 O funcionamento dos microfones e dos altifalantes baseia-se na: - acústica; -

Leia mais

Ismael Rodrigues Silva Física-Matemática - UFSC. cel: (48)

Ismael Rodrigues Silva Física-Matemática - UFSC. cel: (48) Ismael Rodrigues Silva Física-Matemática - UFSC cel: (48)9668 3767 Maxwell formulou um conjunto de 4 equações (equações de Maxwell) que desempenham no eletromagnetismo o mesmo papel que as leis de Newton

Leia mais

Indução Eletromagnética

Indução Eletromagnética Indução Eletromagnética Parte I 1. (G1 - ifsp 2013) Um professor de Física mostra aos seus alunos 3 barras de metal AB, CD e EF que podem ou não estar magnetizadas. Com elas faz três experiências que consistem

Leia mais

CINEMÁTICA MOVIMENTO RETILÍNEO

CINEMÁTICA MOVIMENTO RETILÍNEO CINEMÁTICA MOVIMENTO RETILÍNEO 1 Duas partículas A e B estão do lado oposto de uma reta com 500 m de comprimento. A partícula A desloca-se na direção AB e no sentido de B, com uma velocidade constante

Leia mais