ORGANIZANDO DADOS E INFORMAÇÕES: Bancos de Dados

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ORGANIZANDO DADOS E INFORMAÇÕES: Bancos de Dados"

Transcrição

1 ORGANIZANDO DADOS E INFORMAÇÕES: Bancos de Dados Gestão da Informação (07182) Instituto de Ciências Econ., Adm. e Contábeis (ICEAC) Universidade Federal do Rio Grande (FURG)

2 Gestão de Dados As organizações têm dificuldade em gerenciar os seus dados Problemas de redundância de dados, falta de organização, tecnologia inadequada... Os dados são a base de qualquer sistema de informação e, por isso, precisam ser gerenciados (organizados e estruturados) Imagine como seria difícil elaborar um documento com suas anotações em fichas de índice se estas fichas estivessem organizadas de forma aleatória!

3 Gestão de Dados: um fator crítico de Sucesso DADOS INFORMAÇÃO TOMADA DE DECISÃO Principais dificuldades em obter, manter e administrar os dados Excesso de dados Dados vindos de diversas fontes Uma pequena parte dos dados é relevante para uma decisão específica Muitos dados são externos (como colocar isso nos sistemas?) Dados estão em diferentes locais/sistemas Integridade e atualmente a segurança dos dados

4 Gestão de Dados: um fator crítico de Sucesso Um Banco de Dados (BD) é uma coleção de dados organizados para atender às necessidades dos usuários Em toda a sua carreira, você irá, direta ou indiretamente, acessar uma variedade de bancos de dados (desde uma simples de lista de empregados do departamento para o mais completo banco de dados corporativo!) Esses bancos de dados (BD) são geralmente acessados por meio de um software chamado Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBD) grupo de programas, que manipulam os BDs e fornecem uma interface entre o BD e os usuários ou entre o BD e outros programas aplicativos

5 Organização de Dados Os dados são organizados em uma hierarquia que começa com bits e bytes e prossegue até campos, registros, arquivos e bancos de dados (figura 1) Hierarquia de Dados Banco de dados Arquivo Registro Campo Byte Bit Exemplo Arquivo de Pessoal Arquivo de Folha de Pagamento Arquivo de Capacitação Fábio Gouveia 12/10/ Cassino Rio Grande Ana da Silva 23/08/ Fragata Pelotas Rogério Dumont 01/03/76 65 Rua Ijuí Bagé Fábio Gouveia 12/10/ Cassino Fábio Gouveia (campo de nome) (Letra Z em ASCII) 1, 0 Banco de Dados de RH

6 Organização de Dados Um bit é a menor parcela de informação que o computador pode manipular Byte é um grupo de bits que representa um único caracter (letra ou número) Um agrupamento de caracteres é chamado de campo (data de nascimento, nome) Uma coleção de campos de dados relacionados, como nome, endereço e idade de uma pessoa, é um registro Um grupo de registros relacionados constitui um arquivo (ex: arquivo de clientes, arquivo de produtos) Os arquivos relacionados podem ser agrupados em um banco de dados (ex: banco de dados de RH, banco de dados operacional)

7 Organização de Dados Entidade: é uma classe generalizada de pessoas, lugares ou coisas (objetos) para a qual o dado é coletado, armazenado e mantido. Ex: empregado; clientes; produtos A entidade clientes é um arquivo que mantém informações sobre os clientes da empresa. Cada característica ou qualidade que descreve uma determinada entidade é um atributo. Ex: código do produto, descrição, quantidade em estoque, etc. Os atributos são os campos de um registro. Campos-chave: é um campo, ou conjunto de campos que identifica de forma única o registro, de modo que este possa ser acessado, modificado ou ordenado. Ex: CPF, RG, código produto...

8 Entidades de Dados, Atributos e Chaves N. do empregado Sobrenome Primeiro Nome Data de Admissão Número do Departamento Silva Francine 7/10/ Bastos Wilson 17/2/ Medeiros Rodrigo 5/1/ Entidades (registros) Campo chave Atributos (campos) Neste exemplo, o campo-chave é o número do empregado. Os atributos são o sobrenome, o nome, a data de admissão e o número de departamento. Entretanto, esta entidade poderia ter outros atributos, como telefone de contato, endereço, etc.

9 Enfoque Tradicional versus Enfoque em Banco de Dados Enfoque Tradicional. Os dados são organizados e armazenados fisicamente em dispositivos que utilizam a organização sequencial ou aleatória através de arquivos. Como um arquivo é um conjunto de registros relacionados, todos associados a uma aplicação em particular poderiam ser coletados e gerenciados em conjunto em um arquivo de aplicação específica. Por exemplo, os registros de clientes são mantidos em arquivos separados, com cada arquivo relacionando-se a um processo específico realizado pela empresa, como entrega e faturamento

10 Enfoque Tradicional de Gerenciamento de Dados

11 Problemas do ambiente de Arquivos Tradicional Os arquivos são individuais e, portanto, não estão conectados ou relacionados entre si (ex: arquivo de clientes não se comunica com o arquivo de vendas) Redundância de Dados: presença de dados duplicados em múltiplos arquivos de dados. Ex: cadastra dados do cliente no arquivo de clientes e também no arquivo das vendas. Dependência de programas e de dados: os dados armazenados em arquivos só podem ser utilizados pelos seus programas. Ex: dados do cliente não podem ser exportados para outro programa Inconsistência de dados: a informação de um cliente, quando alterada em um único arquivo, não atualiza os demais arquivos Custos excessivos de software: a manutenção, atualização é cara

12 A visão de Banco de Dados Muitos dos problemas do ambiente de arquivos tradicional podem ser resolvidos com a abordagem de Banco de Dados Conceito de Banco de Dados: é uma coleção de dados organizados de tal forma que possam ser acessados e utilizados por muitas aplicações diferentes Os dados são armazenados em um único local, em vez de serem armazenados em arquivos separados

13 A visão de Banco de Dados Um software especial denominado sistema de gerenciamento de bancos de dados (SGBD) permite que os dados sejam armazenados em um só lugar, tornandoos disponíveis para diferentes aplicações Este software serve como uma interface entre o banco de dados comum e diversos programas aplicativos SGDG possui três componentes: Linguagem de definição de dados Linguagem de manipulação de dados (Ex: SQL para consultas) Dicionário de dados (define as características dos dados)

14 A visão de Banco de Dados

15 Vantagens dos Sistemas de Gerenciamento de Bancos de Dados Os dados são independentes dos aplicativos (vários programas podem usar dados de um mesmo banco) A redundância e a inconsistência de dados são reduzidas porque os dados são mantidos em apenas um lugar (e não em vários arquivos) A complexidade é reduzida pelo gerenciamento consolidado de dados, acesso e utilização pelo meio do SGBD As informações são mais fáceis de acessar e usar porque o banco de dados estabelece relacionamentos entre diferentes fragmentos de informação

16 Modelagem de Dados Um banco de dados deve ser organizado para armazenar todos os dados relevantes do negócio, permitindo acesso rápido e fácil modificação. Além disso, precisa refletir os processos corporativos da organização. Quando se constrói um banco de dados, é fundamental responder as seguintes questões: Quais dados coletar e a que custo? (conteúdo) Quais dados fornecer, para quais usuários e quando? (acesso) Como organizar os dados, de forma que façam sentido para os usuários? (estrutura lógica) Onde se localizam os dados fisicamente? (organização física)

17 Modelagem de Dados A construção de um BD exige dois tipos de projeto: Projeto Lógico: modelo abstrato de como estruturar e organizar os dados para atender às necessidades de informação da empresa. São identificados os relacionamentos entre os diferentes itens de dados, agrupando-os ordenadamente. Projeto Físico: inicia-se no projeto lógico, ajustando-o em função da performance e do custo requeridos (resposta de tempo, espaço de armazenamento reduzido, menor custo operacional) Uma ferramenta utilizada pelos projetistas é o modelo de dados (mapa ou diagrama que mostra as entidades e seus relacionamentos) Diagrama Entidade-Relacionamento (DER): usa símbolos gráficos para mostrar a organização e os relacionamentos entre os dados O Dicionário de Dados também é essencial, pois descreve de forma detalhada todos os campos da estrutura de dados

18 Diagrama Entidade- Relacionamento São usadas caixas para indicar itens de dados ou entidades e losangos para mostrar os relacionamentos Estes relacionamentos ( pés de galinha ) podem ser do tipo umpara-um (1:1), um-para-muitos (1:N), muitos-para-muitos (N:N) 1:1: um empregado só pode estar em um departamento 1:N: um cliente pode fazer várias compras N:N: um produto pode ser fornecido por vários fornecedores e um fornecedor pode fornecer vários produtos Empregados Departamentos Clientes Compras Produtos Fornecedores

19 Diagrama Entidade- Relacionamento

20 Dicionário de Dados É um documento que armazena definições de elementos de dados e outras características como padrões de utilização, propriedade, relacionamentos entre os elementos de dados e a segurança É uma importante ferramenta de resolução de problemas, pois identifica para os usuários finais e para os especialistas empresariais quais dados existem no banco de dados, sua estrutura e formato, e sua utilização na empresa!

21 Modelos de Bancos de Dados O modo como os dados são organizados em um banco de dados depende da natureza do problema a ser resolvido Existem 3 principais modelos de bancos de dados lógicos: Modelo Hierárquico Modelo em Rede Modelo Relacional (Ex: Microsoft Access) Modelo Relacional: é o mais recente e mais amplamente utilizado pelas empresas Este modelo representa todos os dados do banco de dados em tabelas simples bidimensionais, denominadas relações Essas tabelas são semelhantes a arquivos simples, mas as informações em mais de um arquivo podem ser extraídas e combinadas com facilidade

22 Modelo Relacional

23 Modelo Relacional Neste modelo, cada linha de uma tabela representa os dados de uma entidade e as colunas os seus atributos Cada atributo só pode assumir determinados valores, que são chamados de domínio (ex: data, ou texto, ou número) Uma vez inseridos os dados em um BD relacional, os usuários podem fazer consultas e analisá-los: Seleção: envolve a eliminação de linhas, de acordo com critérios predeterminados. Ex: selecionar somente as vendas do RS Projeção: envolve a eliminação das colunas de uma tabela. Ex: reduzir uma tabela apenas com código do depto e sua descrição Unificação: envolve a combinação de duas ou mais tabelas. Ex: juntar a tabela departamentos e funcionários, tendo um tabelão

24 Modelo Relacional Quando as tabelas de um BD possuem pelo menos um atributo (campo) em comum, elas podem ser vinculadas para combinar informações e, deste forma, fornecer relatórios úteis!

25 Aplicação de Bancos de Dados à Resolução de Problemas Uma solução de sistema de informação deve incluir o projeto lógico e o projeto físico do banco de dados Projeto lógico: mostra como os dados são arranjados e organizados a partir de uma visão empresarial (nos interessa!) 1. Identificação das funções que a solução deve executar 2. Identificação dos dados exigidos para cada função 3. Agrupamento fácil e eficiente dos elementos de dados Projeto físico: buscar organizar os dados de uma forma que torne a atualização e a recuperação rápida e eficiente. É onde entra o Microsoft Access! (é de informática!) Sistema simples de compras (Laudon e Laudon, p )

26 Aplicação de Bancos de Dados à Resolução de Problemas

Aula 01 Conceito de Banco de Dados e SGBD

Aula 01 Conceito de Banco de Dados e SGBD Aula 01 Conceito de Banco de Dados e SGBD Dado: conjunto de símbolos arranjados a fim de representar a informação fora da mente humana. Elemento de Dado: subconjunto de símbolos que compõem um dado com

Leia mais

Revisando Banco de Dados. Modelo Relacional

Revisando Banco de Dados. Modelo Relacional : Revisando Banco de Dados Banco de Dados (BD) é o arquivo físico, em dispositivos periféricos, onde estão armazenados os dados de diversos sistemas, para consulta e atualização pelo usuário. Sistema Gerenciador

Leia mais

Curso: Banco de Dados I. Conceitos Iniciais

Curso: Banco de Dados I. Conceitos Iniciais Curso: Conceitos Iniciais Discussão inicial O que são Bancos de Dados? Quais os programas de Bancos de Dados mais conhecidos no mercado? Quais as vantagens do uso de Bancos de Dados nas empresas? Como

Leia mais

Banco de Dados. Perspectiva Histórica dos Bancos de Dados. Prof. Walteno Martins Parreira Jr

Banco de Dados. Perspectiva Histórica dos Bancos de Dados. Prof. Walteno Martins Parreira Jr Banco de Dados Perspectiva Histórica dos Bancos de Dados Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2015 Histórico Antes dos computadores, as informações eram

Leia mais

Banco de Dados. Introdução. Profa. Flávia Cristina Bernardini

Banco de Dados. Introdução. Profa. Flávia Cristina Bernardini Banco de Dados Introdução Profa. Flávia Cristina Bernardini * Slides Baseados no material elaborado pelos professores Eduardo R. Hruschka, Cristina D. A. Ciferri e Elaine Parros Machado Motivação Operações

Leia mais

Banco de Dados e Engenharia de Software

Banco de Dados e Engenharia de Software Banco de Dados e Engenharia de Software Agenda Introdução a Banco de Dados Lógica Elementar, Conjuntos e Relações Arquitetura de Banco de Dados Linguagem SQL Modelo conceitual para Banco de Dados Transações

Leia mais

Modelagem de Dados MODELAGEM DE DADOS. Sistemas de Banco de Dados. Profa. Rosemary Melo

Modelagem de Dados MODELAGEM DE DADOS. Sistemas de Banco de Dados. Profa. Rosemary Melo MODELAGEM DE DADOS Sistemas de Banco de Dados Profa. Rosemary Melo SISTEMAS DE BANCO DE DADOS OBJETIVOS Apresentar os conceitos fundamentais de Sistemas de Banco de Dados. Principais componentes dos SGBDs

Leia mais

Sistema de Gestão de Banco de Dados SGBD. David Fernandes França

Sistema de Gestão de Banco de Dados SGBD. David Fernandes França Sistema de Gestão de Banco de Dados SGBD David Fernandes França dffranca@gmail.com Desenvolvimento Bancos de Dados Através de Projeto de Dados O projeto de dados é o processo de identificar e formalizar

Leia mais

Introdução a Bancos de Dados. - Conceitos - Modelos lógicos e relacional - Álgebra relacional -SQL - Projeto Lógico

Introdução a Bancos de Dados. - Conceitos - Modelos lógicos e relacional - Álgebra relacional -SQL - Projeto Lógico Introdução a Bancos de Dados - Conceitos - Modelos lógicos e relacional - Álgebra relacional -SQL - Projeto Lógico Sistemas de Banco de Dados Definição: Coleção de dados inter-relacionados e procedimentos

Leia mais

Introdução. descrever os tipos de interfaces e linguagens oferecidas por um SGBD. mostrar o ambiente de programas dos SGBD s

Introdução. descrever os tipos de interfaces e linguagens oferecidas por um SGBD. mostrar o ambiente de programas dos SGBD s Introdução Contribuição do Capítulo 2: discutir modelos de dados definir conceitos de esquemas e instâncias descrever os tipos de interfaces e linguagens oferecidas por um SGBD mostrar o ambiente de programas

Leia mais

Introdução ao Modelo Relacional

Introdução ao Modelo Relacional INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Introdução ao Modelo Relacional Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com 19/05/2016 Sumário Instalação do

Leia mais

INTRODUÇÃO AO MODELO RELACIONAL

INTRODUÇÃO AO MODELO RELACIONAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE INTRODUÇÃO AO MODELO RELACIONAL Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com 26/06/2013 SUMÁRIO Instalação do

Leia mais

Aula 01. Introdução aos sistemas de informação Conceitos de banco de dados Modelos de BD Linguagens de Banco de Dados Usuários de um Banco de Dados

Aula 01. Introdução aos sistemas de informação Conceitos de banco de dados Modelos de BD Linguagens de Banco de Dados Usuários de um Banco de Dados INSTITUTO FEDERAL NORTE DE MINAS GERAIS Curso Técnico em Informática Disciplina: Banco de Dados Professor: Alessandro Carneiro Ribeiro E-mail: alessandro.carneiro@yahoo.com.br Aula 01 Introdução aos sistemas

Leia mais

Introdução à Banco de Dados

Introdução à Banco de Dados Introdução à Banco de Dados Disciplina de Sistemas de Banco de Dados Prof. Marcos Antonio Schreiner /08/2015 Banco de dados Definição Coleção de dados relacionados. Fatos conhecidos que podem ser armazenados.

Leia mais

Tecnologias da Informação TI /2 Material de apoio ler bibliografia recomendada (Stair)

Tecnologias da Informação TI /2 Material de apoio ler bibliografia recomendada (Stair) Objetivos: Hardware, Software e Sistemas de gerenciamento de Banco de dados. Capítulos 3, 4 e 5 Stair. Hardware (HW) Qualquer maquinário que assiste nas atividades de: Entrada Processamento de um Sistema

Leia mais

Gestão de Base de dados Conceitos Básicos

Gestão de Base de dados Conceitos Básicos Gestão de Base de dados Conceitos Básicos Ano Letivo 2014/2015 Professora: Vanda Pereira Sumário: Introdução ao módulo 2 Gestão de Base de Dados Conceitos básicos de Gestão de Base de Dados Atividade nº1

Leia mais

Introdução a Sistemas de Informação

Introdução a Sistemas de Informação Introdução a Sistemas de Informação Orivaldo Santana Jr A partir de slides elaborados por Ivan G. Costa Filho, Fernando Fonseca & Ana Carolina Salgado Graduação 1 Introdução Sistema de Informação (SI)

Leia mais

Livro texto: Capítulo 1

Livro texto: Capítulo 1 Livro texto: Capítulo 1 Bancos de dados (BD) No decorrer do dia, a maioria de nós se depara com atividades que envolvem alguma interação com os BD s banco reservas em um hotel compra de passagens aéreas

Leia mais

Banco de Dados Fundamentos Básicos. Hélder Antero Amaral Nunes

Banco de Dados Fundamentos Básicos. Hélder Antero Amaral Nunes Banco de Dados Fundamentos Básicos Hélder Antero Amaral Nunes Banco de dados Definição É um conjunto de dados relativos a um determinado ambiente, estejam eles armazenados ou não em um computador, que

Leia mais

AULA 1 INTRODUÇÃO A BANCO DE DADOS E VISÃO GERAL DO SQL CONCEITUANDO BANCO DE DADOS MODELO RELACIONAL

AULA 1 INTRODUÇÃO A BANCO DE DADOS E VISÃO GERAL DO SQL CONCEITUANDO BANCO DE DADOS MODELO RELACIONAL BANCO DE DADOS GERENCIAL 1 AULA 1 INTRODUÇÃO A BANCO DE DADOS E VISÃO GERAL DO SQL CONCEITUANDO BANCO DE DADOS Um banco de dados é uma coleção de dados (ou informações) organizadas de forma lógica, e que

Leia mais

UNIP Ciência da Computação AES Análise Essencial de Sistemas MER (Modelo Entidade Relacionamento)

UNIP Ciência da Computação AES Análise Essencial de Sistemas MER (Modelo Entidade Relacionamento) MER (Modelo Entidade Relacionamento) O Modelo Entidade Relacionamento é uma ferramenta para modelagem de dados, utilizada durante a modelagem do projeto conceitual de banco de dados. A utilização do MER

Leia mais

O que é um banco de dados? Banco de Dados. Banco de dados

O que é um banco de dados? Banco de Dados. Banco de dados COLÉGIO EST. JOÃO MANOEL MONDRONE - ENS. FUNDAMENTAL, MÉDIO, PROFISSIONAL E NORMAL Rua Mato Grosso n.2233 - Fone/Fax (045) 3264-1749-3264-1507 Banco de Dados O que é um banco de dados? Um conjunto de informações

Leia mais

Banco de Dados. Professor: Marcelo Machado Cunha IFS Campus Aracaju

Banco de Dados. Professor: Marcelo Machado Cunha IFS Campus Aracaju Banco de Dados Professor: Marcelo Machado Cunha IFS Campus Aracaju Definição Banco de Dados Conjunto de dados interrelacionados que objetivam atender as necessidades de um conjunto de usuários. Inglês:

Leia mais

Banco de Dados I. Prof. Edson Thizon ethizon@bol.com.br

Banco de Dados I. Prof. Edson Thizon ethizon@bol.com.br Banco de Dados I Prof. Edson Thizon ethizon@bol.com.br Conceitos Dados Fatos conhecidos que podem ser registrados e que possuem significado implícito Banco de dados (BD) Conjunto de dados interrelacionados

Leia mais

Banco de Dados I. Sejam bem-vindos! Prof. Fred Lucena. 1

Banco de Dados I. Sejam bem-vindos! Prof. Fred Lucena. 1 Banco de Dados I Sejam bem-vindos! 1 Bibliografia Básica COUGO, Paulo. Modelagem conceitual e projeto de banco de dados. 3.ed. Rio de Janeiro: F & W Publications, 1997. 284p. HEUSER, Carlos Alberto. Projeto

Leia mais

AULA SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS

AULA SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS AULA 05-06 SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS Curso: Informática (Integrado) Disciplina: Banco de Dados Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu.br Conceitos Banco de Dados Coleção de dados

Leia mais

Modelagem de Dados MODELAGEM DE DADOS. Lista de Exercícios 01. Luiz Leão Lista de Exercícios AV1

Modelagem de Dados MODELAGEM DE DADOS. Lista de Exercícios 01. Luiz Leão  Lista de Exercícios AV1 MODELAGEM DE DADOS Lista de Exercícios 01 Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 01 Preencha as lacunas: Em um sistema de gerenciamento de bancos de dados, um(a) é um conjunto integrado

Leia mais

BANCO DE DADOS. Introdução. Prof. Marcelo Machado Cunha

BANCO DE DADOS. Introdução. Prof. Marcelo Machado Cunha BANCO DE DADOS Introdução Prof. Marcelo Machado Cunha Profissionais Envolvidos Administrador de Banco de Dados (DBA) responsável por autorizar o acesso ao banco de dados e coordenar e monitorar seu uso;

Leia mais

AGT0001 Algoritmos Aula 01 O Computador

AGT0001 Algoritmos Aula 01 O Computador AGT0001 Algoritmos Aula 01 O Computador Karina Girardi Roggia karina.roggia@udesc.br Departamento de Ciência da Computação Centro de Ciências Tecnológicas Universidade do Estado de Santa Catarina 2016

Leia mais

Banco de Dados I Modelagem Conceitual

Banco de Dados I Modelagem Conceitual Banco de Dados I Modelagem Conceitual Prof. Moser Fagundes Técnico em Informática Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) Campus Charqueadas Sumário da aula Modelagem conceitual Projeto de Banco de

Leia mais

Informática. Banco de Dados Relacional. Professor Julio Alves.

Informática. Banco de Dados Relacional. Professor Julio Alves. Informática Banco de Dados Relacional Professor Julio Alves www.acasadoconcurseiro.com.br Informática 1. BANCOS DE DADOS RELACIONAL Um BD relacional possui apenas um tipo de construção, a tabela. Uma

Leia mais

Gerenciamento de Dados

Gerenciamento de Dados Gerenciamento de Dados 1 1. CONCEITOS Os dados são um recurso organizacional decisivo que precisa ser administrado como outros importantes ativos das empresas. A maioria das organizações não conseguiria

Leia mais

Análise de Ponto de Função APF. Aula 03

Análise de Ponto de Função APF. Aula 03 Análise de Ponto de Função APF Aula 03 Parte 01 Introdução a Métricas de Software Parte 02 A Técnica de APF Identificação das Funções de Dados Diretrizes Gerais Tipos de Entidades Arquivos Lógicos Tipo

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE BANCO DE DADOS MODELO ENTIDADE- RELACIONAMENTO

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE BANCO DE DADOS MODELO ENTIDADE- RELACIONAMENTO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE BANCO DE DADOS MODELO ENTIDADE- RELACIONAMENTO Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com 18/08/2016 SUMÁRIO

Leia mais

Bem-vindo ao tópico sobre a ferramenta Importar do Excel.

Bem-vindo ao tópico sobre a ferramenta Importar do Excel. Bem-vindo ao tópico sobre a ferramenta Importar do Excel. 1 Neste tópico, você verá como importar cadastros de parceiros de negócios, dados do cadastro do item e listas de preços usando a ferramenta Importar

Leia mais

Conceitos de Sistemas de Banco de Dados INE 5323

Conceitos de Sistemas de Banco de Dados INE 5323 Conceitos de Sistemas de Banco de Dados INE 5323 Prof. Mario Dantas Introdução Por quê Sistemas de Banco de Dados Visão dos Dados Modelos de Dados Linguagem de Definição de Dados (DDL) Linguagem de Manipulação

Leia mais

Capítulo 11 Sistemas de Arquivos

Capítulo 11 Sistemas de Arquivos Sistemas Operacionais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Capítulo Sistemas de s Introdução O armazenamento e a recuperação de informações

Leia mais

PARTE I - INTRODUÇÃO A BANCO DE DADOS

PARTE I - INTRODUÇÃO A BANCO DE DADOS Introdução a Banco de Dados Prof Sérgio Carlos Portari Jr PARTE I - INTRODUÇÃO A BANCO DE DADOS CAPÍTULO I - CONCEITOS BÁSICOS Introdução 01 1 Arquivo 02 2 Registro 02 3 Campo 03 4 Chave Primária 04 5

Leia mais

MATA60 BANCO DE DADOS Aula 3- Modelo de Entidades e Relacionamentos. Prof. Daniela Barreiro Claro

MATA60 BANCO DE DADOS Aula 3- Modelo de Entidades e Relacionamentos. Prof. Daniela Barreiro Claro MATA60 BANCO DE DADOS Aula 3- Modelo de Entidades e Relacionamentos Prof. Daniela Barreiro Claro Agenda Modelo de Dados MER 2 de X; X=37 Modelo de Dados O Modelo de Dados é a principal ferramenta que fornece

Leia mais

Revisão de Bancos de Dados

Revisão de Bancos de Dados Revisão de Bancos de Dados Conceitos Básicos 1. Defina o que é um banco de dados e o que é um sistema gerenciador de bancos de dados (SGBD). 2. Defina as arquiteturas de software em duas camadas (cliente/servidor)

Leia mais

Chaves. Acesso a Registros. Chaves Primária e Secundária. Chaves Primária e Secundária

Chaves. Acesso a Registros. Chaves Primária e Secundária. Chaves Primária e Secundária Algoritmos e Estruturas de Dados II Prof. Ricardo J. G. B. Campello Chaves Acesso a Registros Uma chave (key) está associada a um registro e permite a sua recuperação É uma ferramenta conceitual importante

Leia mais

Unidade 3 23/10/2008. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Redes de Computadores

Unidade 3 23/10/2008. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Redes de Computadores Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Redes de Computadores Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 3 3.1 Etapas da construção de

Leia mais

Capítulo 2 Livro do Mário Monteiro Componentes Representação das informações. Medidas de desempenho

Capítulo 2 Livro do Mário Monteiro Componentes Representação das informações. Medidas de desempenho Capítulo 2 Livro do Mário Monteiro Componentes Representação das informações Bit, Caractere, Byte e Palavra Conceito de Arquivos e Registros Medidas de desempenho http://www.ic.uff.br/~debora/fac! 1 2

Leia mais

Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados

Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados Introdução Prof. Marcos Alexandruk EMENTA Sistemas gerenciadores de banco de dados; Configurações do ambiente de trabalho; Diferenças entre as diversas plataformas;

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Prof. M.Sc. Ronaldo C. de Oliveira ronaldooliveira@facom.ufu.br FACOM - 2011 UML Linguagem Unificada de Modelagem Projeto de Software Introdução O que é projeto em software? O termo projeto é um tanto

Leia mais

A Técnica de Normalização de Banco de Dados (1)

A Técnica de Normalização de Banco de Dados (1) CURSO DE GRADUAÇÃO e DE PÓS-GRADUAÇÃO DO ITA 1º SEMESTRE 2002 CES-30 Técnicas de Banco de Dados - BD e CE-240 Projeto de Sistema de BD A Técnica de Normalização de Banco de Dados (1) CES-30 / CE-240 -

Leia mais

Concurso da Prefeitura São Paulo. Curso Gestão de Processos, Projetos e Tecnologia da Informação

Concurso da Prefeitura São Paulo. Curso Gestão de Processos, Projetos e Tecnologia da Informação Contatos: E-mail: profanadeinformatica@yahoo.com.br Blog: http://profanadeinformatica.blogspot.com.br/ Facebook: https://www.facebook.com/anapinf Concurso da Prefeitura São Paulo Curso Gestão de Processos,

Leia mais

Introdução aos sistemas de informação

Introdução aos sistemas de informação Introdução aos sistemas de informação Sistemas de Informação Sistemas de Informação Um conjunto de informações relacionadas que coletam, manipulam e disseminam dados e informações e fornecem realimentação

Leia mais

Introdução a Banco de Dados

Introdução a Banco de Dados Sumário DCC011: Introdução a Banco de Mirella Moro mirella@dcc.ufmg.br DCC011 Conceitos Básicos O que é um banco de dados Como manipular um banco de dados Projeto de Banco de Tópicos Importantes Aplicações

Leia mais

OBJETIVO GERAL DA DISCIPLINA

OBJETIVO GERAL DA DISCIPLINA BANCO DE DADOS Universidade do Estado de Santa Catarina Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Ciência da Computação Prof. Alexandre Veloso de Matos alexandre.matos@udesc.br OBJETIVO GERAL DA

Leia mais

BANCO DE DADOS. Vinícius Pádua

BANCO DE DADOS. Vinícius Pádua BANCO DE DADOS O que é Banco de Dados? Introdução Para que serve um arquivo? Salvar, atualizar, recuperar,... Aplicativos e Arquivos Utilizam para salvar os dados mesmo após o programa fechar Estrutura

Leia mais

PROJETO DE BANCO DE DADOS

PROJETO DE BANCO DE DADOS 1 UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO ESCOLA POLITÉCNICA DE PERNAMBUCO PROJETO DE BANCO DE DADOS RESORT SYSTEM Recife 2012 2 UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO ESCOLA POLITÉCNICA DE PERNAMBUCO PROJETO DE BANCO DE DADOS

Leia mais

Bancos de Dados Distribuídos. Gabriel Resende Gonçalves 4 de fevereiro de 2014

Bancos de Dados Distribuídos. Gabriel Resende Gonçalves 4 de fevereiro de 2014 Bancos de Dados Distribuídos Gabriel Resende Gonçalves 4 de fevereiro de 2014 Sumário Introdução; Vantagens e Desvantagens; Regras Básicas; Tipos de BDDs; Processamento de Transações; Recuperação de Falhas;

Leia mais

Capítulo 5 Complemento. 5.1 Laudon, Cap. 5

Capítulo 5 Complemento. 5.1 Laudon, Cap. 5 Capítulo 5 Complemento Fundamentos de Bancos de Dados: Modelo de Entidade e Relacionamento - MER 5.1 Laudon, Cap. 5 Modelo mais utilizado: simplicidade e eficiência. Banco de dados relacional. Base: percepção

Leia mais

Restrições de Integridade. Prof. Jefferson Silva CEFET.PHB - PI

Restrições de Integridade. Prof. Jefferson Silva CEFET.PHB - PI Restrições de Integridade Prof. Jefferson Silva CEFET.PHB - PI Restrições de Integridade Um dos principais objetivos de um SGBD é a integridade dos dados. Um banco de dados íntrego é um banco que reflete

Leia mais

Normalização de Dados. Disciplina: Fundamentos de Banco de dados Docente: Kelyn Schenatto

Normalização de Dados. Disciplina: Fundamentos de Banco de dados Docente: Kelyn Schenatto Normalização de Dados Disciplina: Fundamentos de Banco de dados Docente: Kelyn Schenatto História... Muitos dos sistemas de informação ainda utilizados atualmente foram desenvolvidos ao longo dos últimos

Leia mais

Modelagem de Processos

Modelagem de Processos Modelagem de Processos Prof.: Fernando Ascani Itens Estruturais Classes Uma Classe é um conjunto de objetos que compartilham os mesmos atributos, operações e relacionamentos. É representada graficamente

Leia mais

MAPA CONCEITUAL E A MODELAGEM CONCEITUAL DE SISTEMAS DE HIPERTEXTO

MAPA CONCEITUAL E A MODELAGEM CONCEITUAL DE SISTEMAS DE HIPERTEXTO hipertexto MAPA CONCEITUAL E A MODELAGEM CONCEITUAL DE SISTEMAS DE HIPERTEXTO Profa. Gercina Lima 2 DEFINIÇÕES: Modelagem conceitual para sistemas de O mapeamento conceitual envolve a identificação de

Leia mais

Modelagem de Dados. Aula 01. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Modelagem de Dados. Aula 01. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Modelagem de Dados Aula 01 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia

Leia mais

Projeto de Banco de Dados

Projeto de Banco de Dados Projeto de Banco de Dados Atividade de modelagem de dados em diversos níveis de abstração Modelagem conceitual (projeto conceitual) abstração de mais alto nível objetivo: representação dos requisitos de

Leia mais

Modelo Entidade Relacionamento (MER) Professor : Esp. Hiarly Alves

Modelo Entidade Relacionamento (MER) Professor : Esp. Hiarly Alves Tópicos Apresentação Entidade, Atributo e Relacionamento Cardinalidade Representação simbólica Generalizações / Especializações Agregações Apresentação O Modelo Entidade-Relacionamento tem o objetivo de

Leia mais

Gerência do Sistema de Arquivos. Adão de Melo Neto

Gerência do Sistema de Arquivos. Adão de Melo Neto Gerência do Sistema de Arquivos Adão de Melo Neto 1 Gerência do Sistema de Arquivos Organização de arquivos Operações de E/S Estrutura de diretórios Gerência de espaço livre Gerência de alocação de espaços

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGOCIOS Habilitação Profissional: TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO DE TÉCNICO EM

Leia mais

Enterprise Application Integration (EAI)

Enterprise Application Integration (EAI) Enterprise Application Integration (EAI) Histórico Sistemas de Informação (SI) muito caros As empresas passaram a contar com mais de um SI July Any Rizzo Oswaldo Filho Informações perdidas por falta de

Leia mais

VII SENABOM TEMA: O REGISTRO ELETRÔNICO DE EVENTOS (RE) Apresentado por: Ten Cel BM Flávio Rocha - CBMERJ

VII SENABOM TEMA: O REGISTRO ELETRÔNICO DE EVENTOS (RE) Apresentado por: Ten Cel BM Flávio Rocha - CBMERJ VII SENABOM TEMA: O REGISTRO ELETRÔNICO DE EVENTOS (RE) Apresentado por: Ten Cel BM Flávio Rocha - CBMERJ 1 SUMÁRIO! O que é a Assessoria de Informática e sua missão.! O Registro Eletrônico de Eventos

Leia mais

Tecnologia da Informação

Tecnologia da Informação UNIDADE III Banco de Dados Professor : Hiarly Alves www.har-ti.com Fortaleza - 2014 Tópicos Conceito de Banco de Dados. Problemas com Banco de Dados. Modelos de Relacionamento de um Banco de Dados. SGDB

Leia mais

TABELA ENTIDADE LINHA OCORRÊNCIA DA ENTIDADE COLUNA ATRIBUTO DA ENTIDADE

TABELA ENTIDADE LINHA OCORRÊNCIA DA ENTIDADE COLUNA ATRIBUTO DA ENTIDADE TABELA ENTIDADE LINHA OCORRÊNCIA DA ENTIDADE COLUNA ATRIBUTO DA ENTIDADE CARACTERISTICA DE UMA TABELA: NÃO EXISTEM DUAS LINHAS IGUAIS A ORDEM DAS LINHAS É INSIGNIFICANTE A ORDEM DAS COLUNAS É INSIGNIFICANTE

Leia mais

MODELO DE BANCO DE DADOS RELACIONAL

MODELO DE BANCO DE DADOS RELACIONAL UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO BANCO DE DADOS I MODELO DE BANCO DE DADOS RELACIONAL Profº Erinaldo Sanches Nascimento Objetivos Descrever os princípios básicos

Leia mais

O que é um sistema distribuído?

O que é um sistema distribuído? Disciplina: Engenharia de Software 4 Bimestre Aula 1: ENGENHARIA DE SOFTWARE DISTRIBUÍDO O que é um sistema distribuído? Segundo Tanenbaum e Steen (2007) um sistema distribuído é uma coleção de computadores

Leia mais

Professor Eros Moura, DSc

Professor Eros Moura, DSc Professor Eros Moura, DSc Nesse capítulo: Modelo Lógico Modelo Físico 2016 Ifes - Campus Cachoeiro de Itapemirim Eros Moura - BD-I 2 Durante o projeto lógico o modelo conceitual é convertido para um modelo

Leia mais

GBC053 Gerenciamento de Banco de Dados. Plano de Curso e Introdução. Ilmério Reis da Silva UFU/FACOM/BCC

GBC053 Gerenciamento de Banco de Dados. Plano de Curso e Introdução. Ilmério Reis da Silva  UFU/FACOM/BCC GBC053 Gerenciamento de Banco de Dados Plano de Curso e Introdução Ilmério Reis da Silva ilmerio@ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/gbd UFU/FACOM/BCC Plano de Curso Ementa Arquitetura de um Sistema de Gerenciamento

Leia mais

Unidade II ADMINISTRAÇÃO DE. Prof. Luiz Fernando de Lima Santos

Unidade II ADMINISTRAÇÃO DE. Prof. Luiz Fernando de Lima Santos Unidade II ADMINISTRAÇÃO DE BANCOS DE DADOS Prof. Luiz Fernando de Lima Santos Modelagem de Dados Coleção de ferramentas conceituais para descrever dados, suas relações e restrições Modelo Conceitual:

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÃO MODELAGEM DE DADOS

SISTEMA DE INFORMAÇÃO MODELAGEM DE DADOS SISTEMA DE INFORMAÇÃO MODELAGEM DE DADOS Prof. Edson Thizon Histórico de Evolução dos Modelos e SGBDs Modelo Relacional Modelo E-R 1970 IDMS (Rede) 1966 IMS (Hierárquico) 1962 TOTAL (Rede - limitado) 1958

Leia mais

Nome: Login: CA: Cidade: UF CARTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA

Nome: Login: CA: Cidade: UF CARTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA CURSO - TADS TURMA 2008.2 4 PERÍODO 4 MÓDULO AVALIAÇÃO MP1 DATA 05/11/2008 BANCO DE DADOS 2008/2 Dados de identificação do Acadêmico: Nome: Login: CA: Cidade: UF CARTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA QUESTÃO

Leia mais

Gerência do Sistema de Arquivos. Adão de Melo Neto

Gerência do Sistema de Arquivos. Adão de Melo Neto Gerência do Sistema de Arquivos Adão de Melo Neto 1 Gerência do Sistema de Arquivos Organização de arquivos Operações de E/S Estrutura de diretórios Gerência de espaço livre Gerência de alocação de espaços

Leia mais

1. MINI MUNDO Descrição formal da realidade a ser representada. Exemplo: suponhamos que as Faculdades Dom Bosco funcionem assim:

1. MINI MUNDO Descrição formal da realidade a ser representada. Exemplo: suponhamos que as Faculdades Dom Bosco funcionem assim: MODELAGEM DE DADOS Consiste em mapear o mundo real do sistema em um modelo gráfico que irá representar o modelo e o relacionamento existente entre os dados. MODELO DE ETIDADE-RELACIOAMETO Principal ferramenta

Leia mais

O Processo Unificado: Workflow de Análise. Graduação em Informática Profa. Dra. Itana Maria de Souza Gimenes 2009

O Processo Unificado: Workflow de Análise. Graduação em Informática Profa. Dra. Itana Maria de Souza Gimenes 2009 O Processo Unificado: Workflow de Análise Graduação em Informática Profa. Dra. Itana Maria de Souza Gimenes 2009 Workflow de Análise Objetivos da análise: manter uma especificação precisa dos requisitos

Leia mais

Classificação e Pesquisa de Dados. Aula 23 Organização de Arquivos: Arquivos Indexados, Diretos e Arquivos Invertidos

Classificação e Pesquisa de Dados. Aula 23 Organização de Arquivos: Arquivos Indexados, Diretos e Arquivos Invertidos Classificação e Pesquisa de Dados Aula 23 Organização de Arquivos: Arquivos Indexados, Diretos e Arquivos Invertidos UFRGS INF1124 Arquivo indexado - AI Indicação de uso Baixa freqüência de acessos seqüenciais

Leia mais

Computação Instrumental

Computação Instrumental Computação Instrumental Banco de Dados Modelo ER Material de Maria Augusta Constante Puget Referência: http://www.geocities.com/magupug/bd/bd.html Engenharia Ambiental 2º Semestre de 2006 1 Ciclo de vida

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática 1 FACULDADE DOS GUARARAPES Introdução à Informática Introdução a Computação e Suas Aplicações Prof. Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br 2 Objetivo Apresentar conceitos gerais utilizados

Leia mais

Sistemas de Informação Geográficos. Informação na Organização. O Valor da Informação. Sistemas de Informação Tradicionais. O Valor da Informação

Sistemas de Informação Geográficos. Informação na Organização. O Valor da Informação. Sistemas de Informação Tradicionais. O Valor da Informação Introdução Fundamentos e Histórico dos SIG Clodoveu Davis Geográficos Tópicos Informação Sistemas de informação Informação nas organizações Informação geográfica Histórico dos SIG Características e funcionalidade

Leia mais

BANCO DE DADOS I Atualizado em 13 de maio de 2009

BANCO DE DADOS I Atualizado em 13 de maio de 2009 ... 3º Período SI 2009 BANCO DE DADOS I http://sidneyjunior.host.sk/ 1. MODELAGEM E PROJETO DE BANCO DE DADOS 1.1. Conceitos BANCO DE DADOS I Atualizado em 13 de maio de 2009 Defini-se Banco de Dados (BD)

Leia mais

AULA: Introdução à Informática I

AULA: Introdução à Informática I Campus Muriaé Professor: Luciano Gonçalves Moreir Disciplina: Informática Aplicada I AULA: Introdução à Informática I O que é Informática? Pode dizer-se que informática é ciência que estuda o processamento

Leia mais

Barramento. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Barramento. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Barramento Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Introdução; Componentes do Computador; Funções dos Computadores; Estrutura de Interconexão; Interconexão de Barramentos Elementos de projeto de barramento;

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2013

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2013 Administração Central Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2013 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos EE: Arlindo Bittencourt Eixo Tecnológico:

Leia mais

BANCO DE DADOS GEOGRÁFICOS E WEBMAPPING -PROJETO LÓGICO RELACIONAL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

BANCO DE DADOS GEOGRÁFICOS E WEBMAPPING -PROJETO LÓGICO RELACIONAL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. BANCO DE DADOS GEOGRÁFICOS E WEBMAPPING -PROJETO LÓGICO RELACIONAL Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza 1 PROJETO DE BANCO DE DADOS Atividade de modelagem de dados em diversos níveis

Leia mais

Sistemas Operacionais. Rodrigo Rubira Branco rodrigo@kernelhacking.com rodrigo@fgp.com.br. www.fgp.com.br

Sistemas Operacionais. Rodrigo Rubira Branco rodrigo@kernelhacking.com rodrigo@fgp.com.br. www.fgp.com.br Sistemas Operacionais Rodrigo Rubira Branco rodrigo@kernelhacking.com rodrigo@fgp.com.br Tipos de Sistemas Operacionais De Sistemas Embarcados (PalmOS,WinCE,WinXPEmbbeded,Linux) Hardware simples, especifico

Leia mais

Prof. Alexandre Unterstell Banco de Dados I

Prof. Alexandre Unterstell Banco de Dados I Prof. Alexandre Unterstell Banco de Dados I Etapas para o projeto de um BD Análise de requisitos Analista: Entrevista Necessidade do negócio As etapas não consideram ainda nenhuma característica específica

Leia mais

SUMARIO. - Página 1 / 11

SUMARIO.  - Página 1 / 11 SUMARIO 1 Introdução... 2 2- Benefícios e Vantagens... 2 3 Como utilizar o Banco de Resultados... 2 3.1 Requisitos... 2 3.2 Recursos do Banco de Resultados... 3 3. 2.1 Superior... 3 3.2.1.1 - Opções...

Leia mais

Estrutura de indexação de arquivos

Estrutura de indexação de arquivos Estrutura de indexação de arquivos Neste capítulo assume-se que um arquivo já existe e possui alguma organização primária desordenada ordenada ou hash Utiliza-se índices, que são estruturas de acesso adicionais

Leia mais

Os computadores ditigais podem ser classificados em 5 grupos distintos:

Os computadores ditigais podem ser classificados em 5 grupos distintos: Informática A informática engloba toda atividade relacionada ao uso dos computadores, permitindo aprimorar e automatizar tarefas em qualquer área de atuação da sociedade. Informática é a "Ciência do tratamento

Leia mais

P R O J E T O: C A R N A V A L. 2. Informações Básicas sobre o Sistema a ser Desenvolvido

P R O J E T O: C A R N A V A L. 2. Informações Básicas sobre o Sistema a ser Desenvolvido Universidade de São Paulo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Departamento de Ciências de Computação Disciplina de Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri P R O J E T

Leia mais

Banco de Dados Distribuído

Banco de Dados Distribuído Bancos de Dados III Bancos de Dados Distribuídos Introdução Rogério Costa rogcosta@inf.puc-rio.br 1 Banco de Dados Distribuído Vários bancos de dados fisicamente separados, mas logicamente relacionados

Leia mais

Normas ISO:

Normas ISO: Universidade Católica de Pelotas Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina de Qualidade de Software Normas ISO: 12207 15504 Prof. Luthiano Venecian 1 ISO 12207 Conceito Processos Fundamentais

Leia mais

Modelo Entidade Relacionamento

Modelo Entidade Relacionamento Programa DCC011 Introdução a Banco de Dados Modelo Entidade Relacionamento Mirella M. Moro Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais mirella@dcc.ufmg.br Introdução Conceitos

Leia mais

LIC. Organização e Estrutura Básica Computacional. Prof. Marcelo Costa Oliveira 2006, Marcelo Costa oliveira

LIC. Organização e Estrutura Básica Computacional. Prof. Marcelo Costa Oliveira 2006, Marcelo Costa oliveira LIC Organização e Estrutura Básica Computacional Prof. Marcelo Costa Oliveira licufal@gmail.com História 1946 Inventado o 1º computador eletrônico de grande porte ENIAC Universidade da Pensilvania: 18.000

Leia mais

EA075 Memória virtual

EA075 Memória virtual EA075 Memória virtual Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC) Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) Prof. Levy Boccato 1 Motivação Problema: programas cujos tamanhos ultrapassavam

Leia mais

Requisitos. Silvério Sirotheau

Requisitos. Silvério Sirotheau Requisitos Silvério Sirotheau Requisitos O levantamento e análise de requisitos compõem uma parte decisiva da fase de concepção dentro UP. O analista pode e deve utilizar todas as informações disponíveis

Leia mais

Introdução a Banco de Dados. INTRODUÇÃO

Introdução a Banco de Dados. INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO O termo banco de dados é bastante popular em diversas áreas de atuação. Com o aumento da utilização de computadores na manipulação de dados que envolvem diversas aplicações, os bancos de dados

Leia mais