Raciocínio Lógico - Parte II

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Raciocínio Lógico - Parte II"

Transcrição

1 Apostila escrita pelo professor José Gonçalo dos Santos Contato: Raciocínio Lógico - Parte II

2 Sumário 1. Operações Lógicas sobre Proposições Tautologia, contradição e contigência Referências Bibliográficas

3 1. Operações Lógicas sobre Proposições As principais operações lógicas sobre as proposições são: negação, conjunção, disjunção, condicional e bi-condicional. Cada uma delas será apresentada em detalhes nesta aula. A partir deste momento usaremos mais a linguagem simbólica. Negação (~) Esta operação é considerada unária, pois se aplica a apenas uma proposição simples ou composta, e tem a função de inverter o valor da proposição, ou seja, se uma proposição for falsa, passa a ser verdadeira e se for verdadeira passa a ser falsa. Simbolicamente temos: p (proposição) e ~p (a sua negação lê-se não p). Se V(p) = 1, então V(~p) = 0 e se V(p) = 0, então V(~p) = 1. Podemos representar essa operação em forma de tabela-verdade, como mostrado a seguir. Conjunção (^) p ~p A operação conjunção é binária (aplica-se duas proposições simples ou compostas) e é equivalente à operação interseção da teoria de conjuntos, o que equivale dizer que o valor lógico de uma conjunção só será verdadeiro se ambas as proposições forem verdadeiras. Em símbolos, a conjunção das proposições p e q é p^q (lê-se p e q) e sua tabela-verdade é a seguinte: Disjunção (v) p q p^q Também binária, é equivalente à operação união da teoria de conjuntos, isto quer dizer que o valor de uma disjunção só será falso se ambos o forem. Em símbolos, a disjunção das proposições p e q é pvq (lê-se p ou q) e sua tabela-verdade é a seguinte: Condicional (->) p q pvq As operações apresentadas até agora são simples de entender porque é algo intuitivo. Porém, o condicional não é tão simples, por isso requer uma explicação adicional. Como as duas anteriores, é uma operação binária e o seu valor lógico só será falso se a primeira (antecedente) for verdadeira e a segunda (conseqüente) for falsa. Em símbolos, condicional das proposições p e q é p->q (lê-se se p, então q) e sua tabela-verdade é a seguinte:

4 p q p->q A tabela-verdade do condicional é, no mínimo, intrigante, a princípio, porque parece estranho que falso com falso dá verdadeiro e falso com verdadeiro dá verdadeiro. Mas, se prestarmos atenção nas explicações a seguir, tudo ficará claro. Seja a seguinte situação: o pai de Maria, João, Paulo e Júlia diz para cada um deles que se for aprovado no vestibular ganha um carro. Analisando a situação podemos deduzir que a condição suficiente para Maria ganhar um carro é ser aprovada no vestibular, o mesmo ocorre com os demais. Façamos as seguintes suposições: 1 Maria não passou no vestibular e não ganhou o carro; 2 Paulo não passou no vestibular, mas ganhou o carro; 3 Julia passou no vestibular, mas não ganhou o carro; 4 Paulo passou no vestibular e ganhou o carro. A pergunta é: em qual das situações o pai pode ser chamado de mentiroso? Na primeira situação não, porque para fazer jus ao presente seria necessário passar no vestibular, o que não aconteceu. Na segunda também não, pois ele nada disse a respeito de quem não passasse. Já na terceira, sim, porque a condição suficiente se verificou e não houve a premiação. Na última, também a condição suficiente se verificou e a premiação aconteceu. Logo, só há uma situação em que o valor lógico de um condicional é falso, só quando o antecedente (lado esquerdo do condicional) é verdadeiro e o conseqüente (lado direito) é falso. Bi-condicional (<->) Esta operação é semelhante à condicional, é como se uníssemos um condicional de p para q (p->q) com um de q para p (q->p). Neste caso, dizemos que p é condição necessária e suficiente para que q ocorra, ou seja, vai ocorrer q se e somente se p ocorrer. E se p não ocorrer? Bom, q não deve ocorrer. Em símbolos, bi-condicional das proposições p e q é p<->q (lê-se p se e somente se q) e sua tabela-verdade é a seguinte: p q P<->q Em resumo: o valor lógico de um bi-condicional só será verdadeiro se ambos forem iguais. Valor lógico de proposições compostas Para se calcular o valor lógico de uma proposição composta, é necessário sabermos o valor lógico de cada de seus componentes (proposição simples) e fazer as 2

5 operações conforme visto na página anterior. O exemplo a seguir mostra como efetuar esse cálculo. Seja V(p) = V(q) = 1 e V(r) = 0, calcule o valor lógico da proposição ~(p^q)v~r. Resolução: ~(1^1)v~0 ~(1)v1 0v1 = 1 Logo, o valor lógico da proposição apresentada é VEREDADEIRO (0). Um pouco de prática Sabendo-se que V(p) = V(q) = 1 e V(r) = v(s) = 0, determinar o valor lógico das seguintes proposições: a) (p ^ (q v r)) -> (p -> (r v q)) b) (q -> r) <-> (~q v r) c) ~p v ~(r ^ s) d) ~(q <-> (~p ^ s)) e) (p <-> q) v (q -> ~p) f) (p <-> q) ^ (~r -> s) g) ~(~q ^ (p ^ ~s)) h) ~p v (q ^ (r -> ~s)) i) (~p v r) -> (q -> s) j) ~(~p v (q ^ s)) -> (r -> ~s) k) ~q ^ ((~r v s) <-> (p -> ~q)) l) ~(p -> (q -> r)) -> s Respostas a) Substituindo as proposições componentes pelos seus valores lógicos dados, temos: (1 ^ (1 v 0)) -> (1 -> (0 v 1)) como 1 v 0 = 1 e 0 v 1 = 1, temos: (1 ^ 1) -> (1 -> 1) sabendo que 1 ^ 1 = 1 e 1 -> 1 = 1, temos: 1 -> 1 dado que 1 -> 1 = 1, o valor lógico é 1, ou seja, é verdadeiro. Procedendo da mesma forma para os demais, temos: b) (1 -> 0) <-> (~1 v 0) (0) <-> (0 v 0) (0) <-> (0) c) ~1 v ~(0 ^ 0) 0 v ~0 3

6 0 v 1 d) ~(1 <-> (~1 ^ 0)) ~(1 <-> (0 ^ 0)) ~(1 <-> 0) ~(0) e) (1 <-> 1) v (1 -> ~1) (1) v(1 -> 0) (1) v (0) f) (1 <-> 1) ^ (~0 -> 0) (1) ^ (1 -> 0) (1) ^ (0) 0 (falso) g) ~(~1 ^ (1 ^ ~0)) ~(0 ^ (1 ^ 1)) ~(0 ^ 1) ~(0) h) ~1 v (1 ^ (0 -> ~0)) 0 v (1 ^ (0 -> 1)) 0 v (1 ^ 1) 0 v (1) i) (~1 v 0) -> (1 -> 0) (0 v 0) -> (0) (0) -> (0) j) ~(~1 v (1 ^ 0)) -> (0 -> ~0) ~(0 v 0) -> (0 -> 1) ~(0) -> (1) 1 -> 1 k) ~1 ^ ((~0 v 0) <-> (1 -> ~1)) 0 ^ ((1 v 0) <-> (1 -> 0)) 0 ^ (1 <-> 0) 0 ^ (0) 0(falso) l) ~(1 -> (1 -> 0)) -> 0 ~(1 -> 0) -> 0 ~(0) -> 0 1 -> 0 0 (falso) Como foi visto na página anterior, o valor lógico da proposição composta foi calculado para um caso específico. Se quisermos saber para todas as possibilidades, devemos construir a sua tabela-verdade, onde cada linha 4

7 corresponde a uma situação específica. Podemos verificar isso ao resolver os exercícios a seguir. Construa a tabela-verdade das seguintes proposições: m) (p ^ (q v r)) -> (p -> (r v q)) n) (q -> r) <-> (~q v r) o) ~p v ~(r ^ s) p) ~(q <-> (~p ^ s)) q) (p <-> q) v (q -> ~p) r) (p <-> q) ^ (~r -> s) s) ~(~q ^ (p ^ ~s)) t) ~p v (q ^ (r -> ~s)) u) (~p v r) -> (q -> s) v) ~(~p v (q ^ s)) -> (r -> ~s) Respostas a) (p ^ (q v r)) -> (p -> (r v q)) p q r q v r p ^ (q v r) r v q p -> (r v q) (p ^ (q v r)) -> (p -> (r v q)) Como pode ser visto na tabela acima, para todas as possibilidades, o valor será sempre. b) (q -> r) <-> (~q v r) q r q -> r ~q ~q v r (q -> r) <-> (~q v r) Vide comentário anterior c) ~p v ~(r ^ s) p r s ~p r ^ s ~(r ^ s) ~p v ~(r ^ s) O valor lógico da proposição acima só será 0 (falso), se todas as componentes tiverem valor lógico. d) ~(q <-> (~p ^ s)) p q s ~p ~p ^ s q <-> (~p ^ s) ~(q <-> (~p ^ s))

8 Para esta proposição, temos quatro casos em ela tem valor lógico verdadeiro (1) e quatro casos, falso (0). e) (p <-> q) v (q -> ~p) p q p <-> q ~p q -> ~p (p <-> q) v (q -> ~p) Vide comentário da a). f) (p <-> q) ^ (~r -> s) p q r s p <-> q ~r ~r -> s (p <-> q) ^ (~r -> s) Para esta proposição, temos seis casos em ela tem valor lógico verdadeiro (1) e vinte e seis casos, falso (0). g) ~(~q ^ (p ^ ~s)) p q s ~q ~s p ^ ~s ~q ^ (p ^ ~s) ~(~q ^ (p ^ ~s))

9 O valor lógico da proposição acima só será 0 (falso), se a primeira componentes tiver valor lógico e as outras, 0 (falso). h) ~p v (q ^ (r -> ~s)) p q r s ~p ~s r -> ~s q ^ (r -> ~s) ~p v (q ^ (r -> ~s)) Para esta proposição, temos cinco casos em ela tem valor lógico falso (0) e vinte e sete casos, verdadeiro (1). i) (~p v r) -> (q -> s) p q r s ~p ~p v r q -> s (~p v r) -> (q -> s) Para esta proposição, temos três casos em ela tem valor lógico falso (0) e vinte e nove casos, verdadeiro (1). 2. Tautologia, contradição e contigência Dizemos que uma proposição composta é uma tautologia quando o seu valor lógico é sempre verdadeiro (1), não importando os valores lógicos de cada uma de suas componentes. Ao contrário da tautologia, quando o valor lógico de uma proposição composta for sempre falso (0), não importando os valores lógicos de suas 7

10 componentes, essa proposição é uma contradição. Já, se a proposição (composta) não for tautologia e nem contradição, ela é uma contingência. Exemplos: As letras a), b) e e) da página anterior são exemplos de tautologia. Como pode ser notado, todas linhas de sua tabela-verdade (última coluna) resultam em valor lógico verdadeiro. Todas as demais são exemplos de contingência, pois não são tautologias e nem contradições. Abaixo são apresentados alguns exemplos de proposições compostas que são contradição. 1) ~(~(p^q)) <-> (~p v ~q) p q p^q ~p ~q ~p v ~q (p^q) <-> (~p v ~q) ) ~p^(p^~q) p q ~p ~q p^~q ~p^(p^~q) Nesta aula foi apresentada uma série de exemplos de operações com proposições compostas, bem como as suas tabelas-verdades. Na aula seguinte faremos uso dessa ferramenta (tabela-verdade) para trabalharmos outros assuntos a relacionados ao raciocínio lógico. 3. Referências Bibliográficas CURY, Márcia Xavier. Introdução à Lógica. São Paulo: Érica, RUSSEL, Stuart & NORVING, Peter. Inteligência Artificial. São Paulo: Campus, NOLT, John & RHOATYN, Dennis. Lógica. São Paulo: Makron Books, NDC. Lógica na Wikipedia. Documento on-line disponível em [http://ndpc.subtom.com.br/l%c3%b3gica_na_wikipedia]. Acesso em: 23/06/

11 BABYLON. Definição de Tabela Verdade. Documento on-line disponível em [http://dicionario.babylon.com/tabela%20verdade]. Acesso em: 26/06/2009. WIKIPÉDIA. Regra de Inferência. Documento on-line disponível em [http://pt.wikipedia.org/wiki/regra_de_infer%c3%aancia]. Acesso em: 06/08/

Raciocínio Lógico - Parte IV

Raciocínio Lógico - Parte IV Apostila escrita pelo professor José Gonçalo dos Santos Contato: jose.goncalo.santos@gmail.com Raciocínio Lógico - Parte IV Sumário 1. Argumentação... 1 2. Regras de Inferência... 2 3. Regras de inferência...

Leia mais

Construção de tabelas verdades

Construção de tabelas verdades Construção de tabelas verdades Compreender a Lógica como instrumento da ciência e como estrutura formal do pensamento, conhecendo e compreendendo as operações com os principais conceitos proposicionais

Leia mais

APOSTILA DE LÓGICA. # Conceitos iniciais INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE

APOSTILA DE LÓGICA. # Conceitos iniciais INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE INSTITUTO EDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CÂMPUS APODI Sítio Lagoa do Clementino, nº 999, RN 233, Km 2, Apodi/RN, 59700-971. one (084) 4005.0765 E-mail: gabin.ap@ifrn.edu.br

Leia mais

José Luiz de Morais. RACiOCÍNIO LÓGICO

José Luiz de Morais. RACiOCÍNIO LÓGICO RACIOCÍNIO LÓGICO José Luiz de Morais RACiOCÍNIO LÓGICO RACIOCÍNIO LÓGICO Prof José Luiz de Morais PROPOSIÇÕES Proposições Simples Proposições Simples Proposição simples átomo ou partícula atômica É a

Leia mais

Aula 05 Raciocínio Lógico p/ INSS - Técnico do Seguro Social - Com Videoaulas

Aula 05 Raciocínio Lógico p/ INSS - Técnico do Seguro Social - Com Videoaulas Aula 05 Raciocínio Lógico p/ INSS - Técnico do Seguro Social - Com Videoaulas Professor: Arthur Lima AULA 05: RESUMO Caro aluno, Para finalizar nosso curso, preparei um resumo de toda a teoria vista nas

Leia mais

Ló gica. Para Concursos Públicos. Professor Luiz Guilherme

Ló gica. Para Concursos Públicos. Professor Luiz Guilherme Ló gica Para Concursos Públicos Professor Luiz Guilherme 2014 1 Lógica Para Concursos Públicos Proposição... 2 Valor Lógico das Proposições... 2 Axiomas da Lógica... 2 Tabela Verdade:... 3 Conectivos:...

Leia mais

PROCESSAMENTO DE DADOS / SISTEMAS DE INFORMAÇÃO TRABALHO SEMESTRAL DE MATEMÁTICA:LÓGICA MATEMÁTICA

PROCESSAMENTO DE DADOS / SISTEMAS DE INFORMAÇÃO TRABALHO SEMESTRAL DE MATEMÁTICA:LÓGICA MATEMÁTICA PROCESSAMENTO DE DADOS / SISTEMAS DE INFORMAÇÃO TRABALHO SEMESTRAL DE MATEMÁTICA:LÓGICA MATEMÁTICA EQUIPE DE MATEMÁTICA 1) Sejam as proposições: p : Marcos é alto. q : Marcos é elegante. r : Marcos é inteligente.

Leia mais

Definição. Chama-se proposição todo o conjunto de palavras ou símbolos que exprimem um pensamento de sentido completo.

Definição. Chama-se proposição todo o conjunto de palavras ou símbolos que exprimem um pensamento de sentido completo. Proposições Definição. Chama-se proposição todo o conjunto de palavras ou símbolos que exprimem um pensamento de sentido completo. Vitória é a capital do Espírito Santo π < 15 José é alto Princípios I.

Leia mais

EXERCÍCIOS DE LÓGICA MATEMÁTICA

EXERCÍCIOS DE LÓGICA MATEMÁTICA EXERCÍCIOS DE LÓGICA MATEMÁTICA 1. Determine se as formulas a seguir são bem formuladas. (a) a (b) (a b) c (c) b (c d)) (d) b c d 2. Traduza para a linguagem simbólica as seguintes proposições: 1 (e) ~(a

Leia mais

Aula 05 Operações Lógicas sobre Proposições. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes

Aula 05 Operações Lógicas sobre Proposições. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes Aula 05 Operações Lógicas sobre Proposições Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes Agenda da Aula Outras Traduções; Valor Lógico de Operações sobre proposições. Tabela da Verdade

Leia mais

Representação de Conhecimento. Lógica Proposicional

Representação de Conhecimento. Lógica Proposicional Representação de Conhecimento Lógica Proposicional Representação de conhecimento O que éconhecimento? O que érepresentar? Representação mental de bola Representação mental de solidariedade Símbolo como

Leia mais

MODÚLO 1. INTRODUÇÃO A LÓGICA MATEMÁTICA 1.1 SENTENÇA X PROPOSIÇÃO 1.2 NEGAÇÃO SIMPLES

MODÚLO 1. INTRODUÇÃO A LÓGICA MATEMÁTICA 1.1 SENTENÇA X PROPOSIÇÃO 1.2 NEGAÇÃO SIMPLES MODÚLO 1. INTRODUÇÃO A LÓGICA MATEMÁTICA 1.1 SENTENÇA X PROPOSIÇÃO Proposição: Permite ser julgado verdadeiro ou falso. Possui um valor lógico. Exemplos: Morro do Alemão só tem bandido A presidenta anulou

Leia mais

Noções de Lógica - Teoria e Exercícios

Noções de Lógica - Teoria e Exercícios ALUNO(A) C O L É G I O PROFESSOR (A) Alan Jefferson Série 1º ano Noções de Lógica - Teoria e Exercícios PROPOSIÇÃO Chama-se proposição ou sentença toda oração declarativa que pode ser classificada em verdadeira

Leia mais

Álgebra Booleana. Introdução ao Computador 2010/01 Renan Manola

Álgebra Booleana. Introdução ao Computador 2010/01 Renan Manola Álgebra Booleana Introdução ao Computador 2010/01 Renan Manola Histórico George Boole (1815-1864) Considerado um dos fundadores da Ciência da Computação, apesar de computadores não existirem em seus dias.

Leia mais

A LÓGICA NA MATEMÁTICA

A LÓGICA NA MATEMÁTICA A LÓGICA NA MATEMÁTICA 1. BREVE HISTÓRICO O pensamento lógico teve forte presença no cerne da Civilização Grega. Aristóteles (384-322 A.C) é tido como o primeiro sistematizador do conhecimento lógico da

Leia mais

AULA 6 LÓGICA DOS CONJUNTOS

AULA 6 LÓGICA DOS CONJUNTOS Disciplina: Matemática Computacional Crédito do material: profa. Diana de Barros Teles Prof. Fernando Zaidan AULA 6 LÓGICA DOS CONJUNTOS Intuitivamente, conjunto é a coleção de objetos, que em geral, tem

Leia mais

C U R S O D E R A C I O C Í N I O L Ó G I C O E M A T E M Á T I C O P A R A O I N S S

C U R S O D E R A C I O C Í N I O L Ó G I C O E M A T E M Á T I C O P A R A O I N S S C U R S O D E R A C I O C Í N I O L Ó G I C O E M A T E M Á T I C O P A R A O I N S S www.profranciscojunior.com.br p. 1 de 80 S U M Á R I O 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. INTRODUÇÃO... 5 3. PROPOSIÇÕES... 7

Leia mais

RACIOCÍNIO LÓGICO INSS. Condições de existência:

RACIOCÍNIO LÓGICO INSS. Condições de existência: RACIOCÍNIO LÓGICO Sentenças: Na linguagem natural utilizamos vários tipos de sentenças em nossa comunicação: - Afirmativas Curitiba é a capital do Paraná. O dia está ensolarado. - Interrogativas Qual time

Leia mais

Raciocínio Lógico Quantitativo

Raciocínio Lógico Quantitativo Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Curitiba Gerência de Ensino e Pesquisa Departamento Acadêmico de Matemática Raciocínio Lógico Quantitativo Notas de Aula Prof. a

Leia mais

SIMULADO MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO PARA EBSERH 2015

SIMULADO MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO PARA EBSERH 2015 SIMULADO MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO PARA EBSERH 2015 Simulado Comentado Matemática e Raciocínio Lógico EBSERH 2015 Página 1 SIMULADO 01 MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO PARA EBSERH 2015 Cargo: Todos

Leia mais

A linguagem da Lógica Proposicional (Capítulo 1)

A linguagem da Lógica Proposicional (Capítulo 1) A linguagem da Lógica Proposicional (Capítulo 1) LÓGICA APLICADA A COMPUTAÇÃO Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto Estrutura 1. Definições 2. Alfabeto 3. Fórmulas bem formadas (FBF) 4. Exemplos

Leia mais

( ) ( ) RACIOCÍNIO LÓGICO. A p n = C p n C 2 20 = = = = 190 ANÁLISE COMBINATÓRIA. PERMUTAÇÃO SIMPLES (anagramas)

( ) ( ) RACIOCÍNIO LÓGICO. A p n = C p n C 2 20 = = = = 190 ANÁLISE COMBINATÓRIA. PERMUTAÇÃO SIMPLES (anagramas) ANÁLISE COMBINATÓRIA PRINCÍPIO FUNDAMENTAL DA CONTAGEM (PFC) n 1.n 2.n 3...= total de possibilidades Ex: Supondo que 5 colegas vão sair de carro, sentados nos 5 lugares disponíveis. De quantos modos podemos

Leia mais

Faculdades Pitágoras de Uberlândia. Lógica Matemática e Computacional

Faculdades Pitágoras de Uberlândia. Lógica Matemática e Computacional Faculdades Pitágoras de Uberlândia Sistemas de Informação Apostila de Lógica Matemática e Computacional Prof. Walteno Martins Parreira Júnior www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2014 Sumário

Leia mais

Exercícios de Lógica para Programação

Exercícios de Lógica para Programação Exercícios de Lógica para Programação Ana Cardoso-Cachopo Maio de 2014 CONTEÚDO 1 Conteúdo 1 Argumentos e Validade 5 2 Lógica Proposicional Sistema de Dedução Natural 17 3 Lógica Proposicional Tabelas

Leia mais

A LÓGICA DO RACIOCÍNIO MATEMÁTICO. GT 02 Educação matemática no ensino médio e ensino superior

A LÓGICA DO RACIOCÍNIO MATEMÁTICO. GT 02 Educação matemática no ensino médio e ensino superior A LÓGICA DO RACIOCÍNIO MATEMÁTICO GT 02 Educação matemática no ensino médio e ensino superior Aline Brum Ottes, UFSM, alinebrumottes@hotmail.com Ricardo Fajardo, UFSM, rfaj@ufsm.br Samuel Sonego Zimmermann,

Leia mais

Lista de Exercícios 1: Soluções Fundamentos da Lógica Lógica Proposicional

Lista de Exercícios 1: Soluções Fundamentos da Lógica Lógica Proposicional UFMG/ICEx/DCC DCC111 Matemática Discreta Lista de Exercícios 1: Soluções Fundamentos da Lógica Lógica Proposicional Ciências Exatas & Engenharias 2 o Semestre de 2015 1. Construa a tabela da verdade para

Leia mais

RACIOCÍNIO LÓGICO ÍNDICE

RACIOCÍNIO LÓGICO ÍNDICE RACIOCÍNIO LÓGICO ÍNDICE CAPÍTULO 01 2 Proposições 2 Definições 2 Tabela-Verdade e Conectivos Lógicos 3 Equivalências Lógicas 5 Tautologias, Contradições e Contingências 6 Relação entre Todo, Algum e Nenhum

Leia mais

AULA SEIS: Diagramas Lógicos

AULA SEIS: Diagramas Lógicos 1 AULA SEIS: Diagramas Lógicos Olá, amigos! Iniciamos nossa presente aula com uma notícia: hoje trataremos de um assunto que estava previsto para ser estudado em um encontro futuro. Todavia, melhor analisando,

Leia mais

CURSO ONLINE RACIOCÍNIO LÓGICO AULA CINCO: Estruturas Lógicas (Continuação)

CURSO ONLINE RACIOCÍNIO LÓGICO AULA CINCO: Estruturas Lógicas (Continuação) Olá, amigos! CURSO ONLINE RACIOCÍNIO LÓGICO AULA CINCO: Estruturas Lógicas (Continuação) Iniciaremos nossa aula de hoje com a resolução do dever de casa da semana passada! Esperamos que todos tenham resolvido

Leia mais

Raciocínio Lógico Matemático Modulo Geral

Raciocínio Lógico Matemático Modulo Geral Raciocínio Lógico Matemático Modulo Geral CONCURSO: Ministério do Trabalho e Emprego CARGO: Auditor-Fiscal do Trabalho PROFESSOR: Alex Lira Este curso é protegido por direitos autorais (copyright), nos

Leia mais

Lógica Formal. Unidade I:

Lógica Formal. Unidade I: Lógica ormal Unidade I: 0 Lógica ormal Lógica ormal 1) Lógica Simbólica No século XII Leibniz (1646-1716) demonstrará a relação entre Lógica e Linguagem utilizando a Álgebra para ilustrar a possibilidade

Leia mais

(Lógica) Fundamentando Proposições. Professor: Renê Furtado Felix E-mail: rffelix70@yahoo.com.br Site: http://www.renecomputer.net/pdflog.

(Lógica) Fundamentando Proposições. Professor: Renê Furtado Felix E-mail: rffelix70@yahoo.com.br Site: http://www.renecomputer.net/pdflog. Professor: Renê Furtado Felix E-mail: rffelix70@yahoo.com.br Site: http://www.renecomputer.net/pdflog.html aula 06 - Revisão (Lógica) Fundamentando Proposições Interruptores Aula de Lógica - Professor

Leia mais

APOSTILA DE LÓGICA. # Proposições Logicamente Equivalentes. # Equivalências Básicas

APOSTILA DE LÓGICA. # Proposições Logicamente Equivalentes. # Equivalências Básicas INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CÂMPUS APODI Sítio Lagoa do Clementino, nº 999, RN 233, Km 2, Apodi/RN, 59700-971. Fone (084) 4005.0765 E-mail: gabin.ap@ifrn.edu.br

Leia mais

Prof. Weber Campos webercampos@gmail.com. Agora Eu Passo - AEP www.cursoagoraeupasso.com.br

Prof. Weber Campos webercampos@gmail.com. Agora Eu Passo - AEP www.cursoagoraeupasso.com.br Apostila de Raciocínio Lógico CURSO RETA FINAL DE EXERCÍCIOS PARA O INSS Prof. Weber Campos webercampos@gmail.com Agora Eu Passo - AEP www.cursoagoraeupasso.com.br ÍNDICE 1. LÓGICA PROPOSICIONAL 3 Proposição

Leia mais

Sumário. Apresentação da Coleção... 23

Sumário. Apresentação da Coleção... 23 Sumário Apresentação da Coleção... 23 INTRODUÇÃO... 25 O que é lógica?... 25 Divisão da Filosofia... 29 Lógica de Aristóteles... 30 Lógica Moderna... 30 Raciocínio lógico matemático... 32 Objeto da lógica...

Leia mais

Pré-Cálculo. Humberto José Bortolossi. Aula 1 8 de março de 2010. Departamento de Matemática Aplicada Universidade Federal Fluminense

Pré-Cálculo. Humberto José Bortolossi. Aula 1 8 de março de 2010. Departamento de Matemática Aplicada Universidade Federal Fluminense Pré-Cálculo Humberto José Bortolossi Departamento de Matemática Aplicada Universidade Federal Fluminense Aula 1 8 de março de 2010 Aula 1 Pré-Cálculo 1 Conteúdo do curso Apresentação do curso Conjuntos

Leia mais

Lógica Binária. Princípios

Lógica Binária. Princípios Lógica Binária Lógica Binária Proposição é toda a expressão da qual faz sentido dizer que é verdadeira ou falsa. Cada proposição tem um e um só valor lógico, Verdadeiro (1) ou Falso (0). Princípios Princípio

Leia mais

Prof. Weber Campos webercampos@gmail.com. Agora Eu Passo - AEP www.cursoagoraeupasso.com.br

Prof. Weber Campos webercampos@gmail.com. Agora Eu Passo - AEP www.cursoagoraeupasso.com.br Apostila de Raciocínio Lógico POLÍCIA FEDERAL - CESPE Prof. Weber Campos webercampos@gmail.com Agora Eu Passo - AEP www.cursoagoraeupasso.com.br ÍNDICE 1. LÓGICA PROPOSICIONAL 3 Proposição 3 Conectivos

Leia mais

QUESTÕES. t = 7, o valor de t é o número: SIMULADO. Olá pessoal! Como vocês estão?

QUESTÕES. t = 7, o valor de t é o número: SIMULADO. Olá pessoal! Como vocês estão? Olá pessoal! Como vocês estão? Nesse artigo apresento a vocês um simulado com questões de Raciocínio Lógico, Matemática e Matemática Financeira. Para os candidatos aos cargos de Auditor e Analista Tributário

Leia mais

Resumo CEF 2014 Técnico Bancário Disciplina: Matemática & Raciocínio Lógico Professor: Valdenilson Garcia e-mail: profvaldenilson@hotmail.

Resumo CEF 2014 Técnico Bancário Disciplina: Matemática & Raciocínio Lógico Professor: Valdenilson Garcia e-mail: profvaldenilson@hotmail. Resumo CEF 2014 Técnico Bancário Disciplina: Matemática & Raciocínio Lógico Professor: Valdenilson Garcia e-mail: profvaldenilson@hotmail.com 2013 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados

Leia mais

REDES BAYESIANAS. Palavras-chave: Redes bayesianas, Grafo, Estrutura de Dados, Inteligência artificial.

REDES BAYESIANAS. Palavras-chave: Redes bayesianas, Grafo, Estrutura de Dados, Inteligência artificial. REDES BAYESIANAS Gabriel Rigo da Cruz Jacobsen gabrielrigoj@gmail.com Prof. Leonardo Sommariva, Estrutura de Dados RESUMO: Uma rede bayesiana é uma forma de representar o conhecimento de um domínio onde

Leia mais

S U M Á R I O. Raciocínio Lógico para o INSS Resolução de questões Prof. Adeilson de melo Revisão 4 Bateria de questões CONTEÚDO DA AULA 01

S U M Á R I O. Raciocínio Lógico para o INSS Resolução de questões Prof. Adeilson de melo Revisão 4 Bateria de questões CONTEÚDO DA AULA 01 Olá pessoal! Este é o nosso quarto encontro. Nele faremos uma abordagem das mais variadas questões de Raciocínio Lógico. Assunto muito querido pela banca FCC. Aqui fiz uma seleção de muitas questões de

Leia mais

Exercícios de Lógica

Exercícios de Lógica Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Exatas Departamento de Matemática Exercícios de Lógica = ƒ abril de 007 Maringá PR Organizador: João Roberto Gerônimo Introdução O objetivo deste material

Leia mais

Abdução exemplos. Um jogo de abdução. Apartment 13 O objetivo do Jogo é descobrir como se deu um assassinato.

Abdução exemplos. Um jogo de abdução. Apartment 13 O objetivo do Jogo é descobrir como se deu um assassinato. 1 Aula 4 Interação Humano-Computador (com foco em métodos de pesquisa) Prof. Dr. Osvaldo Luiz de Oliveira 2 Abdução exemplos Um jogo de abdução Apartment 13 O objetivo do Jogo é descobrir como se deu um

Leia mais

MD Fundamentos da Lógica Lógica Proposicional 1

MD Fundamentos da Lógica Lógica Proposicional 1 Fundamentos da Lógica Lógica Proposicional Renato Martins Assunção assuncao@dcc.ufmg.br Antonio Alfredo Ferreira Loureiro loureiro@dcc.ufmg.br MD Fundamentos da Lógica Lógica Proposicional 1 Fundamentos

Leia mais

Raciocínio Lógico-Quantitativo Correção da Prova APO 2010 Gabarito 1 Prof. Moraes Junior RACIOCÍNIO LÓGICO-QUANTITATIVO

Raciocínio Lógico-Quantitativo Correção da Prova APO 2010 Gabarito 1 Prof. Moraes Junior RACIOCÍNIO LÓGICO-QUANTITATIVO RACIOCÍNIO LÓGICO-QUANTITATIVO 1 - Um viajante, a caminho de determinada cidade, deparou-se com uma bifurcação onde estão três meninos e não sabe que caminho tomar. Admita que estes três meninos, ao se

Leia mais

INTRODUÇÃO LÓGICA MATEMÁTICA

INTRODUÇÃO LÓGICA MATEMÁTICA INTRODUÇÃO À LÓGICA MATEMÁTICA Prof. Antonio A. Pinho Rio de Janeiro Julho de 1999 INTRODUÇÃO À LÓGICA MATEMÁTICA 2 ÍNDICE I. INTRODUÇÃO 1. Lógica Formal. 2 2. Dedução e Indução. 3 3. Lógica Clássica e

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ÍNDICE INSS - RLM...2 Proposições Conceitos Iniciais...2 1 Proposições Conceitos Iniciais Conceito: AlfaCon Concursos Públicos INSS - RLM _ Características: _ Valores: _ Princípios

Leia mais

RACIOCÍNIO LÓGICO. 1. Compreensão de estruturas lógicas

RACIOCÍNIO LÓGICO. 1. Compreensão de estruturas lógicas Mas, uma proposição pode ser qualquer outro tipo de expressão, tais como as matemáticas, conjunto de símbolos que possuam um significado, e que pode ser valorada em verdadeiro ou falso. Exemplo: 4 > 7

Leia mais

Uma proposição condicional sempre pode ser escrita da forma se p, então q, e é denotada por p q. Se amanhã é domingo, então hoje é sábado.

Uma proposição condicional sempre pode ser escrita da forma se p, então q, e é denotada por p q. Se amanhã é domingo, então hoje é sábado. Proposições condicionais e bicondicionais Proposições condicionais Num debate sobre algum tema importante, é comum utilizarmos ideias que procuram sustentar nossos argumentos. Essa sustentação, muitas

Leia mais

Este material traz a teoria necessária à resolução das questões propostas.

Este material traz a teoria necessária à resolução das questões propostas. Inclui Teoria e Questões Inteiramente Resolvidas dos assuntos: Contagem: princípio aditivo e multiplicativo. Arranjo. Permutação. Combinação simples e com repetição. Lógica sentencial, de primeira ordem

Leia mais

Capítulo 1 - Conectivos lógicos e quantificadores

Capítulo 1 - Conectivos lógicos e quantificadores Capítulo 1 - Conectivos lógicos e quantificadores A linguagem matemática usual combina o português com outros símbolos que têm um significado específico em Matemática. Neste capítulo 1 recordar-se-á, de

Leia mais

Conclusões sobre Proposições

Conclusões sobre Proposições Lógica Programação Proposições Conclusões sobre Proposições 1 Duas proposições universais contrárias não podem ser verdadeiras ao mesmo tempo, mas podem ser falsas ao mesmo tempo. 2 Duas proposições particulares

Leia mais

Para que o NSBASIC funcione corretamente em seu computador, você deve garantir que o mesmo tenha as seguintes características:

Para que o NSBASIC funcione corretamente em seu computador, você deve garantir que o mesmo tenha as seguintes características: Cerne Tecnologia www.cerne-tec.com.br Conhecendo o NSBASIC para Palm Vitor Amadeu Vitor@cerne-tec.com.br 1. Introdução Iremos neste artigo abordar a programação em BASIC para o Palm OS. Para isso, precisaremos

Leia mais

Complemento III Noções Introdutórias em Lógica Nebulosa

Complemento III Noções Introdutórias em Lógica Nebulosa Complemento III Noções Introdutórias em Lógica Nebulosa Esse documento é parte integrante do material fornecido pela WEB para a 2ª edição do livro Data Mining: Conceitos, técnicas, algoritmos, orientações

Leia mais

CURSO DE QUESTÕES POTENCIAIS POLÍCIA FEDERAL/2012 - CESPE

CURSO DE QUESTÕES POTENCIAIS POLÍCIA FEDERAL/2012 - CESPE CURSO DE QUESTÕES POTENCIAIS POLÍCIA FEDERAL/2012 - CESPE Prof. Weber Campos webercampos@gmail.com Comparação entre os Programas de Raciocínio Lógico Polícia Federal de 2004 e 2009: 1 Compreensão de estruturas

Leia mais

Análise na Reta. Prof. Ulysses Sodré. Notas de aulas de Matemática - 2008. Departamento de Matemática - UEL. Licenciatura em Matemática

Análise na Reta. Prof. Ulysses Sodré. Notas de aulas de Matemática - 2008. Departamento de Matemática - UEL. Licenciatura em Matemática Análise na Reta Notas de aulas de Matemática - 2008 Departamento de Matemática - UEL Licenciatura em Matemática Prof. Ulysses Sodré ii Ulysses Sodré 2008 ulysses@uel.br Notas de aulas de Análise Real construídas

Leia mais

Autores: Colaboradores:

Autores: Colaboradores: Lógica Autores: Prof. Angel Antonio Gonzales Martinez Prof. Ákio Nogueira Barbosa Colaboradores: Profa. Elisângela Mônaco de Moraes Prof. Roberto Macias Prof. Daniel Scodeler Raimundo Professores conteudistas:

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE RACIOCÍNIO LÓGICO PARA OS CONCURSOS DE NÍVEL MÉDIO

CONCEITOS BÁSICOS DE RACIOCÍNIO LÓGICO PARA OS CONCURSOS DE NÍVEL MÉDIO CONCEITOS BÁSICOS DE RACIOCÍNIO LÓGICO PARA OS CONCURSOS DE NÍEL MÉDIO Ana Carolina Sakamoto 1* ábio Crivelli de Ávila 2 ; Luciane de átima Rodrigues de Souza 2 João Paulo Crivellaro de Menezes 2 1 Departamento

Leia mais

Questões de raciocínio lógico Aula 2

Questões de raciocínio lógico Aula 2 Questões de raciocínio lógico Aula 2 Tópicos abordados: Lógica da argumentação Diagramas lógicos Emerson Marcos Furtado* 1. (ESAF-adap.) Pedro toca piano se e somente se Vítor toca violino. Ora, Vítor

Leia mais

Lógica Formal e Booleana. Cálculo Proposicional

Lógica Formal e Booleana. Cálculo Proposicional Lógica Formal e Booleana Cálculo Proposicional lara.popov@ifsc.edu.br Charada: uma introdução ao uso de símbolos Um homem estava olhando uma foto, e alguém lhe perguntou: - De quem é esta foto? Ao que

Leia mais

AULA DEMONSTRATIVA 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. PROPOSIÇÃO... 3 3. QUESTÕES COMENTADAS NA AULA DE HOJE:... 49 4. SIMULADO 01... 56

AULA DEMONSTRATIVA 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. PROPOSIÇÃO... 3 3. QUESTÕES COMENTADAS NA AULA DE HOJE:... 49 4. SIMULADO 01... 56 1 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. PROPOSIÇÃO... 3 3. QUESTÕES COMENTADAS NA AULA DE HOJE:... 49 4. SIMULADO 01... 56 Concurso: MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO Cargo: AUDITOR FISCAL DO TRABALHO Matéria: RACIOCÍNIO

Leia mais

Administração Geral e Administração Pública

Administração Geral e Administração Pública Administração Geral e Administração Pública 17 Administração Geral e Administração Pública Fábio Vogelaar Carlucci É É QUESTÕES PARTE 1 ADMINISTRAÇÃO GERAL 1. TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO 01. (ESAF Analista

Leia mais

Assim, de acordo com as regras do campeonato temos a seguinte tabela dos dois times:

Assim, de acordo com as regras do campeonato temos a seguinte tabela dos dois times: Raciocínio Lógico- Vinicius Werneck 1. Em um campeonato de futebol, a pontuação acumulada de um time é a soma dos pontos obtidos em cada jogo disputado. Por jogo, cada time ganha três pontos por vitória,

Leia mais

Algoritmos e Programação I

Algoritmos e Programação I Algoritmos e Programação I Apresentação e Introdução ao Raciocínio Lógico Prof. Fernando Maia da Mota mota.fernandomaia@gmail.com CPCX/UFMS Fernando Maia da Mota 1 Apresentação Fernando Maia da Mota Formado

Leia mais

Lógica Computacional. Argumentos válidos e sólidos. Métodos de Demonstração. Demonstrações formais. Regras de Inferência Igualdade

Lógica Computacional. Argumentos válidos e sólidos. Métodos de Demonstração. Demonstrações formais. Regras de Inferência Igualdade Lógica Computacional Argumentos válidos e sólidos Métodos de Demonstração Demonstrações formais Regras de Inferência Igualdade Não-consequências lógicas 6 Março 2013 Lógica Computacional 1 Argumentos Exemplo:

Leia mais

AGENTE ADMINISTRATIVO E RECEPCIONISTA

AGENTE ADMINISTRATIVO E RECEPCIONISTA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIACHO DOS CAVALOS EDITAL Nº 01/2015 NÍVEL MÉDIO AGENTE ADMINISTRATIVO E RECEPCIONISTA NOME DO CANDIDATO ASSINATURA DO CANDIDATO RG DO CANDIDATO LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO

Leia mais

Lógica para Computação Prof. Celso Antônio Alves Kaestner, D.E.E. celsokaestner (at) utfpr (dot) edu (dot) br Introdução Lógica para Computação (IF61B) Três citações extraídas de Logique: Méthodes pour

Leia mais

Prova Escrita de Filosofia

Prova Escrita de Filosofia Exame Final Nacional do Ensino Secundário Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 714/Época Especial 8 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância:

Leia mais

Raciocínio Lógico A1-AT555 15/4/2013

Raciocínio Lógico A1-AT555 15/4/2013 Raciocínio Lógico A1-AT555 15/4/2013 2013 Vestcon Editora Ltda. Todos os direitos autorais desta obra são reservados e protegidos pela Lei nº 9.610, de 19/2/1998. Proibida a reprodução de qualquer parte

Leia mais

provacao.com.br Raciocínio Lógico www.cursoaprovacao.com.br Visite o Portal dos Concursos Públicos www.cursoaprovacao.com.br Teoria e Exercícios

provacao.com.br Raciocínio Lógico www.cursoaprovacao.com.br Visite o Portal dos Concursos Públicos www.cursoaprovacao.com.br Teoria e Exercícios Raciocínio Lógico Turma Área Policial 2006 Mais de 360 aprovados na Receita ederal em 2006 67 das 88 vagas no AR no PR/SC 150 das 190 vagas no TR no PR/SC 150 das 190 vagas no TR Teoria e Exercícios Profº.

Leia mais

Portfólio Easy to Learn SERVIÇO SOCIAL

Portfólio Easy to Learn SERVIÇO SOCIAL Portfólio Easy to Learn SERVIÇO SOCIAL ÍNDICE Pensamento Social...2 Movimentos Sociais e Serviço Social...2 Fundamentos do Serviço Social I...2 Leitura e Interpretação de Textos...3 Metodologia Científica...3

Leia mais

01. Considere as seguintes proposições:

01. Considere as seguintes proposições: 01. Considere as seguintes proposições: p: O restaurante está fechado. q: O computador está ligado. A sentença O restaurante não está fechado e o computador não está ligado assume valor lógico verdadeiro

Leia mais

Resoluções de questões- Tropa de Elite Raciocínio Lógico Questões Pedro Evaristo

Resoluções de questões- Tropa de Elite Raciocínio Lógico Questões Pedro Evaristo Resoluções de questões- Tropa de Elite Raciocínio Lógico Questões Pedro Evaristo 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ESTRUTURA LÓGICA (CESPE) Na última corrida

Leia mais

RACIOCÍNIO LÓGICO E MATEMÁTICO

RACIOCÍNIO LÓGICO E MATEMÁTICO RACIOCÍNIO LÓGICO E MATEMÁTICO 2014 1 INTRODUÇÃO: O que é lógica: Lógica, originalmente, é a ciência formal que estuda as leis necessárias à construção de um raciocínio perfeito. Lógica no dia-a-dia: Quando

Leia mais

> A frase dentro destas aspas é uma mentira. É uma sentença aberta. Nada podemos afirmar, não conhecemos o conteúdo da frase. Não é uma proposição.

> A frase dentro destas aspas é uma mentira. É uma sentença aberta. Nada podemos afirmar, não conhecemos o conteúdo da frase. Não é uma proposição. LÓGICA PROPOSICIONAL 1. PROPOSIÇÃO CONCEITO DE PROPOSIÇÃO Uma proposição é toda a oração que pode ser classificada como verdadeira ou falsa, não ambas. Por exemplo: 2 é um número primo. Resposta: É uma

Leia mais

INTELIGÊNCIA OPERATÓRIA CONCRETA E OPERATÓRIA FORMAL

INTELIGÊNCIA OPERATÓRIA CONCRETA E OPERATÓRIA FORMAL INTELIGÊNCIA OPERATÓRIA CONCRETA E OPERATÓRIA FORMAL Prof. Dr. Wilson da Silva 1 A INTELIGÊNCIA OPERATÓRIA CONCRETA (± de 7 a 11/12 anos) Por volta dos sete anos ocorre um fato decisivo no desenvolvimento

Leia mais

QUESTÕES COMENTADAS DE RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO FCC LISTA 7

QUESTÕES COMENTADAS DE RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO FCC LISTA 7 QUESTÕES COMENTADAS DE RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO FCC LISTA 7 1. (TRF 4ª região 2014 Analista Judiciário) Da duração total de um julgamento, 7 3 do tempo foi utilizado pelos advogados de defesa e acusação,

Leia mais

Lógica. Everson Santos Araujo everson@por.com.br

Lógica. Everson Santos Araujo everson@por.com.br Lógica Everson Santos Araujo everson@por.com.br Conceitos Coerência de raciocínio, de idéias, ou ainda a sequência coerente, regular e necessária de acontecimentos, de coisas Dicionário Aurélio 2 Conceitos

Leia mais

CURSO ONLINE RACIOCÍNIO LÓGICO AULA QUATRO: Estruturas Lógicas

CURSO ONLINE RACIOCÍNIO LÓGICO AULA QUATRO: Estruturas Lógicas Olá, amigos! CURSO ONLINE RACIOCÍNIO LÓGICO AULA QUATRO: Estruturas Lógicas Sem mais demora, daremos início hoje fazendo uma revisão sucinta da essência de nossa aula passada. oram várias as dúvidas trazidas

Leia mais

matematicaconcursos.blogspot.com

matematicaconcursos.blogspot.com Professor: Rômulo Garcia Email: machadogarcia@gmail.com Conteúdo Programático: Lógica Módulo 1: Primeiros Conceitos O conceito mais elementar no estudo da lógica e portanto o primeiro a ser visto é o de

Leia mais

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL Figura: Capa do Livro Russell, S., Norvig, P. Artificial Intelligence A Modern Approach, Pearson, 2009. Universidade Federal de Campina Grande Unidade Acadêmica de Sistemas e Computação Curso de Pós-Graduação

Leia mais

Funções Lógicas e Portas Lógicas

Funções Lógicas e Portas Lógicas Funções Lógicas e Portas Lógicas Nesta apresentação será fornecida uma introdução ao sistema matemático de análise de circuitos lógicos, conhecido como Álgebra de oole Serão vistos os blocos básicos e

Leia mais

ACADEMIA DO CONCURSO

ACADEMIA DO CONCURSO ACADEMIA DO CONCURSO Aulão de Lógica - 2015 Prof. Quilelli ( TCU Auditor Federal - CESPE ) As cidades Alfa e Beta estão com suas contas de obras sob análise. Sabe-se que algumas dessas obras são de responsabilidade

Leia mais

LÓGICA 1_C Prof. Aurimenes

LÓGICA 1_C Prof. Aurimenes LÓGICA 1_C Prof. Aurimenes 01. Uma criança brincando em seu computador, digitou o número 861861861861...86, ela esqueceu de digitar o último dígito para completar a seqüência lógica. Sabe-se que o número

Leia mais

A linguagem matemática

A linguagem matemática A linguagem matemática Ricardo Bianconi 1 o Semestre de 2002 1 Introdução O objetivo deste texto é tentar explicar a linguagem matemática e o raciocínio lógico por trás dos textos matemáticos. Isto não

Leia mais

Portfólio Easy to Learn ADMINISTRAÇÃO

Portfólio Easy to Learn ADMINISTRAÇÃO Portfólio Easy to Learn ADMINISTRAÇÃO ÍNDICE Fundamentos de Sistemas de Informação...2 Leitura e Interpretação de Textos...2 Matemática Básica...2 Teoria Geral da Administração I...2 Fundamentos de Contabilidade...3

Leia mais

Sumário. INF01040 Introdução à Programação. Elaboração de um Programa. Regras para construção de um algoritmo

Sumário. INF01040 Introdução à Programação. Elaboração de um Programa. Regras para construção de um algoritmo INF01040 Introdução à Programação Introdução à Lógica de Programação s Seqüenciais Sumário Elaboração de um programa/algoritmo Formas de representação de um algoritmo Elementos manipulados em um programa/algoritmo

Leia mais

Bases Matemáticas. Aula 2 Métodos de Demonstração. Rodrigo Hausen. v. 2013-7-31 1/15

Bases Matemáticas. Aula 2 Métodos de Demonstração. Rodrigo Hausen. v. 2013-7-31 1/15 Bases Matemáticas Aula 2 Métodos de Demonstração Rodrigo Hausen v. 2013-7-31 1/15 Como o Conhecimento Matemático é Organizado Definições Definição: um enunciado que descreve o significado de um termo.

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Departamento de Ciência da Computação

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Departamento de Ciência da Computação Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Departamento de Ciência da Computação LP: Laboratório de Programação Apontamento 7 Prof. ISVega Março de 2004 Controle de Execução: Seleção Simples CONTEÚDO

Leia mais

Conteúdo Programático

Conteúdo Programático Conteúdo Programático Conhecimentos Básicos Português Básico Gramática Sobre o curso: Ele é direcionado a todo aluno que pretende construir uma base sólida de conhecimentos fundamentais para resolver as

Leia mais

RACIOCÍNIO LÓGICO SEMANA 04

RACIOCÍNIO LÓGICO SEMANA 04 1) (FCC/TRT-PR) Considere a seguinte proposição: Na eleição para a prefeitura, o candidato A será eleito ou não será eleito. Do ponto de vista lógico, a afirmação da proposição caracteriza: (A) um silogismo;

Leia mais

Algoritmos e Programação _ Departamento de Informática

Algoritmos e Programação _ Departamento de Informática 5 TIPOS DE DADOS Todo o trabalho realizado por um computador é baseado na manipulação das informações contidas em sua memória. De um modo geral estas informações podem ser classificadas em dois tipos:

Leia mais

TAUTOLOGIA. A coluna C3 é formada por valores lógicos verdadeiros (V), Logo, é uma TAUTOLOGIA. CONTRADIÇÃO CONTINGÊNCIA

TAUTOLOGIA. A coluna C3 é formada por valores lógicos verdadeiros (V), Logo, é uma TAUTOLOGIA. CONTRADIÇÃO CONTINGÊNCIA TAUTOLOGIA C1 C2 C3 v A coluna C3 é formada or valores lógicos verdadeiros (), Logo, é uma TAUTOLOGIA. CONTRADIÇÃO CONTINGÊNCIA C1 C2 C3 C1 C2 C3 A coluna C3 é formada or valores lógicos falsos (), Logo,

Leia mais

1ª Lista de Exercícios - 2009.2 Lógica Informal - Gabarito

1ª Lista de Exercícios - 2009.2 Lógica Informal - Gabarito Universidade Federal de Campina Grande Centro de Engenharia Elétrica e Informática Unidade Acadêmica de Sistemas e Computação Disciplina: Lógica Matemática Professora: Joseluce de Farias Cunha Monitor:

Leia mais

Artificial Intelligence, 14-15 1

Artificial Intelligence, 14-15 1 Artificial Intelligence, 14-15 1 Cap. 14: Incerteza Falta de informação suficiente. Conhecimento não completo ou não correto. Planos condicionais podem lidar com incerteza de forma limitada. Ex: Plano

Leia mais

SISTEMAS DIGITAIS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

SISTEMAS DIGITAIS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula 3 - ÁLGEBRA BOOLEANA 1. Introdução O ponto de partida para o projeto sistemático de sistemas de processamento digital é a chamada Álgebra de Boole, trabalho de um matemático inglês que, em um livro

Leia mais

Representação de Dados

Representação de Dados Representação de Dados Propriedades Domínio - Valores que um tipo de dado pode assumir; Gama de variação - N.º de valores que um dado pode assumir; Precisão Distância entre dois valores consecutivos Operações

Leia mais

CURSOS ON-LINE RACIOCÍNIO LÓGICO PROF. SÉRGIO CARVALHO AULA 0: ORIENTAÇÕES INICIAIS

CURSOS ON-LINE RACIOCÍNIO LÓGICO PROF. SÉRGIO CARVALHO AULA 0: ORIENTAÇÕES INICIAIS CURSOS ON-LINE RACIOCÍNIO LÓGICO PRO. SÉRGIO CARALHO AULA 0: ORIENTAÇÕES INICIAIS Olá, amigos! enho hoje apresentar-lhes o novo Curso on-line de RACIOCÍNIO LÓGICO! Antes de tratarmos acerca do conteúdo,

Leia mais

Robótica educacional como instrumento de apoio a aprendizagem da Lógica Matemática

Robótica educacional como instrumento de apoio a aprendizagem da Lógica Matemática Robótica educacional como instrumento de apoio a aprendizagem da Lógica Matemática Rafael Eduardo Costa (UNICEP) Antonio Valerio Netto (UNICEP) Resumo O objetivo desta pesquisa é auxiliar o aprendizado

Leia mais