HISTÓRIA, ORALIDADE E MEMÓRIA - NOVAS ABORDAGENS PARA O ENSINO DA LEITURA NO CAMPO DA EDUCAÇÃO POPULAR ATRAVÉS DE CONTOS, MITOS E LENDAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "HISTÓRIA, ORALIDADE E MEMÓRIA - NOVAS ABORDAGENS PARA O ENSINO DA LEITURA NO CAMPO DA EDUCAÇÃO POPULAR ATRAVÉS DE CONTOS, MITOS E LENDAS"

Transcrição

1 HISTÓRIA, ORALIDADE E MEMÓRIA - NOVAS ABORDAGENS PARA O ENSINO DA LEITURA NO CAMPO DA EDUCAÇÃO POPULAR ATRAVÉS DE CONTOS, MITOS E LENDAS Roselene Moura de Sá Professora de Formação de Professores da Rede Municipal de Ensino de Fortaleza. JUSTIFICATIVA A transcrição escolhida para iniciar este minicurso foi retirada da obra de Cecília Meirelles, que traz afirmação sobre o gosto de contar histórias. Histórias muitas vezes escolhidas, vivenciadas ou mesmo imaginadas que de certa forma são feitas de arte, cultura, afeto e vida. Segundo Rosana Mont Alverne (2011), o toque de magia começa, quando ouvimos era uma vez..., expressão capaz de nos transportar para um tempo nem presente, nem passado, nem futuro mas um tempo encantado onde tudo é possível. O gosto de contar é idêntico ao de escrever e os primeiros narradores são os antepassados anônimos de todos os escritores. O gosto de ouvir e como o gosto de ler. Assim, as bibliotecas, antes de serem infinitas estantes, como vozes presas dentro dos livros, foram vivas e humanas, rumorosas, com gestos, canções, danças entremeadas as narrativas. Cecília Meireles É nessa perspectiva, do resgate da oralidade, que pretendemos abordar essa proposta de minicurso, pois partilhamos da noção de alguns estudiosos sobre as tradições culturais e arte de contar histórias - a exemplo de CAMARA CASCUDO (1954), ROMERO (2007) e SANCHO (2008), respectivamente - de que contar história tem importância histórica crucial, pois foi a primeira expressão de arte, após o surgimento da linguagem articulada; dessa forma, se faz prática, que resulta do que está gravado no inconsciente coletivo da humanidade: os nossos ancestrais ao redor do fogo,

2 2 contando as aventuras do dia. O minicurso propõe-se, objetivamente, a entender a oralidade, por meio dos contos, mitos e lendas, o que consideramos parte de novas abordagens dos estudos da cultura e de sua interface com a educação. As diversas situações vivenciadas no cenário de Educação Popular de uma forma geral nos levam a perceber o abismo existente entre o processo de formação docente e a construção do saber pelos discentes. A partir desse pressuposto, considera-se que a prática de ensino é essencial, no cenário atual, como forma de transposição da teoria para a prática; em vista disso, urge a necessidade de pensar novos temas e novas abordagens para fomentar o desejo pela leitura voltada ao universo da Educação Popular. Com esse minicurso, os professores terão a possibilidade de se fazerem sujeitos da sua própria história, resgatando também a memória de sua cultura, refugiada na memória daqueles que ouviram estórias e muitas vezes se fizeram sujeitos de algumas delas. Transpor os modelos institucionalizados de educação e valorizar a cultura popular, por meio do conhecimento de mundo do educando, e recorrência à dramaturgia, sob a inspiração de AMARAL (1991), BORBA FILHO (1987) e BUSATOO (2007) é um dos pressupostos dessa atividade, cuja intencionalidade é motivar os educadores e educandos a construírem uma aprendizagem significativa, por meio de histórias oriundas de suas realidades. Não há pronúncia do mundo sem consciente ação transformadora sobre o mesmo. (FREIRE, 2006, p.60). Nessa perspectiva, propiciar aos docentes e discentes a valorização das suas histórias com dignidade e autoconfiança, favorece que eles se transformem em sujeitos, que se descobrem a partir da constituição dessa própria história, por meio da valorização e interação de diferentes saberes. OBJETIVOS 1.GERAL Oferecer uma proposta de formação de professores, que terão a possibilidade de vivenciar uma experiência em que possam se sentir e compreender como sujeitos da sua própria história, resgatando também aspectos da memória coletiva relacionada com as

3 3 suas culturas, refugiadas na memória daqueles que ouviram estórias e muitas vezes se reconheceram na condição de sujeitos em algumas delas. 2.ESPECÍFICOS 1) Levar professores-alunos a ter uma experiência em que possam se sentir e compreender como sujeitos da sua própria história; 2) Motivar os educadores e educandos a construírem uma aprendizagem significativa, por meio de histórias oriundas de suas realidades; 3) Resgatar, via oralidade, aspectos da memória coletiva do grupo relacionada com as suas culturas, refugiadas na memória daqueles que ouviram estórias, em forma de mitos, contos e lendas; 4) Transpor os modelos institucionalizados de educação e valorizar a cultura popular, por meio do conhecimento de mundo do educando. 3.METODOLOGIA O trabalho buscará fazer um resgate histórico do processo de oralidade da Educação Popular, por meio do conto, lendas e mitos. Para tanto, utilizaremos as seguintes estratégias e ferramentas de trabalho pedagógico: 1. Contos Populares - Dado ao seu conteúdo profundo, seu aspecto exterior que possibilita atividades lúdicas, bem como uma mensagem de reflexão resgatando assim a história cultural do cenário da Educação Popular; 2. Mitos - Essas histórias se originam, por meio de um fato natural, histórico e- ou filosófico, cujo ponto de equilíbrio se situa, entre o sagrado e o profano. 3. Lendas São histórias fantásticas, cuja origem histórica narra os feitos heroicos de personagens sobrenaturais, fenômenos naturais e vida de santos, etc. 4. As referidas histórias contarão com diferentes estratégias, que envolvem, inclusive, uma abordagem dramatizada, com o intuito de favorecer a participação dos integrantes do minicurso.

4 4 - Material a ser utilizado: - Datashow (Qualquer outro material necessário será providenciado pelo responsável do mini curso) - Especificidade do Espaço: - Sala de Aula - Número de Participantes: - 20 Pessoas - Duração: 3 Sessões de 60 minutos. Referências AMARAL, Ana Maria. Teatro de Formas Animadas. São Paulo, Editora da Universidade de São Paulo BORBA FILHO, Hermilo. Fisionomia e Espírito do Mamulengo. Rio de Janeiro: INACEN, BUSATOO, Cléo. A Arte de Contar Histórias no Século XXI: Tradição e Ciberespaço. Petrópolis: Vozes, CAMARA CASCUDO, Luís da. Dicionário de Folclore Brasileiro. [s.l]: [s.n], FREIRE, Paulo. Ação Cultural para Liberdade e outros escritos. São Paulo: Paz e Terra, 9ºed SANCHO, Ana Paula. Do imaginário popular tradicional à curiosidade infantil: contos, mitos e lendas da Serra da Meruoca. Fortaleza: Edições IPDH, ROMERO, Silvio. Contos populares do Brasil. São Paulo: Martins Fontes, WINKIN, Yves. A Nova Comunicação: da teoria ao trabalho de campo. Campinas: Papirus, 1998.

5 5

VI Encontro Mineiro Sobre Investigação na Escola /II Seminário Institucional do PIBID-UNIUBE TITULO O FOLCLORE BRASILEIRO DENTRO DA EDUCAÇÃO

VI Encontro Mineiro Sobre Investigação na Escola /II Seminário Institucional do PIBID-UNIUBE TITULO O FOLCLORE BRASILEIRO DENTRO DA EDUCAÇÃO VI Encontro Mineiro Sobre Investigação na Escola /II Seminário Institucional do PIBID-UNIUBE TITULO O FOLCLORE BRASILEIRO DENTRO DA EDUCAÇÃO Rosimeire Cristina da silva rosicristinadasilva@gmail.com Linha

Leia mais

PROJETO: SOU LETRANDO.

PROJETO: SOU LETRANDO. PROJETO: SOU LETRANDO. Acadêmicos: Thainara Lobo e Ailton Ourique Escola Estadual de Ensino Fundamental Dr Mário Vieira Marques (CIEP) São Luiz Gonzaga, 2016 1.TEMA Projeto de Leitura: Sou Letrando. 2.PROBLEMA

Leia mais

VALORIZAÇÃO DO HÁBITO DE LEITURA COMO INSTRUMENTO NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO

VALORIZAÇÃO DO HÁBITO DE LEITURA COMO INSTRUMENTO NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO VALORIZAÇÃO DO HÁBITO DE LEITURA COMO INSTRUMENTO NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO Angela Cardoso Brollo 1 Liane Nair Much 2 Resumo: Este relato objetiva retratar experiências subjacentes ao Projeto de Leitura

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CRECHE MUNICIPAL JOSÉ LUIZ BORGES GARCIA PROJETO DO 2 SEMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL: CONSTRUINDO O CONHECIMENTO

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CRECHE MUNICIPAL JOSÉ LUIZ BORGES GARCIA PROJETO DO 2 SEMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL: CONSTRUINDO O CONHECIMENTO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CRECHE MUNICIPAL JOSÉ LUIZ BORGES GARCIA PROJETO DO 2 SEMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL: CONSTRUINDO O CONHECIMENTO CUIABÁ 2015 Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO CÓDIGO: EDU519 DISCIPLINA: PRATICA EDUCATIVA I - DIDÀTICA CARGA HORÁRIA: 75h EMENTA: OBJETIVOS:

Leia mais

Capacitação em Informática Educativa Módulo a distância. Plano de Atividades Mitos do Folclore

Capacitação em Informática Educativa Módulo a distância. Plano de Atividades Mitos do Folclore Capacitação em Informática Educativa Módulo a distância Escola Estadual Professor João Mestre Professora: Ana Alice Caovila Pereira Função: Professor para Ensino do Uso da Biblioteca Plano de Atividades

Leia mais

DIVERSIDADE NA LINGUAGEM ORAL E ESCRITA. GÊNEROS LINGÜÍSTICOS

DIVERSIDADE NA LINGUAGEM ORAL E ESCRITA. GÊNEROS LINGÜÍSTICOS DIVERSIDADE NA LINGUAGEM ORAL E ESCRITA. GÊNEROS LINGÜÍSTICOS ANA PAULA BERNE ÉRICA CONCEIÇÃO DOS ANJOS EVA APARECIDA R. PEREIRA GESSY DE ARRUDA BOTELHO MARIA DO CARMO MACHADO NIRES T. DA SILVA SUELENE

Leia mais

PLANEJAMENTO Julho. Professor (a): Janete Neusa Perin NOME DO LIVRO: Objetivo geral:

PLANEJAMENTO Julho. Professor (a): Janete Neusa Perin NOME DO LIVRO: Objetivo geral: PLANEJAMENTO Julho NOME DO LIVRO: Estratégias de outras áreas do conhecimento A BRUXA SALOMÉ Leitura e escrita; Oralidade; Dias da Semana; Rimas. -Desenvolver o gosto pela leitura, valorizando a como fonte

Leia mais

6LET012 LINGÜÍSTICA II Introdução à teoria sintática funcionalista. Categorias gramaticais e relações

6LET012 LINGÜÍSTICA II Introdução à teoria sintática funcionalista. Categorias gramaticais e relações HABILITAÇÃO: LICENCIATURA EM LÍNGUA ESPANHOLA 1ª Série 6LEM008 LÍNGUA ESPANHOLA I A Noções introdutórias de compreensão e expressão (oral e escrita) da língua espanhola. Discussões sobre o espanhol como

Leia mais

EMENTA OBJETIVOS DE ENSINO

EMENTA OBJETIVOS DE ENSINO Sociologia I PLANO DE DISCIPLINA COMPONENTE CURRICULAR: Sociologia I CURSO: Técnico em Segurança do Trabalho (Integrado) SÉRIE: 1ª CARGA HORÁRIA: 67 h (80 aulas) DOCENTE: EMENTA A introdução ao pensamento

Leia mais

PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL. PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia

PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL. PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia INTRODUÇÃO O projeto foi organizado por acreditarmos que o papel da escola e sua função

Leia mais

E.E. TENENTE JOSÉ LUCIANO PROJETO:PASSAPORTE DA LEITURA 2015 REPÚBLICA FEDERATIVA DO LIVRO 2º ANO

E.E. TENENTE JOSÉ LUCIANO PROJETO:PASSAPORTE DA LEITURA 2015 REPÚBLICA FEDERATIVA DO LIVRO 2º ANO E.E. TENENTE JOSÉ LUCIANO PROJETO:PASSAPORTE DA LEITURA 2015 REPÚBLICA FEDERATIVA DO LIVRO 2º ANO ESCOLA ESTADUAL TENENTE JOSÉ LUCIANO PROJETO:PASSAPORTE DA LEITURA-2015 Um livro tem asas longas e leves,

Leia mais

Letras Língua Inglesa

Letras Língua Inglesa Letras Língua Inglesa 1 semestre Núcleo de estudos interdisciplinares I 45h Ementa: Estuda os procedimentos envolvidos na realização de uma pesquisa cientifica. Desenvolve habilidade de produção de fichamento,

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA PLANO DE ENSINO Semestre 2015.1 IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DISCIPLINA PRÉ-REQUISITOS EXA 471 Metodologia e didática do ensino --------------------------------------------- de química CURSO DEPARTAMENTO ÁREA

Leia mais

Projeto: Os 3 porquinhos

Projeto: Os 3 porquinhos Projeto: Os 3 porquinhos Este projeto surgiu do desenvolvimento do projeto anterior A casa e uma das histórias que surgiu foi Os 3 porquinhos. Através desta história,todo o grupo mostrou grande entusiasmo

Leia mais

UMA NOVA EXPERIÊNCIA DE CONSELHO PARTICIPATIVO NA ESCOLA DE ENSINO INTEGRAL. Sala 11 Temas Diversos EF II Integral

UMA NOVA EXPERIÊNCIA DE CONSELHO PARTICIPATIVO NA ESCOLA DE ENSINO INTEGRAL. Sala 11 Temas Diversos EF II Integral UMA NOVA EXPERIÊNCIA DE CONSELHO PARTICIPATIVO NA ESCOLA DE ENSINO INTEGRAL Sala 11 Temas Diversos EF II Integral E.E.CARLOS MAXIMILIANO PEREIRA DOS SANTOS Professores Apresentadores: M Maria Emilia A.S.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA PLANO DE ENSINO 2011-2 DISCIPLINA: Socialização das Experiências Docentes I Código JP0033 PROFESSORAS: Dr.ª Silvana Maria Gritti e Ms. Paula Trindade da Silva Selbach I DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Carga Horária

Leia mais

A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS. Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL

A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS. Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL Município: São Francisco de Paula COOPESERRA - Colégio Expressão INTRODUÇÃO O

Leia mais

LABORATÓRIO DE MATEMÁTICA: UMA FERRAMENTA IMPRESCINDÍVEL PARA A APRENDIZAGEM DA DISCIPLINA

LABORATÓRIO DE MATEMÁTICA: UMA FERRAMENTA IMPRESCINDÍVEL PARA A APRENDIZAGEM DA DISCIPLINA LABORATÓRIO DE MATEMÁTICA: UMA FERRAMENTA IMPRESCINDÍVEL PARA A APRENDIZAGEM DA DISCIPLINA Rodolfo Moreira Cabral, Antonio Carlos Belarmino Segundo Universidade Estadual da Paraíba, rodolfomoreira.16@hotmail.com;

Leia mais

MUNICIPAL PROFESSOR LAÉRCIO FERNANDES NÍVEL DE ENSINO:

MUNICIPAL PROFESSOR LAÉRCIO FERNANDES NÍVEL DE ENSINO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PIBID- Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência ESCOLA MUNICIPAL PROFESSOR LAÉRCIO FERNANDES NÍVEL DE ENSINO: Ensino Fundamental I- TURMA: 3º

Leia mais

RELATO DE EXPERIENCIA DO ESTAGIO SUPERVISIONADO EM EDUCAÇÃO INFANTIL

RELATO DE EXPERIENCIA DO ESTAGIO SUPERVISIONADO EM EDUCAÇÃO INFANTIL RELATO DE EXPERIENCIA DO ESTAGIO SUPERVISIONADO EM EDUCAÇÃO INFANTIL Verônica Leal de Moura; Luana Nobre de Sousa Universidade Federal do Piauí UFPI, veronicamoura22@outlook.com; e-mail. INTRODUÇÃO De

Leia mais

MÓDULO 3 - CONTAR HISTÓRIAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO E SENSIBILIZAÇÃO DE. Competências a serem Desenvolvidas:

MÓDULO 3 - CONTAR HISTÓRIAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO E SENSIBILIZAÇÃO DE. Competências a serem Desenvolvidas: MÓDULO 3 - CONTAR HISTÓRIAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO E SENSIBILIZAÇÃO DE EDUCADORES: INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIAS Competências a serem Desenvolvidas: O participante desenvolve o recurso de contar

Leia mais

PPC. Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC - DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM

PPC. Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC - DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO CENTRO DE REFERÊNCIA EM FORMAÇÃO E

Leia mais

E.E.F. Alberto Pretti Portfólio do mês de Agosto

E.E.F. Alberto Pretti Portfólio do mês de Agosto CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRUSQUE - UNIFEBE E.E.F. Alberto Pretti Portfólio do mês de Agosto Coordenadora Institucional: Marcilene Pöpper Gomes Coordenadora de Área: Fabiani Cervi Colombi Professora Supervisora:

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON NOVA ANDRADINA-MS

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON NOVA ANDRADINA-MS R E.E. MARECHAL RONDON - NOVA ANDRADINA - ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON NOVA ANDRADINA-MS O Folclore Brasileiro representado pelos alunos

Leia mais

A ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA PARA CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL CONGÊNITA E ADQUIRIDA ATRAVÉS DE JOGOS PEDAGÓGICOS.

A ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA PARA CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL CONGÊNITA E ADQUIRIDA ATRAVÉS DE JOGOS PEDAGÓGICOS. A ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA PARA CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL CONGÊNITA E ADQUIRIDA ATRAVÉS DE JOGOS PEDAGÓGICOS. Luciana Barros Farias Lima Instituto Benjamin Constant Práticas Pedagógicas Inclusivas

Leia mais

Leônidas Siqueira Duarte 1 Universidade Estadual da Paraíba UEPB / leonidas.duarte@hotmail.com 1. INTRODUÇÃO

Leônidas Siqueira Duarte 1 Universidade Estadual da Paraíba UEPB / leonidas.duarte@hotmail.com 1. INTRODUÇÃO REFLEXÕES SOBRE ASPECTOS TEÓRICOS E METODOLÓGICOS DO ENSINO DE GEOGRAFIA PRATICADO POR PROFESSORES CURSISTAS DA ESPECIALIZAÇÃO EM FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO UEPB 2013/2014 Leônidas Siqueira Duarte 1 Universidade

Leia mais

De acordo com o lema A variedade dá sabor à vida, elaboramos a seguinte planificação anual, tendo em conta a articulação horizontal.

De acordo com o lema A variedade dá sabor à vida, elaboramos a seguinte planificação anual, tendo em conta a articulação horizontal. PRIMEIRO PERÍODO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DO 1.º CICLO ANO LETIVO 2011-2012 De acordo com o lema A variedade dá sabor à vida, elaboramos a seguinte planificação anual, tendo em conta a articulação horizontal.

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA EM SERVIÇO: ressignificar a pesquisa na escola numa abordagem da relação de saberes LUCIANA VIEIRA DEMERY

FORMAÇÃO CONTINUADA EM SERVIÇO: ressignificar a pesquisa na escola numa abordagem da relação de saberes LUCIANA VIEIRA DEMERY 1 FORMAÇÃO CONTINUADA EM SERVIÇO: ressignificar a pesquisa na escola numa abordagem da relação de saberes LUCIANA VIEIRA DEMERY Introdução Este artigo é resultado de uma experiência com formação continuada

Leia mais

MERCADINHO COMPRA CERTA EMEIEF PROF. ERNESTO MARCONDES RANGEL

MERCADINHO COMPRA CERTA EMEIEF PROF. ERNESTO MARCONDES RANGEL MERCADINHO COMPRA CERTA EMEIEF PROF. ERNESTO MARCONDES RANGEL Professor(es) Apresentador(es): Tânia Mara Martins Goulart Realização: Foco do Projeto Atividades interdisciplinares: Língua Portuguesa Gêneros

Leia mais

FUNDAMENTOS DA SUPERVISÃO ESCOLAR

FUNDAMENTOS DA SUPERVISÃO ESCOLAR FUNDAMENTOS DA SUPERVISÃO ESCOLAR Profª. Carla Verônica AULA 03 SUPERVISÃO E PLANEJAMENTO PEDAGÓGICO Identificar os princípios da gestão participativa; Analisar a dialética do ambiente escolar; Perceber

Leia mais

A APRENDIZAGEM MATEMÁTICA INTERMEDIADA POR JOGOS MATEMÁTICOS

A APRENDIZAGEM MATEMÁTICA INTERMEDIADA POR JOGOS MATEMÁTICOS A APRENDIZAGEM MATEMÁTICA INTERMEDIADA POR JOGOS MATEMÁTICOS Autor (Italo Pereira Da Silva Medeiros); Coautor (Antônio Carlos Belarmino Segundo)¹; Coautor (Rodolfo Moreira Cabral)²; Coautor (Yan Ynácio

Leia mais

A ARTE DE BRINCAR COMO MODO E PRÁTICA DE EDUCAR

A ARTE DE BRINCAR COMO MODO E PRÁTICA DE EDUCAR A ARTE DE BRINCAR COMO MODO E PRÁTICA DE EDUCAR Luana da Mata (UEPB) luanadesenhodedeus@hotmail.com Patrícia Cristina de Aragão Araújo (UEPB) cristina=aragao21@hotmail.com RESUMO Este artigo tem como objetivo

Leia mais

CONTAÇÃO DE HISTÓRIA INFANTIL

CONTAÇÃO DE HISTÓRIA INFANTIL CONTAÇÃO DE HISTÓRIA INFANTIL Tatiana Moraes Tayla Mascarenhas Giovanna Fernandes Franciele Sousa RESUMO Faz-se uma abordagem acerca da importância da contação de história dentro do espaço escolar, visando

Leia mais

SOCIEDADE E INDIVÍDUO EM DISCUSSÃO

SOCIEDADE E INDIVÍDUO EM DISCUSSÃO 1 SOCIEDADE E INDIVÍDUO EM DISCUSSÃO Acadêmica: Raquel Luchese Orientadora: SilandraBadch Rosa Universidade Luterana do Brasil- ULBRA raquelluchese@hotmail.com RESUMO O presente trabalho refere-se ao Estágio

Leia mais

Vamos brincar de construir as nossas e outras histórias

Vamos brincar de construir as nossas e outras histórias MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA Vamos brincar de construir as nossas e outras histórias Ano 02

Leia mais

RESGATE CULTURA HISTÓRIA POTIGUAR

RESGATE CULTURA HISTÓRIA POTIGUAR RESGATE DA E CULTURA HISTÓRIA POTIGUAR I TEMA Resgate da Cultura e História Potiguar II CARACTERIZAÇÃO Segmento: Fundamental II e Ensino Médio PROFESSORES RESPONSÁVEIS: Fyedka Paula de Oliveira Profª de

Leia mais

N Disciplina Nº CR C. H. Conteúdo Natureza. Introdução a EAD 4 60 DP Mód. 1 Obrigatória. Introdução à Filosofia 4 60 FG Mód.

N Disciplina Nº CR C. H. Conteúdo Natureza. Introdução a EAD 4 60 DP Mód. 1 Obrigatória. Introdução à Filosofia 4 60 FG Mód. Apresentação O curso de Filosofia licenciatura, na modalidade a distância, é resultado do desejo de iniciar um trabalho inter e multidisciplinar na qualificação de profissionais que atuam ou atuarão na

Leia mais

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades Externato Cantinho Escolar Plano Anual de Atividades Ano letivo 2016 / 2017 Pré-escolar e 1º Ciclo Receção dos Fomentar a integração da criança no meio escolar. Promover a socialização dos alunos. Receção

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Alfabetização e Letramento Código da Disciplina: EDU328 Curso: Pedagogia Semestre de oferta da disciplina: 5º Faculdade responsável: Pedagogia Programa em vigência a

Leia mais

SALADA, SALADINHA E.M.E.F.I. PROFª ARACY LEAL BERNARDI Sala 4 2ª sessão

SALADA, SALADINHA E.M.E.F.I. PROFª ARACY LEAL BERNARDI Sala 4 2ª sessão SALADA, SALADINHA E.M.E.F.I. PROFª ARACY LEAL BERNARDI Sala 4 2ª sessão Professor Apresentador: TELMA DE FÁTIMA BIFFI Realização: Foco Este projeto foi elaborado dentro da área de língua portuguesa, visando

Leia mais

As Novas Tecnologias no Processo Ensino-Aprendizagem da Matemática

As Novas Tecnologias no Processo Ensino-Aprendizagem da Matemática A UTILIZAÇÃO DE BLOGs COMO RECURSO PEDAGÓGICO NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA Maria Angela Oliveira Oliveira Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho matematicangela2007@yahoo.com.br Resumo: O Mini-Curso

Leia mais

FIGURAS PLANAS E ESPACIAIS

FIGURAS PLANAS E ESPACIAIS CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA EM MATEMÁTICA PARA PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA (4º E 5º ANOS) PROFESSORA ANDRESSA CESANA CEUNES/UFES/DMA FIGURAS PLANAS E ESPACIAIS AGOSTO DE 2015 A PEDAGOGIA DO TEXTO é

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA DIRETORIA REGIONAL DE ENSINO DE ARAGUAÍNA COLÉGIO ESTADUAL LEOPOLDO DE BULHÕES EQUIPE DE APOIO

ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA DIRETORIA REGIONAL DE ENSINO DE ARAGUAÍNA COLÉGIO ESTADUAL LEOPOLDO DE BULHÕES EQUIPE DE APOIO FESTIVAL DE ARTES A CULTURA E NÓS DO COLÉGIO ESTADUAL LEOPOLDO DE BULHÕES. APRESENTAÇÃO O festival de artes A Cultura e Nós é uma iniciativa do Colégio Estadual Leopoldo de Bulhões, em parceria com as

Leia mais

Fábulas Desenvolvendo o gosto pela leitura E.E. Prof.ª Lurdes Penna Carmelo Sala 7 1ª Sessão

Fábulas Desenvolvendo o gosto pela leitura E.E. Prof.ª Lurdes Penna Carmelo Sala 7 1ª Sessão Fábulas Desenvolvendo o gosto pela leitura E.E. Prof.ª Lurdes Penna Carmelo Sala 7 1ª Sessão Professor(es) Apresentador(es): Daiane Cristina da Silva Rosana Aparecida Rodrigues da Silva Realização: Foco

Leia mais

Pedagogia de Jesus parte 2

Pedagogia de Jesus parte 2 Programa MAIS UM POUCO Formação para Escola Dominical Pedagogia de Jesus parte 2 Andreia Fernandes Oliveira Objetivo Pensar, a partir da pedagogia de Jesus, a prática pedagógica na Escola Dominical. A

Leia mais

FUNDAÇÃO CARMELITANA MÁRIO PALMÉRIO FACIHUS FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS Educação de qualidade ao seu alcance

FUNDAÇÃO CARMELITANA MÁRIO PALMÉRIO FACIHUS FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS Educação de qualidade ao seu alcance SUBPROJETO DE LETRAS/PORTUGUÊS Gêneros textuais como ferramenta para o ensino de Língua Portuguesa INTRODUÇÃO De acordo com os objetivos do programa, conforme portaria 096/2013 Capes, essa proposta de

Leia mais

1ª edição Projeto Timóteo Como Pregar Mensagens Bíblicas Apostila do Orientador

1ª edição Projeto Timóteo Como Pregar Mensagens Bíblicas Apostila do Orientador Como Pregar Mensagens Bíblicas Projeto Timóteo Apostila do Orientador Como Pregar Mensagens Bíblicas Projeto Timóteo Coordenador do Projeto Dr. John Barry Dyer Equipe Pedagógica Marivete Zanoni Kunz Tereza

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE GEOGEBRA E SUAS CONTRIBUIÇÕES NO ENSINO E NA APRENDIZAGEM EM MATEMÁTICA

A UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE GEOGEBRA E SUAS CONTRIBUIÇÕES NO ENSINO E NA APRENDIZAGEM EM MATEMÁTICA A formação docente em Ciência, Tecnologia, Sociedade e Educação Ambiental A UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE GEOGEBRA E SUAS CONTRIBUIÇÕES NO ENSINO E NA APRENDIZAGEM EM MATEMÁTICA Rosimeyre Gomes da Silva Merib

Leia mais

V Jornada das Licenciaturas da USP/IX Semana da Licenciatura em Ciências Exatas - SeLic: A

V Jornada das Licenciaturas da USP/IX Semana da Licenciatura em Ciências Exatas - SeLic: A O LIVRO INFANTIL UTILIZADO PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS NAS SÉRIES INICIAIS: DESAFIO DO PROFESSOR Autoras: Camila Karolina de Freitas, Adriana Aparecida da Silva e Juliana Renovato Vizza Orientador: Luís

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E tecnologia PARAÍBA. Ministério da Educação

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E tecnologia PARAÍBA. Ministério da Educação INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E tecnologia PARAÍBA Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba - Campus Cajazeiras Diretoria de Ensino / Coord. do Curso

Leia mais

Formador Escolar: acompanhamento do uso coletivo do material Trilhas

Formador Escolar: acompanhamento do uso coletivo do material Trilhas Instrumento para acompanhar o uso coletivo do conjunto de material TRILHAS, as práticas de leitura realizadas e o acesso das crianças aos livros. Verificar a circulação dos materiais na escola, o planejamento

Leia mais

O PAPEL DAS INTERAÇÕES PROFESSOR-ALUNO NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA

O PAPEL DAS INTERAÇÕES PROFESSOR-ALUNO NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA O PAPEL DAS INTERAÇÕES PROFESSOR-ALUNO NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA Autor: Almir Lando Gomes da Silva (1); Co-autor: Antonio Fabio do Nascimento Torres (2); Coautor: Francisco Jucivanio

Leia mais

Um Olhar sobre a Cultura dos Povos Indígenas do Brasil: o cotidiano das crianças E.E. Dr Luis Arrôbas Martins

Um Olhar sobre a Cultura dos Povos Indígenas do Brasil: o cotidiano das crianças E.E. Dr Luis Arrôbas Martins Um Olhar sobre a Cultura dos Povos Indígenas do Brasil: o cotidiano das crianças E.E. Dr Luis Arrôbas Martins Professor(es) Apresentador(es): Tatiane Cecilia da Silva Nardi Realização: Foco do Projeto

Leia mais

Centro Universitário Franciscano Área de Ciências Humanas Curso de Letras. Angela Maria Rossi

Centro Universitário Franciscano Área de Ciências Humanas Curso de Letras. Angela Maria Rossi Centro Universitário Franciscano Área de Ciências Humanas Curso de Letras Angela Maria Rossi ENSINO MÉDIO: DESAFIOS DE TRABALHAR LITERATURA BRASILEIRA Santa Maria-RS 2009 Ensino Médio: Desafios de trabalhar

Leia mais

HISTÓRIAS DA CLÉO. Proposta de projeto literário em dois atos

HISTÓRIAS DA CLÉO. Proposta de projeto literário em dois atos HISTÓRIAS DA CLÉO Proposta de projeto literário em dois atos 1. Intervenção artística literária Histórias da Cléo 2. Palestra Leitura literária, promoção e formação do mediador Aspectos Gerais 1 - Apresentação:

Leia mais

PROJETO CINEMAPSI: ESTRATÉGIA DE PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO EM PSICOLOGIA

PROJETO CINEMAPSI: ESTRATÉGIA DE PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO EM PSICOLOGIA CONEXÃO FAMETRO: ÉTICA, CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE XII SEMANA ACADÊMICA ISSN: 2357-8645 RESUMO PROJETO CINEMAPSI: ESTRATÉGIA DE PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO EM PSICOLOGIA Monique Santos Ysmael Rocha Fátima

Leia mais

Quem conta um conto: uma proposta de ensino em torno da oralidade e escrita

Quem conta um conto: uma proposta de ensino em torno da oralidade e escrita Quem conta um conto: uma proposta de ensino em torno da oralidade e escrita Bruna Borges de Almeida Ismael Bernardo Pereira Este projeto de ensino pode ser aplicado a alunos do segundo ciclo do ensino

Leia mais

METODOLOGIA DA PESQUISA

METODOLOGIA DA PESQUISA METODOLOGIA DA PESQUISA Nesta aula: Exemplos de resumos da área de Didática do Ensino Superior NOME: MAIZA TAQUES MARGRAF ALTHAUS TEMA: AÇÃO DIDÁTICA NO ENSINO SUPERIOR: A DOCÊNCIA EM DISCUSSÃO RESUMO

Leia mais

Projeto TRILHAS Evento de Lançamento

Projeto TRILHAS Evento de Lançamento Projeto TRILHAS Evento de Lançamento !"##"$"%&'()"$ Daqui a 15 anos Daqui a pouco tempo Daqui a um pouco mais de tempo *"+",$ Projeto TRILHAS: Material de apoio à prática dos educadores para promover a

Leia mais

Aula 1 O processo educativo: a Escola, a Educação e a Didática. Profª. M.e Cláudia Benedetti

Aula 1 O processo educativo: a Escola, a Educação e a Didática. Profª. M.e Cláudia Benedetti Aula 1 O processo educativo: a Escola, a Educação e a Didática Profª. M.e Cláudia Benedetti Profa. M.e Cláudia Benedetti Graduada em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita

Leia mais

Contando e Recontando histórias na Educação Infantil...

Contando e Recontando histórias na Educação Infantil... ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPOS DE JÚLIO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CRECHE MUNICIPAL PEQUENO PRINCIPE Contando e Recontando histórias na Educação Infantil... CAMPOS DE JÚLIO

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DA PSICOMOTRICIDADE NA SUPERAÇÃO DE DIFICULDADES ESCOLARES REFERENTES A LEITURA E ESCRITA.

CONTRIBUIÇÕES DA PSICOMOTRICIDADE NA SUPERAÇÃO DE DIFICULDADES ESCOLARES REFERENTES A LEITURA E ESCRITA. CONTRIBUIÇÕES DA PSICOMOTRICIDADE NA SUPERAÇÃO DE DIFICULDADES ESCOLARES REFERENTES A LEITURA E ESCRITA. Eduardo Oliveira Sanches (DTP/UEM) Andrey Amorim Sargi (G Educação Física/UEM) Felippe Hakaru Hirayama

Leia mais

Atena Cursos - Curso de Capacitação - AEE PROJETO DEFICIÊNCIA DA LEITURA NA APRENDIZAGEM INFANTIL

Atena Cursos - Curso de Capacitação - AEE PROJETO DEFICIÊNCIA DA LEITURA NA APRENDIZAGEM INFANTIL Atena Cursos - Curso de Capacitação - AEE PROJETO DEFICIÊNCIA DA LEITURA NA APRENDIZAGEM INFANTIL Aluna: Iara Escandiel Colussi Data: 12/06/2015 Introdução Este projeto apresenta algumas situações de dificuldade

Leia mais

DEPARTAMENTO PRÉ-ESCOLAR - PLANIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES

DEPARTAMENTO PRÉ-ESCOLAR - PLANIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES 0 DEPARTAMENTO PRÉ-ESCOLAR - PLANIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES Na planificação das atividades daremos continuidade ao projeto Crescer, Brincar e Aprender, do Departamento Pré Escolar que se concretizará também

Leia mais

COLÉGIO AGRÍCOLA ESTADUAL DE TOLEDO Ensino Médio Profissional Integrado

COLÉGIO AGRÍCOLA ESTADUAL DE TOLEDO Ensino Médio Profissional Integrado Professor (a): Tsália Kaliny Gomes de Sousa Disciplina: LEM- Inglês Ano 2014 Período: Integral CONTEÚDOS ESTRUTURANTES CONTEÚDOS BÁSICOS / ESPECÍFICOS JUSTIFICATIVA ENCAMINHAMENTO METODOLÓGICO E RECURSOS

Leia mais

Criar ambientes festivos em que se celebra a leitura, os livros, a solidariedade e a cooperação;

Criar ambientes festivos em que se celebra a leitura, os livros, a solidariedade e a cooperação; Introdução O Homem, desde sempre, utilizou a palavra para transmitir conhecimento, informação e experiências, fosse por meio verbal, fosse por meio escrito. Como a transmissão da informação por meio verbal

Leia mais

Planificações 1º PERÍODO - 3/4 anos Educação Pré-escolar Ano lectivo 2016/2017

Planificações 1º PERÍODO - 3/4 anos Educação Pré-escolar Ano lectivo 2016/2017 Planificações 1º PERÍODO - 3/4 anos Educação Pré-escolar Ano lectivo 2016/2017 ÁREAS COMPONENTES OBJETIVOS ATIVIDADES/ESTRATÉGIAS ÁREA DA FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIA Construção da identidade e da auto estima

Leia mais

ALIANDO A TEORIA E A PRÁTICA DOCENTE NO COTIDIANO DA ESCOLA ATRAVÉS DO PIBID

ALIANDO A TEORIA E A PRÁTICA DOCENTE NO COTIDIANO DA ESCOLA ATRAVÉS DO PIBID ALIANDO A TEORIA E A PRÁTICA DOCENTE NO COTIDIANO DA ESCOLA ATRAVÉS DO PIBID 2 ALIANDO A TEORIA E A PRÁTICA DOCENTE NO COTIDIANO DA ESCOLA ATRAVÉS DO PIBID BORGES Maria Jesus da Cunha 1 MORAES Adriana

Leia mais

Em busca da Felicidade E.E. Profª Irene Ribeiro

Em busca da Felicidade E.E. Profª Irene Ribeiro Em busca da Felicidade E.E. Profª Irene Ribeiro Professor(es) Apresentador(es): Tatiana Yukie Nakamoto Elenice Fernandes Realização: Foco do Projeto A cultura circense foi trazida para o contexto escolar

Leia mais

Projeto Jogos. A importância de conhecer a história dos Jogos

Projeto Jogos. A importância de conhecer a história dos Jogos Projeto Jogos A importância de conhecer a história dos Jogos Introdução Este projeto consiste em um desenvolvimento de comunicação entre jogos e computadores voltado para entretenimento e aprendizagem.

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO LÚDICO NO ENSINO DA MATEMÁTICA NOS ANOS INICIAIS

A IMPORTÂNCIA DO LÚDICO NO ENSINO DA MATEMÁTICA NOS ANOS INICIAIS A IMPORTÂNCIA DO LÚDICO NO ENSINO DA MATEMÁTICA NOS ANOS INICIAIS Jaiana Cirino dos Santos Graduanda de Pedagogia CFP / UFCG jaianacz@hotmail.com Alzenira Cândida Alves Graduanda de Pedagogia CFP /UFCG

Leia mais

RECONHECENDO O PATRIMÔNIO MATERIAL E IMATERIAL DE AURORA

RECONHECENDO O PATRIMÔNIO MATERIAL E IMATERIAL DE AURORA RECONHECENDO O PATRIMÔNIO MATERIAL E IMATERIAL DE AURORA Autor: Mércia Oliveira Pereira; Co-autor: Francisco de Assis Severo Lima E.E.E.P. Leopoldina Gonçalves Quezado; E-mail: mercia_oli@hotmail.com RESUMO:

Leia mais

COLÉGIO CENECISTA DR. JOSÉ FERREIRA LUZ, CÂMERA, REFLEXÃO

COLÉGIO CENECISTA DR. JOSÉ FERREIRA LUZ, CÂMERA, REFLEXÃO COLÉGIO CENECISTA DR. JOSÉ FERREIRA LUZ, CÂMERA, REFLEXÃO UBERABA - 2015 PROJETO DE FILOSOFIA Professor coordenador: Danilo Borges Medeiros Tema: Luz, câmera, reflexão! Público alvo: Alunos do 9º ano do

Leia mais

PROJETO: BRINCANDO DE FAZ DE CONTA: VIVÊNCIAS DE HISTÓRIAS INFANTIS NA EDUCAÇÃO FÍSICA

PROJETO: BRINCANDO DE FAZ DE CONTA: VIVÊNCIAS DE HISTÓRIAS INFANTIS NA EDUCAÇÃO FÍSICA Diretora: Irene Gomes Lepore Coordenadora Pedagógica: Alba Coppini Lopes Professora Responsável: Mariana Aparecida Ferreira de Camargo Professora Participante: Ana Claudia Silva Davini PROJETO: BRINCANDO

Leia mais

PLANO DE ENSINO. CURSO Licenciatura Interdisciplinar em Ciências Naturais MATRIZ 763

PLANO DE ENSINO. CURSO Licenciatura Interdisciplinar em Ciências Naturais MATRIZ 763 Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Ponta Grossa PLANO DE ENSINO CURSO Licenciatura Interdisciplinar em Ciências Naturais MATRIZ 76 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL Resolução 07/11-COGEP

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Jardim de Infância

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Jardim de Infância PL ANUAL DE ATIVIDADES Jardim de Infância LETIVO 2016/2017 Para além do trabalho previsto no projeto de sala, não podemos deixar de referir algumas atividades que surgem como comemoração de algumas datas

Leia mais

Análise de software. 1 o software analisado: Workshop Vila Sésamo

Análise de software. 1 o software analisado: Workshop Vila Sésamo Análise de software 1 o software analisado: Workshop Vila Sésamo Este software estimula a criatividade da criança, também desenvolve noções de espaço e distribuição na tela. Nele, a criança dispõe de diversos

Leia mais

RETROSPECTIVA DE DESENHO ANIMADO EE ALFREDO PAULINO. Professor(es) Apresentador(es): Profª PATRÍCIA FRANÇOSO CORREIA. Realização:

RETROSPECTIVA DE DESENHO ANIMADO EE ALFREDO PAULINO. Professor(es) Apresentador(es): Profª PATRÍCIA FRANÇOSO CORREIA. Realização: RETROSPECTIVA DE DESENHO ANIMADO EE ALFREDO PAULINO Professor(es) Apresentador(es): Profª PATRÍCIA FRANÇOSO CORREIA Realização: Foco do Projeto Este projeto visa, prioritariamente, oferecer aos alunos

Leia mais

Plano de formação e atividades ª fase Ações financiadas pela C.M. Sintra

Plano de formação e atividades ª fase Ações financiadas pela C.M. Sintra 1 Plano de formação e atividades 2016 1ª fase Ações financiadas pela C.M. Sintra - A emergência da escrita no pré-escolar. Uma abordagem à escrita em contexto pré-escolar Formadora: Manuela Guedes Destinatários:

Leia mais

A escrita que faz a diferença

A escrita que faz a diferença A escrita que faz a diferença Inclua a Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro em seu planejamento de ensino A Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro é uma iniciativa do Ministério

Leia mais

Gilmara Teixeira Costa Professora da Educação Básica- Barra de São Miguel/PB )

Gilmara Teixeira Costa Professora da Educação Básica- Barra de São Miguel/PB ) GT 4 LINGUAGENS, LETRAMENTO E ALFABETIZAÇÃO. Gilmara Teixeira Costa (gilmara-teixeira-01@hotmail.com/ Professora da Educação Básica- Barra de São Miguel/PB ) Juliana Maria Soares dos Santos (PPGFP UEPB)¹

Leia mais

UMA ANÁLISE DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PEDAGOGIA NA PERSPECTIVA DO TRABALHO DOS PEDAGOGOS (2010) 1

UMA ANÁLISE DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PEDAGOGIA NA PERSPECTIVA DO TRABALHO DOS PEDAGOGOS (2010) 1 UMA ANÁLISE DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PEDAGOGIA NA PERSPECTIVA DO TRABALHO DOS PEDAGOGOS (2010) 1 RIBEIRO, Eliziane. Tainá. Lunardi. 2 ; ALVES, Bruna. Pereira.³; SIQUEIRA, Gabryely. Muniz. 4 ;

Leia mais

Plano Anual de Atividades. Mês Atividade/Tarefa Objetivos Intervenientes

Plano Anual de Atividades. Mês Atividade/Tarefa Objetivos Intervenientes Mês Atividade/Tarefa Objetivos Intervenientes Setembro Integração e adaptação das Crianças Reunião de pais - Promover a (re)integração e adaptação das crianças à creche; - Proporcionar um ambiente que

Leia mais

PRÁTICAS DE LETRAMENTO PARA ALUNOS SURDOS A PARTIR DO MUSEU VIRTUAL DA HISTÓRIA E MEMÓRIA DA COMUNIDADE SURDA

PRÁTICAS DE LETRAMENTO PARA ALUNOS SURDOS A PARTIR DO MUSEU VIRTUAL DA HISTÓRIA E MEMÓRIA DA COMUNIDADE SURDA PRÁTICAS DE LETRAMENTO PARA ALUNOS SURDOS A PARTIR DO MUSEU VIRTUAL DA HISTÓRIA E MEMÓRIA DA COMUNIDADE SURDA Nome dos autores: Aline da Cruz Porto Silva¹, Natanael Reis Bomfim ² 1 Mestranda no Programa

Leia mais

SEDUC SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS BRIANTE ELIANE CALHEIROS

SEDUC SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS BRIANTE ELIANE CALHEIROS SEDUC SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS BRIANTE ELIANE CALHEIROS OLIVIA EVANGELISTA BENEVIDES THIANE ARAUJO COSTA TRABALHANDO A MATEMÁTICA DE FORMA DIFERENCIADA A

Leia mais

OS MITOS E LENDAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO NA LEITURA RESUMO

OS MITOS E LENDAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO NA LEITURA RESUMO OS MITOS E LENDAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO NA LEITURA Dayany Nascimento Chiarelli dayachiarelli@yahoo.com.br Rosangela Socorro Prates Silva ro.prates37@hotmail.com RESUMO A aquisição do hábito de leitura

Leia mais

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL)

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) Professor (a): FÁTIMA OLIVEIRA PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) NOME DO LIVRO: ALICE VIAJA NAS HISTÓRIAS AUTOR: Gianni Rodar Leitura; produção textual; oralidade; localização espacial. Competências Objetivo

Leia mais

RESGATE DE JOGOS E BRINCADEIRAS TRADICIONAIS RESUMO

RESGATE DE JOGOS E BRINCADEIRAS TRADICIONAIS RESUMO RESGATE DE JOGOS E BRINCADEIRAS TRADICIONAIS Dayany Nascimento Chiarelli Rosangela Socorro Prates Silva RESUMO Com os avanços da tecnologia os tempos mudaram, e isto acaba interferindo em diversos aspectos

Leia mais

ETNOMATEMÁTICA E LETRAMENTO: UM OLHAR SOBRE O CONHECIMENTO MATEMÁTICO EM UMA FEIRA LIVRE

ETNOMATEMÁTICA E LETRAMENTO: UM OLHAR SOBRE O CONHECIMENTO MATEMÁTICO EM UMA FEIRA LIVRE ETNOMATEMÁTICA E LETRAMENTO: UM OLHAR SOBRE O CONHECIMENTO MATEMÁTICO EM UMA FEIRA LIVRE Sandra Regina RICCI Mestranda em Educação em Ciências e Matemática, Universidade Federal de Goiás sandraricci@brturbo.com.br

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE AS FORMAS GEOMÉTRICAS EM NOSSO COTIDIANO. Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais

UM ESTUDO SOBRE AS FORMAS GEOMÉTRICAS EM NOSSO COTIDIANO. Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais UM ESTUDO SOBRE AS FORMAS GEOMÉTRICAS EM NOSSO COTIDIANO Fernanda Lima Ferreira Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais Introdução O presente relato de experiência se refere

Leia mais

MATEMÁTICA ATRAENTE: A APLICAÇÃO DE JOGOS COMO INSTRUMENTO DO PIBID NA APRENDIZAGEM MATEMÁTICA

MATEMÁTICA ATRAENTE: A APLICAÇÃO DE JOGOS COMO INSTRUMENTO DO PIBID NA APRENDIZAGEM MATEMÁTICA MATEMÁTICA ATRAENTE: A APLICAÇÃO DE JOGOS COMO INSTRUMENTO DO PIBID NA APRENDIZAGEM MATEMÁTICA Camila Sampaio Nogueira camila.snog@hotmail.com Maria Aparecida Galdino de Souza cindysouza@hotmail.com Luiza

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL AUSTRÍLIO CAPILÉ CASTRO PROFESSORA: MARIA ALICE DOS SANTOS PROJETO INTERDISCILINAR: QUE SÉCULO É ESTE?

ESCOLA ESTADUAL AUSTRÍLIO CAPILÉ CASTRO PROFESSORA: MARIA ALICE DOS SANTOS PROJETO INTERDISCILINAR: QUE SÉCULO É ESTE? ESCOLA ESTADUAL AUSTRÍLIO CAPILÉ CASTRO PROFESSORA: MARIA ALICE DOS SANTOS PROJETO INTERDISCILINAR: QUE SÉCULO É ESTE? Nova Andradina MS 2015 JUSTIFICATIVA Trabalhar a leitura em sala de aula é fundamental

Leia mais

LDB Lei de Diretrizes e Bases

LDB Lei de Diretrizes e Bases PEDAGOGIA LDB Lei de Diretrizes e Bases Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional O pedagogo estuda as teorias da ciência da educação e do ensino É

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA SECITECE FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI URCA Comissão do Concurso

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA SECITECE FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI URCA Comissão do Concurso Departamento: CIÊNCIAS SOCIAIS Setor de Estudo: ANTROPOLOGIA 1. Historia e teoria antropológica. 2. Trabalho de campo: o método etnográfico. 3. Abordagens contemporâneas em etnografia. 4. Família, parentesco

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES DA CRECHE

PLANO DE ATIVIDADES DA CRECHE 01 Início do Ano Letivo Atividades de escolha livre. Atividades de exploração do espaço exterior. - Promover a integração / (re) adaptação das crianças; - Integração da criança no meio envolvente. Materiais

Leia mais

EDUCAÇÃO (POPULAR) EM SAÚDE NO CONTEXTO DAS PRÁTICAS DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA: BREVES REFLEXÕES. Rio de Janeiro 2014

EDUCAÇÃO (POPULAR) EM SAÚDE NO CONTEXTO DAS PRÁTICAS DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA: BREVES REFLEXÕES. Rio de Janeiro 2014 II Simpósio Brasileiro de Saúde e Ambiente Desenvolvimento, conflito territoriais e saúde: ciência e movimentos sociais para justiça ambiental nas políticas públicas Minascentro Belo Horizonte, 19 22 de

Leia mais

CURSO: MÚSICA EMENTAS º PERÍODO

CURSO: MÚSICA EMENTAS º PERÍODO CURSO: MÚSICA EMENTAS - 2017.2 2º PERÍODO DISCIPLINA: TEORIA E PERCEPÇÃO MUSICAL II Desenvolvimento da percepção dos elementos da organização musical, através de atividades práticas; utilização de elementos

Leia mais

PLANO DE ENSINO. DISCIPLINA: DIDÁTICA CARGA HORÁRIA: 80 PROFESSOR: Vallace Chriciano Souza Herran

PLANO DE ENSINO. DISCIPLINA: DIDÁTICA CARGA HORÁRIA: 80 PROFESSOR: Vallace Chriciano Souza Herran / PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: DIDÁTICA CARGA HORÁRIA: 80 PROFESSOR: Vallace Chriciano Souza Herran OBJETIVO GERAL: Estabelecer a discussão crítica sobre os princípios e os pressupostos históricos, filosóficos,

Leia mais

O GÊNERO TEXTUAL RELATO: UM INCENTIVO À PRÁTICA DE LEITURA E ESCRITA

O GÊNERO TEXTUAL RELATO: UM INCENTIVO À PRÁTICA DE LEITURA E ESCRITA O GÊNERO TEXTUAL RELATO: UM INCENTIVO À PRÁTICA DE LEITURA E ESCRITA LUNA,Jacyeli Macena Quirino de jacymcn@hotmail.com Costa,Bruno de Araújo brunoaraujo35@hotmail.com NASCIMENTO,beatriz pereira do beatrizpn2010@hotmail.com

Leia mais