GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS EM GÊNERO E RAÇA GPP-GER

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS EM GÊNERO E RAÇA GPP-GER"

Transcrição

1 GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS EM GÊNERO E RAÇA GPP-GER Realização Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres SPM/PR Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial SEPPIR/PR Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade SECAD/MEC Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - IPEA Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher UNIFEM Centro Latino-Americano em Sexualidade e Direitos Humanos CLAM/IMS/UERJ Objetivo Geral O curso de Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça (GPP-GER) tem como objetivo geral instrumentalizar as/os participantes para intervenção no processo de concepção, elaboração, implementação, monitoramento e avaliação dos programas e ações de forma a assegurar a transversalidade e a intersetorialidade de gênero e raça nas políticas públicas. Público-Alvo O curso está dirigido para servidoras/es dos três níveis da administração pública, integrantes dos Conselhos de Direitos da Mulher, dos Fóruns Intergovernamentais de Promoção da Igualdade Racial, dos Conselhos de Educação, dirigentes de organismos não governamentais ligados à temática de gênero e da igualdade étnico-racial. Igualmente, espera-se contar com gestoras/es das áreas de educação, saúde, trabalho, segurança e planejamento. Duração Atualização 300 horas profissionais de nível médio Especialização 380 horas profissionais de nível superior 1

2 Conteúdo O curso está dividido nos seguintes seis módulos: 1 - Políticas Públicas e Promoção da Igualdade: Coordenação: Rosangela Malachias (NEINB-USP/SYLFF). Conteudistas: Gislene Ap. dos Santos (USP), Antonio Carlos Malachias (CEERT), Vera Lúcia Benedito (Michigan State University). * Este módulo está dividido em três unidades: a) Objetivo da Política Pública (governo, sociedade civil) b) Diversidade e Igualdade c) Universalidade e ações afirmativas O objetivo geral deste módulo consiste na apresentação de conceitos de cunho teórico e histórico, além da apresentação do estado da arte sobre promoção da igualdade, a partir dos quais seja possível discutir a importância da formação dos(as) servidores(as) públicos(as), bem como da população, para o entendimento, identificação e enfrentamento das desigualdades motivadas por gênero e raça. Simultaneamente, tem-se como objetivo proporcionar aos cursistas enfoques que contemplem a transversalidade conceitual; a intersetorialidade como prática governamental e a interseccionalidade como perspectiva a ser incorporada para o reconhecimento das diferenças e promoção da igualdade. 2 - Políticas Públicas e Gênero: Coordenação: Maria Luiza Heilborn (IMS/UERJ) e Jurema Werneck (Criola). Conteudistas: Lúcia Xavier (Criola), José Eustáquio Diniz (ENCE/IBGE), Sónia Correa (ABIA), Cristiane Cabral (IMS/UERJ), María Elvira Díaz-Benítez (IMS/UERJ), Maria Luiza Heilborn (IMS/UERJ). * Módulo dividido em quatro unidades: a) Gênero, sexualidade e sexo b) Gênero e Hierarquia social 2

3 c) Desigualdade de Gênero (Desenvolvimento e pobreza, Demografia/Saúde, Educação, Trabalho, Política, Violência) d) Movimento de Mulheres Este módulo visa apresentar a trajetória de elaboração conceitual, os significados, bem como as diferenças entre os conceitos de sexo, gênero e sexualidade. Pretende-se desnaturalizar estas categorias, explicitando as disputas políticas que envolvem as elaborações conceituais, assim como apresentar a relevância destas para a elaboração e desenvolvimento de políticas públicas e suas formas de incorporação à ação cotidiana. Assim, possibilitar-se-á um olhar aprofundado das relações e das hierarquias sociais com base no gênero, suas características principais em diferentes espaços, as formas como as diferenças são criadas e naturalizadas e seus impactos sobre a sociedade. Da mesma maneira, este módulo busca, desde uma perspectiva de gênero, examinar os indicadores de desigualdades: educação, trabalho, saúde, pobreza/renda, violência/segurança. Finalmente, este módulo aponta também as vinculações entre as elaborações conceituais em diferentes épocas e as trajetórias das lutas empreendidas pelos movimentos sociais, em especial os movimentos de mulheres, e se tratando do Brasil, o movimento de mulheres negras. 3 - Políticas Públicas e Raça: Coordenação: Márcia Lima (USP) Conteudistas: Luena Nunes Pereira (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro ), Márcio Macedo (The New School for Social Research - NYC), Flávia Rios (USP/CEBRAP), Márcia Lima (USP). Módulo dividido em quatro unidades: a) Raça, etnia e racismo: um percurso histórico e antropológico b) Raça e suas Metamorfoses Teórico/Políticas no Campo das relações Raciais no Brasil c) Principais características das desigualdades raciais no Brasil d) Movimento negro e a construção do anti-racismo no Brasil O objetivo geral deste módulo é propiciar ao público alvo do curso as principais questões que envolvem o tema raça e etnia, procurando articulá-las com questões pertinentes à gestão de políticas públicas. O conteúdo do material deste módulo terá um caráter introdutório, mas espera-se que, ao seu término, os alunos sejam capazes de identificar os principais aspectos relacionados ao debate sobre estes conceitos e seus 3

4 desdobramentos. Assim, em um primeiro momento, será feito um breve percurso histórico e teórico sobre a construção das categorias raça, etnia e racismo, ressaltando o caráter multifacetado e contraditório destas teorias e noções. Posteriormente, será realizada uma apresentação crítica da forma como a categoria raça foi tratada no Brasil desde o final do século XIX até o início dos anos 1980, para desembocar em uma discussão sobre a temática das desigualdades e da estratificação social com o intuito de destacar a importância dos atributos de cor e sexo para sua configuração. O módulo termina com uma reconstrução da trajetória política do movimento negro brasileiro a partir de suas estratégias de ação, objetivos e formas organizativas, destacando o papel da militância de mulheres negras. 4 - Estado e Sociedade: Coordenação: Mário Theodoro Módulo dividido em quatro unidades: a) Estado, sociedade e cidadania (laicidade) b)direito Público (questões jurídicas das ações afirmativas, direitos do cidadão) c) Políticas públicas, ações afirmativas e raça (sistema público de informação, quesito cor, raça e etnia) d) Políticas públicas, ações afirmativas e gênero O conteúdo do módulo de Estado e Sociedade para o curso está direcionado para a realidade brasileira. Desse modo, busca aprofundar o conhecimento de nossa história. Tendo como ponto de partida a teoria geral sobre o nascimento e a consolidação da Sociedade e do Estado, o cerne deste módulo será a trajetória histórica da sociedade brasileira e do Estado brasileiro. Assim, serão ressaltados os aspectos mais relevantes e essenciais para o entendimento da realidade nacional, dos problemas estruturais e dos desafios a serem enfrentados em prol de uma sociedade mais justa, igualitária e democrática. Nessa perspectiva, o módulo se inicia com uma breve apresentação da noção de sociedade e de Estado, em termos gerais, passando, em seguida para a análise do caso brasileiro, onde, acreditamos, estejam os verdadeiros desafios a serem enfrentados. 5 - Gestão Pública: Coordenação: Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM). 4

5 Conteudistas: Elizabete Pereira (SPM), Lourdes Bandeira (SPM), Fernanda Bittencourt (SPM) Márcia Leporace, Maria Claudia Cardoso Ferreira (CPDOC-FGV), Clicea Maria augusto de Miranda (Ipeafro e Universidade Rural do Rio de Janeiro). * Módulo dividido em quatro unidades: a) Princípios e conceitos de Interseccionalidade, Intersetorialidade e Transversalidade b) Equidade de Gênero e Raça na Cultura Organizacional c) Planejamento governamental e Orçamento Público com enfoque de Gênero e Raça d) Elaboração, monitoramento e avaliação de projetos 6 - Metodologia de Pesquisa e TCC (Trabalho de conclusão de Curso) Conteudista: Marcio André dos Santos (IUPERJ). Neste módulo pretende-se desenvolver um arcabouço conceitual referente à fundamentação teórica aplicada à metodologia de pesquisa social. Neste sentido, buscarse-á produzir um material reflexivo e formativo capaz de orientar aos cursistas em conceber projetos de pesquisa, levando em consideração a temática das políticas públicas em Gênero e raça. Os alunos da Especialização do Curso em Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça, deverão elaborar um trabalho de conclusão de curso (TCC) onde demonstrem os conhecimentos adquiridos ao longo dos módulos e simultaneamente, sua capacidade metodológica para pesquisar e exercitar a crítica aos conceitos norteadores da construção do conhecimento. 5

6 Bibliografia (provisional) Módulo 1. Políticas Públicas e Promoção da Igualdade Unidade 1: - ALEXANDER, Jeffrey C.. Ação Coletiva, Cultura e Sociedade Civil: Secularização, atualização, inversão, revisão e deslocamento do modelo clássico dos movimentos sociais. Rev. bras. Ci. Soc., São Paulo, v. 13, n. 37, June Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=s &lng=en&nrm=iso>. - ARRETCHE, Marta. Dossiê agenda de pesquisa em políticas públicas. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v.18, n.51, p.7-9, fev BADINTER, Elisabeth. Um amor conquistado. O Mito do amor materno. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, BENHABIB, Seyla & CORNELL, Drucila. Feminismo como crítica da Modernidade. Rio de Janeiro: Roda dois Tempos, BENJAMIN CONSTANT. Da liberdade dos antigos comparada à dos modernos. In: Filosofia Política. Porto Alegre: LPM Editores, BRAH, Avtar. Diferença, diversidade, diferenciação. Cadernos Pagu, Campinas, n. 26, CARNEIRO, Sueli. Mulheres em movimento. Estudos Avançados, São Paulo, v. 17, n. 49, Dec DEL PRIORE, Mary. Histórias das Mulheres no Brasil, São Paulo, Contexto, DYE, T.R. The policy analysis. Alabama: The University of Alabama Press, EASTON, D. A System Analysis of Political Life. New York: Wiley, The political system. New York: Willey, FARAH, Marta Ferreira. Gênero e Políticas Públicas, Estudos Feministas, Florianópolis, 12(1):360, janeiro-abril, FARIA, Carlos Aurélio Pimenta de. Idéias, conhecimento e políticas públicas: um inventário sucinto das principais vertentes analíticas recentes. Rev. bras. Ci. Soc., São Paulo, v. 18, n. 51, Feb FARIA, Carlos Aurélio Pimenta de. A política da avaliação de políticas públicas. Rev. bras. Ci. Soc., São Paulo, v. 20, n. 59, Oct FRASER, Nancy. Políticas feministas na era do conhecimento: uma abordagem bidimensional da justiça de gênero. BRUSCHINI, Cristina e UNBEHAUM, Sandra (orgs.). São Paulo: Fundação Carlos Chagas/Editora 34, FRASER, Nancy. Reconhecimento sem ética. In: SOUZA, Jessé; MATTOS, Patrícia (orgs.) Teoria Crítica no século XXI. São Paulo: Anablume, 2007, p GOHN, Maria da Glória. Novas teorias dos movimentos sociais. São Paulo: Loyola, HONNETH, Axel. Reconhecimento ou redistribuição? A mudança de perspectivas na ordem moral da sociedade. In: SOUZA, Jessé; MATTOS, Patrícia (orgs.) Teoria Crítica no século XXI. São Paulo: Anablume, 2007, p Luta por reconhecimento. São Paulo: Editora 34,

7 . Sofrimento de indeterminação. São Paulo: Esfera Pública, HONNETH, Axel & FRASER, Nancy. Redistribution or recognition? A politicalphilosophical exchange. London: Verso, KYMLICKA, Will. Multicultural Citinzenship. New York: Oxford University Press, Multicultural Odysseys. Oxford: Oxford University Press, KYMLICKA, Will & Banting, Keith. Multiculturalism and the welfare state. Oxford: Oxford University Press, LASWELL, H. The policy orientation. In D. Lerner and H. Lasswell (eds.). The Policy Sciences. Stanford: Stanford University Press,, LINDBLOM, C. The intelligende of democracy. New York: The Free Press, 1965; e Still muddling, not yet through. Public Administration Review, 39, LINDBLOM, Charles E. O processo de decisão política. Brasília: Editora da Univ. de Brasília, The science of muddling through. Public Administration Review, 19, MATTOS, Patrícia. A sociologia política do reconhecimento. São Paulo: Anablume, MELUCCI, A. The new social movements: a theoretical approach. Social Science Information, 19, 1980, ROLAND, Edna. O movimento das mulheres negras brasileiras: desafios e perspectivas. In: GUIMARÃES, Antonio Sérgio & HUNTLEY, Lynn. (orgs.) Tirando a máscara. Ensaios sobre o racismo no Brasil. São Paulo, Paz e Terra, 2000, p SAAVEDRA, Giovani Agostini. A teoria crítica de Axel Honneth. In: SOUZA, Jessé; MATTOS, Patrícia (orgs.) Teoria Crítica no século XXI. São Paulo: Anablume, 2007, p SANTOS, Gislene Aparecida dos. Reconhecimento, utopia, distopia. Os sentidos da política de cotas raciais. São Paulo, 2008, 208p.Tese (Livre docência) Escola de Artes, Ciências e Humanidades, Universidade de São Paulo. - SANTOS, Gislene Aparecida dos. Mulher Negra. Homem Branco. Pallas: Rio de Janeiro, SANTOS, Ivair Augusto Alves dos. O movimento negro e o Estado. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, SCHERER-WARREN, Ilse. Das mobilizações às redes de movimentos sociais. Soc. estado., Brasília, v. 21, n. 1, Apr SKINNER, Quentin. As Fundações do Pensamento Político Moderno. São Paulo: Companhia das Letras, SIMON, H. A. Administrative behaviour. Free Press: Glencoe, 1945, 1. ed., New York: Macmillan, SOUZA, Celina. Políticas públicas: uma revisão da literatura. Sociologias, Porto Alegre, n. 16, Dec SOUZA, Jessé; MATTOS, Patrícia (orgs.) Teoria Crítica no século XXI. São Paulo: Anablume, 2007, p TAYLOR, Charles. A política de reconhecimento. In: Argumentos Filosóficos. São Paulo: Loyola, 2000, p TAYLOR, Charles. Propósitos entrelaçados: o debate liberal-comunitário. In: Argumentos Filosóficos. São Paulo: Loyola, 2000, p TREVISAN, Andrei Pittol; VAN BELLEN, Hans Michael. Avaliação de políticas públicas: uma revisão teórica de um campo em construção. Rev. Adm. Pública, Rio de Janeiro, v. 42, n. 3, June

8 - WALSH, K.; Hinnings, B. Power and advantage in organizations. Organizations Studies, WEBER, M. The theory of social and economic organization. Trans, A. M. Henderson e T. Parsons. Free Press, Glencoe, YOUNG, Marion Íris. A imparcialidade e o público cívico. Algumas implicações das críticas feministas da teoria moral de política. In: BENHABIB, Seyla & CORNELL, Drucila. Feminismo como crítica da Modernidade. Rio de Janeiro: Roda dos Tempos, 1987, p Unidade 3: - Ana Céilia Silva. A discriminação do negro no livro didático. Salvador: CED, Antonio Sérgio Alfredo Guimarães. Políticas Públicas dos Negros no Brasil: Argumentando pela Ação Afirmativa. Texto apresentado no encontro anual XX ANPOCS, Caxambu, MG, Outubro 22-26, Anthony Giddens. The Consequences of Modernity. Stanford, California: Stanford University Press, Beth E. Kolko, Lisa Nakamura, e Gilbert B. Rodman, Race in Cyberspace, editado pelos autores acima. New York & London: Routledge, Boaventura Sousa Santos. A construção intercultural da igualdade e da diferença Introdução - em A gramática do tempo: para uma nova cultura política. São Paulo: Cortez Editora, Brigitte Young. Disciplinary Neoliberalism in the European and Gender Politics. New Political Economy, Mar 2000, Vol. 5, Issue 1, pp Carlos José Ferreira dos Santos. Nem tudo era italiano: São Paulo e Pobreza ( ). São Paulo: Annablume/Fapesp, Carlos H. Hasenbalg e Nelson do Valle Silva. Estrutura Social, Mobilidade e Raça. São Paulo: Vértice, Editora Revista dos Tribunais; Rio de Janeiro: IUPERJ, Celi Santos. A face oculta dos preconceitos de raça e cor. Rio de Janeiro: Lúmen Júris, Célia Maria Marinho de Azevedo. Onda Negra, Medo Branco: O Negro no Imaginário das Elites Século XIX. São Paulo: Annablume, 2004, 2ª edição. - Celso Antônio Bandeira de Melo. Conteúdo jurídico do princípio de igualdade. São Paulo: Editora Malheiros, Dicionário Unesp do Português Contemporâneo. São Paulo, Eliane Cavalleiro. Do silêncio do lar ao silêncio da escola. São Paulo: Editora Contexto, Florisa Verucci. Igualdade formal, igualdade material. Ações Afirmativas. Brasília: Editora Instituto Teotônio Vilela, Fúlvia Rosemberg. Relações raciais e rendimento escolar. Cadernos de Pesquisa, n 63. São Paulo, 1987: Fúlvia Rosemberg. Educação e desigualdade social. São Paulo Loyola, Jeffrey Lesser. Legislação Imigratória e dissimulação racista no Brasil ( ). Arché, Vol. 3, N 8, 1994: Jerry Dávila. Diploma de Brancura: Política Social e Racial no Brasil, São Paulo: Editora Unesp, Jim Sidaniusm Yesilernis Pena e Mark Sawyer Ïnclusionary Discrimination: Pigmentocracy and Patriotism in the Dominican Republic. Political Psychology, Vol. 22, N 4,

9 - Joaquim B. Barbosa Gomes. Ação Afirmativa & Princípio Constitucional da Igualdade: O Direito como instrumento de transformação social. A experiência dos EUA. Rio de Janeiro/São Paulo: José Luís Petrucelli. O Mapa da Cor no Ensino Superior. Programa Políticas na Cor na Educação Brasileira. Série Ensaios & Pesquisa, 1. Rio de Janeiro: Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Marcelo Paixão. A dialética do bom aluno: relações raciais e o sistema educacional brasileiro. Rio de Janeiro: Editora FGV, Marcello Tostes. Ação Afirmativa e os argumentos racionais - Márcio Barbosa. Frente Negra Brasileira: Depoimentos. São Paulo: Quilombhoje, Margaret E. Keck & Kathryn Sikkink. Activists beyond borders: Advocacy networks in international politics. Ithaca & London: Cornell University Press, Maria Lúcia Rodrigues Muller. A cor da escola: imagens da Primeira República. Cuiabá: Entrelinhas/EdUFMT, Maria Odila Leite da Silva Dias. Quotidiano e Poder em São Paulo no século XIX. São Paulo: Editora Brasiliense, Maria Sylvia de Carvalho Franco. Homens livres na ordem escravocrata. São Paulo: Editora UNESP, Opportunities in Brazil: South American Country Offers first hand knowledge of the Solving of the Race Question Baltimore Afro-American, January 29, 1916 em African-American Reflections on Brazil s Racial Paradise, editado por David J. Hellwing. Philadelphia: Temple University Press, Philomena Essed. Diversity: Gender, Color & Culture. Amherst: University of Massachusetts Press, Ramatis Jacino. O Branqueamento do Trabalho. São Paulo: Nefertiti Editora, Renata Mata Vilas-Bôas. Ações Afirmativas e o Princípio deiigualdade. Rio de Janeiro: América Jurídica, Robert Andi (editor geral). The Cambridge dictionary of Philosophy, 2ª edição, Cambridge: Cambridge University Press, Robert Conrad. The Planter Class and the debate over Chinese Immigration to Brazil, International Migration Review, Vol. IX, N 1, (Spring 1975): Sales Augusto dos Santos, Eliane Cavalleiro, Maria Inês da Silva Barbosa e Matilde Ribeiro. Ações Afirmativas: polêmicas e possibilidades sobre a igualdade racial e o papel do Estado. Estudos Feministas, Vol. 16 (3), setembro-dezembro, 2008: Stuart Hall. Old and New Identities, Old and New Ethnicities em Culture, Globalization and the World-System: Contemporary Conditions for the Representations of Identity, organizado por Anthony D. King. Minneapolis: University of Minnesota Press, Teresa Meade e Gregory Alonso Pirio. In search of the Afro-American Eldorado : Attempts by North American Blacks to Enter Brazil in the 1920s. Luso-Brazilian Review, Vol. 25, N 1, Summer 1988: Thomas Janoski. Citizenship and Civil Society. Cambridge: Cambridge University Press, Thomas Skidmore. Racial ideas and Social policy in Brazil, em The idea of Race in Latin America, , editado por Richard Graham. Austin: University of Texas Press,

10 - Vera Lúcia Benedito. Universidade Plural, País de Cidadãos: Ações Afirmativas desafiando paradigmas na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul em Acesso e Permanência da População Negra no Ensino Superior. Maria Auxiliadora Lopes e Maria Lúcia de Santana Braga (orgs).brasília: Ministério da Educação, Secretaria da Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade: Unesco, 2007: Vera Lúcia Benedito. West Indian Migration to Brasil. MA thesis, Michigan State University, USA, Yvonne Maggie. Pela igualdade. Estudos Feministas, Vol. 16(3), setembrodezembro/2008: Módulo 2. Políticas Públicas e gênero Unidade 1: - ÁVILA, Maria Bethania. Direitos reprodutivos: uma invenção das mulheres reconcebendo a cidadania. Recife: SOS Corpo, BARBOSA, R. & PARKER, R. (orgs). Sexualidades pelo Avesso: Direitos, Identidades e Poder. Introdução. Rio de Janeiro: IMS/UERJ; São Paulo: Editora 34, ELIAS, Norbert. On human beings and their emotions: a process-sociological essay In:Theory, Culture and Society. SAGE, London, v ( ). - FACCHINI, Regina. Sopa de Letrinhas? Movimento homossexual e produção de identidades coletivas nos anos 90. Rio de Janeiro: Garamond, FOUCAULT, Michel. História da sexualidade, vol. 1: A vontade de saber. Rio de Janeiro, Graal, GAGNON, J. & SIMON, W. (1973) Sexual conduct: the social sources of human sexuality. Chicago, Aldine. - HEILBORN, Maria Luiza. Gênero, Sexualidade e Saúde. In: Saúde, Sexualidade e Reprodução - compartilhando responsabilidades. Rio de Janeiro: Editora da UERJ, 1997, p HEILBORN, M. L. Construção de si, gênero e sexualidade. In: Heilborn, M. L. (org.) Sexualidade: o olhar das ciências sociais. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, HEILBORN, M. L. "Sexualidade e identidade: entre o social e o pessoal. Sexualidade: corpo, desejo e cultura". Ciência hoje na escola, v.11. Rio de Janeiro: SBPC/Global Editora, p HÉRITIER, Françoise. "Masculino e Feminino" In: Enciclopédia Einaudi, vol.20 Lisboa: 1980, p LAQUEUR, Thomas. Inventando o sexo: corpo e gênero dos gregos a Freud. Rio de Janeiro: Relume Dumará, LOURO, Guacira Lopes. Pedagogias da sexualidade. In: LOURO, Guacira Lopes, org. O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2000, p MALINOWSKI, B. (1983[1929]) A vida sexual dos selvagens. Rio de Janeiro: Francisco Alves (1ª ed. 1929).. - MEAD, M. Sexo e temperamento. São Paulo: Perspectiva, PARKER, R. (1991) Corpos, Prazeres e Paixões. A cultura sexual no Brasil contemporâneo, São Paulo, Best Seller. 10

11 - PARKER, R. G. (1994) Diversidade sexual, análise sexual e educação sobre Aids no Brasil. In: LOYOLA, M. A. (Org.) Aids e sexualidade: o ponto de vista das ciências humanas. Rio de Janeiro,: Relume- Dumará: /UERJ, pp RIOS, R. RAUPP. Para um direito democrático da sexualidade. Disponível em - ROHDEN, F. A construção da diferença sexual na medicina, Review, Cad.Saúde Pública, Rio de Janeiro, 19(Sup.2): S201-S212, SCHIENBINGER, L. "Introdução". In: O feminismo mudou a ciência? Bauru: Ed. EDUSC, p SCHUMAHER, S. & VITAL BRAZIL, E. (orgs.). Dicionário Mulheres do Brasil. De 1500 até a atualidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, SCOTT, J. "Gênero: uma categoria útil de análise histórica". Educação e Realidade, Porto Alegre, v.20(2), p.71-99, VANCE, C. S. (1995) A antropologia redescobre a sexualidade: um comentário teórico. Physis. Revista de Saúde Coletiva. Vol.. 5, n.º 1, pp IMS/- UERJ: /Relume- Dumará. - VENTURA, M Direitos Reprodutivos no Brasil. São Paulo: Fundação MacArthur. - WEEKS, J. "O corpo e a sexualidade". In: LOURO, Guacira Lopes (org.). O corpo educado pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, p Unidade 3: - ALVES, J. E. D. Transição da fecundidade e relações de gênero no Brasil. Tese (Doutorado) Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, ALVES, J. E. D.; CORRÊA, S. Demografia e ideologia: trajetos históricos e os desafios do Cairo+10. Revista Brasileira de Estudos da População, Campinas, v. 20, n. 2, p , ALVES, J. E. D.; ARAÚJO, C. A política de cotas no Brasil, o sistema eleitoral e a subrepresentação feminina. In: Anais da LASA 2009 Rethinking Inequalities. Rio de Janeiro, LASA, v. 1, p. 1-25, ALVES, J. E. D.; CAVENAGHI, S. As mulheres nas eleições de 2004 e as limitações da política de cotas. In: Anais do VI Encontro Da Associação Brasileira De Ciências Políticas. Rio de Janeiro: ABCP, v. 1, 2008, p ARRIAGADA, I.; MATHIVET, C. Los programas de alivio a la pobreza. Puente y oportunidades. Una mirada desde los actores. Serie Políticas Sociales, Santiago, Cepal, n.134, abril de BARROS, L.F.W. A família DINC no Brasil : uma análise sócio-demográfica e de gênero. Dissertação (Mestrado). Rio de Janeiro, Ence/IBGE,

12 - BARSTED, L. L. A violência contra as mulheres no Brasil e a convenção de Belém do Pará: Dez Anos Depois. In Unifem/Fundação Ford/Cepia. O Progresso das Mulheres no Brasil. DF: pp BARROSO, C. E AMADO, T. 1984, Cidadania e Saúde da Mulher. Anais do IV Encontro de Estudos Populacionais Águas de São Pedro, 1986, v.2, p BARTHOLO, Letícia. Articulação trabalho-família, bem-estar infantil e o aproveitamento da janela de oportunidades demográfica: a proteção social brasileira das crianças entre 0 e 6 anos no início do século XXI. Dissertação de mestrado, Campinas, NEPO/UNICAMP, BATHYANI, K. e CORREA, S Gender, Health and Poverty in Latin América. Em Gita Sen e Piroska Ostlin, Gender Equity in Health, Routledge, Londres pp BELTRÃO, K. I.; TEIXEIRA, M. Cor e gênero na seletividade das carreiras universitárias. In: SOARES, S.; BELTRÃO, K. I.; FERRÃO, E.; BARBOSA, M. L. (Eds.). Os mecanismos de discriminação racial nas escolas brasileiras. Rio de Janeiro: Ipea e Fundação Ford, BELTRÃO, K. I.; ALVES, J. E. D. A reversão do hiato de gênero na educação brasileira no século XX. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, FCC, v 39, n. 136, p , jan./abr Disponível em: - BERQUO, E. E LOYOLA, M.A União dos Sexos e Estratégias Reprodutivas no Brasil. Artigo, REBEP v.1, n.1/2, jan./dez. 1984, p BERQUO, E., CAVENGAHI, S. Direitos Reprodutivos de Mulheres e Homens Face à Nova Legislação sobre Esterilização Voluntária. Anais do XIII Encontro Nacional de Estudos Populacionais da ABEP, Ouro Preto, 2002, v.1, p. - BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social. Análise comparativa de programas de proteção social, Brasília, BRASIL. Ministério da Saúde/Secretaria de Vigilância em Saúde/Departamento de Análise da Situação em Saúde. Saúde Brasil 2005: uma análise da situação de saúde no Brasil. Brasília,, BRASIL. Ministério da Saúde. Integração de Informações do SIAB, SIM e SINASC nos Sistemas Locais de Saúde. Informe da Atenção Básica, Brasília, jan.-fev BRASIL. Ministério da Saúde/Datasus. Indicadores de Dados Básicos Disponível em: <www.datasus.gov.br>. Acesso em: 21 set

13 - BRUSCHINI, C.; RICOLDI, A. M. Família e trabalho: difícil conciliação para mães trabalhadoras de baixa renda. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, FCC, v.39, n. 136, jan./abr CONDORCET, J. A. N. Esboço de um quadro histórico dos progressos do espírito humano. Campinas: Editora da Unicamp, CORREA, S, ARILHA, M. E PIOLA, S. 1999, Reproductive Health in Policy and Practice Brazil, Population Reference Bureau, Washington, acessado em 3/11/2009 PT%3Aofficial&channel=s&hl=ptPT&source=hp&q=Corr%C3%AAa%2C+Arilha+and+Piola &lr=&btng=pesquisa+do+google -GODWIN, W. Enquiry concerning Political Justice, and its Influence on General Virtue and Happiness, London, Disponível em: - GUEDES, M. de C. O contingente feminino de nível universitário nos últimos trinta anos do século XX: a reversão de um quadro desigual. In: XIV Encontro Da Associação Brasileira De Estudos Populacionais. Anais Caxambu, Abep, setembro de HERA. Direitos sexuais e reprodutivos e saúde das mulheres: idéias para ação. Nova York: HERA, IBASE. Repercussões do Programa Bolsa Família na segurança alimentar e nutricional das famílias beneficiadas. Rio de Janeiro, junho 2008 (Documento síntese). Disponível em: <www.ibase.br/userimages/ibase_bf_sintese_site.pdf>. - IBGE, Estatísticas do Século XX, Rio de Janeiro, IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD, vários anos.. Censos demográficos vários anos. - ILO-UNDP. Work and family: Towards new forms of reconciliation with social coresponsibility, junho de Disponível em: <http://www.undp.org/publications/pdf/undp_ilo.pdf>. - LAVINAS, L. Perspectivas do emprego no Brasil: inflexões de gênero e diferenciais femininos. In: LAVINAS, L.; LEÓN, F. (Orgs.). Emprego feminino no Brasil: mudanças institucionais e novas inserções no mercado de trabalho. Santiago do Chile: Cepal, setembro de

14 - LEONE, E. T.; BALTAR, P. Diferenças de rendimento do trabalho de homens e mulheres com educação superior nas metrópoles. Revista Brasileira de Estudos de População. Campinas, Abep, v. 23, n. 2, jul./dez NEVES, M. A. Reestruturação produtiva, qualificação e relações de gênero. In: ROCHA, M. I. B. Trabalho e gênero: mudanças, permanências e desafios. 34 ed. Campinas, Abep, Nepo/Unicamp e Cedeplar/UFMG, OLIVEIRA, A. M. H. C.; GUIMARÃES, R. R. M. Trends in the relative distribution of wages by gender and cohorts in Brazil ( ). Population Association of America (PAA), 2009 Annual Meeting, Detroit, MI, 30/04 a 02/05 de ONU. World population prospect, Disponível em: <http://esa.un.org/unpp/>. - PAIXÃO, M; CARVANO, L. Relatório anual das desigualdades raciais no Brasil: Rio de Janeiro: Garamond, Laeser, IE-UFRJ, PINHEIRO, L. et al. Retrato das desigualdades de gênero e raça. 3ª ed. Brasília: Ipea, SPM, Unifem, PIOVESAN, F. Direitos civis políticos: a conquista da cidadania feminina. In: PITANGUY, J.; BARSTED, L. L. O progresso das mulheres no Brasil. Brasília, Unifem, Fundação Ford, Cepia, PITANGUY, J.; MIRANDA, D. As mulheres e os direitos humanos. In: PITANGUY, J. e BARSTED, L. L. O progresso das mulheres no Brasil. Brasília, Unifem, Fundação Ford, Cepia, PORTELLA, A. P. Violência contra as mulheres: questões e desafios para as políticas públicas. Recife: SOS-Corpo, SAFFIOTI, H. Emprego doméstico e capitalismo. Petrópolis: Vozes, SEN, Amartya. Population Policy: authoritarianism versus cooperation. New Delhi, International Lecture Series on Population Issues, SINGER, P. Desenvolvimento e crise. Rio de Janeiro: Paz e Terra, SOARES, C.; SABOIA, A. L. Tempo, trabalho e afazeres domésticos: um estudo com base nos dados da PNAD 2001 e Rio de Janeiro, DPE/IBGE, 2007 (Texto para discussão, 21). - SOARES, S. O bônus demográfico relativo e absoluto no acesso à escola. Brasília, Ipea, 2008a (Texto para discussão,1.340). 14

15 - SORJ, B.; FONTES, A.; MACHADO, D. C. Políticas e práticas de conciliação: entre família e trabalho no Brasil. Cadernos de Pesquisa, v. 37, n. 132, p , set./dez TSE. Tribunal Superior Eleitoral, Disponível em: <www.tse.gov.br>. - UNDP. Human Development Index, Disponível em: - UNFPA. Gender Equality: a Cornerstone of Development, New York, Disponível em: - WAJNMAN, S.; MARRI, I.; TURRA, C. M. Os argumentos de proteção social e equidade individual no debate sobre previdência e gênero no Brasil. In: XVI ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS. Anais... Caxambu-MG, WEF (World Economic Forum). The Global Gender Gap Report 2009, Switzerland, Disponível em: Unidade 4: - ARAUJO, Fábio Alves. Do luto à luta: a experiência das Mães de Acari. / Rio de Janeiro: UFRJ / IFCS, Dissertação (mestrado) UFRJ / IFCS / Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia, AMB. Articulando Eletronicamente nº 90, 20 de julho de BAIRROS, Luisa. Nossos feminismos revisitados. In: Revista Estudos Feministas/Dossiê Mulheres negras. Rio de Janeiro: IFC/UFRJ, 3(2): Lembrando Lélia Gonzalez. In: WENECK, Jurema, MENDONÇA, Maisa e - WHITE, Evelyn C. (orgs.). O livro da saúde das mulheres negras: nossos passos vêm de longe. Rio de Janeiro: Falas/Criola, 2000, p BARR, Epsy Campbell. Pobreza y Exclusion de los Pueblos y Mujeres Afrodescendientes. El Impacto Económico Del Racismo y Sexismo sobre las Mujeres Afrodescendientes de América Latina y El Caribe. Reunião de Expertas de la CEPAL para la Construcción de Indicadores de Género me el Análisis de la Pobreza. La Paz, Bolivia, 23 al 25 de setiembre CARNEIRO, Sueli. Mulheres em Movimento. Estudos Avançados 17 (49), Enegrecer o feminismo: a situação da mulher negra na América Latina a partir de uma perspectiva de gênero. In: Racismos Contemporâneos. Ashoka Empreendimentos Sociais, Takano Cidadania (orgs.). Rio de Janeiro: Takano Editora, 2003.P DUARTE, Constância Lima. Feminismo e literatura no Brasil. Estudos Avançados 17 (49),

16 - FALQUET, Jules. Romper tabú de la heterosexualidad, acabar com la diferencia de los sexos : aportes de lesbianismo como movimiento social y teoria política. Revista elletronica Genre Sexualité ET Société, n. 1, HTTP: gss.revues.org;índex 705.html. - CURIEL, Ochy, FALQUET, Jules, MASSON, Sabine. Feminismos dissidentes. In: Nouvelles Questions Féministes, volumen 24, n. 2, Edición especial en castellano América Latina y el Caribe Coordinación del número. Ediciones fem-elibros.www.creatividadfeminista.org - FERRARI, Anderson. Revisando o passado e construindo o presente: o movimento gay como espaço educativo. Revista Brasileira de Educação. SP 200, n. 25. p GIACOMINI, Sonia Maria. Mulher e escrava. Petrópolis: Vozes, KIM PÉREZ F. Fígares.Mulher ou trans? A inserção das transexuais no movimento feminista LOURO, Guacira Lopes. Corpos que Escapam. Estudos feministas no. 4, agosto;dez. de MELO, Erica. Feminismo: velhos e novos dilemas uma contribuição de Joan Scott. Cadernos Pagu (31), 2008: pág PAOLI, Maria Célia. Mulheres: Lugar, Imagem, Movimento. In Perspectivas Antropológicas da Mulher. Sobre Mulher e Violência. Organizadoras Bruna Franchetto, Maria Laura Viveiros de Castro Cavalcanti e Maria Luiza Heilborn. Zahar Editores RJ. 1985, vol.4. - RAGO, Margarete. Os feminismos no Brasil: dos anos de chumbo à era global. In: Labrys, Estudos Feministas, número 3, janeiro/ julho Disponível em - REIS, Ana. As filhas de Margaret Sanger: elementos para uma análise das relações entre feministas e o poder médico. emid=1 - RIBEIRO, Matilde. O feminismo em novas rotas e visões. Revista Estudos Feministas, v. 14 n. 3 Florianópolis, /2006, p Mulheres negras brasileiras: de Bertioga a Beijing. Revista Estudos Feministas, v. 3, n. 2, p , SOARES, Vera. O verso e o reverso da construção da cidadania feminina, branca e negra no Brasil. In: Tirando a Mascara: ensaios sobre o racismo no Brasil. Huntley, Lynn, Guimarães, Antonio Sergio Alfredo (orgs) São Paulo: Paz e Terra, 2000; pág SOIHET, Rachel. Formas de violência, relações de Gênero e feminismo. NEC- Núcleos de Estudos Contemporâneos, UFF-RJ WERNECK, Jurema. Nossos Passos vêm de Longe! Movimentos de mulheres negras e estratégias políticas contra o sexismo e o racismo. In, Mulheres Negras: um olhar sobre as lutas sociais e as políticas públicas. Organização Jurema Werneck. Criola, RJ

17 Nem Gênero, Nem Raça: mulheres negras como sujeitos das políticas públicas. Rio de Janeiro, AMNB, SADENBERG, Cecília M.B. e COSTA, Ana Alice A. Feminismos, Feministas e Movimentos Sociais. In: Mulher e Relações de Gênero. BRANDÃO, Margarida Luiza Ribeiro e BINGEMER, Maria Clara L.(orgs.) Centro João XXIII-Editora Loyola. SP 1994 ( coleção seminários especiais). - SILVA, Eliane Borges da. Tecendo o fio, aparando as arestas: o movimento de mulheres negras e a construção do pensamento negro feminista. RJ, file://\\srv_lpp\servidor\olped\documentos\ppcor\0268_arquivos\gt6-003.htm. - ONU ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Declaração e Plano de Ação de Durban da III Conferência Mundial de Combate ao Racismo, Discriminação Racial, Xenofobia e Intolerância Correlata. Brasília: Fundação Cultural Palmares, ZANETTI, Julia e SACRAMENTO, Mônica. Jovens negras: ressignificando pertencimentos, construindo práticas... In, Mulheres Negras: um olhar sobre as lutas sociais e as políticas públicas. Organização Jurema Werneck. Criola, RJ Módulo 3. Políticas Públicas e Raça Unidade 2: - ANDREWS, George Reid. Negros e brancos em São Paulo ( ). Bauru/SP, Edusc. - ARAÚJO, Ricardo Benzaque de. Guerra e paz: Casa Grande & Senzala e a obra de Gilberto Freyre nos anos 30. Rio de Janeiro: Editora 34, ARENDT, Hannah. O pensamento racial antes do racismo in Origens do totalitarismo. São Paulo: Companhia das Letras, BANTON, Michael. Race in Dictionary of race and ethnic relations. London: Routledge, BASTIDE, Roger; FERNANDES, Florestan. Relações entre brancos e negros em São Paulo. São Paulo: Anhembi/UNESCO, BASTIDE, Roger. Estudos afro-brasileiros. São Paulo: Editora Perspectiva, BONFIM, MANUEL. América Latina, males de origem: o parasitismo social e evolução. Rio de Janeiro BOTELHO, André. Um antropólogo sem qualidades (resenha do livro Antropologia brasiliana: ciência e educação na obra de Edgard Roquette-Pinto. Belo Horizonte/Rio de Janeiro, Editora da UFMG/Editora Fiocruz, 2008, LIMA, Nísia Trindade e SÁ, Dominich Miranda de [orgs.]). Revista Brasileira de Ciência Sociais, volume 24, número 70, São Paulo, junho de CUNHA, Euclides da. Os Sertões: Campanha de Canudos. Brasília: Cultrix,

18 - DUARTE, Paulo. Negros do Brasil. O Estado de São Paulo, 16 abril de 1947, p. 5, e 17 de abril de 1947, p FERNANDES, Florestan; BASTIDE, Roger. Relações entre brancos e negros em São Paulo. São Paulo: Anhembi/UNESCO, FERNANDES, Florestan. A integração do negro na sociedade de classes. São Paulo: Dôminus Editora, FERNANDES, Florestan. O negro no mundo dos brancos. São Paulo: Difel, FOUCALT, Michel. História da sexualidade 1: a vontade de saber. Rio de Janeiro: Graal, FRAZIER, E. Franklin. "Comparison of Negro-White Relations in Brazil and in the United States" in Transactions of the New York Academy of Sciences, Series 2, 6, 7, (May, 1944): FRANCISCO, Flávio Thales Ribeiro. Laços Atlânticos: imigração africana em São Paulo. São Paulo: Editora Diáspora, FREYRE, Gilberto. Casa Grande & Senzala. Rio de Janeiro: José Olympio, FRY, Peter. A persistência da raça: ensaios antropológicos sobre o Brasil e a África Austral. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, GIACOMINI, Sonia Maria. A alma da festa: família, etnicidade e projetos num clube social da Zona Norte do Rio de Janeiro o Renascença Clube. Belo Horizonte: Editora UFMG; Rio de Janeiro: IUPERJ, GOBINEAU, Arthur de. Essai sur l innégalité dês races humaines (1853). Paris: Galimard; Plêiade, GUIMARÃES, Antonio Sérgio Alfredo. Racismo e anti-racismo no Brasil. São Paulo: Editora 34, GUIMARÃES, Antonio Sérgio Alfredo. Classes, raças e democracia. São Paulo: Editora 34, KAMEL, Ali. Não somos racistas. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, HANCHARD, Michael George. Orfeu e o poder: o movimento negro no Rio de Janeiro e São Paulo ( ). Rio de Janeiro: EDUERJ, HASENBALG, CARLOS. Discriminação e desigualdades raciais no Brasil. Rio de Janeiro: Graal, HELLWIG, David. African-american reflection s on Brazil s racial paradise. Philadelphia: Temple University Press, HITLER, Adolf. Minha luta. São Paulo: Centauro, HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. Rio de Janeiro: José Olympio KÖSSLING, Karin Sant Anna. O discurso policial sobre o afrodescendente. Revista Histórica (publicação trimestral do Arquivo do Estado de São Paulo e da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo), número 15 julho/agosto/setembro de LIMA, Márcia. Estratificação social, mercado de trabalho, desigualdades raciais: uma introdução in Cor e Estratificação Social. Rio de Janeiro: ContraCapa, MACEDO, Márcio. Abdias do Nascimento: a trajetória de um negro revoltado. São Paulo. PPS/USP. Dissertação de Mestrado

19 - MAIO, Marcos Chor. A história do Projeto UNESCO: estudos raciais e ciência sociais no Brasil. Rio de Janeiro: IUPERJ (Tese de doutoramento em ciência política), MAIO, Marcos Chor. Uma polêmica esquecida: Guerreiro Ramos, Costa Pinto e o tema da relações raciais. Rio de Janeiro: Dados, vol. 40, número 1, MAIO, Marcos Chor. Costa Pinto e a crítica do negro como espetáculo in O negro no Rio de Janeiro: relações de raça numa sociedade em mudança. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, MAGNOLI, Demétrio. Gota de sangue: história do pensamento racial. São Paulo: Contexto, MACCLINTOCK, Anne. Imperial leather: race, gender, and sexuality in the colonial conquest. New York: Routledge, MOUTINHO, Laura. Razão, cor e desejo: uma análise sobre relacionamentos afetivosexuais inter-raciais no Brasil e na África do Sul. São Paulo: UNESP, MUNANGA, Kabenguele. Rediscutindo a mestiçagem no Brasil: identidade nacional x identidade negra. Petrópolis: Vozes, NASCIMENTO, Elisa Larkin. O sortilégio da cor: identidade, raça e gênero no Brasil. São Paulo: Summus, NOGUEIRA, Oracy. Preconceito de marca: as relações raciais em Itapetininga. São Paulo: EDUSP, PALLARES-BURKE, Maria Lúcia. Gilberto Freyre: um vitoriano nos trópicos. São Paulo: Editora UNESP, PRADO, Paulo. Retrato do Brasil. São Paulo: Duprat-Mayenca PRADO JUNIOR, Caio. Formação do Brasil contemporâneo: colônia. São Paulo: Martins PINTO, Luiz Aguiar de Costa. O negro no Rio de Janeiro: relações de raça numa sociedade em mudança. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, PIERSON, Donald. Brancos e pretos na Bahia: estudo de contato racial. São Paulo: Nacional, RODRIGUES, Raymundo Nina. Raças humanas e responsabilidade penal no Brasil. São Paulo: Nacional, RODRIGUES, Raymundo Nina. Os africanos no Brasil. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, ROMERO, Silvio. História da literatura brasileira. Rio de Janeiro: José Olympio, ROQUETE-PINTO, Edgar. Rondônia. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, SCHWARCZ, Lilia Moritz. O espetáculo das raças: cientistas, instituições e questão racial no Brasil, São Paulo: Companhia das Letras, SCHWARCZ, Lilia Moritz. Complexo de Zé Carioca. Nota sobre uma identidade mestiça e malandra. In Revista Brasileira de Ciências Sociais, número 29, São Paulo, SCHWARCZ, Lilia Moritz. Nem preto nem branco, muito pelo contrário: cor e raça na intimidade in História da vida privada no Brasil: contrastes da intimidade brasileira contemporânea (volume 4). São Paulo: Companhia das Letras, TORRES, Alberto. O problema nacional brasileiro: introdução a um programa de 19

20 organização nacional. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, TORRES, Alberto. As fontes da vida no Brasil. Rio de Janeiro TURRA, Cleusa; VENTURI, Gustavo. Racismo cordial: a mais completa análise sobre o preconceito de cor no Brasil. São Paulo: Editora Ática, VIANNA, Hermano. O mistério do samba. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, Unidade 3: - ANDREWS, George Reid.(1991) O protesto político negro em São Paulo In. Estudos Afro-Asiaticos, Rio de Janeiro. N D ADESKY, Jacques. (2001). Racismos e anti-racismos no Brasil. Rio de Janeiro Pallas Editora. - ALBERTI, Verena e PEREIRA, Amílcar (2007). Histórias do movimento negro no Brasil. Rio de Janeiro. Fundação Getúlio Vargas/ Pallas. - AZEVEDO, Thales (1996). As elites de cor numa cidade brasileira. Bahia, Edufba. - BASTIDE, Roger (1973). A imprensa negra do Estado de São Paulo In: Estudos Afrobrasileiros. São Paulo, Editora Perspectiva. - CARNEIRO, Sueli (2003). Mulheres em Movimento In: Estudos Avançados 17 (49). São Paulo. - CARNEIRO, Sueli; SANTOS, Thereza; COSTA, Albertina G. de Oliveira (1985). Mulher Negra/Política Governamental e a Mulher. São Paulo. Nobel. Conselho Estadual da Condição Feminina. - CONTINS, Márcia (2005). Lideranças Negras. Rio de Janeiro, Faperj e Aerplano. - DOMINGUES, Petrônio (2007). Frentenegrinas: notas de um capítulo da participação feminina na história da luta anti-racista no Brasil In: Cadernos Pagu (28), janeiro-junho de 2007: (2005). A insurgência de ébano a história da frente negra brasileira ). São Paulo. Tese de doutorado/usp. - FAUSTO, Boris (2008). O crime no restaurante chinês. São Paulo, São Paulo. CIA das Letras. - FIGUEIREDO, Angela.(2002) Novas Elites de Cor. Rio de Jeneiro. Annablume/ UCAM. - GOMES, Flavio (2005). Negros e Política ( ). Rio de Janeiro, ZAHAR Editor. 20

GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS EM GÊNERO E RAÇA GPP-GER

GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS EM GÊNERO E RAÇA GPP-GER GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS EM GÊNERO E RAÇA GPP-GER Realização Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres SPM/PR Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial SEPPIR/PR Secretaria

Leia mais

Plano de Aula As Ações Afirmativas Objetivo Geral: O objetivo da aula é demonstrar que as políticas de ação afirmativas direcionadas à população

Plano de Aula As Ações Afirmativas Objetivo Geral: O objetivo da aula é demonstrar que as políticas de ação afirmativas direcionadas à população Plano de Aula As Ações Afirmativas Objetivo Geral: O objetivo da aula é demonstrar que as políticas de ação afirmativas direcionadas à população negra brasileira são fundamentadas historicamente na luta

Leia mais

CURSO EDUCAÇÃO, RELAÇÕES RACIAIS E DIREITOS HUMANOS

CURSO EDUCAÇÃO, RELAÇÕES RACIAIS E DIREITOS HUMANOS CURSO EDUCAÇÃO, RELAÇÕES RACIAIS E DIREITOS HUMANOS MARTA LÚCIA DA SILVA ROSANA CAPPUTI BORGES Educação Infantil: desigualdades de idade e raça, um grande desafio a ser conquistado. São Paulo 2012 EDUCAÇÃO

Leia mais

PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA

PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA Página: 1 Data de Criação: 12/08/2002 Período Início: 2002/02 Horas Aula Teórica: 68 Prática: 0 ExtraClasse: 0 Carga Horária:68 Número de Créditos: 4 Sistema de Aprovação: Aprovação por Média/Freqüência

Leia mais

PROGRAMA DE ENSINO IV. AS FUNDAÇÕES DO PENSAMENTO POLÍTICO, SOCIAL E ECONÔMICO BRASILEIRO.

PROGRAMA DE ENSINO IV. AS FUNDAÇÕES DO PENSAMENTO POLÍTICO, SOCIAL E ECONÔMICO BRASILEIRO. CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS CCHL MESTRADO DE CIÊNCIA POLÍTICA DISCIPLINA: FORMAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA DO BRASIL PROFESSOR: CLEBER DE DEUS CONSULTAS: A COMBINAR COM O PROFESSOR PERÍODO: 2008.1 E-mail:

Leia mais

PLANO DE CURSO. Curso: Mestrado em Direitos Humanos Ano: 2013 Semestre: 2º

PLANO DE CURSO. Curso: Mestrado em Direitos Humanos Ano: 2013 Semestre: 2º PLANO DE CURSO 1 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Direitos Unidade: NDH Humanos (Mestrado) Disciplina: Gênero e Sexualidade: (Des)Construir conceitos e Código: Núcleo:

Leia mais

Plano de Aula A construção sócio-histórica do Racismo brasileiro Objetivo Geral O objetivo da aula é fazer com que os(as) estudantes compreendam, a

Plano de Aula A construção sócio-histórica do Racismo brasileiro Objetivo Geral O objetivo da aula é fazer com que os(as) estudantes compreendam, a Plano de Aula A construção sócio-histórica do Racismo brasileiro Objetivo Geral O objetivo da aula é fazer com que os(as) estudantes compreendam, a partir do processo histórico, como a desvalorização da

Leia mais

PROGRAMA DE GRADUAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA PARA O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL. História da Administração Pública no Brasil APRESENTAÇÃO

PROGRAMA DE GRADUAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA PARA O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL. História da Administração Pública no Brasil APRESENTAÇÃO PROGRAMA DE GRADUAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA PARA O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL Disciplina: História da Administração Pública no Brasil Professor(es): Wallace Moraes Período: 2013/2 Horário: 3 e 5 feiras,

Leia mais

Ciclo de Debates Ações Afirmativas: estratégias para ampliar a democracia

Ciclo de Debates Ações Afirmativas: estratégias para ampliar a democracia Ciclo de Debates Ações Afirmativas: estratégias para ampliar a democracia Apresentação O ciclo de debates Ações afirmativas: estratégias para ampliar a democracia, realizado pela (Seppir) e pela Pontifícia

Leia mais

DESIGUALDADE RACIAL E FORMAÇÃO DE PROFESSORES: DESAFIOS A ENFRENTAR Ricardo de Souza Janoario UFRJ Rita de Cassia de Oliveira e Silva UFRJ

DESIGUALDADE RACIAL E FORMAÇÃO DE PROFESSORES: DESAFIOS A ENFRENTAR Ricardo de Souza Janoario UFRJ Rita de Cassia de Oliveira e Silva UFRJ 1 DES E PROFESSORES: DESAFIOS A ENFRENTAR Ricardo de Souza Janoario UFRJ Rita de Cassia de Oliveira e Silva UFRJ INTRODUÇÃO No Brasil, criou-se a ideologia da democracia racial para explicar que as oportunidades

Leia mais

Ciclo de Debates Ações Afirmativas: estratégias para ampliar a democracia

Ciclo de Debates Ações Afirmativas: estratégias para ampliar a democracia Ciclo de Debates Ações Afirmativas: estratégias para ampliar a democracia Apresentação O ciclo de debates Ações afirmativas: estratégias para ampliar a democracia, realizado pela (Seppir) e pela Pontifícia

Leia mais

Roteiro de Diretrizes para Pré-Conferências Regionais de Políticas para as Mulheres. 1. Autonomia econômica, Trabalho e Desenvolvimento;

Roteiro de Diretrizes para Pré-Conferências Regionais de Políticas para as Mulheres. 1. Autonomia econômica, Trabalho e Desenvolvimento; Roteiro de Diretrizes para Pré-Conferências Regionais de Políticas para as Mulheres 1. Autonomia econômica, Trabalho e Desenvolvimento; Objetivo geral Promover a igualdade no mundo do trabalho e a autonomia

Leia mais

Desigualdade Racial e políticas públicas no Brasil

Desigualdade Racial e políticas públicas no Brasil Desigualdade Racial e políticas públicas no Brasil Documento para a Audiência Pública sobre as políticas de ação afirmativa de acesso ao ensino superior- STF Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação. Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação. DISCIPLINA: SOCIOLOGIA DO DIREITO E ANTROPOLOGIA PROFESSOR: ANDRÉ FILIPE PEREIRA REID DOS SANTOS TURMA: º AM /

Leia mais

EDUCAÇÃO DAS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS: ELEMENTOS TEÓRICOS E METODOLÓGICOS DE UMA PRÁTICA DE FORMAÇÃO DOCENTE

EDUCAÇÃO DAS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS: ELEMENTOS TEÓRICOS E METODOLÓGICOS DE UMA PRÁTICA DE FORMAÇÃO DOCENTE 19 EDUCAÇÃO DAS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS: ELEMENTOS TEÓRICOS E METODOLÓGICOS DE UMA PRÁTICA DE FORMAÇÃO DOCENTE Alexandre do Nascimento - FAETEC - RJ Resumo No Brasil, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação,

Leia mais

POLÍTICAS DE COTAS E O VESTIBULAR DA UNB OU A MARCA QUE CRIA SOCIEDADES DIVIDIDAS

POLÍTICAS DE COTAS E O VESTIBULAR DA UNB OU A MARCA QUE CRIA SOCIEDADES DIVIDIDAS 286 Yvonne Maggie POLÍTICAS DE COTAS E O VESTIBULAR DA UNB OU A MARCA QUE CRIA SOCIEDADES DIVIDIDAS Yvonne Maggie Universidade Federal do Rio de Janeiro Brasil O precioso artigo de Marco Chor Maio e Ricardo

Leia mais

6. Referências Bibliográficas

6. Referências Bibliográficas 6. Referências Bibliográficas ARENDT, Hannah. A condição Humana. Rio de Janeiro, Forense Universitária, 10ª edição/1ª reimpressão, 2001.. Entre o passado e o Futuro; Tradução Mauro W. Barbosa. São Paulo:

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD PLANO DE ENSINO I IDENTIFICAÇÃO Curso: Pedagogia a Distância Departamento: Departamento de Pedagogia a Distância Disciplina:

Leia mais

UNIDADE 8 RACISMO, PRECONCEITO E DISCRIMINAÇAO RACIAL

UNIDADE 8 RACISMO, PRECONCEITO E DISCRIMINAÇAO RACIAL UNIDADE 8 RACISMO, PRECONCEITO E DISCRIMINAÇAO RACIAL Módulo 1 - Aspectos gerais da educação e das relações étnico-raciais Unidade 8 Racismo, preconceito e discriminação racial Objetivos: Apresentar aspectos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO P L A N O DE E N S I N O

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO P L A N O DE E N S I N O UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO P L A N O DE E N S I N O I - IDENTIFICAÇÃO Curso: ADMINISTRAÇÃO Disciplina: Instituições de Direito Público e Privado - IDPP Ano Letivo:

Leia mais

Resumo Aula-tema 09:A miscigenação étnico-racial e sua influência na construção social do Brasil

Resumo Aula-tema 09:A miscigenação étnico-racial e sua influência na construção social do Brasil Resumo Aula-tema 09:A miscigenação étnico-racial e sua influência na construção social do Brasil Introdução No Brasil, a questão étnico-racial tem estado em pauta, nos últimos anos, em debates sobre políticas

Leia mais

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino Corrida da Saúde Classificação geral do corta-mato, realizado no dia 23 de Dezembro de 2007, na Escola E.B. 2,3 de Valbom. Contou com a participação dos alunos do 4º ano e do 2º e 3º ciclos do Agrupamento

Leia mais

O desenvolvimento do trabalho doméstico a partir da legislação trabalhista do Estado Novo.

O desenvolvimento do trabalho doméstico a partir da legislação trabalhista do Estado Novo. O desenvolvimento do trabalho doméstico a partir da legislação trabalhista do Estado Novo. Resumo: Bergman de Paula Pereira 1 Pontifícia Universidade Católica de São Paulo- PucSP Este artigo pretende demonstrar

Leia mais

7 Referências Bibliográficas

7 Referências Bibliográficas 7 Referências Bibliográficas ALMEIDA, M. A O. Políticas de Ação Afirmativa na Universidade Brasileira: A Experiência do Curso de Graduação em Serviço Social da PUC-Rio. Social em Questão. Rio de Janeiro:

Leia mais

PLANO DE CURSO. *Obs: alguns textos podem ser alterados durante o curso.

PLANO DE CURSO. *Obs: alguns textos podem ser alterados durante o curso. UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS, HUMANS, LETRAS E ARTES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA DISCIPLINA OPTATIVA: Tópicos Especiais em História Política: Trabalho, Política e Região

Leia mais

Sumário. Introdução 9

Sumário. Introdução 9 Sumário Introdução 9 1. A desigualdade racial brasileira 15 Os números da desigualdade 17 Existe racismo no Brasil? 21 A manifestação do preconceito no Brasil 23 A relação racial no espaço público e privado

Leia mais

60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos PROGRAMAÇÃO

60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos PROGRAMAÇÃO VIII Semana do Assistente Social 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos 12 a 15 de maio de 2008 Escola de Serviço Social da PUC Minas Apoio: Núcleo de Direitos Humanos - Pró-Reitoria de Extensão

Leia mais

Por que criar mecanismos de gênero nos órgãos governamentais?

Por que criar mecanismos de gênero nos órgãos governamentais? Presidência da República Secretaria de Políticas para as Mulheres Seminário de Capacitação dos Mecanismos de Gênero no Governo Federal Por que criar mecanismos de gênero nos órgãos governamentais? Lourdes

Leia mais

COR NO ENSINO SUPERIOR: PERFIL DE ALUNOS DOS CURSOS DE HISTÓRIA, ECONOMIA E DIREITO DA UFMT.

COR NO ENSINO SUPERIOR: PERFIL DE ALUNOS DOS CURSOS DE HISTÓRIA, ECONOMIA E DIREITO DA UFMT. COR NO ENSINO SUPERIOR: PERFIL DE ALUNOS DOS CURSOS DE HISTÓRIA, ECONOMIA E DIREITO DA UFMT. SANTOS, Cássia Fabiane dos - UFMT 1 GT: Afro-brasileiros e Educação / n.21 Agência Financiadora: Não contou

Leia mais

UNIDADE 3. O racismo à brasileira: o mito da democracia racial e o arco-íris brasileiro

UNIDADE 3. O racismo à brasileira: o mito da democracia racial e o arco-íris brasileiro O racismo à brasileira: o mito da democracia racial e o arco-íris brasileiro A ideologia do branqueamento: Início do século XX: formulação de uma nova ideologia do branqueamento no Brasil (SCHWARCZ, 2013,

Leia mais

7 Referências bibliográficas

7 Referências bibliográficas 7 Referências bibliográficas ABRAMO, L. Um olhar de gênero: visibilizando precarizações ao longo das cadeias produtivas. In: Congresso Latino-americano de Sociologia do Trabalho. Anais. Águas de Lindóia,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO EMENTA: Novas tendências na produção, distribuição e consumo da comunicação com vertentes no jornalismo diante nova reconfiguração capitalista em um cenário neoliberal. AVALIAÇÃO: A avalição será feita

Leia mais

CONTRUÇÃO DO CONHECIMENTO EM ANTROPOLOGIA

CONTRUÇÃO DO CONHECIMENTO EM ANTROPOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANTROPOLOGIA SOCIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO QUINTA DA BOA VISTA S/N. SÃO CRISTÓVÃO. CEP 20940-040 RIO DE JANEIRO - RJ - BRASIL Tel.: 55 (21) 2568-9642 - fax

Leia mais

OS MANIFESTOS, O DEBATE PÚBLICO E A PROPOSTA DE COTAS

OS MANIFESTOS, O DEBATE PÚBLICO E A PROPOSTA DE COTAS COMO CITAR ESTE TEXTO: NASCIMENTO, Alexandre do. Os Manifestos, o debate público e a proposta de cotas. Revista Lugar Comum: Estudos de Mídia, Cultura e Democracia, n. 23/24. Ou NASCIMENTO, Alexandre do.

Leia mais

Autor (1); S, M, R INTRODUÇÃO

Autor (1); S, M, R INTRODUÇÃO PROJETOS EDUCATIVOS E AS RELAÇÕES ÉTNICOS-RACIAIS: DIÁLOGOS ENTRE OS SABERES PRODUZIDOS NOS ESPAÇOS EDUCATIVOS NÃO- FORMAIS E O SISTEMA DE ENSINO BÁSICO ESCOLAR INTRODUÇÃO Autor (1); S, M, R Universidade

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR Instituição Certificadora: FALC Amparo Legal: Resolução CNE CES 1 2001 Resolução CNE CES 1 2007 Carga Horária: 460h Período de Duração: 12 meses (01 ano) Objetivos:

Leia mais

VALORES E ATITUDES O Brasil e o mundo querem conhecer o que os brasileiros pensam e fazem de melhor.

VALORES E ATITUDES O Brasil e o mundo querem conhecer o que os brasileiros pensam e fazem de melhor. coleção VALORES E ATITUDES O Brasil e o mundo querem conhecer o que os brasileiros pensam e fazem de melhor. Pensamentos inovadores, práticas de êxito. pva_08.indd 1 24/3/2006 18:13:33 Lançada em setembro

Leia mais

NEGRO: de escravo a cidadão? um estudo sobre a cidadania na população negra brasileira

NEGRO: de escravo a cidadão? um estudo sobre a cidadania na população negra brasileira 1 UFMA UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS III JORNADA INTERNACIONAL DE POLÍCAS PÚBLICAS QUESTÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO NO SÉCULO XXI NEGRO: de escravo a

Leia mais

Universidade: Universo desigual

Universidade: Universo desigual 1 POLÍTICAS AFIRMATIVAS EM MATO GROSSO: EM QUESTÃO O PROJETO POLÍTICAS DA COR NA UFMT SOUZA, Elaine Martins da Silva UFMT ses_martins@yahoo.com.br GT-21: Afro-Brasileiros e Educação Agência Financiadora:

Leia mais

SEMANA 3 A CONTRIBUIÇAO DOS ESTUDOS DE GÊNERO

SEMANA 3 A CONTRIBUIÇAO DOS ESTUDOS DE GÊNERO SEMANA 3 A CONTRIBUIÇAO DOS ESTUDOS DE GÊNERO Autor (unidade 1 e 2): Prof. Dr. Emerson Izidoro dos Santos Colaboração: Paula Teixeira Araujo, Bernardo Gonzalez Cepeda Alvarez, Lívia Sousa Anjos Objetivos:

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 416/2006

RESOLUÇÃO Nº 416/2006 RESOLUÇÃO Nº 416/2006 Regulamenta o Ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Africanas e dá outras providências. O Conselho de Educação do Ceará CEC, no uso de suas atribuições legais no uso de suas

Leia mais

Lei nº 10.639/03 Menos Preconceito na Sala de Aula. Palavras-Chave: Educação, Cultura, Preconceito, Lei 10.639, Africano e Afro-brasileiro.

Lei nº 10.639/03 Menos Preconceito na Sala de Aula. Palavras-Chave: Educação, Cultura, Preconceito, Lei 10.639, Africano e Afro-brasileiro. Lei nº 10.639/03 Menos Preconceito na Sala de Aula Palavras-Chave: Educação, Cultura, Preconceito, Lei 10.639, Africano e Afro-brasileiro. Prof.ª Sonia Helena Carneiro Pinto Justificativa: Este projeto

Leia mais

Ministério das Relações Exteriores Instituto Rio Branco

Ministério das Relações Exteriores Instituto Rio Branco Ministério das Relações Exteriores Instituto Rio Branco LEITURAS BRASILEIRAS I Professoras Angélica Madeira e Mariza Veloso Assistente: SS Ricardo Rizzo Introdução O curso visa ao conhecimento crítico

Leia mais

ARENDT, Hannah. Homens em tempos sombrios. São Paulo: Companhia das Letras, 1987. 1ª. edição em 1955.

ARENDT, Hannah. Homens em tempos sombrios. São Paulo: Companhia das Letras, 1987. 1ª. edição em 1955. 6. Bibliografia: ARAUJO, Emanoel. Negras memórias, memórias negras. In: Estudos Avançados. Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados vol. 1 nº. 1 (1987). ARAUJO, Joel. A Participação dos

Leia mais

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS Técnico de Multimédia 10 H 7536 Alberto Filipe Cardoso Pinto 7566 Ana Isabel Lomar Antunes 7567 Andreia Carine Ferreira Quintela 7537 Bruno Manuel Martins Castro 7538 Bruno Miguel Ferreira Bogas 5859 Bruno

Leia mais

Os Cursos Pré-Vestibulares para Negros e as Políticas de Cotas nas Instituições de Ensino Superior no Brasil

Os Cursos Pré-Vestibulares para Negros e as Políticas de Cotas nas Instituições de Ensino Superior no Brasil LUGAR COMUM Nº30, pp. 95-100 Os Cursos Pré-Vestibulares para Negros e as Políticas de Cotas nas Instituições de Ensino Superior no Brasil Alexandre do Nascimento Políticas de ação afirmativa são medidas

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LINHA DE PESQUISA: TEORIA E PRÁTICA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LINHA DE PESQUISA: TEORIA E PRÁTICA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO LINHA DE PESQUISA: TEORIA E PRÁTICA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DA SEED-PR PARA

Leia mais

Relações Étnico-raciais no Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana. Relações Raciais no Brasil. Teleaula 2. Para Refletir!

Relações Étnico-raciais no Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana. Relações Raciais no Brasil. Teleaula 2. Para Refletir! Relações Étnico-raciais no Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana Teleaula 2 Profa. Dra. Marcilene Garcia de Souza Relações Raciais no Brasil Características históricas para compreender

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA SE-001/2011

TERMO DE REFERÊNCIA SE-001/2011 TERMO DE REFERÊNCIA SE-001/2011 Objeto da contratação Consultor sênior Título do Projeto Projeto BRA 07/010 Designação funcional Duração do contrato Consultoria por produto 04 meses Data limite para envio

Leia mais

Sessões 1 e 2: Apresentação da disciplina e o estudo das políticas públicas

Sessões 1 e 2: Apresentação da disciplina e o estudo das políticas públicas Disciplina: Instituições Políticas e Políticas Públicas no Brasil (EUR0204) Dia e horário: segunda, 14 às 17h. Carga horária: 45 horas Sala: I - 9 do Setor II Docente: Alan Daniel Freire de Lacerda Apresentação

Leia mais

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA CLASSIFICAÇÕES DO SEGUNDO TESTE E DA AVALIAÇÃO CONTINUA Classificações Classificação Final Alex Santos Teixeira 13 13 Alexandre Prata da Cruz 10 11 Aleydita Barreto

Leia mais

Ciência Política no Brasil: história, conceitos e métodos

Ciência Política no Brasil: história, conceitos e métodos Ciência Política no Brasil: história, conceitos e métodos PROJETO APRESENTADO PELA ABCP À FUNDAÇÃO FORD E AO INSTITUTE FOR INTERNATIONAL EDUCATION (IIE). Leonardo Avritzer Carlos R. S. Milani Rachel Meneguello

Leia mais

Gênero e Políticas Sociais: o programa Mulheres da Paz

Gênero e Políticas Sociais: o programa Mulheres da Paz Gênero e Políticas Sociais: o programa Mulheres da Paz Ana Carolina Santos Maia anacarolinamaia@ufrj.br Instituto de Filosofia e Ciências Sociais/ 6 período Brena O Dwyer Spina da Rosa Machado brenaspina@globo.com

Leia mais

A COR DA POBREZA: UMA ANÁLISE ACERCA DAS DESIGUALDADES RACIAIS E IMPLANTAÇÃO DE AÇÕES AFIRMATIVAS NO BRASIL.

A COR DA POBREZA: UMA ANÁLISE ACERCA DAS DESIGUALDADES RACIAIS E IMPLANTAÇÃO DE AÇÕES AFIRMATIVAS NO BRASIL. Anais do SILIAFRO. Volume, Número 1. EDUFU,2012 131 A COR DA POBREZA: UMA ANÁLISE ACERCA DAS DESIGUALDADES RACIAIS E IMPLANTAÇÃO DE AÇÕES AFIRMATIVAS NO BRASIL. Douglas Henrique de S. Xavier Universidade

Leia mais

Escola, trabalho e cidadania: um estudo longitudinal com jovens egressos e não-ingressantes de um programa de inclusão de jovens UFBA UFMA UFMG

Escola, trabalho e cidadania: um estudo longitudinal com jovens egressos e não-ingressantes de um programa de inclusão de jovens UFBA UFMA UFMG Escola, trabalho e cidadania: um estudo longitudinal com jovens egressos e não-ingressantes de um programa de inclusão de jovens UFBA UFMA UFMG Instituição líder e Coordenação geral - Universidade Federal

Leia mais

As Nações Unidas e as Políticas de Redução da Desigualdade Racial

As Nações Unidas e as Políticas de Redução da Desigualdade Racial As Nações Unidas e as Políticas de Redução da Desigualdade Racial Introdução Este documento foi elaborado e aprovado pela Equipe de País do Sistema das Nações Unidas no Brasil em resposta ao interesse

Leia mais

Bibliografia: História do Brasil (divisão temática)

Bibliografia: História do Brasil (divisão temática) Bibliografia: História do Brasil (divisão temática) I: Formação cultural brasileira com relação ao trabalho Indicado por Jorge Luiz Souto Maior Última Atualização: 09/08/2015 BARBOSA, Alexandre de Freitas.

Leia mais

FUNDAÇÃO JOÃO MANGABEIRA

FUNDAÇÃO JOÃO MANGABEIRA FUNDAÇÃO JOÃO MANGABEIRA ESCOLA MIGUEL ARRAES A Fundação João Mangabeira é organizada em vários setores como História Viva para abrigar e documentar a vida do PSB, o setor de promoção de eventos e seminários,

Leia mais

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Realização: Ágere Cooperação em Advocacy Apoio: Secretaria Especial dos Direitos Humanos/PR Módulo III: Conselhos dos Direitos no

Leia mais

A COR NEGRA NO MERCADO DE TRABALHO UM ESTUDO COM ALUNOS NEGROS EGRESSOS DO CEFET-CUIABÁ PAULA,

A COR NEGRA NO MERCADO DE TRABALHO UM ESTUDO COM ALUNOS NEGROS EGRESSOS DO CEFET-CUIABÁ PAULA, A COR NEGRA NO MERCADO DE TRABALHO UM ESTUDO COM ALUNOS NEGROS EGRESSOS DO CEFET-CUIABÁ. PAULA, Willian Silva de. UFMT CEFET-Cbá - willdepaula@yahoo.com.br Orientadora: Profª Drª Maria Lúcia R. Muller

Leia mais

Educação das Relações Etnicorraciais e A lei 10639/2003 : construindo uma escola plural

Educação das Relações Etnicorraciais e A lei 10639/2003 : construindo uma escola plural Educação das Relações Etnicorraciais e A lei 10639/2003 : construindo uma escola plural Coordenação de Diversidade SECAD/MEC Professora Leonor Araujo A escola é apontada como um ambiente indiferente aos

Leia mais

DISCRIMINAÇÃO DO TRABALHO FEMININO E AS DESIGUALDADES SOCIAIS ENTRE HOMENS E MULERES

DISCRIMINAÇÃO DO TRABALHO FEMININO E AS DESIGUALDADES SOCIAIS ENTRE HOMENS E MULERES DISCRIMINAÇÃO DO TRABALHO FEMININO E AS DESIGUALDADES SOCIAIS ENTRE HOMENS E MULERES Werena de Oliveira Barbosa Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Cajazeiras FAFIC werena19@hotmail.com Juliana

Leia mais

Referências Bibliográficas

Referências Bibliográficas 85 6 Referências Bibliográficas ABRAMOVAY, M.; CASTRO, M. G.; SILVA, L. B. da. (org.). Juventudes e sexualidade. Brasília: UNESCO Brasil, 2004. AQUINO, et al. Gravidez na Adolescência: A heterogeneidade

Leia mais

Tabela 1 Total da população 2010 Total de homens Total de mulheres Homens % Mulheres % Distrito Federal 2.562.963 1.225.237 1.337.

Tabela 1 Total da população 2010 Total de homens Total de mulheres Homens % Mulheres % Distrito Federal 2.562.963 1.225.237 1.337. PROGRAMA TÉMATICO: 6229 EMANCIPAÇÃO DAS MULHERES OBJETIVO GERAL: Ampliar o acesso das mulheres aos seus direitos por meio do desenvolvimento de ações multissetoriais que visem contribuir para uma mudança

Leia mais

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840721 ADRIANA XAVIER DA SILVA FERNANDES 38 Pré-A1 PT1840722 ALEXANDRA FILIPA AZEVEDO SANTOS 52 A1 PT1840723

Leia mais

Caso: A Legislação Penal e a Prática de Redução de Danos à Saúde pelo Uso de Drogas no Brasil Anexo Complementar

Caso: A Legislação Penal e a Prática de Redução de Danos à Saúde pelo Uso de Drogas no Brasil Anexo Complementar Caso: A Legislação Penal e a Prática de Redução de Danos à Saúde pelo Uso de Drogas no Brasil Anexo Complementar Denise Bomtempo Birche de Carvalho Fernando Oliveira Paulino Juliana Rochet Wirth Chaibub

Leia mais

Presidência da República Federativa do Brasil. Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial

Presidência da República Federativa do Brasil. Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial Presidência da República Federativa do Brasil Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial A SEPPIR CRIAÇÃO A Seppir (Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial)

Leia mais

Referências Bibliográficas

Referências Bibliográficas Referências Bibliográficas AUGRAS, Monique, Imaginária França Antártica. In: Estudos Históricos, Rio de Janeiro, vol.4, n.7, 1991., Alteridade e Dominação no Brasil. Rio de Janeiro: NAU, 1995., O Duplo

Leia mais

O Programa de Fortalecimento Institucional para a Igualdade de Gênero e Raça, Erradicação da Pobreza e Geração de Emprego - GRPE

O Programa de Fortalecimento Institucional para a Igualdade de Gênero e Raça, Erradicação da Pobreza e Geração de Emprego - GRPE O Programa de Fortalecimento Institucional para a Igualdade de Gênero e Raça, Erradicação da Pobreza e Geração de Emprego - GRPE Marcia Vasconcelos - OIT Reunión de Especialistas Género, Probreza, Raza,

Leia mais

EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIA DE DISCIPLINAS OFERTADAS EM TERESINA/2015.1

EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIA DE DISCIPLINAS OFERTADAS EM TERESINA/2015.1 EDITAL Nº 30/2015 PREG: RELATIVO AO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DE PROFESSOR FORMADOR, PROFESSOR ORIENTADOR E SUPERVISOR DE ESTÁGIO PARA O PARFOR/UFPI PRESENCIAL. EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIA DE DISCIPLINAS

Leia mais

EDITAL Nº 44/2014 CEAD/UFPI

EDITAL Nº 44/2014 CEAD/UFPI MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE PÓS-GRADUAÇÃO COORDENADORIA GERAL DE PÓS-GRADUAÇÃO Campus Universitário Petrônio Portela - Bairro Ininga BL 06 Fone: (86)

Leia mais

TÍTULO: DESIGUALDADE SOCIAL E O FENÔMENO DA GLOBALIZAÇÃO CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS

TÍTULO: DESIGUALDADE SOCIAL E O FENÔMENO DA GLOBALIZAÇÃO CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: DESIGUALDADE SOCIAL E O FENÔMENO DA GLOBALIZAÇÃO CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS

Leia mais

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016 13948 5 A 2.º Ciclo do Ensino Básico Ana Gabriela Pedro Fernandes Escola Básica n.º 2 de São Pedro do Sul 13933 5 A 2.º Ciclo do Ensino Básico Ana Júlia Capela Pinto Escola Básica n.º 2 de São Pedro do

Leia mais

PROPOSTAS PARA O ESTADO BRASILEIRO - NÍVEIS FEDERAL, ESTADUAL E MUNICIPAL

PROPOSTAS PARA O ESTADO BRASILEIRO - NÍVEIS FEDERAL, ESTADUAL E MUNICIPAL PROPOSTAS PARA O ESTADO BRASILEIRO - NÍVEIS FEDERAL, ESTADUAL E MUNICIPAL MEDIDAS CONCRETAS PARA O ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NO ÂMBITO DOMÉSTICO/FAMILIAR A presente Matriz insere-se no

Leia mais

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito Instituto de Ensino Superior de Goiás Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito PLANO DE ENSINO 1. IDENTIFICAÇÃO: CURSO: Direito TURMA: 1º Semestre DISCIPLINA: Antropologia e Sociologia

Leia mais

Desenvolvimento e Mudanças na Gestão Pública

Desenvolvimento e Mudanças na Gestão Pública UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CEAD / UNIRIO PROGRAMA NACIONAL DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PNAP CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE ORGANIZAÇÃO

Leia mais

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre Jorge Costelha Seabra 2 18,2 110402182 Ana Catarina Linhares

Leia mais

ESTRUTURA ORGANIZATIVA

ESTRUTURA ORGANIZATIVA ESTRUTURA ORGANIZATIVA 1. COORDENAÇÃO 1.1 COMITÊ EXECUTIVO O Comitê Executivo tem entre suas funções a de encaminhar os processos aprovados na Comissão Organizadora e tomar as decisões decorrentes desses

Leia mais

EXPERIÊNCIAS COLETIVAS POPULARES: PRÁTICAS SOCIAIS NASCIDAS NAS PERIFERIAS

EXPERIÊNCIAS COLETIVAS POPULARES: PRÁTICAS SOCIAIS NASCIDAS NAS PERIFERIAS Círculo de Cultura: Eixo 1 - A educação que emancipa frente às injustiças, desigualdades e vulnerabilidades. EXPERIÊNCIAS COLETIVAS POPULARES: PRÁTICAS SOCIAIS NASCIDAS NAS PERIFERIAS Cezar Luiz De Mari

Leia mais

"Conquistando identidades, visibilidade e direitos"

Conquistando identidades, visibilidade e direitos Painel / Linha temática 4 Género, famílias e sexualidades: os modelos e as experiências Mesa 4.1 "Conquistando identidades, visibilidade e direitos" Comentadora: Ana Cristina Santos 1 Moderador: Marcelo

Leia mais

ANEXO II FACULDADE DE SERVIÇO SOCIAL DEPARTAMENTO DE POLÍTICA SOCIAL

ANEXO II FACULDADE DE SERVIÇO SOCIAL DEPARTAMENTO DE POLÍTICA SOCIAL ANEXO II FACULDADE DE SERVIÇO SOCIAL DEPARTAMENTO DE POLÍTICA SOCIAL DA INSCRIÇÃO A inscrição será realizada no período de 17/12/2012 até 31/01/2013, excetuando-se o período de 22/12/2012 até 01/01/2013

Leia mais

O papel da mulher na construção de uma sociedade sustentável

O papel da mulher na construção de uma sociedade sustentável O papel da mulher na construção de uma sociedade sustentável Sustentabilidade Socioambiental Resistência à pobreza Desenvolvimento Saúde/Segurança alimentar Saneamento básico Educação Habitação Lazer Trabalho/

Leia mais

11º GRANDE PRÉMIO DE S.JOSÉ

11º GRANDE PRÉMIO DE S.JOSÉ 11º GRANDE PRÉMIO DE S.JOSÉ 1 FRANCISCO PEREIRA 36 SENIOR MASC. VITÓRIA S.C. 20.23 2 ANDRE SANTOS 48 SENIOR MASC. C.A.O.VIANENSE 20.27 3 JORGE CUNHA 3 SENIOR MASC. S.C.MARIA DA FONTE 21.14 4 DOMINGOS BARROS

Leia mais

IX CONGRESSO DA REDE LATINO-AMERICANA DE ANTROPOLOGIA JURÍDICA POSTERS APROVADOS

IX CONGRESSO DA REDE LATINO-AMERICANA DE ANTROPOLOGIA JURÍDICA POSTERS APROVADOS IX CONGRESSO DA REDE LATINO-AMERICANA DE ANTROPOLOGIA JURÍDICA POSTERS APROVADOS 1. TÍTULO: DIREITO E RELIGIÃO: OS ENTRAVES E CONFLITOS GERADOS PELO DISCURSO FUNDAMENTALISTA PARA A EFETIVA CONCRETIZAÇÃO

Leia mais

II ENCONTRO INTER-ESCOLAS DE BRAGA DESPORTO ESCOLAR DE NATAÇÃO CLASSIFICAÇÕES

II ENCONTRO INTER-ESCOLAS DE BRAGA DESPORTO ESCOLAR DE NATAÇÃO CLASSIFICAÇÕES II ENCONTRO INTER-ESCOLAS DE BRAGA DESPORTO ESCOLAR DE NATAÇÃO CLASSIFICAÇÕES PROVA 25m Livres femininos Class Escola Nome Escalão Tempo Obs. EBS Vieira de Araújo Mariana Fonseca Infantis A 20:2 2 EBS

Leia mais

AS CONDICIONALIDADES DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SOB UMA PERSPECTIVA DE GÊNERO.

AS CONDICIONALIDADES DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SOB UMA PERSPECTIVA DE GÊNERO. AS CONDICIONALIDADES DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SOB UMA PERSPECTIVA DE GÊNERO. Lina Penati Ferreira 1 - li.penati@hotmail.com Universidade Estadual de Londrina GT 8- As interface entre teoria democrática,

Leia mais

RELAÇÕES ÉTNICO RACIAIS: DESAFIOS NA IMPLEMENTAÇÃO DA LEI 10.639/03

RELAÇÕES ÉTNICO RACIAIS: DESAFIOS NA IMPLEMENTAÇÃO DA LEI 10.639/03 RELAÇÕES ÉTNICO RACIAIS: DESAFIOS NA IMPLEMENTAÇÃO DA RESUMO LEI 10.639/03 Anne Caroline Silva Aires Universidade Estadual da Paraíba annec153@yahoo.com.br Teresa Cristina Silva Universidade Estadual da

Leia mais

SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO E ASSISTÊNCIA SOCIAL - SEDAS GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO, PROJETOS E CAPACITAÇÃO TEXTO I

SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO E ASSISTÊNCIA SOCIAL - SEDAS GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO, PROJETOS E CAPACITAÇÃO TEXTO I TEXTO I Igualdade de Gênero no Enfrentamento à Violência Contra a Mulher As desigualdades são sentidas de formas diferentes pelas pessoas dependendo do seu envolvimento com a questão. As mulheres sentem

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO PERÍODO LETIVO/ANO 2009 Programa: Pós-Graduação stricto sensu em Educação/PPGE Área de Concentração: Sociedade,

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL E RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS: A LEI NO PAPEL, A LEI NA ESCOLA Aline de Assis Augusto UFJF

EDUCAÇÃO INFANTIL E RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS: A LEI NO PAPEL, A LEI NA ESCOLA Aline de Assis Augusto UFJF EDUCAÇÃO INFANTIL E RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS: A LEI NO PAPEL, A LEI NA ESCOLA Aline de Assis Augusto UFJF Resumo A presente pesquisa se debruça sobre as relações étnico-raciais no interior de uma escola

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM EDUCAÇÃO LINHA DE PESQUISA TEORIA E PRÁTICA PEDAGÓGICA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA. Departamento de Arqueologia. Disciplina Museologia Arqueológica. Professora: Ms. Marcelle Pereira Museóloga EMENTA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA. Departamento de Arqueologia. Disciplina Museologia Arqueológica. Professora: Ms. Marcelle Pereira Museóloga EMENTA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA Departamento de Arqueologia Disciplina Museologia Arqueológica Professora: Ms. Marcelle Pereira Museóloga EMENTA Esta disciplina pretende apresentar, discutir e problematizar

Leia mais

ALCATEIA ACAGRUP 2014 - SIERRA NORTE - MADRID - ESPANHA PARTICIPANTES: 26 60% INCIDÊNCIA NO GRUPO 20%

ALCATEIA ACAGRUP 2014 - SIERRA NORTE - MADRID - ESPANHA PARTICIPANTES: 26 60% INCIDÊNCIA NO GRUPO 20% ALCATEIA Sec NIN NOME NIN NOME Lob 1215050143005 Alice Neto Santos Nascimento 1215050143015 Afonso da Fonseca Machado Lob 1215050143010 Amélia Maria Mesquita Aleixo Alves 1115050143010 Afonso Jesus Dias

Leia mais

UMA PROPOSTA DE EMPREENDEDORISMO E INSERÇÃO SOCIAL FEMININA: Projeto Paidéia em Campo Mourão

UMA PROPOSTA DE EMPREENDEDORISMO E INSERÇÃO SOCIAL FEMININA: Projeto Paidéia em Campo Mourão UMA PROPOSTA DE EMPREENDEDORISMO E INSERÇÃO SOCIAL FEMININA: Projeto Paidéia em Campo Mourão Eva Simone de Oliveira (acadêmica) e-mail: UNESPAR/Campo Mourão e- mail: Claudia Priori (Orientadora) INTRODUÇÃO

Leia mais

Identidade: importância e significados. Quem sou eu? O que eu quero? Qual meu lugar no mundo?

Identidade: importância e significados. Quem sou eu? O que eu quero? Qual meu lugar no mundo? CURSO EDUCAÇÃO, RELAÇÕES RACIAIS E DIREITOS HUMANOS NAYARA DE SOUZA ARAUJO Identidade: importância e significados Quem sou eu? O que eu quero? Qual meu lugar no mundo? SÃO PAULO 2012 O que define um povo

Leia mais

Título: A UFPB e os Direitos Humanos. Autor: Maria de Nazaré Tavares Zenaide. 1. Apresentação

Título: A UFPB e os Direitos Humanos. Autor: Maria de Nazaré Tavares Zenaide. 1. Apresentação Título: A UFPB e os Direitos Humanos Autor: Maria de Nazaré Tavares Zenaide 1. Apresentação A UFPB vem ao longo das décadas de 70, 80 e 90 exercendo como ator social, um relevante papel, intervindo através

Leia mais