MACIF Auto. MACIF Auto GUIA DO PRODUTO GUIA DO PRODUTO ENTRADA EM VIGOR VERSÃO Nº ÚLTIMA VERSÃO /

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MACIF Auto. MACIF Auto GUIA DO PRODUTO GUIA DO PRODUTO ENTRADA EM VIGOR VERSÃO Nº ÚLTIMA VERSÃO 26-04 - 2012 1 / 2012 26-04 - 2012"

Transcrição

1 MCIF uto MCIF uto GUI DO PODUTO GUI DO PODUTO ENTD EM VIGO VESÃO Nº ÚLTIM VESÃO /

2 Índice 1 - INTODUÇÃO 2 - O SEGUO MCIF UTO 3 - ISCOS SEGUÁVEIS / CPITIS ESPONSBILIDDE CIVIL DNOS PÓPIOS SSISTÊNCI EM VIGEM 3. - SSISTÊNCI EM VIGEM VIP VEÍCULO DE SUBSTITUIÇÃO PO VI VLO DE SUBSTITUIÇÃO EM NOVO PIVÇÃO DE USO OCUPNTES VITU OPÇÕES E COBETUS PSSÍVEIS DE SUBSCIÇÃO FNQUIS PLICÁVEIS CD COBETU CTEGOIS DE VEÍCULOS 5 - INFOMÇÃO PÉ-CONTTUL NECESSÁI 6 - TIFÇÕES ESPECIIS/ CEITÇÃO ESEVD 7 - ISCO EXCLUÍDOS/ CEITÇÃO VEDD 8 - DUÇÃO DO CONTTO 9 - PGMENTO DE PÉMIOS DE SEGUO 10 - FLT DE PGMENTO NEXO I - CTEGOIS DE VEÍCUOS - utonomia de Subscrição

3 1 Introdução O presente Manual de Produto tem como objectivo servir de ferramenta de trabalho para os Mediadores que colaboram com a MCIF Portugal e que pretendem ter uma informação actual e simples sobre o seguro MCIF uto. Em consequência da grande diversidade de situações que este seguro contempla, não é viável fornecer neste Manual os valores dos prémios da tarifa em vigor. O simulador MCIF uto deverá ser utilizado como complemento deste Manual, para obtenção dos prémios a fornecer aos Clientes. s simulações efectuadas no simulador têm a validade de 30 dias. 2 O Seguro MCIF uto O MCIF uto disponibiliza uma gama alargada de coberturas, suficientes para cobrir todas as necessidades dos nossos Clientes ao nível do seguro automóvel. Com preços muito competitivos, subscrição simples, emissão rápida e fácil, quer nos nossos escritórios quer nas instalações dos nossos Mediadores, para além de um nível de comissionamento altamente compensador, reúne todas as condições para ser um produto de grande sucesso, contribuindo para o estreitamento das relações entre a MCIF Portugal e a sua rede de Mediadores. O Cliente alvo MCIF uto é o Cliente particular com mais de 30 anos de idade, com seguro e carta há mais de 8 anos e sem sinistros. 3 iscos Seguráveis/ Capitais 3.1 esponsabilidade Civil - C Garante os prejuízos causados a terceiros pelo veículo seguro, no âmbito do Seguro Obrigatório. Capitais Seguráveis: Capital mínimo obrigatório Capital facultativo tendendo a que a diferença de prémio entre a cobertura de C Obrigatória e a de C Facultativa é de, apenas, 5%, sugerimos fortemente a venda da cobertura mais elevada, garantindo ao Cliente, por um custo adicional quase insignificante, a certeza de se encontrar devidamente protegido em todas as circunstâncias. 3 / 12

4 3.2 Danos Próprios sa Garantias que abrangem os danos sofridos pelo veículo Seguro, mesmo quando o Cliente seja responsável no acidente. Quebra isolada de vidros QIV; Choque, Colisão e/ou Capotamento CCC; Furto ou oubo F; Incêndio, aio e Explosão IE; iscos da natureza N; ctos maliciosos M; Perda Total PT. 3.3 ssistência em Viagem -.V. ssistência em Viagem, produto base. 3. ssistência em Viagem VIP -.V. VIP ssistência em Viagem VIP com cobertura mais alargada e completa. Inclui a cobertura de veículo de substituição por avaria ou acidente. Nota: subscrição de uma das coberturas de V é obrigatória para os veículos ligeiros de passageiros, ligeiros comerciais, todo-o-terreno, MPV s, Pick-ups, monovolumes, mistos e caminhetas. 3.5 Veículo de Substituição por varia - VS Garantia de um Veículo de Substituição, no seguimento de um serviço de reboque, no caso de imobilização do veículo seguro por avaria. 3.6 Valor de substituição em novo - VSN Garantia do pagamento do valor em novo, em caso de perda total do veículo seguro, permitindo assim a aquisição de uma nova viatura. Para veículos até 2 anos. 3.7 Privação de Uso - PU Garantia dos prejuízos decorrentes da Privação de Uso do veículo seguro em consequência de sinistro. 3.8 Ocupantes Viatura - OV Garantia dos cidentes Pessoais sofridos pelos Ocupantes do veículo seguro, incluindo o condutor. / 12

5 3.9 Opções e coberturas passíveis de subscrição COBETUS BSE BSE + MÉDI TOP GOLD PED TOTL (1) esp. Civil ssist. em Viagem Proteção Jurídica Ocupantes Viatura Quebra Isolada de Vidros Choque, Colisão ou Capotamento Furto ou oubo Incêndio, aio ou Explosão iscos da Natureza tos Maliciosos ssist. em Viagem VIP Privação de Uso Veículo de Sub. por varia Legenda: Cobertura Incluída Cobertura Opcional (1) s coberturas de Choque, Colisão e/ou Capotamento, Incêndio, aio e Explosão, iscos da Natureza e tos Maliciosos funcionam apenas em caso de Perda Total Franquias aplicáveis a cada cobertura COBETUS.V. e.v. VIP VS QIV FNQUI Conforme Condições Gerais destas Coberturas Conforme Condições Gerais desta Cobertura 50 ( Não aplicável a reparações, mas só a substituições de vidros) Mínimo Obrigatório 2 % sobre o valor do veículo, Mínimo 99,5 CCC + IE + N +M OPCIONL % sobre o valor do veículo, Mínimo 199,5 8 % sobre o valor do veículo, Mínimo 399,5 12 % sobre o valor do veículo, Mínimo 598,5 20 % sobre o valor do veículo, Mínimo 997,5 F Sem Franquia Privação de Uso (PU) 8 horas (*) (*) o risco PU é aplicável uma franquia de 8 Horas, após a participação do Segurado à Seguradora e consequente marcação da peritagem. Em caso de furto, as 8 horas serão contadas a partir da data do desaparecimento do veículo, desde que comprovado pela participação às autoridades. 5 / 12

6 Categorias de Veículos Conforme definição constante da listagem apresentada no nexo I. 5 Informação Pré-Contratual necessária Documentação de entrega obrigatória para adesão ao Seguro MCIF uto: Proposta de Seguro, integral e corretamente preenchida, assinada pelo Tomador de Seguro ou por pessoa com poderes de representação para o efeito. Documento Único utomóvel ou Livrete da Viatura e Título de egisto de Propriedade. Cópia do Certificado da IPO (inspeção), com a situação devidamente regularizada, para veículos em que tal é obrigatório por lei. Cópia do Comprovativo da lfândega, se a matrícula do veículo for estrangeira e se estiver em fase de legalização. Certificado de Tarifação da congénere, ou cópia de informação constante na SegurNet que inclua os dados completos do último seguro em vigor. Os dados recolhidos na SegurNet devem referir-se ao mesmo condutor e ao mesmo veículo, sempre que este pertença ao proprietário actual há mais de três meses. Cópias da Carta de Condução e do Cartão do Cidadão (ou Bilhete de Identidade e Cartão de Contribuinte) do Tomador e do condutor usado na tarifação, se diferentes. Vistoria ao Veículo, no caso de subscrição de Coberturas de Danos Próprios devidamente assinada por quem a efetuou. Deve ser anotada na proposta de Seguro a informação sobre o estado geral do veículo e a existência de eventuais extras fixos. Esta vistoria é dispensável para veículos novos a sair do stand. Condutor a usar na tarifação Para efeitos de tarifação deve, por princípio, considerar-se como condutor o proprietário do veículo/pessoa em nome de quem o veículo se encontra registado. Pode aceitar-se um condutor habitual, diferente do proprietário, desde que existam razões que o justifiquem, as quais devem ser expostas por escrito. No entanto, entre o proprietário do veículo e o condutor, deve ser considerado aquele que, para efeitos de tarifação, apresente maior risco - o condutor mais novo ou que tem carta com menos antiguidade. 6 / 12

7 Tomador do Seguro diferente do proprietário do veículo - contratação de Seguros em nome de Pessoa ou Entidade diferente do proprietário do veículo deve ser justificada e deve ser solicitada aceitação junto dos serviços da Companhia. classificação da apólice no escalão Bónus/Malus deve ser feita atendendo à experiência real de sinistralidade do veículo em conjunto com o condutor usado na tarifação. Esta informação deve ser a resultante da consulta do certificado de tarifação ou da aplicação Segurnet. Omissões e inexatidões O Mediador deverá informar de forma clara o Tomador do Seguro ou o Segurado de que este está obrigado, antes da celebração do contrato, a declarar com exatidão todas as circunstâncias que conheça e razoavelmente deva ter por significativas para a apreciação do risco pelo segurador, sob pena de nulidade do contrato por falsas declarações, e de juntar cópia dos documentos acima referidos. O Mediador deverá, no próprio dia ou, no máximo, no dia seguinte à receção da proposta e respetiva documentação necessária, entregá-la ao Gestor de ede que o assiste, na Dependência, ou remetê-la pelo Correio à Companhia. Nos casos em que exista urgência na cobertura do risco e não haja ainda proposta preenchida, mas sejam conhecidos os aspetos essenciais do risco a segurar, pode ser feita uma comunicação provisória por fax ou , a qual deve, no entanto, ser substituída por proposta de seguro devidamente formalizada nos cinco dias imediatos, acompanhada de cópia da comunicação provisória, bem como da cotação fornecida. Nos casos em que o risco é de aceitação reservada aos serviços da Companhia, (iscos eservados e Vedados) a receção da proposta por um Mediador não vincula a Companhia. Os restantes casos só vinculam a Companhia desde a data/ hora da emissão da apólice. No caso dos Mediadores sem poder de cobrança, a validade dos contratos depende da data/ hora do seu efetivo pagamento. 6 Tarifações Especiais/ceitação reservada utomóveis e Motociclos antigos (*) Super desportivos (Ferrari, Porsche, Lamborghini, McLaren e similares) Seguro de Veículos de Carroçaria e/ou Caixas Especiais Veículos com mais de 15 anos para a cobertura de QIV Veículos com mais de 8 anos para as coberturas de CCC, F, IE, M, N e Perda Total Seguros de Veículos em Trânsito de e para Stand, rmazém ou Cais de Embarque Cobertura de Passageiros na Caixa de Carga eboques até Kgs ceitação condicionada à colocação do seguro do veículo rebocador Seguro de Frotas Seguros de Garagistas e utomobilistas (Seguro de carta) 7 / 12

8 Extensões Territoriais Seguros temporários Veículos de Matrícula Estrangeira Licenças de Condução Estrangeiras (*) Um veículo é enquadrável na categoria de utomóveis e Motociclos ntigos, quando simultaneamente: O ano de Construção do veículo tenha ocorrido há 25 ou mais anos. O veículo esteja inscrito no Clube Português de utomóveis ntigos ou entidade similar. O Segurado tiver outra(s) Viatura(s) para uso e/ou transporte habitual, obrigatoriamente segura(s) na MCIF Portugal. 7 iscos Excluídos/ ceitação Vedada utocarros urbanos, interurbanos e internacionais de transporte público Veículos pesados de aluguer de transporte de mercadorias, incluindo TI Veículos utilizados em aeroportos Veículos exclusivamente utilizados em portos e cais Veículos sobre carris Veículo com mais de 1 sinistro, nos 2 últimos anos, ou mais de 2 sinistros com responsabilidade nos últimos 5 anos Seguros de Segurados e/ou condutores habituais que não sejam titulares de carta de condução portuguesa ou de país comunitário Veículos utilizados em qualquer tipo de competições Perdas, danos ou responsabilidade por bens transportados Transporte de materiais explosivos ou inflamáveis Transporte de combustíveis líquidos ou gasosos Transporte de produtos químicos Veículos de aluguer de qualquer tipo Táxis de Lisboa e Porto, táxis de outras localidades, veículos letras T e Veículos de matrícula estrangeira, sem processo de legalização já iniciado, ou em legalização, cuja marca, modelo e versão não sejam comercializados em Portugal Extensões territoriais de Danos Próprios por períodos superiores a 180 dias Veículos anteriormente seguros na MCIF Portugal, com apólice anulada por decisão da Companhia 8 / 12

9 8 Duração do Contrato Os Seguros quanto à sua duração podem ser: Por um ano e seguintes, quando forem contratados por períodos anuais automaticamente renováveis. Temporários, quando contratados por períodos fixos (até um ano), não renováveis. 9 Pagamento de Prémios de Seguro O prémio do Seguro uto pode ser pago anualmente, semestral ou trimestralmente. Nos dois últimos casos está previsto um encargo de fraccionamento. Semestralmente 5% Trimestralmente 8% 10 Falta de Pagamento falta de pagamento do prémio de seguro determina o cancelamento do seguro desde a data em que o mesmo era devido. Caso se trate de um prémio adicional resultante de uma alteração contratual, a falta de pagamento determina a ineficácia da alteração solicitada, ou a nulidade do contrato, caso não seja viável a manutenção do contrato sem a alteração em causa. 9 / 12

10 NEXO I - CTEGOIS DE VEÍCULOS - utonomia de Subscrição sa Quadro resumo CTEGOIS DE VEÍCULOS DESCIÇÃO UTONOMI DE SUBSCIÇÃO LIGEIO PSSGEIOS, DE USO PTICUL OU POFISSIONL, LIGEIO COMECIL TODO-O-TEENO, MONOVOLUME E PICK-UP DE USO PTICUL OU POFISSIONL até Kgs Peso Bruto até 2800 Kgs. Peso Bruto, e de qualquer cilindrada e nº de lugares (até 9) VEÍCULOS DE PESO BUTO SUPEIO 1.800Kg E INFEIO 2.800Kg (designados por mistos) CMINHET QUDICICLOS (microcars) CMIÃO UTOCOS ESCOLES OU DE EMPESS UTOCOS DE TNSPOTE PÚBLICO DE PSSGEIOS VELOCÍPEDE COM MOTO UXILI ou CICLOMOTO de a Kgs de Peso Bruto de a Kgs de Peso Bruto até Kgs Peso Bruto de a Kgs Peso Bruto para transporte de passageiros com mais de 9 lugares Urbanos, interurbanos e internacionais até 50 c.c. com duas ou mais rodas, com ou sem carro lateral e caixa de carga I MOTOCICLO Com mais de 51 c.c., com duas ou mais rodas, com ou sem carro lateral e caixa de carga MOTOQUTO Com mais de 51 c.c., com quatro rodas, com ou sem carro lateral e caixa de carga = isco de aceitação eservada I= isco de aceitação interdita = isco de aceitação utomática caso satisfaça as condições do ponto 10 / 12

11 CTEGOIS DE VEÍCULOS UTO-CVN PÇ E TÁXI DE LISBO DESCIÇÃO té kg de Peso Bruto luguer, de carga e/ou transporte de passageiros até 9 lugares UTONOMI DE SUBSCIÇÃO I PÇ E TÁXI FO DE LISBO luguer, de carga e/ou transporte de passageiros até 9 lugares I VEÍCULO DESTINDO À INSTUÇÃO E EXME DE CONDUÇÃO PONTO SOCOO VEÍCULOS DE BOMBEIOS MBULÂNCI VEÍCULO DE CSMENTO VEÍCULO FUNEÁIO VEÍCULO DE HIGIENE UBN Ligeiros, pesados e motociclos Ligeiro (até Kg) Pesado (>3 500 Kg) Ligeiro (até Kg) Pesado (>3 500 Kg) Ligeiro (até Kg) Pesado (>3 500 Kg) De qualquer peso, para recolha de lixo e limpeza do município MÁQUIN INDUSTIL trelável a qualquer tipo de veículo independentemente do peso bruto ou utilização = isco de aceitação eservada I= isco de aceitação interdita = isco de aceitação utomática caso satisfaça as condições do ponto 11 / 12

12 CTEGOIS DE VEÍCULOS TCTO INDUSTIL DESCIÇÃO Uso exclusivo não agrícola, sem transporte de carga útil UTONOMI DE SUBSCIÇÃO DUMPE EMPILHDO MÁQUIN DE CONSTUÇÃO CIVIL COM LOCOMOÇÃO PÓPI GUINDSTE MÓVEL UTO-GUS VEÍCULO TICULDO POT UTOS TCTO GÍCOL MOTOCULTIVDO COS DE TCÇÃO NIML EBOQUES ISOLDOS VEÍCULOS SOBE CIS Terraplanadora, retro escavadora, escavadora, cilindro de estrada, bomba e carro de betão, etc Tractor + atrelado Utilização exclusiva na agricultura, sem transporte de carga útil Utilização exclusiva na agricultura I = isco de aceitação eservada I= isco de aceitação interdita = isco de aceitação utomática caso satisfaça as condições do ponto 12 / 12

Poderão contratar este seguro os colaboradores, incluindo os seus familiares directos.

Poderão contratar este seguro os colaboradores, incluindo os seus familiares directos. Ficha técnica 1. TOMADOR DO SEGURO / SEGURADO Poderão contratar este seguro os colaboradores, incluindo os seus familiares directos. São considerados familiares directos: - o cônjuge, desde que viva em

Leia mais

ficha de produto automóvel

ficha de produto automóvel ficha de produto automóvel O que é? O Seguro de Automóvel é um seguro que visa garantir o pagamento de indemnizações dos prejuízos sofridos em consequência direta das coberturas e com os limites de indemnização

Leia mais

ficha de produto automóvel 2Rodas

ficha de produto automóvel 2Rodas ficha de produto automóvel 2Rodas O que é? O Seguro auto 2Rodas é um seguro que visa garantir o pagamento de indemnizações dos prejuízos sofridos em consequência direta das coberturas e com os limites

Leia mais

1.TOMADOR DO SEGURO/ SEGURADO Poderão contratar este seguro os colaboradores, incluindo os seus familiares directos.

1.TOMADOR DO SEGURO/ SEGURADO Poderão contratar este seguro os colaboradores, incluindo os seus familiares directos. Ficha técnica 1.TOMADOR DO SEGURO/ SEGURADO Poderão contratar este seguro os colaboradores, incluindo os seus familiares directos. São considerados familiares directos: - o cônjuge, desde que viva em carácter

Leia mais

(1) Inclui o capital de Responsabilidade Civil Obrigatória: 6.000.000 (Danos Materiais/Danos Corporais).

(1) Inclui o capital de Responsabilidade Civil Obrigatória: 6.000.000 (Danos Materiais/Danos Corporais). 1 FICHA DE PRODUTO Produtos Automóvel A N Seguros tem à sua disposição coberturas que são realmente indispensáveis para a segurança do seu Automóvel, construindo uma proteção à sua medida. Esta ficha de

Leia mais

Segura bem, o teu sonho. >> Seguro Automóvel

Segura bem, o teu sonho. >> Seguro Automóvel Segura bem, o teu sonho. >> Seguro Automóvel >> Mercedes-Benz Seguros A opção mais segura. Optares por um seguro smart é seguramente uma boa escolha. Afinal, os nossos automóveis já são conhecidos por

Leia mais

uma vasta protecção para quem encontra a melhor solução para as avarias motor motor

uma vasta protecção para quem encontra a melhor solução para as avarias motor motor uma vasta protecção para quem encontra a melhor solução para as avarias motor motor segurtrade motor Segurtrade - Motor é uma solução de protecção para a sua empresa, direccionada para pequenas e médias

Leia mais

SEGURO AUTOMÓVEL. Qual a importância do Seguro Automóvel?

SEGURO AUTOMÓVEL. Qual a importância do Seguro Automóvel? SEGURO AUTOMÓVEL Qual a importância do Seguro Automóvel? O proprietário ou o condutor de um veículo são responsáveis pelos prejuízos que este possa causar e, em caso de acidente, podem incorrer em graves

Leia mais

Contra todos ou só contra terceiros segure-se ao melhor preço

Contra todos ou só contra terceiros segure-se ao melhor preço Contra todos ou só contra terceiros segure-se ao melhor preço Porquê a MAPFRE? Sistematicamente com melhores prazos de regularização de sinistros, pelo Instituto de Seguros de Portugal Relação qualidade/preço

Leia mais

uma vasta protecção para quem lhe exige sempre o melhor serviço serviços

uma vasta protecção para quem lhe exige sempre o melhor serviço serviços uma vasta protecção para quem lhe exige sempre o melhor serviço serviços segurtrade serviços Segurtrade - Serviços é uma solução de protecção, desenvolvida para pequenas e médias empresas que exercem

Leia mais

Morada: Código Postal: - Morada: Código Postal: - Morada: Código Postal: - N.º de Sinistros com nos Últimos 5 anos: Tomador do seguro/ Segurado

Morada: Código Postal: - Morada: Código Postal: - Morada: Código Postal: - N.º de Sinistros com nos Últimos 5 anos: Tomador do seguro/ Segurado AUTOMÓVEL MÓBIS PROPOSTA DE SEGURO Seguro Novo Alteração Apólice Sucursal Colaborador Mediador 207074605 Banco Comercial Português SA TOMADOR DO SEGURO Morada: Código Postal: Data de Nascimento: Sexo:

Leia mais

PLANOS, PRODUTOS E COBERTURAS

PLANOS, PRODUTOS E COBERTURAS PLANOS, PRODUTOS E COBERTURAS O OK! MUV é Seguro automóvel pensado para os mais jovens, com uma cobertura de assistência em viagem inovadora. Para além de uma vasta oferta de coberturas, construída a pensar

Leia mais

Seguro Auto Montepio Flex Coberturas e Garantias

Seguro Auto Montepio Flex Coberturas e Garantias Quadro síntese das Coberturas/Garantias Coberturas Módulo "S" Módulo "M" Módulo "L" Special Leasing Special Pesados Special Ciclom. e Motoc. Responsabilidade Civil 6.000.000,00 50.000.000,00 6.000.000,00

Leia mais

1. Prestação do serviço de reboque ao abrigo da cobertura de assistência em viagem

1. Prestação do serviço de reboque ao abrigo da cobertura de assistência em viagem Estimado(a) Cliente, É com grande satisfação que a Açoreana Seguros, S.A. lhe dá as boas-vindas ao Pontual Auto. Estamos seguros que o nosso serviço vai fazer toda a diferença. Junto encontra a informação

Leia mais

Sistematicamente com melhores prazos de regularização de sinistros, pelo Instituto de Seguros de Portugal

Sistematicamente com melhores prazos de regularização de sinistros, pelo Instituto de Seguros de Portugal segure-se ao melhor preço Porquê a MAPFRE? Sistematicamente com melhores prazos de regularização de sinistros, pelo Instituto de Seguros de Portugal Relação qualidade/preço reconhecida por entidades externas

Leia mais

Procedimentos de Gestão de Sinistros Automóvel

Procedimentos de Gestão de Sinistros Automóvel Procedimentos de Gestão de Sinistros Automóvel I Início e Instrução do Processo 1.1. Participação do Acidente Deve ser feita em impresso de Declaração Amigável de Acidente Automóvel (DAAA), ou através

Leia mais

FICHA COMERCIAL. Seguro. como. O seguro Auto da Tranquilidade foi pensado para vida privada assim como na sua vida profissional.

FICHA COMERCIAL. Seguro. como. O seguro Auto da Tranquilidade foi pensado para vida privada assim como na sua vida profissional. Seguro Março 2015 : 25 Junho 2015 como O seguro Auto da Tranquilidade foi pensado para vida privada assim como na sua vida profissional na sua Produto individual com : Essencial Valor: Responsabilidade

Leia mais

LIBERTY VELA FICHA DE PRODUTO

LIBERTY VELA FICHA DE PRODUTO FICHA DE PRODUTO O Liberty Vela é um Seguro de Embarcações Particulares de Recreio que garante os danos de Pequenas é Medias Embarcações à Vela, dos respectivos ocupantes, bem como danos causados a terceiros.

Leia mais

SEGURO ESPECIAL VIAGEM

SEGURO ESPECIAL VIAGEM SEGURO ESPECIAL VIAGEM Sempre que viajar, deve fazê-lo com segurança! Mesmo que não possa adquirir a sua viagem com o Cartão Unibanco, o Especial Viagem permite-lhe subscrever um seguro sem burocracias,

Leia mais

ficha de produto multirriscos habitação

ficha de produto multirriscos habitação ficha de produto multirriscos habitação O que é? O Seguro de multirriscos habitação é um seguro que visa garantir os edifícios ou fracções de edifícios destinados à habitação permanente do Segurado e construídos

Leia mais

SIMULAÇÕES DO DOCUMENTO

SIMULAÇÕES DO DOCUMENTO SIMULAÇÕES DO DOCUMENTO Seguro Auto...2 Seguro Multi-Riscos Habitação...5 Seguro Acidentes Pessoais...7 Seguro Responsabilidade Civil...9 Seguro Viagem...11 Seguro Auto A Accive Insurance oferece-lhe diferentes

Leia mais

Danos aos Vidros Básica Assistência a Vidros (Reparos/Troca) Condições Gerais

Danos aos Vidros Básica Assistência a Vidros (Reparos/Troca) Condições Gerais Danos aos Vidros Básica Assistência a Vidros (Reparos/Troca) Condições Gerais CONDIÇÕES GERAIS DANOS AOS VIDROS BÁSICA ASSISTÊNCIA A VIDROS (REPARO/TROCA) Para utilização da Assistência Mutual Vidros basta

Leia mais

Autoridade Bancária e de Pagamentos de Timor-Leste

Autoridade Bancária e de Pagamentos de Timor-Leste Autoridade Bancária e de Pagamentos de Timor-Leste Banking and Payments Authority of Timor-Leste Av a Bispo Medeiros, PO Box 59, Dili, Timor-Leste Tel. (670) 3 313 718, Fax. (670) 3 313 716 RESOLUÇÃO DO

Leia mais

Seguro Moto. Condições Gerais, Especiais e Particulares

Seguro Moto. Condições Gerais, Especiais e Particulares Seguro Moto Condições Gerais, Especiais e Particulares ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS PARTE I TUDO SOBRE A COBERTURA DE RESPONSABILIDADE CIVIL OBRIGATÓRIA E, NOS CASOS EXPRESSAMENTE ASSINALADOS, ALGO SOBRE AS

Leia mais

Usados de Confiança. Garantidamente. Serviço Mobilidade. Das Welt Auto. 24 horas

Usados de Confiança. Garantidamente. Serviço Mobilidade. Das Welt Auto. 24 horas Usados de Confiança. Garantidamente. Serviço Mobilidade Das Welt Auto 24 horas Serviço Mobilidade Das Welt Auto 24 horas * Nos termos da lei nº 67/98, de 26.10, a base de dados com todos os clientes desta

Leia mais

Seguro Automóvel. Condições Gerais, Especiais e Particulares

Seguro Automóvel. Condições Gerais, Especiais e Particulares Seguro Automóvel Condições Gerais, Especiais e Particulares ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS PARTE I TUDO SOBRE A COBERTURA DE RESPONSABILIDADE CIVIL OBRIGATÓRIA E, NOS CASOS EXPRESSAMENTE ASSINALADOS, ALGO SOBRE

Leia mais

Solução Poupança Zurich Solução Investimento Zurich

Solução Poupança Zurich Solução Investimento Zurich olução Poupança Zurich olução Investimento Zurich Proposta de eguro (preencher com maiúsculas) Zonas de cor a preencher pela Zurich Cliente n.º Cliente Associado Mediador Proposta n.º Gestor egócio Cob.

Leia mais

Qual a importância do seguro automóvel?

Qual a importância do seguro automóvel? Qual a importância do seguro automóvel? O proprietário ou o condutor de um veículo são responsáveis pelos prejuízos que este possa causar e em caso de acidente podem ter de pagar indemnizações elevadas.para

Leia mais

Portaria n.º 508-A/97 de 21 de Julho. Regulamenta as Provas Práticas do Exame de Condução

Portaria n.º 508-A/97 de 21 de Julho. Regulamenta as Provas Práticas do Exame de Condução Portaria n.º 508-A/97 de 21 de Julho Regulamenta as Provas Práticas do Exame de Condução A forma de avaliação dos candidatos a condutores, através da realização das provas teóricas e técnica, está definida

Leia mais

Companhia de Seguros: MAPFRE SEGUROS GERAIS, S.A. Lançamento em março de 2010 (upgrade em julho de 2013).

Companhia de Seguros: MAPFRE SEGUROS GERAIS, S.A. Lançamento em março de 2010 (upgrade em julho de 2013). Definição Cliente-Alvo Garante casas de habitação (só conteúdo ou conteúdo e edifício), construídas a partir de 1960, em bom estado de conservação, quer sejam residência permanente quer não, contra a generalidade

Leia mais

A SOLUÇÃO CONTRA OS IMPREVISTOS

A SOLUÇÃO CONTRA OS IMPREVISTOS peugeot.pt A SOLUÇÃO CONTRA OS IMPREVISTOS AVARIA & ACIDENTE 8 ANOS DE ASSISTÊNCIA EM VIAGEM GRATUITA 800 206 366 24h/DIA 7DIAS/semana ServiÇO Peugeot, Olhamos pelo seu Peugeot como ninguém ANEXO1 CONDIÇÕES

Leia mais

Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes Perguntas Frequentes I - De ordem geral: 1 - Em que consiste o incentivo fiscal ao abate de veículos em fim de vida previsto na lei da fiscalidade verde (Lei n.º 82-D/2014, de 31 de dezembro) Consiste

Leia mais

AÇOREANA Companhia de Seguros. Informação de Procedimentos. Gestão de Sinistros Automóvel

AÇOREANA Companhia de Seguros. Informação de Procedimentos. Gestão de Sinistros Automóvel Informação de Procedimentos de Gestão de Sinistros Automóvel 1. PARTICIPAÇÃO DO ACIDENTE Deve ser feita em impresso de Declaração Amigável de Acidente Automóvel (DAAA), ou através de qualquer outro meio

Leia mais

0 0 4 5 Seguro Auto 2 Rodas Proposta / Alteração Ramo Comp Apólice Nº Antes do preenchimento da presente proposta leia atentamente as informações pré-contratuais em anexo não aplicáveis a alterações Imposição

Leia mais

TARIFA AUTOMÓVEL 2009

TARIFA AUTOMÓVEL 2009 1 Tarifa Automóvel 2009 ENQUADRAMENTO Encontrando-se a actividade seguradora exposta a uma conjuntura económica e de mercado que tem conduzido a uma contracção dos prémios de seguro, é imperioso que todos

Leia mais

Manual de Regularização de Sinistros

Manual de Regularização de Sinistros Manual de Regularização de Sinistros Participação de Sinistro Abertura de Processo Peritagem Enquadramento e Definição de Responsabilidades Prazos de Regularização Veículo de substituição Perda Total Participação

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL (ao abrigo do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 133/2009, de 2 de Junho) A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Acordo Preferencial para Prestação de Serviços de Aluguer de Automóveis sem Condutor

Acordo Preferencial para Prestação de Serviços de Aluguer de Automóveis sem Condutor PROTOCOLO COMERCIAL Acordo Preferencial para Prestação de Serviços de Aluguer de Automóveis sem Condutor ENTRE, com sede em Lj. 11 e 12 4760-014 V.N. Famalicão, pessoa colectiva 507 591 682, neste acto

Leia mais

PROPOSTA ÉPOCA DESPORTIVA 2012 / 2013

PROPOSTA ÉPOCA DESPORTIVA 2012 / 2013 PROPOSTA ÉPOCA DESPORTIVA 2012 / 2013 Proponente: Federação Portuguesa de Rugby Pág. 1 SEGURO DESPORTIVO DE ACIDENTES PESSOAIS ( Decreto-Lei Nº. 10/2009 ) FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE RUGBY ÉPOCA DESPORTIVA

Leia mais

Seguro GNB Auto Guia de Produto

Seguro GNB Auto Guia de Produto Fórmulas e Coberturas Coberturas Auto Essencial Auto Standard Auto Maxi Responsabilidade Civil ( 6.000.000 1 ) Assistência em Viagem Proteção dos Ocupantes Quebra Isolada de Vidros Choque, Colisão e Capotamento

Leia mais

SOS LIGHT E BASE CONDIÇÃO ESPECIAL ASSISTÊNCIA EM VIAGEM. www.ipronto.pt

SOS LIGHT E BASE CONDIÇÃO ESPECIAL ASSISTÊNCIA EM VIAGEM. www.ipronto.pt www.ipronto.pt CLÁUSULA PRELIMINAR - DISPOSIÇÕES APLICÁVEIS Na parte não especificamente regulamentada, aplicam-se a esta Condição Especial as Condições Gerais do Seguro Automóvel Facultativo. CLÁUSULA

Leia mais

REGULAMENTO DE CEDÊNCIA E UTILIZAÇÃO TEMPORÁRIAS DA VIATURA DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS DO COMITÉ PARALÍMPICO DE PORTUGAL

REGULAMENTO DE CEDÊNCIA E UTILIZAÇÃO TEMPORÁRIAS DA VIATURA DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS DO COMITÉ PARALÍMPICO DE PORTUGAL REGULAMENTO DE CEDÊNCIA E UTILIZAÇÃO TEMPORÁRIAS DA VIATURA DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS DO COMITÉ PARALÍMPICO DE PORTUGAL CAPITULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Objeto 1. O presente Regulamento estabelece

Leia mais

Zurich responsabilidade civil empresas

Zurich responsabilidade civil empresas Zurich responsabilidade civil empresas Proposta de eguro (preencher com maiúsculas) Zonas de cor a preencher pela Zurich Cliente nº. Cliente Associado Mediador Gestor de egócio Apólice nº. Linha de egócio

Leia mais

Cert. Provisório n.º. Duração do Contrato: 1 Ano e Seguintes. Temporário. Fax Local de Trabalho

Cert. Provisório n.º. Duração do Contrato: 1 Ano e Seguintes. Temporário. Fax Local de Trabalho Proposta de Seguro Cert. Provisório n.º Domiciliação Bancária Sim (*) Não (*) Impresso anexo Documento Interno N.º Apólice n.º Mediador Cobrador N.º N.º Duração do Contrato: 1 Ano e Seguintes Temporário

Leia mais

SEGURO EMPREGADA DOMÉSTICA

SEGURO EMPREGADA DOMÉSTICA SEGURO EMPREGADA DOMÉSTICA Se tem empregada(o) doméstica(o) é legalmente responsável pelas consequências de qualquer acidente que lhe aconteça durante o período de trabalho em sua casa. Porque se trata

Leia mais

ZÁS - Zurich Absolutamente Simples

ZÁS - Zurich Absolutamente Simples Apoio à subscrição, ligue: 962 021 370 E-mail para envio de propostas: vaiseguro.seguros@gmail.com ota: anexar cópia cartão cidadão ou BI + Contribuinte ZÁ - Zurich Absolutamente imples Proposta de eguro

Leia mais

Emitente: CONSELHO DIRECTIVO. Norma Regulamentar N.º 07/2006-R. Data: 30-08-2006. Assunto: REGULAMENTAÇÃO DO DECRETO-LEI N.º 83/2006, DE 3 DE MAIO

Emitente: CONSELHO DIRECTIVO. Norma Regulamentar N.º 07/2006-R. Data: 30-08-2006. Assunto: REGULAMENTAÇÃO DO DECRETO-LEI N.º 83/2006, DE 3 DE MAIO Emitente: CONSELHO DIRECTIVO Norma Regulamentar N.º 07/2006-R Data: 30-08-2006 Assunto: REGULAMENTAÇÃO DO DECRETO-LEI N.º 83/2006, DE 3 DE MAIO O Decreto-Lei n.º 83/2006, de 3 de Maio, transpôs parcialmente

Leia mais

AÇÕES DE FORMAÇÃO. Seguros DO PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO FINANCEIRA. 24 de setembro de 2014

AÇÕES DE FORMAÇÃO. Seguros DO PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO FINANCEIRA. 24 de setembro de 2014 AÇÕES DE FORMAÇÃO DO PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO FINANCEIRA Seguros 24 de setembro de 2014 PLANO DE EXPOSIÇÃO Contrato de seguro Principais tipos de seguros Prevenção da fraude nos seguros 2 CONTRATO DE

Leia mais

Zurich Comércio Tradicional

Zurich Comércio Tradicional Zurich Comércio Tradicional Proposta de eguro (preencher com maiúsculas) Zonas a tracejado a preencher pela Zurich. Assinale com uma cruz X os casos aplicáveis. Cliente nº. Cliente Associado Mediador Gestor

Leia mais

SEGURO AUTOMÓVEL MANUAL LIBER Junho de 2007

SEGURO AUTOMÓVEL MANUAL LIBER Junho de 2007 SEGURO AUTOMÓVEL MANUAL LIBER * Propriedade da Companhia de Seguros Fidelidade-Mundial, S.A., acesso e uso confidencial reservados ao utilizador da medinet (marca registada), a funcionários da Companhia

Leia mais

Zurich seguro grossista

Zurich seguro grossista Zurich seguro grossista Proposta de eguro (preencher com maiúsculas) Zonas de cor a preencher pela Zurich Cliente Apólice nº. Regulado pela Lei Portuguesa: Cliente Associado Mediador Gestor de egócio Linha

Leia mais

A carta de condução de automóveis pesados habilita a conduzir: Automóveis ligeiros. Motociclos. Qualquer tipo de veículos com motor.

A carta de condução de automóveis pesados habilita a conduzir: Automóveis ligeiros. Motociclos. Qualquer tipo de veículos com motor. A carta de condução de automóveis ligeiros habilita a conduzir: Automóveis de passageiros com lotação até 12 lugares. Motociclos até 125cc. Tractores agrícolas com equipamentos cujo peso máximo não exceda

Leia mais

OFERTA SEGUROS TRANQUILIDADE

OFERTA SEGUROS TRANQUILIDADE OFERTA SEGUROS TRANQUILIDADE AGAP Condições em vigor para a rede Comercial Tranquilidade Agosto 2008 Rectificação dos procedimentos operacionais para os MONITORES DE FITNESS, SÓCIOS E COLABORADORES INTRODUÇÃO

Leia mais

MEU VEÍCULO. Veículo segurado. ... Seguradoras. ... Contatos da Seguradora(s) Contratadas. ... Dados da Corretora Durango Corretora de Seguros

MEU VEÍCULO. Veículo segurado. ... Seguradoras. ... Contatos da Seguradora(s) Contratadas. ... Dados da Corretora Durango Corretora de Seguros PARABÉNS, Você acaba de adquirir um seguro personalizado com a garantia da Durango. Obrigado por contratar nossos serviços. Aqui você irá encontrar uma equipe preparada para te atender com a credibilidade,

Leia mais

O que é o Contrato de Seguro?

O que é o Contrato de Seguro? O que é o Contrato de Seguro? O contrato de seguro é um acordo através do qual o segurador assume a cobertura de determinados riscos, comprometendo-se a satisfazer as indemnizações ou a pagar o capital

Leia mais

SEGURO AUTOMÓVEL. ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões

SEGURO AUTOMÓVEL. ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões SEGURO AUTOMÓVEL ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões 1 Seguro obrigatório 2 Quais as consequências da falta de seguro? 2 Os seguradores podem recusar-se a celebrar o seguro obrigatório?

Leia mais

SEGURO AUTOMÓVEL. ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões

SEGURO AUTOMÓVEL. ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões SEGURO AUTOMÓVEL ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões Ficha Técnica Coleção Guia de Seguros e Fundos de Pensões Título Seguro Automóvel Edição Autoridade de Supervisão de Seguros

Leia mais

PROPOSTA DE Seguro de Saúde

PROPOSTA DE Seguro de Saúde PROPOSTA DE Seguro de Saúde APIT 1. INTRODUÇÃO Tendo presente a tipologia de condições do seguro de saúde solicitada, a Açoreana procura corresponder aos interesses dos Associados da APIT e os respectivos

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL (ao abrigo do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 133/2009, de 2 de Junho) A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DO SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL

REGULAMENTO DO SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL REGULAMENTO DO SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL Artigo 1º Têm direito ao seguro de responsabilidade civil profissional contratado pela Ordem dos Contabilistas Certificados os profissionais neles inscritos

Leia mais

O cliente pode escolher as transações que quer pagar na Loja CTT? Não, pode escolher os dias (valor total para um dia) que pretende pagar.

O cliente pode escolher as transações que quer pagar na Loja CTT? Não, pode escolher os dias (valor total para um dia) que pretende pagar. FAQ 1. Sistema Pós-Pago Quais os custos administrativos associados? Os custos administrativos são cobrados no momento do pagamento, dependendo do número de viagens cobradas (0,26 +IVA por viagem até um

Leia mais

PRODUTOS ADICIONAVEIS que na subscrição dão acesso gratuito a SEGUROS E SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA - CARTÕES DE CRÉDITO -

PRODUTOS ADICIONAVEIS que na subscrição dão acesso gratuito a SEGUROS E SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA - CARTÕES DE CRÉDITO - PRODUTOS ADICIONAVEIS que na subscrição dão acesso gratuito a SEGUROS E SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA - CARTÕES DE CRÉDITO - Informações Úteis 1. Cartões/família de Cartões Elegíveis e Serviço de Utilização

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO - TEMPORÁRIO ANUAL RENOVÁVEL

CONDIÇÕES GERAIS. Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO - TEMPORÁRIO ANUAL RENOVÁVEL CONDIÇÕES GERAIS Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO - TEMPORÁRIO ANUAL RENOVÁVEL CONDIÇÕES GERAIS Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO - TEMPORÁRIO ANUAL RENOVÁVEL 3 DEFINIÇÕES DISPOSIÇÕES FUNDAMENTAIS

Leia mais

O processo de filiação de clubes/entidades é SEMPRE efetuado através da respetiva associação.

O processo de filiação de clubes/entidades é SEMPRE efetuado através da respetiva associação. Atualizado em 30 outubro 2012 1. Regime Transitório As normas constantes neste documento vigorarão até à entrada em funcionamento da plataforma eletrónica para a gestão das filiações e inscrições em eventos

Leia mais

ÍNDICE. 1. Introdução. 2. Principais Vantagens do Aluguer Operacional. Guia Contabilístico e Fiscal do Renting

ÍNDICE. 1. Introdução. 2. Principais Vantagens do Aluguer Operacional. Guia Contabilístico e Fiscal do Renting ÍNDICE 1. Introdução 2. Principais Vantagens do Aluguer Operacional 3. Normas Contabilísticas e de Relato Financeiro 9 (NCRF 9) 4. Regime Contabilístico Locatário 5. Regime Fiscal - Locatário 6. Quadro

Leia mais

INCENTIVO FISCAL AO ABATE DE VEÍCULOS EM FIM DE VIDA. Condições de acesso ao incentivo

INCENTIVO FISCAL AO ABATE DE VEÍCULOS EM FIM DE VIDA. Condições de acesso ao incentivo INCENTIVO FISCAL AO ABATE DE VEÍCULOS EM FIM DE VIDA Condições de acesso ao incentivo Pela Lei nº 82-D/2014, de 31 de dezembro (Lei da Fiscalidade Verde ), foi criado um regime excecional de atribuição

Leia mais

Assim: Nos termos da alínea a), do n. 1, do artigo 198. da Constituição, o Governo decreta o seguinte:

Assim: Nos termos da alínea a), do n. 1, do artigo 198. da Constituição, o Governo decreta o seguinte: Foram ouvidos o Conselho Superior da Magistratura, o Conselho Superior do Ministério Público, a Ordem dos Advogados, a Câmara dos Solicitadores, o Conselho dos Oficiais de justiça, o Instituto de Seguros

Leia mais

DESPACHO DATA SUBSTITUIÇÃO DE CERTIFICADO DE MATRÍCULA HOMOLOGAÇÃO CERTIDÃO APREENSÃO NIF EMISSOR ASSINATURA. Marca

DESPACHO DATA SUBSTITUIÇÃO DE CERTIFICADO DE MATRÍCULA HOMOLOGAÇÃO CERTIDÃO APREENSÃO NIF EMISSOR ASSINATURA. Marca DESPACHO ÁREA RESERVADA AOS SERVIÇOS DATA ano mês dia (RUBRICA) OS DADOS RECOLHIDOS SÃO DE PREENCHIMENTO OBRIGATÓRIO E PROCESSADOS AUTOMATICAMENTE DESTINANDO-SE À PROSSECUÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES LEGALMENTE

Leia mais

Ninguém segura a sua Saúde como nós!

Ninguém segura a sua Saúde como nós! A LUSO-ATLÂNTICA TRAZ-LHE AS MELHORES NOVIDADES PARA A ANUIDADE DO SEU SEGURO DE SAÚDE QUE TERÁ INICIO EM 1.OUTUBRO.2015: baixámos prémios e franquias personalizámos as apólices por farmácia maior comodidade

Leia mais

Manual de Operações e Aceite Auto e Carga TMS Jan/2010

Manual de Operações e Aceite Auto e Carga TMS Jan/2010 Manual de Operações e Aceite Auto e Carga TMS Jan/2010 Segurado x Proprietário do Veículo A partir de 04-01-2010 as propostas de seguro das categorias, auto/carga e moto, deverão ser feitas em nome do

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS ÉPOCA DESPORTIVA 2013/2014

MANUAL DE PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS ÉPOCA DESPORTIVA 2013/2014 MANUAL DE PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS ÉPOCA DESPORTIVA 2013/2014 Versão 2 agosto 2013 Índice 1. Nota introdutória... 3 2. 1ª Filiação de Clubes e Entidades Coletivas... 3 3. Refiliação de Clubes e Entidades

Leia mais

Seguro Poupança Crescente. Condições Gerais e Especiais da Apólice. www.ocidentalseguros.pt

Seguro Poupança Crescente. Condições Gerais e Especiais da Apólice. www.ocidentalseguros.pt Ocidental Companhia Portuguesa de Seguros de Vida, SA. Sede: Avenida Dr. Mário Soares (Tagus Park), Edifício 10, Piso 1, 2744-002 Porto Salvo. Pessoa coletiva n.º 501 836 926, matriculada sob esse número

Leia mais

1. Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA)

1. Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) 1. Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) 1.1. Caracterização Imposto sobre o consumo (embora sejam as empresas as entidades que têm de entregar o imposto ao Estado, quem o suporta é o consumidor final);

Leia mais

Impostos sobre Veículos

Impostos sobre Veículos Impostos sobre Veículos Além dos encargos com a sua aquisição, os proprietários de veículos motores, sejam pessoas singulares ou coletivas, têm obrigações fiscais a cumprir anualmente. A aquisição de veículos

Leia mais

CONDIÇÕES PARTICULARES

CONDIÇÕES PARTICULARES CONDIÇÕES PARTICULARES APÓLICE MULTIRISCO LOTÉRICOS 2015 Cláusula 1ª Fica entendido e acordado que o limite de cobertura para valores fora de cofres fortes e/ou caixas-fortes será de: a) Até R$ 4.000,00

Leia mais

Luso-Atlântica, o Parceiro que se preocupa com a Sua Saúde e a da Sua Família. Boletim Informativo Nº 1 Junho 2015 SEGURO de SAÚDE

Luso-Atlântica, o Parceiro que se preocupa com a Sua Saúde e a da Sua Família. Boletim Informativo Nº 1 Junho 2015 SEGURO de SAÚDE Luso-Atlântica, o Parceiro que se preocupa com a Sua Saúde e a da Sua Família O Seguro de Saúde adquiriu ao longo dos tempos uma importância crescente no apoio aos cuidados de Saúde da Comunidade Farmacêutica,

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO PARA O USO DA VIATURA DO CCD PM CASCAIS

REGULAMENTO INTERNO PARA O USO DA VIATURA DO CCD PM CASCAIS REGULAMENTO INTERNO PARA O USO DA VIATURA DO CCD PM CASCAIS 2014 Regulamento Interno para o uso da viatura do CCD PM Cascais Página 1 Artigo 1º Objeto O presente regulamento interno estabelece as normas

Leia mais

PROPOSTA DE SEGURO TODOS OS RISCOS DESMONTAGEM, TRANSPORTE E MONTAGEM

PROPOSTA DE SEGURO TODOS OS RISCOS DESMONTAGEM, TRANSPORTE E MONTAGEM PROPOSTA DE SEGURO TODOS OS RISCOS DESMONTAGEM, TRANSPORTE E MONTAGEM INTERNATIONAL COMMERCIAL AND ENGINEERING ICE SEGUROS S.A. 141A Rua José Craveirinha Bairro de Polana Cidade de Maputo Moçambique INSTRUÇÕES

Leia mais

Município de Alfândega da Fé Câmara Municipal

Município de Alfândega da Fé Câmara Municipal Município de Alfândega da Fé Câmara Municipal REGULAMENTO INTERNO DE USO DE VEÍCULOS MUNICIPAIS Artigo 1º Objectivo O Regulamento Interno de Uso de Veículos Municipais visa definir o regime de utilização

Leia mais

Manual de Procedimentos. AIG Mission. Mission

Manual de Procedimentos. AIG Mission. Mission Manual de Procedimentos AIG 1 Apólice Procedimentos em caso de Sinistro (Todo o mundo) Sempre que se torne necessário activar as garantias da apólice e, especialmente, em caso de emergência, as Pessoas

Leia mais

Manual de Assistência 24 horas. Assistência 24 Horas AUTOCONTROLE

Manual de Assistência 24 horas. Assistência 24 Horas AUTOCONTROLE Manual de Assistência 24 horas Assistência 24 Horas AUTOCONTROLE I. Assistência 24 Horas 1. Descrição da Assistência 24 Horas Prestação de atendimento ao cliente/usuário através da administração de rede

Leia mais

Se estiver no Mercosul, também poderá contar com os serviços de emergência, bastando ligar para 55 11 4133 6537.

Se estiver no Mercosul, também poderá contar com os serviços de emergência, bastando ligar para 55 11 4133 6537. Assist24h_AutoPasseio_jul 6/13/07 4:32 PM Page 1 CARO SEGURADO Para você que adquiriu o Real Automóvel e contratou os serviços de Assistência 24 horas, este é o seu guia de serviços da Real Assistência.

Leia mais

O presente documento é vinculativo para a agência, operador e cliente, salvo alguma das presentes condições:

O presente documento é vinculativo para a agência, operador e cliente, salvo alguma das presentes condições: Condições gerais de venda de todos os programas e que constituem, na ausência de documento autónomo, o contrato de viagem, reserva de alojamento e/ou atividade. O presente documento é vinculativo para

Leia mais

MANUAL DO SERVIÇO PARA ASSISTÊNCIA AUTOMÓVEL SERVCAR

MANUAL DO SERVIÇO PARA ASSISTÊNCIA AUTOMÓVEL SERVCAR MANUAL DO SERVIÇO PARA ASSISTÊNCIA AUTOMÓVEL SERVCAR 1. OBJETIVO Este manual contém informações acerca dos procedimentos que deverão ser tomados na ocorrência de qualquer fato que acarrete na utilização

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DISTRITAL DE JUDO DE LISBOA

ASSOCIAÇÃO DISTRITAL DE JUDO DE LISBOA Anexo à Circular n.º SEGURO DESPORTIVO PARA 2011 O Seguro Desportivo de Grupo, contratado através da Corretora de Seguros VIP SEGUROS para a época de 2011, abrange toda a prática desportiva do Judo a nível

Leia mais

Embarcações de Recreio

Embarcações de Recreio Produto Âmbito Cliente-Alvo Embarcações de Recreio Com a experiência que faz da MAPFRE líder ibérica no Seguro de Embarcações de Recreio, esta solução inovadora e atractiva, garante a responsabilidade

Leia mais

N.º contribuinte / Pessoa colectiva

N.º contribuinte / Pessoa colectiva Zurich pharma Proposta de eguro (preencher com maiúsculas) Zonas de cor a preencher pela Zurich Cliente n.º Cliente Associado Mediador Gestor de egócio Apólice nº. Linha de egócio egmento Alvo Contrato

Leia mais

Podem ser contratadas outras coberturas, para além das obrigatórias?

Podem ser contratadas outras coberturas, para além das obrigatórias? SEGURO HABITAÇÃO Qual a importância do Seguro de Habitação? Os bens imóveis, tal como os móveis, estão sujeitos à ocorrência de eventos que lhes podem causar danos. Se não possuir um seguro válido, terá

Leia mais

Hotel Seguro Premium é uma Solução integrada, especificamente dirigida à atividade hoteleira.

Hotel Seguro Premium é uma Solução integrada, especificamente dirigida à atividade hoteleira. Hotel Seguro Premium 360º de proteção! Hotel Seguro Premium é uma Solução integrada, especificamente dirigida à atividade hoteleira. Garante os riscos que dão origem a perdas ou danos que possam afetar

Leia mais

FAQ s GENÉRICO. 1. O que é o Renting/AOV?

FAQ s GENÉRICO. 1. O que é o Renting/AOV? FAQ s GENÉRICO 1. O que é o Renting/AOV? "Renting" é uma palavra de origem inglesa que significa "Aluguer a Longo Prazo". O Renting ou Aluguer Operacional de Viaturas (AOV) é uma solução de financiamento

Leia mais

1) São atividades próprias das agências de viagem e turismo: e) A recepção, transferência e assistência a turistas.

1) São atividades próprias das agências de viagem e turismo: e) A recepção, transferência e assistência a turistas. O conteúdo informativo disponibilizado pela presente ficha não substitui a consulta dos diplomas legais referenciados e da entidade licenciadora. FUNCHAL CAE 79110 AGÊNCIAS DE VIAGENS ÂMBITO: São agências

Leia mais

80.000 CLIENTES E SUAS FAMÍLIAS

80.000 CLIENTES E SUAS FAMÍLIAS 80.000 CLIENTES E SUAS FAMÍLIAS CONFIAM NA PROTEÇÃO DOS SEGUROS COMBINED INSURANCE PROTEÇÃO É O QUE FAZEMOS MELHOR. SEM AGRAVAMENTO POR ATIVIDADE PROFISSIONAL VALOR DE PRÉMIOS COMPETITIVOS PAGAMOS DIRETAMENTE

Leia mais

RESOLUÇÃO CNSP N o 296, DE 2013.

RESOLUÇÃO CNSP N o 296, DE 2013. MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS RESOLUÇÃO CNSP N o 296, DE 2013. Dispõe sobre as regras e os critérios para operação do seguro de garantia estendida, quando da aquisição de

Leia mais

Em qualquer lugar do país, e a qualquer hora do dia ou da noite, você estará sempre seguro.

Em qualquer lugar do país, e a qualquer hora do dia ou da noite, você estará sempre seguro. O SulAmérica Auto é o seguro completo que você precisa para seu veículo. Com ele, além das coberturas e garantias, você também tem descontos exclusivos em peças e serviços tanto para você quanto para o

Leia mais

REGULAMENTO DE CEDÊNCIA E UTILIZAÇÃO DA VIATURA DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS DO COMITÉ OLIMPICO DE PORTUGAL CAPITULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DE CEDÊNCIA E UTILIZAÇÃO DA VIATURA DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS DO COMITÉ OLIMPICO DE PORTUGAL CAPITULO I DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO DE CEDÊNCIA E UTILIZAÇÃO DA VIATURA DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS DO COMITÉ OLIMPICO DE PORTUGAL CAPITULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Objeto 1. O Presente Regulamento estabelece as condições

Leia mais

Sindicato Nacional dos Professores Licenciados pelos Politécnicos e Universidades

Sindicato Nacional dos Professores Licenciados pelos Politécnicos e Universidades PROTOCOLO DE COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS DE SEGURO Sindicato Nacional dos Professores Licenciados pelos Politécnicos e Universidades Entre a Companhia de Seguros AÇOREANA, S.A. com sede no Largo da Matriz,

Leia mais

a) As inscrições terminarão quando se atingirem o número total de quartos disponíveis a) Pagamento Integral (100%) (Bilhete de Avião - ver alínea d);

a) As inscrições terminarão quando se atingirem o número total de quartos disponíveis a) Pagamento Integral (100%) (Bilhete de Avião - ver alínea d); Páscoa na Neve 09 Regulamento para Inscrições Preâmbulo Este regulamento visa estabelecer os critérios de inscrição (Páscoa na Neve), nomeadamente em relação aos pagamentos, devoluções, cheques, entrada

Leia mais

Nova Lista de Verificação Seguro de Auto Versão 01 (julho/2012)

Nova Lista de Verificação Seguro de Auto Versão 01 (julho/2012) LISTA DE VERIFICAÇÃO CIRCULARES SUSEP N os 256 e 269/04 E OUTROS NORMATIVOS DESCRIÇÃO ATENÇÃO: No preenchimento da Lista de Verificação, para os itens informativos, a coluna Fls. deverá ser marcada com

Leia mais

Mission Individual Travel. Plano Protecção Viagens

Mission Individual Travel. Plano Protecção Viagens Mission Individual Travel Plano Protecção Viagens Bring on tomorrow Para onde quer que a sua visão o leve, estaremos sempre consigo 2 Todas as viagens, em Portugal ou no estrangeiro, implicam uma tomada

Leia mais

PROPOSTA DE SEGURO SEGURO DE CAPITALIZAÇÃO POUPANÇA AUTO PREENCHER A CANETA PRETA

PROPOSTA DE SEGURO SEGURO DE CAPITALIZAÇÃO POUPANÇA AUTO PREENCHER A CANETA PRETA POUPANÇA E INVESTIMENTO PROPOSTA DE SEGURO SEGURO DE CAPITALIZAÇÃO PREENCHER A CANETA PRETA SEGURO DE CAPITALIZAÇÃO 3 0 ALTERAÇÃO À APÓLICE Nº (*) AGÊNCIA/AGENTE Nº FM IB CONTA COBRANÇA Nº (*) PREENCHER

Leia mais