SEGURANÇA EM LABORATÓRIO: Cuidados com vidrarias e equipamentos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SEGURANÇA EM LABORATÓRIO: Cuidados com vidrarias e equipamentos"

Transcrição

1 SEGURANÇA EM LABORATÓRIO: Cuidados com vidrarias e equipamentos

2 Materiais Usuais em Laboratórios 1.Equipamentos Diversidade para os processos analíticos Cuidados, Utilização e Manutenção Usuários: recebem esclarecimentos do uso correto diminuir danos e acidentes!

3 Estufas Uso: Solos e plantas, cultivos microbianos. Cuidados: Espaço não totalmente ocupado para circulação do ar; Material não deve ficar em contato com as paredes laterais; A base da estufa deve ficar livre; Evitar batidas, para não deslocar o termostato. Abrir quando estiver em uso(?) Riscos: Queimaduras, incêndios Usar: luvas de Grafatex ou Kevlar!

4 Uso: Solos e Plantas Cuidados Moinhos Amostras de solo livres de concreções e outros fragmentos, para não alterar a TFSA Após a moagem de cada amostra, limpar com jato de ar comprimido. Micronutrientes Riscos: Acidentes, cortes, poeiras Usar Respirador semifacial PFF1

5 Autoclaves Uso: vapor saturado p/ esterilização Cuidados Manômetro zerado e sem vapor, desligado; Material distribuído, circulação do vapor; Antes de ligar: garras estão apertadas. Verificar se o vapor está sendo liberado pela válvula de escape. Não desligar e desobstruir. Não abrir antes do total resfriamento; Cesto e câmera de autoclavação: limpos. Não usar água da torneira. Riscos: choque elétrico, explosão e queimaduras Usar luvas de Grafatex ou Kevlar

6 Balanças Mecânicas ou eletrônicas Uso: Pesagem de sólidos ou calibração de vidrarias: pipetas ou balões. Cuidados: Nivelamento adequado; Estabilização (20 min); Derramamento de produtos químicos; Campos eletromagnéticos: Celulares, ímãs, rotores (centrífugas, agitadores mecânicos) Movimentação contínua. Usar luvas: Neoprene, borracha natural, PVC, PVA e borracha butadieno!

7 Banho-Maria Uso: Manter temperatura constante, pode atingir até 100 o C. Cuidados: Água trocada sempre que cair sujeira; Desligar a corrente elétrica sempre que for feita limpeza; Nível da água acima da resistência e do sensor de temperatura; Usar água deionizada ou destilada; Manter tampado para evitar variações de temperatura e evaporação. Usar: luvas de Grafatex ou Kevlar!

8 Centrífugas Uso Separação de componentes por diferença de densidade Cuidados: Seguir as instruções do fabricante; Tubos ou placas utilizados resistentes à rotação utilizada; Distribuição uniforme do peso dos tubos! Abertura, apenas quando totalmente parada; O rotor deve suportar a rotação pretendida. Riscos: elétricos e acidente Proteção: Não abrir quando em funcionamento!

9 Centrífugas A centrifugação gera aerossóis Usar fechada! Balanceamento com álcool 70% e não NaCl, que é corrosivo Colocadas em locais para que todos os funcionários consigam manusear. Os tubos devem ser tampados

10 Capelas Uso: Manipulação de substâncias que liberam gases tóxicos. Cuidados: Exaustor está funcionando e há fluxo de ar; Procurar não colocar rosto e braços dentro da capela; A fonte de emissão de gases deve ser mantida dentro, o mais distante da entrada, evitando saída de gases; Produtos não devem ser armazenados dentro da capela; Controlar fontes de ventilação: janelas, portas abertas e ar condicionado. Risco: Fluxo de ar insuficiente!

11 Câmera de Fluxo Laminar e Vertical Uso: semelhante à capela. fonte de ventilação contínua (filtrado em 0,3 µm) e, fonte de radiação ultra-violeta. Cuidados: Ligar a Lâmpada UV 30 min, antes de iniciar os trabalhos e desligar quando iniciar os trabalhos. Não usar bico de Bunsen (chama) Riscos! Lâmpada UV, ruídos e gases

12 Chapa de aquecimento Uso: Placa de metal ou cerâmica com resistência interna, geralmente com termostato. Cuidados: Quando não em uso, desligar da tomada; Quando aquecida não se afastar, caso necessário, comunicar aos demais usuários; Caso o material em aquecimento produza vapores: usar a capela! Riscos: Queimaduras e vapores Usar: luvas de Grafatex ou Kevlar!

13 Bloco Digestor Uso: à Placa aquecedora, possui orifícios para encaixe de tubos de ensaio. Cuidados: Tubos verificar tolerância à temperatura desejada; Quando não em uso desligar da tomada; Quando aquecida não se afastar; Se o material produz vapores: usar a capela! Caso a temperatura do termostato não seja a mesma da obtida dentro do tubo de ensaio? Aferição! Riscos: queimaduras, produção vapores Usar luvas Grafatex ou Kevlar! Respirador semifacial PFF1 Capela

14 Bico de Bunsen Uso: Fonte de aquecimento mais usual. Substituído por mantas e chapas de aquecimento. Cuidados: Regulagem do gás ao acender; Verificar se não há vazamentos enquanto não está em uso. GLP Riscos: Queimadura e intoxicação

15 Dessecador Uso: Recipiente contendo sílica no fundo e um respiro junto à tampa. Resfriamento sem absorção da umidade do ar. Cuidados: Untar o contato entre a tampa e o bojo com silicone; Para abrir, a tampa deve deslizar sobre o bojo; Quando colocar a tampa na bancada, cuidar para evitar queda, mantenha sempre apoiada. Riscos: Acidentes e cortes com vidraria

16 Destilador Uso: H 2 O para preparo de soluções. Cuidados: Antes de ligar! Fonte de água, evitando queima da resistência; Quando desligar, deixar a fonte de água em funcionamento, por no mínimo 15 minutos (resfriamento da resistência); A câmara de destilação deve ser limpa regularmente para retirar as concreções salinas; Acompanhamento da qualidade deve ser regularmente. Risco: choque elétrico, queimaduras

17 Microscópio Ótico Uso: Observação de microrganismos. Constituído por dois sistemas de lente, uma fonte luminosa e mecanismos de ajustes das distâncias focais. Cuidados: Lentes devem ser mantidas limpas; Cremalheiras manuseadas com cuidados; A objetiva não deve tocar a lâmina; O superaquecimento das lâmpadas deve ser evitado; As partes atingidas por líquidos devem ser limpas. Riscos: Contaminação olhos! Ex. conjuntivite Quebra de lâminas, troca de lâmpadas

18 Espectrofotômetro de Chamas Uso: Mede a radiação luminosa (eletromagnética) emitida pelos átomos ao serem submetidos a determinadas intensidades de energia, sendo essa radiação proporcional à concentração do elemento em solução.

19 Espectrofotômetro de Chamas Cuidados: Receber treinamento de um técnico; Evitar impurezas nas amostras, pois podem obstruir o tubo queimador; Algumas soluções extratoras podem conter produtos orgânicos que prejudicam as determinações; Acetato de sódio (10%) pode formar cristais no tubo queimador, dificultando as determinações. GLP

20 Espectrofotômetro de Absorção Atômica Uso: Mede a energia absorvida pelos átomos em estado neutro (não excitado), os quais absorvem no mesmo comprimento de onda que são capazes de emitir.

21 Espectrofotômetro de Absorção Atômica Cuidados: Receber treinamento de um técnico; Evitar impurezas nas amostras, pois podem obstruir o capilar; A regulagem da chama e do fluxo da amostra para dentro do aparelho devem ser ajustadas para cada elemento.

22 phmetro Uso: Medição do ph de soluções mediante uso de eletrodos. Cuidados: Manusear com atenção.

23 Termômetro Uso: Medição de temperatura. Cuidados: Apenas o bulbo deve entrar em contato com o corpo cuja a temperatura deve ser medida. Os que utilizam bulbo de mercúrio devem ter cuidado especial, pois a quebra libera este elemento, que é um metal pesado.

24 2. Vidrarias

25 Vidrarias

26 3. Outros instrumentos

27 Cuidados Não utilize materiais de vidro trincados. Armazene a vidraria inservível no local sucata de vidro ; Não jogue caco e vidro no lixo; Luvas de amianto, quando manusear peças de vidro quentes; Luvas de pelica e óculos de segurança; - Remover tampas de vidro emperradas, rolhas de borracha ou cortiça; Deixar frascos de vidro quentes sobre placas de amianto.

28 4. Reagentes químicos Podem ser classificados quanto a natureza em: Ácido; Base e Sal Quanto as propriedades físico-químicas em: Inflamáveis; Corrosivos; Oxidantes; Explosivos; Voláteis

29 Recomendações para o uso de laboratórios Planeje sua jornada com pelo menos um dia de antecedência; Liste os regentes, verifique a disponibilidade; Liste a vidraria; Reserve o horário do uso de equipamentos; Não utilize material identificado por outro usuário, sem a devida permissão;

30 Recomendações para o uso de laboratórios Soluções: identificadas com no mínimo: Nome ou fórmula da solução: Hidróxido de sódio ou NaOH Concentração: 0,5 N Data: 19/06/07 Responsável: Luiz Antônio

31 Recomendações para o uso de laboratórios Nunca armazenar soluções em vidrarias de preparo, alguns sais pouco solúveis podem levar muito tempo para se dissolver. Neste caso identifique a solução e o usuário; Nunca pipete solução do frasco original, pois pode inutilizá-la; Nunca abrir frascos reagentes antes de ler o rótulo e não testar substâncias químicas pelo odor ou sabor.

32 Recomendações para o uso de laboratórios Nunca pegar vidrarias pelo gargalo e sim pelo bojo; Nunca seque pipetas com pancadinha ou solavancos; Não utilizar pipetas como bastão de vidro. Vidraria volumétrica, secar ao ar livre ou em estufa a no máximo 40 o C;

33 Recomendações para o uso de laboratórios Evite danificar rótulos de reagentes; Antes de descartar substâncias nas pias, consultar o coordenador do laboratório; Limpar imediatamente qualquer derramamento de reagentes (no caso de ácidos e bases fortes, o produto deve ser neutralizado antes de proceder a sua limpeza). Em caso de dúvida sobre a toxidez ou derramado, consultar seu superior antes de efetuar a remoção.

34 Recomendações para o uso de laboratórios Antes de usar reagentes que não conheça, consulte a bibliografia adequada (FISPQ) e informe-se sobre como manuseá-los e descartálos. Não retorne reagentes aos frascos originais, mesmo que não tenham sido usados. Certifique-se da tensão de trabalho da aparelhagem antes de conectá-la à rede elétrica. Quando não em uso, devem permanecer desconectados.

35 Recomendações para o uso de laboratórios Usar roupas adequadas como calças compridas, sapatos fechado avental, guardapó deve ser de manga comprida e abotoado. Não colocar alimentos nas bancadas, armários e geladeiras dos laboratórios. Não se alimentar, beber ou fumar no laboratório. Não trabalhe sozinho, principalmente fora do horário de expediente. Comunicar todos os acidentes ao superior.

36 Recomendações para o uso de laboratórios Localizar a chave geral de eletricidade do laboratório e aprender a desligá-la.

37 Recomendações para o uso de laboratórios ao terminar a jornada de trabalho, certifique-se de deixar o laboratório tão limpo e organizado, quanto encontrou; ao sair certificar-se que: Equipamentos foram desligados; Seu material está identificado; As vidrarias estão limpas; Os armários e janelas estão fechados; A porta está travada devidamente.

38 2)Telefones úteis Corpo de Bombeiros: 193 Polícia Militar: 190 Serviço de informações de emergência: Pró- Química ( ), funciona 24h, sete dias por semana e fornece informações sobre segurança e como agir em casos de acidentes com produtos químicos. Ligação gratuita, todo o país. Hospital Evangélico: Sesmt UFPR, HC Centro de Informação Toxicológica: Fone: 148

39 Quando lavar as mãos Ao chegar em casa; Antes das refeições; Após assoar o nariz; Após manusear dinheiro; Antes e após usar o banheiro; Antes de preparar os alimentos; Depois da limpeza da casa

40 Res-RDC nº 216/2004 Anvisa

41 Como lavar as mãos Molhar as mãos e com uma porção de sabão líquido, friccionar uma na outra; Limpas as partes mais escondidas das mãos, entre os dedos, embaixo das unhas e entre as pregas das palmas das mãos; Limpar o dorso e os pulsos também; Enxaguar as mãos retirando totalmente o resíduo de sabão; Enxugar bem as mãos com papel-toalha; Fechar a torneira utilizando o papel-toalha

42

43 Amostras, permanência no laboratórios?

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica NORMAS GERAIS PARA USO DO LABORATÓRIO DIDÁTICO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CÂMPUS GOVERNADOR

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004 CAGV/IFMG/SETEC/MEC DE 30 DE ABRIL DE 2014.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004 CAGV/IFMG/SETEC/MEC DE 30 DE ABRIL DE 2014. SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS GOVERNADOR VALADARES CONSELHO ACADÊMICO Av. Minas Gerais, 5.189 - Bairro Ouro

Leia mais

Regulamento para a utilização do Laboratório de. Microbiologia

Regulamento para a utilização do Laboratório de. Microbiologia Regulamento para a utilização do Laboratório de Microbiologia 1 REGULAMENTO PARA A UTILIZAÇÃO DO LABORATÓRIO DE MICROBIOLOGIA I. DOS OBJETIVOS DO LABORATÓRIO DE MICROBIOLOGIA 1. Auxiliar o aluno na introdução

Leia mais

Universidade Federal de Viçosa Campus de Rio Paranaíba - MG. Normas do Laboratório de Química e Análise de Alimentos Curso de Nutrição (UFV/CRP)

Universidade Federal de Viçosa Campus de Rio Paranaíba - MG. Normas do Laboratório de Química e Análise de Alimentos Curso de Nutrição (UFV/CRP) Universidade Federal de Viçosa Campus de Rio Paranaíba - MG Normas do Laboratório de Química e Análise de Alimentos Curso de Nutrição (UFV/CRP) Rio Paranaíba Novembro 2012 1 Apresentação O Laboratório

Leia mais

NORMAS DE SEGURANÇA E APARELHAGEM UTILIZADA EM LABORATÓRIO

NORMAS DE SEGURANÇA E APARELHAGEM UTILIZADA EM LABORATÓRIO NORMAS DE SEGURANÇA E APARELHAGEM UTILIZADA EM LABORATÓRIO Objetivo: Explicação das normas básicas de segurança no laboratório. Aula teórica com retroprojetor, transparências e demonstração de algumas

Leia mais

NORMAS BÁSICAS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO DE QUÍMICA

NORMAS BÁSICAS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO DE QUÍMICA NORMAS BÁSICAS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO DE QUÍMICA NORMAS GERAIS O trabalho em laboratório exige concentração. Não converse desnecessariamente, nem distraia seus colegas. NORMAS PESSOAIS Adaptar-se

Leia mais

A Diretora da Faculdade de Jaraguá, no âmbito de suas atribuições conferidas pela portaria de sua nomeação, resolve:

A Diretora da Faculdade de Jaraguá, no âmbito de suas atribuições conferidas pela portaria de sua nomeação, resolve: Portaria n. 041/2011 Esta portaria estabelece o REGULAMENTO E NORMAS ESPECÍFICAS DO LABORATÓRIO DE QUÍMICA Faculdade de Jaraguá. A Diretora da Faculdade de Jaraguá, no âmbito de suas atribuições conferidas

Leia mais

MANUAL DE NORMAS DE SEGURANÇA NO LABORATÓRIO DE QUÍMICA. Material organizado pelo Prof. Cristiano Alfredo. Rupp.

MANUAL DE NORMAS DE SEGURANÇA NO LABORATÓRIO DE QUÍMICA. Material organizado pelo Prof. Cristiano Alfredo. Rupp. MANUAL DE NORMAS DE SEGURANÇA NO LABORATÓRIO DE QUÍMICA Material organizado pelo Prof. Cristiano Alfredo. Rupp. NORMAS DE SEGURANÇA NO LABORATÓRIO DE QUÍMICA Para um trabalho com segurança e com menores

Leia mais

NORMAS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO

NORMAS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO NORMAS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO 1. INTRODUÇÃO Toda e qualquer atividade prática a ser desenvolvida dentro de um laboratório apresentam riscos e estão propensas a acidentes. Devemos então utilizar normas

Leia mais

ROTEIRO DE AULA PRÁTICA Nº 02

ROTEIRO DE AULA PRÁTICA Nº 02 ROTEIRO DE AULA PRÁTICA Nº 02 23 INTRODUÇÃO AO TRABALHO NO LABORATÓRIO QUÍMICO 1 OBJETIVOS Apresentar ao aluno os princípios de segurança e bom funcionamento do laboratório de Química, bem como, a elaboração

Leia mais

Noções básicas de Segurança em Laboratório. Professora Mirian Maya Sakuno

Noções básicas de Segurança em Laboratório. Professora Mirian Maya Sakuno Noções básicas de Segurança em Laboratório Professora Mirian Maya Sakuno Laboratório labor = trabalho + oratorium = lugar de concentração Uso inadequado do laboratório PERIGO!!! Regras básicas Não... não

Leia mais

Química Fundamental Informações Gerais Data: 29 de Fevereiro de 2012 NORMAS DE SEGURANÇA E BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO

Química Fundamental Informações Gerais Data: 29 de Fevereiro de 2012 NORMAS DE SEGURANÇA E BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO Química Fundamental Informações Gerais Data: 29 de Fevereiro de 2012 NORMAS DE SEGURANÇA E BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO Funcionamento do Laboratório Dependendo da atividade prática, os alunos encontrarão

Leia mais

Regras Básicas de Segurança Em Laboratórios de Química

Regras Básicas de Segurança Em Laboratórios de Química Regras Básicas de Segurança Em Laboratórios de Química O que deve ser sempre lembrado é que: A segurança depende de cada um. É importante que o pessoal se habitue a trabalhar com segurança fazendo com

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DISCIPLINARES E DE SEGURANÇA DO TRABALHO DO LABORATORIO DE PESQUISA EM NEURANATOMIA

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DISCIPLINARES E DE SEGURANÇA DO TRABALHO DO LABORATORIO DE PESQUISA EM NEURANATOMIA UFRN - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE BIOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE MORFOLOGIA LABORATORIO DE NEURANATOMIA MANUAL DE PROCEDIMENTOS DISCIPLINARES E DE SEGURANÇA DO TRABALHO DO LABORATORIO

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO. ph (Solução 0,2%) Aproximadamente 2,00. Ponto de Ebulição 110ºC Densidade 1,150 ( 20ºC ) Completamente solúvel em água.

RELATÓRIO TÉCNICO. ph (Solução 0,2%) Aproximadamente 2,00. Ponto de Ebulição 110ºC Densidade 1,150 ( 20ºC ) Completamente solúvel em água. RELATÓRIO TÉCNICO I - DADOS GERAIS: Nome do Produto: ÁCIDO MURIÁTICO Composição: Água e Ácido Clorídrico Estado Físico: Líquido Cuidados para conservação: Conservar o produto na embalagem original. Proteger

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico CHEMKLEEN 611L Código do produto: CK611L Página 1 de 5

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico CHEMKLEEN 611L Código do produto: CK611L Página 1 de 5 Código do produto: CK611L Página 1 de 5 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Código do produto: Aplicação: Fornecedor: CK611L Telefone de emergência: (19) 2103-6000 DESENGRAXANTE ALCALINO

Leia mais

CAS Nome Químico Concentração (%) Solvente de Petróleo < 50,00 Gás Propelente < 50,00

CAS Nome Químico Concentração (%) Solvente de Petróleo < 50,00 Gás Propelente < 50,00 Nome do Produto: Limpa Contato GT2000 Gold Inflamável 306ml/200g Página 1 de 7 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 1.1 Nome Comercial: Limpa Contato GT2000 Gold Inflamável 306ml / 200g 1.2 Código de

Leia mais

FISPQ. FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO NBR 14725 NOME DO PRODUTO: Solução Titulante

FISPQ. FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO NBR 14725 NOME DO PRODUTO: Solução Titulante NOME DO PRODUTO: Solução Titulante 1/12 FISPQ NRº. 28 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: Nome Comercial do Produto: Solução Titulante Nome Químico: Solução Ácida a 0,1 N Nome da Empresa: Hidroazul

Leia mais

Grill. Detergente desincrustante alcalino para remoção de gordura carbonizada.

Grill. Detergente desincrustante alcalino para remoção de gordura carbonizada. Grill Detergente desincrustante alcalino para remoção de gordura carbonizada. Alto poder de limpeza A composição de Suma Grill confere-lhe a propriedade de remover com eficiência sujidades provenientes

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico Código do produto: PSL97 Página 1 de 5 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Código do produto: Aplicação: Fornecedor: PSL97 Telefone de emergência: (19) 2103-6000 REMOVEDOR DE TINTA CURADA PPG INDUSTRIAL

Leia mais

Segurança no Laboratório. Eng.º Agrônomo, MsC; Eng.º de Segurança do Trabalho Especialista em Educação Ambiental

Segurança no Laboratório. Eng.º Agrônomo, MsC; Eng.º de Segurança do Trabalho Especialista em Educação Ambiental Segurança no Laboratório Prof. Ariston Alves Afonso Eng.º Agrônomo, MsC; Eng.º de Segurança do Trabalho Especialista em Educação Ambiental Itens de segurança no laboratório 1. Use sempre óculos de segurança

Leia mais

Laboratórios de Pesquisa da Biologia

Laboratórios de Pesquisa da Biologia Laboratórios de Pesquisa da Biologia 1 - Laboratório de Biologia e Ecologia Animal (B 1.01) Conta com um espaço físico de 12m x 12m (144m²) phmetro ou medidor de ph: é um aparelho usado para medição de

Leia mais

ESTRUTURA DO MICROSCÓPIO ÓPTICO

ESTRUTURA DO MICROSCÓPIO ÓPTICO ESTRUTURA DO MICROSCÓPIO ÓPTICO Lembre-se que o microscópio utilizado em nosso laboratório possui uma entrada especial para uma câmera de vídeo. Parte Mecânica: Base ou Pé: Placa de apoio do microscópio

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DO PRODUTO QUÍMICO NAFTALINA

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DO PRODUTO QUÍMICO NAFTALINA 1 de 5 I. IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA E DO PRODUTO BÚFALO INDÚSTRIA E COM. DE PROD. QUÍMICOS LTDA. Av. Hélio Ossamu Daikuara, Nº 3071 Vista Alegre Embu das Artes - SP Homepage: www.produtosbufalo.com.br E-mail:

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUIMICO - FISPQ

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUIMICO - FISPQ Página 1 de 8 1. Identificação do produto e da empresa - Nome do produto: Detergente Concentrado Oirad - Código interno de identificação do produto: LG 010 - Produto Notificado na ANVISA / MS: - Nome da

Leia mais

Limpeza de vidraria de laboratório

Limpeza de vidraria de laboratório LIMPEZA E MANUSEIO - VIDRARIAS E EQUIPAMENTOS Profa. Dra. Márcia Justino Rossini Mutton FCAV/UNESP Departamento de Tecnologia Limpeza de vidraria de laboratório Lavar a vidraria imediatamente após o uso.

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Farmácia Laboratório de Farmacognosia

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Farmácia Laboratório de Farmacognosia MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Farmácia Laboratório de Farmacognosia REGRAS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIOS LABORATÓRIOS: ALGUNS LEMBRETES FUNDAMENTAIS A palavra laboratório

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO - FISPQ

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO - FISPQ FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO - FISPQ PRODUTO: BATERIA MOURA 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Nome da Empresa: Endereço: Bateria Moura Acumuladores Moura

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FIS 00001 1/6 1) IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Empresa: Endereço: Água sanitária Super Cândida Indústrias Anhembi S/A Matriz: Rua André Rovai, 481 Centro Osasco SP Telefone: Matriz:

Leia mais

MANUAL DE VIDRARIAS E EQUIPAMENTOS DE LABORATÓRIO

MANUAL DE VIDRARIAS E EQUIPAMENTOS DE LABORATÓRIO MANUAL DE VIDRARIAS E EQUIPAMENTOS DE LABORATÓRIO VIDRARIAS ALMOFARIZ COM PISTILO BALÃO DE FUNDO CHATO BALÃO DE FUNDO REDONDO BALÃO VOLUMÉTRICO BECKER BURETA CADINHO CÁPSULA DE PORCELANA CONDENSADOR DESSECADOR

Leia mais

Normas de Segurança para os Laboratórios Didáticos da UFABC APRESENTAÇÃO

Normas de Segurança para os Laboratórios Didáticos da UFABC APRESENTAÇÃO Normas de Segurança para os Laboratórios Didáticos da UFABC APRESENTAÇÃO Este texto foi preparado pelos docentes da BC0001 - Base Experimental das Ciências Naturais. Seu objetivo é prevenir a ocorrência

Leia mais

LABORATÓRIO: FISIOLOGIA HUMANAI

LABORATÓRIO: FISIOLOGIA HUMANAI NOTA: PRÁTICA N O : NOME: GRUPO: CURSO: MEDICINA TURMA: PERÍODO: 1º DATA: / / Antes de iniciar a aula prática, confira sua bancada observando se há pichações ou falta de materiais necessários à atividade.

Leia mais

M A T E R I A I S D E L A B O R A T Ó R I O. Prof. Agamenon Roberto

M A T E R I A I S D E L A B O R A T Ó R I O. Prof. Agamenon Roberto M A T E R I A I S D E L A B O R A T Ó R I O Prof. Agamenon Roberto Prof. Agamenon Roberto MATERIAS DE LABORATÓRIO 2 TUBO DE ENSAIO: Tubo de vidro fechado em uma das extremidades, empregado para fazer reações

Leia mais

Por que devemos nos preocupar com a segurança nos Laboratórios?

Por que devemos nos preocupar com a segurança nos Laboratórios? Por que devemos nos preocupar com a segurança nos Laboratórios? Segundo a Declaração dos Direitos Humanos todo homem tem direito à vida e, se temos direito à vida precisamos nos preocupar em preserva-la.

Leia mais

Sistema de Gestão da Qualidade: NBR ISO 9001 Ficha de Segurança de Produto: LAB TAR 1401

Sistema de Gestão da Qualidade: NBR ISO 9001 Ficha de Segurança de Produto: LAB TAR 1401 Código: FSP-250 Revisão: 1 Página: 1/5 1 Informação do produto e da empresa Nome do produto: LAB TAR 1401 Nome da empresa: Lab Analítica e Ambiental Ltda. Endereço: Rodovia Geraldo Scavone, 2300 Condomínio

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico CHEMFOS 700 A Código do produto: CF700A Página 1 de 5

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico CHEMFOS 700 A Código do produto: CF700A Página 1 de 5 Código do produto: CF700A Página 1 de 5 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Código do produto: Aplicação: Fornecedor: CF700A Telefone de emergência: (19) 3864-6000 FOSFATO ÁCIDO DE

Leia mais

Aula 04 - Equipamentos de proteção coletiva - EPC

Aula 04 - Equipamentos de proteção coletiva - EPC Equipamentos de Proteção Coletiva EPC O que são EPCs São equipamentos de contenção que possibilitam a proteção do trabalhador e do meio ambiente em uma determinada área. Devem estar instalados em locais

Leia mais

INDUFIX FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 014 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

INDUFIX FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 014 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA FISPQ 014 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Indufix Código interno: 2000 Empresa: Indutil Indústria de Tintas Ltda. e-mail: indutil@indutil.com.br

Leia mais

Manual de segurança no laboratório

Manual de segurança no laboratório 1 - Para iniciar os trabalhos! Deves ler atentamente as instruções das actividades experimentais antes de as relizares. Sempre que tiveres dúvidas sobre as actividades experimentais deves consultar o teu

Leia mais

Pode causar irritação na mucosa e dores abdominais. Não são conhecidos casos de irritação nas vias respiratórias.

Pode causar irritação na mucosa e dores abdominais. Não são conhecidos casos de irritação nas vias respiratórias. Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos - FISPQ FISPQ nº 032 Página 1 / 5 Data da última revisão 08/05/2008 1 Identificação do produto e da empresa Nome do produto: Tinta P.V.A.para Artesanato

Leia mais

F.I.S.P.Q. FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO TIPO DE PRODUTO : DESINFETANTE HOSPITALAR PARA SUPERFICIES FIXAS

F.I.S.P.Q. FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO TIPO DE PRODUTO : DESINFETANTE HOSPITALAR PARA SUPERFICIES FIXAS F.I.S.P.Q. FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME DO PRODUTO ALCOOL NORD DESINFETANTE HOSPITALAR PARA SUPERFICIES FIXAS NOME DO FABRICANTE Cinord

Leia mais

FISPQ Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos

FISPQ Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos 01 Identificação do produto e da Empresa Nome do Natureza Química: Produto Germicida e Bactericida Autorização de Funcionamento / MS Nº: 3.04500.8 Produto Notificado ANVISA/MS Nº: 0687370137 Data da Publicação

Leia mais

Rebrilhar Catalisador Ureia-Formol

Rebrilhar Catalisador Ureia-Formol 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome comercial do Produto: Nome da Empresa: Rebrilhar Resinas e Vernizes Ltda. Endereço: Rua Luiz de Moraes Rego, nº. 505 Jardim do Bosque Leme/SP Telefones: 19-35186900

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DOS LABORATÓRIOS DE QUÍMICA E FÍSICA DO CAMPUS CAÇAPAVA DO SUL TÍTULO I DOS FINS

REGIMENTO INTERNO DOS LABORATÓRIOS DE QUÍMICA E FÍSICA DO CAMPUS CAÇAPAVA DO SUL TÍTULO I DOS FINS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA (Lei nº. 11.640, de 11 de janeiro de 2008) REGIMENTO INTERNO DOS LABORATÓRIOS DE QUÍMICA E FÍSICA DO CAMPUS CAÇAPAVA DO SUL TÍTULO I DOS FINS Art. 1º

Leia mais

Ingredientes que contribuam para o perigo: Nome químico ou genérico N CAS % Classificação e rotulagem

Ingredientes que contribuam para o perigo: Nome químico ou genérico N CAS % Classificação e rotulagem FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ Nome do produto: DENINPLUS 400-N Página 1 de 5 1. Identificação do produto e da empresa Nome do produto: DENINPLUS 400-N Nome da Empresa: INDÚSTRIA

Leia mais

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO LABORATÓRIO DE CIÊNCIAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I - FINALIDADE E APLICAÇÃO

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO LABORATÓRIO DE CIÊNCIAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I - FINALIDADE E APLICAÇÃO REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I - FINALIDADE E APLICAÇÃO Art.1º. Esse regulamento aplica-se a todos os usuários do laboratório, docentes, funcionários, alunos de ensino médio/técnico,

Leia mais

NOÇÕES GERAIS DE SEGURANÇA NUM LABORATÓRIO

NOÇÕES GERAIS DE SEGURANÇA NUM LABORATÓRIO NOÇÕES GERAIS DE SEGURANÇA NUM LABORATÓRIO O trabalho desenvolvido num laboratório químico envolve o manuseamento de materiais, que pelas suas características, podem vir a constituir um risco para os que

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUIMICO - FISPQ

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUIMICO - FISPQ Página 1 de 8 1. Identificação do produto e da empresa - Nome do produto: Poliótimo Oirad - Código interno de identificação do produto: LP 010 - Produto Notificado na ANVISA / MS: - Nome da empresa: POLICLEAN

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ. Nome do produto: Botatop HD 150 FISPQ nº: 721 Data da última revisão: 02/04/2007

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ. Nome do produto: Botatop HD 150 FISPQ nº: 721 Data da última revisão: 02/04/2007 Página 1 de 5 1. Identificação do produto e da empresa - Nome do produto: Botatop HD 150 - Código interno do produto: 721 - Nome da empresa: MC-Bauchemie Brasil Indústria e Comércio Ltda - Endereço: Av.

Leia mais

Frases R & S. Introdução

Frases R & S. Introdução Frases R & S Introdução As chamadas Frases-R fornecem dicas para riscos especiais que podem surgir com o manuseio de substâncias ou formulações perigosas. A letra R é a abreviatura de risco. Após a Ordinance

Leia mais

FISPQ FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS

FISPQ FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS PÁGINA: 1/5 SEÇÃO 1.0 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME DO PRODUTO: BIOCLEANER CÓDIGO DE IDENTIFICAÇÃO: 0120/5521 NOME DO FABRICANTE: BIOCHEMICAL PRODUTOS QUIMICOS LTDA ENDEREÇO: RUA: PAPA SÃO

Leia mais

Página 1 de 6 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ

Página 1 de 6 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ Página 1 de 6 1. Identificação do produto e da empresa - Nome do produto: Ortolan Sep 791 - Nome da empresa: MC-Bauchemie Brasil Indústria e Comércio Ltda - Endereço: Rua Henry Martin, 235 Vargem Grande

Leia mais

NOME DO PRODUTO: Tinta Epoxi FISPQ No 00248-02

NOME DO PRODUTO: Tinta Epoxi FISPQ No 00248-02 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME DO PRODUTO: Tinta Epoxi Código Interno: 160.01.28 NOME COMERCIAL: Tinta Epoxi NOME DO FABRICANTE: VELOZ QUÍMICA DERIVADOS DE PETRÓLEO E SOLVENTES LTDA END:

Leia mais

EXTRUTOP FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 017 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

EXTRUTOP FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 017 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA FISPQ 017 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Extrutop Código interno: AGM215 e AGM216 Empresa: Indutil Indústria de Tintas Ltda. e-mail: indutil@indutil.com.br

Leia mais

1. Usar o equipamento de segurança recomendado para cada prática. Algumas podem exigir uso de luvas, máscaras, óculos de segurança etc.

1. Usar o equipamento de segurança recomendado para cada prática. Algumas podem exigir uso de luvas, máscaras, óculos de segurança etc. AULA PRÁTICA DE QUÍMICA GERAL Procedimentos e normas de segurança em laboratórios escolares parte 2 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 3º ANO DO ENSINO MÉDIO INTRODUÇÃO Como vimos na parte 1, é importante

Leia mais

Classificação e Rotulagem de Perigo dos Ingredientes que Contribuem para o Perigo: N. A

Classificação e Rotulagem de Perigo dos Ingredientes que Contribuem para o Perigo: N. A Nome do Produto: VERCLEAN 900 FISQP N.º: 02 Página: 1/7 Última Revisão: 08/04/13 1. Identificação do Produto e da Empresa Nome do Produto: DETERGENTE VERCLEAN 900 Código Interno de Identificação: 101 Nome

Leia mais

Tipo de Material QOI - 02/03 1. Laboratório de Química Orgânica e Farmacêutica. Material de Vidro. Material de Metal

Tipo de Material QOI - 02/03 1. Laboratório de Química Orgânica e Farmacêutica. Material de Vidro. Material de Metal Laboratório de Química Orgânica e Farmacêutica MATERIAL DE LABORATÓRIO E EQUIPAMENTO Com colaboração da Dr.ª Sara Cravo 1 Material de Vidro O material de vidro é um dos elementos fundamentais do laboratório.

Leia mais

Índice 1. Introdução...03. 2. Características técnicas...03. 3. Instalação...03. 4. Medidas externas...04. 5. Painel de controle...04. 6.

Índice 1. Introdução...03. 2. Características técnicas...03. 3. Instalação...03. 4. Medidas externas...04. 5. Painel de controle...04. 6. Índice 1. Introdução...03. 2. Características técnicas...03. 3. Instalação...03. 4. Medidas externas...04. 5. Painel de controle...04. 6. Operação...05. 6.1 Resumo do ensaio...05. 6.2 Aparelhagem...05.

Leia mais

Cozinha Industrial. Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho

Cozinha Industrial. Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho Cozinha Industrial Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho Serviços de alimentação Este tipo de trabalho aparenta não ter riscos, mas não é bem assim, veja alguns exemplos: Cortes

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO. Amarelado. Característico ph 10,00 11,50 g/cm3 ( 20ºC )

RELATÓRIO TÉCNICO. Amarelado. Característico ph 10,00 11,50 g/cm3 ( 20ºC ) RELATÓRIO TÉCNICO I - DADOS GERAIS: Nome do Produto: ÁGUA SANITÁRIA Estado Físico: Líquido Cuidados para conservação: Conservar o produto na embalagem original. Proteger do sol, do calor e da umidade.

Leia mais

3. Identificação dos Perigos Perigos mais importantes : Ação irritante para olhos, pele e sistema respiratório.

3. Identificação dos Perigos Perigos mais importantes : Ação irritante para olhos, pele e sistema respiratório. Tripolifosfato de Sódio Página 1 de 5 1. Identificação do Produto e da Empresa Nome do produto : Tripolifosfato de Sódio Código do produto : 001.019 Empresa Corpo de Bombeiros : 193 Polícia Militar : 190

Leia mais

04-10-2013. Sumário APL

04-10-2013. Sumário APL Sumário Módulo inicial Unidade temática 0 Segurança em laboratórios de química O laboratório de química.. Regras de segurança no laboratório. Símbolos de perigo e outros sinais. Planificação da AL 0.1

Leia mais

SEGURANÇA EM LABORATÓRIOS DE ENSAIOS

SEGURANÇA EM LABORATÓRIOS DE ENSAIOS SEGURANÇA EM LABORATÓRIOS DE ENSAIOS Junho de 2012 Pedro Boareto Goicoechea Nenhum trabalho é tão importante e tão urgente, que não possa ser planejado e executado com segurança! Pedro Boareto Goicoechea

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO (FISPQ) NOME DO PRODUTO: BIOFLOC 1601

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO (FISPQ) NOME DO PRODUTO: BIOFLOC 1601 NOME DO PRODUTO: BIOFLOC 1601 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: BIOFLOC 1601 Escritório: Nome da empresa: Biofloc Comercio e Representação de Produtos Químicos. Endereço: Av. Francisco

Leia mais

Sistema de Gestão da Qualidade: NBR ISO 9001 Ficha de Segurança de Produto: LAB TIN 3104

Sistema de Gestão da Qualidade: NBR ISO 9001 Ficha de Segurança de Produto: LAB TIN 3104 Código: FSP-261 Revisão: 1 Página: 1/5 1 Informação do produto e da empresa Nome do produto: LAB TIN 3104 Nome da empresa: Lab Analítica e Ambiental Ltda. Endereço: Rodovia Geraldo Scavone, 2300 Condomínio

Leia mais

Como funciona uma autoclave. Introdução. Materiais Necessários. A autoclave

Como funciona uma autoclave. Introdução. Materiais Necessários. A autoclave Intro 01 Introdução A autoclave A autoclave é um aparelho muito utilizado em laboratórios de pesquisas e hospitais para a esterilização de materiais. O processo de autoclavagem consiste em manter o material

Leia mais

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DOS LABORATÓRIOS DO NÚCLEO DE QUÍMICA NORMAS GERAIS CAPÍTULO I - FINALIDADE E APLICAÇÃO CAPÍTULO II - RESPONSABILIDADES

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DOS LABORATÓRIOS DO NÚCLEO DE QUÍMICA NORMAS GERAIS CAPÍTULO I - FINALIDADE E APLICAÇÃO CAPÍTULO II - RESPONSABILIDADES 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS CÂMPUS BARBACENA REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DOS

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos

Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos FORTEX Ficha de Segurança Nome do Produto: MASSA PVA FORTEX Data de Revisão: 15/08/2013 Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto:

Leia mais

Revisão 15 Abril/13 FISPQ N o 0002-13 Página 1 de 5

Revisão 15 Abril/13 FISPQ N o 0002-13 Página 1 de 5 FISPQ N o 0002-13 Página 1 de 5 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME COMERCIAL Thinner 2750 NOME DO FABRICANTE ANJO QUIMICA DO BRASIL LTDA Rodovia SC, 447 Km 02 Criciúma Santa Catarina CEP: 88.817-440

Leia mais

Rua Manoel Joaquim Filho, 303, cep.13140-000 Paulínia / SP E-mail: ceva@cevabrasil.com.br

Rua Manoel Joaquim Filho, 303, cep.13140-000 Paulínia / SP E-mail: ceva@cevabrasil.com.br Produto: TILDREN Página 1 de 5 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Nome do Fabricante: Nome do Distribuidor: Endereço: TILDREN La Ballastiere BP 126-33501 Libourne. Ceva Saúde Animal

Leia mais

Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos VEDAPREN FAST - TERRACOTA

Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos VEDAPREN FAST - TERRACOTA 1. Identificação do produto e da empresa Nome do produto: Códigos internos de identificação do produto: 111690, 111691, 121714 e 111689 Nome da empresa: Otto Baumgart Ind. e Com. S/A Endereço: Rua Coronel

Leia mais

Pode causar dores abdominais e irritação gástrica. Por não ser um produto totalmente bio-degradável, pode afetar o ecosistema.

Pode causar dores abdominais e irritação gástrica. Por não ser um produto totalmente bio-degradável, pode afetar o ecosistema. 1 Identificação do produto e da empresa Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos - FISPQ FISPQ nº 012 Página 1 / 5 Data da última revisão 17/072008 Nome do produto: Acrilpen Código interno

Leia mais

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico FISPQ: 753.01/2016

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico FISPQ: 753.01/2016 Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico FISPQ: 753.01/2016 FUNDO PREPARADOR DE PAREDES BASE ÁGUA PREMIUM CORIARTE Data 12/02/2016 Revisão: 002/2016 Página 1/6 1-IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico Produto : NO-RUST D - Data da Atualização: 22/01/2014 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Empresa: R. Pref. Eurípedes de Siqueira, n.º 36 Distrito

Leia mais

Guia Técnico para Segurança em Cursos de Química Experimental

Guia Técnico para Segurança em Cursos de Química Experimental Guia Técnico para Segurança em Cursos de Química Experimental Introdução Um objetivo importante da formação química de estudantes de ciências é o aprendizado sobre os riscos e a aquisição de experiência

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CAMPUS ANISIO TEIXEIRA-INSTITUTO MULTIDICIPLINAR EM SAÚDE COORDENAÇÃO GERAL DE LABORATÓRIOS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CAMPUS ANISIO TEIXEIRA-INSTITUTO MULTIDICIPLINAR EM SAÚDE COORDENAÇÃO GERAL DE LABORATÓRIOS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CAMPUS ANISIO TEIXEIRA-INSTITUTO MULTIDICIPLINAR EM SAÚDE COORDENAÇÃO GERAL DE LABORATÓRIOS NORMAS INTERNAS DO LABORATÓRIO DE BIOTECNOLOGIA E GENÉTICA

Leia mais

FISPQ FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO NBR 14725 NOME DO PRODUTO: SOLUÇÃO 2 - ORTOTOLIDINA

FISPQ FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO NBR 14725 NOME DO PRODUTO: SOLUÇÃO 2 - ORTOTOLIDINA NOME DO PRODUTO: SOLUÇÃO 2 - ORTOTOLIDINA DATA DA ÚLTIMA REVISÃO: 09/08/2013 1/7 FISPQ NRº. 022 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA. - Nome do Produto: Ortotolidina - Solução - Nome Comercial: Solução

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO SUPERIOR PROFISSIONAL FATESP MANUAL DE AULAS PRÁTICAS MULTIDISCIPLINARES DA FATESP.

FACULDADE DE TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO SUPERIOR PROFISSIONAL FATESP MANUAL DE AULAS PRÁTICAS MULTIDISCIPLINARES DA FATESP. FACULDADE DE TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO SUPERIOR PROFISSIONAL FATESP MANUAL DE AULAS PRÁTICAS MULTIDISCIPLINARES DA FATESP. SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Normas de Segurança e de Higiene em Laboratório: Uso

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GERAIS DE SEGURANÇA DOS LABORATÓRIOS DE ENSINO

MANUAL DE NORMAS GERAIS DE SEGURANÇA DOS LABORATÓRIOS DE ENSINO PRÓ-REITORIA DE ENSINO MANUAL DE NORMAS GERAIS DE SEGURANÇA DOS LABORATÓRIOS DE ENSINO Manual de Normas Gerais de Segurança dos Laboratórios de Ensino aprovado pelo Conselho Superior do IFS através da

Leia mais

2 IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS 2.1 Principais Riscos: Pode causar irritação à pele, aos olhos e ao trato respiratório.

2 IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS 2.1 Principais Riscos: Pode causar irritação à pele, aos olhos e ao trato respiratório. Nome do Produto: Silicone Pérola 300ml/200g Página 1 de 7 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 1.1 Nome Comercial: Silicone Pérola 300ml/200g 1.2 Código de Venda: 261.0002 1.3 Nome do Fabricante: BASTON

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO (FISPQ)

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO (FISPQ) Página: 1/9 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Aplicação: Reparação de veículo e produtos de fibras em gerais Fornecedor Nome: Maxi-Rubber Endereço: Av. Luigi Papaiz, 843 Telefone: (011) 4092-7777

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS - FISPQ

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS - FISPQ FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS - FISPQ SEÇÃO 1: IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA E DO PRODUTO Produto: Empresa: TWISTER OFFICER INDÚSTRIA QUÍMICA LTDA R.Senador Giovanni Agnelli, 927-galpão

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico Título: Decorama Esmalte Base Água Alto Brilho

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico Título: Decorama Esmalte Base Água Alto Brilho Página 1 de 7 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Decorama Esmalte Base Água Alto Brilho Código Interno de Identificação do Produto: 772045 Nome da Empresa: Tintas Iquine LTDA Endereço

Leia mais

de Segurança de Produtos Químicos

de Segurança de Produtos Químicos 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: Nome do Produto: Impermeabilizante acrílico a base d água. Fornecedor:. Av Eng Juarez de Siqueira Britto Wanderley, 380 Jd Vale do Sol CEP: 12.238-565 São José

Leia mais

REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS ESPECIALIZADOS DA ÁREA DE SAÚDE

REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS ESPECIALIZADOS DA ÁREA DE SAÚDE REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS ESPECIALIZADOS DA ÁREA DE SAÚDE I. Objetivos do Regulamento dos Laboratórios Especializados da Área de Saúde 1. Fornecer um guia geral e regras básicas consideradas mínimas

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico Nome do produto: BENZOATO DE SÓDIO Page: (1 de 5) ATENÇÃO: Leia atentamente esta Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico (FISPQ) antes

Leia mais

Se você quer tirar o máximo proveito da tecnologia contida neste produto, leia o Guia Rápido por completo.

Se você quer tirar o máximo proveito da tecnologia contida neste produto, leia o Guia Rápido por completo. GUIA RÁPIDO Comece por aqui Se você quer tirar o máximo proveito da tecnologia contida neste produto, leia o Guia Rápido por completo. Refrigerador BRE50 Frost Free Seu refrigerador usa o sistema Frost

Leia mais

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico. Produto CHOICE

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico. Produto CHOICE 1. Identificação do Produto Nome do Produto: CHOICE Código do Produto: - Nome da Empresa: De Sangosse Agroquímica Ltda. Endereço: Rua Raimundo Ramos Ferreira, 136 - CURITIBA/PR CEP: 81.350-040 Telefone

Leia mais

Ficha De Informações De Segurança De Produtos Químicos - FISPQ

Ficha De Informações De Segurança De Produtos Químicos - FISPQ Ficha De Informações De Segurança De Produtos Químicos - FISPQ De acordo com a NBR 14725-4:2012 Data da revisão: 21/10/2013 Revisão: 03 1. Identificação do Produto e da Empresa Nome do produto: Referência

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico 1 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA - Nome: Massa Rápida Branco - Empresa: MAZA PRODUTOS QUIMICOS LTDA - Endereço: Rua José Oleto, 1140 - Complemento: xxxxxx Bairro: Distrito Industrial II - Cidade:

Leia mais

EQUIPAMENTOS DE LABORATÓRIO DE QUÍMICA

EQUIPAMENTOS DE LABORATÓRIO DE QUÍMICA www.fabianoraco.oi.com.br Equipamentos de Laboratório de Química 1 EQUIPAMENTOS DE LABORATÓRIO DE QUÍMICA Prof. Fabiano Ramos Costa Química Não se Decora, Compreende! Equipamentos de Laboratório de Química

Leia mais