8.1 APRESENTAÇÃO IDENTIFICANDO TALENTOS O GESTOR NO PAPEL DE TREINADOR AUTOLIDERANÇA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "8.1 APRESENTAÇÃO... 03 8.2 IDENTIFICANDO TALENTOS... 04 8.3 O GESTOR NO PAPEL DE TREINADOR... 05 08 8.4 AUTOLIDERANÇA... 09 10"

Transcrição

1 SUMÁRIO MÓDULO 8 - GESTÃO DE PESSOAS 8.1 APRESENTAÇÃO IDENTIFICANDO TALENTOS O GESTOR NO PAPEL DE TREINADOR AUTOLIDERANÇA RELACIONAMENTO INTERPESSOAL Guia de Gestão de Rede de Parceiros

2 Guia de Gestão de Rede de Parceiros

3 GESTÃO DE PESSOAS GESTÃO DE APRESENTAÇÃO Gestão é o mesmo que administração ou gerenciamento. A gestão de pessoas passa por conceitos motivacionais que envolvem a qualidade de vida no trabalho, produtividade, imagem institucional, treinamento e foco no cliente. (Foco no cliente é o mesmo que colocar-se no lugar do cliente agindo sempre na busca de sua satisfação) Quando se fala de pessoas, fala-se do cliente INTERNO e EXTERNO. Tanto o funcionário (cliente interno) quanto o cliente da loja (cliente externo) têm papel de destaque no desempenho e, conseqüentemente, no sucesso e permanência da empresa no mercado. O capital humano (funcionários ou colaboradores) são hoje o maior patrimônio das empresas. A habilidade de relacionar-se com pessoas (talentos humanos) envolve dar direcionamento e significado ao trabalho delas. O Empresário Lotérico precisa estar atento à Missão da Unidade Lotérica, sempre disposto a motivar seu pessoal, criar condições para trabalho em equipe e aumentar as chances de atingir seu objetivo mais importante de negócio o lucro. Relacionamento com pessoas é uma habilidade que pode ser desenvolvida e melhorada a cada dia. Ao trocar idéias, ler livros e participar de cursos sobre gestão de pessoas, você pode desenvolver e melhorar seus relacionamentos com seus clientes. No início do "negócio", é essencial que o gestor Empresário Lotérico garanta os recursos necessários para que a empresa dê certo. Guia de Gestão de Rede de Parceiros 3

4 8.2 - IDENTIFICANDO TALENTOS IDENTIFICANDO TALENTOS Como Selecionar Talentos: 1 - Selecionar não significa apenas recrutar pessoas para executar tarefas. A seleção é o momento em que você escolhe as pessoas certas, os talentos para o seu time, com as características adequadas ao exercício das atividades da Unidade Lotérica. 2 - Para tanto, defina previamente o perfil e as habilidades desejadas para o desempenho dessas atividades. Você precisa de um jogador que jogue na retranca ou de um que gosta de estar sempre no ataque, que não é fominha, que quer fazer tudo sozinho, etc. 3 - Como a Unidade Lotérica lida prioritariamente com o público, é fundamental que as pessoas de sua equipe tenham uma boa apresentação pessoal, vocabulário adequado e saibam estabelecer uma excelente linha de comunicação com os clientes. 4 - Assim, o perfil de um vendedor/atendente da Unidade Lotérica que está situada dentro de um shopping center não é o mesmo que o de outra instalada em um bairro popular. O Empresário Lotérico, ao identificar o seu público-alvo, tem mais condições de estabelecer o perfil desejável para os seus colaboradores. Em síntese: sua equipe deve estar sempre capacitada a representar a Unidade Lotérica no mercado, de modo que transmita solidez e credibilidade. O Empresário Lotérico, ao entrevistar os candidatos, deverá perceber se eles possuem características ou potencial para desenvolver as habilidades necessárias ao negócio. Lance algumas questões ligadas ao negócio da Unidade Lotérica e outras que não estejam diretamente ligadas ao trabalho: Qual a imagem que você tem de uma empresa? Qual a imagem que você tem de uma Unidade Lotérica? Como você espera contribuir para o sucesso da nossa empresa? Quais são suas expectativas pessoais e profissionais? O que o motivou a trabalhar numa Unidade Lotérica? Fale-me sobre uma atividade bem sucedida que você tenha desenvolvido.! ATENÇÃO Faça contato com as pessoas e empresas indicadas como referências pelo candidato. 4 Guia de Gestão de Rede de Parceiros

5 8.3 - O GESTOR NO PAPEL DE TREINADOR O GESTOR NO PAPEL DE TREINADOR Cabe ao empresário comprometer-se com o seu próprio desenvolvimento pessoal e também com o investimento na capacitação e desenvolvimento profissional de seus colaboradores. Esse compromisso está em apoiar projetos de autodesenvolvimento, que fortaleçam a empregabilidade e a qualidade de vida no trabalho. A empresa deve investir no desenvolvimento pessoal e profissional de seus empregados. É fundamental conceder aos outros e a si próprio a oportunidade de ser criativo e aprender sempre. No mundo dos esportes, o treinador atua como técnico, professor, preparador e orientador. Em gestão de pessoas, o gestor age como treinador. Agir como treinador é um processo permanente e é fundamental ser praticado constantemente, de uma forma dinâmica. Conversar sempre com os seus colaboradores visando à constante melhoria do indivíduo e do grupo é papel de quem lidera. Exemplo: em um time de futebol, para ganhar o jogo, um jogador aprende muito com as dicas do seu treinador e, também, com a experiência e união de todos da equipe. Exercite sua disponibilidade em perceber e compreender, em si e nos outros, sentimentos, preconceitos, falhas, defesas, e em saber lidar com eles de forma honesta e clara. Atitudes do Treinador: A) Ao receber um novo integrante da equipe O treinador (Empresário Lotérico) é responsável por coordenar e acompanhar a integração do novo contratado. É necessário que o novo empregado seja recebido de forma calorosa por alguém que, além de ensinar as questões operacionais, transmita as informações necessárias para o entendimento do funcionamento da empresa e o foco do seu negócio (foco do negócio = objetivo principal do negócio). É importante, também, preparar a equipe antiga para receber bem o novo colaborador/funcionário. No processo de entrosamento, o treinador (Empresário Lotérico) deve conscientizá-lo da importância da leitura das normas e informações divulgadas. O repasse de conhecimento apenas boca a boca faz com que se percam partes importantes ao longo do tempo. Retransmita as informações sobre o mercado em que a Unidade Lotérica está inserida, sobre seus desafios e oportunidades, concorrentes e clientes potenciais. A informação é fundamental para o sucesso da empresa. Guia de Gestão de Rede de Parceiros 5

6 8.3 - O GESTOR NO PAPEL DE TREINADOR Faça com que o novo funcionário sinta o quanto ele é importante para a equipe e, também, co-responsável pelas futuras vitórias e fracassos da Unidade Lotérica. B) Ao orientar permanentemente O funcionário/colaborador deve saber claramente qual o seu papel diante dos objetivos e metas da empresa, bem como conhecer todas as atividades da Unidade Lotérica. O treinador (Empresário Lotérico) deverá ficar sempre atento ao processo de aprendizagem do funcionário/colaborador. Para isso, crie uma amizade sincera, observe suas falhas e seus talentos, converse sempre com ele de maneira clara, direta e precisa, para não dar margem a outras interpretações. Seja oportuno, converse com o funcionário o mais próximo possível do momento em que a ação (ação = erros ou acertos) ocorreu. Transmita sua crítica construtiva com sentimento de verdade e amor. Diante dos erros, não acuse, analise; veja o erro como chance de aprender. Se agir assim, o treinador consolidará o processo de aprendizagem e terá sempre um aliado. A orientação é feita pelo treinador com base na necessidade de cada funcionário. O Empresário Lotérico deve criar o hábito de reunir-se periodicamente com a sua equipe para conversar sobre os problemas da própria Unidade Lotérica, na busca de soluções. Registre todos os tópicos e deliberações abordados em um fichário Memória de Reunião. No futuro, servirá para consulta e acompanhamento das ações deliberadas. O treinador deverá propiciar a seus funcionários/colaboradores um clima de troca de críticas construtivas. Em reuniões, para reflexão, repasse as seguintes questões: Sou responsável pela minha própria vida? Se eu não conseguir fazer o melhor, só posso culpar a mim mesmo? Sou co-responsável pelos sucessos da minha equipe? Estou no trabalho certo? Estou dando o melhor de mim? Estou entusiasmado com o meu trabalho? Estou satisfeito e tenho orgulho do meu trabalho? Se eu estiver dando o melhor de mim mesmo, será apenas a empresa que se beneficiará com isso? Sei receber críticas construtivas do meu Gestor (Empresário Lotérico) e dos componentes da equipe? Se essas críticas forem verdadeiras, mesmo que eu não goste, sei analisar e mudar de atitude? Sei criticar construtivamente as atitudes do meu Gestor (Empresário Lotérico) e dos componentes da equipe? Quando faço as críticas, tenho consciência da minha postura? A equipe recebe bem os meus questionamentos? Que faço para melhorar esse processo? C) Ao acompanhar a evolução dos talentos O treinador (Empresário Lotérico) deve acompanhar os níveis de conhecimento, habilidades e atitudes dos colaboradores. São informações importantes para diagnosticar tudo de que os empregados necessitam e quais ações ou correções devem ser adotadas. 6 Guia de Gestão de Rede de Parceiros

7 8.3 - O GESTOR NO PAPEL DE TREINADOR D) Ao valorizar o sentimento no time O treinador (Empresário Lotérico) facilita apoio psicológico em relação a comportamentos individuais e valores do grupo. É fundamental criar condições para a qualidade de vida no trabalho. Colaboram para a qualidade de vida no trabalho os sentimentos de orgulho pelo trabalho realizado, a vida emocional satisfatória, a auto-estima, o equilíbrio entre trabalho e lazer; horários e condições de trabalho sensato, justiça nas recompensas, diálogo no trabalho e, principalmente, a qualidade das relações interpessoais. E) Ao desenvolver os talentos O treinador (Empresário Lotérico) é responsável pelo desenvolvimento profissional da equipe. Diariamente deve criar condições para treinamento dos membros da sua equipe no local de trabalho. O desenvolvimento profissional e pessoal nunca termina, será sempre um processo de melhoria contínua. Transmitir as informações que chegam diariamente colabora para o desenvolvimento profissional. Dessa maneira, o treinador (Empresário Lotérico) terá sempre uma equipe atualizada e pronta para atender bem. O Empresário deverá estar constantemente preocupado em desenvolver as habilidades individuais e manter a sua equipe motivada. Dicas para o treinador (Empresário Lotérico): 1. Discuta com sua equipe qual é o negócio da Unidade Lotérica, quais são os produtos e serviços e suas características. 2. Abasteça seus empregados com informações sobre o mercado em que a Unidade Lotérica está inserida, seus desafios e oportunidades, concorrentes e clientes potenciais. Essas informações capacitam e transmitem segurança à sua equipe. 3. Elabore guias e rotinas de trabalho em conjunto com sua equipe. Procedimentos padronizados reduzem retrabalhos e erros operacionais. A construção dessas rotinas com os colaboradores/funcionários evitará futuras reclamações da equipe. 4. Prepare os seus empregados para atender com excelência a seus clientes, de tal modo que dispensem um tratamento adequado e cortês e garantam a imagem da Unidade Lotérica. 5. Auxilie a equipe a lidar com situações difíceis e resolver problemas, com o nível de tensão reduzido. 6. Valorize o mérito, reconhecendo os acertos de sua equipe. 7. Ensine sua equipe a aprender com os erros. 8. Elogie publicamente e repreenda particularmente. 9. Saiba ouvir atentamente as informações e sugestões dos seus funcionários/colaboradores. Elas lhe serão úteis para o crescimento da equipe e sucesso da Unidade Lotérica. Experimente esse desafio e verá resultados surpreendentes. 10. Zele pelo ambiente de trabalho, seja organizado e promova a organização e consolidação da padronização; cuide para que a Unidade Lotérica permaneça sempre limpa. Um visual agradável motiva mais a equipe. Evite poluir seu local de trabalho. 11. Não se esqueça de compartilhar com a equipe as datas festivas (aniversário dos colaboradores, Natal, Dia das Mães, Dia dos Pais, etc.), pois isso demonstra socialmente seu interesse pela equipe. Fique atento. Guia de Gestão de Rede de Parceiros 7

8 8.3 - O GESTOR NO PAPEL DE TREINADOR F) Ao avaliar constantemente o time O treinador (Empresário Lotérico) necessita informar à equipe quais os critérios que serão verificados na avaliação de desempenho. É importante avaliar: a) vendas/metas; b) qualidade de atendimento; c) pontualidade; d) agilidade; e) trabalho em equipe; f) índice de retrabalho e erros operacionais; g) desperdícios com materiais e tempo utilizado nas tarefas individuais; h) iniciativa de autodesenvolvimento pessoal. A avaliação deve ser feita periodicamente para melhoria contínua da equipe. O estabelecimento de metas individuais reforça a importância do talento para o time. O justo reconhecimento da contribuição dos funcionários para os resultados da empresa é um poderoso instrumento de envolvimento e compromisso de todos com o sucesso dos negócios. Incentive cada colaborador/funcionário a fazer um plano de crescimento individual com os sonhos pessoais e profissionais, bem como a fazer a previsão de prazos para que se tornem realidade. Incentive-os também a relacionar os obstáculos e a maneira de vencê-los. Você, como treinador, deverá acompanhar periodicamente esse planejamento, observando os avanços, desafios e as necessidades de cada um. Converse, sempre individualmente, com cada um da equipe. Construa uma equipe de campeões! 8 Guia de Gestão de Rede de Parceiros

9 8.4 - AUTOLIDERANÇA AUTOLIDERANÇA A autoliderança está ligada ao relacionamento do gestor com ele próprio (introspectivo). Esse excelente relacionamento é fundamental para o sucesso de sua gestão e prosperidade para a empresa. A autoliderança é a essência da liderança. É o caráter que cada pessoa traz para o papel da liderança, que necessita de autoconhecimento, de saber fazer crítica de suas atitudes e posturas alterando-as, quando for o caso, para obter crescimento pessoal e profissional. A equipe depende do líder. Líder é aquele em quem as pessoas acreditam, confiam; seguem-no e o respeitam. Por sua atitude coerente entre discurso e prática é que a equipe o considera como líder e legitima sua liderança no grupo. O relacionamento de liderança é resultante das fortes convicções pessoais que motivaram/motivam o empresário a entrar no ramo. É essa coragem e exemplo que estimulam a equipe. O Gestor (Empresário Lotérico) deverá estar consciente da necessidade de aprendizado contínuo e também da necessidade de desaprender o que não lhe é mais útil e, conseqüentemente, aprender com o novo. Esse processo, nós o chamamos de aceitação das mudanças. Toda mudança só ocorre se tiver começo na mudança de si mesmo (Gestor = Empresário Lotérico). Para sustentação de qualquer iniciativa de mudança positiva, é necessário que o líder incentive o talento de todos os participantes, oferecendo apoio para utilização das idéias da sua equipe de modo eficaz na empresa. O desempenho do Gestor = Conhecimento + Habilidade + Atitude (Motivação) Quando o objetivo determinado não for atingido, o líder deve apoiar-se em seus valores pessoais: caráter, honestidade, coragem e visão (visão = aonde quero chegar) para realinhar as ações estratégicas de alcance do objetivo. É necessária uma preparação consciente, proativa e constante para lidar com a ameaça externa do fracasso competitivo e também com a ameaça interna (controle emocional) para saber reconduzir o seu planejamento estratégico. Em algumas ocasiões, o Gestor/Líder (Empresário Lotérico) poderá sentir-se com uma certa impotência para resolver os problemas e aumentar a produtividade da equipe. Nessas situações, aja com bom senso. Dicas para desfrutar da autoliderança 1. Identifique seu nível de estresse. O alto nível de estresse reflete-se no relacionamento com a equipe, além de ser prejudicial à nossa saúde. Pergunte a si mesmo: Estou dormindo bem? Como está minha saúde? Sinto-me feliz? Estou realizado no trabalho? Guia de Gestão de Rede de Parceiros 9

10 8.4 - AUTOLIDERANÇA 2. Equilibre seu estilo de vida. Além de seu trabalho, tenha tempo para o lazer (tanto para o corpo como para o espírito). 3. Faça exercícios físicos, cuide de sua espiritualidade, cultive os relacionamentos/amizades; permita-se fazer algo de que goste (hobby). 4. Verifique o que realmente gosta de fazer no seu trabalho; concentre-se nas suas habilidades. Ex: Existem sócios com habilidades para vendas e outros para controle da loja (caixa, relatórios, etc.). 5. Sempre troque idéias com amigos e colegas de profissão. Acredite nas pessoas! 6. Busque novos desafios. 7. Tenha objetivos claros. Isso traz seguidores autênticos e motivados. 8. A chave para o alto desempenho é a integridade. Seja íntegro acima de tudo. 9. Nas situações difíceis, seja parceiro de sua equipe e garanta um clima favorável e compartilhado. 10. Filtre as notícias externas. Não seja vítima de influências negativas.conheça seu mercado (concorrentes, clientes, fornecedores). 11. Seja proativo e se antecipe ao futuro: é a capacidade de ver na crise uma oportunidade de crescimento e de aprendizado. 12. Saiba como gastar a sua moeda mais valiosa - o tempo. 10 Guia de Gestão de Rede de Parceiros

11 8.5 - RELACIONAMENTO INTERPESSOAL RELACIONAMENTO INTERPESSOAL O excelente relacionamento interno (com a equipe) e externo (com a CAIXA, clientes e fornecedores) é imprescindível para a sobrevivência da empresa. As habilidades individuais e a motivação da equipe são desafios do empresário lotérico. A equipe é a cara do seu líder. A satisfação dos colaboradores e dos clientes espelha a qualidade do relacionamento interpessoal. As excelentes relações interpessoais facilitam os negócios. É prazeroso negociar com equipes harmoniosas. A) Atitudes quanto à equipe: Dê suporte motivacional à sua equipe. Você precisa do apoio deles. Mostre-se feliz e orgulhoso pela equipe que tem. Busque elogios verdadeiros e faça-os em público. Sempre que precisar reclamar do seu colaborador, faça-o em particular. Ele lhe será grato isso também é motivar. Forneça aos empregados informações sobre o mercado em que a Unidade Lotérica está inserida, seus desafios e oportunidades, concorrentes e clientes potenciais. Essas informações capacitam e transmitem segurança à sua equipe. Ouça as pessoas. Elabore guias e rotinas de trabalho em conjunto com sua equipe. Excelentes idéias surgem quando é incentivada a colaboração daqueles que trabalham diretamente com o cliente. Compartilhe seus conhecimentos, suas experiências pessoais. Crie oportunidades para trabalhar com sua equipe de forma que acumule e troque experiências. Prepare seus empregados para atender bem a seus clientes: com respeito, cordialidade e empatia (empatia = colocar-se no lugar do outro). Valorize publicamente o excelente funcionário, reconhecendo atitudes positivas, desempenho e bom atendimento. Valorize sempre sua equipe; pessoas representam o principal recurso de sua empresa. Pessoas é que fazem sua empresa. Mantenha sua equipe motivada, criando mecanismos de premiação e comissionamento vinculados às vendas de jogos e prestação de serviços, de acordo com o alcance das metas preestabelecidas. Patrocine o desenvolvimento de sua equipe. Quando a empresa dá oportunidade para o desenvolvimento pessoal, ela motiva, atrai e mantém funcionários talentosos. Guia de Gestão de Rede de Parceiros 11

12 8.5 - RELACIONAMENTO INTERPESSOAL Não centralize tarefas; lembre-se de que você trabalha em equipe. Saiba delegar tarefas. Aproveite os talentos de sua equipe. Reflita, pelo menos, 15 minutos por dia sobre suas prioridades. Elabore uma lista de prioridades para suas tarefas e realize por ordem crescente de urgência o que considerar prioritário. Pense no que é mais importante naquele dia. Saiba administrar o tempo. Delegue as tarefas. Seus funcionários se sentirão motivados pela confiança e retribuirão em comprometimento. A delegação de tarefas permite que: a) na ausência do gestor, a loja funcione normalmente; b) as pessoas se sintam valorizadas; c) haja elevação da capacidade e competência dos integrantes da equipe; d) haja maior autonomia e liberdade no trabalho. Cultive a melhoria das condições de trabalho e o estreitamento de suas relações com toda a equipe. Crie um ambiente de convivência agradável. Afinal, a maior parte do seu tempo diário é de convivência com sua equipe. O sucesso de uma empresa está determinado pelo comprometimento e preparo de todos os seus integrantes. B) Atitudes quanto à CAIXA e Fornecedores Entenda que o seu problema é também um problema de todos, ou seja, da CAIXA e do seu Fornecedor. Mantenha a cordialidade, por maior que lhe pareça o problema. O objetivo de todos é que a Unidade Lotérica tenha cada vez mais resultados positivos. Encaminhe sugestões de melhoria sempre que achar conveniente. Os processos sempre são melhorados pelas críticas e sugestões apresentadas. Sua experiência é bem-vinda. No relacionamento profissional, tenha sempre uma postura ética, o que lhe dará credibilidade perante os parceiros. C) Atitudes quanto aos clientes Mantenha os seus clientes. Crie laços de encantamento. Isso é fidelizar. (Fidelizar = tornar o cliente fiel). No mercado, as empresas utilizam todos os seus esforços para conquistar e manter clientes fiéis. Busque novos clientes. Conheça sua comunidade. Divulgue sua loja. Use corretamente o telefone, pois constitui um elemento fundamental para o crescimento do negócio. Siga as regras de uma boa comunicação. Capacite sua equipe. O atendimento pós-venda é um momento que abre as portas para novas vendas. Exemplo: ao fornecer resultados de jogos, informe as loterias acumuladas. 12 Guia de Gestão de Rede de Parceiros

13 8.5 - RELACIONAMENTO INTERPESSOAL Atente para o respeito às culturas locais. Seja ético e responsável com a comunidade. As mudanças no mercado envolvem investimento em tecnologia e aumentam seu poder de concorrência. Propicie condições eficazes para o atendimento dos seus clientes. Demonstre com atitudes a sua importância na comunidade. Seja reconhecido positivamente por todos. Essa é a chave do sucesso. O comprometimento da equipe é fundamental para a excelência do relacionamento interpessoal. Responsáveis pela elaboração e revisão do conteúdo: Escritório de Negócios SUL DE MINAS, MG Escritório de Negócios ANAPOLIS, GO Escritório de Negócios SUL FLUMINENSE, RJ ELIANE ELOISA SILVA LEITE (Coordenadora) MARCOS EDUARDO DE ALMEIDA PEDRO HENRIQUE VIDAL PRADO MIRIAN CELINA SANTIAGO BEIRES ONILDO GOMES DA SILVA ROSICLER RODRIGUES BITENCOURT MARIA GERALDA FRANÇA FELIX Colaboração Especial: ANTONIO CARLOS DE PAULA DIAS Especialista SUREH/GENEC - Educação Corporativa Vigência: 28/03/2005 Guia de Gestão de Rede de Parceiros 13

14 14 Guia de Gestão de Rede de Parceiros

membros do time, uma rede em que eles possam compartilhar desafios, conquistas e que possam interagir com as postagens dos colegas.

membros do time, uma rede em que eles possam compartilhar desafios, conquistas e que possam interagir com as postagens dos colegas. INTRODUÇÃO Você, provavelmente, já sabe que colaboradores felizes produzem mais. Mas o que sua empresa tem feito com esse conhecimento? Existem estratégias que de fato busquem o bem-estar dos funcionários

Leia mais

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LI ESTAMOS PASSANDO PELA MAIOR TRANSFORMAÇÃO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. VALORIZAR PESSOAS

Leia mais

Saiba como gerir uma equipe com essas dicas REALIZAÇÃO

Saiba como gerir uma equipe com essas dicas REALIZAÇÃO Comunicação empresarial eficiente: Saiba como gerir uma equipe com essas dicas REALIZAÇÃO Sumário 01 Introdução 02 02 03 A comunicação dentro das empresas nos dias de hoje Como garantir uma comunicação

Leia mais

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex...

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... (/artigos /carreira/comopermanecercalmosob-pressao /89522/) Carreira Como permanecer calmo sob pressão (/artigos/carreira/como-permanecer-calmosob-pressao/89522/)

Leia mais

1 Dicas para o profissional que vira chefe dos colegas

1 Dicas para o profissional que vira chefe dos colegas 1 Dicas para o profissional que vira chefe dos colegas http://oglobo.globo.com/economia/emprego/dicas-para-profissional-que-vira-chefe-dos-colegas-13653201 Tudo depende da postura pessoal, mas clareza

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta Introdução A Eucatex, através deste Código de Ética e Conduta, coloca à disposição de seus colaboradores, fornecedores e comunidade, um guia de orientação para tomada de decisões

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE

GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE 2 Download da Apresentação www.gptw.com.br publicações e eventos palestras Great Place to Work - Missão 3 Construindo um Excelente Ambiente de Trabalho 4 1 2 3 4 O que

Leia mais

Pesquisa de Clima Organizacional Extended DISC

Pesquisa de Clima Organizacional Extended DISC Pesquisa de Clima Organizacional Extended DISC Pesquisas de Clima Organizacional fornecem subsídios para a melhoria das condições de trabalho e a satisfação dos colaboradores e, com isso, tornando esta

Leia mais

Fatores e Indicadores de Desempenho ADP

Fatores e Indicadores de Desempenho ADP Fatores e Indicadores de Desempenho ADP RESPONSABILIDADE / COMPROMETIMENTO COM A INSTITUIÇÃO - Assumir o compromisso na realização das atribuições - Atuar com disposição para mudanças - Buscar qualidade

Leia mais

19 Dicas importantes para um Profissional Motivado. Por Nazir Rachid Filho Adaptado do texto de ERNESTO ARTUR BERG Revista Técnica de Vendas 11/98.

19 Dicas importantes para um Profissional Motivado. Por Nazir Rachid Filho Adaptado do texto de ERNESTO ARTUR BERG Revista Técnica de Vendas 11/98. 19 Dicas importantes para um Profissional Motivado Por Nazir Rachid Filho Adaptado do texto de ERNESTO ARTUR BERG Revista Técnica de Vendas 11/98. 1. Olhe-se no Espelho. Todas as manhãs ao acordar se olhe

Leia mais

Aperf r e f iço ç a o m a ent n o t o Ge G re r nci c al a para Supermercados

Aperf r e f iço ç a o m a ent n o t o Ge G re r nci c al a para Supermercados Aperfeiçoamento Gerencial para Supermercados Liderança Liderança é a habilidade de influenciar pessoas, por meio da comunicação, canalizando seus esforços para a consecução de um determinado objetivo.

Leia mais

Desenvolvimento Humano

Desenvolvimento Humano ASSESSORIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Desenvolvimento Humano ADVISORY Os desafios transformam-se em fatores motivacionais quando os profissionais se sentem bem preparados para enfrentá-los. E uma equipe

Leia mais

Análise dos dados da Pesquisa de Clima Relatório

Análise dos dados da Pesquisa de Clima Relatório Recursos Humanos Coordenação de Gestão de Pessoas Pesquisa de Clima Análise dos dados da Pesquisa de Clima Relatório Introdução No dia 04 de Agosto de 2011, durante a reunião de Planejamento, todos os

Leia mais

Quais são os objetivos dessa Política?

Quais são os objetivos dessa Política? A Conab possui uma Política de Gestão de Desempenho que define procedimentos e regulamenta a prática de avaliação de desempenho dos seus empregados, baseada num Sistema de Gestão de Competências. Esse

Leia mais

Relações Humanas e Marketing Pessoal

Relações Humanas e Marketing Pessoal Relações Humanas e Marketing Pessoal Realização: Projeto Ser Tão Paraibano Parceiros: Elaboração: Deusilandia Soares Professor-Orientador: Vorster Queiroga Alves PRINCÍPIOS DE RELAÇÕES HUMANAS Em qualquer

Leia mais

Criando uma equipe vencedora

Criando uma equipe vencedora Criando uma equipe vencedora Como montar uma equipe vencedora? Hoje em dia, empresas de todos os tamanhos têm um objetivo em comum: fazer mais com menos. Desde a crise financeira global, alcançar novos

Leia mais

Como se tornar um líder de Sucesso!

Como se tornar um líder de Sucesso! Como se tornar um líder de Sucesso! Os 10 mandamentos do Como se tornar um líder de Sucesso! O líder é responsável pelo sucesso ou fracasso de uma organização. A liderança exige de qualquer pessoa, paciência,

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br

TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br Cursos para Melhoria do desempenho & Gestão de RH TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br Administração do Tempo Ampliar a compreensão da importância

Leia mais

liderança conceito Sumário Liderança para potenciais e novos gestores

liderança conceito Sumário Liderança para potenciais e novos gestores Sumário Liderança para potenciais e novos gestores conceito Conceito de Liderança Competências do Líder Estilos de Liderança Habilidades Básicas Equipe de alta performance Habilidade com Pessoas Autoestima

Leia mais

Mensagem do presidente

Mensagem do presidente Mensagem do presidente A giroflex-forma está em um novo momento. Renovada, focada em resultados e nas pessoas, ágil e mais competitiva no mercado de assentos e de mobiliário corporativo. Representando

Leia mais

Portfolio de cursos TSP2

Portfolio de cursos TSP2 2013 Portfolio de cursos TSP2 J. Purcino TSP2 Treinamentos e Sistemas de Performance 01/07/2013 Como encantar e fidelizar clientes Visa mostrar aos participantes a importância do conhecimento do cliente,

Leia mais

Manual de Boa Conduta dos profissionais da área da beleza. Ética, o que é?

Manual de Boa Conduta dos profissionais da área da beleza. Ética, o que é? Manual de Boa Conduta dos profissionais da área da beleza. Ética, o que é? Para crescer profissionalmente não basta conhecer bem sua especialidade, é indispensável ser ético. De acordo com o dicionário

Leia mais

PROFISSIONAL DE FARMÁCIA: IMAGEM E CAPACIDADE SÃO ESSENCIAIS

PROFISSIONAL DE FARMÁCIA: IMAGEM E CAPACIDADE SÃO ESSENCIAIS PROFISSIONAL DE FARMÁCIA: IMAGEM E CAPACIDADE SÃO ESSENCIAIS Na área da saúde, algumas habilidades, como o conhecimento técnico e a facilidade de comunicação influem decisivamente na impressão conquistada

Leia mais

Mário Rocha. A contribuição do Coaching no desenvolvimento das competências

Mário Rocha. A contribuição do Coaching no desenvolvimento das competências Mário Rocha A contribuição do Coaching no desenvolvimento das competências Missão Visão Objetivos estratégicos Competências Organizacionais Competências Conhecimento o que saber Habilidades - saber fazer

Leia mais

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Ultrapassando barreiras e superando adversidades. Ser um gestor de pessoas não é tarefa fácil. Existem vários perfis de gestores espalhados pelas organizações,

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais

Sem Mais Desculpas Treinamentos E porque? O que é vender no mundo de hoje O que você verá neste curso:

Sem Mais Desculpas Treinamentos E porque? O que é vender no mundo de hoje O que você verá neste curso: A Sem Mais Desculpas Treinamentos defende um conceito chamado Comportamento Comercial. Acreditamos que todas as pessoas, em todas as funções, necessitam ter uma visão e uma atitude comercial daquilo que

Leia mais

PORTFÓLIO DE CURSOS E COACHING

PORTFÓLIO DE CURSOS E COACHING 11 PORTFÓLIO DE CURSOS E COACHING W W W. C O M U N I C A C A O E M F O C O. C O M. BR SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO QUEM SOMOS... 3 2. CURSOS IN COMPANY 2.1. ORATÓRIA E TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO EM PÚBLICO...

Leia mais

PLANO DE AÇÃO. Módulo B Liderança e Gestão de Pessoas

PLANO DE AÇÃO. Módulo B Liderança e Gestão de Pessoas PLANO DE AÇÃO Módulo B Liderança e Gestão de Pessoas PLANO DE AÇÃO LIDERANÇA E GESTÃO DE PESSOAS Banco do Brasil INEPAD Prezados alunos, Nesta etapa, ao receber de volta do Diagnóstico de sua agência você

Leia mais

Motivando sua Empresa para o Sucesso

Motivando sua Empresa para o Sucesso Motivando sua Empresa para o Sucesso rev. 06/06 Trabalhando com um time de sucesso Engº JULIO TADEU ALENCAR e-mail: jtalencar@sebraesp.com.br 1 O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO EVOLUÇÃO

Leia mais

workshop Ciência do Sucesso

workshop Ciência do Sucesso PROF. MARCELINO FERNANDES workshop Ciência do Sucesso professormarcelino@hotmail.com Objetivo do workshop Revelar aos participantes as chaves do segredo do sucesso 2 1 Referências Bibliográficas 3 Referências

Leia mais

Proposta de Candidatura Diretoria da Presidência Agrobio Consultoria Júnior Gestão 2013. Isabella Assunção Cerqueira Procópio

Proposta de Candidatura Diretoria da Presidência Agrobio Consultoria Júnior Gestão 2013. Isabella Assunção Cerqueira Procópio Proposta de Candidatura Diretoria da Presidência Agrobio Consultoria Júnior Gestão 2013 Isabella Assunção Cerqueira Procópio Janeiro de 2013 1 Sumário 1. Dados Básicos de Identificação...3 2. Histórico

Leia mais

PROGRAMA COMPLIANCE VC

PROGRAMA COMPLIANCE VC Seguir as leis e regulamentos é ótimo para você e para todos. Caro Colega, É com satisfação que compartilho esta cartilha do Programa Compliance VC. Elaborado com base no nosso Código de Conduta, Valores

Leia mais

Vivendo de acordo com nossos valores...

Vivendo de acordo com nossos valores... Vivendo de acordo com nossos valores... o jeito Kinross Nossa empresa, Kinross, é uma empresa internacional de mineração de ouro sediada no Canadá, com operações nos Estados Unidos da América, Rússia,

Leia mais

PÚBLICO ALVO: Todos os profissionais da área de agenciamento de viagens.

PÚBLICO ALVO: Todos os profissionais da área de agenciamento de viagens. 6. Gestão Empresarial 6.1 Inovando para crescer: turismo nos novos tempos INSTRUTOR(A): Carlos Silvério Todos os profissionais da área de agenciamento de viagens. Proporcionar uma reflexão sobre o panorama

Leia mais

ENDOMARKETING: Utilização como ferramenta de crescimento organizacional

ENDOMARKETING: Utilização como ferramenta de crescimento organizacional ENDOMARKETING: Utilização como ferramenta de crescimento organizacional Carlos Henrique Cangussu Discente do 3º ano do curso de Administração FITL/AEMS Marcelo da Silva Silvestre Discente do 3º ano do

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes 1 SÉRIE DESENVOLVIMENTO HUMANO FORMAÇÃO DE LÍDER EMPREENDEDOR Propiciar aos participantes condições de vivenciarem um encontro com

Leia mais

SEMIPRESENCIAL 2013.1

SEMIPRESENCIAL 2013.1 SEMIPRESENCIAL 2013.1 MATERIAL COMPLEMENTAR II DISCIPLINA: GESTÃO DE CARREIRA PROFESSORA: MONICA ROCHA LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO Liderança e Motivação são fundamentais para qualquer empresa que deseja vencer

Leia mais

Um dos melhores Programas de Capacitação de Líderes do Mundo

Um dos melhores Programas de Capacitação de Líderes do Mundo Um dos melhores Programas de Capacitação de Líderes do Mundo O Leader Coaching Traning é um programa de treinamento em Coaching para Líderes, licenciado pela World Federation of Coaching (WFC), entidade

Leia mais

Avaliação Confidencial

Avaliação Confidencial Avaliação Confidencial AVALIAÇÃO 360 2 ÍNDICE Introdução 3 A Roda da Liderança 4 Indicadores das Maiores e Menores Notas 7 GAPs 8 Pilares da Estratégia 9 Pilares do Comprometimento 11 Pilares do Coaching

Leia mais

Quem Contratar como Coach?

Quem Contratar como Coach? Quem Contratar como Coach? por Rodrigo Aranha, PCC & CMC Por diversas razões, você tomou a decisão de buscar auxílio, através de um Coach profissional, para tratar uma ou mais questões, sejam elas de caráter

Leia mais

Vendas - Cursos. Curso Completo de Treinamento em Vendas com Eduardo Botelho - 15 DVDs

Vendas - Cursos. Curso Completo de Treinamento em Vendas com Eduardo Botelho - 15 DVDs Vendas - Cursos Curso Completo de Treinamento em Vendas com - 15 DVDs O DA VENDA Esta palestra mostra de maneira simples e direta como planejar o seu trabalho e, também, os seus objetivos pessoais. Através

Leia mais

MOBILIZAR É PRECISO! COMO FAZEMOS? Dr. Dante R Quadros

MOBILIZAR É PRECISO! COMO FAZEMOS? Dr. Dante R Quadros MOBILIZAR É PRECISO! COMO FAZEMOS? Dr. Dante R Quadros AMEAÇAS Gary Hamel SOCIEDADE OUTRAS INSTITUIÇÕES COMPETIÇÃO DESINTERESSE CONFLITOS APATIA ETC. MUDANÇAS Pesquisa da TMI 1. 10% dos empregados andam

Leia mais

Desejamos a você um completo sucesso, construindo sua verdadeira riqueza.

Desejamos a você um completo sucesso, construindo sua verdadeira riqueza. PROGRAMA MASTER 72h MASTER 72h Prezado Consultor, Nós da família Hinode preparamos esse material com muito carinho para você, pois temos um sonho de fazer desse mundo, um mundo melhor. Nosso objetivo é

Leia mais

RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE

RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE COACHING EDUCATION By José Roberto Marques Diretor Presidente - Instituto Brasileiro de Coaching Denominamos de Coaching Education a explicação, orientação e aproximação

Leia mais

Saber dar e receber Feedback

Saber dar e receber Feedback Saber dar e receber Feedback Imagem de http://sestudo.blogspot.com/ Um presidente da Câmara de Nova Iorque, Ed Koch, passeava nas ruas da cidade e perguntava às pessoas o que achavam do seu desempenho

Leia mais

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO.

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Workshop para empreendedores e empresários do Paranoá DF. SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Dias 06 e 13 de Dezembro Hotel Bela Vista Paranoá Das 08:00 às 18:00 horas Finanças: Aprenda a controlar

Leia mais

Aula Nº 9 Treinamento - Atendimento em Call Center

Aula Nº 9 Treinamento - Atendimento em Call Center Aula Nº 9 Treinamento - Atendimento em Call Center Objetivos da aula: Ao final desta aula, você poderá compreender a importância de um treinamento adequado, que possui, como ferramentas competitivas, a

Leia mais

MOTIVAÇÃO UM NOVO COMBUSTÍVEL EMPRESARIAL

MOTIVAÇÃO UM NOVO COMBUSTÍVEL EMPRESARIAL MOTIVAÇÃO UM NOVO COMBUSTÍVEL EMPRESARIAL Daniele Cristine Viana da Silva 1 Maria José Vencerlau 2 Regiane da Silva Rodrigues 3 André Rodrigues da Silva 4 Fábio Fernandes 5 RESUMO O Artigo Científico tem

Leia mais

Construindo o Conteúdo da Liderança. José Renato S. Santiago Jr.

Construindo o Conteúdo da Liderança. José Renato S. Santiago Jr. Construindo o Conteúdo da Liderança José Renato S. Santiago Jr. Gestão Estratégica de RH Módulo 1: Alinhando Gestão de Pessoas com a Estratégia da Empresa Módulo 2: Compreendendo e Dinamizando a Cultura

Leia mais

Pesquisa de Clima tornou-se uma ação estratégica de Gestão de Pessoas

Pesquisa de Clima tornou-se uma ação estratégica de Gestão de Pessoas Pesquisa de Clima tornou-se uma ação estratégica de Gestão de Pessoas Boas propostas são essenciais para que uma gestão tenha êxito, mas para que isso ocorra é fundamental que os dirigentes organizacionais

Leia mais

LÍDER COACH Obtenha excelência em sua vida pessoal e profissional

LÍDER COACH Obtenha excelência em sua vida pessoal e profissional LÍDER COACH Obtenha excelência em sua vida pessoal e profissional Ao investir em pessoas o seu resultado é garantido! Tenha ganhos significativos em sua gestão pessoal e profissional com o treinamento

Leia mais

remuneração para ADVOGADOS advocobrasil Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados porque a mudança é essencial

remuneração para ADVOGADOS advocobrasil Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados porque a mudança é essencial remuneração para ADVOGADOS Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados advocobrasil Não ter uma política de remuneração é péssimo, ter uma "mais ou menos" é pior ainda. Uma das

Leia mais

Princípios de Liderança

Princípios de Liderança Princípios de Liderança LIDERANÇA E COACH www.liderancaecoach.com.br / liderancaecoach ÍNDICE Liderança Chefe x Líder O que um líder não deve fazer Dicas para ser um líder de sucesso Para liderar uma equipe

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 Even e Junior Achievement de Minas Gerais UMA PARCERIA DE SUCESSO 1 SUMÁRIO Resultados Conquistados... 3 Resultados do Projeto... 4 Programa Finanças Pessoais... 5 Conceitos

Leia mais

Formulário de Avaliação de Desempenho

Formulário de Avaliação de Desempenho Formulário de Avaliação de Desempenho Objetivos da Avaliação de Desempenho: A avaliação de desempenho será um processo anual e sistemático que, enquanto processo de aferição individual do mérito do funcionário

Leia mais

CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL

CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL Somos especializados na identificação e facilitação de soluções na medida em que você e sua empresa necessitam para o desenvolvimento pessoal, profissional,

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

LÍDER 360º APRESENTAÇÃO PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE LIDERANÇA PARA A GESTÃO PÚBLICA E PRIVADA

LÍDER 360º APRESENTAÇÃO PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE LIDERANÇA PARA A GESTÃO PÚBLICA E PRIVADA PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE LIDERANÇA PARA A GESTÃO PÚBLICA E PRIVADA 24 HORAS DE MUITO CONHECIMENTO, DINÂMICAS E TROCA DE EXPERIÊNCIAS APRESENTAÇÃO LÍDER 360º Os princípios da liderança efetiva Para construirmos

Leia mais

Síntese do Relatório. Avaliados Gerente Parceiro Colaborador Cliente Você Mesmo Subtotal

Síntese do Relatório. Avaliados Gerente Parceiro Colaborador Cliente Você Mesmo Subtotal Síntese do Relatório Avaliados Parceiro Colaborador Cliente Subtotal Respondido 1 3 2 1 1 8 Convidado 1 4 4 4 1 14 Escala de Classificação Escala Discordo Plenamente 1 Discordo 2 Neutro 3 Concordo 4 Concordo

Leia mais

ATENDIMENTO EXTRAORDINÁRIO

ATENDIMENTO EXTRAORDINÁRIO ATENDIMENTO EXTRAORDINÁRIO Fernando Ribeiro Dos Santos, M.Sc. Material Exclusivo professorfernandosantos@gmail.com O Palestrante Quem sou? Material Exclusivo professorfernandosantos@gmail.com FERNANDO

Leia mais

Ano: 2012 MATRIZ DE COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS. Realiza Consultoria Empresarial Ltda. www.consultoriarealiza.com.br www.flaviopimentel.com.

Ano: 2012 MATRIZ DE COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS. Realiza Consultoria Empresarial Ltda. www.consultoriarealiza.com.br www.flaviopimentel.com. Ano: 2012 MATRIZ DE COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS Realiza Consultoria Empresarial Ltda. www.consultoriarealiza.com.br www.flaviopimentel.com.br MATRIZ DE COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS Alinhadas às Diretrizes

Leia mais

ATENDIMENTO 3D O diferencial para o sucesso em vendas

ATENDIMENTO 3D O diferencial para o sucesso em vendas Perfil... Atuando há 20 anos em vendas Jean Oliveira já viveu na pele cada experiência que essa profissão promove, é especialista com MBA em Estratégias de Negócios e graduado em Tecnologia de Processamento

Leia mais

Prof Elly Astrid Vedam

Prof Elly Astrid Vedam Prof Elly Astrid Vedam Despertar e saber lidar com os mecanismos de liderança e se preparar para a gestão de pequenos e médios negócios; Identificar conflitos no ambiente de seu negócio, calculando e avaliando

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA G UPO

CÓDIGO DE ÉTICA G UPO CÓDIGO DE ÉTICA G UPO 1 Sumário APRESENTAÇÃO... 2 1. APLICABILIDADE... 3 ESCLARECIMENTOS... 3 O COMITÊ DE ÉTICA... 3 ATRIBUIÇÕES DO COMITÊ... 3,4 2. ASSUNTOS INTERNOS... 4 OUVIDORIA... 4 PRECONCEITO...

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Administração 5ª Série Administração de Recursos Humanos I A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem desenvolvido por meio de um conjunto

Leia mais

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva.

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva. COMPREENDENDO A GESTÃO DE PESSOAS Karina Fernandes de Miranda Helenir Celme Fernandes de Miranda RESUMO: Este artigo apresenta as principais diferenças e semelhanças entre gestão de pessoas e recursos

Leia mais

10 Maneiras de encantar seu cliente

10 Maneiras de encantar seu cliente 10 Maneiras de encantar seu cliente E-book para auxílio de vendas Edson Izidoro www.imagemfolheados.com.br 10 MANEIRAS DE ENCANTAR SEU CLIENTE E-BOOK CRIADO POR EDSON IZIDORO IMAGEM FOLHEADOS Página 1

Leia mais

Nós, alunos do 2º A, queremos tratar as pessoas com respeito e amor, estudar com muita dedicação e sempre pensar antes de tomar decisões.

Nós, alunos do 2º A, queremos tratar as pessoas com respeito e amor, estudar com muita dedicação e sempre pensar antes de tomar decisões. Como tratar as pessoas: de uma maneira boa, ajudar todas as pessoas. Como não fazer com os outros: não cuspir, empurrar, chutar, brigar, não xingar, não colocar apelidos, não beliscar, não mentir, não

Leia mais

ATIVISTA CONFIÁVEL. do novo RH. Como desenvolvê la? Pl Palestrante: Alba Maria Torres

ATIVISTA CONFIÁVEL. do novo RH. Como desenvolvê la? Pl Palestrante: Alba Maria Torres ATIVISTA CONFIÁVEL Uma competência essencial il do novo RH. Como desenvolvê la? Pl Palestrante: Alba Maria Torres www.entrelacos.com.br entrelacos@entrelacos.com.br 41 3079.4686 e 9973.9304 Observando

Leia mais

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL INTERNA UM ESTUDO DE CASO RESUMO

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL INTERNA UM ESTUDO DE CASO RESUMO COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL INTERNA UM ESTUDO DE CASO Fábio William da Silva Granado 1 Marluci Silva Botelho 2 William Rodrigues da Silva 3 Prof Ms. Edson Leite Lopes Gimenez 4 RESUMO Realizou-se uma análise

Leia mais

CADEIA DE DECISÃO NA GESTÃO DE NEGÓCIOS

CADEIA DE DECISÃO NA GESTÃO DE NEGÓCIOS Unidade IV CADEIA DE DECISÃO NA GESTÃO DE NEGÓCIOS Prof. Bernardo Solé Ambiente Recursos Materiais Patrimoniais Financeiros Humanos Tecnológicos Mudanças Desempenho Organizacional Eficiênciaiê i Eficácia

Leia mais

Prof. Gustavo Nascimento. Unidade I MODELOS DE LIDERANÇA

Prof. Gustavo Nascimento. Unidade I MODELOS DE LIDERANÇA Prof. Gustavo Nascimento Unidade I MODELOS DE LIDERANÇA A liderança e seus conceitos Liderança é a capacidade de influenciar um grupo para que as metas sejam alcançadas Stephen Robbins A definição de liderança

Leia mais

COMO FAZER A TRANSIÇÃO

COMO FAZER A TRANSIÇÃO ISO 9001:2015 COMO FAZER A TRANSIÇÃO Um guia para empresas certificadas Antes de começar A ISO 9001 mudou! A versão brasileira da norma foi publicada no dia 30/09/2015 e a partir desse dia, as empresas

Leia mais

Passos para recrutar voluntários

Passos para recrutar voluntários Passos para recrutar voluntários Encontrando o voluntário Faça um - mostrando o que Deus está fazendo no ministério Coloque no boletim um Em todos os eventos do ministério que levantam outras pessoas passe

Leia mais

Liderança e Gestão Pedagógica: foco nos resultados da aprendizagem dos alunos

Liderança e Gestão Pedagógica: foco nos resultados da aprendizagem dos alunos Liderança e Gestão Pedagógica: foco nos resultados da aprendizagem dos alunos Encontro de Lideranças do PIP - Municipal Belo Horizonte, 05 e 06 de setembro de 2013 Implementação dos CBC Secretaria de Estado

Leia mais

Educação Corporativa. Liderança Estratégia Gestão. KM Partners Educação Corporativa

Educação Corporativa. Liderança Estratégia Gestão. KM Partners Educação Corporativa Educação Corporativa Liderança Estratégia Gestão O que é Educação corporativa? Educação corporativa pode ser definida como uma prática coordenada de gestão de pessoas e de gestão do conhecimento tendo

Leia mais

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado Professora Débora Dado Prof.ª Débora Dado Planejamento das aulas 7 Encontros 19/05 Contextualizando o Séc. XXI: Equipes e Competências 26/05 Competências e Processo de Comunicação 02/06 Processo de Comunicação

Leia mais

Como atrair e reter talentos

Como atrair e reter talentos Como atrair e reter talentos na Panificação PORQUE A DISCUSSÃO DE TALENTOS É IMPORTANTE PARA ORGANIZAÇÕES COMPETITIVAS? Em toda a história do mundo empresarial, nunca houve tanta preocupação e cuidados

Leia mais

PAR. Torne-se um PAR para que sua vida seja ÍMPAR ACELBRA-RJ

PAR. Torne-se um PAR para que sua vida seja ÍMPAR ACELBRA-RJ PAR Torne-se um PAR para que sua vida seja ÍMPAR ACELBRA-RJ PAR Paciente Ativo e Responsável ACELBRA-RJ Ser um PAR celíaco Flávia Anastácio de Paula Adaptação do Texto de Luciana Holtz de Camargo Barros

Leia mais

Liderança Estratégica

Liderança Estratégica Liderança Estratégica A título de preparação individual e antecipada para a palestra sobre o tema de Liderança Estratégica, sugere-se a leitura dos textos indicados a seguir. O PAPEL DE COACHING NA AUTO-RENOVAÇÃO

Leia mais

CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS

CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS Cesar Aparecido Silva 1 Patrícia Santos Fonseca 1 Samira Gama Silva 2 RESUMO O presente artigo trata da importância do capital

Leia mais

HÁ LIMITES PARA O CRESCIMENTO DO SETOR IMOBILIÁRIO? Aplicando Inteligência Emocional na Gestão de Mudanças

HÁ LIMITES PARA O CRESCIMENTO DO SETOR IMOBILIÁRIO? Aplicando Inteligência Emocional na Gestão de Mudanças Aplicando Inteligência Emocional na Gestão de Mudanças Choques Econômicos dos últimos anos Filhos do Downsizing Geração X Foco na carreira e no seu processo de desenvolvimento profissional. Síndrome de

Leia mais

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 2. Liderança X Gerenciamento. Contextualização. Empreendedor Conflitos.

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 2. Liderança X Gerenciamento. Contextualização. Empreendedor Conflitos. Gestão de Recursos Humanos Aula 2 Profa. Me. Ana Carolina Bustamante Organização da Aula Liderança Competências gerenciais Formação de equipes Empreendedor Liderança X Gerenciamento Conceito e estilos

Leia mais

Mais que um Negócio, a Profissão dos seus Sonhos

Mais que um Negócio, a Profissão dos seus Sonhos Mais que um Negócio, a Profissão dos seus Sonhos Erros e Dicas para Vender seus Serviços MElina Kunifas 2010 WWW. M E L I N A K U N I F A S. C O M Caro leitor, este livreto tem o propósito de educar e

Leia mais

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 2 Liderança e Comunidade

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 2 Liderança e Comunidade Organizando Voluntariado na Escola Aula 2 Liderança e Comunidade Objetivos 1 Entender o que é liderança. 2 Conhecer quais as características de um líder. 3 Compreender os conceitos de comunidade. 4 Aprender

Leia mais

Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report

Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report Avaliação de: Sr. Mario Exemplo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report

Leia mais

COMO PROCURAR UM EMPREGO/ESTÁGIO

COMO PROCURAR UM EMPREGO/ESTÁGIO 1 COMO PROCURAR UM EMPREGO/ESTÁGIO 1 INTRODUÇÃO: Empregos sempre existem. Bons empregos são mais raros, portanto mais difíceis de serem encontrados; A primeira coisa a ser feita é encontrar o emprego,

Leia mais

5 DICAS DE GESTÃO EM TEMPOS DE CRISE. Um guia prático com 5 dicas primordiais de como ser um bom gestor durante um período de crise.

5 DICAS DE GESTÃO EM TEMPOS DE CRISE. Um guia prático com 5 dicas primordiais de como ser um bom gestor durante um período de crise. 5 DICAS DE GESTÃO EM TEMPOS DE CRISE Um guia prático com 5 dicas primordiais de como ser um bom gestor durante um período de crise. INTRODUÇÃO Gerir uma empresa não é uma tarefa fácil, mas em tempos de

Leia mais

REFLEXÃO. (Warren Bennis)

REFLEXÃO. (Warren Bennis) RÉSUMÉ Consultora nas áreas de Desenvolvimento Organizacional e Gestão de Pessoas; Docente de Pós- Graduação; Coaching Experiência de mais de 31 anos na iniciativa privada e pública; Doutorado em Administração;

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA MOTIVACIONAL

PESQUISA DE CLIMA MOTIVACIONAL PESQUISA DE CLIMA MOTIVACIONAL Relatório e Análise 2005 Introdução: ``Para que a Construtora Mello Azevedo atinja seus objetivos é necessário que a equipe tenha uma atitude vencedora, busque sempre resultados

Leia mais

Planejamento de Recursos Humanos

Planejamento de Recursos Humanos UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Filosofia e Ciências Câmpus de Marília Departamento de Ciência da Informação Planejamento de Recursos Humanos Profa. Marta Valentim Marília 2014 As organizações

Leia mais

AB Volvo, 405 08 Gotemburgo, Suécia. Ref No 953810014, de agosto de 2009. The Volvo Way

AB Volvo, 405 08 Gotemburgo, Suécia. Ref No 953810014, de agosto de 2009. The Volvo Way AB Volvo, 405 08 Gotemburgo, Suécia Ref No 953810014, de agosto de 2009 The Volvo Way Índice Prefácio Nossa missão Os clientes em primeiro lugar Foco no cliente Objetivos claros Qualidade, segurança e

Leia mais

Nisto poderemos perguntar, por que pensar em liderança: Vejamos alguns pontos de vital importância:

Nisto poderemos perguntar, por que pensar em liderança: Vejamos alguns pontos de vital importância: LIDERANÇA EMPRESARIAL EVIDÊNCIAS DO COACHING COMO ESTRATÉGIA DE SUCESSO Prof. Dr. Edson Marques Oliveira, Doutor em Serviço Social pela Unesp-Franca-SP, mestre em Serviço Social pela PUC-SP e bacharel

Leia mais

Minha lista de sonhos

Minha lista de sonhos Licença No: # 122314/LS Fone: +55-11 5539-4719 E mail: vagner@programavirandoojogo.com.br Web: www.programavirandoojogo.com.br 2015 Minha lista de sonhos Com visão 2025 PREPARADO POR VAGNER MOLINA Rua

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA Autor: Jeferson Correia dos Santos ARTIGO TÉCNICO INOVAÇÃO NA GESTÃO DE PÓS-VENDAS: SETOR AUTOMOTIVO RESUMO A palavra inovação tem sido atualmente umas das mais mencionadas

Leia mais

&DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR

&DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR &DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR Toda comunicação publicitária visa atender a alguma necessidade de marketing da empresa. Para isso, as empresas traçam estratégias de comunicação publicitária, normalmente traduzidas

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais