TEMA ANTIGO CPC NOVO CPC MODIFICAÇÕES

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TEMA ANTIGO CPC NOVO CPC MODIFICAÇÕES"

Transcrição

1 TEMA ANTIGO NOVO MODIFICAÇÕES Capacidade de Art. 7º do Art. 70 do Sem modificações. estar juízo Concessão de prazo para a correção da irregulari- Incapacidade pro- Art. 13 do Art. 76 do dade. Na 1ª instância, se cessual couber o a do Aur, extinção. Se do réu, revel. Se no TJ, conhece se conhece do recurso ou contrarrazões. Continência de Art. 104 do Art. 56 do Sem modificações. Causas Havendo continência a Continência de Art. 105 do Arts. 57 e 58 do segunda ação ajuizada é causas julgada ou deve ser remetida ao juízo da primeira. Para a validade proces- Citação (Notifica- Art. 214, do Art. 239 do sual, a citação (notifica- ção) ção) é essencial. Poderá se dar por citado o Réu. -1-

2 Art. 267, I do Art. 485, I do Indeferimen da petição inicial. resolução do méri Art. 267, II do Art. 485, II do Paralisação do processo por mais 1 anos. resolução do méri resolução do méri Art. 267, III do Art. 485, III do O Aur abandonar a causa por mais de 30 dias. Ausência dos pressupos- Art. 267, IV do Art. 485, IV do s de constituição e de desenvolvimen cálido e regular do processo. resolução do méri resolução do méri Art. 267, V do Art. 485, V do Existência de perempção, litispendência ou coisa julgada. Art. 267, VI do Art. 485, VI do Ausência de legitimidade ou de interesse processual. Existência de convenção Art. 267, VII do Art. 485, VII do de arbitragem ou reco- nhecimen arbitrar de -2-

3 sua competência. Art. 267, VIII do Art. 485, VIII do Homologação da desistência da ação. resolução do méri Por morte da parte, a Art. 267, IX do Art. 485, IX do ação for considerada intransmissível por lei. resolução do méri Art. 267, X do Art. 485, X do Era confusão entre Aur e Réu, mas agora está revogado (alterado). Art. 267, XI do Art. 485, X do Agora nos demais casos prescris no. Art. 267, 1º do Art. 485, 1º do Ausência de atendimen à ordem do Juiz por 5 dias (era em 48h). Não atendimen da de- Art. 267, 2º do Art. 485, 2º do terminação do Juiz, cus- tas proporcionais, mas o Aur pagará as despesas processuais e honorários advocatícios. -3-

4 Diz que o Juiz conhecerá Art. 267, 3º do Art. 485, 3º do de ofício (pressuposs de constituição e desen- volvimen válido e regular do processo - perempção litispendência coisa julgada morte da parte e ação intransmissível), enquan não houver o trânsi em julgado. Art. 267, 4º do Art. 485, 4º do Aur não pode desistir da ação, depois de con- testado o fei, isso sem consentimen do Réu. Art. 267 do Art. 485, 5º do A desistência da ação poderá ser apresentada até a sentença (inovação). Uma vez contestado o Art. 267 do Art. 485, 6º do fei, a extinção por a- bandono pelo Aur de- -4-

5 pende de requerimen do Réu (inovação). Art. 267 do Art. 485, 7º do Interpos um Recurso, ao Juiz será deferido o prazo de 5 dias para retratação. Extinção com resolução do méri Art. 269, I do Art. 487, I do Quando o Juiz acolher ou rejeitar o pedido formulado na ação ou em reconvenção (inovação). Extinção com resolução do méri Art. 269, II do Art. 487, III do Quando o Juiz, de ofício ou a requerimen acolher a prescrição ou decadência. Quando o Juiz homologar a procedência da ação Extinção com Art. 269, II, III, IV e V Art. 487, IIII, a, b ou ou na reconvenção, a do c do transação, a renúncia à pretensão na ação ou na reconvenção acolher ou rejeitar o pedido formulado na ação ou em recon- -5-

6 venção (inovação). Indeferimen da Art. 295, I do Art. 330, I do Quando for inepta. Petição Civil Indeferimen da Petição Civil Indeferimen da Petição Civil Indeferimen da Petição Civil Art. 295, II do Art. 330, II do Quando a parte for ilegítima. Art. 295, III do Art. 330, III do Quando o Aur carecer de interesse processual. Art. 295, IV do Art. 330, IV do Quando não atendidas as prescrições dos arts. 106 e 321. Quando faltar pedido ou Petição Inepta - Art. 330, 1º do causa de pedir quando o pedido for indeterminado da narrativa não decorrer a conclusão quando contiver pedidos incompatíveis entre si. Alegar: nulidade da citação incompetência absoluta e relativa in- Matérias de Defe- Art. 301 do Art. 337 do correção do valor da sa causa inépcia da inicial -6-

7 Reconvenção Arts. 315/318 do Arts. 343 e 487 do perempção litispendência coisa julgada conexão incapacidade da parte, defei ou falta de aurização convenção ou arbitragem ilegitimidade ou falta de interesse processual falta de caução ou de outra prestação indeferimen da gratuidade litispendência ou coisa julgada de ação anterior ação idêntica a outra. Admite-se uma reconvenção já na contestação, com conexão com a ação principal os com os fundamens da defesa. Pode ser proposta contra o Aur ou Terceiro. Admite-se a reconvenção, -7-

8 sem a contestação. O Reconvinte apresentará defesa em 15 dias. A desistência da ação principal, não obsta o prosseguimen da reconvenção. Haverá resolução do méri quando o Juiz acolher ou rejeitar a reconvenção. -8-

DA FORMAÇÃO, SUSPENSÃO E EXTINÇÃO DO PROCESSO. Des. ANA MARIA DUARTE AMARANTE BRITO

DA FORMAÇÃO, SUSPENSÃO E EXTINÇÃO DO PROCESSO. Des. ANA MARIA DUARTE AMARANTE BRITO DA FORMAÇÃO, SUSPENSÃO E EXTINÇÃO DO PROCESSO Des. ANA MARIA DUARTE AMARANTE BRITO Formação do processo ETAPAS DA ESTABILIZAÇÃO DO PROCESSO DA FORMAÇÃO DO PROCESSO Art. 262. O processo civil começa por

Leia mais

NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL E A CLT (DA CONTESTAÇÃO)

NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL E A CLT (DA CONTESTAÇÃO) NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL E A CLT (DA CONTESTAÇÃO) I DA CONTESTAÇÃO OS DISPOSITIVOS CLASSICOS DA CLT: O artigo 769 da CLT (SUBSIDIÁRIA), será aplicada no processo de fase conhecimento observando todas

Leia mais

RESPOSTA DO RÉU CONTESTAÇÃO

RESPOSTA DO RÉU CONTESTAÇÃO RESPOSTA DO RÉU CONTESTAÇÃO ESQUELETO MEMORIZE: ENDEREÇAMENTO QUALIFICAÇÃO PRELIMINAR PREJUDICIAL MÉRITO REQUERIMENTOS FINAIS - art. 847 da CLT fala em defesa - apresentada em audiência reclamado tem 20

Leia mais

AULA ) PROCEDIMENTO COMUM (art. 270 e seguintes do CPC a 318 e

AULA ) PROCEDIMENTO COMUM (art. 270 e seguintes do CPC a 318 e Turma e Ano: Master A (2015) 08/06/2015 Matéria / Aula: Direito Processual Civil / Aula 18 Professor: Edward Carlyle Silva Monitor: Alexandre Paiol AULA 18 CONTEÚDO DA AULA: Procedimento, contestação 10)

Leia mais

LEGALE ADVOCACIA TRABALHISTA E O NOVO CPC - II

LEGALE ADVOCACIA TRABALHISTA E O NOVO CPC - II LEGALE ADVOCACIA TRABALHISTA E O NOVO CPC - II As Defesas Trabalhistas e o Novo CPC Professor: Rogério Martir Doutorando em Ciências Jurídicas e Sociais, Advogado militante e especializado em Direito Empresarial

Leia mais

ARBITRAGEM NO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL DE 2015 (LEI Nº , DE 16 DE MARÇO DE 2015)

ARBITRAGEM NO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL DE 2015 (LEI Nº , DE 16 DE MARÇO DE 2015) ARBITRAGEM NO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL DE 2015 (LEI Nº 13.105, DE 16 DE MARÇO DE 2015) PARTE GERAL LIVRO I DAS NORMAS PROCESSUAIS CIVIS TÍTULO ÚNICO DAS NORMAS FUNDAMENTAIS E DA APLICAÇÃO DAS NORMAS PROCESSUAIS

Leia mais

DPRCIV3 Direito Processual Civil III. Questões para Fixação da Aula

DPRCIV3 Direito Processual Civil III. Questões para Fixação da Aula DPRCIV3 Direito Processual Civil III Plano de Ensino - 5. Da Resposta do Réu. Disposições Gerais. - 6. Contestação. Conteúdo e forma da contestação. Defesas processuais e de mérito. Defesas direta e indireta.

Leia mais

Defesa do réu. Espécies de defesa. 1. Matéria. I. Defesa contra o processo

Defesa do réu. Espécies de defesa. 1. Matéria. I. Defesa contra o processo Defesa do réu O réu ao ser citado é levado a assumir o ônus de defender-se. Bilateralidade da ação/do processo. Ao direito de ação do autor (pretensão deduzida em juízo), equivale o direito de defesa do

Leia mais

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Governador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site:

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Governador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Governador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: www.sei-cesucol.edu.br e-mail: sei-cesucol@vsp.com.br FACULDADE

Leia mais

AULA ) PROCEDIMENTO COMUM (art. 270 e seguintes do CPC a 318 e

AULA ) PROCEDIMENTO COMUM (art. 270 e seguintes do CPC a 318 e Turma e Ano: Master A (2015) 22/06/2015 Matéria / Aula: Direito Processual Civil / Aula 19 Professor: Edward Carlyle Silva Monitor: Alexandre Paiol AULA 19 CONTEÚDO DA AULA: Procedimento, fase postulatória;

Leia mais

Anexo II do Provimento 3/ CÍVEL SENTENÇA DE JULGAMENTO COM RESOLUÇÃO DE MÉRITO (CÍVEL) :

Anexo II do Provimento 3/ CÍVEL SENTENÇA DE JULGAMENTO COM RESOLUÇÃO DE MÉRITO (CÍVEL) : ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO CORREGEDORIA-GERAL DE JUSTIÇA CENTRO ADMINISTRATIVO GOVERNADOR VIRGÍLIO TÁVORA Av. Gal. Afonso Albuquerque de Lima s/n.º - Cambeba Fortaleza Ceará CEP 60.830-120 DDD (0**85)

Leia mais

índice INTRODUÇÃO Abreviaturas... 9 Nota à 5ª edição Nota à 4" edição Nota à 3" edição Nota à 2" edição e sumário)...

índice INTRODUÇÃO Abreviaturas... 9 Nota à 5ª edição Nota à 4 edição Nota à 3 edição Nota à 2 edição e sumário)... índice Abreviaturas... 9 Nota à 5ª edição...... 25 Nota à 4" edição... 27 Nota à 3" edição......... 31 Nota à 2" edição... 33 INTRODUÇÃO 1. O chamado "processo de conhecimento"... 35 2. Do "processo de

Leia mais

Sumário Capítulo 1 Prazos Capítulo 2 Incompetência: principais mudanças

Sumário Capítulo 1 Prazos Capítulo 2 Incompetência: principais mudanças Sumário Capítulo 1 Prazos 1.1. Forma de contagem: somente em dias úteis 1.2. Prática do ato processual antes da publicação 1.3. Uniformização dos prazos para recursos 1.4. Prazos para os pronunciamentos

Leia mais

O protesto como forma de desafogo do poder judiciário à luz do novo código de processo civil SERGIO LUIZ JOSÉ BUENO

O protesto como forma de desafogo do poder judiciário à luz do novo código de processo civil SERGIO LUIZ JOSÉ BUENO O protesto como forma de desafogo do poder judiciário à luz do novo código de processo civil SERGIO LUIZ JOSÉ BUENO O Alcance decorrente dos novos fins do procedimento para protesto: Desafogo do Poder

Leia mais

Respostas do Réu: Contestação e Reconvenção Luis Fernando Guerrero Abril 2016

Respostas do Réu: Contestação e Reconvenção Luis Fernando Guerrero Abril 2016 Respostas do Réu: Contestação e Reconvenção Luis Fernando Guerrero Abril 2016 Aspectos Gerais Instrumentos fundamentais para o exercício do contraditório e da ampla defesa (art. 5º, inc. LV da CF/88),

Leia mais

a) A defesa contra o processo - dilatória - peremptória b) A defesa de mérito - direta - indireta As conhecidas como preliminares:

a) A defesa contra o processo - dilatória - peremptória b) A defesa de mérito - direta - indireta As conhecidas como preliminares: A DEFESA DO RECLAMADO 1 a) A defesa contra o processo - dilatória - peremptória b) A defesa de mérito - direta - indireta 2 a) A defesa contra o processo As conhecidas como preliminares: Dilatórias- apenas

Leia mais

Manual de Prática Trabalhista - 6ª Edição - Cinthia Machado de Oliveira. Título I PETIÇÃO INICIAL Capítulo I PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL

Manual de Prática Trabalhista - 6ª Edição - Cinthia Machado de Oliveira. Título I PETIÇÃO INICIAL Capítulo I PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL SUMÁRIO Título I PETIÇÃO INICIAL PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL Fundamento legal... 15 Cabimento... 15 Espécies de ritos do processo do trabalho... 16 Rito sumário... 16 Rito sumaríssimo... 16

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DO BRASIL ESCOLA DE DIREITO E RELAÇÕES INTERNACIONAIS CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO 10º PERÍODO NIVELAMENTO CONTESTAÇÃO

FACULDADES INTEGRADAS DO BRASIL ESCOLA DE DIREITO E RELAÇÕES INTERNACIONAIS CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO 10º PERÍODO NIVELAMENTO CONTESTAÇÃO FACULDADES INTEGRADAS DO BRASIL ESCOLA DE DIREITO E RELAÇÕES INTERNACIONAIS CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO 10º PERÍODO NIVELAMENTO CONTESTAÇÃO ESTUDO PROVA OAB FGV QUESTIONAMENTOS E REFLEXÕES PARA A PROVA

Leia mais

Contestação 1. 1 Tobias Damião Corrêa, advogado, professor de Processo do Trabalho do Curso de Graduação em Direito

Contestação 1. 1 Tobias Damião Corrêa, advogado, professor de Processo do Trabalho do Curso de Graduação em Direito Contestação 1 1. Considerações iniciais Como modalidades de resposta do réu podem ser evidenciadas a contestação, exceção e ainda alguns doutrinadores trazem a reconvenção. Para Martins (2013) as duas

Leia mais

LEI Nº , DE 16 DE MARÇO DE 2015

LEI Nº , DE 16 DE MARÇO DE 2015 LEI Nº 13.105, DE 16 DE MARÇO DE 2015 Código de Processo Civil. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: PARTE GERAL LIVRO V DA TUTELA PROVISÓRIA

Leia mais

Direito Processual Civil II

Direito Processual Civil II Direito Processual Civil II 6º Semestre Profª Maria Carolina Beraldo carolberaldo@gmail.com RECONVENÇÃ ÇÃO Resposta do réu: Art. 297. O réu poderá oferecer, no prazo de 15 (quinze) dias, em petição escrita,

Leia mais

TÉCNICA DE SENTENÇA CÍVEL Profª Maria Helena Rau de Souza

TÉCNICA DE SENTENÇA CÍVEL Profª Maria Helena Rau de Souza 1 TÉCNICA DE SENTENÇA CÍVEL Profª Maria Helena Rau de Souza I. Noções introdutórias II. 1.1 No processo de conhecimento, a tutela jurisdicional decorre da sentença, mediante a qual o juiz compõe a lide.

Leia mais

SUMÁRIO. Direito do Trabalho Direito Processual Civil Direito Processual do Trabalho

SUMÁRIO. Direito do Trabalho Direito Processual Civil Direito Processual do Trabalho SUMÁRIO Direito do Trabalho... 05 Direito Processual Civil... 139 Direito Processual do Trabalho... 195 DIREITO DO TRABALHO ÍNDICE CAPÍTULO 01... 7 Fontes e Princípios de Direito do Trabalho... 7 Surgimento

Leia mais

Contestação / Reconvenção OAB 2ª. Fase

Contestação / Reconvenção OAB 2ª. Fase RESPOSTA DO RÉU Art. 299. A contestação e a reconvenção serão oferecidas simultaneamente, em peças autônomas; a exceção será processada em apenso aos autos principais. Oferecimento simultâneo de contestação

Leia mais

Negócio jurídico processual e a privatização do processo civil

Negócio jurídico processual e a privatização do processo civil Negócio jurídico processual e a privatização do processo civil Fernando da Fonseca Gajardoni Professor Doutor Faculdade de Direito da USP Ribeirão Preto (FDRP-USP). Juiz de Direito/TJSP Modelos de flexibilização

Leia mais

Direito Empresarial OAB 2ª Fase Giovani Magalhães Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

Direito Empresarial OAB 2ª Fase Giovani Magalhães Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Direito Empresarial OAB 2ª Fase Giovani Magalhães 2013 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. B.O.P.E. Batalhão de Operações para Provas de Empresarial: S.O.S. 2ª Fase

Leia mais

Nesta linha, o prazo da contestação, da exceção e da reconvenção é o mesmo, qual seja: 15 dias.

Nesta linha, o prazo da contestação, da exceção e da reconvenção é o mesmo, qual seja: 15 dias. RESPOSTA DO RÉU Contestação; Exceção; Reconvenção DA REVELIA Art. 319. Se o réu não contestar a ação, reputar-se-ão verdadeiros os fatos afirmados pelo autor. Art. 320. A revelia não induz, contudo, o

Leia mais

CONTESTAÇAo NO PROCESSO CIVIL

CONTESTAÇAo NO PROCESSO CIVIL Gediel Claudino de Araujo Júnior PRÁTICA DE CONTESTAÇAo NO PROCESSO CIVIL CONTESTAÇÃO I RECONVENÇÃO EXCEÇÓES { IMPUGNAÇÓES 3!L Edição Revista, ampliada e atualizada Sumário 1 Jurisdição... 1.1 Introdução...

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Defesas do Réu no Módulo Processual Cognitivo (parte 2) (Procedimento Ordinário) Professor Rafael Menezes Agosto/2013

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Defesas do Réu no Módulo Processual Cognitivo (parte 2) (Procedimento Ordinário) Professor Rafael Menezes Agosto/2013 DIREITO PROCESSUAL CIVIL Defesas do Réu no Módulo Processual Cognitivo (parte 2) (Procedimento Ordinário) Professor Rafael Menezes Agosto/2013 RECONVENÇÃO O réu pode reconvir ao autor, no mesmo processo,

Leia mais

D A N I E L L E T O S T E 3 A N W W W. D A N I T O S T E. C O M

D A N I E L L E T O S T E 3 A N W W W. D A N I T O S T E. C O M 1. Quando se considera inepta a petição inicial? A petição é considerada inepta quando: A) Lhe faltar pedido ou causa de pedir; B) Da narração dos fatos não decorrer logicamente a conclusão; C) O pedido

Leia mais

Direito Processual Civil III

Direito Processual Civil III Direito Processual Civil III»Aula 8 Petição Inicial Pedido parte 2 Petição Inicial Pedido Alteração da Petição Inicial e estabilização do processo VI Petição inicial Pedido 5 Pedido cominatório -dois meios

Leia mais

PROCEDIMENTOS ESPECIAIS

PROCEDIMENTOS ESPECIAIS PROCEDIMENTOS ESPECIAIS AÇÃO MONITÓRIA DA AÇÃO MONITÓRIA Art. 700. A ação monitória pode ser proposta por aquele que afirmar, com base em prova escrita sem eficácia de título executivo, ter direito de

Leia mais

Quebrando a Banca Processo Civil Damião Soares

Quebrando a Banca Processo Civil Damião Soares Quebrando a Banca Processo Civil Damião Soares 2014 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. 2014 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

Leia mais

Processo Civil aula 1

Processo Civil aula 1 Processo Civil aula 1 * Conteúdo da aula: - Jurisdição: conceito, modalidades, estrutura jurisdicional brasileira. - Competência: conceito, espécies, argüição de incompetência, regras de fixação. - Processo:

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL

DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO PROCESSUAL CIVIL EXERCÍCIOS DA JURISDIÇÃO E DA AÇÃO; DAS CONDIÇÕES DA AÇÃO Prof.ª Helena Guimarães Barreto (TRT/BA 5ª Reg. - Cespe Analista Judiciário 2008) Sobre jurisdição, partes, procuradores,

Leia mais

TEMA: PROCESSO DE EXECUÇÃO - EXTRAFISCAL PROFESSOR: HAROLDO LOURENÇO

TEMA: PROCESSO DE EXECUÇÃO - EXTRAFISCAL PROFESSOR: HAROLDO LOURENÇO CURSO: OAB X EXAME - NOITE DISCIPLINA: PROCESSO CIVIL PROFESSOR: HAROLDO LOURENÇO AULA 04 BLOCO: 01-04 MATÉRIA: PROCESSO DE EXECUÇÃO - EXTRAFISCAL Indicações de bibliográficas: Código de Processo Civil

Leia mais

Processo Civil Juiz de Direito

Processo Civil Juiz de Direito Audiência de Conciliação ou de Mediação Art. 334. Se a petição inicial preencher os requisitos essenciais e não for o caso de improcedência liminar do pedido, o juiz designará audiência de conciliação

Leia mais

www.momentoarbitragem.com.br www.youtube.com/momentoarbitragem REFORMA DA LEI DE ARBITRAGEM Lei 13.129/2015 REFORMA DA LEI DE ARBITRAGEM Lei 13.129/2015 Lei de Arbitragem 9.307/96 Art. 1º As pessoas capazes

Leia mais

JURISDIÇÃO E AÇÃO AUTOTUTELA JURISDIÇÃO ARBITRAGEM

JURISDIÇÃO E AÇÃO AUTOTUTELA JURISDIÇÃO ARBITRAGEM JURISDIÇÃO E AÇÃO CONCEITO: Ramo do direito público que se estrutura como um sistema de princípios e normas legais regulamentadoras do exercício da função jurisdicional, sendo que esta é função soberana

Leia mais

UNIVERSIDADE DE MACAU FACULDADE DE DIREITO. Curso de Licenciatura em Direito em Língua Portuguesa. Ano lectivo de 2014/2015

UNIVERSIDADE DE MACAU FACULDADE DE DIREITO. Curso de Licenciatura em Direito em Língua Portuguesa. Ano lectivo de 2014/2015 UNIVERSIDADE DE MACAU FACULDADE DE DIREITO Curso de Licenciatura em Direito em Língua Portuguesa Ano lectivo de 2014/2015 DIREITO PROCESSUAL CIVIL I (Disciplina anual do 3.º ano) Responsável pela regência:

Leia mais

Parte Especial CURSOS. Código Processo Civil Parte Especial. VIZAM CONSULTORIA ASSESSORIA E PESQUISA Rua México, 21 8º Andar, Centro - RJ

Parte Especial CURSOS. Código Processo Civil Parte Especial. VIZAM CONSULTORIA ASSESSORIA E PESQUISA Rua México, 21 8º Andar, Centro - RJ CURSOS VIZAM CONSULTORIA ASSESSORIA E PESQUISA Rua México, 21 8º Andar, Centro - RJ A VIZAM Consultoria [www.vizam.com.br], empresa de consultoria em relações institucionais, vai promover um curso exclusivo,

Leia mais

RECURSO DE APELAÇÃO RESUMO ABSTRACT

RECURSO DE APELAÇÃO RESUMO ABSTRACT 195 RECURSO DE APELAÇÃO Danilo Mingossi Fernandes 1 RESUMO O referente artigo estudado versa sobre Recurso de apelação aplicável pela Lei 13.105, de 16.03.2015, do novo Código de Processo Civil, seus princípios

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Pressupostos Processuais. Professor Rafael Menezes

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Pressupostos Processuais. Professor Rafael Menezes DIREITO PROCESSUAL CIVIL Pressupostos Processuais Professor Rafael Menezes VISÃO SISTEMATIZADA ELEMENTOS DA AÇÃO CONDIÇÕES DA AÇÃO PARTES CAUSA DE PEDIR PEDIDO LEGITIMIDADE AD CAUSAM INTERESSE PROCESSUAL

Leia mais

PARCELAMENTO - REPETIÇÃO DE INDÉBITO BETINA TREIGER GRUPENMACHER PROFESSORA ASSOCIADA - UFPR

PARCELAMENTO - REPETIÇÃO DE INDÉBITO BETINA TREIGER GRUPENMACHER PROFESSORA ASSOCIADA - UFPR PARCELAMENTO - REPETIÇÃO DE INDÉBITO BETINA TREIGER GRUPENMACHER PROFESSORA ASSOCIADA - UFPR PAGAMENTO POR MEIO DE PARCELAMENTO -REPETIÇÃO DE INDÉBITO 1) É POSSÍVEL? EM QUE HIPÓTESES? COM QUE FUNDAMENTOS?

Leia mais

Pratica Especial Civil 10 sem

Pratica Especial Civil 10 sem AULA 04 Contestação ESTRUTURA BÁSICA DA CONTESTAÇÃO Competência Partes Hipóteses de cabimento Fundamento legal Fatos Fundamentação jurídica Pedido Provas Valor da causa Juiz da causa (art. 297, CPC). Tratamento:

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 A Situação Concreta Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1

Sumário. Capítulo 1 A Situação Concreta Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1 Sumário Capítulo 1 A Situação Concreta... 1 1.1. Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1 Capítulo 2 Petições Cíveis: Procedimento Comum... 7 2.1. Petição Inicial...7

Leia mais

ESTUDOS COMPLEMENTARES SOBRE PETIÇÃO INICIAL E DESPACHO LIMINAR DE CONTEÚDO POSITIVO E NEGATIVO

ESTUDOS COMPLEMENTARES SOBRE PETIÇÃO INICIAL E DESPACHO LIMINAR DE CONTEÚDO POSITIVO E NEGATIVO ESTUDOS COMPLEMENTARES SOBRE PETIÇÃO INICIAL E DESPACHO LIMINAR DE CONTEÚDO POSITIVO E NEGATIVO Caso 1 João celebrou contrato com a empresa JJ Móveis Planejados Ltda, no qual esta se compromete a executar

Leia mais

Formação, suspensão e julgamento do processo

Formação, suspensão e julgamento do processo Formação, suspensão e julgamento do processo Fabio Milman Da formação do processo Vige, em nosso sistema processual civil, o Princípio da demanda, pelo qual os juízes não agem, como regra, de ofício, necessitando

Leia mais

MÓDULO II. AULA 09 (Sentença) Professor Eduardo Talamini

MÓDULO II. AULA 09 (Sentença) Professor Eduardo Talamini Este material de apoio foi especialmente preparado por monitores capacitados com base na aula ministrada. No entanto, não se trata de uma transcrição da aula e não isenta o aluno de complementar seus estudos

Leia mais

EDITAL Nº 02/2013 FORMAÇÃO DE COMISSÃO DE SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS VOLUNTÁRIOS DA DPGE

EDITAL Nº 02/2013 FORMAÇÃO DE COMISSÃO DE SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS VOLUNTÁRIOS DA DPGE EDITAL Nº 02/2013 FORMAÇÃO DE COMISSÃO DE SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS VOLUNTÁRIOS DA DPGE 1. APRESENTAÇÃO A Defensora Pública-Geral do Estado do Ceará torna público o presente Edital de Seleção de Defensores

Leia mais

Procedimento: é um dos conceitos fundamentais no direito

Procedimento: é um dos conceitos fundamentais no direito Aula 2 revisão de Processo Civil: fases procedimentais, julgamento do estado em que se encontra o processo: extinção, julgamento antecipado e saneamento do processo. processual. Procedimento: é um dos

Leia mais

PETIÇÃO INICIAL AASP / IBDP Daniel Brajal Veiga

PETIÇÃO INICIAL AASP / IBDP Daniel Brajal Veiga PETIÇÃO INICIAL AASP / IBDP - 2015 Daniel Brajal Veiga INTRODUÇÃO O CPC de 2015: o que o Código quer? Linhas gerais: arts. 9º e 10 (vedação à decisão surpresa) e art. 317 (corrigir o vício). Livro I da

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2014.0000566560 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 9295174-21.2008.8.26.0000, da Comarca de Guarulhos, em que são apelantes ADRIANA PAULINO COSTA (JUSTIÇA GRATUITA),

Leia mais

Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Tipo de aula. Semana

Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Tipo de aula. Semana PLANO DE CURSO DISCIPLINA: PROCESSO DE CONHECIMENTO (CÓD. ENEX 60123) ETAPA: 4ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências Textos,

Leia mais

Por iniciativa das partes (art. 262 Regra Geral). Princípio da Inércia. Princípio Dispositivo. Desenvolvimento por impulso oficial.

Por iniciativa das partes (art. 262 Regra Geral). Princípio da Inércia. Princípio Dispositivo. Desenvolvimento por impulso oficial. Direito Processual Civil I EXERCÍCIOS - 2º BIMESTRE Professor: Francisco Henrique J. M. Bomfim 1. a) Explique como ocorre a formação da relação jurídica processual: R. Início do Processo: Por iniciativa

Leia mais

EXTINÇÃO DO PROCESSO

EXTINÇÃO DO PROCESSO EXTINÇÃO DO PROCESSO PROCESSO CIVIL Fred. Didier (aulas + livro) + Informativos do STF e STJ desde 2013 (Dizer o Direito) INTRODUÇÃO - Dentre as 7 possíveis manifestações do julgamento conforme o estado

Leia mais

DA RESPOSTA DO RÉU. ESPÉCIES Contestação (Art. 300 a 303 do CPC); Reconvenção (Art. 315 a 318 do CPC); Exceção (Art. 304 a 314 do CPC).

DA RESPOSTA DO RÉU. ESPÉCIES Contestação (Art. 300 a 303 do CPC); Reconvenção (Art. 315 a 318 do CPC); Exceção (Art. 304 a 314 do CPC). DA RESPOSTA DO RÉU DISPOSIÇÕES GERAIS Uma vez efetuada a citação válida, a relação jurídica processual está completa, surgindo o ônus do réu de oferecer a defesa contra fatos e direitos sustentados pelo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARIACICA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARIACICA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO ESPELHO DE CORREÇÃO PROVA DISCURSIVA PROCURADOR MUNICIPAL DE CARIACICA 01) PEÇA JUDICIAL Nota 0,00 a 10,00 pontos. O enunciado exigia do candidato apresentação de uma contestação à ação proposta. O candidato

Leia mais

LEGALE FORMAÇÃO DO ADVOGADO ATÉ 2 ANOS DE OAB

LEGALE FORMAÇÃO DO ADVOGADO ATÉ 2 ANOS DE OAB LEGALE FORMAÇÃO DO ADVOGADO ATÉ 2 ANOS DE OAB Teoria Geral dos Recurso / Embargos de Declaração / Recurso Ordinário Professor: Rogério Martir Doutorando em Ciências Jurídicas e Sociais, Advogado militante

Leia mais

PRÁTICA SIMULADA II - CCJ0046 Título SEMANA 6. Descrição

PRÁTICA SIMULADA II - CCJ0046 Título SEMANA 6. Descrição PRÁTICA SIMULADA II - CCJ0046 Título SEMANA 6 Descrição 1.Defesa do Reclamado - Aspectos Gerais Inicialmente, cabe destacar que a defesa do reclamado, no âmbito do processo do trabalho, será apresentada

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL I. PROCESSO DE CONHECIMENTO Introdução:

DIREITO PROCESSUAL CIVIL I. PROCESSO DE CONHECIMENTO Introdução: FASE POSTULATÓRIA/Petição Citação do réu Resposta do réu DIREITO PROCESSUAL CIVIL I PROCESSO DE CONHECIMENTO Introdução: /Julgamento de mérito antecipado Extinção sem julgamento de mérito Despacho saneador

Leia mais

DOS LIMITES DA JURISDIÇÃO NACIONAL E DA COOPERAÇÃO INTERNACIONAL CAPÍTULO I DOS LIMITES DA JURISDIÇÃO NACIONAL

DOS LIMITES DA JURISDIÇÃO NACIONAL E DA COOPERAÇÃO INTERNACIONAL CAPÍTULO I DOS LIMITES DA JURISDIÇÃO NACIONAL Em virtude do novo Código de Processo Civil (Lei 13.105, de 16.3.15, que entrará em vigor em 17.3.16, passará a vigorar as novas disposições sobre a Competência Internacional, conforme os artigos abaixo

Leia mais

https://youtu.be/tjdwx0oqbrg Novo CPC Contestação Modelo

https://youtu.be/tjdwx0oqbrg Novo CPC Contestação Modelo Novo CPC Contestação Modelo https://youtu.be/tjdwx0oqbrg Novo CPC Contestação Modelo EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA DA COMARCA.. / UF Pular 3 linhas Processo nº Pular 10 linhas (NOME

Leia mais

Direito Processual Penal

Direito Processual Penal Direito Processual Penal Procedimento Comum e Ordinário Professor Joerberth Nunes www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Processual Penal PROCEDIMENTO COMUM E ORDINÁRIO LIVRO II Dos Processos em Espécie

Leia mais

Capítulo I PROCEDIMENTO COMUM

Capítulo I PROCEDIMENTO COMUM SUMÁRIO Capítulo I PROCEDIMENTO COMUM 1.Fundamento legal... 21 2. Finalidade... 21 3. Petição inicial... 21 3.1. Tutela provisória... 22 3.1.1. Tutela de urgência: aspectos gerais... 23 3.1.1.1. Tutela

Leia mais

COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO

COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO Prática Processual Civil Programa I CONSULTA JURÍDICA 1.1 Consulta jurídica 1.2 Tentativa de resolução amigável 1.3 Gestão do cliente e seu processo II PATROCÍNIO

Leia mais

VERBO JURÍDICO Curso de Sentença Previdenciária Prof a Marina Vasques Duarte de Barros Falcão AÇÃO ORDINÁRIA

VERBO JURÍDICO Curso de Sentença Previdenciária Prof a Marina Vasques Duarte de Barros Falcão AÇÃO ORDINÁRIA AÇÃO ORDINÁRIA 1 AÇÃO CONCESSIVA OU REVISIONAL SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE **** VARA FEDERAL Processo nº Autor: Fulano de Tal Réu: INSS I RELATÓRIO (preferencialmente no tempo passado cuidar para utilizar sempre

Leia mais

ÍNDICE CAPÍTULO CAPÍTULO CAPÍTULO CAPÍTULO CAPÍTULO DIREITO CIVIL CAPÍTULO CAPÍTULO 07...

ÍNDICE CAPÍTULO CAPÍTULO CAPÍTULO CAPÍTULO CAPÍTULO DIREITO CIVIL CAPÍTULO CAPÍTULO 07... DIREITO CIVIL ÍNDICE CAPÍTULO 01... 9 Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro - LINDB... 9 Introdução...9 Disposições da LINDB...9 CAPÍTULO 02... 12 Das Pessoas... 12 Introdução...12 Pessoas

Leia mais

TUTELA PROVISÓRIA NO NOVO CPC

TUTELA PROVISÓRIA NO NOVO CPC TUTELA PROVISÓRIA NO NOVO CPC Prof. Advogado. Mestre em Processo Civil pela PUC/SP. LL.M pela University of California Berkeley School of Law. DA TUTELA PROVISÓRIA Disposições gerais Art. 294 A tutela

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO IV PRÁTICA TRABALHISTA. Respostas do Réu - Contestação

ESTÁGIO SUPERVISIONADO IV PRÁTICA TRABALHISTA. Respostas do Réu - Contestação ESTÁGIO SUPERVISIONADO IV PRÁTICA TRABALHISTA 1 Respostas do Réu - Contestação INTRODUÇÃO - Princípio da bilateralidade: AÇÃO E REAÇÃO - juiz só pode decidir nos autos após ter ouvido as duas partes, a

Leia mais

Metas Nacionais do Poder Judiciário 2016

Metas Nacionais do Poder Judiciário 2016 Departamento de Gestão Estratégica Metas Nacionais do Poder Judiciário 2016 Glossários e Esclarecimentos Tribunais Regionais do Trabalho e Tribunal Superior do Trabalho Versão 2 Junho / 2016 Sumário Controle

Leia mais

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária D- 24 4º 04 Semanal Semestral 04 60

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária D- 24 4º 04 Semanal Semestral 04 60 e Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária D- 24 4º 04 Semanal Semestral 04 60 Nome da Disciplina DIREITO PROCESSUAL CIVIL I Curso DIREITO D- 15 TEORIA GERAL DO PROCESSO(MATRIZ 2008/01) D- 17 TEORIA

Leia mais

Recurso ordinário1 1. Conceito e cabimento final terminativa recurso ordinário Tobias Damião Corrêa Bruna Fernanda Bronzatti

Recurso ordinário1 1. Conceito e cabimento final terminativa recurso ordinário Tobias Damião Corrêa Bruna Fernanda Bronzatti Recurso ordinário 1 1. Conceito e cabimento Através do recurso ordinário se impugna a decisão proferida pela Vara, consoante o art. 895 da CLT. Por decisões definitivas das Varas, deve-se entender a final

Leia mais

2º AULA: PROCESSO DE CONHECIMENTO

2º AULA: PROCESSO DE CONHECIMENTO Coordenação: Dr. Pedro Miranda de Oliveira 2º AULA: PROCESSO DE CONHECIMENTO Prof. Dr. Francisco José R. de Oliveira Neto 30 MUDANÇAS NO PROCESSO DE CONHECIMENTO: PROCESSO DE CONHECIMENTO (INICIAL, DEFESA,

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL

DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO PROCESSUAL CIVIL Sandro Gilbert Martins Letícia Loureiro Correa DIREITO PROCESSUAL CIVIL Sandro Gilbert Martins Letícia Loureiro Correa 2.ª edição / 2008 2005-2008 IESDE Brasil S.A. É proibida

Leia mais

CURSO TJMG Nível Médio Oficial de Apoio 2016 (presencial) Nº 02

CURSO TJMG Nível Médio Oficial de Apoio 2016 (presencial) Nº 02 CURSO TJMG Nível Médio Oficial de Apoio 2016 (presencial) Nº 02 DATA 31/5/16 DISCIPLINA Atos de Ofícios Cíveis PROFESSOR Ival Heckert Jr. MONITORA Gabriela Mendes AULA 02/11 Ementa: Distribuição e registro.

Leia mais

LIMINARES DE NATUREZA CAUTELAR Cautelar e Tutela Antecipada

LIMINARES DE NATUREZA CAUTELAR Cautelar e Tutela Antecipada LIMINARES DE NATUREZA CAUTELAR Cautelar e Tutela Antecipada o Semelhança advinda da sumariedade, medida cautelar e antecipação da tutela não se confundem. Distinguem as figuras no objetivo; a medida cautelar

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO. PLANO DE AULA i

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO. PLANO DE AULA i PLANO DE AULA i INSTITUIÇÃO DE ENSINO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM CURSO: DIREITO PROFESSOR: Especialista Rafael da Silva Menezes NÍVEL DE ENSINO: SUPERIOR PERÍODO: 5º TURNO: NOTURNO DATA: 15

Leia mais

Número do processo: /001(1) Númeração Única: Processos associados: clique para pesquisar Relator:

Número do processo: /001(1) Númeração Única: Processos associados: clique para pesquisar Relator: Número do processo: 1.0145.09.551119-5/001(1) Númeração Única: 5511195-38.2009.8.13.0145 Processos associados: clique para pesquisar Relator: Des.(a) VERSIANI PENNA Relator do Acórdão: Des.(a) VERSIANI

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROF. MARCU ANTONIO GONÇALVES S. FILHO

DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROF. MARCU ANTONIO GONÇALVES S. FILHO DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROF. MARCU ANTONIO GONÇALVES S. FILHO I - AÇÃO 1. Que tipo de pretensão é deduzida em ação condenatória, constitutiva e declaratória? - Condenatória = pretensão em impor obrigação

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0000.14.073318-9/000 Númeração 0733189- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Marcos Lincoln Des.(a) Marcos Lincoln 11/02/2015 13/02/2015 EMENTA: < CONFLITO

Leia mais

CONSIDERAÇÕES GERAIS SOBRE A AÇÃO CIVIL PÚBLICA... 23

CONSIDERAÇÕES GERAIS SOBRE A AÇÃO CIVIL PÚBLICA... 23 SUMÁRIO Capítulo I CONSIDERAÇÕES GERAIS SOBRE A AÇÃO CIVIL PÚBLICA... 23 1. Previsão normativa... 23 1.1. A tradição individualista na tutela dos direitos... 23 1.2. Surgimento e consolidação da tutela

Leia mais

Sumário PARTE I TEORIA CAPÍTULO 1 TEORIA PASSO A PASSO

Sumário PARTE I TEORIA CAPÍTULO 1 TEORIA PASSO A PASSO Sumário PARTE I TEORIA CAPÍTULO 1 TEORIA PASSO A PASSO 1.º PASSO COMPREENDENDO O PROBLEMA 1. Qual o crime tratado pelo problema 2. Qual é a ação penal 2.1 Quais os tipos de ação penal 2.1.1 Ação penal

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO SEGUNDO TRIBUNAL DE ALÇADA CIVIL DÉCIMA CÂMARA

PODER JUDICIÁRIO SEGUNDO TRIBUNAL DE ALÇADA CIVIL DÉCIMA CÂMARA APELAÇÃO COM REVISÃO N º 610.442-0/4 TUPÃ Apelante: Paulo César Canavecchio Magalhães Apelada : José Nunes Magalhães - ME ACIDENTE DO TRABALHO. RESPONSABILIDADE CIVIL. AÇÃO DE REPARAÇÃO DE DANOS. DESCRIÇÃO

Leia mais

A Execução Fiscal e o novo CPC. < competência > Prof. Mauro Luís Rocha Lopes

A Execução Fiscal e o novo CPC. < competência > Prof. Mauro Luís Rocha Lopes A Execução Fiscal e o novo CPC < competência > Prof. Mauro Luís Rocha Lopes LEF, art. 5º A competência para processar e julgar a execução da Dívida Ativa da Fazenda Pública exclui a de qualquer outro juízo,

Leia mais

Lei /2015/13 2 Novo Código de Processo Civil (NCPC)

Lei /2015/13 2 Novo Código de Processo Civil (NCPC) Top Temas: O Procedimento Comum no Novo CPC (2015) Matéria / Aula: O Procedimento Comum no Novo CPC 02: Professor: Rodolfo Hartmann 1 Monitora: Helena Ribeiro Lei 13.105/2015/13 2 Novo Código de Processo

Leia mais

AU A LA 1 Prof. VannaCoelho Cabral

AU A LA 1 Prof. VannaCoelho Cabral AULA 1 Prof. Vanna Coelho Cabral PETIÇÃO INICIAL DOS REQUISITOS DA PETIÇÃO INICIAL Forma A postulação inicial, como regra, deve ser escrita, datada e assinada. Admite-se postulação oral nos juizados Especiais

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Abordagem crítica acerca dos pressupostos processuais Anderson Rico Moraes Nery 1 - INTRODUÇÃO O presente artigo tem a finalidade de fazer uma abordagem crítica acerca dos pressupostos

Leia mais

SUMÁRIO PARTE I PEÇAS PRÁTICO-PROFISSIONAIS INTRODUÇÃO GERAL... 21

SUMÁRIO PARTE I PEÇAS PRÁTICO-PROFISSIONAIS INTRODUÇÃO GERAL... 21 SUMÁRIO PARTE I PEÇAS PRÁTICO-PROFISSIONAIS... 19 INTRODUÇÃO GERAL... 21 CAPÍTULO I PETIÇÃO INICIAL DE AÇÃO PELO RITO ORDINÁRIO... 23 1. Considerações gerais... 23 2. Elementos da ação... 24 2.1. Partes...

Leia mais

Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS

Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS 1 Jurisdição 1.1 Introdução 1.2 Conceito e características 1.3 Divisão da jurisdição 1.4 Organização judiciária 2 Direito Processual Civil 2.1 Conceito e delimitação

Leia mais

ULISSES VIEIRA MOREIRA PEIXOTO

ULISSES VIEIRA MOREIRA PEIXOTO ULISSES VIEIRA MOREIRA PEIXOTO 2015 EDITORA S UMÁRIO Introdução... 13 CAPÍTULO 1 PRESCRIÇÃO E DECADÊNCIA NO CÓDIGO CIVIL 1.1. Da Prescrição... 17 1.2. Do Instituto da prescrição... 18 1.3. Dos Requisitos

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO N.º 003/2016 DAS NOVIDADES DA CONTESTAÇÃO NO NCPC. Da preliminar de incompetência relativa

BOLETIM INFORMATIVO N.º 003/2016 DAS NOVIDADES DA CONTESTAÇÃO NO NCPC. Da preliminar de incompetência relativa BOLETIM INFORMATIVO N.º 003/2016 DAS NOVIDADES DA CONTESTAÇÃO NO NCPC O NCPC seguindo os princípios básicos definidos em seus primeiros artigos visou otimizar a dinâmica dos mecanismos de defesa a serem

Leia mais

Processo n.º 527/2007 Data do acórdão: S U M Á R I O

Processo n.º 527/2007 Data do acórdão: S U M Á R I O Processo n.º 527/2007 Data do acórdão: 2008-01-31 Assuntos: - art.º 1200.º do Código de Processo Civil - divórcio - conservatória do registo civil - revisão formal S U M Á R I O Caso no exame dos autos

Leia mais

DISCIPLINA: Direito Processual Civil I CH total: 72h SEMESTRE DE ESTUDO: 5º Semestre

DISCIPLINA: Direito Processual Civil I CH total: 72h SEMESTRE DE ESTUDO: 5º Semestre DISCIPLINA: Direito Processual Civil I CH total: 72h SEMESTRE DE ESTUDO: 5º Semestre TURNO: Matutino/Noturno CÓDIGO: DIR124 1. EMENTA: Competência (justiças estadual e federal). Sujeitos processuais. Litisconsórcio.

Leia mais

Dra. Katia Paiva Advogada, Consultora Jurídica e Assessora Empresarial

Dra. Katia Paiva Advogada, Consultora Jurídica e Assessora Empresarial Dra. Katia Paiva Advogada, Consultora Jurídica e Assessora Empresarial O artigo 769 da CLT - Nos casos omissos, o direito processual comum será fonte subsidiária do direito processual do trabalho, exceto

Leia mais

Capítulo 1. A Interdisciplinaridade do Direito Tributário... 3

Capítulo 1. A Interdisciplinaridade do Direito Tributário... 3 Sumário Parte I Introdução... 1 Capítulo 1. A Interdisciplinaridade do Direito Tributário... 3 Parte II Petição inicial e contestação... 7 Capítulo 1. Introdução... 9 Capítulo 2. Estrutura da petição inicial...

Leia mais

Tabela comparativa do Novo Código de Processo Civil PLS 166/2010 e PLC 8.406/2010

Tabela comparativa do Novo Código de Processo Civil PLS 166/2010 e PLC 8.406/2010 Tabela comparativa do Novo Código de Processo Civil PLS 166/2010 e PLC 8.406/2010 CONCILIAÇÃO e MEDIAÇÃO Projeto aprovado pelo Senado Art. 3º Não se excluirá da apreciação jurisdicional ameaça ou lesão

Leia mais

Processo n.º 178/2008 Data do acórdão: S U M Á R I O

Processo n.º 178/2008 Data do acórdão: S U M Á R I O Processo n.º 178/2008 Data do acórdão: 2008-05-08 Assuntos: - art.º 1200.º do Código de Processo Civil - divórcio - revisão formal S U M Á R I O Caso no exame dos autos não tenha detectado nenhuma desconformidade

Leia mais

RICARDO DE CARVALHO APRIGLIANO

RICARDO DE CARVALHO APRIGLIANO O NOVO CPC E O DIREITO PRIVADO: DIÁLOGOS NECESSÁRIOS RICARDO DE CARVALHO APRIGLIANO Doutor e Mestre em Direito Processual Civil pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo; Advogado e Professor

Leia mais