NEGÓCIO SOCIAL ASSOCIAÇÃO COZINHA SOLIDÁRIA E REFEIÇÕES COM ALMA IPSS COM ESTATUTO DE UTILIDADE PÚBLICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NEGÓCIO SOCIAL ASSOCIAÇÃO COZINHA SOLIDÁRIA E REFEIÇÕES COM ALMA IPSS COM ESTATUTO DE UTILIDADE PÚBLICA"

Transcrição

1 NEGÓCIO SOCIAL ASSOCIAÇÃO COZINHA SOLIDÁRIA E REFEIÇÕES COM ALMA IPSS COM ESTATUTO DE UTILIDADE PÚBLICA

2 Take away solidário

3 Hoje Existem em Portugal mais de 200 mil pessoas com fome que procuram ajuda nas Associações e Segurança Social Há escolas abertas 365 dias por ano para dar uma refeição por dia às crianças Os nossos destinatários Existem outros portugueses na mesma situação que não recorrem a ajuda, pertencem à classe média Esta é a pobreza escondida. Sobre a fome envergonhada não há estatísticas mas os números são alarmantes Existem famílias a passar por graves situações financeiras, que chegam a privar-se de refeições importantes 3

4 O que é a Cozinha com Alma CcA? É um take-away solidário aberto ao público geral, em que todo o lucro social é aplicado numa Bolsa Social que vai apoiar famílias em graves dificuldades económicas. 4

5 Missão Apoiar e capacitar famílias, que estejam a viver com dificuldades financeiras temporárias, através do acesso a uma alimentação completa e equilibrada e de um programa de acompanhamento e formação. 5

6 Visão Criar uma rede nacional de lojas Cozinha com Alma para apoiar e capacitar as famílias com dificuldades. 6

7 O segredo está na receita O sucesso do projecto depende da qualidade que é assegurada diariamente pelo Chef residente Nuno Simões. Existem também os Chefs Convidados, de renome nacional, que oferecem uma receita à CcA. Todos os dias é disponibilizada uma ementa diferente, variada, saudável e equilibrada. 7

8 Um balão de oxigénio O público geral paga o preço total da refeição. Este lucro social vai contribuir a 100% para a Bolsa Social. A família utente da Bolsa Social paga sempre um valor simbólico pela refeição. A selecção das famílias é feita pela Comissão Social de Freguesia. Cada bolsa tem um período de 6 meses (renovável 1 única vez). É um balão de oxigénio para a família se reorganizar 8

9 Privacidade e anonimato Um dos meios de pagamento é o cartão cliente da Cozinha com Alma. Todos os clientes, público geral ou bolsa social, podem ter um cartão de cliente igual. Deste modo é garantida a privacidade e o anonimato das famílias apoiadas pela bolsa social. 9

10 Acompanhamento e formação Em parceria com a ASFAC (Associação de Instituições de Crédito Especializado) e a AGIR (Fundação Agir Hoje) são organizados workshops, coaching e formações. O objectivo é capacitar as famílias. Disponibilizar ferramentas para ajudar a enfrentar o futuro. 10

11 Avaliação de resultados A medição de impacto foi feita externamente à Cozinha com Alma, pela Everis, empresa de consultoria que tem apoiado a Cozinha com Alma desde o início. Para avaliar o impacto social da Cozinha com Alma foi utilizada a metodologia Social Return On Investment (SROI) uma metodologia internacionalmente aceite. A análise SROI indica que a atribuição de Bolsas Sociais tem sido eficiente na criação do valor social que gera. 11

12 Solução inovadora A Cozinha com Alma é um Negócio Social Modelo viável É um projecto sustentável gerido de forma profissional e com total transparência Os Chefs com Alma são garantia de qualidade Forte aposta na formação para capacitar as famílias O projecto é avaliado por uma entidade externa 12

13 A equipa voluntários e quadros 13

14 A equipa A grande força de trabalho da Cozinha com Alma é composta por mais de 70 voluntários. + equipa contratada: Cozinha: 1 Chef residente, 1 sub-chef, 1 ajudante de cozinha e 1 copeira. Também colabora 1 estagiário da ESHTE e 2 pessoas ao abrigo do programa Contrato Emprego Inserção. Loja: 1 responsável de loja, 1 assistente social e 1 colaboradora através do programa de Contrato Emprego - Inserção. 14

15 O poder da comunicação Ferramentas de fundraising 15

16 Formas de comunicação Site Página de Facebook Publicidade na loja Programa Padrinhos Relações Públicas Torneio de golfe Participação em eventos Cozinha com Alma Catering Greenfest 16

17 Os números falam por si As estatísticas de

18 Bolsas Sociais 2013 Ao fim de pouco mais de 1 ano de existência, em Abril de 2013, a Cozinha com Alma atingiu o seu objectivo: disponibilizar 100 refeições diárias para a Bolsa Social. 29,300 refeições disponibilizadas para as bolsas sociais em 2013, uma média de 94 refeições por dia. Actualmente são confeccionadas e embaladas cerca de 300 refeições por dia. 18

19 Bolsas Sociais 2013 Bolsas Sociais Nº Bolsas Nº Familias ,5 janeiro 25 79,5 fevereiro 27 79,5 março abril 33 98,5 maio 31 91, ,5 35 junho julho ,5 agosto ,5 setembro outubro novembro dezembro 34 19

20 Vendas mensais na loja (IVA incluído) + 104% nas vendas Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez * *Agosto 2012 a loja fechou para mudança de instalações 20

21 Quantidades vendidas mensalmente Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez * + 145% nas quantidades vendidas *Agosto 2012 a loja fechou para mudança de instalações 21

22 E Março de 2014, como compara? Vendas Mensais ( ) Crescimento de +26% nas vendas face ao 1º trimestre de Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez

23 E Março de 2014, como compara? Vendas Mensais (quantidade) Crescimento de +42% nas quantidades face ao 1º trimestre de Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez

24 E agora 24

25 O presente A cozinha está no seu máximo de capacidade de produção devido à falta de espaço. Nesta altura, a cozinha inviabiliza o aumento da resposta social. A solução mais viável e imediata, passou por instaurar mais um turno na cozinha. 25

26 O futuro A Cozinha com Alma quer chegar mais longe e apoiar famílias de outros Concelhos/Distritos. Está em estudo o modelo adequado de franchising social. Construir uma cozinha nova objectivo para 2014 A cozinha é o ponto fulcral a resolver para que o projecto possa continuar a crescer bem e de forma sustentável. É preciso aumentar a capacidade de produção e armazenamento. A nova cozinha vai permitir duplicar o apoio social, fornecer cerca de 60 mil refeições por ano para os utentes da bolsa. 26

27 O futuro Apesar de ser um Negócio Social a Cozinha com Alma precisa de Parcerias e de Investidores Sociais para ajudar mais e melhor. 27

28 Investidores sociais

29 Parceiros institucionais Parceria com Câmara Municipal de Cascais - cedência da loja e com a Junta de Freguesia de Cascais e a Santa Casa da Misericórdia de Cascais - cedência da cozinha da Creche da Pampilheira.

30 Parceiros sociais THE LIGHT PLACE FOTOGRFIA MACEDO CALDAS & BENTO LDA MAGDA MERALI MARKETING REFLEXOLOGIA ZEN

31 Fornecedores sociais SOP SEGURANÇA OPERACIONAL CASCAIS TALHO MAXISSANTOS SAMPAIO & RODRIGUES

32 Contactos 32

33 Contactos Cristina de Botton Loja Praceta Padre Marçal da Silveira nº31, Pampilheira Cascais Canais 33

34

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12 JANEIRO 2,8451 2,7133 2,4903 2,3303 2,1669 1,9859 1,7813 1,6288 1,4527 1,3148 1,1940 1,0684 FEVEREIRO 2,8351 2,6895 2,4758 2,3201 2,1544 1,9676 1,7705 1,6166 1,4412 1,3048 1,1840 1,0584 MARÇO 2,8251 2,6562

Leia mais

Tabela 5.76 - Dez maiores ocorrências mensais registradas no PROCON Juiz de Fora, 2008

Tabela 5.76 - Dez maiores ocorrências mensais registradas no PROCON Juiz de Fora, 2008 Janeiro Fevereiro Telefonia celular 370 13,50 Telefonia celular 372 14,50 Cartão de crédito 334 12,19 316 12,31 294 10,73 Cartão de crédito 281 10,95 Banco comercial 230 8,39 Banco comercial 199 7,76 expansão,/compra

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MODALIDADE A DISTÂNCIA CRONOGRAMA ACADÊMICO 2011 MBA EM ADMINISTRAÇÃO E MARKETING TURMAS 2011

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MODALIDADE A DISTÂNCIA CRONOGRAMA ACADÊMICO 2011 MBA EM ADMINISTRAÇÃO E MARKETING TURMAS 2011 2 3 4 5 6 7 8 9 0 2 3 4 5 6 7 8 9 20 22 Aula Data Evento 7/0 a 22/0 Período para solicitação de provas de 2ª chamada 23 24 25 26 27 28 29 26/jan Entrada de novos alunos + AVA (OFERTA JANEIRO 20) 30 3 3/0

Leia mais

Centro Paroquial do Estoril. Funchal, Junho, 2012

Centro Paroquial do Estoril. Funchal, Junho, 2012 Centro Paroquial do Estoril Funchal, Junho, 2012 Índice Quem Somos Como Estamos Organizados Recursos Mais Informação Quem Somos IPSS da Paróquia de Santo António do Estoril, no Concelho de Cascais Visão:

Leia mais

Regulamento. Sorriso Solidário

Regulamento. Sorriso Solidário Regulamento Sorriso Solidário 0 Introdução A Santa Casa da Misericórdia de Mirandela, tem desenvolvido ao longo dos tempos, diversas iniciativas no sentido de criar condições que favoreçam o bem-estar

Leia mais

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016 Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado do Paraná Safra 2016/2017 Mar/16 0,6048 0,6048 0,6048 66,04 73,77 Abr 0,6232 0,6232 0,5927 64,72 72,29 Mai 0,5585 0,5878 0,5868

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO. Calendário Geral de Cursos

PROGRAMA DE FORMAÇÃO. Calendário Geral de Cursos PROGRAMA DE FORMAÇÃO 2013 Calendário Geral de Cursos FORMAÇÕES REGULARES 12 Concurso Público da Função Pública 20 horas 18 22 11 15 14 19 9 14 13 Elaboração de Projectos 60 horas 15 3 12 30 14 Gestão de

Leia mais

Nome do Condomínio. Demonstrativo Financeiro

Nome do Condomínio. Demonstrativo Financeiro Mês: Janeiro 1.5 - Mês: Fevereiro 1.5 - Mês: Março 1.5 - Mês: Abril 1.5 - Mês: Maio 1.5 - Mês: Junho 1.5 - Mês: Julho 1.5 - Mês: Agosto 1.5 - Mês: Setembro 1.5 - Mês: Outubro 1.5 - Mês: Novembro 1.5 -

Leia mais

PROGRAMA DE AÇÃO E ORÇAMENTO 2015. Servir a comunidade; educar para a cidadania e incluir os mais vulneráveis

PROGRAMA DE AÇÃO E ORÇAMENTO 2015. Servir a comunidade; educar para a cidadania e incluir os mais vulneráveis PROGRAMA DE AÇÃO E ORÇAMENTO 2015 Servir a comunidade; educar para a cidadania e incluir os mais vulneráveis CAPÍTULO I AETP: A INSTITUIÇÃO 1. Introdução No decorrer do ano de 2015 prevê-se que a AETP

Leia mais

O P E R A C I O N A L I Z A Ç Ã O D A S U N I D A D E S D E S A Ú D E F A M I L I A R E S. Carlos Nunes. Missão para os Cuidados de Saúde Primários

O P E R A C I O N A L I Z A Ç Ã O D A S U N I D A D E S D E S A Ú D E F A M I L I A R E S. Carlos Nunes. Missão para os Cuidados de Saúde Primários O P E R A C I O N A L I Z A Ç Ã O D A S U N I D A D E S D E S A Ú D E F A M I L I A R E S Carlos Nunes Missão para os Cuidados de Saúde Primários VILAMOURA 23 Março 2007 C A N D I D A T U R A S A U S F

Leia mais

Lic. Marketing e Publicidade. Marketing 1º Ano/2º Semestre Pós laboral

Lic. Marketing e Publicidade. Marketing 1º Ano/2º Semestre Pós laboral Lic. Marketing e Publicidade Marketing 1º Ano/2º Semestre Pós laboral Trabalho realizado por: Maria Marques, 7005 Docente: Dr. Fernando Gaspar SANTARÉM Licenciatura em Marketing & Publicidade 1 de 10 2007/2008

Leia mais

PORTUGAL MEMBRO DA PLATAFORMA PORTUGUESA DE ONGD

PORTUGAL MEMBRO DA PLATAFORMA PORTUGUESA DE ONGD PORTUGAL MEMBRO DA PLATAFORMA PORTUGUESA DE ONGD ÍNDICE I. Identificação da APOIAR 1. Dados Gerais 2. Origem 3. Missão 4. Principais Áreas de Intervenção 5. Grupos Alvo 6. Presença Geográfica 7. Estrutura

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2011 INTRODUÇÃO Se 2009 foi o ano da avaliação, 2010 foi considerado o ano em que a APOIAR fez reajustamentos em busca de novos caminhos e aperfeiçoamento técnico. Já 2011, foi

Leia mais

ALBUM DE FORMAÇÃO 2011

ALBUM DE FORMAÇÃO 2011 AGENDA FORMAÇÃO INTER 2011 ALBUM DE FORMAÇÃO 2011 AGENDA FORMAÇÃO INTER 2011 ALBUM DE FORMAÇÃO 2011 ÁREAS DE FORMAÇÃO 1 2 DESENVOLVIMENTO PESSOAL & COMPORTAMENTAL GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS 3 FINANÇAS,

Leia mais

Em defesa do Sector da Hotelaria, Restauração e Bebidas. desde 1896

Em defesa do Sector da Hotelaria, Restauração e Bebidas. desde 1896 Em defesa do Sector da Hotelaria, Restauração e Bebidas desde 1896 Quem Somos? Instituição de Utilidade Pública Restauração Pastelarias e Cafés Mais de um século de existência Empreendimentos Turísticos

Leia mais

UDAL - União Desportiva Alta de Lisboa ISU - Instituto de Solidariedade e Cooperação Universitária

UDAL - União Desportiva Alta de Lisboa ISU - Instituto de Solidariedade e Cooperação Universitária REFERÊNCIA: 062 DESIGNAÇÃO: Altarix Empreende BIP/ZIP em que pretende intervir: 20. Sete Céus 21. Galinheiras - a) Ameixoeira b) Charneca 26. Pedro Queiróz Pereira 66. Charneca do Lumiar 67. Alta de Lisboa

Leia mais

Google Adwords. Campanha Placontec Relatório 08/2012 08/2013

Google Adwords. Campanha Placontec Relatório 08/2012 08/2013 Google Adwords Campanha Placontec Relatório 08/2012 08/2013 COZINHA PROFISSIONAL COZINHA INDUSTRIAL RESTAURANTES A nova campanha Adwords da Placontec foi pensada de acordo com os segmentos: Planejamento,

Leia mais

MEDIDAS DE APOIO AO EMPREGO. 23 de outubro de 2014

MEDIDAS DE APOIO AO EMPREGO. 23 de outubro de 2014 MEDIDAS DE APOIO AO EMPREGO 23 de outubro de 2014 APOIOS À CONTRATAÇÃO ESTÍMULO EMPREGO Caracterização Apoio financeiro às entidades empregadoras que celebrem contratos de trabalho com desempregados inscritos

Leia mais

Cada utente é um ser Humano único, pelo que respeitamos a sua pessoa, os seus ideais, as suas crenças, a sua história e o seu projecto de vida.

Cada utente é um ser Humano único, pelo que respeitamos a sua pessoa, os seus ideais, as suas crenças, a sua história e o seu projecto de vida. 1. APRESENTAÇÃO DA INSTITUIÇÃO A Casa do Povo de Alvalade foi criada em 1943, por grupo informal de pessoas, na tentativa de dar resposta às necessidades das pessoas que a esta se iam associando. Com o

Leia mais

Vamos ensinar a Fazer Contas à Vida - Adultos!

Vamos ensinar a Fazer Contas à Vida - Adultos! ADULTOS ADULTOS Vamos ensinar a Fazer Contas à Vida - Adultos! O nosso objectivo é ensinar adultos de contextos sociais mais desfavorecidos, a Fazer Contas à Vida Adultos, dotando-os de conhecimentos e

Leia mais

Apresentação do Projeto do Centro Social Paroquial de Lustosa

Apresentação do Projeto do Centro Social Paroquial de Lustosa Centro Social Paroquial de Lustosa Apresentação do Projeto do Centro Social Paroquial de Lustosa 1. Identificação da Instituição: Centro Social Paroquial de Lustosa, NPC: 502431440, com sede em Alameda

Leia mais

Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo

Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo Safra 2015/2016 Mensal Acumulado Cana Campo (1) Cana Esteira (2) R$/Kg ATR R$/Kg ATR R$/Ton. R$/Ton. Abr/15 0,4909

Leia mais

ESPAÇO SOLIDÁRIO. Normas de Funcionamento. Preâmbulo. A Câmara Municipal de Sesimbra, enquanto agente promotor de políticas de

ESPAÇO SOLIDÁRIO. Normas de Funcionamento. Preâmbulo. A Câmara Municipal de Sesimbra, enquanto agente promotor de políticas de ESPAÇO SOLIDÁRIO Normas de Funcionamento Preâmbulo A Câmara Municipal de Sesimbra, enquanto agente promotor de políticas de protecção social, tem vindo a implementar um conjunto de medidas de apoio às

Leia mais

PAEX Parceiros para a Excelência

PAEX Parceiros para a Excelência PAEX Parceiros para a Excelência Estabelecer parcerias por melhores resultados: uma prática comum na natureza e nas empresas que querem se desenvolver. CONHECA A FDC Alianças Internacionais: Uma Escola

Leia mais

PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2016 -

PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2016 - PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2016 - Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico Coordenação de Campo: Roberto Guerra SUMÁRIO

Leia mais

200 180 Indice (abr/2004=100) 160 140 120 100 80 dez/97 jun/98 dez/98 jun/99 dez/99 jun/00 dez/00 jun/01 dez/01 jun/02 dez/02 jun/03 dez/03 jun/04 dez/04 jun/05 dez/05 jun/06 dez/06 jun/07 dez/07 Faturamento

Leia mais

Curso de Língua Chinesa, Cultura e Dinâmica de Negócios para Empresários e Gestores na China

Curso de Língua Chinesa, Cultura e Dinâmica de Negócios para Empresários e Gestores na China 2ª Edição Curso de Língua Chinesa, Cultura e Dinâmica de Negócios para Empresários e Gestores na China Realizar Negócios na China é o sonho de qualquer empresário, mas pode ser uma realidade para os que

Leia mais

Comunicação e colaboração na execução do Plano Estratégico

Comunicação e colaboração na execução do Plano Estratégico Comunicação e colaboração na execução do Plano Estratégico Apresentação A Secretaria de Planejamento e Gestão Estratégica SEPG apoia a Presidência nas demandas relativas ao planejamento institucional,

Leia mais

Porquê Economia Social?

Porquê Economia Social? Porquê Economia Social? A economia social, para além do seu peso quantitativo, tem vindo nas últimas décadas a afirmar a sua capacidade de colaborar de uma forma eficaz para: Resolução dos novos problemas

Leia mais

COMUNICADO SDG Nº 02/2013

COMUNICADO SDG Nº 02/2013 COMUNICADO SDG Nº 02/2013 O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo divulga aos órgãos jurisdicionados da área municipal o calendário de obrigações para 2013 necessárias ao atendimento das exigências

Leia mais

Cidades Solidárias que Futuro?

Cidades Solidárias que Futuro? Cidades Solidárias que Futuro? Santa Casa da Misericórdia de Lisboa Departamento de Empreendedorismo e Economia Social Lisboa, 26 de Novembro de 2010 Dr. António Santos Luiz Vice-Provedor da Santa Casa

Leia mais

Projecto de Apoio ao

Projecto de Apoio ao Projecto de Apoio ao O Centro Social Paroquial Padre Ricardo Gameiro presta serviços dedicados a crianças e idosos, promovendo igualmente o apoio ao emprego e o auxílio a famílias carenciadas. O Centro

Leia mais

Estudo de Viabilidade Económico-Financeira

Estudo de Viabilidade Económico-Financeira Departamento de Planeamento e Controlo Estudo de Viabilidade Económico-Financeira Fábrica Gelo-Puro (Luanda) Inferência Consultores de Negócio e Gestão Lisboa: Anexo ao Centro de Congressos de Lisboa -

Leia mais

RASILEIRA DE PNEUMOLOGIA E

RASILEIRA DE PNEUMOLOGIA E OBJETIVOS Integrar e interagir os médicos e demais Profissionais da Saúde, que no Brasil se interessam por Pneumologia, oferecendo informações e serviços variados. Estimular a atualização, a educação continuada

Leia mais

Prólogo REGULAMENTO INTERNO LOJA SOCIAL

Prólogo REGULAMENTO INTERNO LOJA SOCIAL REGULAMENTO INTERNO LOJA SOCIAL Prólogo O CLDS SERPE EnReDe, consiste numa estratégia de desenvolvimento social integrado visando a criação de respostas sociais inovadoras e sustentáveis que atendem às

Leia mais

Valor médio de avaliação bancária aumentou ligeiramente

Valor médio de avaliação bancária aumentou ligeiramente 26 de junho de 2014 Inquérito à Avaliação Bancária na Habitação Maio de 2014 Valor médio de avaliação bancária aumentou ligeiramente O valor médio de avaliação bancária 1 do total do País foi de 995 euros/m

Leia mais

Vênus Em Aquário 25 Dez 1939. Vênus Em Peixes 18 Jan 1940. Vênus Em Áries 12 Fev 1940. Vênus Em Touro 8 Mar 1940. Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940

Vênus Em Aquário 25 Dez 1939. Vênus Em Peixes 18 Jan 1940. Vênus Em Áries 12 Fev 1940. Vênus Em Touro 8 Mar 1940. Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940 Vênus Em Aquário 25 Dez 1939 Vênus Em Peixes 18 Jan 1940 Vênus Em Áries 12 Fev 1940 Vênus Em Touro 8 Mar 1940 Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940 Vênus Em Câncer 6 Maio 1940 Vênus Em Gêmeos 5 Jul 1940 Vênus Em

Leia mais

SUMÁRIO EXECUTIVO - JANEIRO DE 2010

SUMÁRIO EXECUTIVO - JANEIRO DE 2010 SUMÁRIO EXECUTIVO - JANEIRO DE 2010 CENTRAL DE RELACIONAMENTO FOME ZERO 1) Estrutura A Central de Relacionamento FOME ZERO do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome - MDS é responsável pelo

Leia mais

RECALL SMITHS LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE

RECALL SMITHS LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE DOCUMENTO 2 LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE 100.105.025 644425 10 10 fev/05 fev/10 9660 10/10/2005 13/10/2005

Leia mais

pasta house DOSSIER DE FRANCHISING

pasta house DOSSIER DE FRANCHISING T matino pasta house DOSSIER DE FRANCHISING APRESENTAÇÃO A TOMATINO é uma rede de restaurantes de atendimento rápido, cujos pratos têm por base exclusivamente as massas alimentícias pasta. Trata-se de

Leia mais

Ficha de Caracterização de Projecto

Ficha de Caracterização de Projecto Ficha de Caracterização de Projecto Projecto +Skillz E5G Programa Escolhas Promotor: Associação Mais Cidadania 2 A. IDENTIFICAÇÃO GERAL DA ENTIDADE Projecto Projecto +Skillz E5G Promotor: Associação Mais

Leia mais

Plano de Ação. Benéfica e Previdente

Plano de Ação. Benéfica e Previdente Plano de Ação 2015 Benéfica e Previdente Mensagem da Administração Objetivos Estratégicos para 2015 Plano de Ação 2015 Desenvolvimento Associativo Apoio ao Associado Lazer Abrigo da Geira Residências de

Leia mais

Relatório de Atividades da Direção do ano de 2012

Relatório de Atividades da Direção do ano de 2012 Relatório de Atividades da Direção do ano de 2012 A Direção da Crevide - Creche Popular de Moscavide apresenta neste documento um curto resumo das atividades desenvolvidas durante o ano de 2012. Caracterização

Leia mais

ESTE ANO A CAMPANHA DE EMERGÊNCIA DA AMI É NACIONAL.

ESTE ANO A CAMPANHA DE EMERGÊNCIA DA AMI É NACIONAL. ESTE ANO A CAMPANHA DE EMERGÊNCIA DA AMI É NACIONAL. A pobreza em Portugal está a aumentar. Desde 2008, o número de casos de pobreza atendidos pela AMI mais que duplicou 2008 2009 2010 2011 7.000

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS CAMARA MUNICIPAL DE SAO VALERIO CAMARA MUNICIPAL DE SAO VALERIO RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DA DESPESA DE PESSOAL

ESTADO DO TOCANTINS CAMARA MUNICIPAL DE SAO VALERIO CAMARA MUNICIPAL DE SAO VALERIO RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DA DESPESA DE PESSOAL LRF, Artigo 55, inciso I, alínea "a" - Anexo I JANEIRO/2013 FEV/2012 a JAN/2013 DESPESA BRUTA COM PESSOAL (I) 22.609,19 Pessoal Ativo 22.609,19 TOTAL DA DESPESA COM PESSOAL PARA FINS DE APURACAO DO LIMITE

Leia mais

INTENÇÃO DE CONSUMO DAS FAMÍLIAS - ICF

INTENÇÃO DE CONSUMO DAS FAMÍLIAS - ICF INTENÇÃO DE CONSUMO DAS FAMÍLIAS - ICF Goiânia GO Janeiro 2010 SUMÁRIO Tabela 1 - Síntese dos Resultados 3 Tabela 2 - Variações percentuais sobre o mês anterior 3 Análise dos Resultados 4 Tabela 3 - Intenção

Leia mais

Planeamento de Actividades e Orçamentos - 2012 -

Planeamento de Actividades e Orçamentos - 2012 - Planeamento de Actividades e Orçamentos - 2012 - WACT We Are Changing Together A WACT é uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD), apolítica, laica, e sem fins lucrativos, com a missão

Leia mais

Campanha: Diga Não para o Desperdício

Campanha: Diga Não para o Desperdício Campanha: Diga Não para o Desperdício Elian A Elian está no mercado há 24 anos, atuando no ramo têxtil. Produzimos roupa infantil e adulto masculino e feminino; Hoje a empresa possui dois parques fabris

Leia mais

Índice de Prevenção de Acidentes Laborais IPAL

Índice de Prevenção de Acidentes Laborais IPAL Índice de Prevenção de Acidentes Laborais IPAL Autor: Vinicius Silva Neves Ampla Energia e Serviços S.A. RESUMO O Índice de Prevenção de Acidentes Laborais IPAL, é um indicador de prevenção de acidentes

Leia mais

C A L E N D Á R I O D E E V E N T O S C O R P O R A T I V O S (Atualizado em 16 de janeiro de 2.009)

C A L E N D Á R I O D E E V E N T O S C O R P O R A T I V O S (Atualizado em 16 de janeiro de 2.009) C A L E N D Á R I O D E E V E N T O S C O R P O R A T I V O S (Atualizado em 16 de janeiro de 2.009) Denominação Social CREMER S.A. Endereço da Sede Rua Iguaçu nº 291/363 Itoupava Seca 89.030-030 Blumenau

Leia mais

EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO SOCIAL CONCEITO E PRÁTICA

EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO SOCIAL CONCEITO E PRÁTICA EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO SOCIAL CONCEITO E PRÁTICA Laurinda da Conceição C. Grosso Socióloga e colaboradora do Centro de Investigação em Sociologia e Antropologia Augusto da Silva (CISA-AS), Universidade

Leia mais

AG 2008. Relatório 2007. itsmf Portugal

AG 2008. Relatório 2007. itsmf Portugal AG 2008 Relatório 2007 itsmf Portugal ST MARKETING Susana Soares Coordenadora de Marketing e Comunicação itsmf Portugal 1. Newsletter ITIL e TAL Relatório 2007 1. Métricas 500 Subscritores 5 Artigos de

Leia mais

LIGA DOS AMIGOS DO HOSPITAL Rampa do Hospital, nº 62 4600-001 Amarante PROPOSTA. Plano de Atividades e Orçamento para 2016

LIGA DOS AMIGOS DO HOSPITAL Rampa do Hospital, nº 62 4600-001 Amarante PROPOSTA. Plano de Atividades e Orçamento para 2016 LIGA DOS AMIGOS DO HOSPITAL Rampa do Hospital, nº 62 4600-001 Amarante PROPOSTA Plano de Atividades e Orçamento para 2016 Em cumprimento do disposto na alínea b) do artigo 33º dos Estatutos da Liga dos

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE "SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO" Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS

PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE "SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO" Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS Maio/2013 SUMÁRIO 1 SUMÁRIO EXECUTIVO 1.1 Resumo dos principais pontos do plano de negócio 1.2 Empreendedores

Leia mais

We Do. You Sell. A sua loja online (A You Sell Iniciative) Solução de Parceria Lojas Online

We Do. You Sell. A sua loja online (A You Sell Iniciative) Solução de Parceria Lojas Online Largo da Codiceira 74, 1º Tr. We Do. You Sell. A sua loja online (A You Sell Iniciative) Solução de Parceria Lojas Online // VALORVISUAL_SOLUÇÕES GLOBAIS DE COMUNICAÇÃO WE DO, YOU SELL. A SUA LOJA ONLINE

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO PORTUGUÊS PARA O INVESTIMENTO SOCIAL

GRUPO DE TRABALHO PORTUGUÊS PARA O INVESTIMENTO SOCIAL GRUPO DE TRABALHO PORTUGUÊS PARA O INVESTIMENTO SOCIAL Reunião de sub-grupo 3 Outubro 2015 REUNIÃO INTERMÉDIA 7 de Novembro de 2014 GRUPO DE TRABALHO PARA O INVESTIMENTO SOCIAL O Grupo de Trabalho (GT)

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2014

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2014 RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2014 I. Introdução O ano de 2014 foi, tal como 2013, um ano marcado por grandes investimentos. Na Comunidade Terapêutica finalizou-se a obra de restruturação da cozinha e da lavandaria

Leia mais

Instituto de desenvolvimento educacional de Angola IDEIA SECRETARIA ACADÊMICA

Instituto de desenvolvimento educacional de Angola IDEIA SECRETARIA ACADÊMICA Instituto de desenvolvimento educacional de Angola IDEIA SECRETARIA ACADÊMICA Curso de Especialização MBA Gestão Estratégica em Tecnologia da Informação ANO MÊS CRONOGRAMA Dia Data Disciplina ch seg 07/09/15

Leia mais

EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS SOCIAIS

EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS SOCIAIS EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS SOCIAIS Actividades Calendarização Recursos Humanos / Parceiros Recursos Materiais Organização Responsável 1. 1.1 Definição do projecto Centro de Recursos Educativos. 1.2 Contacto

Leia mais

Relatório Tipo Dezembro de 20XX

Relatório Tipo Dezembro de 20XX Relatório Tipo Dezembro de 20XX Alvim & Rocha Consultoria de Gestão, Lda. Tel.: 22 831 70 05; Fax: 22 833 12 34 Rua do Monte dos Burgos, 848 Email: mail@alvimrocha.com 4250-313 Porto www.alvimrocha.com

Leia mais

Grupo de Trabalho dos Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária (BIP/ZIP) Rua Nova do Almada, nº 2-3º Andar 1100-060

Grupo de Trabalho dos Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária (BIP/ZIP) Rua Nova do Almada, nº 2-3º Andar 1100-060 REFERÊNCIA: 090 DESIGNAÇÃO: Participar para Alimentar BIP/ZIP em que pretende intervir: 8. Ameixoeira (PER) ENTIDADES: Promotora: ANAFS - Associação Nacional dos Alistados das Formações Sanitárias Parceiras:

Leia mais

REDE DE EMPREENDEDORES SOCIAIS INTEGRADOS

REDE DE EMPREENDEDORES SOCIAIS INTEGRADOS REDE DE EMPREENDEDORES SOCIAIS INTEGRADOS O QUE É UM EMPREENDEDOR? É aquele profissional INOVADOR que modifica, com sua forma de agir, qualquer área do conhecimento humano. Ele apresenta determinadas habilidades

Leia mais

HISTORIAL DA INSTITUIÇÃO

HISTORIAL DA INSTITUIÇÃO IDENTIFICAÇÃO Nome da Instituição Morada Telefone 234 602 642 Site Oficial Correio electrónico Data da inauguração da Nova Sede e Centro Comunitário PERCURSO Delegação de Águeda da Cruz Vermelha Portuguesa

Leia mais

O INVESTIMENTO QUE RETORNA MULTIPLICADO PORTFÓLIO DE PRODUTOS

O INVESTIMENTO QUE RETORNA MULTIPLICADO PORTFÓLIO DE PRODUTOS O INVESTIMENTO QUE RETORNA MULTIPLICADO PORTFÓLIO DE PRODUTOS 2016 COMUNICAÇÃO 360 A melhor forma de se lançar um produto, promover ou reposicionar uma marca é utilizar todos os meios de comunicação disponíveis,

Leia mais

Emprego Santander 2012 Síntese das movimentações. Elaboração: DIEESE

Emprego Santander 2012 Síntese das movimentações. Elaboração: DIEESE Emprego Santander 2012 Síntese das movimentações Fonte: Recibos do CAGED e dados fornecidos pelo Banco Santander Brasil, por determinação do Ministério Público do Trabalho 10ª Região Mediação nº 001129/2012

Leia mais

Tendências. Membro. ECOPROGRESSO, SA tel + 351 21 798 12 10 fax +351 21 798 12 19 geral@ecotrade.pt www.ecotrade.pt

Tendências. Membro. ECOPROGRESSO, SA tel + 351 21 798 12 10 fax +351 21 798 12 19 geral@ecotrade.pt www.ecotrade.pt 30 27 Evolução do Preço CO2 Jan 06 - Fev 07 Spot Price Powernext Carbon Jan de 2006 a Fev 2007 Spot CO2 (30/01/07) Preço Δ Mensal 2,30-64.50% 2007 2,35-64,4% 2008 15.30-16,16% Futuro Dez 2009 2010 15.85

Leia mais

1.1.1.1. Objectivo Especifico Garantir que os alunos de 1.º e 2.º Ciclo assistam a acções de prevenção primária da toxicodependência.

1.1.1.1. Objectivo Especifico Garantir que os alunos de 1.º e 2.º Ciclo assistam a acções de prevenção primária da toxicodependência. Conselho Local de Acção Social de de Ourique Cuba Plano de Acção 2008 - Rede Social Programação Anual. Prioridade Promover a melhoria das condições de vida das crianças, dos idosos e das famílias através

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2012 INTRODUÇÃO A Apoiar tem sido um projecto de uma vida! O ano de 2012 foi um ano muito importante para a APOIAR! Foi o ano em que os fundadores e antigos corpos sociais, confiaram

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T13 e 2013

Teleconferência de Resultados 4T13 e 2013 Teleconferência de Resultados 4T13 e 2013 14 de fevereiro de 2014 13h00 (Brasília) / 10h00 (US EST) Português: +55 (11) 2188-0155 Inglês: +1 (646) 843-6054 Código de Acesso: Marisa Nota de Ressalva E s

Leia mais

Curriculum Vitae. Data de Nascimento: 19 de Novembro de 1977. Assistente convidado na UTL Curso Pós-Laboral De Políticas Públicas

Curriculum Vitae. Data de Nascimento: 19 de Novembro de 1977. Assistente convidado na UTL Curso Pós-Laboral De Políticas Públicas Curriculum Vitae DADOS PESSOAIS Nome: Nacionalidade: Pedro Pires Portuguesa Data de Nascimento: 19 de Novembro de 1977 HABITAÇÕES LITERÁRIAS Data 16/02/2010 Universidade Universidade Técnica de Lisboa

Leia mais

Espiral de Conhecimento

Espiral de Conhecimento Espiral de Conhecimento PERFIL INSTITUCIONAL Constituição: Julho de 2006 Perfil: Empresa de Comunicação Social Especialização Inicial: Inovação e Tecnologias de Informação e Comunicação Sócios: Ana Pinto

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO 2007/2008

PLANO DE ACÇÃO 2007/2008 REDE SOCIAL CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE MACEDO DE CAVALEIROS Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros PLANO DE ACÇÃO 2007/2008 Macedo de Cavaleiros, 16 de Dezembro de 2008 REDE SOCIAL REDE SOCIAL

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIEVANGÉLICA - 2015/2016. Projeto de Pesquisa do Coordenador e Subprojeto do Discente

PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIEVANGÉLICA - 2015/2016. Projeto de Pesquisa do Coordenador e Subprojeto do Discente PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIEVANGÉLICA - 20/20 Projeto de Pesquisa do Coordenador e Subprojeto do Discente Projeto de Pesquisa NOME DO COORDENADOR EM CAIXA ALTA INFORMAÇÕES GERAIS

Leia mais

PROGRAMA ESTRATÉGICO PARA 2013-2015

PROGRAMA ESTRATÉGICO PARA 2013-2015 PROGRAMA ESTRATÉGICO PARA 2013-2015 Abril, 2013 ÍNDICE Estrutura organizacional... 3 Objectivos e Estratégia... 5 Orientações... 5 Objectivos estratégicos triénio 2013-2015... 6 2 ESTRUTURA ORGANIZACIONAL

Leia mais

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Agosto de 2008 Apresentado por Fernando Chacon Diretor de Marketing do Banco Itaú Indicadores de Mercado 2 Mercado de Cartões 2008 Indicadores de

Leia mais

ANEXO 28c MODELO DE PLANO DE NEGÓCIOS - PINS SOLIDÁRIO. Identificação

ANEXO 28c MODELO DE PLANO DE NEGÓCIOS - PINS SOLIDÁRIO. Identificação ANEXO 28c MODELO DE PLANO DE NEGÓCIOS - PINS SOLIDÁRIO Nome da Entidade Identificação Razão Social CGC/CNPJ Inscrição Estadual Inscrição Municipal Descreva as Pricipais Atividades Desenvolvidas pela Entidade

Leia mais

Caracterização do Projecto

Caracterização do Projecto Caracterização do Projecto http://www.cm-lousa.pt/educacao/alimbem_crscsaud.htm O Projecto "Alimenta-te bem, Cresce saudável" tem a sua base na preocupação da Autarquia em garantir a todas as crianças

Leia mais

Plano de Atividades e Orçamento 2016 UDIPSS SETÚBAL

Plano de Atividades e Orçamento 2016 UDIPSS SETÚBAL Plano de Atividades e Orçamento 2016 ÍNDICE Plano de Atividades e Orçamento 2016 ÍNDICE... 1 1. MENSAGEM DA DIRECÇÃO... 2 2. VISÃO, MISSÃO E VALORES... 3 3. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS (atividades/ações)...

Leia mais

Plano de Acção da CSIFCPS para 2007

Plano de Acção da CSIFCPS para 2007 Plano de Acção da CSIFCPS para Ao nível dos problemas da deestruturação Familiar nas Finalidade 1: Criar uma rede de trabalho articulada de Apoio às Famílias em risco Objectivo Geral 1: Dinamização das

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO PARA O INVESTIMENTO SOCIAL. Catalisar um mercado de investimento social em Portugal GRUPO DE TRABALHO PORTUGUÊS PARA O

GRUPO DE TRABALHO PARA O INVESTIMENTO SOCIAL. Catalisar um mercado de investimento social em Portugal GRUPO DE TRABALHO PORTUGUÊS PARA O GRUPO DE TRABALHO PORTUGUÊS PARA O INVESTIMENTO SOCIAL Reunião de sub-grupo 2 Outubro 2015 GRUPO DE TRABALHO PARA O INVESTIMENTO SOCIAL Catalisar um mercado de investimento social em Portugal GRUPO DE

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE TAXAS DE JUROS / 2011 EMPRÉSTIMO PESSOAL E CHEQUE ESPECIAL

RELATÓRIO ANUAL DE TAXAS DE JUROS / 2011 EMPRÉSTIMO PESSOAL E CHEQUE ESPECIAL RELATÓRIO ANUAL DE TAXAS DE JUROS / 2011 EMPRÉSTIMO PESSOAL E CHEQUE ESPECIAL ANÁLISE COMPARATIVA O levantamento anual envolveu sete instituições financeiras: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica

Leia mais

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte Março/15 A mostra o desempenho dos negócios do comércio no mês de Fevereiro/2015 e identifica a percepção dos empresários para o mês de Março/2015. Neste mês, 20,8% dos empresários conseguiram aumentar

Leia mais

Apresentação do Projeto Sertã Solidária

Apresentação do Projeto Sertã Solidária Apresentação do Projeto Sertã Solidária Sinopse: A valência da Cresaçor Centro Comunitário de Apoio ao Imigrante criou em 2012, com o apoio da Direção Regional das Comunidades, o Projeto Sertã Solidária

Leia mais

MÉTODOS PARA PREVISÃO DA DEMANDA. Método genérico para estimar demanda total de um mercado (em unidades monetárias)

MÉTODOS PARA PREVISÃO DA DEMANDA. Método genérico para estimar demanda total de um mercado (em unidades monetárias) GESTÃO DA DISTRIBUIÇÃO Prof. Marco A. Arbex MÉTODOS PARA PREVISÃO DA DEMANDA Método genérico para estimar demanda total de um mercado (em unidades monetárias) Q= n.q.p Q= Demanda total do mercado n= Número

Leia mais

Fevereiro de 2014 INDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR (IPC) MOÇAMBIQUE, (Base Dez.2010 = 100)

Fevereiro de 2014 INDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR (IPC) MOÇAMBIQUE, (Base Dez.2010 = 100) INDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR Moçambique Fevereiro de 2015 Base: Dezembro de 2010 Instituto Nacional de Estatística Índice de Preços no Consumidor Boletim Mensal Reprodução autorizada, excepto para fins

Leia mais

Manual do Membro 2013

Manual do Membro 2013 2013 Índice Página 1.. Feed Performance Club 1.1 O que é o Feed Performance Club? 1.2 Quais os objetivos? 1.3 Exemplos de temáticas e convidados palestrantes 1.4 A quem se destina? 1.5 Quando e onde nos

Leia mais

Serviços. Conquistar. quando identificou a oportunidade de negócio que constituía a Internet enquanto meio para agilizar

Serviços. Conquistar. quando identificou a oportunidade de negócio que constituía a Internet enquanto meio para agilizar Serviços Conquistar um lugar à mesa nas reservas on-line Até há bem pouco tempo Portugal não contava com um serviço especializado para reservar mesas em restaurantes através da Internet. Este ano ganhou

Leia mais

MEDIA KIT 2015 REVISTA TÉCNICA DE ENGENHARIA, GESTÃO E ECONOMIA DO AMBIENTE. www.industriaeambiente.pt

MEDIA KIT 2015 REVISTA TÉCNICA DE ENGENHARIA, GESTÃO E ECONOMIA DO AMBIENTE. www.industriaeambiente.pt MEDIA KIT 2015 REVISTA TÉCNICA DE ENGENHARIA, GESTÃO E ECONOMIA DO AMBIENTE www.industriaeambiente.pt Porquê anunciar na Indústria e Ambiente? A Indústria e Ambiente é uma revista técnica de engenharia,

Leia mais

03/12/2012 REDE SOCIAL DE LISBOA

03/12/2012 REDE SOCIAL DE LISBOA GRUPOS DE MISSÃO 03/12/2012 REDE SOCIAL DE LISBOA PLANO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL 2013-20152015 Contextualização O PDS é um instrumento de planeamento da Rede Social que formaliza o conjunto de opções

Leia mais

LINHA DE CRÉDITO JESSICA - BPI

LINHA DE CRÉDITO JESSICA - BPI LINHA DE CRÉDITO JESSICA - BPI Balanço do 1º ano e Perspectivas Porto, 28 Nov 2012 ÍNDICE 1. Ponto de situação 2. Condições dos financiamentos JESSICA do BPI 3. Operações fechadas 4. Projectos em carteira

Leia mais

PLANO DE MARKETING PLANO DE MARKETING PARA IMPLEMENTAÇÃO DE UM RESTAURANTE MODERNO EM S. TOMÉ. ORIENTADOR: Prof. Dr. David Nelson Salbany Russell

PLANO DE MARKETING PLANO DE MARKETING PARA IMPLEMENTAÇÃO DE UM RESTAURANTE MODERNO EM S. TOMÉ. ORIENTADOR: Prof. Dr. David Nelson Salbany Russell PARA IMPLEMENTAÇÃO DE UM RESTAURANTE MODERNO EM S. TOMÉ ORIENTADOR: Prof. Dr. David Nelson Salbany Russell LICENCIATURA EM MARKETING E COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL Finalidade: Estudar um plano de marketing

Leia mais

CSU CARDSYSTEM SA. investidorescsu@csu.com.br

CSU CARDSYSTEM SA. investidorescsu@csu.com.br CSU CARDSYSTEM SA investidorescsu@csu.com.br 2 Considerações Iniciais Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação

Leia mais

3. DAS MODALIDADES DE BOLSA, BENEFÍCIOS E DURAÇÃO. 3.1 No PIBITI, as 02 (duas) cotas institucionais tem a duração de 11(onze) meses, podendo ser

3. DAS MODALIDADES DE BOLSA, BENEFÍCIOS E DURAÇÃO. 3.1 No PIBITI, as 02 (duas) cotas institucionais tem a duração de 11(onze) meses, podendo ser EDITAL N.º 012/2013 PROEPI/IFPR PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INCENTIVO À INOVAÇÃO DO IFPR (PIBIN) PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO DO CNPq

Leia mais

anos MEDIA KIT 2014 REVISTA TÉCNICA DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E GESTÃO DA SAÚDE www.tecnohospital.pt

anos MEDIA KIT 2014 REVISTA TÉCNICA DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E GESTÃO DA SAÚDE www.tecnohospital.pt anos MEDIA KIT 2014 REVISTA TÉCNICA DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E GESTÃO DA SAÚDE www.tecnohospital.pt Porquê anunciar na TecnoHospital? A TecnoHospital é uma revista técnica de engenharia, arquitetura

Leia mais

SOLUÇÃO EXERCÍCIO CASO HIGIENEX

SOLUÇÃO EXERCÍCIO CASO HIGIENEX UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS - UNICAMP INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS - IFCH DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E PLANEJAMENTO ECONÔMICO - DEPE CENTRO TÉCNICO ECONÔMICO DE ASSESSORIA EMPRESARIAL

Leia mais

Mestrado em Economia e Gestão das Cidades

Mestrado em Economia e Gestão das Cidades 2007/2008 FACULDADE DE ECONOMIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO Mestrado em Economia e Gestão das Cidades Entre as mudanças que melhor caracterizam a evolução económica nos últimos cem anos, qualquer que seja

Leia mais