1º de Maio - Reflexão sobre o Dia Mundial do Trabalho

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1º de Maio - Reflexão sobre o Dia Mundial do Trabalho"

Transcrição

1 Presidente: Serafi m Gianocaro nº 951 Maio 2012 Informativo mensal dirigido aos securitários do Estado de São Paulo pág. 4 1º de Maio - Reflexão sobre o Dia Mundial do Trabalho AGENDA Almoço do Dia das Mães 13 de Maio O Almoço do Dia das Mães será realizado no centro esportivo e recreativo dos Securitários, em itaquera, das 12h às 17h. Preços dos convites: r$ 30,00, para adultos. r$ 15,00, para crianças de 6 a 9 anos. A entrada é franca para crianças de até 6 anos. Na programação do evento: Música ao vivo e sorteio de brindes para as mães. As bebidas serão cobradas à parte. Ônibus à disposição dos securitários na estação corinthians-itaquera do metrô. Fique ainda mais informado sobre os outros eventos sociais (Almoço e Dança árabe, Feijoada com Pagode e Almoço do Dia dos Pais) que serão realizados no centro esportivo - Página 11. informações gerais pelo telefone: , ramais 224, 226, 227, 228, 231, 249, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h30. centro esportivo telefone: , de terça a domingo, das 9h às 16h. CURSOS SINDICAL Atividades do Centro de Estudos Abertas as inscrições dos cursos do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Profissional que serão realizados nos meses de Maio, Junho e Julho pág. 10 Congresso da CSA A UGT destacou a importância dos trabalhadores na construção de uma nova sociedade pág. 8

2 Palavra do presidente *Serafim Gianocaro 1º de Maio - Dia Mundial do Trabalho A história do Primeiro de Maio mostra, portanto, que se trata de um dia de luto e de luta, mas não só pela redução da jornada de trabalho, mais também pela conquista de todas as outras reivindicações de quem produz a riqueza da sociedade. Perseu Abramo (jornalista brasileiro) No dia 1º de Maio comemora-se a luta histórica dos trabalhadores em todo o mundo. O Dia Mundial do trabalho é um legado dos trabalhadores do século 19, especialmente dos norte-americanos, que lutaram e ganharam na justiça garantias nos locais de trabalho. este dia especial foi criado em 1889, por um congresso Socialista realizado em Paris. A data foi escolhida em homenagem à greve geral, que aconteceu em 1º de maio de 1886, em chicago, o principal centro industrial dos estados unidos naquela época. O Dia Mundial do trabalho nos faz repensar as lutas das classes trabalhaoras por salários justos, condições seguras e decência no local de trabalho. É também uma ótima oportunidade para nos lembrarmos da importância de estarmos ainda mais unidos por melhores condições de vida para todos os trabalhadores do País e do mundo. Índice 03 PROFISSÕES Mais do que um líder 04 1º DE MAIO reflexão sobre o Dia Mundial do trabalho 06 BENEFÍCIO trabalhador terá de fazer curso para ganhar seguro-desemprego 07 SINDICAL No Senado, presidente da contec reforça importância da clt para os trabalhadores 08 SINDICAL No congresso da csa ugt pede ação contra trabalho escravo na América do Sul 09 SAÚDE Anvisa lista alimentos com mais agrotóxicos 10 CENTRO DE ESTUDOS cursos dos meses de maio, junho e julho 11 AGENDA eventos sociais dos meses de maio, julho e agosto 12 LAZER colônias de Férias e centro campestre A luta travada por trabalhadores norte-americanos visava a redução da jornada de trabalho para 8 horas diárias. Naquela época, eram péssimas as condições de trabalho, sendo muito comum trabalhar de 14 a 16 horas em condições totalmente inseguras. As pessoas engajadas nesta luta cumpriam expediente em estado psicológico agitado, temendo o corte nos salários. Além disso, foram vários os ferimentos e mortes ocorridas nos locais de trabalho. Não foi fácil mas, após muita bravura, os trabalhadores saíram vitoriosos, mesmo sem o consentimento geral dos empregadores. De lá para cá muitos direitos foram conquistados. O mundo mudou drasticamente e a visão de mundo das pessoas também. Mas não podemos nos esquecer do sacrifício dos trabalhadores que se expuseram e lutaram com tanta coragem, dando o ponto de partida na luta que nos permite, hoje, viver mais decentemente. Securitários, parabéns pelo Dia Mundial do trabalho! Vamos conhecer um pouco mais e refletir sobre a história desta data memorável, com os textos apresentados nas páginas 4 e 5. Boa leitura! Diretoria do Sindicato dos Securitários do Estado de São paulo Presidente: Serafim Gianocaro; 1º vice-presidente: Calisto Cardoso de Brito; 2º vice-presidente: Rijosval Gama de Oliveira; 3º vice-presidente: Laércio Marini; 4º vice-presidente: Wagner Domingos da Mata; Secretário-geral: José Eduardo dos Santos ; 1º secretário: Cláudio Preto; tesoureiro: Jaime Vespúcio; 1º tesoureiro: Orlando José da Silva Filho O Securitário *Serafim Gianocaro é Presidente da Fenespic e do Sindicato dos Securitários do Estado de São Paulo Jornalista responsável: Léia Hirosse, Mtb Redação: Itamar Barreto, Mtb Kelly Lubiato, Mtb Projeto gráfico e Diagramação: Correcta Comunicação; Tiragem: exemplares; Sede Social: Av. Nove de Julho, 40-8º andar Bela Vista - Tel: r. 216

3 3 PROFISSÕES A palavra chefe vem sendo substituída pelo termo líder, esse que tem como principais funções reconhecer o esforço dos colaboradores e oferecer suporte ao perceber alguma dificuldade Mais do que um líder O chefe é o grande responsável pela permanência, ou não, dos seus funcionários na empresa. Uma média de 66% das pessoas se demitem do líder e não da organização em que trabalham. É o que diz uma pesquisa realizada pela consultoria Gallup Organization. Segundo o psicólogo Fernando Elias José, a produtividade do funcionário está estritamente ligada com a sua qualidade de vida no emprego. O líder contribui para o desempenho do funcionário quando reconhece os trabalhos bem feitos, oferece uma atenção diferenciada ao perceber alguma dificuldade e até mesmo quando proporciona um ganho financeiro, caso a empresa permita tal ação. A motivação no trabalho está totalmente relacionada ao reconhecimento pelos esforços dos colaboradores e na elaboração de metas com recompensas bem estabelecidas e a altura do trabalho exercido, completa o psicólogo. De acordo com Soeli de Oliveira, consultora e palestrante nas áreas de marketing, varejo, atendimento e motivação do Instituto Tecnológico de Negócios, em função das mudanças sociológicas ocorridas nos últimos trinta anos, não há mais espaço para o comportamento manda quem pode e obedece quem precisa. A função do líder é mais de apoio à equipe do que de controle, pontua Soeli. Segundo ela a palavra chefe vem sendo gradativamente substituída pelo termo líder. Muitas empresas, que investem em suas gestões, usam o slogan Não basta ser líder, é preciso ser coach. Líderes coach são formadores de outros líderes, acreditam no potencial humano, maximizam desempenhos e ensinam os subordinados a aprenderem, afirma a consultora. O coach apoia o cliente na busca para realizar metas de curto, médio e longo prazo, através da identificação e uso das próprias competências desenvolvidas, como também do reconhecimento e superação de suas fragilidades. Ele ajuda a clarificar, a fazer o profissional enxergar todas as possibilidades da sua atuação e, a partir daí, dar foco nas ações e suas implicações, explica Melissa Campos, coach de performance e carreira. Melissa pontua que o grande dilema da maioria é o processo de transição. As pessoas são promovidas e não sabem como atuar. Se antes ele colocava a mão na massa, agora tem que mobilizar as pessoas a realizarem este trabalho. O processo de coaching ajuda as pessoas a entenderem seu novo papel respeitando seus valores pessoais, suas crenças etc. Marcos Biaggio, representante no Brasil da Action Coach International, pontua que todo empresário visa o lucro. Só que para obter lucro, é preciso aumentar o faturamento e as vendas. O trinômio: cliente, faturamento e lucro são consequências e não as causas. A empresa erra ao fazer o seu planejamento focado em ações para aquilo que chamamos de consequências. Temos que focar ações nas causas que geram as consequências, ensina Biaggio. A gestão do negócio passa pela reeducação dos conceitos e pela aplicação de estratégias testadas e comprovadas nos cinco caminhos que vão gerar mais clientes, faturamento e lucro. Os cinco caminhos são: clientes potenciais, taxas de conversão, número de transações, média de vendas e margem da operação.

4 4 O Securitário maio de º DE MAIO Viva o Dia Mundial do Trabalho! Em todo o País haverá descanso e algumas manifestações públicas no dia 1º de Maio. Mas nem sempre foi assim. Já houve períodos da História em que os trabalhadores saíam às ruas para celebrar a data. Outro período, outras gerações que lutavam contra baixos salários, precárias condições e longas jornadas de trabalho. Agora, vivemos com o tempo cada vez mais precário em nossas vidas. Buscamos continuamente estabilidade financeira e profissional e, assim, acabamos vivendo especialmente para o trabalho. Os cuidados com a casa, a família e o lazer com os amigos ficam reservados para os restos dos domingos e feriados. Escravizamos a nós mesmos pelas nossas realizações futuras e, sem perceber, deixamos de lado o que nos move como seres humanos. É o que chamam de mercantilização da vida. Seres máquinas que nada fazem além de trabalhar. O próprio 1º de Maio é oriundo de uma luta por redução de horas de trabalho. 126 anos depois, a luta pela redução continua. Sindicatos de todas as categorias buscam, por força de lei, reduzir a carga horária de 44 horas para 40 horas semanais. A ques- tão polêmica que envolve o assunto é que tal redução se daria sem diminuição de salário. Num mercado em que a tecnologia vem, cada vez mais, substituindo o trabalho braçal, empregadores recusam-se a negociar o que consideram perda. Outros pontos de mudança na vida do trabalhador, porém, vêm ocorrendo em meio às velhas e vergonhosas negociatas do Congresso Nacional. A mobilização de alguns deputados, por exemplo, para tirar do trabalhador o direito ao 13º salário e às férias remuneradas, entre outras, mostra a importância do Sindicato na defesa de conquistas históricas da nossa classe. Este será mais um 1º de Maio para se refletir sobre o papel do trabalhador, de suas representações sindicais e de seus ideais coletivos. É preciso que todos nós, Securitários de todos os estados, retomemos nossa visão crítica, para que não sejamos apenas um elemento mecânico da produtividade, honrando com a nossa participação ativa na vida sindical, o legado que nos deixaram todos os que conquistaram, com muita luta e sacrifícios, direitos que hoje podemos desfrutar. Viva o 1º de Maio! Viva a Classe Trabalhadora! 80 anos da Carteira Profissional Em 1932, em meio às primeiras leis trabalhistas que mudariam o país, Getúlio Vargas assinou o Decreto que instituía a Carteira Profissional em vigor até hoje com o nome atual de CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social). O autor da lei foi Clodoveu de Oliveira, criador também da primeira lei previdenciária do país, a Lei de Acidentes de Trabalho, de Em razão dos benefícios e proteções que amparam o trabalhador que a possui, a Carteira de Trabalho tornou-se um dos mais valorizados símbolos de cidadania do País. É por meio dela que o trabalhador tem direito ao abono salarial, férias, 13º salário e seguro-desemprego. Historicamente, a CTPS foi criada logo após a Revolução de 1930, que trouxe um novo padrão de acumulação capitalista para o país. A depressão de 1929 derrubou a economia dos Estados Unidos e os preparativos para a 2ª Guerra Mundial paralisaram a Europa. O caminho para a industrialização nacional virou uma necessidade, não apenas uma questão de escolha. Com isso, a procura por força de trabalho aumentou e

5 5 atraiu centenas de milhares de trabalhadores, inclusive do campo. Daí a necessidade de registrar e documentar os benefícios já existentes, como as férias. O documento já passou por várias modificações. No início surgiu como Carteira Profissional, sucedendo a carteira de trabalhador agrícola, instituída por decretos assinados nos anos de 1904 a Já a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), que substituiu a carteira profissional, foi criada pelo decreto-lei n.º 926, de 10 de outubro de Breve histórico do 1º de Maio Ano um do Dia Internacional do Trabalhador, acontece em 1866, nos Estados Unidos, quando a Federação Americana do Trabalho apresenta a proposta de redução da jornada de trabalho aprovada em assembleia: A partir de hoje, nenhum operário deve trabalhar mais de oito horas por dia. Oito horas de trabalho! Oito horas de repouso! Oito horas de educação!. Depois das oito horas, os operários abandonam as máquinas e saem às ruas, junto às centenas de milhares de trabalhadores de todo país. Em cada um dos estados, a luta persiste até chegarem ao acordo por oito horas de trabalho, ou por 10 horas com aumento de salário. Mas, na maioria dos estados, os patrões reagem com a violência policial ou de grupos de direita armados, como os Defensores da Ordem. Mas, foi em Chicago que a história do 1º de Maio ficou marcada: era o coração da indústria norte-americana e onde a luta foi mais sangrenta. Os operários decidem eliminar a interminável jornada de 14 a 16 horas por dia. Os poderosos patrões de Chicago declaram no jornal Chicago Times a sua opinião sobre a reivindicação operária: A prisão e o trabalho forçado são a única solução possível para a questão social. O único jeito de curar os trabalhadores do orgulho é reduzi-los a máquinas humanas, e o melhor alimento que os grevistas podem ter é o chumbo. 1º de Maio, em Chicago se inicia com uma greve vitoriosa. Neste sábado, fábricas, lojas, transportes, tudo está parado. Milhares de trabalhadores marcham junto com a Federação Americana do Trabalho e os Cavaleiros do Trabalho. Homens, mulheres, crianças acompanham a manifestação. A Guarda Nacional espalha-se entre as esquinas e no alto dos edifícios. Na praça, oradores fazem seus discursos em diferentes línguas. Albert Parsons também fala, junto com sua esposa e sua filha Lulu, de sete anos. Como os patrões não cedem, eles decidem manter a greve. E todos voltam, unidos, decididos e em silêncio para suas casas. 2 de Maio, domingo, a organização da greve se amplia. O movimento segue forte. Os patrões têm um plano: colocar a polícia nas ruas para atacar os trabalhadores, prender os grevistas e perseguir os sindicalistas. 3 de Maio, segunda-feira, a polícia atira contra os operários. O resultado da repressão policial: seis mortos, 50 feridos e centenas são levados para a prisão. August Vincent Theodore Spies convida os trabalhadores para uma manifestação contra a repressão, e denuncia: A guerra de classes começou. Quem pode negar que os tigres que nos governam estão ávidos do sangue dos trabalhadores. Melhor a morte que a miséria. Parsons defende uma manifestação pacífica na noite do dia seguinte. Todos devem levar os filhos. Ninguém poderia imaginar o que iria acontecer... 4 de Maio, terça-feira, 7h30 da noite. A praça Haymarket está lotada de grevistas em luto. Spies, Parsons e Sam Fielden falam sobre a necessidade de manter a greve pelas oito horas. No final da manifestação, todos são surpreendidos pela violência de 180 policiais que espancaram centenas de trabalhadores. De repente, uma bomba explode entre os policiais. 60 são feridos e outros morrem logo em seguida. Era o sinal esperado para o massacre. A ordem é enviar mais policiais para a repressão em massa. Ninguém escapa: homens, mulheres e até mesmo crianças. A praça fica ensanguentada. Nunca se descobriu a quantidade exata de mortos, pois a ordem foi fazer enter- ros clandestinos. É decretado Estado de Sítio. O objetivo dos patrões e do governo: destruir a liderança e derrotar o movimento pelas oito horas de trabalho. Inicia-se a caçada aos grevistas. Bandidos são contratados para invadir e destruir a casa dos trabalhadores, espancar os familiares, ameaçar quem continuasse a greve. Dedos-duros infiltram-se no movimento grevista e indicam os lutadores mais aguerridos para serem acusados pelo atentado à bomba. A farsa tinha sido montada para levar à julgamento os oito líderes: August Spies, Sam Fielden, Oscar Neeb, Adolph Fischer, Michel Schwab, Louis Lingg e Georg Engel e Albert Parsons. 21 de junho de Durante o julgamento, a farsa é desmontada. As provas e as testemunhas são falsas. Mas, a justiça é comandada pelos patrões. 9 de outubro de Sentença final. Cinco são condenados à morte: Parson, Engel, Fischer, Lingg e Spies. Dois são condenados à prisão perpétua: Fielden e Schwab. Um é condenado a quinze anos de prisão: Neeb. Em 1889, A Federação Americana do Trabalho propõe que o dia 1º de Maio seja o dia de greve geral pela redução da jornada de trabalho, em memória à luta dos oito companheiros de Chicago. E nesse mesmo ano, um congresso internacional de trabalhadores, na França, decide transformar o dia 1º de Maio em data fixa para manifestação internacional de todos os trabalhadores pela redução da jornada e trabalho para oito horas, dentre outras reivindicações. Textos cedidos pelo Sindicato dos Securitários do Estado do Pernambuco

6 6 O Securitário maio de 2012 BENEFÍCIO Trabalhador terá de fazer curso para ganhar seguro-desemprego O governo publicou um decreto no Diário Oficial da União condicionando o recebimento do seguro-desemprego à matrícula em um curso de qualificação profissional nos casos em que o benefício é solicitado pela terceira vez em um prazo de 10 anos. O decreto ainda precisa ser regulamentado. O texto diz que o curso de qualificação precisa ser regulamentado pelo Ministério da Educação, terá carga horária mínima de 160 horas e será concedido atra- vés da Bolsa-Formação Trabalhador, no âmbito do Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Tecnológico e Emprego). Se não houver um curso de formação profissional compatível com o perfil do trabalhador no município ou região metropolitana onde vive, o seguro-desemprego não será suspenso. Quem tem direito Têm direito ao seguro os trabalhadores desempregados que tiverem sido demitidos sem justa causa. Confira o valor do benefício Aqueles que trabalharam com carteira assinada entre 6 e 11 meses nos últimos três anos têm direito de receber até três parcelas do seguro. Quem trabalhou de 12 a 23 meses no período pode receber até quatro parcelas. Já quem esteve empregado com registro por mais de 24 meses nos últimos três anos pode receber até cinco parcelas do seguro-desemprego. O valor do benefício varia de R$ 622 (o salário mínimo atual) a R$ 1.163,76, de acordo com a média salarial dos últimos salários anteriores à demissão. Média salarial Valor da parcela Até R$ 1.026,77 Multiplica-se salário médio por 0.8 (80%) De R$ 1.026,78 a R$ 1.711,45 O que exceder a R$ 1.026,77 multiplica-se por 0.5 (50%) e soma-se a R$ 821,42 acima de R$ 1.711,45 R$ 1.163,76 invariavelmente Fonte: Folha de S.Paulo SAÚDE Droga contra derrame é incluída no SUS O governo alterou o protocolo de tratamento contra AVC (Acidente Vascular Cerebral), que é hoje a principal causa de morte no país. A decisão prevê a criação de Centros de Atendimento de Urgência para três casos: aplicação de medicação após o derrame, internação e reabilitação dos pacientes. De acordo com o Ministério da Saúde, os hospitais públicos ainda precisam ser habilitados para prestar esse tipo de atendimento. Isso significa que as instituições de saúde levarão um tempo para abrir leitos e treinar seus profissionais para tratar casos de derrame a partir do novo protocolo. Com a decisão, o governo coloca o alteplase na lista de medicamentos oferecidos de graça pelo SUS. A droga é a única apro- vada no Brasil para AVC isquêmico, tipo que responde por 85% dos casos de derrame. Os demais são do tipo hemorrágico. Aplicado por via endovenosa, no hospital, o alteplase desfaz o coágulo que causa o derrame, desentope a circulação e normaliza o fluxo sanguíneo no cérebro. Isso reduz em 31% o risco de sequelas e em até 18% a possibilidade de morte dos pacientes. O alteplase estava fora da lista dos remédios gratuitos do SUS por causa do seu alto custo: a dose única sai por cerca de R$ A decisão do governo veio após uma ação civil pública conduzida pelo Ministério Público Federal em agosto do ano passado para que o medicamento fosse incluído na lista dos gratuitos do SUS. De acordo com o governo, serão investidos R$ 437 milhões até 2014 para a assistência a vítimas de AVC. No Brasil, foram registradas mortes por causa de derrame em Fonte: Folha Online

7 7 SINDICAL No Senado, presidente da CONTEC reforça importância da CLT para os trabalhadores Representantes das confederações de trabalhadores e de centrais sindicais criticaram propostas de mudanças na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) que, em sua visão, prejudicam os trabalhadores. Eles participaram de reunião, no dia 12/4, na Subcomissão em Defesa do Emprego e da Previdência Social, vinculada à Comissão de Assuntos Sociais (CAS). Os participantes também discutiram os resultados de debates realizados sobre a CLT em vários estados. O relato desses debates foi feito por Lourenço Ferreira do Prado, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Empresas de Crédito (Contec). As audiências nos estados integram a Campanha em Defesa da CLT, lançada em agosto durante reunião da Comissão de Direitos Humanos do Senado (CDH). Segundo Prado, esse é apenas o início da mobilização dos trabalhadores pela manutenção de seus direitos conquistados. - Nessa caminhada tivemos a oportunidade de andar um pouco pelo país. Vamos continuar percorrendo o país no ano de 2012 disse. Durante a reunião desta segunda-feira, os debatedores criticaram o Projeto de Lei 1.463/11, do deputado federal Sílvio Costa (PTB-PE), que institui alterações na CLT, por meio do Código do Trabalho. Para os sindicalistas, o texto que tramita na Câmara acarretará perda de direitos dos trabalhadores. - A CLT corre perigo muito grave, muito sério mesmo. A grande maioria que o governo tem lá [na Câmara] não vai olhar para as questões trabalhistas e previdenciárias alertou Lourenço Ferreira do Prado, Presidente da Contec. Segundo o presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores, José Calisto Ramos, além de precarizar ainda mais as condições de trabalho, o projeto representa interferência no movimento sindical. - O artigo 8º da Constituição é muito claro: é vedada ao estado a interferência na organização sindical brasileira, mas o estado está interferindo. Deixe que nós decidamos sobre nossas questões disse. Já o representante do Ministério Público do Trabalho José Lima Ramos Pereira ressaltou que as alterações na CLT devem ser realizadas no sentido de garantir e ampliar os direitos conquistados. Para ele, a atualização da legislação trabalhista é necessária, mas os direitos já consolidados não podem ser flexibilizados. - É preciso maior discussão na sociedade. O que preocupa hoje é retirar da legislação trabalhista os direitos já consolidados disse Pereira. Para Gabriel Faria Oliveira, presidente da Associação Nacional dos Defensores Públicos Federais o Brasil possui hoje um bom arcabouço jurídico relativo aos direitos trabalhistas, mas muitos desses direitos não são efetivados. - Vivemos numa era de direitos; precisamos trabalhar na era da efetivação desses direitos afirmou. Reforma Sindical A PEC 369/05 foi outra proposta em tramitação na Câmara muito criticada durante a audiência. Enviada ao Congresso Nacional pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a proposta altera os artigos 8º, 11 e 37 da Constituição e institui a contribuição de negociação coletiva, a representação sindical nos locais de trabalho e a negociação coletiva para os servidores da Administração Pública. Os debatedores concordaram que um período de crise econômica não é o momento propício e que a votação imediata, sem mais debates com os segmentos envolvidos, não é a forma adequada para votação da matéria. - Não é interessante para ninguém discutir a PEC 369 em um momento de crise financeira. Vamos discutir o fim do fator previdenciário, vamos discutir a reforma política, defendeu José Augusto da Silva, presidente do Fórum Sindical dos Trabalhadores. Para Sérgio Miranda, coordenador do Fórum Sindical dos Trabalhadores de Minas Gerais, com a crise, países da Europa estão impondo aos trabalhadores a redução de seus direitos trabalhistas o que deve servir de alerta ao movimento sindical brasileiro. - O que ocorre hoje na Europa deve servir de alerta para nós. Está ocorrendo um desmonte da sociedade de bem estar social alertou. Os sindicalistas também apresentam uma pauta de reivindicações prioritárias como o fim do fator previdenciário e redução jornada de trabalho de 44 para 40 horas. Também participaram da audiência Warley Martins, presidente da Cobap, e Sérgio Luis da Costa, presidente do Fórum Sindical dos Trabalhadores de Goiás. Fonte: Agência Senado

8 8 O Securitário maio de 2012 SINDICAL No Congresso da CSA UGT pede ação contra trabalho escravo na América do Sul A abertura do II Congresso da Confederação Sindical de Trabalhadores das Américas (CSA), no dia 17 de abril, em Foz do Iguaçu, teve a presença de mais de 500 dirigentes sindicais do continente e do Caribe, além de representantes dos governos do Brasil, Argentina, Paraguai e Colômbia e de delegações europeias, da Espanha e da Bélgica. A CSA tem 59 centrais sindicais filiadas, representando 29 países e 50 milhões de trabalhadores. O sindicalista Ricardo Patah, presidente nacional da União Geral dos Trabalhadores - UGT, falando em nome dos 1050 sindicatos filiados à entidade e seus 7 milhões de trabalhadores, destacou a importância dos trabalhadores na construção de uma nova sociedade, com desenvolvimento sustentável e trabalho decente. Patah lembrou da participação de dirigentes da CSA quando da manifestação realizada em São Paulo para denunciar o trabalho escravo em confecções de lojas de grife multinacionais. O sindicalista destacou que a luta pelo trabalho decente é a principal bandeira da CSA e também da UGT, lembrando que a CSA teve importante papel na condução do processo de greve nas obras da Copa, principalmente do estádio do Maracanã, quando os trabalhadores entraram em greve denunciando as más condições de trabalho. Durante o Congresso, ocorreu o Seminário Pré-Congresso com o tema: Desarrollo Sustentable y Trabajo Decente: Las Alternativas del sindicalismo de las Américas ante la crisis del capitalismo Participou da mesa de abertura do Seminário o Secretário de Políticas Publicas da UGT, Valdir Vicente de Barros O Presidente da Comunidade Andina, Mesias Tatamuez Moreno e as centrais da Venezuela, Colômbia, Peru, Equador e Bolívia, solicitaram da UGT apoio para a capacitação de dirigentes andinos para o Diálogo Social e também capacitação para a integração e fortalecimento da Comunidade Andina. Em reunião convocada pelo presidente Patah com todos os delegados da UGT presentes ao Congresso da CSA, foi reforçada a necessidade de apoio aos trabalhadores dos países do continente, reforçando suas lutas por melhores condições de trabalho e salário justo. Dirigentes da UGT também participaram de uma reunião com Dan Cuniah, Hilda Sanchez da OIT/Genebra, Rachel Gonzalez (CSI/OIT, Genebra) e Isabelle Hoferling (CSI), onde houve troca de informações em relação as condições de trabalho no continente sul americano e no europeu, com destaque para situação dos trabalhadores da Espanha e da Grécia. Fonte: UGT BRASIL Na festa de 52 anos de Brasília, não faltou marcha contra a corrupção Cerca de 1,5 mil pessoas, na maioria jovens, segundo estimativa da Polícia Militar do Distrito Federal, marcharam na Esplanada dos Ministérios vestindo roupas pretas e carregando faixas e cartazes que pediam o fim dos desvios de verbas públicas. A marcha foi reforçada pelo público que participou das comemorações dos 52 anos de Brasília, no dia 21 de abril. A terceira edição da marcha organizada pelo Movimento Brasil contra a Corrupção (MBCC) levantou as seguintes bandeiras: Fim do voto secreto nas votações do Congresso e celeridade no julgamento do escândalo do Mensalão pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Em São Paulo houve manifestação contra a corrupção, reunindo cerca de 800 pessoas na Avenida Paulista, segundo a assessoria de imprensa da Polícia Militar de acordo com os organizadores, o número foi bem maior, cerca de 3 mil. Com faixas, cartazes e bandeiras, os manifestantes seguiram a pauta do Movimento Brasil contra a Corrupção (MBCC) e pediram rapidez no julgamento do escândalo do mensalão, o fim do foro privilegiado para parlamentares e voto aberto em todas as votações do Congresso. Fonte: Agência Brasil

9 9 SAÚDE Anvisa lista alimentos com mais agrotóxico A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) constatou que os produtores rurais têm usado agrotóxicos não autorizados no plantio de determinados alimentos. Em 2010, a Vigilância Sanitária avaliou amostras de alimentos, sendo que 28% apresentaram resultado insatisfatório para a presença de resíduos dos produtos. Deste total, 605 (24,3%) amostras estavam contaminadas com agrotóxicos não autorizados. Quando o uso de um agrotóxico é autorizado no país, os órgãos responsáveis por essa liberação indicam para que tipo de plantação ele é adequado e em que quantidade pode ser aplicado. Em 42 amostras (1,7%), o nível de agrotóxico estava acima do permitido. Em 37% dos lotes avaliados, não foram detectados resíduos de agrotóxicos. O pimentão lidera a lista dos alimentos com grande número de amostras contaminadas por agrotóxico. Em quase 92% das amostras foram identificados problemas. Em seguida, aparecem o morango e o pepino, com 63% e 57% das amostras com avaliação ruim. Em uma amostra de pimentão, foram encontrados sete tipos diferentes de agro- tóxicos irregulares. A batata foi o único alimento sem nenhum caso de contaminação nas 145 amostras analisadas. A agência reguladora constatou também que, das 684 amostras consideradas insatisfatórias, 208 (30%) tinham resíduos de produtos que estão sendo revistos pela Vigilância Sanitária ou serão banidos do país, como é o caso do endossulfan e do metamidófos, que serão proibidos no Brasil nos próximos dois anos. Em 2010, foram avaliados resíduos de agrotóxicos em 18 tipos de alimentos em 25 estados e no Distrito Federal. São Paulo não participou do programa. A lista com os dez alimentos com mais amostras contaminadas com resíduos de agrotóxicos é a seguinte: 1) pimentão; 2) morango; 3) pepino; 4) cenoura; 5) alface; 6) abacaxi; 7) beterraba; 8) couve; 9) mamão; 10) tomate. Como evitar os agrotóxicos Segundo o médico nutrólogo e presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), Durval Ribas Filho, o agrotóxico tem substâncias químicas que favorecem processos degenerativos das células e interferem no sistema imunológico. Isso faz com que o produto possa provocar doenças crônicas e degenerativas, como o câncer. Para Filho, os prejuízos vêm com o contato frequente e com grandes quantidades de agrotóxicos. Porém, o médico ressalta que os vegetais não devem ser evitados, já que frutas, legumes e verduras são extremamente benéficos e essenciais na dieta de todos. Mesmo oferecendo riscos à saúde, o nível de agrotóxicos nos alimentos é algo difícil de ser identificado: segundo Meirelles, os produtores não são obrigados a fornecer esse tipo de informação nas embalagens. Diante dessa dificuldade, o consumidor pode tomar algumas medidas que ajudam a diminuir a ingestão do produto. A principal delas é lavar bem as verduras, frutas e legumes, principalmente os sem casca. Deixar o alimento de molho por cerca de vinte minutos em água sanitária e depois lavá-lo em água corrente é a melhor opção, diz o nutrólogo. Isso já elimina parte do agrotóxico em excesso que pode ser prejudicial à saúde. Além disso, optar por alimentos da estação ou produtos orgânicos também são boas formas de prevenção. Fontes: Agência Brasil e Revista Veja IBIÚNA Alegria e descontração marcam o Campeonato de Pesca O Sindicato dos Securitários realizou, no dia 21 de abril, seu tradicional Campeonato de Pesca, no Centro Campestre e Pesqueiro, na cidade de Ibiúna. Em um clima de descontração e harmonia, mais de 20 participantes entraram em disputa pelos troféus nas categorias de maior peso, quantidade, maior e menor peixe. O destaque do dia foi Victor Vicenzo, que conquistou o primeiro lugar em três categorias. O Centro Campeste/Pesqueiro dos Securitários conta com uma infraestrutura completa e um amplo espaço para a realização de diversos eventos como shows, reuniões de empresas, dias de campo, eventos escolares, festas, etc. Para o coordenador do evento José Eduardo, o Tim, eventos como esse têm por objetivo reunir a família securitária, estreitar laços de amizade e proporcionar momentos de confraternização. Para a diretoria do sindicato é um imenso prazer realizar esse tipo de encontro, é nossa obrigação promover ações que visem o lazer de nossos associados e seus familiares, destacou o diretor. A diretoria do sindicato dos Securitários agradece a participação de todos e já estuda a possibilidade da realização de outra pescaria esportiva em novembro. Confira abaixo como ficou a classificação: Categoria Peso: 1º Lugar - Victor Vicenzo = 2,885 kg. 2º Lugar - Victor Vicenzo = 2,045 kg. 3º Lugar - Vagner Moreira = 1,870 kg. Categoria Quantidade 1º Lugar - Victor Vicenzo = 08 peixes 2º Lugar - Vagner Moreira = 04 peixes 3º Lugar - Eduardo Peçanha = 01 peixe Categoria Maior Peixe 1º Lugar - Victor Vicenzo e Vagner Moreira = 47 centímetros 2º Lugar - Eduardo Peçanha = 46 centímetros Categoria Menor Peixe 1º Lugar - Eduardo Peçanha = 36 centímetros 2º Lugar - Vagner Moreira e Victor Vicenzo = 39 centímetros

10 10 O Securitário maio de 2012 CENTRO DE ESTUDOS Cursos do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Profissional do Sindicato dos Securitários do Estado de São Paulo Sede - Avenida Nove de Julho, 40 14º andar. Bela Vista. São Paulo. Informações pelo telefone: (11) , ramais 250 e 256, das 9h às 19h. De segunda à quinta-feira, à noite - das 18h30 às 20h Avançado de Resseguros Período: De 07 a 31 de maio Identificação e Vistoria Prévia de Seguro Automóvel Período: De 07 a 22 de maio Técnico de Seguros em Ramos Elementares Período: De 07 a 30 de maio Contabilidade de Seguros Período: De 04 de junho a 02 de julho Técnico de Sinistros de Seguro Automóvel Período: De 04 de junho a 02 de julho Técnico de Sinistros em Ramos Elementares Período: De 04 de junho a 02 de julho Aos sábados das 08h30min às 12h30min Introdução ao Seguro Período: De 05 de maio a 14 de abril Técnico de Seguro Automóvel Período: De 05 de maio a 14 de abril Intermediário de Resseguros Período: De 05 de maio a 30 de Junho Básico de Seguro de Cascos Marítimos e Aeronáuticos Período: De 05 de maio a 02 de Junho Subscrição de Riscos de Transportes Período: De 26 de maio a 28 de Julho As inscrições dos cursos de junho e julho serão recebidas no mês anterior ao período programado. Mais informações, acesse a página de cursos no site Investimento (taxa única): Securitário associado e dependentes - R$ 100,00. Securitário não Associado - R$ 140,00. Convidados e não contribuintes - R$ 200,00. O Sindicato mantém a promoção que beneficia o trabalhador. O Securitário que trouxer um participante para o mesmo curso programado pelo Centro de Estudos e Aperfeiçoamento do Sindicato dos Securitários do Estado de São Paulo ganha desconto de 25% na taxa de investimento. Ambos serão beneficiados! CENTRO ESPORTIVO Sindicato realiza entrega de certificados No dia 14 de abril, o Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Profissional do Sindicato dos Securitários entregou os certificados de conclusão dos cursos de qualificação profissional. A cerimônia ocorreu na sede social do sindicato. Ao todo foram mais de 60 concluintes dos cursos de Introdução ao Seguro; ministrado pelos instrutores Breno de Cerqueira Leite e Ronny Suharda Gajus; e Básico de Resseguros, ministrado por Reinaldo dos Santos Gonçalves. No dia 5 de maio, aconteceu a conclusão e entrega de certificado do Curso Técnico de Seguro Transportes, ministrado pelos instrutores Vanderlei Ferreira Sena e Rosevaldo Alves da Silva Os cursos tiveram início no dia 3 de março e focaram as necessidades dos trabalhadores para o aperfeiçoamento e a inserção no mercado de trabalho. Esta é a nossa meta: proporcionar aos securitários a oportunidade de se qualificar, tornando-se aptos para atender às exigências cada vez maiores do mercado, destacou Maria de Fátima, coordenadora do Centro de Estudos. Básico de Resseguros Técnico de Seguro Transportes Introdução ao Seguro

11 11 AGENDA Almoço do Dia das Mães Feijoada com Pagode (almoço) Data: 14 de julho (sábado) Local: Centro Esportivo e Recreativo dos Securitários - Itaquera, das 12h às 17h. Convites: R$ 30,00, para adultos. R$ 15,00, para crianças de 6 a 9 anos. A entrada é franca para crianças de até 6 anos. Música ao vivo e bebidas cobradas à parte. Ônibus à disposição dos securitários na estação Corinthians-Itaquera do metrô. Data: 13 de maio - domingo Local: Centro Esportivo e Recreativo dos Securitários - Itaquera, das 12h às 17h. Convites: R$ 30,00, para adultos. R$ 15,00, para crianças de 6 a 9 anos. A entrada é franca para crianças de até 6 anos. Música ao vivo e bebidas cobradas à parte. Haverá sorteio de brindes para as mães. Ônibus à disposição dos securitários na estação Corinthians-Itaquera do metrô. Informações pelo telefone: , ramais 224, 226, 227, 228, 231, 249, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h30. Centro Esportivo telefone: , de terça a domingo, das 9h às 16h. Almoço e dança árabe no Centro Esportivo Almoço do Dia dos Pais A diretoria do Sindicato dos Securitários do Estado de São Paulo convida a categoria a participar do Almoço Árabe que será realizado no salão do Centro Esportivo e Recreativo de Itaquera, no dia 20 de maio, das 12h às 17h. Na oportunidade, serão servidas delícias da culinária árabe e haverá ainda uma bela apresentação da tradicional dança do ventre com as integrantes da Academia de Ginástica dos Securitários, a SecurAtiva. Não percam! Participem! Os convites serão vendidos a partir do mês de maio na sede do Sindicato e no Centro Esportivo e Recreativo. Preços: Adultos: R$ 40,00. Crianças de 6 a 9 anos: R$ 20,00. Crianças de até 6 anos não pagam. As bebidas serão cobradas a parte. Data: 14 de agosto (domingo) Local: Centro Esportivo e Recreativo dos Securitários - Itaquera, das 12h às 17h. Convites: R$ 30,00, para adultos. R$ 15,00, para crianças de 6 a 9 anos. A entrada é franca para crianças de até 6 anos. Música ao vivo e bebidas cobradas à parte. Haverá sorteio de brindes para os pais. Ônibus à disposição dos securitários na estação Corinthians-Itaquera do metrô. Informações sobre os eventos pelo telefone: , ramais 224, 226, 227, 228, 231, 249, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h30. Centro Esportivo - telefone: , de terça a domingo, das 9h às 16h. Importante: Recomendamos a compra antecipada dos convites, pois o número é limitado. Caso não se esgote a venda dos convites, os preços serão diferenciados na portaria do Centro Esportivo no dia do evento.

12 Lazer ENDEREÇOS DO SINDICATO DOS SECURITÁRIOS SP Site: Período de funcionamento da Colônia de Férias de Praia Grande Maio De 2 a 4 de maio - fechada De 05 a 13 de maio - aberta De 14 a 18 de maio - fechada De 19 a 27 de maio - aberta Junho De 28 de maio a 1 de junho - fechada De 2 a 10 de junho - aberta De 11 a 15 de junho - fechada De 16 a 24 de junho - aberta De 25 a 29 de junho - fechada Julho De 30 de junho a 31 de julho - aberta Agosto De 1 a 31 de agosto - fechada Período de funcionamento da Colônia de Férias de Caraguatatuba Maio De 2 a 6 de maio - aberta De 7 a 11 de maio - fechada De 12 a 20 de maio - aberta De 21 a 25 de maio - aberta Junho a Setembro De 26 de maio a 3 de junho - aberta De 4 a 6 de junho - fechada De 07 a 17 de junho - aberta De 18 a 22 de junho - fechada De 23 de junho a 9 de setembro - aberta De 10 de setembro a 10 de outubro - fechada Sede social Avenida Nove de Julho, 40 8º, 9º, 14º e 15º andares. Bela Vista. SP. cep: telefone: (11) Subsede Santos rua Almeida de Moraes, 41. Vila Matias. Santos. cep telefone: (13) Fax (13) Subsede Santo Amaro Avenida Santo Amaro, Santo Amaro. SP. cep telefone/fax (11) / Subsede de Campinas rua emilio ribas, 703. cambuí. campinas. cep telefone: (19) / Subsede São José dos Campos Av. Juscelino Kubitschek, Monte castelo. SJc. cep telefone: (12) Subsede Santo André rua cel Francisco Amaro, 34. centro. cep telefone/fax (11) / Subsede Guarulhos rua Maria tereza, Jd. Santa Mena Guarulhos. cep telefone: (11) Fax: (11) Promoção especial nas Colônias de Férias de Praia Grande e Caraguatatuba e Centro Campestre/Pesqueiro de Ibiúna entre Maio e Outubro, exceto feriados prolongados, os preços são ainda mais especiais. confira: 20% de desconto nas diárias para associados e 50% de desconto para casal em lua de mel (Praia Grande e caraguatatuba). A promoção só é valida para associados que estiverem com os pagamentos das contribuições em dia. Próximo feriado: Revolução Constitucionalista (9 de Julho) Período: De 07 a 09 de julho Inscrição: De 14 de maio a 11 de junho Sorteio: 13 de junho - caraguatatuba/ibiúna Sorteio: 14 de junho - Praia Grande Pagamento: 18 de junho Para informações e reservas para as colônias de Férias e centro campestre: Avenida Nove de Julho, 40 15º andar, Bela Vista SP, telefone: (11) , ramais: 224 e 249, das 13h às 18h30. para inscrições: securitariosp.org.br ou Subsede São José do Rio Preto rua João teixeira, 332. Santa cruz telefone: (17) cep Centro Esportivo e Recreativo dos Securitários rua ioneji Matsubayashi, 982. itaquera. cep telefone/fax (11) / Colônia de Férias dos Securitários em Praia Grande (Litoral Sul) rua rui Barbosa, 594. Boqueirão. Praia Grande. cep telefone: (13) Centro Campestre / Pesqueiro de Ibiúna estrada Vicinal do Verava, km 18. Bairro do Verava. ibiúna. cep telefone: (15) Colônia de Férias dos Securitários em Caraguatatuba (Litoral Norte) Jardim dos Sindicatos / Porto Novo Avenida José cândido cappelli, 300. cep telefone/fax: (12)

O Continente faz mobilização contra Prosegur

O Continente faz mobilização contra Prosegur Confederação Nacional dos Vigilantes - Brasília - DF 16/06/2015 - Edição 1292 O Continente faz mobilização contra Prosegur Vigilantes da Bahia entregaram carta aberta na porta da Prosegur, denunciando

Leia mais

Início da implementação do programa Brasil Sem Miséria pelas prefeituras.

Início da implementação do programa Brasil Sem Miséria pelas prefeituras. Ao longo do mês Início da implementação do programa Brasil Sem Miséria pelas prefeituras. Merece destaque também a ação da Polícia Federal e Força Nacional nos Estados e Municípios onde ocorreram mortes

Leia mais

Não ao trabalho escravo

Não ao trabalho escravo . Boletim de Informações Sindicais Ano IV N.º 75 31 de agosto de 2011 Não ao trabalho escravo Com o apoio da CSA, a UGT Brasil marchou em São Paulo contra o trabalho escravo na indústria da moda. Na sexta-feira

Leia mais

Os direitos dos trabalhadores no Brasil não caíram do céu, não

Os direitos dos trabalhadores no Brasil não caíram do céu, não Por que esta cartilha? Os direitos dos trabalhadores no Brasil não caíram do céu, não foram concessões patronais ou de governos, como os patrões tentam nos fazer parecer. A história da classe trabalhadora

Leia mais

Dia Europeu de Ação e Solidariedade

Dia Europeu de Ação e Solidariedade Boletim de Informações Sindicais Ano 5 n.º 103 21 de novembro de 2012 Dia Europeu de Ação e Solidariedade Ato unifica UGT e centrais sindicais brasileiras em solidariedade à greve geral europeia A União

Leia mais

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO A CUT e as centrais sindicais negociaram com o governo

Leia mais

UGT participará de evento do TRT 2

UGT participará de evento do TRT 2 UGT participará de evento do TRT 2 O presidente Ricardo Patah estará presente e convida a todas as entidades filiadas que participem e exponham seus materiais e suas bandeiras de LUTA! 28 de Abril Dia

Leia mais

REFORMA SINDICAL: PORTA PRINCIPAL PARA A TÃO FALADA REFORMA TRABALHISTA.

REFORMA SINDICAL: PORTA PRINCIPAL PARA A TÃO FALADA REFORMA TRABALHISTA. REFORMA SINDICAL: PORTA PRINCIPAL PARA A TÃO FALADA REFORMA TRABALHISTA. INTRODUÇÃO Recentemente o Governo Federal, por seu Ministro do Trabalho e Emprego, Ricardo Berzoini, um mineiro de Juiz de Fora

Leia mais

PARA ENTENDER O PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO EMPREGO

PARA ENTENDER O PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO EMPREGO PARA ENTENDER O PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO EMPREGO 2 CSB - Central dos Sindicatos Brasileiros CUT - Central Única dos Trabalhadores Força Sindical NCST - Nova Central Sindical de Trabalhadores UGT - União

Leia mais

Companheiros e companheiras,

Companheiros e companheiras, Companheiros e companheiras, Utilizada sob o falso argumento de modernizar as relações de trabalho e garantir a especialização no serviço, a terceirização representa na realidade uma forma de reduzir o

Leia mais

Histórico das ações sobre Carga Horária de psicólogos no município do Rio de Janeiro pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro - CRP/05

Histórico das ações sobre Carga Horária de psicólogos no município do Rio de Janeiro pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro - CRP/05 Histórico das ações sobre Carga Horária de psicólogos no município do Rio de Janeiro pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro - CRP/05 Dezembro/2003 - A discussão sobre carga horária para

Leia mais

Desde 2013, nove direitos já estavam valendo, como hora extra e jornada de trabalho de 8 horas diárias (veja mais detalhes abaixo).

Desde 2013, nove direitos já estavam valendo, como hora extra e jornada de trabalho de 8 horas diárias (veja mais detalhes abaixo). 02/06/2015 07h40 - Atualizado em 02/06/2015 13h01 Regulamentação dos direitos das domésticas é publicada Trabalhadoras terão adicional noturno, seguro-desemprego e mais 5 direitos. Emenda constitucional

Leia mais

NOVA LEI DAS DOMESTICAS

NOVA LEI DAS DOMESTICAS NOVA LEI DAS DOMESTICAS DEVERES DAS DOMÉSTICAS Se a doméstica trabalhar menos que o contrato, posso descontar do salário? O desconto é linear? Independentemente de trabalhar menos, ela recebe o mesmo valor

Leia mais

CARTA DE FOZ DO IGUAÇU

CARTA DE FOZ DO IGUAÇU CARTA DE FOZ DO IGUAÇU Reunidos em Foz do Iguaçu, Paraná, no dia 2 de outubro de 2015, no II Encontro dos Trabalhadores e Trabalhadoras da Região Sul, 566 representantes de 215 sindicatos, 23 federações,

Leia mais

Supermercado Comper. Greve do Supermercado Comper

Supermercado Comper. Greve do Supermercado Comper Logotipo convertido em curvas XX X X X XX X Logotipo com fonte Abadi MT Condensed Extra Bold Greve dos Supermercados X X XX X Sindicato dos Empregados no Comércio de Florianópolis Fundado em 10 de janeiro

Leia mais

No entanto, a efetividade desses dispositivos constitucionais está longe de alcançar sua plenitude.

No entanto, a efetividade desses dispositivos constitucionais está longe de alcançar sua plenitude. A MULHER NA ATIVIDADE AGRÍCOLA A Constituição Federal brasileira estabelece no caput do art. 5º, I, que homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações e reconhece no dispositivo 7º a igualdade de

Leia mais

As bandeiras de luta do movimento sindical atual, o seu significado e importância para os trabalhadores

As bandeiras de luta do movimento sindical atual, o seu significado e importância para os trabalhadores As bandeiras de luta do movimento sindical atual, o seu significado e importância para os trabalhadores 40 HORAS SEMANAIS SEM REDUÇÃO SALARIAL A luta pela redução da jornada acontece desde os primórdios

Leia mais

Abrangência da terceirização

Abrangência da terceirização Reportagem especial explica os pontos polêmicos do projeto da terceirização A proposta que regulamenta a terceirização no Brasil e derrubou a reunião da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001554/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 12/08/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR032670/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.023032/2010-49 DATA DO

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia em comemoração ao Dia Internacional da Mulher

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia em comemoração ao Dia Internacional da Mulher , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia em comemoração ao Dia Internacional da Mulher Palácio do Planalto, 12 de março de 2003 Minha cara ministra Emília Fernandes, Minha cara companheira Benedita da

Leia mais

4. Intensificar as visitas e reuniões com os colegas das unidades descentralizadas, nas capitais e no interior.

4. Intensificar as visitas e reuniões com os colegas das unidades descentralizadas, nas capitais e no interior. APRESENTAÇÃO A chapa Experiência e trabalho: a luta continua" tem como marca principal a soma. Policiais e dirigentes sindicais experientes juntam esforços com os colegas mais novos, para trabalhar por

Leia mais

ConstruBusiness - Rumo a 2022

ConstruBusiness - Rumo a 2022 ConstruBusiness - Rumo a 2022 EXPRESS ANO 1/12 Nº44 DEZ/12 CONSTRUBUSINESS 2012 10º CONGRESSO BRASILEIRO DA CONSTRUÇÃO Em sua 10ª edição, o Construbusiness elaborou o programa Compete Brasil, com soluções

Leia mais

EXPOSIÇÃO NO ENCONTRO INTERNACIONAL DO 39º CONGRESSO DA FEDERAÇÃO NACIONAL DAS INDÚSTRIAS QUÍMICAS DA FRANÇA CGT ÊLE DE RÉ, FRANÇA, 29.04.

EXPOSIÇÃO NO ENCONTRO INTERNACIONAL DO 39º CONGRESSO DA FEDERAÇÃO NACIONAL DAS INDÚSTRIAS QUÍMICAS DA FRANÇA CGT ÊLE DE RÉ, FRANÇA, 29.04. EXPOSIÇÃO NO ENCONTRO INTERNACIONAL DO 39º CONGRESSO DA FEDERAÇÃO NACIONAL DAS INDÚSTRIAS QUÍMICAS DA FRANÇA CGT ÊLE DE RÉ, FRANÇA, 29.04.2014 Boa tarde companheiras e companheiros, Primeiramente a Central

Leia mais

CRISE E RUPTURA NA REPÚBLICA VELHA. Os últimos anos da República Velha

CRISE E RUPTURA NA REPÚBLICA VELHA. Os últimos anos da República Velha CRISE E RUPTURA NA REPÚBLICA VELHA Os últimos anos da República Velha Década de 1920 Brasil - as cidades cresciam e desenvolviam * Nos grandes centros urbanos, as ruas eram bem movimentadas, as pessoas

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8

S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8 S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8 ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. MUDANÇA DA BASE DE CÁLCULO. Doravante as empresas deverão estar atentas à questão envolvendo o pagamento do adicional de

Leia mais

Antonio Bulhões Deputado Federal - PRB/SP

Antonio Bulhões Deputado Federal - PRB/SP Caros amigos e amigas, Comemoramos, no último dia 1º de Outubro, o Dia Internacional da Terceira Idade. Por essa razão, estamos trazendo uma matéria referente ao Estatuto do Idoso, que contém informações

Leia mais

Direitos da Mulher Trabalhadora: na Gravidez, no Pós Parto e Durante o Aleitamento Materno

Direitos da Mulher Trabalhadora: na Gravidez, no Pós Parto e Durante o Aleitamento Materno Direitos da Mulher Trabalhadora: na Gravidez, no Pós Parto e Durante o Aleitamento Materno Luciano Borges Santiago*, Elzimar Ricardino*, Graciete Oliveira Vieira* * Membros do Departamento Científico de

Leia mais

DESAFIOS PARA O CRESCIMENTO

DESAFIOS PARA O CRESCIMENTO educação para o trabalho Equipe Linha Direta DESAFIOS PARA O CRESCIMENTO Evento realizado na CNI apresentou as demandas da indústria brasileira aos principais candidatos à Presidência da República Historicamente

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 1/5 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ENTIDADES CULTURAIS, RECREATIVAS, DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, DE ORIENTAÇÃO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, NO ESTADO DO PARANÁ SENALBA/PR, CNPJ 75.992.446/0001-49,

Leia mais

Metalúrgica JORBA Indústria e Comércio Ltda. Av. Emilio Giaquinto, 177 Parque Novo Mundo São Paulo SP CEP: 02181-110 Fone/Fax: (55-11) 2632-2611

Metalúrgica JORBA Indústria e Comércio Ltda. Av. Emilio Giaquinto, 177 Parque Novo Mundo São Paulo SP CEP: 02181-110 Fone/Fax: (55-11) 2632-2611 Metalúrgica JORBA Indústria e Comércio Ltda. Av. Emilio Giaquinto, 177 Parque Novo Mundo São Paulo SP CEP: 02181-110 Fone/Fax: (55-11) 2632-2611 CNPJ: 61.460.077/0001-39 / INSCR: 105.657.106.110 Gestão

Leia mais

Para um mundo melhor, relações. compartilhadas

Para um mundo melhor, relações. compartilhadas Para um mundo melhor, relações compartilhadas 6 Quem coloca a roupa na lavadora? 7 Quem vai à reunião da escola dos filhos? 8 Quem vai ao supermercado fazer as compras? Responda as questões abaixo optando

Leia mais

Sindicato conquista reajuste de 8% para trabalhadores em Corretoras de Valores e Câmbio

Sindicato conquista reajuste de 8% para trabalhadores em Corretoras de Valores e Câmbio Presidente: Calisto Cardoso de Brito www.securitariosp.org.br Nº 985 I Maio 2015 Cerimônia de Posse da nova diretoria do Sindicato dos Securitários Páginas 08 e 09 Sindicato conquista reajuste de 8% para

Leia mais

E já surgia vitoriosa! Pois todos os vetos de Goulart foram rejeitados.

E já surgia vitoriosa! Pois todos os vetos de Goulart foram rejeitados. Senhoras e senhores Companheiros da Radiodifusão, É para mim e para todos os meus colegas da ABERT uma enorme alegria e uma honra receber tantos amigos e presenças ilustres nesta noite em que comemoramos

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PB000247/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 01/07/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR021198/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46224.001800/2010-02 DATA DO

Leia mais

Quinta-feira, 26 de março de 2015

Quinta-feira, 26 de março de 2015 Quinta-feira, 26 de março de 2015 TRT-CE e Ministério Público realizam ação contra o trabalho infantil O Tribunal Regional do Trabalho do Ceará, em parceria com o Ministério Público do Trabalho e diversas

Leia mais

III Reunión, Lima, octubre 2010 A AUTOREFORMA SINDICAL E A HISTÓRIA DOS BANCÁRIOS DA CUT BRASIL. William Mendes,

III Reunión, Lima, octubre 2010 A AUTOREFORMA SINDICAL E A HISTÓRIA DOS BANCÁRIOS DA CUT BRASIL. William Mendes, III Reunión, Lima, octubre 2010 A AUTOREFORMA SINDICAL E A HISTÓRIA DOS BANCÁRIOS DA CUT BRASIL William Mendes, Secretário de Formação da CONTRAFCUT-CUT 1. INTRODUÇÃO No final dos anos setenta e início

Leia mais

Raio X da Campanha Salarial 2015

Raio X da Campanha Salarial 2015 Presidente: Calisto Cardoso de Brito www.securitariosp.org.br Nº 984 I Março 2015 Raio X da Campanha Salarial 2015 Campanha Salarial 2015 A Campanha Salarial 2015 tem sido vitoriosa. Obtivemos aumento

Leia mais

COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS CAS Subcomissão Permanente em Defesa do Emprego e da Previdência Social CASEMP

COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS CAS Subcomissão Permanente em Defesa do Emprego e da Previdência Social CASEMP COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS CAS Subcomissão Permanente em Defesa do Emprego e da Previdência Social CASEMP AUDIÊNCIA PÚBLICA Assunto: Os direitos da mulher no Sistema de Seguridade Social Data: 27/04/2010

Leia mais

VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE DATA: 25.09.15 EDITORIA: CAPA/POLÍTICA

VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE DATA: 25.09.15 EDITORIA: CAPA/POLÍTICA VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE DATA: 25.09.15 EDITORIA: CAPA/POLÍTICA VEÍCULO: PORTAL NO AR DATA: 23.09.15 EDITORIA: CIDADES Sesc promove no sábado ação de cidadania na Vila de Ponta Negra Serão oferecidos

Leia mais

RESUMO DE NOTÍCIAS. Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações do Estado de São Paulo www.sintetel.org/ sintetel@sintetel.org.

RESUMO DE NOTÍCIAS. Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações do Estado de São Paulo www.sintetel.org/ sintetel@sintetel.org. Mundo Sindical SÃO PAULO (SP): TRABALHADORES DO TELEATENDIMENTO COMPÕEM PAUTA DE REIVINDICAÇÕES Os trabalhadores do setor de teleatendimento compuseram a Pauta de Reivindicações para a Convenção Coletiva

Leia mais

As diversas opções de aposentadoria para os Servidores Públicos Federais

As diversas opções de aposentadoria para os Servidores Públicos Federais As diversas opções de aposentadoria para os Servidores Públicos Federais Secretaria de Estudos, Pesquisas e Políticas Públicas e Secretaria de Formação Política e Sindical. SINDICATO DOS TRABALHADORES

Leia mais

NOTÍCIAS. Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal. V.4 - N.4 - Setembro de 2015

NOTÍCIAS. Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal. V.4 - N.4 - Setembro de 2015 V.4 - N.4 - Setembro de 2015 Vilma Lúcia da Silva 05 Assessora de Comunicação do Parque da Cidade Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal Só no mês de setembro o Parque da Cidade recebeu

Leia mais

BANCÁRIOS. Uma História marcada por lutas e conquistas

BANCÁRIOS. Uma História marcada por lutas e conquistas BANCÁRIOS Uma História marcada por lutas e conquistas 1 932 18/04/1932 1ª Greve dos Bancários Iniciada em Santos, formada por funcionários do Banco Banespa que reivindicavam melhorias salariais e das condições

Leia mais

Negociações caminham para reajuste de 8% e 8,5% no piso Base Estatual já assinada e demais categorias caminham para o Pág.06

Negociações caminham para reajuste de 8% e 8,5% no piso Base Estatual já assinada e demais categorias caminham para o Pág.06 Negociações caminham para reajuste de 8% e 8,5% no piso Base Estatual já assinada e demais categorias caminham para o Pág.06 mesmo índice de reajuste Mai/2014 - Comerciários Campinas participam de manisfestação

Leia mais

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu:

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: Art. 8º É livre a associação profissional ou sindical, observado o seguinte: Art. 37º... VI - é garantido ao servidor público civil o direito à livre associação

Leia mais

Decisão do STF permite contratação de professores federais por Organização Social

Decisão do STF permite contratação de professores federais por Organização Social Decisão do STF permite contratação de professores federais por Organização Social Na mesma semana em que os trabalhadores brasileiros tomaram as ruas e conseguiram suspender a votação do Projeto de Lei

Leia mais

http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/resumo/resumovisualizar?nrsolicitacao...

http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/resumo/resumovisualizar?nrsolicitacao... Página 1 de 5 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000542/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 13/06/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR024046/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46290.001101/2013-11 DATA DO PROTOCOLO: 23/05/2013 CONVENÇÃO

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 65 Discurso na solenidade do Dia

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001633/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/04/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017942/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.001682/2013-16 DATA DO

Leia mais

C L I P P I N G DATA: 04.11.2015

C L I P P I N G DATA: 04.11.2015 C L I P P I N G DATA: 04.11.2015 DESTAQUE SINDESP/DF participa do Sicomércio 2015 no Rio de Janeiro Durante três dias, líderes da representação sindical dos empresários do comércio e serviços de todo o

Leia mais

Sugestão de Projeto de Lei de Municipalização das 30 Horas

Sugestão de Projeto de Lei de Municipalização das 30 Horas Sugestão de Projeto de Lei de Municipalização das 30 Horas Texto construído com base em diversos trabalhos acadêmicos, dados do Cofen, dados do Coren, Fórum Nacional das 30 horas, Aben e do artigo Jornada

Leia mais

Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais

Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais Serviços instituídos pelo poder público, organizados de acordo com a parte do Estatuto do Idoso à qual estão relacionados. Serviços relacionados

Leia mais

1 Informações diversas Projeto de Terceirização A Câmara dos Deputados concluiu dia 22/04 a votação do projeto de lei que regulamenta contratos de terceirização. O texto principal foi aprovado no último

Leia mais

Proposta de Recomendações. GT dos Trabalhadores da CNV

Proposta de Recomendações. GT dos Trabalhadores da CNV Proposta de Recomendações GT dos Trabalhadores da CNV DOS CRIMES CONTRA A HUMANIDADE 1. Reconhecer e acatar as normas do direito internacional sobre crimes contra a humanidade. Ratificação da Convenção

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002217/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/10/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR053080/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.035134/2010-15 DATA DO

Leia mais

MEDIDA PROVISÓRIA Nº 597, DE 2012

MEDIDA PROVISÓRIA Nº 597, DE 2012 MEDIDA PROVISÓRIA Nº 597, DE 2012 NOTA DESCRITIVA FEVEREIRO/2013 Nota Descritiva 2 2013 Câmara dos Deputados. Todos os direitos reservados. Este trabalho poderá ser reproduzido ou transmitido na íntegra,

Leia mais

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 240, DE 2015

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 240, DE 2015 COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 240, DE 2015 Redação final do Projeto de Lei de Conversão nº 3, de 2015 (Medida Provisória nº 665, de 2014). A Comissão Diretora apresenta a redação final do Projeto de Lei

Leia mais

Relatório Pacto Global. Princípio 1: As empresas devem dar apoio e respeitar a proteção aos direitos humanos proclamados internacionalmente;

Relatório Pacto Global. Princípio 1: As empresas devem dar apoio e respeitar a proteção aos direitos humanos proclamados internacionalmente; Relatório Pacto Global Princípios de Direitos Humanos Princípio 1: As empresas devem dar apoio e respeitar a proteção aos direitos humanos proclamados internacionalmente; Um dos valores que sustentam a

Leia mais

Escândalo no futebol levará a revisão de contratos de TV POR ADALBERTO LEISTER FILHO, DUDA LOPES, ERICH BETING E PRISCILA BERTOZZI

Escândalo no futebol levará a revisão de contratos de TV POR ADALBERTO LEISTER FILHO, DUDA LOPES, ERICH BETING E PRISCILA BERTOZZI B O L E T I M OFERECIMENTO QUINTA-FEIRA, 28 DE MAIO DE 2015 NÚMERO DO DIA US$ 150 mi foram desviados por corrupção pelo futebol nas Américas, segundo a Justiça americana EDIÇÃO 264 Escândalo no futebol

Leia mais

CACB DISCUTE RETOMADA DE CRESCIMENTO EM REUNIÃO DO CDES

CACB DISCUTE RETOMADA DE CRESCIMENTO EM REUNIÃO DO CDES NOTÍCIAS CACB BBOOLLEETTI IIMM SSEEMM AANN AALL DDEE NNOOTTÍ ÍÍCCI II AASS DD AA CC OONNFFEEDDEERR AAÇÇ ÃÃOO DDAASS AASSSSOOCCI II AAÇÇÕÕEESS CCOOMMEERRCCI II AAI IISS EE EEMMPPRREESS AARRI IIAAI IISS

Leia mais

PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS

PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS Data: 14/11/2014 Local: Sede da Fenasps Estados presentes: MG- SP- PR- RS- ES- SC- RN- CE e Oposição da BA e do DF. Nº de participantes: 65 Delegados e 10 Observadores

Leia mais

Em Foco CCENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES. Jornal do Sindicato dos Bancários de Campina Grande e Região, Setembro de 2012 - ano XII - nº 05

Em Foco CCENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES. Jornal do Sindicato dos Bancários de Campina Grande e Região, Setembro de 2012 - ano XII - nº 05 R Em Foco UT BRASIL CCENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES CUT Jornal do Sindicato dos Bancários de Campina Grande e Região, Setembro de 2012 - ano XII - nº 05 Em Foco 02 setembro/2012 Greve surte efeito Chega

Leia mais

Manual Prático Trabalhista e Previdenciário

Manual Prático Trabalhista e Previdenciário Manual Prático Trabalhista e Previdenciário Qual é o prazo para pagamento dos salários dos empregados? R: O pagamento deve ser realizado até o 5º dia útil do mês seguinte. Esta deve ser a data em que deve

Leia mais

Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs

Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs O plenário da Câmara Municipal do Rio de Janeiro ficou lotado durante

Leia mais

Programa RAMA RASTREAMENTO E MONITORAMENTO DE AGROTÓXICOS

Programa RAMA RASTREAMENTO E MONITORAMENTO DE AGROTÓXICOS RAMA 1 O QUE É O RAMA? Página 3 Sumário 2 PARA QUE SERVE O RAMA? 3 Página 4 COMO FUNCIONA O RAMA? Página 5 4 POR QUE PARTICIPAR Página 9 DO RAMA? 5 COMO PARTICIPAR DO RAMA? Página 10 6 QUAIS OS BENEFÍCIOS

Leia mais

Férias Proporcionais Até 5 faltas 6 a 14 faltas 15 a 23 faltas 24 a 32 faltas

Férias Proporcionais Até 5 faltas 6 a 14 faltas 15 a 23 faltas 24 a 32 faltas FÉRIAS ASPECTOS GERAIS Férias é o período de descanso anual, que deve ser concedido ao empregado após o exercício de atividades por um ano, ou seja, por um período de 12 meses, período este denominado

Leia mais

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

2014 termina com luta e 2015 começa com luta contra atrasos de pagamento e quebra de promessas do GDF

2014 termina com luta e 2015 começa com luta contra atrasos de pagamento e quebra de promessas do GDF Março/2015 2014 termina com luta e 2015 começa com luta contra atrasos de pagamento e quebra de promessas do GDF Não queremos saber de quem é a culpa e sim que o GDF pague o que nos deve e diante de tantas

Leia mais

Evento acontece na cidade de Caxambu e começa nesta sexta (18)

Evento acontece na cidade de Caxambu e começa nesta sexta (18) https://www.educacao.mg.gov.br/imprensa/noticias/178 3-educacao-amplia-interlocucao-com-representantes- do-movimento-sindical Notícia veicula no site Portal da Educação em 17/02/11 Secretária Ana Lúcia

Leia mais

Pimenta no olho, e nada de reajuste salarial

Pimenta no olho, e nada de reajuste salarial Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal do Estado de Mato Grosso BOLETIM SEMANAL De 20 a 24 de outubro de 2014 Pimenta no olho, e nada de reajuste salarial O diretor do SINDIJUFE-MT Pedro

Leia mais

Clipping Nacional. Educação

Clipping Nacional. Educação Clipping Nacional de Educação Sexta-feira, 22 de Agosto de 2014 Capitare Assessoria de Imprensa SHN, Quadra 2 Bloco F Edifício Executive Tower - Brasília Telefones: (61) 3547-3060 (61) 3522-6090 www.capitare.com.br

Leia mais

EMPREGADO DOMÉSTICO INOVAÇÕES LEGISLATIVAS DA LEI COMPLEMENTAR 150 CAPÍTULO I PRINCIPAIS EVOLUÇÕES LEGISLATIVAS A categoria dos empregados domésticos tem como principais regulamentações legislativas, por

Leia mais

CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO

CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO Mais segurança e benefícios para 40 milhões de brasileiros Chegou a vez do trabalhador terceirizado. Depois de nove anos de debates, negociações

Leia mais

CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO

CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO Mais segurança e benefícios para 40 milhões de brasileiros Chegou a vez do trabalhador terceirizado. Depois de nove anos de debates, negociações

Leia mais

Relatório de Gestão 2013

Relatório de Gestão 2013 Relatório de Gestão 2013 Eventos Oficina Gestão de Trabalho nas OSS 11 e 12/04/2013 Eventos II Congresso estadual CGTB 30/07/2013 Eventos Seminário COSEMS 06/02/2013 Seminário estadual de Conselhos UFMT

Leia mais

Dia Internacional da Mulher. Trabalhadores de seguradoras conquistam reajuste salarial de 7,40%, 8% nos vales-alimentação e refeição e piso salarial

Dia Internacional da Mulher. Trabalhadores de seguradoras conquistam reajuste salarial de 7,40%, 8% nos vales-alimentação e refeição e piso salarial Presidente: Calisto Cardoso de Brito www.securitariosp.org.br Nº 983 I Fevereiro 2015 Trabalhadores de seguradoras conquistam reajuste salarial de 7,40%, 8% nos vales-alimentação e refeição e piso salarial

Leia mais

Programa RAMA RASTREAMENTO E MONITORAMENTO DE AGROTÓXICOS

Programa RAMA RASTREAMENTO E MONITORAMENTO DE AGROTÓXICOS RAMA 1 O QUE É O RAMA? Página 3 Sumário 2 PARA QUE SERVE O RAMA? 3 Página 4 COMO FUNCIONA O RAMA? Página 5 4 POR QUE PARTICIPAR Página 9 DO RAMA? 5 COMO PARTICIPAR DO RAMA? Página 9 6 QUAIS OS BENEFÍCIOS

Leia mais

A data base dos Servidores da Prefeitura Municipal de Sapezal será sempre em 1º de maio

A data base dos Servidores da Prefeitura Municipal de Sapezal será sempre em 1º de maio S.I.M.S SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS SAPEZAL/MT PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE SAPEZAL -20013 INTRODUÇÃO O Sindicato dos Servidores Municipais de Sapezal-SIMS/MT,

Leia mais

UGT Rompendo Barreiras

UGT Rompendo Barreiras Boletim de Informações Sindicais Ano 5 n.º 105 12 de dezembro de 2012 UGT Rompendo Barreiras A União Geral dos Trabalhadores UGT participou da Conferência Regional de UNI Américas que terminou no último

Leia mais

CAMPANHA DE NOVOS SÓCIOS 2015 Juntos somos mais fortes - SINDICALIZE-SE

CAMPANHA DE NOVOS SÓCIOS 2015 Juntos somos mais fortes - SINDICALIZE-SE CAMPANHA DE NOVOS SÓCIOS 2015 Juntos somos mais fortes - SINDICALIZE-SE Sindicato de muitas conquistas Juntos, nós, servidores públicos municipais (estatutários e celetistas) de Caxias do Sul, integramos

Leia mais

CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO

CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO Projeto Legalize sua doméstica e pague menos INSS = Informalidade ZERO CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO Realização Jornal Diario de Pernambuco

Leia mais

Por que defender o Sistema Único de Saúde?

Por que defender o Sistema Único de Saúde? Por que defender o Sistema Único de Saúde? Diferenças entre Direito Universal e Cobertura Universal de Saúde Cebes 1 Direito universal à saúde diz respeito à possibilidade de todos os brasileiros homens

Leia mais

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ É bom saber... LEI Nº 12.618, DE 30 DE ABRIL DE 2012. Institui o regime de previdência complementar para os servidores públicos federais titulares de

Leia mais

BOLETIM ANO III Nº 141. Rio de Janeiro, 03 de outubro de 2013 DIRIGENTES SINDICAIS PRESENTES A POSSE DO NOVO PRESIDENTE DA UMPL

BOLETIM ANO III Nº 141. Rio de Janeiro, 03 de outubro de 2013 DIRIGENTES SINDICAIS PRESENTES A POSSE DO NOVO PRESIDENTE DA UMPL BOLETIM ANO III Nº 141 Rio de Janeiro, 03 de outubro de 2013 DIRIGENTES SINDICAIS PRESENTES A POSSE DO NOVO PRESIDENTE DA UMPL Eleito e empossado ontem, dia 30/9, o sr. Éric Thiry, advogado, de nacionalidade

Leia mais

Parágrafo Único: A presente condição não se aplica aos menores aprendizes.

Parágrafo Único: A presente condição não se aplica aos menores aprendizes. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR043980/2013 JOHN DEERE BRASIL LTDA, CNPJ n. 89.674.782/0010-49, neste ato representado(a) por seu Gerente, Sr(a). EDISON LUIS HAUSER e por

Leia mais

O Futuro do emprego Doméstico PROJETOS DE LEI LEGALIZE SUA DOMÉSTICA E PAGUE MENOS INSS

O Futuro do emprego Doméstico PROJETOS DE LEI LEGALIZE SUA DOMÉSTICA E PAGUE MENOS INSS PROJETOS DE LEI LEGALIZE SUA DOMÉSTICA E PAGUE MENOS INSS 1 1 Formalização de 2 milhões de empregados domésticos nos próximos 12 dias. 2 Erradicar o Trabalho Infantil Adolescente de 410 mil crianças e

Leia mais

ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MUSEU DE ARTE SACRA SAMAS. MANUAL DE RECURSOS HUMANOS DO MUSEU DE ARTE SACRA

ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MUSEU DE ARTE SACRA SAMAS. MANUAL DE RECURSOS HUMANOS DO MUSEU DE ARTE SACRA ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MUSEU DE ARTE SACRA SAMAS. MANUAL DE RECURSOS HUMANOS DO MUSEU DE ARTE SACRA I -FINALIDADE. Este Regulamento tem por finalidade apresentar os princípios básicos de pessoal que devem

Leia mais

VOTO EM SEPARADO DA DEPUTADA ANDRÉIA ZITO

VOTO EM SEPARADO DA DEPUTADA ANDRÉIA ZITO COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI Nº 6.708, DE 2009. Acrescenta Capítulo III-A ao Título V da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei nº

Leia mais

Vamos à luta, sabendo porque estamos lutando

Vamos à luta, sabendo porque estamos lutando Vamos à luta, sabendo porque estamos lutando Vivemos um período de crises do sistema capitalista onde a única saída para estes senhores donos do capital é privatizar as nossas vidas. Nessa sede em transformar

Leia mais

Minuta específica de reivindicações dos empregados do Banco Bradesco

Minuta específica de reivindicações dos empregados do Banco Bradesco Minuta específica de reivindicações dos empregados do Banco Bradesco 1. Emprego O Banco deverá instituir medidas que visem aumentar o número de empregados, adequando o seu quadro funcional a praça e ao

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Caras amigas, caros amigos Como já divulgamos anteriormente, em função do grande número de pessoas

Leia mais

CONSIDERAÇÕES SOBRE REDUÇÃO DE JORNADA DE TRABALHO (RJT) SEM REDUÇÃO SALARIAL

CONSIDERAÇÕES SOBRE REDUÇÃO DE JORNADA DE TRABALHO (RJT) SEM REDUÇÃO SALARIAL CONSIDERAÇÕES SOBRE REDUÇÃO DE JORNADA DE TRABALHO (RJT) SEM REDUÇÃO SALARIAL 1. Introdução: Atualmente, há três PEC(s) visando alterar Incisos do art.7º, da Constituição Federal que estabelecem: - XIII:

Leia mais

O avanço do Dendê O Napalm verde

O avanço do Dendê O Napalm verde O avanço do Dendê O Napalm verde -Qual é a situação do setor produtor de banana na Colômbia? -Depois de muitos anos de crise devido às dificuldades com o preço, com as taxações européias e outros, muitos

Leia mais

ATA DA 5ª REUNIÃO ESPECÍFICA BANCO DE HORAS

ATA DA 5ª REUNIÃO ESPECÍFICA BANCO DE HORAS ATA DA 5ª REUNIÃO ESPECÍFICA BANCO DE HORAS entre o Serviço Federal de Processamento de Dados SERPRO e a FENADADOS LOCAL: Sede da FENADADOS Brasília - DF DATA: 27/01/2015 HORÁRIO: 10h TEMA: Negociação

Leia mais

Confira a programação especial para o mês de luta mulheres em 2014 Qui, 06 de Março de 2014 19:51

Confira a programação especial para o mês de luta mulheres em 2014 Qui, 06 de Março de 2014 19:51 No mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, a CUT São Paulo organiza e apoia diferentes atividades na capital e no interior, junto aos movimentos sociais, subsedes cutistas, ramos e entidades

Leia mais

Programa de Proteção ao Emprego PPE. Definição de regimento, critérios de adesão e funcionamento

Programa de Proteção ao Emprego PPE. Definição de regimento, critérios de adesão e funcionamento Programa de Proteção ao Emprego PPE Definição de regimento, critérios de adesão e funcionamento Kurzarbeit curto tempo de trabalho O Kurzarbeit é antigo na Alemanha. Ele fez a sua primeira aparição antes

Leia mais

Pesquisa Clínica. Orientações aos pacientes

Pesquisa Clínica. Orientações aos pacientes Pesquisa Clínica Orientações aos pacientes 2009 Ministério da Saúde. É permitida a reprodução total ou parcial desta obra, desde que citada a fonte. Tiragem: 1000 exemplares Criação, Informação e Distribuição

Leia mais

Janot promete criar nova procuradoria anticorrupção

Janot promete criar nova procuradoria anticorrupção DEBATE Janot promete criar nova procuradoria anticorrupção DE BRASÍLIA - No último debate em busca do aval dos procuradores para permanecer por mais dois anos na chefia do Ministério Público, o procurador-geral

Leia mais

DECRETO Nº 6.555, DE 8 DE SETEMBRO DE 2008.

DECRETO Nº 6.555, DE 8 DE SETEMBRO DE 2008. DECRETO Nº 6.555, DE 8 DE SETEMBRO DE 2008. Dispõe sobre as ações de comunicação do Poder Executivo Federal e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere o

Leia mais

ESPECIAL SERVIÇOS PÚBLICOS

ESPECIAL SERVIÇOS PÚBLICOS PREFEITURA FAZ INFORMATIVO DA PREFEITURA DE CONTAGEM CONTAGEM - Nº 23 - JUNHO - 2010 ESPECIAL SERVIÇOS PÚBLICOS Prefeitura valoriza servidores para melhorar qualidade dos serviços Nos últimos cinco anos,

Leia mais