33 FONOLOGIA FONÉTICA CAPÍTULO 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "33 FONOLOGIA FONÉTICA CAPÍTULO 1"

Transcrição

1 33 FONOLOGIA CAPÍTULO 1 FONOLOGIA SUMÁRIO A língua portuguesa 1. Introdução 1.1. Elementos da comunicação Emissor Receptor Mensagem Referente Código Canal de comunicação 1.2. Exercício 2. Gramática 2.1. Fonologia 2.2. Morfologia 2.3. Sintaxe 3. Fonologia 3.1. Fonema 3.2. Fonemas vocálicos Vogais Semivogais 3.3. Fonemas consonantais 3.4. Encontros vocálicos Ditongo Tritongo Hiato 4. Encontros consonantais 4.1. Perfeitos 4.2. Imperfeitos 5. Dígrafo 6. Sílaba 6.1. Monossílaba 6.2. Dissílaba 6.3. Trissílaba 6.4. Polissílaba 7. Divisão silábica 8. Fixando as regras de separação de sílabas 9. Exercícios 10. Questões de concursos A LÍNGUA PORTUGUESA A língua portuguesa, também designada português, é uma língua românica flexiva originada no galego-português falado no Reino da Galiza e no Norte de Portugal. A parte sul do Reino da Galiza se tornou independente, passando a se chamar Condado Portucalense em 1095 (um reino a partir de 1139). Enquanto a Galícia diminuiu, Portugal independente se expandiu para o sul (Conquista de Lisboa, 1147) e difundiu o idioma, com a Reconquista, para o sul de Portugal e mais tarde, com as descobertas portuguesas, para o Brasil, África e outras partes do mundo. O português foi usado, naquela época, não somente nas cidades conquistadas pelos portugueses, mas também por muitos governantes locais nos seus contatos com outros estrangeiros poderosos. Especialmente nessa altura a língua portuguesa também influenciou várias línguas. É uma das línguas oficiais da União Europeia, do MERCOSUL, da União de Nações Sul-Americanas, da Organização dos Estados Americanos, da União Africana e dos Países Lusófonos. Com aproximadamente 280 milhões de falantes, o português é a 5ª língua mais falada no mundo, a 3ª mais falada no hemisfério ocidental e a mais falada no hemisfério sul da Terra. Durante a Era dos Descobrimentos, marinheiros portugueses levaram o seu idioma para lugares distantes. A exploração foi seguida por tentativas de colonizar novas terras para o Império Português e, como resultado, o português dispersou-se pelo mundo. Brasil e Portugal são os dois únicos países cuja língua primária é o português. Entretanto, o idioma é também largamente utilizado como língua franca nas antigas colônias portuguesas de Moçambique, Angola, Cabo Verde, Guiné Equatorial, Guiné Bissau e São Tomé e Príncipe, todas na África. Além disso, por razões históricas, falantes do português são encontrados também em Macau, no Timor Leste e em Goa. O português é conhecido como a língua de Camões (em homenagem a uma das mais conhecidas figuras literárias de Portugal, Luís Vaz de Camões, autor de Os Lusíadas) e a última flor do Lácio (expressão usada no soneto Língua Portuguesa, do escritor brasileiro Olavo Bilac). Miguel de Cervantes, o célebre autor espanhol, considerava o idioma doce e agradável. Em março de 2006, o Museu da Língua Portuguesa, um museu interativo sobre o idioma, foi fundado em São Paulo, Brasil, a cidade com o maior número de falantes do português em todo o mundo Fonte: Enciclopédia Livre Wikipédia

2 Duda Nogueira INTRODUÇÃO Antes de iniciarmos os estudos, vamos a algumas definições para que possamos chegar a nosso objetivo sem que haja dúvidas. Chama-se gramática normativa a gramática que busca ditar ou prescrever as regras gramaticais de uma língua, posicionando as suas prescrições como a única forma correta de realização da língua e categorizando as outras formas possíveis como erradas. A comunicação se baseia em elementos Elementos da comunicação CANAL de ComuNiCAção emissor mensagem RefeReNTe ReCeP- ReCePToR ToR CÓDIGO Emissor O que emite a mensagem Receptor O que recebe a mensagem Mensagem O conjunto de informações transmitidas Referente O contexto da mensagem, o assunto de que ela trata Código A combinação de signos utilizados na transmissão de uma mensagem. A comunicação só se concretizará, se o receptor souber decodificar a mensagem Canal de Comunicação Por onde a mensagem é transmitida. TV, rádio, jornal, revista, cordas vocais, ar

3 35 FONOLOGIA 1.2. Exercício 01. Elucide os elementos de comunicação na poesia de Fernando Pessoa. a) emissor b) receptor c) mensagem d) código e) canal f) contexto. Mar português Ó mar salgado, quanto do teu sal São lágrimas de Portugal! Por te cruzarmos, quantas mães choraram, Quantos filhos em vão rezaram! Quantas noivas ficaram por casar Para que fosses nosso, ó mar! Valeu a pena? Tudo vale a pena Se a alma não é pequena. Quem quer passar além do Bojador Tem que passar além da dor. Deus ao mar o perigo e o abismo deu, Mas nele é que espelhou o céu. (Pessoa, Fernando) 1 GABARITO a) emissor: nós, os portugueses, indicado por meio de verbos e pronomes demarcados na 1ª pessoa do plural. b) receptor: o mar c) mensagem: o poema, retratado na íntegra d) código: a língua portuguesa e) canal: a linguagem escrita f) contexto: o mar português. 2. GRAMÁTICA A gramática é dividida em: fonologia, morfologia e sintaxe Fonologia Estudo dos fonemas, letras, pontos de articulação Morfologia Estuda a composição dos vocábulos, estudo das classes de palavras e gramaticais.

4 36 Duda Nogueira 2.3. Sintaxe Relação entre as palavras de uma oração ou relação entre as orações de um período. de concordância verbal (sujeito e verbo) e nominal (substantivo em relação ao artigo, adjetivo, numeral etc.); de regência verbal (verbo pedindo preposição ou não) e nominal (nome acompanhado de preposição); de colocação trata da colocação de certas palavras na frase. pronominal: próclise, mesóclise, ênclise. Iniciaremos, agora, nosso estudo, objetivando o aprendizado paulatino e completo de nossa língua portuguesa. 3. FONOLOGIA Fonologia (do Grego phonos = voz/som e logos = palavra/estudo) é o ramo da Linguística que estuda o sistema sonoro de um idioma, do ponto de vista de sua função no sistema de comunicação linguística. Esta é uma área muito relacionada com a Fonética, mas as duas têm focos de estudo diferentes. Enquanto a Fonética estuda a natureza física da produção e da percepção dos sons da fala (chamados de fones), a Fonologia preocupa-se com a maneira como eles se organizam dentro de uma língua, classificando-os em unidades capazes de distinguir significados, chamadas fonemas. 2 Fossas nasais PaLaTo abóbada PaLaTina alvéolos LáBio superior DEnTEs superiores VÉU PaLaTino CanaL REsPiRaTóRio ÚVULa FaRÍnGE LÍnGUa FaRÍnGE DEnTEs inferiores LáBio inferior EPiGLoTE LaRinGE CoRDas VoCais 2.

5 37 FONOLOGIA FONOLOGIA som letra sílaba vogal semivogal consoante dissílaba, trissílaba, polissílaba átona tônica hiato ditongo: crescente decrescente oral nasal tritongo: oral nasal perfeito imperfeito oxítona paroxítona proparoxítona 3.1. FONEMA É a menor unidade sonora que pode ser isolada no interior de uma palavra. Sua função é diferenciar as palavras de uma língua. Caro carro bola bela dia tia 3.2. Fonemas vocálicos A, E, I, O, U. Dividem-se em dois grupos: Vogais Por se tratar do emprego dos sons, as vogais são pronunciadas fortemente. Facilitando: em toda sílaba há uma vogal. O número de vogal é exatamente igual ao número de sílaba. Note a diferença: PA ÍS PA IS vogal vogal vogal semivogal

6 Duda Nogueira Semivogais São pronunciadas fracamente e para que existam, é necessária a vogal. Por isso é semi. São os sons de I e U. Cuidado porque em várias palavras da língua portuguesa, E = i e O = u. MAU vogal + semivogal PÃO vogal + semivogal A pronúncia do o = u Fonemas consonantais B, C, D, F, G, H, J, K, L, M, N, P, Q, R, S, T, V, W, X, Y, Z Encontros vocálicos Na língua portuguesa, há três espécies de encontros vocálicos Ditongo É o encontro de uma vogal e uma semivogal na mesma sílaba, ou vice-versa. Facilitando: vogal + semivogal = decrescente semivogal + vogal = crescente HE RÓI GLÓ RIA v + sv sv + v Em concurso: cuidado com os ditongos nasais. Vem, bem, falaram. *Observação: no ditongo oral, o som sai exclusivamente pela boca; no ditongo nasal, o som é emitido pela boca e pelo nariz Tritongo É o encontro de semivogal + vogal + semivogal Pa ra guai Hiato Duas vogais próximas que pertencem a sílabas distintas. Por quê? Ora, porque existe apenas uma vogal em cada sílaba. SA Í DA v v v

7 39 FONOLOGIA RA v IZ v 4. ENCONTROS CONSONANTAIS Grupos formados por mais de uma consoante sem vogal intermediária Perfeitos As consoantes pertencem à mesma sílaba. Blu sa, crí ti ca Imperfeitos As consoantes pertencem a sílabas distintas. Pac to, rit mo. 5. DÍGRAFO Duas letras representam um único som. CH SC OM GU XS EN SS LH SÇ UM QU AM IN IM NH XC AN RR EM ON UN 6. SÍLABA 6.1. Monossílaba Uma sílaba Ex.: pé, chá Dissílaba Duas sílabas Ex.: café, planta Trissílaba Três sílabas Ex.: agora, tímpano Polissílaba Quatro ou mais sílabas Ex.: oxítona, limonada.

8 Duda Nogueira DIV ISÃO SILÁBICA SIM hiatos sa-í-da, en-jo-o encontros consonantais imperfeitos in-dig-no, ap-to dígrafos ex-ce-ção, des-ça NÃO ditongos e tritongos au-ro-ra, U-ru-guai dígrafos ch, lh, nh, gu, qu fi-lho, e-qui-va-ler encontros consonantais perfeitos li-vrei-ro, a-plau-so Em concurso: palavras formadas com prefixo são exceções. 1. Se o prefixo termina em consoante e o radical inicia com vogal, ficam juntas = SU BEN TEN DER 2. Se o prefixo termina em consoante e o radical inicia, também, com consoante, ficam separadas = SUB LI NHAR 3. Palavras como teia, maio, praia, meia e balaio são assim separadas: TEI-A, MAI-O, PRAI-A, MEI-A, BA-LAI-O. 8. FIXANDO AS REGRAS DE SEPARAÇÃO DE SÍLABAS Au-las au ditongo decrescente oral Guar-da ua ditongo crescente oral A-guei uei tritongo oral Pi-a-da ia Ca-ir ai hiato Ci-ú-me iú Com-pre-en-der ee Cho-ca-lho ch, lh Qui-nhão qu, nh dígrafos inseparáveis Gui-sa-do gu Ex-ces-so Flo-res-cer Car-ro-ça Des-ço xc, ss sc rr sç dígrafos separáveis Es-co-la Re-es-tru-tu-rar Des-te-mi-do Su-ben-ten-di-do E-ner-gi-a Ni-i-lis-mo Trans-pa-ren-te Tran-sal-pi-no Res-to Vo-o Hi-per-mer-ca-do Hi-pe-ra-mi-go Ca-a-tin-ga Du-un-vi-ra-to Sub-ter-râ-neo Su-bal-ter-no

9 41 FONOLOGIA 9. EXERCÍCIO 01. Assinale a alternativa errada a respeito da palavra churrasqueira. a) apresenta 13 letras e 10 fonemas b) apresenta 3 dígrafos: ch, rr, qu c) divisão silábica: chur-ras-quei-ra d) é paroxítona e polissílaba e) apresenta o tritongo: uei 02. Qual das alternativas abaixo possui palavras com mais letras do que fonemas? a) Caderno b) Chapéu c) Flores d) Livro e) Disco 03. Ele chegou às carreiras, trazendo do colégio a notícia da saída do professor. As palavras em itálico na frase anterior apresentam respectivamente: a) hiato, ditongo decrescente, ditongo crescente b) ditongo crescente, ditongo decrescente, hiato c) ditongo decrescente, ditongo crescente, hiato d) ditongo decrescente, ditongo crescente, ditongo decrescente e) hiato, ditongo crescente, ditongo decrescente 04. Assinale a melhor resposta. Em papagaio, temos: a) um ditongo b) um tritongo c) um trissílabo d) um oxítono e) um proparoxítono 05. Assinale a série em que apenas um dos vocábulos não possui dígrafo: a) folha ficha lenha fecho b) lento bomba trinco algum c) águia queijo quatro quero d) descer cresço exceto exsudar d) serra vosso arrepio assinar 06. Assinale a alternativa que inclui palavras da frase abaixo que contêm, respectivamente, um ditongo oral crescente e um hiato. As mágoas de minha mãe, que sofria em silêncio, jamais foram compreendidas por mim e meus irmãos. a) foram minha b) sofria jamais c) meus irmãos d) mãe silêncio e) mágoas compreendidas 07. Na palavra armazém: a) há dígrafo e ditongo b) não há dígrafo, mas há ditongo c) não há ditongo nem dígrafo d) há dígrafo, mas não há ditongo e) n. d. a. 08. Assinale a sequência em que todas as palavras estão partidas corretamente. a) trans-a-tlân-ti-co / fi-el / sub-ro-gar b) bis-a-vô / du-e-lo / fo-ga-réu c) sub-lin-gual / bis-ne-to / de-ses-pe-rar d) des-li-gar / sub-ju-gar / sub-scre-ver e) cis-an-di-no / es-pé-cie / a-teu 09. Segundo as normas do vocabulário oficial, a separação silábica está corretamente efetuada em ambos os vocábulos das opções: a) to-cas-sem, res-pon-dia b) mer-ce-ná-rio, co-in-ci-di-am c) po-e-me-to, pré-dio d) ru-i-vo, pe-rí-o-do e) do-is, pau-sas

10 Duda Nogueira Assinale a alternativa que não apresenta todas as palavras separadas corretamente. a) de-se-nho, po-vo-ou, fan-ta-si-a, mi- -lhões b) di-á-rio, a-dul-tos, can-tos, pla-ne-ta c) per-so-na-gens, po-lí-cia, ma-gia, i-ni-ci- -ou d) con-se-guir, di-nhei-ro, en-con-trei, ar- -gu-men-tou e) pais, li-ga-ção, a-pre-sen-ta-do, au-tên-ti-co 11. Dadas as palavras: des-a-ten-to / sub-es- -ti-mar / trans-tor-no, constatamos que a separação silábica está correta: a) apenas nº 1 b) apenas nº 2 c) apenas nº 3 d) em todas as palavras e) n. d. a. 12. Dadas as palavras: tung-stê-nio / bis-a-vô / du-e-lo, constatamos que a separação silábica está correta: a) apenas nº 1 b) apenas nº 2 c) apenas nº 3 d) em todas as palavras e) n. d. a. GABARITO 1 E 2 B 3 C 4 A 5 C 6 E 7 B 8 C 9 B 10 C 11 C 12 C 10. QUESTÕES DE CONCURSOS Como já mencionado, este tópico é pouco pedido em concursos e por isso há poucas questões. 01. (CEPERJ 2012 PROCON-RJ Técnico em Contabilidade) Alguns vocábulos sofrem alteração de timbre da vogal tônica ao serem flexionados, como ocorre em olho olhos. O mesmo fenômeno pode ser verificado na seguinte palavra: a) bonecas b) conserto c) lamentável d) infortúnio e) defeituosos Resposta: E 02. (CEPERJ 2012 SEAP-RJ Inspetor de Segurança e Administração Penitenciária) Na palavra fazer, notam-se 5 fonemas. O mesmo número de fonemas ocorre na palavra da seguinte alternativa: a) tatuar b) quando c) doutor d) ainda e) além Resposta: B 03. (PONTUA 2011 TRE-SC Técnico Judiciário Área Administrativa) Na pronúncia das palavras, às vezes acrescentamos ou suprimimos fonemas. Assinale a alternativa em que nenhum desses processos aconteça: a) Submissão. b) Absurdo. c) Delito. d) Dignidade. Resposta: C 04. (CESGRANRIO 2011 Petrobrás Inspetor de Segurança) Em quero meu avesso, o substantivo destacado, quando escrito no plural, mantém o som fechado da vogal tônica. O timbre da vogal tônica do substantivo, quando escrito no plural, altera de fechado para aberto em a) bolso bolsos b) caroço caroços c) contorno contornos d) acordo acordos e) almoço almoços Resposta: B

11 43 FONOLOGIA 05. (FUNRIO 2010 SEBRAE-PA Assistente Administrativo) No termo necessidade, destacado do trecho quando nasce da necessidade de dizer, temos um dígrafo. Assinale a opção que apresenta as palavras nela citadas contendo dígrafos. a) olhos, humana. b) celebrada, lhe. c) nasce, palavra. d) detenha, quem. e) porque, perdoada. Resposta: D 06. (CONSULPLAN 2010 Prefeitura de Congonhas MG Técnico de Laboratório) É uma meta tão valiosa quanto qualquer outra. As palavras destacadas apresentam, respectivamente: a) dígrafo / encontro vocálico e tritongo b) encontro vocálico / dígrafo e encontro vocálico c) hiato / ditongo e encontro consonantal d) ditongo / hiato e encontro vocálico e) hiato / encontro consonantal e hiato Resposta: C 07. (AOCP 2010 Prefeitura de Camaçari BA Procurador Municipal) Assinale a alternativa INCORRETA quanto à divisão silábica. a) Ex ces so b) Pes qui sa dor c) Sobre po si ção d) Cons ta ta ção e) Con tra tar Resposta: C 08. (AOCP 2010 Prefeitura de Camaçari BA Procurador Municipal) Assinale a única alternativa que apresenta dois encontros consonantais. a) Professores b) Problema c) Trabalho d) Qualquer e) Processos Resposta: B 09. (AOCP 2010 Prefeitura de Camaçari BA Procurador Municipal) Todas as palavras abaixo apresentam 7 letras e 7 fonemas, EXCETO. a) Amostra b) Salário c) Pedidos d) Sistema e) Exemplo Resposta: E 10. (EJEF 2009 TJ-MG Titular de Serviços de Notas e de Registros) Na sequência de palavras: açoitar, ambrosia, triunfo, fortuito, autora, têm-se a) ditongos. b) ditongos e 2 hiatos. c) ditongo e 4 hiatos. d) ditongos e 3 hiatos. Resposta: B

Fonética e Fonologia. Profa. Me. Luana Lemos. llemos@salesiano.org.br

Fonética e Fonologia. Profa. Me. Luana Lemos. llemos@salesiano.org.br Fonética e Fonologia Profa. Me. Luana Lemos 1 Fonética e Fonologia Fonética é a parte da gramática que estuda os sons da fala (física) Fonologia estuda os fonemas da língua nas diversas combinações (linguística)

Leia mais

2. Qual das alternativas abaixo possui palavras com mais letras do que fonemas? a) Caderno b) Chapéu c) Flores d) Livro e) Disco

2. Qual das alternativas abaixo possui palavras com mais letras do que fonemas? a) Caderno b) Chapéu c) Flores d) Livro e) Disco 1. Assinale a alternativa errada a respeito da palavra "churrasqueira". a) apresenta 13 letras e 10 fonemas b) apresenta 3 dígrafos: ch, rr, qu c) divisão silábica: chur-ras-quei-ra d) é paroxítona e polissílaba

Leia mais

Dicionário De Termos Gramaticais

Dicionário De Termos Gramaticais Dicionário De Termos Gramaticais Professor Leo Página 2 Este dicionário vai ajudar o candidato a entender melhor todos os assuntos gramaticais do português, além de auxiliá-lo na hora de estudar. Muitas

Leia mais

TÍTULO: Plano de Aula SÍLABAS. Ensino Fundamental I / Anos Iniciais 3 ano. Língua Portuguesa. Gramática. 2 aulas (50 min cada ) Educação Presencial

TÍTULO: Plano de Aula SÍLABAS. Ensino Fundamental I / Anos Iniciais 3 ano. Língua Portuguesa. Gramática. 2 aulas (50 min cada ) Educação Presencial Org.: Claudio André - 1 TÍTULO: SÍLABAS Nível de Ensino: Ano/Semestre de Estudo Componente Curricular: Tema: Duração da Aula: Ensino Fundamental I / Anos Iniciais 3 ano Língua Portuguesa Gramática 2 aulas

Leia mais

Conteúdos: Fonemas e letras Encontros vocálicos Encontro consonantal Dígrafo

Conteúdos: Fonemas e letras Encontros vocálicos Encontro consonantal Dígrafo Conteúdos: Fonemas e letras Encontros vocálicos Encontro consonantal Dígrafo Habilidades: Reconhecer fonemas e letras Identificar encontros consonantais nas palavras Saber diferenciar dígrafo e encontro

Leia mais

TEXTO. Visual texto em que a comunicação se dá apenas por meio de imagens. Verbal - texto em que a comunicação se dá por meio de palavras escritas.

TEXTO. Visual texto em que a comunicação se dá apenas por meio de imagens. Verbal - texto em que a comunicação se dá por meio de palavras escritas. Língua Portuguesa 1º trimestre Temas para estudo Em nossas primeiras aulas, vimos que, conforme sua configuração/diagramação, um TEXTO pode ser classificado como: Visual texto em que a comunicação se dá

Leia mais

O QUE É FONOLOGIA? Fonologia é o ramo da Linguística que estuda o sistema sonoro de um idioma. Cuida de aspectos relacionados a:

O QUE É FONOLOGIA? Fonologia é o ramo da Linguística que estuda o sistema sonoro de um idioma. Cuida de aspectos relacionados a: FONOLOGIA / ACENTUAÇÃO GRÁFICA O QUE É FONOLOGIA? Fonologia é o ramo da Linguística que estuda o sistema sonoro de um idioma. Cuida de aspectos relacionados a: encontros vocálicos encontros consonantais

Leia mais

200 DICAS E MACETES DE PORTUGUÊS. Professor Leo

200 DICAS E MACETES DE PORTUGUÊS. Professor Leo 200 DICAS E MACETES DE PORTUGUÊS Professor Leo www.materiaisdeportugues.com.br Página 2 Este livro vai ajudá-lo a entender melhor vários tópicos da gramática, já que aborda muitas perguntas e dúvidas feitas

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 1º PERÍODO/2015 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 1º PERÍODO/2015 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 1º PERÍODO/2015 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA (Unidade 1) Gêneros Poema Crônica Descrição História em quadrinhos Conto de fadas Conto maravilhoso Fábula Leitura

Leia mais

Disciplina:Português Professor (a): Cristiane Souto Ano: 6º Turmas: 6.1 e 6.2

Disciplina:Português Professor (a): Cristiane Souto Ano: 6º Turmas: 6.1 e 6.2 Rede de Educação Missionárias Servas do Espírito Santo Colégio Nossa Senhora da Piedade Av. Amaro Cavalcanti, 2591 Encantado Rio de Janeiro / RJ CEP: 20735042 Tel: 2594-5043 Fax: 2269-3409 E-mail: cnsp@terra.com.br

Leia mais

Aula 05. Locução Adjetiva = expressão que tem a mesma função: qualificar o substantivo.

Aula 05. Locução Adjetiva = expressão que tem a mesma função: qualificar o substantivo. RESUMÃO 2º SIMULADO DE PORTUGUÊS Aula 05 Adjetivo e suas flexões Adjetivo = palavra que qualifica o substantivo. Locução Adjetiva = expressão que tem a mesma função: qualificar o substantivo. Os adjetivos

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA MÓDULO 1. Fonética e Fonologia. Professora Rosane Reis

LÍNGUA PORTUGUESA MÓDULO 1. Fonética e Fonologia. Professora Rosane Reis LÍNGUA PORTUGUESA Professora Rosane Reis MÓDULO 1 Fonética e Fonologia Por que devemos aprender fonética? Porque precisamos conhecer mais profundamente como as palavras faladas são representadas pela escrita,

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 4º PERÍODO/2015 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 4º PERÍODO/2015 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 4º PERÍODO/2015 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA (Unidades 1, 2, 3 e 4) Gêneros Poema Crônica História em quadrinhos Conto de fadas Conto maravilhoso História de

Leia mais

Animais em extinção - Formação de palavras (jogo de sílabas) - Letra O - Letra P - Formação de palavras (jogo de sílabas e jogo de letras)

Animais em extinção - Formação de palavras (jogo de sílabas) - Letra O - Letra P - Formação de palavras (jogo de sílabas e jogo de letras) ABEU COLÉGIOS Disciplina: Língua Portuguesa Série: 1 ano / Fundamental I 1 Caderno 1 Seleção de módulos do Sistema de Ensino Ser 2014 Símbolos e Mensagens - Diferenciação de letra, palavra e número - Placas

Leia mais

Disciplina:Português Professor (a): Cristiane Souto Ano: 6º Turmas: 6.1 e 6.2

Disciplina:Português Professor (a): Cristiane Souto Ano: 6º Turmas: 6.1 e 6.2 Rede de Educação Missionárias Servas do Espírito Santo Colégio Nossa Senhora da Piedade Av. Amaro Cavalcanti, 2591 Encantado Rio de Janeiro / RJ CEP: 20735042 Tel: 2594-5043 Fax: 2269-3409 E-mail: cnsp@terra.com.br

Leia mais

Unidade: Os Níveis de Análise Linguística I. Unidade I:

Unidade: Os Níveis de Análise Linguística I. Unidade I: Unidade: Os Níveis de Análise Linguística I Unidade I: 0 OS NÍVEIS DE ANÁLISE LINGUÍSTICA I Níveis de análise da língua Análise significa partição em segmentos menores para melhor compreensão do tema.

Leia mais

Habilidades: - Reconhecer as sílabas tônicas das palavras, separar sílabas, classificar as palavras em oxítonas, paroxítonas e proparoxítonas.

Habilidades: - Reconhecer as sílabas tônicas das palavras, separar sílabas, classificar as palavras em oxítonas, paroxítonas e proparoxítonas. Conteúdos: - Os sinais de pontuação e a sua importância na compreensão textual. - Classificação das palavras quanto ao número de sílabas. - Classificação das palavras quanto à posição da sílaba tônica.

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Você que se inscreveu no Bolsão do Colégio Futuro Vip para cursar o 6º ano do Ensino Fundamental está recebendo o programa das provas. BOLSÃO 6º ANO Fonética Fonema distinção entre FONEMA e LETRA Sílaba

Leia mais

RELAÇÃO ENTRE SONS E LETRAS, PRONÚNCIA E GRAFIA

RELAÇÃO ENTRE SONS E LETRAS, PRONÚNCIA E GRAFIA 1. FONEMA: RELAÇÃO ENTRE SONS E LETRAS, PRONÚNCIA E GRAFIA qualquer unidade sonora capaz de estabelecer distinção entre palavras de uma língua. 2. LETRA: representação gráfica do fonema. 3. FONEMAS E LETRAS

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação Produção textual COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA Disciplina: Língua Portuguesa Trimestre: 1º Tipologia textual Narração Estruturação de um texto narrativo: margens e parágrafos; Estruturação de parágrafos: início,

Leia mais

Disciplina: Português Período: 1º. Equipe - 3 ano - turmas: 31, 32 e 33.

Disciplina: Português Período: 1º. Equipe - 3 ano - turmas: 31, 32 e 33. Disciplina: Português Período: 1º Unidade 1 Eu me comunico Linguagem : formal e informal Variação regional de vocabulário Usando diferentes linguagens Ortografia: L e U,A/AI; E/I; O/OU; Usando diferentes

Leia mais

Questão 01 Interpretação de texto. Questão 02 Acentuação gráfica

Questão 01 Interpretação de texto. Questão 02 Acentuação gráfica COMENTÁRIOS E RESPOSTAS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA DE NÍVEL MÉDIO PARA AGENTE ADMINSITRATIVO AUXILIAR PORTO ALEGRE DO CONCURSO DA FUNDAÇÃO ESTADUAL DE PROTEÇÃO E PESQUISA EM SAÚDE FEPS PROVA REALIZADA

Leia mais

PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA...

PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA... Sumário PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA... 3 1.1. Fonema...3 1.2. Classificação dos fonemas...4 1.3. Encontros vocálicos...5 1.4. Encontros consonantais...5 1.5. Dígrafos...6 1.6. Dífono...7 1.7.

Leia mais

Sumário. Apresentação... 33. Editais e plano de estudos. Parte ii

Sumário. Apresentação... 33. Editais e plano de estudos. Parte ii Sumário Apresentação... 33 Parte i Editais e plano de estudos Capítulo 1 Editais... 39 1. Introdução... 39 2. Plano de estudos... 39 3. Editais... 40 3.1. TRT 15 Campinas/SP FCC (outubro 2013)... 40 3.2.

Leia mais

Exercícios sobre divisão silábica

Exercícios sobre divisão silábica Exercícios sobre divisão silábica A divisão silábica se encontra submetida a critérios específicos, estando eles preconizados pela gramática normativa. Questão 1 Tendo em vista os conhecimentos dos quais

Leia mais

NOÇÕES DE FONÉTICA. Fonemas São as unidades sonoras mais simples da língua, ou seja, os sons distintivos que entram na formação do vocábulo.

NOÇÕES DE FONÉTICA. Fonemas São as unidades sonoras mais simples da língua, ou seja, os sons distintivos que entram na formação do vocábulo. Capítulo 1 NOÇÕES DE FONÉTICA Fonética é a parte da gramática que estuda os fonemas, em sua natureza física e fisiológica. Fonemas São as unidades sonoras mais simples da língua, ou seja, os sons distintivos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 242 937 COD. 152 870

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 242 937 COD. 152 870 CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO (Aprovados em Conselho Pedagógico de 16 outubro de 2012) No caso específico da disciplina de PORTUGUÊS, do 3.º ano de escolaridade, a avaliação incidirá ainda ao nível

Leia mais

Assinale a alternativa correta. a) De acordo com o texto, algumas civilizações e cidades desapareceram: ( ) pelo excesso de água.

Assinale a alternativa correta. a) De acordo com o texto, algumas civilizações e cidades desapareceram: ( ) pelo excesso de água. Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino fundamental Publicado em 2011 Prova bimestral 4 o Bimestre 4 o ano Língua portuguesa Data: / / Nível: Escola: Nome: 1. Leia um trecho do texto jornalístico,

Leia mais

ACENTO GRÁFICO E ACENTO TÔNICO

ACENTO GRÁFICO E ACENTO TÔNICO ACENTO GRÁFICO E ACENTO TÔNICO O acento gráfico é um mero sinal de escrita, que não deve ser confundido com o acento tônico, que é a maior intensidade de voz apresentada por uma sílaba quando pronunciamos

Leia mais

Fonologia. A Fonética estuda os sistemas sonoros das línguas.

Fonologia. A Fonética estuda os sistemas sonoros das línguas. Fonologia A Fonética estuda os sistemas sonoros das línguas. Número de fonemas e número de letras Letra: É o sinal gráfico da escrita. Exemplos: pipoca tem 6 letras hoje tem 4 letras Fonema: É o som da

Leia mais

CONTEÚDOS DO TESTE DE SELEÇÃO - 2013 (Ingresso 2014)

CONTEÚDOS DO TESTE DE SELEÇÃO - 2013 (Ingresso 2014) POLÍCIA MILITAR DE ALAGOAS DIRETORIA DE ENSINO Colégio Tiradentes - CPM CONTEÚDOS DO TESTE DE SELEÇÃO - 2013 (Ingresso 2014) 4º ano Texto e interpretação; As quatro operações: Adição, subtração, Substantivo:

Leia mais

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO 1 Q236899 Prova: CESGRANRIO - 2012 - Caixa - Técnico Bancário Disciplina: Português Assuntos: 6. Interpretação

Leia mais

COLÉGIO AFAM SÃO MIGUEL Conteúdo Processo Seletivo 2014

COLÉGIO AFAM SÃO MIGUEL Conteúdo Processo Seletivo 2014 ENSINO FUNDAMENTAL I 2º ANO PORTUGUÊS: Famílias silábicas simples e formação de palavras; Auto-ditado; Reconhecer e aplicar vogais e consoantes; Completar palavras com vogais e consoantes; letra cursiva

Leia mais

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE LÍNGUA PORTUGUESA UNIDADE

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE LÍNGUA PORTUGUESA UNIDADE PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE LÍNGUA PORTUGUESA 1. ano - 1. volume UNIDADE 1 Símbolos Letras do alfabeto UNIDADE 2 Alfabeto (vogais e consoantes) Crachá Letras do próprio nome, do nome do professor e dos colegas

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR ANTONIO DUARTE

LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR ANTONIO DUARTE LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR ANTONIO DUARTE E-mail: professorantonioduarte@gmail.com Facebook: Antonio Duarte Quem teme perder já está vencido. jigoro kano FONOLOGIA Letra é uma representação gráfica do

Leia mais

DICAS PARA APRENDER A ACENTUAR AS PALAVRAS.

DICAS PARA APRENDER A ACENTUAR AS PALAVRAS. DICAS PARA APRENDER A ACENTUAR AS PALAVRAS. Para acentuarmos bens as palavras faz-se necessário revisar alguns pontos gramaticais que nos ajudarão a compreender as regras da acentuação gráfica da Língua

Leia mais

Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos

Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos LÍNGUA PORTUGUESA EM MOÇAMBIQUE Fátima Helena Azevedo de Oliveira 35 fatimavernaculas@yahoo.com.br CONTEXTO HISTÓRICO-SOCIAL A República de Moçambique

Leia mais

QUESTÃO 1 Ortografia e parônimos. QUESTÃO 2 Semântica e interpretação de texto.

QUESTÃO 1 Ortografia e parônimos. QUESTÃO 2 Semântica e interpretação de texto. Comentários e respostas às questões da prova de Língua Portuguesa do concurso da Polícia Civil para Escrivão e Inspetor de Polícia pela FDRH Concurso ocorrido no dia 18 de agosto de 2013 QUESTÃO 1 Ortografia

Leia mais

Diversidade. Linguística. na Escola Portuguesa. Projecto Diversidade Linguística na Escola Portuguesa (ILTEC)

Diversidade. Linguística. na Escola Portuguesa. Projecto Diversidade Linguística na Escola Portuguesa (ILTEC) Diversidade Linguística na Escola Portuguesa Projecto Diversidade Linguística na Escola Portuguesa (ILTEC) www.iltec.pt www.dgidc.min-edu.pt www.gulbenkian.pt Breve caracterização fonética de sons que

Leia mais

PORTUGUÊS PARA CONCURSOS

PORTUGUÊS PARA CONCURSOS PORTUGUÊS PARA CONCURSOS Sumário Capítulo 1 - Noções de fonética Fonema Letra Sílaba Número de sílabas Tonicidade Posição da sílaba tônica Dígrafos Encontros consonantais Encontros vocálicos Capítulo 2

Leia mais

16/08/2012. Português Instrumental ACENTUAÇÃO AULA 01. Países lusófonos que aderiram ao Novo Acordo Ortográfico

16/08/2012. Português Instrumental ACENTUAÇÃO AULA 01. Países lusófonos que aderiram ao Novo Acordo Ortográfico Português Instrumental ACENTUAÇÃO AULA 01 Países lusófonos que aderiram ao Novo Acordo Ortográfico 1 AS MUDANÇAS PROMOVIDAS PELO NOVO ACORDO ALFABETO O nosso alfabeto passa a ter 26 letras. Conta agora

Leia mais

Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e

Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e escritos à maneira adequada do padrão da língua materna;

Leia mais

Sandra Duarte Tavares Sara de Almeida Leite. Gramática Descomplicada para Pais e Filhos, Alunos e Professores e muitos mais

Sandra Duarte Tavares Sara de Almeida Leite. Gramática Descomplicada para Pais e Filhos, Alunos e Professores e muitos mais Sandra Duarte Tavares Sara de Almeida Leite Gramática Descomplicada para Pais e Filhos, Alunos e Professores e muitos mais Índice Apresentação... 9 Letras e sons Alfabeto........................................................

Leia mais

Gramática da Língua Portuguesa Pasquale Cipro Neto & Ulisses Infante

Gramática da Língua Portuguesa Pasquale Cipro Neto & Ulisses Infante Gramática da Língua Portuguesa Pasquale Cipro Neto & Ulisses Infante APRESENTAÇÃO: A Gramática é instrumento fundamental para o domínio do padrão culto da língua. A Gramática, e não as gramatiquices. A

Leia mais

REVISÃO E AVALIAÇÃO DE LINGUAGENS

REVISÃO E AVALIAÇÃO DE LINGUAGENS LINGUAGENS REVISÃO 1 REVISÃO 2 AULA: 67 REVISÃO E AVALIAÇÃO DE LINGUAGENS 2 Número de Sílabas e Classificações Experimente pronunciar as palavras de um modo bem devagar: maçã bola sol mão lâmpada bolacha

Leia mais

ATIVIDADES PARA RECUPERAÇÃO PARALELA PORTUGUÊS PROFESSOR (A): Renan Andrade TURMA: 6º ANO Vespertino

ATIVIDADES PARA RECUPERAÇÃO PARALELA PORTUGUÊS PROFESSOR (A): Renan Andrade TURMA: 6º ANO Vespertino ATIVIDADES PARA RECUPERAÇÃO PARALELA PORTUGUÊS PROFESSOR (A): Renan Andrade TURMA: 6º ANO Vespertino REVISÃO 1) Coloque em ordem alfabética as seguintes palavras abaixo. Dinamarquês sono caprichosas autor

Leia mais

Sumário APRESENTAÇÃO... 15 PARTE I ENTENDA AS BANCAS... 19 PARTE II ACENTUAÇÃO... 25 ORTOGRAFIA E SEMÂNTICA... 43. Sumário 5

Sumário APRESENTAÇÃO... 15 PARTE I ENTENDA AS BANCAS... 19 PARTE II ACENTUAÇÃO... 25 ORTOGRAFIA E SEMÂNTICA... 43. Sumário 5 Sumário 5 Sumário APRESENTAÇÃO... 15 PARTE I ENTENDA AS BANCAS... 19 1. Introdução... 19 2. Entenda as bancas... 19 3. Editais... 19 3.1. TRT 2 São Paulo FCC (prova aplicada em 2014)... 19 3.2. TRF 1 FCC

Leia mais

As Grandes navegações: a conquista da América e do Brasil. Descobrimento ou Conquista?

As Grandes navegações: a conquista da América e do Brasil. Descobrimento ou Conquista? As Grandes navegações: a conquista da América e do Brasil. Descobrimento ou Conquista? Navegar era preciso, era Navegar era preciso navegar... Por quê? O que motivou o expansionismo marítimo no século

Leia mais

Sumário. Apresentação - 1. a edição /13 Apresentação - 2 edição /14

Sumário. Apresentação - 1. a edição /13 Apresentação - 2 edição /14 Sumário Apresentação - 1. a edição /13 Apresentação - 2 edição /14 1 Variação lingüística / 15 1.1 Os níveis de linguagem / 17 1.1.1 O nível informal /17 1.1.2 O nível semiformal /1 7 1.1.3 O nível formal/18

Leia mais

Acentuação. É importante saber as regras da acentuação gráfica? Compare: o jornal publicara o artigo o jornal publicará o artigo

Acentuação. É importante saber as regras da acentuação gráfica? Compare: o jornal publicara o artigo o jornal publicará o artigo Acentuação É importante saber as regras da acentuação gráfica? Compare: ela e a minha amiga ela é a minha amiga o jornal publicara o artigo o jornal publicará o artigo sai à rua saí à rua 1 Sílaba / vogal

Leia mais

As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso.

As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso. COMENTÁRIO QUESTÕES DE PORTUGUÊS PROFESSORA: FABYANA MUNIZ As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso. 1. (FCC)...estima-se que sejam 20 línguas. (2º parágrafo) O verbo flexionado nos mesmos

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 2º PERÍODO/2015 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 2º PERÍODO/2015 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 2º PERÍODO/2015 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA (Unidades 1 e 2) Gêneros História em quadrinhos Letra de canção Diário Notícia Conto de fadas Texto de opinião Conto

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa de Português do Ensino Básico; Metas Curriculares de Português- 1º Ciclo 1º

Leia mais

b) tônicos: possuem acentuação própria, isto é, são pronunciados com muita intensidade: lá, pá, mim, pôs, tu, lã.

b) tônicos: possuem acentuação própria, isto é, são pronunciados com muita intensidade: lá, pá, mim, pôs, tu, lã. Acentuação gráfica O português, assim como outras línguas neolatinas, apresenta acento gráfico. Toda palavra da língua portuguesa de duas ou mais sílabas possui uma sílaba tônica. Observe as sílabas tônicas

Leia mais

SONS ORAIS: P, B T, D, C, G, F, V, S, Z, CH/X, J, L, LH, R, RR e as vogais A, Ê, É, I, Ô, Ó, U

SONS ORAIS: P, B T, D, C, G, F, V, S, Z, CH/X, J, L, LH, R, RR e as vogais A, Ê, É, I, Ô, Ó, U 1 COMO PRODUZIMOS OS SONS DA FALA? Quando falamos, o ar que vem dos pulmões, passa pela laringe (garganta) onde a voz é produzida e sobe em direção à boca. Dependendo dos movimentos dos lábios, da língua,

Leia mais

3. VARIAÇÃO E NORMALIZAÇÃO LINGUÍSTICA

3. VARIAÇÃO E NORMALIZAÇÃO LINGUÍSTICA 3. VARIAÇÃO E NORMALIZAÇÃO LINGUÍSTICA Uma língua viva, apesar da unidade que a torna comum a uma nação, apresenta variedades quanto à pronúncia, à gramática e ao vocabulário. Chama-se variação linguística

Leia mais

Linguística P R O F A. L I L L I A N A L V A R E S F A C U L D A D E D E C I Ê N C I A D A I N F O R M A Ç Ã O

Linguística P R O F A. L I L L I A N A L V A R E S F A C U L D A D E D E C I Ê N C I A D A I N F O R M A Ç Ã O Linguística P R O F A. L I L L I A N A L V A R E S F A C U L D A D E D E C I Ê N C I A D A I N F O R M A Ç Ã O U N I V E R S I D A D E D E B R A S Í L I A Conceito Ciência que visa descrever ou explicar

Leia mais

Em toda palavra de duas ou mais sílabas, sempre há uma sílaba, pronunciada com maior intensidade: sílaba tônica. As outras são as sílabas átonas.

Em toda palavra de duas ou mais sílabas, sempre há uma sílaba, pronunciada com maior intensidade: sílaba tônica. As outras são as sílabas átonas. Acentuação Em toda palavra de duas ou mais sílabas, sempre há uma sílaba, pronunciada com maior intensidade: sílaba tônica. As outras são as sílabas átonas. sílaba tônica - pronunciada com maior intensidade.

Leia mais

AFONÉTICA e a FONOLOGIA estudam a articulação dos

AFONÉTICA e a FONOLOGIA estudam a articulação dos GRAMÁTICA Fonética AFONÉTICA e a FONOLOGIA estudam a articulação dos sons de uma língua. A primeira se preocupa com as variantes dos sons emitidos, estudando o modo pelo qual a fala sofre mudanças regionais

Leia mais

Cont_13V4_2015.docx pág. 1 de 6

Cont_13V4_2015.docx pág. 1 de 6 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 4º PERÍODO/2015 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA (Unidades 1, 2, 3 e 4) Gêneros História em versos História em prosa História em quadrinhos Letra de canção Conto

Leia mais

Objetivo. Letras. Análise Linguística? Em que consiste? Estruturas fonológicas da língua portuguesa. Prof a : Dr a. Leda Cecília Szabo

Objetivo. Letras. Análise Linguística? Em que consiste? Estruturas fonológicas da língua portuguesa. Prof a : Dr a. Leda Cecília Szabo Letras Prof a : Dr a. Leda Cecília Szabo Estruturas fonológicas da língua portuguesa Objetivo Entrar em contato com as características da análise fonológica. Conhecer os fonemas consonantais e vocálicos

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE TUBARÃO CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2007 RELAÇÃO DE RETIFICAÇÕES FEITAS NOS EDITAIS

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE TUBARÃO CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2007 RELAÇÃO DE RETIFICAÇÕES FEITAS NOS EDITAIS ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE TUBARÃO CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2007 RELAÇÃO DE RETIFICAÇÕES FEITAS NOS EDITAIS CONCURSO PÚBLICO N. 01/2007 ERRATA 05 Correção 01 7.12.1 - Será admitido

Leia mais

Professor Jailton www.professorjailton.com.br

Professor Jailton www.professorjailton.com.br Professor Jailton www.professorjailton.com.br Palavras terminadas em: a, e, o (seguidas ou não de s): atrás, xará, freguês, bisavós, está, já, és, só*. em, ens: também, parabéns. ditongos abertos tônicos

Leia mais

Questionário: Imagens do (Ensino) Português no Estrangeiro

Questionário: Imagens do (Ensino) Português no Estrangeiro Questionário: Imagens do (Ensino) Português no Estrangeiro Pretende se com este questionário conhecer a sua opinião sobre o (Ensino do) Português no Estrangeiro. Não existem respostas certas ou erradas.

Leia mais

Unidade I: Tecnologia- corpo, movimento e linguagem na era da informação

Unidade I: Tecnologia- corpo, movimento e linguagem na era da informação 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade I: Tecnologia- corpo, movimento e linguagem na era da informação 3 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 9.1

Leia mais

AS NOVAS REGRAS ORTOGRÁFICAS DA LÍNGUA PORTUGUESA

AS NOVAS REGRAS ORTOGRÁFICAS DA LÍNGUA PORTUGUESA AS NOVAS REGRAS ORTOGRÁFICAS DA LÍNGUA PORTUGUESA Rénan Kfuri Lopes Sumário: I- AS MUDANÇAS SÃO SIMPLES E DE FÁCIL COMPREENSÃO II- PERÍODO DE TRANSIÇÃO DAS REGRAS ORTOGRÁFICAS III- ALFABETO IV- SOMEM DA

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1.º Ciclo

Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1.º Ciclo Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1.º Ciclo PLANIFICAÇÃO ANUAL Ano Letivo 2014/2015 Português 3.º Ano DISCIPLINA DOMÍNIOS CONTEÚDOS INTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO CALENDARIZAÇÃO PORTUGUÊS Pesquisa

Leia mais

O AUXÍLIO DA FONÉTICA NO ENSINO DA LÍNGUA INGLESA

O AUXÍLIO DA FONÉTICA NO ENSINO DA LÍNGUA INGLESA O AUÍLIO DA FONÉTICA NO ENSINO DA LÍNGUA INGLESA Ana Beatriz Miranda Jorge UFCG/ beatrizjmiranda@gmail.com Bruna Melo do Nascimento UEPB/ bruna.melo.nascimento@gmail.com Isabelle Coutinho Ramos Benício

Leia mais

fonologia fonema som estudo unidade prof.serjãogomes prof.sergiogomes@gmail.com

fonologia fonema som estudo unidade prof.serjãogomes prof.sergiogomes@gmail.com fonologia som estudo fonema unidade prof.sergiogomes@gmail.com fonema = unidade de som distintiva escrita exame texto axila pronúncia e[z]ame te[s]to a[ks]ila fonemas são as unidades de som que constituem

Leia mais

Aula 6 Tema: Tecnologia: corpo, movimento e linguagem na era da informação. LÍNGUA PORTUGUESA FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA

Aula 6 Tema: Tecnologia: corpo, movimento e linguagem na era da informação. LÍNGUA PORTUGUESA FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 6 Tema: Tecnologia: corpo, movimento e linguagem na era da informação. 3 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula

Leia mais

Inglesar.com.br Aprender Inglês Sem Estudar Gramática

Inglesar.com.br Aprender Inglês Sem Estudar Gramática 1 Sumário Introdução...04 O segredo Revelado...04 Outra maneira de estudar Inglês...05 Parte 1...06 Parte 2...07 Parte 3...08 Por que NÃO estudar Gramática...09 Aprender Gramática Aprender Inglês...09

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA

LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA LÍNGUA PORTUGUESA Leitura oral de palavras e frases simples Compreensão de texto (registrar como souber) Formação de palavras (com recursos pedagógicos) Treino ortográfico (auto-ditado). MATEMÁTICA Relação

Leia mais

Escutar discursos breves para aprender e construir conhecimentos.

Escutar discursos breves para aprender e construir conhecimentos. METAS CURRICULARES 2º ANO Português Oralidade Respeitar regras da interação discursiva. Escutar discursos breves para aprender e construir conhecimentos. Produzir um discurso oral com correção. Produzir

Leia mais

FONÉTICA. qualquer unidade sonora capaz de estabelecer distinção entre palavras de uma língua.

FONÉTICA. qualquer unidade sonora capaz de estabelecer distinção entre palavras de uma língua. FONÉTICA 1. FONEMA: qualquer unidade sonora capaz de estabelecer distinção entre palavras de uma língua. 2. LETRA: representação gráfica do fonema. 3. FONEMAS E LETRAS COMPARAÇÕES 3.1. Uma palavra pode

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul NÚMERO DA VAGA: 22 MOTIVO ALEGADO PELO CANDIDATO: alternativa

Leia mais

QUESTÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA

QUESTÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA QUESTÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA TEXTO I - O Problema Ecológico (para as questões de 1 a 5) Se uma nave extraterrestre invadisse o espaço aéreo da Terra, com certeza seus tripulantes diriam que neste planeta

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 3ºANO

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 3ºANO DIREÇÃO DE SERVIÇOS DA REGIÃO ALGARVE Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas (Sede: Escola Secundária José Belchior Viegas) PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 3ºANO METAS Domínios/ Conteúdos

Leia mais

Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA

Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA Aluno (a): Série: 3ª TUTORIAL 3B Ensino Médio Data: Turma: Equipe de Língua Portuguesa Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA TERMOS INTEGRANTES = completam o sentido de determinados verbos e nomes. São

Leia mais

Conteúdos Programáticos Bolsão 2016. Centro Educacional Apogeu ENSINO FUNDAMENTAL I. Conteúdo para ingresso no 2 o ano

Conteúdos Programáticos Bolsão 2016. Centro Educacional Apogeu ENSINO FUNDAMENTAL I. Conteúdo para ingresso no 2 o ano Conteúdos Programáticos Bolsão 2016 Centro Educacional Apogeu ENSINO FUNDAMENTAL I Conteúdo para ingresso no 2 o ano LÍNGUA PORTUGUESA: Alfabeto (maiúsculo e minúsculo); vogal e consoante; separação silábica;

Leia mais

Avaliação 1 o Bimestre

Avaliação 1 o Bimestre Avaliação 1 o Bimestre NOME: N º : CLASSE: Na primeira unidade você leu uma letra de música do grupo Skank sobre a grande emoção que o futebol desperta na maioria dos brasileiros. Na segunda, você leu

Leia mais

/z/ depois [+vozeado] Além disso As crianças generalizam automaticamente com base em traços elas não aprendem primeiro de uma base fonema por fonema

/z/ depois [+vozeado] Além disso As crianças generalizam automaticamente com base em traços elas não aprendem primeiro de uma base fonema por fonema Fonética e Fonologia 24.900: Introdução à Linguagem anotações das aulas: semana de 04 de Março de 2002 Conjunto de Problemas # 4: Para Segunda-feira, 11/03/02 Apostila sobre o principal para a identificação

Leia mais

Conta-me Histórias. Lê atentamente o texto que se segue.

Conta-me Histórias. Lê atentamente o texto que se segue. Prova de Língua Portuguesa 5.º Ano de escolaridade Ano letivo 2013 / 2014-1.ª Chamada Ano lectivo 2012 / 2013 Lê atentamente o texto que se segue. Conta-me Histórias Quando eu era pequena, os campos estavam

Leia mais

2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO 3.º ANO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES DE MAGALHÃES

2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO 3.º ANO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES DE MAGALHÃES 2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES DE MAGALHÃES Disciplina: PORTUGUÊS Agrupamento de Escolas Pedro Jacques de Magalhães CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO - Ano

Leia mais

A NASALIZAÇÃO VOCÁLICA NA AQUISIÇÃO DO ITALIANO COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA POR FALANTES DO PORTUGUÊS BRASILEIRO

A NASALIZAÇÃO VOCÁLICA NA AQUISIÇÃO DO ITALIANO COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA POR FALANTES DO PORTUGUÊS BRASILEIRO A NASALIZAÇÃO VOCÁLICA NA AQUISIÇÃO DO ITALIANO COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA POR FALANTES DO PORTUGUÊS BRASILEIRO GHISLANDI, Indianara; OENNING, Micheli email: michelioenning@yahoo.com.br Universidade Estadual

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Professor Bernardo Augusto. Fonética e Fonologia

LÍNGUA PORTUGUESA. Professor Bernardo Augusto. Fonética e Fonologia LÍNGUA PORTUGUESA Professor Bernardo Augusto Fonética e Fonologia Fonética articulatória é um dos principais ramos da FONÉTICA, que é a ciência responsável pelo estudo dos sons utilizados na linguagem

Leia mais

- 1º ano. História: - Eu, criança; - Todos temos nomes; - O tempo passa (Nem todos os dias são iguais). Páginas: 06 até 18

- 1º ano. História: - Eu, criança; - Todos temos nomes; - O tempo passa (Nem todos os dias são iguais). Páginas: 06 até 18 - 1º ano Língua Portuguesa: - Alfabeto; - Vogais; - Famílias silábicas: BA, BE, BI, BO, BU; // CA, CO, CU; // DA, DE, DI, DO, DU; // FA, FE, FI, FO, FU; // GA, GO, GU; // HA, HE, HI, HO, HU; // JA, JE,

Leia mais

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa 01. Alternativa (E) Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa Alternativa que contém palavras grafadas de acordo com o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa - VOLP 02. Alternativa

Leia mais

PRIMEIRA AULA DE GRAMÁTICA-INTERNET. Professora: Sandra Franco

PRIMEIRA AULA DE GRAMÁTICA-INTERNET. Professora: Sandra Franco PRIMEIRA AULA DE GRAMÁTICA-INTERNET Professora: Sandra Franco Estudo da Gramática. Sujeito. I. Introdução ao estudo de Gramática. II. Sintaxe e termos da oração. III. Estudo do Sujeito. IV. Recomendações

Leia mais

Roteiro de Recuperação Paralela Gramática/texto

Roteiro de Recuperação Paralela Gramática/texto Roteiro de Recuperação Paralela Gramática/texto Professora da Disciplina: Maria Inez Data: /09/14 2º TRIMESTRE Aluno (a): Nº: Ano: 6º Ensino Fundamental Período: Matutino O processo de recuperação começa

Leia mais

DISCIPLINA: CIÊNCIAS DATA DA REALIZAÇÃO: 23/11/2015. Montando um folheto educativo

DISCIPLINA: CIÊNCIAS DATA DA REALIZAÇÃO: 23/11/2015. Montando um folheto educativo FICHA DA SEMANA 1. Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue a professora no dia seguinte; 2. As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno, de acordo com a disciplina

Leia mais

Conteúdo Programático 5º ano Ensino Fundamental I LÍNGUA PORTUGUESA 1º PERÍODO 2º PERÍODO. LIVRO: PORTUGUÊS - SM ( Textos / Produção de textos)

Conteúdo Programático 5º ano Ensino Fundamental I LÍNGUA PORTUGUESA 1º PERÍODO 2º PERÍODO. LIVRO: PORTUGUÊS - SM ( Textos / Produção de textos) Conteúdo Programático 5º ano Ensino Fundamental I LÍNGUA PORTUGUESA LIVRO: PORTUGUÊS - SM ( Textos / Produção de textos) 1º PERÍODO UNIDADE 1 O DESEJO HUMANO DE EXPLORAR I. EM ALTO-MAR Estamos em alto-mar...

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO Questão : 08 19 25 A questão 08 do código 07, que corresponde à questão 19 do código 08 e à questão 25 do código 09 Assinale a alternativa incorreta em relação à regência nominal. a) São poucos os cargos

Leia mais

FACCAT FACULDADES INTEGRADAS DE TAQUARA Nomes: Ana Carvalho, Tairini, Ellen, Tâmiris, Cássia, Cátia Weber. Professor: Zenar Schein Data:

FACCAT FACULDADES INTEGRADAS DE TAQUARA Nomes: Ana Carvalho, Tairini, Ellen, Tâmiris, Cássia, Cátia Weber. Professor: Zenar Schein Data: FACCAT FACULDADES INTEGRADAS DE TAQUARA Nomes: Ana Carvalho, Tairini, Ellen, Tâmiris, Cássia, Cátia Weber. Professor: Zenar Schein Data: Listagem Conteúdos: 6º ano ensino fundamental Morfologia Fonética

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO

CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO COLÉGIO ARNALDO 2015 CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA Aluno (a): Turma: 2º Ano Professora: Data de entrega: Valor: 20 pontos CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Leitura e interpretação de textos

Leia mais

Síntese da Planificação da Disciplina de Português - 5 º Ano

Síntese da Planificação da Disciplina de Português - 5 º Ano Síntese da Planificação da Disciplina de Português - 5 º Ano Dias de aulas previstos Período 2.ª 3.ª 4.ª 5.ª 6.ª 1.º período 13 13 13 12 13 2.º período 9 9 9 11 11 3.º período 9 11 10 10 11 (As Aulas previstas

Leia mais

48 QUESTÕES E RESPOSTA DISCUTIDAS A PARTIR DO LIVRO LÍNGUA DE EULÁLIA. BAGNO, Marcos. A língua de Eulália novela sociolinguística. Ed. Contexto, 1998.

48 QUESTÕES E RESPOSTA DISCUTIDAS A PARTIR DO LIVRO LÍNGUA DE EULÁLIA. BAGNO, Marcos. A língua de Eulália novela sociolinguística. Ed. Contexto, 1998. 48 QUESTÕES E RESPOSTA DISCUTIDAS A PARTIR DO LIVRO LÍNGUA DE EULÁLIA BAGNO, Marcos. A língua de Eulália novela sociolinguística. Ed. Contexto, 1998. 1) Comentar a citação inicial de William Labov. R:

Leia mais

CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTOS: CONCORDÂNCIA NOMINAL / CONCORDÂNCIA VERBAL SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA

CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTOS: CONCORDÂNCIA NOMINAL / CONCORDÂNCIA VERBAL SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTOS: CONCORDÂNCIA NOMINAL / CONCORDÂNCIA VERBAL SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA PRIMEIRA PARTE: CONCORDÂNCIA NOMINAL I. Regra Geral II. Casos Particulares I) Regra Geral: Exemplo:

Leia mais

O objeto direto preposicionado pode ocorrer quando: Estiver representando nomes próprios. Ex.: Sempre quis viajar a Fernando de Noronha.

O objeto direto preposicionado pode ocorrer quando: Estiver representando nomes próprios. Ex.: Sempre quis viajar a Fernando de Noronha. Em alguns casos, o objeto direto pode ser introduzido por preposição: é o chamado objeto direto preposicionado. Nesses casos, o verbo é sempre transitivo direto, e seu complemento é, obviamente, um objeto

Leia mais

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos Pessoais Do caso reto Oblíquo Possessivos Demonstrativos Relativos Indefinidos Interrogativos Os pronomes is indicam diretamente as s do discurso. Quem fala ou escreve, assume os pronomes eu ou nós, emprega

Leia mais

Texto 1 O FUTEBOL E A MATEMÁTICA Modelo matemático prevê gols no futebol Moacyr Scliar

Texto 1 O FUTEBOL E A MATEMÁTICA Modelo matemático prevê gols no futebol Moacyr Scliar PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - LÍNGUA PORTUGUESA - 5 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== Texto 1 O FUTEBOL E A MATEMÁTICA

Leia mais