BRIGADA DE SUPERCIENTISTAS Para combater o fim do mundo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BRIGADA DE SUPERCIENTISTAS Para combater o fim do mundo"

Transcrição

1 Edição #134 Oásis BRIGADA DE SUPERCIENTISTAS Para combater o fim do mundo NEUROSSEXISMO O cérebro é masculino ou feminino? LÍNGUAS EM EXTINÇÃO Quantos idiomas antigos ainda são falados? O MUSEU DE VOCÊ Histórias de cada um de nós

2 por Luis Pellegrini O fim do mundo não é um roteiro de cinema, adverte o astrônomo inglês Lord Rees. E o final feliz, diferente do que acontece nos filmes, depende dos espectadores. De todos nós. Editor Um grupo de cientistas do quilate do astrofísico Stephen Hawking e do astrônomo inglês Lord Rees criaram uma instituição em Cambridge, na Inglaterra, para estudar os diferentes riscos de extinção que corre a vida sobre o planeta Terra inclusive a extinção da nossa própria espécie. Parece prólogo de livro de ficção científica, mas é pura verdade. Essa elite das cabeças pensantes contemporâneas passou as duas primeiras semanas de setembro discutindo, para chegar a algumas conclusões. Elas estão descritas na nossa matéria de capa Brigada de supercientistas para combater o fim do mundo. Alguns desses riscos, como veremos, devem-se à possibilidade de catástrofes naturais como, por exemplo, o choque de um meteorito gigante com a Terra. Mas a maioria dos demais riscos deve-se à ação muitas vezes deletéria da mão do homem sobre o planeta. Uma das maiores ameaças parece ser o oásis. Editorial 2/30

3 por Luis Pellegrini Editor desenvolvimento desmesurado da própria tecnologia. Graças ao nível que alcançamos na produção da inteligência artificial, hoje, computadores e todo o séquito de funções de que são capazes podem assumir o controle do mundo e, em seguida, decidir o extermínio dos humanos. O cineasta Stanley Kubrick já tinha imaginado uma situação do gênero em seu filme 2001 Odisseia no Espaço, mas as coisas agora poderiam acontecer em escala muito maior. Exagerado? Não, a possibilidade é real, sobretudo quando se sabe que entidades puramente matemáticas como os algoritmos decidem milhões de transações financeiras a cada segundo. oásis. Editorial 3/30

4 hipótese BRIGADA DE SUPERCIENTISTAS Para combater o fim do mundo oásis. hipótese 4/30

5 Por: Equipe Oásis R Muitos cientistas estão convencidos de que o desenvolvimento da tecnologia humana poderá em breve apresentar novos riscos de extinção, tanto para a espécie humana quanto para a totalidade do planeta eunidos numa associação cujo nome parece o título de um romance de ficção científica o Cambridge Centre for the Study of Existential Risk (http://cser.org/), Centro Cambridge para o estudo do risco existencial o astrofísico Stephen Hawking, o astrônomo Martin Rees, o filósofo Huw Price e vários outros acadêmicos de mente brilhante e reconhecida fama internacional compilaram neste mês de setembro uma lista dos perigos que podem destruir o globo terrestre ou, pelo menos, os seus habitantes. Desse encontro surgiram algumas propostas de soluções que, implementadas, seriam capazes de evitá-los. As preocupações desses grandes cientistas não são anódinas e muito menos destituídas de fundamento. O fim do mundo é uma hipótese real, sobretudo no que diz respeito ao fim da espécie humana sobre a Terra. Vários são os fatores que podem conduzir a esse apocalipse. A lista começa com a inteligência artificial. Computadores e todo o séquito de funções de que são capazes atingiram hoje um nível tecnológico tão sofisticado a ponto de poder assumir o controle do mundo e, em seguida, decidir o extermínio dos humanos. O cineasta Stanley Kubrick já tinha imaginado uma situação do gênero em seu filme 2001 Odisseia no Espaço, mas as coisas agora poderiam acontecer em escala muito maior. Exagerado? Não, a possibilidade é real, sobretudo quando se sabe que entidades puramente matemáticas como os algoritmos decidem milhões de transações financeiras a cada segundo. oásis. hipótese 5/30

6 A seguir, na lista, estão os ataques cibernéticos, uma onda de atentados terroristas digitais capazes de embaralhar absolutamente tudo, do fornecimento de energia às comunicações, dos transportes às redes de computadores. Logo depois a lista das ameaças cita-se o risco de uma infecção bacteriológica mundial, uma peste criada em laboratório que vá parar nas mãos de um louco niilista, um ditador sanguinário ou os comandantes de uma guerra civil fratricida. Há também a possibilidade de uma pandemia, o surgimento de um vírus resistente a todo antibiótico que nenhuma vacina poderá curar. convencional se combatida com a devida intensidade. Vivemos num mundo cada vez mais interconectado, cada vez mais tecnológico e dependente da web, afirma lord Rees, ex-presidente da Royal Society e um dos promotores do encontro. A nós ocidentais o mundo atual pode parecer mais seguro do que jamais foi no passado, mas a verdade é que nosso mundo é muito mais vulnerável agora do que parece. E já que os líderes políticos estão concentrados apenas nos problemas de curto prazo, é necessário que alguém sugira à opinião pública internacional quais são os perigos mais realistas e com Outras ameaças para a humanidade aventadas nesse encontro de cientistas do Centro Cambridge: uma sabotagem da cadeia alimentar; condições atmosféricas extremas provocadas pelas mudanças climáticas, com consequentes inundações, furacões, terremotos; um ou mais asteroides que se chocam com a Terra; para encerrar, a sempre presente hipótese da guerra termonuclear, ou química, ou até mesmo oásis. hipótese 6/30

7 Elenco dos atores do apocalipse A tecnologia inteligente Uma rede de computadores poderia se tornar uma mente e utilizar seus recursos para atingir os seus próprios objetivos, às custas das necessidades humanas. Os cyber ataques As redes de energia, o controle do tráfego aéreo e das comunicações estão hoje sob o comando de sistemas de computadores interconectados. Se esses networks forem destruídos pela ação de terroristas, isso representaria o colapso da nossa sociedade. O astrônomo Lord Rees quais meios seria possível impedi-los. O bioterrorismo Um super vírus criado pelo homem ou uma bactéria escapada de um laboratório ou liberada por terroristas poderia causar a morte de milhões de pessoas. Os cientistas do grupo de Cambridge não são, no entanto, pessimistas: permanecem otimistas, apesar de tudo, convencidos de que o homem dispõe de recursos para sobreviver e enfrentar qualquer ameaça. Mas ao mesmo tempo advertem que os riscos mais graves, para o nosso planeta, hoje não provêm do cosmos ou da natureza, mas sim da ação do próprio homem. O fim do mundo não é um roteiro de cinema, adverte o astrônomo Rees. E o final feliz, diferente do que acontece nos filmes, depende dos espectadores. De todos nós. oásis. hipótese O astrofísico Stephen Hawking 7/30

8 O choque de um meteorito gigante com a Terra poderia causar uma nova extinção em massa, eliminando inclusive a nossa espécie 8/30

9 O tema do fim do mundo é usado por artistas de todas as épocas A falta de alimento Graças às mega redes de distribuição, muitas nações ocidentais possuem reservas de comida suficientes para 48 horas. Qualquer interrupção nos fornecimentos causaria revoltas populares e aquisições maciças ditadas pelo pânico. O asteroide O impacto de um grande asteroide com a Terra destruiria a espécie humana. Isso já ocorreu no passado remoto, causando, como tudo leva a crer, a extinção dos dinossauros. O clima Visto que a temperatura média da Terra continua subindo, poderemos chegar nas próximas décadas a um ponto crítico no qual os desastres naturais sofreriam uma piora irreversível. As pandemias Devido às viagens internacionais, um novo vírus assassino, surgido a partir de mutações genéticas de vírus animais, poderia se difundir em todo o mundo em poucos dias. A guerra O aumento das populações, sobretudo nos países pobres e nos em via de desenvolvimento, poderão esgotar as reservas de comida e de água potável. Para se apoderar dos bens necessários, muitas guerras poderiam ser desencadeadas. O apocalipse nuclear No caso do emprego da bomba atômica por um país, poderia ser desencadeado um conflito mundial. Ogivas nucleares poderiam cair nas mãos de terroristas. oásis. hipótese 9/30

10 Um vírus ou bactéria letal,resistentes a todo medicamento e produzidos pelo homem, poderiam escapar do laboratório e matar milhões de pessoas 10/30

11 NEUROSSEXISMO O cérebro é masculino ou feminino? comportamento oásis. comportamento 11/30

12 P A neurocientista Cordelia Fine mostra que muitos estudos a respeito das diferenças dos cérebros de homens e mulheres podem ter sido mal interpretados para justificar um condicionamento sociocultural muito antigo Por: Maíra Lie Chao Fonte revista Planeta ara muitas pessoas, homens e mulheres são diferentes, e não só fisicamente. Estudos recentes, popularizados por incontáveis livros, jornais e revistas, difundiram a imagem de que elas são, por características cerebrais, mais sensíveis e empáticas, enquanto eles, mais racionais, exibem superioridade nas ciências exatas. A neurocientista australiana Cordelia Fine, no entanto, critica o uso da ciência para justificar essa visão. De acordo com ela, esses estudos que comprovam a diferença de gênero contêm falhas metodológicas e interpretações equivocadas que a levaram a criar um neologismo: neurossexismo, ou o conjunto de situações em que a neurociência é (mal) utilizada para justificar estereótipos de gênero. Cordelia publicou o livro Delusions of Gender: The Real Science Behind Sex Differences (Ilusões de Gênero A Verdadeira Ciência por Trás da Diferença Sexual, em tradução livre), no qual faz um alerta sobre como a neurociência pode se transformar em neuro-sem-sentido quando não possui rigor metodológico ou é mal interpretada. Uso o termo neurossexismo para me referir a situações em que as pessoas superinterpretam, interpretam mal ou até constroem a neurociência como forma de disfarçar os estereótipos de gênero, afirma. Homens e mulheres não são assim tão diferentes Cordelia explica no livro que queria tornar a ciência real sobre a diferença de gênero acessível e mostrar que é muito mais complicada e interessante do que somos induzidos a pensar. Ela deseja acabar com a crença, estimulada por best-sellers oásis. comportamento 12/30

13 A neurocientista australiana Cordelia Fine Delusions of Gender, livro de Cordelia Fine, ainda não traduzido no Brasil como Homens São de Marte, Mulheres São de Vênus, do escritor norteamericano John Gray, de que é inútil esperar por uma igualdade de gênero, porque a ciência apontou diferenças inatas entre os sexos. Se o livro também incentivar um debate sobre como melhorar a produção científica e a transmissão de informação sobre o assunto, então, estarei muito contente, declara. O ponto central abordado por Cordelia é o uso equivocado da neurociência para justificar a questão de gênero. Por se referirem a um campo novo, as pesquisas neurocientíficas precisam ser mais bem estudadas. Certamente, há diferença sexual de cognição e comportamento, mas o que é interessante é que ela pode aumentar, diminuir, desaparecer e mesmo ser revertida, dependendo do contexto social, ou do país, ou do período histórico, avalia. A neurocientista critica diversos estudos muito populares que oferecem respaldo ao neurossexismo. Eles surgiram, em parte, como uma reação à ênfase que os psicólogos deram à importância do meio no desenvolvimento das habilidades e da personalidade durante os anos 1970 e o início da década de A resposta científica resultou, então, num peso exagerado para a influência dos genes e das habilidades herdadas. Um desses estudos é sobre como os hormônios influenciam no comportamento e, em contato com o feto, podem determinar sua estrutura cerebral e, consequentemente, seu padrão comportamental. A médica norte-americana Louann Brizendine, autora do best-seller Como as Mulheres Pensam, defende, por exemplo, que a testosterona que interage com o feto masculino por volta da oitava semana de gestação responde pelo desenvolvimento e pela inibição de algumas áreas do cérebro, como as relacionadas à agressividade e à comunicação, que dão aos homens habilidades matemáticas com as quais nos habituamos a associá-los. Cordelia retruca, porém, assinalando que o comporta oásis. comportamento 13/30

14 mens, como o jornalismo esportivo. O ambiente pode levar a mudanças hormonais mento característico e a diferença de sexo têm muito mais a ver com a socialização das crianças do que com a testosterona fetal. Segundo ela, os métodos de medição hormonal durante a gestação ainda não são exatos. Além disso, se houvesse habilidades inatas de homens e mulheres derivadas da estrutura cerebral, isso implicaria indivíduos seguindo carreiras de acordo com essa aptidão natural. No entanto, hoje há mulheres na área de exatas e em outros campos antes exclusivos dos ho- Certamente, os hormônios influenciam nosso comportamento, mas o comportamento também influencia os hormônios, afirma Cordelia. Para ela, embora estejamos habituados a achar que, por conta dos hormônios, é natural que os homens sejam menos ligados à vida doméstica, o estímulo do ambiente pode levar a mudanças hormonais. [Em seu estudo, a psicóloga norteamericana] Francine Deutsch descobriu que pais que dividem as tarefas igualmente com as esposas desenvolveram um tipo de proximidade com os filhos que normalmente associamos às mães, escreve a neurocientista. Assim, as funções inatas de homens e mulheres podem não ser tão instintivas quanto se pensava. É a vivência social que acaba nos fazendo crer que há funções específicas para cada sexo. Acho que há uma explicação plausível para o aparecimento da ideia de diferenças sexuais inatas, afirma Cordelia. Psicólogos sociais mostraram que somos motivados psicologicamente a pensar que nossa estrutura social é justa, natural e inevitável. No quesito empatia, por exemplo, ela ressalta que os dois sexos conseguem ter oásis. comportamento 14/30

15 é limitado. Logo, a baixa amostragem pode levar a resultados duvidosos, já que pequenas variáveis, como cafeína e taxa respiratória, podem alterar a imagem, sem que tenham algum efeito significativo no comportamento. Diferença sexual na ativação cerebral o mesmo desempenho mas, quando uma mulher é lembrada que, como as demais mulheres, deveria ser boa nessa característica, ela tem performance melhor que a dos homens. A vulnerabilidade das neuroimagens Um tipo de estudo que merece atenção especial de Cordelia no livro é o que usa neuroimagens, como ressonância magnética funcional (fmri, em inglês) e tomografia por emissão de pósitrons (PET, em inglês). Segundo a neurocientista, o atual entusiasmo com as pesquisas baseadas nesse recurso pode levar a descobertas superficiais sobre diferença de sexo. Cordelia argumenta que, por esses exames de imagem cerebral serem muito caros, o número de participantes A cientista australiana observa ainda que, pelo fato de a neurociência ser uma área nova, seu uso gera controvérsias. Muitos especialistas defendem que a análise estatística baseada nessas imagens deve ser feita com mais rigor. Segundo eles, muitos estudos recentes sobre diferença sexual na ativação cerebral não possuem, por exemplo, um dado estatístico relevante, ou podem mudar, dependendo do método de análise. Por essas razões, é essencial não apostar muito em um único estudo que aponte diferenças sexuais, mas tentar encontrar um padrão consistente, analisa Cordelia. Um estudo feito pela equipe da neurocientista holandesa Iris Sommer exemplifica a existência de pesquisas equivocadas nessa área. A equipe revisou duas vezes todos os estudos sobre lateralização da linguagem (quando uma parte do cérebro é mais desenvolvida em razão de hormônios e, por isso, o indivíduo tem mais ou menos habilidades verbais) que usavam fmri. A primeira avaliação, de 2004, considerou cerca de 800 participantes; a segunda, de 2008, incluiu mais 2 mil voluntários. Em ambas, os cientistas não encontraram nenhuma diferença sexual significativa na lateralização funcional para a linguagem. Os pesquisadores também observaram que os estudos que mostravam as oásis. comportamento 15/30

16 diferenças sexuais tinham menos participantes. Um estudo feito por Janet Shibley Hyde, professora de psicologia da Universidade de Wisconsin- Madison (EUA), constatou, por meio de meta análises de outras 46 pesquisas, que 78% das diferenças entre os gêneros são muito pequenas ou inexistentes. Ou seja: meninas podem se sair tão bem na área de exatas quanto os meninos. Outra evidência disso é um estudo da norte- -americana Giordana Grossi, da Universidade Estadual de Nova York (EUA), que mostra que, dependendo do país e da cultura social, garotas podem obter resultados tão altos quanto os garotos em testes matemáticos. Alunas da Finlândia tiraram notas maiores do que seus colegas do sexo masculino e do que os alunos norte- -americanos que superaram suas conterrâneas. Questão de gênero e educação Um dos motivos pelos quais Cordelia se preocupa com a divulgação de estudos neurocientíficos sobre diferença sexual é o uso destes na área pedagógica. Tenho objeção a meninos e meninas serem ensinados de forma diferente porque os estereótipos de gênero estão disfarçados de neurociência, declara. A autora exemplifica que há escolas mistas com educação paralela em alguns anos do período escolar. Durante essa fase de separação de classes em masculinas e femininas, os jovens são ensinados de forma diferente. Por exemplo, o ensino de matemática para meninos é feito com base em atividades práticas, como desenho e exercícios. Já nas classes femininas, o professor é orientado a discutir a matéria por cerca de dez minutos no início da aula, fazendo uma analogia dos eixos horizontal e vertical de um plano cartesiano com uma relação entre duas pessoas. Para a neurocientista australiana, é fundamental aumentar o rigor das pesquisas sobre diferença sexual no cérebro. Nesse aspecto, ela argumenta que tanto cientistas quanto autores não especializados na área devem trabalhar em conjunto para que a ideia errada não seja passada ao público. Jornalistas e editores que trabalham com mídia popular precisam estar conscientes da necessidade de apurar as declarações; e os cientistas têm a obrigação moral de ajudá-los, afirma. Os neurocientistas também devem estar cientes de que suas informações sobre diferença de gênero influenciam seu trabalho e o de colegas. O neurossexismo afeta atitudes sociais de um modo prejudicial, e não devemos fazer pouco-caso disso. Cérebro feminino de antes Desde 1915, acreditava-se que as diferenças físicas do formato e da estrutura do cérebro das mulheres poderiam ter influência em seu comportamento. Naquele ano, o neurologista norte-americano Charles L. Dana utilizou essa crença como argumento para dizer que as mulheres não tinham como especialidade a área política e judicial, em seu artigo sobre direito de voto feminino no jornal The New York Times. oásis. comportamento 16/30

17 cultura LÍNGUAS EM EXTINÇÃO Quantos idiomas antigos ainda são falados? oásis. cultura 17/30

18 A ameaça de extinção, hoje, não paira apenas sobre a maioria das espécies animais e vegetais que vivem em nosso planeta. A humanidade enfrenta também outra forma de extinção em massa: a das línguas Por: Equipe Oásis Aameaça de extinção, hoje, não paira apenas sobre a maioria das espécies animais e vegetais que vivem em nosso planeta. A humanidade enfrenta também outra forma de extinção em massa: a das línguas. Centenas, milhares de sistemas linguísticos estão desaparecendo num ritmo sem precedentes. Quando uma língua morre, com ela morre também uma visão de mundo absolutamente única. Com a língua que se vai perdemos uma enorme herança cultural; o entendimento de como um grupo específico de seres humanos se relaciona com o mundo a seu redor; conhecimentos médicos e botânicos e zoológicos; e, ainda mais importante, perdemos a expressão do humor, do amor e da vida como a viam e entendiam essas pessoas. Em resumo, perdemos o testemunho de séculos, de milênios de vida. Línguas são entidades vivas em constante fluxo, e sua extinção não é coisa de agora; no entanto, o ritmo no qual as línguas estão desaparecendo é alarmante. Metade das cerca de 7 mil línguas do mundo correm sério risco de desaparecer no decorrer dos próximos 100 anos. O risco é realmente importante, sobretudo para as línguas antigas que sobreviveram até os nossos dias. Da grande família afro-asiática, por exemplo, o aramaico, a língua falada por Jesus, de tronco semítico da mesma forma que o hebraico, ainda é usado em algumas aldeias da Síria. Uma delas é Maaloula, um pequeno povoado sobre os montes Al Qalamoun, nos arredores de Damasco. oásis. cultura 18/30

19 A cidadezinha de Maalula, na Síria, onde a população cristã ainda fala aramaico, a lingua de Jesus Por seu lado, o ladino antigo língua das comunidades de judeus marranos no sul da Europa -, que deriva diretamente do latim, ainda é falado por pequenos grupos nos vales dos Alpes centrais e orientais da Suíça e do Trentino-Alto Ádige, na Itália. Outra variante dessa língua, o ladino oriental, está hoje identificada com o friulano, a célebre língua poética do nordeste da Itália usada por Pier Paolo Pasolini em sua obra literária. O basco, falado no nordeste da Espanha, corre um risco um pouco menor graças ao nacionalismo do povo basco que defende sua língua e suas tradições com unhas e dentes. Nem todos sabem, no entanto, Ali, no mosteiro cristão de São Jorge, o Pai Nosso e certos trechos litúrgicos ainda são recitados em aramaico. O egípcio antigo ainda é usado como língua litúrgica pela igreja copta. Dentre as línguas célticas de matriz indo-europeia, a mais antiga é o galês, falado na Irlanda e também em certas comunidades nos Estados Unidos graças à maciça imigração europeia. Nesta igreja copta do Cairo, no Egito, os ritos ainda são celebrados em egípcio antigo Do ladino ao basco oásis. cultura 19/30

20 Judeu turco de fala ladina, uma língua ameaçada O fortalecimento dessas línguas fortes em alguns países enfraquece paulatinamente os próprios idiomas locais. Este é o caso, por exemplo, das Filipinas, país onde o inglês vem paulatinamente substituindo os dialetos filipinos. A maior concentração de línguas faladas encontra-se nas zonas do planeta onde é maior a biodiversidade (variedade de animais, plantas e ambientes). Nas florestas pluviais tropicais, que hoje ocupam apenas 7% da superfície terrestre, estão 36% dos grupos etnolinguísticos do mundo. que o basco é a língua mais velha da Europa, precedente às línguas indo-europeias e muito próxima dos dialetos berberes do Norte da África e também das línguas caucásicas. Hoje, as línguas mais faladas no mundo são o chinês mandarim, inglês, espanhol, português, híndi/ urdu, russo, árabe, bengali, indonésio e japonês. A cultura da globalização tende cada vez mais a fortalecer as grandes línguas, como o inglês hoje considerado uma espécie de língua-franca mundial. Avaliando-se a situação dos últimos decênios, sobretudo a evolução da cultura da globalização, calcula-se que até o final do século 21 estarão extintas entre 50 e 90% das línguas atualmente faladas. Os árabes falam todos a mesma língua? Não, os árabes falam muitos dialetos diversos. Mas escrevem e oram na mesma língua, o árabe clássico ou literário. Isso acontece porque o árabe, como outras línguas do mundo, possui várias formas, en oásis. cultura 20/30

21 Página do Novo Testamento em aramaixo pronúncia e, em muitos casos, também os vocábulos). Uma exceção é o dialeto egípcio, que se tornou familiar a todos os árabes graças aos filmes e aos seriados televisivos produzidos no Egito e exportados tre elas a forma literária e a forma oral. O árabe literário é a língua oficial, com uma prosa substancialmente igual à do Alcorão (livro sagrado dos muçulmanos, escrito no século 7 da nossa era). É usado para as orações e demais ritos religiosos, os discursos oficiais, nos telejornais e para escrever. Não é falado no dia-a-dia, mas é estudado nas escolas de todos os 22 países da Liga Árabe (Argélia, Arábia Saudita, Bahrein, Ilhas Comores, Egito, Emirados Árabes, Jordânia, Djibuti, Iraque, Kuwait, Líbano, Líbia, Marrocos, Mauritânia, Omã, Palestina, Qatar, Síria, Somália, Sudão, Tunísia e Iêmen). No dia-a-dia, para conversar, os árabes usam as línguas locais, dialetos que são diferentes de uma nação para outra e pouco compreensíveis para além dos limites dentro dos quais são utilizados (muda a Monges do cristianismo copta. Muitos ainda celebram os ritos em lingua egípcia antiga para todo o mundo árabe. Preocupadas com a séria ameaça de extinção das línguas, algumas mega entidades que atuam em âmbito mundial, como a Unesco, e empresas como o Google, desencadearam ações para a salvaguarda do nosso patrimônio linguístico. O Google lançou em 2012 um projeto que pretende oásis. cultura 21/30

22 Placa rodoviária com texto em galês e em inglês No site criado pela gigante informática (http:// é possível explorar as línguas ameaçadas, filtrar a busca pelo risco de desaparecimento, local ou quantidade de falantes. As informações foram fornecidas pela Universidade do Havaí, em Manoa, e pelo Instituto de línguas e Tecnologia da Informação (The Linguist List) na Universidade Oriental de Michigan. Vídeo: Lançamento do Projeto Idiomas em Risco) O alfabeto galês e fonemas equivalentes em inglês documentar mais de 3 mil línguas ameaçadas de extinção, em uma tentativa de preservar idiomas. No site do projeto Idiomas em Risco, falantes das línguas ameaçadas ou pesquisadores podem trabalhar na preservação desses idiomas, documentando em texto, áudio e vídeo informações sobre a linguagem. Quando o último falante de uma língua morre, perdemos séculos de conhecimento e tradições que ajudaram a formar quem somos, afirma a companhia. Para o Google, a preservação de uma língua está ligada à preservação da identidade cultural, dos valores e da tradição de uma comunidade. oásis. cultura 6/6

23 O MUSEU DE VOCÊ Histórias de cada um de nós memória oásis. memória 23/30

24 Em uma palestra comovente, o designer Jake Barton mostra e comenta algumas instalações destinadas a fixar memórias pessoais e também a de fatos importantes. Mostra também outros projetos que visam transformar o observador em participante ativo da exposição Vídeo: TED Ideas Worth Spreading Tradução: Vivian Polikar. Revisão: Gustavo Rocha Desenhista e contador de histórias, Jake Barton é o diretor de mídia da Local Projects, empresa de design em Nova York. Ele é o criador de várias exposições interativas e digitais. Desde 2006, Barton e sua equipe trabalham na criação de media design para o Memorial e Museu 11 de Setembro. Recentemente, a Local Projects foi premiada no concurso National Design Award winner for Interaction Design. Em 2011 já fora premiada como a segunda empresa mais inovadora pelo Fast Company magazine. m terço do mundo pode ver em tempo real o World Trade Center ruir em 11 de setembro de 2001; outro terço ouviu notícias sobre o ocorrido em 24 horas. Você lembra onde você estava quando esse atentado ocorreu? Exposições Museu e Memorial 11 de Setembro, prestes a inaugurar, irão refletir sobre a diversidade de experiências Uao redor do mundo, naquele dia. oásis. memória 24/30

25 Tradução integral da conferencia de Jake Barton no TED oásis. memória 25/30

26 Tradução integral da conferencia de Jake Barton no TED Esse é Charley Williams. Ele tinha 94 anos quando essa fotografia foi tirada. Na década de 30, Roosevelt fez com que milhares e milhares de americanos voltassem a trabalhar, através da construção de obras de infraestrutura, pontes e túneis. Mas ele também fez algo interessante, que foi contratar algumas centenas de escritores para vasculhar a América e registrar a história dos americanos comuns. Charley Williams, um pobre arrendatário, não seria, normalmente, o objeto de uma grande entrevista. Mas Charley foi um escravo até os seus 22 anos. E as histórias da sua vida são um dos carros-chefes de histórias das experiências humanas de ex-escravos. Anna Deavere Smith disse que há uma literatura dentro de cada um de nós e, três gerações depois, eu era parte de um projeto chamado StoryCorps, criado para capturar a história dos americanos comuns, através de uma cabine pública a prova de som. A ideia é muito, muito simples. Você entre numa dessas cabines, entrevista sua avó ou outro parente. Você ganha uma cópia da entrevista e a entrevista vai para a Biblioteca do Congresso. É, basicamente, uma forma de criar um arquivo oral nacional de histórias com uma conversa por vez. E a questão é: quem você quer lembrar, se você tivesse apenas 45 minutos com a sua avó? É interessante, que o fundador, Dave Isay, considera e nós sempre falamos disso - que na verdade esse projeto é um tanto subversivo, porque quando você pensa a respeito, o projeto não é sobre as histórias que estão sendo contadas, é sobre escutar. E é sobre as perguntas que você faz, perguntas que talvez você não tenha permissão para fazer em qualquer outro dia. Eu vou mostrar para vocês alguns rápidos trechos do projeto. [Jesus Melendez falando sobre os momentos finais do poeta Pedro Pietri] Jesus Melendez: Nós decolamos e, a medida que subíamos, antes de estabilizarmos, estávamos a pés de altura, então, antes de estabilizarmos, Pedro começou a nos deixar. E a beleza disso é que eu acredito que há algo depois da vida. Você pode ver isso no Pedro. [Danny Perasa para sua esposa Annie Perasa - casados há 26 anos] Danny Perasa: Veja, a questão é que eu sempre me sinto culpado quando digo Eu te amo para você e, eu digo isso com tanta frequência. Eu digo isso para te lembrar que por menor que eu seja, está vindo de mim, é como ouvir uma linda música de um velho rádio, e é legal da sua parte manter o rádio na casa. [Michael Wolmetz com sua namorada Debora Brakarz] Michal Wolmetz: Então, esse é o anel que meu pai deu para a minha mãe, e nós podemos deixá-lo aí. E ele economizou e comprou esse anel e pediu minha mãe em casamento, então, eu pensei em dá-lo para você para que oásis. memória 26/30

27 Tradução integral da conferencia de Jake Barton no TED ele possa estar conosco neste momento também. Então, eu vou compartilhar um microfone com você, Debora. Cadê o dedo direito?debora Brakarz: (chorando) MW: Debora, casa comigo, por favor? DB: Sim. É claro. Eu te amo. (Beijos) MW: Então crianças, assim foi como eu e sua mãe nos casamos, em uma cabine na Grande Estação Central, com o anel do meu pai. Meu avô foi um taxista por 40 anos. Ele costumava pegar as pessoas aqui todos os dias. Então, parece certo. Jake Barton: Eu tenho que dizer que não escolhi essas amostras para fazer vocês chorarem, porque todas fazem vocês chorar. Todo o projeto é baseado nesse ato de amor que é ouvir. E o movimento de construir uma instituição de um momento de conversa e escuta é muito do que minha empresa, a Local Projects, está fazendo com nossos projetos em geral. Somos uma empresa de design de mídia e nós trabalhamos com uma ampla gama de instituições, construindo instalações de mídias para museus e espaços públicos. Nosso último trabalho é o Museu de Arte de Cleveland, para o qual criamos um projeto chamado Galeria Um. A Galeria Um é um projeto interessante pois começou com essa grande expansão de U$350 milhões para o Museu de Arte de Cleveland e, nós trouxemos essa peça especificamente para aumentar a capacidade e atrair novos públicos, ao mesmo tempo que o próprio museu está crescendo. Glenn Lowry, o chefe do MoMa, explica melhor quando diz: Nós queremos que os visitantes parem de ser visitantes. Visitantes são passageiros. Queremos pessoas que morem aqui, pessoas que sejam donas disso. Então, o que estamos fazendo são várias formas de as pessoas interagirem com o material dentro dessas galerias. Assim, você ainda pode ter uma experiência tradicional em uma galeria, mas, se você estiver interessado, você pode se envolver com qualquer obra de arte e ver o seu contexto original, de onde ela veio, ou até manipulá-la. Por exemplo, você pode clicar nessa cabeça de leão e aqui está sua origem: em 1300 A.C. Ou essa peça aqui, você pode ver a cama, o que realmente muda o jeito que você pensa sobre esse tipo de pintura. Essa é uma das minhas preferidas, porque você vê o próprio estúdio. Esse é o busto de Rodin. Você pode obter a sensação dessa incrível fábrica de criatividade. Isso te fazer pensar, literalmente, nas centenas ou milhares de anos da criatividade humana e como cada trabalho individual compõe uma parte da história. Esse é Picasso, claro que incorporando tanto do século 20. A nossa próxima interface, que eu vou mostrar para vocês, aproveita essa ideia de linhagem da criatividade. É um algoritmo que te permite navegar pela coleção atual do museu usando reconhecimento facial. Essa pessoa está fazendo diferentes caretas, e o programa mostra quatro objetos diferentes da coleção que se relacionam com essa careta. E vocês podem imaginar que, à medida que as pessoas estão desempenhando dentro do próprio museu, você tem essa sensação de conexão emocional, essa forma com que nossas caras se conectam com milhares e dezenas de milhares de anos. Essa é uma interface que te permite desenhar e buscar quatro objetos que usam as mesmas formas do seu desenho. Assim, cada vez mais, estamos tentando achar formas de as pessoas realmente criarem coisas dentro do museu, de serem criativas, mesmo que olhando e entendendo a criatividade de outras pessoas. oásis. memória 27/30

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate )

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate ) 1 Roteiro de Áudio Episódio 1 A língua, a ciência e a produção de efeitos de verdade Programa Hora de Debate. Campanhas de prevenção contra DST: Linguagem em alerta SOM: abertura (Vinheta de abertura do

Leia mais

Como a comunicação e a educação podem andar de mãos dadas 1

Como a comunicação e a educação podem andar de mãos dadas 1 Como a comunicação e a educação podem andar de mãos dadas 1 Entrevista com Ricardo de Paiva e Souza. Por Flávia Gomes. 2 Flávia Gomes Você acha importante o uso de meios de comunicação na escola? RICARDO

Leia mais

1. Você escolhe a pessoa errada porque você espera que ela mude após o casamento.

1. Você escolhe a pessoa errada porque você espera que ela mude após o casamento. 10 Maneiras de se Casar com a Pessoa Errada O amor cego não é uma forma de escolher um parceiro. Veja algumas ferramentas práticas para manter os seus olhos bem abertos. por Rabino Dov Heller, Mestre em

Leia mais

A criança e as mídias

A criança e as mídias 34 A criança e as mídias - João, vá dormir, já está ficando tarde!!! - Pera aí, mãe, só mais um pouquinho! - Tá na hora de criança dormir! - Mas o desenho já tá acabando... só mais um pouquinho... - Tá

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Alexandre da Silva França. Eu nasci em 17 do sete de 1958, no Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu sou tecnólogo em processamento de dados. PRIMEIRO DIA

Leia mais

Nosso Planeta Mobile: Brasil

Nosso Planeta Mobile: Brasil Nosso Planeta Mobile: Brasil Como entender o usuário de celular Maio de 2012 1 Resumo executivo Os smartphones se tornaram indispensáveis para nosso cotidiano. A difusão dos smartphones atinge 14% da população,

Leia mais

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II Capítulo II Mark Ford 11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo Dois Como uma nota de $10 me deixou mais rico do que todos os meus amigos Das centenas de estratégias de construção de riqueza que

Leia mais

No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado. alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para

No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado. alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para QUAL NEGÓCIO DEVO COMEÇAR? No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para então definir seus objetivos e sonhos.

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL

ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL ORIENTAÇÕES PARA OS GRUPOS QUE ESTÃO PRODUZINDO UMA: REPORTAGEM Tipos de Textos Características

Leia mais

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA Carolina e, acompanhados de, estão na biblioteca, no mesmo lugar em que o segundo episódio se encerrou.os jovens estão atrás do balcão da biblioteca,

Leia mais

O Inventor. - Devido à extensão desse Projeto, ficarão a cargo de cada professor adequar as sugestões dadas à sua realidade escolar.

O Inventor. - Devido à extensão desse Projeto, ficarão a cargo de cada professor adequar as sugestões dadas à sua realidade escolar. O Inventor 1) Introdução Quem é um inventor? Aquela pessoa que cria ou descobre fórmulas diferentes ou objetos novos para a solução de problemas? Ou pessoas comuns, como eu e você, que conseguem viver

Leia mais

NIVEL PRATICANTE. Consultas de Registros Akáshicos PARTE 3. Tranformações e Prosperidade

NIVEL PRATICANTE. Consultas de Registros Akáshicos PARTE 3. Tranformações e Prosperidade NIVEL PRATICANTE Consultas de Registros Akáshicos PARTE 3 Tranformações e Prosperidade 1 MÓDULO 1 Sua Consulta : Legacia Financeira Esta parte do nível dos profissional é uma sessão de 3 partes que vai

Leia mais

PALÍNDROMO Nº 7 /2012 Programa de Pós Graduação em Artes Visuais CEART/UDESC

PALÍNDROMO Nº 7 /2012 Programa de Pós Graduação em Artes Visuais CEART/UDESC ENTREVISTA MUSEO DE ARTE LATINOAMERICANO DE BUENOS AIRES MALBA FUNDACIÓN CONSTANTINI Entrevista realizada com a educadora Florencia González de Langarica que coordenou o educativo do Malba até 2012, concedida

Leia mais

Projeto ESCOLA SEM DROGAS. Interpretando o texto Por trás das letras. Nome: Escola: Série: Título: Autor:

Projeto ESCOLA SEM DROGAS. Interpretando o texto Por trás das letras. Nome: Escola: Série: Título: Autor: Projeto ESCOLA SEM DROGAS Interpretando o texto Por trás das letras Nome: Escola: Série: Título: Autor: O que a capa do livro expressa para você? Capitulo 1 - Floresta Amazônia Por que a autora faz uma

Leia mais

Crianças e Meios Digitais Móveis TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS

Crianças e Meios Digitais Móveis TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS Crianças e Meios Digitais Móveis Lisboa, 29 de novembro de 2014 TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS Educação para o uso crítico da mídia 1. Contexto

Leia mais

MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES

MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES MÓDULO I Corredor Etnoambiental Tupi Mondé Atividade 1 Conhecendo mais sobre nosso passado, presente e futuro 1. No

Leia mais

Leia os textos e assinale a alternativa correta: 1) O que Ana quer que Pedro faça?

Leia os textos e assinale a alternativa correta: 1) O que Ana quer que Pedro faça? UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL PROGRAMA DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS PLE CERIFICADO INTERNACIONAL DE LÍNGUA PORTUGUESA CILP SIMULADO COMPREENSÃO LEITORA E ASPECTOS LINGUÍSTICOS NÍVEL BÁSICO ESCOLAR A2 Leia os

Leia mais

A Lição de Lynch. O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros

A Lição de Lynch. O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros A Lição de Lynch O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros Por Laura Somoggi, de Marblehead (EUA) É muito provável que o nome Peter Lynch não lhe seja familiar. Ele

Leia mais

2. REDUZINDO A VULNERABILIDADE AO HIV

2. REDUZINDO A VULNERABILIDADE AO HIV 2. REDUZINDO A VULNERABILIDADE AO HIV 2.1 A Avaliação de risco e possibilidades de mudança de comportamento A vulnerabilidade ao HIV depende do estilo de vida, género e das condições socioeconómicas. Isso

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

Não é o outro que nos

Não é o outro que nos 16º Plano de aula 1-Citação as semana: Não é o outro que nos decepciona, nós que nos decepcionamos por esperar alguma coisa do outro. 2-Meditação da semana: Floresta 3-História da semana: O piquenique

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL Lembro-me que haviam me convocado para uma entrevista de trabalho no NOVOTEL. Lembro-me de estar ansioso e ter passado a noite anterior preparando a minha entrevista. Como iria

Leia mais

Família. Escola. Trabalho e vida econômica. Vida Comunitária e Religião

Família. Escola. Trabalho e vida econômica. Vida Comunitária e Religião Família Qual era a profissão dos seus pais? Como eles conciliavam trabalho e família? Como era a vida de vocês: muito apertada, mais ou menos, ou viviam com folga? Fale mais sobre isso. Seus pais estudaram

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

LEITURA DA ENTREVISTA 2. E Boa tarde. Desde já quero agradecer-lhe a sua disponibilidade para colaborar neste

LEITURA DA ENTREVISTA 2. E Boa tarde. Desde já quero agradecer-lhe a sua disponibilidade para colaborar neste LEITURA DA ENTREVISTA 2 E Boa tarde. Desde já quero agradecer-lhe a sua disponibilidade para colaborar neste trabalho que estou a desenvolver. Como lhe foi explicado inicialmente, esta entrevista está

Leia mais

O que fazer em meio às turbulências

O que fazer em meio às turbulências O que fazer em meio às turbulências VERSÍCULO BÍBLICO Façam todo o possível para viver em paz com todos. Romanos 12:18 OBJETIVOS O QUÊ? (GG): As crianças assistirão a um programa de auditório chamado Geração

Leia mais

Os desafios do Bradesco nas redes sociais

Os desafios do Bradesco nas redes sociais Os desafios do Bradesco nas redes sociais Atual gerente de redes sociais do Bradesco, Marcelo Salgado, de 31 anos, começou sua carreira no banco como operador de telemarketing em 2000. Ele foi um dos responsáveis

Leia mais

Produção de Videoaulas de Física para a Internet Leonardo Senna Zelinski da Silva Silvia Leticia Ludke

Produção de Videoaulas de Física para a Internet Leonardo Senna Zelinski da Silva Silvia Leticia Ludke Instituto Federal do Paraná Licenciatura em Física Produção de Videoaulas de Física para a Internet Leonardo Senna Zelinski da Silva Silvia Leticia Ludke SUMÁRIO 1 Introdução... 2 2 Justificativa... 4

Leia mais

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Palestrante: Pedro Quintanilha Freelapro Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Quem sou eu? Eu me tornei um freelancer

Leia mais

FALANDO ABERTAMENTE SOBRE SUICÍDIO

FALANDO ABERTAMENTE SOBRE SUICÍDIO FALANDO ABERTAMENTE SOBRE SUICÍDIO MOMENTO DE DERRUBAR TABUS As razões podem ser bem diferentes, porém muito mais gente do que se imagina já teve uma intenção em comum. Segundo estudo realizado pela Unicamp,

Leia mais

O mundo como escola Texto Isis Lima Soares, Richele Manoel, Marcílio Ramos e Juliana Rocha Fotos Luciney Martins/Rede Rua Site 5HYLVWD9LUDomR

O mundo como escola Texto Isis Lima Soares, Richele Manoel, Marcílio Ramos e Juliana Rocha Fotos Luciney Martins/Rede Rua Site 5HYLVWD9LUDomR O mundo como escola Texto Isis Lima Soares, Richele Manoel, Marcílio Ramos e Juliana Rocha Fotos Luciney Martins/Rede Rua Site 5HYLVWD9LUDomR Já pensou um bairro inteirinho se transformando em escola a

Leia mais

Como escrever para o seu. Site. e usar seu conhecimento como forma de conquistar e reter clientes. Blog do Advogado Moderno - PROMAD

Como escrever para o seu. Site. e usar seu conhecimento como forma de conquistar e reter clientes. Blog do Advogado Moderno - PROMAD o seu Site e usar seu conhecimento como forma de conquistar e reter clientes. Conteúdo Introdução Escrever bem é um misto entre arte e ciência Seus conhecimentos geram mais clientes Dicas práticas Faça

Leia mais

Poder: Jornal Fortuna

Poder: Jornal Fortuna Aqui você enriquece sua leitura Jornal Fortuna Volume 1, edição 1 Data do boletim informativo Nesta edição: Poder: Há vários tipos de poder, poder militar, poder da natureza, poder político, o poder da

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA: FIM DO MUNDO: MITO OU REALIDADE?

PROJETO DE PESQUISA: FIM DO MUNDO: MITO OU REALIDADE? UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROJETO NOSSA ESCOLA PESQUISA SUA OPINIÃO - POLO RS CURSO ESCOLA E PESQUISA: UM ENCONTRO POSSÍVEL PROFESSORA MORGANA BOZZA ALUNAS DA TURMA 71 DA ESCOLA

Leia mais

PARA CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL

PARA CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL Panorama Social Viviani Bovo - Brasil 1 RELATÓRIO FINAL PARA CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL PANORAMA SOCIAL Viviani Bovo Campinas - Brasil Panorama Social Viviani Bovo - Brasil 2 Relatório para Certificação

Leia mais

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro Histórias do Velho Testamento 3 a 6 anos Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro O Velho Testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

"É possível levar energia renovável para todos"

É possível levar energia renovável para todos "É possível levar energia renovável para todos" Por Daniela Chiaretti De Nairóbi, Quênia Connie Hedegaard: "Acho que quando temos uma crise global como a que estamos vivendo, é uma oportunidade excelente

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Quando a adversidade te faz ir além

Quando a adversidade te faz ir além História de Glaucy Mara, um exemplo de determinação e superação. Quando a adversidade te faz ir além Por Claudia Franco Escola de Bicicleta Ciclofemini É muito comum e normal na trajetória de nossa vida,

Leia mais

Crianças e adolescentes. Lucas 18:15.17

Crianças e adolescentes. Lucas 18:15.17 Crianças e adolescentes Lucas 18:15.17 Quem tem ensinado as nossas crianças? Nós ou Eles? Jogos eletrônicos Os jogos eletrônicos hoje em dia, cada vez mais próximo da realidade, que incitam a violência,

Leia mais

Nosso Planeta Mobile: Brasil

Nosso Planeta Mobile: Brasil Nosso Planeta Mobile: Brasil Como entender o usuário de celular Maio de 2013 1 Resumo executivo Os smartphones se tornaram indispensáveis para nosso cotidiano. A difusão dos smartphones atinge 26 % da

Leia mais

Esterofoto Geoengenharia SA. Álvaro Pombo. Administrtador. (www.estereofoto.pt)

Esterofoto Geoengenharia SA. Álvaro Pombo. Administrtador. (www.estereofoto.pt) Esterofoto Geoengenharia SA Álvaro Pombo Administrtador (www.estereofoto.pt) Q. Conte-nos um pouco da historia da empresa, que já tem mais de 30 anos. R. A Esterofoto é uma empresa de raiz, a base da empresa

Leia mais

Histórias, Redes Sociais e Memória

Histórias, Redes Sociais e Memória Histórias, Redes Sociais e Memória h.d.mabuse "A capacidade de lembrar o que já se viveu ou aprendeu e relacionar isso com a situação presente é o mais importante mecanismo de constituição e preservação

Leia mais

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação.

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Introdução Criar um filho é uma tarefa extremamente complexa. Além de amor,

Leia mais

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - Sou so profes r a, Posso m a s n ão parar d aguento m e ai ensinar s? d a r a u la s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A

Leia mais

existe um tsunami avançando sobre as nossas famílias

existe um tsunami avançando sobre as nossas famílias existe um tsunami avançando sobre as nossas famílias + 23% + 108% (em 20 anos a taxa é superior a 200%) 15% das mulheres e 65% dos homens brasileiros já tiveram ao menos uma experiência sexual fora do

Leia mais

Para início de conversa 9. Família, a Cia. Ltda. 13. Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35. Cardápio de lembranças 53

Para início de conversa 9. Família, a Cia. Ltda. 13. Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35. Cardápio de lembranças 53 Rio de Janeiro Sumário Para início de conversa 9 Família, a Cia. Ltda. 13 Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35 Cardápio de lembranças 53 O que o homem não vê, a mulher sente 75 Relacionamentos: as Cias.

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 49 Discurso no encontro com grupo

Leia mais

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

Fim da Sensibilidade na Glande

Fim da Sensibilidade na Glande Autor: Davi Ribeiro Fim da Sensibilidade na Glande Muitos homens alegam sofrer com a forte sensibilidade na glande. E isso, de certa forma, atrapalha muito na hora do sexo, principalmente na hora de ter

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

Eletiva VOCÊ EM VÍDEO

Eletiva VOCÊ EM VÍDEO Eletiva VOCÊ EM VÍDEO E.E. Princesa Isabel Número da sala e sessão Professor(es) Apresentador(es): Adriana Prado Aparecida Pereira da Silva Realização: Foco A Escola Estadual Princesa Isabel, por meio

Leia mais

internetsegura.fde.sp.gov.br

internetsegura.fde.sp.gov.br PROJETO: HISTORIA: PÁGINA: ANO:! internetsegura.fde.sp.gov.br Internet Segura. Bom para você! Olá! A campanha Internet Segura. Bom para você! apresenta duas histórias em quadrinhos em que seus personagens

Leia mais

6D Estúdio. promessa de ir além das 3 dimensões. Eles eram seis e, hoje, são sete sócios trabalhando do design impresso

6D Estúdio. promessa de ir além das 3 dimensões. Eles eram seis e, hoje, são sete sócios trabalhando do design impresso 6D Estúdio promessa de ir além das 3 dimensões Eles eram seis e, hoje, são sete sócios trabalhando do design impresso ao design em movimento, em vídeo ou internet. Eles unem diferentes conhecimentos técnicos

Leia mais

Para a grande maioria das. fazer o que desejo fazer, ou o que eu tenho vontade, sem sentir nenhum tipo de peso ou condenação por aquilo.

Para a grande maioria das. fazer o que desejo fazer, ou o que eu tenho vontade, sem sentir nenhum tipo de peso ou condenação por aquilo. Sonhos Pessoas Para a grande maioria das pessoas, LIBERDADE é poder fazer o que desejo fazer, ou o que eu tenho vontade, sem sentir nenhum tipo de peso ou condenação por aquilo. Trecho da música: Ilegal,

Leia mais

Rita FigueiRas * O seu mais recente livro, publicado em 2004, intitula-se Taking Journa- lism Seriously

Rita FigueiRas * O seu mais recente livro, publicado em 2004, intitula-se Taking Journa- lism Seriously Comunicação & Cultura, n.º 4, 2007, pp. 177-183 Entrevista a Barbie Zelizer Rita Figueiras * Barbie Zelizer é uma das mais notáveis investigadoras da actualidade na área do jornalismo e cultura. É professora

Leia mais

Redação do Site Inovação Tecnológica - 28/08/2009. Humanos aprimorados versus humanos comuns

Redação do Site Inovação Tecnológica - 28/08/2009. Humanos aprimorados versus humanos comuns VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA CONVIVER COM OS HUMANOS APRIMORADOS? http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=voce-esta-preparado-conviver-humanosaprimorados&id=010850090828 Redação do

Leia mais

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

O QUE É PRECISO PARA SER UM GRANDE LÍDER

O QUE É PRECISO PARA SER UM GRANDE LÍDER LIDERANÇA O QUE É PRECISO PARA SER UM GRANDE LÍDER Roselinde Torres foco na pessoa 6 Por Roselinde Torres O que é preciso para ser um grande líder hoje? Muitos de nós temos a imagem de um líder como um

Leia mais

BEBÊS SUBMARINOS SETH CASTEEL TRADUÇÃO DE FLORA PINHEIRO

BEBÊS SUBMARINOS SETH CASTEEL TRADUÇÃO DE FLORA PINHEIRO BEBÊS SUBMARINOS Colton, 11 meses Valentina, 9 meses BEBÊS SUBMARINOS SETH CASTEEL TRADUÇÃO DE FLORA PINHEIRO Copyright 2015 Seth Casteel Publicado mediante acordo com Little, Brown and Company, Nova

Leia mais

Posicionamento Global da marca FSC e Ferramentas de Marketing - Perguntas e Respostas Frequentes

Posicionamento Global da marca FSC e Ferramentas de Marketing - Perguntas e Respostas Frequentes Posicionamento Global da marca FSC e Ferramentas de Marketing - Perguntas e Respostas Frequentes 1. Perguntas e Respostas para Todos os Públicos: 1.1. O que é posicionamento de marca e por que está sendo

Leia mais

ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO

ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO Ideia: Produção realizada a partir de um fato marcante e em algumas situações ocorre a mesclagem entre narrações e demonstrações de cenas. Personagens: A filha da doméstica

Leia mais

6. Considerações finais

6. Considerações finais 84 6. Considerações finais Nesta dissertação, encontram-se registros de mudanças sociais que influenciaram as vidas de homens e mulheres a partir da chegada das novas tecnologias. Partiu-se da Revolução

Leia mais

O homem e o meio ambiente

O homem e o meio ambiente A U A UL LA O homem e o meio ambiente Nesta aula, que inicia nosso aprendizado sobre o meio ambiente, vamos prestar atenção às condições ambientais dos lugares que você conhece. Veremos que em alguns bairros

Leia mais

Palestra tudo O QUE VOCE. precisa entender. Abundância & Poder Pessoal. sobre EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS

Palestra tudo O QUE VOCE. precisa entender. Abundância & Poder Pessoal. sobre EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS Palestra tudo O QUE VOCE sobre precisa entender Abundância & Poder Pessoal EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS Como aprendemos hoje na palestra: a Lei da Atração, na verdade é a Lei da Vibracao. A frequência

Leia mais

f r a n c i s c o d e Viver com atenção c a m i n h o Herança espiritual da Congregação das Irmãs Franciscanas de Oirschot

f r a n c i s c o d e Viver com atenção c a m i n h o Herança espiritual da Congregação das Irmãs Franciscanas de Oirschot Viver com atenção O c a m i n h o d e f r a n c i s c o Herança espiritual da Congregação das Irmãs Franciscanas de Oirschot 2 Viver com atenção Conteúdo 1 O caminho de Francisco 9 2 O estabelecimento

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

5- Cite, em ordem de preferência, três profissões que você mais gostaria de exercer: 1º 2º 3º

5- Cite, em ordem de preferência, três profissões que você mais gostaria de exercer: 1º 2º 3º 18. DICAS PARA A PRÁTICA Orientação para o trabalho A- Conhecimento de si mesmo Sugestão: Informativo de Orientação Vocacional Aluno Prezado Aluno O objetivo deste questionário é levantar informações para

Leia mais

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista Uma longa viagem começa com um único passo. - Lao-Tsé Ser Otimista não é uma tarefa fácil hoje em dia, apesar de contarmos hoje

Leia mais

Escrito por Administrator Qua, 21 de Outubro de 2009 00:29 - Última atualização Qua, 05 de Maio de 2010 01:17

Escrito por Administrator Qua, 21 de Outubro de 2009 00:29 - Última atualização Qua, 05 de Maio de 2010 01:17 O filme O Diabo Veste Prada, dirigido por David Frankel e baseado no livro de Lauren Weisberger, mostra a história de uma jovem jornalista Andrea. Recém formada em uma das melhores universidades dos Estados

Leia mais

Alunos de 6º ao 9 anos do Ensino Fundamental

Alunos de 6º ao 9 anos do Ensino Fundamental Alunos de 6º ao 9 anos do Ensino Fundamental Resumo Este projeto propõe a discussão da Década de Ações para a Segurança no Trânsito e a relação dessa com o cotidiano dos alunos, considerando como a prática

Leia mais

Descobrindo o que a criança sabe na atividade inicial Regina Scarpa 1

Descobrindo o que a criança sabe na atividade inicial Regina Scarpa 1 1 Revista Avisa lá, nº 2 Ed. Janeiro/2000 Coluna: Conhecendo a Criança Descobrindo o que a criança sabe na atividade inicial Regina Scarpa 1 O professor deve sempre observar as crianças para conhecê-las

Leia mais

CANDIDATO BANCADO PELOS PAIS

CANDIDATO BANCADO PELOS PAIS CANDIDATO BANCADO PELOS PAIS Desânimo total Acho que minhas forças estão indo abaixo, ando meio desmotivado!!!! Não quero desanimar, mas os fatores externos estão superando minha motivação... cobrança

Leia mais

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais!

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Por Rafael Piva Guia 33 Prático Passos para criar Ideias de Negócio Vencedores! Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Que bom que você já deu um dos

Leia mais

SENTIR 3. TEMPO 15-20 minutos TIPO DE TEMPO contínuo

SENTIR 3. TEMPO 15-20 minutos TIPO DE TEMPO contínuo COMO USAR O MATERIAL NAS PÁGINAS A SEGUIR, VOCÊ ENCONTRA UM PASSO A PASSO DE CADA ETAPA DO DESIGN FOR CHANGE, PARA FACILITAR SEU TRABALHO COM AS CRIANÇAS. VOCÊ VERÁ QUE OS 4 VERBOS (SENTIR, IMAGINAR, FAZER

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

História e Atividades de Aprendizagem do Ciclo 4

História e Atividades de Aprendizagem do Ciclo 4 História e Atividades de Aprendizagem do Ciclo 4 História e Atividades de Aprendizagem para o Ciclo 4 de pilotagens, a iniciar em fevereiro de 2013. Instruções Histórias de Aprendizagem do Ciclo 4 Contar

Leia mais

Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1

Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1 Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1 A maior Ambição do Homem é querer Colher aquilo que Não Semeou. Hebert Schiavelli (Empreendedor) Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade

Leia mais

A formação moral de um povo

A formação moral de um povo É um grande desafio evangelizar crianças nos dias de hoje. Somos a primeira geração que irá dizer aos pais e evangelizadores como evangelizar os pequeninos conectados. Houve um tempo em que nos colocávamos

Leia mais

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Seção: Entrevista Pág.: www.catho.com.br SABIN: A MELHOR EMPRESA DO BRASIL PARA MULHERES Viviane Macedo Uma empresa feita sob medida para mulheres. Assim

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br Realização e Organização www.vamaislonge.com.br Quem somos... Leonardo Alvarenga, tenho 23 anos, sou criador do Não Tenho Ideia e do #VáMaisLonge. Sou formado em Educação Física mas larguei tudo logo após

Leia mais

10 simples passos que irão mudar a forma como você tira fotos

10 simples passos que irão mudar a forma como você tira fotos VERSÃO FOTOGRAFIA 10 simples passos que irão mudar a forma como você tira fotos Existem várias formas de alterar o resultado final de uma foto, seja através do ISO, da velocidade do obturador, da abertura

Leia mais

Dinâmica e Animação de Grupo

Dinâmica e Animação de Grupo Dinâmica e Animação de Grupo Desenvolvimento de Competências Turma G3D Leandro Diogo da Silva Neves 4848 Índice 1. Introdução... 3 2. Planeamento de desenvolvimento individual... 4 2.1 Competências...

Leia mais

Gtp+ PROGRAMAS E PROJETOS Grupo de Trabalhos em Prevenção Posithivo (GTP+) Fundação em 2000, Recife-PE O Grupo de Trabalhos em Prevenção Posithivo é a única ONG da Região Nordeste do Brasil coordenada

Leia mais

MEIO AMBIENTE E VIDA TEXTO PARA A CAMINHADA DE CORPUS CRISTI A VIDA AMEAÇADA...

MEIO AMBIENTE E VIDA TEXTO PARA A CAMINHADA DE CORPUS CRISTI A VIDA AMEAÇADA... MEIO AMBIENTE E VIDA TEXTO PARA A CAMINHADA DE CORPUS CRISTI Daniel Cenci A VIDA AMEAÇADA... A vida é sempre feita de escolhas. A qualidade de vida resulta das escolhas que fazemos a cada dia. É assim

Leia mais

A Internet Possibilita Que Todos Os Níveis De Empresas Possam Faturar Mais. Principalmente as Menores.

A Internet Possibilita Que Todos Os Níveis De Empresas Possam Faturar Mais. Principalmente as Menores. 1 A internet é um mundo de oportunidades de vendas. Porém, muitas empresas de pequeno e médio porte não se deram conta disso ainda. Eu vejo tantos empresários perderem essas oportunidades por apenas olhar

Leia mais

AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE

AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE Mesmo não acreditando na Educação Criativa, o professor pode fazer uma experiência para ver o resultado. É o caso da professora deste relato. Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br

Leia mais

LÍDER: compromisso em comunicar, anunciar e fazer o bem.

LÍDER: compromisso em comunicar, anunciar e fazer o bem. ESCOLA VICENTINA SÃO VICENTE DE PAULO Disciplina: Ensino Religioso Professor(a): Rosemary de Souza Gelati Paranavaí / / "Quanto mais Deus lhe dá, mais responsável ele espera que seja." (Rick Warren) LÍDER:

Leia mais

Blog http://conquistadores.com.br. + dinheiro + mulheres + sucesso social (mini e-book grátis)

Blog http://conquistadores.com.br. + dinheiro + mulheres + sucesso social (mini e-book grátis) Blog http://conquistadores.com.br CONQUISTADORES + dinheiro + mulheres + sucesso social (mini e-book grátis) Blog http://conquistadores.com.br CONQUISTADORES + dinheiro + mulheres + sucesso social (Este

Leia mais

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social O Projeto Social Luminando O LUMINANDO O Luminando surgiu como uma ferramenta de combate à exclusão social de crianças e adolescentes de comunidades

Leia mais

Transcrição de Entrevista n º 24

Transcrição de Entrevista n º 24 Transcrição de Entrevista n º 24 E Entrevistador E24 Entrevistado 24 Sexo Feminino Idade 47 anos Área de Formação Engenharia Sistemas Decisionais E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt São Paulo-SP, 05 de dezembro de 2008 Presidente: A minha presença aqui

Leia mais

8 Erros Que Podem Acabar Com Seu Negócio de Marketing Digital

8 Erros Que Podem Acabar Com Seu Negócio de Marketing Digital 8 Erros Que Podem Acabar Com Seu Negócio de Marketing Digital Empreender em negócios de marketing digital seguramente foi uma das melhores decisões que tomei em minha vida. Além de eu hoje poder ter minha

Leia mais

FILOSOFIA BUDISTA APLICADA A EMPRESA:

FILOSOFIA BUDISTA APLICADA A EMPRESA: FILOSOFIA BUDISTA APLICADA A EMPRESA: CRESCENDO PESSOAL E PROFISSIONALMENTE. 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 Onde você estiver que haja LUZ. Ana Rique A responsabilidade por um ambiente

Leia mais