PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO LÍNGUAS ESTRANGEIRAS PARA O TURISMO Nível: Formação Inicial e Continuada Eixo: Turismo, Hospitalidade e Lazer

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO LÍNGUAS ESTRANGEIRAS PARA O TURISMO Nível: Formação Inicial e Continuada Eixo: Turismo, Hospitalidade e Lazer"

Transcrição

1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS FLORIANÓPOLIS-CONTINENTE PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO LÍNGUAS ESTRANGEIRAS PARA O TURISMO Nível: Formação Inicial e Continuada Eixo: Turismo, Hospitalidade e Lazer Câmpus Florianópolis-Continente Fevereiro/2014

2 1 Dados da Instituição Instituto Federal de Santa Catarina Campus Florianópolis-Continente. CNPJ / Razão Social Esfera Administrativa Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina / Campus Florianópolis-Continente Federal Endereço Rua 14 de Julho, 150, Bairro: Coqueiros Cidade/UF/CEP Florianópolis, Santa Catarina, CEP: Telefone/Fax (48) Responsável pelo curso e Ângela Faria Brognoli de contato Site da Instituição 2 Dados gerais do curso Nome do curso Eixo tecnológico Características do curso Línguas Estrangeiras para o Turismo Hospitalidade e Lazer Formação Inicial Formação Continuada PROEJA Ensino Fundamental PROEJA Ensino Médio Número de vagas por turma 40 Frequência da oferta Carga horária total Periodicidade das aulas Semestral 180h Um ou dois encontros semanais de 3h de duração cada. Turno e horário das aulas Manhã: 9h às 12h Tarde: 15h às 18h Noite: 19h às 22h. Local das aulas O curso será ministrado nos períodos matutino, vespertino e noturno alternadamente, de acordo com a demanda. As aulas serão realizadas no câmpus Florianópolis-Continente, bem como em hotéis, bares, restaurantes e ruas, de acordo com o cronograma de visitas técnicas previsto.

3 3 Justificativa As línguas inglesa e espanhola estão entre as mais faladas no mundo, tornando-se línguas estrangeiras prioritárias na formação do eixo Tecnológico Turismo, Hospitalidade e Lazer. A proposta de ofertar Cursos de Formação Inicial e Continuada em Línguas Estrangeiras para o Turismo justifica-se, primeiramente, pela necessidade de qualificar profissionais para atuar no setor turístico, carente de serviços de qualidade. A formação significa também oportunidade de emprego e cidadania, sendo um dos diferenciais de garantia de emprego e ganhos salariais. Ademais, a importância de aprender uma língua estrangeira vai além dos benefícios no âmbito profissional, contribuindo, também, para a formação plena do indivíduo, possibilitando-lhe ampliar seu conhecimento cultural e sua compreensão de mundo. A oferta de cursos de Línguas Estrangeiras pelo câmpus Florianópolis-Continente do Instituto Federal de Santa Catarina, voltado para o eixo Turismo, Hospitalidade e Lazer, significa incluir o trabalhador da área, contrapondo a histórica falta de oportunidades da disciplina para esse público. Considerando um contexto macro, o Brasil já é reconhecidamente destino turístico internacional. Dados de órgãos oficiais apontam para a crescente demanda de serviços turísticos voltados ao público europeu e americano, dentre outros continentes. Com relação às pesquisas de demanda de trabalhadores para o eixo tecnológico Turismo, Hospitalidade e Lazer, vale ressaltar: segundo a Organização Mundial de Turismo (OMT), o Turismo é considerado o terceiro setor mais lucrativo da economia mundial. Dos US$ 3,4 trilhões gerados anualmente em todo o mundo, US$ 850 bilhões são oriundos do turismo de eventos que cresce a uma taxa anual de 30%, gerando demanda de guiamento, hospedagem, alimentação e transporte. Numa projeção sobre o turismo global, até o ano de 2020, a OMT estudou dados compilados de 85 países, incluindo o Brasil, e revela que o número de viajantes ao exterior deve saltar de 563 milhões (apurados em 1995) para 1,6 bilhão em A fatia da população mundial viajando ao exterior subirá para 7% em 2020, segundo estimativa. No cenário nacional atual destaca-se importante demanda do turismo brasileiro com grandes eventos internacionais que serão sediados no Brasil, como a Copa do Mundo de Futebol, em 2014, e as Olimpíadas, em Nessa perspectiva, o domínio de

4 idiomas estrangeiros torna o profissional melhor preparado frente aos desafios impostos pelo crescimento do número de turistas internacionais e possibilita que seus serviços se destaquem em relação ao dos demais profissionais. No que concerne à oferta de cursos de espanhol, cabe ressaltar os diversos fatores de ordem geográfica, política e socioeconômica que evidenciam a necessidade de profissionais do setor turístico qualificados e competentes no uso desse idioma; dentre os quais se destacam: i) o fato de o Brasil estar imerso em um território cercado de países falantes do espanhol (fazemos fronteira com sete deles); ii) o livre comércio em países da América do Sul favorecido pelo Tratado MERCOSUL; iii) o crescente número de turistas hispano-falantes no estado de Santa Catarina, conforme dados da Santur (2009), Oliveira e Wildner (2009; 2010a); iv) o fato de Florianópolis ser conhecida como a capital turística do MERCOSUL, ainda que muitos trabalhadores que lidam diretamente com o turista hispano-falante não dominem minimamente o espanhol, conforme pesquisa de Oliveira e Wildner (2010). Quanto à língua inglesa, embora Florianópolis esteja geográfica e culturalmente situada no continente latinoamericano, sua oferta é primordial na formação do profissional do Eixo, já que se trata de uma língua de comunicação internacional. Ademais, os efeitos da globalização demandam cada vez mais o domínio de línguas estrangeiras. Vale ressaltar, ainda, elementos internos ao indivíduo que, muitas vezes, são decisivos na busca por um ensino formal de língua estrangeira: i) crescimento pessoal através do contato com um novo universo linguístico-cultural; ii) desenvolvimento intelectual e iii) aperfeiçoamento profissional (BRASIL, 1999; OLIVEIRA; WILDNER, 2010b; SEDYCIAS, 2005). 4 Objetivos do Curso Capacitar o indivíduo para comunicar-se em língua estrangeira, em nível básico, no contexto do turismo. 5 Público-Alvo Prioritariamente profissionais do setor turístico (atuantes ou não), estudantes e egressos da área. Pode ser estendido à comunidade.

5 6 Perfil Profissional e Áreas de Atuação O egresso do Curso de Formação Inicial e Continuada de Línguas Estrangeiras para o Turismo estará apto a comunicar-se, em âmbito pessoal e profissional, com turistas falantes do espanhol e do inglês, em nível básico. 7 Pré-requisito e mecanismo de acesso ao curso Para candidatar-se à vaga, o interessado deve ter ensino fundamental completo (8ª série/9º ano). A seleção será realizada através de questionário socioeconômico, priorizando o profissional do setor turístico e o estudante da área. 8 Matriz curricular O Curso de Formação Inicial e Continuada de Línguas Estrangeiras para o Turismo compõe-se de três unidades curriculares, conforme fluxograma abaixo: FIC LINGUAS ESTRANGEIRAS PARA O TURISMO FORMA DE ACESSO: QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO ESPANHOL/INGLÊS BÁSICO I CARGA HORÁRIA: 60h CERTIFICAÇÃO PARCIAL FORMA DE ACESSO: COMPROVANTE CONCLUSÃO BÁSICO I ou QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO E TESTE ESPANHOL/INGLÊS BÁSICO II CARGA HORÁRIA: 60h CERTIFICAÇÃO PARCIAL FORMA DE ACESSO: COMPROVANTE CONCLUSÃO BÁSICO II ou QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO E TESTE ESPANHOL/INGLÊS BÁSICO III CARGA HORÁRIA: 60h CERTIFICAÇÃO FINAL FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA EM ESPANHOL ou INGLÊS PARA O TURISMO NÍVEL BÁSICO CARGA HORÁRIA: 180h

6 9 Componentes curriculares Os conhecimentos elencados abaixo são considerados mínimos para que o aprendiz adquira as competências. Alguns desses conhecimentos vão estar presentes em todas as unidades curriculares, porém com níveis de complexidade crescente. Carga Horária NÍVEL BÁSICO UNIDADE CURRICULAR: ESPANHOL ou INGLÊS BÁSICO I 60h Competências Compreender e produzir mensagens orais e escritas básicas no âmbito pessoal e do setor turístico. BASES TECNOLÓGICAS (conhecimentos) Apresentações, saudações, despedidas e fórmulas de cortesia. Tratamento formal e informal. Vocabulário do contexto turístico. Situações comunicativas: apresentar-se e fazer apresentações; fornecer e obter dados pessoais; recepcionar o falante estrangeiro; informar horários, preencher formulários; apresentar cardápios; reconhecer aspectos de higiene e manipulação de alimentos. Variações linguísticas e culturais. Aspectos fonéticos, morfológicos, sintáticos e semânticos do idioma estrangeiro (nível básico). HABILIDADES Compreender e produzir expressões curtas e palavras relacionadas a apresentações, dados pessoais, números de 0 a 100, recepção e horários. Assiduidade e pontualidade. ATITUDES Cumprimento das tarefas solicitadas no prazo estabelecido. Respeito. UNIDADE CURRICULAR: ESPANHOL ou INGLÊS BÁSICO II Carga Horária Competências 60h Compreender e produzir mensagens orais e escritas básicas no âmbito pessoal e do setor turístico. Vocabulário do contexto turístico. BASES TECNOLÓGICAS (conhecimentos) Situações comunicativas: realizar check in e check out, informar sobre espaços, serviços e

7 preços; informar sobre o patrimônio cultural de Florianópolis. Variações linguísticas e culturais. Aspectos fonéticos, morfológicos, sintáticos, semânticos e pragmáticos do idioma estrangeiro (nível básico). HABILIDADES Compreender e produzir expressões curtas e palavras relacionadas ao check in, chek out, espaços, serviços e preços. Assiduidade e pontualidade. ATITUDES Cumprimento das tarefas solicitadas no prazo estabelecido. Respeito. UNIDADE CURRICULAR: ESPANHOL ou INGLÊS BÁSICO III Carga Horária Competências 60h Comunicar-se oralmente no idioma estrangeiro (espanhol ou inglês), em nível básico, no âmbito pessoal e do setor turístico. Vocabulário do contexto do turismo. BASES TECNOLÓGICAS (conhecimentos) Situações comunicativas envolvendo os quatro setores do turismo, ofertados pelo câmpus: Gastronomia, Hotelaria, Turismo e Eventos e, também, temáticas diversas. Variações e aspectos linguísticos e culturais. Aspectos fonéticos, morfológicos, sintáticos, semânticos e pragmáticos da língua espanhola (nível básico). HABILIDADES Compreender e produzir expressões simples e palavras relacionadas a roteiros turísticos, chamadas telefônicas e rotina pessoal. Assiduidade e pontualidade. ATITUDES Cumprimento das tarefas solicitadas no prazo estabelecido. Respeito. No que tange aos aspectos metodológicos, as atividades desenvolvidas ao longo do curso buscam inserir o aluno no contexto do turismo. Para tanto, serão desenvolvidas situações comunicativas do âmbito da hospedagem, restauração, guiamento, evento,

8 dentre outras. A inserção no contexto profissional se dará através de aulas teóricas e práticas, priorizando-se a interdisciplinaridade com as áreas técnicas. Nessa direção, serão desenvolvidas práticas comunicativas como: montagem de mesa de restaurante, serviço de quarto de hotel e preparo de lanche ou drink. Essas atividades são implementadas nos laboratórios de A&B, onde existem as condições para a prática comunicativa na língua estrangeira. Vale destacar que muitos dos professores de áreas técnicas do câmpus são fluentes nas línguas estrangeiras e contribuem com seus saberes específicos, tanto na participação das atividades práticas, quanto com palestras (sobre vinhos, por exemplo) e experiência da área em outros países. Há também aulas práticas em que os alunos fazem tour pelo centro de Florianópolis, acompanhados de professores de guiamento, apresentando os principais monumentos da cidade na língua estrangeira. Essas aulas proporcionam um ambiente de autenticidade no uso da língua, vivenciada na contextualização e interdisciplinaridade das práticas dos laboratórios, hotéis e restaurantes ou das ruas. Em suma, o desenvolvimento do curso prevê aulas expositivas e dialogadas, aulas práticas nos laboratórios de alimentos e bebidas, atividades individuais e em grupo, visitas técnicas, ambientações, pesquisa sobre aspectos linguísticos e culturais, entre outras estratégias que visam à eficiência e à eficácia do processo de ensino-aprendizagem. 10 Avaliação do processo de ensino e aprendizagem A avaliação do processo de ensino e aprendizagem acontecerá de forma a considerar os seguintes princípios: - avaliação diagnóstica, processual, formativa, continuada e diversificada. Serão considerados critérios como: assiduidade, realização das tarefas, participação nas aulas, avaliação escrita individual, trabalhos em duplas, colaboração e cooperação com colegas e professores. - avaliação durante todos os momentos do processo de ensino e aprendizagem, valorizando o desenvolvimento do aluno. Haverá recuperação paralela de conteúdos e avaliações. A recuperação de estudos deverá compreender a realização de novas

9 atividades pedagógicas no decorrer do período letivo, que possam promover a aprendizagem, tendo em vista o desenvolvimento das competências. De acordo com a Organização Didática do Câmpus Florianópolis-Continente, a avaliação prima pelo caráter diagnóstico e formativo, consistindo em um conjunto de ações que permitem recolher dados, visando à análise da constituição das competências por parte do aluno, previstas no plano de curso. Suas funções primordiais são: - obter evidências sobre o desenvolvimento do conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes necessárias à constituição de competências, visando à tomada de decisões sobre o encaminhamento dos processos de ensino e aprendizagem e/ou a progressão do aluno para o semestre seguinte; - analisar a consonância do trabalho pedagógico com as finalidades educativas previstas no Projeto Pedagógico do Curso. - estabelecer previamente, por unidade curricular, critérios que permitam visualizar os avanços e as dificuldades dos alunos na constituição das competências. Os critérios servirão de referência para o aluno avaliar sua trajetória e para que o professor tenha indicativos que sustentem tomadas de decisões. Os registros das avaliações são feitos de acordo com a nomenclatura que segue: E - Excelente; P - Proficiente; S - Suficiente; I - Insuficiente. O registro, para fins de documentos acadêmicos, será efetivado ao final do módulo/fase, apontando a situação do aluno no que se refere à constituição de competências e utilizando-se a seguinte nomenclatura: A - (Apto): quando o aluno tiver obtido as competências; NA - (Não Apto): quando o aluno não tiver obtido as competências. Será aprovado no módulo o aluno que tiver adquirido as competências e obtiver frequência igual ou superior a setenta e cinco por cento do total de horas letivas previstas no módulo. Serão realizadas avaliações coletivas que terão caráter de avaliação integral do processo didático-pedagógico em desenvolvimento na Unidade Curricular. As avaliações

10 coletivas ocorrerão em Encontros de Avaliação (Conselhos de Classe) envolvendo os professores, coordenadores e os profissionais do Núcleo Pedagógico. Conforme previsto na Lei , de 25 de setembro de 2008, é facultado ao aluno do FIC Linguas Estrangeiras para o Turismo a realização de estágio não obrigatório, devendo estar relacionado a área do curso e não podendo exceder a duração do próprio curso e no máximo dois anos na mesma empresa. Não há carga horária mínima, somente o período máximo de estágio. 11 Quadro dos Docentes envolvidos com o curso Professor Área Ana Kaciara Wildner Angela Faria Brognoli Daniela de Carvalho Carrelas Laura Rodrigues de Lima Telma Pires Pacheco Amorim Espanhol Inglês Espanhol Espanhol Inglês 12 Bibliografia BÁSICA: DUBICKA, Iwonna. English for international tourism: pre-intermediate, students' book. England: Longman, MORENO, C.; TUTS, M. El español en el hotel. Madrid: SGEL, MORENO, Concha; TUTS, Martina. Cinco estrellas: español para el turismo. Madrid: SGEL, PALOMINO, M. A. Dual: pretextos para hablar. Madrid: Edelsa, RICHARD, Jack C. Interchange : student's book, intro A / third edition. New York: Cambridge University Press, COMPLEMENTAR: BARRENECHEA, German Hita. Recorrido cultural por América Latina. Coleção El uso de internet en el aula. Madrid: Edelsa, CATUREGLI, Maria Genny. Dicionário inglês-português: turismo, hotelaria e com.exterior. São Paulo: Aleph, MORENO, Concha; FERNÁNDEZ, Gretel Eres. Gramática contrastiva del español para brasileños. Madrid: SGEL, O HARA, Francis. Be my guest: English for the hotel industry. Cambridge university Press OLIVEIRA, Luciano Amaral. Inglês para estudantes de turismo: english for tourism students. São Paulo: Roca, POLONIA, Eunice. English for Hotel Personnel, Book 1, 2nd edition. Caxias do Sul, Educs, 1990.

11 ROMERO DUEÑA, Carlos. De viaje por América Latina. Coleção El uso de internet en el aula. Madrid: Edelsa, RICHARDS, Jack, BYCINA, David, AlLDCORN, Sue Brioux. New Person to Person: communicative speaking and listening skills.book 1. Oxford:Oxford University Press, STOTT, Trish; HOLT, Roger. First Class English for Tourism. Oxford University Press Dicionários : Mini Inglês-Português/Português-Inglês Webster s (Antônio Houaiss). Português-Inglês/Inglês-Português (1999) Oxford Escolar. 13 Instalações e ambientes físicos / Equipamentos, utensílios e materiais ESPAÇOS Sala de aula Laboratório de línguas Laboratório de informática Biblioteca Laboratório de restaurante Laboratório de cozinha Laboratório de hospedagem DETALHAMENTO A sala de aula deve conter: carteiras para os alunos, mesa e cadeira para professor, quadro-branco, pincel e apagador, recursos audiovisuais de qualidade, computador, armário com dicionários, livros, revistas, materiais informativos (como folders e panfletos), mapas, quadros ilustrativos e jogos, nos idiomas espanhol e inglês, bem como outros materiais em quantidade suficiente para uso coletivo da turma, como tesouras, colas, pincéis coloridos. O ideal é que haja uma sala de aula exclusiva para a oferta de cada idioma. O laboratório de línguas deve conter: espaço para o professor com um computador e um microfone interligados aos computadores e aos fones utilizados pelos alunos, de forma a possibilitar a comunicação entre aluno/professor, bem como compartilhar vídeos e áudios pelo computador; mobiliário que individualize o espaço de cada aluno, sendo que cada espaço deve contar com um computador, um microfone e um gravador de voz, possibilitando ao aluno comunicar-se com o professor pelo microfone e ter acesso aos vídeos, áudios e tarefas enviados pelo professor. Equipado com um computador conectado à internet para cada aluno. Equipada com livros de literatura, dicionários, gramáticas e livros didáticos nos idiomas espanhol e inglês. Equipado com mesas, cadeiras e utensílios de mesa. Equipado com utensílios para o preparo de alimentos e bebidas. Equipado com móveis e objetos do contexto da hospedagem. Será necessário, também, ônibus para a condução dos alunos nas visitas técnicas e demais deslocamentos fora da instituição. 14 Modelo de Certificado

12 O(A) Diretor(a) Geral do Campus Florianópolis-Continente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina, no uso de suas atribuições, e tendo em vista a conclusão, no segundo semestre de 2012, do Curso de Formação Inicial e Continuada em INGLÊS / ESPANHOL PARA O TURISMO BÁSICO..., com uma carga horária total de... horas, outorga o presente Certificado a xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx De nacionalidade brasileira, nascido(a) em..., RG..., CPF..., a fim de que possa gozar de todos os direitos e prerrogativas legais. Florianópolis,... Luiz Otávio Cabral Chefe do Depto. de Des. do Ensino IF-SC Campus Fpolis-Continente Portaria n 259, D.O.U. de 01/03/2013 Titular Nelda Plentz de Oliveira Diretora Geral do Campus Fpolis - Continente Portaria n 2.122, D.O.U. de 23/12/2011

13 Curso de Formação Inicial e Continuada em Inglês / Espanhol para o Turismo Básico..., aprovado pela Resolução IFSC n 013/2012. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS FLORIANÓPOLIS-CONTINENTE COORDENADORIA DE REGISTROS ACADÊMICOS Competências/habilidades adquiridas O egresso do Curso de Formação Inicial e/ou Continuada de Espanhol / Inglês para o Turismo é o profissional capaz de comunicar-se, em âmbito pessoal e profissional, com turistas falantes do espanhol / inglês, em nível básico. Certificado com validade em todo o território nacional, emitido nos termos da Lei 9394, de 20/12/1996; do Decreto 5154, de 23/07/2004; e da Lei nº 11892, de 29/12/2008. DADOS DO REGISTRO Registro nº, Livro, Folha Data do registro: / / ELIZABETHE COSTA FRANÇA Coordenador(a) de Registros Acadêmicos Portaria nº 1.109, de 20/09/2012 Publicada no DOU em 21/09/2012 Matrícula Siape: MATRIZ CURRICULAR Matriz Curricular Carga horária Espanhol/Inglês Básico I 60h Espanhol/Inglês Básico II 60h Espanhol/Inglês Básico III 60h Formação profissional 180h

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de Espanhol Básico. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de Espanhol Básico. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de Inglês básico.

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de Inglês básico. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE LÍNGUA FRANCESA Nível: Formação Inicial e Continuada Eixo: Desenvolvimento Educacional e Social

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE LÍNGUA FRANCESA Nível: Formação Inicial e Continuada Eixo: Desenvolvimento Educacional e Social MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CÂMPUS FLORIANÓPOLIS-CONTINENTE PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Língua Inglesa E-Tec Idiomas Sem Fronteiras - Inglês A2

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Língua Inglesa E-Tec Idiomas Sem Fronteiras - Inglês A2 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Inglês Aplicado ao Turismo. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Inglês Aplicado ao Turismo. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CÂMPUS GAROPABA Aprovação do curso e Autorização da oferta

Leia mais

CURSO E-TEC IDIOMAS COPA - INGLÊS

CURSO E-TEC IDIOMAS COPA - INGLÊS INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA CAMPUS FLORIANÓPOLIS - CONTINENTE DEPARTAMENTO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CURSO E-TEC IDIOMAS COPA - INGLÊS PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA - CAMPUS ARARANGUÁ AUXILIAR DE COZINHA Curso de Formação Inicial e Continuada Eixo: Turismo,

Leia mais

~~~. Presidente do Colegiado

~~~. Presidente do Colegiado INSTITUTO FEDERAL ')ANTA CAT ARINA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS FLORIANÓPOLlS -

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC Conversação em Inglês

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC Conversação em Inglês MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS GAROPABA Aprovação do curso e Autorização da oferta

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC em Espanhol Básico. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC em Espanhol Básico. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC Português para fins acadêmicos

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC Português para fins acadêmicos MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS GAROPABA Aprovação do curso e Autorização da oferta

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS CHAPECÓ PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Língua Espanhola E-Tec Idiomas sem Fronteiras - A1

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Língua Espanhola E-Tec Idiomas sem Fronteiras - A1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Língua Portuguesa para estrangeiros Nível básico - A2

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Língua Portuguesa para estrangeiros Nível básico - A2 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL EM LINUX Campus Lages Junho/204 Parte (solicitante) DADOS DO CAMPUS PROPONENTE. Campus: Instituto Federal de Santa Catarina Campus Lages. 2. Endereço/CNPJ/Telefone

Leia mais

Formulário de Aprovação de Curso e Autorização da Oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO. Parte 1 (solicitante)

Formulário de Aprovação de Curso e Autorização da Oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Formulário de Aprovação de Curso e Autorização da Oferta PROJETO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de GESTÃO E LIDERANÇA EM INSTITUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de GESTÃO E LIDERANÇA EM INSTITUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CÂMPUS LAGES Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL DE PROGRAMADOR WEB Campus Lages Junho/2014 Parte 1 (solicitante) DADOS DO CAMPUS PROPONENTE 1. Campus: Instituto Federal de Santa Catarina Campus Lages. 2.

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PREPARATÓRIO PARA TESTES DE PROFICIÊNCIA EM INGLÊS. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PREPARATÓRIO PARA TESTES DE PROFICIÊNCIA EM INGLÊS. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

LÍNGUA INGLESA NÍVEL PRÉ INTERMEDIÁRIO. Projeto Pedagógico do Curso de Formação Inicial e Continuada

LÍNGUA INGLESA NÍVEL PRÉ INTERMEDIÁRIO. Projeto Pedagógico do Curso de Formação Inicial e Continuada MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS AVANÇADO XANXERÊ LÍNGUA INGLESA NÍVEL PRÉ INTERMEDIÁRIO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS COM ANDROID. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS COM ANDROID. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA (FIC)

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA (FIC) PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA (FIC) INGLÊS INTERMEDIÁRIO Florestal 2014 Reitora da Universidade Federal de Viçosa Nilda de Fátima Ferreira Soares Pró-Reitor de Ensino Vicente

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta

Aprovação do curso e Autorização da oferta MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS CAÇADOR Aprovação do curso e Autorização da oferta

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Fundamentos de Linguagens de Programação para Multimídia

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Fundamentos de Linguagens de Programação para Multimídia MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de SOMMELIER. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de SOMMELIER. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS FLORIANÓPOLIS - CONTINENTE

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS FLORIANÓPOLIS - CONTINENTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS FLORIANÓPOLIS - CONTINENTE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA Treinamento de manipuladores de alimentos

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS FLORIANÓPOLIS-CONTINENTE PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC Tratamento de Imagens com Software Livre. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC Tratamento de Imagens com Software Livre. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Formulário de Aprovação de Curso e Autorização da Oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO. Formação Continuada em Inglês para professores de Inglês

Formulário de Aprovação de Curso e Autorização da Oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO. Formação Continuada em Inglês para professores de Inglês MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Formulário de Aprovação de Curso e Autorização da Oferta PROJETO

Leia mais

FIC FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA CURSO DE CONTROLADOR E PROGRAMADOR DE PRODUÇÃO

FIC FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA CURSO DE CONTROLADOR E PROGRAMADOR DE PRODUÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA CAMPUS JARAGUÁ DO SUL FIC FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA CURSO DE CONTROLADOR E PROGRAMADOR DE

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA CAMPUS FLORIANÓPOLIS CONTINENTE PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO FORMAÇÃO CONTINUADA EM GESTÃO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC em Gestão Trabalho em Equipe. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC em Gestão Trabalho em Equipe. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de Organizador de Eventos. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de Organizador de Eventos. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Turismo, Hospitalidade e Lazer CURSO: Gestão de Turismo FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( x ) tecnólogo

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Desenho de símbolos, logotipos e logomarcas com Software Livre

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Desenho de símbolos, logotipos e logomarcas com Software Livre MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC DE INGLÊS BÁSICO, PRÉ-INTERMEDIÁRIO E INTERMEDIÁRIO. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC DE INGLÊS BÁSICO, PRÉ-INTERMEDIÁRIO E INTERMEDIÁRIO. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS CAÇADOR Aprovação do curso e Autorização da oferta

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC Ferramentas Online. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC Ferramentas Online. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC Fundamentos de Programação Web para Multimídia. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC Fundamentos de Programação Web para Multimídia. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC Programador de Dispositivos Móveis. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC Programador de Dispositivos Móveis. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. Jairo de Oliveira EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. Jairo de Oliveira EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Turismo, Hospitalidade e Lazer CURSO: Técnico em Hospedagem FORMA/GRAU:( X )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura (

Leia mais

GRADUAÇÃO HOTELARIA BACHARELADO. NOTA MÁXIMA NO MEC Ministério da Educação

GRADUAÇÃO HOTELARIA BACHARELADO. NOTA MÁXIMA NO MEC Ministério da Educação NOTA MÁXIMA NO MEC Ministério da Educação TITULAÇÃO: Bacharel em Hotelaria CARGA HORÁRIA: 3.104 horas DURAÇÃO: 2 anos DIFERENCIAL 2 ANOS A Castelli ESH propõe-se a ofertar o Curso de Graduação em Hotelaria,

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FORMAÇÃO CONTINUADA EM EDUCAÇÃO E NOVAS TECNOLOGIAS Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FORMAÇÃO CONTINUADA EM EDUCAÇÃO E NOVAS TECNOLOGIAS Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de XXX Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de XXX Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009

PLANO DE ENSINO 2009 PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação (X ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Turismo Disciplina

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS JOINVILLE PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO ESPAÑOL: INTERMEDIARIO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA DADOS DO CAMPUS PROPONETE 1. Campus São José. Aprovação do

Leia mais

PROJETO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC

PROJETO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC CAMPUS PETROLINA PROJETO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC 1 CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA EM ESPANHOL E INGLÊS INSTRUMENTAL PARA MESTRADO E DOUTORADO EMENTA: Compreensão da Língua

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Língua Francesa Nível Básico I. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Língua Francesa Nível Básico I. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Desenho de Moda. Parte 1 (solicitante)

Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Desenho de Moda. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Desenho

Leia mais

FIC FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA CURSO DE ASSISTENTE DE CONTROLE DE QUALIDADE

FIC FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA CURSO DE ASSISTENTE DE CONTROLE DE QUALIDADE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA CAMPUS JARAGUÁ DO SUL FIC FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA CURSO DE ASSISTENTE DE CONTROLE DE QUALIDADE

Leia mais

CURSO DE EXTENSÃO Ensino e Aprendizagem de Língua Inglesa para Comunicação em Contextos Acadêmicos Professora Responsável: Sandra Mari Kaneko Marques

CURSO DE EXTENSÃO Ensino e Aprendizagem de Língua Inglesa para Comunicação em Contextos Acadêmicos Professora Responsável: Sandra Mari Kaneko Marques INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS SÃO CARLOS CURSO DE EXTENSÃO Ensino e Aprendizagem de Língua Inglesa para Comunicação em Contextos Acadêmicos Professora Responsável:

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR APROVADO PELA RESOLUÇÃO

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Turismo, Hospitalidade e Lazer CURSO: Gestão de Turismo FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( X) tecnólogo

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Serviços de Mesa. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Serviços de Mesa. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO EXTENSÃO E. E. INDIA VANUÍRE Código: 9136 Município: Tupã - SP Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional:

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. TURMA: 1º ANO 1º semestre

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. TURMA: 1º ANO 1º semestre EIXO TECNOLÓGICO: GESTÃO E NEGÓCIOS Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: TÉCNICO EM SECRETARIADO FORMA/GRAU: ( )integrado ( x )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC

PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC Campus Ceilândia INGLÊS BÁSICO Ceilândia, Outubro de 2014. Reitoria Wilson Conciani Reitor Adilson Cesar de Araújo Pró - Reitoria

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO CONDUTOR CULTURAL LOCAL

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO CONDUTOR CULTURAL LOCAL Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO CONDUTOR CULTURAL LOCAL Belo Horizonte

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Custos Operacionais e de Produtos. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Custos Operacionais e de Produtos. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de INGLÊS PARA NEGÓCIOS - CONVERSAÇÃO. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de INGLÊS PARA NEGÓCIOS - CONVERSAÇÃO. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

PLANO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DO PRONATEC

PLANO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DO PRONATEC PLANO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DO PRONATEC Dados da Instituição Razão Social Esfera Administrativa Site de Instituição e do Programa Supervisor do Curso Titulação Nome do Curso Características

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de ALMOXARIFE. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de ALMOXARIFE. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Planejamento de Marketing. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Planejamento de Marketing. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Química: Intensivo para o ENEM e Vestibular. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Química: Intensivo para o ENEM e Vestibular. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de INFORMÁTICA II - FERRAMENTAS PARA ESCRITÓRIO. Parte 1 (Solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de INFORMÁTICA II - FERRAMENTAS PARA ESCRITÓRIO. Parte 1 (Solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO:Turismo, Hospitalidade e Lazer CURSO: Técnico em Eventos FORMA/GRAU: (X )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

Denominação do curso: ESPANHOL APLICADO A SERVIÇOS TURÍSTICOS BÁSICO

Denominação do curso: ESPANHOL APLICADO A SERVIÇOS TURÍSTICOS BÁSICO 1- DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Denominação do curso: ESPANHOL APLICADO A SERVIÇOS TURÍSTICOS BÁSICO Eixo Tecnilógico: Apoio Educacional Local de oferta: IFBA Campus Ilhéus Modalidade: Presencial Turno de oferta:

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA

CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS ARARANGUÁ CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA Espanhol Básico Araranguá, março de 2013 MINISTÉRIO

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA XXXXXX

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA XXXXXX MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA CAMPUS XXXXXX PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO - PRONATEC PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE FORMAÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Turismo, Hospitalidade e Lazer CURSO: Técnico em Eventos FORMA/GRAU: (X )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Escola de Ciências e Tecnologia. Tutoria no Bacharelado em Ciências e Tecnologia. Introdução.

Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Escola de Ciências e Tecnologia. Tutoria no Bacharelado em Ciências e Tecnologia. Introdução. Universidade Federal do Rio Grande do Norte Escola de Ciências e Tecnologia Tutoria no Bacharelado em Ciências e Tecnologia (Rascunho) Introdução O Bacharelado em Ciências e Tecnologia (BCT), da Universidade

Leia mais

CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares

CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares C M E CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO NATAL/RN RESOLUÇÃO Nº 003/2011 CME Estabelece normas sobre a Estrutura, Funcionamento e Organização do trabalho pedagógico da Educação de Jovens e Adultos nas unidades

Leia mais

Plano de Curso. Universidade Federal de Viçosa - Campus UFV Florestal Central de Ensino e Desenvolvimento Agrário de Florestal

Plano de Curso. Universidade Federal de Viçosa - Campus UFV Florestal Central de Ensino e Desenvolvimento Agrário de Florestal Plano de Curso Dados da Instituição Razão Social Esfera Administrativa Site de Instituição Universidade Federal de Viçosa - Campus UFV Florestal Central de Ensino e Desenvolvimento Agrário de Florestal

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de INGLES INTERMEDIÁRIO. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de INGLES INTERMEDIÁRIO. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Extensão Esterina Placco Código: 091.1 Município: São Carlos-SP Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico

Leia mais

Plano de Curso. Universidade Federal de Viçosa - Campus UFV Florestal Central de Ensino e Desenvolvimento Agrário de Florestal

Plano de Curso. Universidade Federal de Viçosa - Campus UFV Florestal Central de Ensino e Desenvolvimento Agrário de Florestal Plano de Curso Dados da Instituição Razão Social Esfera Administrativa Site de Instituição Universidade Federal de Viçosa - Campus UFV Florestal Central de Ensino e Desenvolvimento Agrário de Florestal

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta

Aprovação do curso e Autorização da oferta MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO Curso: Turismo Disciplina: Língua Inglesa Carga Horária Semestral: 40 h/a Semestre do Curso: 5º Semestre 1 - Ementa (sumário, resumo) Compreensão de texto básico. Revisão

Leia mais

Regulamento Interno INCO-CEPEL

Regulamento Interno INCO-CEPEL Regulamento Interno INCO-CEPEL 1. DA NATUREZA DO PROGRAMA O Centro de Estudos e Pesquisas em Ensino de Línguas (CEPEL) da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FEUSP) destina-se à pesquisa,

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Produtor de Bebidas Alcoólicas. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Produtor de Bebidas Alcoólicas. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

CEFAPAM - Centro de Extensão da Faculdade de Pará de Minas. Regulamento

CEFAPAM - Centro de Extensão da Faculdade de Pará de Minas. Regulamento CONFRARIA NOSSA SENHORA DA PIEDADE DA PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA PIEDADE Faculdade de Pará de Minas - FAPAM Reconhecida pelo Decreto 79090, de 04/01/77 Rua Ricardo Marinho, 110 - São Geraldo - Pará de Minas/MG

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Turismo, Hospitalidade e Lazer CURSO: Tecnólogo em Gestão em Turismo FORMA/GRAU: ( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de SketchUp na Construção Civil. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de SketchUp na Construção Civil. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1

MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1 NÚMERO DE VAGAS: 45 (Quarenta e cinco) vagas. PREVISÃO DE INÍCIO DAS AULAS Abril de 2014 APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1 O MBA EM CONSULTORIA & GESTÃO DE NEGÓCIOS,

Leia mais

Centro Universitário de Brusque - Unifebe Conselho Universitário - Consuni INGLÊS INSTRUMENTAL A DISTÂNCIA - NÍVEL I. Brusque, julho de 2009.

Centro Universitário de Brusque - Unifebe Conselho Universitário - Consuni INGLÊS INSTRUMENTAL A DISTÂNCIA - NÍVEL I. Brusque, julho de 2009. Centro Universitário de Brusque - Unifebe Conselho Universitário - Consuni INGLÊS INSTRUMENTAL A DISTÂNCIA - NÍVEL I Brusque, julho de 2009. 1. Identificação do Projeto 1.1. Linha de Extensão: Educação

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC Paulino Botelho Extensão Esterina Placco Código: 091.1 Município: São Carlos-SP Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Planejamento Estratégico. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Planejamento Estratégico. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Resolução nº 29/CONSUP/IFRO, de 03 de outubro de 2011. Art. 2º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.

Resolução nº 29/CONSUP/IFRO, de 03 de outubro de 2011. Art. 2º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA CONSELHO SUPERIOR Resolução nº 29/CONSUP/IFRO, de 03 de outubro

Leia mais

1) A prática e o aprofundamento das habilidades comunicativas específicas que serão avaliadas nos exames.

1) A prática e o aprofundamento das habilidades comunicativas específicas que serão avaliadas nos exames. C U R S O S ESPECIAIS I n s t i t u t o C e r v a n t e s d e B r a s i l i a CURSOS ESPECIAIS O Instituto Cervantes de Brasília dispõe de uma ampla oferta de cursos especiais para se adaptar as necessidades

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município:Garça Eixo Tecnológico: Mecatrônica Habilitação Profissional: Técnico em Mecatrônica Qualificação: Técnico

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PROGRAMA INGLÊS SEM FRONTEIRAS NÚCLEO DE LÍNGUAS - NucLi EDITAL Nº 03, DE 13 DE OUTUBRO DE 2014

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PROGRAMA INGLÊS SEM FRONTEIRAS NÚCLEO DE LÍNGUAS - NucLi EDITAL Nº 03, DE 13 DE OUTUBRO DE 2014 EDITAL Nº 03, DE 13 DE OUTUBRO DE 2014 Edital nº 03, de 13 de outubro de 2014, da Universidade Federal de Pelotas UFPEL, referente ao processo seletivo simplificado para a função de PROFESSOR BOLSISTA

Leia mais

Curso Técnico em Informática para Internet. Depto Acadêmico de Saúde e Serviços (DASS) Campus Florianópolis

Curso Técnico em Informática para Internet. Depto Acadêmico de Saúde e Serviços (DASS) Campus Florianópolis Curso Técnico em Informática para Internet Depto Acadêmico de Saúde e Serviços (DASS) Campus Florianópolis Rede Escola Técnica Aberta do Brasil Programa nacional MEC (SEED/SETEC) - Decreto No.6301 de 12/12/2007

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES INSTITUTO DE LETRAS NÚCLEO DE EXTENSÃO LICOM / LÍNGUAS PARA A COMUNIDADE

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES INSTITUTO DE LETRAS NÚCLEO DE EXTENSÃO LICOM / LÍNGUAS PARA A COMUNIDADE UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES INSTITUTO DE LETRAS NÚCLEO DE EXTENSÃO LICOM / LÍNGUAS PARA A COMUNIDADE NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA O PROCESSO SELETIVO PARA PREENCHIMENTO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO Curso de Formação Continuada em Videoconferência. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO Curso de Formação Continuada em Videoconferência. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Configuração de Redes de Computadores Linux. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Configuração de Redes de Computadores Linux. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

6h diárias - 11 meses

6h diárias - 11 meses 6h diárias - 11 meses PROPOSTA PEDAGÓGICA PROGRAMA DE APRENDIZAGEM EM AUXILIAR DE VAREJO ÍNDICE 1 - Apresentação da Entidade ijovem 3 2 - Justificativa do Programa. 3 3 Público-alvo: 4 4 Objetivo geral:

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Comunicação e Atendimento ao Cliente. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Comunicação e Atendimento ao Cliente. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Planejamento Anual - 2014

Planejamento Anual - 2014 Planejamento Anual - 2014 Tutor Email SILVANA SOUZA SILVEIRA silvana.silveira@pucrs.br Informações do Planejamento Planejamento quanto à participação/contribuição do (a) tutor (a) nas atividades e na formação

Leia mais

EDITAL Nº. 027, DE 14 DE AGOSTO DE 2009.

EDITAL Nº. 027, DE 14 DE AGOSTO DE 2009. INSTITUTO FEDERAL GOIÁS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS EDITAL Nº. 027, DE 14 DE AGOSTO DE 2009. A

Leia mais