CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE COACHING

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE COACHING"

Transcrição

1

2 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE COACHING

3 Base Legal Artigos 593 a 609 Novo Código Civil; Código de Defesa do Consumidor Art A prestação de serviço, que não estiver sujeita às leis trabalhistas ou a lei especial, reger-se-á pelas disposições deste Capítulo. Art Toda a espécie de serviço ou trabalho lícito, material ou imaterial, pode ser contratada mediante retribuição.

4 Definição Legal Consumidor e Prestador de Serviços Art. 2 Consumidor é toda pessoa física ou jurídica que adquire ou utiliza produto ou serviço como destinatário final. Parágrafo único. Equipara-se a consumidor a coletividade de pessoas, ainda que indetermináveis, que haja intervindo nas relações de consumo. Art. 3 Fornecedor é toda pessoa física ou jurídica, pública ou privada, nacional ou estrangeira, bem como os entes despersonalizados, que desenvolvem atividade de produção, montagem, criação, construção, transformação, importação, exportação, distribuição ou comercialização de produtos ou prestação de serviços.

5 CDC - Práticas Comerciais Art. 30. Toda informação ou publicidade, suficientemente precisa, veiculada por qualquer forma ou meio de comunicação com relação a produtos e serviços oferecidos ou apresentados, obriga o fornecedor que a fizer veicular ou dela se utilizar e integra o contrato que vier a ser celebrado. Art. 31. A oferta e apresentação de produtos ou serviços devem assegurar informações corretas, claras, precisas, ostensivas e em língua portuguesa sobre suas características, qualidades, quantidade, composição, preço, garantia, prazos de validade e origem, entre outros dados, bem como sobre os riscos que apresentam à saúde e segurança dos consumidores.

6 CDC Proteção Contratual Consumidor Art. 46. Os contratos que regulam as relações de consumo não obrigarão os consumidores, se não lhes for dada a oportunidade de tomar conhecimento prévio de seu conteúdo, ou se os respectivos instrumentos forem redigidos de modo a dificultar a compreensão de seu sentido e alcance. Art. 47. As cláusulas contratuais serão interpretadas de maneira mais favorável ao consumidor. Art. 48. As declarações de vontade constantes de escritos particulares, recibos e pré-contratos relativos às relações de consumo vinculam o fornecedor, ensejando inclusive execução específica, nos termos do art. 84 e parágrafos.

7 CDC Cláusulas Abusivas Art. 51. São nulas de pleno direito, entre outras, as cláusulas contratuais relativas ao fornecimento de produtos e serviços que: I - impossibilitem, exonerem ou atenuem a responsabilidade do fornecedor por vícios de qualquer natureza dos produtos e serviços ou impliquem renúncia ou disposição de direitos. Nas relações de consumo entre o fornecedor e o consumidor pessoa jurídica, a indenização poderá ser limitada, em situações justificáveis; II - subtraiam ao consumidor a opção de reembolso da quantia já paga, nos casos previstos neste código; III - transfiram responsabilidades a terceiros; IV - estabeleçam obrigações consideradas iníquas, abusivas, que coloquem o consumidor em desvantagem exagerada, ou sejam incompatíveis com a boa-fé ou a eqüidade;

8 CDC Contratos de Adesão Art. 54. Contrato de adesão é aquele cujas cláusulas tenham sido aprovadas pela autoridade competente ou estabelecidas unilateralmente pelo fornecedor de produtos ou serviços, sem que o consumidor possa discutir ou modificar substancialmente seu conteúdo. 1 A inserção de cláusula no formulário não desfigura a natureza de adesão do contrato. 2 Nos contratos de adesão admite-se cláusula resolutória, desde que a alternativa, cabendo a escolha ao consumidor, ressalvando-se o disposto no 2 do artigo anterior. 3 Os contratos de adesão escritos serão redigidos em termos claros e com caracteres ostensivos e legíveis, cujo tamanho da fonte não será inferior ao corpo doze, de modo a facilitar sua compreensão pelo consumidor. (Redação dada pela nº , de 2008) 4 As cláusulas que implicarem limitação de direito do consumidor deverão ser redigidas com destaque, permitindo sua imediata e fácil compreensão.

9 Requisitos Contrato Serviços O contrato de prestação de serviços é consensual; portanto, tem forma livre (escrita, verbal, mímica ou tácita), bastando que haja a vontade das partes para que seja celebrado. Partes capazes de contrair obrigações.

10 Cláusulas Contrato Serviços Partes Objeto Remuneração Direitos e Obrigações Vigência e Rescisão Foro

11 Cláusulas Específicas Coaching Ressalvar que o contrato independe de resultado obtido por parte do COACHEE. Distinguir serviços de Coaching de atividades de aconselhamento, terapia, psicoterapia, psicanálise, diagnóstico, tratamento de doenças físicas ou mentais, entre outras atividades de natureza médica, jurídica e espiritual.

12 Prazo para Rescisão Art Não havendo prazo estipulado, nem se podendo inferir da natureza do contrato, ou do costume do lugar, qualquer das partes, a seu arbítrio, mediante prévio aviso, pode resolver o contrato. Parágrafo único. Dar-se-á o aviso: I - com antecedência de oito dias, se o salário se houver fixado por tempo de um mês, ou mais; II - com antecipação de quatro dias, se o salário se tiver ajustado por semana, ou quinzena; III - de véspera, quando se tenha contratado por menos de sete dias

E-commerce e o Direito do Consumidor

E-commerce e o Direito do Consumidor E-commerce e o Direito do Consumidor Palestrante: Felipe Gustavo Braiani Santos Advogado atuante no direito do consumidor, formado pela UCDB, especializando em Direito Processual Civil pela UNISC. Servidor

Leia mais

Título I do Código de Proteção e Defesa do Consumidor

Título I do Código de Proteção e Defesa do Consumidor 0 Título I do Código de Proteção e Defesa do Consumidor Título I - Dos Direitos do Consumidor Capítulos I VI 1 TÍTULO I Dos Direitos do Consumidor CAPÍTULO I Disposições Gerais Art. 1 O presente código

Leia mais

AULA 11: DIREITO DO CONSUMIDOR I

AULA 11: DIREITO DO CONSUMIDOR I AULA 11: DIREITO DO CONSUMIDOR I Prof. Thiago Gomes Você é consumidor? Posso ser consumidor sem ter comprado nada? Comprei um pijama pela internet e recebi uma pantufa rosa.quais são meus direitos? 1 Nas

Leia mais

Bancário Direito do Consumidor Paulo Ellery Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

Bancário Direito do Consumidor Paulo Ellery Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Bancário Direito do Consumidor Paulo Ellery 2013 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Caixa Econômica DIR. DO CONSUMIDOR TÍTULO I Dos Direitos do Consumidor CAPÍTULO

Leia mais

Bancário Direito do Consumidor Paulo Ellery Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

Bancário Direito do Consumidor Paulo Ellery Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Bancário Direito do Consumidor Paulo Ellery 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. BANCO DO BRASIL DIR. DO CONSUMIDOR TÍTULO I Dos Direitos do Consumidor CAPÍTULO

Leia mais

Direito do Consumidor Prof. Aline Baptista Santiago

Direito do Consumidor Prof. Aline Baptista Santiago Direito do Consumidor Prof. Aline Baptista Santiago A disciplina de Direito do Consumidor será cobrada juntamente com Direito Civil em 22 das 100 questões da prova objetiva. Com base na ementa da disciplina

Leia mais

AULA 03: PRÁTICAS COMERCIAIS. Prof. Thiago Gomes

AULA 03: PRÁTICAS COMERCIAIS. Prof. Thiago Gomes AULA 03: PRÁTICAS COMERCIAIS Prof. Thiago Gomes 1. CONTEXTUALIZAÇÃO 2. CONCEITO DE OFERTA (Art.30,CDC) Toda informação ou publicidade, suficientemente precisa, veiculada por qualquer forma ou meio de comunicação

Leia mais

CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR. 1) TEORIA UNITÁRIA: não há preocupação legislativa se é de norma legal ou contratual no tocante ao CDC.

CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR. 1) TEORIA UNITÁRIA: não há preocupação legislativa se é de norma legal ou contratual no tocante ao CDC. 1 CDC PONTO 1: RESPONSABILIDADE CIVIL NO CDC PONTO 2: a) TEORIAS E RESPONSABILIDADE POR DEFEITO b) RESPONSABILIDADE POR VÍCIO A RESPONSABILIDADE CIVIL NO CDC: 1) TEORIA UNITÁRIA: não há preocupação legislativa

Leia mais

DIREITO DIGITAL LEI Nº 8.078, DE 11 DE SETEMBRO DE /10/2016 CÓDIGO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR. Social Commerce

DIREITO DIGITAL LEI Nº 8.078, DE 11 DE SETEMBRO DE /10/2016 CÓDIGO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR. Social Commerce Direito Digital Social Commerce Também conhecido como Comércio Social, é uma modalidade de comércio eletrônico que trabalha o relacionamento interpessoal, indo além da simples transação comercial. Exemplos

Leia mais

DIREITOS BÁSICOS DO CONSUMIDOR APOIO:

DIREITOS BÁSICOS DO CONSUMIDOR APOIO: PRODUÇÃO: Associação Brasileira de Defesa do Consumidor e Trabalhador Rua Senador Dantas, 75 Grupo1607 - Rio de Janeiro - RJ. Rua Maestro Felício Toledo, 495, Sala 213 - Niterói - RJ. Rua Dr. Francisco

Leia mais

Tropa de Elite - Polícia Civil Legislação Penal Especial Código de Defesa do Consumidor - Parte Criminal Liana Ximenes

Tropa de Elite - Polícia Civil Legislação Penal Especial Código de Defesa do Consumidor - Parte Criminal Liana Ximenes Tropa de Elite - Polícia Civil Legislação Penal Especial Código de Defesa do Consumidor - Parte Criminal Liana Ximenes 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Código

Leia mais

Tema 5. Proteção Contratual no Direito do Consumidor. Pablo Jiménez Serrano*

Tema 5. Proteção Contratual no Direito do Consumidor. Pablo Jiménez Serrano* 1 Tema 5. Proteção Contratual no Direito do Consumidor. Pablo Jiménez Serrano* Conteúdo: 1. Proteção Contratual. 2. Tipo de contrato: o contrato de adesão. 3. Fundamento principiológico da contratação

Leia mais

SELEÇÃO DE ESTÁGIO PROCON ESTADUAL DA PARAÍBA PROCON/PB FACULDADE REINALDO RAMOS - CESREI. Informações gerais

SELEÇÃO DE ESTÁGIO PROCON ESTADUAL DA PARAÍBA PROCON/PB FACULDADE REINALDO RAMOS - CESREI. Informações gerais SELEÇÃO DE ESTÁGIO PROCON ESTADUAL DA PARAÍBA PROCON/PB FACULDADE REINALDO RAMOS - CESREI Informações gerais Você receberá do fiscal de sala o material descrito a seguir: a) uma folha destinada às respostas

Leia mais

Prof. Me. Edson Guedes. Unidade II INSTITUIÇÕES DE DIREITO

Prof. Me. Edson Guedes. Unidade II INSTITUIÇÕES DE DIREITO Prof. Me. Edson Guedes Unidade II INSTITUIÇÕES DE DIREITO 5. Direito Civil Unidade II 5.1 Da validade dos negócios jurídicos; 5.2 Responsabilidade civil e ato ilícito; 5. Direito Civil 5.1 Da validade

Leia mais

REGULAMENTO DE COMPRAS DO INSTITUTO ENSINAR DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL

REGULAMENTO DE COMPRAS DO INSTITUTO ENSINAR DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL REGULAMENTO DE COMPRAS DO INSTITUTO ENSINAR DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - Este Regulamento tem por objetivo definir os critérios e as condições a serem observados

Leia mais

Art. 2º. Consumidor é toda pessoa física ou jurídica que adquire ou utiliza produto ou serviço como destinatário final.

Art. 2º. Consumidor é toda pessoa física ou jurídica que adquire ou utiliza produto ou serviço como destinatário final. LEI Nº 8.078, DE 11 DE SETEMBRO DE 1990 Nota: Lei regulamentada pelo Decreto nº 2.181, de 20.03.1997. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Dispõe sobre a proteção do consumidor e dá outras providências. Faço saber

Leia mais

Direito e legislação. Tópico III Direito das obrigações Contratos

Direito e legislação. Tópico III Direito das obrigações Contratos Direito e legislação Tópico III Direito das obrigações Contratos Direito das Obrigações Credor Devedor Espécies das Obrigações Obrigação de dar (certa e incerta) Coisa Certa é aquela em que o devedor se

Leia mais

Contrato de Mediação de Exportação

Contrato de Mediação de Exportação Contrato de Mediação de Exportação IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES CONTRATANTE: (Nome da Contratante), com sede em (xxx), na Rua (xxx), nº (xxx), bairro (xxx), Cep (xxx), no Estado (xxx), inscrita

Leia mais

CONTRATO DE CESSÃO DE DIREITOS AUTORAIS SOBRE OBRA LITERÁRIA QUE ENTRE SI FAZEM AS PARTES ABAIXO QUALIFICADAS.

CONTRATO DE CESSÃO DE DIREITOS AUTORAIS SOBRE OBRA LITERÁRIA QUE ENTRE SI FAZEM AS PARTES ABAIXO QUALIFICADAS. CONTRATO DE CESSÃO DE DIREITOS AUTORAIS SOBRE OBRA LITERÁRIA QUE ENTRE SI FAZEM AS PARTES ABAIXO QUALIFICADAS. Pelo presente instrumento particular de CESSÃO DE DIREITOS AUTORAIS, de um lado, pessoa jurídica

Leia mais

TERMO DE ADESÃO ASSINATURA JORNAL CORREIO BRAZILIENSE

TERMO DE ADESÃO ASSINATURA JORNAL CORREIO BRAZILIENSE TERMO DE ADESÃO ASSINATURA JORNAL CORREIO BRAZILIENSE Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de Direito, a S/A CORREIO BRAZILIENSE, com sede no SIG Q 02 lote 304, CEP 70610-901, Brasília/DF,

Leia mais

A APLICABILIDADE DO CÓDIGO CIVIL E DO CÓDIGO DE DEFESA CONSUMIDOR NOS CONTRATOS DE COMPRA E VENDA.

A APLICABILIDADE DO CÓDIGO CIVIL E DO CÓDIGO DE DEFESA CONSUMIDOR NOS CONTRATOS DE COMPRA E VENDA. A APLICABILIDADE DO CÓDIGO CIVIL E DO CÓDIGO DE DEFESA CONSUMIDOR NOS CONTRATOS DE COMPRA E VENDA. Daiele dos Santos KAIZER Danuza Aguiar AFFONSO Fernanda Barbosa RAMIRES INTRODUÇÃO Este trabalho possui

Leia mais

SUMÁRIO. 1.ª Parte DIREITO MATERIAL. Flávio Tartuce 1. O CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR E SUA POSIÇÃO NO ORDENA- MENTO JURÍDICO BRASILEIRO

SUMÁRIO. 1.ª Parte DIREITO MATERIAL. Flávio Tartuce 1. O CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR E SUA POSIÇÃO NO ORDENA- MENTO JURÍDICO BRASILEIRO SUMÁRIO 1.ª Parte DIREITO MATERIAL Flávio Tartuce 1. O CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR E SUA POSIÇÃO NO ORDENA- MENTO JURÍDICO BRASILEIRO 1.1. Primeiras palavras sobre o Código de Defesa do Consumidor.

Leia mais

TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica A RESPONSABILIDADE DO COMERCIANTE POR ACIDENTES DE CONSUMO. Letícia Mariz de Oliveira Advogada

TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica A RESPONSABILIDADE DO COMERCIANTE POR ACIDENTES DE CONSUMO. Letícia Mariz de Oliveira Advogada TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica A RESPONSABILIDADE DO COMERCIANTE POR ACIDENTES DE CONSUMO Letícia Mariz de Oliveira Advogada A Seção II (Da Responsabilidade pelo Fato do Produto e do Serviço), do

Leia mais

CONTRATO DE REPRESENTAÇÃO COMERCIAL, que entre sim fazem, como. Representada...,e como REPRESENTANTE...,QUALIFICADOS NA FORMA

CONTRATO DE REPRESENTAÇÃO COMERCIAL, que entre sim fazem, como. Representada...,e como REPRESENTANTE...,QUALIFICADOS NA FORMA MODELO DE CONTRATO DE REPRESENTAÇÃO COMERCIAL CONTRATO DE REPRESENTAÇÃO COMERCIAL, que entre sim fazem, como Representada...,e como REPRESENTANTE...,QUALIFICADOS NA FORMA ABAIXO: Pelo presente instrumento

Leia mais

DIREITO CIVIL III - CONTRATOS CONTRATOS TEORIA GERAL DOS. Interpretação Contratual (Hermenêutica) 24/09/09 Prof a. Esp.

DIREITO CIVIL III - CONTRATOS CONTRATOS TEORIA GERAL DOS. Interpretação Contratual (Hermenêutica) 24/09/09 Prof a. Esp. DIREITO CIVIL III - CONTRATOS TEORIA GERAL DOS CONTRATOS Interpretação Contratual (Hermenêutica) 24/09/09 Prof a. Esp. Helisia Góes CONCEITOS RELEVANTES INTERPRETAR é estender ou explicar o sentido, as

Leia mais

Prova de ª Questão:. Assinale, dentre as proposições abaixo, a correta:

Prova de ª Questão:. Assinale, dentre as proposições abaixo, a correta: Prova de 2006 1ª Questão:. Assinale, dentre as proposições abaixo, a correta: I. Nas relações de consumo entre o fornecedor e o consumidor-pessoa jurídica, a indenização poderá ser limitada, em situações

Leia mais

CONTRATO Nº. 264/2015

CONTRATO Nº. 264/2015 CONTRATO Nº. 264/2015 LOCAÇÃO DE VEÍCULOS PARA TRANSPORTE ESCOLAR, QUE NA FORMA ABAIXO FAZEM ENTRE SI: A FIMES FUNDAÇÃO INTEGRADA MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR, fundação pública municipal criada pela Lei

Leia mais

Contratação de Agente Comercial no Exterior

Contratação de Agente Comercial no Exterior Unidade de Projetos Termo de Referência sobre Contratação de Agente Comercial no Exterior REVISTO E ATUALIZADO Março de 2013 Elaborado por: Apex-Brasil Pág: 1 GESTOR DE PROJETO Richard Sabah COORDENADOR

Leia mais

REGULAMENTO DUX COWORKING E FREELANCER PARCERIA PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS São Paulo, 03 de dezembro de TÍTULO I GENERALIDADES

REGULAMENTO DUX COWORKING E FREELANCER PARCERIA PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS São Paulo, 03 de dezembro de TÍTULO I GENERALIDADES REGULAMENTO DUX COWORKING E FREELANCER PARCERIA PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS São Paulo, 03 de dezembro de 2012. TÍTULO I GENERALIDADES CONSIDERANDO a intenção de atender, com excelência, as demandas do

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires LEI Nº 5.369, DE 04 DE SETEMBRO DE 2013 Autoriza o Poder Executivo a celebrar convênio para repasse de recursos financeiros, constituído de Contribuição à Instituição Sinodal de Assistência, Educação e

Leia mais

CLÁUSULA SEGUNDA - DO PRAZO O prazo de vigência do presente instrumento é de 8 (oito) meses, a partir de sua data de assinatura.

CLÁUSULA SEGUNDA - DO PRAZO O prazo de vigência do presente instrumento é de 8 (oito) meses, a partir de sua data de assinatura. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PUBLICAÇÕES, QUE ENTRE SI CELEBRAM a CÂMARA MUNICIPAL DE ARAXÁ E A IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO DE MINAS GERAIS, SOB O Nº: 08/2015. A Câmara Municipal de Araxá, inscrita

Leia mais

Contrato de Trabalho Prazo Indeterminado e Prazo Determinado. Prof.ª Rosana Abbud

Contrato de Trabalho Prazo Indeterminado e Prazo Determinado. Prof.ª Rosana Abbud Contrato de Trabalho Prazo Indeterminado e Prazo Determinado Prof.ª Rosana Abbud Contrato de Trabalho Contrato É o acordo de vontades, seja ele tácito ou expresso, por meio do qual as partes contratantes

Leia mais

DOS NEGÓCIOS JURÍDICOS

DOS NEGÓCIOS JURÍDICOS DOS NEGÓCIOS JURÍDICOS CLASSIFICAÇÃO DOS NEGÓCIOS JURÍDICOS: (a) unilaterais bilaterais e plurilaterais; (b) gratuitos e onerosos neutros e bifrontes; (c) inter vivos e mortis causa ; (d) principais e

Leia mais

ESTRUTURA RELAÇÃO OBRIGACIONAL RELAÇÃO OBRIGACIONAL RELAÇÃO JURIDICA DE DIREITO REAL SUJ. ATIVO VINC SUJ. PASSIVO = VINCULO

ESTRUTURA RELAÇÃO OBRIGACIONAL RELAÇÃO OBRIGACIONAL RELAÇÃO JURIDICA DE DIREITO REAL SUJ. ATIVO VINC SUJ. PASSIVO = VINCULO 1 PONTO 1: OBRIGAÇÕES PONTO 2: a) ESTRUTURA DA RELAÇÃO OBRIGACIONAL PONTO 3: b) PRINCÍPIOS DO DIREITO OBRIGACIONAL ESTRUTURA RELAÇÃO OBRIGACIONAL RELAÇÃO OBRIGACIONAL RELAÇÃO JURIDICA DE DIREITO REAL SUJ.

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº.: 019/2014 CONTRATO Nº 033/2014

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº.: 019/2014 CONTRATO Nº 033/2014 SECRETARIA MUNICIPAL DE SAUDE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº.: 019/2014 CONTRATO Nº 033/2014 O FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE, Estado de Pernambuco,

Leia mais

ANEXO I MINUTA DE CONTRATO ADMINISTRATIVO

ANEXO I MINUTA DE CONTRATO ADMINISTRATIVO ANEXO I MINUTA DE CONTRATO ADMINISTRATIVO O MUNICÍPIO DE SÃO JOÃO DA URTIGA-RS, pessoa jurídica de direito público, inscrito no CNPJ sob nº 90.483.082/0001-65, com sede na Avenida Professor Zeferino, n.

Leia mais

Noções do Código da Defesa do Consumidor

Noções do Código da Defesa do Consumidor Professor Luiz Antonio de Carvalho Noções do Código da Defesa do Consumidor Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 8.078, DE 11 DE SETEMBRO DE 1990. Dispõe sobre a

Leia mais

DIREITO DO CONSUMIDOR II

DIREITO DO CONSUMIDOR II DIREITO DO CONSUMIDOR II PRÁTICAS COMERCIAIS: PUBLICIDADE Prof. Thiago Gomes Conceito Considera-se propaganda qualquer forma remunerada de difusão de ideias, mercadorias, produtos ou serviços, por parte

Leia mais

42) Quanto aos elementos ou requisitos de validade dos atos administrativos não podemos afirmar:

42) Quanto aos elementos ou requisitos de validade dos atos administrativos não podemos afirmar: Finalmente, hoje, terminaremos os comentários ao simulado da 2ª Feira do Concurso. 41) Analise as situações abaixo e assinale a alternativa correta: I Ronaldo é Auditor Fiscal da Receita Federal aposentado

Leia mais

Caminho Jurídico do Empreendedor

Caminho Jurídico do Empreendedor Caminho Jurídico do Empreendedor Introdução Início de Atividade Empresária requer: Modelo de empresas/tipos societários; Contrato social, Registro de marcas e patentes; Elaboração e estudo de contratos

Leia mais

CONTRATO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MEDIAÇÃO E CORRETAGEM IMOBILIÁRIA COM EXCLUSIVIDADE

CONTRATO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MEDIAÇÃO E CORRETAGEM IMOBILIÁRIA COM EXCLUSIVIDADE CONTRATO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MEDIAÇÃO E CORRETAGEM IMOBILIÁRIA COM EXCLUSIVIDADE Pelo presente instrumento particular de CONTRATO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MEDIAÇÃO E CORRETAGEM

Leia mais

Dos Direitos do Consumidor

Dos Direitos do Consumidor Disposições Gerais TÍTULO I Dos Direitos do Consumidor CAPÍTULO I Art. 1º O presente código estabelece normas de proteção e defesa do consumidor, de ordem pública e interesse social, nos termos dos arts.

Leia mais

Aspectos de proteção contratual, administrativa e criminal.

Aspectos de proteção contratual, administrativa e criminal. Defesa do Consumidor em Juízo. Ações de responsabilidade e Coisa Julgada. Nas unidades anteriores verificamos as implicações da lei no dia a dia do consumidor, como as garantias, o cadastro de inadimplentes

Leia mais

COMPRA E VENDA INTERNACIONAL DE MERCADORIAS

COMPRA E VENDA INTERNACIONAL DE MERCADORIAS Autores Paulo Nalin Renata C. Steiner COMPRA E VENDA INTERNACIONAL DE MERCADORIAS A convenção das Nações unidas sobre compra e venda internacional de mercadorias (CISG) Área específica Direito Internacional

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA PARA AS INSTALAÇÕES DA DGSS PARTE I CÁUSULAS JURÍDICAS

CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA PARA AS INSTALAÇÕES DA DGSS PARTE I CÁUSULAS JURÍDICAS CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA PARA AS INSTALAÇÕES DA DGSS Referência: Manutenção das instalações - DGSS/2014 PARTE I CÁUSULAS JURÍDICAS Cláusula 1ª Objeto

Leia mais

Sumário Capítulo 1 Introdução ao direito do ConsumIdor Introdução... 1

Sumário Capítulo 1 Introdução ao direito do ConsumIdor Introdução... 1 Sumário Capítulo 1 Introdução ao Direito do Consumidor... 1 1.1. Introdução... 1 1.1.1. Origem histórica... 2 1.1.2. A proteção constitucional do direito do consumidor... 5 Capítulo 2 A Relação Jurídica

Leia mais

ESTADO DO AMAZONAS CÂMARA MUNICIPAL DE LÁBREA PREÂMBULO CLÁUSULA PRIMEIRA: DO OBJETO:

ESTADO DO AMAZONAS CÂMARA MUNICIPAL DE LÁBREA PREÂMBULO CLÁUSULA PRIMEIRA: DO OBJETO: CARTA CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE FORNECIMENTO DE COMBUSTIVEIS PARA VEICULOS AUTOMOTORES Nº 003/2014 PREÂMBULO Contratante:, pessoa jurídica de direito público interno, com sede administrativa situada na

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DAS LAJES DAS FLORES CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE COMBUSTÍVEIS

CÂMARA MUNICIPAL DAS LAJES DAS FLORES CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE COMBUSTÍVEIS CÂMARA MUNICIPAL DAS LAJES DAS FLORES CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE COMBUSTÍVEIS CADERNO DE ENCARGOS PARTE I CLÁUSULAS JURÍDICAS Artigo 1.º Objeto O objecto do contrato consiste, de acordo com as cláusulas

Leia mais

Regulamento de Cursos de Animação - Anima Mundi

Regulamento de Cursos de Animação - Anima Mundi Regulamento de Cursos de Animação - Anima Mundi DEFINIÇÕES Para os devidos fins deste regulamento, as palavras e expressões abaixo relacionadas terão os seguintes significados: 1.1. ALUNO: qualquer pessoa

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Por este instrumento particular de Prestação de Serviços, que fazem entre si, de um lado a NETWORK TELECOMUNICAÇÕES LTDA., empresa comercial, devidamente inscrita no CNPJ sob nº 05.262.383/0001-90, com

Leia mais

CIRCULAR CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2013

CIRCULAR CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2013 CIRCULAR CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2013 Esta circular do segmento VAREJISTA se aplica aos comerciários da base comum dos sindicatos signatários deste documento: SINCOMÉRCIARIOS E SINCOMÉRCIO,

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS. Alienação de Autorização de Produção. Concurso Público nº: 01/EPDRR-ABM/2015-AP CADERNO DE ENCARGOS

CADERNO DE ENCARGOS. Alienação de Autorização de Produção. Concurso Público nº: 01/EPDRR-ABM/2015-AP CADERNO DE ENCARGOS Alienação de Autorização de Produção Concurso Público nº: 01/EPDRR-ABM/2015-AP Página 1 de 8 Índice de Conteúdo CAPÍTULO I - CLÁUSULAS JURÍDICAS -... 3 ARTIGO 1º - OBJETO -... 3 ARTIGO 2º - PRAZO -...

Leia mais

Direito Civil. Da Extinção do Contrato. Professora Tatiana Marcello.

Direito Civil. Da Extinção do Contrato. Professora Tatiana Marcello. Direito Civil Da Extinção do Contrato Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Aula Civil XX LEI Nº 10.406, DE 10 DE JANEIRO DE 2002 Institui o Código Civil. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Leia mais

Relação trabalhista e previdenciária DOMÉSTICAS. Cartilha esocial

Relação trabalhista e previdenciária DOMÉSTICAS. Cartilha esocial Relação trabalhista e previdenciária DOMÉSTICAS Cartilha esocial 2 O que é o esocial? ESOCIAL DOMÉSTICO / SIMPLES DOMÉSTICO O recolhimento obrigatório a partir da competência OUTUBRO/2015. Por intermédio

Leia mais

Tabela de incidência de INSS, FGTS e Imposto de Renda e legislação correlata

Tabela de incidência de INSS, FGTS e Imposto de Renda e legislação correlata Tabela de incidência de INSS, FGTS e Imposto de Renda e legislação correlata RUBRICAS INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR Abono de qualquer natureza, salvo o de férias Incide Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS. Contrato de prestação de serviços técnicos de profissional autônomo, que entre si fazem:

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS. Contrato de prestação de serviços técnicos de profissional autônomo, que entre si fazem: CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS Contrato de prestação de serviços técnicos de profissional autônomo, que entre si fazem: CONTRATADA: INGRID BERGAMO ME, pessoa jurídica de direito privado

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO PÓS CONTRATAÇÃO PÓS CONTRATAÇÃO FISCALIZAÇÃO MEDIÇÕES E RECEBIMENTO VIGÊNCIA CONTRATUAL ADITAMENTOS CONTRATUAIS INEXECUÇÃO E SANÇÕES Lei nº 8.666/93 FISCALIZAÇÃO Art. 58. O regime

Leia mais

AJUSTE DIRECTO. Aquisição de Escultura em Pedra Mármore de Estremoz CADERNO DE ENCARGOS

AJUSTE DIRECTO. Aquisição de Escultura em Pedra Mármore de Estremoz CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRECTO Aquisição de Escultura em Pedra Mármore de Estremoz CADERNO DE ENCARGOS Índice Capítulo I - Disposições Gerais... Cláusula 1.ª Objeto... Cláusula 2.ª Local, prazo e modo da prestação...

Leia mais

Ana Flávia Penido 2. Penido, Ana Flávia. Contrato de prestação de serviço / Ana Flávia Penido. Varginha, f.

Ana Flávia Penido 2. Penido, Ana Flávia. Contrato de prestação de serviço / Ana Flávia Penido. Varginha, f. 1 Penido, Ana Flávia. P411c Contrato de prestação de serviço / Ana Flávia Penido. Varginha, 2015. 9 f. Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader Modo de Acesso: World Wide Web 1. Contratos. 2. Prestação

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA FIDELIDADE PROTENSE

REGULAMENTO PROGRAMA FIDELIDADE PROTENSE REGULAMENTO PROGRAMA FIDELIDADE PROTENSE PROTENSE SOLUÇÕES EMPRESARIAIS LTDA, pessoa jurídica de direito privado, devidamente inscrita no CNPJ/MF sob o nº 13.036.592/0001-43, com sede na Rua Santa Cruz,

Leia mais

PREGÃO SESC/AN Nº 15/0072 PG MINUTA DE TERMO REGISTRO DE PREÇO ANEXO II

PREGÃO SESC/AN Nº 15/0072 PG MINUTA DE TERMO REGISTRO DE PREÇO ANEXO II PREGÃO SESC/AN Nº 15/0072 PG MINUTA DE TERMO REGISTRO DE PREÇO ANEXO II Aos... do mês de... de 2015, às... horas, no Departamento Nacional do Sesc, localizado na Av. Ayrton Senna, n.º 5555, Jacarepaguá,

Leia mais

Alterações ao Código do Trabalho Segunda, 23 Setembro :54 - Actualizado em Segunda, 23 Setembro :04

Alterações ao Código do Trabalho Segunda, 23 Setembro :54 - Actualizado em Segunda, 23 Setembro :04 No passado dia 30 de Agosto foram publicados dois diplomas com efeitos significativos nas relações de trabalho a Lei n.º 69/2013, que altera o valor das compensações devidas pela cessação do contrato de

Leia mais

DESPACHO DE HOMOLOGAÇÃO E DE ADJUDICAÇÃO. O PREFEITO MUNICIPAL DE CAAPIRANGA, no uso de suas atribuições legais.

DESPACHO DE HOMOLOGAÇÃO E DE ADJUDICAÇÃO. O PREFEITO MUNICIPAL DE CAAPIRANGA, no uso de suas atribuições legais. DESPACHO DE HOMOLOGAÇÃO E DE ADJUDICAÇÃO O PREFEITO MUNICIPAL DE CAAPIRANGA, no uso de suas atribuições legais. CONSIDERANDO, os documentos acostados no PROCESSO ADMINISTRATIVO DO TERMO CONTRATO N. 016/2016,

Leia mais

LEI Nº 8.078, DE 11 DE SETEMBRO DE

LEI Nº 8.078, DE 11 DE SETEMBRO DE Sumário Apresentação...07 LEI Nº 8.078, DE 11 DE SETEMBRO DE 1990;...09 TÍTULO I Dos Direitos do Consumidor...09 CAPÍTULO I Disposições Gerais...09 CAPÍTULO II Da Política Nacional de Relações de Consumo...10

Leia mais

PREGÃO SESC/AN Nº 16/0009 PG

PREGÃO SESC/AN Nº 16/0009 PG PREGÃO SESC/AN Nº 16/0009 PG ANEXO III MINUTA DE TERMO DE REGISTRO DE PREÇO Aos... dias do mês de... de..., na sede da Administração Nacional do SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO Sesc, localizado na Avenida Ayrton

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ACOMPANHAMENTO DE PROGRAMAS, PROJETOS E AÇÕES DE COOPERAÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA ACOMPANHAMENTO DE PROGRAMAS, PROJETOS E AÇÕES DE COOPERAÇÃO PROCEDIMENTOS PARA ACOMPANHAMENTO DE PROGRAMAS, PROJETOS E AÇÕES DE COOPERAÇÃO 1 1. Objeto O presente documento tem como objetivo tomar claros e criteriosos os procedimentos para acompanhamento de Programas,

Leia mais

KIT NASCIMENTO. ALTERAÇÕES NOS PLANO DE SAÚDE Para cada movimentação deverá ser preenchido 1(um) formulário;

KIT NASCIMENTO. ALTERAÇÕES NOS PLANO DE SAÚDE Para cada movimentação deverá ser preenchido 1(um) formulário; KIT NASCIMENTO Reunimos neste kit os principais formulários para que você possa realizar as alterações necessárias decorrentes do seu casamento nos programas da companhia: IMPOSTO DE RENDA Deverá ser preenchido

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DA AGÊNCIA PARA O INVESTIMENTO E COMÉRCIO EXTERNO DE PORTUGAL, E.P.E. (AICEP) CAPÍTULO I - Âmbito e Objectivo. Artigo 1º (Âmbito)

CÓDIGO DE CONDUTA DA AGÊNCIA PARA O INVESTIMENTO E COMÉRCIO EXTERNO DE PORTUGAL, E.P.E. (AICEP) CAPÍTULO I - Âmbito e Objectivo. Artigo 1º (Âmbito) CÓDIGO DE CONDUTA DA AGÊNCIA PARA O INVESTIMENTO E COMÉRCIO EXTERNO DE PORTUGAL, E.P.E. (AICEP) CAPÍTULO I - Âmbito e Objectivo Artigo 1º (Âmbito) 1. O presente Código de Conduta integra o conjunto das

Leia mais

REPRESENTAÇÃO COMERCIAL

REPRESENTAÇÃO COMERCIAL REPRESENTAÇÃO COMERCIAL Copyright Ody & Keller Advocacia e Assessoria Empresarial, 2014. Todos os direitos reservados. Versão: 01 (outubro de 2014) Este material tem caráter informativo, e não deve ser

Leia mais

LEI MUNICIPAL N.º 4.164/2016

LEI MUNICIPAL N.º 4.164/2016 LEI MUNICIPAL N.º 4.164/2016 AUTORIZA O PODER EXECUTIVO A CELEBRAR CONTRATOS DE GESTÃO COM ENTIDADE CIVIL FILANTRÓPICA PARA OPERACIONALIZAR O SAMU BÁSICO E/OU O SAMU AVANÇADO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

Celebram entre si, livremente e de boa-fé, o presente contrato de alojamento e prestação de serviços, que se rege pelas cláusulas seguintes:

Celebram entre si, livremente e de boa-fé, o presente contrato de alojamento e prestação de serviços, que se rege pelas cláusulas seguintes: SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE PONTE DE LIMA CENTRO COMUNITÁRIO DE ARCOZELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DA RESPOSTA SOCIAL SERVIÇO DE APOIO DOMICILIÁRIO Entre: Santa Casa da Misericórdia de Ponte

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA PODER EXECUTIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE ROLIM DE MOURA SECRETARIA MUNICIPAL DE COMPRAS E LICITAÇÕES

ESTADO DE RONDÔNIA PODER EXECUTIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE ROLIM DE MOURA SECRETARIA MUNICIPAL DE COMPRAS E LICITAÇÕES Processo número: 114/2014 Licitação: Pregão Eletrônico nº 52/2014 ATA DE REGISTRO DE PREÇO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS 14/2014 VALIDADE DA ATA: 12.07.15 Objeto: FORMALIZAÇÃO DE ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA... CÍVEL DO FORO...

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA... CÍVEL DO FORO... EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA... CÍVEL DO FORO... ª VARA PROCEDIMENTO ORDINÁRIO Proc. nº...... (nome da parte), por seu Advogado e procurador abaixo assinado, nos autos da presente ação

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO II material 13

DIREITO DO TRABALHO II material 13 1 DIREITO DO TRABALHO II material 13 (Lázaro Luiz Mendonça Borges) 13. GREVE 13.1. Fundamentação legal: A greve é uma garantia coletiva constitucional; a oportunidade do seu exercício e os interesses por

Leia mais

Comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública

Comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública ,,, e (pretendem alterar o ) Artigo 7.º-A Imputação do cumprimento 1 O devedor pode designar a prestação correspondente ao crédito à aquisição de habitação própria permanente, para efeitos do disposto

Leia mais

AULA 12: DIREITO DO CONSUMIDOR II

AULA 12: DIREITO DO CONSUMIDOR II AULA 12: DIREITO DO CONSUMIDOR II Prof. Thiago Gomes Nas aulas anteriores... Evolução Histórica do Direito do Consumidor Conceitos de Consumidor, Fornecedor, Produto e Serviço Direitos do Consumidor I

Leia mais

Jornada de trabalho.

Jornada de trabalho. Jornada de trabalho. 1. Conceito: é uma medida de tempo no qual se inclui o labor diário. a) 1ª concepção: teoria do tempo efetivamente trabalhado, sendo o período do dia em que o empregado efetivamente

Leia mais

Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP

Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP Passagens SCDP Adm. Esp. Verônica Segatto Gestora SCDP/UFG (62) 35211829 admsegatto@hotmail.com Art. 1 o O servidor civil da administração federal direta, autárquica e fundacional que se deslocar a serviço,

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2015

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2015 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2015 Altera o Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal), e a Lei nº 9.656, de 3 de junho de 1998 (Lei dos Planos de Saúde), para considerar abusiva a

Leia mais

EQUIPE DE PROFESSORES DE TRABALHO DO DAMÁSIO CURSO DE 2ª FASE DA OAB EXAME PLANO DE ESTUDO - DIREITO DO TRABALHO

EQUIPE DE PROFESSORES DE TRABALHO DO DAMÁSIO CURSO DE 2ª FASE DA OAB EXAME PLANO DE ESTUDO - DIREITO DO TRABALHO EQUIPE DE PROFESSORES DE TRABALHO DO DAMÁSIO CURSO DE 2ª FASE DA OAB EXAME 2011.2 PLANO DE ESTUDO - DIREITO DO TRABALHO 1ª SEMANA Princípios 1. Princípios norteadores do Direito do Trabalho: 1.1 Princípio

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE QUITANDINHA

CÂMARA MUNICIPAL DE QUITANDINHA Prestação de Serviços de Publicação, do Processo de Dispensa de Licitação 002/2015. I DAS PARTES: A) CÂMARA MUNICIPAL DE QUITANDINHA, pessoa jurídica de direito público interno, inscrita no CNPJ/MF sob

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL E CRIMINAL DOS FABRICANTES E DISTRIBUIDORES DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL E COLETIVA DECORRENTE DE ACIDENTE DE

RESPONSABILIDADE CIVIL E CRIMINAL DOS FABRICANTES E DISTRIBUIDORES DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL E COLETIVA DECORRENTE DE ACIDENTE DE RESPONSABILIDADE CIVIL E CRIMINAL DOS FABRICANTES E DISTRIBUIDORES DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL E COLETIVA DECORRENTE DE ACIDENTE DE TRABALHO DEFINIÇÕES DE RESPONSABILIDADE A responsabilidade

Leia mais

Aviso Prévio indenizado OBS: o posicionamento do STJ não há a incidência de INSS sobre o aviso prévio indenizado, devendo o verificado o posicionament

Aviso Prévio indenizado OBS: o posicionamento do STJ não há a incidência de INSS sobre o aviso prévio indenizado, devendo o verificado o posicionament de qualquer natureza, salvo o de férias Sim. Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da CLT Abono Adicionais (Insalubridade, periculosidade, noturno, de função e tempo de serviço, de transferência, Horas extras)

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO PARA TURNOS ININTERRUPTOS DE REVEZAMENTO 2012/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO PARA TURNOS ININTERRUPTOS DE REVEZAMENTO 2012/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO PARA TURNOS ININTERRUPTOS DE REVEZAMENTO 2012/2013 Acordo Coletivo de Trabalho específico para Turnos Ininterruptos de Revezamento que entre si fazem a LANXESS ELASTÔMEROS DO

Leia mais

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM SESC/ EMPRESA

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM SESC/ EMPRESA CONTRATO Nº /2014 PROGRAMA DE APRENDIZAGEM SESC/ EMPRESA O SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO SESC Departamento Regional no Estado do Amazonas, com sede na Rua Henrique Martins, Nº 427, Centro, CEP: 69.010-010,

Leia mais

CDC comentado. Art. 2 Consumidor é toda pessoa física ou jurídica que adquire ou utiliza produto ou serviço como destinatário final.

CDC comentado. Art. 2 Consumidor é toda pessoa física ou jurídica que adquire ou utiliza produto ou serviço como destinatário final. CDC comentado LEI 8078/1990 - CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR- CDC Quando foi instituído o referido código o legislador estabeleceu normas de proteção e defesa do consumidor indo de encontro com dispositivo

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE OFICINAS NAS ÁREAS DE

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE OFICINAS NAS ÁREAS DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE OFICINAS NAS ÁREAS DE ATUAÇÃO DO PROGRAMA DE CONTROLE DE HOMICÍDIOS FICA VIVO! REFERENTE AO TERMO DE PARCERIA N. 035/2016 O IJUCI, Instituto Jurídico para Efetivação

Leia mais

LEI N 8.078, DE 11 DE SETEMBRO DE 1990 TÍTULO I. Dos Direitos do Consumidor CAPÍTULO I. Disposições Gerais

LEI N 8.078, DE 11 DE SETEMBRO DE 1990 TÍTULO I. Dos Direitos do Consumidor CAPÍTULO I. Disposições Gerais Senado Federal Subsecretaria de Informações LEI N 8.078, DE 11 DE SETEMBRO DE 1990 Dispõe sobre a proteção do consumidor e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o Congresso

Leia mais

Caio de Oliveira Desiderio

Caio de Oliveira Desiderio Caio de Oliveira Desiderio Fatura Documento descritivo da compra e venda mercantil ou da prestação de serviços que contém a indicação da quantidade, qualidade e preço do produto ou serviço. É obrigatória

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2016/2018 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000100/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/04/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR016190/2016 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.000786/2016-18 DATA DO

Leia mais

Política de Transferência

Política de Transferência 1. Objetivo Objetivo de definir uma política corporativa para transferência provisória de empregados entre as filiais da Zatix, visando uniformidade de práticas. 2. Abrangência Todas as empresas pertencentes

Leia mais

SENTENÇA VISTOS. A antecipação dos efeitos da tutela foi deferida, conforme decisão de p. 47/48.

SENTENÇA VISTOS. A antecipação dos efeitos da tutela foi deferida, conforme decisão de p. 47/48. fls. 271 SENTENÇA Processo Digital nº: 1025475-79.2015.8.26.0562 Classe Assunto: Procedimento Ordinário - Planos de Saúde Requerente: Requerido: Juiz(a) de Direito: Dr(a). Claudio Teixeira Villar VISTOS.

Leia mais

COLO ENTRE O EXÉRCITO PORTUGUÊS E A FACE A FACE - GABINETE DE PSICOLOGIA E DE MEDIAÇÃO FAMILIAR. 1. Preâmbulo

COLO ENTRE O EXÉRCITO PORTUGUÊS E A FACE A FACE - GABINETE DE PSICOLOGIA E DE MEDIAÇÃO FAMILIAR. 1. Preâmbulo PROT COLO ENTRE O EXÉRCITO PORTUGUÊS E A FACE A FACE - GABINETE DE PSICOLOGIA E DE MEDIAÇÃO FAMILIAR 1. Preâmbulo A celebração do presente protocolo tem como objetivo assegurar aos militares e aos trabalhadores

Leia mais

CÓDIGO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR

CÓDIGO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR CÓDIGO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do FECOMÉRCIO MG, está com esta publicação, divulgando o CÓDIGO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR, Lei nº

Leia mais

A ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA EM GARANTIA DE IMÓVEL NO ÂMBITO DOS SISTEMAS FINANCEIROS

A ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA EM GARANTIA DE IMÓVEL NO ÂMBITO DOS SISTEMAS FINANCEIROS Comissão de Direito Notarial e Registros Públicos I Seminário de Direito Notarial e Registros Públicos A ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA EM GARANTIA DE IMÓVEL NO ÂMBITO DOS SISTEMAS FINANCEIROS MAURO ANTÔNIO ROCHA

Leia mais

TERMO DE ADESÃO INSTRUMENTO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. Razão Social: CNPJ: Endereço Comercial: Representante(s) legal(is): RG: CPF: RG: CPF:

TERMO DE ADESÃO INSTRUMENTO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. Razão Social: CNPJ: Endereço Comercial: Representante(s) legal(is): RG: CPF: RG: CPF: TERMO DE ADESÃO INSTRUMENTO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATANTE Razão Social: CNPJ: Endereço Comercial: Representante(s) legal(is): RG: CPF: RG: CPF: CONTRATADA EBAE EMPRESA BRASILEIRA DE AVALIAÇÕES

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARMO DA CACHOEIRA ESTADO DE MINAS GERAIS GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARMO DA CACHOEIRA ESTADO DE MINAS GERAIS GABINETE DO PREFEITO 1 Projeto de Lei n.º 68, de 03 de março de 2010. Dispõe sobre concessão de diárias dos servidores do poder executivo, membros dos conselhos municipais e tutelar, membros do Controle interno, prefeito e

Leia mais

Código de defesa do consumidor

Código de defesa do consumidor Código de defesa do consumidor LEI Nº 8.078, DE 11 DE SETEMBRO DE 1990 Dispõe sobre a proteção do consumidor e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o Congresso Nacional decreta

Leia mais