COMPARATIVO DE DIFERENCIAIS NETAFIM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMPARATIVO DE DIFERENCIAIS NETAFIM"

Transcrição

1 COMPARATIVO DE DIFERENCIAIS NETAFIM O livro comparativo de diferenciais Netafim foi desenvolvido pelo departamento de Marketing da empresa para auxiliar os departamentos de vendas, suporte técnico, agronômico e canais de distribuição, no seu dia-a-dia, seja para montagem de propostas comerciais, apresentação de projetos a clientes, relacionamentos de assistência técnico/agronômica ou ainda em argumentações de vendas para fechamento. O intuito principal deste material é deixar sempre próximo ao profissional da Netafim uma forte ferramenta de argumentos quanto aos diferenciais da empresa e os possíveis argumentos de venda. Tenha sempre este material em mãos, como ferramenta de venda, não aceite argumentos como gotejador ou o sistema projetado são iguais. Este material procura provar justamente as claras diferenças entre os materiais, projetos e serviços Netafim, a fim de aprofundar as apresentações feitas ao mercado. Use este material para desmistificar os diferentes mitos criados por concorrentes, consultores e outras pessoas que não tem conhecimento total de nossos produtos e sistemas, baseando-se fortemente com informações concretas e confiáveis para despertar em seus clientes a percepção de valor por meio de argumentos bem fundamentados e de credibilidade. Acredite nos diferenciais dos produtos e serviços Netafim, pois mais do que se apresentarem claramente no comparativo com a concorrência, nossos produtos e serviços demonstram diferentes oportunidades técnicas e visuais que permitem gerar argumentações plausíveis no momento da venda. Atenção, aos comparativos de produtos de classes diferentes, estes podem demonstrar resultados inferiores, no entanto não estão sendo utilizados comparativos de produtos de classes compatíveis. Os comparativos servirão também para que você possa posicionar os produtos Netafim perante os da concorrência, ou seja, utilizar estes dados para concluir se o produto da concorrência é compatível ou não com o produto Netafim, se são produtos diretamente concorrentes ou não.

2 A equipe Netafim coloca-se inteiramente à disposição para quaisquer dúvidas. Analisem todos os capítulos deste material: - Comparativos de Produtos - Diferenciais de produção - Diferenciais de padrão de montagem - Diferenciais de padrão de projeto - Volume II - Diferenciais de serviços Netafim (agrônomos, assistência técnica, política de distribuição) BOAS VENDAS!!!

3 DEFERENCIAIS DE PRODUÇÃO NETAFIM ESTRUTURA FABRIL ISO 9001 : 2000 A Netafim tem hoje a maior fabrica de tubos gotejadores do Brasil com cinco linhas de produção, capacidade sem deslocamento de máquinas para mais uma linha totalizando e um potencial de produção de mais de 20 milhões de metros de tubo gotejador por mês. Velocidade de Maquinas - As maquinas da Netafim podem soldar gotejadores numa velocidade variando de 150 até 250 mts/minuto. As maquinas dos concorrentes, devido a utilizarem gotejadores bobe têm velocidade máxima de 50 a 60 mts/minuto. Benefícios da estrutura para o cliente Garantia de fornecimento - A Netafim não tem e nem terá problemas no que diz respeito a fornecimento de tubos gotejadores ao mercado nacional; Garantia de reposição rápida em caso de problemas; Certeza de fornecimento de material local para FINAME em projetos FINAME é obrigatório 70% de fabricação nacional, veja o exemplo real abaixo: Cliente está negociando de metros de tubo gotejador para uma área de ha Concorrência Netafim Qtd. (Mts) , ,00 Velocidade (mts/min) Minutos , ,33 Horas 3.759,83 626,64 Dias 469,98 78,33 Ou seja, se o concorrente trabalhar exclusivamente para este cliente, ele vai levar mais de 1 ano para fabricar este material. Logo ele estará utilizando material importando, colocando o cliente em risco de perder o Finame numa possível fiscalização.

4 DIFERENCIAIS PRODUTIVOS A Netafim é a única empresa do mercado de irrigação localizada do mundo que consegue soldar um gotejador autocompensado em tubo de parede fina, podendo este tubo ter até 0,31mm de espessura. Este é o grande diferencial do Dripnet PC! Também a estrutura de 5 linhas, permite maior flexibilidade e variação de produção. Benefícios: O fator tecnologia leva a uma percepção de geração de valor do cliente para a confiabilidade, use todo este avanço como argumento de venda; A Netafim pode utilizar seus gotejadores em várias espessuras de parede. Os concorrentes que utilizam gotejador bobe precisam de vários tipos (tamanhos em DI) de gotejador para cada diâmetro interno de tubo, isso acarreta em parada de máquinas, descarte de material e atraso na produção que consequentemente gera maior probabilidades de defeito de fabricação. MATÉRIA PRIMA Matéria Prima certificada mundialmente - Para não comprometer a qualidade de seus produtos a Netafim tem uma equipe de Engenheiros Químicos em Israel que trabalham fazendo testes e pesquisas para indicar às suas subsidiárias de todo o mundo quais os melhores fornecedores de matéria prima. Rastreabilidade e confiança Sistema computadorizado e unificado de informação nas linhas de produção de toda a fábrica, armazenando os dados dos produtos fabricados (fórmula de composição, processo, velocidade de produção, etc) e gravando nos tubos gotejadores todos as informações referentes a esta produção. Este sistema permite rastrear todo e qualquer tipo de produto que é vendido, afim de resolver rapidamente possíveis problemas com produtos em campo.

5 Benefícios: Todos os pontos acima mencionados se bem colocados oferecem um grande diferencial de avanço tecnológico perante a concorrência, que gera no cliente um sentimento de confiabilidade nos produtos que ele está adquirindo; Confiança e geração de valor para o cliente são elementos chave para o fechamento de qualquer negócio em qualquer ramo de negócio. Certeza de produtos 100% garantidos em campo ou de rápida resolução em caso de produtos com problemas. CONTROLE DE QUALIDADE Severos controles de qualidade, feitos por uma equipe especializada da Netafim, são feitos diariamente para garantir o cumprimento de todas as exigências da norma ISO 9261 que garantem qualidade e principalmente o padrão dos produtos Netafim. Para cumprir com esta norma, são realizados dentro da própria fábrica da Netafim vários testes como controle de qualidade de solda do gotejador que é feito com o auxilio de microscópios, avaliação de vazão, avaliação de espaçamento entre gotejadores, avaliação da espessura do tubo, avaliação de diâmetro interno e teste da resistência mecânica a pressão do tubo gotejador. Além de todos estes testes feitos para o cumprimento da ISO 9261, a Netafim ainda faz outros controles de qualidade que são exigências internas da própria empresa como: - Controle de qualidade e posição do furo feito no tubo gotejador. 100% dos furos feitos em todos os metros de tubos gotejadores produzidos dentro da fabrica da Netafim são fotografados para que seja certificado que o furo foi feito corretamente. - Controle feito com um exclusivo sistema a vácuo na linha de resfriamento do tubo gotejador garantindo que nenhuma parte dele tenha rasgos ou furos, principalmente dos tubos de parede fina. (A Netafim é a única empresa que tem este sistema) - Teste de stress cracking, onde o tempo total de vida útil do produto é acelerado e são avaliadas as alterações do produto, principalmente rachaduras no tubo. Caso seja detectada alguma rachadura no produto, todo o lote de produção é descartado. Testes feitos com produtos de um dos nossos principais concorrentes que foram recolhidos no campo, demonstraram rachaduras após os testes de stress cracking, ou seja, qualidade inferior, falta de controle ou omissão de conhecimento da falta de qualidade. Se o material

6 fosse produzido pela Netafim e apresentasse as mesmas características, teria sido descartado. - Controle de níveis de proteção aos raios UV. Resultados com o mesmo material deste concorrente apresentou baixo nível de proteção aos raios UV. Novamente, se o produto tivesse sido produzido pela Netafim e apresentasse as mesmas características, teria sido descartado. Benefícios: Sabendo de todos estes pontos do severo controle de qualidade que a Netafim tem, o cliente tem todas as garantias e certificações de estar adquirindo o produto de maior qualidade do mercado e além disso a segurança de ter total respaldo caso ocorram problemas de produtos Netafim no campo; Os controles de qualidade praticados na fabrica da Netafim são fortes argumentos de venda que geram grande percepção de valor para o cliente a partir da confiabilidade e segurança de estar comprando produtos seguros de uma empresa idônea; Os argumentos e benefícios acima, são alguns dos vários existentes que levam os clientes a perceber valor agregado e pagar mais pelo produto.

7 COMPARATIVOS DE PRODUTOS NETAFIM CONCORRENTES GOTEJADORES NÃO AUTOCOMPENSADOS Empresa: Netafim Produto: Streamline 1.6 L/H(Netafim ) Empresa: Toro - EUA Produto: Aquatrax 1.35 L/H(Toro - EUA) Passagens de água As características da passagem de água do gotejador determinam a eficiência do seu funcionamento durante vários anos. Isso aplica-se a todos os tipos de gotejadores, incluindo os que trabalham com água de baixa qualidade tais como águas residuais, água reciclada, água de reservatório, entre outras. O fluxo de passagem de água do gotejador consiste de duas dimensões principais: Largura e Profundidade Multiplicando-se a largura pela profundidade, obtém-se a área de passagem de secção transversal. Largura: 0.66 Profundidade: 0.55 Secção transversal: Largura: 0.94 Profundidade: 0.24 Secção transversal: Quanto maior a área de passagem de água, menor a sensibilidade do gotejador ao Comprimento da Passagem de Água O comprimento da passagem de água determina a sensibilidade do gotejador ao entupimento; quanto mais longa a passagem de água, maior a sensibilidade ao entupimento tendo em vista que as partículas de sujeira que entram no gotejador tem que passar por um longo labirinto antes de serem expelidas. Ainda que dois gotejadores tenham a mesma área de passagem de água, o gotejador com passagem mais curta é melhor pois as chances das partículas de sujeira serem armazenadas na passagem de água são menores, mas, principalmente, porque a passagem mais curta indica um fluxo turbulento mais forte, e, portanto, apresenta maior resistência ao

8 Comprimento da passagem de água: 13 Comprimento da passagem de água: 100 Menor comprimento de passagem de água = turbulência mais forte = menor sensibilidade a Área de filtragem Durante o período de irrigação partículas de sujeira fluem com a água pelo tubo e têm contato com o filtro do gotejador. Quanto maior a área de filtragem, menor a possibilidade de entrada de partículas no gotejador. Área de Filtragem: 17 Área de Filtragem: 17 Gráfico Comparativo (mm 2 ): Gráfico Comparativo (mm 2 ): Quanto maior a área da superfície de filtragem, por mais safras o agricultor poderá desfrutar de um funcionamento satisfatório do gotejador e seus benefícios. Resumo Abaixo está a tebela com todos os detalhes técnicos de ambos os produtos. Passagens de Água Largura (mm) Profundidade (mm) Secção Transversal (mm 2 ) Streamline 1.6 L/h (Netafim ) Aquatrax 1.35 L/h (Toro - EUA) Comprim. Passagem de Água (mm) Área de Filtragem (mm 2 ) 17 17

9 Empresa: Netafim Produto: Streamline 1.6 L/h(Netafim ) Empresa: Eurodrip - Grécia Produto: Eolos 1.55 L/h(Eurodrip - Grécia) Passagens de água As características da passagem de água do gotejador determinam a eficiência do seu funcionamento durante vários anos. Isso aplica-se a todos os tipos de gotejadores, incluindo os que trabalham com água de baixa qualidade tais como águas residuais, água reciclada, água de reservatório, entre outras. O fluxo de passagem de água do gotejador consiste de duas dimensões principais: Largura e Profundidade Multiplicando-se a largura pela profundidade, obtém-se a área de passagem de secção transversal. Largura: 0.66 Profundidade: 0.55 Secção transversal: Largura: 0.7 Profundidade: 0.65 Secção transversal: Quanto maior a área de passagem de água, menor a sensibilidade do gotejador ao Comprimento da Passagem de Água O comprimento da passagem de água determina a sensibilidade do gotejador ao entupimento; quanto mais longa a passagem de água, maior a sensibilidade ao entupimento tendo em vista que as partículas de sujeira que entram no gotejador tem que passar por um longo labirinto antes de serem expelidas. Ainda que dois gotejadores tenham a mesma área de passagem de água, o gotejador com passagem mais curta é melhor pois as chances das partículas de sujeira serem armazenadas na passagem de água são menores, mas, principalmente, porque a passagem mais curta indica um fluxo turbulento mais forte, e, portanto, apresenta maior resistência ao

10 Comprimento da passagem de água: 13 Comprimento da passagem de água: 58 Menor comprimento de passagem de água = turbulência mais forte = menor sensibilidade a Área de filtragem Durante o período de irrigação partículas de sujeira fluem com a água pelo tubo e têm contato com o filtro do gotejador. Quanto maior a área de filtragem, menor a possibilidade de entrada de partículas no gotejador. Área de Filtragem: 17 Área de Filtragem: 8.6 Gráfico Comparativo (mm 2 ): Gráfico Comparativo (mm 2 ): Quanto maior a área da superfície de filtragem, por mais safras o agricultor poderá desfrutar de um funcionamento satisfatório do gotejador e seus benefícios. Resumo Abaixo está a tabela com todos os detalhes técnicos de ambos os produtos. Passagens de Água Largura (mm) Profundidade (mm) Secção Transversal (mm 2 ) Streamline 1.6 L/H(Netafim ) Eolos 1.55 L/H(Eurodrip - Grécia) Comprim. Passagem de Água (mm) Área de Filtragem (mm 2 )

11 Empresa: Netafim Produto: Streamline 1.6 L/H (Netafim ) Empresa: T-Tape - EUA Product: T- Tape L/H (T-Tape - EUA) Passagens de água As características da passagem de água do gotejador determinam a eficiência do seu funcionamento durante vários anos. Isso aplica-se a todos os tipos de gotejadores, incluindo os que trabalham com água de baixa qualidade tais como águas residuais, água reciclada, água de reservatório, entre outras. O fluxo de passagem de água do gotejador consiste de duas dimensões principais: Largura e Profundidade Multiplicando-se a largura pela profundidade, obtém-se a área de passagem de secção transversal. Largura: 0.66 Profundidade: 0.55 Secção transversal: Largura: 1.06 Profundidade: 0.23 Secção transversal: Quanto maior a área de passagem de água, menor a sensibilidade do gotejador ao Comprimento da Passagem de Água O comprimento da passagem de água determina a sensibilidade do gotejador ao entupimento; quanto mais longa a passagem de água, maior a sensibilidade ao entupimento tendo em vista que as partículas de sujeira que entram no gotejador tem que passar por um longo labirinto antes de serem expelidas. Ainda que dois gotejadores tenham a mesma área de passagem de água, o gotejador com passagem mais curta é melhor pois as chances das partículas de sujeira serem armazenadas na passagem de água são menores, mas, principalmente, porque a passagem mais curta indica um fluxo turbulento mais forte, e, portanto, apresenta maior resistência ao

12 Comprimento da passagem de água: 13 Comprimento da passagem de água: 87 Menor comprimento de passagem de água = turbulência mais forte = menor sensibilidade a entupimento Área de filtragem Durante o período de irrigação partículas de sujeira fluem com a água pelo tubo e têm contato com o filtro do gotejador. Quanto maior a área de filtragem, menor a possibilidade de entrada de partículas no gotejador. Área de Filtragem: 17 Área de Filtragem: 16 Gráfico Comparativo (mm 2 ): Gráfico Comparativo (mm 2 ): Quanto maior a área da superfície de filtragem, por mais safras o agricultor poderá desfrutar de um funcionamento satisfatório do gotejador e seus benefícios. Resumo Abaixo está a tabela com todos os detalhes técnicos de ambos os produtos. Passagens de Água Largura (mm) Profundidade (mm) Secção Transversal (mm 2 ) Streamline 1.6 L/H(Netafim ) T- Tape L/H(T-Tape - EUA) Comprim. Passagem de Água (mm) Área de Filtragem (mm 2 ) 17 16

13 Empresa: Netafim Produto: Super Typhoon 1.6 L/H(Netafim ) Empresa: Eurodrip - Grécia Produto: Eolos 1.55 L/H(Eurodrip - Grécia) Passagens de água As características da passagem de água do gotejador determinam a eficiência do seu funcionamento durante vários anos. Isso aplica-se a todos os tipos de gotejadores, incluindo os que trabalham com água de baixa qualidade tais como águas residuais, água reciclada, água de reservatório, entre outras. O fluxo de passagem de água do gotejador consiste de duas dimensões principais: Largura e Profundidade Multiplicando-se a largura pela profundidade, obtém-se a área de passagem de secção transversal. Largura: 0.79 Profundidade: 0.6 Secção transversal: Largura: 0.7 Profundidade: 0.65 Secção transversal: Quanto maior a área de passagem de água, menor a sensibilidade do gotejador ao Comprimento da Passagem de Água O comprimento da passagem de água determina a sensibilidade do gotejador ao entupimento; quanto mais longa a passagem de água, maior a sensibilidade ao entupimento tendo em vista que as partículas de sujeira que entram no gotejador tem que passar por um longo labirinto antes de serem expelidas. Ainda que dois gotejadores tenham a mesma área de passagem de água, o gotejador com passagem mais curta é melhor pois as chances das partículas de sujeira serem armazenadas na passagem de água são menores, mas, principalmente, porque a passagem mais curta indica um fluxo turbulento mais forte, e, portanto, apresenta maior resistência ao

14 Comprimento da passagem de água: 23 Comprimento da passagem de água: 58 Menor comprimento de passagem de água = turbulência mais forte = menor sensibilidade a Área de filtragem Durante o período de irrigação partículas de sujeira fluem com a água pelo tubo e têm contato com o filtro do gotejador. Quanto maior a área de filtragem, menor a possibilidade de entrada de partículas no gotejador. Área de Filtragem: 34 Área de Filtragem: 8.6 Gráfico Comparativo (mm 2 ): Gráfico Comparativo (mm 2 ): Quanto maior a área da superfície de filtragem, por mais safras o agricultor poderá desfrutar de um funcionamento satisfatório do gotejador e seus benefícios. Resumo Abaixo está a tabela com todos os detalhes técnicos de ambos os produtos. Passagens de Água Largura (mm) Profundidade (mm) Secção Transversal (mm 2 ) Typhoon 1.6 L/H(Netafim ) Eolos 1.55 L/H(Eurodrip - Grécia) Comprim. Passagem de Água (mm) Área de Filtragem (mm 2 )

15 Empresa: Netafim Produto: Typhoon 1.6 L/H(Netafim ) Empresa: Plastro - Israel Produto: Hydrodrip 1.65 L/H(Plastro - Israel) Passagens de água As características da passagem de água do gotejador determinam a eficiência do seu funcionamento durante vários anos. Isso aplica-se a todos os tipos de gotejadores, incluindo os que trabalham com água de baixa qualidade tais como águas residuais, água reciclada, água de reservatório, entre outras. O fluxo de passagem de água do gotejador consiste de duas dimensões principais: Largura e Profundidade Multiplicando-se a largura pela profundidade, obtém-se a área de passagem de secção transversal. Largura: 0.79 Profundidade: 0.6 Secção transversal: Largura: 0.58 Profundidade: 0.55 Secção transversal: Quanto maior a área de passagem de água, menor a sensibilidade do gotejador ao Comprimento da Passagem de Água O comprimento da passagem de água determina a sensibilidade do gotejador ao entupimento; quanto mais longa a passagem de água, maior a sensibilidade ao entupimento tendo em vista que as partículas de sujeira que entram no gotejador tem que passar por um longo labirinto antes de serem expelidas. Ainda que dois gotejadores tenham a mesma área de passagem de água, o gotejador com passagem mais curta é melhor pois as chances das partículas de sujeira serem armazenadas na passagem de água são menores, mas, principalmente, porque a passagem mais curta indica um fluxo turbulento mais forte, e, portanto, apresenta maior resistência ao

16 Comprimento da passagem de água: 23 Comprimento da passagem de água: 17 Menor comprimento de passagem de água = turbulência mais forte = menor sensibilidade a Área de filtragem Durante o período de irrigação partículas de sujeira fluem com a água pelo tubo e têm contato com o filtro do gotejador. Quanto maior a área de filtragem, menor a possibilidade de entrada de partículas no gotejador. Área de Filtragem: 34 Área de Filtragem: 4.5 Gráfico Comparativo (mm 2 ): Gráfico Comparativo (mm 2 ): Quanto maior a área da superfície de filtragem, por mais safras o agricultor poderá desfrutar de um funcionamento satisfatório do gotejador e seus benefícios. Resumo Abaixo está a tabela com todos os detalhes técnicos de ambos os produtos. Passagens de Água Largura (mm) Profundidade (mm) Secção Transversal (mm 2 ) Typhoon 1.6 L/H(Netafim ) Hydrodrip 1.65 L/H(Plastro - Israel) Comprim. Passagem de Água (mm) Área de Filtragem (mm 2 )

17 Empresa: Netafim Produto: Typhoon 1.6 L/H(Netafim ) Empresa: Naan-Dan - Israel Produto: Naan Paz(Naan-Dan - Israel) Passagens de água As características da passagem de água do gotejador determinam a eficiência do seu funcionamento durante vários anos. Isso aplica-se a todos os tipos de gotejadores, incluindo os que trabalham com água de baixa qualidade tais como águas residuais, água reciclada, água de reservatório, entre outras. O fluxo de passagem de água do gotejador consiste de duas dimensões principais: Largura e Profundidade Multiplicando-se a largura pela profundidade, obtém-se a área de passagem de secção transversal. Largura: 0.79 Profundidade: 0.6 Secção transversal: Largura: 0.78 Profundidade: 0.9 Secção transversal: 0.7 Quanto maior a área de passagem de água, menor a sensibilidade do gotejador ao Comprimento da Passagem de Água O comprimento da passagem de água determina a sensibilidade do gotejador ao entupimento; quanto mais longa a passagem de água, maior a sensibilidade ao entupimento tendo em vista que as partículas de sujeira que entram no gotejador tem que passar por um longo labirinto antes de serem expelidas. Ainda que dois gotejadores tenham a mesma área de passagem de água, o gotejador com passagem mais curta é melhor pois as chances das partículas de sujeira serem armazenadas na passagem de água são menores, mas, principalmente, porque a passagem mais curta indica um fluxo turbulento mais forte, e, portanto, apresenta maior resistência ao

18 Comprimento da passagem de água: 23 Comprimento da passagem de água: 145 Menor comprimento de passagem de água = turbulência mais forte = menor sensibilidade a Área de filtragem Durante o período de irrigação partículas de sujeira fluem com a água pelo tubo e têm contato com o filtro do gotejador. Quanto maior a área de filtragem, menor a possibilidade de entrada de partículas no gotejador. Área de Filtragem: 34 Área de Filtragem: 8.6 Gráfico Comparativo (mm 2 ): Gráfico Comparativo (mm 2 ): Quanto maior a área da superfície de filtragem, por mais safras o agricultor poderá desfrutar de um funcionamento satisfatório do gotejador e seus benefícios. Resumo Abaixo está a tabela com todos os detalhes técnicos de ambos os produtos. Passagens de Água Largura (mm) Profundidade (mm) Secção Transversal (mm 2 ) Typhoon 1.6 L/H(Netafim ) Naan Paz(Naan-Dan - Israel) Comprim. Passagem de Água (mm) Área de Filtragem (mm 2 )

19 Empresa: Netafim Produto: Tiran 1.5 L/H(Netafim ) Empresa: Naan-Dan - Israel Produto: Naan Paz(NaanDan - Israel) Passagens de água As características da passagem de água do gotejador determinam a eficiência do seu funcionamento durante vários anos. Isso aplica-se a todos os tipos de gotejadores, incluindo os que trabalham com água de baixa qualidade tais como águas residuais, água reciclada, água de reservatório, entre outras. O fluxo de passagem de água do gotejador consiste de duas dimensões principais: Largura e Profundidade Multiplicando-se a largura pela profundidade, obtém-se a área de passagem de secção transversal. Largura: 0.73 Profundidade: 0.85 Secção transversal: Produto do concorrente Largura: 0.78 Profundidade: 0.9 Secção transversal: 0.7 Quanto maior a área de passagem de água, menor a sensibilidade do gotejador ao Comprimento da Passagem de Água O comprimento da passagem de água determina a sensibilidade do gotejador ao entupimento; quanto mais longa a passagem de água, maior a sensibilidade ao entupimento tendo em vista que as partículas de sujeira que entram no gotejador tem que passar por um longo labirinto antes de serem expelidas. Ainda que dois gotejadores tenham a mesma área de passagem de água, o gotejador com passagem mais curta é melhor pois as chances das partículas de sujeira serem armazenadas na passagem de água são menores, mas, principalmente, porque a passagem mais curta indica um fluxo turbulento mais forte, e, portanto, apresenta maior resistência ao

20 Comprimento da passagem de água: 75 Produto do concorrente Comprimento da passagem de água: 145 Menor comprimento de passagem de água = turbulência mais forte = menor sensibilidade a Área de filtragem Durante o período de irrigação partículas de sujeira fluem com a água pelo tubo e têm contato com o filtro do gotejador. Quanto maior a área de filtragem, menor a possibilidade de entrada de partículas no gotejador. Área de Filtragem: 70 Produto do concorrente Área de Filtragem: 8.6 Gráfico Comparativo (mm 2 ): Gráfico Comparativo (mm 2 ): Quanto maior a área da superfície de filtragem, por mais safras o agricultor poderá desfrutar de um funcionamento satisfatório do gotejador e seus benefícios. Resumo Abaixo está a tabela com todos os detalhes técnicos de ambos os produtos. Passagens de Água Largura (mm) Profundidade (mm) Secção Transversal (mm 2 ) Tiran 1.5 L/H(Netafim ) Naan Paz(Naan-Dan - Israel) Comprim. Passagem de Água (mm) Área de Filtragem (mm 2 )

21 Empresa: Netafim Produto: Tiran 2 L/H(Netafim ) Empresa: Japão Produto: Hydrogol 2.2 L/H(Japão) Passagens de água As características da passagem de água do gotejador determinam a eficiência do seu funcionamento durante vários anos. Isso aplica-se a todos os tipos de gotejadores, incluindo os que trabalham com água de baixa qualidade tais como águas residuais, água reciclada, água de reservatório, entre outras. O fluxo de passagem de água do gotejador consiste de duas dimensões principais: Largura e Profundidade Multiplicando-se a largura pela profundidade, obtém-se a área de passagem de secção transversal. Largura: 0.76 Profundidade: 1.08 Secção transversal: Largura: 0.9 Profundidade: 0.8 Secção transversal: 0.72 Quanto maior a área de passagem de água, menor a sensibilidade do gotejador ao Comprimento da Passagem de Água O comprimento da passagem de água determina a sensibilidade do gotejador ao entupimento; quanto mais longa a passagem de água, maior a sensibilidade ao entupimento tendo em vista que as partículas de sujeira que entram no gotejador tem que passar por um longo labirinto antes de serem expelidas. Ainda que dois gotejadores tenham a mesma área de passagem de água, o gotejador com passagem mais curta é melhor pois as chances das partículas de sujeira serem armazenadas na passagem de água são menores, mas, principalmente, porque a passagem mais curta indica um fluxo turbulento mais forte, e, portanto, apresenta maior resistência ao

22 Comprimento da passagem de água: 75 Comprimento da passagem de água: 144 Menor comprimento de passagem de água = turbulência mais forte = menor sensibilidade a Área de filtragem Durante o período de irrigação partículas de sujeira fluem com a água pelo tubo e têm contato com o filtro do gotejador. Quanto maior a área de filtragem, menor a possibilidade de entrada de partículas no gotejador. Área de Filtragem: 70 Área de Filtragem: 17 Gráfico Comparativo (mm 2 ): Gráfico Comparativo (mm 2 ): Quanto maior a área da superfície de filtragem, por mais safras o agricultor poderá desfrutar de um funcionamento satisfatório do gotejador e seus benefícios. Resumo Abaixo está a tabela com todos os detalhes técnicos de ambos os produtos. Passagens de Água Largura (mm) Profundidade (mm) Secção Transversal (mm 2 ) Tiran 2 L/H(Netafim ) Hydrogol 2.2 L/H(Japão) Comprim. Passagem de Água (mm) Área de Filtragem (mm 2 ) 70 17

23 Empresa: Netafim Produto: Tiran 2 L/H(Netafim ) Empresa: Naan-Dan - Israel Produto: Naan Paz(Naan-Dan - Israel) Passagens de água As características da passagem de água do gotejador determinam a eficiência do seu funcionamento durante vários anos. Isso aplica-se a todos os tipos de gotejadores, incluindo os que trabalham com água de baixa qualidade tais como águas residuais, água reciclada, água de reservatório, entre outras. O fluxo de passagem de água do gotejador consiste de duas dimensões principais: Largura e Profundidade Multiplicando-se a largura pela profundidade, obtém-se a área de passagem de secção transversal. Largura: 0.76 Profundidade: 1.08 Secção transversal: Largura: 0.78 Profundidade: 0.9 Secção transversal: Quanto maior a área de passagem de água, menor a sensibilidade do gotejador ao Comprimento da Passagem de Água O comprimento da passagem de água determina a sensibilidade do gotejador ao entupimento; quanto mais longa a passagem de água, maior a sensibilidade ao entupimento tendo em vista que as partículas de sujeira que entram no gotejador tem que passar por um longo labirinto antes de serem expelidas. Ainda que dois gotejadores tenham a mesma área de passagem de água, o gotejador com passagem mais curta é melhor pois as chances das partículas de sujeira serem armazenadas na passagem de água são menores, mas, principalmente, porque a passagem mais curta indica um fluxo turbulento mais forte, e, portanto, apresenta maior resistência ao

XIX Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem

XIX Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem XIX Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem Montes Claros, MG, 2009 Oficina 6 Avaliação de Controle dos Sistemas de Irrigação e Fertilização Inovação em Sistemas de Irrigação Localizada Linha do tempo

Leia mais

LATERAIS E ADUTORAS MATERIAIS EMPREGADOS EM TUBULAÇÕES

LATERAIS E ADUTORAS MATERIAIS EMPREGADOS EM TUBULAÇÕES LATERAIS E ADUTORAS Uma tubulação em irrigação pode, conforme a finalidade, ser designada como adutora, ramal ou lateral. A adutora é aquela tubulação que vai da bomba até a área a ser irrigada. Normalmente

Leia mais

Melhorias da Infraestrutura

Melhorias da Infraestrutura Melhorias da Infraestrutura Refino Papel e Celulose Energia Fóssil Processos Químicos Processos Industriais Conversão De Resíduos Em Energia www.azz.com/wsi Fornecedora de soluções e serviços completos

Leia mais

IMPERMEABILIZAÇÃO DE RESERVATÓRIO DE ÁGUA PARA COMBATE A INCÊNDIO, IRRIGAÇÃO E LAVAGEM COM GEOMEMBRANA DE PEAD NEOPLASTIC AZUL JACUTINGA - MG

IMPERMEABILIZAÇÃO DE RESERVATÓRIO DE ÁGUA PARA COMBATE A INCÊNDIO, IRRIGAÇÃO E LAVAGEM COM GEOMEMBRANA DE PEAD NEOPLASTIC AZUL JACUTINGA - MG IMPERMEABILIZAÇÃO DE RESERVATÓRIO DE ÁGUA PARA COMBATE A INCÊNDIO, IRRIGAÇÃO E LAVAGEM COM GEOMEMBRANA DE PEAD NEOPLASTIC AZUL JACUTINGA - MG AUTOR: Departamento Técnico de Geomembrana NeoPlastic Eng Daniel

Leia mais

Recomendações Importantes sobre as tintas Saturno

Recomendações Importantes sobre as tintas Saturno Recomendações Importantes sobre as tintas Saturno A Saturno é uma empresa com mais de 60 anos de experiência na fabricação de tintas e vernizes para diversos segmentos da comunicação visual e decoração

Leia mais

PRESSEINFORMATION COMUNICADO DE IMPRENSA

PRESSEINFORMATION COMUNICADO DE IMPRENSA PRESSEINFORMATION COMUNICADO DE EcoCWave da Dürr Ecoclean: Qualidade superior, eficiência de custos e confiabilidade de processo na lavagem à base de água Filderstadt/Germany, junho 2014 com sua EcoCWave,

Leia mais

PLANTAS PARA FABRICAÇÃO DE TUBOS HELICOIDAIS. Soluções sob medida com benefícios mensuráveis para o cliente

PLANTAS PARA FABRICAÇÃO DE TUBOS HELICOIDAIS. Soluções sob medida com benefícios mensuráveis para o cliente PLANTAS PARA FABRICAÇÃO DE TUBOS HELICOIDAIS Soluções sob medida com benefícios mensuráveis para o cliente SMS GROUP Líder na fabricação de equipamentos e máquinas Sob o amparo da SMS Holding GmbH, o SMS

Leia mais

HIDRODINÂMICA CONDUTOS SOB PRESSÃO

HIDRODINÂMICA CONDUTOS SOB PRESSÃO HIDRODINÂMICA CONDUTOS SOB PRESSÃO CONDUTOS SOB PRESSÃO Denominam-se condutos sob pressão ou condutos forçados, as canalizações onde o líquido escoa sob uma pressão diferente da atmosférica. As seções

Leia mais

Spray-ball fixo Grande consumo de água Baixa eficiência Dependência de agentes químicos

Spray-ball fixo Grande consumo de água Baixa eficiência Dependência de agentes químicos Spray-ball fixo Grande consumo de água Baixa eficiência Dependência de agentes químicos Cabeçote rotativo de jato Máxima eficiência de limpeza Redução de todos os parâmetros de limpeza Tempo Temperatura

Leia mais

PLANTAS PARA FABRICAÇÃO DE TUBOS HELICOIDAIS. Soluções sob medida com benefícios mensuráveis para o cliente

PLANTAS PARA FABRICAÇÃO DE TUBOS HELICOIDAIS. Soluções sob medida com benefícios mensuráveis para o cliente PLANTAS PARA FABRICAÇÃO DE TUBOS HELICOIDAIS Soluções sob medida com benefícios mensuráveis para o cliente GRUPO SMS Líder na fabricação de equipamentos e máquinas Sob o amparo da SMS Holding GmbH, o Grupo

Leia mais

Essa ferramenta pode ser fixada em máquinas como torno, fresadora, furadeira, mandriladora.

Essa ferramenta pode ser fixada em máquinas como torno, fresadora, furadeira, mandriladora. Brocas A broca é uma ferramenta de corte geralmente de forma cilíndrica, fabricada com aço rápido, aço carbono, ou com aço carbono com ponta de metal duro soldada ou fixada mecanicamente, destinada à execução

Leia mais

Solução em Ar Comprimido: Tubulações em Alumínio

Solução em Ar Comprimido: Tubulações em Alumínio Solução em Ar Comprimido: Tubulações em Alumínio Quais são os principais problemas encontrados em redes de Ar Comprimido? Quais são os principais problemas encontrados em redes de Ar Comprimido? ❶ Vazamentos

Leia mais

OBJETIVOS GERAIS DO PROGRAMA INTENSIFICAR A FORMA DE INTERAÇÃO COM OS CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO E APOIÁ-LOS NA GESTÃO DE SEU NEGÓCIO

OBJETIVOS GERAIS DO PROGRAMA INTENSIFICAR A FORMA DE INTERAÇÃO COM OS CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO E APOIÁ-LOS NA GESTÃO DE SEU NEGÓCIO PROGRAMA SUPER AÇÃO OBJETIVOS PARTICIPANTES COMITÊ DE DISTRIBUIÇÃO REGRAS GERAIS REMUNERAÇÃO DO PROGRAMA DESTINAÇÃO DA REMUNERAÇÃO PAGAMENTO DA REMUNERAÇÃO DOCUMENTOS DE REMUNERAÇÃO NOVA POLÍTICA DE DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

MÓDULO 2 2.3 - CONEXÕES

MÓDULO 2 2.3 - CONEXÕES MÓDULO 2 2.3 - CONEXÕES Os fabricantes e as conexões devem ser pré-qualificados através de certificados de qualificação emitidos por organismos/laboratórios reconhecidos, ou pelo próprio sistema de qualificação

Leia mais

O que é filtragem? Técnicas de filtragem para irrigação. Porque utilizar a filtragem? Distribuição das partículas sólidas

O que é filtragem? Técnicas de filtragem para irrigação. Porque utilizar a filtragem? Distribuição das partículas sólidas Técnicas de filtragem para irrigação Prof. Roberto Testezlaf Faculdade de Engenharia Agrícola UNICAMP IV SIMPÓSIO DE CITRICULTURA IRRIGADA Bebedouro, 06 de julho de 2006 O que é filtragem? Processo de

Leia mais

Processos em Engenharia: Modelagem Matemática de Sistemas Fluídicos

Processos em Engenharia: Modelagem Matemática de Sistemas Fluídicos Processos em Engenharia: Modelagem Matemática de Sistemas Fluídicos Prof. Daniel Coutinho coutinho@das.ufsc.br Departamento de Automação e Sistemas DAS Universidade Federal de Santa Catarina UFSC DAS 5101

Leia mais

Ensaio de Emissão Acústica Aplicado em Cilindros sem Costura para Armazenamento de Gases

Ensaio de Emissão Acústica Aplicado em Cilindros sem Costura para Armazenamento de Gases Ensaio de Emissão Acústica Aplicado em Cilindros sem Costura para Armazenamento de Gases Pedro Feres Filho São Paulo, Brasil e-mail: pedro@pasa.com.br 1- Resumo Este trabalho teve como objetivo apresentar

Leia mais

Guia do comprador de elevadores

Guia do comprador de elevadores Guia do comprador de elevadores Para os profissionais da assistência técnica Automotiva No quê prestar atenção quando se compra um elevador Aumente a Produtividade Melhore o balanço de contas De todas

Leia mais

SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA - 3P TECHNIK

SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA - 3P TECHNIK SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA - 3P TECHNIK INSTALAÇÃO: Figura 1 Para instalação e montagem das conexões, siga os seguintes passos: 1) Os tubos que descem das calhas são conectados nas entradas

Leia mais

A pista de fórmula 1 para recipientes

A pista de fórmula 1 para recipientes A pista de fórmula 1 para recipientes Ele alcança altas velocidades e é impressionante devido a sua alta performance e eficiência: o sistema para transporte de recipientes HEUFT conveyor é uma verdadeira

Leia mais

Filtros T e ROTOFILTERS

Filtros T e ROTOFILTERS Introdução O entupimento de emissores (gotejadores, microaspersores e tubo gotejadores) é a mais importante limitação dos sistemas de irrigação localizada. A dimensão da passagem de água destes componentes

Leia mais

THE SWEDISH DOCTOR BLADE

THE SWEDISH DOCTOR BLADE THE SWEDISH DOCTOR BLADE SOBRE A PRIMEBLADE A PrimeBlade Sweden AB é uma empresa fabricante e fornecedora global de lâminas doctorblade para impressoras flexográfica, rotogravura e offset. Juntamente com

Leia mais

IMPERMEABILIZAÇÃO DE RESERVATÓRIOS DE ARMAZENAMENTO DE ÁGUA PARA REUSO COM GEOMEMBRANA DE PEAD NEOPLASTIC RIO LARGO - AL

IMPERMEABILIZAÇÃO DE RESERVATÓRIOS DE ARMAZENAMENTO DE ÁGUA PARA REUSO COM GEOMEMBRANA DE PEAD NEOPLASTIC RIO LARGO - AL IMPERMEABILIZAÇÃO DE RESERVATÓRIOS DE ARMAZENAMENTO DE ÁGUA PARA REUSO COM GEOMEMBRANA DE PEAD NEOPLASTIC RIO LARGO - AL AUTOR: Departamento Técnico de Geomembrana NeoPlastic Eng Daniel M. Meucci ANO -

Leia mais

Perda de Carga e Comprimento Equivalente

Perda de Carga e Comprimento Equivalente Perda de Carga e Comprimento Equivalente Objetivo Este resumo tem a finalidade de informar os conceitos básicos para mecânicos e técnicos refrigeristas sobre Perda de Carga e Comprimento Equivalente, para

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA TANQUES

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA TANQUES SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA TANQUES MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções para armazenamento de água do Brasil. Campeã em

Leia mais

COBRE: TUBOS E OBRAS ARTESANAIS

COBRE: TUBOS E OBRAS ARTESANAIS COBRE: TUBOS E OBRAS ARTESANAIS EMPRESA PARANAPANEMA JULHO - 2013 COBRE INTRODUÇÃO - Fundamental no desenvolvimento das primeiras civilizações, o cobre mantém-se como o melhor e mais indicado material

Leia mais

MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS

MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS S CALHA PARSHALL REV 0-2012 MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS 1- INTRODUÇÃO O medidor Parshall desenvolvido pelo engenheiro Ralph L. Parshall, na década de 1920, nos Estados Unidos, é uma melhoria realizada

Leia mais

DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 04. FUNDAÇÃO

DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 04. FUNDAÇÃO DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 04. FUNDAÇÃO Av. Torres de Oliveira, 76 - Jaguaré CEP 05347-902 - São Paulo / SP FUNDAÇÃO 1. TIPO DE SOLO A primeira parte da casa a ser construída são suas fundações, que

Leia mais

www.keelautomacao.com.br Linha KSDX Solução em processamento CNC

www.keelautomacao.com.br Linha KSDX Solução em processamento CNC Linha KSDX Solução em processamento CNC Automatize a produção de sua empresa Instalada em Tubarão, SC, a KEEL atua na fabricação de equipamentos para Corte, Solda e Sistemas (CNC). Fundada em 2002, a empresa

Leia mais

T20. Lavadora Industrial com operador a bordo

T20. Lavadora Industrial com operador a bordo T20 Lavadora Industrial com operador a bordo Obtenha resultados superiores na limpeza mesmo dos ambientes mais difíceis, utilizando um sistema de limpeza potente, a tecnologia ec-h2o, além dos recursos

Leia mais

A TECNOLOGIA APLICADA EM TUBOS E PERFIS WWW.STARTECNOLOGIA.COM.BR. FERRITES & IMPEDERS APLICAÇÕES

A TECNOLOGIA APLICADA EM TUBOS E PERFIS WWW.STARTECNOLOGIA.COM.BR. FERRITES & IMPEDERS APLICAÇÕES FERRITES & IMPEDERS APLICAÇÕES 1 FERRITES Os ferrites são produzidos com óxido de ferro, cobalto, níquel, manganês e zinco. Após misturados são prensados de acordo com o perfil desejado. É sinterizado

Leia mais

Essas duas questões serão estudadas nesta aula. Além delas, você vai ver quais erros podem ser cometidos na rebitagem e como poderá corrigi-los.

Essas duas questões serão estudadas nesta aula. Além delas, você vai ver quais erros podem ser cometidos na rebitagem e como poderá corrigi-los. A UU L AL A Rebites III Para rebitar peças, não basta você conhecer rebites e os processos de rebitagem. Se, por exemplo, você vai rebitar chapas é preciso saber que tipo de rebitagem vai ser usado - de

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Calibrador Eletrônico de Pneus Arfox Júnior. Rev.0

MANUAL DO USUÁRIO. Calibrador Eletrônico de Pneus Arfox Júnior. Rev.0 MANUAL DO USUÁRIO RUA DO POMAR, 95/97 - VILA DAS MERCÊS 04162-080 SÃO PAULO - SP FONE/FAX: (011) 2165-1221 Site: www.control-liq.com.br - e-mail: atendimento@control-liq.com.br Calibrador Eletrônico de

Leia mais

Vazão ou fluxo: quantidade de fluido (liquido, gás ou vapor) que passa pela secao reta de um duto por unidade de tempo.

Vazão ou fluxo: quantidade de fluido (liquido, gás ou vapor) que passa pela secao reta de um duto por unidade de tempo. Medição de Vazão 1 Introdução Vazão ou fluxo: quantidade de fluido (liquido, gás ou vapor) que passa pela secao reta de um duto por unidade de tempo. Transporte de fluidos: gasodutos e oleodutos. Serviços

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA C A T Á L O G O T É C N I C O SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA FILTRO PARA CAIXA D ÁGUA MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções para

Leia mais

Catálogo de Tubos. Soluções em aço

Catálogo de Tubos. Soluções em aço Catálogo de Tubos Soluções em aço A empresa Ao dirigir um carro, pedalar a bicicleta, se exercitar na academia e até mesmo na escola do seu filho, nós estamos lá. Sem que você perceba, os produtos fabricados

Leia mais

CATÁLOGO CANHÃO DE AR MIDES

CATÁLOGO CANHÃO DE AR MIDES CATÁLOGO CANHÃO DE AR MIDES VANTAGENS EM COMPARAÇÃO A OUTRAS MARCAS SEM MANUTENÇÃO 85 CLIENTES SATISFEITOS NO BRASIL, PORTUGAL, ESPANHA, COLOMBIA, MOÇAMBIQUE, JORDANIA, USA MELHOR PREÇO DE MERCADO CERTIFICAÇÃO

Leia mais

Cepex Sales Folder. 8 Tubagem Flexível PVC. Cepexflex 04/2005

Cepex Sales Folder. 8 Tubagem Flexível PVC. Cepexflex 04/2005 Cepex Sales Folder 04/2005 Cepexflex 8 Tubagem Flexível PVC 1 Introdução Tubagem flexível de PVC com reforço interno e acabamento interior e exterior lisos. Espiral rígida reforçada: indeformável e anti-choque.

Leia mais

NOVIDADES NA IRRIGAÇÃO E FERTIRRIGAÇÃO

NOVIDADES NA IRRIGAÇÃO E FERTIRRIGAÇÃO NOVIDADES NA IRRIGAÇÃO E FERTIRRIGAÇÃO Fredy Moreinos Netafim Brasil Sist. Equips. Irrigação Ltda Rua Salvador Scaglione, 135 14066-446 Ribeirão Preto SP 55 16 2111.8000 netafim@netafim.com.br O Brasil

Leia mais

Manual de Operação e Instalação

Manual de Operação e Instalação Manual de Operação e Instalação Calha Parshall MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS Cód: 073AA-025-122M Setembro / 2004 S/A. Rua João Serrano, 250 Bairro do Limão São Paulo SP CEP 02551-060 Fone: (0xx11)

Leia mais

Importância da normalização para as Micro e Pequenas Empresas 1. Normas só são importantes para as grandes empresas...

Importância da normalização para as Micro e Pequenas Empresas 1. Normas só são importantes para as grandes empresas... APRESENTAÇÃO O incremento da competitividade é um fator decisivo para a maior inserção das Micro e Pequenas Empresas (MPE), em mercados externos cada vez mais globalizados. Internamente, as MPE estão inseridas

Leia mais

VARREDEIRA GREEN MACHINES 636HS A mais moderna varredeira de aspiração

VARREDEIRA GREEN MACHINES 636HS A mais moderna varredeira de aspiração VARREDEIRA GREEN MACHINES 636HS A mais moderna varredeira de aspiração Remova resíduos e sujeiras de forma mais eficiente com a versatilidade da varredeira de aspiração 636HS. Garanta lugares públicos

Leia mais

Soluções sustentáveis para a vida.

Soluções sustentáveis para a vida. Soluções sustentáveis para a vida. A Ecoservice Uma empresa brasileira que está constantemente em busca de recursos e tecnologias sustentáveis para oferecer aos seus clientes, pessoas que têm como conceito

Leia mais

Tubos e Conexões com Qualidade Schulz

Tubos e Conexões com Qualidade Schulz Linha ConectAR Tubos e Conexões com Qualidade Schulz O constante crescimento da indústria, dos processos tecnológicos e o forte impulso da automação industrial, exigem instalações de ar comprimido, eficientes,

Leia mais

Vasos de Pressão. Ruy Alexandre Generoso

Vasos de Pressão. Ruy Alexandre Generoso Vasos de Pressão Ruy Alexandre Generoso VASOS DE PRESSÃO DEFINIÇÃO: São equipamentos que contêm fluidos sob pressão, cujo produto P x V seja superior a 8. Em que: Pressão (Kpa) Volume (m 3 ) VASOS DE PRESSÃO

Leia mais

GEOROSCADO ENGRAVILHADO

GEOROSCADO ENGRAVILHADO TUBO GEOROSCADO GEOROSCADO ESTRIADO GEOROSCADO LISO GEOROSCADO ENGRAVILHADO Os tubos e filtros da Tubofuro são reconhecidos e respeitados pela maioria dos operadores do sector como satisfazendo qualquer

Leia mais

Informações Gerais Trocadores de Calor / Chiller de Placas

Informações Gerais Trocadores de Calor / Chiller de Placas Informações Gerais Trocadores de Calor / Chiller de Placas Somos especializados em trocadores de calor e importamos desde 2009. Eles são fabricados sob a supervisão de um técnico nosso e foram adaptados

Leia mais

Manual de Operação e Manutenção

Manual de Operação e Manutenção Manual de Operação e Manutenção Rebitador Pneumático para Rebites de Repuxo SRC-3 1 Características Gerais: Leve; Alta velocidade de operação, grande potência; Baixo ruído; Baixo impacto; Curso longo;

Leia mais

FAREX - Com. de Máquinas Ltda. Hydra-Tools Indl. e Coml. Ltda.

FAREX - Com. de Máquinas Ltda. Hydra-Tools Indl. e Coml. Ltda. FAREX - Com. de Máquinas Ltda. Hydra-Tools Indl. e Coml. Ltda. Manual de Instruções Maquina Hidráulica de Curvar Tubos Série CTN-4 A máquina de curvar tubos da série CTN-4, foi desenvolvida para curvar

Leia mais

CIE - CENTRO DE INICIAÇÃO AO ESPORTE (QUADRAS REVERSÍVEIS) MINISTÉRIO DO ESPORTE

CIE - CENTRO DE INICIAÇÃO AO ESPORTE (QUADRAS REVERSÍVEIS) MINISTÉRIO DO ESPORTE PROJETO EXECUTIVO DE ESTRUTURAS METÁLICAS CIE - CENTRO DE INICIAÇÃO AO ESPORTE (QUADRAS REVERSÍVEIS) MINISTÉRIO DO ESPORTE MEMORIAL DESCRITIVO DE ESTRUTURAS METÁLICAS - CIE - R40-45 - R01 ESTRUTURA METÁLICA

Leia mais

Alta produtividade Engenharia de projetos Qualidade assegurada Certificado de garantia Sigilo industrial Confiabilidade.

Alta produtividade Engenharia de projetos Qualidade assegurada Certificado de garantia Sigilo industrial Confiabilidade. Há mais de 46 anos no mercado, a Torcisão iniciou as suas atividades no desenvolvimento de materiais para a indústria automobilística, que exigia um rigoroso controle técnico e de qualidade. Em 2006, com

Leia mais

SOLUÇÃO FORTLEV PARA ENGENHARIA

SOLUÇÃO FORTLEV PARA ENGENHARIA CATÁLOGO TÉCNICO SOLUÇÃO FORTLEV PARA ENGENHARIA TANQUES ESPECIAIS MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA ARMAZENAR PRODUTOS ESPECIAIS. A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções para armazenamento

Leia mais

Robustez e alta velocidade com a garantia de cortes de alta precisão.

Robustez e alta velocidade com a garantia de cortes de alta precisão. METAL MECÂNICA AUTOCUT 4.0P HDX/2HDX Robustez e alta velocidade com a garantia de cortes de alta precisão. AutoCut 4.0P HDX/2HDX A AutoCut 4.0P é uma máquina CNC para corte de chapas de aço-carbono, aço

Leia mais

L IE CATÁLOGO DE PRODUTOS

L IE CATÁLOGO DE PRODUTOS L IE CATÁLOGO DE PRODUTOS L IE Linha de produtos fabricados em material de alta transparência, em sala limpa escala 100,000, de acordo com as normas ISO 9001 e ISO 13485:2003/AC:2007, certificados como

Leia mais

Atlas Copco. Arrefecedores finais, separadores de água e sistemas de purga COMPLETO, FÁCIL DE INSTALAR E MUITO ECONÓMICO

Atlas Copco. Arrefecedores finais, separadores de água e sistemas de purga COMPLETO, FÁCIL DE INSTALAR E MUITO ECONÓMICO Atlas Copco Arrefecedores finais, separadores de água e sistemas de purga COMPLETO, FÁCIL DE INSTALAR E MUITO ECONÓMICO Uma gama de arrefecedores finais efectivos e de separadores de água em conformidade

Leia mais

SEGURANÇA ALIMENTAR PROGRAMA QUALIDADE PARA ÁFRICA OCIDENTAL SUPORTE A COMPETITIVIDADE E HARMONIZAÇÃO DOS ACORDOS OTC E SPS

SEGURANÇA ALIMENTAR PROGRAMA QUALIDADE PARA ÁFRICA OCIDENTAL SUPORTE A COMPETITIVIDADE E HARMONIZAÇÃO DOS ACORDOS OTC E SPS SEGURANÇA ALIMENTAR PORQUÊ UMA NORMA ISO DE GESTÃO DA SEGURNAÇA ALIMENTAR? 1,5 Bilhões de casos de toxi- infecções alimentares por ano; Uma das causas mais comuns de mortalidade em Países em desenvolvimento;

Leia mais

A Fundição Injectada de Alumínio. Princípios e Desafios

A Fundição Injectada de Alumínio. Princípios e Desafios A Fundição Injectada de Alumínio Princípios e Desafios O Passado... Os primeiros exemplos de fundição por injecção (em oposição à fundição por gravidade) ocorrem em meios do século XIX (1800). A patente

Leia mais

A codificação a laser é a solução correta para necessidades simples de codificação?

A codificação a laser é a solução correta para necessidades simples de codificação? Nota técnica Principais fatores a se considerar ao selecionar uma codificadora a laser A codificação a laser é a solução correta para necessidades simples de codificação? Equipamento Fluidos Treinamento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE AGRONOMIA E ENGENHARIA DE ALIMENTOS SETOR DE ENGENHARIA RURAL. Prof. Adão Wagner Pêgo Evangelista

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE AGRONOMIA E ENGENHARIA DE ALIMENTOS SETOR DE ENGENHARIA RURAL. Prof. Adão Wagner Pêgo Evangelista UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE AGRONOMIA E ENGENHARIA DE ALIMENTOS SETOR DE ENGENHARIA RURAL Prof. Adão Wagner Pêgo Evangelista 3 CONDUÇÃO DE ÁGUA 3.1 CONDUTOS LIVRES OU CANAIS Denominam-se condutos

Leia mais

ANÁLISE DO ESCOAMENTO DE UM FLUIDO REAL: água

ANÁLISE DO ESCOAMENTO DE UM FLUIDO REAL: água UFF Universidade Federal Fluminense Escola de Engenharia Departamento de Engenharia Química e de Petróleo Integração I Prof.: Rogério Fernandes Lacerda Curso: Engenharia de Petróleo Alunos: Bárbara Vieira

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO Portaria n.º 33,de 22 de janeiro de 2004. O PRESIDENTE

Leia mais

Fundamentos de Automação. Hidráulica 01/06/2015. Hidráulica. Hidráulica. Hidráulica. Considerações Iniciais CURSO DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Fundamentos de Automação. Hidráulica 01/06/2015. Hidráulica. Hidráulica. Hidráulica. Considerações Iniciais CURSO DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL Ministério da educação - MEC Secretaria de Educação Profissional e Técnica SETEC Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Rio Grande Fundamentos de Automação CURSO

Leia mais

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE DE PALMAS DIRETORIA DE CONTROLE AMBIENTAL GERÊNCIA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE DE PALMAS DIRETORIA DE CONTROLE AMBIENTAL GERÊNCIA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL TERMO DE REFÊRENCIA PARA ELABORACÃO DE PROJETO AMBIENTAL DE DEDETIZADORAS, LIMPA FOSSA E EMPRESAS QUE PRESTA SERVIÇO DE LIMPEZA. Este Termo de Referência visa orientar na elaboração de PROJETO AMBIENTAL

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO REPARAÇÃO DE VIDROS AUTOMOTIVOS

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO REPARAÇÃO DE VIDROS AUTOMOTIVOS OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO REPARAÇÃO DE VIDROS AUTOMOTIVOS 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode

Leia mais

Grupo 09 Centrais de testes e limpeza

Grupo 09 Centrais de testes e limpeza Grupo 09 Centrais de testes e limpeza Fornecedor: Tipo Descrição Página CPR Central de teste para circuitos de refrigeração 01 Descrição 01-01 CPC Central de teste para circuitos de refrigeração 02 Descrição

Leia mais

plataforma elevatória ac 02 acionamento por fuso

plataforma elevatória ac 02 acionamento por fuso plataforma elevatória ac 02 acionamento por fuso OUT / 2011 plataforma elevatória ac 02 Indicação Indicada para permitir acesso a desníveis de até 2m. Acesso a mezaninos, entradas de edifícios residenciais

Leia mais

PNEUMÁTICA. Enroladores de mangueiras e de cabos. Desempenho superior, design durável e facilidade de uso

PNEUMÁTICA. Enroladores de mangueiras e de cabos. Desempenho superior, design durável e facilidade de uso PNEUMÁTICA Enroladores de mangueiras e de cabos Desempenho superior, design durável e facilidade de uso 2 Para uso profissional em ambientes industriais. Satisfação das necessidades dos ambientes de trabalho

Leia mais

PLATAFORMA ELEVATÓRIA MODELO ACCESS BASIC ACIONAMENTO POR FUSO

PLATAFORMA ELEVATÓRIA MODELO ACCESS BASIC ACIONAMENTO POR FUSO PLATAFORMA ELEVATÓRIA MODELO ACCESS BASIC ACIONAMENTO POR FUSO PLATAFORMA ELEVATÓRIA MODELO ACCESS BASIC Indicação Indicada para permitir acesso a desníveis de até 2m. Acesso a mezaninos, entradas de edifícios

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS

CATÁLOGO DE PRODUTOS CATÁLOGO DE PRODUTOS A PLASTUBOS é uma empresa do Grupo Empresarial DVG, especializada na produção de tubos rígidos e conexões de PVC para água e esgoto predial, infra-estrutura, irrigação e eletricidade.

Leia mais

PARTE IV Consolidação do Profissional como Consultor. Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc.

PARTE IV Consolidação do Profissional como Consultor. Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc. FATERN Faculdade de Excelência Educacional do RN Coordenação Tecnológica de Redes e Sistemas Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc.

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO (3 de 3) 11/NOV/2010 a 20/JAN/2011 REIVAX AUTOMAÇÃO E CONTROLE

RELATÓRIO DE ESTÁGIO (3 de 3) 11/NOV/2010 a 20/JAN/2011 REIVAX AUTOMAÇÃO E CONTROLE RELATÓRIO DE ESTÁGIO (3 de 3) 11/NOV/2010 a 20/JAN/2011 REIVAX AUTOMAÇÃO E CONTROLE Supervisor: Fernando Amorim da Silveira Coordenador: Victor Juliano De Negri Estagiário: Marcos Kaupert 20 de janeiro

Leia mais

Manual do Fornecedor Revisão 02-19/08/2011

Manual do Fornecedor Revisão 02-19/08/2011 Distribuidor: Associado: ISO 9001:2008 Manual do Fornecedor Revisão 02-19/08/2011 02 03 03 03 04 05 05 06 06 06 07 08 08 08 09 09 10 10 12 12 13 14 14 15 Índice Missão, visão, valores 1. O manual do fornecedor

Leia mais

Cobresul Metais Ltda. semimanufaturados de cobre.

Cobresul Metais Ltda. semimanufaturados de cobre. Cobresul Metais Ltda. semimanufaturados de cobre. A Cobresul Metais Ltda., afiliada e controlada pela Plasinco Empreendimentos Ltda. proprietária das empresas Plasinco Ltda, Plasinco Importação e Exportação

Leia mais

SEPARADORES DE GORDURAS TUBOFURO NATUR-GREASE

SEPARADORES DE GORDURAS TUBOFURO NATUR-GREASE SEPARADORES DE GORDURAS TUBOFURO EN 109 Km 160,3 2425-737 Ortigosa Leiria ; Telf, 244616073 / Fax: 244616074 E-mail: geo@tubofuro,pt www.tubofuro.pt Apresentação Os Separadores de Gorduras são construídos

Leia mais

Caixa d água Brasilit

Caixa d água Brasilit Caixa d água Brasilit Catálogo Técnico TECNOLOGIA CRFS: CIMENTO REFORÇADO COM FIO SINTÉTICO. A ALTERNATIVA SEGURA DA BRASILIT PARA A SUBSTITUIÇÃO DEFINITIVA DO AMIANTO. Seguindo uma tendência mundial,

Leia mais

Custos de Implantação e Amortização de Sistemas de Irrigação Localizada em Citrus. URI GOLDSTEIN, M.Sc.

Custos de Implantação e Amortização de Sistemas de Irrigação Localizada em Citrus. URI GOLDSTEIN, M.Sc. Custos de Implantação e Amortização de Sistemas de Irrigação Localizada em Citrus URI GOLDSTEIN, M.Sc. A Globalização e a Abertura Comercial Quais as estratégias? Competição em custos Eficiência tecnológica

Leia mais

O secador de mãos mais rápido e higiênico.

O secador de mãos mais rápido e higiênico. O secador de mãos mais rápido e higiênico. O problema com outros secadores de mãos O problema com toalhas de papel Eles são muito lentos. Isso é devido a seus motores. Eles não conseguem gerar fluxo de

Leia mais

Quem somos nós. Uma Empresa, Assistência total, Soluções completas

Quem somos nós. Uma Empresa, Assistência total, Soluções completas Produtos e Serviços Quem somos nós Uma Empresa, Assistência total, Soluções completas Durante muitos anos, a Hydratight tem fornecido soluções na forma de juntas aparafusadas de categoria internacional

Leia mais

Medição de vazão. Aplicações. Características especiais. Descrição

Medição de vazão. Aplicações. Características especiais. Descrição Medição de vazão Bocal de vazão para instalação interna na tubulação, modelo FLC-FN-PIP Bocal de vazão para montagem entre flanges, modelo FLC-FN-FLN WIKA folha de dados FL 10.03 Aplicações Geração de

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA C A T Á L O G O T É C N I C O SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA CAIXA D ÁGUA EM FIBRA DE VIDRO MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções

Leia mais

Lista 2 - Modelos determinísticos

Lista 2 - Modelos determinísticos EA044 - Planejamento e Análise de Sistemas de Produção Lista 2 - Modelos determinísticos Exercício 1 A Companhia Ferroviária do Brasil (CFB) está planejando a alocação de vagões a 5 regiões do país para

Leia mais

Armazenagem temporária Investimento em eficiência

Armazenagem temporária Investimento em eficiência Armazenagem temporária Investimento em eficiência Por que utilizar a armazenagem temporária? Características e Benefícios A melhor relação Custo-Benefício O de armazenagem temporária de grãos Temp Stor

Leia mais

construímos a inovação POR

construímos a inovação POR construímos a inovação POR construímos a inovação 2 3 Compact Habit, uma iniciativa da empresa de Manresa, Constructora d Aro S.A., foi criada em 2004 para atender à necessidade de inovação na construção.

Leia mais

Logística e a Gestão da Cadeia de Suprimentos. "Uma arma verdadeiramente competitiva"

Logística e a Gestão da Cadeia de Suprimentos. Uma arma verdadeiramente competitiva Logística e a Gestão da Cadeia de Suprimentos "Uma arma verdadeiramente competitiva" Pequeno Histórico No período do pós-guerra até a década de 70, num mercado em franca expansão, as empresas se voltaram

Leia mais

Indústria e Comércio de Bombas D Água Beto Ltda. Manual de Instruções

Indústria e Comércio de Bombas D Água Beto Ltda. Manual de Instruções Indústria e Comércio de Bombas D Água Beto Ltda Manual de Instruções CALHA PARSHALL Parabéns! Nossos produtos são desenvolvidos com a mais alta tecnologia Bombas Beto. Este manual traz informações importantes

Leia mais

guia de instalação cisterna vertical

guia de instalação cisterna vertical guia de instalação cisterna vertical FORTLEV CARACTERÍSTICAS FUNÇÃO Armazenar água pluvial ou água potável à temperatura ambiente. APLICAÇÃO Residências, instalações comerciais, fazendas, escolas ou qualquer

Leia mais

Coletores de Pó Exaustores Eficiência em filtragem de pós finos e fumaça

Coletores de Pó Exaustores Eficiência em filtragem de pós finos e fumaça Coletores de Pó Exaustores Eficiência em filtragem de pós finos e fumaça Venda Locação Assistência técnica Acessórios Seminovos Tubulação e montagem Coletor de Pó Modelo Fumaça 55 Sistema de exaustão com

Leia mais

Processo de Forjamento

Processo de Forjamento Processo de Forjamento Histórico A conformação foi o primeiro método para a obtenção de formas úteis. Fabricação artesanal de espadas por martelamento (forjamento). Histórico Observava-se que as lâminas

Leia mais

Ambiental Liron Perfil e Resumo de Atividades

Ambiental Liron Perfil e Resumo de Atividades Ambiental Liron Perfil e Resumo de Atividades Nossa Empresa A Ambiental Liron é uma empresa prestadora de serviços, voltada à limpeza de dutos de ar condicionado, limpeza de coifas, limpeza de sistemas

Leia mais

www.sje.pt geral@sje.pt

www.sje.pt geral@sje.pt Características Descritivo técnico de colocação: A realização de um pavimento de segurança sintético consiste na união de granulados de borracha SBR (para subcamada) e EPDM (para cor de acabamento) com

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Painel Solar Compacto FCC-2S. www.vulcano.pt. Janeiro 2013

FICHA TÉCNICA. Painel Solar Compacto FCC-2S. www.vulcano.pt. Janeiro 2013 Departamento Comercial e Assistência Técnica: Av. Infante D. Henrique, lotes 2E-3E - 1800-220 LISBOA * Tel.: +351. 218 500 300 Janeiro 2013 FICHA TÉCNICA Painel Solar Compacto FCC-2S www.vulcano.pt FICHA

Leia mais

SOLUÇÕES EM METROLOGIA SCANNER CMM 3D PARA APLICAÇÕES INDUSTRIAIS

SOLUÇÕES EM METROLOGIA SCANNER CMM 3D PARA APLICAÇÕES INDUSTRIAIS SOLUÇÕES EM METROLOGIA SCANNER CMM 3D PARA APLICAÇÕES INDUSTRIAIS TRUsimplicity TM MEDIÇÃO MAIS FÁCIL E RÁPIDA PORTÁTIL E SEM SUPORTE. MOVIMENTAÇÃO LIVRE AO REDOR DA PEÇA USO FACILITADO. INSTALAÇÃO EM

Leia mais

Truck Tyre Saver GERADOR DE NITROGÊNIO PARA CALIBRAR PNEUS DE CAMINHÕES

Truck Tyre Saver GERADOR DE NITROGÊNIO PARA CALIBRAR PNEUS DE CAMINHÕES Truck Tyre Saver GERADOR DE NITROGÊNIO PARA CALIBRAR PNEUS DE CAMINHÕES Pneu é como uma membrana Ar comprimido O tradicional meio de encher pneus de caminhões e carros, contém 21% de oxigênio e 78% de

Leia mais

Lucro ao invés de prejuízo

Lucro ao invés de prejuízo Lucro ao invés de prejuízo Como a inovadora tecnologia de separação ajuda a alavancar uma fonte extra de dinheiro Os descartes dos abatedouros continuam sendo uma séria preocupação para muitos. Mas, não

Leia mais

LANÇADEIRAS PARA MÁQUINAS DE COSTURA CUSTO VERSUS PREÇO: QUANDO GASTAR MAIS SIGNIFICA ECONOMIZAR DINHEIRO!

LANÇADEIRAS PARA MÁQUINAS DE COSTURA CUSTO VERSUS PREÇO: QUANDO GASTAR MAIS SIGNIFICA ECONOMIZAR DINHEIRO! A lançadeira é o coração da máquina de costura: todo técnico sabe disso! A qualidade do ponto e a eficiência da máquina de costura dependem da lançadeira. Até mesmo a melhor máquina de costura, da melhor

Leia mais

Realizando o ensaio de ultra-som

Realizando o ensaio de ultra-som Realizando o ensaio de ultra-som A UU L AL A Na aula anterior, você ficou sabendo que o ultra-som é uma onda mecânica que se propaga de uma fonte emissora até uma fonte receptora, através de um meio físico.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Departamento de Engenharia Mecânica

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Departamento de Engenharia Mecânica UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Departamento de Engenharia Mecânica Elementos de Máquinas II Elementos de Apoio F T O = 0 Óleo e.sen O F h máx e Eixo Mancal L Óleo F d n h min d Q máx F pmáx p O

Leia mais

BANCADA DIDÁTICA DE SISTEMA DE VENTILAÇÃO

BANCADA DIDÁTICA DE SISTEMA DE VENTILAÇÃO BANCADA DIDÁTICA DE SISTEMA DE VENTILAÇÃO Pedro José Moacyr Rangel Neto pedrorangel@pucrs.br PUCRS Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Faculdade de Engenharia - Departamento de Engenharia

Leia mais

CONCEITOS RELACIONADOS ÀS ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS NOS EPISÓDIOS 1, 2 E 3.

CONCEITOS RELACIONADOS ÀS ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS NOS EPISÓDIOS 1, 2 E 3. CONCEITOS RELACIONADOS ÀS ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS NOS EPISÓDIOS 1, 2 E 3. PROBLEMA: É UM OBSTÁCULO QUE ESTÁ ENTRE O LOCAL ONDE SE ESTÁ E O LOCAL EM QUE SE GOSTARIA DE ESTAR. ALÉM DISSO, UM PROBLEMA

Leia mais

1919 siawood + A próxima geração de abrasivos profissionais

1919 siawood + A próxima geração de abrasivos profissionais 1919 siawood + A próxima geração de abrasivos profissionais 1919 siawood + A próxima geração de abrasivos profissionais A mais nova geração do 1919 siawood clássico estabelece novos padrões no lixamento

Leia mais