COMPARATIVO DE DIFERENCIAIS NETAFIM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMPARATIVO DE DIFERENCIAIS NETAFIM"

Transcrição

1 COMPARATIVO DE DIFERENCIAIS NETAFIM O livro comparativo de diferenciais Netafim foi desenvolvido pelo departamento de Marketing da empresa para auxiliar os departamentos de vendas, suporte técnico, agronômico e canais de distribuição, no seu dia-a-dia, seja para montagem de propostas comerciais, apresentação de projetos a clientes, relacionamentos de assistência técnico/agronômica ou ainda em argumentações de vendas para fechamento. O intuito principal deste material é deixar sempre próximo ao profissional da Netafim uma forte ferramenta de argumentos quanto aos diferenciais da empresa e os possíveis argumentos de venda. Tenha sempre este material em mãos, como ferramenta de venda, não aceite argumentos como gotejador ou o sistema projetado são iguais. Este material procura provar justamente as claras diferenças entre os materiais, projetos e serviços Netafim, a fim de aprofundar as apresentações feitas ao mercado. Use este material para desmistificar os diferentes mitos criados por concorrentes, consultores e outras pessoas que não tem conhecimento total de nossos produtos e sistemas, baseando-se fortemente com informações concretas e confiáveis para despertar em seus clientes a percepção de valor por meio de argumentos bem fundamentados e de credibilidade. Acredite nos diferenciais dos produtos e serviços Netafim, pois mais do que se apresentarem claramente no comparativo com a concorrência, nossos produtos e serviços demonstram diferentes oportunidades técnicas e visuais que permitem gerar argumentações plausíveis no momento da venda. Atenção, aos comparativos de produtos de classes diferentes, estes podem demonstrar resultados inferiores, no entanto não estão sendo utilizados comparativos de produtos de classes compatíveis. Os comparativos servirão também para que você possa posicionar os produtos Netafim perante os da concorrência, ou seja, utilizar estes dados para concluir se o produto da concorrência é compatível ou não com o produto Netafim, se são produtos diretamente concorrentes ou não.

2 A equipe Netafim coloca-se inteiramente à disposição para quaisquer dúvidas. Analisem todos os capítulos deste material: - Comparativos de Produtos - Diferenciais de produção - Diferenciais de padrão de montagem - Diferenciais de padrão de projeto - Volume II - Diferenciais de serviços Netafim (agrônomos, assistência técnica, política de distribuição) BOAS VENDAS!!!

3 DEFERENCIAIS DE PRODUÇÃO NETAFIM ESTRUTURA FABRIL ISO 9001 : 2000 A Netafim tem hoje a maior fabrica de tubos gotejadores do Brasil com cinco linhas de produção, capacidade sem deslocamento de máquinas para mais uma linha totalizando e um potencial de produção de mais de 20 milhões de metros de tubo gotejador por mês. Velocidade de Maquinas - As maquinas da Netafim podem soldar gotejadores numa velocidade variando de 150 até 250 mts/minuto. As maquinas dos concorrentes, devido a utilizarem gotejadores bobe têm velocidade máxima de 50 a 60 mts/minuto. Benefícios da estrutura para o cliente Garantia de fornecimento - A Netafim não tem e nem terá problemas no que diz respeito a fornecimento de tubos gotejadores ao mercado nacional; Garantia de reposição rápida em caso de problemas; Certeza de fornecimento de material local para FINAME em projetos FINAME é obrigatório 70% de fabricação nacional, veja o exemplo real abaixo: Cliente está negociando de metros de tubo gotejador para uma área de ha Concorrência Netafim Qtd. (Mts) , ,00 Velocidade (mts/min) Minutos , ,33 Horas 3.759,83 626,64 Dias 469,98 78,33 Ou seja, se o concorrente trabalhar exclusivamente para este cliente, ele vai levar mais de 1 ano para fabricar este material. Logo ele estará utilizando material importando, colocando o cliente em risco de perder o Finame numa possível fiscalização.

4 DIFERENCIAIS PRODUTIVOS A Netafim é a única empresa do mercado de irrigação localizada do mundo que consegue soldar um gotejador autocompensado em tubo de parede fina, podendo este tubo ter até 0,31mm de espessura. Este é o grande diferencial do Dripnet PC! Também a estrutura de 5 linhas, permite maior flexibilidade e variação de produção. Benefícios: O fator tecnologia leva a uma percepção de geração de valor do cliente para a confiabilidade, use todo este avanço como argumento de venda; A Netafim pode utilizar seus gotejadores em várias espessuras de parede. Os concorrentes que utilizam gotejador bobe precisam de vários tipos (tamanhos em DI) de gotejador para cada diâmetro interno de tubo, isso acarreta em parada de máquinas, descarte de material e atraso na produção que consequentemente gera maior probabilidades de defeito de fabricação. MATÉRIA PRIMA Matéria Prima certificada mundialmente - Para não comprometer a qualidade de seus produtos a Netafim tem uma equipe de Engenheiros Químicos em Israel que trabalham fazendo testes e pesquisas para indicar às suas subsidiárias de todo o mundo quais os melhores fornecedores de matéria prima. Rastreabilidade e confiança Sistema computadorizado e unificado de informação nas linhas de produção de toda a fábrica, armazenando os dados dos produtos fabricados (fórmula de composição, processo, velocidade de produção, etc) e gravando nos tubos gotejadores todos as informações referentes a esta produção. Este sistema permite rastrear todo e qualquer tipo de produto que é vendido, afim de resolver rapidamente possíveis problemas com produtos em campo.

5 Benefícios: Todos os pontos acima mencionados se bem colocados oferecem um grande diferencial de avanço tecnológico perante a concorrência, que gera no cliente um sentimento de confiabilidade nos produtos que ele está adquirindo; Confiança e geração de valor para o cliente são elementos chave para o fechamento de qualquer negócio em qualquer ramo de negócio. Certeza de produtos 100% garantidos em campo ou de rápida resolução em caso de produtos com problemas. CONTROLE DE QUALIDADE Severos controles de qualidade, feitos por uma equipe especializada da Netafim, são feitos diariamente para garantir o cumprimento de todas as exigências da norma ISO 9261 que garantem qualidade e principalmente o padrão dos produtos Netafim. Para cumprir com esta norma, são realizados dentro da própria fábrica da Netafim vários testes como controle de qualidade de solda do gotejador que é feito com o auxilio de microscópios, avaliação de vazão, avaliação de espaçamento entre gotejadores, avaliação da espessura do tubo, avaliação de diâmetro interno e teste da resistência mecânica a pressão do tubo gotejador. Além de todos estes testes feitos para o cumprimento da ISO 9261, a Netafim ainda faz outros controles de qualidade que são exigências internas da própria empresa como: - Controle de qualidade e posição do furo feito no tubo gotejador. 100% dos furos feitos em todos os metros de tubos gotejadores produzidos dentro da fabrica da Netafim são fotografados para que seja certificado que o furo foi feito corretamente. - Controle feito com um exclusivo sistema a vácuo na linha de resfriamento do tubo gotejador garantindo que nenhuma parte dele tenha rasgos ou furos, principalmente dos tubos de parede fina. (A Netafim é a única empresa que tem este sistema) - Teste de stress cracking, onde o tempo total de vida útil do produto é acelerado e são avaliadas as alterações do produto, principalmente rachaduras no tubo. Caso seja detectada alguma rachadura no produto, todo o lote de produção é descartado. Testes feitos com produtos de um dos nossos principais concorrentes que foram recolhidos no campo, demonstraram rachaduras após os testes de stress cracking, ou seja, qualidade inferior, falta de controle ou omissão de conhecimento da falta de qualidade. Se o material

6 fosse produzido pela Netafim e apresentasse as mesmas características, teria sido descartado. - Controle de níveis de proteção aos raios UV. Resultados com o mesmo material deste concorrente apresentou baixo nível de proteção aos raios UV. Novamente, se o produto tivesse sido produzido pela Netafim e apresentasse as mesmas características, teria sido descartado. Benefícios: Sabendo de todos estes pontos do severo controle de qualidade que a Netafim tem, o cliente tem todas as garantias e certificações de estar adquirindo o produto de maior qualidade do mercado e além disso a segurança de ter total respaldo caso ocorram problemas de produtos Netafim no campo; Os controles de qualidade praticados na fabrica da Netafim são fortes argumentos de venda que geram grande percepção de valor para o cliente a partir da confiabilidade e segurança de estar comprando produtos seguros de uma empresa idônea; Os argumentos e benefícios acima, são alguns dos vários existentes que levam os clientes a perceber valor agregado e pagar mais pelo produto.

7 COMPARATIVOS DE PRODUTOS NETAFIM CONCORRENTES GOTEJADORES NÃO AUTOCOMPENSADOS Empresa: Netafim Produto: Streamline 1.6 L/H(Netafim ) Empresa: Toro - EUA Produto: Aquatrax 1.35 L/H(Toro - EUA) Passagens de água As características da passagem de água do gotejador determinam a eficiência do seu funcionamento durante vários anos. Isso aplica-se a todos os tipos de gotejadores, incluindo os que trabalham com água de baixa qualidade tais como águas residuais, água reciclada, água de reservatório, entre outras. O fluxo de passagem de água do gotejador consiste de duas dimensões principais: Largura e Profundidade Multiplicando-se a largura pela profundidade, obtém-se a área de passagem de secção transversal. Largura: 0.66 Profundidade: 0.55 Secção transversal: Largura: 0.94 Profundidade: 0.24 Secção transversal: Quanto maior a área de passagem de água, menor a sensibilidade do gotejador ao Comprimento da Passagem de Água O comprimento da passagem de água determina a sensibilidade do gotejador ao entupimento; quanto mais longa a passagem de água, maior a sensibilidade ao entupimento tendo em vista que as partículas de sujeira que entram no gotejador tem que passar por um longo labirinto antes de serem expelidas. Ainda que dois gotejadores tenham a mesma área de passagem de água, o gotejador com passagem mais curta é melhor pois as chances das partículas de sujeira serem armazenadas na passagem de água são menores, mas, principalmente, porque a passagem mais curta indica um fluxo turbulento mais forte, e, portanto, apresenta maior resistência ao

8 Comprimento da passagem de água: 13 Comprimento da passagem de água: 100 Menor comprimento de passagem de água = turbulência mais forte = menor sensibilidade a Área de filtragem Durante o período de irrigação partículas de sujeira fluem com a água pelo tubo e têm contato com o filtro do gotejador. Quanto maior a área de filtragem, menor a possibilidade de entrada de partículas no gotejador. Área de Filtragem: 17 Área de Filtragem: 17 Gráfico Comparativo (mm 2 ): Gráfico Comparativo (mm 2 ): Quanto maior a área da superfície de filtragem, por mais safras o agricultor poderá desfrutar de um funcionamento satisfatório do gotejador e seus benefícios. Resumo Abaixo está a tebela com todos os detalhes técnicos de ambos os produtos. Passagens de Água Largura (mm) Profundidade (mm) Secção Transversal (mm 2 ) Streamline 1.6 L/h (Netafim ) Aquatrax 1.35 L/h (Toro - EUA) Comprim. Passagem de Água (mm) Área de Filtragem (mm 2 ) 17 17

9 Empresa: Netafim Produto: Streamline 1.6 L/h(Netafim ) Empresa: Eurodrip - Grécia Produto: Eolos 1.55 L/h(Eurodrip - Grécia) Passagens de água As características da passagem de água do gotejador determinam a eficiência do seu funcionamento durante vários anos. Isso aplica-se a todos os tipos de gotejadores, incluindo os que trabalham com água de baixa qualidade tais como águas residuais, água reciclada, água de reservatório, entre outras. O fluxo de passagem de água do gotejador consiste de duas dimensões principais: Largura e Profundidade Multiplicando-se a largura pela profundidade, obtém-se a área de passagem de secção transversal. Largura: 0.66 Profundidade: 0.55 Secção transversal: Largura: 0.7 Profundidade: 0.65 Secção transversal: Quanto maior a área de passagem de água, menor a sensibilidade do gotejador ao Comprimento da Passagem de Água O comprimento da passagem de água determina a sensibilidade do gotejador ao entupimento; quanto mais longa a passagem de água, maior a sensibilidade ao entupimento tendo em vista que as partículas de sujeira que entram no gotejador tem que passar por um longo labirinto antes de serem expelidas. Ainda que dois gotejadores tenham a mesma área de passagem de água, o gotejador com passagem mais curta é melhor pois as chances das partículas de sujeira serem armazenadas na passagem de água são menores, mas, principalmente, porque a passagem mais curta indica um fluxo turbulento mais forte, e, portanto, apresenta maior resistência ao

10 Comprimento da passagem de água: 13 Comprimento da passagem de água: 58 Menor comprimento de passagem de água = turbulência mais forte = menor sensibilidade a Área de filtragem Durante o período de irrigação partículas de sujeira fluem com a água pelo tubo e têm contato com o filtro do gotejador. Quanto maior a área de filtragem, menor a possibilidade de entrada de partículas no gotejador. Área de Filtragem: 17 Área de Filtragem: 8.6 Gráfico Comparativo (mm 2 ): Gráfico Comparativo (mm 2 ): Quanto maior a área da superfície de filtragem, por mais safras o agricultor poderá desfrutar de um funcionamento satisfatório do gotejador e seus benefícios. Resumo Abaixo está a tabela com todos os detalhes técnicos de ambos os produtos. Passagens de Água Largura (mm) Profundidade (mm) Secção Transversal (mm 2 ) Streamline 1.6 L/H(Netafim ) Eolos 1.55 L/H(Eurodrip - Grécia) Comprim. Passagem de Água (mm) Área de Filtragem (mm 2 )

11 Empresa: Netafim Produto: Streamline 1.6 L/H (Netafim ) Empresa: T-Tape - EUA Product: T- Tape L/H (T-Tape - EUA) Passagens de água As características da passagem de água do gotejador determinam a eficiência do seu funcionamento durante vários anos. Isso aplica-se a todos os tipos de gotejadores, incluindo os que trabalham com água de baixa qualidade tais como águas residuais, água reciclada, água de reservatório, entre outras. O fluxo de passagem de água do gotejador consiste de duas dimensões principais: Largura e Profundidade Multiplicando-se a largura pela profundidade, obtém-se a área de passagem de secção transversal. Largura: 0.66 Profundidade: 0.55 Secção transversal: Largura: 1.06 Profundidade: 0.23 Secção transversal: Quanto maior a área de passagem de água, menor a sensibilidade do gotejador ao Comprimento da Passagem de Água O comprimento da passagem de água determina a sensibilidade do gotejador ao entupimento; quanto mais longa a passagem de água, maior a sensibilidade ao entupimento tendo em vista que as partículas de sujeira que entram no gotejador tem que passar por um longo labirinto antes de serem expelidas. Ainda que dois gotejadores tenham a mesma área de passagem de água, o gotejador com passagem mais curta é melhor pois as chances das partículas de sujeira serem armazenadas na passagem de água são menores, mas, principalmente, porque a passagem mais curta indica um fluxo turbulento mais forte, e, portanto, apresenta maior resistência ao

12 Comprimento da passagem de água: 13 Comprimento da passagem de água: 87 Menor comprimento de passagem de água = turbulência mais forte = menor sensibilidade a entupimento Área de filtragem Durante o período de irrigação partículas de sujeira fluem com a água pelo tubo e têm contato com o filtro do gotejador. Quanto maior a área de filtragem, menor a possibilidade de entrada de partículas no gotejador. Área de Filtragem: 17 Área de Filtragem: 16 Gráfico Comparativo (mm 2 ): Gráfico Comparativo (mm 2 ): Quanto maior a área da superfície de filtragem, por mais safras o agricultor poderá desfrutar de um funcionamento satisfatório do gotejador e seus benefícios. Resumo Abaixo está a tabela com todos os detalhes técnicos de ambos os produtos. Passagens de Água Largura (mm) Profundidade (mm) Secção Transversal (mm 2 ) Streamline 1.6 L/H(Netafim ) T- Tape L/H(T-Tape - EUA) Comprim. Passagem de Água (mm) Área de Filtragem (mm 2 ) 17 16

13 Empresa: Netafim Produto: Super Typhoon 1.6 L/H(Netafim ) Empresa: Eurodrip - Grécia Produto: Eolos 1.55 L/H(Eurodrip - Grécia) Passagens de água As características da passagem de água do gotejador determinam a eficiência do seu funcionamento durante vários anos. Isso aplica-se a todos os tipos de gotejadores, incluindo os que trabalham com água de baixa qualidade tais como águas residuais, água reciclada, água de reservatório, entre outras. O fluxo de passagem de água do gotejador consiste de duas dimensões principais: Largura e Profundidade Multiplicando-se a largura pela profundidade, obtém-se a área de passagem de secção transversal. Largura: 0.79 Profundidade: 0.6 Secção transversal: Largura: 0.7 Profundidade: 0.65 Secção transversal: Quanto maior a área de passagem de água, menor a sensibilidade do gotejador ao Comprimento da Passagem de Água O comprimento da passagem de água determina a sensibilidade do gotejador ao entupimento; quanto mais longa a passagem de água, maior a sensibilidade ao entupimento tendo em vista que as partículas de sujeira que entram no gotejador tem que passar por um longo labirinto antes de serem expelidas. Ainda que dois gotejadores tenham a mesma área de passagem de água, o gotejador com passagem mais curta é melhor pois as chances das partículas de sujeira serem armazenadas na passagem de água são menores, mas, principalmente, porque a passagem mais curta indica um fluxo turbulento mais forte, e, portanto, apresenta maior resistência ao

14 Comprimento da passagem de água: 23 Comprimento da passagem de água: 58 Menor comprimento de passagem de água = turbulência mais forte = menor sensibilidade a Área de filtragem Durante o período de irrigação partículas de sujeira fluem com a água pelo tubo e têm contato com o filtro do gotejador. Quanto maior a área de filtragem, menor a possibilidade de entrada de partículas no gotejador. Área de Filtragem: 34 Área de Filtragem: 8.6 Gráfico Comparativo (mm 2 ): Gráfico Comparativo (mm 2 ): Quanto maior a área da superfície de filtragem, por mais safras o agricultor poderá desfrutar de um funcionamento satisfatório do gotejador e seus benefícios. Resumo Abaixo está a tabela com todos os detalhes técnicos de ambos os produtos. Passagens de Água Largura (mm) Profundidade (mm) Secção Transversal (mm 2 ) Typhoon 1.6 L/H(Netafim ) Eolos 1.55 L/H(Eurodrip - Grécia) Comprim. Passagem de Água (mm) Área de Filtragem (mm 2 )

15 Empresa: Netafim Produto: Typhoon 1.6 L/H(Netafim ) Empresa: Plastro - Israel Produto: Hydrodrip 1.65 L/H(Plastro - Israel) Passagens de água As características da passagem de água do gotejador determinam a eficiência do seu funcionamento durante vários anos. Isso aplica-se a todos os tipos de gotejadores, incluindo os que trabalham com água de baixa qualidade tais como águas residuais, água reciclada, água de reservatório, entre outras. O fluxo de passagem de água do gotejador consiste de duas dimensões principais: Largura e Profundidade Multiplicando-se a largura pela profundidade, obtém-se a área de passagem de secção transversal. Largura: 0.79 Profundidade: 0.6 Secção transversal: Largura: 0.58 Profundidade: 0.55 Secção transversal: Quanto maior a área de passagem de água, menor a sensibilidade do gotejador ao Comprimento da Passagem de Água O comprimento da passagem de água determina a sensibilidade do gotejador ao entupimento; quanto mais longa a passagem de água, maior a sensibilidade ao entupimento tendo em vista que as partículas de sujeira que entram no gotejador tem que passar por um longo labirinto antes de serem expelidas. Ainda que dois gotejadores tenham a mesma área de passagem de água, o gotejador com passagem mais curta é melhor pois as chances das partículas de sujeira serem armazenadas na passagem de água são menores, mas, principalmente, porque a passagem mais curta indica um fluxo turbulento mais forte, e, portanto, apresenta maior resistência ao

16 Comprimento da passagem de água: 23 Comprimento da passagem de água: 17 Menor comprimento de passagem de água = turbulência mais forte = menor sensibilidade a Área de filtragem Durante o período de irrigação partículas de sujeira fluem com a água pelo tubo e têm contato com o filtro do gotejador. Quanto maior a área de filtragem, menor a possibilidade de entrada de partículas no gotejador. Área de Filtragem: 34 Área de Filtragem: 4.5 Gráfico Comparativo (mm 2 ): Gráfico Comparativo (mm 2 ): Quanto maior a área da superfície de filtragem, por mais safras o agricultor poderá desfrutar de um funcionamento satisfatório do gotejador e seus benefícios. Resumo Abaixo está a tabela com todos os detalhes técnicos de ambos os produtos. Passagens de Água Largura (mm) Profundidade (mm) Secção Transversal (mm 2 ) Typhoon 1.6 L/H(Netafim ) Hydrodrip 1.65 L/H(Plastro - Israel) Comprim. Passagem de Água (mm) Área de Filtragem (mm 2 )

17 Empresa: Netafim Produto: Typhoon 1.6 L/H(Netafim ) Empresa: Naan-Dan - Israel Produto: Naan Paz(Naan-Dan - Israel) Passagens de água As características da passagem de água do gotejador determinam a eficiência do seu funcionamento durante vários anos. Isso aplica-se a todos os tipos de gotejadores, incluindo os que trabalham com água de baixa qualidade tais como águas residuais, água reciclada, água de reservatório, entre outras. O fluxo de passagem de água do gotejador consiste de duas dimensões principais: Largura e Profundidade Multiplicando-se a largura pela profundidade, obtém-se a área de passagem de secção transversal. Largura: 0.79 Profundidade: 0.6 Secção transversal: Largura: 0.78 Profundidade: 0.9 Secção transversal: 0.7 Quanto maior a área de passagem de água, menor a sensibilidade do gotejador ao Comprimento da Passagem de Água O comprimento da passagem de água determina a sensibilidade do gotejador ao entupimento; quanto mais longa a passagem de água, maior a sensibilidade ao entupimento tendo em vista que as partículas de sujeira que entram no gotejador tem que passar por um longo labirinto antes de serem expelidas. Ainda que dois gotejadores tenham a mesma área de passagem de água, o gotejador com passagem mais curta é melhor pois as chances das partículas de sujeira serem armazenadas na passagem de água são menores, mas, principalmente, porque a passagem mais curta indica um fluxo turbulento mais forte, e, portanto, apresenta maior resistência ao

18 Comprimento da passagem de água: 23 Comprimento da passagem de água: 145 Menor comprimento de passagem de água = turbulência mais forte = menor sensibilidade a Área de filtragem Durante o período de irrigação partículas de sujeira fluem com a água pelo tubo e têm contato com o filtro do gotejador. Quanto maior a área de filtragem, menor a possibilidade de entrada de partículas no gotejador. Área de Filtragem: 34 Área de Filtragem: 8.6 Gráfico Comparativo (mm 2 ): Gráfico Comparativo (mm 2 ): Quanto maior a área da superfície de filtragem, por mais safras o agricultor poderá desfrutar de um funcionamento satisfatório do gotejador e seus benefícios. Resumo Abaixo está a tabela com todos os detalhes técnicos de ambos os produtos. Passagens de Água Largura (mm) Profundidade (mm) Secção Transversal (mm 2 ) Typhoon 1.6 L/H(Netafim ) Naan Paz(Naan-Dan - Israel) Comprim. Passagem de Água (mm) Área de Filtragem (mm 2 )

19 Empresa: Netafim Produto: Tiran 1.5 L/H(Netafim ) Empresa: Naan-Dan - Israel Produto: Naan Paz(NaanDan - Israel) Passagens de água As características da passagem de água do gotejador determinam a eficiência do seu funcionamento durante vários anos. Isso aplica-se a todos os tipos de gotejadores, incluindo os que trabalham com água de baixa qualidade tais como águas residuais, água reciclada, água de reservatório, entre outras. O fluxo de passagem de água do gotejador consiste de duas dimensões principais: Largura e Profundidade Multiplicando-se a largura pela profundidade, obtém-se a área de passagem de secção transversal. Largura: 0.73 Profundidade: 0.85 Secção transversal: Produto do concorrente Largura: 0.78 Profundidade: 0.9 Secção transversal: 0.7 Quanto maior a área de passagem de água, menor a sensibilidade do gotejador ao Comprimento da Passagem de Água O comprimento da passagem de água determina a sensibilidade do gotejador ao entupimento; quanto mais longa a passagem de água, maior a sensibilidade ao entupimento tendo em vista que as partículas de sujeira que entram no gotejador tem que passar por um longo labirinto antes de serem expelidas. Ainda que dois gotejadores tenham a mesma área de passagem de água, o gotejador com passagem mais curta é melhor pois as chances das partículas de sujeira serem armazenadas na passagem de água são menores, mas, principalmente, porque a passagem mais curta indica um fluxo turbulento mais forte, e, portanto, apresenta maior resistência ao

20 Comprimento da passagem de água: 75 Produto do concorrente Comprimento da passagem de água: 145 Menor comprimento de passagem de água = turbulência mais forte = menor sensibilidade a Área de filtragem Durante o período de irrigação partículas de sujeira fluem com a água pelo tubo e têm contato com o filtro do gotejador. Quanto maior a área de filtragem, menor a possibilidade de entrada de partículas no gotejador. Área de Filtragem: 70 Produto do concorrente Área de Filtragem: 8.6 Gráfico Comparativo (mm 2 ): Gráfico Comparativo (mm 2 ): Quanto maior a área da superfície de filtragem, por mais safras o agricultor poderá desfrutar de um funcionamento satisfatório do gotejador e seus benefícios. Resumo Abaixo está a tabela com todos os detalhes técnicos de ambos os produtos. Passagens de Água Largura (mm) Profundidade (mm) Secção Transversal (mm 2 ) Tiran 1.5 L/H(Netafim ) Naan Paz(Naan-Dan - Israel) Comprim. Passagem de Água (mm) Área de Filtragem (mm 2 )

21 Empresa: Netafim Produto: Tiran 2 L/H(Netafim ) Empresa: Japão Produto: Hydrogol 2.2 L/H(Japão) Passagens de água As características da passagem de água do gotejador determinam a eficiência do seu funcionamento durante vários anos. Isso aplica-se a todos os tipos de gotejadores, incluindo os que trabalham com água de baixa qualidade tais como águas residuais, água reciclada, água de reservatório, entre outras. O fluxo de passagem de água do gotejador consiste de duas dimensões principais: Largura e Profundidade Multiplicando-se a largura pela profundidade, obtém-se a área de passagem de secção transversal. Largura: 0.76 Profundidade: 1.08 Secção transversal: Largura: 0.9 Profundidade: 0.8 Secção transversal: 0.72 Quanto maior a área de passagem de água, menor a sensibilidade do gotejador ao Comprimento da Passagem de Água O comprimento da passagem de água determina a sensibilidade do gotejador ao entupimento; quanto mais longa a passagem de água, maior a sensibilidade ao entupimento tendo em vista que as partículas de sujeira que entram no gotejador tem que passar por um longo labirinto antes de serem expelidas. Ainda que dois gotejadores tenham a mesma área de passagem de água, o gotejador com passagem mais curta é melhor pois as chances das partículas de sujeira serem armazenadas na passagem de água são menores, mas, principalmente, porque a passagem mais curta indica um fluxo turbulento mais forte, e, portanto, apresenta maior resistência ao

22 Comprimento da passagem de água: 75 Comprimento da passagem de água: 144 Menor comprimento de passagem de água = turbulência mais forte = menor sensibilidade a Área de filtragem Durante o período de irrigação partículas de sujeira fluem com a água pelo tubo e têm contato com o filtro do gotejador. Quanto maior a área de filtragem, menor a possibilidade de entrada de partículas no gotejador. Área de Filtragem: 70 Área de Filtragem: 17 Gráfico Comparativo (mm 2 ): Gráfico Comparativo (mm 2 ): Quanto maior a área da superfície de filtragem, por mais safras o agricultor poderá desfrutar de um funcionamento satisfatório do gotejador e seus benefícios. Resumo Abaixo está a tabela com todos os detalhes técnicos de ambos os produtos. Passagens de Água Largura (mm) Profundidade (mm) Secção Transversal (mm 2 ) Tiran 2 L/H(Netafim ) Hydrogol 2.2 L/H(Japão) Comprim. Passagem de Água (mm) Área de Filtragem (mm 2 ) 70 17

23 Empresa: Netafim Produto: Tiran 2 L/H(Netafim ) Empresa: Naan-Dan - Israel Produto: Naan Paz(Naan-Dan - Israel) Passagens de água As características da passagem de água do gotejador determinam a eficiência do seu funcionamento durante vários anos. Isso aplica-se a todos os tipos de gotejadores, incluindo os que trabalham com água de baixa qualidade tais como águas residuais, água reciclada, água de reservatório, entre outras. O fluxo de passagem de água do gotejador consiste de duas dimensões principais: Largura e Profundidade Multiplicando-se a largura pela profundidade, obtém-se a área de passagem de secção transversal. Largura: 0.76 Profundidade: 1.08 Secção transversal: Largura: 0.78 Profundidade: 0.9 Secção transversal: Quanto maior a área de passagem de água, menor a sensibilidade do gotejador ao Comprimento da Passagem de Água O comprimento da passagem de água determina a sensibilidade do gotejador ao entupimento; quanto mais longa a passagem de água, maior a sensibilidade ao entupimento tendo em vista que as partículas de sujeira que entram no gotejador tem que passar por um longo labirinto antes de serem expelidas. Ainda que dois gotejadores tenham a mesma área de passagem de água, o gotejador com passagem mais curta é melhor pois as chances das partículas de sujeira serem armazenadas na passagem de água são menores, mas, principalmente, porque a passagem mais curta indica um fluxo turbulento mais forte, e, portanto, apresenta maior resistência ao

XIX Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem

XIX Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem XIX Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem Montes Claros, MG, 2009 Oficina 6 Avaliação de Controle dos Sistemas de Irrigação e Fertilização Inovação em Sistemas de Irrigação Localizada Linha do tempo

Leia mais

Spray-ball fixo Grande consumo de água Baixa eficiência Dependência de agentes químicos

Spray-ball fixo Grande consumo de água Baixa eficiência Dependência de agentes químicos Spray-ball fixo Grande consumo de água Baixa eficiência Dependência de agentes químicos Cabeçote rotativo de jato Máxima eficiência de limpeza Redução de todos os parâmetros de limpeza Tempo Temperatura

Leia mais

Recomendações Importantes sobre as tintas Saturno

Recomendações Importantes sobre as tintas Saturno Recomendações Importantes sobre as tintas Saturno A Saturno é uma empresa com mais de 60 anos de experiência na fabricação de tintas e vernizes para diversos segmentos da comunicação visual e decoração

Leia mais

LATERAIS E ADUTORAS MATERIAIS EMPREGADOS EM TUBULAÇÕES

LATERAIS E ADUTORAS MATERIAIS EMPREGADOS EM TUBULAÇÕES LATERAIS E ADUTORAS Uma tubulação em irrigação pode, conforme a finalidade, ser designada como adutora, ramal ou lateral. A adutora é aquela tubulação que vai da bomba até a área a ser irrigada. Normalmente

Leia mais

OBJETIVOS GERAIS DO PROGRAMA INTENSIFICAR A FORMA DE INTERAÇÃO COM OS CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO E APOIÁ-LOS NA GESTÃO DE SEU NEGÓCIO

OBJETIVOS GERAIS DO PROGRAMA INTENSIFICAR A FORMA DE INTERAÇÃO COM OS CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO E APOIÁ-LOS NA GESTÃO DE SEU NEGÓCIO PROGRAMA SUPER AÇÃO OBJETIVOS PARTICIPANTES COMITÊ DE DISTRIBUIÇÃO REGRAS GERAIS REMUNERAÇÃO DO PROGRAMA DESTINAÇÃO DA REMUNERAÇÃO PAGAMENTO DA REMUNERAÇÃO DOCUMENTOS DE REMUNERAÇÃO NOVA POLÍTICA DE DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

Melhorias da Infraestrutura

Melhorias da Infraestrutura Melhorias da Infraestrutura Refino Papel e Celulose Energia Fóssil Processos Químicos Processos Industriais Conversão De Resíduos Em Energia www.azz.com/wsi Fornecedora de soluções e serviços completos

Leia mais

IMPERMEABILIZAÇÃO DE RESERVATÓRIO DE ÁGUA PARA COMBATE A INCÊNDIO, IRRIGAÇÃO E LAVAGEM COM GEOMEMBRANA DE PEAD NEOPLASTIC AZUL JACUTINGA - MG

IMPERMEABILIZAÇÃO DE RESERVATÓRIO DE ÁGUA PARA COMBATE A INCÊNDIO, IRRIGAÇÃO E LAVAGEM COM GEOMEMBRANA DE PEAD NEOPLASTIC AZUL JACUTINGA - MG IMPERMEABILIZAÇÃO DE RESERVATÓRIO DE ÁGUA PARA COMBATE A INCÊNDIO, IRRIGAÇÃO E LAVAGEM COM GEOMEMBRANA DE PEAD NEOPLASTIC AZUL JACUTINGA - MG AUTOR: Departamento Técnico de Geomembrana NeoPlastic Eng Daniel

Leia mais

Perda de Carga e Comprimento Equivalente

Perda de Carga e Comprimento Equivalente Perda de Carga e Comprimento Equivalente Objetivo Este resumo tem a finalidade de informar os conceitos básicos para mecânicos e técnicos refrigeristas sobre Perda de Carga e Comprimento Equivalente, para

Leia mais

MÓDULO 2 2.3 - CONEXÕES

MÓDULO 2 2.3 - CONEXÕES MÓDULO 2 2.3 - CONEXÕES Os fabricantes e as conexões devem ser pré-qualificados através de certificados de qualificação emitidos por organismos/laboratórios reconhecidos, ou pelo próprio sistema de qualificação

Leia mais

CAIXAS SEPARADORAS NUPI BRASIL - MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO -

CAIXAS SEPARADORAS NUPI BRASIL - MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO - CAIXAS SEPARADORAS NUPI BRASIL - MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO - INTRODUÇÃO Conforme a Resolução CONAMA 273 de 2000, postos de revenda e de consumo de combustíveis devem ser dotados de sistema de drenagem

Leia mais

PNEUMÁTICA. Enroladores de mangueiras e de cabos. Desempenho superior, design durável e facilidade de uso

PNEUMÁTICA. Enroladores de mangueiras e de cabos. Desempenho superior, design durável e facilidade de uso PNEUMÁTICA Enroladores de mangueiras e de cabos Desempenho superior, design durável e facilidade de uso 2 Para uso profissional em ambientes industriais. Satisfação das necessidades dos ambientes de trabalho

Leia mais

Solução em Ar Comprimido: Tubulações em Alumínio

Solução em Ar Comprimido: Tubulações em Alumínio Solução em Ar Comprimido: Tubulações em Alumínio Quais são os principais problemas encontrados em redes de Ar Comprimido? Quais são os principais problemas encontrados em redes de Ar Comprimido? ❶ Vazamentos

Leia mais

Importância da normalização para as Micro e Pequenas Empresas 1. Normas só são importantes para as grandes empresas...

Importância da normalização para as Micro e Pequenas Empresas 1. Normas só são importantes para as grandes empresas... APRESENTAÇÃO O incremento da competitividade é um fator decisivo para a maior inserção das Micro e Pequenas Empresas (MPE), em mercados externos cada vez mais globalizados. Internamente, as MPE estão inseridas

Leia mais

CONTROLADORES PONTUAIS DE IRRIGAÇÃO

CONTROLADORES PONTUAIS DE IRRIGAÇÃO CONTROLADORES PONTUAIS DE IRRIGAÇÃO Adonai Gimenez Calbo & Washington L.C. Silva CAPÍTULO 10 Controladores de irrigação Irrigas são dispositivos pneumáticos que usam ar comprimido para acionar a aplicação

Leia mais

Cobresul Metais Ltda. semimanufaturados de cobre.

Cobresul Metais Ltda. semimanufaturados de cobre. Cobresul Metais Ltda. semimanufaturados de cobre. A Cobresul Metais Ltda., afiliada e controlada pela Plasinco Empreendimentos Ltda. proprietária das empresas Plasinco Ltda, Plasinco Importação e Exportação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE AGRONOMIA E ENGENHARIA DE ALIMENTOS SETOR DE ENGENHARIA RURAL. Prof. Adão Wagner Pêgo Evangelista

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE AGRONOMIA E ENGENHARIA DE ALIMENTOS SETOR DE ENGENHARIA RURAL. Prof. Adão Wagner Pêgo Evangelista UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE AGRONOMIA E ENGENHARIA DE ALIMENTOS SETOR DE ENGENHARIA RURAL Prof. Adão Wagner Pêgo Evangelista 3 CONDUÇÃO DE ÁGUA 3.1 CONDUTOS LIVRES OU CANAIS Denominam-se condutos

Leia mais

Catálogo de Tubos. Soluções em aço

Catálogo de Tubos. Soluções em aço Catálogo de Tubos Soluções em aço A empresa Ao dirigir um carro, pedalar a bicicleta, se exercitar na academia e até mesmo na escola do seu filho, nós estamos lá. Sem que você perceba, os produtos fabricados

Leia mais

FAREX - Com. de Máquinas Ltda. Hydra-Tools Indl. e Coml. Ltda.

FAREX - Com. de Máquinas Ltda. Hydra-Tools Indl. e Coml. Ltda. FAREX - Com. de Máquinas Ltda. Hydra-Tools Indl. e Coml. Ltda. Manual de Instruções Maquina Hidráulica de Curvar Tubos Série CTN-4 A máquina de curvar tubos da série CTN-4, foi desenvolvida para curvar

Leia mais

COBRE: TUBOS E OBRAS ARTESANAIS

COBRE: TUBOS E OBRAS ARTESANAIS COBRE: TUBOS E OBRAS ARTESANAIS EMPRESA PARANAPANEMA JULHO - 2013 COBRE INTRODUÇÃO - Fundamental no desenvolvimento das primeiras civilizações, o cobre mantém-se como o melhor e mais indicado material

Leia mais

Essas duas questões serão estudadas nesta aula. Além delas, você vai ver quais erros podem ser cometidos na rebitagem e como poderá corrigi-los.

Essas duas questões serão estudadas nesta aula. Além delas, você vai ver quais erros podem ser cometidos na rebitagem e como poderá corrigi-los. A UU L AL A Rebites III Para rebitar peças, não basta você conhecer rebites e os processos de rebitagem. Se, por exemplo, você vai rebitar chapas é preciso saber que tipo de rebitagem vai ser usado - de

Leia mais

O grande diferencial do Bevel Mate e Bevel Mite é a ergonomia, a rapidez e resistência do metal.

O grande diferencial do Bevel Mate e Bevel Mite é a ergonomia, a rapidez e resistência do metal. O grande diferencial do Bevel Mate e Bevel Mite é a ergonomia, a rapidez e resistência do metal. ERGONOMIA Os motores elétricos: 35.5 cm - Plate: 10.8cm dia - 1.5 Kg Os motores pneumáticos: 29.8 cm x 5.72

Leia mais

A TECNOLOGIA APLICADA EM TUBOS E PERFIS WWW.STARTECNOLOGIA.COM.BR. FERRITES & IMPEDERS APLICAÇÕES

A TECNOLOGIA APLICADA EM TUBOS E PERFIS WWW.STARTECNOLOGIA.COM.BR. FERRITES & IMPEDERS APLICAÇÕES FERRITES & IMPEDERS APLICAÇÕES 1 FERRITES Os ferrites são produzidos com óxido de ferro, cobalto, níquel, manganês e zinco. Após misturados são prensados de acordo com o perfil desejado. É sinterizado

Leia mais

Manual Técnico de Instalação, Operação e Manutenção. Filtro Cartucho

Manual Técnico de Instalação, Operação e Manutenção. Filtro Cartucho Manual Técnico de Instalação, Operação e Manutenção ISO 9001:2008 VENTEC AMBIENTAL EQUIPAMENTOS E INSTALAÇÕES LTDA Rua André Adolfo Ferrari, nº 550 - Distrito Industrial Nova Era - Indaiatuba - São Paulo

Leia mais

Soluções sustentáveis para a vida.

Soluções sustentáveis para a vida. Soluções sustentáveis para a vida. A Ecoservice Uma empresa brasileira que está constantemente em busca de recursos e tecnologias sustentáveis para oferecer aos seus clientes, pessoas que têm como conceito

Leia mais

Sistema para Gerenciamento de

Sistema para Gerenciamento de Sistema para Gerenciamento de Dosagem Getinge 2 Sistema para Gerenciamento de Dosagem Getinge Sistema para Gerenciamento de Dosagem Getinge (CMS) UM PROCESSO APRIMORADO, UMA SOLUÇÃO ÚNICA A Getinge pode

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA C A T Á L O G O T É C N I C O SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA CAIXA D ÁGUA EM FIBRA DE VIDRO MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções

Leia mais

Medição de vazão. Aplicações. Características especiais. Descrição

Medição de vazão. Aplicações. Características especiais. Descrição Medição de vazão Bocal de vazão para instalação interna na tubulação, modelo FLC-FN-PIP Bocal de vazão para montagem entre flanges, modelo FLC-FN-FLN WIKA folha de dados FL 10.03 Aplicações Geração de

Leia mais

HIDRODINÂMICA CONDUTOS SOB PRESSÃO

HIDRODINÂMICA CONDUTOS SOB PRESSÃO HIDRODINÂMICA CONDUTOS SOB PRESSÃO CONDUTOS SOB PRESSÃO Denominam-se condutos sob pressão ou condutos forçados, as canalizações onde o líquido escoa sob uma pressão diferente da atmosférica. As seções

Leia mais

Essa ferramenta pode ser fixada em máquinas como torno, fresadora, furadeira, mandriladora.

Essa ferramenta pode ser fixada em máquinas como torno, fresadora, furadeira, mandriladora. Brocas A broca é uma ferramenta de corte geralmente de forma cilíndrica, fabricada com aço rápido, aço carbono, ou com aço carbono com ponta de metal duro soldada ou fixada mecanicamente, destinada à execução

Leia mais

Manual de Operação e Manutenção

Manual de Operação e Manutenção Manual de Operação e Manutenção Rebitador Pneumático para Rebites de Repuxo SRC-3 1 Características Gerais: Leve; Alta velocidade de operação, grande potência; Baixo ruído; Baixo impacto; Curso longo;

Leia mais

SOLUÇÃO FORTLEV PARA ENGENHARIA

SOLUÇÃO FORTLEV PARA ENGENHARIA CATÁLOGO TÉCNICO SOLUÇÃO FORTLEV PARA ENGENHARIA TANQUES ESPECIAIS MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA ARMAZENAR PRODUTOS ESPECIAIS. A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções para armazenamento

Leia mais

O testo 480 oferece apoio integral a consultores, especialistas,

O testo 480 oferece apoio integral a consultores, especialistas, Compromisso com o futuro Profissionais no fluxo de ar Instrumento de medição para análise de VAC testo 480 O testo 480 lhe oferece: > Sondas digitais de elevada qualidade e conceito inteligente de calibração

Leia mais

Processos em Engenharia: Modelagem Matemática de Sistemas Fluídicos

Processos em Engenharia: Modelagem Matemática de Sistemas Fluídicos Processos em Engenharia: Modelagem Matemática de Sistemas Fluídicos Prof. Daniel Coutinho coutinho@das.ufsc.br Departamento de Automação e Sistemas DAS Universidade Federal de Santa Catarina UFSC DAS 5101

Leia mais

PLANTAS PARA FABRICAÇÃO DE TUBOS HELICOIDAIS. Soluções sob medida com benefícios mensuráveis para o cliente

PLANTAS PARA FABRICAÇÃO DE TUBOS HELICOIDAIS. Soluções sob medida com benefícios mensuráveis para o cliente PLANTAS PARA FABRICAÇÃO DE TUBOS HELICOIDAIS Soluções sob medida com benefícios mensuráveis para o cliente GRUPO SMS Líder na fabricação de equipamentos e máquinas Sob o amparo da SMS Holding GmbH, o Grupo

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO Portaria n.º 33,de 22 de janeiro de 2004. O PRESIDENTE

Leia mais

Unidade de Bomba de Vácuo Química VARIO com controlador de vácuo intuitivo. Otimização de vácuo para produtividade e eficiência

Unidade de Bomba de Vácuo Química VARIO com controlador de vácuo intuitivo. Otimização de vácuo para produtividade e eficiência MAIORES INFORMAÇÕES WWW.VACUUBRAND.COM Unidade de Bomba de Vácuo Química VARIO com controlador de vácuo intuitivo Otimização de vácuo para produtividade e eficiência Tecnologia de vácuo Aperfeiçoando os

Leia mais

PIGS INSTRUMENTADOS PIGS INSTRUMENTADOS HISTÓRIA PRINCIPAIS FERRAMENTAS O QUE SÃO PIGS INSTRUMENTADOS?

PIGS INSTRUMENTADOS PIGS INSTRUMENTADOS HISTÓRIA PRINCIPAIS FERRAMENTAS O QUE SÃO PIGS INSTRUMENTADOS? PIGS INSTRUMENTADOS O QUE SÃO PIGS INSTRUMENTADOS? SÃO PIGS QUE REALIZAM MEDIDAS AO LONGO DO PERCURSO DO DUTO, REGISTRANDO AS INFORMAÇÕES. ESTAS INFORMAÇÕES NORMALMENTE SÃO UTILIZADAS PARA AVALIAR A INTEGRIDADE

Leia mais

NOVIDADES NA IRRIGAÇÃO E FERTIRRIGAÇÃO

NOVIDADES NA IRRIGAÇÃO E FERTIRRIGAÇÃO NOVIDADES NA IRRIGAÇÃO E FERTIRRIGAÇÃO Fredy Moreinos Netafim Brasil Sist. Equips. Irrigação Ltda Rua Salvador Scaglione, 135 14066-446 Ribeirão Preto SP 55 16 2111.8000 netafim@netafim.com.br O Brasil

Leia mais

Robustez e alta velocidade com a garantia de cortes de alta precisão.

Robustez e alta velocidade com a garantia de cortes de alta precisão. METAL MECÂNICA AUTOCUT 4.0P HDX/2HDX Robustez e alta velocidade com a garantia de cortes de alta precisão. AutoCut 4.0P HDX/2HDX A AutoCut 4.0P é uma máquina CNC para corte de chapas de aço-carbono, aço

Leia mais

Filtros T e ROTOFILTERS

Filtros T e ROTOFILTERS Introdução O entupimento de emissores (gotejadores, microaspersores e tubo gotejadores) é a mais importante limitação dos sistemas de irrigação localizada. A dimensão da passagem de água destes componentes

Leia mais

Arfox MANUAL DO USUÁRIO. Calibrador Eletrônico de Pneus. Manual ArFox Rev.01 Manual ArFox Rev.01

Arfox MANUAL DO USUÁRIO. Calibrador Eletrônico de Pneus. Manual ArFox Rev.01 Manual ArFox Rev.01 MANUAL DO USUÁRIO RUA DO POMAR, 95/97 - VILA DAS MERCÊS 04162-080 SÃO PAULO - SP FONE/FAX: (011) 2165-1221 Site: www.control-liq.com.br - e-mail: atendimento@control-liq.com.br Calibrador Eletrônico de

Leia mais

T20. Lavadora Industrial com operador a bordo

T20. Lavadora Industrial com operador a bordo T20 Lavadora Industrial com operador a bordo Obtenha resultados superiores na limpeza mesmo dos ambientes mais difíceis, utilizando um sistema de limpeza potente, a tecnologia ec-h2o, além dos recursos

Leia mais

Fundamentos de Automação. Hidráulica 01/06/2015. Hidráulica. Hidráulica. Hidráulica. Considerações Iniciais CURSO DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Fundamentos de Automação. Hidráulica 01/06/2015. Hidráulica. Hidráulica. Hidráulica. Considerações Iniciais CURSO DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL Ministério da educação - MEC Secretaria de Educação Profissional e Técnica SETEC Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Rio Grande Fundamentos de Automação CURSO

Leia mais

PLANTAS PARA FABRICAÇÃO DE TUBOS HELICOIDAIS. Soluções sob medida com benefícios mensuráveis para o cliente

PLANTAS PARA FABRICAÇÃO DE TUBOS HELICOIDAIS. Soluções sob medida com benefícios mensuráveis para o cliente PLANTAS PARA FABRICAÇÃO DE TUBOS HELICOIDAIS Soluções sob medida com benefícios mensuráveis para o cliente SMS GROUP Líder na fabricação de equipamentos e máquinas Sob o amparo da SMS Holding GmbH, o SMS

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Calibrador Eletrônico de Pneus Arfox Júnior. Rev.0

MANUAL DO USUÁRIO. Calibrador Eletrônico de Pneus Arfox Júnior. Rev.0 MANUAL DO USUÁRIO RUA DO POMAR, 95/97 - VILA DAS MERCÊS 04162-080 SÃO PAULO - SP FONE/FAX: (011) 2165-1221 Site: www.control-liq.com.br - e-mail: atendimento@control-liq.com.br Calibrador Eletrônico de

Leia mais

Manual do produto coletor solar. MC Evolution MC Evolution Pro. Coletor solar MC Evolution 1

Manual do produto coletor solar. MC Evolution MC Evolution Pro. Coletor solar MC Evolution 1 Manual do produto coletor solar MC MC Pro Coletor solar MC 1 Índice 1. Indicações / Recomendações de segurança... 4 1.1 Perigo no caso de trabalhos sobre telhado... 4 1.2 Instalação... 4 1.3 Perigo de

Leia mais

CONE CONCÊNTRICO E ANEL DE CONCRETO PARA POÇOS DE VISITA E DE INSPEÇÃO

CONE CONCÊNTRICO E ANEL DE CONCRETO PARA POÇOS DE VISITA E DE INSPEÇÃO CONE CONCÊNTRICO E ANEL DE CONCRETO PARA POÇOS DE VISITA E DE INSPEÇÃO ETM 006 VERSÃO 02 Jundiaí 2015 ETM Especificação Técnica de Material CONE CONCÊNTRICO E ANEL DE CONCRETO PARA POÇOS DE VISITA E DE

Leia mais

P V C S H E E T P I L E S 1

P V C S H E E T P I L E S 1 PVC SHEET PILES 1 CIVIL TECHNIK ENGINEERING é um distribuidor exclusivo dos produtos da GREENWALL PVC SHEET PILES. A GREENWALL PVC SHEET PILES origina da colaboração de duas empresas italianas, ambas com

Leia mais

Manual do Fornecedor Revisão 02-19/08/2011

Manual do Fornecedor Revisão 02-19/08/2011 Distribuidor: Associado: ISO 9001:2008 Manual do Fornecedor Revisão 02-19/08/2011 02 03 03 03 04 05 05 06 06 06 07 08 08 08 09 09 10 10 12 12 13 14 14 15 Índice Missão, visão, valores 1. O manual do fornecedor

Leia mais

Sistemas de extracção de fumos DPX

Sistemas de extracção de fumos DPX Sistemas de extracção de fumos DPX Ar limpo máxima performance Extracção de fumos e partículas para equipamentos de codificação laser captação na origem Sistema de extracção de fumos DPX para codificadores

Leia mais

A Fundição Injectada de Alumínio. Princípios e Desafios

A Fundição Injectada de Alumínio. Princípios e Desafios A Fundição Injectada de Alumínio Princípios e Desafios O Passado... Os primeiros exemplos de fundição por injecção (em oposição à fundição por gravidade) ocorrem em meios do século XIX (1800). A patente

Leia mais

Atlas Copco. Arrefecedores finais, separadores de água e sistemas de purga COMPLETO, FÁCIL DE INSTALAR E MUITO ECONÓMICO

Atlas Copco. Arrefecedores finais, separadores de água e sistemas de purga COMPLETO, FÁCIL DE INSTALAR E MUITO ECONÓMICO Atlas Copco Arrefecedores finais, separadores de água e sistemas de purga COMPLETO, FÁCIL DE INSTALAR E MUITO ECONÓMICO Uma gama de arrefecedores finais efectivos e de separadores de água em conformidade

Leia mais

IMPERMEABILIZAÇÃO DE RESERVATÓRIOS DE ARMAZENAMENTO DE ÁGUA PARA REUSO COM GEOMEMBRANA DE PEAD NEOPLASTIC RIO LARGO - AL

IMPERMEABILIZAÇÃO DE RESERVATÓRIOS DE ARMAZENAMENTO DE ÁGUA PARA REUSO COM GEOMEMBRANA DE PEAD NEOPLASTIC RIO LARGO - AL IMPERMEABILIZAÇÃO DE RESERVATÓRIOS DE ARMAZENAMENTO DE ÁGUA PARA REUSO COM GEOMEMBRANA DE PEAD NEOPLASTIC RIO LARGO - AL AUTOR: Departamento Técnico de Geomembrana NeoPlastic Eng Daniel M. Meucci ANO -

Leia mais

Centro de Suporte Técnico 0800 015 1500 projetos@valemam.com.br Canaletas de Alumínio - Linha Frog CONTEÚDOS 1. Linha 2. Acessórios de acabamento 3. Acessórios complementares 4. Suporte para Equipamentos

Leia mais

Como Implantar Agora 03 Controles Simples e Efetivos Para Você Garantir A RASTREABILIDADE Da Sua Empresa Sem Precisar Investir em Softwares Caros!

Como Implantar Agora 03 Controles Simples e Efetivos Para Você Garantir A RASTREABILIDADE Da Sua Empresa Sem Precisar Investir em Softwares Caros! Como Implantar Agora 03 Controles Simples e Efetivos Para Você Garantir A RASTREABILIDADE Da Sua Empresa Sem Precisar Investir em Softwares Caros! Olá...eu sou a Samira! Sou engenheira química e atuo há

Leia mais

Procedimentos de montagem e instalação

Procedimentos de montagem e instalação Procedimentos de montagem e instalação das cápsulas filtrantes Pall Supracap 100 1. Introdução Os procedimentos abaixo devem ser seguidos para a instalação das cápsulas Pall Supracap 100. As instruções

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL INMETRO

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL INMETRO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL INMETRO Portaria n.º 186, de 04 de dezembro de 2003. O PRESIDENTE

Leia mais

SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CÓDIGO TÍTULO VERSÃO ES.DT.PDN.01.10.001 POSTE DE AÇO QUADRADO PARA ENTRADA DE CLIENTES 01

SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CÓDIGO TÍTULO VERSÃO ES.DT.PDN.01.10.001 POSTE DE AÇO QUADRADO PARA ENTRADA DE CLIENTES 01 SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO ES.DT.PDN.01.10.001 01 APROVADO POR PAULO J. TAVARES LIMA ENGENHARIA E CADASTRO-SP SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES... 3 3. APLICAÇÃO...

Leia mais

Manual de Instruções e Instalação

Manual de Instruções e Instalação AQUECEDOR SOLAR PARA PISCINAS Manual de Instruções e Instalação PARABÉNS, você acaba de adquirir um produto de alta qualidade com tecnologia inovadora e ecologicamente correta, que fará você, seus amigos

Leia mais

MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA

MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa de soluções para armazenamento de água no Brasil. Campeã de vendas no seu segmento, garante a liderança no mercado

Leia mais

EQUIPAMENTO DE DESCONTAMINAÇÃO AVANÇADO

EQUIPAMENTO DE DESCONTAMINAÇÃO AVANÇADO ECOAUTO SR v 2.0 EQUIPAMENTO DE DESCONTAMINAÇÃO AVANÇADO ECOAUTO SR. EQUIPAMENTO DE DESCONTAMINAÇÃO APRESENTAÇÃO DO EQUIPAMENTO Sistema de descontaminação de Veículos Fora de Uso, especialmente concebido

Leia mais

E-mail: vendas@bratal.com.br

E-mail: vendas@bratal.com.br CENTRAL DE VENDAS Consulte-nos pelo fone/fax : (19) 341.0081 E-mail: vendas@bratal.com.br 603 - Tubos 01 ESCOLHA ADEQUADA DA TUBULAÇÃO.... 1 DIAGRAMA TEÓRICO PARA CÁLCULO DE TUBULAÇÕES...........................

Leia mais

DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 04. FUNDAÇÃO

DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 04. FUNDAÇÃO DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 04. FUNDAÇÃO Av. Torres de Oliveira, 76 - Jaguaré CEP 05347-902 - São Paulo / SP FUNDAÇÃO 1. TIPO DE SOLO A primeira parte da casa a ser construída são suas fundações, que

Leia mais

-/ O sistema Premium. rua encontra trilhos. SISTEMA DE PASSAGENS DE NÍVEL para as maiores demandas

-/ O sistema Premium. rua encontra trilhos. SISTEMA DE PASSAGENS DE NÍVEL para as maiores demandas -/ O sistema Premium. rua encontra trilhos. SISTEMA DE PASSAGENS DE NÍVEL para as maiores demandas 01.-/ APLICAÇÃO STRAIL é perfeitamente adequado para os mais comuns perfis de usuário. STRAIL resiste

Leia mais

SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA - 3P TECHNIK

SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA - 3P TECHNIK SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA - 3P TECHNIK INSTALAÇÃO: Figura 1 Para instalação e montagem das conexões, siga os seguintes passos: 1) Os tubos que descem das calhas são conectados nas entradas

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA C A T Á L O G O T É C N I C O SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA CAIXA D ÁGUA EM POLIETILENO MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções

Leia mais

Manual de Instruções e Lista de Peças. Máquina de Costura Industrial Galoneira BC 500-01 CB

Manual de Instruções e Lista de Peças. Máquina de Costura Industrial Galoneira BC 500-01 CB Manual de Instruções e Lista de Peças Máquina de Costura Industrial Galoneira BC 500-01 CB ÍNDICE DETALHES TÉCNICOS, INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA... 01 MONTAGEM MOTOR E ROTAÇÃO DA MÁQUINA... 02 LUBRIFICAÇÃO...

Leia mais

Simulado ENEM. a) 75 C b) 65 C c) 55 C d) 45 C e) 35 C

Simulado ENEM. a) 75 C b) 65 C c) 55 C d) 45 C e) 35 C 1. Um trocador de calor consiste em uma serpentina, pela qual circulam 18 litros de água por minuto. A água entra na serpentina à temperatura ambiente (20 C) e sai mais quente. Com isso, resfria-se o líquido

Leia mais

CONJUNTOS DE FACAS DE AR WINDJET

CONJUNTOS DE FACAS DE AR WINDJET CONJUNTOS DE FACAS WINDJET CONJUNTO DE FACAS WINDJET SOPRADORES CONJUNTOS DE FACAS WINDJET SUMÁRIO Página Visão geral dos pacotes de facas de ar Windjet 4 Soprador Regenerativo 4 Facas de ar Windjet 4

Leia mais

CONEXÕES PARA ÁGUA FRIA EM PVC

CONEXÕES PARA ÁGUA FRIA EM PVC CONEXÕES PARA ÁGUA FRIA EM PVC Tubos e Conexões de PVC, para Água Fria, com Junta Soldável Norma Regulamentadora: ABNT NBR 5648 / jan 1999. Campo de Aplicação: Sistemas Prediais, condominiais e pequenas

Leia mais

SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA

SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-313.0022 CRUZETAS DE CONCRETO ARMADO

Leia mais

Armazenagem temporária Investimento em eficiência

Armazenagem temporária Investimento em eficiência Armazenagem temporária Investimento em eficiência Por que utilizar a armazenagem temporária? Características e Benefícios A melhor relação Custo-Benefício O de armazenagem temporária de grãos Temp Stor

Leia mais

UltraClave Esterilizador Automático. e M11

UltraClave Esterilizador Automático. e M11 M9 UltraClave Esterilizador Automático e M11 O que você busca em um esterilizador? n Porta de abertura automática patenteada para uma secagem rápida dos instrumentos n Utilização rápida e fácil para um

Leia mais

Atlas Copco Filtros para ar comprimido DDx, PDx, QDx e QDT - simples, eficientes e confiáveis. O filtro certo para sua aplicação

Atlas Copco Filtros para ar comprimido DDx, PDx, QDx e QDT - simples, eficientes e confiáveis. O filtro certo para sua aplicação tlas Copco Filtros para ar comprimido DDx, PDx, QDx e QDT - simples, eficientes e confiáveis O filtro certo para sua aplicação Tratamento de ar - um investimento necessário O perigo oculto no ar sem tratamento

Leia mais

PRESSEINFORMATION COMUNICADO DE IMPRENSA

PRESSEINFORMATION COMUNICADO DE IMPRENSA PRESSEINFORMATION COMUNICADO DE EcoCWave da Dürr Ecoclean: Qualidade superior, eficiência de custos e confiabilidade de processo na lavagem à base de água Filderstadt/Germany, junho 2014 com sua EcoCWave,

Leia mais

Aquecedor Solar Tubos de Vácuo.

Aquecedor Solar Tubos de Vácuo. Aquecedor Solar Tubos de Vácuo. Manual de instalação Ultrasolar Tel: (11) 3361 3328 Fax: (11) 3361 5810 www.ultrasolar.com.br Aquecedor Solar de Agua. Os aquecedores solares de água a vácuo Ultrasolar,

Leia mais

Sistema Laminar. Ecotelhado

Sistema Laminar. Ecotelhado Sistema Laminar Ecotelhado 2 Especificação O Sistema Modular Laminar Ecotelhado é o conjunto dos seguintes elementos: Membrana Ecotelhado de Proteção Anti-Raízes Membrana Ecotelhado de Retenção de Nutrientes

Leia mais

membrana impermeabilizante

membrana impermeabilizante 01 Descrição: votomassa é uma impermeável flexível e antifissura resistente a cargas, que dispensa o uso de telas, para aplicação em diversos substratos. 02 Classificação técnica: ANTES Hydro Ban votomassa

Leia mais

Tubos e Conexões com Qualidade Schulz

Tubos e Conexões com Qualidade Schulz Linha ConectAR Tubos e Conexões com Qualidade Schulz O constante crescimento da indústria, dos processos tecnológicos e o forte impulso da automação industrial, exigem instalações de ar comprimido, eficientes,

Leia mais

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE DE PALMAS DIRETORIA DE CONTROLE AMBIENTAL GERÊNCIA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE DE PALMAS DIRETORIA DE CONTROLE AMBIENTAL GERÊNCIA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL TERMO DE REFÊRENCIA PARA ELABORACÃO DE PROJETO AMBIENTAL DE DEDETIZADORAS, LIMPA FOSSA E EMPRESAS QUE PRESTA SERVIÇO DE LIMPEZA. Este Termo de Referência visa orientar na elaboração de PROJETO AMBIENTAL

Leia mais

PLANEJAMENTO E IMPLANTAÇÕES DE UM ARRANJO FÍSICO (LAYOUT) RESUMO

PLANEJAMENTO E IMPLANTAÇÕES DE UM ARRANJO FÍSICO (LAYOUT) RESUMO PLANEJAMENTO E IMPLANTAÇÕES DE UM ARRANJO FÍSICO (LAYOUT) RESUMO Edilaine Cristina Duarte de Souza Flávia Galdino Silva Com a concorrência acirrada nos dias de hoje, com grandes mudanças a todo tempo,

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA TANQUES

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA TANQUES SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA TANQUES MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções para armazenamento de água do Brasil. Campeã em

Leia mais

- Válvulas com Flange -

- Válvulas com Flange - Procedimentos de Montagem e Manutenção - Válvulas com Flange - Para Sistemas de Vapor, Óleo Térmico e Outros Processos Industriais. Em uma instalação industrial de aquecimento, devem ser previstas facilidades

Leia mais

Roland DWX-4. Equipamento compacto. Grandes oportunidades.

Roland DWX-4. Equipamento compacto. Grandes oportunidades. Roland DWX-4. Equipamento compacto. Grandes oportunidades. Roland DWX-4. Equipamento de fresagem odontológica A Roland está liderando a revolução odontológica. Hoje a tecnologia odontológica digital está

Leia mais

COLECTOR DE MÓDULOS PFM

COLECTOR DE MÓDULOS PFM DESCRIÇÃO DO PRODUTO Colector de módulos Plug & Flow (PFM) A montagem poderá ser efectuada tanto na horizontal como na vertical. Pode adquirir os respectivos sistemas de fixação para a elevação de diferentes

Leia mais

MÓDULO 6 LINHAS ANTI INCÊNDIO. Conexões Mecânicas: NBR 15.803;ISO 14.236; UNI 9561; Módulo 1.3

MÓDULO 6 LINHAS ANTI INCÊNDIO. Conexões Mecânicas: NBR 15.803;ISO 14.236; UNI 9561; Módulo 1.3 MÓDULO 6 LINHAS ANTI INCÊNDIO 1 Normas Aplicáveis Tubos: NBR 15.561; EN 12.201-2; Módulo 1.2 Conexões Soldáveis: NBR 15.593;EN 12.201-3; Módulo 1.3 Diretrizes para Projetos: NBR 15.802; Conexões Mecânicas:

Leia mais

Física FUVEST ETAPA. ε = 26 cm, e são de um mesmo material, Resposta QUESTÃO 1 QUESTÃO 2. c) Da definição de potência, vem:

Física FUVEST ETAPA. ε = 26 cm, e são de um mesmo material, Resposta QUESTÃO 1 QUESTÃO 2. c) Da definição de potência, vem: Física QUESTÃO 1 Um contêiner com equipamentos científicos é mantido em uma estação de pesquisa na Antártida. Ele é feito com material de boa isolação térmica e é possível, com um pequeno aquecedor elétrico,

Leia mais

1919 siawood + A próxima geração de abrasivos profissionais

1919 siawood + A próxima geração de abrasivos profissionais 1919 siawood + A próxima geração de abrasivos profissionais 1919 siawood + A próxima geração de abrasivos profissionais A mais nova geração do 1919 siawood clássico estabelece novos padrões no lixamento

Leia mais

Vazão ou fluxo: quantidade de fluido (liquido, gás ou vapor) que passa pela secao reta de um duto por unidade de tempo.

Vazão ou fluxo: quantidade de fluido (liquido, gás ou vapor) que passa pela secao reta de um duto por unidade de tempo. Medição de Vazão 1 Introdução Vazão ou fluxo: quantidade de fluido (liquido, gás ou vapor) que passa pela secao reta de um duto por unidade de tempo. Transporte de fluidos: gasodutos e oleodutos. Serviços

Leia mais

GVS GABINETES DE VENTILAÇÃO TIPO SIROCCO

GVS GABINETES DE VENTILAÇÃO TIPO SIROCCO GABINETES DE VENTILAÇÃO TIPO SIROCCO CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS INTRODUÇÃO Os gabinetes de ventilação da linha são equipados com ventiladores de pás curvadas para frente (tipo "sirocco"), de dupla aspiração

Leia mais

IRMÃOS ZEN S.A IND. METALÚRGICA

IRMÃOS ZEN S.A IND. METALÚRGICA IRMÃOS ZEN S.A IND. METALÚRGICA Sumário 1. TENSIONADOR DE BORRACHA ZEN... 1 1.1. Partes do Tensionador... 1 1.2. Alocação na Bancada... 1 1.3. Melhorias na Bancada... 2 2. TANQUES DE COMBUSTÍVEL DE RETORNO...

Leia mais

REBAIXAMENTO DO LENÇOL FREÁTICO

REBAIXAMENTO DO LENÇOL FREÁTICO Índice 1 Rebaixamento por Poços Injetores e Bombas Submersas 2 Método construtivo 3 Rebaixamento à Vácuo 4 Norma 5 Método construtivo 6 Equipe de trabalho 1 Rebaixamento Por Poços Rebaixamento por poços

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO, ORÇAMENTO E PROJETO DO ACESSO PRINCIPAL E IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE FRONTEIRA

MEMORIAL DESCRITIVO, ORÇAMENTO E PROJETO DO ACESSO PRINCIPAL E IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE FRONTEIRA MEMORIAL DESCRITIVO, ORÇAMENTO E PROJETO DO ACESSO PRINCIPAL E IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE FRONTEIRA Orçamento Unidade Básica de Saúde - Fronteira Estrutura para o acesso e identificação do

Leia mais

Corte com jato de água

Corte com jato de água A U A UL LA Corte com jato de água Você certamente já ouviu o ditado água mole em pedra dura, tanto bate até que fura. Então, furar pedra usando água você já sabe que dá, não é mesmo? Basta um pouco de

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA C A T Á L O G O T É C N I C O SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA FILTRO PARA CAIXA D ÁGUA MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções para

Leia mais

Purgador de Bóia FTA - 550 Manual de Instalação e Manutenção

Purgador de Bóia FTA - 550 Manual de Instalação e Manutenção Purgador de Bóia FTA - 550 Manual de Instalação e Manutenção ÍNDICE Termo de Garantia 1.Descrição 2.Instalação 3.Manutenção 4.Peças de reposição 5.Informações Técnicas 1 TERMO DE GARANTIA A Spirax Sarco

Leia mais

IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO NA HEVEICULTURA AGNALDO GOMES DA CUNHA

IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO NA HEVEICULTURA AGNALDO GOMES DA CUNHA IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO NA HEVEICULTURA AGNALDO GOMES DA CUNHA TÓPICOS HISTÓRICO FATORES IMPORTANTES VANTAGENS E DESVANTAGENS CUSTOS RESULTADOS CONCLUSÃO HISTÓRICO 1959 Simcha Blass, um engenheiro hidráulico

Leia mais

Controlador de Garra Pneumática MTS Fundamental

Controlador de Garra Pneumática MTS Fundamental Controlador de Garra Pneumática MTS Fundamental Manual Title Manual Additional do Information Produto be certain. 100-238-337 A Informações sobre Direitos Autorais Informações sobre Marca Registrada 2011

Leia mais

MANUAL TÉCNICO DRENO CORRUGADO CIMFLEX

MANUAL TÉCNICO DRENO CORRUGADO CIMFLEX 1. INTRODUÇÃO O DRENO CIMFLEX é um tubo dreno corrugado fabricado em PEAD (Polietileno de Alta Densidade), de seção circular e com excelente raio de curvatura, destinado a coletar e escoar o excesso de

Leia mais

Caixa d água Brasilit

Caixa d água Brasilit Caixa d água Brasilit Catálogo Técnico TECNOLOGIA CRFS: CIMENTO REFORÇADO COM FIO SINTÉTICO. A ALTERNATIVA SEGURA DA BRASILIT PARA A SUBSTITUIÇÃO DEFINITIVA DO AMIANTO. Seguindo uma tendência mundial,

Leia mais