Técnicas de Expressão de Jornalismo de Imprensa - Prática. Análise comparativa da sua estrutura

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Técnicas de Expressão de Jornalismo de Imprensa - Prática. Análise comparativa da sua estrutura"

Transcrição

1 Jornalismo e Ciências da Comunicação Técnicas de Expressão de Jornalismo de Imprensa - Prática Análise comparativa da sua estrutura Joana Isadora Pinto de Castro Porto, 2 de Fevereiro de 2001

2 I Introdução Neste pequeno trabalho será feita uma pequena investigação comparativa dos dois jornais de referência portugueses, o Público e o Diário de Notícias, a qual incidirá sobre os aspectos formais dos mesmos. Este simples estudo surgiu no âmbito da disciplina de Técnicas de Expressão de Jornalismo de Imprensa e o seu objectivo consiste em apurar se os jornais de referência portugueses apresentam uma similitude estrutural significativa e própria deste tipo de periódicos. Desta forma, será feita uma análise de três publicações dos referidos exemplares da imprensa portuguesa, nomeadamente no que diz respeito à sua estrutura. Focar-se-ão posteriormente as primeiras e últimas páginas destes jornais, uma vez que estas representam bem a imagem e os valores que cada um destes jornais pretende fazer passar aos leitores. As publicações analisadas serão as dos dias 21, 22 e 23 de Janeiro de 2001 domingo, segunda-feira e terça-feira, respectivamente.

3 II Desenvolvimento Classificação dos jornais Os jornais Diário de Notícias e Público são, quanto ao conteúdo, ambos informativos gerais, bem como de referência. Em relação à periodicidade, estes jornais são diários matutinos. Os referidos jornais são ainda, relativamente à sua difusão, nacionais. No entanto, os jornais D.N. e Público diferem no que diz respeito ao seu formato, uma vez que o primeiro adopta o formato de 295x450, enquanto que o segundo adopta o de 280x400. Em comum, naquilo que se refere a este aspecto, têm o facto de não adoptarem nenhum dos formatos mais usados o grande ou standard, o intermédio, o tablóide ou o pequeno. Verifica-se, no entanto, que se aproximam do formato tablóide, tendência que, de resto, se verifica a nível nacional. Estrutura Geral dos jornais Considerando as três publicações analisadas de cada um dos jornais, verifiquei que o corpo do Diário de Notícias é constituído por 56 páginas, enquanto que o Público tem uma média de 44 páginas por publicação. Para além das páginas anteriormente referidas, os jornais em estudo englobam ainda suplementos, magazines e coleccionáveis. Desta forma, o Diário de Notícias engloba a habitual Notícias Magazine de domingo, bem como os suplementos Seguros e Negócios. Este jornal é oferece ainda aos seus leitores as Fichas de Saúde DN coleccionáveis (desde segunda-feira, dia vinte e dois) e os diários Classificados. Quanto ao Público edição Porto, a publicação de domingo é também composto pela habitual magazine a Pública e por um fascículo do coleccionável A vida nos Mares. Nos restantes dias analisados, este jornal comportou ainda o diário

4 suplemento Local (de que constam os Classificados), bem como os suplementos de segunda-feira Economia e Computadores. No que diz respeito ao corpo do jornal, verifica-se que cada publicação de cada um dos diários da imprensa portuguesa em estudo alberga várias secções, as quais nem sempre são comuns aos dois jornais, como se pode observar nas tabelas 1 e 2. Diário de Notícias Nº de páginas ocupadas Secção domingo segunda terça média Impressões ,3 Provedor ,3 Reportagem ,7 Nacional Opinião Internacional ,3 Educação ,7 Ciência e Ambiente ,3 Regional ,7 Desporto ,3 Negócios ,3 Artes e Multimedia Utilidades - Hoje Boa Vida Estilos ,3 Pessoas ,7 Net Media Tabela 1 Secções que constituem o Diário de Notícias e páginas que ocupam. O Diário de Notícias é, então, constituído por quinze secções habituais: Impressões, Nacional, Opinião, Internacional,, Educação, Ciência e Ambiente, Regional, Desporto, Negócios, Artes e Multimédia, Utilidades Hoje, Boa Vida, Net e Media. A estas secções juntam-se secções não-diárias, como Provedor e Reportagem e outras que trocam de nome (o caso da secção que ora se denomina Estilos, ora já se chama Pessoas).

5 Público Nº de páginas ocupadas Secção domingo segunda terça média Destaque ,7 Política Espaço Público Internacional ,7 Educação ,7 Ciência e Ambiente ,3 Cultura ,7 Desporto ,7 Economia Media ½ 2 e ½ 1 e ½ 1,5 Jogos ,7 Tempo ½ ½ ½ 0,5 Tabela 2 Secções que constituem o Público e páginas que ocupam. Já o Público é constituído por secções habituais: Destaque, Política, Espaço Público, Internacional,, Cultura, Desporto, Media, Jogos e Tempo. Para além disso, engloba também secções para as quais nem sempre é seleccionado material informativo para noticiar. É o caso de Educação, Ciência e Ambiente e Economia (se bem que haja um suplemento de economia). Verifica-se, pois, que os dois jornais não têm em comum apenas as principais secções, visto que as secções comuns aos dois jornais são: Internacional,, Educação, Ciência e Ambiente, Desporto e Media. Note-se ainda que, apesar dos diferentes nomes, a secção Artes e Multimedia do DN e a secção Cultura do Público se revelam idênticas no que diz respeito ao tipo de notícias que apresentam. Relativamente à importância atribuída pelos dois jornais de referência às secções que os constituem, verifica-se que o Público e o DN não privilegiam exactamente as mesmas secções (ver tabela 3). No entanto, verifica-se que - para além dos suplementos (que o são precisamente por haver grandes quantidades de informação respeitantes à mesma área) -, estes dois jornais têm em comum o facto considerarem do maior interesse público as notícias internacionais, sociais e desportivas.

6 Diário de Notícias Público Negócios (secção + suplemento) 13,3 Local (suplemento diário) 9,7 5,3 Economia (secção + suplemento) 9,3 Internacional 5 Desporto 7,7 Utilidades - Hoje 5 Internacional 6 Desporto 4,3 4,7 Artes e Multimedia 4 Política 4 Media 4 Regional 3,7 Tabela 3 Média de páginas ocupadas pelas secções de maior destaque. Verifica-se, pois, que o Diário de Notícias não só abrange um maior número de secções, como também atribui maior importância a um maior número de secções que o Público. No entanto, não há dúvidas de que os dois jornais em análise são bons exemplos da sociedade acontecedora de Tudescq, caracterizada pelo conhecimento de um crescente número de acontecimentos, o que gera uma maior diversidade de temas. Este facto deve-se não só aos progressos tecnológicos e aos desenvolvimentos das agências noticiosas de todo o mundo, como também ao facto de estes jornais terem um carácter geral no que diz respeito ao seu conteúdo. A Primeira Página A primeira página é, em geral, um bom espelho dos conteúdos dos jornais. Atendendo ao objectivo deste simples estudo, revela-se de extrema importância uma análise da capa dos jornais Público e Diário de Notícias (tabelas 4 e 5). Domingo Diário de Notícias Títulos da Primeira Página Projecto DN: DN Estrada Viva Coleccionável: Fichas de Saúde DN Opinião: Carta ao Presidente Consumo: Fiscalização ineficaz nos rótulos da carne Ciência: O Sol também destrói a camada de ozono Futebol: Benfica e Porto voltam hoje ao local do empate Secção Publicidade coleccionável + Opinião Ciência e Ambiente Reportagem

7 Segunda-feira Terça-feira Notícias Magazine: Racismo Notícias Magazine Coragem [discurso da tomada de posse de George W Bush] Internacional Projecto do Elevador: Hoje respondem Baptista Bastos, Vasco Regional Massapina e Nunes da Silva nove títulos nove secções Suplemento: Seguros Suplemento Seguros Coleccionável: Fichas de Saúde DN coleccionável + Publicidade Nacional: PSD: Marcelo rejeita Lisboa e ataca Durão e Lopes Nacional BSE: Portugal abate 20 mil vacas Benfica [vitória sobre FC Porto] Desporto Paris-Dacar: Jutta entra na história e Carlos Sousa é quinto Desporto Noites: Lisboa com sexo, drogas e rock na Net Santa Maria: Henrique Galvão assaltou navio há 40 anos Nacional Cardeais: D. José Policarpo e Saraiva Martins nomeados pelo Papa Projecto do Elevador: Hoje respondem José Hermano Saraiva, João Regional Braga e José Lamas dez títulos sete secções Projecto DN: DN Estrada Viva Publicidade Coleccionável: Fichas de Saúde DN coleccionável Media: Televisão: TVI esmaga 'Acorrentados' da SIC Imigração: Espanha proíbe Portugueses Síndrome dos Balcãs: Cabos espanhóis com plutónio Media Nacional Negócio: Lisboa pediu ajuda a Madrid para salvar empresa nacional Última página: A fechar Projecto do Elevador: Hoje respondem Francisco Ferreira, Lauro Regional António e Isabel Castro sete títulos sete secções Tabela 4 Títulos da primeira página do Diário de Notícias. Verifica-se que o Diário de Notícias tem, nas três publicações analisadas, um total de vinte e seis artigos distribuídos por onze secções, uma revista (Notícias Magazine), um coleccionável (Fichas de Saúde DN) e um suplemento (Seguros). Os títulos publicados na primeira página foram desenvolvidos nas secções Publicidade,, Opinião, Ciência e Ambiente, Reportagem, Internacional, Regional, Nacional, Desporto, Media e A fechar (última página). Aquela que teve mais títulos na capa foi, de longe, a secção, à qual se seguir a Nacional. Com o mesmo número de títulos, na primeira página, que a secção Nacional, aparecem as secções Publicidade e Regional, bem como o coleccionável Fichas de Saúde DN. Notese, porém, que os títulos correspondentes à secção Regional correspondem todos ao mesmo caso (o caso do Projecto do Elevador).

8 Domingo Segunda-feira Público Títulos da Primeira Página Secção Mulheres mudam polícias Bush apela à unidade Internacional Porto 2001: Um terço dos lugares são para convidados Cultura Futebol: Benfica e FC Proto escondem o jogo Desporto Destaque: Vitória: A mulher que deu o nome a um século Destaque Pública: Cartier-Bresson: Um olhar libertário Pública seis títulos cinco secções Pescadores portugueses acusados de traficar pessoas FC Porto perde segundo 'round' Desporto PSD leva violência nas escolas à AR Destaque EUA: Bush bloqueia decisões de Clinton Internacional Paris-Dacar: Primeira vitória no feminino Desporto Burla: Famílias lesadas em mais de 200 mil contos Economia: Presidente do Montepio Geral pede intervenção do suplemento Economia Estado Computadores: Apple em dificuldades suplemento Computadores oito títulos quatro secções Vaga de legalizações na imigração clandestina Religião: Sucessão do Papa: América Latina com mais influência França: Roland Dumas julgado por corrupção no caso Elf-Aquitaine Internacional Crime: Empresário da noite chefiava rede de roubo de diamantes Ambiente: Temperatura da Terra sobe até 5,8 graus Destaque Andebol: Portugal estreia-se hoje no Mundial Desporto Porto: Câmara leva 60 pessoas a Roterdão suplemento Local sete títulos quatro secções Tabela 5 Títulos da primeira página do Público. Terça-feira Quanto ao Público, é possível constar-se que, nas três publicações analisadas, há um total de vinte e um artigos distribuídos por cinco secções, uma revista (Pública) três suplementos (Economia, Computadores e Local). Os títulos publicados na primeira página foram desenvolvidos nas secções, Internacional, Cultura, Desporto e Destaque. A secção que obteve o mérito de ter mais títulos na capa foi, tal como no DN, a secção, seguida pela secção de Desporto e, só depois, pelas Internacional e Destaque, com igual peso. Comparando os dois jornais, constata-se não só que o DN publica na capa um maior número de títulos por publicação, como também que esses títulos correspondem a uma maior variedade de secções.

9 Pelo contrário, a capa do Público concentra-se mais em determinadas secções, pelo que é mais regular, na medida em que nela figuram sempre artigos das secções, Internacional, Desporto e Destaque, bem como um suplemento ou revista. No geral, verifica-se que a importância atribuída às diferentes notícias não se coaduna com aquela que é atribuída às correspondentes secções, nem mesmo no que diz respeito àquelas que não constituem manchetes dos jornais. No entanto, constata-se que as notícias de carácter social são aquelas que mais vezes aparecem na capa dos jornais de referência portugueses. A Última Página Apesar das muitas similitudes no que diz respeito à forma do Diário de Notícias e do Público, as suas contracapas não têm quase nada em comum. O Diário de Notícias apresenta uma última página constituída por pequenos artigos (geralmente dois), aos quais se juntam as mini-secções A fechar e O DN num minuto. Nesta última mini-secção figuram resumos de notícias desenvolvidas no interior do jornal, bem como o índice geral da respectiva publicação (tendência que os jornais portugueses estão a perder cada vez mais, a de incluir um índice em cada publicação). A contracapa do Público é composta por breves notícias, para além dos habituais cartoons Calvin & Hobbes. Durante a semana, há ainda a coluna de Eduardo Prado Coelho, O Fio do Horizonte.

10 III Conclusão Apesar de os jornais analisados se enquadrarem dentro do mesmo género, no que diz respeito ao conteúdo, periodicidade, difusão e até mesmo formato, o Público e o Diário de Notícias têm uma estrutura que em muito difere, espelhando, muitas vezes, os valores-notícia que predominam nas suas redacções. Desta forma, o Público apresenta se como uma alternativa mais arejada ao diário que marca o início da imprensa portuguesa, o Diário de Notícias. Para isso, serve-se de um visual menos compacto, em que os temas da actualidade são distribuídos por um menor número de secções. Pelo contrário, o Diário de Notícias procura só dar a entender ao leitor que é capaz de estar em todo o lado ao mesmo tempo, nomeadamente através da verificada multiplicidade de secções. Por outro lado, reúne também esforços no sentido de concentrar o essencial da informação considerada mais importante nas primeira e última páginas.

11 IV Bibliografia CAZENEUVE, Jean Guia Alfabético das Comunicações de Massas, Edições 70, Lisboa, Fevereiro de 1996 FONTCUBERTA, Mar de A Notícia pistas para compreender o mundo, Notícias Editorial, Lisboa, 1999 RODRIGUES, Adriano Duarte Dicionário Breve da Informação e da Comunicação, Editorial Presença, Lisboa, Agosto de 2000

Comunicação social Jornalismo, Relações Públicas, Assessoria e Comunicação de Marketing.

Comunicação social Jornalismo, Relações Públicas, Assessoria e Comunicação de Marketing. Comunicação social Comunicação social A Comunicação Social é um campo de conhecimento académico que estuda a comunicação humana e as questões que envolvem a interação entre os sujeitos em sociedade. Os

Leia mais

A INVESTIGAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA E A SUA EVOLUÇÃO

A INVESTIGAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA E A SUA EVOLUÇÃO A INVESTIGAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA E A SUA EVOLUÇÃO Alexandre Homem de Cristo A ciência política cresceu e afirmou-se enquanto disciplina científica em Portugal, desde os anos 1990, sendo a face mais evidente

Leia mais

Escola Superior de Gestão, Hotelaria e Turismo 2015/2016

Escola Superior de Gestão, Hotelaria e Turismo 2015/2016 PROVA DE INGRESSO PARA AVALIAÇÃO DE CAPACIDADE PARA FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS Escola Superior de Gestão, Hotelaria e Turismo 2015/2016 Componente Específica de Economia para

Leia mais

O consumo de conteúdos noticiosos dos estudantes de Ciências da Comunicação da Faculdade de Letras da Universidade do Porto

O consumo de conteúdos noticiosos dos estudantes de Ciências da Comunicação da Faculdade de Letras da Universidade do Porto Ciências da Comunicação: Jornalismo, Assessoria e Multimédia O consumo de conteúdos noticiosos dos estudantes de Ciências da Comunicação da Faculdade de Letras da Universidade do Porto Metodologia da Investigaça

Leia mais

Escola Secundária 3º Quinta das Palmeiras Educação Visual Ano Lectivo 2011/2012

Escola Secundária 3º Quinta das Palmeiras Educação Visual Ano Lectivo 2011/2012 Escola Secundária 3º Quinta das Palmeiras Educação Visual Ano Lectivo 2011/2012 Relatório Individual de cada aluno Breve síntese [1º Período] Nome Ana Carolina Fernandes Oliveira Nº 1 A aluna, Ana Carolina,

Leia mais

9.ª EDIÇÃO 24 Fevereiro a 02 Março ORGANIZAÇÃO SINDICATO DOS JOGADORES PROFISSIONAIS DE FUTEBOL PRODUÇÃO RM PREMIUM EVENTS

9.ª EDIÇÃO 24 Fevereiro a 02 Março ORGANIZAÇÃO SINDICATO DOS JOGADORES PROFISSIONAIS DE FUTEBOL PRODUÇÃO RM PREMIUM EVENTS 9.ª EDIÇÃO 24 Fevereiro a 02 Março ORGANIZAÇÃO SINDICATO DOS JOGADORES PROFISSIONAIS DE FUTEBOL PRODUÇÃO RM PREMIUM EVENTS conceito O futebol, fonte de paixão e emoção, continua a potenciar extremismos

Leia mais

MEDIA TRAINNING. Programa

MEDIA TRAINNING. Programa MEDIA TRAINNING Comunicar em saúde Local HUC Centro de Simulação Biomédica dos Hospitais da Universidade de Coimbra Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, EPE Data 5 de Maio, 2012 Horário Manhã

Leia mais

ACORDO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA DA LETÓNIA SOBRE COOPERAÇÃO NOS DOMÍNIOS DA EDUCAÇÃO, DA CULTURA E DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA.

ACORDO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA DA LETÓNIA SOBRE COOPERAÇÃO NOS DOMÍNIOS DA EDUCAÇÃO, DA CULTURA E DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA. Decreto n.º 29/2002 Acordo entre a República Portuguesa e a República da Letónia sobre Cooperação nos Domínios da Educação, da Cultura e da Ciência e da Tecnologia, assinado em Lisboa em 17 de Outubro

Leia mais

Exmos. Senhores Membros do Governo (Sr. Ministro da Saúde - Prof. Correia de Campos e Sr. Secretário de Estado da Saúde -Dr.

Exmos. Senhores Membros do Governo (Sr. Ministro da Saúde - Prof. Correia de Campos e Sr. Secretário de Estado da Saúde -Dr. Exmos. Senhores Membros do Governo (Sr. Ministro da Saúde - Prof. Correia de Campos e Sr. Secretário de Estado da Saúde -Dr. Francisco Ramos) Ex.mo Senhor Presidente da Comissão Parlamentar da Saúde, representado

Leia mais

MEDIA TRAINNING. Programa

MEDIA TRAINNING. Programa MEDIA TRAINNING Comunicar em saúde Local HUC Centro de Simulação Biomédica dos Hospitais da Universidade de Coimbra Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, EPE Data 5 de Maio, 2012 Horário Manhã

Leia mais

24 O uso dos manuais de Matemática pelos alunos de 9.º ano

24 O uso dos manuais de Matemática pelos alunos de 9.º ano 24 O uso dos manuais de Matemática pelos alunos de 9.º ano Mariana Tavares Colégio Camões, Rio Tinto João Pedro da Ponte Departamento de Educação e Centro de Investigação em Educação Faculdade de Ciências

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MANGUALDE Ata do Conselho Pedagógico N.º 09 2013/2014

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MANGUALDE Ata do Conselho Pedagógico N.º 09 2013/2014 Aos quatro dias do mês de julho do ano de dois mil e catorze, reuniu-se na sala B6, da Escola Secundária Felismina Alcântara o Conselho Pedagógico do Agrupamento de Escolas de Mangualde, presidido pelo

Leia mais

Aspectos Sócio-Profissionais da Informática

Aspectos Sócio-Profissionais da Informática ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA I N S T I T U T O P O L I T É C N I C O D E C A S T E L O B R A N C O ENGENHARIA INFORMÁTICA Aspectos Sócio-Profissionais da Informática Jovens Empresários de Sucesso e Tendências

Leia mais

Dossier Liga Escolhas 2014/15

Dossier Liga Escolhas 2014/15 A Liga Escolhas é uma atividade desenvolvida no âmbito do Projeto Espaço Jovem de Quinta do Lavrado E5G promovido pela Fundação de Solidariedade Social Aragão Pinto, e financiado pelo Programa Escolhas

Leia mais

NOTA DE APRESENTAÇÃO

NOTA DE APRESENTAÇÃO NOTA DE APRESENTAÇÃO 1. O presente estudo dá continuidade ao trabalho de natureza estatística relativo às liquidações das declarações do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares iniciado e divulgado

Leia mais

3º TORNEIO PATRICIUS GRANDE ESCOLHA 2015

3º TORNEIO PATRICIUS GRANDE ESCOLHA 2015 3º TORNEIO PATRICIUS GRANDE ESCOLHA 2015 - ARTIGO 1 O 3º Torneio PATRICIUS GRANDE ESCOLHA realiza-se no Campo de 5 situado no Parque da Cidade do Porto. - ARTIGO 2 Estrutura - 1ª Fase: Um Grupo de oito

Leia mais

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. Eu quero não parar coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - de consigo.o usar que eu drogas f o? aç e Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

EUROBARÓMETRO 68 OPINIÃO PÚBLICA NA UNIÃO EUROPEIA OUTONO

EUROBARÓMETRO 68 OPINIÃO PÚBLICA NA UNIÃO EUROPEIA OUTONO Standard Eurobarometer European Commission EUROBARÓMETRO 68 OPINIÃO PÚBLICA NA UNIÃO EUROPEIA OUTONO 2007 RELATÓRIO NACIONAL Standard Eurobarometer 68 / Autumn 2007 TNS Opinion & Social SUMÁRIO EXECUTIVO

Leia mais

AS COMUNIDADES PORTUGUESAS NO BRASIL NO PRESENTE

AS COMUNIDADES PORTUGUESAS NO BRASIL NO PRESENTE AS COMUNIDADES PORTUGUESAS NO BRASIL NO PRESENTE Francisco Knopfli CARACTERIZAÇÃO DA COMUNIDADE PORTUGUESA NO BRASIL De acordo com os elementos disponíveis quando era embaixador em Brasília (2001) a população

Leia mais

Elaboração de pauta para telejornal

Elaboração de pauta para telejornal Elaboração de pauta para telejornal Pauta é a orientação transmitida aos repórteres pelo pauteiro, profissional responsável por pensar de que forma a matéria será abordada no telejornal. No telejornalismo,

Leia mais

Amares Anos 60 Festas de S. António Foto Kim Amares Amares na actualidade Arquivo BE ESA

Amares Anos 60 Festas de S. António Foto Kim Amares Amares na actualidade Arquivo BE ESA Amares Anos 60 Festas de S. António Foto Kim Amares Amares na actualidade Arquivo BE ESA Meio século pode ser um tempo relativamente curto em termos históricos, mas é um tempo suficiente para provocar

Leia mais

Jornal Oficial da União Europeia 30.4.2004

Jornal Oficial da União Europeia 30.4.2004 L 150/12 PT Jornal Oficial da União Europeia 30.4.2004 REGULAMENTO (CE) N.º 812/2004 DO CONSELHO de 26.4.2004 que estabelece medidas relativas às capturas acidentais de cetáceos no exercício das actividades

Leia mais

Violência gera debate sobre a redução da maioridade penal Projetos da PUCPR proporcionam aos adolescentes novas oportunidades de vida

Violência gera debate sobre a redução da maioridade penal Projetos da PUCPR proporcionam aos adolescentes novas oportunidades de vida Violência gera debate sobre a redução da maioridade penal Projetos da PUCPR proporcionam aos adolescentes novas oportunidades de vida Um adolescente entre 16 e 18 anos de idade, que assalta e mata alguém,

Leia mais

Observatório da Criação de Empresas. Observatório da Criação de Empresas

Observatório da Criação de Empresas. Observatório da Criação de Empresas Observatório da Criação de Empresas O Observatório da Criação de Empresas é um projecto desenvolvido pelo IAPMEI, com a colaboração da Rede Portuguesa de Centros de Formalidades das Empresas (CFE), que

Leia mais

Formação e Tendências de Mercado da Formação Graduada e Pós graduada 1

Formação e Tendências de Mercado da Formação Graduada e Pós graduada 1 Número de Alunos Formação e Tendências de Mercado da Formação Graduada e Pós graduada 1 Susana Justo, Diretora Geral da Qmetrics 1. Formação em ensino superior, graduada e pós graduada. Em Portugal continua

Leia mais

Quatro gestores e um engenheiro

Quatro gestores e um engenheiro Tiragem: 26368 Pág: VIII Área: 26,85 x 36,48 cm² ID: 30707498 22-06-2010 Universidades Âmbito: Economia, Negócios e. Corte: 1 de 2 PRÉMIOS Foto cedida Os cinco finalistas do Prémio Primus Inter Pares,

Leia mais

Género e Actividades com as TIC

Género e Actividades com as TIC Género, Cidadania e Intervenção Educativa: Sugestões Práticas q Actividade Género e Actividades com as TIC Objectivos Sugestões Reconhecer que a interpretação da realidade é influenciada por expectativas

Leia mais

Revista de Imprensa 10-10-2013 1. Bola, 10-10-2013, Polícia e Ministério Público querem mais condenações no futebol 1 2. Diário de Notícias,

Revista de Imprensa 10-10-2013 1. Bola, 10-10-2013, Polícia e Ministério Público querem mais condenações no futebol 1 2. Diário de Notícias, Estádios de Sítio Revista de Imprensa 10-10-2013 1. Bola, 10-10-2013, Polícia e Ministério Público querem mais condenações no futebol 1 2. Diário de Notícias, 10-10-2013, Necessários polícias especialistas

Leia mais

Reportagem do portal Terra sobre o Golpe de 1964

Reportagem do portal Terra sobre o Golpe de 1964 Reportagem do portal Terra sobre o Golpe de 1964 http://noticias.terra.com.br/brasil/golpe-comecou-invisivel-diz-sobrinho-de-substitutode-jango,bc0747a8bf005410vgnvcm4000009bcceb0arcrd.html acesso em 31-03-2014

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL

AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL Dezembro ÍNDICE 1. Introdução 4 2. População e Amostra 4 3. Questionário de Satisfação dos Alunos 5 3.1. Caracterização dos inquiridos 5 3.2. Apresentação

Leia mais

(Prática) 1º Ano da Licenciatura em. Medicina Dentária Análises Clínicas Fisioterapia Terapia da Fala Ciências Farmacêuticas. Ano Lectivo de 2002/2003

(Prática) 1º Ano da Licenciatura em. Medicina Dentária Análises Clínicas Fisioterapia Terapia da Fala Ciências Farmacêuticas. Ano Lectivo de 2002/2003 MÉTODOS E TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO (Prática) 1º Ano da Licenciatura em Medicina Dentária Análises Clínicas Fisioterapia Terapia da Fala Ciências Farmacêuticas Ano Lectivo de 2002/2003 Paulo Rurato (Cacifo

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOS DOCENTES DO ENSINO PORTUGUÊS NO ESTRANGEIRO. CAPÍTULO I Disposições Comuns

REGULAMENTO INTERNO DA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOS DOCENTES DO ENSINO PORTUGUÊS NO ESTRANGEIRO. CAPÍTULO I Disposições Comuns REGULAMENTO INTERNO DA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOS DOCENTES DO ENSINO PORTUGUÊS NO ESTRANGEIRO CAPÍTULO I Disposições Comuns SECÇÃO I Disposições gerais Artigo 1.º Objecto O presente regulamento procede

Leia mais

L 343/10 Jornal Oficial da União Europeia 29.12.2010

L 343/10 Jornal Oficial da União Europeia 29.12.2010 L 343/10 Jornal Oficial da União Europeia 29.12.2010 REGULAMENTO (UE) N. o 1259/2010 DO CONSELHO de 20 de Dezembro de 2010 que cria uma cooperação reforçada no domínio da lei aplicável em matéria de divórcio

Leia mais

relatório trabalhar com arquitectos campanha out 13

relatório trabalhar com arquitectos campanha out 13 relatório trabalhar arquitectos campanha out 13 / 2 índice introdução a campanha unicação análise anexos 4 5 7 8 9 14 15 16 18 22 28 33 34 36 37 3 introdução 4 a campanha Mass Media performance de unicação

Leia mais

Geografia A. * Análise de Notícias. Escola ES/3 de Carvalhos Março 2007

Geografia A. * Análise de Notícias. Escola ES/3 de Carvalhos Março 2007 Escola ES/3 de Carvalhos Março 2007 Geografia A * Análise de Notícias Natureza das notícias: socio-económica Localização temporal: actualidade Localização espacial: Europa Jornal: Expresso Data de edição:

Leia mais

Comunicado de imprensa

Comunicado de imprensa Comunicado de imprensa A educação para a cidadania nas escolas da Europa Em toda a Europa, o reforço da coesão social e a participação activa dos cidadãos na vida social estão no centro das preocupações

Leia mais

Síntese de Resultados Janeiro de 2004

Síntese de Resultados Janeiro de 2004 A Imprensa na Internet Síntese de Resultados Janeiro de 2004 Netsonda - Consultadoria, Sondagens e Estudos de Mercado, Lda. Travessa. do Jasmim, 10, 1º Tel: 213 429 318 netsonda@netsonda.pt 1200-230 Lisboa

Leia mais

Concurso de Fotografia REGULAMENTO

Concurso de Fotografia REGULAMENTO Concurso de Fotografia A CIÊNCIA E A ARTE REGULAMENTO Introdução A proximidade entre arte e ciência pode ser traçada de muitas formas diferentes no decorrer da história. O escultor, pintor, engenheiro

Leia mais

REGULAMENTO DE PESCA DESPORTIVA NA ALBUFEIRA DE VASCOVEIRO

REGULAMENTO DE PESCA DESPORTIVA NA ALBUFEIRA DE VASCOVEIRO REGULAMENTO DE PESCA DESPORTIVA NA ALBUFEIRA DE VASCOVEIRO Julho 2013 PREÂMBULO A Barragem de Vascoveiro foi construída com o objetivo de fornecer água à cidade de Pinhel e a algumas freguesias do Concelho.

Leia mais

Bolsa de Inovação da Secção Regional de Lisboa DA ORDEM DOS FARMACÊUTICOS REGRAS DE ATRIBUIÇÃO

Bolsa de Inovação da Secção Regional de Lisboa DA ORDEM DOS FARMACÊUTICOS REGRAS DE ATRIBUIÇÃO A Direcção da Secção Regional de Lisboa da Ordem dos Farmacêuticos, reunida em sessão de 18 de Julho de 2012, deliberou instituir uma Bolsa, destinada a apoiar projectos de investigação e projectos profissionais

Leia mais

Evento. Âmbito. Regulamento

Evento. Âmbito. Regulamento Evento Decorrerá nas ruas de Leiria e terá lugar no dia 17 de Setembro de 2006 com a distância de 3.000 metros. Dado o cariz social e de lazer deste evento, realizarse-á, em simultâneo com a corrida, um

Leia mais

GOVERNO UTILIZA EMPRESAS PUBLICAS PARA REDUZIR O DÉFICE ORÇAMENTAL, ENDIVIDANDO-AS E ARRASTANDO-AS PARA A SITUAÇÃO DE FALENCIA TÉCNICA

GOVERNO UTILIZA EMPRESAS PUBLICAS PARA REDUZIR O DÉFICE ORÇAMENTAL, ENDIVIDANDO-AS E ARRASTANDO-AS PARA A SITUAÇÃO DE FALENCIA TÉCNICA GOVERNO UTILIZA EMPRESAS PUBLICAS PARA REDUZIR O DÉFICE ORÇAMENTAL, ENDIVIDANDO-AS E ARRASTANDO-AS PARA A SITUAÇÃO DE FALENCIA TÉCNICA RESUMO DESTE ESTUDO Os principais jornais diários portugueses divulgaram

Leia mais

Do Jornalismo aos Media

Do Jornalismo aos Media Do Jornalismo aos Media Estudos sobre a realidade portuguesa Rogério Santos Universidade Católica Editora Índice Introdução 7 Parte I Elementos para a história dos media em Portugal Jornalismo português

Leia mais

Pesquisa sobre o Perfil dos Empreendedores e das Empresas Sul Mineiras

Pesquisa sobre o Perfil dos Empreendedores e das Empresas Sul Mineiras Pesquisa sobre o Perfil dos Empreendedores e das Empresas Sul Mineiras 2012 2 Sumário Apresentação... 3 A Pesquisa Perfil dos Empreendedores Sul Mineiros Sexo. 4 Estado Civil.. 5 Faixa Etária.. 6 Perfil

Leia mais

Complementos de Base de Dados Enunciados de Exercícios

Complementos de Base de Dados Enunciados de Exercícios INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DO TRABALHO E DA EMPRESA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO Pós Graduação em Desenvolvimento de Sistemas de Informação 2006 2007 Complementos de Base de

Leia mais

Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão. Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão

Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão. Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão Diário de noticias, por Hugo Filipe Coelho 17-10-11 Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão Dinheiro público. PSD e CDS

Leia mais

Centro de Competência de Ciências Sociais. Departamento de Ciências da Educação. 1.º Ciclo em Educação Básica. Programa. Unidade Curricular

Centro de Competência de Ciências Sociais. Departamento de Ciências da Educação. 1.º Ciclo em Educação Básica. Programa. Unidade Curricular Centro de Competência de Ciências Sociais Departamento de Ciências da Educação 1.º Ciclo em Educação Básica Programa Unidade Curricular Teoria e Desenvolvimento Curricular Área Científica Educação Regente

Leia mais

Histórico de Medalhas e Modalidades Paralímpicas - Portugal

Histórico de Medalhas e Modalidades Paralímpicas - Portugal Histórico de Medalhas e Modalidades Paralímpicas - Portugal Igualdade, Inclusão & Excelência Desportiva Departamento Técnico, Fevereiro de Índice Introdução... Medalhas... Gráficos de Medalhas... Atletas

Leia mais

ESTRUTURA EMPRESARIAL NACIONAL 1995/98

ESTRUTURA EMPRESARIAL NACIONAL 1995/98 ESTRUTURA EMPRESARIAL NACIONAL 1995/98 NOTA METODOLÓGICA De acordo com a definição nacional, são pequenas e médias empresas aquelas que empregam menos de 500 trabalhadores, que apresentam um volume de

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO CIENTÍFICO DO INSTITUTO DE INVESTIGAÇÃO CIENTIFICA TROPICAL. Artigo 1. Composição

REGULAMENTO DO CONSELHO CIENTÍFICO DO INSTITUTO DE INVESTIGAÇÃO CIENTIFICA TROPICAL. Artigo 1. Composição REGULAMENTO DO CONSELHO CIENTÍFICO DO INSTITUTO DE INVESTIGAÇÃO CIENTIFICA TROPICAL Artigo 1. Composição A composição do conselho científico do Instituto de Investigação Científica Tropical, I.P., abreviadamente

Leia mais

http://www.construir.pt/2015/04/14/arquitecto-nuno-teotonio-pereira-recebe-premiouniversidade-de-lisboa/

http://www.construir.pt/2015/04/14/arquitecto-nuno-teotonio-pereira-recebe-premiouniversidade-de-lisboa/ Construir.pt ID: 58821467 15-04-2015 Visitas diárias: 532 Âmbito: Outros Assuntos OCS: Construir.pt Arquitecto Nuno Teotónio Pereira recebe Prémio Universidade de Lisboa http://www.construir.pt/2015/04/14/arquitecto-nuno-teotonio-pereira-recebe-premiouniversidade-de-lisboa/

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO MAR/ABRIL 2013 [Edição 6]

BOLETIM INFORMATIVO MAR/ABRIL 2013 [Edição 6] BOLETIM INFORMATIVO MAR/ABRIL 2013 [Edição 6] O tema central desta edição do Boletim Informativo será a Psicologia Infantil. A Psicologia Infantil é a área da Psicologia que estuda o desenvolvimento da

Leia mais

OFICIAL DA ORDEM MILITAR DE CRISTO MEDALHA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E BONS SERVIÇOS. Circular n.º 029/2014 PORTAL FPT Abertura aos atletas

OFICIAL DA ORDEM MILITAR DE CRISTO MEDALHA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E BONS SERVIÇOS. Circular n.º 029/2014 PORTAL FPT Abertura aos atletas Circular n.º 029/2014 PORTAL FPT Abertura aos atletas Exmo. Sr. Presidente, Após muitos meses de desenvolvimento e melhorias contínuas na nova plataforma informática onde se inclui o amplamente divulgado

Leia mais

Interacções número 5. pp. 179-188. do Autor 2003 CONSUMO DE ÁLCOOL NA ADOLESCÊNCIA E RELAÇÕES PARENTAIS. Maria Manuela Pereira

Interacções número 5. pp. 179-188. do Autor 2003 CONSUMO DE ÁLCOOL NA ADOLESCÊNCIA E RELAÇÕES PARENTAIS. Maria Manuela Pereira Escola Superior de Altos Estudos 179 CONSUMO DE ÁLCOOL NA ADOLESCÊNCIA E RELAÇÕES PARENTAIS Maria Manuela Pereira Dissertação de Mestrado em Sociopsicologia da Saúde - Consumo de Álcool na Adolescência

Leia mais

XIII Encontro Nacional do Árbitro Jovem 2014

XIII Encontro Nacional do Árbitro Jovem 2014 XIII Encontro Nacional do Árbitro Jovem 2014 Batalha - 17, 18 e 19 de Outubro de 2014 PROGRAMA 17 de Outubro ( sexta-feira ) 18:00 Receção aos participantes e acompanhantes. Distribuição dos Kit`s de equipamentos

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DAS FACULDADES DA UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA

REGULAMENTO GERAL DAS FACULDADES DA UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA REGULAMENTO GERAL DAS FACULDADES DA UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA Artigo 1º Denominação 1. As faculdades são unidades orgânicas da UFP que integram subunidades orgânicas, reúnem grandes áreas científicas

Leia mais

Barómetro Regional da Qualidade Avaliação da Satisfação dos Utentes dos Serviços de Saúde

Barómetro Regional da Qualidade Avaliação da Satisfação dos Utentes dos Serviços de Saúde Avaliação da Satisfação dos Utentes dos Serviços de Saúde Entidade Promotora Concepção e Realização Enquadramento Avaliação da Satisfação dos Utentes dos Serviços de Saúde Índice RESUMO EXECUTIVO...

Leia mais

Escolas em Grande Plano

Escolas em Grande Plano Escolas em Grande Plano Integração do Vídeo na Educação e na Escola Trabalho realizado por: Elisa Castro e Fátima Chavarria Mestrado em Educação Tecnologia Educativa Tecnologia do Vídeo Docente: Doutor

Leia mais

Bianca Arantes dos Santos 2 Célio José Losnak 3

Bianca Arantes dos Santos 2 Célio José Losnak 3 Cultura, história e gastronomia: análise de enquadramento do jornalismo gastronômico 1 RESUMO Bianca Arantes dos Santos 2 Célio José Losnak 3 O texto parte de uma pesquisa que tem como proposta realizar

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO PARA ATRIBUIÇÃO DO

REGULAMENTO DO CONCURSO PARA ATRIBUIÇÃO DO REGULAMENTO DO CONCURSO PARA ATRIBUIÇÃO DO Considerando que Tem estado nas preocupações da COTEC Portugal a promoção de iniciativas que visam activamente a promoção de uma cultura empresarial inovadora;

Leia mais

BOWLING WORLD CUP 2015 Qualificação MASCULINOS e FEMININOS

BOWLING WORLD CUP 2015 Qualificação MASCULINOS e FEMININOS BOWLING WORLD CUP 2015 Qualificação MASCULINOS e FEMININOS Art. 1 ORGANIZAÇÃO 1.1 O apuramento para a QubicaAMF Bowling World Cup, é organizado em Portugal, pela Bowling Masters, na qualidade de representante

Leia mais

Valores, Classes e Género na Europa João Ferreira de Almeida* Rui Brites**

Valores, Classes e Género na Europa João Ferreira de Almeida* Rui Brites** Valores, Classes e Género na Europa João Ferreira de Almeida* Rui Brites** * Professor Catedrático do Departamento de Sociologia do ISCTE e investigador do CIES/ISCTE. ** Professor Auxiliar do Departamento

Leia mais

Prova Escrita de Português Língua Não Materna

Prova Escrita de Português Língua Não Materna EXAME NACIONAL DO ENSINO BÁSICO E DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova 28 739 /1.ª Chamada 1.ª Fase / 2008 Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro e Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março A PREENCHER PELO ESTUDANTE

Leia mais

Notas sobre a população a propósito da evolução recente do número de nascimentos

Notas sobre a população a propósito da evolução recente do número de nascimentos Maria João Valente Rosa* Análise Social, vol. xxxiii (145), 1998 (1. ), 183-188 Notas sobre a população a propósito da evolução recente do número de nascimentos O número de nascimentos em Portugal tem

Leia mais

2ª Fase da 1ª Competição Internacional de Literacia Estatística do ISLP. Santo Tirso, 28 de Março de 2009 NOME COMPLETO DO ALUNO:

2ª Fase da 1ª Competição Internacional de Literacia Estatística do ISLP. Santo Tirso, 28 de Março de 2009 NOME COMPLETO DO ALUNO: International Statistical Literacy Competition of the ISLP 2ª Fase da 1ª Competição Internacional de Literacia Estatística do ISLP Santo Tirso, 28 de Março de 2009 NOME COMPLETO DO ALUNO: Ano de Escolaridade:

Leia mais

Percepção de Portugal no mundo

Percepção de Portugal no mundo Percepção de Portugal no mundo Na sequência da questão levantada pelo Senhor Dr. Francisco Mantero na reunião do Grupo de Trabalho na Aicep, no passado dia 25 de Agosto, sobre a percepção da imagem de

Leia mais

PGM 3: MOBILIZAÇÃO E PARTICIPAÇÃO NA ESCOLA JOVEM

PGM 3: MOBILIZAÇÃO E PARTICIPAÇÃO NA ESCOLA JOVEM PGM 3: MOBILIZAÇÃO E PARTICIPAÇÃO NA ESCOLA JOVEM Falar em mobilização e participação de jovens na escola de ensino médio implica em discutir algumas questões iniciais, como o papel e a função da escola

Leia mais

MESTRADOS. Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Jornalismo.

MESTRADOS. Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Jornalismo. MESTRADOS REGIME DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO JORNALISMO Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Jornalismo. Artigo 2.º Destinatários O Mestrado em Jornalismo

Leia mais

INSPECÇÃO-GERAL DA EDUCAÇÃO PROGRAMA AFERIÇÃO

INSPECÇÃO-GERAL DA EDUCAÇÃO PROGRAMA AFERIÇÃO INSPECÇÃO-GERAL DA EDUCAÇÃO PROGRAMA AFERIÇÃO EFECTIVIDADE DA AUTO-AVALIAÇÃO DAS ESCOLAS PROJECTO ESSE Indicadores de qualidade I Introdução Baseado em investigação anterior e na recolha de informação

Leia mais

Nem tudo o que parece, é! Estereótipos de género, os meios de comunicação social, as e os jovens

Nem tudo o que parece, é! Estereótipos de género, os meios de comunicação social, as e os jovens Nem tudo o que parece, é! Estereótipos de género, os meios de comunicação social, as e os jovens Senhora Presidente da CIG, Caras parceiras e parceiro de mesa, Caras senhoras e caros senhores, É com grande

Leia mais

Licenciatura em: Design HISTÓRIA DA ARTE E DA TÉCNICA. EVOLUÇÃO DO DESIGN AUTOMÓVEL (BMW Séries 5)

Licenciatura em: Design HISTÓRIA DA ARTE E DA TÉCNICA. EVOLUÇÃO DO DESIGN AUTOMÓVEL (BMW Séries 5) Licenciatura em: Design HISTÓRIA DA ARTE E DA TÉCNICA Assim: 9; com ref. às fontes: 12-13 EVOLUÇÃO DO DESIGN AUTOMÓVEL (BMW Séries 5) Autores: André Sequeira 1º - A1 20110039 João Almeida 1º - A1 20110309

Leia mais

Estatutos da Sociedade Portuguesa de Ciências Farmacêuticas. Capítulo I Fins, Sede e Ano Social Primeiro

Estatutos da Sociedade Portuguesa de Ciências Farmacêuticas. Capítulo I Fins, Sede e Ano Social Primeiro Estatutos da Sociedade Portuguesa de Ciências Farmacêuticas Capítulo I Fins, Sede e Ano Social Primeiro 1. A Sociedade Portuguesa de Ciências Farmacêuticas tem por objectivo promover, desenvolver e divulgar

Leia mais

Decisão do Conselho da Autoridade da Concorrência. PROCESSO AC-I-Ccent-54/2003-SACYR/SOMAGUE

Decisão do Conselho da Autoridade da Concorrência. PROCESSO AC-I-Ccent-54/2003-SACYR/SOMAGUE Decisão do Conselho da Autoridade da Concorrência PROCESSO AC-I-Ccent-54/2003-SACYR/SOMAGUE 1 -INTRODUÇÃO No dia 30 de Dezembro, a Autoridade da Concorrência recebeu uma notificação relativa a um projecto

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE A LIGA DE CLUBES DE BASQUETEBOL O CLUBE NACIONAL DE IMPRENSA DESPORTIVA

PROTOCOLO ENTRE A LIGA DE CLUBES DE BASQUETEBOL O CLUBE NACIONAL DE IMPRENSA DESPORTIVA PROTOCOLO ENTRE A LIGA DE CLUBES DE BASQUETEBOL E O CLUBE NACIONAL DE IMPRENSA DESPORTIVA CAPÍTULO I PRESSUPOSTOS DO PROTOCOLO CLÁUSULA 1ª Partes A Liga de Clubes de Basquetebol e o Clube Nacional de Imprensa

Leia mais

População Estrangeira em Portugal 2006 População Estrangeira em Portugal

População Estrangeira em Portugal 2006 População Estrangeira em Portugal 13 de Dezembro 2007 População Estrangeira em Portugal 2006 População Estrangeira em Portugal A propósito do Dia Internacional dos Migrantes (18 de Dezembro), o Instituto Nacional de Estatística apresenta

Leia mais

APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA

APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA 1 de Abril de 2004 População e Sociedade Educação e Formação 2003 (Dados provisórios) APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA No último ano, mais de um milhão e meio de indivíduos com 15 ou mais anos, ou seja, 18,7,

Leia mais

MUNICÍPIO DO BARREIRO ASSEMBLEIA MUNICIPAL

MUNICÍPIO DO BARREIRO ASSEMBLEIA MUNICIPAL MUNICÍPIO DO BARREIRO ASSEMBLEIA MUNICIPAL EDITAL Nº 11/10 - - - Frederico Fernandes Pereira, Presidente da Assembleia Municipal do Barreiro, torna pública que, por deliberação deste órgão autárquico na

Leia mais

mediakit JORNAL de LEITORES PAPEL + DIGITAL v300315

mediakit JORNAL de LEITORES PAPEL + DIGITAL v300315 mediakit LEITORES PAPEL + DIGITAL FONTE: MARKTEST, ESTUDO CROSSMEDIA v300315 Os prémios atribuídos de valor superior a 5.000 estão sujeitos a imposto do selo à taxa legal de 20%, nos termos da legislação

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS PARA LOGÓTIPO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS PARA LOGÓTIPO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS PARA LOGÓTIPO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU 1. Promotor O Instituto Politécnico de Viseu (IPV) leva a efeito o concurso de ideias para apresentação de propostas de renovação

Leia mais

NOTAS PRÉVIAS I - DE APRESENTAÇÃO

NOTAS PRÉVIAS I - DE APRESENTAÇÃO NOTAS PRÉVIAS I - DE APRESENTAÇÃO 1. O presente estudo dá continuidade ao trabalho de natureza estatística relativo às declarações do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Colectivas (DR Modelo 22 de

Leia mais

O Sistema de Créditos ECTS

O Sistema de Créditos ECTS O Sistema de Créditos ECTS Isabel Nunes Gabinete de Estudos e Planeamento Coord. Marta Pile Maio 2001 Índice 1. O Sistema de Créditos ECTS 1 1.1. ECTS/Sistema em vigor 1 1.2. Declaração de Bolonha 2 1.3.

Leia mais

GABINETE DO SECRETÁRIO PARA OS ASSUNTOS SOCIAIS E CULTURA. 05-00-00-00-00 Outras despesas correntes 3,268,000.00. Total das despesas

GABINETE DO SECRETÁRIO PARA OS ASSUNTOS SOCIAIS E CULTURA. 05-00-00-00-00 Outras despesas correntes 3,268,000.00. Total das despesas 420 23 2010 6 7 Unidade: MOP Classificação funcional Classificação económica Designação Montante 02-03-07-00-00 Publicidade e propaganda 8-01-0 02-03-07-00-01 Encargos com anúncios 02-03-08-00-00 Trabalhos

Leia mais

Regulamento do Passatempo EU VOU e levo Amigos Rock in Rio Lisboa 2012

Regulamento do Passatempo EU VOU e levo Amigos Rock in Rio Lisboa 2012 Regulamento do Passatempo EU VOU e levo Amigos Rock in Rio Lisboa 2012 Os seguintes Termos e Condições destinam-se a regular o passatempo EU VOU e levo Amigos, mediante o qual a Controlinveste Media, SGPS

Leia mais

RELATÓRIO DE ANÁLISE DA MÍDIA

RELATÓRIO DE ANÁLISE DA MÍDIA RELATÓRIO DE ANÁLISE DA MÍDIA CLIPPING SENADO FEDERAL E CONGRESSO NACIONAL NOTICIÁRIO JUNHO DE 2010 SEAI 06/2010 Brasília, julho de 2010 Análise de Notícias Senado Federal e Congresso Nacional 1. Eleições:

Leia mais

Cerimónia de Assinatura Protocolo AICEP/CRUP

Cerimónia de Assinatura Protocolo AICEP/CRUP Cerimónia de Assinatura Protocolo AICEP/CRUP Lisboa, 10 janeiro 2014 António Rendas Reitor da Universidade Nova de Lisboa Presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas Queria começar

Leia mais

Acesso à Educação para Filhos de Imigrantes Folheto Informativo

Acesso à Educação para Filhos de Imigrantes Folheto Informativo Acesso à Educação para Filhos de Imigrantes Folheto Informativo 1 INTRODUÇÃO O Alto Comissariado para a Imigração e Minorias Étnicas em colaboração com o Secretariado Entreculturas elaborou esta brochura

Leia mais

Paralisia Cerebral- Associação Nacional de Desporto

Paralisia Cerebral- Associação Nacional de Desporto B O C C I A REGULAMENTAÇÃO GERAL NACIONAL 2008/2009 1 INTRODUÇÃO Todos os intervenientes em competições de zona e nacionais, acções de formação e classificação médico - desportiva, deverão reger-se pelos

Leia mais

Associação Brasileira de Escolinhas de Futebol e Futsal- ABEFF

Associação Brasileira de Escolinhas de Futebol e Futsal- ABEFF Associação Brasileira de Escolinhas de Futebol e Futsal- ABEFF Diretoria de Competições Regulamento da Copa do Brasil de Escolinhas de Futebol Copa do Brasil de Escolinhas de Futebol 2016 Categorias Sub

Leia mais

OFICIAL DA ORDEM MILITAR DE CRISTO MEDALHA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E BONS SERVIÇOS. Circular n.º 023-A/2014 Portal F.P.T. - Inscrições (Aditamento)

OFICIAL DA ORDEM MILITAR DE CRISTO MEDALHA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E BONS SERVIÇOS. Circular n.º 023-A/2014 Portal F.P.T. - Inscrições (Aditamento) Circular n.º 023-A/2014 Portal F.P.T. - Inscrições (Aditamento) Exmo. Sr. Presidente, A Direcção da F.P.T. tem emitido, ao longo dos últimos meses, diversas Circulares, com o objectivo de ir informando,

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Presidência do Governo Secretário Regional Adjunto da Presidência Gabinete do Secretário

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Presidência do Governo Secretário Regional Adjunto da Presidência Gabinete do Secretário Excelência, Em resposta ao Requerimento em epígrafe, cumpre-me transmitir a V. Exª. a seguinte informação: 1. Repondo a verdade histórica da constituição do Clube de Golfe da Ilha Terceira, designado também

Leia mais

ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM?

ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM? ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM? As Áreas de Conteúdo são áreas em que se manifesta o desenvolvimento humano ao longo da vida e são comuns a todos os graus de ensino. Na educação pré-escolar

Leia mais

C 188/6 Jornal Oficial da União Europeia 11.8.2009

C 188/6 Jornal Oficial da União Europeia 11.8.2009 C 188/6 Jornal Oficial da União Europeia 11.8.2009 Comunicação da Comissão Critérios para a análise da compatibilidade dos auxílios estatais a favor de trabalhadores desfavorecidos e com deficiência sujeitos

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE INSTALAÇÕES E FUNCIONAMENTO DE RECINTOS DE ESPECTÁCULOS E DIVERTIMENTO PÚBLICOS

REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE INSTALAÇÕES E FUNCIONAMENTO DE RECINTOS DE ESPECTÁCULOS E DIVERTIMENTO PÚBLICOS REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE INSTALAÇÕES E FUNCIONAMENTO DE RECINTOS DE ESPECTÁCULOS E DIVERTIMENTO PÚBLICOS ARTIGO 1º OBJECTO Este regulamento tem por objectivo a definição das regras de procedimento para

Leia mais

Televisão Interactiva

Televisão Interactiva Televisão Interactiva Impacto e procura de um novo perfil de utilizador Enquadramento teórico OBJECTO DO TRABALHO Estudar um novo meio de comunicação, resultante da convergência dos media Abordar a TVDI

Leia mais

Regulamento dos cursos de segundo ciclo integrado na FCTUC

Regulamento dos cursos de segundo ciclo integrado na FCTUC Regulamento dos cursos de segundo ciclo integrado na FCTUC Autorizado na reunião da Comissão Coordenadora do Conselho Científico de 2006-10-09, na reunião do Conselho Directivo de 2006-10-13 e na reunião

Leia mais

Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar

Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar Os fundos de previdência privada, sejam fechados ou abertos, têm características próprias e vantagens tributárias em relação aos investimentos

Leia mais

Reestruturar o Sector Empresarial do Estado

Reestruturar o Sector Empresarial do Estado PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 458/XI/2.ª Reestruturar o Sector Empresarial do Estado A descrição de carácter económico-financeiro apresentada na próxima secção não deixa dúvidas sobre a absoluta necessidade

Leia mais

PREÇO VS. SERVIÇO. Imagem das Agências de Viagens

PREÇO VS. SERVIÇO. Imagem das Agências de Viagens Análise Imagem das Agências de Viagens PREÇO VS. SERVIÇO Os portugueses que já recorreram aos serviços de uma Agência de Viagens fizeram-no por considerar que esta é a forma de reservar viagens mais fácil

Leia mais

Clipping de Imprensa Pesquisa UPP: O que pensam os policiais Outubro de 2015

Clipping de Imprensa Pesquisa UPP: O que pensam os policiais Outubro de 2015 Clipping de Imprensa Pesquisa UPP: O que pensam os policiais Outubro de 2015 A relevância e credibilidade dos resultados da pesquisa UPP: O que pensam os policiais foram, sem dúvida, pontos de partida

Leia mais

Tabela de Publicidade On-line 2010

Tabela de Publicidade On-line 2010 Tabela de Publicidade On-line 2010 www.noticiasdevilareal.com Defensor dos interesses locais! Foi em 30 de Setembro de 1998 que foi apresentado o número zero do NOTÍCIAS DE VILA REAL. Conforme ficou estabelecido

Leia mais