ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE SERVIÇOS LEGISLATIVOS LEI COMPLEMENTAR Nº 79, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE SERVIÇOS LEGISLATIVOS LEI COMPLEMENTAR Nº 79, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O"

Transcrição

1 Autor: Poder Executivo LEI COMPLEMENTAR Nº 79, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O Dispõe sobre o subsídio dos integrantes do Grupo TAF - Tributação, Arrecadação e Fiscalização. O GOVERNADOR DO ESTADO DE MATO GROSSO, tendo em vista o que dispõe o Art. 45 da Constituição Estadual, sanciona a seguinte lei complementar: Art. 1º A remuneração dos integrantes do Grupo TAF - Tributação, Arrecadação e Fiscalização, da Secretaria de Estado de Fazenda, passa a ser disciplinada na forma desta lei complementar. Art. 2º Os integrantes do Grupo TAF - Tributação, Arrecadação e Fiscalização, da Secretaria de Estado de Fazenda, passam a ser remunerados através do subsídio fixado em parcela única, vedado o acréscimo de qualquer gratificação, adicional, abono, prêmio, verba de representação fixa ou variável, produtividade ou qualquer outra espécie remuneratória. Parágrafo único O subsídio de que trata o caput deste artigo é o somatório de todas as verbas remuneratórias e demais vantagens pecuniárias atualmente percebidas pelos integrantes do Grupo TAF. Art. 3º Integram o Grupo TAF as seguintes categorias funcionais: I - Fiscal de Tributos Estaduais - FTE; II - Agente de Fiscalização e Arrecadação de Tributos Estaduais - AFATE. Art. 4º O cargo de Fiscal de Tributos Estaduais - FTE é estruturado em 4 (quatro) classes horizontais e, na vertical, em 10 (dez) níveis de referência cada uma, conforme Anexo I, observados os seguintes critérios: (*revogado...) I - na horizontal, o critério de promoção será de acordo com o perfil de competência estabelecido pela Secretaria de Estado de Fazenda e avaliação de desempenho, obedecido ao interstício de 05 (cinco) anos de uma classe para outra; II - na vertical, o processo de promoção será por tempo de serviço e avaliação de desempenho, obedecido ao interstício de 03 (três) anos de uma referência para outra. Parágrafo único Para fins de aplicação do disposto no inciso I, deverão ser obedecidos aos seguintes critérios: I - Classe A - ensino superior completo; II - Classe B - ensino superior completo e no mínimo 250 (duzentas e cinqüenta) horas de cursos, com fração mínima de 20 (vinte) horas, com comprovação e certificação, nas áreas da administração fiscal em: gestão, técnico-profissional, recursos humanos e tecnologia da informação, compatível com o perfil de competência do profissional fazendário e atribuições específicas do cargo; III - Classe C - ensino superior completo e especialização lato sensu, com carga horária mínima de 360 (trezentas e sessenta) horas e monografia aprovada, nas áreas da administração fiscal em: gestão, técnicoprofissional, recursos humanos e tecnologia da informação, compatível com o perfil de competência do profissional fazendário e atribuições específicas do cargo; IV - Classe D - ensino superior completo e Mestrado e/ou Doutorado nas áreas da de competência do profissional fazendário e atribuições específicas do cargo. (*revogado pela Lei Complementar nº 363, de 22 de julho de 2009.)

2 Art. 5º O cargo de Agente de Fiscalização e Arrecadação de Tributos Estaduais - AFATE é estruturado em quatro classes horizontais, e na vertical em dez níveis de referência cada uma, conforme Anexo III, observando os seguintes critérios:(*revogado...) I - na horizontal, o critério de promoção será de acordo com o perfil de competência estabelecido pela Secretaria de Estado de Fazenda e avaliação de desempenho, obedecido ao interstício de 05 (cinco) anos, de uma classe para outra; II - na vertical, o processo de promoção será por tempo de serviço e avaliação de desempenho, obedecido o interstício de 03 (três) anos de uma referência para outra. Parágrafo único Para fins de aplicação do disposto no inciso I, deverão ser obedecidos aos seguintes critérios: I - Classe A - ensino médio completo; II - Classe B - ensino superior completo e, no mínimo, 250 (duzentas e cinqüenta) horas de cursos, com fração mínima de 20 (vinte) horas, com comprovação e certificação, nos últimos 05 (cinco) anos, nas áreas de de competência do profissional fazendário e atribuições específicas do cargo; III - Classe C - ensino superior completo e especialização lato sensu, com cargo horária mínima de 360 (trezentas e sessenta) horas e monografia aprovada, nas áreas da administração fiscal em: gestão, técnicoprofissional, recursos humanos e tecnologia da informação, compatível com o perfil de competência do profissional fazendário e atribuições específicas do cargo; IV - Classe D - ensino superior completo e Mestrado e/ou Doutorado nas áreas da de competência do profissional fazendário e atribuições específicas do cargo. (*revogado pela Lei Complementar nº 363, de 22 de julho de 2009.) Art. 6º O subsídio do servidor integrante do Grupo TAF, quando investido em cargo em comissão, será acrescido dos respectivos percentuais, constantes do Anexo IV, incidentes sobre o limite máximo de subsídio, constante do Anexo I. 1º O disposto no caput aplica-se, ainda, ao servidor, quando no exercício das funções previstas no Anexo V. (*revogado pela Lei Complementar nº 98, de 17 de dezembro de 2001.) 2º O acréscimo do percentual a que se refere o caput cessará, automaticamente, com a exoneração do ocupante do respectivo cargo em comissão. 3º O citado percentual não será incorporado, quando da aposentadoria. Art. 7º Para ingresso nos cargos das carreiras do Grupo TAF, exigir-se-á aprovação em concurso público de provas ou de provas e títulos. Parágrafo único Em se tratando de concurso público de provas e títulos, o julgamento dos títulos será efetuado de acordo com os critérios estabelecidos pelo Edital de Abertura do Concurso. Art. 8] O concurso público para provimento dos cargos das Carreiras do Grupo TAF reger-se-á, em todas as suas fases, pelas normas estabelecidas na legislação que orienta os concursos públicos e no seu correspondente Edital. Parágrafo único Será assegurada, para fins de acompanhamento, a participação de representante da entidade representativa dos servidores do Grupo TAF na organização dos concursos públicos até a nomeação e posse dos candidatos aprovados. Art. 9º Os aprovados em concurso público ingressarão na classe A, nível de referência 01 (um) do respectivo cargo. Parágrafo único O integrante do Grupo TAF, quando aprovado em concurso público, será enquadrado na classe e referência igual ou posterior a que se encontra. Art. 10 O regime de trabalho dos ocupantes do Grupo TAF será de 40 (quarenta) horas semanais. Parágrafo único A forma de execução da carga horária de que trata o caput será regulamentada por ato do Poder Executivo.

3 Art. 11 O integrante do Grupo TAF que se encontrar afastado, à disposição e/ou em licença não remunerada, somente poderá ser enquadrado quando oficialmente reassumir o seu respectivo cargo. Art. 12 É vedado ao ocupante do Grupo TAF o afastamento, a disposição ou cessão para outros órgãos da Administração Pública Direta ou Indireta, de quaisquer dos Poderes Federal, Estadual e Municipal, com ônus para o órgão de origem. Art. 13 Aos servidores hoje integrados ao Grupo TAF - de Tributação, Arrecadação e Fiscalização, da Secretaria de Estado de Fazenda, aplica-se o que se segue: I - no Anexo I - Fiscal de Tributos Estaduais - FTE; II - no Anexo II - Agente Arrecadador de Tributos Estaduais - AATE; III - no Anexo III - Agente de Fiscalização e Arrecadação de Tributos Estaduais - AFATE. 1º O enquadramento de que trata este artigo ocorrerá na classe e nível igual ou imediatamente superior à remuneração percebida, em média, nos últimos 12 (doze) meses anteriores à publicação da presente lei complementar, respeitados os cargos a que pertençam e os limites dos respectivos Anexos. 2º O servidor cuja remuneração atual exceda o limite máximo previsto para seu cargo perceberá o referido excesso como complemento constitucional. 3º O complemento constitucional previsto no parágrafo anterior será incorporado aos proventos do servidor, quando de sua aposentadoria. 4º Para fins de transposição de que trata este artigo, no cômputo do adicional por tempo de serviço a que faz jus o servidor, será considerado como ano completo o período que exceder a 75% (setenta e cinco por cento) de um ano como Servidor da Secretaria de Estado de Fazenda. Art. 14 Ficam extintos os cargos de Agentes Arrecadadores de Tributos Estaduais - AATE, ora providos, à medida que houver a sua vacância, com a ocorrência de qualquer dos eventos elencados no Art. 43 da Lei Complementar n 04, de 15 de outubro de Art. 15 O Poder Executivo encaminhará, no prazo de 180 (cento e oitenta) dias, projeto de lei disciplinando os cargos e as carreiras do Grupo TAF. Art. 16 Esta lei complementar entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos financeiros a 1 de novembro de Art. 17 Revogam-se as disposições em contrário. Palácio Paiaguás, em Cuiabá, 13 de dezembro de as) DANTE MARTINS DE OLIVEIRA Governador do Estado Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial.

4 ANEXO I 1 R$ 3.400,00 R$ 5.000,00 R$ 5.400,00 R$ 6.000,00 2 R$ 4.155,00 R$ 5.195,00 R$ 5.610,00 R$ 6.222,00 3 R$ 4.310,00 R$ 5.390,00 R$ 5.820,00 R$ 6.444,00 4 R$ 4.465,00 R$ 5.585,00 R$ 6.030,00 R$ 6.666,00 5 R$ 4.620,00 R$ 5.780,00 R$ 6.240,00 R$ 6.888,00 6 R$ 4.775,00 R$ 5.975,00 R$ 6.450,00 R$ 7.110,00 7 R$ 4.930,00 R$ 6.170,00 R$ 6.660,00 R$ 7.332,00 8 R$ 5.085,00 R$ 6.365,00 R$ 6.870,00 R$ 7.554,00 9 R$ 5.240,00 R$ 6.560,00 R$ 7.080,00 R$ 7.776,00 10 R$ 5.395,00 R$ 6.755,00 R$ 7.290,00 R$ 8.000,00 ANEXO II 1 R$ 3.200,00 R$ 4.000,00 R$ 4.320,00 R$ 4.800,00 2 R$ 3.353,00 R$ 4.178,00 R$ 4.526,00 R$ 4.981,00 3 R$ 3.506,00 R$ 4.356,00 R$ 4.732,00 R$ 5.162,00 4 R$ 3.659,00 R$ 4.534,00 R$ 4.938,00 R$ 5.343,00 5 R$ 3.812,00 R$ 4.712,00 R$ 5.144,00 R$ 5.524,00 6 R$ 3.965,00 R$ 4.890,00 R$ 5.350,00 R$ 5.705,00 7 R$ 4.118,00 R$ 5.068,00 R$ 5.556,00 R$ 5.886,00 8 R$ 4.271,00 R$ 5.246,00 R$ 5.762,00 R$ 6.067,00 9 R$ 4.424,00 R$ 5.424,00 R$ 5.968,00 R$ 6.248,00 10 R$ 4.577,00 R$ 5.602,00 R$ 6.174,00 R$ 6.400,00 ANEXO III 1 R$ 2.550,00 R$ 3.750,00 R$ 4.050,00 R$ 4.500,00 2 R$ 3.143,00 R$ 3.917,00 R$ 4.244,00 R$ 4.670,00 3 R$ 3.286,00 R$ 4.084,00 R$ 4.438,00 R$ 4.840,00 4 R$ 3.429,00 R$ 4.251,00 R$ 4.632,00 R$ 5.010,00 5 R$ 3.572,00 R$ 4.418,00 R$ 4.826,00 R$ 5.180,00 6 R$ 3.715,00 R$ 4.585,00 R$ 5.020,00 R$ 5.350,00 7 R$ 3.858,00 R$ 4.752,00 R$ 5.214,00 R$ 5.520,00 8 R$ 4.001,00 R$ 4.919,00 R$ 5.408,00 R$ 5.690,00 9 R$ 4.144,00 R$ 5.086,00 R$ 5.602,00 R$ 5.860,00 10 R$ 4.287,00 R$ 5.253,00 R$ 5.796,00 R$ 6.000,00

5 ANEXO IV SIMBOLOGIA DO CARGO ÍNDICE PERCENTUAL DGA-2 30% DGA-3 27% DNS-1 24% DNS-2 21% DAS-4 18% DAS-3 15% DAS-2 12% DAS-1 9% ANEXO V(*Revogado pela Lei Complementar nº 98, de 17 de dezembro de 2001). SIMBOLOGIA DO CARGO ÍNDICE PERCENTUAL Presidente do Órgão de Julgamento de Processos Administrativos Tributários 27% Coordenador de Programa de Administração Fiscal 24% Coordenador de Projetos na Administração Fiscal 18% Presidente da 2ª Instância 18% Coordenador da 1ª Instância 18% Assessor de Correição 18% Assessor de Procedimento Disciplinar 18% Presidente de Entidade Representativa da Classe do Grupo TAF 15% Consultoria Interna 15% Julgador de 2ª Instância 15% Julgador de 1ª Instância 12% Agente de Inspeção Fazendária 12% Gerente de Projetos 12% Membro de Comissão de Inquérito Administrativo 12% Membro de Comissão de Sindicância 9% Instrutor Interno 9% Executor de Atividades Técnico-Tributário vinculado a processamento de dados 9% Líder ou Monitor de Equipes Executora de Projetos 9%

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Secretaria de Estado da Casa Civil

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Secretaria de Estado da Casa Civil GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Secretaria de Estado da Casa Civil LEI Nº 17.691, DE 04 DE JULHO DE 2012. Introduz alterações nas Leis nºs 15.397, de 22 de setembro de 2005, e 16.901, de 26 de janeiro de 2010,

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 519

LEI COMPLEMENTAR Nº 519 LEI COMPLEMENTAR Nº 519 Dispõe sobre a modalidade de remuneração por subsídio para os servidores dos cargos de padrão 01 a 15 do Quadro Permanente do Serviço Civil do Poder Executivo, para os servidores

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 1.217, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013

LEI COMPLEMENTAR Nº 1.217, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013 LEI COMPLEMENTAR Nº 1.217, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013 Altera a Lei Complementar nº 1.111, de 25 de maio de 2010, que institui o Plano de Cargos e Carreiras dos servidores do Tribunal de Justiça do Estado

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL LEI Nº 3.669, DE 15 DE MAIO DE 2009. Aprova tabelas de vencimento e de subsídio dos servidores das categorias funcionais integrantes das carreiras do Plano de Cargos, Empregos

Leia mais

Art. 3º A Carreira dos Profissionais do Serviço de Trânsito é composta por 03 (três) cargos:

Art. 3º A Carreira dos Profissionais do Serviço de Trânsito é composta por 03 (três) cargos: EI N 8.912, DE 27 DE JUNHO DE 2008. Autor: Poder Executivo Reestrutura a Carreira dos Profissionais do Serviço de Trânsito do Estado de Mato Grosso do Departamento Estadual de Trânsito - DETRAN/MT, e dá

Leia mais

BANCO CENTRAL DO BRASIL

BANCO CENTRAL DO BRASIL LEI Nº 8.911 DE 11 DE JULHO DE 1994 Dispõe sobre a remuneração dos cargos em comissão, define critérios de incorporação de vantagens de que trata a Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, no âmbito do

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO PIAUÍ. FAÇO saber que o Poder Legislativo do Estado decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I

O GOVERNADOR DO ESTADO DO PIAUÍ. FAÇO saber que o Poder Legislativo do Estado decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I LEI ORDINÁRIA Nº 5.673 DE 1 DE AGOSTO DE 2007 Dispõe sobre o Plano de Cargos e Salários do Quadro Efetivo de Pessoal do Tribunal de Contas do Estado do Piauí. O GOVERNADOR DO ESTADO DO PIAUÍ FAÇO saber

Leia mais

b) aos demais aplicar-se-á, para fins de cálculo das aposentadorias e pensões, o disposto na Lei n o , de 18 de junho de 2004.

b) aos demais aplicar-se-á, para fins de cálculo das aposentadorias e pensões, o disposto na Lei n o , de 18 de junho de 2004. LEI Nº 12.277, DE 30 DE JUNHO DE 2010. Dispõe sobre a instituição do Adicional por Participação em Missão no Exterior, a remuneração dos cargos de Atividades Técnicas da Fiscalização Federal Agropecuária

Leia mais

...SINPOL...SINPAP...APO...ADEPOL... PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR N. /2016

...SINPOL...SINPAP...APO...ADEPOL... PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR N. /2016 ...SINPOL...SINPAP...APO...ADEPOL... PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR N. /2016 Dispõe sobre a promoção na carreira da Polícia Civil e da outras providencias. O GOVERNADOR DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, faz

Leia mais

Lei Complementar Municipal Nº , de 28 de maio de 2014.

Lei Complementar Municipal Nº , de 28 de maio de 2014. Lei Complementar Municipal Nº. 1.463, de 28 de maio de 2014. Da nova redação a artigos que menciona e dá outras providências. O Povo do Município de Águas Formosas, Estado de Minas Gerais, por seus representantes

Leia mais

MUNICÍPIO DE JUAZEIRO ESTADO DA BAHIA LEI Nº 2.131/2010

MUNICÍPIO DE JUAZEIRO ESTADO DA BAHIA LEI Nº 2.131/2010 Página 1 de 6 LEI Nº 2.131/2010 Estrutura a Gratificação de Produtividade Fiscal atribuída aos titulares dos cargos de Fiscal de Obras, Fiscal de Posturas, Fiscal Sanitário e Fiscal de Transporte do Município

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 634/2010

RESOLUÇÃO Nº 634/2010 Publicação: 19/05/2010 DJE: 18/05/2010 RESOLUÇÃO Nº 634/2010 Regulamenta a concessão do Adicional de Desempenho, ADE, aos servidores efetivos dos Quadros de Pessoal da Secretaria do Tribunal de Justiça

Leia mais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR N. /2016

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR N. /2016 PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR N. /2016 Dispõe sobre a promoção na carreira da Polícia Civil e da outras providencias. O GOVERNADOR DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, faz saber que a Assembléia Legislativa

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO PIAUÍ, Faço saber que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

O GOVERNADOR DO ESTADO DO PIAUÍ, Faço saber que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES LEI Nº 6.201, DE 27 DE MARÇO DE 2012 Dispõe sobre o Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos dos Profissionais de Saúde Pública da Administração direta, autárquica e fundacional do Estado do Piauí e dá

Leia mais

LEI Nº 4.027, DE 20 DE MAIO DE 2011.

LEI Nº 4.027, DE 20 DE MAIO DE 2011. LEI Nº 4.027, DE 20 DE MAIO DE 2011. Aprova as tabelas de vencimento-base e de subsídio dos servidores públicos estaduais, integrantes do Plano de Cargos, Empregos e Carreiras da administração direta,

Leia mais

Câmara Municipal de Santo Amaro publica:

Câmara Municipal de Santo Amaro publica: Câmara Municipal de Santo Amaro 1 Quinta-feira Ano I Nº 344 Câmara Municipal de Santo Amaro publica: Projeto de Lei nº 182/2012 - Dispõe sobre a fixação do subsídio dos Vereadores, Prefeito, Vice-Prefeito

Leia mais

Institui as carreiras do Grupo de Atividades de Saúde do Poder Executivo.

Institui as carreiras do Grupo de Atividades de Saúde do Poder Executivo. Norma: LEI 15462 2005 Data: 13/01/2005 Institui as carreiras do Grupo de Atividades de Saúde do Poder Executivo. O GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS O Povo do Estado de Minas Gerais, por seus representantes,

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE (Do Poder Executivo)

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE (Do Poder Executivo) PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE 2003 (Do Poder Executivo) Modifica os artigos 37, 40, 42, 48, 96, 142 e 149 da Constituição Federal, o artigo 8º da Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro

Leia mais

DECRETO Nº 6.114, DE 15 DE MAIO DE

DECRETO Nº 6.114, DE 15 DE MAIO DE DECRETO Nº 6.114, DE 15 DE MAIO DE 2007. Regulamenta o pagamento da Gratificação por Encargo de Curso ou Concurso de que trata o art. 76-A da Lei n o 8.112, de 11 de dezembro de 1990. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA,

Leia mais

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL 1 CÂMARA LEGSLATA DO DSTRTO FEDERAL Texto atualizado apenas para consulta. LE Nº 5.187, DE 25 DE SETEMBRO DE 2013 (Autoria do Projeto: Poder Executivo) Reestrutura a tabela de vencimentos da carreira Atividades

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 430, DE 1º DE JULHO DE 2010

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 430, DE 1º DE JULHO DE 2010 RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 430, DE 1º DE JULHO DE 2010 Institui o Plano de Cargos, Salários e Carreiras dos servidores da Controladoria Geral do Estado do Rio Grande do Norte, e dá outras

Leia mais

Art. 1º - Aprovar as normas que regulamentam os critérios para Promoção e Progressão na Carreira do Magistério Superior.

Art. 1º - Aprovar as normas que regulamentam os critérios para Promoção e Progressão na Carreira do Magistério Superior. Dispõe sobre Normas e Critérios para Promoção e Progressão na Carreira do Magistério Superior. O Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso de suas atribuições, de acordo com o

Leia mais

LEI N 7.350, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O. 13.12.00.

LEI N 7.350, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O. 13.12.00. LEI N 7.350, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O. 13.12.00. Autor: Poder Executivo Cria a carreira de Gestor Governamental e os respectivos cargos na Administração Pública Estadual e dá outras providências.

Leia mais

IV REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS DO CURSO DE DIREITO DAS FACULDADES INTEGRADAS DE VITÓRIA FDV.

IV REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS DO CURSO DE DIREITO DAS FACULDADES INTEGRADAS DE VITÓRIA FDV. IV REGULAMENTO DAS DO CURSO DE DIREITO DAS FACULDADES INTEGRADAS DE VITÓRIA FDV. Estabelece normas para o funcionamento das Atividades Complementares do sistema seriado do curso de Direito. Alterado pelo

Leia mais

MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI COMPLEMENTAR

MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI COMPLEMENTAR MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Regulamenta o inciso III do 4 do art. 40 da Constituição Federal, que dispõe sobre a concessão de aposentadoria especial ao servidor público titular de cargo efetivo

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR. RESOLVE editar o Regulamento de promoções relativo às Carreiras da Advocacia- Geral da União, nos termos seguintes: CAPÍTULO I

CONSELHO SUPERIOR. RESOLVE editar o Regulamento de promoções relativo às Carreiras da Advocacia- Geral da União, nos termos seguintes: CAPÍTULO I CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO N o 11, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2008 Dispõe sobre o Regulamento de promoções relativas às Carreiras da Advocacia-Geral da União. O CONSELHO SUPERIOR DA ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO,

Leia mais

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1.292, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2001. Publicado no Diário Oficial nº 1120 O Governador do Estado do Tocantins Altera os níveis dos cargos de provimento em comissão de simbologia DAS e CAD, institui

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo LEI Nº 6.814

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo LEI Nº 6.814 Estado do Espírito Santo LEI Nº 6.814 Dispõe sobre o pagamento do Adicional de Insalubridade e de Periculosidade aos servidores do Município de Vitória, e dá outras providências. O Prefeito Municipal de

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 95, DE 4 DE DEZEMBRO DE Publicada no Diário Oficial nº Subseção VI Das Defensorias Públicas do Estado

LEI COMPLEMENTAR Nº 95, DE 4 DE DEZEMBRO DE Publicada no Diário Oficial nº Subseção VI Das Defensorias Públicas do Estado LEI COMPLEMENTAR Nº 95, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2014. Publicada no Diário Oficial nº4.271 O Governador do Estado do Tocantins Cria cargos de Defensor Público do Estado e Reestrutura os Cargos de Provimento

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE SEROPÉDICA, Estado do Rio de Janeiro, faço saber que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou e eu sanciono a seguinte Lei.

O PREFEITO MUNICIPAL DE SEROPÉDICA, Estado do Rio de Janeiro, faço saber que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou e eu sanciono a seguinte Lei. De 14 de dezembro de 2005 LEI N 316/05 Dispõe sobre o Plano de Carreiras e Remuneração dos Profissionais da Educação do Município de Seropédica. O PREFEITO MUNICIPAL DE SEROPÉDICA, Estado do Rio de Janeiro,

Leia mais

LEI Nº , DE 15 DE DEZEMBRO DE 2006

LEI Nº , DE 15 DE DEZEMBRO DE 2006 CÂMARA DOS DEPUTADOS Centro de Documentação e Informação LEI Nº 11.416, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2006 Dispõe sobre as Carreiras dos Servidores do Poder Judiciário da União; revoga as Leis nºs 9.421, de 24

Leia mais

DECRETO Nº , DE 1º DE JUNHO DE 2009 Regulamenta a evolução funcional dos integrantes das carreiras do Quadro de Apoio à Educação, do Quadro dos

DECRETO Nº , DE 1º DE JUNHO DE 2009 Regulamenta a evolução funcional dos integrantes das carreiras do Quadro de Apoio à Educação, do Quadro dos DECRETO Nº 5.48, DE 1º DE JUNHO DE 29 Regulamenta a evolução funcional dos integrantes das carreiras do Quadro de Apoio à Educação, do Quadro dos Profissionais. GILBERTO KASSAB, Prefeito do Município de

Leia mais

LEI Nº , DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015

LEI Nº , DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015 Orçamento do Estado 2016 Governo do Estado de São Paulo LEI Nº 16.083, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015 Orça a Receita e fixa a Despesa do Estado para o exercício de 2016. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO:

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE CONSELHO DIRETOR

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE CONSELHO DIRETOR FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE CONSELHO DIRETOR Resolução n.º 01, de 14 de fevereiro de 2008 A Presidente do Conselho Diretor da Fundação Universidade Federal do Acre, em exercício, no uso das atribuições

Leia mais

Faço saber a todos os habitantes deste Estado que a Assembleia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Faço saber a todos os habitantes deste Estado que a Assembleia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 16.861, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015 Disciplina a admissão de pessoal por prazo determinado no âmbito do Magistério Público Estadual, para atender à necessidade temporária de excepcional interesse

Leia mais

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA PARECER Nº, DE 2003 Redação, para o segundo turno, da Proposta de Emenda à Constituição nº 67, de 2003 (nº 40, de 2003, na Câmara dos Deputados).

Leia mais

TEXTO DOCUMENTO PROJETO DE LEI TÍTULO I. Das Disposições Preliminares

TEXTO DOCUMENTO PROJETO DE LEI TÍTULO I. Das Disposições Preliminares Plano de Carreira TEXTO DOCUMENTO PROJETO DE LEI Consolida o Plano de Carreira e Cargo de Professor Federal e dispõe sobre a reestruturação e unificação das carreiras e cargos do magistério da União, incluídas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS SECRETARIA DOS CONSELHOS SUPERIORES CONSELHO COORDENADOR DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS SECRETARIA DOS CONSELHOS SUPERIORES CONSELHO COORDENADOR DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO NORMAS PARA PROGRESSÃO FUNCIONAL À CLASSE ESPECIAL DA CARREIRA DO MAGISTÉRIO DE 1º E º GRAUS. Regulamenta e normatiza a progressão funcional à Classe Especial da Carreira do magistério de 1º e º Graus

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DELIBERAÇÃO Nº 10/2014 Cria norma para progressão funcional do cargo de professor das categorias Assistente e Adjunto. O CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, no uso da competência que lhe

Leia mais

LC 478/09 (Art.1º) (DO , de 30/12/2010) O art. 3º da Lei Complementar nº 189, de 17 de janeiro de 2000, passa a vigorar com a seguinte redação:

LC 478/09 (Art.1º) (DO , de 30/12/2010) O art. 3º da Lei Complementar nº 189, de 17 de janeiro de 2000, passa a vigorar com a seguinte redação: LEI COMPLEMENTAR Nº 189, de 17 de janeiro de 2000 Procedência Governamental Natureza PC 29/99 DO. 16.334 de 18/01/2000 * Alterada pela LC 442/09; LC 478/09 * Ver LC 534/11, 16.465/14 * ADIn STF nº 2335

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE COLOMBO GABINETE DA PREFEITA LEI Nº 1349/2014

ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE COLOMBO GABINETE DA PREFEITA LEI Nº 1349/2014 ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE COLOMBO GABINETE DA PREFEITA LEI Nº 1349/2014 Dispõe sobre o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos Servidores do Quadro Geral da Administração Direta e Indireta

Leia mais

Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte Lei:

Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI COMPLEMENTAR Nº 31 O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte Lei: TITULO I Das Disposições Preliminares Art. 1º - Fica criada

Leia mais

DECRETO /2016 REGULAMENTAÇÃO DA EVOLUÇÃO FUNCIONAL

DECRETO /2016 REGULAMENTAÇÃO DA EVOLUÇÃO FUNCIONAL DECRETO 56.795/2016 REGULAMENTAÇÃO DA EVOLUÇÃO FUNCIONAL Regulamenta o desenvolvimento dos integrantes do Quadro dos Profissionais Técnicos da Guarda Civil Metropolitana QTG na carreira, por meio da promoção

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº. Art. 1º. A Lei nº 12.066, de 13 de janeiro de 1993, passa a vigorar com as seguintes alterações:

PROJETO DE LEI Nº. Art. 1º. A Lei nº 12.066, de 13 de janeiro de 1993, passa a vigorar com as seguintes alterações: PROJETO DE LEI Nº Altera, revoga e acrescenta dispositivos das Leis nº 12.066, de 13 de janeiro de 1993, que dispõe sobre a estrutura do Grupo Ocupacional do Magistério da Educação Básica MAG e instituiu

Leia mais

JUSTIFICATIVA A MINUTA DE PROJETO DE LEI SOBRE GRATIFICAÇÃO DE PRODUTIVIDADE PREVISTA NA LEI COMPLEMENTAR 078/2011.

JUSTIFICATIVA A MINUTA DE PROJETO DE LEI SOBRE GRATIFICAÇÃO DE PRODUTIVIDADE PREVISTA NA LEI COMPLEMENTAR 078/2011. JUSTIFICATIVA A MINUTA DE PROJETO DE LEI SOBRE GRATIFICAÇÃO DE PRODUTIVIDADE PREVISTA NA LEI COMPLEMENTAR 078/2011. Conforme acordado na última reunião realizada com o Secretário da Fazenda do Estado do

Leia mais

Faço saber que a CÂMARA MUNICIPAL DE BELÉM estatui e eu sanciono a seguinte Lei:

Faço saber que a CÂMARA MUNICIPAL DE BELÉM estatui e eu sanciono a seguinte Lei: Estima a Receita e fixa a Despesa do Município de Belém, para o exercício de 2016. O PREFEITO MUNICIPAL DE BELÉM, Faço saber que a CÂMARA MUNICIPAL DE BELÉM estatui e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º

Leia mais

LEI Nº , DE 23 DE SETEMBRO DE 2015.

LEI Nº , DE 23 DE SETEMBRO DE 2015. LEI Nº 11.922, DE 23 DE SETEMBRO DE 2015. Ficam alterados os arts. 27, 28, 32, 34, 39 e incluídos os arts. 32-A, 32-B, 39-A e o Anexo VI na Lei nº 6.151, de 13 de julho de 1988; alterados os arts. 36,

Leia mais

RESOLUÇÃO 22/ (vinte) horas semanais de trabalho; 40 (quarenta) horas semanais de trabalho;

RESOLUÇÃO 22/ (vinte) horas semanais de trabalho; 40 (quarenta) horas semanais de trabalho; Regulamenta o Regime de Trabalho na UESB, 20(vinte) 40 (quarenta) horas e de Tempo Integral com Dedicação Exclusiva. O Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão CONSEPE, no uso de suas atribuições,

Leia mais

RESOLUÇÃO CONJUNTA N 6419, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2007.

RESOLUÇÃO CONJUNTA N 6419, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2007. RESOLUÇÃO CONJUNTA N 6419, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2007. Dispõe sobre a comprovação da condição de Pequena Empresa nas aquisições públicas do Estado de Minas Gerais, o compartilhamento de informações entre

Leia mais

LEI N 873 / 2008 DE 04 DE ABRIL DE O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE CAMAÇARI, ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições legais,

LEI N 873 / 2008 DE 04 DE ABRIL DE O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE CAMAÇARI, ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições legais, LEI N 873 / 2008 DE 04 DE ABRIL DE 2008 Institui o Plano de Carreira, Cargos e Vencimentos dos Servidores do Magistério Público do Município de Camaçari, e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

PROJETO DE LEI 055/98

PROJETO DE LEI 055/98 PROJETO DE LEI 055/98 Fixa os subsídios do Prefeito, do Vice-Prefeito e dos Secretários Municipais e dá outras providências PREFEITO MUNICIPAL DE FAZENDA VILANOVA, RS, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

DECRETO Nº , DE 8 DE MAIO DE 2006.

DECRETO Nº , DE 8 DE MAIO DE 2006. DECRETO Nº 44.291, DE 8 DE MAIO DE 2006. Dispõe sobre a promoção por escolaridade adicional de que trata o art. 22 da Lei nº 15.293, de 5 de agosto de 2004, para os servidores das carreiras dos Profissionais

Leia mais

LEI Nº 8.460, DE 17 DE SETEMBRO DE 1992. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei:

LEI Nº 8.460, DE 17 DE SETEMBRO DE 1992. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei: LEI Nº 8.460, DE 17 DE SETEMBRO DE 1992. Mensagem de veto Texto compilado Concede antecipação de reajuste de vencimentos e de soldos dos servidores civis e militares do Poder Executivo e dá outras providências.

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSU Nº 002/2014 DE 17 DE FEVEREIRO DE 2014

RESOLUÇÃO CONSU Nº 002/2014 DE 17 DE FEVEREIRO DE 2014 Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia Fundação Centro Universitário Estadual da Zona Oeste RESOLUÇÃO CONSU Nº 002/2014 DE 17 DE FEVEREIRO DE 2014 REFERENDOU A

Leia mais

SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 8 DE NOVEMBRO DE 2011

SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 8 DE NOVEMBRO DE 2011 SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 8 DE NOVEMBRO DE 2011 Dispõe sobre os procedimentos para a aplicação do limite remuneratório de que trata o inciso XI, do art. 37, da Constituição

Leia mais

PREFEITO MUNICIPAL DE ARACATI

PREFEITO MUNICIPAL DE ARACATI LEI N 159/2015. AUTORIZA O PODER EXECUTIVO A CRIAR O COMPONENTE MUNICIPAL DO PROGRAMA DE MELHORIA DO ACESSO E QUALIDADE NA ATENÇÃO BÁSICA PMAQ- AB MUNICIPAL, NA FORMA DE INCENTIVO FINANCEIRO DE DESEMPENHO.

Leia mais

Tribunal de Contas do Estado do Pará

Tribunal de Contas do Estado do Pará RESOLUÇÃO Nº 17.197 (Processo nº 2005/53872-4) Assunto: Consulta formulada pelo Exmº Sr. FRANCISCO BARBOSA DE OLIVEIRA, Procurador Geral de Justiça do Ministério Público do Estado do Pará. EMENTA: I- A

Leia mais

NOVO PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES MÉDICOS DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE

NOVO PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES MÉDICOS DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE NOVO PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES MÉDICOS DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE LEI Nº 10.948, DE 13 DE JULHO DE 2016 (Originária do Projeto de Lei n.º 1.908/2016, da autoria do Executivo) Objetivo da lei

Leia mais

LEI Nº , DE 28 DE DEZEMBRO DE 2012

LEI Nº , DE 28 DE DEZEMBRO DE 2012 CÂMARA DOS DEPUTADOS Centro de Documentação e Informação LEI Nº 12.772, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2012 Dispõe sobre a estruturação do Plano de Carreiras e Cargos de Magistério Federal; sobre a Carreira do Magistério

Leia mais

LEI N , DE 25 DE AGOSTO DE 2008 O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

LEI N , DE 25 DE AGOSTO DE 2008 O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES LEI N. 2.021, DE 25 DE AGOSTO DE 2008 Institui o Plano de Carreira e Remuneração dos profissionais de nível superior ocupantes dos cargos de engenheiro, tecnólogo, arquiteto, geógrafo, geólogo, médico

Leia mais

REVOGADA pela Resolução n , de 23 de novembro de R E S O L U Ç Ã O :

REVOGADA pela Resolução n , de 23 de novembro de R E S O L U Ç Ã O : SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO RESOLUÇÃO N. 1.274, DE 24 DE AGOSTO DE 2009 REVOGADA pela Resolução n. 1.277, de 23 de novembro de 2009. Regulamenta

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO

O GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO LEI Nº 11.200 DE 30/01/1995 (DOPE 31/01/1995) ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO ESTADO NOTA 1: Os cargos em comissão fixados nesta Lei, foram extintos pelo Art. 16 da Lei nº 11.629, de 28 de janeiro de 1999.

Leia mais

Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial

Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial LEI N 991 DE 6 DE MAIO DE 2015. Reajusta os valores constantes dos anexos I a VII da Lei nº 153, de 01 de outubro de 1996, e suas alterações,

Leia mais

LEI Nº 966, DE 06 DE ABRIL DE Publicado no Diário Oficial nº 685. Institui a gratificação que específica e dá outras providências.

LEI Nº 966, DE 06 DE ABRIL DE Publicado no Diário Oficial nº 685. Institui a gratificação que específica e dá outras providências. LEI Nº 966, DE 06 DE ABRIL DE 1998. Publicado no Diário Oficial nº 685 Institui a gratificação que específica e dá outras providências. Faço saber que o Governador do Estado do Tocantins, adotou a Medida

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 568, DE 31 DE DEZEMBRO DE DOU DE 03/01/2011

PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 568, DE 31 DE DEZEMBRO DE DOU DE 03/01/2011 PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 568, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2010 - DOU DE 03/01/2011 Dispõe sobre o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS e dos demais valores

Leia mais

Artigo 1º - O inciso II do artigo 6º e o caput do artigo 50, ambos da Lei Municipal 1468/2011, passam a vigorar com as seguintes alterações:

Artigo 1º - O inciso II do artigo 6º e o caput do artigo 50, ambos da Lei Municipal 1468/2011, passam a vigorar com as seguintes alterações: , de Corumbataí, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal de Corumbataí aprovou e ele sanciona e promulga a seguinte: L E I Nº 1. 4 7 5 de 24 de novembro

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 23.380. Dispõe sobre o Adicional de Qualificação no âmbito da Justiça Eleitoral.

RESOLUÇÃO Nº 23.380. Dispõe sobre o Adicional de Qualificação no âmbito da Justiça Eleitoral. Publicada no DJE/TSE nº 142, de 27/7/2012, p. 9/11 RESOLUÇÃO Nº 23.380 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 19.823 (29839-23.2007.6.00.0000) CLASSE 19 BRASÍLIA DF Relatora: Ministra Cármen Lúcia Interessado: Tribunal

Leia mais

BHTRANS Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte

BHTRANS Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte BHTRANS Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte Evolução na Carreira A forma de evolução na carreira de cada categoria funcional, indicando critérios percentuais, interstícios, teto possível

Leia mais

1) do termo final do período de apuração;

1) do termo final do período de apuração; RESOLUÇÃO NO 2.554, DE 17 DE AGOSTO DE 1994 (MG de 18 e ret. em 25) REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 2.880/97 Trata da atualização monetária dos créditos tributários do Estado, da cobrança de juros de mora,

Leia mais

RELATOR: Francisco Humberto Simões Magro, Atuário MIBA n 494

RELATOR: Francisco Humberto Simões Magro, Atuário MIBA n 494 ASSUNTO: Proposta de inclusão na base de cálculo do benefício previdenciário de parcelas temporárias para os servidores segurados do Sistema Municipal de Previdência Social SIMPS de Coronel Bicaco - RS.

Leia mais

Núcleo de Estudos Alessandro Ferraz Av. São Luís, 86-2º andar República - São Paulo - SP São Paulo - SP - Tel ou

Núcleo de Estudos Alessandro Ferraz Av. São Luís, 86-2º andar República - São Paulo - SP São Paulo - SP - Tel ou ERRATA TRE/MG RETIFICAÇÃO Em relação às Normas Aplicáveis aos Servidores Públicos Federais, os artigos que não constavam na apostila gratuita foram adicionados à mesma, contemplando, assim, todo o conteúdo

Leia mais

PROJETO DE LEI CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

PROJETO DE LEI CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES PROJETO DE LEI Cria a Carreira de Analista Executivo no âmbito do Poder Executivo e dá outras providências. O CONGRESSO NACIONAL decreta: CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 o Fica criada, no

Leia mais

Direito Constitucional TJ/RJ Prof. Carlos Andrade

Direito Constitucional TJ/RJ Prof. Carlos Andrade Direito Constitucional TJ/RJ Prof. Carlos Andrade 19. Segundo a Constituição Federal, os tratados e convenções internacionais sobre direitos humanos que forem aprovados, em cada Casa do Congresso Nacional,

Leia mais

Art. 1º Fica instituído o Corpo Temporário de Inativos da Segurança Pública - CTISP. 1º O Corpo será constituído por:

Art. 1º Fica instituído o Corpo Temporário de Inativos da Segurança Pública - CTISP. 1º O Corpo será constituído por: LEI Nº 13.718, de 02 de março de 2006 Dispõe sobre o Corpo Temporário de Inativos da Segurança Pública no Estado. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA, Faço saber a todos os habitantes deste Estado

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 TÍTULO IV DA ORGANIZAÇÃO DOS PODERES CAPÍTULO IV DAS FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA Seção I Do Ministério Público Art. 127. O Ministério Público é instituição

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 282/20104

PROJETO DE LEI Nº 282/20104 PROJETO DE LEI Nº 282/20104 Concede adicional de periculosidade para o servidor do poder legislativo municipal e dá outras providências. Art. 1 Fica instituído no Poder Legislativo Municipal de Jaboticabal,

Leia mais

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE BARRETOS, ESTADO DE SÃO PAULO: Professor II: (NR) V -...

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE BARRETOS, ESTADO DE SÃO PAULO: Professor II: (NR) V -... LEI COMPLEMENTAR N.º 176, DE 04 DE ABRIL DE 2012. ALTERA E REVOGA DISPOSITIVOS QUE ESPECIFICA DA LEI COMPLEMENTAR N.º 45, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2004, COM ALTERAÇÕES SUBSEQUENTES. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO SOBRE PARTICIPAÇÃO DOS EMPREGADOS NOS LUCROS OU RESULTADOS DOS BANCOS EM 2003.

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO SOBRE PARTICIPAÇÃO DOS EMPREGADOS NOS LUCROS OU RESULTADOS DOS BANCOS EM 2003. Região, Venceslau, Ribeirão Preto, Rio Claro, Santos, São Carlos, São José dos Campos, São A FEDERAÇÃO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS BANCÁRIOS DOS ESTADOS DE SÃO PAULO E MATO GROSSO DO SUL, os SINDICATOS

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Página 1 de 8 Brastra (4376 bytes) Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003 As MESAS da CÂMARA DOS DEPUTADOS e do SENADO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTAL DO PARANÁ GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTAL DO PARANÁ GABINETE DO PREFEITO _ LEI N 1162,12 DE ABRIL DE 2011. SÚMULA: Altera a Lei 653/06 A CÂMARA MUNICIPAL DE PONTAL DO PARANÁ, ESTADO DO PARANÁ, APROVOU E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI: Art. 1. O art. 8 da Lei

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE BARRA MANSA APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE: LEI Nº 2379 DE 26 DE ABRIL DE 1991

A CÂMARA MUNICIPAL DE BARRA MANSA APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE: LEI Nº 2379 DE 26 DE ABRIL DE 1991 A CÂMARA MUNICIPAL DE BARRA MANSA APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE: LEI Nº 2379 DE 26 DE ABRIL DE 1991 Institui o Regime Jurídico Único dos Servidores do Município de Barra Mansa e dá outras providências.

Leia mais

NORMA DE CESSÃO DE EMPREGADOS - NOR 318

NORMA DE CESSÃO DE EMPREGADOS - NOR 318 MANUAL DE GESTÃO DE PESSOAS COD. 300 ASSUNTO: CESSÃO DE EMPREGADOS COD: NOR 318 APROVAÇÃO: Resolução Nº 14/2010, de 08/10/2010 NORMA DE CESSÃO DE EMPREGADOS - NOR 318 1/6 SUMÁRIO 1. FINALIDADE... 02 2.

Leia mais

RESOLUÇÃO TSE /2008* 1

RESOLUÇÃO TSE /2008* 1 RESOLUÇÃO TSE 22.901/2008* 1 * 1 Resolução alterada pelas Resoluções TSE 23.386/2012, 23.477/2016 e 23.497/2016. PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 18.456 CLASSE 19ª BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL. Relator: Ministro

Leia mais

SENADO FEDERAL Consultoria de Orçamentos, Fiscalização e Controle

SENADO FEDERAL Consultoria de Orçamentos, Fiscalização e Controle SENADO FEDERAL Consultoria de Orçamentos, Fiscalização e Controle Nota Técnica sobre Adequação Orçamentária e Financeira Brasília, 30 de dezembro de 2005 Assunto: Subsídios para emissão de parecer quanto

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS Art. 1º - Este Regulamento visa normatizar as Atividades Complementares do Curso de História. Parágrafo único As Atividades Complementares

Leia mais

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Aripuanã

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Aripuanã Lei Complementar n.º 003/99 de 08 de dezembro de 1999 Dispõe sobre o Plano de Cargo, Vencimento e Carreira dos servidores da Prefeitura Municipal de Aripuanã. Dr. AGOSTINHO CARVALHO TELES, Prefeito Municipal

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MONTANHA

PREFEITURA MUNICIPAL DE MONTANHA PREFEITURA MUNICIPAL DE MONTANHA LEI N 436. Dispõe sobre o Plano de Carreira e Vencimentos dos Profissionais do Magistério Público do Município de Montanha - Estado do Espírito Santo. O Prefeito Municipal

Leia mais

Comentários sobre a LEI Nº , DE 28 DE DEZEMBRO DE Na pratica a lei trouxe pouco benefício, exceto os aumentos.

Comentários sobre a LEI Nº , DE 28 DE DEZEMBRO DE Na pratica a lei trouxe pouco benefício, exceto os aumentos. Comentários sobre a LEI Nº 12.772, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2012 Na pratica a lei trouxe pouco benefício, exceto os aumentos. Demais vantagens como Reconhecimento de Saberes e Competências RSC que permite

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº. 01 (DE 08 DE JANEIRO DE 2016)

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº. 01 (DE 08 DE JANEIRO DE 2016) PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº. 01 (DE 08 DE JANEIRO DE 2016) Dispõe sobre o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS e dos demais valores constantes do Regulamento da

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS Mensagem nº 53, de 2011. Canoas, 11 de agosto de 2011. A Sua Excelência o Senhor Vereador César Augusto Ribas Moreira Presidente da Câmara Municipal de Canoas Canoas - RS Senhor Presidente, Vimos respeitosamente

Leia mais

Art. 3º - A estrutura orgânica básica da Prefeitura Municipal de Alvorada do Gurguéia é constituída dos seguintes órgãos:

Art. 3º - A estrutura orgânica básica da Prefeitura Municipal de Alvorada do Gurguéia é constituída dos seguintes órgãos: Lei nº. 0/97, de 04 de janeiro de 1997 Dispõe sobre a Estrutura Orgânica Básica da Prefeitura Municipal de Alvorada do Gurguéia e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE ALVORADA DO GURGUÉIA, ESTADO

Leia mais

Lei 1.333, de 1º de Abril de 2011.

Lei 1.333, de 1º de Abril de 2011. 1.333, de 1º de Abril de 2011. DISPÕE SOBRE A ALTERAÇÃO NA LEI Nº. 1.153/09 DE 06.04.2009, E DÁ OUTRAS PROVIDENCIAS O PREFEITO MUNICIPAL DE JACIARA, ESTADO DE MATO GROSSO, MAX JOEL RUSSI faz saber, que

Leia mais

PORTARIA MPS/MF Nº 333, DE 29 DE JUNHO DE 2010 (DOU )

PORTARIA MPS/MF Nº 333, DE 29 DE JUNHO DE 2010 (DOU ) PORTARIA MPS/MF Nº 333, DE 29 DE JUNHO DE 2010 (DOU 30.06.2010) Dispõe sobre o salário mínimo e o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS e dos demais valores constantes

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº. 119 DE 03 DE DEZEMBRO DE 2010.

LEI COMPLEMENTAR Nº. 119 DE 03 DE DEZEMBRO DE 2010. LEI COMPLEMENTAR Nº. 119 DE 03 DE DEZEMBRO DE 2010. Estabelece e regulamenta a atribuição de adicionais e a concessão de gratificações gerais aos servidores públicos da Administração Direta, Autárquica

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO LEI Nº 1.017,DE 15 DE MAIO DE 1992. Dispõe sobre o Plano de Cargos e Vencimentos dos Funcionários do Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Porto Velho IPAM e dá outras providências.

Leia mais

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I DISPOSIÇÃO PRELIMINAR

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I DISPOSIÇÃO PRELIMINAR LEI 14.695 / 2003 Data: 30/07/2003 Cria a Superintendência de Coordenação da Guarda Penitenciária, a Diretoria de Inteligência Penitenciária e a carreira de Agente de Segurança Penitenciário e dá outras

Leia mais

LEI Nº , DE 4 DE OUTUBRO DE 2007

LEI Nº , DE 4 DE OUTUBRO DE 2007 LEI Nº 11.526, DE 4 DE OUTUBRO DE 2007 Fixa a remuneração dos cargos e funções comissionadas da administração pública federal direta, autárquica e fundacional; revoga dispositivos das Leis nºs 10.470,

Leia mais

Senado Federal Subsecretaria de Informações DECRETO Nº 2.794, DE 1º DE OUTUBRO DE 1998

Senado Federal Subsecretaria de Informações DECRETO Nº 2.794, DE 1º DE OUTUBRO DE 1998 Senado Federal Subsecretaria de Informações DECRETO Nº 2.794, DE 1º DE OUTUBRO DE 1998 Institui a Política Nacional de Capacitação dos Servidores para a Administração Pública Federal direta, autárquica

Leia mais

DECRETO Nº 88, DE 11 DE MAIO DE 2015.

DECRETO Nº 88, DE 11 DE MAIO DE 2015. DECRETO Nº 88, DE 11 DE MAIO DE 2015. M A TO G R O S S O. E STA D O D E T R ANS F O R M A Ç Ã O. Dispõe sobre a contratação por tempo determinado para atender necessidade temporária de excepcional interesse

Leia mais

TIPO DE DOCUMENTO INSTRUÇÃO NORMATIVA LOCALIZADOR. Controlar a concessão de férias dos servidores e empregados públicos da Administração Direta

TIPO DE DOCUMENTO INSTRUÇÃO NORMATIVA LOCALIZADOR. Controlar a concessão de férias dos servidores e empregados públicos da Administração Direta 2/6 MACRO 4.1.3 Em nenhuma hipótese, sob qualquer pretexto, o servidor poderá deixar de gozar férias anuais, obrigatórias, no exercício a que corresponderem, exceto se o prazo previsto no item 4.1.2 for

Leia mais