CHUVA ÁCIDA. - Causas e consequências; - Controlar e corrigir as chuvas ácidas; - Impacto da chuva ácida em alguns. materiais.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CHUVA ÁCIDA. - Causas e consequências; - Controlar e corrigir as chuvas ácidas; - Impacto da chuva ácida em alguns. materiais."

Transcrição

1 CHUVA ÁCIDA - Causas e consequências; - Controlar e corrigir as chuvas ácidas; - Impacto da chuva ácida em alguns materiais.

2 FORMAÇÃO DE CHUVA ÁCIDA A chuva torna-se ácida porque dissolve o dióxido de carbono da atmosfera, dando origem a ácido carbónico:

3 FORMAÇÃO DE CHUVA ÁCIDA A chuva ácida tem acidez maior que a chuva normal - ph 5,6; Os principais agentes poluidores que dão origem à chuva ácida são os óxidos de enxofre e os óxidos de azoto; A dissolução desses gases em água origina a formação de vários ácidos como ácido sulfúrico e ácido nítrico.

4 GASES POLUENTES

5 ÓXIDOS DE AZOTO ÁCIDO NÍTRICO As principais emissões de óxidos de azoto para a atmosfera são causadas pela queima de combustíveis fósseis; O monóxido de azoto, NO, não é muito solúvel em água, mas pode ser oxidado pelo oxigénio do ar, dando origem ao dióxido de azoto, NO 2 : O NO 2 reage com a água, formando ácido nítrico, HNO 3, que é um ácido forte:

6 ÓXIDOS DE ENXOFRE ÁCIDO SULFUROSO E ÁCIDO SULFÚRICO As centrais termoelétricas, as refinarias de petróleo e as fábricas de ácido sulfúrico são os maiores responsáveis pela libertação de dióxido de enxofre; O SO 2 pode combinar-se diretamente com a água e formar o ácido sulfuroso, H 2 SO 3, um ácido que não é forte:

7 ÓXIDOS DE ENXOFRE ÁCIDO SULFUROSO E ÁCIDO SULFÚRICO Na presença de material particulado e aerossóis, o SO2 pode reagir com o oxigénio atmosférico, com a formação de trióxido de enxofre, solúvel em água, dando origem ao ácido sulfúrico, H2SO4.

8 CONSEQUÊNCIAS

9 CONSEQUÊNCIAS - PATRIMÓNIO ARQUITETÓNICO A chuva ácida acelera a erosão natural dos materiais. Nos últimos anos, a chuva ácida tem tido uma ação corrosiva acentuada em muitos monumentos históricos - Acrópole de Atenas o Coliseu de Roma, ou o Mosteiro da Batalha, em Portugal.

10 CONSEQUÊNCIAS MEIO AMBIENTE Os lagos são os ecossistemas mais afetados pelas chuvas ácidas. Nos lagos e nos rios, os organismos vivos começam a morrer quando o valor do ph se torna inferior a 5. A chuva ácida provoca também a destruição da flora e da fauna.

11 CONSEQUÊNCIAS Corrosão de metais; Degradação de materiais de construção; Redução da vida aquática; Fragilização das espécies vegetais; Libertação de iões metálicos a partir das rochas; Modificação do ph do solo; Arrastamento de nutrientes do solo.

12 CONTROLAR E CORRIGIR AS CHUVAS ÁCIDAS 1- Diminuição da formação de chuva ácida É necessário diminuir a quantidade de gases que lhe dão origem; Obtenção de uma maior eficiência (gasto de menos combustível para obter a mesma energia); Purificação dos combustíveis antes de se proceder à sua queima (remoção do enxofre); Investimento em fontes de energia menos poluentes, fontes limpas, como a energia hidroelétrica, a energia eólica e a energia solar;

13 CONTROLAR E CORRIGIR AS CHUVAS ÁCIDAS 1- Diminuição da formação de chuva ácida Recurso à energia nuclear, (acarreta alguns riscos/e problemas de armazenagem e eliminação dos resíduos radioativos); Outras formas de minorar as emissões de poluentes para a atmosfera passam pela educação dos governantes e das populações, no sentido de serem impostos/adotados hábitos que evitem todas as emissões desnecessárias.

14 CONTROLAR E CORRIGIR AS CHUVAS ÁCIDAS 1- Diminuição da formação de chuva ácida As emissões de SO 2 podem ser diminuídas em 90%, juntando calcário durante a combustão do carvão; Esta reação tem como produto o sulfito de cálcio, que reagindo com excesso de oxigénio produz gesso (sulfato de cálcio). CaCO 3(s) + SO 2(g) CaSO 3(s) + CO 2(g) CaSO 3(s) + O 2(g) CaSO 4(s)

15 CONTROLAR E CORRIGIR AS CHUVAS ÁCIDAS 1- Diminuição da formação de chuva ácida Os catalisadores dos automóveis facilitam a reação entre os NO x e o CO, com os hidrocarbonetos, originando compostos não poluentes; NO x + HC + CO H 2 O + CO 2 + N 2

16 CONTROLAR E CORRIGIR AS CHUVAS ÁCIDAS

17 CONTROLAR E CORRIGIR AS CHUVAS ÁCIDAS o Utilização de biodiesel, um combustível derivado de fontes renováveis, como os óleos vegetais; outilização de gasolina sem chumbo e de conversores catalíticos.

18 CONTROLAR E CORRIGIR AS CHUVAS ÁCIDAS 2- Controlar efeitos das chuvas ácidas A chuva ácida pode ser neutralizada após a precipitação, de forma a serem minorados os seus efeitos; Para tal pulverizam-se as superfícies atingidas com cal viva (CaO) ou carbonato de cálcio (CaCO 3 ) em pó - calagem; Estes materiais corretivos vão neutralizar o catião H 3 O + proveniente dos ácidos nítrico e sulfúrico, formando água.

19 CONTROLAR E CORRIGIR AS CHUVAS ÁCIDAS 2- Controlar efeitos das chuvas ácidas Este tratamento tem um efeito benéfico adicional, uma vez que o catião cálcio resultante do processo é um nutriente importante para os solos, lagos e rios; A quantidade de cal viva ou carbonato de cálcio necessários para corrigir a acidez dum lago e atingir um ph adequado depende do grau de acidez e do volume da água contida no lago.

20 INTERPRETAÇÃO QUÍMICA DA AÇÃO CORROSIVA DA CHUVA ÁCIDA 1- Ação dos ácidos sobre os carbonatos O calcário e o mármore são os tipos de pedra que são mais corroídos pela chuva ácida, por terem CaCO 3 ;

21 INTERPRETAÇÃO QUÍMICA DA AÇÃO CORROSIVA DA CHUVA ÁCIDA 1- Ação dos ácidos sobre os carbonatos O carbonato de cálcio é um composto facilmente atacado pelos ácidos, com libertação de CO 2 e formação de um sal de cálcio; CaCO 3(s) + H 2 SO 4(aq) CaSO 4(s) + CO 2(g) + H 2 O (l) O ataque dos carbonatos pelos ácidos é uma reação ácido - base, na qual se forma dióxido de carbono.

22 INTERPRETAÇÃO QUÍMICA DA AÇÃO CORROSIVA DA CHUVA ÁCIDA 2- Ação dos ácidos sobre alguns metais Alguns metais como, o magnésio, o ferro, o zinco e o alumínio, são atacados por ácidos.

23 INTERPRETAÇÃO QUÍMICA DA AÇÃO CORROSIVA DA CHUVA ÁCIDA 2- Ação dos ácidos sobre alguns metais A reação química que representa a reação do ácido sulfúrico com o ferro é: Fe (s) + H 2 SO 4(aq) FeSO 4(aq) + H 2(g) No caso dos metais que reagem com ácidos, os produtos da reação são o hidrogénio e um catião do metal. O ataque de alguns metais pelos ácidos é uma reação de oxidação - redução, na qual se forma hidrogénio gasoso.

Capítulo 5 Chuva Ácida

Capítulo 5 Chuva Ácida Capítulo 5 Chuva Ácida Conceito Chuva ácida forma-se quando óxidos de enxofre e nitrogênio se combinam com o vapor d água da atmosfera gerando os ácidos sulfúrico e nítrico, que podem ser conduzidos pelas

Leia mais

Os óxidos acídicos. Como se forma a chuva ácida? Os efeitos da chuva ácida A actuação face às chuvas ácidas. Os óxidos acidicos

Os óxidos acídicos. Como se forma a chuva ácida? Os efeitos da chuva ácida A actuação face às chuvas ácidas. Os óxidos acidicos Os óxidos acídicos O que é a chuva ácida? Como se forma a chuva ácida? Os efeitos da chuva ácida A actuação face às chuvas ácidas Os óxidos acidicos Os ÓX!Uos acíuícns sae camnosros de oxigénio ;3 (te

Leia mais

Mudanças as Ambientais Globais PROPRIEDADE REGISTRADA

Mudanças as Ambientais Globais PROPRIEDADE REGISTRADA Mudanças as Ambientais Globais PROPRIEDADE REGISTRADA O que é a Camada de Ozônio? A camada de Ozônio É uma camada formada pelo composto O 3 (gás s ozônio) na partes altas da atmosfera. Após s sua formação

Leia mais

Qui. Allan Rodrigues Xandão (Gabriel Pereira)

Qui. Allan Rodrigues Xandão (Gabriel Pereira) Semana 15 Allan Rodrigues Xandão (Gabriel Pereira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. 23

Leia mais

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 30 ESTEQUIOMETRIA: REAÇÕES CONSECUTIVAS

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 30 ESTEQUIOMETRIA: REAÇÕES CONSECUTIVAS QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 30 ESTEQUIOMETRIA: REAÇÕES CONSECUTIVAS Como pode cair no enem Um dos efeitos da chamada chuva ácida causada pelo SO 2(g) lançado na atmosfera, é a transformação do mármore, CaCO

Leia mais

Subprojeto Pibid-Química Bolsista: Fernanda de Souza Soares Supervisora: Denise Gutman Coordenadora: Maria de Fátima Gomes Ano: 2 do Ensino Médio

Subprojeto Pibid-Química Bolsista: Fernanda de Souza Soares Supervisora: Denise Gutman Coordenadora: Maria de Fátima Gomes Ano: 2 do Ensino Médio Subprojeto Pibid-Química Bolsista: Fernanda de Souza Soares Supervisora: Denise Gutman Coordenadora: Maria de Fátima Gomes Ano: 2 do Ensino Médio Tema: Química e Ambiente Tema em foco: Chuva ácida As reações

Leia mais

QUÍMICA PROFº JAISON MATTEI

QUÍMICA PROFº JAISON MATTEI QUÍMICA PROFº JAISON MATTEI 1. A água da chuva é naturalmente ácida devido à presença do gás carbônico encontrado na atmosfera. Esse efeito pode ser agravado com a emissão de gases contendo enxofre, sendo

Leia mais

QUÍMICA. Energias Químicas no Cotidiano. Chuva Ácida e Efeito Estufa Parte 1. Prof a. Giselle Blois

QUÍMICA. Energias Químicas no Cotidiano. Chuva Ácida e Efeito Estufa Parte 1. Prof a. Giselle Blois QUÍMICA Energias Químicas no Cotidiano Chuva Ácida e Efeito Estufa Parte 1 Prof a. Giselle Blois CHUVA ÁCIDA Chuva Ácida e Efeito Estufa A chuva ácida é um dos grandes problemas ambientais da atualidade.

Leia mais

Atividade prática: Chuva ácida Parte 1

Atividade prática: Chuva ácida Parte 1 Atividade prática: Chuva ácida Parte 1 Sugestão de atividade para 1º ano do Ensino Médio Objetivo Vivenciar a reação de queima do enxofre em pó, bem como realizar alguns testes simples para a determinação

Leia mais

QUÍMICA 12.º ANO UNIDADE 2 COMBUSTÍVEIS, ENERGIA E AMBIENTE 12.º A

QUÍMICA 12.º ANO UNIDADE 2 COMBUSTÍVEIS, ENERGIA E AMBIENTE 12.º A QUÍMICA 12.º ANO UNIDADE 2 COMBUSTÍVEIS, ENERGIA E AMBIENTE 12.º A 30 de Março de 2011 2 Problemas ecológicos Poluição das águas do mar 3 Derrames de crude que têm origem em acidentes com petroleiros,

Leia mais

PROFº. SÉRGIO RICARDO CHUVA ÁCIDA

PROFº. SÉRGIO RICARDO CHUVA ÁCIDA PROFº. SÉRGIO RICARDO CHUVA ÁCIDA A Chuva Ácida A medida da acidez da chuva é feita na escala de ph: quanto menor o ph, maior a sua acidez. O ph é igual a sete (7) para material neutro. Veja abaixo, alguns

Leia mais

1ª Série do Ensino Médio

1ª Série do Ensino Médio 1ª Série do Ensino Médio 16. Considere as equações abaixo: I. H 2 + Cl 2 2 HCl II. Zn + H 2 SO 4 ZnSO 4 + H 2 III. HNO 3 + KOH KNO 3 + H 2 O IV. KClO 3 KCl + O 2 As quatro equações representam, nesta ordem,

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE QUÍMICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA PROVA DE SELEÇÃO/2010 DO CURSO DE MESTRADO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE QUÍMICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA PROVA DE SELEÇÃO/2010 DO CURSO DE MESTRADO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE QUÍMICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA PROVA DE SELEÇÃO/2010 DO CURSO DE MESTRADO 13/11/2009 PROVA ESCRITA Nome do candidato: Assinatura do candidato:

Leia mais

CHUVA ÁCIDA. Castelo (construido em 1702) em Westphalia, Alemanha

CHUVA ÁCIDA. Castelo (construido em 1702) em Westphalia, Alemanha CHUVA ÁCIDA 1970 1908 1968 Castelo (construido em 1702) em Westphalia, Alemanha 1983 Fotografia de uma floresta alemã tirada em 1970 e depois em 1983, após a ação da chuva ácida na região. Em 1989 cientistas

Leia mais

Ácido nítrico concentrado: R: 8-35; S: Ácido sulfúrico concentrado: R: ; S: /37/ Realizar na hotte. Usar luvas.

Ácido nítrico concentrado: R: 8-35; S: Ácido sulfúrico concentrado: R: ; S: /37/ Realizar na hotte. Usar luvas. REALIZAÇÃO EXPERIMENTAL Objectivos Verificar e interpretar a ocorrência de reacções químicas de ácido-base. Verificar e interpretar a ocorrência de reacções químicas de oxidação-redução. Interpretar as

Leia mais

O aluno deverá elaborar resumos teóricos dos textos do livro e de outras fontes sobre os tópicos do conteúdo.

O aluno deverá elaborar resumos teóricos dos textos do livro e de outras fontes sobre os tópicos do conteúdo. Disciplina QUÍMICA Curso ENSINO MÉDIO Professor GUILHERME Série 1ª SÉRIE ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO 3º BIMESTRE /2011 Aluno (a): Número: 1 - Conteúdo: Funções inorgânicas - fórmulas, nomenclatura

Leia mais

QUÍMICA GERAL. Substâncias e Funções Inorgânicas. Óxidos

QUÍMICA GERAL. Substâncias e Funções Inorgânicas. Óxidos QUÍMICA GERAL Substâncias e Funções Inorgânicas Óxidos Índice Introdução Os óxidos são substâncias presentes no nosso dia-adia. Um bom exemplo de óxido é o gás carbônico, expelido na respiração, principal

Leia mais

Atividade complementar de Química. Transformação química das substâncias. Atenção

Atividade complementar de Química. Transformação química das substâncias. Atenção Atividade complementar de Química Transformação química das substâncias Educação de Jovens e Adultos Nas transformações químicas, também conhecida como reação química, as substâncias são transformadas

Leia mais

SISTEMAS DA TERRA. Os sistemas da Terra são: Biosfera Atmosfera Litosfera Hidrosfera ATMOS- FERA LITOSFERA BIOSFERA HIDROS- FERA

SISTEMAS DA TERRA. Os sistemas da Terra são: Biosfera Atmosfera Litosfera Hidrosfera ATMOS- FERA LITOSFERA BIOSFERA HIDROS- FERA DESAFIOS AMBIENTAIS SISTEMAS DA TERRA Os sistemas da Terra são: Biosfera Atmosfera Litosfera Hidrosfera HIDROS- FERA ATMOS- FERA LITOSFERA BIOSFERA ATMOSFERA Funções A atmosfera: Filtra e absorve radiações

Leia mais

QUÍMICA. Geral Funções Inorgânicas (IV)

QUÍMICA. Geral Funções Inorgânicas (IV) QUÍMICA Geral Funções Inorgânicas (IV) Óxidos Óxido é todo composto binário oxigenado, no qual o oxigênio é o elemento mais eletronegativo. F ; O ; N ; Cl ; Br ; I ; S ; C ;... eletronegatividade decrescente

Leia mais

COMPOSTOS INORGÂNICOS Profº Jaison Mattei

COMPOSTOS INORGÂNICOS Profº Jaison Mattei COMPOSTOS INORGÂNICOS Profº Jaison Mattei Ácidos (teoria de Arrhenius) Ácidos são substâncias moleculares que, ao serem dissolvidas em água se dissociam, originando o íon hidrônio (H 3 O + ). Exemplos:

Leia mais

Exercícios de Funções Inorgânicas 2

Exercícios de Funções Inorgânicas 2 Exercícios de Funções Inorgânicas 2 Material de apoio do Extensivo 1. A contaminação do leite com substâncias químicas nocivas à saúde, infelizmente, ainda é notícia na mídia. Uma das substâncias encontradas

Leia mais

Conceito: Química Inorgânica: óxidos; reações químicas; indicadores ácido-base;

Conceito: Química Inorgânica: óxidos; reações químicas; indicadores ácido-base; Título do Experimento: Reproduzindo a Chuva ácida. Ref. Conceito: Química Inorgânica: óxidos; reações químicas; indicadores ácido-base; Materiais: - 1 recipiente de vidro transparente com tampa (potes

Leia mais

Atividade prática: Chuva ácida Parte 2

Atividade prática: Chuva ácida Parte 2 Atividade prática: Chuva ácida Parte 2 Sugestão de atividade para 1º ano do Ensino Médio Objetivo Vivenciar a reação de queima do enxofre em pó, bem como realizar alguns testes simples para a determinação

Leia mais

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA QUÍMICA. Unidade III. Ligações químicas e funções inorgânicas.

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA QUÍMICA. Unidade III. Ligações químicas e funções inorgânicas. Unidade III Ligações químicas e funções inorgânicas. 2 Aula 11.2 Conteúdo: Função Inorgânica: sais e óxidos. 3 Habilidades: Compreender os códigos e símbolos próprios da Química atual. 4 REVISÃO 5 Xampu

Leia mais

3ª Série / Vestibular. As equações (I) e (II), acima, representam reações que podem ocorrer na formação do H 2SO 4. É correto afirmar que, na reação:

3ª Série / Vestibular. As equações (I) e (II), acima, representam reações que podem ocorrer na formação do H 2SO 4. É correto afirmar que, na reação: 3ª Série / Vestibular 01. I _ 2SO 2(g) + O 2(g) 2SO 3(g) II _ SO 3(g) + H 2O(l) H 2SO 4(ag) As equações (I) e (II), acima, representam reações que podem ocorrer na formação do H 2SO 4. É correto afirmar

Leia mais

1ª Série Ensino Médio. 16. O sistema a seguir mostra a ocorrência de reação química entre um ácido e um metal, com liberação do gás X:

1ª Série Ensino Médio. 16. O sistema a seguir mostra a ocorrência de reação química entre um ácido e um metal, com liberação do gás X: 1ª Série Ensino Médio 16. O sistema a seguir mostra a ocorrência de reação química entre um ácido e um metal, com liberação do gás X: O gás X, liberado neste sistema, é o: (A) O 2 ; (B) Cl 2 ; (C) O 3

Leia mais

Cálculos envolvendo reações

Cálculos envolvendo reações Cálculos envolvendo reações Cálculo Estequiométrico Estuda as relações que ocorrem entre as quantidades de substâncias que participam de uma transformação química No cálculo estequiométrico são comparados

Leia mais

Cálculos envolvendo reações

Cálculos envolvendo reações Cálculos envolvendo reações Cálculo Estequiométrico Estuda as relações que ocorrem entre as quantidades de substâncias que participam de uma transformação química No cálculo estequiométrico são comparados

Leia mais

Ficha Informativa n.º 2 Tipos de Reações Químicas

Ficha Informativa n.º 2 Tipos de Reações Químicas FÍSICO-QUÍMICA 8º ANO DE ESCOLARIDADE Ficha Informativa n.º 2 Tipos de Reações Químicas Nome: Data: / /20 INTRODUÇÃO TEÓRICA Reações Químicas Nas reações químicas, uma ou várias substâncias iniciais (reagentes)

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 6.º Teste sumativo de FQA 26. Abril Versão 1 11.º Ano Turmas A e B

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 6.º Teste sumativo de FQA 26. Abril Versão 1 11.º Ano Turmas A e B ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 6.º Teste sumativo de FQA 26. Abril. 2016 Versão 1 11.º Ano Turmas A e B Duração da prova: 90 minutos. Este teste é constituído por 8 páginas e termina na palavra FIM Nome:

Leia mais

MINERAIS HIDROGEOLÓGICOS ENERGÉTICOS. de acordo com a finalidade

MINERAIS HIDROGEOLÓGICOS ENERGÉTICOS. de acordo com a finalidade Materiais (sólidos, líquidos ou gasosos), ou suas propriedades (calor interno da Terra ou radioatividade), provenientes da Terra e que o Homem pode utilizar em seu benefício. de acordo com a finalidade

Leia mais

12 GAB. 1 1 o DIA PASES 2 a ETAPA TRIÊNIO QUÍMICA QUESTÕES DE 21 A 30

12 GAB. 1 1 o DIA PASES 2 a ETAPA TRIÊNIO QUÍMICA QUESTÕES DE 21 A 30 12 GAB. 1 1 o DIA PASES 2 a ETAPA TRIÊNIO 2004-2006 QUÍMICA QUESTÕES DE 21 A 30 21. Os solos brasileiros são na sua maioria ácidos, de modo que para cultiválos muitas vezes é necessária a aplicação de

Leia mais

GOIÂNIA, / / SÉRIE: 1 Ano. ALUNO(a): Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

GOIÂNIA, / / SÉRIE: 1 Ano. ALUNO(a): Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR:Taynara Oliveira DISCIPLINA: Química SÉRIE: 1 Ano ALUNO(a): Data entrega: / /2016 No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes

Leia mais

Tipos de Reações Químicas

Tipos de Reações Químicas Tipos de Reações Químicas 8.º ano Ciências Físico-Químicas Unidade 1.2 Tipos de Reações Químicas Que tipos de reações químicas podemos distinguir? Existem várias formas diferentes de classificar as reações

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS - ESTEQUIOMETRIA

LISTA DE EXERCÍCIOS - ESTEQUIOMETRIA LISTA DE EXERCÍCIOS - ESTEQUIOMETRIA Prof. Geraldo Alexandre Jr. 1. Três combustíveis automotivos oficialmente usados no Brasil são GNV (CH 4 ), etanol (CH 3 CH 2 OH) e gasolina (C 8 H 18 ). Dentro dos

Leia mais

Unidade 4 Perturbações no equilíbrio dos ecossistemas. Planeta Terra 8.º ano

Unidade 4 Perturbações no equilíbrio dos ecossistemas. Planeta Terra 8.º ano Unidade 4 Perturbações no equilíbrio dos ecossistemas Quais são as causas das perturbações dos ecossistemas? Causas naturais Causas humanas Quais são as fontes de alteração da atmosfera? A atmosfera é

Leia mais

AMBIENTE E SOCIEDADE

AMBIENTE E SOCIEDADE AMBIENTE E SOCIEDADE Problemas associados à poluição atmosférica Aumento do efeito de estufa devido às actividades humanas (transportes, indústria e produção de energia) que diariamente libertam para a

Leia mais

ATENÇÃO: assinale ou apresente cuidadosamente as respostas e apresente TODOS os cálculos efectuados.

ATENÇÃO: assinale ou apresente cuidadosamente as respostas e apresente TODOS os cálculos efectuados. Prova de Acesso de Química Maiores de 23 Anos Candidatura 2015-2016 / Candidatos oriundos de outros sistemas de ensino 2015/2016 15 de Junho de 2016 10h00 12h30 ATENÇÃO: assinale ou apresente cuidadosamente

Leia mais

A nomenclatura dos sais é feita escrevendo-se o nome do ânion, a palavra de e o nome do cátion: (nome do ânion) de (nome do cátion)

A nomenclatura dos sais é feita escrevendo-se o nome do ânion, a palavra de e o nome do cátion: (nome do ânion) de (nome do cátion) QUÍMICA GERAL - AULA 6 - SAIS E ÓXIDOS DATA: 18/09/2015 PROF. ANA - SAIS NEUTRALIZAÇÃO TOTAL Quando misturamos uma solução aquosa de HCl e uma solução aquosa de NaOH ocorre uma reação entre os íons H +

Leia mais

Unidade 5 Recursos naturais: utilização e consequências. Planeta Terra 8.º ano

Unidade 5 Recursos naturais: utilização e consequências. Planeta Terra 8.º ano Unidade 5 Recursos naturais: utilização e consequências O que são recursos naturais? Painéis solares. Pesca. Diamantes. Água. Plataforma petrolífera. O que são recursos naturais? Matéria ou energia presentes

Leia mais

Química Orgânica Ambiental

Química Orgânica Ambiental Química Orgânica Ambiental Aula 17 Smog fotoquímico Prof. Dr. Leandro Vinícius Alves Gurgel 1. Introdução A poluição das grandes cidades 300.000 chineses morrem por ano de doenças respiratórias SMOG NO

Leia mais

A radiação terrestre e as concentrações de gases de efeito estufa resultam na intensificação do efeito que naturalmente já se processa na atmosfera

A radiação terrestre e as concentrações de gases de efeito estufa resultam na intensificação do efeito que naturalmente já se processa na atmosfera POLUIÇÃO DO AR A radiação terrestre e as concentrações de gases de efeito estufa resultam na intensificação do efeito que naturalmente já se processa na atmosfera da Terra há bilhões de anos Pela presença

Leia mais

QUÍMICA FUNÇÕES INORGÂNICAS ÓXIDOS. Professor: Rafael Odorico

QUÍMICA FUNÇÕES INORGÂNICAS ÓXIDOS. Professor: Rafael Odorico QUÍMICA FUNÇÕES INORGÂNICAS ÓXIDOS FUNÇÕES QUÍMICAS Algumas substâncias químicas com propriedades semelhantes foram agrupadas em funções químicas. Função Química conjunto de compostos com propriedades

Leia mais

QUÍMICA Exercícios de revisão resolvidos

QUÍMICA Exercícios de revisão resolvidos 9. (ENEM 2013) A produção de aço envolve o aquecimento do minério de ferro, junto com carvão (carbono) e ar atmosférico em uma série de reações de oxirredução. O produto é chamado de ferro-gusa e contém

Leia mais

Atividades de Recuperação Paralela de Química A/B

Atividades de Recuperação Paralela de Química A/B Atividades de Recuperação Paralela de Química A/B 1ª série Ensino Médio 3 Trimestre/2018 SETOR A: Conteúdo para estudos: Livro-texto 2:. Capítulo 12: Determinação de fórmulas químicas Compreender os conceitos

Leia mais

Força relativa de oxidantes e redutores

Força relativa de oxidantes e redutores Força relativa de oxidantes e redutores Os metais comportam-se como redutores nas reações de oxidação-redução e a sua oxidação está associada à sua corrosão. Reação ácido-metal Se colocarmos uma placa

Leia mais

ATENÇÃO: assinale ou apresente cuidadosamente as respostas e apresente TODOS os cálculos efectuados.

ATENÇÃO: assinale ou apresente cuidadosamente as respostas e apresente TODOS os cálculos efectuados. Prova de Acesso de Química Maiores de 23 Anos Candidatura 2014-2015 18 de Junho de 2015 10h00 12h30 Nome CCnº ATENÇÃO: assinale ou apresente cuidadosamente as respostas e apresente TODOS os cálculos efectuados.

Leia mais

QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 20 CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS PARTE 2

QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 20 CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS PARTE 2 QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 20 CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS PARTE 2 Como pode cair no enem Fator de emissão (carbon footprint) é um termo utilizado pra expressar a quantidade de gases que contribuem para o aquecimento

Leia mais

COLÉGIO NOVO ANGLO DE JABOTICABAL (QUÍMICA) PROFESSOR: JOÃO MEDEIROS

COLÉGIO NOVO ANGLO DE JABOTICABAL (QUÍMICA) PROFESSOR: JOÃO MEDEIROS COLÉGIO NOVO ANGLO DE JABOTICABAL (QUÍMICA) ATMOSFERA TERRESTRE: TROPOSFERA PROFESSOR: JOÃO MEDEIROS 2012 Atmosfera terrestre Dividida em 5 camadas: Exosfera Ionosfera Mesosfera Estratosfera Troposfera

Leia mais

... 2) Escreva a fórmula e os nomes dos sete ácidos padrões.

... 2) Escreva a fórmula e os nomes dos sete ácidos padrões. Lista de Exercícios Ácidos Bases e sais 1) Nas colunas abaixo, associe as fórmulas aos seus nomes: I. H 2 S(aq) ( ) ácido bromídrico II. HCl (aq) ( ) ácido fluorídrico III. HCN(aq) ( ) ácido iodídrico

Leia mais

1. A fermentação é um processo químico complexo do fabrico de vinho no qual a glucose é convertida em etanol e dióxido de carbono:

1. A fermentação é um processo químico complexo do fabrico de vinho no qual a glucose é convertida em etanol e dióxido de carbono: EB: QUÍMICA GERAL/ EQB: QUÍMICA GERAL I Capítulo 4. Reacções químicas II Ficha de exercícios 1. A fermentação é um processo químico complexo do fabrico de vinho no qual a glucose é convertida em etanol

Leia mais

1 - O elemento flúor forma compostos com hidrogênio, carbono, potássio e magnésio, respectivamente. Os compostos covalentes ocorrem com:

1 - O elemento flúor forma compostos com hidrogênio, carbono, potássio e magnésio, respectivamente. Os compostos covalentes ocorrem com: Sem limite para crescer Colégio: Nome: nº Professor(a): Data: / /2013 EXERCÍCIOS QUÍMICA 1ª SÉRIE E.M. Turma: 1 - O elemento flúor forma compostos com hidrogênio, carbono, potássio e magnésio, respectivamente.

Leia mais

METAIS COMO CATALIZADORES METAIS AMBIENTE E VIDA

METAIS COMO CATALIZADORES METAIS AMBIENTE E VIDA METAIS COMO CATALIZADORES METAIS AMBIENTE E VIDA Se somarmos as duas equações, a equação global é O bromo não se consome na reacção, sendo regenerado indefinidamente 2 Decomposição do peróxido de hidrogénio

Leia mais

BIOLOGIA. Ecologia e ciências ambientais. Ciclos biogeoquímicos Parte 1. Professor: Alex Santos

BIOLOGIA. Ecologia e ciências ambientais. Ciclos biogeoquímicos Parte 1. Professor: Alex Santos BIOLOGIA Ecologia e ciências ambientais Parte 1 Professor: Alex Santos Tópicos em abordagem: Parte 1 Introdução a biogeoquímica e ciclo do carbono: I Características gerais dos ciclos biogeoquímicos II

Leia mais

DESEQUILÍBRIOS EM ECOSSISTEMAS

DESEQUILÍBRIOS EM ECOSSISTEMAS 2º EM Biologia Professor João DESEQUILÍBRIOS EM ECOSSISTEMAS POLUIÇÃO Qualquer alteração nas propriedades físicas, químicas ou biológicas de um ecossistema, ocasionada ou não pela ação humana; Pode ser:

Leia mais

Balanceamento de equações

Balanceamento de equações Balanceamento de equações Iniciação à Química II Prof. Edson Nossol Uberlândia, 15/09/2017 Equações químicas Lavoisier: a massa é conservada em uma reação química. Equações químicas: descrições de reações

Leia mais

Funções inorgânicas : Sais e Óxidos

Funções inorgânicas : Sais e Óxidos Funções inorgânicas : Sais e Óxidos Sais Bicarbonato de sódio (NaHCO 3 ) Utilizado em antiácidos Carbonato de cálcio (CaCO 3 ) Encontrado no mármore, no calcário, nas cascas de ovos etc Sulfato de cálcio

Leia mais

Em meio aquoso sofrem dissociação liberando íons na água, o que torna o meio condutor de corrente elétrica.

Em meio aquoso sofrem dissociação liberando íons na água, o que torna o meio condutor de corrente elétrica. Aula 7 Funções Inorgânicas (sais e óxidos) Sal Os sais são compostos que possuem um cátion qualquer (só não pode ser exclusivamente o H +, senão será um ácido) e um ânion qualquer(só não pode ser exclusivamente

Leia mais

Questões do ENEM de Química

Questões do ENEM de Química Questões do ENEM de Química 01. (Enem-MEC) Pelas normas vigentes, o litro de álcool hidratado que abastece os veículos deve ser constituído de 96% de álcool puro e 4% de água (em volume). As densidades

Leia mais

Ao aplicar o operador matemático logaritmo, obtém-se a seguinte expressão: ph= - log [H + ]

Ao aplicar o operador matemático logaritmo, obtém-se a seguinte expressão: ph= - log [H + ] SIMULAR A OCORRÊNCIA DE CHUVAS ÁCIDAS DEVIDA A ÓXIDOS DE ENXOFRE INTRODUÇÃO Um ácido pode ser definido como uma espécie química que doa protões H + numa reacção química. A espécie química que aceita esses

Leia mais

NOX EXERCÍCIOS QUÍMICA PROF- LEONARDO. 01)Quais são os números de oxidação do iodo nas substâncias l 2, Nal, NalO 4 e Al I 3?

NOX EXERCÍCIOS QUÍMICA PROF- LEONARDO. 01)Quais são os números de oxidação do iodo nas substâncias l 2, Nal, NalO 4 e Al I 3? NOX EXERCÍCIOS QUÍMICA PROF- LEONARDO 01)Quais são os números de oxidação do iodo nas substâncias l 2, Nal, NalO 4 e Al I 3? 02. O número de oxidação do manganês no permanganato de potássio (KMnO4) é:

Leia mais

Fluxos de Energia e de Materiais nos Ecossistemas

Fluxos de Energia e de Materiais nos Ecossistemas Fluxos de Energia e de Materiais nos Ecossistemas Uma vez que o fluxo de materiais é um fluxo cíclico nos ecossistemas, é possível analisar estes fluxos usando as técnicas de balanço de materiais: [Taxa

Leia mais

1.1. A partir de 10 mol de ácido nítrico qual é a massa de nitrato de amónio que se obtém?

1.1. A partir de 10 mol de ácido nítrico qual é a massa de nitrato de amónio que se obtém? Escola Secundária de Lagoa Física e Química A 11º Ano Turma A Paula Melo Silva Ficha de Trabalho 5 Cálculos estequiométricos 1. O ácido nítrico é uma das mais importantes substâncias inorgânicas industriais.

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1º EM Química B Natália Av. Dissertativa 19/10/16 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta

Leia mais

Química B Extensivo V. 5

Química B Extensivo V. 5 GABARIT Química B Extensivo V. 5 Exercícios 01) 08) B 0) c) Ca óxido de cálcio d) C dióxido de cloro e) A óxido de alumínio b) HC hipocloroso c) H S sulfídrico d) HI iodídrico e) Mn óxido de manganês IV

Leia mais

As causas da formação de uma chuva ácida podem ser classificadas, do ponto de vista químico, em quatro categorias:

As causas da formação de uma chuva ácida podem ser classificadas, do ponto de vista químico, em quatro categorias: BIOINDICADORES A CHUVA ÁCIDA Os ácidos presentes na atmosfera, diluídos na água das nuvens, precipitam como chuva ácida na superfície da terra. Embora algumas dessas precipitações obedeçam a causas naturais,

Leia mais

PROVA DE QUÍMICA. Tendo em vista as propriedades coligativas dessas soluções, é CORRETO afirmar

PROVA DE QUÍMICA. Tendo em vista as propriedades coligativas dessas soluções, é CORRETO afirmar 17 PROVA DE QUÍMICA Q U E S T Ã O 2 6 Z e X são elementos químicos que apresentam respectivamente 2 e 6 elétrons no nível de valência. A fórmula química resultante da combinação entre átomos dos elementos

Leia mais

QUEIMA DE COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS EMISSÃO DOS GEE ( RETENÇÃO DE CALOR)

QUEIMA DE COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS EMISSÃO DOS GEE ( RETENÇÃO DE CALOR) AQUECIMENTO GLOBAL QUEIMA DE COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS EMISSÃO DOS GEE ( RETENÇÃO DE CALOR) CHINA GRANDE EMISSÃO DO GEE DEZ SINAIS DE ALARME DO AQUECIMENTO GLOBAL AUMENTO DO NÍVEL DOS OCEANOS TUVALU refugiados

Leia mais

Cálculos envolvendo reações

Cálculos envolvendo reações Cálculos envolvendo reações Cálculo Estequiométrico Misturamos reagentes que não estão em proporção estequiométrica Reagente limitante: consumido totalmente Reagente em excesso: sobra certa quantidade

Leia mais

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Recuperação do 4 Bimestre disciplina:química Conteúdo: Diversidade das substâncias: Funções químicas ( Capitulo 7) Lista de exercícios 01. Qual das substâncias abaixo

Leia mais

Reações inorgânicas Atividades 2

Reações inorgânicas Atividades 2 Reações inorgânicas Atividades 2 Introdução Os exercícios propostos abaixo abordam o conteúdo de reações inorgânicas, com os principais tipos dessas reações, dessa vez com os nomes das substâncias, para

Leia mais

29/03/ TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS PROVA 1 GABARITO - prova tipo A

29/03/ TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS PROVA 1 GABARITO - prova tipo A 29/03/2016 - TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS PROVA 1 GABARITO - prova tipo A Texto para as questões 1 a 10: O permanganato de potássio (KMnO 4 ) é um forte agente oxidante. Em laboratório, pode ser empregado para

Leia mais

Funções inorgânicas : óxidos

Funções inorgânicas : óxidos Funções inorgânicas : óxidos Óxidos Água (H 2 O) é o óxido mais importante do planeta. Dióxido de carbono(co 2 ) é utilizado como agente extintor de incêndios Peróxido de hidrogênio (H 2 O 2 ) conhecido

Leia mais

"Bem-vindos ao melhor ano de suas vidas #2018"

Bem-vindos ao melhor ano de suas vidas #2018 65 COLÉGIO SHALOM Ensino Médio 1º ANO Profº: Laryssa Rocha Disciplina: Química Estudante :. No. "Bem-vindos ao melhor ano de suas vidas #2018" 1 - Determine a geometria das seguintes moléculas: TRABALHO

Leia mais

Resumão do Hondinha. Reações químicas. Reações químicas

Resumão do Hondinha. Reações químicas. Reações químicas Resumão do Hondinha Reações químicas Em uma reação química ocorre a transformação de substâncias com determinadas propriedades iniciais (reagentes) em outras com propriedades diferentes (produtos). As

Leia mais

Balanceamento de equações

Balanceamento de equações Balanceamento de equações Química Geral Prof. Edson Nossol Uberlândia, 26/08/2016 Equações químicas Lavoisier: a massa é conservada em uma reação química. Equações químicas: descrições de reações químicas.

Leia mais

Proposta de um jogo didático para ensino de estequiometria que favorece a inclusão de alunos com deficiência visual

Proposta de um jogo didático para ensino de estequiometria que favorece a inclusão de alunos com deficiência visual Proposta de um jogo didático para ensino de estequiometria que favorece a inclusão de alunos com deficiência visual Laianna de Oliveira Silva e Gerson de Souza Mól volume 9, 2014 17 Caro professor, Pensando

Leia mais

INFLUÊNCIA DA POLUIÇÃO VEICULAR NA SAÚDE HUMANA

INFLUÊNCIA DA POLUIÇÃO VEICULAR NA SAÚDE HUMANA IBAMA MMA INFLUÊNCIA DA POLUIÇÃO VEICULAR NA SAÚDE HUMANA CETESB HOMERO CARVALHO MOVIMENTO NOSSA SÃO PAULO ATO PÚBLICO PELA MELHORIA DA QUALIDADE DO DIESEL 12/09/2007 homeroc@cetesbnet.sp.gov.br CENÁRIO

Leia mais

Professora: Raquel Malta Química 3ª série - Ensino Médio QUÍMICA AMBIENTAL

Professora: Raquel Malta Química 3ª série - Ensino Médio QUÍMICA AMBIENTAL Professora: Raquel Malta Química 3ª série - Ensino Médio QUÍMICA AMBIENTAL COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS Combustível: material cuja queima é utilizada para produzir calor, energia ou luz. Características: disponibilidade,

Leia mais

Atividade de Autoavaliação Recuperação 2 os anos Rodrigo ago/09

Atividade de Autoavaliação Recuperação 2 os anos Rodrigo ago/09 Química Atividade de Autoavaliação Recuperação 2 os anos Rodrigo ago/09 Re Resolução 1. O carbeto de cálcio CaC 2 (s) (massa molar = 64 g mol 1 ), também conhecido como carbureto, pode ser obtido aquecendo-se

Leia mais

Especial Resumão ENEM Química

Especial Resumão ENEM Química Especial Resumão ENEM Material de Apoio para Monitoria 1. (ENEM 2004) Em setembro de 1998, cerca de 10.000 toneladas de ácido sulfúrico (H2SO4) foram derramadas pelo navio Bahamas no litoral do Rio Grande

Leia mais

Professora Sikandra Silveira

Professora Sikandra Silveira De que materiais são feitos os objetos da imagem? De onde são retirados? MINERAIS E MINÉRIOS Professora Sikandra Silveira MINERAIS E MINÉRIOS Hematita (minério de ferro): Ferro + Oxigênio Galena (minério

Leia mais

REAÇÕES QUÍMICAS REAGENTES E PRODUTOS DE REAÇÃO

REAÇÕES QUÍMICAS REAGENTES E PRODUTOS DE REAÇÃO REAÇÕES QUÍMICAS Os materiais podem sofrer transformações químicas ou transformações físicas. As transformações químicas são aquelas em que ocorre a formação de novas substâncias com propriedades diferentes

Leia mais

QUEIMA DE COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS EMISSÃO DOS GEE ( RETENÇÃO DE CALOR)

QUEIMA DE COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS EMISSÃO DOS GEE ( RETENÇÃO DE CALOR) AQUECIMENTO GLOBAL QUEIMA DE COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS EMISSÃO DOS GEE ( RETENÇÃO DE CALOR) CHINA GRANDE EMISSÃO DO GEE DEZ SINAIS DE ALARME DO AQUECIMENTO GLOBAL AUMENTO DO NÍVEL DOS OCEANOS TUVALU refugiados

Leia mais

h) óxido de magnésio b) CO

h) óxido de magnésio b) CO Professor: Cassio Pacheco Disciplina: Química III Trimestre 1ºAno ROTEIRO DE ESTUDO PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO 1- Complete a Reação de Neutralização Total: a)naoh + HCl b)hcl + Mg(OH)2 c)ca(oh)2 + HCl

Leia mais

Aulão Pré-ENEM. Química Professora Ívina

Aulão Pré-ENEM. Química Professora Ívina Aulão Pré-ENEM Química Professora Ívina www.reforcoquimico.wordpress.com Cronograma de aula 1) Separação de misturas 2) Poluição atmosférica 3) Reconhecimento de compostos orgânicos 4) Eletroquímica Separação

Leia mais

Funções Químicas: Ácidos, bases, sais e óxidos

Funções Químicas: Ácidos, bases, sais e óxidos Funções Químicas: Ácidos, bases, sais e óxidos Funções Químicas Grupo de substâncias compostas que possuem propriedades químicas semelhantes; As funções químicas são divididas de acordo com a divisão clássica

Leia mais

Precipitação E CHUVA ÁCIDA

Precipitação E CHUVA ÁCIDA Precipitação E CHUVA ÁCIDA Visão Histórica 1881:: cientista Norueguês sugeriu que poluentes emitidos pela Grã-Bretanha e países da Europa estariam precipitando na costa oeste da Noruega; 1950:: países

Leia mais

Atividade complementar. Substâncias e transformações químicas, entendendo os aspectos quantitativos

Atividade complementar. Substâncias e transformações químicas, entendendo os aspectos quantitativos Atividade complementar Substâncias e transformações químicas, entendendo os aspectos quantitativos Esta atividade tem como objetivo complementar e aprofundar os estudos sobre as transformações químicas,

Leia mais

Lista de exercícios Óxidos

Lista de exercícios Óxidos 1. (Fuvest 2013) Observe a imagem, que apresenta uma situação de intensa poluição do ar que danifica veículos, edifícios, monumentos, vegetação e acarreta transtornos ainda maiores para a população. Trata-se

Leia mais

Professor Marcus Ennes. -Estequiometria

Professor Marcus Ennes. -Estequiometria Professor Marcus Ennes -Estequiometria - RELAÇÕES FUNDAMENTAIS RAZÃO E PROPORÇÃO 1) Um formigueiro é composto por 2.000 formigas. Cada formiga consome por dia, 1.500 moléculas de glicose (C 6 H 12 O 6

Leia mais

Aplicação de Lamas de ETAR na Agricultura

Aplicação de Lamas de ETAR na Agricultura Aplicação de Lamas de ETAR na Agricultura As lamas de ETAR após o processo de digestão anaeróbia têm 60% de azoto sob a forma amoniacal e 40% na forma orgânica; Para a lama digerida a taxa de mineralização

Leia mais

Equilíbrios e desequilíbrios QUÍMICA E INDÚSTRIA

Equilíbrios e desequilíbrios QUÍMICA E INDÚSTRIA Equilíbrios e desequilíbrios QUÍMICA E INDÚSTRIA A INDÚSTRIA DO AMONÍACO O objetivo é fabricar um produto a preço tão baixo quanto possível mas respeitando as imposições de segurança e de proteção ambiental.

Leia mais

Reacçõesde APL2; Sistematizar. APL2 Combustão. ívele comburente; Combustão,combust. Corrosãodos metais. Dulce Godinho

Reacçõesde APL2; Sistematizar. APL2 Combustão. ívele comburente; Combustão,combust. Corrosãodos metais. Dulce Godinho ões õesde APL2; Sistematizar APL2 Combustão Combustão,combust ívele comburente; õesde oxidação; Corrosãodos metais. 1 Ex A Observações Reagentes Só dio Oxigénio Só dio só sólido ardeu com uma chama de

Leia mais

Aula 6: Química Atmosférica (Parte 2)

Aula 6: Química Atmosférica (Parte 2) QUI 106 Química Analítica Ambiental (2017/1) Departamento de Química UFJF www.ufjf.br/baccan Aula 6: Química Atmosférica (Parte 2) Principais problemas ambientais; Legislações brasileiras. Estagiária:

Leia mais

Atividades de Estequiometria, Rendimento e Pureza

Atividades de Estequiometria, Rendimento e Pureza DISCIPLINA: Química DATA: 12/04/2017 Atividades de Estequiometria, Rendimento e Pureza 01 A combustão da gasolina e do óleo diesel libera quantidades elevadas de poluentes para a atmosfera. Para minimizar

Leia mais

Meio Ambiente e os Recursos Naturais

Meio Ambiente e os Recursos Naturais Meio Ambiente e os Recursos Naturais 1 Definição de Meio Ambiente Circunvizinhança em que uma organização, uma fazenda, uma casa ou mesmo uma pessoa está inserida. Esta circunvizinhança inclui ar, água,

Leia mais

Principais Problemas Ambientais

Principais Problemas Ambientais Universidade Federal de Juiz de Fora Instituto de Ciências Exatas Departamento de Química Química Ambiental (2017/2) Química Atmosférica (Parte 2) Principais Problemas Ambientais Felipe Dias dos Reis Principais

Leia mais