QUANTO CUSTA PARA AS FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA OBTEREM UMA DIETA SAUDÁVEL NO BRASIL?

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "QUANTO CUSTA PARA AS FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA OBTEREM UMA DIETA SAUDÁVEL NO BRASIL?"

Transcrição

1 XIV Encontro Nacional da Rede de Alimentação e Nutrição do SUS Reunião do Programa Bolsa Família na Saúde QUANTO CUSTA PARA AS FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA OBTEREM UMA DIETA SAUDÁVEL NO BRASIL? Camila Borges Doutora em Nutrição em Saúde Pública FSP/USP Professora Universidade Paulista 2016

2 Revista Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, 31(1): , jan, 2015.

3 Contextualização A qualidade inadequada da dieta praticada por indivíduos pertencentes às classes sociais mais baixas afeta diretamente a saúde desta população (Monteiro, 2007; Drewnowski, 2005); Caracterização do consumo alimentar das famílias de baixa renda no Brasil: Cereais, óleos, gorduras e açúcares, carnes gordas e alimentos industrializados com alta densidade energética; Consumo insuficiente e monótono de hortaliças e frutas (restrito a tomate, alface, banana e laranja); Menor aquisição de diversidade de grupos alimentares (grãos integrais, peixes, leites e derivados de leite desnatados, carnes magras, frutas e hortaliças).

4 Contextualização ESCOLHAS ALIMENTARES INFLUENCIADAS POR FATORES INDIVIDUAIS PROCESSOS COMPLEXOS INFLUENCIADAS POR FATORES COLETIVOS CONHECIMENTO E PERCEPÇÕES SOBRE ALIMENTAÇÃO FATORES SOCIAIS, CULTURAIS E ECONÔMICOS DESTAQUE RENDA E PREÇO DOS ALIMENTOS INFLUENCIA ESPECIALMENTE COMPRA DE GRÃOS INTEGRAIS, FRUTAS E HORTALIÇAS

5 Objetivo Identificar o custo necessário para a obtenção de uma dieta saudável no Brasil e analisar o comprometimento dessa prática no orçamento das famílias.

6 Método DADOS DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS E BEBIDAS, RENDA TOTAL E PREÇO DOS ALIMENTOS FORAM OBTIDOS DA POF DOMICÍLIOS ENTREVISTADOS Renda per capita/mês de R$74,00 ou US$1,00 diário Renda per capita/mês de 1 salário mínimo ou R$415,00 Renda média R$899, tipos de alimentos e bebidas foram encontrados nestes domicílios 1. Cereais, tubérculos, raízes e derivados 2.Feijões 3.Frutas e sucos de frutas naturais 4.Legumes e verduras 5.Leites e derivados 6.Carnes e ovos 7.Óleos, gorduras e sementes oleaginosas 8.Açúcares e doces. Calculou-se: 1. gramas adquiridas 2. preço em reais 3. disponibilidade calórica per capita média dos domicílios Despesa real: valor gasto na obtenção dos 8 grupos de alimentos pelos domicílios. Despesa ideal: valor gasto para atingir as recomendações do Guia Alimentar (2006). Preço médio: expresso em R$/1.000Kcal

7 Resultados A disponibilidade calórica per capita média nos domicílios segundo classe de renda: 957 Kcal para os que recebem até US$1,00 per capita/dia; 1.278Kcal para os que recebem até 1 salário mínimo per capita mensal; kcal para a média de todos os domicílios brasileiros.

8 Resultados Em todas as situações estudadas a aquisição de alimentos (em gramas) ultrapassou a recomendação para os grupos: óleos, gorduras e sementes oleaginosas; açúcares e doces; carnes e ovos, A obtenção foi insuficiente para os grupos: frutas e sucos de frutas; leite e derivados; legumes e verduras A obtenção atingiu ou se aproximou das recomendações para os grupos: cereais, tubérculos, raízes e derivados; feijões

9 Resultados Tabela 1. Participação relativa de cada grupo alimentar sobre as calorias totais provenientes dos alimentos obtidos para consumo dentro dos domicílios brasileiros segundo as recomendações do Guia Alimentar para a População Brasileira e classes de renda. Brasil,

10 Resultados Tabela 2. Preço por 1.000kcal dos oito grupos alimentares recomendados pelo Guia Alimentar para a População Brasileira segundo classes de renda. Brasil, 2008/2009. O preço pago pelos indivíduos que recebem até < US$ 1,00/ per capita É MENOR para todos os grupos de alimentos quando comparado com as demais classes, COM EXCEÇÃO DOS LEGUMES E VERDURAS.

11 Resultados Tabela 3. Valores per capitas das despesas diárias reais e ideais para cada grupo de alimento estudado e a diferença (delta) entre eles, segundo as classes de renda. Brasil, 2008/2009. Aumento 58% nos gastos reais Aumento 39% nos gastos reais Aumento 31% nos gastos reais

12 Resultados Figura 1. Padrão de despesas ATUAIS com os grupos de alimentos estudados, segundo classes de renda. Brasil até US$1,00 R$415,00 R$899,00

13 Resultados Figura 1. Padrão de despesas IDEAIS com os grupos de alimentos estudados, segundo classes de renda. Brasil até US$1,00 R$415,00 R$899,00

14 Resultados Tabela 4. Comprometimento da renda com as despesas reais em alimentação e com as despesas ideais (para atingir as recomendações nutricionais de energia do Guia Alimentar para a População Brasileira). Brasil, 2008/2009. Alto comprometimento da renda com a despesa real e impossibilidade de adqurir quantidades adequadas de alimentos para a despesa ideal REFLEXÃO SOBRE O ACESSO REGULAR E PERMAMENTE SEM COMPROMETER OUTRAS NECESSIDADES BÁSICAS

15 Discussão Os brasileiros de baixa renda gastam uma significativa parte da sua renda total em alimentos com alta concentração de açúcares e gorduras. A despesa atual com alimentação, se realocada, ainda assim não seria suficiente para compras de frutas, hortaliças, leite e derivados segundo as quantidades recomendadas.

16 Discussão Os achados evidenciam a impossibilidade de execução das recomendações de consumo do Guia Alimentar para a População Brasileira (2006) por parcela significativa da população brasileira (23,3% da população recebia até 1/2 salário mínimo e 27,2% de 1/2 a 1 salário mínimo em 2009 IBGE em 2009.) Na Austrália, os custos para se atingir as recomendações nacionais também são altos e não alcançados pela população de baixa renda. (Friel, 2006)

17 Discussão Reflexão sobre a a importância de conhecer a porcentagem da renda comprometida com a alimentação, sobretudo entre os domicílios de baixa renda. O Canadá monitora as despesas com alimentos e bebidas para criar modelagens econômicas para identificar os reais custos de dietas saudáveis e propor políticas públicas (Ricciuto, 2007).

18 Conclusão Acompanhar as recomendações do Guia Alimentar para a População Brasileira (2006) comprometeria mais do que todo o rendimento dos indivíduos com renda mensal de até R$ 71,4. O que torna esse ato impossível de ser conduzido por esta população. Os brasileiros de menor poder aquisitivo necessitam aumentar suas despesas reais em alimentação para alcançarem uma dieta adequada, baseada nas recomendações nutricionais propostas pelo Guia Alimentar para a População Brasileira, versão 2006

19 Conclusão Os brasileiros de outras camadas sociais também destinam ou comprometem um considerável percentual de sua renda total na compra de alimentos (nem sempre fazendo escolhas saudáveis!!). A quantidade da renda total destinada para a compra de alimentos tem um papel importante na aquisição de alimentos mais saudáveis por grande parte da população brasileira.

20 Considerações Finais Necessidade de se adotar política de redução de preços dos alimentos saudáveis. Criação de impostos mais rigorosos sobre alimentos com baixa qualidade nutricional. Melhorar a distribuição da renda, de forma a melhorar o poder aquisitivo da população. Adotar políticas de incentivo à produção de alimentos locais ou regionais. Realizar orientação dos gastos com alimentos via Educação alimentar e Nutricional;

21 Considerações Finais Em longo prazo, recomenda-se a adoção de programas de monitoramento dos gastos em alimentação que contribuam para a melhor compreensão das barreiras econômicas que levam a hábitos alimentares inadequados comprometendo o Direito Humano a Alimentação Adequada-DHAA.

22 OBRIGADA!!! Camila Borges Telefone:

* Exemplos de Cardápios. Equipe: Divair Doneda, Vanuska Lima, Clevi Rapkiewicz, Júlia Prates

* Exemplos de Cardápios. Equipe: Divair Doneda, Vanuska Lima, Clevi Rapkiewicz, Júlia Prates * Exemplos de Cardápios Equipe: Divair Doneda, Vanuska Lima, Clevi Rapkiewicz, Júlia Prates Café da manhã típico de quatro brasileiros que consomem alimentos in natura ou minimamente processados Repare

Leia mais

Incentivo à Alimentação Saudável. Julho de 2016

Incentivo à Alimentação Saudável. Julho de 2016 Incentivo à Alimentação Saudável Julho de 2016 Como é o hábito alimentar do brasileiro PERFIL ALIMENTAR DO ADULTO Apesar de incluir mais frutas e hortaliças na rotina, os brasileiros consomem doces e refrigerantes

Leia mais

I PLANO ESTADUAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL DE SANTA CATARINA E A ALIMENTAÇÃO ESCOLAR. Patrícia Maria de Oliveira Machado

I PLANO ESTADUAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL DE SANTA CATARINA E A ALIMENTAÇÃO ESCOLAR. Patrícia Maria de Oliveira Machado I PLANO ESTADUAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL DE SANTA CATARINA E A ALIMENTAÇÃO ESCOLAR Patrícia Maria de Oliveira Machado Florianópolis, 2015 Histórico do processo e marcos legais ESTADUAL 2011

Leia mais

Unidade de Cuidados na Comunidade de Castelo Branco. Alimentação Saudável L/O/G/O.

Unidade de Cuidados na Comunidade de Castelo Branco. Alimentação Saudável L/O/G/O. Unidade de Cuidados na Comunidade de Castelo Branco Alimentação Saudável L/O/G/O www.themegallery.com Maio 2014 Sumário: O que é uma Alimentação Saudável; Nova Roda dos Alimentos; Recomendações de uma

Leia mais

Lei8080,19set.1990-Art.3º(BRASIL,1990) A saúde tem como fatores determinantes e condicionantes,

Lei8080,19set.1990-Art.3º(BRASIL,1990) A saúde tem como fatores determinantes e condicionantes, Superintendência de Políticas de Atenção Integral a Saúde Gerência de Vigilância Epidemiológica Coordenação de Doenças Não-Transmissíveis Área de Alimentação e Nutrição HÁBITOS SAUDÁVEIS Marília A. Rezio

Leia mais

Alimentação saudável

Alimentação saudável Alimentação saudável Você mais saudável do que nunca! Quem nunca ouviu falar em antioxidantes e radicais livres? Agora, basta saber quem é o vilão e o herói dessa batalha. Os antioxidantes são substâncias

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS PROGRAMA DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS PROGRAMA DE ENSINO Curso: Nutrição (04) Ano: 2013 Semestre: 2 Período: 2 Disciplina: Composição de Alimentos (Food Composition) Carga Horária Total: 45 Teórica: 45 Atividade Prática: 0 Prática Pedagógica: 0 Aulas Compl.

Leia mais

Chapecó tem aumento de 2,50% em fevereiro no valor do Cesto de produtos básicos

Chapecó tem aumento de 2,50% em fevereiro no valor do Cesto de produtos básicos Publicação mensal do curso de Ciências Econômicas da Universidade Comunitária da Região de Chapecó Ano 20, Nº 2 Fevereiro/2015 Chapecó tem aumento de 2,50% em fevereiro no valor do Cesto de produtos básicos

Leia mais

- Brincadeira de Roda que simboliza o Mestre Mandou como fosse o Papai.

- Brincadeira de Roda que simboliza o Mestre Mandou como fosse o Papai. TURMA: B.2 MÊS: AGOSTO (01/08 até 31/08) PROJETO A NATUREZA / CORES / FORMAS GEOMÉTRICAS (14) DIA DOS PAIS / (22) DIA DO FOLCLORE / (31) DIA DA NUTRIÇÃO Objetivo: - Identificar a vogal A como símbolo gráfico

Leia mais

Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar

Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar Maio de 2014 AGRICULTURA FAMILIAR LEI Nº 11.326, DE 24 DE JULHO DE 2006 Art. 3º considera-se agricultor familiar e empreendedor familiar rural

Leia mais

Dezembro dá trégua na inflação

Dezembro dá trégua na inflação 1 São Paulo, 8 de janeiro de 2013. NOTA À IMPRENSA Dezembro dá trégua na inflação O aumento do custo de vida em dezembro, no município de São Paulo, foi de 0,43%, taxa menor em 0,14 ponto percentual (pp.)

Leia mais

Elaboração de Cardápio

Elaboração de Cardápio FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU UNIDADE ALIANÇA DISCIPLINA: TÉCNICA E DIETÉTICA II PROFESSORA MSC: CARLA CRISTINA CARVALHO FONSECA Elaboração de Cardápio Cardápio é definido como lista de preparação culinária

Leia mais

Cesta básica mais barata em 14 cidades

Cesta básica mais barata em 14 cidades 1 São Paulo, 03 de outubro de 2013 NOTA À IMPRENSA Cesta básica mais barata em 14 cidades Em setembro, 14 das 18 capitais onde o DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos)

Leia mais

Dicas para emagrecer rapido e perder barriga com saúde!

Dicas para emagrecer rapido e perder barriga com saúde! Dicas para emagrecer rapido e perder barriga com saúde! Emagrecer é uma conquista e se for rápido, melhor ainda não acha? Conheça algumas dicas para emagrecer rápido. Se você quer dicas para emagrecer

Leia mais

Nutrição Aplicada à Educação Física. Cálculo da Dieta e Recomendações dietéticas. Ismael F. Freitas Júnior Malena Ricci

Nutrição Aplicada à Educação Física. Cálculo da Dieta e Recomendações dietéticas. Ismael F. Freitas Júnior Malena Ricci Nutrição Aplicada à Educação Física Cálculo da Dieta e Recomendações dietéticas Ismael F. Freitas Júnior Malena Ricci ARROZ 100 gramas CÁLCULO DE DIETA CH 25,1 PT 2,0 Lip 1,2 Consumo 300 gramas 100 gr

Leia mais

ALIMENTAÇÃO E SAÚDE 1 - A RELAÇÃO ENTRE A ALIMENTAÇÃO E SAÚDE

ALIMENTAÇÃO E SAÚDE 1 - A RELAÇÃO ENTRE A ALIMENTAÇÃO E SAÚDE Alimentação e Saúde ALIMENTAÇÃO E SAÚDE 1 - A RELAÇÃO ENTRE A ALIMENTAÇÃO E SAÚDE Todo ser vivo precisa se alimentar para viver. A semente, ao ser plantada, precisa ser adubada e molhada todos os dias

Leia mais

Políticas brasileiras de segurança alimentar e nutricional: compras públicas da agricultura familiar

Políticas brasileiras de segurança alimentar e nutricional: compras públicas da agricultura familiar Políticas brasileiras de segurança alimentar e nutricional: compras públicas da agricultura familiar Tópicos de abordagem Políticas públicas para a agricultura familiar Contexto e criação dos instrumentos

Leia mais

Setembro O IPC no mês de setembro registrou variação positiva de 0,36%.

Setembro O IPC no mês de setembro registrou variação positiva de 0,36%. Setembro 2015 O IPC no mês de setembro registrou variação positiva de 0,36%. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de Salvador apresentou, em agosto, variação positiva de 0,36%, superior à apurada em

Leia mais

Custo de vida não se altera em junho

Custo de vida não se altera em junho 1 São Paulo, 07 de julho de 2014. NOTA À IMPRENSA Custo de vida não se altera em junho O custo de vida no município de São Paulo, em junho, não apresentou variação em relação a maio, segundo cálculo do

Leia mais

Nutrição para a beleza dos cabelos através dos alimentos

Nutrição para a beleza dos cabelos através dos alimentos Beleza não põe mesa, Ou seja, aparência não é tudo. Mas é na mesa que a beleza começa. Ciência da nutrição visa Melhor aparência física e a saúde do paciente; Trata ou ameniza o envelhecimento cutâneo;

Leia mais

A introdução da alimentação infantil

A introdução da alimentação infantil A introdução da alimentação infantil Turma do Giz de Cera O leite materno deve alimentar exclusivamente a criança até o 6 mês de vida, depois disso as necessidades nutricionais são outras e devemos introduzir

Leia mais

O comportamento alimentar e as rejeições e aversões alimentares de estudantes adolescentes de escolas públicas e privadas de Teresina-PI.

O comportamento alimentar e as rejeições e aversões alimentares de estudantes adolescentes de escolas públicas e privadas de Teresina-PI. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO COORDENADORIA GERAL DE PESQUISA Iniciação Científica Voluntária - ICV Campus Universitário Ministro Petrônio

Leia mais

Alimentação na Infância e Adolescência

Alimentação na Infância e Adolescência Alimentação na Infância e Adolescência Nutricionista Ana Helena Spolador Ribeiro Graduada pelo Centro Universitário São Camilo Pós-graduada em Obesidade e Emagrecimento pela Universidade Gama Filho Nutricionista

Leia mais

Nutricionista Carolina Cestari De Paoli Bortoletto_ CRN

Nutricionista Carolina Cestari De Paoli Bortoletto_ CRN Nutricionista Carolina Cestari De Paoli Bortoletto_ CRN4 04101236 AVALIE SUA ALIMENTAÇÃO Este teste é sobre a sua alimentação, isto é, aquilo que você come. Se você tiver alguma dificuldade para responder

Leia mais

ANÁLISE HISTÓRICA E PERSPECTIVAS DA OFERTA E DA DEMANDA DO LEITE DO BRASIL

ANÁLISE HISTÓRICA E PERSPECTIVAS DA OFERTA E DA DEMANDA DO LEITE DO BRASIL ANÁLISE HISTÓRICA E PERSPECTIVAS DA OFERTA E DA DEMANDA DO LEITE DO BRASIL Sebastião Teixeira Gomes 1 1. OFERTA A análise da oferta de leite e derivados do Brasil é realizada em dois módulos: produção

Leia mais

CONSUMO DE PRODUTOS LÁCTEOS E RENDA FAMILIAR DE GESTANTES E NUTRIZES DE FORTALEZA

CONSUMO DE PRODUTOS LÁCTEOS E RENDA FAMILIAR DE GESTANTES E NUTRIZES DE FORTALEZA CONSUMO DE PRODUTOS LÁCTEOS E RENDA FAMILIAR DE GESTANTES E NUTRIZES DE FORTALEZA Maria do Socorro Gomes de Oliveira Nadia Tavares Soares Emanuel Diego dos Santos Penha Marcelo Gurgel Carlos da Silva Universidade

Leia mais

ENTENDENDO O CARDÁPIO. Centro Colaborador de Alimentação e Nutrição do Escolar (CECANE)

ENTENDENDO O CARDÁPIO. Centro Colaborador de Alimentação e Nutrição do Escolar (CECANE) ENTENDENDO O CARDÁPIO Centro Colaborador de Alimentação e Nutrição do Escolar (CECANE) O que é um cardápio? CARDÁPIO DO PNAE É a relação das preparações de alimentos a serem oferecidas em uma refeição.

Leia mais

UNIDADE: 01. Observe as imagens que representam os quatro grupos de alimentos.

UNIDADE: 01. Observe as imagens que representam os quatro grupos de alimentos. SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 07 / 05 / 03 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE CIÊNCIAS 3.º ANO/EF UNIDADE: ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR: 8,0

Leia mais

Baixa renda é mais beneficiada com a queda na taxa do ICV

Baixa renda é mais beneficiada com a queda na taxa do ICV 1 São Paulo, 07 de agosto de 2013. Baixa renda é mais beneficiada com a queda na taxa do ICV NOTA À IMPRENSA Em julho, o custo de vida no município de São Paulo registrou variação de 0,09%, segundo cálculo

Leia mais

Cesta Básica. Boletim Dezembro

Cesta Básica. Boletim Dezembro Cesta Básica Boletim Dezembro - 2011 O custo da cesta básica na cidade de Ilhéus aumentou 1,19%, de R$206,00 em novembro passou para R$208,45 em dezembro (Tabela 1). A elevação de 18,85% no preço da banana

Leia mais

Dieta refere-se aos hábitos alimentares individuais. Cada pessoa tem uma dieta específica. Cada cultura costuma caracterizar-se por dietas

Dieta refere-se aos hábitos alimentares individuais. Cada pessoa tem uma dieta específica. Cada cultura costuma caracterizar-se por dietas Dieta Dieta refere-se aos hábitos alimentares individuais. Cada pessoa tem uma dieta específica. Cada cultura costuma caracterizar-se por dietas particulares. Contudo, popularmente, o emprego da palavra

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR AUDIÊNCIA PÚBLICA Lorena Chaves Nutricionista PNAE/FNDE Obesidade: problema de saúde pública 40% da população brasileira (POF) ESCESSO DE PESO Obesidade infanto-juvenil

Leia mais

Nove capitais têm queda no preço da cesta

Nove capitais têm queda no preço da cesta 1 São Paulo, 04 de setembro de 2009. NOTA À IMPRENSA Nove capitais têm queda no preço da cesta Nove capitais brasileiras seis delas do Nordeste registraram, em agosto, retração no custo da cesta básica,

Leia mais

F E V E R E I R O / 9 3

F E V E R E I R O / 9 3 G O V E R N A D O R D O E S T A D O - G E R A L D O B U L H Õ E S B A R R O S ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE PLANEJAMENTO SEPLAN FUNDAÇÃO INSTITUTO DE PLANEJAMENTO FIPLAN INSTITUTO DE INFORMÁTICA - IFOR

Leia mais

Inflação em São Paulo acumula 10,00% em 12 meses

Inflação em São Paulo acumula 10,00% em 12 meses 1 São Paulo, 7 de agosto de 2015. NOTA À IMPRENSA Inflação em São Paulo acumula 10,00% em 12 meses Em julho, o índice de custo de vida no município de São Paulo aumentou 0,95% em relação a junho, segundo

Leia mais

GUIA DE BOAS PRÁTICAS NUTRICIONAIS Documento de Referência

GUIA DE BOAS PRÁTICAS NUTRICIONAIS Documento de Referência GUIA DE BOAS PRÁTICAS NUTRICIONAIS Documento de Referência Agência Nacional de Vigilância Sanitária Anvisa Introdução As Boas Práticas Nutricionais constituem-se um importante instrumento para a modificação

Leia mais

Visite:

Visite: Visite: http://mensagensdefenocelular.com.br/ Introdução: Um objetivo tão nobre como o de perder a gordura abdominal é antes de tudo, um passo importantíssimo para se conquistar mais saúde e qualidade

Leia mais

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. Dra. Helena Maia Nutricionista

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. Dra. Helena Maia Nutricionista ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Dra. Helena Maia Nutricionista OBJECTIVOS Obesidade: Riscos, prevalências e tipos Nutrição / Nutrientes Roda dos Alimentos Alimentação Mediterrânica IMC Conclusão RISCOS RELACIONADOS

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA. Reconhecer que as atividades físicas regulares trazem benefícios à saúde. Habilidades afins - Interdisciplinaridad

EDUCAÇÃO FÍSICA. Reconhecer que as atividades físicas regulares trazem benefícios à saúde. Habilidades afins - Interdisciplinaridad Reconhecer que as atividades físicas regulares trazem benefícios à saúde. Interdisciplinaridad Ciências: Identificar os componentes do sistema esquelético e muscular; e Conhecer o impacto do tabagismo

Leia mais

Cesta Básica. Boletim Abril

Cesta Básica. Boletim Abril Cesta Básica Boletim Abril - 2012 O custo da cesta básica na cidade de Ilhéus diminuiu 1,46%, de R$204,03 em março passou para R$201,06 em abril (Tabela 1). A redução de 10,61% no preço da banana foi o

Leia mais

Cesta básica sobe em todas as capitais

Cesta básica sobe em todas as capitais 1 São Paulo, 04 de setembro de 2007. NOTA À IMPRENSA Cesta básica sobe em todas as capitais Todas as 16 capitais onde o DIEESE Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos realiza

Leia mais

HÁBITOS ALIMENTARES DOS PORTUGUESES ALTERARAM-SE

HÁBITOS ALIMENTARES DOS PORTUGUESES ALTERARAM-SE As expressões sublinhadas encontram-se explicadas no final do texto HÁBITOS ALIMENTARES DOS PORTUGUESES ALTERARAM-SE Os hábitos alimentares da população portuguesa alteraram-se, tendo o consumo alimentar

Leia mais

Dieta Para Engordar: Como fazer? Receita Simples!

Dieta Para Engordar: Como fazer? Receita Simples! Dieta Para Engordar: Como fazer? Receita Simples! Você está querendo saber como ganhar peso? Siga esta dieta para engordar e conquiste o corpo que deseja! Embora existam centenas de pessoas com sobrepeso

Leia mais

PERFIL NUTRICIONAL PESSOAL

PERFIL NUTRICIONAL PESSOAL PERFIL NUTRICIONAL PESSOAL Nº de Empresário Nome completo: Data: Telefone: e-mail: Data de nascimento: Idade: Sexo: Feminino Consome algum suplemento nutricional? Se sim, quantos? Sim Masculino Não Por

Leia mais

ENTENDENDO O CARDÁPIO. Carolina Chagas Nutricionista CECANE UnB

ENTENDENDO O CARDÁPIO. Carolina Chagas Nutricionista CECANE UnB ENTENDENDO O CARDÁPIO Carolina Chagas Nutricionista CECANE UnB Considerações Preliminares Trajetória da formação graduação em nutrição; Contexto profissional; Inquietações da vivência profissional; Objeto

Leia mais

> as disponibilidades alimentares são agora. > os hábitos alimentares mudaram devido à. > os conhecimentos científicos evoluíram.

> as disponibilidades alimentares são agora. > os hábitos alimentares mudaram devido à. > os conhecimentos científicos evoluíram. A RODA DOS ALIMENTOS VARIAR OS PRAZERES Se não é completamente verdade que as cenouras fazem os olhos bonitos, também não é completamente mentira As cenouras contêm um tipo de (pró)-vitamina que faz muito

Leia mais

Cesta Básica de Manaus apresenta alta pelo 5º mês consecutivo

Cesta Básica de Manaus apresenta alta pelo 5º mês consecutivo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos Escritório Regional do Amazonas Rua Duque de Caxias, 958, sala 17 Praça 14 de Janeiro CEP 69.020.141 Manaus- AM eram@dieese.org.br Manaus,

Leia mais

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão Paulo Bernardo Silva Ministro da Saúde José Gomes Temporão Secretária-Executiva Márcia Bassit Lameiro da Costa

Leia mais

Assunto: posicionamento da Coordenação Geral do Programa de Alimentação Escolar a respeito da aquisição de suco de laranja para a alimentação escolar.

Assunto: posicionamento da Coordenação Geral do Programa de Alimentação Escolar a respeito da aquisição de suco de laranja para a alimentação escolar. Nota Técnica nº 01/2012 CGPAE/DIRAE/FNDE Assunto: posicionamento da Coordenação Geral do Programa de Alimentação Escolar a respeito da aquisição de suco de laranja para a alimentação escolar. A Coordenação

Leia mais

Cesta básica volta a subir na maior parte das capitais

Cesta básica volta a subir na maior parte das capitais 1 São Paulo, 02 de setembro de 2011 Cesta básica volta a subir na maior parte das capitais NOTA À IMPRENSA Ao contrário do que ocorreu em julho, quando 14 cidades registraram queda no preço dos gêneros

Leia mais

Obesidade Infantil. Nutrição & Atenção à Saúde. Grupo: Camila Barbosa, Clarisse Morioka, Laura Azevedo, Letícia Takarabe e Nathália Saffioti.

Obesidade Infantil. Nutrição & Atenção à Saúde. Grupo: Camila Barbosa, Clarisse Morioka, Laura Azevedo, Letícia Takarabe e Nathália Saffioti. Obesidade Infantil Nutrição & Atenção à Saúde Grupo: Camila Barbosa, Clarisse Morioka, Laura Azevedo, Letícia Takarabe e Nathália Saffioti. A Obesidade Infantil O Problema da Obesidade Infantil É uma doença

Leia mais

HÁBITOS ALIMENTARES: INQUÉRITO ALIMENTAR DE ACADÊMICOS DE NUTRIÇÃO DA REGIÃO DO CARIRI

HÁBITOS ALIMENTARES: INQUÉRITO ALIMENTAR DE ACADÊMICOS DE NUTRIÇÃO DA REGIÃO DO CARIRI HÁBITOS ALIMENTARES: INQUÉRITO ALIMENTAR DE ACADÊMICOS DE NUTRIÇÃO DA REGIÃO DO CARIRI Ana Kelly Morais dos Santos kellymoraissantos@hotmail.com Anna Karllota Gomes Estevam annakarllota@hotmail.com Jaqueline

Leia mais

Nove cidades têm alta no preço da cesta

Nove cidades têm alta no preço da cesta 1 São Paulo, 5 de novembro de 2012 Nota à imprensa Nove cidades têm alta no preço da cesta Em outubro, o preço dos gêneros alimentícios essenciais aumentou em nove das 17 capitais onde o DIEESE - Departamento

Leia mais

Índice de Preços ao Consumidor - Brasília IPCA - INPC

Índice de Preços ao Consumidor - Brasília IPCA - INPC Índice de Preços ao Consumidor - Brasília IPCA - INPC Agosto de 2016 1 1 GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL Rodrigo Rollemberg Governador Renato Santana Vice-Governador SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO

Leia mais

CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO

CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO BOLETIM Janeiro 2016 CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO Mês de Referência: 01/2016 Mês de Divulgação: 02/2016 Profa. Dra. Michelle da Silva Borges; Karen Brina Borges de Deus; Luciene Maria Borges

Leia mais

Lúcia Rolim Santana de Freitas, Leila Posenato Garcia, Ana Cláudia Sant Anna, Luís Carlos Garcia de Magalhães, Adriana Pacheco Aurea.

Lúcia Rolim Santana de Freitas, Leila Posenato Garcia, Ana Cláudia Sant Anna, Luís Carlos Garcia de Magalhães, Adriana Pacheco Aurea. Condições de vida das famílias brasileiras e gastos com medicamentos: estudo das desigualdades a partir das Pesquisas de Orçamentos Familiares 2002-2003 e 2008-2009 Eixo: Financiamento dos Sistemas de

Leia mais

NUTRIÇÃO, OBESIDADE E A BOA ALIMENTAÇÃO NAS FASES INICIAIS DA VIDA RESUMO

NUTRIÇÃO, OBESIDADE E A BOA ALIMENTAÇÃO NAS FASES INICIAIS DA VIDA RESUMO NUTRIÇÃO, OBESIDADE E A BOA ALIMENTAÇÃO NAS FASES INICIAIS DA VIDA Ana Paula Scherer de Brum* Mauro Souza** Sabrina Roberta Wagner*** RESUMO A alimentação adequada é imprescindível em qualquer idade, no

Leia mais

Cesta básica mais barata em 10 capitais

Cesta básica mais barata em 10 capitais 1 São Paulo, 04 de julho 2013. NOTA À IMPRENSA Cesta básica mais barata em 10 capitais Pelo segundo mês consecutivo, houve predomínio de retração nos preços dos produtos alimentícios essenciais nas capitais

Leia mais

Orientações para uma vida ativa e saudável através da alimentação

Orientações para uma vida ativa e saudável através da alimentação Orientações para uma vida ativa e saudável através da alimentação Introdução Para ter uma qualidade de vida favorável, com boa saúde e manter-se ativo, além dos cuidados diários com medicações, acompanhamento

Leia mais

ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR DE GOVERNADOR VALADARES (IPC- GV)

ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR DE GOVERNADOR VALADARES (IPC- GV) UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAMPUS DE GOVERNADOR VALADARES DEPARTAMENTO DE ECONOMIA ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR DE GOVERNADOR VALADARES (IPC- GV) EQUIPE TÉCNICA Coordenador Geral Thiago Costa

Leia mais

Boletim Fevereiro

Boletim Fevereiro Boletim Fevereiro - 2016 O custo da cesta básica na cidade de Ilhéus reduziu 2,72%, passando de R$357,40 em janeiro para R$347,67 em fevereiro (Tabela 1). Apenas a banana e o tomate apresentaram redução

Leia mais

Assunto: Restrição da oferta de doces e preparações doces na alimentação escolar.

Assunto: Restrição da oferta de doces e preparações doces na alimentação escolar. Nota Técnica nº 01/2014 COSAN/CGPAE/DIRAE/FNDE Assunto: Restrição da oferta de doces e preparações doces na alimentação escolar. A Coordenação de Segurança Alimentar e Nutricional COSAN do Programa Nacional

Leia mais

Sinais da. Boa Nutrição. Alice Silveira Granado. CRN 3 : 17638 Nutricionista

Sinais da. Boa Nutrição. Alice Silveira Granado. CRN 3 : 17638 Nutricionista ç Sinais da ç Boa Nutrição Alice Silveira Granado CRN 3 : 17638 Nutricionista Crescimento Adequado Funcionamento Regular do Intestino Dentes Fortes e Saudáveis Bom Apetite Boa Imunidade Peso Adequado Pele

Leia mais

Alimentos respondem pela inflação em agosto

Alimentos respondem pela inflação em agosto SÃO PAULO, 02 DE SETEMBRO DE 2004. Alimentos respondem pela inflação em agosto A alta nos preços dos alimentos foi o principal fator para que o Índice do Custo de Vida (ICV), calculado pelo DIEESE - Departamento

Leia mais

A Relação Segurança Alimentar-Energia- Água em Moçambique Ideias a partir da análise de fogões melhorados e irrigação de pequena escala

A Relação Segurança Alimentar-Energia- Água em Moçambique Ideias a partir da análise de fogões melhorados e irrigação de pequena escala A Relação Segurança Alimentar-Energia- Água em Moçambique Ideias a partir da análise de fogões melhorados e irrigação de pequena escala Stefan Meyer 20 de Novembro de 2014 Maputo, Moçambique Resumo I.

Leia mais

Catálogo tabela de preços - Mercado Internacional

Catálogo tabela de preços - Mercado Internacional Catálogo tabela de preços - Mercado Internacional 1 A Drizi é uma marca especializada em alimentação liofilizada, propriedade da empresa Nutridimension. A Nutridimension dedica-se à comercialização de

Leia mais

GUIAS ALIMENTARES. Profa. Mestre Luana Mota Martins

GUIAS ALIMENTARES. Profa. Mestre Luana Mota Martins GUIAS ALIMENTARES Profa. Mestre Luana Mota Martins Orientações dietéticas para o público e se constituem em componentes da política de saúde. Guias Alimentares Expressam a meta em termos de alimentos ou

Leia mais

EXERCÍCIOS DA ATIVIDADE DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

EXERCÍCIOS DA ATIVIDADE DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL EXERCÍCIOS DA ATIVIDADE DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL 1 No texto que você recebeu e estudamos, sugere que uma alimentação saudável e equilibrada de vê ter um pouco de cada um dos nutrientes. Quais nutrientes

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE: Cardápios na Alimentação Escolar

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE: Cardápios na Alimentação Escolar PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE: Cardápios na Alimentação Escolar Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação FNDE Coordenação-Geral do Programa Nacional de Alimentação Escolar CGPAE Coordenação

Leia mais

DOCUMENTO DE REFERÊNCIA PARA GUIAS DE BOAS PRÁTICAS NUTRICIONAIS

DOCUMENTO DE REFERÊNCIA PARA GUIAS DE BOAS PRÁTICAS NUTRICIONAIS DOCUMENTO DE REFERÊNCIA PARA GUIAS DE BOAS PRÁTICAS NUTRICIONAIS 1. Introdução As Boas Práticas Nutricionais constituem-se um importante instrumento para a modificação progressiva da composição nutricional

Leia mais

Good nutrition gives life to your heart

Good nutrition gives life to your heart We are Inês Gonçalves, Inês Rodrigues, Marisa and Raphael. We attend the 8 th grade. In this work we deal with what is the wheel of food, good nutrition, diseases caused by poor diet and poor nutrition.

Leia mais

Marque a opção do tipo de trabalho que está inscrevendo: ( x ) Resumo ( ) Relato de Caso

Marque a opção do tipo de trabalho que está inscrevendo: ( x ) Resumo ( ) Relato de Caso Marque a opção do tipo de trabalho que está inscrevendo: ( x ) Resumo ( ) Relato de Caso Projeto Horta escolar e a gastronomia em uma escola Municipal de Montauri-RS. AUTOR PRINCIPAL: Ana Rita Toffoli

Leia mais

Izabela Alves Gomes Nutricionista UERJ Mestranda em Alimentos e Nutrição - UNIRIO

Izabela Alves Gomes Nutricionista UERJ Mestranda em Alimentos e Nutrição - UNIRIO Izabela Alves Gomes izabela.nut@gmail.com Nutricionista UERJ Mestranda em Alimentos e Nutrição - UNIRIO Rio de Janeiro - 2016 É considerado vegetariano todo aquele que exclui de sua alimentação todos os

Leia mais

Catálogo de produtos 1

Catálogo de produtos 1 Catálogo de produtos 1 A Drizi é uma marca especializada em alimentação liofilizada, propriedade da empresa. A dedica-se à comercialização de produtos alimentares, sendo a qualidade, a variedade, o reduzido

Leia mais

Estimativa do consumo de sódio da população brasileira

Estimativa do consumo de sódio da população brasileira Estimativa do consumo de sódio da população brasileira Rafael Moreira Claro rafael.claro@gmail.com Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde Faculdade de Saúde Pública Universidade de São

Leia mais

CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO

CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO BOLETIM Setembro 2015 CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO Mês de Referência: 09/2015 Mês de Divulgação: 10/2015 Profa. Dra. Michelle da Silva Borges Karen Brina Borges de Deus; Luciene Maria Borges

Leia mais

Veja as dicas de como baixar os triglicérides do sangue Praticar exercícios e parar de fumar já é um bom começo

Veja as dicas de como baixar os triglicérides do sangue Praticar exercícios e parar de fumar já é um bom começo Veja as dicas de como baixar os triglicérides do sangue Praticar exercícios e parar de fumar já é um bom começo Matéria publicada em 07 de Maio de 2014 Receber o diagnóstico de colesterol alto vira alvo

Leia mais

PESQUISA DE ORÇAMENTO FAMILIAR - POF. Prof. Dra. Aline Mota de Barros Marcellini

PESQUISA DE ORÇAMENTO FAMILIAR - POF. Prof. Dra. Aline Mota de Barros Marcellini PESQUISA DE ORÇAMENTO FAMILIAR - POF Prof. Dra. Aline Mota de Barros Marcellini As maiores médias de consumo diário per capita ocorreram para Feijão (182,9 g/ dia), arroz (160,3 g/ dia), carne bovina

Leia mais

Colesterol e triglicerídeos

Colesterol e triglicerídeos Colesterol e triglicerídeos Colesterol e triglicerídeos O organismo precisa do colesterol, tanto que o fabrica. Ele exerce funções importantes como a produção de hormônios sexuais e de vitamina D. Contudo,

Leia mais

Onze capitais registram alta na cesta básica

Onze capitais registram alta na cesta básica 1 São Paulo, 04 de outubro de 2006 NOTA À IMPRENSA Onze capitais registram alta na cesta básica Após três meses com retração no custo dos gêneros essenciais em 14 capitais, em setembro houve predominância

Leia mais

CERIMÔNIA DE RECONHECIMENTO

CERIMÔNIA DE RECONHECIMENTO CERIMÔNIA DE RECONHECIMENTO OBJETIVO DO PROJETO Contribuir para a saúde das crianças e jovens nas escolas do Estado do Rio de Janeiro através da alimentação escolar saudável e da promoção do desenvolvimento

Leia mais

Perfil socioeconômico e nutricional das crianças inscritas no programa de suplementação alimentar do Centro Municipal de Saúde Manoel José Ferreira

Perfil socioeconômico e nutricional das crianças inscritas no programa de suplementação alimentar do Centro Municipal de Saúde Manoel José Ferreira Perfil socioeconômico e nutricional das crianças inscritas no programa de suplementação alimentar do Centro Municipal de Saúde Manoel José Ferreira Juliana Mayo Helena Recht Pombo 1 Sandra M. M. Rodrigues

Leia mais

CARDÁPIO H.1. Quilombola

CARDÁPIO H.1. Quilombola Quilombola GOVERNO ESTADO DO MARANHÃO FLÁVIO DINO FLÁVIO DINO DE CASTRO E COSTA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO ÁUREA REGINA DOS PRAZERES MACHADO SUBSECRETARIA DE SUPORTE AO SISTEMA EDUCACIONAL DALTON

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO CONSUMO DE CARNES E HORTALIÇAS NO MUNICÍPIO DE MOGI DAS CRUZES

CARACTERIZAÇÃO DO CONSUMO DE CARNES E HORTALIÇAS NO MUNICÍPIO DE MOGI DAS CRUZES 1 CARACTERIZAÇÃO DO CONSUMO DE CARNES E HORTALIÇAS NO MUNICÍPIO DE MOGI DAS CRUZES CARLA VIEIRA CARDOSO 1 GISELE DA SILVA ALMEIDA MARIANO 1 OSCAR KENJI TSUCHIDA 1 ROBERTO DE ANDRADE BORDIN 2 RESUMO O presente

Leia mais

Composição de alimentos por 100 gramas Fonte: Tabela nutricional da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas)

Composição de alimentos por 100 gramas Fonte: Tabela nutricional da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) Composição de alimentos por 100 gramas Fonte: Tabela nutricional da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) Cereais e derivados Arroz, integral, cru 12 359 1502 8 2 0 78 5,0 Arroz, tipo 1, cru 13 359

Leia mais

BOLETIM MENSAL Ano 26 No 06 Junho 2010

BOLETIM MENSAL Ano 26 No 06 Junho 2010 BOLETIM MENSAL Ano 26 N o 06 Junho 2010 Apoio: UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE ECONOMIA ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR DE VIÇOSA (IPC-VIÇOSA) Coordenador

Leia mais

Dieta Hipercalórica e Hiperproteica

Dieta Hipercalórica e Hiperproteica Dieta Hipercalórica e Hiperproteica Orientações nutricionais Serviço de Nutrição e Dietética Este manual contou com a colaboração das nutricionistas: Tatiana Maraschin, Claudine Lacerda de Oliveira, Cristina

Leia mais

Prática Clínica Nutrição Esportiva

Prática Clínica Nutrição Esportiva Estratégias nutricionais para perda, manutenção e ganho de peso Profa. Raquel Simões Prática Clínica Nutrição Esportiva Manutenção do peso Saúde Desempenho esportivo Perda de peso (mais comum) Estética

Leia mais

Semana da Alimentação

Semana da Alimentação Agrupamento de Escolas André Soares Bibliotecas Escolares do Agrupamento Projeto de Promoção e Educação para a Saúde PES Semana da Alimentação Alimentação e Saúde Investe em ti Alimentação saudável, o

Leia mais

ÁGUA Porque a água é tão importante para vida: A água é o principal constituinte dos fluidos do corpo humano, que é composto por mais de 60% de água.

ÁGUA Porque a água é tão importante para vida: A água é o principal constituinte dos fluidos do corpo humano, que é composto por mais de 60% de água. Abiogênese ÁGUA Porque a água é tão importante para vida: A água é o principal constituinte dos fluidos do corpo humano, que é composto por mais de 60% de água. É essencial para dissolver e transportar

Leia mais

O macarrão como bom aliado das dietas

O macarrão como bom aliado das dietas O macarrão como bom aliado das dietas Olá seja bem vindo ao ebook da Piccola Italia Bangu! Ficamos orgulhosos com seu interesse em saber mais sobre esse assunto, e esperamos que ele seja de grande valia

Leia mais

Licenciatura em Ciências da Nutrição. Volume II. (Anexos) RELATÓRIO DE ESTÁGIO PROFISSIONALIZANTE. Elaborado por. Maria Sara do Carmo Biscaia Fraga

Licenciatura em Ciências da Nutrição. Volume II. (Anexos) RELATÓRIO DE ESTÁGIO PROFISSIONALIZANTE. Elaborado por. Maria Sara do Carmo Biscaia Fraga Licenciatura em Ciências da Nutrição Volume II (Anexos) RELATÓRIO DE ESTÁGIO PROFISSIONALIZANTE Elaborado por Maria Sara do Carmo Biscaia Fraga Aluno nº 201392623 Orientador Interno: Profª Doutora Ana

Leia mais

EMENTA ERPI. 05 a 11 dezembro dezembro 06 dezembro 07 dezembro 08 dezembro 09 dezembro 10 dezembro 11 dezembro

EMENTA ERPI. 05 a 11 dezembro dezembro 06 dezembro 07 dezembro 08 dezembro 09 dezembro 10 dezembro 11 dezembro EMENTA ERPI 05 a 11 dezembro 2016 Sábado PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL... INICIE SEMPRE A REFEIÇÃODO ALMOÇO E JANTAR COM SOPA DE LEGUMES. Domingo 10 dezembro 11 dezembro Normal Enriquecida de ervilhas

Leia mais

Obesidade: panorama brasileiro

Obesidade: panorama brasileiro Mesa Redonda Publicidade de alimentos dirigida ao público infantil IDEC e Instituto Alana São Paulo, 10 de março de 2009 Obesidade: panorama brasileiro Carlos A. Monteiro carlosam@usp.br Departamento de

Leia mais

Diminui ritmo de reajustes dos preços dos alimentos

Diminui ritmo de reajustes dos preços dos alimentos 1 São Paulo, 06 de junho de 2014. NOTA À IMPRENSA Diminui ritmo de reajustes dos preços dos alimentos Em maio, o custo de vida no município de São Paulo aumentou 0,14%, segundo cálculo do DIEESE Departamento

Leia mais

ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DOS PREÇOS DA CESTA BÁSICA DE SANTA ROSA 1

ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DOS PREÇOS DA CESTA BÁSICA DE SANTA ROSA 1 ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DOS PREÇOS DA CESTA BÁSICA DE SANTA ROSA 1 Gianine Taís Karlinski Santos 2, José Valdemir Muenchen 3, Luciano Zarberlan 4. 1 Trabalho resultante do Projeto de Extensão Apoio ao Desenvolvimento

Leia mais

Dicas para uma alimentação saudável

Dicas para uma alimentação saudável Dicas para uma alimentação saudável NECESSIDADE FISIOLÓGICA ATO DE COMER SOCIABILIZAÇÃO Comida Japonesa PRAZER CULTURAL Alimentação aliada à saúde Hábitos alimentares pouco saudáveis desde a infância,

Leia mais

IPES CESTA BÁSICA CAXIAS DO SUL. Fevereiro de Cesta Básica de Caxias do Sul. Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

IPES CESTA BÁSICA CAXIAS DO SUL. Fevereiro de Cesta Básica de Caxias do Sul. Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Fevereiro 2016 Fevereiro de 2016 UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL REITOR Prof.

Leia mais

Questionário. A prevalência da obesidade nos alunos do 3.º e 4.º ano do 1.º ciclo das escolas do agrupamento D. Carlos I em Sintra

Questionário. A prevalência da obesidade nos alunos do 3.º e 4.º ano do 1.º ciclo das escolas do agrupamento D. Carlos I em Sintra 1 Questionário A prevalência da obesidade nos alunos do.º e 4.º ano do 1.º ciclo das escolas do agrupamento D. Carlos I em Sintra Código escola Código turma Código aluno(a) A1 Sexo Feminino Masculino A

Leia mais

A alimentação e as principais transformações no século XX uma breve revisão

A alimentação e as principais transformações no século XX uma breve revisão A alimentação e as principais transformações no século XX uma breve revisão Iracema Santos Veloso Maria do Carmo S. de Freitas SciELO Books / SciELO Livros / SciELO Libros FREITAS, MCS., FONTES, GAV.,

Leia mais