BIOLOGIA Em garimpos clandestinos no Brasil, diferentes. 02. Com relação a diferentes temas, como poluição e

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BIOLOGIA 2. 01. Em garimpos clandestinos no Brasil, diferentes. 02. Com relação a diferentes temas, como poluição e"

Transcrição

1 BIOLOGIA 01. Em garimpos clandestinos no Brasil, diferentes quantidades de terra são retiradas das áreas exploradas. Para resgatar pequenas partículas de ouro existentes na lama resultante dos processos de peneiramento e lavagem, utiliza-se o mercúrio. De todo o processo poderão advir como conseqüências: 0-0) Degradação e poluição do solo. 1-1) Assoreamento de rios e até inundações. -) Interferência no processo de procriação de certos peixes. 3-3) Lançamento de poluentes na atmosfera. 4-4) Destruição da vegetação. Resposta: VVVVV VERDADEIRAS. Degradação ambiental, incluindo a poluição do solo, e destruição da vegetação são causadas em decorrência da utilização do mercúrio em garimpos. Deposição de areia no fundo de rios (assoreamento) poderá dificultar o fluxo normal das águas e provocar inundações. Interferência na vida de certos peixes, por exemplo dificultando a subida dos mesmos para locais de desova ou para acasalamento. Poluição das águas, devido ao lançamento do mercúrio para a formação de liga com partículas de ouro misturadas à lama, essa resultante do processo de peneiramento e lavagem da terra. Poluição do ar, em decorrência do processo de aquecimento/evaporação do mercúrio, para o resgate do ouro puro. 0. Com relação a diferentes temas, como poluição e preservação da biodiversidade, é correto afirmar que: 0-0) A grande biodiversidade observada em florestas tropicais é importante como fonte de insumos e para a preservação da diversidade genética. 1-1) O homem provoca a acentuação do efeito estufa e do aquecimento global com a crescente liberação de gás carbônico e de óxido nitroso na atmosfera. -) Amostras biológicas coletadas no Brasil são constantemente levadas para outros países e, em contrapartida, tem-se uma importante resposta no desenvolvimento científico de nosso país. 3-3) Na inversão térmica, observa-se a formação de uma camada de ar quente, que se dispõe sobre uma camada de ar frio, esta última carregada de partículas poluentes. 4-4) Entre os efeitos causados pelo desmatamento estão o esgotamento de nutrientes do solo e a redução da biodiversidade. Resposta: VVFVV 0-0) VERDADEIRA. Uma grande biodiversidade reflete um elevado número de espécies, o que está relacionado com a diversidade genética existente no ecossistema considerado. A partir de materiais biológicos, sejam animais, plantas ou microorganismos, é possível extrair substâncias de grande importância, como por exemplo, para a produção de fármacos. 1-1) VERDADEIRA. Como o gás carbônico e o óxido nitroso estão entre os principais componentes que contribuem para o efeito estufa, as atividades humanas que propiciam a liberação dos mesmos, evidentemente, contribuem para a acentuação do efeito estufa e do aquecimento global. -) FALSA. A existência da BIOPIRATARIA é inegável. Pessoas levam, de nossas reservas naturais, amostras de plantas, de animais, de fungos etc, muitas vezes, se não na maioria delas, com interesses nada altruísticos. Esse material, normalmente de elevado valor comercial futuro, é trabalhado em países desenvolvidos, culminando na fabricação de produtos que, posteriormente, são patenteados (sem cerimônia) e vendidos ao país de origem da matéria-prima, a preços, muitas vezes, estratosféricos. 3-3) VERDADEIRA. Na inversão térmica, fenômeno muito comum no inverno em muitas cidades, o ar mais frio e carregado de poluentes fica retido numa espécie de manto de poluição, abaixo de uma camada de ar quente. Esta camada de poluentes fica por mais tempo sobre as cidades, não podendo esses se dispersarem de forma rápida. 4-4) VERDADEIRA. Erosão e lixiviação são efeitos esperados para solos cuja cobertura vegetal é retirada, o que, evidentemente, causa empobrecimento do solo. A retirada de árvores nativas, por vezes até à extinção de espécies, além de outras conseqüências, contribui para a diminuição da biodiversidade. 03. Dois fenótipos de interesse econômico, em milho, são determinados, respectivamente, pelos locos A e B, ambos com dominância completa. Plantas homozigóticas, fenotipicamente (AB), foram cruzadas com plantas de fenótipo (ab). A F1, fenotipicamente (AB), foi retrocruzada com o pai duplo-recessivo, obtendo-se uma F como mostrado no quadro. Analise as proposições abaixo quanto à correção. P F 1 (AB) x (ab) (AB) Retrocru zamento (AB) x (ab) da F 1 F (AB) (Ab) (ab) (ab) 35% 15% 15% 35% 0-0) Trata-se de um caso de ligação gênica. A geração P é genotipicamente (AB//AB) x (ab//ab). 1-1) Em 60% das células formadoras de gametas da F1, ocorreu permutação entre os locos A e B. -) A taxa de recombinação no caso mostrado é de 30%. 3-3) Os locos A e B distam entre si de 35 unidades de mapa.

2 4-4) Em 35% das células gaméticas da F1 ocorreu recombinação. Resposta: VVVFF 0-0) VERDADEIRA. Trata-se de um caso de ligação genética. Na geração P, o progenitor, fenotipicamente (AB), é genotipicamente (AB//AB). O progenitor (ab) tem genótipo (ab//ab). 1-1) VERDADEIRA. Se, na F, há 15% de recombinantes, fenotipicamente (Ab), e 15% de recombinantes (ab), a taxa de recombinação é de 30%. Como, na prófase I da meiose, se ocorrer permutação cromossômica em uma célula, apenas a metade dos produtos serão recombinantes, tem-se que, de fato, em 60% das células formadoras de gametas da F1 ocorreu permutação entre os locos A e B. -) VERDADEIRA. Se a taxa de recombinação é dada pelo somatório dos percentuais das classes recombinantes, como 15% (Ab) + 15% (ab) = 30%, esta é a taxa. 3-3) FALSA. Os locos A e B distam de 30 unidades de mapa. Isto porque, convencionalmente, a cada 1% de recombinação equivale uma unidade de mapa. 4-4) FALSA. Obviamente, pelo já exposto, em 60% das células da Fl ocorreu permutação genética entre A e B. DNA de um microorganismo manipulável pelo homem, como um plasmídio bacteriano. Assim, pode ser introduzido em uma bactéria. A bactéria, ao se reproduzir, multiplica esse DNA, recombinante, a partir do qual se pode obter um número de cópias do mesmo (clonagem gênica ou de DNA). 3-3) VERDADEIRA. Sabe-se que os plasmídios bacterianos não contêm genes essenciais à vida das bactérias que os possuem. 4-4) VERDADEIRA. A denominação DNA recombinante expressa a associação de diferentes DNAs, como DNA de bactéria e DNA do homem de células humanas. 05. Analise as proposições abaixo, que correlacionam certos fitormônios a diferentes fases do desenvolvimento de um vegetal, como ilustrado na figura Considerando o processo de clonagem do DNA, analise as proposições abaixo. 0-0) Para cortar o DNA dos cromossomos, esses cromossomos devem estar em metáfase. Nos cortes são utilizadas as enzimas transcriptases reversas. 1-1) Com uma única transcriptase é possível cortar o DNA de uma célula em pontos da molécula onde existem diferentes seqüências de nucleotídeos. -) A partir de um segmento de DNA, de um organismo introduzido em uma bactéria, é possível obter-se um grande número de cópias do mesmo. 3-3) Os plasmídios não contêm genes essenciais à vida das bactérias; eles podem ser utilizados como vetores genéticos. 4-4) Um DNA recombinante pode ser obtido a partir da união de um segmento de DNA bacteriano com um segmento de DNA de um outro organismo. Resposta: FFVVV 0-0) FALSA. Enzimas de restrição são utilizadas para cortar DNA de diferentes organismos. 1-1) FALSA. Uma determinada enzima de restrição corta o DNA em uma seqüência específica de nucleotídeos. -) VERDADEIRA. Um segmento de DNA, em estudo, pode ser ligado a um segmento de 6 0-0) A floração (1) é estimulada por giberelinas, como o ácido giberélico. 1-1) A planta libera o etileno, que atua, principalmente, no crescimento de frutos () e (3) e na indução de partenocarpia. -) O ácido abscísico é importante na determinação da dormência de sementes (4) e de gemas. 3-3) As giberelinas têm, como função, entre outras, a quebra da dormência de sementes (5) e de gemas. 4-4) As sementes em desenvolvimento (6) produzem auxinas, fitormônios que promovem o crescimento e a distensão celular. Resposta: VFVVV 0-0) e 3-3). VERDADEIRAS. As giberelinas (sendo a mais abundante o ácido giberélico) têm, entre outras funções: o estímulo à floração (0-0) e a quebra da dormência de gemas e de sementes (3-3). 1-1) FALSA. O etileno atua, principalmente, no amadurecimento de frutos e na abscisão foliar. 5

3 -) VERDADEIRA. O ácido abscísico determina a dormência de sementes e de gemas. 4-4) VERDADEIRA. Entre os locais de produção de auxinas estão as gemas apicais e as sementes em desenvolvimento. As auxinas atuam como promotoras do crescimento e da distensão foliares. 06. A taxa fotossintética é influenciada por diferentes fatores, entre os quais a temperatura e a concentração de gás carbônico. Ela varia em função dos comprimentos de onda da luz visível. Com relação a esse assunto, analise as proposições abaixo. -) O gráfico (C) serve para ilustrar a variação das taxas fotossintéticas em vários comprimentos de onda da luz branca, em que o primeiro e o segundo picos observados correspondem, respectivamente, à absorção da cor azul e da vermelha. 3-3) A taxa de fotossíntese é máxima a uma determinada concentração de gás carbônico, sob elevada intensidade luminosa; o gráfico (B) ilustra a relação entre essas variáveis. 4-4) Em (A), ilustra-se a variação na taxa de fotossíntese em função da temperatura, e em (C), em função da concentração de gás carbônico. Resposta: VVVFF A) B) Taxa de fotossíntese Taxa de fotossíntese 0-0) VERDADEIRA. A curva mostrada em (A) ilustra a variação da taxa fotossintética em função da concentração de CO. Sabe-se que, a partir de uma determinada concentração de gás carbônico, não haverá melhora no rendimento fotossintético. 1-1) VERDADEIRA. As atividades enzimáticas desenvolvidas no processo de fotossíntese são influenciadas pela temperatura; o rendimento ótimo situa-se entre 30 o e 40 o C, o que é compatível com o gráfico (B) apresentado. -) VERDADEIRA. No gráfico C são mostradas as taxas de fotossíntese nos vários comprimentos de onda do espectro luminoso ou luz branca. Os picos 1 o e o evidenciam as maiores taxas fotossintéticas, as quais coincidem com as faixas de maior absorção das clorofilas alfa e beta, respectivamente, nas faixas de absorção da cor azul e da vermelha. 3-3) FALSA. Rever a justificativa ) FALSA. Rever a justificativas 0-0 e -. C) 07. Na figura a seguir ilustra-se a formação do saco embrionário em uma angiosperma. Com relação a esse assunto, analise as proposições abaixo. Taxa de fotossíntese 0-0) O gráfico (A) ilustra a influência da concentração do dióxido de carbono na taxa de fotossíntese. 1-1) A taxa fotossintética varia em diferentes vegetais; o gráfico (B) ilustra a influência da temperatura na taxa de fotossíntese.

4 1 1-1) A célula ilustrada () sofre mitose e origina quatro megásporos, (n), cada um dos quais se tornará um megásporo funcional (3). -) A célula ilustrada em (4) sofre duas divisões consecutivas, uma mitose (5) e uma meiose (6), e origina o saco embrionário (7). 3-3) Dentro do saco embrionário há duas células antípodas (8), que ladeiam o óvulo e lhe dão suporte, e duas sinérgides (9). 4-4) Ilustrados em (10) tem-se três núcleos polares (n), os quais participarão da formação de um tecido 3n do endosperma Resposta: VFFFF 0-0) VERDADEIRA. Os óvulos de angiospermas possuem dois tegumentos (n) que delimitam um orifício: a micrópila. O megasporângio (esporângio feminino) é protegido por esses tegumentos e, em seu interior, a partir de uma célula-mãe de esporo, dará formação ao saco embrionário. 1-1) FALSA. A célula-mãe de esporo (n) sofre divisão meiótica originando quatro células com n cromossomos cada (os megásporos), três dos quais degeneram. Apenas um será o megásporo funcional. -) FALSA. A célula tratada nessa alternativa sofre duas divisões mitóticas, para dar origem ao saco embrionário. 3-3) FALSA. No saco embrionário, a oosfera (n) é ladeada por duas sinérgides (n), e não por duas antípodas. O que se indica na figura como sinérgides são, de fato, núcleos polares. 4-4) FALSA. Na figura, a indicação (10) não se refere aos núcleos polares, esses que na verdade são apenas dois. A indicação é referente às antípodas. 08. Analise as proposições, após observar cuidadosamente a ilustração do ciclo celular definido para indivíduos (n) de uma determinada espécie biológica ) O megasporângio (1), n, que é envolvido por dois tegumentos, tem dentro dele uma célulamãe de esporo. 0-0) Os períodos: de crescimento celular pósdivisão; de duplicação do material genético; e de complementação do crescimento celular prédivisão, estão indicados, respectivamente, em (1), () e (3).

5 1-1) Uma célula n = 46, com uma quantidade c de DNA, deverá ter 4c de DNA em (3), (4 ) e (5). -) Uma célula n do homem, na fase (6), deverá apresentar o dobro da quantidade de DNA apenas ao final da citocinese. 3-3) uma célula n = 46, ao sofrer mitose, terá em (1) e em (7) uma igual quantidade de DNA. 4-4) na fase ilustrada em (5), os cromossomos atingem o grau máximo de condensação e a célula apresenta o dobro da quantidade de DNA observada em (1). Resposta: VVFVV 0-0) VERDADEIRA. Do término da divisão celular ilustrada até o início da duplicação do DNA, diz-se que a célula está no período G1, no qual ocorre crescimento celular. Em seguida, fase S, ocorre a duplicação do material genético e, no seguimento, vem o período denominado G, em que a célula completa o crescimento necessário ao empreendimento da divisão celular. 1-1) VERDADEIRA. Uma célula n = 46 tem uma quantidade de DNA igual a c, que será duplicada na fase S, passando a ser uma quantidade 4c de DNA, ou seja, terá o dobro da quantidade de DNA, tanto em (3) quanto em (4) e (5), como citado. -) FALSA. No momento em que os cromossomos homólogos se separam e dois novos núcleos se formam, a quantidade de DNA em cada núcleo será de c e não 4c. 3-3) VERDADEIRA. Uma célula n = 46, considerando-se o processo de divisão apresentado, tanto no período G1 quanto em telófase, terá uma quantidade c de DNA. 4-4) VERDADEIRA. A fase representada em (5) é a metáfase. Os cromossomos atingem nessa fase o grau máximo de condensação, considerado todo o ciclo; nessa fase, a célula apresenta uma quantidade 4c de DNA. 09. Os vasos sangüíneos presentes no organismo do homem diferem em vários aspectos. Com relação a esse assunto, analise as proposições abaixo. 0-0) No interior das artérias existem válvulas que impedem o retorno do sangue, uma vez que o refluxo sanguíneo é realizado sob alta pressão. 1-1) Tecido conjuntivo, muscular e epitelial são observados em artérias e veias, todavia, o tecido muscular é mais exuberante nas artérias. -) Os capilares, constituídos por um tipo de tecido epitelial ( o endotélio), possibilitam as trocas entre o sangue e os tecidos. 3-3) Os capilares diferenciam-se das veias quanto as quantidades relativas de colágeno (maior nas veias) e quanto ao número de fibras elásticas e camadas de células musculares lisas (menor nos capilares). 4-4) Impulsionado pelos batimentos cardíacos, as veias sofrem distensão e pulsam. Graças à essa pulsação e ao grande número de fibras elásticas existente nas veias, o sangue pode fluir das extremidades do corpo até o coração. Resposta: FVVFF 0-0) FALSA. No interior das veias existem válvulas. O refluxo sangüíneo, não é dado sob alta pressão. 1-1) VERDADEIRA. Tanto nas artérias quanto nas veias são encontrados os tecidos conjuntivo, epitelial ( endotélio) e muscular. Nas artérias observa-se uma maior exuberância de músculos lisos do que nas veias. -) VERDADEIRA. Trocas de substâncias entre o sangue e os tecidos ocorrem com a intermediação dos capilares, os quais, como descrito, apresentam um tipo de tecido epitelial, o endotélio 3-3) FALSA. As semelhanças traçadas são falsas. Não observa-se colágeno e músculo liso em capilares. 4-4) FALSA. Não ocorre a distensão de veias apresentada na proposição, nem há um maior número de fibras elásticas nas veias para justificar o refluxo sanguíneo. 10. Há um número muito grande de organismos causadores de infecções, contra as quais o homem dispõe de um vigilante exército para a sua defesa. Com relação ao sistema imunológico humano, é correto afirmar que: Concentração de Anticorpos 1 Tempo 0-0) Ao primeiro contato com um vírus X (1), o organismo reage e produz, imediatamente, anticorpos em nível neutralizador suficiente para inativar o vírus. 1-1) Após um primeiro contato com um vírus X (), se o organismo continuar a produzir anticorpos em quantidades elevadas, diz-se que ele adquiriu imunidade humoral. -) Em (1) ilustra-se a resposta primária do organismo após um primeiro contato com um vírus X. 3-3) Em () ilustra-se a resposta imunológica do organismo a uma infecção bacteriana, enquanto em (1) mostra-se o efeito da pós infecção viral.

6 4-4) Devido à elevada especificidade da reação antígeno-anticorpo, um organismo infectado por uma bactéria X produzirá mais antígenos em () do que em (1). Resposta: FFVVF 0-0) FALSA. Os vírus são agentes etiológicos de muitas doenças humanas, como AIDS, rubéola etc. Numa resposta primária, aquela que ocorre após o primeiro contato com o agente causal, o que não é indicado em (1), o organismo não produz, imediatamente, anticorpos em níveis neutralizadores, como indicado. 1-1) FALSA. A resposta secundária está relacionada à produção de anticorpos em um contato posterior ao primeiro, e não pela continuidade de produção de anticorpos em quantidades extras; () não indica um segundo contato com o virus. -) VERDADEIRA. A situação ilustrada em (1) reflete a resposta primária a uma infecção. É observada após o organismo ter tido o primeiro contato com um agente etiológico de uma doença. 3-3) VERDADEIRA. A situação ilustrada em () corresponde à resposta secundária do organismo a um agente etiológico de uma doença, com o qual o organismo já havia entrado em contato. Em um segundo contato com o microorganismo, o homem (no caso) é capaz de produzir, de forma rápida e intensa, anticorpos na quantidade suficiente para a inativação do agente etiológico em questão, antes que a doença se estabeleça. 4-4) FALSA. O organismo produz anticorpos em resposta a diversos antígenos; não irá produzir antígenos em reposta a anticorpos. 11. Na figura ilustra-se uma sinapse nervosa, região de interação entre um neurônio e uma outra célula. Com relação a esse assunto, é correto afirmar que: ) A fenda sináptica está compreendida entre a membrana pré-sináptica do neurônio (1) e a membrana pós-sináptica da célula estimulada (). 1-1) Na extremidade do axônio existem vesículas sinápticas (3), que contêm substâncias como a acetilcolina e a noradrenalina. -) Os neurotransmissores liberados pelo axônio ligam-se a moléculas receptoras (4) na membrana pós-sináptica. 3-3) Canais iônicos (5), na membrana pós-sináptica, permitem a entrada de íons Na+ na célula. 4-4) A passagem do impulso nervoso pela sinapse é um fenômeno físico-químico; depende do número de vesículas sinápticas na parede da célula estimulada (6). Resposta: VVVVF 0-0) VERDADEIRA. O espaço entre a membrana do neurônio e a membrana da célula que ele estimula é conhecido por fenda sináptica. 1-1) VERDADEIRA. Há vesículas sinápticas na porção terminal do axônio, como descrito. -) VERDADEIRA. Os neurotransmissores liberados pelas vesículas sinápticas ligam-se à moléculas receptoras na membrana da célula estimulada (pós-sináptica). Os neurotransmissores logo serão inativados. 3-3) VERDADEIRA. A propagação do estímulo nervoso, como descrito na proposição, se dá após a abertura de canais iônicos na membrana pós-sináptica, e a entrada de íons Na+. 4-4) FALSA. Trata-se de um fenômeno químico. As vesículas sinápticas estão presentes na terminação do axônio, e não na membrana da célula estimulada. 1. Com relação ao processo de formação da urina, no homem, é correto afirmar que: 0-0) Como a filtração glomerular é um processo de alta seletividade, as vitaminas e os aminoácidos não sofrem filtração. 1-1) Algumas substâncias presentes no sangue, para serem reabsorvidas, dependem de transporte ativo; células dos túbulos renais são ricas em mitocôndrias. -) Ácido úrico, amônia, diversas drogas e medicamentos podem ser detectados em maior concentração na urina do que no filtrado glomerular. 3-3) Durante a passagem pelo túbulo renal e pelo ducto coletor, quase toda a água deve ser reabsorvida e devolvida à circulação. 4-4) A urina produzida resulta de um laborioso processo que inclui: a ultrafiltração glomerular, a reabsorção tubular e a secreção tubular. Resposta: FVVVV 0-0) FALSA. A ultrafiltração glomerular é pouco seletiva. Vitaminas e outras importantes

7 substâncias são filtradas e, posteriormente, são reabsorvidas. 1-1) VERDADEIRA. Algumas substâncias sofrem reabsorção tubular por transporte ativo. A energia necessária à realização desse processo é fornecida pelas mitocôndrias das células dos túbulos renais. -) VERDADEIRA. Diferentes substâncias, como citado, podem ser encontradas em maior concentração na urina do que no filtrado glomerular, uma vez que elas podem sofrer secreção tubular. 3-3) VERDADEIRA. Durante a passagem pelos túbulos renais e ductos coletores dos néfrons, há reabsorção da água, que é assim devolvida à circulação. 4-4) VERDADEIRA. No processo de formação da urina ocorrem: ultracentrifugação glomerular, reabsorção tubular e secreção tubular, como citado. B) D) A) C) E) 13. Considerando o processo de excreção em diferentes animais, analise as proposições abaixo. 0-0) As células-flama estão relacionadas à excreção em platelmintos. 1-1) Os anelídeos apresentam coanócitos como principais estruturas excretoras. -) Os túbulos de Malpighi são estruturas que participam da excreção nos insetos. 3-3) Os anfíbios excretam predominantemente ácido úrico, devido à sua adaptação tanto à água quanto à terra. 4-4) Os répteis são animais ureotélicos e apresentam rim mesonefro no aldulto. Resposta: VFVFF 0-0) VERDADEIRA. Em platelmintos, como nas planárias, há túbulos ramificados, os protonefrídios, dispostos ao longo do corpo do animal, nas extremidades dos quais ocorrem as células-flama, que participam do processo de excreção. 1-1) FALSA. Os anelídeos não apresentam coanócitos como estruturas excretoras. -) VERDADEIRA. Os túbulos de Malpighi são estruturas encontradas em diferentes artrópodos, incluindo os insetos. 3-3) FALSA. A excreta nitrogenada predominante entre os anfíbios é a uréia (são animais ureotélicos). 4-4) FALSA. Os répteis são animais uricotélicos; têm como excreta nitrogenada predominante o ácido úrico. O adulto apresenta rim metanefro. 14. Com relação às características e a alguns avanços evolutivos observados em vertebrados, analise as proposições dadas. 0-0) A bexiga natatória é um órgão de equilíbrio hidrostático que permite aos tubarões (A) a sua manutenção em locais de baixa profundidade. 1-1) A linha lateral, existente no animal ilustrado em (B), permite a detecção de vibrações nas águas onde ele se encontra. -) Na bexiga natatória das raias (C), a quantidade de gases para a flutuação é próxima de zero. 3-3) São avanços evolutivos dos anfíbios (D) e (E), quando comparados aos peixes: presença de coração com três câmaras; epiderme permeável e desenvolvimento de pulmões. 4-4) Na salamandra (D), um anfíbio do grupo Urodela, e no sapo (E), anfíbio do grupo Anura, a membrana timpânica fica rente à superfície do corpo. Resposta: FVFVV 0-0) FALSA. Os condrícties não possuem bexiga natatória, que é um órgão de equilíbrio hidrostático observado em osteícties. 1-1) VERDADEIRA. A linha lateral permite aos peixes, como exemplificado, detectar vibrações nas águas onde se encontram. -) FALSA. As raias, assim como os tubarões, são condrícties e, como tal, não apresentam bexiga natatória. 3-3) VERDADEIRA. Os anfíbios apresentam vários avanços evolutivos quando comparados aos peixes, entre os quais estão os três citados na proposição. 4-4) VERDADEIRA. Os animais citados apresentam membrana timpânica rente à superfície do corpo. 15. Sobre parasitoses causadas ao homem por protozoários, nematelmintos ou platelmintos, analise as seguintes proposições:

8 0-0) Um protozoário esporozoário é o agente etiológico da toxoplasmose; a infecção pode se dar pela ingestão de oocistos do parasita. 1-1) Um protozoário flagelado, parasita monoxênico, determina a manifestação da tricomoníase; no homem, o parasita habita na uretra, na próstata e nas vesículas seminais. -) a cisticercose pode desenvolver-se no ser humano se este ingerir ovos de Taenia solium em água ou em verduras cruas e mal lavadas. 3-3) A necatoríase é causada por um nematelminto. As larvas penetram pela pele; pela corrente sangüínea atingem os pulmões; acabam chegando à boca e sendo deglutidos. 4-4) Um inseto flebótomo pode transmitir ao homem duas doenças (Leishmanioses), cujos agentes etiológicos são protozoários flagelados. Resposta: VVVVV 0-0) VERDADEIRA. A infecção do ser humano ocorre pela ingestão de oócitos do parasita, que são eliminados com as fezes de animais contaminados, na maioria dos casos gatos. Também pode se dar pela ingestão de carne de boi ou de porco infectadas. Daí o perigo da ingestão de carnes cruas ou mal cozidas. 1-1) VERDADEIRA. O Trichomonas vaginalis é um protozoário flagelado, monoxênico, que pode determinar as citadas manifestações em homens, assim como pode causar inflamação vaginal em mulheres. -) VERDADEIRA. O homem, neste caso, assume o papel de hospedeiro intermediário, e não a de hospedeiro definitivo, como ocorre na teníase. 3-3) VERDADEIRA. A necatoríase, também conhecida popularmente por amarelão e por opilação, é causada por um nematelminto (Necator americanus). 4-4) VERDADEIRA. Tanto a Leishmaniose cutâneo-mucosa, ou úlcera de Bauru, quanto a Leishmaniose visceral, ou Calazar, são causadas por protozoários flagelados que podem ser veiculados ao homem pela picada do mosquito-palha ou Birigui (Flebótomo). Resposta: VVVVF 0-0) VERDADEIRA. A Ulva ou alface-do-mar é uma alga verde (Chlorophyta), que ocorre no litoral brasileiro, aderida a rochas. 1-1) VERDADEIRA. Substâncias como ágar, muito utilizada em laboratórios, podem ser extraídas de algas vermelhas; que também são utilizadas na alimentação humana, sobretudo na culinária japonesa. -) VERDADEIRA. A fucoxantina é o pigmento responsável pela típica coloração parda das algas citadas na proposição (Phaeophyta), muito embora possam ocorrer também outros pigmentos. 3-3) VERDADEIRA. Nos três filos citados observase alternância de gerações na reprodução de algas. 4-4) FALSA. As diatomáceas não são rodofíceas, não são utilizadas para a obtenção de ágar, nem compõem os bentos marinhos. Elas compõem o fitoplâncton. 16. As algas podem viver fixas, sobre rochas submersas, ou livres, tanto no fundo das águas quanto flutuando. Com relação às algas, analise as a seguir. 0-0) A Ulva (alface-do-mar) ocorre no litoral brasileiro aderida às rochas; são algas verdes pertencentes ao filo Chlorophyta. 1-1) De algas vermelhas (Rodophyta) podem ser extraídas substâncias utilizáveis em culinária e no preparo de meios de cultura. -) As algas pardas (Phaeophyta), como por exemplo o Sargassum, além da fucoxantina, podem apresentar outros pigmentos. 3-3) A alternância de gerações é observada em algas verdes, vermelhas e pardas. 4-4) As diatomáceas são algas rodofíceas, das quais se extrai o ágar. Elas compõem os bentos marinhos.

BIOLOGIA 1. 17. A taxa fotossintética é influenciada por diferentes. 18. Com relação a diferentes temas, como poluição e

BIOLOGIA 1. 17. A taxa fotossintética é influenciada por diferentes. 18. Com relação a diferentes temas, como poluição e BIOLOGIA 1 17. A taxa fotossintética é influenciada por diferentes fatores, entre os quais a temperatura e a concentração de gás carbônico. Ela varia em função dos comprimentos de onda da luz visível.

Leia mais

Questão 1 Questão 2. Questão 3. Resposta. Resposta

Questão 1 Questão 2. Questão 3. Resposta. Resposta Questão 1 Questão 2 O esquema abaixo representa as principais relações alimentares entre espécies que vivem num lago de uma região equatorial. a) O câncer é uma doença genética, mas na grande maioria dos

Leia mais

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS CICLOS BIOGEOQUÍMICOS O fluxo de energia em um ecossistema é unidirecional e necessita de uma constante renovação de energia, que é garantida pelo Sol. Com a matéria inorgânica que participa dos ecossistemas

Leia mais

Sistemas Excretores. Professor Fernando Stuchi

Sistemas Excretores. Professor Fernando Stuchi Sistemas Excretores Definição Para manutenção da vida de um organismo animal, todo alimento e substancia que são digeridas, as células absorvem os nutrientes necessários para o fornecimento de energia.

Leia mais

SISTEMA EXCRETOR PROFª CLÁUDIA LOBO

SISTEMA EXCRETOR PROFª CLÁUDIA LOBO SISTEMA EXCRETOR PROFª CLÁUDIA LOBO Excreção Mecanismo pelo qual os seres vivos recolhem seu lixo celular, como a amônia (NH 3 ), CO 2, água e sais. Desta forma, os seres vivos mantém a homeostase, isto

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2006 2ª fase www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2006 2ª fase www.planetabio.com 1-O esquema abaixo representa as principais relações alimentares entre espécies que vivem num lago de uma região equatorial. Com relação a esse ambiente: a) Indique os consumidores primários. b) Dentre

Leia mais

Sistema circulatório. Componentes: - Vasos sanguíneos. - Sangue (elementos figurados e plasma) - Coração

Sistema circulatório. Componentes: - Vasos sanguíneos. - Sangue (elementos figurados e plasma) - Coração Fisiologia Humana Sistema circulatório Componentes: - Sangue (elementos figurados e plasma) - Vasos sanguíneos - Coração Vasos sanguíneos Artérias Vasos com paredes espessas e elásticas por onde circula

Leia mais

Resolução Resolução OBJETIVO 2004

Resolução Resolução OBJETIVO 2004 1 Nas bactérias, a cadeia respiratória encontra-se associada à membrana plasmática e os ácidos nucléicos estão associados ao citoplasma. a) É assim também em um protista, em um animal e em um vegetal?

Leia mais

46. Com relação à pequena circulação, assinale a afirmativa CORRETA:

46. Com relação à pequena circulação, assinale a afirmativa CORRETA: 2 o PROCESSO SELETIVO/2005 2 O DIA GABARITO 1 29 BIOLOGIA QUESTÕES DE 46 A 60 46. Com relação à pequena circulação, assinale a afirmativa CORRETA: a) A artéria pulmonar sai do ventrículo esquerdo e transporta

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2010 2ª fase - específicas www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2010 2ª fase - específicas www.planetabio.com 1- O quadro abaixo mostra diferenças que ocorrem no reino animal quanto ao plano corporal e aos sistemas digestório, circulatório e nervoso: Os anelídeos, por exemplo, apresentam as características A3,

Leia mais

EXERCÍCIOS PARA O 8 ANO (2015)

EXERCÍCIOS PARA O 8 ANO (2015) EXERCÍCIOS PARA O 8 ANO (2015) 1- A Fábrica Celular Células de bactérias (procarióticas) e células animais (eucarióticas), apresentam semelhanças e diferenças. a) Qual a estrutura presente em ambas que

Leia mais

Padrão de respostas às questões discursivas

Padrão de respostas às questões discursivas Padrão de respostas às questões discursivas A seguir encontram-se as questões das provas discursivas da 2ª ETAPA do Vestibular UFF 2011, acompanhadas das respostas esperadas pelas bancas. GABARITO BIOLOGIA

Leia mais

FISIOLOGIA RENAL EXERCÍCIOS DE APRENDIZAGEM

FISIOLOGIA RENAL EXERCÍCIOS DE APRENDIZAGEM EXERCÍCIOS DE APRENDIZAGEM FISIOLOGIA RENAL 01. A sudorese (produção de suor) é um processo fisiológico que ajuda a baixar a temperatura do corpo quando está muito calor ou quando realizamos uma atividade

Leia mais

SISTEMA EXCRETOR (URINÁRIO) RIO) Rins: morfologia e funcionamento Regulação hormonal Distúrbios mais comuns Excreção de compostos nitrogenados

SISTEMA EXCRETOR (URINÁRIO) RIO) Rins: morfologia e funcionamento Regulação hormonal Distúrbios mais comuns Excreção de compostos nitrogenados SISTEMA EXCRETOR (URINÁRIO) RIO) Rins: morfologia e funcionamento Regulação hormonal Distúrbios mais comuns Excreção de compostos nitrogenados Regulação osmótica SISTEMA URINÁRIO HUMANO adrenal Veia cava

Leia mais

SISTEMA CIRCULATÓRIO COMPARADO. PROFESSOR: João Paulo

SISTEMA CIRCULATÓRIO COMPARADO. PROFESSOR: João Paulo SISTEMA CIRCULATÓRIO COMPARADO PROFESSOR: João Paulo PORÍFEROS Não apresentam organização tissular. A difusão aparece como forma de trocar alimentos, gases respiratórios e excretas entre si e com o meio.

Leia mais

O corpo humano está organizado desde o mais simples até o mais complexo, ou seja, do átomo microscópico ao complexo organismo humano macroscópico.

O corpo humano está organizado desde o mais simples até o mais complexo, ou seja, do átomo microscópico ao complexo organismo humano macroscópico. 1 O corpo humano está organizado desde o mais simples até o mais complexo, ou seja, do átomo microscópico ao complexo organismo humano macroscópico. Note essa organização na figura abaixo. - Átomos formam

Leia mais

EXCREÇÃO COMPARADA. Profº Moisés Myra Araújo, por www.bioloja.com

EXCREÇÃO COMPARADA. Profº Moisés Myra Araújo, por www.bioloja.com EXCREÇÃO COMPARADA Profº Moisés Myra Araújo, por www.bioloja.com EXCREÇÃO Através da excreção são eliminadas substâncias tóxicas do organismo (como resíduos nitrogenados provenientes do metabolismo de

Leia mais

As bactérias operárias

As bactérias operárias A U A UL LA As bactérias operárias Na Aula 47 você viu a importância da insulina no nosso corpo e, na Aula 48, aprendeu como as células de nosso organismo produzem insulina e outras proteínas. As pessoas

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares UNICAMP 2011 1ª fase www.planetabio.com TEXTO PARA AS QUESTÕES 1 E 2

PlanetaBio Resolução de Vestibulares UNICAMP 2011 1ª fase www.planetabio.com TEXTO PARA AS QUESTÕES 1 E 2 TEXTO PARA AS QUESTÕES 1 E 2 O vazamento de petróleo no Golfo do México, em abril de 2010, foi considerado o pior da história dos EUA. O vazamento causou o aparecimento de uma extensa mancha de óleo na

Leia mais

BIOLOGIA. 08. O desenho ilustra os cromossomos em uma fase da divisão celular e seus respectivos alelos.

BIOLOGIA. 08. O desenho ilustra os cromossomos em uma fase da divisão celular e seus respectivos alelos. BIOLOGIA CURSO APOIO 08. O desenho ilustra os cromossomos em uma fase da divisão celular e seus respectivos alelos. a) Qual fase da divisão celular está representada? Justifique sua resposta. b) Ao final

Leia mais

Exercícios de Monera e Principais Bacterioses

Exercícios de Monera e Principais Bacterioses Exercícios de Monera e Principais Bacterioses 1. (Fuvest) O organismo A é um parasita intracelular constituído por uma cápsula protéica que envolve a molécula de ácido nucléico. O organismo B tem uma membrana

Leia mais

Questões. Biologia Professor: Rubens Oda 24/11/2014. #VaiTerEspecífica. 1 (UEMG 2014) Considere, a seguir, a recorrência de uma heredopatia.

Questões. Biologia Professor: Rubens Oda 24/11/2014. #VaiTerEspecífica. 1 (UEMG 2014) Considere, a seguir, a recorrência de uma heredopatia. Questões 1 (UEMG 2014) Considere, a seguir, a recorrência de uma heredopatia. De acordo com o heredograma e outros conhecimentos sobre o assunto, é CORRETO afirmar que a) normalidade ocorre na ausência

Leia mais

ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS. Prof. Emerson

ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS. Prof. Emerson ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS Prof. Emerson Algumas considerações importantes: Apesar da diversidade, algumas células compartilham ao menos três características: São dotadas de membrana plasmática; Contêm

Leia mais

COMENTÁRIO DA PROVA DE BIOLOGIA

COMENTÁRIO DA PROVA DE BIOLOGIA COMENTÁRIO DA PROVA DE BIOLOGIA A prova de Biologia da UFPR apresentou uma boa distribuição de conteúdos ao longo das nove questões. O grau de dificuldade variou entre questões médias e fáceis, o que está

Leia mais

O esquema abaixo resume o processo de meiose em uma célula.

O esquema abaixo resume o processo de meiose em uma célula. 21 b BIOLOGIA O esquema abaixo resume o processo de meiose em uma célula. Assinale a alternativa INCORRETA. a) Na etapa II, observam-se duas permutações (ou crossing over). b) O rompimento do centrômero

Leia mais

BIOLOGIA. Consumidores Primários. Consumidores Secundários. Consumidores Terciários III

BIOLOGIA. Consumidores Primários. Consumidores Secundários. Consumidores Terciários III 46 c Em vários córregos existentes na periferia de uma cidade, foram encontradas larvas denominadas miracídios. Essas larvas dariam segmento ao ciclo de vida do verme 1 se pudessem se instalar no corpo

Leia mais

SISTEMA URINÁRIO. Prof. Me. Leandro Parussolo

SISTEMA URINÁRIO. Prof. Me. Leandro Parussolo SISTEMA URINÁRIO Prof. Me. Leandro Parussolo SISTEMA URINÁRIO Conjunto de órgãos e estruturas responsáveis pela filtração do sangue e consequente formação da urina; É o principal responsável pela eliminação

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE 1ª SÉRIE TURMA: 1101 DATA: NOME: Nº

EXERCÍCIOS ON LINE 1ª SÉRIE TURMA: 1101 DATA: NOME: Nº EXERCÍCIOS ON LINE 3º Bimestre DISCIPLINA: BIOLOGIA PROFESSOR(A): LEANDRO 1ª SÉRIE TURMA: 1101 DATA: NOME: Nº 1. Qual a composição química da membrana plasmática? 2. A célula apresenta membrana plasmática

Leia mais

Concurso Especial de Acesso e Ingresso no Ensino Superior para maiores de 23

Concurso Especial de Acesso e Ingresso no Ensino Superior para maiores de 23 Concurso Especial de Acesso e Ingresso no Ensino Superior para maiores de 23 Prova Modelo de Biologia NOME Nas perguntas de escolha múltipla rodeie com um círculo a resposta que considera correcta (respostas

Leia mais

N1001 ATENÇÃO, ALUNO! Agora, você vai responder a questões de Biologia.

N1001 ATENÇÃO, ALUNO! Agora, você vai responder a questões de Biologia. N1001 ATENÇÃO, ALUNO! Agora, você vai responder a questões de Biologia. Questão 01 B100010RJ Observe o esquema abaixo. 46 23 46 23 46 23 23 Disponível em: . Acesso

Leia mais

Planejamento de PIE- Guilherme de Almeida. 2º EM Biologia Frente B. Prof. Jairo José Matozinho Cubas

Planejamento de PIE- Guilherme de Almeida. 2º EM Biologia Frente B. Prof. Jairo José Matozinho Cubas Planejamento de PIE- Guilherme de Almeida 2º EM Biologia Frente B Prof. Jairo José Matozinho Cubas 3º Trimestre: Fisiologia animal e humana: a)fisiologia e relações entre sistemas respiratório e circulatório

Leia mais

1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS. Eu um ser no ambiente

1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS. Eu um ser no ambiente 1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS Eu um ser no ambiente Higiene Corporal Os cinco sentidos Corpo humano Perceber a importância do cuidado com o corpo, da vacinação e da prevenção de acidentes.

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 8 CIÊNCIAS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao terceiro bimestre escolar ou às Unidades 4 e 5 do Livro do Aluno. Avaliação - Ciências NOME: TURMA: escola: PROfessOR:

Leia mais

TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE CIÊNCIAS 8º ANO

TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE CIÊNCIAS 8º ANO Aluno(a): NOTA: Professor(a): Denise Data: 06/01/15 Valor: 20,0 TRABALHO PARA RECUPERAÇÃO FINAL: Para fazer este trabalho você deverá consultar as apostilas 3 e 4 que são, respectivamente, do terceiro

Leia mais

Questão 1. Questão 3. Questão 2. Resposta. Resposta

Questão 1. Questão 3. Questão 2. Resposta. Resposta Questão 1 Uma enzima, extraída da secreção de um órgão abdominal de um cão, foi purificada, dissolvida em uma solução fisiológica com ph 8 e distribuída em seis tubos de ensaio. Nos tubos 2, 4 e 6, foi

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS BIOLOGIA PROTISTAS PROFº. LINSMAR

LISTA DE EXERCÍCIOS BIOLOGIA PROTISTAS PROFº. LINSMAR LISTA DE EXERCÍCIOS BIOLOGIA PROTISTAS PROFº. LINSMAR 1- Considere as seguintes afirmações a respeito de medidas profiláticas às doenças parasitárias: I. As verduras que são ingeridas cruas, em saladas,

Leia mais

Aula 5 Reprodução das Angiospermas

Aula 5 Reprodução das Angiospermas Aula 5 Reprodução das Angiospermas Nas angiospermas, o esporófito é formado por raízes, caule, folhas, flores, frutos e sementes. As flores são folhas modificadas, preparadas para a reprodução das angiospermas.

Leia mais

Sistema excretor e osmorregulação

Sistema excretor e osmorregulação Sistema excretor e osmorregulação Natureza geral e desenvolvimento dos rins São os órgãos excretores dos adultos Outros órgãos que realizam esta função: brânquias, pulmões, pele e glândulas produtoras

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE DE CIÊNCIAS 8 AN0

EXERCÍCIOS ON LINE DE CIÊNCIAS 8 AN0 EXERCÍCIOS ON LINE DE CIÊNCIAS 8 AN0 1- Que órgão do sistema nervoso central controla nosso ritmo respiratório? Bulbo 2- Os alvéolos são formados por uma única camada de células muito finas. Explique como

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL 2013 BIOLOGIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL 2013 BIOLOGIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL 2013 BIOLOGIA Série: 2ª EM Disciplina: Biologia Professor (a): Bernardo Grieco Aluno (a): Caro (a) aluno (a), O roteiro de recuperação abrange todo conteúdo trabalhado ao longo

Leia mais

VÍRUS (complementar o estudo com as páginas 211-213 do livro texto)

VÍRUS (complementar o estudo com as páginas 211-213 do livro texto) COLÉGIO E CURSO INTELECTUS APOSTILA NOME: MAT.: Biologia I PROFº: EDUARDO SÉRIE: TURMA: DATA: VÍRUS (complementar o estudo com as páginas 211-213 do livro texto) Os vírus são os únicos organismos acelulares,

Leia mais

O esquema representa uma provável filogenia dos Deuterostomados. Assinale a opção que apresenta CORRETAMENTE as características I, II, III e IV.

O esquema representa uma provável filogenia dos Deuterostomados. Assinale a opção que apresenta CORRETAMENTE as características I, II, III e IV. 1 PROVA DE BIOLOGIA I QUESTÃO 31 O esquema representa uma provável filogenia dos Deuterostomados. Assinale a opção que apresenta CORRETAMENTE as características I, II, III e IV. I II III IV a) Coluna vertebral

Leia mais

BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO

BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO Professor: CRISTINO RÊGO Disciplina: CIÊNCIAS Assunto: SISTEMAS HUMANOS: EXCRETOR E CIRCULATÓRIO Belém /PA BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO 1. Coloque C ou E e corrija se necessário: ( ) Os rins recebem sangue

Leia mais

A respiração ocorre dia e noite, sem parar. Nós podemos sobreviver determinado tempo sem alimentação, mas não conseguimos ficar sem respirar por mais

A respiração ocorre dia e noite, sem parar. Nós podemos sobreviver determinado tempo sem alimentação, mas não conseguimos ficar sem respirar por mais PROFESSORA NAIANE A respiração ocorre dia e noite, sem parar. Nós podemos sobreviver determinado tempo sem alimentação, mas não conseguimos ficar sem respirar por mais de alguns poucos minutos. Você sabe

Leia mais

Simulado Biologia UNICAMP 2014-2013

Simulado Biologia UNICAMP 2014-2013 1. (Unicamp 2014) Considere os seguintes componentes celulares: I. parede celular II. membrana nuclear III. membrana plasmática IV. DNA É correto afirmar que as células de a) fungos e protozoários possuem

Leia mais

PROCESSO SELETIVO BIOLOGIA ÁREA: CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS

PROCESSO SELETIVO BIOLOGIA ÁREA: CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS PROCESSO SELETIVO BIOLOGIA ÁREA: CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS Perceber e utilizar os códigos intrínsecos da Biologia. Relacionar o conhecimento das diversas disciplinas para o entendimento

Leia mais

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre Módulo 3 PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS 1 Ao abrir o envelope com o resultado de seu exame parasitológico de fezes, Jequinha leu Positivo para ovos de Ascaris

Leia mais

PROBLEMAS AMBIENTAIS INVERSÃO TÉRMICA INVERSÃO TÉRMICA 14/02/2014. Distribuição aproximada dos principais poluentes do ar de uma cidade (SP)

PROBLEMAS AMBIENTAIS INVERSÃO TÉRMICA INVERSÃO TÉRMICA 14/02/2014. Distribuição aproximada dos principais poluentes do ar de uma cidade (SP) PROBLEMAS AMBIENTAIS Distribuição aproximada dos principais poluentes do ar de uma cidade (SP) Liga-se com a hemoglobina impedindo o O2 de ser conduzido INVERSÃO TÉRMICA *Inversão térmica é um fenômeno

Leia mais

DATA: 17/11/2015. 2. (ENEM) Discutindo sobre a intensificação do efeito estufa, Francisco Mendonça afirmava:

DATA: 17/11/2015. 2. (ENEM) Discutindo sobre a intensificação do efeito estufa, Francisco Mendonça afirmava: EXERCÍCIOS REVISÃO QUÍMICA AMBIENTAL (EFEITO ESTUFA, DESTRUIÇÃO DA CAMADA DE OZÔNIO E CHUVA ÁCIDA) e EQUILÍBRIO QUÍMICO DATA: 17/11/2015 PROF. ANA 1. Na década de 70, alguns cientistas descobriram quais

Leia mais

QUESTÃO 40 PROVA DE BIOLOGIA II. A charge abaixo se refere às conseqüências ou características da inflamação. A esse respeito, é INCORRETO afirmar:

QUESTÃO 40 PROVA DE BIOLOGIA II. A charge abaixo se refere às conseqüências ou características da inflamação. A esse respeito, é INCORRETO afirmar: 22 PROVA DE BIOLOGIA II QUESTÃO 40 A charge abaixo se refere às conseqüências ou características da inflamação. A esse respeito, é INCORRETO afirmar: a) Se não existisse o processo inflamatório, os microorganismos

Leia mais

BIOLOGIA NO ENEM: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

BIOLOGIA NO ENEM: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO BIOLOGIA NO ENEM: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO O ENEM, Exame Nacional do Ensino Médio, em sua versão 2012, apresentará uma redação e 180 questões objetivas, divididas nas quatro áreas do conhecimento: - Ciências

Leia mais

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2012-2 GABARITO DA PROVA DE BIOLOGIA

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2012-2 GABARITO DA PROVA DE BIOLOGIA Questão 1 Sobre as mitocôndrias, responda: a) Através da análise de DNA, demonstrou-se que muitos genes da bactéria Rickettsia prowazekii, que causa um tipo de febre, são parecidos com os genes das mitocôndrias.

Leia mais

Questão 1. Questão 3. Questão 2 1ª PARTE: QUESTÕES OBJETIVAS. alternativa E. alternativa B. A, B e C pertenceriam, respectivamente, a organismos

Questão 1. Questão 3. Questão 2 1ª PARTE: QUESTÕES OBJETIVAS. alternativa E. alternativa B. A, B e C pertenceriam, respectivamente, a organismos 1ª PARTE: QUESTÕES OBJETIVAS Questão 1 O exame de um epitélio e do tecido nervoso de um mesmo animal revelou que suas células apresentam diferentes características. Isso ocorre porque a) as moléculas de

Leia mais

Emissões Atmosféricas e Mudanças Climáticas

Emissões Atmosféricas e Mudanças Climáticas CONCURSO PETROBRAS TÉCNICO(A) AMBIENTAL JÚNIOR Emissões Atmosféricas e Mudanças Climáticas Questões Resolvidas QUESTÕES RETIRADAS DE PROVAS DA BANCA CESGRANRIO DRAFT Produzido por Exatas Concursos www.exatas.com.br

Leia mais

Questões complementares

Questões complementares Questões complementares 1. Definir célula e os tipos celulares existentes. Caracterizar as diferenças existentes entre os tipos celulares. 2. Existe diferença na quantidade de organelas membranares entre

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação PROVA DE RECUPERAÇÃO ANUAL DE CIÊNCIAS

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação PROVA DE RECUPERAÇÃO ANUAL DE CIÊNCIAS COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 PROVA DE RECUPERAÇÃO ANUAL DE CIÊNCIAS Aluno(a): Nº Ano: 8º Turma: Data: / /2013 Nota: Professor(a): Karina Valor da Prova: 90 pontos MATUTINO: Orientações

Leia mais

Ecologia. 1) Níveis de organização da vida

Ecologia. 1) Níveis de organização da vida Introdução A ciência que estuda como os seres vivos se relacionam entre si e com o ambiente em que vivem e quais as conseqüências dessas relações é a Ecologia (oikos = casa e, por extensão, ambiente; logos

Leia mais

Noções de Cidadania. Profª Karin

Noções de Cidadania. Profª Karin Noções de Cidadania Profª Karin Meio Ambiente e Saúde Ecologia: estudo seres vivos, ambiente, solo, água, ar, animais e vegetais. Equilíbrio entre o homem e meio ambiente. Avaliar as atitudes e consequências

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares UFRJ 2007 www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares UFRJ 2007 www.planetabio.com 1-O gráfico a seguir mostra como variou o percentual de cepas produtoras de penicilinase da bactéria Neisseria gonorrhoeae obtidas de indivíduos com gonorréia no período de 1980 a 1990. A penicilinase

Leia mais

Maxillaria silvana Campacci

Maxillaria silvana Campacci Ecologia Aula 1 Habitat É o lugar que reúne as melhores condições de vida para uma espécie. Temperatura, quantidade de água, intensidade da luz solar e tipo de solo determinam se o habitat é adequado ao

Leia mais

Pág. 1 COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD REFERÊNCIAS PARA CORREÇÃO PROVA DE BIOLOGIA

Pág. 1 COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD REFERÊNCIAS PARA CORREÇÃO PROVA DE BIOLOGIA 1) O processo fotossintético é fundamental para a vida das plantas. a) Explique por que uma planta mantida em uma intensidade de radiação abaixo do seu ponto de compensação luminoso não cresce. Por que

Leia mais

Biologia. Resposta: FVVFV. Justificativa:

Biologia. Resposta: FVVFV. Justificativa: Biologia 02. A micrografia acima é de uma organela celular encontrada em grande quantidade em células que possuem alto gasto energético. Acerca dessa organela, analise as afirmações a seguir. 0-0) Trata-se

Leia mais

O SANGUE. Constituintes do Sangue e suas funções

O SANGUE. Constituintes do Sangue e suas funções O SANGUE Constituintes do Sangue e suas funções AS HEMÁCIAS OU GLÓBULOS VERMELHOS Células sanguíneas sem núcleo que contém hemoglobina, que é a substância responsável pela cor vermelha. São as células

Leia mais

D) Presença de tubo digestivo completo em anelídeos, e incompleto em cnidários.

D) Presença de tubo digestivo completo em anelídeos, e incompleto em cnidários. QUESTÓES DE ESPECÍFICA BIOLOGIA PROFª: THAÍS ALVES/ DATA: 15/07/14 01. Critérios anatômicos, fisiológicos e embrionários servem também de base para estabelecer o grau de parentesco entre os seres e, consequentemente,

Leia mais

BIOLOGIA COMENTÁRIO DA PROVA

BIOLOGIA COMENTÁRIO DA PROVA COMENTÁRIO DA PROVA A prova de Biologia da segunda fase do processo seletivo da UFPR/2014 foi elaborada com o claro objetivo de avaliar o candidato num cenário composto por diferentes graus de exigência

Leia mais

a) intestino. b) cloaca. c) moela. d) esôfago. e) bico.

a) intestino. b) cloaca. c) moela. d) esôfago. e) bico. BIOLOGIA Um agricultor verificou que havia muita perda em sua lavoura de trigo, pois o vento derrubava várias plantas. Um vizinho o aconselhou a produzir sementes que dessem origem a plantas com entrenós

Leia mais

FISIOLOGIA COMPARATIVADA EXCREÇÃO AULA 1: EXCREÇÃO EM INVERTEBRADOS

FISIOLOGIA COMPARATIVADA EXCREÇÃO AULA 1: EXCREÇÃO EM INVERTEBRADOS FISIOLOGIA COMPARATIVADA EXCREÇÃO AULA 1: EXCREÇÃO EM INVERTEBRADOS Tipos de órgão excretor Vacúolo contrátil(protozoários e Porífera) Nefrídios: Protonefrídio(Vermes chatos) Metanefrídio(Oligoqueta) Nefrídio(Moluscos)

Leia mais

A biodiversidade em diferentes ambientes. http://www.prof2000.pt/users/ccaf/exercicios/ecossistemas/biomas.htm

A biodiversidade em diferentes ambientes. http://www.prof2000.pt/users/ccaf/exercicios/ecossistemas/biomas.htm A biodiversidade em diferentes ambientes http://www.prof2000.pt/users/ccaf/exercicios/ecossistemas/biomas.htm Unidade básica da vida a célula Quem foi Robert Hooke? Por volta de 1667, o cientista inglês

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Resposta

Questão 1. Questão 2. Resposta Questão 1 O gráfico mostra os níveis de glicose medidos no sangue de duas pessoas, sendo uma saudável e outra com diabetes melito, imediatamente após uma refeição e nas cinco horas seguintes. Essa substância

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LUÍS DE CAMÕES ESCOLA BÁSICA 2, 3 LUÍS DE CAMÕES. PROJECTO CURRICULAR DA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS NATURAIS 6º Ano

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LUÍS DE CAMÕES ESCOLA BÁSICA 2, 3 LUÍS DE CAMÕES. PROJECTO CURRICULAR DA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS NATURAIS 6º Ano AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LUÍS DE CAMÕES ESCOLA BÁSICA 2, 3 LUÍS DE CAMÕES ANO LECTIVO 2014 / 2015 PROJECTO CURRICULAR DA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS NATURAIS 6º Ano DOMÍNIO: PROCESSOS VITAIS COMUNS AOS SERES

Leia mais

59. Considerando a classificação dos seres vivos em cinco Reinos, no desenho abaixo foram representados exemplos de organismos de dois deles.

59. Considerando a classificação dos seres vivos em cinco Reinos, no desenho abaixo foram representados exemplos de organismos de dois deles. 2º Processo Seletivo/2004 1º DIA GABARITO 1 29 59. Considerando a classificação dos seres vivos em cinco Reinos, no desenho abaixo foram representados exemplos de organismos de dois deles. Observe os exemplos

Leia mais

CURSO APOIO BIOLOGIA RESOLUÇÃO

CURSO APOIO BIOLOGIA RESOLUÇÃO BIOLOGIA CURSO APOIO 01. As florestas vêm retardando o processo de aquecimento global, pelo fato de utilizarem uma das substâncias responsáveis por esse fenômeno. As árvores absorvem parte dos gases liberados

Leia mais

Função orgânica nossa de cada dia. Profa. Kátia Aquino

Função orgânica nossa de cada dia. Profa. Kátia Aquino Função orgânica nossa de cada dia Profa. Kátia Aquino Vamos analisar! Funções Carboidratros (ou Glicídios) Energética: eles são os maiores fornecedores de energia para os seres vivos, principalmente a

Leia mais

Fisiologia: Digestão, respiração, circulação, excreção, coordenação e reprodução

Fisiologia: Digestão, respiração, circulação, excreção, coordenação e reprodução Fisiologia: Digestão, respiração, circulação, excreção, coordenação e reprodução 1. No nosso organismo existem dois tipos de enzimas do tipo amilase, a amilase pancreática e a amilase salivar, com velocidades

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Ciências

PROVA BIMESTRAL Ciências 6 o ano 2 o bimestre PROVA BIMESTRAL Ciências Escola: Nome: Turma: n o : 1. Os animais apresentam diferentes formas de locomoção, alimentação e revestimento do corpo, características estas que os organizam

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE

EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE 1- Leia o texto e responda as questões Todos os animais, independentemente do seu estilo de vida, servem como fonte de alimento para outros seres vivos. Eles estão

Leia mais

Características Gerais

Características Gerais Características Gerais São vermes achatados; Ausência de sistema respiratório/circulatório Outros sistemas muito simples; Apresentam simetria bilateral; São parasitas; Características Gerais Platelminto

Leia mais

2a. prova Simulado 5 Dissertativo 26.09.06 BIOLOGIA INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DO SIMULADO

2a. prova Simulado 5 Dissertativo 26.09.06 BIOLOGIA INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DO SIMULADO Simulado 5 Padrão FUVEST Aluno: N o do Cursinho: Sala: BIOLOGIA INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DO SIMULADO 1. Aguarde a autorização do fiscal para abrir o caderno de questões e iniciar a prova. 2. Duração

Leia mais

BIOLOGIA. (A) a transmissão se dá pela ingestão de alimentos contaminados. (B) o mosquito transmissor da doença se reproduz em locais com água parada.

BIOLOGIA. (A) a transmissão se dá pela ingestão de alimentos contaminados. (B) o mosquito transmissor da doença se reproduz em locais com água parada. BIOLOGIA 21ª QUESTÃO A dengue é uma doença infecciosa aguda causada por vírus. Seus principais sintomas são febre súbita, fortes dores musculares, moleza, dor de cabeça, manchas vermelhas no corpo e dores

Leia mais

BIOLOGIA. 02 A afirmação O tecido ósseo pode ser citado como o único exemplo de tecido que não possui células vivas pode ser classificada como

BIOLOGIA. 02 A afirmação O tecido ósseo pode ser citado como o único exemplo de tecido que não possui células vivas pode ser classificada como BIOLOGIA 01 O crescimento externo dos artrópodes ocorre pelo processo denominado ecdise, caracterizado pela troca do exoesqueleto. Assinale o gráfico que melhor representa o crescimento desses animais.

Leia mais

Regulação dos níveis iônicos do sangue (Na +, K +, Ca 2+, Cl -, HPO 4. , K +, Mg 2+, etc...)

Regulação dos níveis iônicos do sangue (Na +, K +, Ca 2+, Cl -, HPO 4. , K +, Mg 2+, etc...) Regulação dos níveis iônicos do sangue (Na +, K +, Ca 2+, Cl -, HPO 4 2-, K +, Mg 2+, etc...) Regulação do equilíbrio hidrossalino e da pressão arterial; Regulação do ph sanguíneo (H +, HCO 3- ); Síntese

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento Biologia - Embriologia

Exercícios de Aprofundamento Biologia - Embriologia 1. (Fgv 2015) A figura ilustra os vasos sanguíneos maternos e fetais na região da placenta, responsável pela troca dos gases respiratórios oxigênio e dióxido de carbono. Como a circulação e a ventilação

Leia mais

28/10/2013. HORMÔNIOS VEGETAIS ou FITORMÔNIOS

28/10/2013. HORMÔNIOS VEGETAIS ou FITORMÔNIOS HORMÔNIOS VEGETAIS ou FITORMÔNIOS Vegetais são capazes de controlar seu desenvolvimento e crescimento de acordo com as condições ambientais, e de reagir a estímulos ambientais; Essas atividades são controladas

Leia mais

GABARITO DE BIOLOGIA FRENTE 3

GABARITO DE BIOLOGIA FRENTE 3 Módulo 09 GABARITO DE BIOLOGIA FRENTE 3 Quando ocorre o fechamento dos estômatos a condução de seiva bruta fica prejudicado bem como a entrada de gás carbônico para o processo fotossintético. 02. C O deslocamento

Leia mais

A descoberta da célula

A descoberta da célula A descoberta da célula O que são células? As células são a unidade fundamental da vida CITOLOGIA A área da Biologia que estuda a célula, no que diz respeito à sua estrutura e funcionamento. Kytos (célula)

Leia mais

Questão 21. Questão 23. Questão 22. alternativa B. alternativa B. alternativa D

Questão 21. Questão 23. Questão 22. alternativa B. alternativa B. alternativa D Questão 21 A recente descoberta de uma vasta região de mar descongelado no Pólo Norte é um exemplo dos efeitos do aquecimento global pelo qual passa o planeta. Alarmados com a situação, alguns países industrializados

Leia mais

Questão 89. Questão 91. Questão 90. alternativa A. alternativa E

Questão 89. Questão 91. Questão 90. alternativa A. alternativa E Questão 89 O esquema representa o sistema digestório humano e os números indicam alguns dos seus componentes. Nível de açúcar no sangue mg/100ml 200 150 100 50 B A 0 1 2 3 4 5 Número de horas após a alimentação

Leia mais

PROTOZOÁRIOS PARASITAS INTESTINAIS

PROTOZOÁRIOS PARASITAS INTESTINAIS COLÉGIO JOÃO PAULO I LABORATÓRIO DE BIOLOGIA - 2º ANO PROF. ANDRÉ FRANCO FRANCESCHINI PROTOZOÁRIOS PARASITAS INTESTINAIS AMEBÍASE Agente causador: Entamoeba histolytica. Diagnóstico: E. P. F. exame parasitológico

Leia mais

Recuperação. Células tecidos órgãos sistemas. - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões:

Recuperação. Células tecidos órgãos sistemas. - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões: Recuperação Capítulo 01 - Níveis de organização Células tecidos órgãos sistemas - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões: A- Membrana Plasmática - Revestimento da célula;

Leia mais

BIOLOGIA. Questões de 27 a 34. 27. Os esquemas abaixo mostram separações cromossômicas que ocorrem em anáfases de divisões celulares.

BIOLOGIA. Questões de 27 a 34. 27. Os esquemas abaixo mostram separações cromossômicas que ocorrem em anáfases de divisões celulares. BIO. 12 BIOLOGIA Questões de 27 a 34 27. Os esquemas abaixo mostram separações cromossômicas que ocorrem em anáfases de divisões celulares. A B Sobre essas separações cromossômicas, pode-se afirmar: A)

Leia mais

PERSPECTIVA. ciências. Sugestão de avaliação. Coleção Perspectiva

PERSPECTIVA. ciências. Sugestão de avaliação. Coleção Perspectiva PERSPECTIVA Coleção Perspectiva ciências 8 Sugestão de avaliação Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao segundo bimestre escolar ou às Unidades 3 e 4 do Livro do Aluno. Avaliação Ciências

Leia mais

Prova de Química e Biologia

Prova de Química e Biologia Provas Especialmente Adequadas Destinadas a Avaliar a Capacidade para a Frequência dos Cursos Superiores do IPVC dos Maiores de 23 Anos Prova de Química e Biologia Prova modelo Prova Específica de Química

Leia mais

Escola Secundária de Forte da Casa

Escola Secundária de Forte da Casa Escola Secundária de Forte da Casa Informação - Prova de Equivalência à Frequência / 2012 2013 (Decreto Lei nº 139/2012, de 5 de Julho e Portaria nº 243/2012, de 10 de agosto) 12ºAno Cursos Científico-Humanísticos

Leia mais

9/30/2014. Por que engenheiros biomédicos precisam estudar anatomia e fisiologia? Introdução. Fisiologia. Anatomia

9/30/2014. Por que engenheiros biomédicos precisam estudar anatomia e fisiologia? Introdução. Fisiologia. Anatomia Por que engenheiros biomédicos precisam estudar anatomia e fisiologia? Introdução à Anatomia e Fisiologia EN2319-Bases Biológicas para Engenharia I Reginaldo K Fukuchi Universidade Federal do ABC Por que

Leia mais

BIOLOGIA COMENTÁRIO DA PROVA DE BIOLOGIA

BIOLOGIA COMENTÁRIO DA PROVA DE BIOLOGIA COMENTÁRIO DA PROVA DE BIOLOGIA Nota-se claramente que a prova de biologia da segunda fase da UFPR refletiu um esforço no sentido de privilegiar questões que envolvam raciocínio lógico aplicado ao domínio

Leia mais

QUÍMICA CELULAR NUTRIÇÃO TIPOS DE NUTRIENTES NUTRIENTES ENERGÉTICOS 4/3/2011 FUNDAMENTOS QUÍMICOS DA VIDA

QUÍMICA CELULAR NUTRIÇÃO TIPOS DE NUTRIENTES NUTRIENTES ENERGÉTICOS 4/3/2011 FUNDAMENTOS QUÍMICOS DA VIDA NUTRIÇÃO QUÍMICA CELULAR PROFESSOR CLERSON CLERSONC@HOTMAIL.COM CIESC MADRE CLÉLIA CONCEITO CONJUNTO DE PROCESSOS INGESTÃO, DIGESTÃO E ABSORÇÃO SUBSTÂNCIAS ÚTEIS AO ORGANISMO ESPÉCIE HUMANA: DIGESTÃO ONÍVORA

Leia mais

PROVA DE BIOLOGIA II CÉLULAS-TRONCO PODERÃO SER ALTERNATIVA PARA TRATAMENTO DE DOENÇAS AUTOIMUNES

PROVA DE BIOLOGIA II CÉLULAS-TRONCO PODERÃO SER ALTERNATIVA PARA TRATAMENTO DE DOENÇAS AUTOIMUNES 24 PROVA DE BIOLOGIA II Q U E S T Ã O 4 0 CÉLULAS-TRONCO PODERÃO SER ALTERNATIVA PARA TRATAMENTO DE DOENÇAS AUTOIMUNES As doenças autoimunes afetam de 3% a 5% da população mundial. Causadas por uma disfunção

Leia mais

O CITOPLASMA E SUAS ORGANELAS

O CITOPLASMA E SUAS ORGANELAS O CITOPLASMA E SUAS ORGANELAS Citoplasma região entre a membrana plasmática e o núcleo (estão presentes o citosol e as organelas). Citosol material gelatinoso formado por íons e moléculas orgânicas e inorgânicas

Leia mais