Biofar, Rev. Biol. Farm. Campina Grande/PB, v. 9, n. 1, p , março/maio, 2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Biofar, Rev. Biol. Farm. Campina Grande/PB, v. 9, n. 1, p. 13-17, março/maio, 2013"

Transcrição

1 13 Biofar, Rev. Biol. Farm. Campina Grande/PB, v. 9, n. 1, p , março/maio, 2013 ESTUDO COMPARATIVO DE DOIS MÉTODOS DE EXTRAÇÃO DE DNA GENÔMICO DO PEQUI (Caryocar coriaceum Wittm.) Isaac Farias Cansanção 1, Henrique Douglas Melo Coutinho 2 RESUMO - Caryocar coriaceum Wittm. (pequi) é uma espécie abundante Floresta Nacional do Araripe (FLONA). O fruto apresenta altas concentrações de vitaminas A, B1, B2, C e E, óleo e proteínas, além de propriedades amplamente utilizadas na medicina popular. Este trabalho visou comparar dois protocolos de extração de DNA. No primeiro procedimento, o isolamento do DNA foi realizado com a maceração de folhas jovens utilizando o N 2 líquido por meio do CTAB 2%. Para o segundo protocolo, folhas jovens foram submetidas a uma maceração em liquidificador doméstico utilizando tampão de extração com proporções específicas para sua homogeneização. Estas amostras foram quantificadas e analisadas quanto à quantidade do DNA obtido. Uma maior concentração de DNA foi observada nas amostras extraídas por maceração mecânica. A partir destes dados obtidos, o procedimento dois demonstrou ser mais simples e de menor custo, favorecendo assim seu uso laboratorial. Unitermos: genômico, espectrofotometria, lise mecânica, CTAB. COMPARISON BETWEEN TWO METHODS OF GENOMIC DNA EXTRACTION FROM PEQUI (Caryocar coriaceum Wittm.) ABSTRACT - Caryocar coriaceum Wittm. (pequi) is a common plant found on the National Forest of Araripe (FLONA). The fruit presents a high content of vitamins A, B1, B2, C and E; fixed oil and proteins, being also used on the folk medicine due its biological activities. The aim of this work was compare two different protocols of DNA extraction. On the protocol 1, the DNA was isolated from young leaves macerated using liquid nitrogen and CTAB 2%. On the protocol 2, the same kinds of leaves were disrupted using a domestic blender for a mechanical lysis and homogenized with extraction buffer. The two samples were quantified and analyzed to verify the DNA quality. Best quality and higher concentrations of DNA were observed from the protocol 2. Due this results, the protocol 2 shows to combine low costs and simplicity, being a possible method to be used on laboratories and as didactic resource on the schools. Uniterms: genomic, spectrophotometry, mechanical lysis, CTAB. INTRODUÇÃO O gênero Caryocar é autóctone e ocorrente em diversas regiões do Brasil (Macedo, 2005). Algumas espécies são encontradas em savanas, vegetação semelhante ao cerrado Brasileiro, estando presente desde a Costa Rica até o Paraguai (Franco et al., 2004). Caryocar coriaceum Wittm. 1 Biólogo, Mestre em Genética, Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF, Departamento de Ciências da Natureza, São Raimundo Nonato PI, Brasil 2 Biólogo, Doutor em Farmacologia, Universidade Regional do Cariri - URCA, Departamento de Química Biológica, Crato CE, Brasil ). * Endereço para correspondência: Henrique D.M. Coutinho: Universidade Regional do Cariri - URCA; Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - CCBS; Departamento de Química Biológica; Laboratório de Microbiologia e Biologia Molecular LMBM Crato, CE Brasil. Fone: +55(88) ; Fax +55(88) E Mail: Recebido em 20/01/ Aceite para publicação em 27/02/2013 Revista de Biologia e Farmácia. Universidade Estadual da Paraíba. Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. Departamento de Biologia. Av. Juvêncio Arruda, s/n, Bodocongó, Campina Grande, PB, BRASIL. Cep: E- mail: ou

2 Estudo comparativo de dois métodos de... (Pequi), uma espécie bem representada do nordeste Brasileiro. Madeira, casca, polpa, folhas e amêndoas são empregados para as mais diversas finalidades pelas comunidades tradicionais (Oliveira, 1988; 2009). A literatura disponível existente retrata que C. coriaceum foi objetivo de trabalhos de análise morfológica, física e química dos seus frutos bem como suas propriedades medicinais, inexistindo pesquisas genéticas até o momento (Saraiva et al., 2008; Oliveira, 2009). O estudo molecular frente a espécies nativas é de grande importância, principalmente em estudos visando o auxílio em programas de melhoramento genético, uma vez que este tipo de planta naturalmente propaga-se por sementes, apresentando grande heterogeneidade em suas características (Silva; Medeiros Filho, 2006; Vera et al., 2007). Entretanto, dependendo da espécie em questão e das condições laboratoriais, são necessárias algumas modificações e adaptações nos protocolos para a obtenção de padrões qualitativos e quantitativos de DNA. Estas adequações acontecem porque algumas plantas apresentam altos níveis de polifenóis e presença de mucilagens foliares que dificultam a extração e amplificação de ácidos nucléicos, necessitando assim de uma otimização que facilite a operacionalização da técnica de extração (Ferreira; Grattapaglia, 1995). Diante deste fato, pretende-se conhecer o nível de Diversidade Genética do pequizeiro (Caryocar coriaceum Wittm.) na Biorregião do Araripe, onde um dos objetivos específicos foi testar e analisar dois protocolos de extração de DNA [método CTAB e SDS via liquidificador] para uma melhor padronização e otimização do DNA dessa espécie na região em destaque. MATERIAIS E MÉTODOS Material vegetal Folhas jovens foram colhidas em áreas preservadas da Reserva Florestal do Araripe. Estas foram estocadas em sacos plásticos, etiquetados e armazenados em recipientes isolantes a 0ºC e posteriormente foram armazenadas em freezer a -20 o C até a extração do DNA. Os protocolos adotados são bastante utilizados e consistentes em estudos genéticos direcionado a plantas, bem como acompanhados com as devidas adaptações necessárias de padronização. Extração de DNA usando o protocolo CTAB O isolamento do DNA genômico foi feito usando 0,5g de folhas jovens para cada amostra de pequi seguindo protocolo descrito por Doyle e Doyle (1990), com modificações. As amostras foram maceradas na presença de N 2 líquido, sendo então transferidas para tubos contendo 6 ml de CATB 2% (brometo de Cetil-Trimetilamônio; Tris-HCl; EDTA) previamente incubados a 65 ºC durante 1h. Em seguida, foi feita uma lavagem com clorofórmio/álcool isoamílico (1 ml) com proporção de 24:1 e centrifugada a 2500 rpm por 15 minutos à temperatura ambiente. Recuperada a fase superior de cada tubo, estes foram conduzidos para tubos autoclavados, adicionando-se dois terços de volume de isopropanol e deixados em temperatura ambiente por 12h. Na sequência, foram centrifugados a 1500 rpm por 3 minutos. Posteriormente, foram adicionados dois volumes de NaCl (1M), mantendo os tubos em solução por 10 minutos e 2,5 volumes de Etanol 100%, seguido de centrifugação a 1500 rpm por 3 minutos para a precipitação do DNA. Após a retirada do sobrenadante, o DNA foi seco e adicionado ao pellet dois volumes de T.E. para ressuspender o DNA. As amostras foram armazenadas a 4ºC, preservando o material até a quantificação. Extração de DNA usando o protocolo SDS via liquidificador Seguindo o protocolo de Milach (1998) com modificações. Foi preparada uma solução com 250 ml de Tampão de Extração (NaCl 5M: 25 ml, Tris-HCl 1M: 25 ml, EDTA 0,25 M: 50 ml, SDS 20%: 15,62 ml, água destilada e estéril: 134,38 ml). Com isso, 10 g de folhas jovens foram adicionadas em um liquidificador doméstico junto com o tampão de extração, a fim de ocorra a marceração. Após 10 minutos, a solução foi depositada em um Becker de 500 ml e incubada a 65 C durante 30 minutos. A solução foi distribuída em 10 microtubos de 2 ml, colocando-os no banho-maria para manter o extrato ressuspendido. Em torno de 10 minutos, os tubos foram retirados 14

3 Isaac Farias Cansanção et al. e adicionado um volume (650 µl) de clorofórmio/álcool isoamílico (24:1) em cada tubo, e misturados cuidadosamente por inversão por 10 minutos, centrifugando-os a 5000 rpm por 15 minutos. Os sobrenadantes foram removidos e repassados para tubos estéreis, repetindo-se este procedimento por duas vezes. Na sequência, estas amostras foram colocadas no refrigerador a 4ºC e logo após 2 horas foram centrifugadas a rpm por 15 minutos. Novamente os sobrenadantes foram removidos, e distribuídos em novos microtubos, ressuspendendo com água ultrapura, sendo então armazenados e acondicionados em refrigerador a -20ºC até o momento da análise de quantificação destes materiais. Análise do DNA extraído por eletroforese em gel de agarose A observação do DNA no primeiro protocolo foi realizada em gel de agarose a 1,5%, utilizando um mix de 5 l de DNA e 5 l de corante de corrida (xileno cianol, azul de bromofenol e sacarose), a 80 V/cm durante 1h e analisado em transiluminador. O segundo protocolo foi feito por análise em gel de agarose a 1,5%, numa reação de 4µL de DNA (amostra) e 15µL de corante de corrida (glicerol, T.E. e azul de bromofenol), a 80 v por 1h e analisado em transiluminador. O DNA de seis amostras foi quantificado por espectrofotometria a 260nm e sua pureza analisada pela relação 260/280nm para os dois protocolos citados. RESULTADOS E DISCUSSÃO Foram detectadas diferenças nos dois protocolos utilizados. O protocolo 1 (Doyle; Doyle, 1990 com modificações) não foi tão eficiente para a extração de DNA de Caryocar coriaceum Wittm. Não foi encontrado material genético nas amostras 05 e 06 utilizadas neste procedimento (Tabela 1). A partir do protocolo 2 (Milach, 1998 com modificações) foi possível extrair uma quantidade maior de DNA. Este protocolo decorreu de modificações nas etapas de extração e centrifugação, facilitando a obtenção de materiais com melhor qualidade e quantidade do que foi encontrado no protocolo anterior e com pequenas parcelas de contaminantes. Os testes qualitativos e quantitativos de DNA foram realizados pelo espectrofotômetro (FEMTO 800 XI) nas seis amostras. A concentração de DNA foi também estimada em relação à sua pureza, de acordo com Sambrook et al. (2001). As amostras do procedimento 1 perfizeram valores de 260 nm entre 0,033 e 0,085, e de 280 nm entre 0,037 e 0,078. Nas amostras do protocolo 2, os valores encontrados de 260 nm foram entre 0,242 e 0,306, e de 280 nm entre 0,197 e 0,263. A relação A260/280 perfez valores entre 0,89 e 1,35 bem como entre 1,12 e 1,40, respectivamente. Tabela 1 - Quantificação e análise de pureza de seis amostras de DNA extraído de Caryocar coriaceum Wittm. a partir de tecido foliar, obtidas pelo método CTAB e SDS, utilizando leituras de absorbância de 260 nm e 280 nm. Amostras CTAB SDS A260 A280 A260/280 [DNA]ng/µ A260 A280 A260/280 [DNA]ng/µL L 01 0,085 0,063 1,35 425,00 0,295 0,262 1, , ,075 0,078 0,96 325,00 0,242 0,197 1, , ,033 0,037 0,89 95,00 0,299 0,252 1, , ,058 0,047 1,23 290,00 0,272 0,216 1, , ,306 0,263 1, , ,291 0,207 1, ,00 Segundo Weising et al. (2004) e Kotchoni e Gachomo (2009), o método CTAB tem sido muito utilizado para extração em tecidos frescos e diversos protocolos têm sido desenvolvidos para este fim em todo o mundo. Entretanto, para extração de DNA de C. coriaceum Wittm., alguns procedimentos podem ter favorecido a presença de compostos que ajudam a degradar o DNA no 15

4 Estudo comparativo de dois métodos de... momento da extração, como polissacarídeos e compostos fenólicos, detentores de grande presença nos vegetais e que possuem um amplo efeito oxidativo nos constituintes celulares. Entretanto, no outro protocolo utilizando SDS, diversos autores evidenciaram uma boa eficiência no isolamento do DNA para estudos de variabilidade genética, sendo também bastante significativo na utilização deste material genético em programas de melhoramento genético de espécies agroindustriais (Figueira et al., 1992; Ahmed et al., 2009). Embora o método utilizado com êxito tenha sido realizado de forma rudimentar, este procedimento garantiu o isolamento do DNA em maior quantidade, com melhor pureza e com menor custo, ainda que seja preciso alguns ajustes a fim de que resulte em um material genético sem contaminantes. Diferentes métodos de extração de DNA surgiram nas últimas décadas, na sua maioria utilizando o nitrogênio líquido (Kotchoni; Gachomo, 2009), ou em menores proporções, fazendo uso da liofilização (Sperisen et al., 2000) ou até raspa de vidro (Huang et al., 2002). O intuito de macerar o tecido foliar é facilitar a separação e o isolamento do material genético, servindo como de ponto de partida para diversos estudos genéticos, como seleção assistida por marcadores moleculares ou mapeamento de QTLs (Quantitative Trait Loci) (Ferreira; Grattapaglia, 1995). De acordo com Faleiro et al. (1996), a integridade do DNA é de fundamental importância para uma boa reprodutibilidade de produtos amplificadores assistidos por marcadores moleculares. Entretanto, dependendo da quantidade presente de contaminantes no material, o uso destes ácidos nucléicos não inviabiliza a obtenção de padrões nítidos e reprodutíveis por meio da PCR. O procedimento utilizado via liquidificador é pioneiro em técnicas de isolamento de materiais genéticos, podendo então ser empregado, mesmo de forma tão simples, em diversas finalidades científicas como, por exemplo, em estudos de diversidade genética intra e interespecífica, embora os resultados de outros autores tenham sido relatados até o momento utilizando outros meios de maceração mecânica (Faleiro et al., 2008). Este método pode também ser favorável em centros universitários ou instituições de ensino de regiões longínquas, onde possuem dificuldades de obter nitrogênio líquido, e com isso a técnica de extração de ácidos nucléicos possa está mais presente em aulas práticas de biologia ou projetos de pesquisa e extensão, auxiliando assim o entendimento da parte teórica disciplinar. Entre os protocolos testados neste trabalho, o que apresentou melhor resultado foi o de Milach (1998) via liquidificador/sds, modificado para se adaptar à Caryocar coriaceum Wittm., obtendo uma qualidade e quantidade superior em relação ao outro procedimento. Este trabalho pode representar um importante passo para o estudo da espécie vegetal nativa, uma vez que é pioneiro na área da genética de plantas na região, o que auxiliará na execução de um protocolo com menor custo, ampliando a aplicabilidade deste procedimento para outras espécies nativas da Chapada do Araripe. REFERÊNCIAS Ahmed, I.; Islam, M.; Arshad, W.; Mannan, A.; Ahmad, W.; Mirza, B. (2009). High-quality plant DNA extraction for PCR: an easy approach. Journal of Applied Genetics, 50: Doyle, J.J.; Doyle, J.L. (1990). Isolation of plant DNA from fresh tissue. Focus, 12: Faleiro, F.G.; Araújo, I.S.; Bahia, R.C.S.; Santos, R.F.; Yamada, M.M.; Anhert, D. (1996). Otimização da extração e amplificação de DNA de esporos de Uromyces appendiculatus. Fitopatologia Brasileira, 21: Faleiro, F.G.; Bellon, G.; Pereira, A.V.; Pereira, E.B.C.; Junqueira, N.T.V.; Vieira, E.A.; Dunboc, E.; Sano, S.M.; Melo, J.T.; Fernandes, F.D. (2008). Variabilidade genética de coleção de trabalho de pequizeiro com base em marcadores moleculares. In: IX Simpósio Nacional do Cerrado e II Simpósio Inernacional de Savanas Tropicais. Brasília, EMBRAPA Cerrados, Brasil. 16

5 Isaac Farias Cansanção et al. Ferreira, M.E.; Grattapaglia, D. (1995). Introdução ao uso de marcadores. RAPD e RFLP em análise genética. Brasília, EMBRAPA-CENARGEN. Documento 20, Brasil, 220 p. 17 Figueira, A.; Janick, J.; Goldsbrough, P. (1992). Genome size and DNA polymorphism in Theobroma cacao. Journal of American Society of Horticulture Science, 117: Franco, L.M.L.; Ummus, M.E.; Luz, R.A. (2004). A distribuição do Pequi (Caryocar brasiliense) na estação ecológica de Itirapina, SP. In: Congresso Brasileiro de Geógrafos. AGB, Goiânia, Brasil. p Huang, Y.L.; Shi, S.H.; Zhong, Y.; Tan, F.X. (2002). A new method for preparation of template DNA for PCR from special plant materials. Chinese Science Bulletin, 47: Kotchoni, S.O.; Gachomo, E.W. (2009). A rapid and hazardous reagent free protocol for genomic DNA extraction suitable for genetic studies in plants. Molecular Biology Reports, 36: Macedo, J.F. (2005). Pequi: do plantio à mesa. EPAMIG, Belo Horizonte, Brasil. 44p. Milach, S.C.K. (1998). Principais tipos de marcadores moleculares e suas características. In: Milach SCK. Marcadores Moleculares em Plantas. UFRGS, Porto Alegre, Brasil. Oliveira, M.E.B. (2009). Características físicas, químicas e compostos bioativos em pequis (Caryocar coriaceum Wittm.). Tese. Recife: Universidade Federal de Pernambuco, Recife, Brasil. 146p. Oliveira S. (1988). Pequi. Globo Rural, 4: Sambrook, J.; Fritsch, E.F.; Maniatis, T.; Russell, D.W. (2001). Molecular Cloning: A Laboratory Manual (3rd ed.). Cold Spring Harbor Laboratory Press, New Jersey, USA, 1659p. Saraiva, R.A.; Leite, G.O.; Oliveira, R.C.; Araruna, M.K.A.; Menezes, K.D.P.; Pereira, C.K.B.; Costa, J.G.M.; Campos, A.R.; Menezes, I.R.A. (2008). Topical anti-inflammatory activity of Caryocar coriaceum Wittm. (Caryocaraceae) pulp fruit and seed oils. 4th Brazilian Symposium on Medicinal Chemistry, Brasil. Silva, M.A.P.; Medeiros Filho, S. (2006). Morfologia de fruto, semente e plântula de piqui (Caryocar coriaceum Wittm.). Revista de Ciência Agrárias, 37: Sperisen, C.; Gugerli, F.; Büchler, U.; Mátyás, G. (2000). Comparison of two rapid DNA extraction protocols for gymnosperms for application in population genetic and phylogenetic studies. Genetics, 7: Vera, R.; Souza, E.R.B.; Fernandes, E.P.; Naves, R.V.; Soares Júnior, M.S.; Caliari, M.; Ximenes, P.A. (2007). Caracterização física e química de frutos do pequizeiro (Caryocar brasiliense Camb.) oriundos de duas regiões no estado de Goiás, Brasil. Pesquisa Agropecuária Tropical, 37: Weising, K.; Nybom, H.; Wolff, K.; Kahl, G. (2004). DNA fingerprinting in plants. CRC Press, Boca Raton, USA, 322p.

EXTRAÇÃO DE DNA EM GENÓTIPOS DE ACEROLA NO DISTRITO DE IRRIGAÇÃO DO PIAUÍ-DITALPI.

EXTRAÇÃO DE DNA EM GENÓTIPOS DE ACEROLA NO DISTRITO DE IRRIGAÇÃO DO PIAUÍ-DITALPI. EXTRAÇÃO DE DNA EM GENÓTIPOS DE ACEROLA NO DISTRITO DE IRRIGAÇÃO DO PIAUÍ-DITALPI. Antonia Cardoso Almeida ( ICV/ UFPI); Francilene Leonel Campos(orientadora, Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas/

Leia mais

Extração de DNA e Amplificação por PCR

Extração de DNA e Amplificação por PCR Universidade Federal de São Carlos Departamento de Genética e Evolução Disciplina Práticas de Genética Extração de DNA e Amplificação por PCR Érique de Castro 405523, Victor Martyn 405612, Wilson Lau Júnior

Leia mais

Termos para indexação: diversidade genética, pequi, Caryocar brasiliense, RAPD, recursos genéticos, germoplasma

Termos para indexação: diversidade genética, pequi, Caryocar brasiliense, RAPD, recursos genéticos, germoplasma VARIABILIDADE GENÉTICA DE COLEÇÃO DE TRABALHO DE PEQUIZEIRO COM BASE EM MARCADORES MOLECULARES Fábio Gelape Faleiro 1, Graciele Bellon 1, Ailton Vítor Pereira 2, Elainy Botelho C. Pereira 3, Nilton Tadeu

Leia mais

PLANO DE MINICURSO TÍTULO DO MINICURSO: 60 ANOS DO DNA E OS AVANÇOS DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA

PLANO DE MINICURSO TÍTULO DO MINICURSO: 60 ANOS DO DNA E OS AVANÇOS DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA PLANO DE MINICURSO TÍTULO DO MINICURSO: 60 ANOS DO DNA E OS AVANÇOS DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA OBJETIVO: Proporcionar aos participantes uma maior compreensão dos avanços que a descoberta da estrutura da

Leia mais

Extração de DNA. Prof. Silmar Primieri

Extração de DNA. Prof. Silmar Primieri Extração de DNA Prof. Silmar Primieri Conceitos Prévios O que é DNA? Onde se localiza o DNA na célula? Do que são formadas as membranas celulares? Qual a estrutura do DNA? O que é DNA? Unidade básica informacional

Leia mais

PROTOCOLO PARA EXTRAÇÃO DE DNA GENÔMICO DE Anacardium giganteum W. HANCOCK EX ENGL. (ANACARDIACEAE)

PROTOCOLO PARA EXTRAÇÃO DE DNA GENÔMICO DE Anacardium giganteum W. HANCOCK EX ENGL. (ANACARDIACEAE) PROTOCOLO PARA EXTRAÇÃO DE DNA GENÔMICO DE Anacardium giganteum W. HANCOCK EX ENGL. (ANACARDIACEAE) Bruna Mezzalira da Silva 1, Edinéia Zulian Dalbosco 1, Nádia Botini 1, Rodrigo Brito de Faria 1, Ana

Leia mais

Estudantes do Programa de Pós Graduação em Zootecnia da Universidade Estadual de Maringá.

Estudantes do Programa de Pós Graduação em Zootecnia da Universidade Estadual de Maringá. Extração de DNA e RNA de fígado e músculo em tilápia do Nilo Extraction of DNA and RNA from liver and muscle in Nile tilapia Extracción de ADN y ARN de hígado y músculo en tilapia del Nilo Eliane Gasparino

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DE PROTOCOLOS DE EXTRAÇÃO DE DNA DAS ESPÉCIES DE AVES Oryzoborus angolensis e Oryzoborus maximiliani

PADRONIZAÇÃO DE PROTOCOLOS DE EXTRAÇÃO DE DNA DAS ESPÉCIES DE AVES Oryzoborus angolensis e Oryzoborus maximiliani 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 PADRONIZAÇÃO DE PROTOCOLOS DE EXTRAÇÃO DE DNA DAS ESPÉCIES DE AVES Oryzoborus angolensis e Oryzoborus maximiliani Paulo Henrique Godoy Teles 1 ; Adriana

Leia mais

USO DE MARCADORES MOLECULARES RAPD E MICROSSATÉLITES VISANDO A CONFIRMAÇÃO DA FECUNDAÇÃO CRUZADA ENTRE Theobroma cacao E Theobroma grandiflorum

USO DE MARCADORES MOLECULARES RAPD E MICROSSATÉLITES VISANDO A CONFIRMAÇÃO DA FECUNDAÇÃO CRUZADA ENTRE Theobroma cacao E Theobroma grandiflorum Agrotrópica 15 (1) : 41-46. 2003. Centro de Pesquisas do Cacau, Ilhéus, Bahia, Brasil USO DE MARCADORES MOLECULARES RAPD E MICROSSATÉLITES VISANDO A CONFIRMAÇÃO DA FECUNDAÇÃO CRUZADA ENTRE Theobroma cacao

Leia mais

Reagentes para Biologia Molecular

Reagentes para Biologia Molecular Reagentes para Biologia Molecular Para obtenção de resultados confiáveis, atividades realizadas na área da Biologia Molecular requerem reagentes de qualidade e pureza elevada. Ideais para diversas rotinas

Leia mais

Bancos de DNA de Plantas

Bancos de DNA de Plantas Centro de Gestão e Estudos Estratégicos Ciência, Tecnologia e Inovação Projeto: Diretrizes e Estratégias para a Modernização de Coleções Biológicas Brasileiras e a Consolidação de Sistemas Integrados de

Leia mais

RETROCRUZAMENTOS VISANDO À OBTENÇÃO DE RESISTÊNCIA DO MARACUJAZEIRO-AZEDO À VIROSE DO ENDURECIMENTO DOS FRUTOS, AUXILIADOS POR MARCADORES MOLECULARES

RETROCRUZAMENTOS VISANDO À OBTENÇÃO DE RESISTÊNCIA DO MARACUJAZEIRO-AZEDO À VIROSE DO ENDURECIMENTO DOS FRUTOS, AUXILIADOS POR MARCADORES MOLECULARES RETROCRUZAMENTOS VISANDO À OBTENÇÃO DE RESISTÊNCIA DO MARACUJAZEIRO-AZEDO À VIROSE DO ENDURECIMENTO DOS FRUTOS, AUXILIADOS POR MARCADORES MOLECULARES Kenia Gracielle da Fonseca¹, Fábio Gelape Faleiro¹,

Leia mais

Apostila de aula prática REAÇÃO EM CADEIA PELA POLIMERASE (PCR)

Apostila de aula prática REAÇÃO EM CADEIA PELA POLIMERASE (PCR) 1 Universidade Federal Fluminense Instituto Biomédico Departamento de Microbiologia e Parasitologia Disciplina: Virologia Apostila de aula prática REAÇÃO EM CADEIA PELA POLIMERASE (PCR) A técnica de reação

Leia mais

ESTABELECIMENTO DE PROTOCOLO DE MICROEXTRAÇÃO DE DNA DE PLANTAS DO SEMIÁRIDO PARAIBANO

ESTABELECIMENTO DE PROTOCOLO DE MICROEXTRAÇÃO DE DNA DE PLANTAS DO SEMIÁRIDO PARAIBANO 230 ESTABELECIMENTO DE PROTOCOLO DE MICROEXTRAÇÃO DE DNA DE PLANTAS DO SEMIÁRIDO PARAIBANO Edjair da Silva OLIVEIRA¹ Rayane Alexandre de ABREU² Gláucia Diojânia Azevêdo MEDEIROS¹ Graciete Balbino BATISTA³

Leia mais

Análise Genética de Ceiba pentandra (samaúma) ocorrentes na área de Influência da UHE Santo Antônio.

Análise Genética de Ceiba pentandra (samaúma) ocorrentes na área de Influência da UHE Santo Antônio. PROJETO: Análise Genética das Populações de Myrciaria dubia (camu-camu) e Ceiba pentandra (samaúma) ocorrentes na área de Influencia da UHE Santo Antônio. Análise Genética de Ceiba pentandra (samaúma)

Leia mais

VERIFICAÇÃO DA EFICIÊNCIA DO MÉTODO DE EXTRAÇÃO DE DNA DO FUNGO MYCOSPHAERELLA FIJIENSIS PARA DETECÇÃO ATRAVÉS DE PCR EM TEMPO REAL

VERIFICAÇÃO DA EFICIÊNCIA DO MÉTODO DE EXTRAÇÃO DE DNA DO FUNGO MYCOSPHAERELLA FIJIENSIS PARA DETECÇÃO ATRAVÉS DE PCR EM TEMPO REAL VERIFICAÇÃO DA EFICIÊNCIA DO MÉTODO DE EXTRAÇÃO DE DNA DO FUNGO MYCOSPHAERELLA FIJIENSIS PARA DETECÇÃO ATRAVÉS DE PCR EM TEMPO REAL Luciana Oliveira Barateli; Regina Melo Sartori Coelho; Abmael Monteiro

Leia mais

PREPARO DE SOLUÇÕES EM BIOLOGIA MOLECULAR

PREPARO DE SOLUÇÕES EM BIOLOGIA MOLECULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CAMPUS DE PARNAÍBA Mestrado em Biotecnologia Semestre 2011.2 PREPARO DE SOLUÇÕES EM BIOLOGIA MOLECULAR DATA: AULA PRÁTICA 2: preparo de soluções em biologia molecular. I.

Leia mais

A QUANTIDADE DE CÉLULAS DE LEVEDURAS DO GÊNERO Candida PODE INFLUENCIAR A INTEGRIDADE E QUANTIDADE DE DNA EXTRAÍDO? RESUMO

A QUANTIDADE DE CÉLULAS DE LEVEDURAS DO GÊNERO Candida PODE INFLUENCIAR A INTEGRIDADE E QUANTIDADE DE DNA EXTRAÍDO? RESUMO A QUANTIDADE DE CÉLULAS DE LEVEDURAS DO GÊNERO Candida PODE INFLUENCIAR A INTEGRIDADE E QUANTIDADE DE DNA EXTRAÍDO? Danielly Beraldo dos Santos Silva 1, Luana Mirele Carbonara Rodrigues 2, Bruno Crispim

Leia mais

PROCESSO DE ANÁLISE DO DNA: PROJETO DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA PARA PROFESSORES DE ENSINO MÉDIO

PROCESSO DE ANÁLISE DO DNA: PROJETO DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA PARA PROFESSORES DE ENSINO MÉDIO PROCESSO DE ANÁLISE DO DNA: PROJETO DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA PARA PROFESSORES DE ENSINO MÉDIO Cynthia Germoglio Farias de Melo cynthia_fariasm@hotmail.com Rayner Anderson Ferreira do Nascimento raynerbiomedicina@gmail.com

Leia mais

Ciência Florestal, Santa Maria, v. 21, n. 2, p. 363-367, abr.-jun., 2011 ISSN 0103-9954 PROPOSTA DE PROTOCOLO PARA EXTRAÇÃO DE DNA DE JABUTICABEIRA

Ciência Florestal, Santa Maria, v. 21, n. 2, p. 363-367, abr.-jun., 2011 ISSN 0103-9954 PROPOSTA DE PROTOCOLO PARA EXTRAÇÃO DE DNA DE JABUTICABEIRA Ciência Florestal, Santa Maria, v. 21, n. 2, p. 363-367, abr.-jun., 2011 ISSN 0103-9954 PROPOSTA DE PROTOCOLO PARA EXTRAÇÃO DE DNA DE JABUTICABEIRA 363 PROTOCOL SUGGESTED FOR DNA EXTRACTION OF JABUTICABA

Leia mais

Mestrado em Genética Molecular

Mestrado em Genética Molecular Mestrado em Genética Molecular Ano lectivo de 2000/2001, edição 2000-2002 Biologia Molecular Expressão génica (RT-PCR) Protocolo das sessões práticas Braga, 2000 Rui Pedro Soares de Oliveira Mestrado em

Leia mais

O papel das nodulinas na fixação biológica do nitrogênio na cultura de soja

O papel das nodulinas na fixação biológica do nitrogênio na cultura de soja O papel das nodulinas na fixação biológica do nitrogênio na cultura de soja SOUZA, R.C. 1 ; SANTOS, M.A. 2 ; HUNGRIA, M. 3 1 Centro Universitário Filadélfia - Unifil, renata@ cnpso.embrapa.br; 2 Escola

Leia mais

Genética e Melhoramento de Plantas

Genética e Melhoramento de Plantas Genética e Melhoramento de Plantas Marcadores moleculares e sua utilização no melhoramento Por: Augusto Peixe Introdução ao uso de Marcadores moleculares Definição Marcador molecular é todo e qualquer

Leia mais

Departamento de Zoologia da Universidade de Coimbra

Departamento de Zoologia da Universidade de Coimbra Departamento de Zoologia da Universidade de Coimbra Ana Luísa Carvalho Amplificação de um fragmento de DNA por PCR Numa reacção em cadeia catalizada pela DNA polimerase (Polymerase Chain Reaction - PCR),

Leia mais

TESTES DE EXTRAÇÃO DE DNA DE Anticarsia gemmatalis e Spodoptera frugiperda USANDO O PROTOCOLO MINIPREP (MODIFICADO DE RAEDER; BRODA, 1985)

TESTES DE EXTRAÇÃO DE DNA DE Anticarsia gemmatalis e Spodoptera frugiperda USANDO O PROTOCOLO MINIPREP (MODIFICADO DE RAEDER; BRODA, 1985) TESTES DE EXTRAÇÃO DE DNA DE Anticarsia gemmatalis e Spodoptera frugiperda USANDO O PROTOCOLO MINIPREP (MODIFICADO DE RAEDER; BRODA, 1985) Francielle Fiorentin, Alice Jacobus de Moraes, Viviane M. Celant,

Leia mais

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Amazônia Oriental Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Amazônia Oriental Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Amazônia Oriental Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Embrapa Amazônia Oriental Belém, PA 2015 DIVERGÊNCIA GENÉTICA ENTRE MATRIZES DE

Leia mais

Recebido em: 12/04/2014 Aprovado em: 27/05/2014 Publicado em: 01/07/2014

Recebido em: 12/04/2014 Aprovado em: 27/05/2014 Publicado em: 01/07/2014 ESTABELECIMENTO E OTIMIZAÇÃO DE PROTOCOLO PARA EXTRAÇÃO E AMPLIFICAÇÃO DE DNA EM TECIDO FOLIAR DE Curcuma longa. (L) 6 Kátia Fabiane Medeiros Schmitt 1,6, Bruna Mezzalira da Silva 2,6, Ana Aparecida Bandini

Leia mais

Guia do Professor. (Documento baseado no guião original em inglês)

Guia do Professor. (Documento baseado no guião original em inglês) Guia do Professor (Documento baseado no guião original em inglês) Nota: Este documento é apenas um resumo do conteúdo do guia do professor. Alguns itens de grande importância não estão aqui referidos,

Leia mais

RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA

RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Biológicas Departamento de Bioquímica e Imunologia Professor: Miguel Alunos: Gustavo Bastos, Hugo Rezende, Monica Maertens,

Leia mais

LINHA DE REAGENTES PARA BIOLOGIA MOLECULAR

LINHA DE REAGENTES PARA BIOLOGIA MOLECULAR LINHA DE REAGENTES PARA BIOLOGIA MOLECULAR Linha de reagentes fabricados dentro de restritos controles de qualidade. Testados para assegurar os melhores resultados nas técnicas de pesquisa em Biologia

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 MARCADORES SSR PARA A CARACTERIZAÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DE CULTIVARES DE MILHETO (Pennisetum glaucum (L.) R. Br.) ADRIANO ALVES DA SILVA 1, ÉDILA VILELA RESENDE VON PINHO 2 ; BRUNA LINE CARVALHO 3, VIVIAN

Leia mais

LABORATÓRIO DE BIOENGENHARIA. Métodos rápidos de tipagem de microrganismos

LABORATÓRIO DE BIOENGENHARIA. Métodos rápidos de tipagem de microrganismos LABORATÓRIO DE BIOENGENHARIA Métodos rápidos de tipagem de microrganismos Tradicionalmente, o estudo de microrganismos, a nível genético, bioquímico/fisiológico ou apenas a nível de identificação, requer

Leia mais

Engenharia Molecular. Kit Autossômico GEM. EM-22plex sem extração. Manual Técnico WWW.GENOMIC.COM.BR

Engenharia Molecular. Kit Autossômico GEM. EM-22plex sem extração. Manual Técnico WWW.GENOMIC.COM.BR Engenharia Molecular Kit Autossômico GEM EM-22plex sem extração Manual Técnico WWW.GENOMIC.COM.BR 1. Introdução STRs (short tandem repeats) são sequências repetitivas de 3 a 7 pares de bases encontradas

Leia mais

ELETROFORESE APLICADA À ANÁLISE DE DNA

ELETROFORESE APLICADA À ANÁLISE DE DNA ELETROFORESE APLICADA À ANÁLISE DE DNA Eletroforese Separação de moléculas carregadas em um campo elétrico. As moléculas em uma mistura são separadas umas das outras conforme o tamanho ou a carga Eletroforese

Leia mais

Reação em Cadeia Da Polimerase

Reação em Cadeia Da Polimerase Reação em Cadeia Da Polimerase X Jornada Farmacêutica IV Amostra 2010 Sueli Massumi Nakatani LACEN-PR Um Pouco de História... Um Pouco de História... 1983 Kary Mullis for his invention of the polymerase

Leia mais

Prova Experimental Física, Química, Biologia

Prova Experimental Física, Química, Biologia Prova Experimental Física, Química, Biologia Complete os espaços: Nomes dos estudantes: Número do Grupo: País: BRAZIL Assinaturas: A proposta deste experimento é extrair DNA de trigo germinado e, posteriormente,

Leia mais

EXTRAÇÃO DE DNA (3) A EXTRAÇÃO DE DNA A PRÁTICA NO LABORATÓRIO DE ENSINO BIBLIOGRAFIA

EXTRAÇÃO DE DNA (3) A EXTRAÇÃO DE DNA A PRÁTICA NO LABORATÓRIO DE ENSINO BIBLIOGRAFIA EXTRAÇÃO DE DNA (3) A EXTRAÇÃO DE DNA Muitas pesquisas de Biologia Molecular começam com a extração de ácidos nucleicos. A lise celular libera as moléculas em uma fase aquosa que é separada dos restos

Leia mais

Departamento de Biologia da Universidade do Minho

Departamento de Biologia da Universidade do Minho Departamento de Biologia da Universidade do Minho Mestrado em Genética Molecular Ano lectivo de 2004/2005, edição de 2004-2006 Estudo da regulação do gene STL1 codificando o sistema de simporte H + /glicerol

Leia mais

WHO GLOBAL SALM-SURV NÍVEL III

WHO GLOBAL SALM-SURV NÍVEL III WHO GLOBAL SALM-SURV NÍVEL III CAMPYLOBACTER spp. Multiplex PCR para detecção de C. jejuni e C. coli Grace Theophilo LRNCEB IOC/FIOCRUZ gtheo@ioc.fiocruz.br Diagnóstico molecular para Campylobacter spp.

Leia mais

AMOSTRAGEM AMOSTRAGEM

AMOSTRAGEM AMOSTRAGEM Procedimento pré-estabelecido para seleção, retirada, preservação, transporte e preparação das porções a serem removidas do lote como amostras, de uma maneira tal que o tratamento matemático dos testes

Leia mais

Manual Técnico. quantificação de DNA humano em análises forenses. Para WWW.GENOMIC.COM.BR

Manual Técnico. quantificação de DNA humano em análises forenses. Para WWW.GENOMIC.COM.BR Kit Genomic de Quantificação de DNA Manual Técnico Para quantificação de DNA humano em análises forenses WWW.GENOMIC.COM.BR 1. Introdução Na maioria dos casos forenses, as amostras recebidas apresentam-se

Leia mais

CARTÕES DE COLETA DE AMOSTRAS

CARTÕES DE COLETA DE AMOSTRAS CARDS CARTÕES DE COLETA DE AMOSTRAS Os cartões para extração Biopur proporcionam uma coleta simples, confiável e eficiente, garantindo a preservação de ácidos nucleicos a longo prazo. São ideais para o

Leia mais

Transformação genética de milho com construções gênicas contendo o gene AtDREB2A visando tolerância à seca¹

Transformação genética de milho com construções gênicas contendo o gene AtDREB2A visando tolerância à seca¹ Transformação genética de milho com construções gênicas contendo o gene AtDREB2A visando tolerância à seca¹ Vanessa Diniz Barcelos Vasconcelos 2, Newton Portilho Carneiro 3 1 Trabalho financiado pelo CNPq/Fapemig

Leia mais

POLIMORFISMO DA TÉCNICA TARGET REGION AMPLIFICATION POLYMORPHISM (TRAP) PARA ESTUDOS MOLECULARES EM MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz)

POLIMORFISMO DA TÉCNICA TARGET REGION AMPLIFICATION POLYMORPHISM (TRAP) PARA ESTUDOS MOLECULARES EM MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz) POLIMORFISMO DA TÉCNICA TARGET REGION AMPLIFICATION POLYMORPHISM (TRAP) PARA ESTUDOS MOLECULARES EM MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz) Catia Dias do Carmo 1, Dalma Brito Santos 2, Vandeson Rodrigues de

Leia mais

EXTRAÇÃO DE DNA (2) A EXTRAÇÃO DE DNA A PRÁTICA NO LABORATÓRIO DE ENSINO BIBLIOGRAFIA

EXTRAÇÃO DE DNA (2) A EXTRAÇÃO DE DNA A PRÁTICA NO LABORATÓRIO DE ENSINO BIBLIOGRAFIA EXTRAÇÃO DE DNA (2) A EXTRAÇÃO DE DNA Muitas pesquisas de Biologia Molecular começam com a extração de ácidos nucleicos. A lise celular libera as moléculas em uma fase aquosa que é separada dos restos

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO MOLECULAR DA DREPANOCITOSE (Anemia Falciforme)

CARACTERIZAÇÃO MOLECULAR DA DREPANOCITOSE (Anemia Falciforme) CARACTERIZAÇÃO MOLECULAR DA DREPANOCITOSE (Anemia Falciforme) Genética Humana, LCS 3º Ano,1º Semestre, 2012-2013 2ª Aula Sumário Quantificação de DNA cromossomal e avaliação do grau de pureza por espectrofotometria

Leia mais

ANÁLISE GENÔMICA, MAPEAMENTO E ANÁLISE DE QTLs

ANÁLISE GENÔMICA, MAPEAMENTO E ANÁLISE DE QTLs ANÁLISE GENÔMICA, MAPEAMENTO E ANÁLISE DE QTLs João Meidanis Scylla Bioinformática e UNICAMP III Congresso Brasileiro de Melhoramento de Plantas Gramado, RS Maio 2005 MINI-CURSO - AGENDA 1. Primeiro Dia

Leia mais

Extração de DNA genômico ARTIGOS em tecidos / ARTICLES sólidos de peixes teleósteos. Resumo. Abstract

Extração de DNA genômico ARTIGOS em tecidos / ARTICLES sólidos de peixes teleósteos. Resumo. Abstract Extração de DNA genômico ARTIGOS em tecidos / ARTICLES sólidos de peixes teleósteos Extração de DNA genômico em tecidos sólidos de peixes teleósteos Extraction of genomic DNA from solid tissues of teleostei

Leia mais

UTILIZAÇÃO DA ANÁLISE DE DNA MITOCONDRIAL PARA CARACTERIZAR A BIODIVERSIDADE DE LEVEDURAS ISOLADAS DA FERMENTAÇÃO DA CACHAÇA.

UTILIZAÇÃO DA ANÁLISE DE DNA MITOCONDRIAL PARA CARACTERIZAR A BIODIVERSIDADE DE LEVEDURAS ISOLADAS DA FERMENTAÇÃO DA CACHAÇA. UTILIZAÇÃO DA ANÁLISE DE DNA MITOCONDRIAL PARA CARACTERIZAR A BIODIVERSIDADE DE LEVEDURAS ISOLADAS DA FERMENTAÇÃO DA CACHAÇA. Lucas Carvalho Santiago¹; Waldesse Piragé de Oliveira Júnior². ¹Aluno do Curso

Leia mais

COMPARAÇÃO DE MÉTODOS FENOTÍPICOS E GENOTÍPICOS PARA IDENTIFICAÇÃO DE Candida albicans E Candida dubliniensis

COMPARAÇÃO DE MÉTODOS FENOTÍPICOS E GENOTÍPICOS PARA IDENTIFICAÇÃO DE Candida albicans E Candida dubliniensis COMPARAÇÃO DE MÉTODOS FENOTÍPICOS E GENOTÍPICOS PARA IDENTIFICAÇÃO DE Candida albicans E Candida dubliniensis Laura Wiebusch¹; Luana Mireli Carbonera Rodrigues²; Danielly Beraldo dos Santos Silva³; Adriana

Leia mais

* Verificar item 9 Preparo dos Reagentes e item 8 - Reagentes e Equipamentos necessários, mas não fornecidos.

* Verificar item 9 Preparo dos Reagentes e item 8 - Reagentes e Equipamentos necessários, mas não fornecidos. KIT DE EXTRAÇÃO MINI VAC AUTOMAÇÃO DE 96 AMOSTRAS Instruções de Uso 1. USO PRETENDIDO O BIOPUR Kit de Extração Mini VAC Automação 96 Amostras é a ferramenta ideal para extração automática rápida e confiável

Leia mais

DETERMINAÇÃO DE PROTEÍNAS TOTAIS PRESENTES NOS OVOS DO CARRAPATO Boophilus microplus, VIA ESPECTROFOTOMETRIA PELO MÉTODO DE BRADFORD

DETERMINAÇÃO DE PROTEÍNAS TOTAIS PRESENTES NOS OVOS DO CARRAPATO Boophilus microplus, VIA ESPECTROFOTOMETRIA PELO MÉTODO DE BRADFORD 147 DETERMINAÇÃO DE PROTEÍNAS TOTAIS PRESENTES NOS OVOS DO CARRAPATO Boophilus microplus, VIA ESPECTROFOTOMETRIA PELO MÉTODO DE BRADFORD RESUMO: TAMIRES DE LIMA SOUZA 1 MARCELO DE PAIVA BECHTLUFFT 2 Os

Leia mais

Fundamentos teórico-práticos e protocolos de extração e de amplificação de dna por meio da técnica de reação em cadeia da polimerase

Fundamentos teórico-práticos e protocolos de extração e de amplificação de dna por meio da técnica de reação em cadeia da polimerase Fundamentos teórico-práticos e protocolos de extração e de amplificação de dna por meio da técnica de reação em cadeia Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Pecuária Sudeste Ministério da

Leia mais

PCR. Transiluminador * Características

PCR. Transiluminador * Características PCR PCR A PCR - reação em cadeia da polimerase - é uma técnica de biologia molecular que permite a replicação in vitro do DNA de maneira eficiente, utilizando amostras que podem ser amplificadas milhões

Leia mais

Protocolo laboratorial para purificação manual de DNA de amostra integral

Protocolo laboratorial para purificação manual de DNA de amostra integral Protocolo laboratorial para purificação manual de DNA de amostra integral Para a purificação de DNA genômico nos kits de coleta das famílias Oragene e ORAcollect Visite nosso site www.dnagenotek.com para

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE PROPOSTA DE CURSO: DNA NA ESCOLA

APRESENTAÇÃO DE PROPOSTA DE CURSO: DNA NA ESCOLA APRESENTAÇÃO DE PROPOSTA DE CURSO: DNA NA ESCOLA Público alvo: Estudantes de 3º ano do ensino médio Local: Escolas de ensino médio e/ou cursos pré-vestibulares Carga horária: 12 horas Organização: HELIX

Leia mais

BIOQUÍMICA EXPERIMENTAL

BIOQUÍMICA EXPERIMENTAL Departamento de Bioquímica Instituto de Química USP Apostila de protocolos BIOQUÍMICA EXPERIMENTAL QBQ 06N 0 Professores Carlos T. Hotta Ronaldo B. Quaggio Eduardo M. Reis Esta apostila foi desenvolvida

Leia mais

Protocolos LabDros. Organizado por: Gabriel da Luz Wallau, 2010. Meio de Cultura Estoque para Drosophila. Meio de Drosophila Especial

Protocolos LabDros. Organizado por: Gabriel da Luz Wallau, 2010. Meio de Cultura Estoque para Drosophila. Meio de Drosophila Especial Protocolos LabDros Organizado por: Gabriel da Luz Wallau, 2010. - 1 kg de Farinha de milho grossa; - 200g de germe de trigo; - 1 xícara de açúcar; - 2 colheres de leite em pó; - 1 colher de sal; - 800g

Leia mais

EXRAÇÃO AQUOSA DE PECTINA DE BAGAÇO DE LARANJA. Caroline Maria Calliari1, Marciane Magnani2 e Raúl Jorge Hernan Castro Gómez3

EXRAÇÃO AQUOSA DE PECTINA DE BAGAÇO DE LARANJA. Caroline Maria Calliari1, Marciane Magnani2 e Raúl Jorge Hernan Castro Gómez3 EXRAÇÃO AQUOSA DE PECTINA DE BAGAÇO DE LARANJA Caroline Maria Calliari1, Marciane Magnani2 e Raúl Jorge Hernan Castro Gómez3 RESUMO Visando desenvolver um processo alternativo de extração de pectina a

Leia mais

Especificidade e Sensibilidade da Técnica de PCR para Detecção de Milho Geneticamente Modificado

Especificidade e Sensibilidade da Técnica de PCR para Detecção de Milho Geneticamente Modificado Especificidade e Sensibilidade da Técnica de PCR para Detecção de Milho Geneticamente Modificado Vivian E. Nascimento 1, Édila V.R. V. Pinho 1, Renzo G.V. Pinho 1, Bruno C. dos Santos 1, Elise de M. Pereira

Leia mais

Endereço: Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro UENF. Av. Alberto Lamego 2000, CEP: 28013-620 carlosdiego_oliveira@yahoo.com.

Endereço: Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro UENF. Av. Alberto Lamego 2000, CEP: 28013-620 carlosdiego_oliveira@yahoo.com. Avaliação da Variabilidade Genética Via Marcadores ISSR Entre e Dentro de Populações de Milho Submetidas a Diferentes Ciclos de Seleção Recorrente Recíproca Carlos Diego de Oliveira Azevedo 1, Ana Paula

Leia mais

PCR. Transiluminador * Cubas de Eletroforese * Características

PCR. Transiluminador * Cubas de Eletroforese * Características PCR PCR A PCR - reação em cadeia da polimerase - é uma técnica de biologia molecular que permite a replicação in vitro do DNA de maneira eficiente, utilizando amostras que podem ser amplificadas milhões

Leia mais

Elaborado por: Karina Salvador Revisado por: Hilda Helena Wolff Aprovado por: Andréa Cauduro

Elaborado por: Karina Salvador Revisado por: Hilda Helena Wolff Aprovado por: Andréa Cauduro ANTI- 1 Manual CAMBRIDGE BIOTECH -1 POP: BM 05 Página 1 de 7 1. Sinonímia ANTI, TESTE CONFIRMATÓRIO. 2. Aplicabilidade Aos bioquímicos e técnicos do setor de imunologia. 3. Aplicação clínica Os testes

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DAS VARIAÇÕES ALÉLICAS DE Saccharomyces cerevisiae NA FERMENTAÇÃO INDUSTRIAL

IDENTIFICAÇÃO DAS VARIAÇÕES ALÉLICAS DE Saccharomyces cerevisiae NA FERMENTAÇÃO INDUSTRIAL IDENTIFICAÇÃO DAS VARIAÇÕES ALÉLICAS DE Saccharomyces cerevisiae NA FERMENTAÇÃO INDUSTRIAL Silva, A.C.P (1). Leite, A.L (1) ; Santos, F. J. A. L (1) ; Lima, M. C. S (1) ; Neto, A. G. B. N (2,3) ; Brasileiro,

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DA TÉCNICA DE MIRU (MYCOBACTERIAL INTERSPERSED REPETITIVE UNITS) PARA CARACTERIZAR MOLECULARMENTE Mycobacterium tuberculosis

IMPLANTAÇÃO DA TÉCNICA DE MIRU (MYCOBACTERIAL INTERSPERSED REPETITIVE UNITS) PARA CARACTERIZAR MOLECULARMENTE Mycobacterium tuberculosis IMPLANTAÇÃO DA TÉCNICA DE MIRU (MYCOBACTERIAL INTERSPERSED REPETITIVE UNITS) PARA CARACTERIZAR MOLECULARMENTE Mycobacterium tuberculosis Natália Sanches Xavier (PIBIC/CNPq-FA-UEM), Rosilene Fressatti Cardoso

Leia mais

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 1617

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 1617 Página 1617 CARACTERIZAÇÃO DE ACESSOS DE PINHÃO-MANSO QUANTO A TOXIDEZ Bruno Galvêas Laviola 1 ; Simone Mendonça 1 ; José Antonio de Aquino Ribeiro 2 1Pesquisador(a) da Embrapa Agroenergia, Brasília, DF.

Leia mais

Wipe Test. Controlo de contaminação. Kit de teste para a deteção de contaminação numa base genética molecular REF 7091.

Wipe Test. Controlo de contaminação. Kit de teste para a deteção de contaminação numa base genética molecular REF 7091. PT Instruções de utilização Wipe Test Controlo de contaminação Kit de teste para a deteção de contaminação numa base genética molecular REF 7091 40 reacções 1. Descrição do produto O uso da Polymerase

Leia mais

DNA barcoding é um método que utiliza um trecho do DNA de cerca de 650 nucleotídeos como marcador para caracterizar espécies. Trata-se de uma sequência extremamente curta em relação à totalidade do genoma,

Leia mais

REAÇÃO EM CADEIA DA POLIMERASE (PCR)

REAÇÃO EM CADEIA DA POLIMERASE (PCR) Área de Ciências da Saúde Curso de Medicina Módulo: Saúde do Adulto e Idoso II GENÉTICA HUMANA Professora: Dra. Juliana Schmidt REAÇÃO EM CADEIA DA POLIMERASE (PCR) A molécula de DNA é um longo polímero

Leia mais

ELABORAÇÃO E ANÁLISE MICROBIOLÓGICA DE LINGUIÇA TOSCANA ADICIONADA DE EXTRATO DE PRÓPOLIS

ELABORAÇÃO E ANÁLISE MICROBIOLÓGICA DE LINGUIÇA TOSCANA ADICIONADA DE EXTRATO DE PRÓPOLIS ELABORAÇÃO E ANÁLISE MICROBIOLÓGICA DE LINGUIÇA TOSCANA ADICIONADA DE EXTRATO DE PRÓPOLIS V.B. Viera 1, N. Piovesan 1, K.I.B. Moro 1, A.S. Rodrigues 1, G. Scapin 1, E. H. Kubota 1 1 Departamento de Pós-Graduação

Leia mais

DNA Darwin Não Atento?

DNA Darwin Não Atento? DNA Darwin Não Atento? PÁGINA 1 DE 6 CIÊNCIAS BIOLOGIA QUÍMICA Darwin foi um dos maiores cientistas de todos os tempos. Ele percebeu que variações ocorrem nas populações ou seja, diferenças são encontradas

Leia mais

O Código de Barras da Vida baseado no DNA Barcoding of Life : Considerações e Perspectivas

O Código de Barras da Vida baseado no DNA Barcoding of Life : Considerações e Perspectivas Centro de Gestão e Estudos Estratégicos Ciência, Tecnologia e Inovação O Código de Barras da Vida baseado no DNA Barcoding of Life : Considerações e Perspectivas Ana Maria Lima de Azeredo 2 O Código de

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO E IDENTIFICAÇÃO SOUSA, P. F. DE C. et Phakopsora al. pachyrhizi, AGENTE CAUSAL DA FERRUGEM DA SOJA NO ESTADO DE MINAS GERAIS 1

DISTRIBUIÇÃO E IDENTIFICAÇÃO SOUSA, P. F. DE C. et Phakopsora al. pachyrhizi, AGENTE CAUSAL DA FERRUGEM DA SOJA NO ESTADO DE MINAS GERAIS 1 672 DISTRIBUIÇÃO E IDENTIFICAÇÃO SOUSA, P. F. DE C. et Phakopsora al. pachyrhizi, AGENTE CAUSAL DA FERRUGEM DA SOJA NO ESTADO DE MINAS GERAIS 1 Identification and distribution of Phakopsora pachyrhizi

Leia mais

Determinação quantitativa de amido em produtos cárneos por espectrometria

Determinação quantitativa de amido em produtos cárneos por espectrometria Página 1 de 7 1 Escopo Este método tem por objetivo quantificar amido em produtos cárneos por espectrometria molecular no. 2 Fundamentos Baseia-se na determinação espectrofotométrica a 620 nm do composto

Leia mais

12.2.2008 Jornal Oficial da União Europeia L 37/3

12.2.2008 Jornal Oficial da União Europeia L 37/3 12.2.2008 Jornal Oficial da União Europeia L 37/3 REGULAMENTO (CE) N. o 121/2008 DA COMISSÃO de 11 de Fevereiro de 2008 que estabelece o método de análise para a determinação do teor de amido em preparações

Leia mais

CYCLER CHECK. Kit de teste para a validação da uniformidade da temperatura em termocicladores. pronto a usar, pré-aliquotado. REF 71044 (4 testes)

CYCLER CHECK. Kit de teste para a validação da uniformidade da temperatura em termocicladores. pronto a usar, pré-aliquotado. REF 71044 (4 testes) PT Instruções de utilização CYCLER CHECK Kit de teste para a validação da uniformidade da temperatura em termocicladores pronto a usar, pré-aliquotado REF 7104 (10 testes) REF 71044 (4 testes) Índice 1.

Leia mais

3.1 Determinação do Teor de Ácido Ascórbico e de Ácido Cítrico no

3.1 Determinação do Teor de Ácido Ascórbico e de Ácido Cítrico no Capítulo 3 Procedimento Experimental. CAPÍTULO 3 PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL Resíduo 3.1 Determinação do Teor de Ácido Ascórbico e de Ácido Cítrico no O primeiro passo foi à preparação das soluções necessárias

Leia mais

TEOR DE COMPOSTOS FENÓLICOS E ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DA SEMENTE DE JABUTICABA (Myrciaria cauliflora)

TEOR DE COMPOSTOS FENÓLICOS E ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DA SEMENTE DE JABUTICABA (Myrciaria cauliflora) TEOR DE COMPOSTOS FENÓLICOS E ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DA SEMENTE DE JABUTICABA (Myrciaria cauliflora) Adriana Antunes de CARVALHO 1, Eduardo Ramirez ASQUIERI 2 Faculdade de Nutrição Universidade Federal

Leia mais

ANTI IgG (Soro de Coombs)

ANTI IgG (Soro de Coombs) ANTI IgG (Soro de Coombs) Soro Anti Gamaglobulinas Humanas PROTHEMO Produtos Hemoterápicos Ltda. PARA TESTES EM LÂMINA OU TUBO SOMENTE PARA USO DIAGNÓSTICO IN VITRO Conservar entre: 2º e 8ºC Não congelar

Leia mais

Descubra o novo sistema de 5 ml!

Descubra o novo sistema de 5 ml! www.eppendorf.com/advantage Descubra o novo sistema de 5 ml! Novidades! Acessórios do sistema de 5 ml estão disponíveis para os seguintes equipamentos da Eppendorf: Centrífuga 5427 R; 5430/R; 5702/R/RH;

Leia mais

A eletroforese é uma técnica utilizada para separar, identificar e purificar

A eletroforese é uma técnica utilizada para separar, identificar e purificar 7. ELETROFORESE DE ÁCIDOS NUCLÉICOS João José de Simoni Gouveia Luciana Correia de Almeida Regitano A eletroforese é uma técnica utilizada para separar, identificar e purificar moléculas carregadas (como

Leia mais

BIOQUÍMICA EXPERIMENTAL

BIOQUÍMICA EXPERIMENTAL Departamento de Bioquímica Instituto de Química USP Apostila de protocolos BIOQUÍMICA EXPERIMENTAL QBQ 036N 203 Professores Carlos Takeshi Hotta Guilherme Menegon Arantes Esta apostila foi desenvolvida

Leia mais

ALBUMINA BOVINA 22% PROTHEMO. Produtos Hemoterápicos Ltda. PARA TESTES EM LÂMINA OU TUBO SOMENTE PARA USO DIAGNÓSTICO IN VITRO

ALBUMINA BOVINA 22% PROTHEMO. Produtos Hemoterápicos Ltda. PARA TESTES EM LÂMINA OU TUBO SOMENTE PARA USO DIAGNÓSTICO IN VITRO ALBUMINA BOVINA 22% PROTHEMO Produtos Hemoterápicos Ltda. PARA TESTES EM LÂMINA OU TUBO SOMENTE PARA USO DIAGNÓSTICO IN VITRO Conservar entre: 2º e 8ºC Não congelar Conservante: Azida de Sódio 0,1 % Responsável

Leia mais

PREPARO DE EXTRATO CELULOLÍTICO DO BAGAÇO DE CAJU in natura E SEU USO NA HIDROLISE ENZIMÁTICA DA PALMA FORRAGEIRA RESUMO

PREPARO DE EXTRATO CELULOLÍTICO DO BAGAÇO DE CAJU in natura E SEU USO NA HIDROLISE ENZIMÁTICA DA PALMA FORRAGEIRA RESUMO I CONGRESSO QUÍMICO DO BRASIL PREPARO DE EXTRATO CELULOLÍTICO DO BAGAÇO DE CAJU in natura E SEU USO NA HIDROLISE ENZIMÁTICA DA PALMA FORRAGEIRA Josefa Sandra A. Silva 1, Ramdayal Swarnakar 2 RESUMO O objetivo

Leia mais

Polymerase Chain Reaction

Polymerase Chain Reaction Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Ciências Básicas da Saúde Laboratório de Virologia Polymerase Chain Reaction Equipe de Virologia UFRGS & IPVDF www.ufrgs.br/labvir PCR Desenvolvida

Leia mais

Análise da Situação Atual do Laboratório de Biologia Molecular da Embrapa Amazônia Ocidental em Relação à Implantação de Boas Práticas de Laboratório

Análise da Situação Atual do Laboratório de Biologia Molecular da Embrapa Amazônia Ocidental em Relação à Implantação de Boas Práticas de Laboratório ISSN 1517-3135 dezembro, 2010 81 Análise da Situação Atual do Laboratório de Biologia Molecular da Embrapa Amazônia Ocidental em Relação à Implantação de Boas Práticas de Laboratório ISSN 1517-3135 Dezembro,

Leia mais

Genes e Genomas Protocolos das aulas práticas

Genes e Genomas Protocolos das aulas práticas Genes e Genomas Protocolos das aulas práticas Licenciatura em Biologia Aplicada, 3º ano Ano lectivo de 2012/2013 Docente coordenador: Rui Oliveira Precauções em laboratório de biologia molecular Segurança

Leia mais

ENVIO DE AMOSTRAS. Envio de amostras de sangue e medula óssea

ENVIO DE AMOSTRAS. Envio de amostras de sangue e medula óssea ENVIO DE AMOSTRAS Os requerimentos específicos para cada exame são fornecidos na lista alfabética da Tabela de Diretório de Exames Online. Para cada exame, são descritos o tipo de amostra, volumes mínimos,

Leia mais

PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL DE BIOSSURFACTANTES: INTEGRANDO PROCESSOS PARA A COPRODUÇÃO DE BIOMASSA, BIOSSURFACTANTES E ALFA-AMILASE

PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL DE BIOSSURFACTANTES: INTEGRANDO PROCESSOS PARA A COPRODUÇÃO DE BIOMASSA, BIOSSURFACTANTES E ALFA-AMILASE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL DE BIOSSURFACTANTES: INTEGRANDO PROCESSOS PARA A COPRODUÇÃO DE BIOMASSA, BIOSSURFACTANTES E ALFA-AMILASE Marília Rossi Maretti Faculdade de Química CEATEC ma.maretti@gmail.com Augusto

Leia mais

UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAIBA - UFPB VIRTUAL LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS A DISTÂNCIA

UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAIBA - UFPB VIRTUAL LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAIBA - UFPB VIRTUAL LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS A DISTÂNCIA DISCIPLINA BIOQUÍMICA ESTRUTURAL Ministrante: Prof. Dr. Carlos Alberto de Almeida

Leia mais

COMPARAÇÃO POLÍNICA ENTRE A PRÓPOLIS DOS MUNICIPIOS DE FÊNIX E PEABIRU

COMPARAÇÃO POLÍNICA ENTRE A PRÓPOLIS DOS MUNICIPIOS DE FÊNIX E PEABIRU COMPARAÇÃO POLÍNICA ENTRE A PRÓPOLIS DOS MUNICIPIOS DE FÊNIX E PEABIRU Mayra Stevanato, (IC, CNPq), Unespar Câmpus de Campo Mourão, mayrastevanato@gmail.com Mauro Parolin, (OR), Unespar Câmpus de Campo

Leia mais

Biologia Celular e Molecular

Biologia Celular e Molecular DEPARTAMENTO DE ZOOLOGIA FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DE COIMBRA Biologia Celular e Molecular Detecção de proteínas por western-blotting 2007-2008 Na electroforese em gel de poliacrilamida

Leia mais

Seleção de primers de marcadores ISSR para análises genéticopopulacionais de plantas medicinais do Cerrado

Seleção de primers de marcadores ISSR para análises genéticopopulacionais de plantas medicinais do Cerrado Seleção de primers de marcadores ISSR para análises genéticopopulacionais de plantas medicinais do Cerrado Jéssica Cristtinny Oliveira de Sousa (PBIC), Flávia Melo Rodrigues (Orientadora) Universidade

Leia mais

PROCESSOS EXTRATIVOS. Profa. Dra. Wânia Vianna 1s/2014

PROCESSOS EXTRATIVOS. Profa. Dra. Wânia Vianna 1s/2014 PROCESSOS EXTRATIVOS Profa. Dra. Wânia Vianna 1s/2014 Extração Sólido- Liquida sólido------------ líquido Solução extrativa. É a que resulta da dissolução parcial de uma droga de composição heterogênea,

Leia mais

ANÁLISE CINÉTICA DO BIODIESEL METÍLICO DE PEQUI (Caryocar brasiliensis) OBTIDO POR METODOLOGIA TDSP (TRANSESTERIFICATION DOUBLE STEP PROCESS)

ANÁLISE CINÉTICA DO BIODIESEL METÍLICO DE PEQUI (Caryocar brasiliensis) OBTIDO POR METODOLOGIA TDSP (TRANSESTERIFICATION DOUBLE STEP PROCESS) ANÁLISE CINÉTICA DO BIODIESEL METÍLICO DE PEQUI (Caryocar brasiliensis) OBTIDO POR METODOLOGIA TDSP (TRANSESTERIFICATION DOUBLE STEP PROCESS) Resumo A partir do pequizeiro (Caryocar brasilenses Camp.)

Leia mais

A agricultura moderna está sendo revolucionada pela introdução de plantas geneticamente modificadas;

A agricultura moderna está sendo revolucionada pela introdução de plantas geneticamente modificadas; EXPRESSÃO DE HORMÔNIO DE CRESCIMENTO HUMANO PROCESSADO EM SEMENTES DE PLANTAS TRANSGÊNICAS DE TABACO ADILSON LEITE, EDSON L. KEMPER, MÁRCIO J. DA SILVA, AUGUSTO D. LUCHESI, RODRIGO M.P. SILOTO, ERIC D.

Leia mais

MICROPROPAGAÇÃO DE VARIEDADES DE CANA-DE-AÇÚCAR. Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas - PGMP

MICROPROPAGAÇÃO DE VARIEDADES DE CANA-DE-AÇÚCAR. Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas - PGMP MICROPROPAGAÇÃO DE VARIEDADES DE CANA-DE-AÇÚCAR Paulo Roberto FARIA ; Sérgio Tadeu SIBOV ; Diego José CALDAS 2 ; Victor Fernando Rodrigues da SILVA 2 Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento

Leia mais

ANTI HUMANO. Anti IgG Anti C 3 d Poliespecífico

ANTI HUMANO. Anti IgG Anti C 3 d Poliespecífico ANTI HUMANO Anti IgG Anti C 3 d Poliespecífico PROTHEMO Produtos Hemoterápicos Ltda. PARA TESTES EM LÂMINA OU TUBO SOMENTE PARA USO DIAGNÓSTICO IN VITRO Conservar entre: 2º e 8ºC Não congelar Conservante:

Leia mais

ScanGel ScanBrom 86445 12 ml

ScanGel ScanBrom 86445 12 ml ScanGel ScanBrom 86445 12 ml BROMELINA PARA TESTE DE COMPATIBILIDADE IVD Todos os produtos fabricados e comercializados pela empresa Bio-Rad são submetidos a um sistema de garantia de qualidade, desde

Leia mais

Biodiversidade, Agrobiodiversidade e Agroecologia

Biodiversidade, Agrobiodiversidade e Agroecologia Biodiversidade, Agrobiodiversidade e Agroecologia Hoje, um grande desafio para a agropecuária, principalmente em relação à inovação tecnológica, é a harmonização do setor produtivo com os princípios da

Leia mais