GOLDEN VISA 7 PERGUNTAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GOLDEN VISA 7 PERGUNTAS"

Transcrição

1 Lisbon London Brasília São Paulo Rio de Janeiro Hong Kong Beijing Shangai GOLDEN VISA 7 PERGUNTAS ESSENCIAIS SOBRE UM INVESTIMENTO INTELIGENTE 2016

2 1 - O que é o regime Golden Visa? O Espaço Shengen Atualmente, o Espaço Schengen abrange 26 países europeus (22 dos quais são Estados-Membros da União Europeia): Bélgica, República Checa, Dinamarca, Alemanha, Estónia, Grécia, Espanha, França, Itália, Letónia, Lituânia, Luxemburgo, Hungria, Malta, Países Baixos, Áustria, Polónia, Portugal, Eslovénia, Eslováquia, Finlândia e Suécia, assim como a Islândia, o Listenstaine, a Noruega e a Suíça. Com um «Golden Visa» não se efetuam controlos nas fronteiras destes países. Além disso, quem tem um «Golden Visa» quando chega a um Estado da União Europeia não pertencente ao Espaço Schengen (por exemplo, o Reino Unido), em princípio, só é sujeito a controlos mínimos para a verificação da sua identidade com base nos documentos de viagem (passaporte ou bilhete de identidade).

3 2 - Como posso pedir um «Golden Visa»?

4 3 Quais as formas de investimento possíveis? As 7 formas de investimento possíveis são as seguintes: a) Transferência de capitais igual ou superior a 1 milhão de euros; b) Criação de pelo menos 10 postos de trabalho; c) Aquisição de imóveis de valor igual ou superior a 500 mil euros; d) Aquisição de imóveis construídos há mais de 30 anos ou localizados em zona de reabilitação urbana por valor igual ou superior a 350 mil euros; e) Transferência de capitais no valor de 350 mil euros para actividades de investigação; f) Transferência de capitais no valor de 250 mil euros para apoio à produção artística ou recuperação do património cultural nacional; g) Transferência de capitais igual ou superior a 500 mil euros para aquisição de unidades de participação em fundos de investimento ou capital de risco vocacionados para a capitalização de pequenas e médias empresas. Os investimentos das alíneas b) a f) serão reduzidos em 20% quando o investimento seja realizado numa zona do país que seja classificada como território de baixa densidade (tratam-se de zonas do país classificadas pelo Estado português como mais desfavorecidas embora isto não signifique necessariamente que o investimento imobiliário seja menos interessante).

5 4 Quais os custos que implica um «Golden Visa»? Na análise de custos há que considerar duas variáveis: os custos administrativos e os custos associados ao investimento. a) Em termos de custos administrativos, serão os seguintes: Assim, para um período de 5 anos (até à obtenção da Autorização de Residência Permanente), o custo administrativo do «Visto Gold» rondará os ,60. b) Quanto aos custos do investimento e para investimentos baseados na aquisição de um imóvel importará considerar: Finalmente, o investidor deve ainda tomar em consideração os custos com o acompanhamento jurídico.

6 5 Depois de concedido o «Golden Visa» a que obrigações fica sujeito o investidor? 6 Existem outras vantagens fiscais associadas ao «Golden Visa»? Pode dizer-se que as obrigações são mínimas. De facto, depois de concedido o visto, o investidor fica sujeito apenas a duas condições: permanecer em Portugal por períodos mínimos anuais (uma média de 7 dias por ano) e deve manter o seu investimento em Portugal durante um período de 5 anos. Paralelamente ao «Golden Visa» existe ainda um regime fiscal em Portugal que é o Regime dos Residentes Não habituais, muito vantajoso em sede de tributação dos rendimentos pessoais (IRS) e que pode ser combinado com um «Golden Visa». Tendo uma duração temporal de 10 anos, este regime tem como grande vantagem a tributação de rendimentos auferidos em Portugal a uma taxa única de 20% e que é muito inferior aos escalões progressivos para os residentes (que podem ir até aos 48%). Já quanto aos rendimentos auferidos fora de Portugal, os residentes não habituais poderão beneficiar da isenção da tributação em Portugal desde que preenchidos certos requisitos.

7 7 Portugal é um bom país para investir no mercado imobiliário? Mercado Imobiliário Europeu (preço médio do metro quadrado) País Mónaco Reino Unido França Rússia Austria Suíça Suécia Finlandia Itália Luxemburgo [ ] 30. Portugal Fonte: APEMIP (Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal).

8 «Golden Visa» - os números de um programa de sucesso! Os resultados do regime português dos «Golden Visa» provam que esta é a forma ideal para um investidor brasileiro entrar e investir no mercado europeu. - Desde 2012 este programa já atraiu investimento imobiliário superior a 2.2 mil milhões de euros. - Até junho de 2016, já foram emitidos vistos. - Os brasileiros são os segundos maiores investidores em Portugal via «Golden Visa».

9 Lisbon Av. Eng. Duarte Pacheco, Torre 1, 6º Piso Lisboa Portugal London Berkeley Square House Berkeley Square, Mayfair, 1st Floor, London W1J6BS UK +44 (0) (0) São Paulo Rua Pedroso Alvarenga 1.254, 2 º andar CEP: Itaim Bibi - SP Brasil Lisbon London Brasília São Paulo Rio de Janeiro Hong Kong Beijing Shangai

Golden Visa Autorização de Residência para Atividade de Investimento*

Golden Visa Autorização de Residência para Atividade de Investimento* Golden Visa Autorização de Residência para Atividade de Investimento* * Brochura-Resumo. Para um completo detalhe, entre em contacto connosco. I. Autorização de Residência para Atividade de Investimento

Leia mais

Jornal Oficial da União Europeia

Jornal Oficial da União Europeia L 30/6 2.2.2018 REGULAMENTO DELEGADO (UE) 2018/162 DA COMISSÃO de 23 de novembro de 2017 que altera o anexo I do Regulamento (UE) n. o 1305/2013 do Parlamento Europeu e do Conselho e os anexos II e III

Leia mais

ANEXO. Comunicação da Comissão ao Parlamento Europeu e ao Conselho sobre a situação de execução das ações prioritárias da Agenda Europeia da Migração

ANEXO. Comunicação da Comissão ao Parlamento Europeu e ao Conselho sobre a situação de execução das ações prioritárias da Agenda Europeia da Migração COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 10.2. COM() 85 final ANNEX 4 ANEXO da Comunicação da Comissão ao Parlamento Europeu e ao Conselho sobre a situação de execução das ações prioritárias da Agenda Europeia da Migração

Leia mais

Calendarização, por países, da obrigatoriedade da formação contínua para obtenção do CAM/CQM (prazos limite para frequência do primeiro curso)

Calendarização, por países, da obrigatoriedade da formação contínua para obtenção do CAM/CQM (prazos limite para frequência do primeiro curso) Calendarização, por países, da obrigatoriedade da formação contínua para obtenção do CAM/CQM (prazos limite para frequência do primeiro curso) Áustria Bélgica Carta de condução da categoria D: 2015 Carta

Leia mais

REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2016/699 DA COMISSÃO

REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2016/699 DA COMISSÃO 11.5.2016 L 121/11 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2016/699 DA COMISSÃO de 10 de maio de 2016 que estabelece os limites máximos orçamentais aplicáveis em 2016 a certos regimes de apoio direto previstos no

Leia mais

Preçário NOVACAMBIOS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTO, SA

Preçário NOVACAMBIOS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTO, SA Preçário NOVACAMBIOS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTO, SA INSTISociedade financeira com sede em território nacional, de acordo com o previsto no Regime Geral das Instituições de Crédito e Sociedades Financeiras

Leia mais

Preçário NOVACAMBIOS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTO, SA

Preçário NOVACAMBIOS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTO, SA Preçário NOVACAMBIOS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTO, SA INSTI Sociedade financeira com sede em território nacional, de acordo com o previsto no Regime Geral das Instituições de Crédito e Sociedades Financeiras

Leia mais

Preçário NOVACAMBIOS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTO, SA

Preçário NOVACAMBIOS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTO, SA Preçário NOVACAMBIOS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTO, SA INSTI Sociedade financeira com sede em território nacional, de acordo com o previsto no Regime Geral das Instituições de Crédito e Sociedades Financeiras

Leia mais

Preçário. WiZink Bank, S.A.

Preçário. WiZink Bank, S.A. Preçário WiZink Bank, S.A. Instituição de Crédito com Sucursal em território nacional Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em Vigor: 1 novembro

Leia mais

ANEXO. Relatório da Comissão ao Parlamento Europeu e ao Conselho

ANEXO. Relatório da Comissão ao Parlamento Europeu e ao Conselho COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 17.5.2017 COM(2017) 242 final ANNEX 1 ANEXO do Relatório da Comissão ao Parlamento Europeu e ao Conselho sobre a análise da aplicação prática do Documento Europeu Único de Contratação

Leia mais

TABELA PRÁTICA DAS CONVENÇÕES PARA EVITAR A DUPLA TRIBUTAÇÃO CELEBRADAS POR PORTUGAL TROCA DOS

TABELA PRÁTICA DAS CONVENÇÕES PARA EVITAR A DUPLA TRIBUTAÇÃO CELEBRADAS POR PORTUGAL TROCA DOS ALEMANHA Lei 12/82 03 Junho publicado em 14-10-1982 EM VIGOR DESDE 08-10-1982 15% 11º 10% a) 12º 10% ARGÉLIA da República n.º 22/06 23 Março n.º 579/2006 publicado em 05-05-2006 EM VIGOR DESDE 01-05-2006

Leia mais

Preçário. WiZink Bank, S.A.

Preçário. WiZink Bank, S.A. Preçário WiZink Bank, S.A. Instituição de Crédito com Sucursal em território nacional Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em Vigor: 1 janeiro

Leia mais

Preçário. WiZink Bank, S.A.

Preçário. WiZink Bank, S.A. Preçário WiZink Bank, S.A. Instituição de Crédito com Sucursal em território nacional Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em Vigor: 21 abril 2017

Leia mais

Preçário. REALTRANSFER Instituição de Pagamentos, S.A. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 03-out-2014

Preçário. REALTRANSFER Instituição de Pagamentos, S.A. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 03-out-2014 Preçário Instituição de Pagamentos, S.A. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de O Preçário completo da, Instituição de Pagamentos, S.A., contém o Folheto de Comissões e Despesas (que incorpora

Leia mais

(Texto relevante para efeitos do EEE)

(Texto relevante para efeitos do EEE) L 73/20 15.3.2019 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2019/410 DA COMISSÃO de 29 de novembro de 2018 que estabelece normas técnicas de execução no que respeita aos pormenores e à estrutura das informações a notificar,

Leia mais

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: POR QUE FAZER? EFEITOS DA DEMOGRAFIA EXIGEM AJUSTE DE REGRAS

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: POR QUE FAZER? EFEITOS DA DEMOGRAFIA EXIGEM AJUSTE DE REGRAS REFORMA DA PREVIDÊNCIA: POR QUE FAZER? EFEITOS DA DEMOGRAFIA EXIGEM AJUSTE DE REGRAS 29 de março 217 198 9+ 8 8 7 7 6 6 4 4 3 3 2 2 2.. 1.. 1.... 1.. 1.. 2.. + 6 anos Fonte: IBGE (Projeção da População,

Leia mais

OEm Observatório da Emigração

OEm Observatório da Emigração OEm Observatório da Emigração Ficha 2014.01 Emigração Portuguesa na União Europeia Os Dados dos Censos de 2011 Mais de um milhão de portugueses estavam emigrados nos países da União Europeia e da EFTA

Leia mais

Informação Fiscal Dupla Tributação Internacional em Portugal

Informação Fiscal Dupla Tributação Internacional em Portugal Informação Fiscal Dupla Tributação Internacional em Portugal O Conselho de Ministros aprovou, no passado dia 26 de Janeiro de 2012 e no dia 2 de Fevereiro de 2012, dois Acordos com o Estado do Qatar e

Leia mais

DUPLA TRIBUTAÇÃO INTERNACIONAL EM PORTUGAL

DUPLA TRIBUTAÇÃO INTERNACIONAL EM PORTUGAL SOCIEDA ADVOGADOS, RL ROGÉRIO FERNANS FERREIRA & ASSOCIADOS DUPLA TRIBUTAÇÃO INTERNACIONAL EM PORTUGAL CONFIANÇA EFICIÊNCIA COMPETÊNCIA Foram recentemente aprovados e ratificados, respectivamente, pela

Leia mais

Tabela prática das convenções para evitar a dupla tributação celebradas por Portugal. Troca dos instrumentos de ratificação / entrada em vigor

Tabela prática das convenções para evitar a dupla tributação celebradas por Portugal. Troca dos instrumentos de ratificação / entrada em vigor Países (ordem alfabética) Diploma legal Troca dos instrumentos de ratificação / entrada em vigor Redução de taxas Dividendos Juros Royalties Art. º Taxa Art. º Taxa Art. º Taxa ÁFRICA DO SUL n.º 53/08

Leia mais

Dupla Tributação Internacional em Portugal

Dupla Tributação Internacional em Portugal Dupla Tributação Internacional em Portugal No passado mês de Abril, foram aprovados e ratificados, respectivamente, pela República Portuguesa e pelo Exmo. Senhor Presidente, um Acordo com o Estado do Qatar,

Leia mais

GOLDEN VISA I VISTOS GOLD NOVAS CONDIÇÕES E REQUISITOS PARA A OBTENÇÃO E RENOVAÇÃO DE AUTORIZAÇÃO DE RESIDÊNCIA PARA INVESTIMENTO EM PORTUGAL

GOLDEN VISA I VISTOS GOLD NOVAS CONDIÇÕES E REQUISITOS PARA A OBTENÇÃO E RENOVAÇÃO DE AUTORIZAÇÃO DE RESIDÊNCIA PARA INVESTIMENTO EM PORTUGAL Pctª Bento Gonçalves, nº 28 S/L dtª 2805-101 Almada T.212732967 F. 212732969 Tm. 938436333I geral@ntl-advogados.com I NOTA INFORMATIVA Outubro de 2015 GOLDEN VA I VTOS GOLD NOVAS CONDIÇÕES E REQUITOS PARA

Leia mais

'VISTO GOLD' ou 'GOLDEN VISA'

'VISTO GOLD' ou 'GOLDEN VISA' 'VISTO GOLD' ou 'GOLDEN VISA' 1) A QUEM SE APLICA? A pessoas singulares que exerçam uma actividade de investimento, pessoalmente ou através de uma sociedade, que não sejam cidadãos de território da União

Leia mais

ANEXOS. ANEXO III: Avaliação global da adicionalidade ANEXO IV: Calendário de apresentação e adoção dos acordos de parceria e dos programas

ANEXOS. ANEXO III: Avaliação global da adicionalidade ANEXO IV: Calendário de apresentação e adoção dos acordos de parceria e dos programas COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 14.12.2015 COM(2015) 639 final ANNEXES 3 to 4 ANEXOS ANEXO III: Avaliação global da adicionalidade ANEXO IV: Calendário de apresentação e adoção dos acordos de parceria e dos

Leia mais

Organizar a Escola para 12 anos de escolaridade obrigatória JOAQUIM AZEVEDO

Organizar a Escola para 12 anos de escolaridade obrigatória JOAQUIM AZEVEDO Organizar a Escola para 12 anos de escolaridade obrigatória JOAQUIM AZEVEDO 3º Ciclo de Seminários de Aprofundamento em Administração e Organização escolar UCP - 27 de fevereiro de 2013 Escolaridade de

Leia mais

Preçário MAXPAY, INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTOS, LDA INSTITUIÇÕES PAGAMENTOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS

Preçário MAXPAY, INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTOS, LDA INSTITUIÇÕES PAGAMENTOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Preçário MAXPAY, INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTOS, LDA INSTITUIÇÕES PAGAMENTOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de O Preçário completo da MAXPAY-Instituição de Pagamento, Lda, contém o Folheto

Leia mais

Preçário MAXPAY - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTO, LDA INSTITUIÇÕES PAGAMENTOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS

Preçário MAXPAY - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTO, LDA INSTITUIÇÕES PAGAMENTOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Preçário INSTITUIÇÕES PAGAMENTOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de O Preçário completo da MAXPAY-Instituição de Pagamento, Lda, contém o Folheto de Comissões e Despesas (que incorpora

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento da Comissão C(2008) 2976 final.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento da Comissão C(2008) 2976 final. CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA Bruxelas, 30 de Junho de 2008 (02.07) (OR. en) 11253/08 FRONT 62 COMIX 533 NOTA DE ENVIO de: Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Director

Leia mais

PORTUGAL UMA NOVA CENTRALIDADE LOGÍSTICA. Dia Regional Norte do Engenheiro 2012

PORTUGAL UMA NOVA CENTRALIDADE LOGÍSTICA. Dia Regional Norte do Engenheiro 2012 Dia Regional Norte do Engenheiro 2012 Bragança, 29 de setembro de 2012 José António de Barros Presidente de AEP 1 Gráfico I 2 Tabela I 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Exportações Globais (Bens e Serviços),

Leia mais

Preçário NOVACAMBIOS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTO, SA

Preçário NOVACAMBIOS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTO, SA Preçário NOVACAMBIOS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTO, SA INSTISociedade financeira com sede em território nacional, de acordo com o previsto no Regime Geral das Instituições de Crédito e Sociedades Financeiras

Leia mais

Madeira: Soluções Globais para Investimentos de Sucesso

Madeira: Soluções Globais para Investimentos de Sucesso Madeira: Soluções Globais para Investimentos de Sucesso Tratados de Dupla Tributação Documento disponível em: www.ibc-madeira.com Convenções Celebradas por Portugal para Evitar a Dupla Tributação Europa

Leia mais

GRAU GRAU

GRAU GRAU C 451/4 PT Jornal Oficial da União Europeia 14.12.2018 Atualização anual de 2018 das remunerações e pensões dos funcionários e outros agentes da União Europeia, e dos coeficientes de correção aplicados

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento COM(2017) 74 final - ANEXO 3.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento COM(2017) 74 final - ANEXO 3. Conselho da União Europeia Bruxelas, 10 de fevereiro de 2017 (OR. en) 6171/17 ADD 3 JAI 104 ASIM 10 CO EUR-PREP 8 NOTA DE ENVIO de: Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU,

Leia mais

CONVENÇÕES PARA EVITAR A DUPLA TRIBUTAÇÃO INTERNACIONAL

CONVENÇÕES PARA EVITAR A DUPLA TRIBUTAÇÃO INTERNACIONAL DIRECÇÃO DE SERVIÇOS DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS Of.Circulado n.º: 20129, 13.03.2008 Processo: 2920/2008 DSRI Entrada Geral: N.º Intificação Fiscal (NIF): Sua Ref.ª: Técnico: Rui Pessoa Cod. Assunto: Origem:

Leia mais

VISTO GOLD A porta de entrada na Europa

VISTO GOLD A porta de entrada na Europa VISTO GOLD A porta de entrada na Europa O Visto Gold O QUE É O VISTO GOLD Têm o nome técnico de Autorização de Residência para Atividade de Investimento (ARI), mas são vulgarmente conhecidos por Vistos

Leia mais

RETIFICAÇÕES. («Jornal Oficial da União Europeia» L 139 de 26 de maio de 2016) O anexo II é inserido com a seguinte redação:

RETIFICAÇÕES. («Jornal Oficial da União Europeia» L 139 de 26 de maio de 2016) O anexo II é inserido com a seguinte redação: 3.6.2016 L 146/31 RETIFICAÇÕES Retificação do Regulamento de Execução (UE) 2016/799 da Comissão, de 18 de março de 2016, que dá execução ao Regulamento (UE) n. o 165/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho

Leia mais

GRAU GRAU

GRAU GRAU 14.12.2016 PT Jornal Oficial da União Europeia C 466/5 Atualização anual de 2016 das remunerações e pensões dos funcionários e outros agentes da União Europeia e dos coeficientes de correção aplicados

Leia mais

COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO CONSELHO. Informações financeiras sobre o Fundo Europeu de Desenvolvimento

COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO CONSELHO. Informações financeiras sobre o Fundo Europeu de Desenvolvimento COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 15.6.2018 COM(2018) 475 final COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO CONSELHO Informações financeiras sobre o Fundo Europeu de Desenvolvimento Fundo Europeu de Desenvolvimento (FED): previsões

Leia mais

Preçário RAIZE SERVIÇOS DE GESTÃO, S. A. INSTITUIÇÕES PAGAMENTOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 01-dez-2016

Preçário RAIZE SERVIÇOS DE GESTÃO, S. A. INSTITUIÇÕES PAGAMENTOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 01-dez-2016 Preçário RAIZE SERVIÇOS DE GESTÃO, S. A. INSTITUIÇÕES PAGAMENTOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de O Preçário completo da RAIZE SERVIÇOS DE GESTÃO, S. A., contém o Folheto de Comissões

Leia mais

Quadro 1 Número de empresas de seguros a operar em Portugal Vida Não Vida Mistas Total. Empresas de seguros de direito português

Quadro 1 Número de empresas de seguros a operar em Portugal Vida Não Vida Mistas Total. Empresas de seguros de direito português Quadro 1 Número de empresas de seguros a operar em Portugal 2016 Vida Não Vida Mistas Total Em regime de estabelecimento 18 43 12 73 Empresas de seguros de direito português 14 24 5 43 Empresas de seguros

Leia mais

Instituto Nacional de Estatística. stica. Procedimento dos Défices Excessivos (PDE)

Instituto Nacional de Estatística. stica. Procedimento dos Défices Excessivos (PDE) Instituto Nacional de Estatística stica Procedimento dos Défices Excessivos () Acordo Institucional Notificação de Setembro/Outubro de 2009 Comparação com outros EM Acordo Institucional Acordo Institucional

Leia mais

A8-0321/78. Texto da Comissão

A8-0321/78. Texto da Comissão 17.10.2018 A8-0321/78 Alteração 78 Keith Taylor em nome do Grupo Verts/ALE Relatório A8-0321/2018 Andrzej Grzyb Promoção de veículos de transporte rodoviário não poluentes e energeticamente eficientes

Leia mais

Quadro 1 Número de empresas de seguros a operar em Portugal Vida Não Vida Mistas Total. Sucursais de empresas de seguros estrangeiras

Quadro 1 Número de empresas de seguros a operar em Portugal Vida Não Vida Mistas Total. Sucursais de empresas de seguros estrangeiras Quadro 1 Número de empresas de seguros a operar em Portugal 2017 Vida Não Vida Mistas Total Em regime de estabelecimento 18 43 12 73 Empresas de seguros de direito português 14 24 5 43 Empresas de seguros

Leia mais

Autorização de Permanência e Residência O Regime do Golden Visa

Autorização de Permanência e Residência O Regime do Golden Visa Autorização de Permanência e Residência O Regime do Golden Visa O Direito de Residência dos Cidadãos Europeus Qualquer cidadão da UE tem direito de residir em Portugal, por um período até 3 meses, sendo

Leia mais

TABELA PRÁTICA DAS CONVENÇÕES PARA EVITAR A DUPLA TRIBUTAÇÃO CELEBRADAS POR PORTUGAL REDUÇÃO DE TAXAS PAÍSES DIPLOMA LEGAL TROCA DOS

TABELA PRÁTICA DAS CONVENÇÕES PARA EVITAR A DUPLA TRIBUTAÇÃO CELEBRADAS POR PORTUGAL REDUÇÃO DE TAXAS PAÍSES DIPLOMA LEGAL TROCA DOS ÁFRICA DO SUL n.º 53/08 22 Setembro n.º 222/2008 publicado em 20-11-2008 EM VIGOR DESDE 22-10-2008 ALEMANHA Lei 12/82 03 Junho publicado em 14-10-1982 EM VIGOR DESDE 08-10-1982 15% 11º 10% a) 12º 10% ARGÉLIA

Leia mais

Preçário MUNDITRANSFERS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTOS E CAMBIOS, LDA. INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTOS

Preçário MUNDITRANSFERS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTOS E CAMBIOS, LDA. INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTOS Preçário MUNDITRANSFERS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTOS E CAMBIOS, LDA. INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo

Leia mais

Características Gerais

Características Gerais Características Gerais Bloco mais antigo; Está no mais adiantado estágio de integração; Estágios de Integração Objetivos Zona de Livre Comércio União Aduaneira Mercado Comum União Monetária União Política

Leia mais

Programa de acção comunitário em matéria de formação profissional

Programa de acção comunitário em matéria de formação profissional 1 Uma porta aberta para a Europa Programa de acção comunitário em matéria de formação profissional Albino Oliveira Serviço de Relações Internacionais da Universidade do Porto 2 1 Cinco tipos de Acção Mobilidade

Leia mais

COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO CONSELHO

COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 25.10.2017 COM(2017) 622 final COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO CONSELHO Fundo Europeu de Desenvolvimento (DED): previsões das autorizações, dos pagamentos e das contribuições dos

Leia mais

A UNIÃO EUROPEIA E O DIÁLOGO INTERCULTURAL MNE DGAE

A UNIÃO EUROPEIA E O DIÁLOGO INTERCULTURAL MNE DGAE A UNIÃO EUROPEIA E O DIÁLOGO INTERCULTURAL O CAMINHO PARA A UNIÃO EUROPEIA O QUE SE COMEMORA NO ANO EUROPEU 2008 QUIZ O CAMINHO PARA A UNIÃO EUROPEIA No século XX, depois das Guerras Mundiais (a 2ª foi

Leia mais

À DISTÂNCIA DE UM PASSO AUTORIZAÇÃO DE RESIDÊNCIA PARA ATIVIDADE DE INVESTIMENTO Golden Visa

À DISTÂNCIA DE UM PASSO AUTORIZAÇÃO DE RESIDÊNCIA PARA ATIVIDADE DE INVESTIMENTO Golden Visa À DISTÂNCIA DE UM PASSO AUTORIZAÇÃO DE RESIDÊNCIA PARA ATIVIDADE DE INVESTIMENTO Golden Visa ÍNDEX 1 Quem somos Lisbon Attorneys Corp. 2 Introdução 3 Vantagens 4 Quem pode requerer 5 Contactos Quem somos

Leia mais

Preçário BANCO RURAL EUROPA, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BANCO RURAL EUROPA, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANCO RURAL EUROPA, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo do Banco Rural Europa S.A., contém o Folheto de Comissões

Leia mais

Junto se envia, à atenção das delegações, um documento sobre o assunto em epígrafe, conforme aprovado pelo Conselho (JAI) de 20 de julho de 2015.

Junto se envia, à atenção das delegações, um documento sobre o assunto em epígrafe, conforme aprovado pelo Conselho (JAI) de 20 de julho de 2015. Conselho da União Europeia Bruxelas, 22 de julho de 2015 (OR. en) 11130/15 ASIM 62 RELEX 633 NOTA de: para: Secretariado-Geral do Conselho Delegações n.º doc. ant.: 10830/2/15 REV 2 ASIM 52 RELEX 592 n.

Leia mais

Preçário. CECABANK, S.A. - Sucursal em Portugal SUCURSAL. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 01-jun-2019

Preçário. CECABANK, S.A. - Sucursal em Portugal SUCURSAL. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 01-jun-2019 Preçário SUCURSAL Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de O Preçário completo do Cecabank, S.A. - Sucursal em Portugal, contém o Folheto de Comissões e Despesas (que incorpora os valores máximos

Leia mais

O PROGRAMA LEONARDO DA VINCI

O PROGRAMA LEONARDO DA VINCI O PROGRAMA LEONARDO DA VINCI Albino Oliveira O que é o Programa Leonardo da Vinci? É um Programa Comunitário de Acção em Matéria de Formação Profissional que agora se encontra na sua segunda fase (01 de

Leia mais

11. CARTÕES DE CRÉDITO E DE DÉBITO (OUTROS CLIENTES)

11. CARTÕES DE CRÉDITO E DE DÉBITO (OUTROS CLIENTES) 11.1. Cartões de crédito Comissões (Euros) Designação do Redes onde o é aceite 1. Anuidades Outros 1.º Titular titulares 2. Emissão de 3. Substituição de 4. Inibição do 5. Pagamento devolvido 6. Comissão

Leia mais

Idade média das mulheres ao nascimento dos filhos e envelhecimento da população feminina em idade fértil,

Idade média das mulheres ao nascimento dos filhos e envelhecimento da população feminina em idade fértil, «Idade média das mulheres ao nascimento dos filhos e envelhecimento da população feminina em idade fértil, Departamento de Estatísticas Demográficas e Sociais Serviço de Estatísticas Demográficas 07/10/2016

Leia mais

A Política Comercial Comum (PCC)

A Política Comercial Comum (PCC) A IMPORTÂNCIA DO ESPAÇO COMUNITÁRIO NO MUNDO A Política Comercial Comum (PCC) Política Comercial Comum 17,1% do comércio mundial. 18% das importações de bens. 16% das exportações de bens 1º exportador

Leia mais

Innovation Digest. Dezembro Análise de Posicionamento relativo de Portugal

Innovation Digest. Dezembro Análise de Posicionamento relativo de Portugal Innovation Digest Dezembro 2010 Análise de Posicionamento relativo de Indicadores de Posicionamento relativo de Posicionamento Global Suiça E.U.A Dinamarca Suécia Alemanha Reino Unido Luxemburgo Coreia

Leia mais

Despesas Descrição Orçamento Orçamento Variação (%)

Despesas Descrição Orçamento Orçamento Variação (%) PROJETO DE ORÇAMENTO RETIFICATIVO N.º 2/2014 VOLUME 1 - MAPA GERAL DE RECEITAS A. INTRODUÇÃO E FINANCIAMENTO DO ORÇAMENTO GERAL Financiamento do orçamento geral Dotações a cobrir durante o exercício de

Leia mais

União Europeia Docente: Pedro Moreira Ano Lectivo: 2012/2013

União Europeia Docente: Pedro Moreira Ano Lectivo: 2012/2013 União Europeia Docente: Pedro Moreira Ano Lectivo: 2012/2013 Como Nasceu a União Europeia? Depois da guerra...a paz, a solidariedade na Europa Em 1951, nasceu a primeira Comunidade - a Comunidade Europeia

Leia mais

A EUROPA DÁ AS MÃOS. Ana Maria Magalhães Isabel Alçada MAPA D A EUROPA. Completar a legenda com o nome dos países da UE

A EUROPA DÁ AS MÃOS. Ana Maria Magalhães Isabel Alçada MAPA D A EUROPA. Completar a legenda com o nome dos países da UE FICHA S DE LEITUR A A EUROPA DÁ AS MÃOS Ana Maria Magalhães Isabel Alçada MAPA D A EUROPA O S PAÍSE S D A U N IÃO EUROPEIA Completar a legenda com o nome dos países da UE 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 20 12

Leia mais

ACTA FINAL. AF/EEE/XPA/pt 1

ACTA FINAL. AF/EEE/XPA/pt 1 ACTA FINAL AF/EEE/XPA/pt 1 Os plenipotenciários, DA COMUNIDADE EUROPEIA a seguir denominada "a Comunidade", e DO REINO DA BÉLGICA, DO REINO DA DINAMARCA, DA REPÚBLICA FEDERAL DA ALEMANHA, DA REPÚBLICA

Leia mais

O que é a União Europeia (UE)?

O que é a União Europeia (UE)? O que é a União Europeia (UE)? 28 Estados-Membros Mais de 500 milhões de habitantes Atuais candidatos à adesão à UE: Albânia, antiga República Iugoslava da Macedônia, Montenegro, Sérvia e Turquia Tratados

Leia mais

, , , ,

, , , , 13. TRANSFERÊNCIAS (OUTROS CLIENTES) - FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Entrada em vigor: 01-julho-2016 13.1. Ordens de Transferência 1. Transferências Internas / Nacionais Emitidas 1.1. Entre Contas Bankinter

Leia mais

Erasmus+ O Erasmus a KA1 KA2 KA3

Erasmus+ O Erasmus a KA1 KA2 KA3 Erasmus+ O Erasmus+ é o Programa da União Europeia no domínio da educação, da formação, da juventude e do desporto. Foi aprovado pelo Parlamento Europeu a 19 de novembro de 2013 e tem a vigência de 7 anos

Leia mais

UNIÃO GERAL DE TRABALHADORES

UNIÃO GERAL DE TRABALHADORES UNIÃO GERAL DE TRABALHADORES Boletim de Conjuntura 3º Trimestre de 2015 Nº 02/2015 Dezembro 2015 Grécia Finlândia Dinamarca Estónia Suiça Itália Aústria França Bélgica Portugal Zona Euro Alemanha Lituânia

Leia mais

5. TRANSFERÊNCIAS (PARTICULARES)

5. TRANSFERÊNCIAS (PARTICULARES) 5.1. Ordens de transferência Transferências Internas/Nacionais 1. Para conta domiciliada na própria Instituição de Crédito (internas) Com o mesmo ordenante e beneficiário - Pontual e Permanente Com ordenante

Leia mais

Relatório mensal sobre combustíveis

Relatório mensal sobre combustíveis Relatório mensal sobre combustíveis MARÇO DE 2015 Índice I Principais destaques 3 II Introduções ao Consumo 4 Consumo mensal de gasóleo e gasolina 4 Consumo anual acumulado de gasóleo e gasolina 5 Consumo

Leia mais

Alterações futuras ao Preçário

Alterações futuras ao Preçário Alterações futuras ao Preçário FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS A 15 de outubro de 2018, o Millennium bcp vai proceder a alterações no preçário. Consulte estas alterações, devidamente assinaladas com cor

Leia mais

Estratégias de Crescimento e Internacionalização no cluster Habitat. AICCOPN Associação dos Industriais de Construção Civil e Obras Públicas

Estratégias de Crescimento e Internacionalização no cluster Habitat. AICCOPN Associação dos Industriais de Construção Civil e Obras Públicas Estratégias de Crescimento e Internacionalização no cluster Habitat AICCOPN Associação dos Industriais de Construção Civil e Obras Públicas 1 Universo de Referência: A Fileira da Construção e do Imobiliário

Leia mais

Autorização de Permanência e Residência. O Regime do Golden Visa

Autorização de Permanência e Residência. O Regime do Golden Visa Autorização de Permanência e Residência O Regime do Golden Visa O Direito de Residência dos Cidadãos Europeus Qualquer cidadão da UE tem direito de residir em Portugal, por um período até 3 meses, sendo

Leia mais

Jornal Oficial da União Europeia L 165 I. Legislação. Atos não legislativos. 61. o ano. Edição em língua portuguesa. 2 de julho de 2018.

Jornal Oficial da União Europeia L 165 I. Legislação. Atos não legislativos. 61. o ano. Edição em língua portuguesa. 2 de julho de 2018. Jornal Oficial da União Europeia L 165 I Edição em língua portuguesa Legislação 61. o ano 2 de julho de 2018 Índice II Atos não legislativos DECISÕES Decisão (UE) 2018/937 do Conselho Europeu, de 28 de

Leia mais

RUA DE SÃO NICOLAU, O LISBOA VISTO GOLD ARI. Autorização de Residência para Investimento

RUA DE SÃO NICOLAU, O LISBOA VISTO GOLD ARI. Autorização de Residência para Investimento WWW.VALADASCORIEL.COM VISTO GOLD ARI Autorização de Residência para Investimento 1 VISTO GOLD ARI Autorização de Residência para Investimento 2 ÍNDICE DE CONTEÚDO O que é o ARI ou Visto Gold? Viajar livremente

Leia mais

REDUÇÃO DE TAXAS PAÍSES DIPLOMA LEGAL TROCA DOS

REDUÇÃO DE TAXAS PAÍSES DIPLOMA LEGAL TROCA DOS ÁFRICA DO SUL n.º 53/08 22 Setembro n.º 222/2008 publicado em 20-11-2008 EM VIGOR DESDE 22-10-2008 ALEMANHA ANDORRA Lei 12/82 03 Junho n.º 20/2017 14 fevereiro publicado em 14-10-1982 EM VIGOR DESDE 08-10-1982

Leia mais

Modelo de Formulário para a notificação do Estado-Membro de origem

Modelo de Formulário para a notificação do Estado-Membro de origem Data: 22 de outubro de 2015 ESMA/2015/1596 Modelo de Formulário para a notificação do Estado-Membro de origem FORMULÁRIO DE DIVULGAÇÃO DO ESTADO-MEMBRO DE ORIGEM 1.* Denominação do emitente: Banco de Investimento

Leia mais

CONSULTA SOBRE AS TRANSFERÊNCIAS TRANSFRONTEIRAS DA SEDE DAS SOCIEDADES - Consulta da DG MARKT

CONSULTA SOBRE AS TRANSFERÊNCIAS TRANSFRONTEIRAS DA SEDE DAS SOCIEDADES - Consulta da DG MARKT CONSULTA SOBRE AS TRANSFERÊNCIAS TRANSFRONTEIRAS DA SEDE DAS SOCIEDADES - Consulta da DG MARKT Introdução Observação preliminar: O documento seguinte foi elaborado pelos serviços da Direção-Geral do Mercado

Leia mais

REDUÇÃO DE TAXAS PAÍSES DIPLOMA LEGAL TROCA DOS

REDUÇÃO DE TAXAS PAÍSES DIPLOMA LEGAL TROCA DOS ÁFRICA DO SUL n.º 53/08 22 Setembro n.º 222/2008 publicado em 20-11-2008 EM VIGOR DESDE 22-10-2008 ALEMANHA Lei 12/82 03 Junho publicado em 14-10-1982 EM VIGOR DESDE 08-10-1982 15% 11º 10% a) 12º 10% ANDORRA

Leia mais

UNIÃO GERAL DE TRABALHADORES

UNIÃO GERAL DE TRABALHADORES UNIÃO GERAL DE TRABALHADORES Boletim de Conjuntura 4º Trimestre de 2017 Nº 01/2018 Março 2018 Reino Unido Dinamarca Itália Noruega Luxemburgo Grécia Bélgica Suiça Croácia Finlândia UE28 Alemanha Portugal

Leia mais

Identificação do inquirido: Fields marked with * are mandatory.

Identificação do inquirido: Fields marked with * are mandatory. Rumo à aplicação de normas de contabilidade harmonizadas no setor público europeu (EPSAS) dos Estados-Membros - consulta pública sobre os futuros princípios de gestão e estrutura das EPSAS Fields marked

Leia mais

I. PEDIDO DE INFORMAÇÕES relativo à disponibilização transnacional de trabalhadores no âmbito de uma prestação de serviços

I. PEDIDO DE INFORMAÇÕES relativo à disponibilização transnacional de trabalhadores no âmbito de uma prestação de serviços FORMULÁRIO PARA USO (FACULTATIVO) DA ADMINISTRAÇÃO QUE FAZ O PEDIDO I. PEDIDO DE INFORMAÇÕES relativo à disponibilização transnacional de trabalhadores no âmbito de uma prestação de serviços em conformidade

Leia mais

5. TRANSFERÊNCIAS (PARTICULARES)

5. TRANSFERÊNCIAS (PARTICULARES) 5.1. Ordens de transferência Transferências Internas/Nacionais C/ operador 1. Para conta domiciliada na própria Instituição de Crédito Com o mesmo ordenante e beneficiário - Pontual e Isento Isento Permamente

Leia mais

Relatório mensal sobre combustíveis

Relatório mensal sobre combustíveis Relatório mensal sobre combustíveis ABRIL DE 2015 Índice I Principais destaques 3 II Introduções ao Consumo 4 Consumo mensal de gasóleo e gasolina 4 Consumo anual acumulado de gasóleo e gasolina 5 Consumo

Leia mais

PGI 2. Conselho Europeu Bruxelas, 13 de abril de 2018 (OR. en) EUCO 7/18. Dossiê interinstitucional: 2017/0900 (NLE) INST 92 POLGEN 23 CO EUR 8

PGI 2. Conselho Europeu Bruxelas, 13 de abril de 2018 (OR. en) EUCO 7/18. Dossiê interinstitucional: 2017/0900 (NLE) INST 92 POLGEN 23 CO EUR 8 Conselho Europeu Bruxelas, 13 de abril de 2018 (OR. en) Dossiê interinstitucional: 2017/0900 (NLE) EUCO 7/18 INST 92 POLGEN 23 CO EUR 8 ATOS JURÍDICOS Assunto: DECISÃO DO CONSELHO EUROPEU que fixa a composição

Leia mais

Congresso IVA 2017 O Regime Especial de IVA das PME Marta Machado de Almeida

Congresso IVA 2017 O Regime Especial de IVA das PME Marta Machado de Almeida LISBOA PORTO FUNCHAL SÃO PAULO LUANDA MAPUTO PRAIA DILI SÃO TOMÉ MACAU Congresso IVA 2017 O Regime Especial de IVA das PME Marta Machado de Almeida LISBOA PORTO FUNCHAL SÃO PAULO LUANDA MAPUTO PRAIA DILI

Leia mais

Congresso IVA 2017 O Regime Especial de IVA das PME Marta Machado de Almeida

Congresso IVA 2017 O Regime Especial de IVA das PME Marta Machado de Almeida LISBOA PORTO FUNCHAL SÃO PAULO LUANDA MAPUTO PRAIA DILI SÃO TOMÉ MACAU Congresso IVA 2017 O Regime Especial de IVA das PME Marta Machado de Almeida LISBOA PORTO FUNCHAL SÃO PAULO LUANDA MAPUTO PRAIA DILI

Leia mais

PROTOCOLOS e DECLARAÇÕES anexas ao Tratado de Lisboa PROTOCOLOS

PROTOCOLOS e DECLARAÇÕES anexas ao Tratado de Lisboa PROTOCOLOS PROTOCOLOS e DECLARAÇÕES anexas ao Tratado de Lisboa PROTOCOLOS Protocolo (N.º 1) relativo ao papel dos Parlamentos nacionais na União Protocolo (N.º 2) relativo à aplicação dos princípios da subsidiariedade

Leia mais

Como funciona a UE. Como funciona a UE

Como funciona a UE. Como funciona a UE Como funciona a UE Como funciona a UE Três instituições principais O Parlamento Europeu, a voz dos cidadãos Jerzy Buzek, Presidente do Parlamento Europeu O Conselho de Ministros, a voz dos Estados-Membros

Leia mais

ANEXO. à Decisão de Execução da Comissão. que. estabelece a lista dos documentos comprovativos a apresentar pelos requerentes de visto na Irlanda

ANEXO. à Decisão de Execução da Comissão. que. estabelece a lista dos documentos comprovativos a apresentar pelos requerentes de visto na Irlanda COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 31.7.2014 C(2014) 5338 final ANNEX 1 ANEXO à Decisão de Execução da Comissão que estabelece a lista dos documentos comprovativos a apresentar pelos requerentes de visto na Irlanda

Leia mais

Portugal. o destino europeu de investimento

Portugal. o destino europeu de investimento Newsletter I 2017 Portugal o destino europeu de investimento Há mais de 20 anos que a MCS está na vanguarda da consultoria de investimentos de clientes. Mantendo esta tradição, apresentamos a nossa primeira

Leia mais

Benefícios dos Cartões MasterCard

Benefícios dos Cartões MasterCard Benefícios dos Cartões MasterCard ÍNDICE BENEFÍCIOS: QUAIS SÃO E O QUE FAZER PARA TER DIREITO 3 PASSO A PASSO PARA EMISSÃO DOS CERTIFICADOS E BILHETES DE SEGUROS 5 BENEFÍCIOS DOS CARTÕES MASTERCARD PLATINUM

Leia mais

Benefícios dos Cartões MasterCard

Benefícios dos Cartões MasterCard Benefícios dos Cartões MasterCard ÍNDICE BENEFÍCIOS: QUAIS SÃO E O QUE FAZER PARA TER DIREITO 3 PASSO A PASSO PARA EMISSÃO DOS CERTIFICADOS E BILHETES DE SEGUROS 5 BENEFÍCIOS DOS CARTÕES MASTERCARD PLATINUM

Leia mais

13. TRANSFERÊNCIAS (OUTROS CLIENTES) Ordens de transferência

13. TRANSFERÊNCIAS (OUTROS CLIENTES) Ordens de transferência 13.1. Ordens de transferência Transferências Internas/Nacionais Isento Isento Permanente 0,79 Isento Pontual 1,84 Isento Gratuito 2. Para conta domiciliada noutra Instituição de Crédito (nacionais) Transferência

Leia mais

COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO CONSELHO. Informações financeiras sobre o Fundo Europeu de Desenvolvimento

COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO CONSELHO. Informações financeiras sobre o Fundo Europeu de Desenvolvimento COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 14.6.2017 COM(2017) 299 final COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO CONSELHO Informações financeiras sobre o Fundo Europeu de Desenvolvimento Fundo Europeu de Desenvolvimento (FED): previsões

Leia mais

13. TRANSFERÊNCIAS (OUTROS CLIENTES) Ordens de transferência

13. TRANSFERÊNCIAS (OUTROS CLIENTES) Ordens de transferência 13. TRANSFERÊNCIAS (OUTROS CLIENTES) 13.1. Ordens de transferência Transferências Internas/Nacionais 1. Para conta domiciliada na própria Instituição de Crédito (internas) Com o mesmo ordenante e beneficiário

Leia mais

A EUROPA DOS 28 Módulo 15 frente 03- Livro 02 páginas: 210 a 212

A EUROPA DOS 28 Módulo 15 frente 03- Livro 02 páginas: 210 a 212 A EUROPA DOS 28 Módulo 15 frente 03- Livro 02 páginas: 210 a 212 1948: BENELUX, primeiro bloco econômico do mundo (pós 2ª Guerra Mundial). HISTÓRICO Integrantes: Bélgica, Holanda e Luxemburgo. 1952: CECA

Leia mais

Duarte Rodrigues. Sintra, 21 de Setembro 2009

Duarte Rodrigues. Sintra, 21 de Setembro 2009 Duarte Rodrigues Coordenador adjunto do Observatório do QREN Sintra, 21 de Setembro 2009 O desafio da cooperação institucional As respostas Clusterização (EEC) Os factores críticos de sucesso Parcerias

Leia mais