ESPANHA, PAÍS DE EXCELÊNCIA DEZ RAZÕES QUE O DEMONSTRAM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESPANHA, PAÍS DE EXCELÊNCIA DEZ RAZÕES QUE O DEMONSTRAM"

Transcrição

1 ESPANHA, PAÍS DE EXCELÊNCIA DEZ RAZÕES QUE O DEMONSTRAM

2

3 ESPANHA, PAÍS DE EXCELÊNCIA DEZ RAZÕES QUE O DEMONSTRAM

4 INTRODUÇÃO Criatividade, capacidade de organização, esforço, envolvimento, são valores que permitiram que os espanhóis e as suas empresas conquistassem lugares de liderança em diversos setores de atividade. Em termos de PIB, a Espanha é a quarta economia da zona euro, a quinta da União Europeia e a décima terceira do mundo. É o décimo primeiro país investidor do mundo e o segundo investidor na América Latina, logo a seguir aos Estados Unidos. É também o nono país do mundo no que respeita à receção de investimento estrangeiro direto (634 mil milhões de dólares, de acordo com o último relatório do UNCTAD, World Investment Report, de julho de 2012). Em Espanha, existem mais de empresas estrangeiras, que empregam mais de 1,2 milhões de pessoas, com um volume de negócio anual superior a 400 mil milhões de euros (Instituto Nacional de Estatística, setembro de 2012). Espanha é o sétimo país exportador de serviços do mundo (3,04% do total) e o quarto da UE. Além disso, é o décimo sétimo exportador mundial de mercadorias. Tem uma posição geoestratégica muito vantajosa para aceder a outros mercados importantes e para investir: membro da UE, ponte entre a África e a Europa, e base para estabelecimento de relações com a América Latina e os seus mil e trezentos milhões de consumidores, graças aos seus laços comerciais, culturais e linguísticos. Encontram-se empresas espanholas entre as primeiras do mundo em determinados setores de alto valor acrescentado e com grande potencial de crescimento, como a gestão de infraestruturas, a eletricidade, as energias renováveis, a logística, as refinarias, os comboios de alta velocidade, o setor financeiro, o automóvel, a segurança, as biotecnologias, o ambiente, o tratamento

5 de águas, o setor aeroespacial, a tecnologia naval, as tecnologias da informação e da comunicação, a tecnologia sanitária, a e-saúde e a gestão eletrónica. A Espanha também é uma referência no âmbito da economia social. Existem, igualmente, empresas espanholas entre as primeiras, em setores maduros como o da moda, o agroalimentar ou o do turismo. Mas a Espanha não ocupa um lugar de destaque apenas no âmbito empresarial. Também é um país solidário, como o demonstra o facto de ser o país com a maior taxa de dadores de órgãos do mundo há mais de vinte anos, a sua cooperação internacional para o desenvolvimento e a sua ajuda humanitária, além da participação das suas Forças Armadas nos principais projetos relativos à segurança e estabilidade internacionais. Espanha também possui um rico património histórico e cultural. É o segundo país do mundo em declarações de Património da Humanidade (UNESCO). Tem uma das mais importantes indústrias culturais e criativas e a relevância internacional da sua língua é cada vez maior, sendo falada por cerca de 500 milhões de pessoas. É a segunda língua materna do mundo e a segunda língua de comunicação internacional. Desenvolve-se, permanentemente, a todos os níveis: como língua materna, como língua adquirida, como língua de cultura universal, como língua de comunicação internacional e como língua de intercâmbio económico. A imagem do espanhol está associada à divulgação de uma cultura internacional de qualidade. Espanha também é uma potência turística mundial: é o segundo país do mundo em receitas de turismo, logo atrás dos Estados Unidos. É o primeiro país da Europa e o quarto do mundo em número de visitantes. Além de tudo isso, é bem conhecida pela sua qualidade de vida.

6 INFRAESTRUTU ESPANHA, PAÍS DE EXCELÊNCIA EM PRIMEIROS PORTOS NO MEDITERRÂNEO: DE MERCADORIAS (VALÊNCIA) DE CRUZEIROS (BARCELONA)

7 RAS ESPANHA, LÍDER MUNDIAL EM INFRAESTRUTURAS TERRESTRES 3º PAÍS DO MUNDO E 2º DA EUROPA EM MOVIMENTO DE VIAJANTES E TRÁFEGO AÉREO TALGO E CAF SÃO ALGUMAS DAS PRINCIPAIS EMPRESAS FERROVIÁRIAS DO MUNDO A FROTA DE COMBOIOS MAIS MODERNA E MAIS AVANÇADA DO PONTO DE VISTA TECNOLÓGICO 2ª REDE DE ALTA VELOCIDADE DO MUNDO

8 ESCOLAS DE N ESPANHA, PAÍS DE EXCELENCIA EM 3 ESCOLAS DE NEGÓCIOS ESPANHOLAS FIGURAM, SISTEMATICAMENTE, ENTRE AS MELHORES DO MUNDO: IE, IESE, ESADE 2º PAÍS DO MUNDO QUE DISPÕE DO MAIOR NÚMERO DE ESCOLAS DE NEGÓCIOS (3) ENTRE AS 25 MELHORES DO MUNDO E O PRIMEIRO PAÍS EUROPEU QUE CONTA COM O MAIOR NÚMERO DE ESCOLAS DE NEGÓCIOS ENTRE AS 10 MELHORES DA EUROPA.

9 EGÓCIOS CLASSIFICAÇÃO DE ESCOLAS DE NEGÓCIOS EUROPEIAS DE 2013: 1º ESCOLA DE NEGÓCIOS IE 1º HEC PARÍS 3 LONDON BUSINESS SCHOOL 3 ESCOLA DE NEGÓCIOS ESADE 5º INSEAD 6 ESCOLA DE NEGÓCIOS IESE

10 RANDES BRAS ÚBLICAS ESPANHA, PAÍS DE EXCELÊNCIA EM EMPRESAS ESPANHOLAS GEREM 40% DAS PRINCIPAIS CONCESSÕES DE TRANSPORTES DO MUNDO* AS 3 PRIMEIRAS EMPRESAS DO MUNDO EM GESTÃO DE INFRAESTRUTURAS DE TRANSPORTES EM NÚMERO DE CONCESSÕES DE AUTOESTRADAS, AEROPORTOS E PORTOS EM CONSTRUÇÃO OU EXPLORAÇÃO SÃO ESPANHOLAS* * SEGUNDO O PUBLIC WORKS FINANCING RANKING DE 2012

11 AS COMPANHIAS ESPANHOLAS PARTICIPAM EM PROJETOS EM MAIS DE 90 ESTADOS DOS CINCO CONTINENTES: TGV MECA-MEDINA, ARÁBIA SAUDITA A AMPLIAÇÃO DO CANAL DO PANAMÁ (SACYR E INDRA) A GESTÃO DE MAIS DE KM DE AUTOESTRADAS (ABERTIS) O SUPERPORTO DE AÇU, BRASIL (FCC E ACCIONA) O TÚNEL SR-99 EM SEATTLE (ACS) A 3ª MAIOR CENTRAL HIDROELÉTRICA DO MUNDO EM BELO MONTE, BRASIL (TYPSA) T2 HEATHROW E CROSSTRAIL (FERROVIAL)

12 SETOR AGROALIMENT ESPANHA, PAÍS DE EXCELÊNCIA NO 2º EXPORTADOR DE VINHO E 3º PRODUTOR DE VINHO O MAIOR VINHEDO EM SUPERFÍCIE

13 AR 1º PRODUTOR E EXPORTADOR MUNDIAL DE AZEITE 1º EXPORTADOR MUNDIAL DE FRUTAS E LEGUMES LÍDER EM CULTURAS DE ESTUFA 1º PAÍS DA UE EM SUPERFÍCIE DESTINADA À PRODUÇÃO ECOLÓGICA

14 NERGIAS ENOVÁVEIS ESPANHA, PAÍS DE EXCELÊNCIA EM 1º PAÍS DO MUNDO EM CAPACIDADE INSTALADA EM ENERGIA SOLAR E TERMOELÉTRICA

15 1º PAÍS DA EUROPA E 4º DO MUNDO EM ENERGIA EÓLICA 3º PAÍS DA EUROPA E 4º DO MUNDO EM ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA IBERDROLA, GAMESA, ISOLUX, ABENGOA, ACCIONA, COBRA... SÃO EMPRESAS LÍDERES MUNDIAIS

16 MODA ESPANHA, PAÍS DE EXCELÊNCIA EM GRANDES CRIADORES DE MODA: CRISTOBAL BALENCIAGA MARIANO FORTUNY MANOLO BLAHNIK PACO RABANNE ÁNGEL SCHLESSER FRANCIS MONTESINOS CUSTO DALMAU ELIO BERNHAYER

17 A INDITEX (ZARA, MASSIMO DUTTI, BERSHKA, ) É O MAIOR GRUPO DE DISTRIBUIÇÃO DE MODA DO MUNDO, A SUA ESTRATÉGIA É ÚNICA E ESTUDA-SE NAS MELHORES ESCOLAS DE NEGÓCIOS. MAIS DE LOJAS EM 86 PAÍSES A PRONOVIAS É A NÚMERO 1 DO MUNDO NO SETOR DA MODA PARA CASAMENTOS MANGO: PONTOS DE VENDA EM 109 PAÍSES GRUPO CORTEFIEL: PONTOS DE VENDA EM 75 PAÍSES A JEANOLOGÍA REVOLUCIONOU O SETOR DAS CALÇAS DE GANGA. LÍDER NO MERCADO DA TECNOLOGIA LASER APLICADA AOS JEANS (85% DA PRODUÇÃO MUNDIAL) A INDO É O 3º FABRICANTE MUNDIAL DE ÓCULOS

18 GESTÃO DA ÁG ESPANHA, PAÍS DE EXCELÊNCIA NA A ESPANHA É LÍDER MUNDIAL EM TODAS AS FASES DA GESTÃO DO CICLO COMPLETO DA ÁGUA

19 UA 1º PAÍS A NÍVEL EUROPEU E 2º A NÍVEL MUNDIAL NA REUTILIZAÇÃO DE ÁGUAS USADAS 4º PRODUTOR DE ÁGUA DESSALINIZADA DO MUNDO E 1º DA EUROPA E DA AMÉRICA AQUALIA (FCC): 3ª EMPRESA MUNDIAL NA GESTÃO COMPLETA DA ÁGUA E 1ª DA AMÉRICA LATINA ACCIONA: LÍDER MUNDIAL NA DESSALINIZAÇÃO DE ÁGUA DO MAR E DE SALMOURA POR OSMOSE INVERSA AS EMPRESAS ESPANHOLAS GEREM OS PROJETOS DE TRATAMENTO DE ÁGUAS MAIS IMPORTANTES DO MUNDO: ACCIONA, FCC, ABENGOA...

20 TECNOLOGIA ESPANHA, PAÍS DE EXCELÊNCIA EM 1º PAÍS DA EUROPA E 3º DO MUNDO EM BIOTECNOLOGIA 5º EM BIOQUÍMICA E EM BIOLOGIA MOLECULAR GRIFOLS E PHARMAMAR: LÍDERES EM MEDICAMENTOS BIOLÓGICOS DERIVADOS DO PLASMA E PARA O TRATAMENTO DO CANCRO, RESPETIVAMENTE 1º EM TERMOS DE DOAÇÕES E TRANSPLANTES DE ÓRGÃOS O MODELO ESPANHOL É CONSIDERADO EM TODO O MUNDO COMO UM EXEMPLO A SEGUIR.

21 TELEFÓNICA: 1ª EMPRESA EUROPEIA DE TELECOMUNICAÇÕES POR VOLUME DE NEGÓCIO E A 6ª DO MUNDO POR CAPITALIZAÇÃO DE ATIVOS AMADEUS REFERÊNCIA MUNDIAL EM MATÉRIA DE SOLUÇÕES AVANÇADAS PARA A INDÚSTRIA DAS VIAGENS E O SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO INDRA LÍDER MUNDIAL NO DESENVOLVIMENTO E IMPLEMENTAÇÃO DE TECNOLOGIAS DE IDENTIFICAÇÃO ELETRÓNICA E DE SOLUÇÕES BIOMÉTRICAS GRUPO ZED E SOFTONIC, LÍDERES NOS SEUS SETORES

22 GASTRONOMIA ESPANHA, PAÍS DE EXCELÊNCIA EM EL CELLER DE CAN ROCA, DECLARADO O MELHOR RESTAURANTE DO MUNDO EM 2013 («RESTAURANT») 3 RESTAURANTES ENTRE OS 10 MELHORES DO MUNDO: CELLER DE CAN ROCA, MUGARITZ, ARZAK 5 ENTRE OS 50 MELHORES 6º PAÍS NO NÚMERO DE ESTRELAS MICHELIN

23 A DIETA MEDITERRÂNICA, CARACTERÍSTICA DO NOSSO PAÍS, PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL (UNESCO 2010) UM DOS POUCOS PAÍSES QUE TEM UMA UNIVERSIDADE CULINÁRIA (BASQUE CULINARY CENTER, EM SAN SEBASTIÁN)

24 DESPORTO E INDÚSTRIAS DESPORTIVAS ESPANHA, PAÍS DE EXCELÊNCIA EM INESPORT, SISTEMA PIONEIRO QUE FAVORECE A INOVAÇÃO E A COMPETITIVIDADE NA INDÚSTRIA DESPORTIVA NÚMERO 1 EM FÁBRICAS DE RELVADO ARTIFICIAL DE ÚLTIMA GENERAÇÃO (FIELDTURF POLIGRAS) LÍDERES EM EQUIPAMENTO DESPORTIVO E PAVIMENTOS (MONDO IBÉRICA), EM EQUIPAMENTOS PARA PISCINAS (FLUIDRA), EM CRONOMETRAGEM E PACKAGING (MSL) EXCELENTE CAPACIDADE E EFICÁCIA NA ORGANIZAÇÃO DE GRANDES ACONTECIMENTOS DESPORTIVOS

25 1ª SELEÇÃO NACIONAL DE FUTEBOL QUE GANHOU, UMA APÓS A OUTRA, O CAMPEONATO DA EUROPA (2008), O CAMPEONATO DO MUNDO E, DE NOVO, O CAMPEONATO DA EUROPA CAMPEÃ DO MUNDO EN TÉNIS (A TAÇA DAVIS EM CINCO OCASIÕES), BASQUETEBOL, NATAÇÃO SINCRONIZADA, TIRO OLÍMPICO, HÓQUEI NO GELO, GINÁSTICA RÍTMICA, KARATÉ, ESCALADA, TRIATLO, NATAÇÃO, ANDEBOL, PÓLO AQUÁTICO, FUTSAL. GRANDES CAMPEÕES INDIVIDUAIS EM TÉNIS, AUTOMOBILISMO DESPORTIVO, RALLY, CAIAQUE, CICLISMO, GOLFE, VELA, MOTOCICLISMO...

26 Febrero 2014 Gobierno de España Ministerio de Asuntos Exteriores y de Cooperación Diseño: Oficina de Información Diplomática / Javier Hernández (www.nolsom.com) Imprime: Oficina de Información Diplomática

27

28

NORTE DE PORTUGAL CCDR-N

NORTE DE PORTUGAL CCDR-N NORTE DE PORTUGAL CCDR-N Porto 26 de Fevereiro de 2014 APRESENTAÇÃO DA CCDR-N ÁREAS DE INTERVENÇÃO DA CCDR-N APOIO AO PODER LOCAL GESTÃO DE FUNDOS FINANCEIROS REGIONAIS PLANEAMENTO ESTRATÉGICO DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Ficha de Mercado BRASIL. ALENTEJO 2015 Exportar+

Ficha de Mercado BRASIL. ALENTEJO 2015 Exportar+ Ficha de Mercado BRASIL ALENTEJO 2015 Exportar+ Dados Gerais Área: 8.515.692,3 km² População: 201 milhões (estimativa EIU 2013) Densidade populacional: 23,6 habitantes/km² Designação oficial: República

Leia mais

ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014

ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014 ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014 REPÚBLICA DA COLÔMBIA POPULAÇÃO 48 Milhões SUPERFÍCIE 1.141.748 Km2 CAPITAL Bogotá 7,3 milhões PRINCIPAIS CIDADES

Leia mais

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS www.prochile.gob.cl O Chile surpreende pela sua variada geografia. Suas montanhas, vales, desertos, florestas e milhares de quilômetros de costa, o beneficiam

Leia mais

Importância geoestratégica de Portugal

Importância geoestratégica de Portugal GRANDE REPORTAGEM CLUBE EUROPEU AEVILELA Importância geoestratégica de Portugal PORTO DE SINES Porta ideal de entrada num conjunto de mercados CIDADE DA HORTA Telegraph Construction and Maintenance Company

Leia mais

América Latina. Diferentes oportunidades

América Latina. Diferentes oportunidades América Latina Diferentes oportunidades Casa da América Latina Missão: estreitar relações culturais, cientificas e económicas entre AL e Portugal e vice-versa. Fundada em 1998, como uma divisão da Câmara

Leia mais

OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE (TURISMO)

OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE (TURISMO) OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE (TURISMO) São Tomé e Príncipe é um arquipélago constituído por duas ilhas principais e pequenas ilhotas, localizado no Golfo da Guiné, no Oceano Atlântico,

Leia mais

ANGOLA FICHA DE MERCADO BREVE CARACTERIZAÇÃO

ANGOLA FICHA DE MERCADO BREVE CARACTERIZAÇÃO FICHA DE MERCADO ANGOLA BREVE CARACTERIZAÇÃO Situa-se na região da África Subsariana, apresentando uma economia em forte crescimento, que converge para uma economia de mercado. É um país extremamente rico

Leia mais

Missão Empresarial EUA Flórida. 21 a 26 de Março 2015

Missão Empresarial EUA Flórida. 21 a 26 de Março 2015 Missão Empresarial EUA Flórida 21 a 26 de Março 2015 Apoiamos empresas a ter sucesso nos mercados internacionais Sobre nós Na Market Access prestamos serviços de apoio à exportação e internacionalização.

Leia mais

A Telefónica é assim. Uma empresa na vanguarda. Relatório Anual 2002

A Telefónica é assim. Uma empresa na vanguarda. Relatório Anual 2002 A Telefónica é assim A Telefónica é a operadora de referência nos mercados de língua espanhola e portuguesa com quase 90 milhões de clientes. Além disso, é a sétima companhia mundial do setor em termos

Leia mais

Porque é que o Turismo. é essencial para a Economia Portuguesa?

Porque é que o Turismo. é essencial para a Economia Portuguesa? Porque é que o Turismo é essencial para a Economia Portuguesa? 14 milhões de hóspedes Vindos do Reino Unido, Alemanha, Espanha, França, Brasil, EUA Num leque de países que alarga ano após ano. 9,2 % do

Leia mais

Invest in Chemicals. Invest in Spain INVESTIR NO SETOR QUÍMICO ESPANHOL

Invest in Chemicals. Invest in Spain INVESTIR NO SETOR QUÍMICO ESPANHOL 2014 Política Industrial 17 de julho de 2014 Federação Empresarial da Indústria Química Espanhola www.feique.org Hermosilla, 31-28001 Madrid Tel.: 91 431 79 64 Fax: 91 576 33 81 info@feique.org Invest

Leia mais

Novo Aeroporto de Lisboa e privatização da ANA

Novo Aeroporto de Lisboa e privatização da ANA Novo Aeroporto de Lisboa e privatização da ANA O turismo de Portugal não precisa de uma cidade aeroportuária nem de um mega aeroporto; O desenvolvimento do turismo de Portugal, num quadro de coesão territorial

Leia mais

柔 道 パウリスタ. Informações sobre valores, favorecidos e contratantes de convênios e pagamentos relativos aos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016:

柔 道 パウリスタ. Informações sobre valores, favorecidos e contratantes de convênios e pagamentos relativos aos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016: Informações sobre valores, favorecidos e contratantes de convênios e pagamentos relativos aos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016: Convênios Número do Convênio SIAFI: 755940 Situação: Aguardando Prestação

Leia mais

Mercados dicas internacionalização

Mercados dicas internacionalização Mercados dicas internacionalização Mercado do Chile Julho 2012 Breve contexto Membro da OCDE. Estabilidade política, económica e social. Relações estreitas com a Ásia e cordão do Pacífico. Ratificação

Leia mais

PRESS RELEASE. Empresas portuguesas reduzem emissões de carbono, embora não possuam estratégias de redução de emissões a longo prazo

PRESS RELEASE. Empresas portuguesas reduzem emissões de carbono, embora não possuam estratégias de redução de emissões a longo prazo PRESS RELEASE Iberia 125 Climate Change Report Empresas portuguesas reduzem emissões de carbono, embora não possuam estratégias de redução de emissões a longo prazo O relatório Iberia 125 Climate Change

Leia mais

Índice PORTUGAL - BREVE CARATERIZAÇÃO A CIP ATIVIDADE ASSOCIADOS ORGANIZAÇÃO E CONTACTOS

Índice PORTUGAL - BREVE CARATERIZAÇÃO A CIP ATIVIDADE ASSOCIADOS ORGANIZAÇÃO E CONTACTOS Índice PORTUGAL - BREVE CARATERIZAÇÃO A CIP ATIVIDADE ASSOCIADOS ORGANIZAÇÃO E CONTACTOS Portugal Breve caraterização Portugal Caraterização geral Inserido na União Europeia desde 1986, Portugal é o país

Leia mais

Que políticas de transportes

Que políticas de transportes Que políticas de transportes 8º ciclo de seminários - Transportes e negócios J. Paulino Pereira (Instituto Superior Técnico Universidade Técnica de Lisboa) Professor Universitário e Consultor Aeroportos

Leia mais

ESPANHA Porta de acesso à Europa para as multinacionais brasileiras

ESPANHA Porta de acesso à Europa para as multinacionais brasileiras ESPANHA Porta de acesso à Europa para as multinacionais brasileiras ESPANHA: UM PAÍS QUE SAE DA CRISE 2,00% 1,50% Evolução do PIB espanhol 1,70% 1,00% 1% 0,50% 0,00% -0,50% -0,20% 0,10% 2010 2011 2012

Leia mais

REQUERIMENTO Nº, DE 2008. (Do Sr. Clodovil Hernandes) Senhor Presidente:

REQUERIMENTO Nº, DE 2008. (Do Sr. Clodovil Hernandes) Senhor Presidente: REQUERIMENTO Nº, DE 2008 (Do Sr. Clodovil Hernandes) Requer a constituição de Comissão Externa destinada a cumprir missão temporária autorizada com a finalidade de obter informações acerca da organização,

Leia mais

Os Desafios da Fileira da Construção. As Oportunidades nos Mercados Externos

Os Desafios da Fileira da Construção. As Oportunidades nos Mercados Externos Os Desafios da Fileira da Construção As Oportunidades nos Mercados Externos Agradeço o convite que me foi dirigido para participar neste Seminário e felicito a AIP pela iniciativa e pelo tema escolhido.

Leia mais

Projecto Os Descobrimentos

Projecto Os Descobrimentos Projecto Os Descobrimentos 3 Fevereiro 2006 a 30 Junho 2008 ACRÓNIMO «Projecto Os Descobrimentos» SUBPROGRAMA 5. Andaluzia / Alentejo / Algarve EIXO E MEDIDA 4. Fomento de cooperação e integração social

Leia mais

Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil

Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil Thayne Garcia, Assessora-Chefe de Comércio e Investimentos (tgarcia@casacivil.rj.gov.br) Luciana Benamor, Assessora de Comércio e Investimentos

Leia mais

TURISMO NÁUTICO GERADOR DE RIQUEZA MARTINHO FORTUNATO

TURISMO NÁUTICO GERADOR DE RIQUEZA MARTINHO FORTUNATO TURISMO NÁUTICO GERADOR DE RIQUEZA MARTINHO FORTUNATO Setembro de 2009 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2. PENT (Plano Estratégico Nacional do Turismo) 3. TURISMO NÁUTICO NA EUROPA E NO MUNDO 4. O SECTOR EM PORTUGAL

Leia mais

COMUNICADO DE IMPRENSA

COMUNICADO DE IMPRENSA Grupo PTV em expansão internacional - também na América do Sul PTV inaugura sua própria filial no Brasil Karlsruhe/São Paulo, 15/10/2015. Os especialistas em transportes do Grupo PTV estão expandindo ainda

Leia mais

LOGÍSTICA EM PORTUGAL

LOGÍSTICA EM PORTUGAL LOGÍSTICA EM PORTUGAL 1 LOGÍSTICA EM PORTUGAL SUMÁRIO EXECUTIVO LOGÍSTICA EM PORTUGAL 2 LOGÍSTICA EM PORTUGAL INTRODUÇÃO CONTEXTO ATUAL 4 OBJETIVO 5 PRESSUPOSTOS ORIENTADORES 6 LOGÍSTICA EM PORTUGAL CONTEXTO

Leia mais

O turismo e o seu contributo para o desenvolvimento da Madeira

O turismo e o seu contributo para o desenvolvimento da Madeira O turismo e o seu contributo para o desenvolvimento da Madeira Lisboa, 5 de Julho 2012 Bruno Freitas Diretor Regional de Turismo da Madeira O Destino Madeira A Região Autónoma da Madeira (RAM) ocupa, desde

Leia mais

Mercados informação de negócios

Mercados informação de negócios Mercados informação de negócios Rússia Oportunidades e Dificuldades do Mercado Março 2012 Índice 1. Oportunidades 3 1.1 Comércio 3 1.2 Investimento de Portugal na Rússia 4 1.3 Investimento da Rússia em

Leia mais

Viva! O nosso ponto de encontro, Astúrias

Viva! O nosso ponto de encontro, Astúrias Viva! O nosso ponto de encontro, Astúrias Porquê as Astúrias? Cultura industrial profundamente arraigada Alta qualificação dos seus Recursos Humanos Baixa rotatividade de profissionais Excelentes infraestruturas

Leia mais

República dominicana A DOMINICANA É A REPÚBLICA DAS CORES, UM PAÍS DE INESGOTÁVEIS ATRAÇÕES!

República dominicana A DOMINICANA É A REPÚBLICA DAS CORES, UM PAÍS DE INESGOTÁVEIS ATRAÇÕES! INVESTIR NA REPÚBLICA DOMINICANA MISSÃO EMPRESARIAL SETEMBRO 2014 República dominicana A DOMINICANA É A REPÚBLICA DAS CORES, UM PAÍS DE INESGOTÁVEIS ATRAÇÕES! A República Dominicana é conhecida pelas praias,

Leia mais

INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP ****

INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP **** INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP **** Gostaria de começar por agradecer o amável convite da CIP para participarmos nesta conferência sobre um tema determinante para o

Leia mais

APRESENTAÇÃO BBDOURO 2015

APRESENTAÇÃO BBDOURO 2015 APRESENTAÇÃO BBDOURO 2015 Quem Somos? Empresa BBDouro criada em 2012 por Diogo Barros treinador olímpico de vela e velejador profissional com a colaboração de Tiago Morais velejador esperança olímpica.

Leia mais

PORTUGAL AS PRINCIPAIS LIGAÇÕES RODOVIÁRIAS NO CONTEXTO EUROPEU

PORTUGAL AS PRINCIPAIS LIGAÇÕES RODOVIÁRIAS NO CONTEXTO EUROPEU PORTUGAL AS PRINCIPAIS LIGAÇÕES RODOVIÁRIAS NO CONTEXTO EUROPEU João Carvalho joao.carvalho@imt-ip.pt Santiago de Chile, 28 a 31 de outubro de 2014 Reunião DIRCAIBEA Portugal na Europa Localização periférica

Leia mais

FÓRUM OCEANO Associação da Economia do Mar

FÓRUM OCEANO Associação da Economia do Mar FÓRUM OCEANO Associação da Economia do Mar FÓRUM DO MAR 2015 Apresentação da MARE STARTUP Inovação empresarial e formação Francisco Beirão Exponor, 18 de Novembro 2015 APRESENTAÇÃO 1.QuemSomos 2.PortugalMarítimo

Leia mais

Resumo de apoios atribuídos pelo município na época desportiva 2012/2013 (2013)

Resumo de apoios atribuídos pelo município na época desportiva 2012/2013 (2013) associativismodesportivoregula mentomunicipalapoioentidades desportivasprogramasdesenvol vimentodesportivoapoioativida dedesportivaregularapoioorgan izaçãoparticipaçãocompetições desportivasapoiobeneficiaçãoin

Leia mais

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA PÓS-GRADUAÇÃO AUGM PMEP ANEXO II DA OFERTA UNIVERSIDAD NACIONAL DE CÓRDOBA (ARGENTINA)

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA PÓS-GRADUAÇÃO AUGM PMEP ANEXO II DA OFERTA UNIVERSIDAD NACIONAL DE CÓRDOBA (ARGENTINA) PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA PÓS-GRADUAÇÃO AUGM PMEP ANEXO II DA OFERTA UNIVERSIDAD NACIONAL DE CÓRDOBA (ARGENTINA) Análise e Processamento de Imagens Antropologia Ciência e Tecnologia dos

Leia mais

Em Crise Profunda no Mercado Interno. Em Expansão Acelerada nos Mercados Externos

Em Crise Profunda no Mercado Interno. Em Expansão Acelerada nos Mercados Externos 2ª JORNADAS DA ESPECIALIZAÇÃO EM DIREÇÃO E GESTÃO DA CONSTRUÇÃO ENGENHARIA CIVIL OS NOVOS DESAFIOS O PAPEL DA CONSTRUÇÃO NO FUTURO Índice: Onde Estamos Europa 2020 e Crescimento da Construção em Portugal

Leia mais

SOBRE OS PRESSUPOSTOS SUBJACENTES AO PLANO

SOBRE OS PRESSUPOSTOS SUBJACENTES AO PLANO No âmbito do procedimento de consulta pública do Plano Estratégico de Transportes 2008-2020 (PET), vem a Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza apresentar o seu parecer. SOBRE OS PRESSUPOSTOS

Leia mais

14:00 VÓLEI DE PRAIA: Swatch-FIVB World Tour, Klagenfurt, Áustria Senhoras. 15:00 VÓLEI DE PRAIA: Swatch-FIVB World Tour, Klagenfurt, Áustria Senhoras

14:00 VÓLEI DE PRAIA: Swatch-FIVB World Tour, Klagenfurt, Áustria Senhoras. 15:00 VÓLEI DE PRAIA: Swatch-FIVB World Tour, Klagenfurt, Áustria Senhoras SEXTA 1 07:30 Redifusão DESPORTOS MOTORIZADOS: Campeonato do Mundo de Ralis, Finlândia Antevisão 08:00 Redifusão DESPORTOS MOTORIZADOS: Campeonato do Mundo FIA de Turismos, FIA WTCC Mag Resumos da competição

Leia mais

Reformas e Políticas Microeconômicas para Aumentar a Competitividade da nossa indústria: as necessárias e as possíveis.

Reformas e Políticas Microeconômicas para Aumentar a Competitividade da nossa indústria: as necessárias e as possíveis. Reformas e Políticas Microeconômicas para Aumentar a Competitividade da nossa indústria: as necessárias e as possíveis Elizabeth Farina 1 Plano da Apresentação 1. Propostas de Reformas Microeconômicas

Leia mais

FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL

FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL UN SELLO DE CALIDAD EN LAS RELACIONES BILATERALES FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL UM SELO DE QUALIDADE NAS RELAÇÕES BILATERAIS FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL diseño

Leia mais

A Indústria Portuguesa de Moldes

A Indústria Portuguesa de Moldes A Indústria Portuguesa de Moldes A Indústria Portuguesa de Moldes tem vindo a crescer e a consolidar a sua notoriedade no mercado internacional, impulsionada, quer pela procura externa, quer pelo conjunto

Leia mais

10 razões para investir na França

10 razões para investir na França 10 razões para investir na França Outubro de 2013 www.investinfrance.org /pt - www.sayouitofrance-innovation.com/pt 1. Uma potência econômica mundial A França : 2 a potência econômica da União Europeia.

Leia mais

A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO

A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO PARTE 03 - MERCADOS PRIORITÁRIOS Introdução Nas últimas semanas dedicamos a nossa atenção ao

Leia mais

IV ENAServ - Encontro Nacional de Comércio Exterior de Serviços. São Paulo, 25 de junho de 2013

IV ENAServ - Encontro Nacional de Comércio Exterior de Serviços. São Paulo, 25 de junho de 2013 2013 IV ENAServ - Encontro Nacional de Comércio Exterior de Serviços São Paulo, 25 de junho de 2013 BALANÇA BRASILEIRA DE COMÉRCIO EXTERIOR DE SERVIÇOS* - US$ Bilhões 2011 2012 Δ% 2012/2011 Exportações

Leia mais

Kiluange Tiny/ Rute Martins Santos. Maio, 2007.

Kiluange Tiny/ Rute Martins Santos. Maio, 2007. JURISTEP OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE Kiluange Tiny/ Rute Martins Santos Maio, 2007. Este documento está protegido pelo direito de autor nos termos da lei portuguesa, do direito comunitário

Leia mais

Mercados informação de negócios

Mercados informação de negócios Mercados informação de negócios GRÉCIA Oportunidades e Dificuldades do Mercado Janeiro 2014 Índice 1. Oportunidades 3 1.1. Comércio 3 1.2. Investimento 4 1.3. Turismo 4 2. Dificuldades 6 2.1. Comércio

Leia mais

Mercados informação de negócios

Mercados informação de negócios Mercados informação de negócios Rússia Oportunidades e Dificuldades do Mercado Setembro 2014 Rússia Oportunidades e Dificuldades do Mercado (setembro 2014 Índice 1. Breve Enquadramento 3 2. Oportunidades

Leia mais

REDE DE MERCADORIAS E ALTA VELOCIDADE

REDE DE MERCADORIAS E ALTA VELOCIDADE REDE DE MERCADORIAS E ALTA VELOCIDADE Com a criação da CEE, as trocas comerciais entre membros sofreram enormes aumentos de tráfego, tendo as empresas a oportunidade de aceder a um mercado muito mais vasto.

Leia mais

CÂMARA HISPANO PORTUGUESA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA. O melhor aliado para o mercado ibérico

CÂMARA HISPANO PORTUGUESA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA. O melhor aliado para o mercado ibérico O melhor aliado para o mercado ibérico A Câmara Hispano Portuguesa de Comércio e Indústria em Espanha (CHP), com fins não lucrativos, foi criada em 1970 para apoiar as empresas com interesses no Mercado

Leia mais

THE INTERNATIONAL TOURISM MARKET: A STRATEGIC VISION FOR MADEIRA

THE INTERNATIONAL TOURISM MARKET: A STRATEGIC VISION FOR MADEIRA THE INTERNATIONAL TOURISM MARKET: A STRATEGIC VISION FOR MADEIRA Josep-Francesc Valls, PhD Visiting professor, UMa Full professor Department of Marketing Management, ESADE Business School Funchal, 15 de

Leia mais

IV ENAServ - Encontro Nacional de Comércio Exterior de Serviços. São Paulo, 25 de junho de 2013

IV ENAServ - Encontro Nacional de Comércio Exterior de Serviços. São Paulo, 25 de junho de 2013 2013 IV ENAServ - Encontro Nacional de Comércio Exterior de Serviços São Paulo, 25 de junho de 2013 BALANÇA BRASILEIRA DE COMÉRCIO EXTERIOR DE SERVIÇOS* - US$ Bilhões 2011 2012 Δ% 2012/2011 Exportações

Leia mais

Estratégia Regional de Especialização Inteligente Pedido de Contributos no Domínio do Capital Simbólico, Tecnologias e Serviços do Turismo

Estratégia Regional de Especialização Inteligente Pedido de Contributos no Domínio do Capital Simbólico, Tecnologias e Serviços do Turismo Estratégia Regional de Especialização Inteligente Pedido de Contributos no Domínio do Capital Simbólico, Tecnologias e Serviços do Turismo www.ccdr-n.pt/norte2020 O desenvolvimento de Estratégias Regionais

Leia mais

AGENDA VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO

AGENDA VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO Novas Oportunidades para o Financiamento de Investimento Público e Empresarial no âmbito do QREN --- Sines 11 de Março de 2008 A Agenda Operacional para a Valorização do Território é uma estratégia de

Leia mais

Da especialização inteligente à cooperação inteligente

Da especialização inteligente à cooperação inteligente Da especialização inteligente à cooperação inteligente Alexandre Almeida Baiona, 07 de novembro 2014 ccdr-n.pt/norte2020 Índice 1.Abordagem concetual 2.Os domínios prioritários da RIS 3 da Região do Norte

Leia mais

Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ 1º Semestre 15-16. Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar

Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ 1º Semestre 15-16. Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ Semestre 15-16 Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar Animação Turística Inglês para Animação I Língua Estrangeira I (Espanhol I / Alemão

Leia mais

CONCLUSÕES DA REUNIÃO EMPRESARIAL PORTUGAL - ESPANHA. 22 de junho de 2015

CONCLUSÕES DA REUNIÃO EMPRESARIAL PORTUGAL - ESPANHA. 22 de junho de 2015 CONCLUSÕES DA REUNIÃO EMPRESARIAL PORTUGAL - ESPANHA UMA UNIÃO EUROPEIA MAIS FORTE 22 de junho de 2015 A União Europeia deve contar com um quadro institucional estável e eficaz que lhe permita concentrar-se

Leia mais

Financiamento ao Movimento Associativo Desporto Federado 2013. 6 junho de 2013 Auditório do Centro de Medicina Desportiva de Lisboa

Financiamento ao Movimento Associativo Desporto Federado 2013. 6 junho de 2013 Auditório do Centro de Medicina Desportiva de Lisboa Agenda Financiamento ao Movimento Associativo I Enquadramento 2011 2013 II Orçamento retificativo 2013 III Apoios Pagos 2013 (até 31 maio) IV Perspetivas 2014 a Financiamento ao Movimento Associativo I

Leia mais

Estratégia de Especialização Inteligente para a Região de Lisboa

Estratégia de Especialização Inteligente para a Região de Lisboa Diagnóstico do Sistema de Investigação e Inovação: Desafios, forças e fraquezas rumo a 2020 FCT - A articulação das estratégias regionais e nacional - Estratégia de Especialização Inteligente para a Região

Leia mais

Agenda da Apresentação

Agenda da Apresentação Agenda da Apresentação Enquadramento SWOT Pontos fortes Pontos fracos Ameaças, riscos e constrangimentos Oportunidades O desafio para Portugal Fatores críticos de sucesso O projeto de Desenvolvimento da

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO PETROBRAS 2015 PLANO DE NEGÓCIOS 2006-2010

PLANO ESTRATÉGICO PETROBRAS 2015 PLANO DE NEGÓCIOS 2006-2010 PLANO ESTRATÉGICO PETROBRAS 2015 PLANO DE NEGÓCIOS 2006-2010 MISSÃO Atuar de forma segura e rentável, com responsabilidade social e ambiental, nas atividades da indústria de óleo, gás e energia, nos mercados

Leia mais

Actual contexto do mercado turístico e perspectivas futuras. Luis Patrão Porto, 18 de Junho de 2009

Actual contexto do mercado turístico e perspectivas futuras. Luis Patrão Porto, 18 de Junho de 2009 Actual contexto do mercado turístico e perspectivas futuras Luis Patrão Porto, 18 de Junho de 2009 Portugal um dos principais destinos turísticos mundiais Turistas do Estrangeiro 12,3 milhões 12º na Europa

Leia mais

MENSAGEM N.º 671, DE 2009 (Do Poder Executivo)

MENSAGEM N.º 671, DE 2009 (Do Poder Executivo) CÂMARA DOS DEPUTADOS MENSAGEM N.º 671, DE 2009 (Do Poder Executivo) Aviso nº 603/2009 C. Civil Submete à deliberação do Congresso Nacional o Texto do Acordo Geral de Cooperação entre o Governo da República

Leia mais

Empreendedorismo e Valorização de ativos do território Albufeira, 10 de Maio de 2013 A. Oliveira das Neves

Empreendedorismo e Valorização de ativos do território Albufeira, 10 de Maio de 2013 A. Oliveira das Neves Empreendedorismo e Valorização de ativos do território Albufeira, 10 de Maio de 2013 Roteiro de Apresentação 1. Empreendedorismo Conceitos e Competências 2. Valorização do Território Conceitos 3. Iniciativas

Leia mais

Anexo I. Seguros obrigatórios de acidentes pessoais. Montante global dos capitais seguros a 31.12.2007 (em euros)

Anexo I. Seguros obrigatórios de acidentes pessoais. Montante global dos capitais seguros a 31.12.2007 (em euros) Anexo I Seguros obrigatórios de acidentes pessoais Seguro N.º de contratos em vigor a (1.) Aluno (2.) Aprendiz (3.) Atleta de alta competição (4.) Bolseiro de investigação (5.) Bombeiro municipal ou voluntário

Leia mais

Desafios da Internacionalização O papel da AICEP. APAT 10 de Outubro, 2015

Desafios da Internacionalização O papel da AICEP. APAT 10 de Outubro, 2015 Desafios da Internacionalização O papel da AICEP APAT 10 de Outubro, 2015 Internacionalização - Desafios Diversificar Mercados Alargar a Base Exportadora 38º PORTUGAL TEM MELHORADO A SUA COMPETITIVIDADE

Leia mais

AS REDES DE TRANSPORTE NO TERRITÓRIO PORTUGUÊS

AS REDES DE TRANSPORTE NO TERRITÓRIO PORTUGUÊS AS REDES DE TRANSPORTE NO TERRITÓRIO PORTUGUÊS A DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DAS REDES DE TRANSPORTE Rodoviária Ferroviária De Aeroportos De Portos De Energia Uma distribuição desigual Uma rede melhorada Segura

Leia mais

A Indústria Portuguesa de Moldes

A Indústria Portuguesa de Moldes A Indústria Portuguesa de Moldes A Indústria Portuguesa de Moldes tem vindo a crescer e a consolidar a sua notoriedade no mercado internacional, impulsionada, quer pela procura externa, quer por uma competitiva

Leia mais

A Indústria Portuguesa de Moldes

A Indústria Portuguesa de Moldes A Indústria Portuguesa de Moldes A Indústria Portuguesa de Moldes tem vindo a crescer e a consolidar a sua notoriedade no mercado internacional, impulsionada, quer pela procura externa, quer por uma competitiva

Leia mais

A intermodalidade e o transporte marítimo

A intermodalidade e o transporte marítimo Ana Paula Vitorino Secretária de Estado dos Transportes A intermodalidade e o transporte marítimo 27 A dinâmica da política de transportes, global e europeia, e a posição geoestratégica de Portugal justificam

Leia mais

1 ST PORTUGAL JAPAN BUSINESS SESSION. Dr. Gonçalo Gaspar Diretor Direção de Negócio Internacional da Caixa Geral de Depósitos

1 ST PORTUGAL JAPAN BUSINESS SESSION. Dr. Gonçalo Gaspar Diretor Direção de Negócio Internacional da Caixa Geral de Depósitos 1 ST PORTUGAL JAPAN BUSINESS SESSION Dr. Gonçalo Gaspar Diretor Direção de Negócio Internacional da Caixa Geral de Depósitos Apoio à Internacionalização das Empresas: 1st Portugal-Japan Business Session,

Leia mais

Apresentação Pública das Oportunidades de Investimentos nas Ilhas de Boa Vista e Maio INCENTIVOS AO INVESTIMENTO

Apresentação Pública das Oportunidades de Investimentos nas Ilhas de Boa Vista e Maio INCENTIVOS AO INVESTIMENTO Apresentação Pública das Oportunidades de Investimentos nas Ilhas de Boa Vista e Maio Boa Vista, Outubro de 2009 INCENTIVOS AO INVESTIMENTO AGENCIA CABO VERDIANA DE PROMOÇÃO DE INVESTIMENTOS 1 AGÊNCIA

Leia mais

Seminário de Pré-lançamento. Madrid 1 de julho de 2015

Seminário de Pré-lançamento. Madrid 1 de julho de 2015 Seminário de Pré-lançamento Madrid 1 de julho de 2015 Balanço do Programa Sudoe 2007-2013 Resultados quantitativos 2007/2013 Eixo FEDER Nº de projetos Nº de beneficiários Nº Beneficiários Principais PT

Leia mais

Dinâmicas de rede e valor económico da língua portuguesa

Dinâmicas de rede e valor económico da língua portuguesa 1 Jornada de Diplomacia Económica ISEG 5.12.2012 Dinâmicas de rede e valor económico da língua portuguesa jose.esperanca@iscte.pt 2 As línguas no mundo Ecologia da Língua (Calvet) 3 Hipercentral Inglês

Leia mais

MARINHA MERCANTE COMO UM DOS FACTORES IMPULSIONADORES DE DESENVOLVIMENTO

MARINHA MERCANTE COMO UM DOS FACTORES IMPULSIONADORES DE DESENVOLVIMENTO MARINHA MERCANTE COMO UM DOS FACTORES IMPULSIONADORES DE DESENVOLVIMENTO Arlindo Zandamela Instituto Nacional das Comunicações de Moçambique (INCM) Lisboa, Portugal Zandamela.arlindo@gmail.com Sumário

Leia mais

MISSÃO EMPRESARIAL MÉXICO

MISSÃO EMPRESARIAL MÉXICO MISSÃO EMPRESARIAL MÉXICO Cidade do México - 27 a 31de Outubro de 2014 COM GARANTIA DE SUCESSO Saiba mais na pág. 5 MÉXICO O México, oficialmente Estados Unidos Mexicanos, é uma república constitucional

Leia mais

Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016. Rio de Janeiro, 30 de junho de 2011

Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016. Rio de Janeiro, 30 de junho de 2011 Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016 Rio de Janeiro, 30 de junho de 2011 1 AGENDA 1. Os Jogos em números 2. Partes interessadas e estrutura jurídica 3. Orçamentos dos Jogos Rio

Leia mais

A DISTRIBUIÇÃO ALIMENTAR NOS EMIRADOS ARABES UNIDOS

A DISTRIBUIÇÃO ALIMENTAR NOS EMIRADOS ARABES UNIDOS A DISTRIBUIÇÃO ALIMENTAR NOS EMIRADOS ARABES UNIDOS Os mercados árabes oferecem excelentes oportunidades para o sector alimentar nacional. Para ampliar as possibilidades de sucesso, os produtos devem se

Leia mais

Viena Uma cidade onde pode desfrutar o sucesso Seminário no Brasil BRASÍLIA 26.10.2015 SÃO PAULO 27.10. 2015 BELO HORIZONTE 29.10.2015 RIO DE JANEIRO

Viena Uma cidade onde pode desfrutar o sucesso Seminário no Brasil BRASÍLIA 26.10.2015 SÃO PAULO 27.10. 2015 BELO HORIZONTE 29.10.2015 RIO DE JANEIRO Viena Uma cidade onde pode desfrutar o sucesso Seminário no Brasil BRASÍLIA 26.10.2015 SÃO PAULO 27.10. 2015 BELO HORIZONTE 29.10.2015 RIO DE JANEIRO 30.10.2015 Isto é o que talvez já saiba sobre Viena

Leia mais

Senhor representante do Secretariado Geral da União do Magrebe Árabe. Senhor Secretário Geral Adjunto da União para o Mediterrâneo

Senhor representante do Secretariado Geral da União do Magrebe Árabe. Senhor Secretário Geral Adjunto da União para o Mediterrâneo Senhores Ministros Senhores Embaixadores Senhor representante do Secretariado Geral da União do Magrebe Árabe Senhor Secretário Geral Adjunto da União para o Mediterrâneo Senhora representante da Comissão

Leia mais

ESPORTE CLUBE PINHEIROS

ESPORTE CLUBE PINHEIROS EC PINHEIROS 2012 NÚMEROS QUE IMPRESSIONAM 113 ANOS de existência umas das instituições mais tradicionais do país, oferecendo atividades esportivas, sociais e culturais de primeiro nível. 170.000 m² de

Leia mais

L I S B O A, 2 D E M A R Ç O D E 2 0 1 5 C E N T R O D E C O N G R E S S O S D E L I S B O A

L I S B O A, 2 D E M A R Ç O D E 2 0 1 5 C E N T R O D E C O N G R E S S O S D E L I S B O A L I S B O A, 2 D E M A R Ç O D E 2 0 1 5 C E N T R O D E C O N G R E S S O S D E L I S B O A QUEM SOMOS? Associação sem fins lucrativos / Entidade de Utilidade Pública, Fundada em 1977 Liga dos Estados

Leia mais

NOVOS INVESTIMENTOS NA FERROVIA ESTRATÉGIAS E ARTICULAÇÃO INTERMODAL 9 DE NOVEMBRO DE 2015

NOVOS INVESTIMENTOS NA FERROVIA ESTRATÉGIAS E ARTICULAÇÃO INTERMODAL 9 DE NOVEMBRO DE 2015 NOVOS INVESTIMENTOS NA FERROVIA ENQUADRAMENTO DA IMPLEMENTAÇÃO DA REDE TRANSEUROPEIA DE TRANSPORTES E DO MECANISMO INTERLIGAR A EUROPA JOSÉ VALLE / CEETVC ORIENTAÇÕES BASE DO PROGRAMA DA CEETVC PARA O

Leia mais

ÁFRICA DO SUL AERLIS - Oeiras 31.03.2011

ÁFRICA DO SUL AERLIS - Oeiras 31.03.2011 ÁFRICA DO SUL AERLIS - Oeiras 31.03.2011 Alguns factos históricos 1487 Bartolomeu Dias chega ao Cabo da Boa Esperança 1652 Holandeses, ao serviço da Dutch East India Company, instalam-se no Cabo. Colónia

Leia mais

Resumo dos resultados da enquete CNI

Resumo dos resultados da enquete CNI Resumo dos resultados da enquete CNI Brasil - México: Interesse empresarial para ampliação do acordo bilateral Março 2015 Amostra da pesquisa No total foram recebidos 45 questionários de associações sendo

Leia mais

Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do

Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do regime internacional sobre mudanças climáticas Brasília,

Leia mais

EMPRESA INOVADORA GLOBAL. Apresentação Global

EMPRESA INOVADORA GLOBAL. Apresentação Global EMPRESA INOVADORA GLOBAL Apresentação Global Fevereiro 2013 INDRA QUEM SOMOS Multinacional de TIC número 1 na Espanha e uma das principais da Europa e América Latina R$ 6,2 BI faturamento 36.000 profissionais

Leia mais

Fevereiro Março Abril Maio Junho. Local: Alemanha Local: Estados Unidos Local: Rússia Local: São Paulo Local: Polônia e Alemanha

Fevereiro Março Abril Maio Junho. Local: Alemanha Local: Estados Unidos Local: Rússia Local: São Paulo Local: Polônia e Alemanha Fevereiro Março Abril Maio Junho AçÕes 2015 Feira Fruit Logistica* SXSW* Fórum de Eficiência Energética APAS 2015 Europa Alemanha Rússia São Paulo Polônia e Alemanha Dias: 4 a 6 FI Dias: 13 a 17 ME Dias:

Leia mais

EXTREMADURA: STRATEGIC PARTNER

EXTREMADURA: STRATEGIC PARTNER EXTREMADURA: STRATEGIC PARTNER INVEST IN EXTREMADURA PRIVILEGIADA SITUAÇÃO GEOGRÁFICA DA EXTREMADURA. O futuro aumento do tráfego de mercadorias como consequência da ampliação do Canal do Panamá, o crescimento

Leia mais

Náutica. Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima. Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012

Náutica. Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima. Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012 Náutica Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012 Aicep Portugal Global é uma agência pública de natureza empresarial, cuja missão é: Atrair investimento estrangeiro para

Leia mais

Um parceiro de confiança / www.portugalglobal.pt. RÚSSIA Mundial de Futebol 2018

Um parceiro de confiança / www.portugalglobal.pt. RÚSSIA Mundial de Futebol 2018 RÚSSIA Mundial de Futebol 2018 RÚSSIA Mundial de Futebol 2018 Superfície: 17 milhões Km 2 Regiões: 85 População: 144 milhões Capital: Moscovo Língua oficial: russo Moeda: Rublo (RUB) 1 = +- 75 RUB** PIB:

Leia mais

PRESENÇA GLOBAL 010 L 2 A U N IO A R Ó T A L E R EUROPA EURÁSIA AMÉRICA DO SUL

PRESENÇA GLOBAL 010 L 2 A U N IO A R Ó T A L E R EUROPA EURÁSIA AMÉRICA DO SUL RELATÓRIO ANUAL 2010 RECEITA Em milhões de CHF VENDAS LÍQUIDAS por REGIÃO - 2010 2700 2400 2100 1800 1500 1200 900 600 300 0 +51 % +34 % +9% +13% +10% 2006 2007 2008 2009 2010 Europa 12 % África 7 % Eurásia

Leia mais

O Mobiliário em Portugal e o Elo de Ligação à Europa. 01 Julho 2010, Brasília. Jorge da Silva Brito Consultor Especialista da UE.

O Mobiliário em Portugal e o Elo de Ligação à Europa. 01 Julho 2010, Brasília. Jorge da Silva Brito Consultor Especialista da UE. O Mobiliário em Portugal e o Elo de Ligação à Europa 01 Julho 2010, Brasília Jorge da Silva Brito Consultor Especialista da UE Sumário 1.INDÚSTRIA DE MOBILIÁRIO NA PENÍNSULA IBÉRICA 2.EXEMPLO DE 3 EMPRESAS

Leia mais

EC PINHEIROS OLÍMPICO AQUÁTICOS

EC PINHEIROS OLÍMPICO AQUÁTICOS EC PINHEIROS OLÍMPICO AQUÁTICOS ESPORTE CLUBE PINHEIROS NÚMEROS QUE IMPRESSIONAM 112 ANOS de existência umas das instituições mais tradicionais do país, oferecendo atividades esportivas, sociais e culturais

Leia mais

PROMOÇÃO DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E ENERGIAS RENOVÁVEIS

PROMOÇÃO DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E ENERGIAS RENOVÁVEIS Enquadramento Protocolo de Quioto Cimeira de Joanesburgo Directiva Renováveis Estratégia Nacional de Desenvolvimento Sustentável Programa E4 Nova Resolução do Conselho de Ministros INTERREG Programas Regionais

Leia mais

ROSÁRIO MARQUES Directora Executiva CCILC. AIP Mercados para Exportação 05 de Março de 2014

ROSÁRIO MARQUES Directora Executiva CCILC. AIP Mercados para Exportação 05 de Março de 2014 ROSÁRIO MARQUES Directora Executiva CCILC AIP Mercados para Exportação 05 de Março de 2014 Colômbia Aspectos Gerais País muito jovem - 55% da população com menos de 30 anos. 7 Áreas Metropolitanas com

Leia mais

Area (km 2 ): 31.604,9 Hab/Km 2 : 23,7 População (Nº): 749.055 (2010)

Area (km 2 ): 31.604,9 Hab/Km 2 : 23,7 População (Nº): 749.055 (2010) As Regiões de - Região O Território Porquê? Com a maior área territorial de Continental 31.605,2 km2 (1/3 do território nacional) a região do apresenta 179 km de perímetro de linha de costa e 432 km de

Leia mais

NewVision Enquadramento do projecto de Qualificação e Internacionalização de PME

NewVision Enquadramento do projecto de Qualificação e Internacionalização de PME NewVision Enquadramento do projecto de Qualificação e Internacionalização de PME 15.06.2010 Institucional \ Breve Introdução A NEWVISION é uma empresa Portuguesa de base tecnológica, que tem como objectivo

Leia mais

PAUTA DA 51ª REUNIÃO ORDINÁRIA DA COMISSÃO TÉCNICA DA LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE 07 DE AGOSTO DE 2012

PAUTA DA 51ª REUNIÃO ORDINÁRIA DA COMISSÃO TÉCNICA DA LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE 07 DE AGOSTO DE 2012 MINISTÉRIO DO ESPORTE COMISSÃO TÉCNICA DA LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE INSTITUÍDA PELA PORTARIA Nº 172 DE 28 DE SETEMBRO DE 2009 E PORTARIA Nº 130 DE 05 DE JULHO DE 2010. LEI Nº 11.438/06, REGULAMENTADA

Leia mais

Associação para o Desenvolvimento do Baixo Guadiana

Associação para o Desenvolvimento do Baixo Guadiana Associação para o Desenvolvimento do Baixo Guadiana A Associação Odiana Esta Associação, sem fins lucrativos, fundada pelos municípios de Alcoutim, Castro Marim e Vila Real de Santo António em Dezembro

Leia mais