3. Máquinas Agrícolas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "3. Máquinas Agrícolas"

Transcrição

1 3.2. Máquinas de distribuição Trabalho: distribuem produtos à superfície do terreno (por vezes enterrado) Tipos de máquinas de distribuição distribuidores de estrume sólido distribuidores de estrume líquido distribuidores de adubo semeadores plantadores transplantadores pulverizadores polvilhadores Distribuidores de estrume sólido Tipos espalhadores de estrume (distribuição de estrume no terreno) reboques distribuidores de estrume (transporte e distribuição de estrume no terreno) Espalhadores de estrume espalhadores de eixo horizontal longitudinal espalhadores de eixo vertical (1/2 pratos com 3/4 dentes dispostos verticalmente) espalhadores de eixo horizontal transversal (tambor recolhedor + hélice de dispersão) espalhadores de eixo oblíquo (prato tronco-cónico com dentes flexíveis) Espalhador de eixo horizontal longitudinal Espalhador de eixo vertical 1

2 1,20 a 1,80 m 50 a 80 cm 3 a 4 m Espalhadores de estrume deflector de regulação do débito chapa de protecção I monte de estrume tambor recolhedor sem-fim de dispersão I I Espalhador de eixo horizontal transversal Espalhador de eixo oblíquo Reboques distribuidores de estrume Tipos (consoante os mecanismos utilizados na distribuição do estrume) de fundo móvel deflectores de taipal dianteiro móvel com órgão de distribuição móvel cilindro de distribuição Reboque distribuidor de estrume com órgão de distribuição móvel Tipos (consoante o tamanho) tipo americano (2-3t) tipo europeu (3-10t) Reboque distribuidor de estrume tipo europeu 2

3 Reboques distribuidores de fundo móvel Órgãos de distribuição veio transversal com sem-fim veios com facas (dispostos na horizontal ou na vertical) Accionamento do fundo móvel e dos órgãos de distribuição rodas do reboque tomada de força (tipo europeu) Órgãos de distribuição: veio transversal com sem-fim Órgãos de distribuição: veios verticais com facas Distribuidores de estrume líquido Trabalho: distribuição de estrume semi-líquido ou chorume Constituição cisterna + bomba centrífuga accionada pela tomada de força do tractor cisterna estanque + compressor Reboque distribuidor de estrume líquido 3

4 Distribuidores de adubo Distribuição homogénea de adubo sólido sobre a superfície de terreno Tipos distribuidores de adubo por gravidade (modelo em desuso; raros) distribuidores de adubo pneumático distribuidores de adubo centrífugos adufa rolo de distribuição Esquema de funcionamento de um distribuidor de adubo por gravidade de tapete tapete móvel veio de accionamento do tapete Distribuidores de adubo (cont.) Distribuidores de adubo pneumático Constituição tremonha, rampa com deflectores e ventilador Vantagens (vs distribuidores centrífugos) distribuição mais uniforme não sofrem interferência do vento podem distribuir adubos pulverulentos Com ventilador centrífugo que gera uma corrente de ar que transporta o adubo, através de tubos, da tremonha até a saídas montadas numa rampa com deflectores Desvantagens mais caros (custo inicial e manutenção) tremonha tubo deflector rampa Distribuidor de adubo pneumático 4

5 Distribuidores de adubo (cont.) Distribuidores de adubo centrífugos Vantagens facilmente manobráveis no terreno mais baratos Desvantagens irregularidade de distribuição (partículas com dimensão e densidade diferentes; terrenos declivosos) incapazes de distribuir adubos pulverulentos Palheta do disco adufa disco tremonha parcónio agitador quadro montado nos três pontos chapa protectora dianteira Veio de cardans Constituição tremonha com agitador + órgãos de distribuição Secção esquemática de um distribuidor centrífugo de adubo de um disco Tipos distribuidores de adubo centrífugos de discos distribuidores de adubo centrífugos de tubo oscilante Distribuidores de adubo (cont.) Distribuidores de adubo centrífugos de disco Tipos (consoante o número de discos) de um disco: disco horizontal, provido de palhetas (500 a 600 r.p.m) de dois discos (semelhante ao anterior, mas com dois discos lado a lado) montados (400 a 1000l) semi-montados ( l) automotrizes (>5000l) Distribuidor centrífugo de dois discos em trabalho Distribuidores de adubo centrífugos de tubo oscilante órgão de distribuição: tubo cónico (90 a 120º) distribuição mais uniforme menor largura de trabalho Distribuidor de adubo centrífugo de tubo oscilante 5

6 6

7 Localizadores Adubos líquidos Pulverizadores Semeadores Trabalho: sementeira Vantagens da sementeira mecânica maior uniformidade de distribuição economia de tempo, mão-de-obra e semente Fases da sementeira abertura do rego, deposição da semente, cobertura da semente e compactação do solo Requisitos dos semeadores uniformidade espacial da distribuição profundidade de sementeira constante possibilidade de utilização de diferentes tipos de sementes (dimensão, densidade e forma) evitar a danificação das sementes 7

8 Tipos de sementeira consoante a disposição das sementes sementeira a lanço sementeira em linhas sementeira em faixas sementeira a golpes Sementeira a lanço sementeira monogrão mm Sementeira em linhas 10 mm Sementeira em faixas a a a Sementeira a golpes a a a Sementeira monogrão Semeadores a lanço Trabalho: distribuição aleatória (dispersa) das sementes na superfície do terreno semeadores por gravidade ou distribuidores de adubo (centrífugos ou pneumáticos) meios aéreos de sementeira (órgãos semelhantes aos do distribuidor centrífugo montados em aviões) métodos hidrométricos (jactos de água; sementes de pequena dimensão) Semeadores a lanço Tipos Semeador por gravidade Brillion com rolos cultipacker Distribuidor centrífugo de discos Distribuidor pneumático 8

9 Semeadores de linhas Trabalho: distribuição aleatória das sementes na linha; distância constante entre linhas Vantagens relativamente aos semeadores a lanço maior uniformidade de distribuição maior homogeneidade na profundidade de sementeira Semeador em linhas em trabalho Semeadores de linhas Constituição quadro ou chassis rodas tremonha órgãos de distribuição Roda Tubos condutores das sementes tubos condutores das sementes órgãos de enterramento (relha ou bota e discos simples ou duplos) Tremonha Órgãos auxiliares de cobertura das sementes A B A B Disco simples de enterramento Disco duplo de enterramento Relhas ou botas de enterramento 9

10 Semeadores de linhas (cont.) órgãos auxiliares de cobertura das sementes: dentes de recobrimento, correntes de arrasto e rolos órgãos complementares: apagadores de rodados e riscadores V Pormenor de órgãos de enterramento com dentes de recobrimento E L = N x E D Riscador D = L - V/2 Cálculo da distância dos riscadores ao centro do semeador Tipos de semeadores de linhas (consoante os órgãos de distribuição) Semeadores de linhas de colheres Vantagens adaptam-se bem a sementes de diferentes formas e dimensões não danificam as sementes Desvantagens trabalham mal em terrenos irregulares e declivosos trabalham a velocidades reduzidas (< 6km h -1 ) Colheres fixas e extensíveis 10

11 Tipos de semeadores de linhas (consoante os órgãos de distribuição) Semeadores de linhas de caneluras ou cilindros canelados Vantagens distribuição mais uniforme regulação mais fácil trabalham bem em terrenos irregulares mais baratos (órgãos de distribuição mais simples) Cilindros canelados recto e helicoidal Câmara secundária na tremonha Desvantagens risco de danificação das sementes dificuldade de trabalho com débitos reduzidos e com sementes muito grandes ou muito pequenas Mola Lingueta Tubo condutor Regulação do débito por deslocação lateral do veio Tipos de semeadores de linhas (consoante os órgãos de distribuição) Semeadores de linhas de dentes Vantagens utilização de sementes de tamanhos muito diferentes não danificam as sementes regulação precisa, rápida e fácil Desvantagens mais caros Regulação do débito por numerosas variações de velocidade Semeadores de linhas com transporte pneumático Vantagens largura de trabalho superior velocidade de trabalho elevada (7-8km h -1 ) Desvantagens mais caros 11

12 Semeadores monogrão ou de precisão Trabalho: distribuição de sementes isoladas (distância constante na linha e entrelinha) Vantagens determinação com rigor da densidade populacional economia de semente realização de operações de mobilização nas entrelinhas após a emergência (sachas) Requisitos para a utilização dos semeadores monogrão trabalho superficial de mobilização do solo bastante cuidadoso (boa preparação da cama para a semente) solo nivelado (homogeneidade na profundidade de enterramento das sementes) distribuição da semente junto ao solo (evitar aglomerações e dispersão das sementes) utilização de sementes com elevada faculdade germinativa (perdas muito importantes) utilização de sementes calibradas (de forma a garantir a eficácia de trabalho dos órgãos de distribuição) Tipos de semeadores monogrão Semeadores monogrão mecânicos de tambor vertical Vista em plano Vista em corte Rolo Tambor alveolado Alvéolos Semeador monogrão mecânico em trabalho Ejector Semeadores monogrão mecânicos de prato em estrela Vantagens adaptam-se bem a sementes de diferentes formas e dimensões menor risco de danificação das sementes (distribuição livre) Desvantagens trabalham mal em terrenos irregulares e declivosos (nomeadamente quando a velocidade de trabalho excede os 3km h -1 ) ponto de queda das sementes muito alto (menor regularidade de distribuição) Nível de libertação das sementes Prato em estrela 12

13 Tipos de semeadores monogrão (cont.) Semeadores monogrão mecânicos de prato horizontal Eliminação dos grãos em excesso Alimentação do prato Ejecção da semente Tubo condutor Semeadores monogrão mecânicos de correia Ejecção da semente Tambor de accionamento da correia Correia perfurada Libertação das sementes Tremonha Rolo para eliminação dos grão em excesso Tipos de semeadores monogrão (cont.) Semeadores mecânicos a golpes Semeadores monogrão pneumáticos Aspiração Câmara de depressão Disco de distribuição Libertação das sementes Semeador monogrão pneumático em trabalho 13

14 Semeadores monogrão: Cálculo da densidade de sementeira POPULAÇÃO POTENCIAL Valor cultural VC VC - valor cultural VC(%) GP FG POPULAÇÃO NASCIDA Perdas entre a germinação e a emergência (5 a 8 %) P1 GP - grau de pureza P (kg) - quantidade de semente p (kg) - quantidade de impurezas P - p GP (%) 100 P Perdas entre a emergência e a colheita (5 a 10 %) P2 FG - faculdade germinativa FG (%) N 100 S N - nº de sementes com capacidade para germinar S - nº total de sementes puras POPULAÇÃO PRODUTIVA POPULAÇÃOPRODUTIVA POPULAÇÃOPOTENCIAL 1 P1 1 P2 VC 14

15 Semeadores com mobilização na faixa/linha (sementeira directa) Exemplos de sementeira directa Principais vantagens da sementeira directa protecção do solo contra a erosão poupança de tempo e combustível Semeador de 7 linhas Fankhauser em sementeira directa Diferenças relativamente aos outros semeadores apresentam um conjunto de órgãos de abertura dos regos (sulcos) bastante resistentes, pesados e eficientes (solos difíceis de mobilizar e com grande quantidade de resíduos) os órgãos de cobertura (rodas) podem apresentar um movimento cambaleante (em ziguezague) de forma a espalhar os resíduos que estão à superfície do solo Semeadores com mobilização na faixa/linha (sementeira directa)(cont.) Tipos semeadores em linhas (pastagens e cereais de Outono/Inverno) semeadores monogrão (milho, ) Constituição (principais órgãos activos) Disco de corte Sulcador (dente escarificador) abertura dos regos e deposição da semente disco de corte (simples ou duplo; várias formas) sulcador (dente escarificador ou derregador) incorporação de adubo Distribuição da semente cobertura da semente discos de cobertura rodas compactadoras/ rodas reguladoras de profundidade rodas reguladoras de profundidade (podem ser as compactadoras) Disco duplo por onde são incorporadas as sementes Reservatório de sementes Rodas compactadoras e reguladoras de profundidade Aspecto de um conjunto de órgãos de corte e abertura de regos 15

16 Plantadores de batatas Trabalho: plantação de tubérculos mas podem ser adaptáveis de forma a possuir maior polivalência (alhos, couves, etc.) Constituição tremonha derregador órgãos de alimentação e distribuição amontoador (de discos,...) Plantadores de batatas Plantadores de batatas de alimentação manual superfícies pequenas batatas pré-abrolhadas (menores danos dos tubérculos) velocidades de trabalho reduzidas Desvantagens reduzida velocidade de trabalho elevadas necessidades de mão-de-obra Plantador de batatas de alimentação manual 16

EQUIPAMENTOS DE FERTILIZAÇÃO 1992

EQUIPAMENTOS DE FERTILIZAÇÃO 1992 EQUIPAMENTOS DE FERTILIZAÇÃO 1992 2 Índice 1- Introdução... 3 2- Classificação dos equipamentos de fertilização... 3 2.1- Distribuidores de adubos sólidos...4 2.1.1- Distribuidores por gravidade... 4 2.1.2-

Leia mais

Classificação das máquinas agrícolas

Classificação das máquinas agrícolas Agricultura I Classificação das máquinas agrícolas Máquinas ou unidades motrizes tractor minitractores motocultivadores Máquinas operadoras, unidades operadoras ou alfaias agrícolas montadas semi-montadas

Leia mais

Semeadoras agrícolas. Distribuição das sementes

Semeadoras agrícolas. Distribuição das sementes Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias - Laboratório de Engenharia Agrícola EAG 03305 Mecanização Agrícola Prof. Ricardo Ferreira Garcia

Leia mais

HiTech COMPACT Plantadora Adubadora *FOTO MERAMENTE ILUSTRATIVA.

HiTech COMPACT Plantadora Adubadora *FOTO MERAMENTE ILUSTRATIVA. HiTech COMPACT Plantadora Adubadora *FOTO MERAMENTE ILUSTRATIVA. Duas opções no sistema de articulação da linha da semente PANTOGRÁFICA Linha da semente com sistema pantográfico dotado de amplo curso de

Leia mais

REBOCADAS COM TAPETE SC. LARGURA DE TRABALHO ATÉ 16 m OUTOS MODELOS COM DISTINTA BITOLA OU RODA CONSULTAR

REBOCADAS COM TAPETE SC. LARGURA DE TRABALHO ATÉ 16 m OUTOS MODELOS COM DISTINTA BITOLA OU RODA CONSULTAR REBOCADAS COM TAPETE - 60.16 SC LARGURA DE TRABALHO ATÉ 16 m MODELO CAPACIDADE TIPO DE RODA BITOLA LARGURA TAPETE PREÇO AC-3000 2,50 m³ 11,5/80-15,3 1.600 mm 600 mm 12 013 AC-3000 2,50 m³ 400/60-15,5 1.600

Leia mais

Mecanização Agrícola Manejo de Culturas de Cobertura

Mecanização Agrícola Manejo de Culturas de Cobertura Mecanização Agrícola Manejo de Culturas de Cobertura MANEJO DA VEGETAÇÃO E DE RESTOS CULTURAIS INTRODUÇÃO - Preparos Conservacionistas Objetivos: Superfície coberta máximo de tempo possível Uniformidade

Leia mais

Máquina semeadora de cultivo D9-30 Super

Máquina semeadora de cultivo D9-30 Super AMAZONEN-WERKE H. Dreyer GmbH & Co. KG Máquina semeadora de cultivo D9-30 Super Fidelidade da quantidade e distribuição transversal Breve descrição Fabricante e Demandante AMAZONEN-WERKE H. Dreyer GmbH

Leia mais

DIMENSIONAMENTO DE ORIFÍCIOS EM DISCO DOSADOR DE SEMEADORA-ADUBADORA PARA SEMENTES DE MAMONA

DIMENSIONAMENTO DE ORIFÍCIOS EM DISCO DOSADOR DE SEMEADORA-ADUBADORA PARA SEMENTES DE MAMONA DIMENSIONAMENTO DE ORIFÍCIOS EM DISCO DOSADOR DE SEMEADORA-ADUBADORA PARA SEMENTES DE MAMONA Alberto Kazushi Nagaoka 1 Angela de Emília de Almeida Pinto 2 Pedro Castro Neto 3 Antônio Carlos Fraga 4 Afonso

Leia mais

PLANTADOR DE BATATAS SEMI-MONTADO 4 CARREIRAS SK-4

PLANTADOR DE BATATAS SEMI-MONTADO 4 CARREIRAS SK-4 PLANTADOR DE BATATAS SEMIMONTADO 4 CARREIRAS SK4 Plantador de batatas semimontado, destinado à plantação de tubérculos e sementes de batata em corredores de 70,75, 90 cm, e em simultâneo faz a desinfeção

Leia mais

PLANTADEIRAS DE MÚLTIPLA SEMEADURA

PLANTADEIRAS DE MÚLTIPLA SEMEADURA PLANTADEIRAS DE MÚLTIPLA SEMEADURA Plantio direto para todo tipo de cultura. A Case IH lança no mercado sua linha de plantadeiras para todos os tipos de cultura: girassol, aveia, trigo, arroz, algodão,

Leia mais

AGRICULTURA. Colheita, Preparação e Conservação dos produtos

AGRICULTURA. Colheita, Preparação e Conservação dos produtos AGRICULTURA Colheita, Preparação e Conservação dos produtos Agricultura de precisão Definição Gestão da variabilidade temporal e espacial das parcelas com o objectivo de melhorar o rendimento económico

Leia mais

GALERAS DE 2 EIXOS RODA SIMPLES

GALERAS DE 2 EIXOS RODA SIMPLES GALERAS DE 2 EIXOS RODA SIMPLES 2- Molas parabólicas 5- Caixa de ferramentas 6- Chassis em tubo estrutural de aço 10- Travão hidráulico aos 2 eixos e de estacionamento 13- Guarda lamas galvanizados com

Leia mais

CISTERNA DE 1 EIXO RODA SIMPLES

CISTERNA DE 1 EIXO RODA SIMPLES CISTERNA DE 1 EIXO RODA SIMPLES CARACTERISTICAS DE SÈRIE 1- Molas parabolicas 2- Grampos e molas em aço 3- Cavilhas e parafusos em aço zincado 4- Copo com esfera de segurança desmontável e galvanizado

Leia mais

Semeadoras. Plantadora de linha, hidráulica, plantio direto, pequena propriedade. Moderna, versátil e resistente. Planta soja, milho, feijão e sorgo.

Semeadoras. Plantadora de linha, hidráulica, plantio direto, pequena propriedade. Moderna, versátil e resistente. Planta soja, milho, feijão e sorgo. Semeadoras 1. Semeadora MAX Seed Line Plantadora de linha, hidráulica, plantio direto, pequena propriedade. Moderna, versátil e resistente. Planta soja, milho, feijão e sorgo. Características: Distribuição

Leia mais

DISTRIBUIDORES DE ESTRUME 2 SENFINS VERTICAIS MONOBLOC 3 EIXOS SÉRIE MAXI PLUS

DISTRIBUIDORES DE ESTRUME 2 SENFINS VERTICAIS MONOBLOC 3 EIXOS SÉRIE MAXI PLUS DITRIBUIDORE DE ETRUME 2 ENFIN VERTICAI MONOBLOC 3 EIXO ÉRIE MAXI PLU MODELO Capacidade m³ Avanço correntes Potência exigida PREÇO J-95 E-957 MP2 20,41 hidráulico 170 HP 57 051,00 CARACTERÍTICA TÉCNICA

Leia mais

Departamento de Fitotecnia e Engenharia Rural UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO. Equipamento para aplicação de adubos sólidos

Departamento de Fitotecnia e Engenharia Rural UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO. Equipamento para aplicação de adubos sólidos Equipamento para aplicação de adubos sólidos Objectivos a atingir com os equipamentos de fertilização: - uma dosagem precisa das quantidades a aplicar; - uma repartição regular dos adubos e fertilizantes;

Leia mais

20,2 CV (15,1 kw) a r/ min 18 CV (13,4 kw) a r/min. 20 CV (14,9 kw) 18 CV (13,4 kw) (gasolina) De série

20,2 CV (15,1 kw) a r/ min 18 CV (13,4 kw) a r/min. 20 CV (14,9 kw) 18 CV (13,4 kw) (gasolina) De série 2500 Motor: Motor Diesel: Modelo John Deere Série 220, de 3 cilindros Potência conforme norma ECE-R24 20,2 CV (15,1 kw) a 3.600 r/ min 18 CV (13,4 kw) a 3.000 r/min Motor Gasolina: Modelo Kawasaki, V Twin,

Leia mais

FRESA ENTERRADORA G15

FRESA ENTERRADORA G15 FRESA ENTERRADORA G15 EQUIPAMENTO STANDARD: Engate aos 3 pontos tipo 1 e 1s Redutor de 1 velocidade para P.T.O. 540 rpm Cardam com fusível Transmissão lateral por corrente em banho de óleo Grelha seleccionadora

Leia mais

Paulo Moisés Almeida da Costa. As Máquinas Primárias

Paulo Moisés Almeida da Costa. As Máquinas Primárias Almeida da Costa As Máquinas Primárias Escola Superior de Tecnologia de Viseu - 1999 Estes pequenos apontamentos destinam-se a auxiliar os alunos no estudo das máquinas primárias utilizadas nos aproveitamentos

Leia mais

FRESAS FIXAS F3 FRESAS ROTODENT F3D PREÇO

FRESAS FIXAS F3 FRESAS ROTODENT F3D PREÇO FRESAS FIXAS F3 Redutor de 1 velocidade para P.T.O. 540 rpm F3-140 140 cm 40-45 HP 36 3 768,00 4 481,00 5 821,00 F3-160 160 cm 45-50 HP 42 3 844,00 4 590,00 5 941,00 F3-180 180 cm 50-60 HP 48 4 062,00

Leia mais

MÁQUINA DE FRESAR E FURAR POR CORRETOS WMD20V (ZX20) [CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS] [DETALHES]

MÁQUINA DE FRESAR E FURAR POR CORRETOS WMD20V (ZX20) [CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS] [DETALHES] MÁQUINA DE FRESAR E FURAR POR CORRETOS Múltiplas possibilidades de utilização ( fresagem, furação, roscagem, mandrilagem ). Cabeça inclinável. Rolamento da árvore pré-esforçado. Accionamento por carretos.

Leia mais

UNIPORT 3000 NPK. Rua Dr. Luiz Miranda, Pompeia - SP - Tel. (14) Fax. (14)

UNIPORT 3000 NPK. Rua Dr. Luiz Miranda, Pompeia - SP - Tel. (14) Fax. (14) Rua Dr. Luiz Miranda, 1650-17580-000 - Pompeia - SP - Tel. (14) 3405 2100 - Fax. (14) 3452 1916 - E-mail: vendas@jacto.com.br PROTEJA O MEIO AMBIENTE. AO INUTILIZAR ESTE FOLHETO, NÃO JOGUE EM VIAS PÚBLICAS.

Leia mais

FRESA DE DUPLO ROTOR CONFORMADORA DOUPLEX D25

FRESA DE DUPLO ROTOR CONFORMADORA DOUPLEX D25 CONFORMADORA DOUPLEX D25 4 Facas por disco com o comprimento de 245 mm Par de discos anteriores reguláveis em largura e Par de rodas posteriores reguláveis em largura e D 25-110 110 cm 40-50 HP 44 610

Leia mais

MÁQUINAS DE ELEVAÇÃO E TRANSPORTE

MÁQUINAS DE ELEVAÇÃO E TRANSPORTE MÁQUINAS DE ELEVAÇÃO E TRANSPORTE AULA 8 ACIONAMENTO E MECANISMOS DE ELEVAÇÃO PROF.: KAIO DUTRA Acionamento Manual e Alavanca de Comando Um acionamento manual pode ser empregado em mecanismos de baixa

Leia mais

Por que ler o manual é um hábito tão necessário?

Por que ler o manual é um hábito tão necessário? ???????????? 1 Por que ler o manual é um hábito tão necessário? Muitas vezes, erros básicos cometidos pelo usuário do produto poderiam ser evitados com a leitura do manual e instrução. O comportamento

Leia mais

LINHA BATATAS PLANTADOR DE BATATAS SEMI-AUTOMÁTICO DADOS TÈCNICOS

LINHA BATATAS PLANTADOR DE BATATAS SEMI-AUTOMÁTICO DADOS TÈCNICOS PPS PLANTADOR DE BATATAS SEMI-AUTOMÁTICO DADOS TÈCNICOS MODELO PPS-2F PPS-4F Filas Nº 2 4 Peso Kg 165 290 Comprimento m 1,35 1,35 Largura m 1,50 3,00 Altura m 1,15 1,15 Potência requerida kw/hp 20/27 30/40

Leia mais

JM2960PD EX - vista lateral UNIDADE DE DISCO DE CORTE ABAIXO DA MÁQUINA E UNIDADE DE ADUBO

JM2960PD EX - vista lateral UNIDADE DE DISCO DE CORTE ABAIXO DA MÁQUINA E UNIDADE DE ADUBO PLANTADORA ADUBADORA PIVOTADA JM2860-PD MG JM2960-PD EX ENXUTA Plantadora Adubadora JM2860PD ENXUTA MG, fornecida com chassi de 08 e 10 linhas. Plantadora Adubadora JM2960PD ENXUTA EX, fornecida com chassi

Leia mais

PLANTADEIRAS DE MÚLTIPLA SEMEADURA

PLANTADEIRAS DE MÚLTIPLA SEMEADURA PLANTADEIRAS DE MÚLTIPLA SEMEADURA Plantio direto para todo tipo de cultura. A Case IH lança no mercado sua linha de plantadeiras para todos os tipos de cultura: girassol, aveia, trigo, arroz, algodão,

Leia mais

Caldeiras. Notas das aulas da disciplina de EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS. Equipamentos Industriais 1

Caldeiras. Notas das aulas da disciplina de EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS. Equipamentos Industriais 1 Caldeiras Notas das aulas da disciplina de EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS Equipamentos Industriais 1 Geradores com câmara de combustão Caldeiras Tipo de combustível sólido, líquido, gasoso, misto Fluido quente

Leia mais

TECNOLOGIA AVANÇADA PARA ABERTURA DE VALAS. Valadoras Vermeer Concebidas para abrir uma vala perfeita.

TECNOLOGIA AVANÇADA PARA ABERTURA DE VALAS. Valadoras Vermeer Concebidas para abrir uma vala perfeita. TECNOLOGIA AVANÇADA PARA ABERTURA DE VALAS Valadoras Vermeer Concebidas para abrir uma vala perfeita. TECNOLOGIA As Vantagens das Valadoras Valas mais rápidas, limpas e perfeitas. As valadoras Vermeer

Leia mais

REBOCADAS COM TAPETE - 60.16 SC. LARGURA DE TRABALHO ATÉ 16 m OUTOS MODELOS COM DISTINTA BITOLA OU RODA CONSULTAR

REBOCADAS COM TAPETE - 60.16 SC. LARGURA DE TRABALHO ATÉ 16 m OUTOS MODELOS COM DISTINTA BITOLA OU RODA CONSULTAR REBOCADAS COM TAPETE - 60.16 SC LARGURA DE TRABALHO ATÉ 16 m MODELO CAPACIDADE TIPO DE RODA BITOLA LARGURA TAPETE PREÇO AC-3000 2,50 m³ 11,5/80-15,3 1.600 mm 600 mm 11.514 AC-3000 2,50 m³ 315/80-22,5 1.600

Leia mais

MECANIZAÇÃO AGRÍCOLA

MECANIZAÇÃO AGRÍCOLA UNIVERSIDADE DE ÉVORA ESCOLA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA - DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA RURAL MECANIZAÇÃO AGRÍCOLA TRANSMISSÕES MECÂNICAS EM MÁQUINAS AGRÍCOLAS (Apontamentos para uso dos Alunos) JOSÉ OLIVEIRA

Leia mais

ENFARDADEIRAS PARA FARDOS REDONDOS

ENFARDADEIRAS PARA FARDOS REDONDOS EDIÇÃO 2016 ENFARDADEIRAS PARA FARDOS REDONDOS ZEUS SCF 08-10 Sistema: recolhimento central Comprimento: 3,00 m Largura: 2,00 m Altura: 1,80 m Peso liquido: 1.600 kg Potência requerida: 75 cv Cardan: série

Leia mais

SEMEADORAS NEW HOLLAND PARA GRÃOS GRAÚDOS SOL TT SOL TOWER LAND MASTER

SEMEADORAS NEW HOLLAND PARA GRÃOS GRAÚDOS SOL TT SOL TOWER LAND MASTER SEMEADORAS NEW HOLLAND PARA GRÃOS GRAÚDOS SOL TT SOL TOWER LAND MASTER 2 3 LINHA DE SEMEADORAS NEW HOLLAND. A parceria entre a New Holland e a Semeato veio para render frutos ao produtor. Líder no mercado,

Leia mais

Aplicações Industriais do Vent Captor

Aplicações Industriais do Vent Captor Sistemas de Arrefecimento Climatização Aplicações Industriais do Vent Captor Monitorizando o Fluxo de Ar no avião (ECS) é um ponto crítico para assegurar o adequado arrefecimento de zonas críticas, tal

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DAS MISSÕES ATA AQUISIÇAO DE EQUIPAMENTOS AGRÍCOLAS

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DAS MISSÕES ATA AQUISIÇAO DE EQUIPAMENTOS AGRÍCOLAS Pregão Modalidade 000025 / 2014 Pregao 1 AQUISIÇAO DE EQUIPAMENTOS AGRÍCOLAS Ata de reunião realizada às 15:00 horas do dia 16 de junho de 2014, na sala de reuniões da Comissão Permanente de Licitações,

Leia mais

BELAZ 7555 ESPECIFICAÇÕES:

BELAZ 7555 ESPECIFICAÇÕES: BELAZ 7555 Dumper projectado para o transporte de cargas entre 5560 toneladas em todo o tipo de solos, em condições climáticas adversas (temperaturas entre 50º até +50º). É usado na construção civil e

Leia mais

MONOCOQUE INOX DE 1 EIXO RODA SIMPLES

MONOCOQUE INOX DE 1 EIXO RODA SIMPLES MONOCOQUE INOX DE 1 EIXO RODA SIMPLES CARACTERISTICAS DE SÈRIE 1- Molas parabólicas 2- Basculante a 45º com 1 cilindro directo ao tractor 3- Grampos e molas em aço 4- Cavilhas e parafusos em aço zincado

Leia mais

Descrição Funcional:

Descrição Funcional: 1 Descrição Funcional: 1. CHAVE LIGA E DESLIGA 2. ALÇA 3. CABO DE FORÇA 4. TUBO DE SAIDA DE DESCARGA DE PÓ 5. PORTA ESCOVA 6. BASE DE APOIO 7. PROTETOR DO DISCO DENTADO 8. DISCO DENTADO 9. ARRUELA DE FIXAÇÃO

Leia mais

PLB 2 / 3 / 4 / 5 / 6 Linhas

PLB 2 / 3 / 4 / 5 / 6 Linhas Publicação: Janeiro 00 PLB / / / / Linhas DISCRIMINAÇÃO DO PRODUTO ÍNDICE Cabeçalho 00 Cabeçalho 00 Cabeçalho 00 Cabeçalho 00 Cabeçalho 00 Cabeçalho 00 Carrinho com Roda Compactadora de Ferro Plantio Direto

Leia mais

17/10/2013. Cultura Custo (%) soja 26 milho 31 trigo 34 IMPORTAÇÃO DOS FERTILIZANTES 40% 92% 80% ano mi t -1 (%) 2009 22,47-2010 24,6 9 2011 28,3 15

17/10/2013. Cultura Custo (%) soja 26 milho 31 trigo 34 IMPORTAÇÃO DOS FERTILIZANTES 40% 92% 80% ano mi t -1 (%) 2009 22,47-2010 24,6 9 2011 28,3 15 UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E VETERINÁRIAS CAMPUS DE JABOTICABAL DEFINIÇÕES: MÁQUINAS DISTRIBUIDORAS DE ADUBOS E CORRETIVOS Corretivo: neutralizar acidez dos solos. Ex:

Leia mais

Clube Automovel de Lousada REGULAMENTO TÉCNICO. II Edição TROFÉU DE RESISTENCIAS CLUBE AUTOMOVEL DE LOUSADA

Clube Automovel de Lousada REGULAMENTO TÉCNICO. II Edição TROFÉU DE RESISTENCIAS CLUBE AUTOMOVEL DE LOUSADA Clube Automovel de Lousada REGULAMENTO TÉCNICO II Edição TROFÉU DE RESISTENCIAS CLUBE AUTOMOVEL DE LOUSADA Aprovado em 18/02/2015 1 Os concorrentes, que pretendam, participar nas provas do Troféu de resistência

Leia mais

ANÁLISE DOS ENCARGOS COM A UTILIZAÇÃO DAS MÁQUINAS AGRÍCOLAS

ANÁLISE DOS ENCARGOS COM A UTILIZAÇÃO DAS MÁQUINAS AGRÍCOLAS Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas DGADR Direcção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural ANÁLISE DOS ENCARGOS COM A UTILIZAÇÃO DAS MÁQUINAS AGRÍCOLAS Setembro 2008 DGADR

Leia mais

SEMEADORAS PARA GRÃOS MIÚDOS

SEMEADORAS PARA GRÃOS MIÚDOS SEMEADORAS PARA GRÃOS MIÚDOS Plantio direto, para todo tipo de cultura. A Case IH lança no mercado na sua linha de semeadoras para todos os tipos de cultura: girassol, aveia, trigo, arroz, algodão, sorgo,

Leia mais

Válvula de retenção de disco, tipo "WAFER"

Válvula de retenção de disco, tipo WAFER 18/04/2013 Válvula de retenção de disco, tipo "WAFER" Válvula de retenção de disco oscilante tipo "WAFER" (possibilidade de fabrico com flanges, a pedido). Corpo em fundição de uma peça com forma cónica

Leia mais

Ships. Instituto Superior TécnicoT

Ships. Instituto Superior TécnicoT Energy in Transports Ships Instituto Superior TécnicoT Objectivo do Navio Cada navio tem uma missão, ou função, e é concebido, construído, equipado e de modo específico e bem caracterizado. Exemplos de

Leia mais

IRGA 424 OPÇÃO DE PRODUTIVIDADE

IRGA 424 OPÇÃO DE PRODUTIVIDADE IRGA 424 OPÇÃO DE PRODUTIVIDADE A IRGA 424 apresenta como diferencial o alto potencial produtivo, responde muito bem ao manejo e às altas adubações. Origem: cruzamento IRGA 370-42-1-1F-B5/BR IRGA 410//IRGA

Leia mais

Tabela de preços (Tempo) Portugal Aplicável a partir de 1 de Setembro de 2015 Todos os preços em euros

Tabela de preços (Tempo) Portugal Aplicável a partir de 1 de Setembro de 2015 Todos os preços em euros Tabela de preços (Tempo) Portugal Aplicável a partir de 1 de Setembro de 215 Todos os preços em euros 13/8/215 1 Tempo - Informação geral A Tempo de Väderstad estabelece uma nova referencia de precisão

Leia mais

1 van 1 11/04/2008 19:30

1 van 1 11/04/2008 19:30 Calcareadora Tração Animal http://www.iadel.com.br/prod07.htm 1 van 1 11/04/2008 19:30 Calcareadora Tração Animal Dados técnicos: Capacidade total de carga de 400 kg de calcário ou esterco orgânico. Com

Leia mais

Cultivo de Variedades de Arroz em Modo de Produção Biológico

Cultivo de Variedades de Arroz em Modo de Produção Biológico PROJECTO: Cultivo de Variedades de Arroz em Modo de Produção Biológico Lisboa 16 de Julho de 2013 Existe normalmente uma intensa actividade humana nos Estuários. Estes são fortemente poluídos por diversas

Leia mais

CHEVROLET S10 CABINE SIMPLES 2.4 FLEXPOWER 2014

CHEVROLET S10 CABINE SIMPLES 2.4 FLEXPOWER 2014 CHEVROLET S10 CABINE SIMPLES 2.4 FLEXPOWER 2014 FICHA TÉCNICA Carroceria / motorização: Construção: Fabricação: Chevrolet S10 Cabine Simples Flexpower Picape, 2 ou 3 ocupantes (dependendo da versão), 2

Leia mais

MOBILIZAÇÃO DE CONSERVAÇÃO DO SOLO 1

MOBILIZAÇÃO DE CONSERVAÇÃO DO SOLO 1 MOBILIZAÇÃO DE CONSERVAÇÃO DO SOLO 1 Henrique Chia 2 & Vasco Correia 3 2 Engº Agrónomo - Ecotill Consultores de Agricultura de Conservação - Rua Distrito de Évora, 48-7000Évora; hchia@sapo.pt 3 Engº Agrónomo

Leia mais

GLADIADOR Melhor relação peso/potência da categoria

GLADIADOR Melhor relação peso/potência da categoria GLADIADOR 2300 Melhor relação peso/potência da categoria Catálogo virtual Português Ago/2016 GLADIADOR 2300 O pulverizador autopropelido Gladiador 2300 apresenta grande autonomia de trabalho, possibilitando

Leia mais

ARBORICULTURA II. Manutenção do Solo 1ªParte

ARBORICULTURA II. Manutenção do Solo 1ªParte ARBORICULTURA II Manutenção do Solo 1ªParte 2004-2005 As técnicas de manutenção do solo Mobilização Solo sem vegetação Sem mobilização Herbicida total Orgânico Mulching Inerte Solo coberto Cobertura vegetal

Leia mais

SEMEADEIRA MANUAL INSTRUÇÕES DO OPERADOR

SEMEADEIRA MANUAL INSTRUÇÕES DO OPERADOR R SEMEADEIRA MANUAL INSTRUÇÕES DO OPERADOR INDÚSTRIA MECÂNICA KNAPIK LTDA Rua Prefeito Alfredo Metzler, 480 Bairro Santa Rosa 89.400-000 Porto União - SC Telefone (42)3522-2789 - 3522-1819 E-mail: vendas@knapik.com.br,

Leia mais

CHEVROLET S10 CABINE SIMPLES 2.4 FLEXPOWER 2015

CHEVROLET S10 CABINE SIMPLES 2.4 FLEXPOWER 2015 CHEVROLET S10 CABINE SIMPLES 2.4 FLEXPOWER 2015 FICHA TÉCNICA Carroceria / motorização: Construção: Fabricação: Chevrolet S10 Cabine Simples Flexpower Picape, 2 portas, 2 ou 3 ocupantes (dependendo da

Leia mais

MAQUINAS PARA PREPARO DO SOLO

MAQUINAS PARA PREPARO DO SOLO MAQUINAS PARA PREPARO DO SOLO GRADES grade É um implemento agrícola utilizado na agricultura para descompactação do solo e também controle de plantas daninhas, só remove a camada superficial do solo.

Leia mais

PLANTADORA DE ARRASTO VERSÕES: L-M-H-HF-VHF MASSEY FERGUSON

PLANTADORA DE ARRASTO VERSÕES: L-M-H-HF-VHF MASSEY FERGUSON LINHAS 3-30MF 500 PLANTADORA DE ARRASTO VERSÕES: L-M-H-HF-VHF MASSEY FERGUSON Robustez, praticidade e eficiência na sua lavoura Chassi monobloco, com estrutura reforçada, projetado e desenvolvido para

Leia mais

Agitação e Mistura. Profa. Marianne Ayumi Shirai. Agitação e Mistura

Agitação e Mistura. Profa. Marianne Ayumi Shirai. Agitação e Mistura Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Londrina Departamento Acadêmico de Alimentos Operações Unitárias na Indústria de Alimentos Agitação e Mistura Profa. Marianne Ayumi Shirai Agitação e Mistura

Leia mais

SOLO-MÁQUINA-PLANTA E ROMPEDORES DE SOLO

SOLO-MÁQUINA-PLANTA E ROMPEDORES DE SOLO SOLO-MÁQUINA-PLANTA E ROMPEDORES DE SOLO Ruy Casão Junior ruycasao@iapar.br Herbert Bartz Rolândia PR Período de 1972 a 1979 pioneirismo Franke Dijskstra, Shirley Philips e Nonô Pereira A ROTACASTER não

Leia mais

Carga Seca. Aplicação

Carga Seca. Aplicação Carga Seca Aplicação Esta linha de implementos foi desenvolvida para o transporte cargas em geral, tais como: mercadorias paletizadas, sacarias, caixas, bobinas, entre outros. CHASSI Construído em perfis

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS DE NOVA XAVANTINA

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS DE NOVA XAVANTINA GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS DE NOVA XAVANTINA Acadêmico (a) Disciplina: Máquinas Agrícolas Professor: Ms.

Leia mais

LINHA JATÃO 3 PONTOS. Rua Dr. Luiz Miranda, Pompeia - SP - Tel. (14) Fax. (14)

LINHA JATÃO 3 PONTOS. Rua Dr. Luiz Miranda, Pompeia - SP - Tel. (14) Fax. (14) Rua Dr. Luiz Miranda, 1650-17580-000 - Pompeia - SP - Tel. (14) 3405 2100 - Fax. (14) 3452 1916 - E-mail: vendas@jacto.com.br PROTEJA O MEIO AMBIENTE. AO INUTILIZAR ESTE FOLHETO, NÃO JOGUE EM VIAS PÚBLICAS.

Leia mais

Nebulizadores aplicam gotas menores que 50 mm.

Nebulizadores aplicam gotas menores que 50 mm. Universidade Estadual Paulista Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias Curso : Agronomia Disciplina: Tratamento Fitossanitário Aula: Aplicação de Líquidos e Pulverizadores Os produtos fitossanitários

Leia mais

Elementos de máquina. Curso de Tecnologia em Mecatrônica 6º fase. Diego Rafael Alba

Elementos de máquina. Curso de Tecnologia em Mecatrônica 6º fase. Diego Rafael Alba E Curso de Tecnologia em Mecatrônica 6º fase Diego Rafael Alba 1 Conceitos VEDAÇÃO: Processo usado para impedir a passagem, de maneira estática ou dinâmica, de líquidos, gases e sólidos particulados (pó)

Leia mais

Recolha de Lixo KO

Recolha de Lixo KO Recolha de Lixo KO45011 Principais benefícios: Simplicidade e confiabilidade na operação e manutenção; Contentores abertos, removíveis e grande capacidade volumétrica; Possibilidade de recolha de todos

Leia mais

TECNOLOGIAS PARA COMPACTAÇÃO ASFÁLTICA

TECNOLOGIAS PARA COMPACTAÇÃO ASFÁLTICA TECNOLOGIAS PARA COMPACTAÇÃO ASFÁLTICA Eng. Juliano Gewehr Especialista de Produtos e Engenharia de Aplicação 6 de Abril de 2016 GRUPO WIRTGEN Equipamentos e tecnologias para todo o processo de construção,

Leia mais

Órgãos de manobra e controlo. Tipos, função e localização. Válvulas de seccionamento. Ventosas. Válvulas de descarga.

Órgãos de manobra e controlo. Tipos, função e localização. Válvulas de seccionamento. Ventosas. Válvulas de descarga. DISCIPLINA DE SANEAMENTO AULA 8 / SUMÁRIO AULA 8 ÓRGÃOS E ACESSÓRIOS Órgãos de manobra e controlo. Tipos, função e localização. Válvulas de seccionamento. Ventosas. Válvulas de descarga. SANEAMENTO / FEVEREIRO

Leia mais

FRESA ENTERRADORA CONFORMADORA ARTICULADA DG35

FRESA ENTERRADORA CONFORMADORA ARTICULADA DG35 FRESA ENTERRADORA CONFORMADORA ARTICULADA DG35 DG35-340 DG35-370 DG35-440 340 cm 370 cm 440 cm Exigida 120-140 HP 130-140 HP 140-150 HP 96 108 120 2350 2450 2700 29 620,00 31 005,00 32 714,00 EQUIPAMENTO

Leia mais

Combi Cortadora-Cutter CK-301, CK-302, CK-401, CK-402

Combi Cortadora-Cutter CK-301, CK-302, CK-401, CK-402 Combi Cortadora-Cutter CK-301, CK-302, CK-401, CK-402 Um corte perfeito Um corte perfeito com os novos discos e grelhas: - Exige menos esforço para o corte. - Gera menos líquido. - Obtém um corte mais

Leia mais

Estações Elevatórias Compactas ECODEPUR

Estações Elevatórias Compactas ECODEPUR 0 v1.0-030510 Estações Elevatórias Compactas ECODEPUR APRESENTAÇÃO A Estação Elevatória é uma estação completa de recolha e elevação para águas carregadas pronta a ser instalada. É composta por um reservatório

Leia mais

ESPALHADOR DE FERTILIZANTE MINERAL MTT4U O espalhador de fertilizante é adequado para aplicação na superfície de doses básicas de fertilizantes minerais sólidos em forma granular ou cristalina. Ele pode

Leia mais

SEMEADORAS NEW HOLLAND PARA MÚLTIPLOS GRÃOS

SEMEADORAS NEW HOLLAND PARA MÚLTIPLOS GRÃOS SEMEADORAS NEW HOLLAND PARA MÚLTIPLOS GRÃOS SAM SHM Personalle Drill SSM 2 3 LINHA DE SEMEADORAS NEW HOLLAND. A parceria entre a New Holland e a Semeato veio para render frutos ao produtor. Líder no mercado,

Leia mais

Elementos de Transmissão Correias

Elementos de Transmissão Correias Elementos de Transmissão Correias Prof. João Paulo Barbosa, M.Sc. Transmissão por polias e correias Transmissão por polias e correias As polias são peças cilíndricas, movimentadas pela rotação do eixo

Leia mais

Atlas Copco. Compressores de pistão Série Automan (0,75-7,5 kw / 1-10 hp)

Atlas Copco. Compressores de pistão Série Automan (0,75-7,5 kw / 1-10 hp) Atlas Copco Compressores de pistão Série Automan (0,75-7,5 kw / 1-10 hp) Série AF de accionamento directo: compacta e leve Os compressores lubrificados a óleo da série AF são concebidos para mobilidade

Leia mais

TERMO DE HOMOLOGAÇÃO. Item 0002

TERMO DE HOMOLOGAÇÃO. Item 0002 TERMO DE HOMOLOGAÇÃO Às 09:37 horas do dia 16 de julho de 2012, após analisados todos os atos processuais do Pregão Pregão Eletrônico 029/2012, referente ao processo 029/2012, o Sr(a). Jorge Luiz Cardozo,

Leia mais

Seleção do chassi auxiliar e fixação. Descrição. Recomendações

Seleção do chassi auxiliar e fixação. Descrição. Recomendações Descrição Descrição A estrutura do chassi, o chassi auxiliar e o reforço se interagem para aguentarem todos os tipos de tensões possíveis durante a operação. O dimensionamento e modelo do chassi auxiliar,

Leia mais

Os motores Yanmar TNV de 3 e 4 cilindros, turbo. desempenho, eficiência de combustível melhorada, respeito pelo meio ambiente.

Os motores Yanmar TNV de 3 e 4 cilindros, turbo. desempenho, eficiência de combustível melhorada, respeito pelo meio ambiente. Mistral Mistral 40-45 - 50-55 PLATaFORMa / CAB MISTRAL, Um pequeno tamanho para um enorme desempenho. Após um longo período da supremacia incontestável, a gama Mistral foi re-desenhada tanto na forma como

Leia mais

(73) Titular(es): (72) Inventor(es): (74) Mandatário:

(73) Titular(es): (72) Inventor(es): (74) Mandatário: (11) Número de Publicação: PT 104945 (51) Classificação Internacional: B23Q 3/00 (2006) (12) FASCÍCULO DE PATENTE DE INVENÇÃO (22) Data de pedido: 2010.01.18 (30) Prioridade(s): (43) Data de publicação

Leia mais

Escoamentos Exteriores em torno de Corpos Não-fuselados

Escoamentos Exteriores em torno de Corpos Não-fuselados Mecânica dos Fluidos II Guia do trabalho laboratorial Escoamentos Exteriores em torno de Corpos Não-fuselados António Sarmento Março de 2006 Objectivos 1. Determinar experimentalmente e relacionar entre

Leia mais

tica característica com novo desenho Macaco de perfil baixo Altura de elevação mm Altura de bloqueio mm

tica característica com novo desenho Macaco de perfil baixo Altura de elevação mm Altura de bloqueio mm Equipamento hidráulico de oficina Validade até 31/12/2016 MACACOS DE GARAGEM CERTIFICADO CONFORMIDADE SGP2 247 2 Ton Portátil Altura mínima: 95 mm Elevação: 410 mm Comprimento: 615 mm Peso: 20 Kg Ref.

Leia mais

Motores Térmicos. 8º Semestre 4º ano

Motores Térmicos. 8º Semestre 4º ano Motores Térmicos 8º Semestre 4º ano Aula 17 - Formação da Mistura nos Motores Diesel Introdução Estágios da combustão em motores Diesel Requisitos do Sistema de Injecção Elementos do Sistema de Alimentação

Leia mais

DETERMINAÇÃO DA PERMEABILIDADE DO SOLO

DETERMINAÇÃO DA PERMEABILIDADE DO SOLO DETERMINAÇÃO DA PERMEABILIDADE DO SOLO 1. Objetivo Determinar o coeficiente de permeabilidade à carga constante e à carga variável, com percolação de água através do solo em regime de escoamento laminar.

Leia mais

FOGÃO DE PLACA SÓLIDA A GÁS MONOBLOCO

FOGÃO DE PLACA SÓLIDA A GÁS MONOBLOCO COMPOSIÇÃO GAMA : Engloba mais de 100 modelos concebidos para garantir o nível mais alto de desempenho, fiabilidade, economia de energia, normas de segurança e ergonomia nas operações. Estes conceitos

Leia mais

1.2 Preparo periódico do solo Preparo Convencional

1.2 Preparo periódico do solo Preparo Convencional 1 Preparo do solo 1 2 1.2 Preparo periódico do solo 1.2.1 Preparo Convencional Conjunto de operações realizadas no solo com a finalidade de facilitar a semeadura, germinação das sementes, emergência, desenvolvimento

Leia mais

Hidráulica e Pneumática. Prof. Fagner Ferraz

Hidráulica e Pneumática. Prof. Fagner Ferraz Hidráulica e Pneumática Prof. Fagner Ferraz O que você entende por hidráulica? Pra que serve? Onde se aplica? 2 O termo Hidráulica derivou-se da raiz grega Hidro (água). Entendem-se por Hidráulica todas

Leia mais

OPTI B 40 GSP/OPTI B 40 GSM

OPTI B 40 GSP/OPTI B 40 GSM OPTI B 40 GSP/OPTI B 40 GSM Robustos engenhos de furar de engrenagens com sistema de refrigeração e dispositivos de roscagem. OPTI B 40 GSM com um adicional avanço electromagnético da árvore Argumentos

Leia mais

SEÇÃO 1 MÁQUINA BÁSICA

SEÇÃO 1 MÁQUINA BÁSICA CONTEÚDO SEÇÃO 1 MÁQUINA BÁSICA CJ. CHASSI... 1-2 CJ. CABEÇALHO... 1-4 CJ. RODADO DIREITO/ ESQUERDO... 1-6 CJ. PLATAFORMA... 1-8 CJ. COMPLEMENTO PARA PLATAFORMA... 1-10 CJ. CORRIMÃO... 1-12 SEÇÃO 2 - RESERVATÓRIOS

Leia mais

Dados Técnicos e Equipamentos. Golf Cabrio

Dados Técnicos e Equipamentos. Golf Cabrio Dados Técnicos e Equipamentos Golf Cabrio Os motores 1.2 TSI (105cv) 1.4 TSI (160cv) 1.6 TDI (105cv) BlueMotion Technology BlueMotion Technology Motor, Tipo de motor 4 cilindros, Gasolina 4 cilindros,

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS CHEVROLET PRISMA 1.0 VHCE FLEXPOWER RESUMO Carroceria / motorização: Construção: Fabricação: Prisma 1.0 VHCE Flexpower Sedã 5 passageiros, 4 portas, motorização dianteira, tração

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO PARA MESA DE PASSADORIA THEOBOARD 03 CONFORME NORMAS DA NR-12

MANUAL DE INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO PARA MESA DE PASSADORIA THEOBOARD 03 CONFORME NORMAS DA NR-12 MANUAL DE INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO PARA MESA DE PASSADORIA THEOBOARD 03 CONFORME NORMAS DA NR-12 SINAIS DE ATENÇÃO! Atenção! Alta Voltagem 230/240V Atenção! Superfície quente! Vapor quente ou líquido. Atenção!

Leia mais

Análise química do solo: amostras para análise

Análise química do solo: amostras para análise Análise química do solo: Amostragem de solos e Preparo das amostras para análise Análise do solo A análise de solo conjunto de procedimentos físicos e químicos que visam avaliar as características e propriedades

Leia mais

6 Práticas Culturais

6 Práticas Culturais CULTURA DO ARROZ 6 Práticas Culturais A produção de arroz no Brasil é feita em dois grandes sistemas: - Terras altas - Várzeas Incluindo diversas modalidades de cultivo. Cultivo irrigado com irrigação

Leia mais

TORNEIRO MECÂNICO TECNOLOGIA

TORNEIRO MECÂNICO TECNOLOGIA TORNEIRO MECÂNICO TECNOLOGIA TORNO MEC. HORIZONTAL (NOMENCL./CARACT./ACESSÓRIOS) DEFINIÇÃO: É a máquina-ferramenta usada para trabalhos de torneamento, principalmente de metais que, através da realização

Leia mais

PNEUS AGRÍCOLAS UTILIZADOS NA ÁREA CANAVIEIRA

PNEUS AGRÍCOLAS UTILIZADOS NA ÁREA CANAVIEIRA PNEUS AGRÍCOLAS UTILIZADOS NA ÁREA CANAVIEIRA Prof. Kléber Pereira Lanças Depto. Engenharia Rural - FCA - UNESP/Botucatu kplancas@fca.unesp.br RODADOS: PNEUS ESTEIRAS SETOR AGRÍCOLA CANAVIEIRO: - TRATORES

Leia mais

A agricultura está cada vez mais profissional.

A agricultura está cada vez mais profissional. New Holland TL TL6OE TL75E TL85E TL95E 2 3 4 A agricultura está cada vez mais profissional. E a nova linha TL acompanha essa tendência. AS Máquinas new holland estão prontas para trabalhar com biodiesel.

Leia mais

SERIE SMT125 STD DADOS TÉCNICOS OPCIONAIS * GRADE MOVEL * GRADE FIXA * DUTO FLEXIVEL MEDIDAS INSTALAÇÃO INFORMAÇÕES TÉCNICAS RPM 2100.

SERIE SMT125 STD DADOS TÉCNICOS OPCIONAIS * GRADE MOVEL * GRADE FIXA * DUTO FLEXIVEL MEDIDAS INSTALAÇÃO INFORMAÇÕES TÉCNICAS RPM 2100. SERIE SMT125 STD DADOS TÉCNICOS Ø MM 125 mm RPM 2100 POTENCIA 25 W VAZÃO 200/270 m³/h PRESSÃO 14/20 mmca RUIDO (db) 00 db ÁREA ATÉ 14 m² 26,2 x 21,7 x 20 cm ACABAMENTO PLÁSTICO BRANCO OPCIONAIS * GRADE

Leia mais

ABSOLUTA. Absolutamente eficiente

ABSOLUTA. Absolutamente eficiente ABSOLUTA Absolutamente eficiente Catálogo virtual Português Mar/ 2016 ABSOLUTA A Absoluta é uma plantadora pneumática desenvolvida para oferecer agilidade e eficiência no plantio em áreas onde a fertilização

Leia mais

É a parte da Física que se ocupa da dinâmica e dos fenômenos físicos relacionados com os gases ou vácuos. É também o estudo da conservação da energia

É a parte da Física que se ocupa da dinâmica e dos fenômenos físicos relacionados com os gases ou vácuos. É também o estudo da conservação da energia Fagner Ferraz É a parte da Física que se ocupa da dinâmica e dos fenômenos físicos relacionados com os gases ou vácuos. É também o estudo da conservação da energia pneumática em energia mecânica, através

Leia mais

Características Técnicas

Características Técnicas ARADO SIMPLES PND3 Arado montado com disco IPA3 foi projetado para lidar com o solo a uma profundidade de 25 a 30 cm. Em solos secos duros e com a presença de raízes de árvores. Tipo montado Largura, m

Leia mais