Operações Crédito do SFN

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Operações Crédito do SFN"

Transcrição

1 BC: Operações de Crédito do Sistema Financeiro Nacional (SFN) registra alta de 0,3% em novembro e retração de 2,3% em 12 meses O crédito total do SFN incluindo as operações com recursos livres e direcionados somou R$ bilhões em novembro de 2016, com alta de 0,3% em relação ao mês anterior e retração de 2,3% em 12 meses, comparativamente à queda de 0,5% em outubro de 2016 e baixa de 2,0% em doze meses. Este crescimento em base mensal refletiu a alta de 0,3% do saldo destinado às famílias para R$ bilhões, e o crescimento de 0,3% do saldo destinado às empresas que totalizou R$ bilhões. A relação crédito/pib registrou queda, de 49,7% em outubro para 49,5% em novembro de 2016, com redução de 3,6 p.p em 12 meses. Victor Luiz de Figueiredo Martins, CNPI* Disclosure e certificação do analista estão localizados na última página deste relatório. Mesmo com o crescimento em base mensal, o saldo das operações de crédito em 12 meses manteve a tendência de desaceleração, tanto nas carteiras com recursos livres, com queda de 4,1% quanto nos direcionados, com redução 0,4% nesta base de comparação. Como temos reiterado, esta desaceleração reflete a retração da atividade econômica, o maior conservadorismo na oferta por parte dos bancos e a redução da demanda de crédito. A boa notícia é que a inadimplência geral registrou queda de 0,1 p.p para 3,8% puxado pelo crédito as empresas e para as famílias. Os juros e os spreads também caíram em linha com o movimento do BC de redução da taxa básica de juros. Operações com recursos livres subiram no mês, mas caem em doze meses, sensibilizadas pela redução dos saldos nas operações no segmento de pessoas jurídicas. Ao final de novembro estas operações corresponderam a 49,9% do total de crédito do sistema, somando R$ bilhões, após alta de 0,3% no mês, e redução de 4,1% em 12 meses. O saldo destinado às empresas totalizou R$ 740 bilhões, após queda mensal de 0,1% e redução de 8,9% em 12 meses, destacandose a retração nos adiantamentos de contrato de câmbio (ACC). Já o saldo às pessoas físicas registrou alta de 0,7% no mês para R$ 809 bilhões e crescimento de 0,7% em 12 meses, mantendo a tendência de crescimento moderado do mês anterior, com destaque para as operações com cartão de crédito à vista. Operações com recursos direcionados registraram alta em base mensal, após crescimento em todos os principais segmentos (imobiliário, rural e BNDES), mas permanecem em queda no acumulado de 12 meses. O volume de recursos do crédito direcionado representando os restantes 50,1% do total das operações de crédito do SFN somou R$ bilhões, com alta de 0,3% no mês Página 1

2 e retração de 0,4% em doze meses. O montante destinado a pessoas físicas, de R$ 742 bilhões, significou um crescimento de 0,6% em base mensal e alta de 6,1% em 12 meses, com avanço de 0,4% no crédito rural e de 0,7% no segmento imobiliário. O crédito às empresas somou R$ 814 bilhões, após estabilidade em novembro e queda de 5,7% em doze meses. Segundo o Banco Central, considerando consideradas as operações com recursos livres e direcionados, em todos os segmentos de atividade econômica, as operações com a indústria recuaram 0,1% no mês, somando R$ 760 bilhões. O crédito ao segmento de construção cresceu 3,6%, enquanto recuaram os saldos referentes aos setores, extrativista (-9%) e de serviços de utilidade pública (-0,5%). Os empréstimos ao segmento de serviços declinaram 0,2%, para R$ 736 bilhões, com expansão para o setor de administração pública (2,6%) e reduções em comércio (- 0,7%) e transportes (-2,0%). Todas as cinco regiões registraram crescimento mensal, com base no saldo das operações acima de mil reais, com destaque para a região Sul. Segundo relatório do BC, quanto à segmentação regional do crédito, que considera as operações com valor superior a R$ 1 mil, o saldo relativo à Região Sudeste cresceu 0,1% no mês atingindo R$ bilhões em novembro de Na Região Sul, o crédito registrou alta de 1,0% para R$ 549 bilhões, o maior dentre todas elas. No Nordeste, o saldo foi de R$ 398 bilhões, após crescimento de 0,5% em relação ao mês anterior. No Centro- Oeste o saldo somou R$ 326 bilhões, com alta de 0,6%, a segunda maior em base mensal. Na Região Norte, o saldo de R$ 116 bilhões representou uma alta de 0,1% em base mensal. Dinâmica de crescimento por controle de capital, em base mensal, mostrou estabilidade de participação relativa dos bancos públicos, dos nacionais e dos bancos privados estrangeiros. A participação dos bancos públicos sobre o crédito total (livres e direcionados) permaneceu em 56,2% em novembro de Da mesma maneira a dos bancos privados nacionais em 31,2% e dos privados estrangeiros em 12,6%. Página 2

3 Ao final de novembro de 2016, a queda acumulada em 12 meses de 2,3% do SFN refletiu o decréscimo de 1,5% dos bancos públicos, alta de 3,0% dos bancos privados nacionais, e queda de 16,1% dos bancos privados estrangeiros, basicamente impactados pela compra dos ativos do HSBC pelo Bradesco. A tendência é de que o crescimento dos privados nacionais ganhe relevância. A taxa média de juros do SFN, incluindo os segmentos, livre e direcionado, registrou queda. A taxa média de juros das operações de crédito do SFN, inclusos os recursos livres e direcionados, registrou queda de 0,3 p.p para 33,0% em novembro e incremento de 2,6 p.p em 12 meses. Esse decréscimo se explica pela queda de 0,1 p.p no segmento livre para 53,9% (+5,8 p.p em 12 meses), e principalmente pela queda de 0,4 p.p no segmento direcionado para 10,6% (+0,3 p.p em 12 meses). As taxas de juros (Pessoa Física) permaneceram estáveis em base mensal. As operações para o segmento de pessoas físicas, a taxa média de juros manteve a estabilidade em base mensal situando-se em 42,7% (+4,0 p.p em 12 meses). No segmento com recursos livres, o custo médio alcançou 73,6%, com estabilidade no mês e alta de 8,9 p.p em 12 meses. No crédito direcionado, o custo médio mensal permaneceu em 10,2%. As taxas de juros (Pessoa Jurídica) também caíram. Nos empréstimos às empresas, o custo médio em base mensal foi de 21,0%, com queda de 0,7 p.p no mês e queda de 0,2 p.p em 12 meses. Nas operações com recursos livres, o custo médio caiu 0,5 p.p para 29,9% ao ano, com queda de 0,3 p.p em 12 meses, e destaque para a alta de 2,7 p.p em conta garantida e +2,0 p.p no desconto de duplicatas. Nas contratações com recursos direcionados, o custo médio reduziu-se em 0,9 p.p para 11,1% ao ano em novembro, com destaque para o recuo de 1,3 p.p nos financiamentos a investimentos com recursos do BNDES. Página 3

4 Spread bancário registrou queda em linha com a redução dos juros. O spread do SFN referente às operações com recursos livres e direcionados situou-se em 23,5% em novembro, com recuo de 0,4 p.p no mês (+4,1 p.p em doze meses). A retração mensal refletiu as variações negativas de 0,4 p.p para 41,8% nas operações com recursos livres, e de 0,5 p.p para 3,8% nas operações com recursos direcionados. O spread atingiu 33,1% no segmento de pessoas físicas e 11,6% no de pessoas jurídicas, após queda mensal de 0,2 p.p e 0,8 p.p, respectivamente. Inadimplência do SFN caiu em novembro, após leve alta em outubro. A inadimplência das operações de crédito do sistema financeiro, referente a atrasos superiores a noventa dias, atingiu 3,8% em novembro, refletindo queda de 0,1 p.p no mês e alta de 0,4 p.p em doze meses. Em novembro, a taxa caiu 0,1 p.p nos segmentos de pessoas físicas e jurídicas, para 4,1% e 3,5%, respectivamente. A inadimplência recuou 0,1 p.p, situando-se em 5,8%, nas operações realizadas com recursos livres, e manteve-se estável em 1,9%, nas operações com recursos direcionados. Página 4

5 Página 5

6 Página 6

7 Página 7

8 Parâmetros do Rating da Ação Nossos parâmetros de rating levam em consideração o potencial de valorização da ação, do mercado, aqui refletido pelo Índice Bovespa, e um prêmio, adotado neste caso como a taxa de juro real no Brasil, e se necessário ponderação do analista. Dessa forma teremos: Compra: Quando a expectativa do analista para a valorização da ação for superior ao potencial de valorização do Índice Bovespa, mais o prêmio. Neutro: Quando a expectativa do analista para a valorização da ação for em linha com o potencial de valorização do Índice Bovespa, mais o prêmio. Venda: Quando a expectativa do analista para a valorização da ação for inferior ao potencial de valorização do Índice Bovespa, mais o prêmio. EQUIPE Mario Roberto Mariante, CNPI* Cristiano de Barros Caris Luiz Francisco Caetano, CNPI Victor Luiz de Figueiredo Martins, CNPI Ricardo Tadeu Martins, CNPI DISCLAIMER Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. (*) Conforme o artigo 16, parágrafo único, da ICVM 483, declaro ser inteiramente responsável pelas informações e afirmações contidas neste relatório de análise. Declaração do(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento), nos termos do art. 17 da ICVM 483 O(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento) envolvido(s) na elaboração deste relatório declara(m) que as recomendações contidas neste refletem exclusivamente sua(s) opinião(ões) pessoal(is) sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo. Declaração do empregador do analista, nos termos do art. 18 da ICVM 483 A Planner Corretora e demais empresas do Grupo declaram que podem ser remuneradas por serviços prestados à(s) companhia(s) analisada(s) neste relatório. Página 8

Operações Crédito do SFN

Operações Crédito do SFN BC: Operações de Crédito do Sistema Financeiro Nacional sobem 0,1% em maio de 2016, acumulando alta de 2,0% em 12 meses O crédito total do SFN incluindo as operações com recursos livres e direcionados

Leia mais

31 de outubro de OdontoPrev Bom resultado no 3T13, em linha com as expectativas

31 de outubro de OdontoPrev Bom resultado no 3T13, em linha com as expectativas Bom resultado no 3T13, em linha com as expectativas Após a divulgação dos resultados do 3T13 e da teleconferência realizada pela, iniciamos nosso preço justo de R$ 11,00 por ação ODPV3, com base em modelos

Leia mais

Siderurgia. Siderurgia: Produção de aço cresce no Brasil e no mundo. Análise de Investimentos Relatório de Setorial

Siderurgia. Siderurgia: Produção de aço cresce no Brasil e no mundo. Análise de Investimentos Relatório de Setorial 24 de Março de 2015 : Produção de aço cresce no Brasil e no mundo Em fevereiro, a produção de aço apresentou elevação no Brasil e no mundo. No Brasil, o volume produzido aumentou 2,3% no mês, somando um

Leia mais

Operações Crédito do SFN

Operações Crédito do SFN Oper. Crédito do Sistema Financeiro Nacional (SFN) em julho/2015 O crédito total do SFN incluindo as operações com recursos livres e direcionados somou R$ 3,11 trilhões em julho/15, após alta de 0,3% no

Leia mais

Siderurgia. Siderurgia: Primeiros sinais de recuperação. Análise de Investimentos Relatório de Setorial. Produção Brasileira de Aço

Siderurgia. Siderurgia: Primeiros sinais de recuperação. Análise de Investimentos Relatório de Setorial. Produção Brasileira de Aço : Primeiros sinais de recuperação Após uma crise prolongada, já se pode ver pequenos sinais de recuperação na siderurgia. No Brasil, a produção de julho/2016 foi a maior dos dez últimos meses. As vendas

Leia mais

Operações Crédito do SFN

Operações Crédito do SFN Banco Central do Brasil: Operações de Crédito do Sistema Financeiro Nacional (SFN) em agosto de 2015 O crédito total do SFN incluindo as operações com recursos livres e direcionados somou R$ 3,13 trilhões

Leia mais

Concessões Rodoviárias

Concessões Rodoviárias 24 de Abril de 2014 Tráfego rodoviário em forte expansão no 1T14 O índice de atividade da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) do primeiro trimestre/2014 indica que o tráfego pedagiado

Leia mais

Operações Crédito do SFN

Operações Crédito do SFN Operações de Crédito do Sistema Financeiro Nacional Dez/14 e 2014 O crédito total do SFN incluindo as operações com recursos livres e direcionados somou R$ 3.022 bilhões em dezembro de 2014, após expansão

Leia mais

Operações Crédito do SFN

Operações Crédito do SFN Operações de Crédito do Sistema Financeiro Nacional em fev/2015 O crédito total do SFN incluindo as operações com recursos livres e direcionados somou R$ 3,03 trilhões em fev/15, após alta de 0,5% no mês

Leia mais

Carteira de Dividendos Abr/15

Carteira de Dividendos Abr/15 A Carteira Dividendos Planner encerrou março com valorização de 0,55% ante uma queda de 0,84% do Ibovespa A Carteira de Dividendos leva em consideração os seguintes itens na escolha das ações: i) forte

Leia mais

Banco do Brasil. Banco do Brasil: Busca por um melhor retorno. Análise de Investimentos Relatório de Análise

Banco do Brasil. Banco do Brasil: Busca por um melhor retorno. Análise de Investimentos Relatório de Análise : Busca por um melhor retorno O BB registrou no 2T16 um lucro líquido ajustado de R$ 1,8 bilhão, com queda de 40,8% em relação ao mesmo período do ano passado, e ROAE ajustado de 7,7% ante o retorno de

Leia mais

Período: 29/10 a 01/11

Período: 29/10 a 01/11 Período: 29/10 a 01/11 Com base em análises fundamentalistas, apresentamos alternativas de investimento no curto prazo. Acreditamos que as empresas listadas abaixo representam boa oportunidade de valorização

Leia mais

19 de novembro de 2015

19 de novembro de 2015 O bom momento do setor deve continuar O setor de papel e celulose, que já experimentou um momento bastante positivo em 2015, poderá continuar se beneficiando também no próximo ano. Esta perspectiva tem

Leia mais

Operações Crédito do SFN

Operações Crédito do SFN Oper. Crédito do Sistema Financeiro Nacional (SFN) em mar/2015 O crédito total do SFN incluindo as operações com recursos livres e direcionados somou R$ 3,06 trilhões em mar/15, após alta de 1,2% no mês

Leia mais

28 de outubro de M Dias Branco: Lucro do 3T15 refletiu estratégia mais agressiva em vendas

28 de outubro de M Dias Branco: Lucro do 3T15 refletiu estratégia mais agressiva em vendas : Lucro do 3T15 refletiu estratégia mais agressiva em vendas A companhia registrou no 3T15 um lucro líquido de R$ 165 milhões, 11,3% acima dos R$ 148 milhões do 3T14, reflexo do crescimento de 4,4% da

Leia mais

Carteira do SFN recua 3,5% em 2016

Carteira do SFN recua 3,5% em 2016 Carteira do SFN recua 3,5% em 2016 Carteira de Crédito no SFN Em 2016, o mercado de crédito fechou com retração de 3,5%. Esta performance frustrante reflete o processo de desalavancagem das famílias e

Leia mais

Cenário Macro Semanal

Cenário Macro Semanal Banco Central sinaliza maior rigor em relação ao avanço de preços Levando em consideração o cenário mais desfavorável ao arrefecimento da inflação e o maior rigor adotado pelo Banco Central nos recentes

Leia mais

07 de março de m

07 de março de m Bom resultado de 2013 e subscrição de ações com utilização de JCP A, holding controladora do Itaú Unibanco e das companhias Duratex, Elekeiroz e Itautec, registrou um lucro líquido de R$ 5,698 bilhões

Leia mais

Cenário Macro Semanal

Cenário Macro Semanal Resultado positivo do IBC-Br em outubro possivelmente elevará as expectativas de crescimento para o ano O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), o qual representa uma proxy mensal do

Leia mais

Maior desaceleração e alerta para inadimplência

Maior desaceleração e alerta para inadimplência jan/11 jul/11 jan/11 jul/11 Maior desaceleração e alerta para inadimplência O crescimento do crédito total do SFN em 12 meses desacelerou 0,7 p.p. em abril, fechando em 10,, totalizando R$ 3,1 trilhões,

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) 05 de Julho de 2013 MERCADOS Bolsa Com o feriado nos Estados Unidos, a Bovespa acompanhou o desempenho das bolsas europeias na parte da manhã. A recuperação das ações de Vale e empresas X, diante da expectativa

Leia mais

20 de janeiro de 2015

20 de janeiro de 2015 segue como destaque no setor imobiliário Revisamos nossos números para a com base no desempenho do 3T14 reduzindo o preço justo da ação para R$ 28,35, considerando o cenário atual e as perspectivas para

Leia mais

04 de maio de 2015. A Carteira Dinâmica apresentou valorização de 5,03% em abril, acumulando alta de 5,24% em 2015

04 de maio de 2015. A Carteira Dinâmica apresentou valorização de 5,03% em abril, acumulando alta de 5,24% em 2015 A apresentou valorização de 5,03% em abril, acumulando alta de 5,24% em 2015 Período: 04/05 a 08/05 Com base em análises fundamentalistas, apresentamos alternativas de investimento no curto prazo. Acreditamos

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) MERCADOS Bolsa Índices, Câmbio e Commodities Fech. * Dia (%) Mês (%) Ano (%) A Bovespa encerrou a sexta-feira em alta de 1,56% aos 53.228 pontos, aguardando a votação do processo de impeachment que registrou

Leia mais

Banco do Brasil: Destaques

Banco do Brasil: Destaques 4º Trimestre 2014 1 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias futuras

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Altas e Baixas do Ibovespa. Câmbio. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Altas e Baixas do Ibovespa. Câmbio. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) MERCADOS Bolsa A Bovespa voltou a pesar ontem, encerrando o pregão em queda de 1,52% aos 55.962 pontos e volume financeiro de R$ 6,26 bilhões. Além dos dados ruins divulgados nos Estados Unidos e da proximidade

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) MERCADOS Bolsa O Ibovespa acumulou valorização de 16,97% em março, fechando aos 50.055 pontos, depois de muita volatilidade provocada pelo momento político conturbado. Contudo, ontem o dia foi de realização

Leia mais

PESQUISA FEBRABAN DE PROJEÇÕES MACROECONÔMICAS E EXPECTATIVAS DE MERCADO

PESQUISA FEBRABAN DE PROJEÇÕES MACROECONÔMICAS E EXPECTATIVAS DE MERCADO PESQUISA FEBRABAN DE PROJEÇÕES MACROECONÔMICAS E EXPECTATIVAS DE MERCADO Realizada entre os dias 28 de janeiro e 02 de fevereiro de 2016 Analistas consultados: 25 PROJEÇÕES E EXPECTATIVAS DE MERCADO FEBRABAN

Leia mais

ECONOMIA 25 de junho de 2015 Relatório de Crédito (dados de maio)

ECONOMIA 25 de junho de 2015 Relatório de Crédito (dados de maio) 11 12 13 14 15 16 jan/02 ago/02 mar/03 out/03 mai/04 dez/04 jul/05 fev/06 set/06 abr/07 nov/07 jun/08 jan/09 ago/09 mar/ out/ mai/11 dez/11 jul/12 fev/13 set/13 abr/14 nov/14 ECONOMIA 25 de junho de 15

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P A G O S T O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 3,5 bilhões Saldo: R$ 495,4 bilhões Financiamentos

Leia mais

PESQUISA FEBRABAN DE PROJEÇÕES MACROECONÔMICAS E EXPECTATIVAS DE MERCADO

PESQUISA FEBRABAN DE PROJEÇÕES MACROECONÔMICAS E EXPECTATIVAS DE MERCADO PESQUISA FEBRABAN DE PROJEÇÕES MACROECONÔMICAS E EXPECTATIVAS DE MERCADO Realizada entre os dias 01 e 04 de Novembro de 2016 Instituições participantes: 22 DESTAQUES DESTA EDIÇÃO Principais alterações

Leia mais

DESTAQUES DIÁRIOS RESEARCH 31 DE JANEIRO DE 2017

DESTAQUES DIÁRIOS RESEARCH 31 DE JANEIRO DE 2017 dez-08 mar-09 jun-09 set-09 dez-09 mar-10 jun-10 set-10 dez-10 mar-11 jun-11 set-11 dez-11 mar-12 jun-12 set-12 dez-12 mar-13 jun-13 set-13 dez-13 mar-14 jun-14 set-14 dez-14 mar-15 jun-15 set-15 dez-15

Leia mais

INVESTMENT RESEARCH. Panorama Diário QUINTA-FEIRA 08 DE NOVEMBRO DE 2012 DIEGO SALDANHA CNPI. Analista de investimentos

INVESTMENT RESEARCH. Panorama Diário QUINTA-FEIRA 08 DE NOVEMBRO DE 2012 DIEGO SALDANHA CNPI. Analista de investimentos QUINTA-FEIRA 08 DE NOVEMBRO DE 2012 INVESTMENT RESEARCH Analista de investimentos DIEGO SALDANHA CNPI A festa da vitória não foi das melhores. O povo fugiu. Fugiu do risco. Os mercados americanos tiveram

Leia mais

Sonae Sierra Brasil. A receita líquida da companhia tem a seguinte composição:

Sonae Sierra Brasil. A receita líquida da companhia tem a seguinte composição: Sonae Sierra Brasil Empresa: A Sonae Sierra Brasil é uma das principais incorporadoras, proprietárias e operadoras de shopping centers no Brasil, tendo em seu portfólio a participação de onze shoppings

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) MERCADOS Bolsa Ontem, num pregão de grande volatilidade, após subir 1,20%, o Ibovespa fechou praticamente estável, com alta de 0,05% aos 54.240 pontos e giro financeiro de R$ 6,5 bilhões. Dentre os destaques

Leia mais

Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras. Boletim 1º Semestre 2016

Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras. Boletim 1º Semestre 2016 Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras Boletim 1º Semestre 2016 N O T A Ressaltamos que os dados divulgados pelo BACEN, são sempre informados como preliminares nos últimos três meses

Leia mais

PIB apresentou estabilidade em relação a 2013 (+0,1%).

PIB apresentou estabilidade em relação a 2013 (+0,1%). PIB apresentou estabilidade em relação a 2013 (+0,1%). O PIB encerrou o ano de 2014 com variação de 0,1%. Nessa comparação, a Agropecuária (0,4%) e os Serviços (0,7%) cresceram e a Indústria caiu (- 1,2%).

Leia mais

O crédito ao setor privado atingiu R$1.948 bilhões no final de 2011, após acréscimos de 2,2% no mês e de 18,9% em relação a dezembro de 2010.

O crédito ao setor privado atingiu R$1.948 bilhões no final de 2011, após acréscimos de 2,2% no mês e de 18,9% em relação a dezembro de 2010. O volume total de crédito do sistema financeiro, computadas as operações com recursos livres e direcionados, atingiu R$2.030 bilhões em dezembro, após crescimento mensal de 2,3%. Ao longo de 2011, o crédito

Leia mais

Resultados 3º Trimestre 2012

Resultados 3º Trimestre 2012 Resultados 3º Trimestre 2012 jan/03 abr/03 jul/03 out/03 jan/04 abr/04 jul/04 out/04 jan/05 abr/05 jul/05 out/05 jan/06 abr/06 jul/06 out/06 jan/07 abr/07 jul/07 out/07 jan/08 abr/08 jul/08 out/08 jan/09

Leia mais

Brasil - PIB Trimestral 2010.IV 2010.II 2011.II 2010.III 2011.I

Brasil - PIB Trimestral 2010.IV 2010.II 2011.II 2010.III 2011.I 2009.II 2009.III 2009.IV 2010.I 2010.II 2010.III 2010.IV 2011.I 2011.II 2011.III 2011.IV 2012.I 2012.II 2012.III 2012.IV 2013.I PIB 1º trimestre de 2013 29/05/13 O produto interno bruto (PIB) do 1º trimestre

Leia mais

Carteira de Dividendos Maio/15

Carteira de Dividendos Maio/15 A Carteira de Dividendos Planner encerra abril com valorização de 5,23% acumulando ganho de 4,53% no ano A Carteira de Dividendos leva em consideração os seguintes itens na escolha das ações: i) forte

Leia mais

DESTAQUES DIÁRIOS RESEARCH 24 DE JANEIRO DE 2017

DESTAQUES DIÁRIOS RESEARCH 24 DE JANEIRO DE 2017 dez-08 mar-09 jun-09 set-09 dez-09 mar-10 jun-10 set-10 dez-10 mar-11 jun-11 set-11 dez-11 mar-12 jun-12 set-12 dez-12 mar-13 jun-13 set-13 dez-13 mar-14 jun-14 set-14 dez-14 mar-15 jun-15 set-15 dez-15

Leia mais

INVESTMENT RESEARCH. Panorama Diário QUARTA-FEIRA 24 DE OUTUBRO DE 2012 DIEGO SALDANHA CNPI. Analista de investimentos

INVESTMENT RESEARCH. Panorama Diário QUARTA-FEIRA 24 DE OUTUBRO DE 2012 DIEGO SALDANHA CNPI. Analista de investimentos QUARTA-FEIRA 24 DE OUTUBRO DE 2012 INVESTMENT RESEARCH Analista de investimentos DIEGO SALDANHA CNPI O mundo pediu. A China compareceu. Flash PMI do HSBC/Markit veio em alta, subindo de uns 47 pontos para

Leia mais

Ajuste Diário Boi Gordo. 1 x R$ 150,00 x 330 = R$ ,00 1 x R$ 152,00 x 330 = R$ ,00. Ajuste Diário Milho. Dia 1-09:00 Dia 1-15:30

Ajuste Diário Boi Gordo. 1 x R$ 150,00 x 330 = R$ ,00 1 x R$ 152,00 x 330 = R$ ,00. Ajuste Diário Milho. Dia 1-09:00 Dia 1-15:30 XP - Análise Cálculo de Diário BM&F Diário Boi Gordo Dia 1-09:00 Dia 1-16:00 1 x R$ 150,00 x 330 = R$ 49.500,00 1 x R$ 152,00 x 330 = R$ 50.160,00 R$ 152,00 - R$150,00 = R$ 2,00 diário R$ 2,00 x 330 =

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P J U N H O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 2,79 bilhões Saldo: R$ 493,3 bilhões Financiamentos

Leia mais

Índice de atividade econômica - IBC-Br (%):

Índice de atividade econômica - IBC-Br (%): SIM SEBRAE Inteligência de Mercados Edição n - Fev/6 Índice de atividade econômica - IBC-Br (%) A produção industrial brasileira apresentou leve recuperação no período de novembro a dezembro de 25. pg

Leia mais

Banco do Brasil. Divulgação do Resultado 1T09

Banco do Brasil. Divulgação do Resultado 1T09 Banco do Brasil Divulgação do Resultado 1 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados

Leia mais

Iochpe-Maxion Relatório de Atualização

Iochpe-Maxion Relatório de Atualização jan-16 mar-16 mai-16 jul-16 set-16 nov-16 Iochpe-Maxion Recomendação Neutro MYPK3 Preço em 04/01/17 (R$) 12,59 Ações (MM) 95 Valor Mercado (R$ MM) 1.187 Mín. 52 semanas (R$) 8,34 Máx. 52 semanas (R$) 20,31

Leia mais

Soja: muito grão e pouco óleo 22 de novembro de 2016

Soja: muito grão e pouco óleo 22 de novembro de 2016 Soja: muito grão e pouco óleo 22 de novembro de 2016 Nos últimos dias, apareceram notícias sobre a volta de algumas unidades esmagadoras às atividades. Há alguns meses, muitas unidades encerraram suas

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) MERCADOS Bolsa A Bovespa operou ontem refletindo o vencimento de opções sobre Ibovespa e índice futuro, com as companhias siderúrgicas e Petrobras registrando fortes ganhos, e os investidores estrangeiros

Leia mais

PESQUISA MENSAL DE EMPREGO

PESQUISA MENSAL DE EMPREGO ESTIMATIVAS PARA O MÊS DE AGOSTO DE REGIÃO METROPOLITANA DE RECIFE Taxas de atividade e desocupação estáveis Em agosto de havia 3.081 mil pessoas em idade ativa na Região Metropolitana de Recife. Deste

Leia mais

Portfólio Sugerido Jul/16

Portfólio Sugerido Jul/16 Bovespa encerrou junho com alta de 6,30% ante uma valorização de 5,99% da Carteira Planner Em junho, a Bovespa registrou uma boa recuperação em relação à queda do mês anterior, fechando com alta de 6,30%

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego Maio 2004

Pesquisa Mensal de Emprego Maio 2004 Pesquisa Mensal de Emprego Maio 2004 Região Metropolitana do Rio de Janeiro Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE 1 PESQUISA MENSAL DE EMPREGO ESTIMATIVAS PARA O MÊS DE MAIO DE 2004 REGIÃO

Leia mais

RESULTADOS 1T14 RESULTADOS 1T14

RESULTADOS 1T14 RESULTADOS 1T14 DESTAQUES DO Receita Bruta Lucro Bruto SG&A Crescimento de 14,1% no, atingindo R$ 82,6 m. Atingiu R$ 36,8 m no, representando aumento de 15,0% e margem de 54,6% aumento de 0,6 p.p. Atingiu R$ 32,9 m no,

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) MERCADOS Bolsa A Bovespa teve mais um dia de desempenho ruim, com queda substancial em boa parte das ações mais líquidas, com destaque para as siderúrgicas e empresas de energia elétrica, entre outras.

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P N O V E M B R O, 2 0 1 5 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 962 milhões Saldo: R$ 501,2 bilhões Financiamentos

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T de Novembro de 2016 Relações com Investidores

Teleconferência de Resultados 3T de Novembro de 2016 Relações com Investidores Teleconferência de Resultados 11 de Novembro de 2016 Relações com Investidores 1 Disclaimer Este material constitui uma apresentação de informações gerais sobre a Marfrig Global Foods S.A. e suas controladas

Leia mais

15 de Outubro de 2015

15 de Outubro de 2015 out-14 nov-14 nov-14 dez-14 jan-15 jan-15 fev-15 mar-15 mar-15 abr-15 abr-15 mai-15 jun-15 jun-15 jul-15 jul-15 ago-15 set-15 set-15 jun-07 set-07 dez-07 mar-08 jun-08 set-08 dez-08 mar-09 jun-09 set-09

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) MERCADOS Bolsa A curva de recuperação da bolsa foi mantida ontem, com o Ibovespa encerrando com alta de 0,39% aos 49.107 pontos, com volume financeiro de R$ 6,8 bilhões. A ata do último encontro do Federal

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) MERCADOS Bolsa A Bovespa teve um dia de ligeira recuperação fechando com alta de 0,47% aos 44.545 pontos depois da forte queda da segunda-feira. Ontem o que ajudou foram as medidas anunciadas na China,

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) MERCADOS Bolsa Ontem a bolsa abriu em alta e assim permaneceu até o final, mas o fechamento se deu abaixo da máxima do dia pressionado pelas quedas das bolsas no exterior, na segunda parte do pregão. No

Leia mais

Indicadores da Economia Brasileira: Setor Público Observatório de Políticas Econômicas 2016

Indicadores da Economia Brasileira: Setor Público Observatório de Políticas Econômicas 2016 www.fdc.org.br Indicadores da Economia Brasileira: Setor Público Observatório de Políticas Econômicas 2016 Indicadores da Economia Brasileira: Confiança e Expectativas Quadro-Resumo Necessidade de Financiamento

Leia mais

O perfil do endividamento das famílias brasileiras em 2016

O perfil do endividamento das famílias brasileiras em 2016 O perfil do endividamento das famílias brasileiras em 2016 A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor mostra que em 2016 houve redução de 3,9% no número médio de famílias com dívidas, com

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Juros. Altas e Baixas do Ibovespa. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Juros. Altas e Baixas do Ibovespa. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) MERCADOS Bolsa A Bovespa não conseguiu sustentar o movimento de alta dos últimos dias com movimento de realização de lucro em importantes empresas do Índice. O Ibovespa terminou o dia em baixa de 0,45%,

Leia mais

28 de Outubro de 2016

28 de Outubro de 2016 out-15 nov-15 dez-15 dez-15 jan-16 fev-16 fev-16 mar-16 abr-16 abr-16 mai-16 jun-16 jun-16 jul-16 jul-16 ago-16 ago-16 set-16 out-16 out-16 28 de Outubro de 2016 : Melhores perspectivas, mas pequeno potencial

Leia mais

INDX apresenta alta de 2,67% em março

INDX apresenta alta de 2,67% em março INDX apresenta alta de 2,67% em março Dados de Março/11 Número 51 São Paulo O Índice do Setor Industrial (INDX), composto pelas ações mais representativas do segmento, encerrou o mês de março de 2010,

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Análise de Investimentos. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros

Boletim Diário MERCADOS. Análise de Investimentos. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros MERCADOS Bolsa A Bovespa iniciou o mês de dezembro com alta de 1,27%, aos 58.202 pontos e volume financeiro de R$ 6,92 bilhões. O desempenho de ontem refletiu as notícias positivas da Europa e a economia

Leia mais

Relatório de Estabilidade Financeira. Setembro/2016

Relatório de Estabilidade Financeira. Setembro/2016 Relatório de Estabilidade Financeira Setembro/2016 1 Relatório de Estabilidade Financeira O Relatório de Estabilidade Financeira (REF) é uma publicação semestral do Banco Central do Brasil (BCB) destinada

Leia mais

PAIC confirma que 2005 não foi um ano bom para grande parte das empresas da construção

PAIC confirma que 2005 não foi um ano bom para grande parte das empresas da construção PAIC confirma que 2005 não foi um ano bom para grande parte das empresas da construção O balanço de final do ano de 2005 já mostrará que se não foi um ano perdido, os resultados frustraram as expectativas

Leia mais

Com inadimplência e provisões sob controle, Santander Brasil alcança lucro líquido de R$ 1,7 bilhão NOTA DE IMPRENSA

Com inadimplência e provisões sob controle, Santander Brasil alcança lucro líquido de R$ 1,7 bilhão NOTA DE IMPRENSA NOTA DE IMPRENSA RESULTADOS 1º TRIMESTRE 2016 Com inadimplência e provisões sob controle, Santander Brasil alcança lucro líquido de R$ 1,7 bilhão Os bancos, no atual momento da economia, têm um papel fundamental,

Leia mais

semana mês ano 12 meses -1,31% +0,26% -9,72% +0,81%

semana mês ano 12 meses -1,31% +0,26% -9,72% +0,81% Índice Bovespa BOVESPA Fechamento: 62.565 SU: 60.558 Tendência de C/M/L prazos IFR Volume IBOV Variação: -0,75% RE: 63.745 Lateral / Baixa / Baixa 53,71% R$ 4,73 bi -1,31% +0,26% -9,72% +0,81% O IBOV fechou

Leia mais

Apresentação dos Resultados do 1T10. Teleconferência de Resultados

Apresentação dos Resultados do 1T10. Teleconferência de Resultados Apresentação dos Resultados do 1T10 Teleconferência de Resultados Visão Geral do 1T10 2 Destaques A Companhia Alcançou Resultados Operacionais Positivos e Concluiu Plano de Capitalização Plano de Capitalização

Leia mais

Técnico Diário I 10 de janeiro de 2017 I Citi Corretora

Técnico Diário I 10 de janeiro de 2017 I Citi Corretora Dólar Futuro Índice Futuro Ibovespa SP500 ECOR3 ITUB4 TAEE11 R4 3.823 72.195 68.970-13.03 - - R3 3.753 71.685 65.300-10.83 - - R2 3.582 67.527 63.473-9.97 38.31 24.95 R1 3.502 64.563 62.400 2.280 9.42

Leia mais

Crise X Oportunidades: Quais oportunidades o Brasil está tendo com a crise? Qual a previsão para o mercado de crédito, nos próximos anos?

Crise X Oportunidades: Quais oportunidades o Brasil está tendo com a crise? Qual a previsão para o mercado de crédito, nos próximos anos? Crise X Oportunidades: Quais oportunidades o Brasil está tendo com a crise? Qual a previsão para o mercado de crédito, nos próximos anos? Andrew Frank Storfer Vice Presidente da ANEFAC out 2009 CONJUNTURA

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P M A I O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 28 de junho de 2016 Em maio, crédito imobiliário somou R$ 3,9 bilhões Poupança

Leia mais

18 de novembro de 2014

18 de novembro de 2014 Reunião Pública sobre o 3T14 e estratégia de crescimento A registrou no 3T14 um lucro líquido de R$ 2,7 milhões, 82% abaixo do lucro do 3T13, sensibilizado pelo crescimento de 17% da receita líquida, pela

Leia mais

Crescimento e juros. Roberto Padovani Março 2013

Crescimento e juros. Roberto Padovani Março 2013 Crescimento e juros Roberto Padovani Março 2013 jan-91 dez-91 nov-92 out-93 set-94 ago-95 jul-96 jun-97 mai-98 abr-99 mar-00 fev-01 jan-02 dez-02 nov-03 out-04 set-05 ago-06 jul-07 jun-08 mai-09 abr-10

Leia mais

Divulgação dos Resultados 4T13 e 2013

Divulgação dos Resultados 4T13 e 2013 Divulgação dos Resultados 4T13 e 2013 Market Share Indicadores dez/09 dez/10 dez/11 dez/12 set/13 Ativo Total * 10º 11º 11º 11º 11º Patrimônio Líquido * 11º 12º 11º 11º 11º Depósitos Totais 8º 8º 8º 7º

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) MERCADOS Bolsa A Bovespa encerrou a quinta-feira em baixa de 0,76%, aos 52.239 pontos e segue registrando volume financeiro muito baixo, ficando em R$ 4,53 bilhões. Ontem a pressão foi do lado de Petrobras,

Leia mais

Resultados Título da apresentação

Resultados Título da apresentação Resultados 2015 Título da apresentação Aviso Legal Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros do Banco Pan. Essas declarações estão baseadas

Leia mais

Petrobras. Petrobras 2T13: Os lucros devem cair. Análise de Investimentos Relatório de Análise. 7 de agosto de 2013

Petrobras. Petrobras 2T13: Os lucros devem cair. Análise de Investimentos Relatório de Análise. 7 de agosto de 2013 2T13: Os lucros devem cair Estamos divulgando nossas projeções para os resultados da no 2T13 e também fazendo ajustes em nosso Preço Justo para as ações. Acreditamos que a terá um trimestre com crescimento

Leia mais

Relatório de Análise. CSN: Boas perspectivas operacionais, mas duas incertezas. 4T12 Preços melhores e maior volume de minério

Relatório de Análise. CSN: Boas perspectivas operacionais, mas duas incertezas. 4T12 Preços melhores e maior volume de minério CSN: Boas perspectivas operacionais, mas duas incertezas A CSN teve um ano difícil em 2012, com perdas contábeis elevadas em seu investimento na Usiminas, expressiva redução na geração de caixa, aumento

Leia mais

Desempenho do mercado de trabalho em 2014 interrompe processo de formalização do emprego feminino

Desempenho do mercado de trabalho em 2014 interrompe processo de formalização do emprego feminino A INSERÇÃO DA MULHER NO MERCADO DE TRABALHO DA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE MARÇO 2015 Desempenho do mercado de trabalho em 2014 interrompe processo de formalização do emprego feminino O mundo

Leia mais

Market Share Indicadores Mar/09 Mar/10 Mar/11 Mar/12 Mar/13 Ativo Total Patrimônio Líquido Depósitos Totais Nº de Agências

Market Share Indicadores Mar/09 Mar/10 Mar/11 Mar/12 Mar/13 Ativo Total Patrimônio Líquido Depósitos Totais Nº de Agências Market Share Indicadores Mar/09 Mar/10 Mar/11 Mar/12 Mar/13 Ativo Total 10º 11º 11º 11º 11º Patrimônio Líquido 12º 11º 12º 11º 11º Depósitos Totais 8º 8º 8º 8º 7º Nº de Agências 7º 7º 7º 7º 7º Fonte: Banco

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) MERCADOS Bolsa Mais uma vez a Bovespa foi puxada pela expectativa de divulgação de pesquisas de intenção de voto, encerrando o dia com valorização de 0,61%, aos 54.604 pontos e volume financeiro de R$

Leia mais

PME registra menor taxa de desemprego da série histórica para o mês de fevereiro, mas indica acomodação no mercado de trabalho.

PME registra menor taxa de desemprego da série histórica para o mês de fevereiro, mas indica acomodação no mercado de trabalho. PME registra menor taxa de desemprego da série histórica para o mês de fevereiro, mas indica acomodação no mercado de trabalho. Segundo apuração da PME (Pesquisa Mensal do Emprego), realizada pelo IBGE,

Leia mais

RESEARCH 18 DE JANEIRO DE Macroeconomia. Rentabilidade mensal Carteiras ATIVA. Para ter acesso ao relatório detalhado, clique aqui.

RESEARCH 18 DE JANEIRO DE Macroeconomia. Rentabilidade mensal Carteiras ATIVA. Para ter acesso ao relatório detalhado, clique aqui. dez-08 mar-09 jun-09 set-09 dez-09 mar-10 jun-10 set-10 dez-10 mar-11 jun-11 set-11 dez-11 mar-12 jun-12 set-12 dez-12 mar-13 jun-13 set-13 dez-13 mar-14 jun-14 set-14 dez-14 mar-15 jun-15 set-15 dez-15

Leia mais

RENDA FIXA TESOURO DIRETO

RENDA FIXA TESOURO DIRETO DESTAQUES DO RELATÓRIO Carteira Recomendada Nossa Carteira Recomendada do Tesouro Direto para os próximos 30 dias considera os dois principais fatores impactando a curva de juros, a melhora recente do

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Altas e Baixas do Ibovespa. Câmbio. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Altas e Baixas do Ibovespa. Câmbio. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) MERCADOS Bolsa A Bovespa voltou a subir ontem com alta expressiva de 2,35% marcando 52.083 pontos no fechamento, depois de três dias de queda. O giro financeiro foi de R$ xxx bilhões. Os mercados ficaram

Leia mais

Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados

Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Análise Setorial Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Dezembro de 2014 Sumário 1. Perspectivas do Cenário Econômico em 2015... 3 2. Balança Comercial no Ano de 2014... 4 3.

Leia mais

Mineração. Minério de ferro: Preços em queda e estoques crescendo. Análise de Investimentos Relatório Setorial. 22 de Maio de 2014

Mineração. Minério de ferro: Preços em queda e estoques crescendo. Análise de Investimentos Relatório Setorial. 22 de Maio de 2014 Minério de ferro: Preços em queda e estoques crescendo A redução no ritmo de crescimento da produção de aço na China, as dificuldades financeiras das siderúrgicas com os baixos preços naquele país e um

Leia mais

EPE vê reação da indústria e projeta alta do consumo

EPE vê reação da indústria e projeta alta do consumo Boletim 1143/2017 Ano IX 31/01/2017 EPE vê reação da indústria e projeta alta do consumo Por Rodrigo Polito A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) prevê o aumento do consumo de energia do setor industrial

Leia mais

Resultados do ano de 2008

Resultados do ano de 2008 Resultados do ano de 2008 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira

Leia mais

A semana em revista. Relatório Semanal 08/06/2015

A semana em revista. Relatório Semanal 08/06/2015 Relatório Semanal 08/06/2015 A semana em revista No cenário doméstico, os principais destaques da semana foram os dados da Pesquisa Industrial Mensal e o resultado da reunião do COPOM. A produção industrial

Leia mais

DESTAQUES DIÁRIOS RESEARCH 20 DE JANEIRO DE 2017

DESTAQUES DIÁRIOS RESEARCH 20 DE JANEIRO DE 2017 dez-08 mar-09 jun-09 set-09 dez-09 mar-10 jun-10 set-10 dez-10 mar-11 jun-11 set-11 dez-11 mar-12 jun-12 set-12 dez-12 mar-13 jun-13 set-13 dez-13 mar-14 jun-14 set-14 dez-14 mar-15 jun-15 set-15 dez-15

Leia mais

Portfólio Sugerido Fev/17

Portfólio Sugerido Fev/17 Ibovespa registra alta de 7,38% em janeiro, puxada pelo fluxo de capital estrangeiro. A Carteira Planner também teve bom desempenho com valorização de 5,34%. A Bovespa encerrou janeiro com alta de 7,38%

Leia mais

Construção civil: desempenho em 2011 e perspectivas para /12/2011

Construção civil: desempenho em 2011 e perspectivas para /12/2011 Construção civil: desempenho em 2011 e perspectivas para 2012 6/12/2011 Desempenho e perspectivas A revisão do PIB Desempenho da cadeia em 2011 Perspectivas Revisão dos números do PIB 2009 Destaque: Os

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Juros. Altas e Baixas do Ibovespa. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Juros. Altas e Baixas do Ibovespa. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) MERCADOS Bolsa A Bovespa encerrou a semana passada em baixa de 1,88%, com bom desempenho na sexta-feira (alta de 1,44%), aos 53.929 pontos. O volume financeiro foi de R$ 6,13 bilhões. A semana abre com

Leia mais

(com base na Nota do Banco Central do Brasil de 27-05-2009) Edição de 27 de Maio de 2009

(com base na Nota do Banco Central do Brasil de 27-05-2009) Edição de 27 de Maio de 2009 Relatório Febraban - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro (com base na Nota do Banco Central do Brasil de 27-05-2009) Edição de 27 de Maio de 2009 Em Abril de 2009, operações de crédito atingiram

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T16. 6 de maio de Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T16. 6 de maio de Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 6 de maio de 2016 Magazine Luiza Destaques Vendas E-commerce Margem Bruta EBITDA e Lucro Líquido Capital de Giro Endividamento Luizacred Aumento da receita bruta de 3% totalizando

Leia mais