Caçadores de oportunidades

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Caçadores de oportunidades"

Transcrição

1 33 LIÇÕES DE EMPREENDEDORISMO 31 DE JANEIRO DE 2015 EDIÇÃO 2 EDIÇÃO 2 33 LIÇÕES DE EMPREENDEDORISMO 31 DE JANEIRO DE 2015 Caçadores de oportunidades O que as empresas de Joinville e região estão fazendo para se destacar em um cenário desafiador

2

3

4 4 UMA PUBLICAÇÃO DO NOTÍCIAS DO DIA JOINVILLE FUNDADOR E PRESIDENTE EMÉRITO MÁRIO J. GONZAGA PETRELLI GRUPO RIC SC PRESIDENTE EXECUTIVO MARCELLO CORRÊA PETRELLI DIRETOR COMERCIAL REYNALDO RAMOS DIRETOR ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO ALBERTINO ZAMARCO JR. DIRETOR REDAÇÃO NOTÍCIAS DO DIA LUÍS MENEGHIM REVISTA NOSSAS EMPRESAS, GRANDES HISTÓRIAS DIRETOR REGIONAL GRUPO RIC SILVANO SILVA GERENTE COMERCIAL NOTÍCIAS DO DIA JOINVILLE E COORDENADORA GERAL DO PROJETO JACKELINE MOECKE (47) E (47) SUPERVISOR COMERCIAL MATHEUS HENRIQUE CONTATOS COMERCIAIS NOTÍCIAS DO DIA JOINVILLE DENISE SUZUKI, GONILDA ESSER E OSVALDO JR CONTEÚDO EDITORIAL EDITOR EXECUTIVO VANDRÉ KRAMER EDITOR DE DIAGRAMAÇÃO MARCELO DUARTE IMAGEM DA CAPA ROBSON BRÜNING FOTOS FABRIZIO MOTTA, MAURO SCHLIECK E DIVULGAÇÃO REVISÃO SOLANGE SILVA DISTRIBUIÇÃO SANDRA REGINA MACHADO IMPRESSÃO COAN Nossas Empresas, Grandes Histórias MARCELLO CORRÊA PETRELLI As pessoas e as empresas que lidam com comunicação e mídia tem uma grande oportunidade, mas junto a isso também tem uma grande responsabilidade, que é levar informação de qualidade e que faça a diferença para as pessoas e sua comunidade. Santa Catarina é um Estado ímpar, com seus indicadores de produção, produtividade e qualidade nos produtos e serviços realizados, isso sem contar os índices de qualidade de vida, educação e geração de empregos que encontram-se entre os melhores do Brasil e reforçam o orgulho de ser catarinense. Este projeto Nossas Empresas, Grande Histórias, tem como objetivo mostrar para a sociedade que para alcançarmos e mantermos estes índices de padrão Internacional devemos ter empresas e empresários excelentes, colaboradores comprometidos e, principalmente, comunidades que conheçam e valorizem suas empresas e seus produtos. Por isto é de fundamental importância o trabalho realizado pela revista e ainda mais admirável as empresas aqui representadas, pois só com uma sociedade forte, digo, empresas, empresários e trabalhadores, o nosso estado continuará apresentando um crescimento contínuo e robusto. O Grupo RIC fica muito satisfeito em fazer parte deste projeto, levando nosso conteúdo junto à revista. Aproveito para agradecer a confiança na revista Nossa empresas, Grandes Histórias e das empresas que aqui estão e desta forma esperamos cooperar para o desenvolvimento socioeconômico do nosso estado. Presidente Executivo do Grupo RIC Santa Catarina JANEIRO DE 2015 SITE ENDEREÇO RUA XAVANTES, 120 BAIRRO ATIRADORES CEP: (47) JOINVILLE/SC

5 SUMÁRIO 5 O que as empresas de Joinville e região estão fazendo para se destacar em um cenário desafiador Apresentação 6 a 13 Seguridade 14 e 15 Digsom 16 e 17 Wilson Transportes 18 e 19 Plasforro 22 e 23 Sensus Tecnologia 24 e 25 Toyoville 26 e 27 Krona Tubos e Conexões 30 e 31 Koncreta Imobiliária 32 e 33 TAF Indústria de Plásticos 34 e 35 L.Fernando Imobiliária 38 e 39 Unisociesc Educação e Tecnologia 72 e 73 Adrimar Terraplanagem, Construção e Pavimentação 74 e 75 ACE Associação Catarinense de Ensino 78 e 79 Transligue 80 e 81 Rogga Empreendimentos 82 e 83 Madville Marcenaria e Decoração 84 e 85 GTP Gravações em Metal 88 e 89 Telharte 90 e 91 ATR Sistemas de Refrigeração 92 e 93 Mastergel Compósitos 96 e 97 Pró Rim 98 e 99 Softran 40 e 41 Norsul Companhia de Navegação 42 e 43 Eco Automação 44 e 45 Lifan Marin 48 e 49 Aeon Incorporação Imobiliária 50 e 51 Assessoritec Faculdade de Tecnologia 52 e 53 Döhler Cama, Mesa e Banho 56 e 57 Le Canard Hotéis 58 e 59 Agemed Planos de Saúde 62 e 63 Gecel Soluções Industriais 64 e 65 Ciser Parafusos e Porcas 66 e 67 Vanessa Modas 70 e 71

6 6 BMW é o ícone dos novos investimentos que estão chegando ao Norte do Estado: fábrica será concluída em 2015 DIVULGAÇÃO BMW Caçadores de oportunidades Mesmo em um cenário econômico bem complicado, as empresas do Norte do Estado enxergam oportunidades de crescimento VANDRÉ KRAMER Troca de equipe econômica. Perspectiva de mais um ano de crescimento baixo. Inflação batendo na meta. Juros mais elevados. Dólar se valorizando diante do real. Contas externas e públicas desarranjadas. Cenário externo mais complicado diante de um crescimento menor da China, dos problemas econômicos da Rússia e da possibilidade dos Estados Unidos aumentarem os juros pela primeira vez desde a crise financeira de É um cenário complicado. Nem mesmo na crise financeira mundial de , as expectativas para a economia brasileira eram tão negativas. No final de 2008, instituições financeiras ouvidas pelo BC projetavam que em 2009, a economia brasileira iria crescer 2,4%. A mesma pesquisa, realizada no final do ano passado, indicava que o PIB deve se expandir míseros 0,55% neste ano. Os impactos deste cenário mais conturbado estão sendo sentidos pelas empresas da região. No terceiro trimestre de 2014, o faturamento de cinco empresas joinvilenses de capital aberto Autopista Litoral Sul, Döhler, Tupy, Schulz e Wetzel caiu 0,8% em relação a igual período de 2013, apontam dados encaminhados pelas empresas à CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Os resultados encolheram 43,1% e a lucratividade passou de 5,5%, em 2013, para 3,1%, em Há uma sensibilidade geral entre as empresas de que o ano será difícil e todas elas estão rumando na direção da contenção severa dos custos, já que a perspectiva do crescimento da receita não é das melhores, destaca João Joaquim Martinelli, presidente da Acij (Associação Empresarial de Joinville). O panorama, segundo ele, ainda não é claro. Ele lembra que o governo iniciou o ano mudando algumas práticas, indicando que a política economica será mais austera, com a adoção de regras mais rígidas para o seguro desemprego e repassando às empresas um ônus a mais, ou seja, novos 15 dias

7 7 de afastamento serão agora suportados pela empresa e não mais pela previdência social. Futuro Mas, mesmo com essa conjuntura econômica mais complicada, há muitas oportunidades que estão sendo vislumbradas pelas empresas do Norte de Santa Catarina. Segundo o Notícias do Dia apurou, há mais de R$ 1,5 bilhão de investimentos programados para a região nos próximos anos. E mais de R$ 1 bilhão no papel. A presidente da Ajorpeme (Associação de Joinville e Região da Pequena, Micro e Média Empresa), Silvana Fioravante ressalta que qualquer momento difícil é também de oportunidade. Principalmente para aqueles que estiverem de olho em suas empresas e próximos aos seus clientes, destaca. Ela lembra que o Brasil já passou por várias crises e sobreviveu muitíssimo bem. Podemos escolher ficar reclamando da economia ou enfrenta-la com positivismo e muito trabalho. Uma pesquisa feita pela Sustentare Escola de Negócios aponta que 87% das empresas da região pretendem realizar algum tipo de investimento em Os principais motivadores são a necessidade de modernização da linha fabril e a necessidade de focar em segmentos mais rentáveis e lucrativos. Um dos símbolos da nova onda de investimentos na região é a BMW. A montadora alemã, que inaugurou em outubro sua primeira fábrica de carros na América Latina, em Araquari, está dando continuidade a seu plano de investimentos. Para este ano, estão previstas a expansão da linha de produção, com a implantação de novas áreas, o que possibilitará a conclusão do projeto para a implantação de uma unidade com capacidade para produzir 32 mil veículos por ano. Quem também vai reforçar os investimentos na região é a General Motors. No início de janeiro, o presidente da GM Latin America, Jaime Ardila, anunciou, durante o Salão do Automóvel de Detroit (EUA), a produção de uma nova linha de motores em Joinville. Os valores que serão aplicados e a data dos investimentos não foram divulgados. Em São Francisco do Sul, a CMO planeja investir R$ 650 milhões na construção de um estaleiro voltado para a produção de plataformas de óleo e gás. Outro projeto na a região é o terminal portuário da Norsul, previsto para ser instalado na cidade portuária. A unidade vai movimentar bobinas de aço utilizadas pela Arcelor Mittal Vega, que produz laminados para as indústrias automotiva e de eletrodomésticos. Dois terminais para atender, principalmente ao agronegócio, devem ser implantados nos próximos anos. Um dos projetos é liderado pela trading japonesa Marubeni e outro pela Logz e pela Litoral Agência Marítima. Quem está muito atenta a esses planos de investimentos privados na região é a Gecel. A empresa, que presta serviços na área de instalação e manutenção industrial, foi a responsável pela implantação de mais de 20 quilômetros de tubos no terreno onde se instalou a BMW A preocupação com a competitividade é um dos principais motivadores dos planos das empresas do Norte do Estado, que participaram desta segunda edição do NOSSAS EMPRESAS GRANDES HISTÓRIAS. Não podemos ficar reféns dos números da economia. É preciso enxergar as oportunidades que existem no mercado, diz Amandos Ziebell, dono da Koncreta. É o que também pensa Carlos Alexandre Döhler, diretor comercial da Döhler, uma das mais tradicionais empresas do segmento LEIA MAIS JACKELINE MOECKE Gerente Comercial Jornal Notícias do Dia Joinville Lições de empreendedorismo Elbert Hubbard, escritor e filósofo norte-americano que viveu no início do século 20, deixou uma breve, porém certeira definição sobre o que é ser empreendedor: um gênio é um homem que pega os limões que a sorte lhe dá e, com eles, abre uma barraquinha de limonada. O empreendedorismo é a tônica das 33 reportagens que estão nesta segunda edição do NOSSAS EMPRESAS, GRANDES HISTÓRIAS. Pequenas, médias e grandes empresas mostram os segredos do seu sucesso e como contribuem para fazer o Norte do Estado ser o terceiro maior polo econômico do Sul do Brasil. E, em um cenário econômico extremamente desafiador, as empresas mostram como se tornaram caçadoras de oportunidades: o que elas fazem para serem mais rentáveis e lucrativas, como fazem para encontrar novos nichos para poderem crescer e encontrar novos mercados. São estratégias que se mostram fundamentais para quem planeja ou está desenvolvendo seu próprio empreendimento. São lições que mostram que parafraseando a música Sonho Impossível, de Chico Buarque é possível sonhar um sonho impossível, que é necessário lutar quando é fácil ceder, para poder vencer o que aparenta ser invencível. O NOSSAS EMPRESAS chega à sua segunda edição ressaltando o compromisso do NOTÍCIAS DO DIA com a comunidade. E um desses compromissos, é contribuir para que ela seja mais próspera, Boa Leitura!

8 8 Krona tem planos ousados de crescimento: planeja implantar fábricas no Centro-oeste e no Sudeste têxtil, e representante da quinta geração da família. Temos de olhar para a frente. Mesmo em um cenário em que as empresas do segmento em que atua estão enfraquecidas a produção teve uma queda de 3,4% nos dez primeiros meses de 2014, comparativamente a 2013, segundo o IBGE, a empresa reforçou investimentos no ano passado. Investimentos A fabricante de artigos de cama, mesa e banho pretendia, no início do ano passado, aplicar R$ 20 milhões na expansão e modernização do parque fabril. Até o final de setembro, tinham sido aplicados R$ 32 milhões, segundo dados encaminhados à CVM. E, em um cenário em que as têxteis lutam para sobreviver com a concorrência externa, a Döhler está mirando no mercado norte-americano. Expandir os negócios no exterior também faz parte da estratégia da TAF, fabricante de caixas e medidores de energia. Fornecedora de multinacionais que atuam no segmento de distribuição na América do Sul, a empresa prospecta oportunidades na América Central. Ela também enxerga oportunidades de crescimento é o segmento de saneamento. A Krona tem planos ousados. A fabricante de tubos e conexões planeja duplicar o faturamento nos próximos cinco anos e pretende implantar duas unidades: uma no Centro-oeste e uma no Sudeste. A instalação de novas unidades também está nos planos da GTP Gravações em Metal. A empresa quer conseguir a homologação para ser fornecedora direta da indústria automotiva. Para isso, precisa de mais espaço. As exigências das montadoras incluem laboratórios de desenvolvimento de produtos e capacidade para trabalhar com moldes com 20 toneladas. Um terreno de 25 mil metros quadrados foi comprado no Eixo de Acesso Sul, em Joinville, com essa finalidade. Ela também planeja a implantação de uma unidade no Nordeste, para atender à crescente demanda na região, onde já tem clientes. O Grupo Seguridade também vê oportunidades em outras áreas. Nos planos da empresa está a expansão em direção ao Paraná. Especializada em prestação de serviços às indústrias, a empresa, que tem mais de funcionários, atua em SC, SP e RS. A Transligue, que atua com cargas movimentadas por via aérea e/ou destinadas à exportação e importação, pretende, nos pró- LEIA MAIS FOTOS FABRIZIO MOTTA

9 9 SILVANO SILVA Diretor Regional Grupo RIC A marca do empreendedorismo Em meio aos problemas do segmento têxtil, Döhler mostra que é um ponto fora da curva: investiu acima do esperado em 2014 Uma das marcas do Norte de Santa Catarina é o empreendedorismo. A história da região está intimamente ligada ao do esforço de sua gente em criar seus próprios negócios, encontrar oportunidades para crescer e inovar. Estas experiências vividas por 33 empresas de pequeno, médio e grande porte estão retratadas na segunda edição do NOSSAS EM- PRESAS, GRANDES HISTÓRIAS, um projeto que reforça, ainda mais, os vínculos do NOTÍCIAS DO DIA com a comunidade de Joinville e do Norte do Estado. Encontrar um diferencial para crescer, ser rentável e lucrativo é fundamental nestes momentos de cenário econômico complicado. E, por meio destas 33 reportagens, mostra-se porque o Norte Catarinense está fazendo a diferença. São lições de muito trabalho, muito esforço e muito sucesso que podem servir de lição para os milhares de empreendedores da nossa região. Esse vigor mostra porque o Norte Catarinense, o terceiro maior polo econômico do Sul do Brasil, continua atraindo investimentos. Depois de instalada a BMW, um novo ciclo está chegando. São, investimentos que, no conjunto, superam a casa do R$ 1 bilhão, como o da CMO, que vai implantar um estaleiro dedicado à produção de plataformas para a prospecção de óleo e gás. Novas oportunidades de negócios vão ser criadas e haverá a geração de mais postos de trabalho, o que irá realimentar o ciclo do empreendedorismo e gerar mais prosperidade à região. Boa Leitura!

10 10 Ciser projeta ganhos de produtividade com a transferência da fábrica do Centro de Joinville para Araquari ximos anos, expandir sua atuação no Paraná, por meio da implantação de uma filial em Curitiba. A empresa também planeja a construção de um centro de distribuição na Rodovia do Arroz, perto da BR-101, em Joinville. Quem também está investindo para ampliar a competitividade é a Ciser, a maior fabricante sul-americana de fixadores. Uma das estratégias é o constante investimento em inovação, por meio de parcerias com centros de pesquisa e desenvolvimento de universidades. Outra é a construção da nova fábrica em Araquari, onde estão sendo aplicados mais de R$ 150 milhões. A empresa projeta que, com a nova unidade, haja redução de custos e ganhos de produtividade. A Le CanarD, uma rede catarinense com três hotéis, prepara a ampliação da unidade de Joinville, que atualmente conta com 75 apartamentos. A intenção é construir mais 55 quartos. A área da saúde está em alta. Os planos de crescimento também preveem, no médio prazo, a instalação de uma nova unidade no Estado. Locais estão sendo prospectados. O planejamento da Agemed, operadora de planos de saúde corporativos, prevê a construção de um hospital na zona Leste de Joinville, onde serão aplicados entre R$ 70 e R$ 80 milhões. A expectativa é de que o empreendimento fique pronto até A Fundação Pró-Rim discute parcerias com construtoras para viabilizar a implantação de um hospital, que também está previsto para ser instalado na zona Leste de Joinville. Oportunidades Para as empresas da região, o momento é de aumentar a rentabilidade dos negócios. Na Aeon Incorporadora, o principal objetivo é o de identificar estratégias de crescimento no longo prazo. Uma das alternativas encontradas foi a de investir em nichos específicos, como a construção de condomínios residenciais horizontais. Outra é o de intensificar os investimentos em hotelaria. Mesmo com o cenário econômico desafiador, A LFernando, que trabalha com assessoria imobiliária, em Blumenau, Florianópolis e Joinville, avalia que, com a realização de investimentos privados, a região poderá viver um boom demográfico, que terá impactos nos segmentos de construção civil e imobiliário. A Toyoville busca novos mercados para a montadora japonesa, uma das poucas a crescer em um mercado que vem se mostrando FABRIZIO MOTTA/ND

11 11 MAURO SCHLIECK/ND desaquecido. A Lifan Marin, quer difundir a marca da montadora chinesa no Norte do Estado. Na Adrimar, responsável por implantar o sistema de saneamento básico de Joinville, as atenções estão voltadas para a pavimentação. De um lado, a empresa mira na redução de custos, do outro, foca em um segmento em que há muitas oportunidades para crescer e é mais rentável. O grande desafio para 2015 da Mastergel Compósitos é o de se preparar para uma nova fase de expansão. Além da busca por novos parceiros, a ênfase será em ampliar a rentabilidade da empresa. O objetivo, no médio e longo prazos, é conquistar a liderança de mercado no Brasil. A Wilson Transportes, especializada em transporte rodoviário de cargas, está, constantemente, analisando os custos para dar mais rentabilidade ao empreendimento, que está há 40 anos no mercado. Encontrar oportunidades para as empresas de transporte de cargas se tornarem mais rentáveis é, justamente, um dos objetivos da fabricante de sistemas de gestão empresarial Softran. Há 20 anos no mercado, a empresa aposta no desenvolvimento de novas versões de seus produtos, para acesso por celulares e tablets. Neste cenário de busca por maior rentabilidade e custos menores, a Sensus está focando a atenção em ferramentas de gestão de armazenagem, manufatura e controle de desperdícios para ampliar a competitividade das empresas. Buscar alternativas para se expandir em um mercado que está cada vez mais concorrido é o principal desafio para a Vanessa Modas, uma rede de lojas de roupas com cinco unidades em Joinville. A receita para encontrar novos negócios, segundo Tereza Teixeira Teza, dona do empreendimento, é muito trabalho: É preciso colocar a mão na massa. Não dá para ter medo do trabalho, nem de enfrentar as dificuldades. LEIA MAIS UniSociesc está investindo R$ 50 milhões na expansão de seus campi

12 12 Norsul, que planeja construir um terminal para movimentação de bobinas de aço. Já a Eco Automação, depois de implantar unidades em Criciúma e Goiânia (GO), aposta muito no mercado de SC. A empresa, que fornece soluções em automação industrial, vê o mercado catarinense como extremamente promissor. O principal motivo é que o Estado é um dos mais industrializados do Brasil. A Digsom, especializada em equipamentos voltados para a recuperação auditiva, procura novas oportunidades de negócio em Santa Catarina. Uma das estratégias é a incorporação de novas tecnologias, por meio de uma parceria com uma empresa suíça, ao leque de produtos vendidos. Para não depender tanto da venda de produtos tradicionais, como tijolos e telhas, a Telharte optou por diversificar a sua atuação. A empresa entrou nos segmento de iluminação. Para mostrar a nova vocação, foram investidos R$ 2 milhões na reforma da loja, que passou a incorporar um show-room. O empreendimento foi reinaugurado em novembro. A diversificação de produtos é uma das estratégias da Rôgga Empreendimentos, uma das construtoras que mais cresce no Brasil, segundo a Exame PME. A empresa, fundada em 2006, aposta na incorporação de práticas adotadas em outros segmentos para assegurar a rentabilidade: a análise criteriosa do desempenho dos negócios, por meio de um sistema de gestão empresarial e a adoção de praticas desenvolvidas por uma das mais prestigiadas consultorias corporativas do Brasil. A Plasforro, que fabrica forros em PVC, está diversificando a produção para atender à demanda das classes A e B. A empresa investiu na incorporação de tecnologias chinesa e russa que possibilitam o surgimento de novas linhas de estampas. O forro branco em PVC já virou commodity, diz José Roberto Machado, dono da empresa. Um olhar mais atento ao que o consumidor quer é a estratégia da Madville, fornecedora de insumos e matérias-primas para a fabricação de móveis sob medida. Segundo Victor Beduschi, um dos donos da empresa, só assim é possível identificar os nichos de mercado que estão em expansão. As transformações na demografia brasileira estão servindo de impulso para a ATR Sistemas de Refrigeração. O crescimento no número de famílias sem filhos e de mulheres no mercado de trabalho fez com que a empresa desenvolvesse sistemas de refrigeração focados na praticidade. Ela também está desenvolvendo linhas de produtos específicos para pequenos produtores rurais, que ganham condições para preparar, estocar e comercializar seus produtos.

13 13 Mão de obra FOTOS FABRIZIO MOTTA/ND Um dos maiores desafios das empresas do Norte do Estado é encontrar mão de obra especializada. Com os investimentos que o Norte do Estado está recebendo, a disputa fica mais acirrada. Atenta a esse cenário, a Assessoritec está diversificando sua atuação, implantando novas unidades e novos cursos. A Unisociesc está investindo R$ 50 milhões nos próximos cinco anos. Uma das prioridades é a remodelação do câmpus Boa Vista, o maior e o mais antigo da instituição. Até 2020, o campus deve estar totalmente remodelado, com a construção de mais quatro prédios. A prioridade da ACE, uma das mais antigas instituições particulares de ensino superior de Joinville, é qualificar ainda mais os cursos existentes. Estamos em uma era de grande transformação, diz Nélson Nemes, diretor acadêmico da instituição. Fundação Pró- Rim tem planos para construir um hospital na zona Leste de Joinville

14 Funcionários. Área de atuação Serviços de segurança, conservação, manutenção e limpeza industrial; recrutamento e seleção de mão de obra e corretora de seguros e planos médicoodontológicos. Endereço Rua Orestes Guimarães, Joinville. Site com.br 1991 Criação da Seguridade, focada em segurança Criação da Seguridade Serviços, para atuação nas áreas limpeza e manutenção. FOTOS FABRIZIO MOTTA/ND Os próximos passos da Seguridade Grupo enxerga grandes oportunidades de crescimento no Paraná, São Paulo e na prestação de serviços a bancos É preciso olhar sempre para a frente. A única alternativa que temos é crescer. Pedro Ambrosio, presidente do Grupo Seguridade Quem fica parado é poste. Uma adaptação deste ditado popular funciona como mantra para o empresário Pedro Ambrósio, do Grupo Seguridade. É preciso olhar sempre para a frente. A única alternativa que temos é crescer. Atuando com 11 filiais, distribuídas em Santa Catarina (oito), Paraná (uma), Rio Grande do Sul (uma) e São Paulo, o Grupo Seguridade planeja reforçar a atuação no Paraná. Atualmente, as operações estão restritas à apanha de frangos para uma agroindústria. O objetivo é o de atuar na terceirização de serviços como vigilância, limpeza, conservação e manutenção. A estratégia de expansão, que ainda não tem data determinada, já está definida: por meio de fechamento de um grande contrato. O grupo joinvilense está participando de algumas licitações. O procedimento é o mesmo adotado para entrar em São Paulo. Em 2010, foi fechada uma parceria com a multinacional americana Kimberley Clark, do segmento de utilidades domésticas. Atualmente, são mais de 150 funcionários naquele estado. O grupo também está investindo em tecnologia. O processo de apanha de aves está sendo automatiza Criação da Etese, para a formação de mão de obra para segurança O Grupo Seguridade conquista a certificação ISO 9001, por meio da Fundação Vanzolini, ligada à Universidade de São Paulo (USP).

15 15 do. A Seguridade está trazendo, da Dinamarca, a primeira máquina para ser utilizada neste processo. Para recolher 22 mil frangos por dia, precisam-se de 16 trabalhadores. Com o novo equipamento serão necessárias quatro pessoas para apanhar aves por hora. A Seguridade pretende expandir sua atuação em São Paulo. O objetivo é reforçar os canais de venda para poder ampliar a abrangência dos serviços oferecidos pelo grupo joinvilense. Quem trabalha lá só tem uma alternativa: continuar a crescer. Não é à toa que é locomotiva do Brasil, destaca. A empresa também projeta crescimento em outras áreas. Uma delas é a expansão de serviços na área de segurança bancária. Um dos principais clientes é o Bradesco. Ambrósio está negociando com outras instituições financeiras. A mira está voltada para o mercado nordestino. É uma área extremamente promissora e com grandes necessidades. As oportunidades também estão no quintal de casa. A expectativa de a região Norte do Estado receber mais de R$ 2,6 bilhões nos próximos quatro anos, segundo levantamento feito pela área de pesquisa econômica do Bradesco, anima o empresário: vão chegar novas empresas e surgirão novos mercados. Capacitação profissionais; aperfeiçoamento pessoal, tático e operacional, coordenação e supervisão em segurança privada, manutenção de armas, defesa pessoal, prevenção e combate a incêndio; extensão em transporte de valores, armamentos não letais, segurança pessoal privada, escolta armada, grandes eventos e reciclagens em transporte de valores. As raízes As raízes da Seguridade estão no grande processo de transformação do ambiente corporativo brasileiro no início dos anos 90. A economia brasileira enfrentava a hiperinflação e baixas taxas de crescimento. Entre 1990 e 1994, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), os preços aumentaram, em média, 1.227% ao ano e o produto interno bruto se expandiu 1,3% ao ano. O presidente Fernando Collor de Mello abriu a economia brasileira ao exterior. Para se manterem competitivas, as empresas começaram a cortar custos. Uma das alternativas Crescimento de novos mercados Concorrência Mão de obra foi terceirizar as atividades que não eram fim, como a segurança, a limpeza e a manutenção. A pioneira foi a fabricante de celulose gaúcha Riocell. Isto exigiu uma profunda transformação na legislação trabalhista brasileira, lembra Pedro Ambrósio. Em 1991, quando era assessor da diretoria da Tigre, foi convidado pelo então presidente da empresa, Cau Hansen, a assumir a área de segurança. Ele começou com 96 funcionários e um contrato de exclusividade de três meses com a empresa. Quase que imediatamente, a Seguridade começou a entrar em novos mercados. Hoje, são mais de funcionários e 400 clientes. Uma das principais preocupações do Grupo Seguridade é em relação à mão de obra. Desde 1995, é mantida a Etese, uma unidade voltada para a capacitação. Mensalmente, entre 250 e 300 alunos passam por treinamento e reciclagem. A escola oferece cursos de formação para vigilantes e bombeiros Mensalmente, entre 250 e 300 pessoas realizam treinamentos na Etese 1999 A Etese conquista a certificação ISO O grupo abre a Seguridade RH, focada em recrutamento e seleção de pessoal, serviços temporários e avaliação psicológica Entra no mercado do RS Entra no mercado de SP O Grupo Seguridade abre a Volare, que atua como corretora de seguros, planos de saúde médica e dental e gestão de benefícios.

16 16 FOTOS FABRIZIO MOTTA/ND 75 Funcionários (diretos e indiretos). Área de atuação Reabilitação auditiva. Endereço Rua Anita Garibaldi, 164 Joinville. Pesquisas médicas e novas tecnologias impõem, com frequência, desafios para Nildo Duarte, do Grupo Digsom Site Sons amplificados Especializada em aparelhos auditivos, a Digsom busca oportunidades para expandir sua atuação em Santa Catarina Os desafios começaram bem cedo para o florianopolitano Nildo Duarte. A família era bem grande: seus pais tiveram 13 filhos. Ele era o do meio. O sonho, na infância, era seguir a carreira religiosa ou na área de saúde. O grande objetivo era o de ajudar o próximo. O primeiro, não conseguiu realizar: casou-se muito cedo, aos 20 anos. O segundo se concretizou quando começou a trabalhar como auxiliar de enfermagem em hospitais de Florianópolis e ganhou mais força a partir da formatura em fonoaudiologia na Univali (Universidade do Vale do Itajaí). Duarte foi o primeiro membro da família a ter um diploma de curso superior. Ele explica o que o levou a fazer fonoaudiologia: A comunicação tem um papel importante na vida das pessoas. A falta de visão te afasta dos objetos. A de audição te isola. Em 1991, começou a trabalhar com adaptação de aparelhos auditivos. Dois anos depois, trocou a capital catarinense por Joinville. Naquela época, a cidade já era um mercado bem promissor. As pessoas iam fazer tratamento de reabilitação auditiva em Florianópolis, Curitiba ou São Paulo. O começo da Digsom foi em um pequeno escritório de 20 metros quadrados, na avenida Getúlio Vargas. Para conseguir os primeiros clientes, bateu de porta em porta e visitou médicos. Foi um trabalho de garimpagem, recorda. Passou a frequentar cursos e congressos no Brasil e no exterior Nildo Duarte começa a trabalhar com adaptação de aparelhos auditivos para pessoas com problemas de audição Fundação da Digsom Vê, em Joinville, um mercado extremamente promissor. Muda-se para a mais populosa cidade catarinense e se instala em um escritório de 20 metros quadrados na avenida Getúlio Vargas.

17 17 Para ter sucesso em um empreendimento é preciso encará-lo com paixão e determinação. Nildo Duarte, presidente do Grupo Digsom Além dos novos conhecimentos e das tecnologias, as experiências contribuíram para entender melhor as necessidades dos pacientes. Isto é um dos nossos grandes desafios. Ao mesmo tempo, os aparelhos precisam atender às necessidades dos pacientes, oferecer conforto e qualidade. Para crescer, Duarte optou pela diversificação. Inicialmente, ele tinha a visão de vendedor, depois, gradualmente, a foi complementando. Em 1997, criou o primeiro laboratório e passou a atuar na área de assistência técnica. Sete anos depois, entrou no segmento de acompanhamento clínico, realizando exames específicos. Novo salto foi dado em 2005, quando estabeleceu um acordo com um dos maiores fabricantes mundiais de equipamentos auditivos, a suíça Phonak. A medida possibilitou ampliar a atuação para todo o Estado. Atualmente, são oito clínicas próprias e 20 parceiros em Santa Catarina. Mais produtos foram incorporados ao leque da Digsom. Hoje, a pessoa acaba esquecendo que tem problemas auditivos, diz o empresário. Segundo ele, a evolução dos aparelhos, nos últimos 20 anos foi muito grande. Atualmente, são menores, invisíveis e automáticos. Também incorporam mais tecnologia. Um chip interno permite que médicos e fonoaudiólogos possam ter acesso às informações clínicas do usuário. Soluções de conectividade permitem que os equipamentos se liguem, por meio do bluetooth, a celulares, computadores, TVs... Oceano Azul Um dos livros de cabeceira do empresário é A Estratégia do Oceano Azul, dos professores W. Chan Kim e Renée Mauborgne. É a partir desta leitura, que está delineando o futuro da Digsom. O foco da expansão, segundo ele, não pode ser limitado pela conjuntura política e econômica. Duarte ressalta que os desafios do empreendedor são muito grandes. E, para ter sucesso, é preciso encará-los com paixão e determinação. Os maiores são a necessidade de constante aperfeiçoamento e o desenvolvimento gerencial. As mudanças no mercado em que a Digsom atua são muito grandes: há frequentes lançamentos de produtos, a todo momento surgem novas pesquisas. Na área gerencial, dois aspectos importantes são a carência de mão de obra especializada e as frequentes Aperfeiçoamento Aparelhos auditivos passaram por grande evolução nos últimos 20 anos Desenvolvimento gerencial Manter a empresa na mesma direção mudanças nas questões tributárias. Segundo Duarte, o mercado também está mais competitivo. O paciente tem mais conhecimento e já vem com uma ideia do que quer. Diante das mudanças crescentes, ele afirma que o pior que um empresário pode fazer é se acomodar. O que ele fazia de bom ontem, não pode ser o ideal para hoje. O empreendedor destaca que é preciso estar se modernizando diariamente, ou seja, sair do vício do dia a dia A Digsom implanta o primeiro laboratório e começa a atuar na área de assistência técnica A Digsom passa a realizar acompanhamentos clínicos Faz parceria com a empresa suíça Phonak, uma das maiores fabricantes mundiais de equipamentos auditivos, passando a representá-la em Santa Catarina Inaugura a nova sede da empresa, na rua Anita Garibaldi.

18 Funcionários diretos e indiretos. FOTOS FABRIZIO MOTTA/ND Temos de estar, continuamente, revendo custos. Não se deve priorizar só o volume, mas também a rentabilidade. Área de atuação Transporte de cargas. Wilson Steingräber Jr., diretor da Wilson Steingräber Transportes. Endereço Rua Dona Francisca, Joinville. Site www. wilsontransportes. com.br Final dos anos 50 A família Steingräber começa a se dedicar ao transporte de cargas, puxando geladeiras para a Consul. Um dos primeiros caminhões de Adolfo Steingräber e seu filho Wilson foi um FNM. Outro filho de Adolfo e irmão de Wilson, Tito, também participou do início da empreitada. Histórias de família Completando 40 anos, a Wilson Steingräber Transportes segue uma tradição que já dura três gerações Transportes, caminhões, carga e logística correm nas veias dos Steingräber. A empresa da família, a Wilson Steingräber Transportes, fundada há 40 anos, está na segunda geração. E com muita história a contar pelo diretor, Wilson Steingräber Jr., que estudou computação na UFSC e na Udesc. Na faculdade, viu que seu caminho não era formado por bits e bytes, mas pelos quilômetros percorridos pelos caminhões. Tinha nada a ver com a computação. Formei-me, mas apro- veitei a oportunidade para cursar disciplinas ligadas à administração. A Wilson Steingräber Transportes foi fundada em 1974, mas tinha uma longa tradição. No início dos anos 60, o pai de Wilson Jr., Wilson Steingräber, e o avô, Adolfo Steingräber, trabalhavam com cargas prestando serviços para a Consul (hoje Whirlpool). Wilson viajava e Adolfo cuidava da parte financeira. Ele pagava os papagaios (rolava os empréstimos) referentes à compra da frota. Wilson Jr. lembra que muitas vezes o pai dizia que tinha um caminhão e devia outros três. Dona Lica, a avó, tinha um que de desconfiança em relação à vida de caminhoneiro. Nos anos 60, o Itaum não era um bairro populoso. Wilson estava negociando um empréstimo no Itaú para ampliar a frota. Quando o banco deu o aval, dona Lica foi informada e disparou: O negócio é tão bom, tão bom, que vocês pegam dinheiro emprestado com o pessoal do Itaum. A primeira sede da empresa foi a casa de Adolfo Steingräber, na rua Esperanto, perto da Maternidade Darcy Vargas. Até meados dos anos 80, era comum receber encomendas de pneus e lonas da antiga HM, na rua Rio Grande do Sul, onde morava 1974 Wilson Steingräber constitui a Wilson Transportes. Inicialmente, a empresa funcionava no antigo prédio do RH da Consul A Wilson Transportes muda-se para a atual sede, na rua Dona Francisca Formado em computação, Wilson Steingräber Jr. começa a trabalhar com o pai na Wilson Transportes.

19 19 a família de Wilson Steingräber. Naquela época, a empresa estava instalada em uma acanhada meia-água na rua Dona Francisca, onde funcionou a área de recursos humanos da Consul. Em 1985, a Wilson Transportes inaugurou a sede atual no Distrito Industrial, na rua Dona Francisca. A mãe de Wilson Jr., Arlene Steingräber, teve participação ativa na vida da empresa. Volta e meia acompanhava o marido nas longas viagens. Era responsável por datilografar os conhecimentos das cargas e acompanhava, bem de perto, a situação financeira da família. Como chefe do lar, ela fazia as compras do mês. O mesmo talão de cheques era usado para pagar as despesas da empresa e da família. Ao preencher uma folha no mercado, percebeu que o anterior tinha sido para pagar bolo. Era um valor bem grande, deve dar uns R$ de hoje, ri Wilson Steingräber Jr. O pai dele teve de se explicar para a esposa. O gasto não fora feito em uma padaria ou confeitaria, mas sim para pagar um motorista da empresa, que tinha o apelido de Bolo. Ele se chamava Claudionor. Quarenta anos após a fundação, Arlene tem papel ativo na vida da transportadora. Pelo menos uma vez por semana está na sede, no Distrito Industrial, onde confere minuciosamente os resultados da empresa. A filha Cristina, irmã de Wilson Jr., participa do conselho da Wilson Transportes. Além da família, a Whirlpool é uma importante parceira. A Wilson Transportes é um dos mais antigos fornecedores de serviços da multinacional americana. O foco é levar os equipamentos produzidos em Joinville para o Sul e o Sudeste. Na volta, traz todo tipo de material para a região. Nova geração Relação com os clientes Sucessão empresarial Integração setorial Wilson Steingräber Jr. acompanhava o dia a dia da empresa desde que se formou, em Quatro anos depois, com a prematura e súbita perda do fundador Wilson Steingräber, aos 51 anos, assumiu o comando da empresa. A partir de 1997, cavalos mecânicos pesados com baús de alumínio substituíram as carretas graneleiras e os cavalos mecânicos de menor porte. A transição foi agitada. O Brasil não vivia um bom momento. A pressão contra o real era muito grande, principalmente após crises na Rússia, Tailândia e Coreia do Sul. Naquela época, muita gente pegava empréstimos corrigidos pelo dólar. Para segurar o câmbio, a equipe econômica aumentava os juros. Segundo o BC (Banco Central), o custo do dinheiro para a compra de bens pelas pessoas jurídicas saltou de 45,67% ao ano, em setembro de 1997, para 73,91% ao ano, em fevereiro de 1999, logo após a desvalorização do real. Não fomos pegos no contrapé. Os empréstimos baseados em dólar foram quitados antes, diz Wilson Jr. A tecnologia começou a ser usada com mais vigor a partir do início do século 21. Se antes era complicado saber onde estava a carga, hoje foi facilitado com o uso de recursos como radiocomunicadores e GPS. O que surgiu como instrumento de segurança tornou-se um mecanismo para agilizar os negócios. Conhecemos melhor a necessidade dos clientes, explica. A receita para seguir adiante a história da Wilson Transportes está na ponta da língua. Temos de estar, continuamente, revendo custos. Segundo ele, não se deve priorizar apenas o volume, mas também a rentabilidade. É nosso grande desafio. O futuro também passa pela valorização da mão de obra. Não é difícil, na Wilson Transportes, encontrar funcionários que ajudaram a fazer a história. A empresa se orgulha de ter colaboradores que estão há décadas, como o Sigmar, a Fabiane, o Ives, o Volnei e os irmãos André, Pedro e Valdir Cardoso. ARQUIVO PESSOAL Arlene e Wilson Steingräber (em pé), durante viagem ao Nordeste, em Com o prematuro falecimento do pai, Wilson Steingräber Jr. assume o comando da Wilson Transportes Para atender às necessidades da Multibrás (hoje Whirlpool), a Wilson Transportes reestrutura a frota, priorizando veículos de maior porte com baús de alumínio. Anos 2000 Investe fortemente em tecnologia, para assegurar segurança e confiabilidade a seus clientes Participa ativamente do projeto de desenvolvimento Cidade dos Transportes, um complexo logístico previsto para ser instalado em Garuva.

20

Conheça a trajetória da empresa no Brasil através desta entrevista com o Vice- Presidente, Li Xiaotao.

Conheça a trajetória da empresa no Brasil através desta entrevista com o Vice- Presidente, Li Xiaotao. QUEM É A HUAWEI A Huawei atua no Brasil, desde 1999, através de parcerias estabelecidas com as principais operadoras de telefonia móvel e fixa no país e é líder no mercado de banda larga fixa e móvel.

Leia mais

A LOCAMERICA SEMINOVOS

A LOCAMERICA SEMINOVOS A LOCAMERICA A Locamerica é uma companhia especializada em locação de frotas customizadas para empresas. Desde 13 no mercado, a locadora ocupa o segundo lugar no ranking das maiores do setor em número

Leia mais

harretes, cavalos e bondes com tração animal dominavam as ruas de São Paulo e Rio de Janeiro em 1910, quando surgiram Muitos dos agentes importadores

harretes, cavalos e bondes com tração animal dominavam as ruas de São Paulo e Rio de Janeiro em 1910, quando surgiram Muitos dos agentes importadores Concessionários O setor se expandiu a partir dos anos 50, em resposta ao início da produção automobilística no Brasil. 80 harretes, cavalos e bondes com tração animal dominavam as ruas de São Paulo e Rio

Leia mais

Segundo Helen Deresky, (2004, p. 55), as alianças estratégicas não acionárias ocorrem:

Segundo Helen Deresky, (2004, p. 55), as alianças estratégicas não acionárias ocorrem: O modelo supply chain As empresas de hoje atuam segundo algumas correntes, ou modelos econômicos. Dentre estes se pode citar a cadeia de suprimentos ou supply chain, modelo das grandes corporações, e a

Leia mais

Capítulo 18 - Distribuição

Capítulo 18 - Distribuição Capítulo 18 - Distribuição A escolha dos canais de distribuição é provavelmente a decisão mais complexa em marketing internacional. Em alguns mercados, o que prevalece é a concentração de grandes hipermercados

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

A costa da África pode ser um foco da indústria no futuro próximo;

A costa da África pode ser um foco da indústria no futuro próximo; Fleury Pissaia * Entre 2011 e 2015, investimento previsto no setor industrial é de R$ 600 bilhões. Desse montante, indústria do petróleo representa 62%. No mesmo período, R$ 750 bilhões serão alocados

Leia mais

Como participar pequenos negócios Os parceiros O consumidor

Como participar pequenos negócios Os parceiros O consumidor Movimento incentiva a escolha pelos pequenos negócios na hora da compra A iniciativa visa conscientizar o consumidor que comprar dos pequenos é um ato de cidadania que contribui para gerar mais empregos,

Leia mais

Metroflex Telecom Brasil Internet Brasweb AMBIENTAÇÃO DE NOVOS COLABORADORES PARTE I

Metroflex Telecom Brasil Internet Brasweb AMBIENTAÇÃO DE NOVOS COLABORADORES PARTE I Metroflex Telecom Brasil Internet Brasweb AMBIENTAÇÃO DE NOVOS COLABORADORES PARTE I A Brasweb Internet foi criada em 1997, o surgimento da empresa aconteceu após um de seus sócios (Fernando Almeida) sofrer

Leia mais

A rede de franquias nº 1 em produtividade do mundo

A rede de franquias nº 1 em produtividade do mundo FRANQUIA A rede de franquias nº 1 em produtividade do mundo A rede de franquia com maior volume de vendas nos EUA. (Real Trends 500 2011) Primeiro sistema de franquias imobiliárias da América do Norte

Leia mais

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO L2 0 0 6 R E L AT Ó R I O A N U A EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO Prêmio de Seguros Participação no Mercado (em %) Mercado 74,2% Fonte: Susep e ANS Base: Nov/2006 Bradesco 25,8%

Leia mais

R$ 281 milhões de ebitda 52

R$ 281 milhões de ebitda 52 R$ 281 milhões de ebitda 52 Líder e pioneira em seu mercado, a Ultragaz evoluiu em 2009 na implementação de programas de eficiência operacional destinados ao mercado domiciliar, o UltraLevel, e ao mercado

Leia mais

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 3 } 1. INTRODUÇÃO: PARQUE TECNOLÓGICO CAPITAL DIGITAL - PTCD Principal polo de desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação do Distrito Federal, o PTCD

Leia mais

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Brasília, 02 de janeiro de 2015. Ministra Miriam Belchior, demais autoridades, parentes e amigos aqui presentes.

Leia mais

Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento

Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento Sumário XXI EDIÇÃO DO CONGRESSO FENABRAVE TERMINA COM PREVISÃO OTIMISTA PARA

Leia mais

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Exportações de açúcar da empresa devem aumentar 86% na safra 2009/2010 A Copersucar completa

Leia mais

Mensagem do presidente

Mensagem do presidente Mensagem do presidente A giroflex-forma está em um novo momento. Renovada, focada em resultados e nas pessoas, ágil e mais competitiva no mercado de assentos e de mobiliário corporativo. Representando

Leia mais

PROJETO INTERNACIONAL

PROJETO INTERNACIONAL PROJETO INTERNACIONAL EM 10 PASSOS Ubirajara Marques Direitos: Todos os direitos reservados para Center Group International Duração: 1 hora Apresentação: Linguagem simples, para micros e médios empresários

Leia mais

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis usados, além do crescimento de renda da população e

Leia mais

O que as empresas e profissionais devem fazer na crise!

O que as empresas e profissionais devem fazer na crise! O que as empresas e profissionais devem fazer na crise! Temos visto e vivido no Brasil um constante cenário de lamentações, reclamações, busca de culpados, busca de responsáveis e bodes expiatórios para

Leia mais

TRANSFORMANDO OPORTUNIDADES EM RESULTADOS:

TRANSFORMANDO OPORTUNIDADES EM RESULTADOS: TRANSFORMANDO OPORTUNIDADES EM RESULTADOS: O Médio Vale do Itajaí é uma das regiões mais desenvolvidas de SC. Um fator primordial para esse potencial econômico é a sua tradição industrial, que faz com

Leia mais

RÁDIO E TV TÉCNICO EM ATUAÇÃO NO MERCADO

RÁDIO E TV TÉCNICO EM ATUAÇÃO NO MERCADO O CEET - Centro Estadual de Educação Técnica Vasco Coutinho é uma Instituição de Ensino criada e mantida pelo Governo do Estado do Espírito Santo e transferido através da lei n 9.971/12, para Secretaria

Leia mais

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04 Práticas de Gestão Editorial Geovanne. 02 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) Como faço isso? Acesse online: 03 e 04 www. No inicio da década de 90 os

Leia mais

CASE PRÊMIO ANSP 2005

CASE PRÊMIO ANSP 2005 CASE PRÊMIO ANSP 2005 1 BVP HAND: Mobilidade para fazer cotações através de dispositivos portáteis. Índice...2 Resumo Executivo...3 Clientes no Brasil...4 1. Sinopse...5 2. Problema...6 3. Solução...7

Leia mais

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio Plano de Negócios Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa Modelo de Planejamento prévio Fraiburgo, 2015 Plano de Negócios Um plano de negócios é uma descrição do negócio

Leia mais

IMAPCTOS DA CRISE ECONÔMICA NAS EMPRESAS DE GUARAPUAVA

IMAPCTOS DA CRISE ECONÔMICA NAS EMPRESAS DE GUARAPUAVA IMAPCTOS DA CRISE ECONÔMICA NAS EMPRESAS DE GUARAPUAVA Uilson Jose Nepchji eliziane.uilson@gmail.com Pedro Anotonio Laurentino Valdemir Monteiro Sandra Mara Matuik Mattos Professora do Curso Ciências Econômicas/

Leia mais

Direcional Engenharia S.A.

Direcional Engenharia S.A. 1 Direcional Engenharia S.A. Relatório da Administração Exercício encerrado em 31 / 12 / 2007 Para a Direcional Engenharia S.A., o ano de 2007 foi marcado por recordes e fortes mudanças: registramos marcas

Leia mais

Máquinas e Equipamentos de Qualidade

Máquinas e Equipamentos de Qualidade Máquinas e Equipamentos de Qualidade 83 A indústria brasileira de máquinas e equipamentos caracteriza-se pelo constante investimento no desenvolvimento tecnológico. A capacidade competitiva e o faturamento

Leia mais

EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012

EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012 EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012 PROCEDIMENTOS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PROJETOS EMPRESARIAIS INOVADORES PARA INGRESSO E PARTICIPAÇÃO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ IESJ. A INCUBADORA

Leia mais

Conheça a MRV Engenharia

Conheça a MRV Engenharia Conheça a MRV Engenharia MRV em Números Ficha técnica MRV Engenharia Número de empregados nas obras (média 2014)...23.704 Vendas Contratadas (R$ milhões) (2014)...R$ 6.005 Receita liquida (R$ milhões)

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ JOVEM APRENDIZ Eu não conhecia nada dessa parte administrativa de uma empresa. Descobri que é isso que eu quero fazer da minha vida! Douglas da Silva Serra, 19 anos - aprendiz Empresa: Sinal Quando Douglas

Leia mais

EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ

EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ O presente edital regulamenta o processo de recrutamento, seleção e ingresso de projetos empresariais na Incubadora

Leia mais

CONTACT CENTER. Serviços Especializados e Profissionalização do Mercado no Brasil

CONTACT CENTER. Serviços Especializados e Profissionalização do Mercado no Brasil CONTACT CENTER Serviços Especializados e Profissionalização do Mercado no Brasil Cenário Nos últimos dez anos, o desenvolvimento das tecnologias de informação permitiu um forte crescimento do setor de

Leia mais

A Lição de Lynch. O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros

A Lição de Lynch. O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros A Lição de Lynch O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros Por Laura Somoggi, de Marblehead (EUA) É muito provável que o nome Peter Lynch não lhe seja familiar. Ele

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA Autor: Jeferson Correia dos Santos ARTIGO TÉCNICO INOVAÇÃO NA GESTÃO DE PÓS-VENDAS: SETOR AUTOMOTIVO RESUMO A palavra inovação tem sido atualmente umas das mais mencionadas

Leia mais

ANÁLISE DE COMPETITIVIDADE RAÇÕES

ANÁLISE DE COMPETITIVIDADE RAÇÕES ANÁLISE DE COMPETITIVIDADE RAÇÕES Agosto/15 Análise de Competitividade Rações Resumo da Cadeia de Valores Painel de Indicadores de Monitoramento da Competitividade Setorial Percepção empresarial da competitividade

Leia mais

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo Projeto Amplitude Plano de Ação 2015 P r o j e t o A m p l i t u d e R u a C a p i t ã o C a v a l c a n t i, 1 4 7 V i l a M a r i a n a S ã o P a u l o 11 4304-9906 w w w. p r o j e t o a m p l i t u

Leia mais

VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA

VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA ABRAMGE-RS Dr. Francisco Santa Helena Presidente da ABRAMGE-RS Sistema ABRAMGE 3.36 milhões de internações; 281.1 milhões de exames e procedimentos ambulatoriais; 16.8

Leia mais

Northern Telecom Ltd (Nortel). Isto devido ao seu atraso na substituição da tecnologia analógica pela digital.

Northern Telecom Ltd (Nortel). Isto devido ao seu atraso na substituição da tecnologia analógica pela digital. MOTOROLA A empresa alcançou um faturamento global da ordem de US$ $37.6 bilhões em 2000. É líder mundial em sistemas e serviços eletrônicos avançados. Atuando de maneira globalizada em 45 países, mais

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas no Canadá Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios De acordo com a nomenclatura usada pelo Ministério da Indústria do Canadá, o porte

Leia mais

Opção. sites. A tua melhor opção!

Opção. sites. A tua melhor opção! Opção A tua melhor opção! Queremos te apresentar um negócio que vai te conduzir ao sucesso!!! O MUNDO... MUDOU! Todos sabemos que a internet tem ocupado um lugar relevante na vida das pessoas, e conseqüentemente,

Leia mais

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico CUSTOMER SUCCESS STORY Abril 2014 Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico PERFIL DO CLIENTE Indústria: Mídia Companhia: Valor Econômico Funcionários:

Leia mais

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO.

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Workshop para empreendedores e empresários do Paranoá DF. SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Dias 06 e 13 de Dezembro Hotel Bela Vista Paranoá Das 08:00 às 18:00 horas Finanças: Aprenda a controlar

Leia mais

Liderança e Motivação para Construtoras, Incorporadoras, Escritórios de Arquitetura e Imobiliárias

Liderança e Motivação para Construtoras, Incorporadoras, Escritórios de Arquitetura e Imobiliárias Liderança e Motivação para Construtoras, Incorporadoras, Escritórios de Arquitetura e Imobiliárias Antes de tudo como sugestão aos donos de construtoras, incorporadoras, imobiliárias e escritórios de arquitetura

Leia mais

29/05/2012 13h37 - Atualizado em 30/05/2012 16h54

29/05/2012 13h37 - Atualizado em 30/05/2012 16h54 29/05/2012 13h37 - Atualizado em 30/05/2012 16h54 Empresa de cadeiras recruta talentos para superar concorrência chinesa Giroflex-Forma eleva produtividade em 30% com gestão e terceirização. Companhia

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2012

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2012 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2012 O RISCO DOS DISTRATOS O impacto dos distratos no atual panorama do mercado imobiliário José Eduardo Rodrigues Varandas Júnior

Leia mais

Excelência. locações e transporte Ltda. www.excelenciaguindastes.com.br

Excelência. locações e transporte Ltda. www.excelenciaguindastes.com.br www.excelenciaguindastes.com.br A Guindastes e uma empresa de Goiânia Goiás QUEM SOMOS que presta serviço em todo território nacional no segmento de Locação de Guindastes, Locação de Munck, Grupo Geradores,

Leia mais

EZO Soluções Interativas

EZO Soluções Interativas EZO Soluções Interativas 01. Conceito sobre a EZO A EZO Soluções Interativas surgiu no ano de 2006 com o foco no desenvolvimento de soluções e tecnologias que aproximassem as pessoas. Em 08 anos conseguimos

Leia mais

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade PGQP Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade visão das lideranças A Excelência de qualquer organização depende da sinergia entre três fatores:

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 11 Pronunciamento sobre a questão

Leia mais

A P R E S E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L

A P R E S E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L A P R E S E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L A EMPRESA Há mais de 30 anos no mercado, a Betha Espaço se consolidou como uma das maiores imobiliárias do Espírito Santo. Líder em Locação no estado, apresenta

Leia mais

Lições para o crescimento econômico adotadas em outros países

Lições para o crescimento econômico adotadas em outros países Para o Boletim Econômico Edição nº 45 outubro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Lições para o crescimento econômico adotadas em outros países 1 Ainda que não haja receita

Leia mais

Imagem Corporativa Marta Telles marta.telles@imagemcorporativa.com.br Tel: (11) 3526-4508. Márcia Avruch marcia.avruch@br.pwc.com Tel.

Imagem Corporativa Marta Telles marta.telles@imagemcorporativa.com.br Tel: (11) 3526-4508. Márcia Avruch marcia.avruch@br.pwc.com Tel. Press Release Date 1º de outubro de 2013 Contato Imagem Corporativa Marta Telles marta.telles@imagemcorporativa.com.br Tel: (11) 3526-4508 Márcia Avruch marcia.avruch@br.pwc.com Tel. (11) 3674-3760 Pages

Leia mais

Ele vai bater à sua porta

Ele vai bater à sua porta Ele vai bater à sua porta Sob o comando de Arthur Grynbaum, o Boticário entra no mercado de vendas diretas - e se aproxima de concorrentes como Avon e Natura http://portalexame.abril.com.br/revista/exame/edicoes/0968/negocios/ele-vai-bater-suaporta-558119.html

Leia mais

midiakit2012 A cadeia da construção merece uma revista de grande visibilidade

midiakit2012 A cadeia da construção merece uma revista de grande visibilidade construção, infraestrutura e sustentabilidade midiakit2012 A cadeia da construção merece uma revista de grande visibilidade www.grandesconstruções.com.br conjunto de mídias que funcionam Revista proposta

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico Análise externa Roberto César 1 A análise externa tem por finalidade estudar a relação existente entre a empresa e seu ambiente em termos de oportunidades e ameaças, bem como a

Leia mais

COMO ENFRENTAR A INADIMPLÊNCIA NO SEGMENTO EDUCACIONAL SEGUNDO ESPECIALISTAS DA ACERPLAN

COMO ENFRENTAR A INADIMPLÊNCIA NO SEGMENTO EDUCACIONAL SEGUNDO ESPECIALISTAS DA ACERPLAN COMO ENFRENTAR A INADIMPLÊNCIA NO SEGMENTO EDUCACIONAL SEGUNDO ESPECIALISTAS DA ACERPLAN - Treinar e capacitar os profissionais que cobram e atendem inadimplentes nas escolas; - Cadastrar os inadimplentes

Leia mais

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR...o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff Julho/2014 0 APRESENTAÇÃO Se fôssemos traduzir o Plano de Governo 2015-2018

Leia mais

Visão Estratégica de Longo Prazo.

Visão Estratégica de Longo Prazo. Visão Estratégica de Longo Prazo. João Pessoa PB. Outubro de 2013 O MERCADO COMUM DO NORDESTE Adm. José Queiroz de Oliveira ESPECIALISTA PREVÊ SECAS MAIS INTENSAS E LONGAS NO NORDESTE. SE O HOMEM NORDESTINO

Leia mais

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo.

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo. 1 MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo Maio/ 2014 Metodologia 2 Metodologia 3 Técnica Pesquisa quantitativa,

Leia mais

O processo de abertura comercial da China: impactos e perspectivas

O processo de abertura comercial da China: impactos e perspectivas O processo de abertura comercial da China: impactos e perspectivas Análise Economia e Comércio / Desenvolvimento Carolina Dantas Nogueira 20 de abril de 2006 O processo de abertura comercial da China:

Leia mais

Vestuário. Potencial de consumo do Norte catarinense. Relatório de Inteligência Analítico - dezembro 2012

Vestuário. Potencial de consumo do Norte catarinense. Relatório de Inteligência Analítico - dezembro 2012 Vestuário Potencial de consumo do Norte catarinense Relatório de Inteligência Analítico - dezembro 2012 Resumo Executivo As principais cidades em termos de consumo e populacionais da região Norte de são

Leia mais

VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários de qualidade.

VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários de qualidade. MISSÃO Oferecer serviços imobiliários de qualidade, gerando valor para os clientes, colaboradores, sociedade e acionistas. VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários

Leia mais

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Redesenhando a forma como empresas operam e envolvem seus clientes e colaboradores no mundo digital. Comece > Você pode construir de fato uma

Leia mais

PROGRAMA CATARINENSE DE INOVAÇÃO

PROGRAMA CATARINENSE DE INOVAÇÃO PROGRAMA CATARINENSE DE INOVAÇÃO PROGRAMA CATARINENSE DE INOVAÇÃO O Governo do Estado de Santa Catarina apresenta o Programa Catarinense de Inovação (PCI). O PCI promoverá ações que permitam ao Estado

Leia mais

O Mundo em 2030: Desafios para o Brasil

O Mundo em 2030: Desafios para o Brasil O Mundo em 2030: Desafios para o Brasil Davi Almeida e Rodrigo Ventura Macroplan - Prospectiva, Estratégia & Gestão Artigo Publicado em: Sidney Rezende Notícias - www.srzd.com Junho de 2007 Após duas décadas

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

Klabin eleva produtividade e eficiência operacional e financeira de fábricas com SAP MII

Klabin eleva produtividade e eficiência operacional e financeira de fábricas com SAP MII Klabin eleva produtividade e eficiência operacional e financeira de fábricas com SAP MII Com 16 fábricas no Brasil e uma na Argentina, a Klabin S.A. é a maior produtora e exportadora de papéis do Brasil.

Leia mais

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 1 Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 Entrevistador- Como o senhor vê a economia mundial e qual o posicionamento do Brasil, após quase um ano da quebra do

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER?

EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER? EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER? Anderson Katsumi Miyatake Emerson Oliveira de Almeida Rafaela Schauble Escobar Tellis Bruno Tardin Camila Braga INTRODUÇÃO O empreendedorismo é um tema bastante

Leia mais

Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras

Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras nº 342 outubro 2014 Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras Odebrecht 70 anos: projetos que contribuem para melhorar as opções de mobilidade urbana das comunidades Odebrecht Infraestrutura Brasil

Leia mais

Campus Cabo Frio. Projeto: Incubadora de Empresas criação de emprego e renda.

Campus Cabo Frio. Projeto: Incubadora de Empresas criação de emprego e renda. Campus Cabo Frio Trabalho de Microeconomia Prof.: Marco Antônio T 316 / ADM Grupo: Luiz Carlos Mattos de Azevedo - 032270070 Arildo Júnior - 032270186 Angélica Maurício - 032270410 Elias Sawan - 032270194

Leia mais

no Brasil O mapa da Acreditação A evolução da certificação no país, desafios e diferenças entre as principais

no Brasil O mapa da Acreditação A evolução da certificação no país, desafios e diferenças entre as principais O mapa da Acreditação no Brasil A evolução da certificação no país, desafios e diferenças entre as principais metodologias Thaís Martins shutterstock >> Panorama nacional Pesquisas da ONA (Organização

Leia mais

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br Corporativo Transformar dados em informações claras e objetivas que possibilitem às empresas tomarem decisões em direção ao sucesso. Com essa filosofia a Star Soft Indústria de Software e Soluções vem

Leia mais

FRANQUIA O BOTICÁRIO SÃO FRANCISCO DO SUL (SC) RELAÇÃO COM A COMUNIDADE

FRANQUIA O BOTICÁRIO SÃO FRANCISCO DO SUL (SC) RELAÇÃO COM A COMUNIDADE FRANQUIA O BOTICÁRIO SÃO FRANCISCO DO SUL (SC) RELAÇÃO COM A COMUNIDADE RESUMO A reconstituição e o resgate da memória do centro de histórico da cidade foi o audacioso trabalho que a franquia O Boticário

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

Perspectivas & Oportunidades do Mercado Segurador frente aos Novos Consumidores. Marco Antonio Rossi Presidente

Perspectivas & Oportunidades do Mercado Segurador frente aos Novos Consumidores. Marco Antonio Rossi Presidente Perspectivas & Oportunidades do Mercado Segurador frente aos Novos Consumidores Marco Antonio Rossi Presidente AGENDA I O Universo dos Novos Consumidores 2 O Mundo do Seguros 3- Perspectivas e Oportunidades

Leia mais

20 de dezembro de 2010. Perguntas e Respostas

20 de dezembro de 2010. Perguntas e Respostas Perguntas e Respostas Índice 1. Qual é a participação de mercado da ALL no mercado de contêineres? Quantos contêineres ela transporta por ano?... 4 2. Transportar por ferrovia não é mais barato do que

Leia mais

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os melhores resultados. 2 ÍNDICE SOBRE O SIENGE INTRODUÇÃO 01

Leia mais

Carta de Apresentação. Tudo o que você precisa saber sobre nós!

Carta de Apresentação. Tudo o que você precisa saber sobre nós! Carta de Apresentação Tudo o que você precisa saber sobre nós! 1 Sobre nós Fundada desde 2006, o Grupo Reviza adquiriu ao longo de todos esses anos, uma vasta experiência na área de prestação de serviços

Leia mais

Fundos de Investimento: inovando e aproximando poupadores e investidores

Fundos de Investimento: inovando e aproximando poupadores e investidores Fundos de Investimento: inovando e aproximando poupadores e investidores Fundos de Investimento: inovando e aproximando poupadores e investidores Prof. William Eid Junior Professor Titular Coordenador

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE TERCEIRIZAÇÃO - TST -

AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE TERCEIRIZAÇÃO - TST - AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE TERCEIRIZAÇÃO - TST - (4 e 5 de outubro de 2011) PROF. LÍVIO GIOSA PROF. LÍVIO GIOSA Administrador de Empresas com Pós Graduação em Business Administration pela New York University

Leia mais

Perspectivas para o desenvolvimento brasileiro e a indústria de commodities minerais

Perspectivas para o desenvolvimento brasileiro e a indústria de commodities minerais Perspectivas para o desenvolvimento brasileiro e a indústria de commodities minerais João Carlos Ferraz BNDES 31 de agosto de 2008 Guia Contexto macroeconômico Políticas públicas Perpectivas do investimento

Leia mais

Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques

Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques Nada é mais perigoso do que uma idéia, quando ela é a única que temos. (Alain Emile Chartier) Neste módulo, faremos, a partir

Leia mais

A REORIENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL BRASILEIRO IBGC 26/3/2015

A REORIENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL BRASILEIRO IBGC 26/3/2015 A REORIENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL BRASILEIRO IBGC 26/3/2015 1 A Situação Industrial A etapa muito negativa que a indústria brasileira está atravessando vem desde a crise mundial. A produção

Leia mais

Padrão exclusivo para sua empresa. nsanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar

Padrão exclusivo para sua empresa. nsanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar especial gestão Padrão exclusivo para sua empresa nsanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes. A frase consagrada de Albert Einstein não poderia ser mais clara: quer

Leia mais

Vantagens e Benefícios das parcerias internacionais

Vantagens e Benefícios das parcerias internacionais Vantagens e Benefícios das parcerias internacionais Nicola Minervini Santa Catarina, 02-05/12/2014 Sumario Desafios da empresa Ferramentas para a competitividade O porque das alianças Formas de alianças

Leia mais

O primeiro guia online de anúncios de Guarulhos a se tornar franquia nacional

O primeiro guia online de anúncios de Guarulhos a se tornar franquia nacional O primeiro guia online de anúncios de Guarulhos a se tornar franquia nacional O guia online Vitrine de Guarulhos é um dos produtos do Grupo Vitrine X3, lançado no dia 11/11/11 com o objetivo de promover

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO MEU SONHO MEU NEGÓCIO 1. APRESENTAÇÃO. alternativa de autoemprego e geração de renda para sobreviver.

REGULAMENTO CONCURSO MEU SONHO MEU NEGÓCIO 1. APRESENTAÇÃO. alternativa de autoemprego e geração de renda para sobreviver. CONCURSO MEU SONHO MEU NEGÓCIO PROJETO DE INCENTIVO AO PEQUENO NEGÓCIO 7ª EDIÇÃO, 2015 Realização: SEBRAE/SC e RICTV Record REGULAMENTO 1. APRESENTAÇÃO O concurso MEU SONHO MEU NEGÓCIO é um projeto realizado

Leia mais

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING 1 ÍNDICE 03 04 06 07 09 Introdução Menos custos e mais controle Operação customizada à necessidade da empresa Atendimento: o grande diferencial Conclusão Quando

Leia mais

CLIPPING Mídias de Primeiro Foco. Cliente: Fharos Data: 17/09/08 Veículo: DCI

CLIPPING Mídias de Primeiro Foco. Cliente: Fharos Data: 17/09/08 Veículo: DCI CLIPPING Mídias de Primeiro Foco Cliente: Fharos Data: 17/09/08 Veículo: DCI Cliente: Fharos Data: 10/09/08 Veículo: Executivos Financeiros 2 3 Cliente: Fharos Data: 12/09/08 Veículo: Canal Executivo 4

Leia mais

Lean na agroindústria: a transformação da indústria de café torrado e moído no Grupo 2 Irmãos

Lean na agroindústria: a transformação da indústria de café torrado e moído no Grupo 2 Irmãos Lean na agroindústria: a transformação da indústria de café torrado e moído no Grupo 2 Irmãos Julio César Paneguini Corrêa A filosofia lean não mais se restringe às empresas de manufatura. Muitos setores

Leia mais

CASO DE SUCESSO MICROWARE

CASO DE SUCESSO MICROWARE CASO DE SUCESSO MICROWARE CLIENTE: Jequiti Cosméticos SEGMENTO: Indústria JEQUITI INVESTE EM ESTRUTURA PRÓPRIA PARA GARANTIR MAIOR PROCESSAMENTO DE DADOS ÁREA DE ATUAÇÃO: Datacenter DEMANDA: Uma estrutura

Leia mais

Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012

Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012 Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a

Leia mais

FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO PARANÁ PESQUISA CONJUNTURAL DO COMÉRCIO PONTA GROSSA

FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO PARANÁ PESQUISA CONJUNTURAL DO COMÉRCIO PONTA GROSSA FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO PARANÁ PESQUISA CONJUNTURAL DO COMÉRCIO ANÁLISE CONJUNTURAL DO MÊS DE JANEIRO DE 2014 PONTA GROSSA Este relatório, referente ao mês de Janeiro de 2014, da Pesquisa Conjuntural

Leia mais

Orbitall. Autora: Carolina Fernandes Corrêa Leite. Orientadora: Profa. Ms. Ana Maria Santiago Jorge de Melo. Universidade Presbiteriana Mackenzie

Orbitall. Autora: Carolina Fernandes Corrêa Leite. Orientadora: Profa. Ms. Ana Maria Santiago Jorge de Melo. Universidade Presbiteriana Mackenzie Orbitall Autora: Carolina Fernandes Corrêa Leite Orientadora: Profa. Ms. Ana Maria Santiago Jorge de Melo Universidade Presbiteriana Mackenzie Introdução O setor de cartões de crédito tem crescido a taxas

Leia mais

Plano de Sustentabilidade da Unilever

Plano de Sustentabilidade da Unilever Unilever Plano de Sustentabilidade da Unilever Eixo temático Governança Principal objetivo da prática Para a Unilever, o crescimento sustentável e lucrativo requer os mais altos padrões de comportamento

Leia mais

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO A QGEP Participações iniciou o ano de 2011 com uma sólida posição financeira. Concluímos com sucesso a nossa oferta pública inicial de ações em fevereiro, com uma captação líquida

Leia mais