SmartFarmer

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "http://e-platform.smartfarmerproject.eu SmartFarmer"

Transcrição

1 SmartFarmer Melhorar competências para uma agricultura inteligente, através de uma ferramenta inovadora para o desenvolvimento rural e o crescimento económico LLP LdV TOI projeto CY1-LE Guia do Formando Abril 2015

2 LLP LdV TOI projeto CY1-LE SmartFarmer Melhorar competências para uma agricultura inteligente, através de uma ferramenta inovadora para o desenvolvimento rural e o crescimento económico Sessão de trabalho 3: Produto/Resultado: Adaptação do programa de formação Guia do Formando Versão: 1.2 Data: 21/04/2015 Tipo: Distribuição: Parceiro Responsável: Autor: Contribuidores: Material de suporte Parceiros de Projeto Agricultural Research Institute (Instituto de Investigação Agrícola) George Adamides e Andreas Stylianou Todos os parceiros de Projeto Aprovado por: Todos os parceiros de Projeto Data: 22/04/2015 Pág 1

3 Ficha de Identificação Projeto Nº Acrónimo do projeto Título do projeto CY1-LE SmartFarmer Melhorar competências para uma agricultura inteligente, através de uma ferramenta inovadora para o desenvolvimento rural e o crescimento económico Palavras-chave e-platform, guia do formando, formandos Sumário Este guia fornece uma visão geral do material de formação, incluindo a e-plataforma, desenvolvido no âmbito do projeto SmartFarmer TOI-Leonardo da Vinci. Aviso A informação contida nesta publicação vincula exclusivamente o autor, não sendo a Comissão responsável pela utilização que dela possa ser feita. Pág 2

4 Índice 1. INTRODUÇÃO E-PLATAFORMA - COMO UTILIZAR MÓDULOS E UNIDADES Módulo 1 Planeamento Estratégico e Marketing de agro-alimentos orgânicos "inteligentes" Unidade 1 Conceito e Princípios de Marketing... 9 Figura 9. Planeamento Estratégico e Marketing de agro-alimentos orgânicos inteligentes Unidade 2 Planeamento Empresarial Estratégico Unidade 3 Formular Estratégias e Planos de Gestão e de Marketing Módulo 2 - O Marketing Mix Unidade 4 - Produto Unidade 5 Preço Unidade 6 - Promoção / Instrumentos Promocionais Unidade 7 - Distribuição Unidade 8 Os 4Cs de Lauterborn Unidade 9 - Cooperação Módulo 3 Agricultura Biológica, Sistemas de Qualidade e Ecoagricultura Unidade 10: Política de qualidade de produtos agrícolas da U.E Unidade 11: Em direção à Ecoagricultura CONSÓRCIO DO PROJETO SMARTFARMER Pág 3

5 1. INTRODUÇÃO Este guia fornece uma visão geral do material de formação, incluindo a e-plataforma (http://eplatform.smartfarmerproject.eu/), desenvolvido no âmbito do projeto SmartFarmer TOI-Leonardo da Vinci. O Guia do formando é um instrumento útil nas mãos dos formandos, porquanto explica de forma detalhada os elementos essenciais apresentados nos módulos/unidades e disponibiliza uma visão da informação disponível para estudo posterior. Por esta razão, a redação do Guia está organizada em frases na segunda pessoa do plural (nós). A e-plataforma está disponível em cinco línguas: Inglês, Grego (Ελληνικά), Espanhol (Español), Letão (Latviski) e Português (Português). O grupo-alvo principal consiste em agricultores ou potenciais agricultores interessados na produção e marketing de superalimentos. A e-plataforma SmartFarmer, como se pode ver na Figura 1, pode ser encontrada na seguinte localização na Web: Figura 1. A página de boas-vindas na e-plataforma SmartFarmer Pág 4

6 2. E-PLATAFORMA - COMO UTILIZAR A e-plataforma está disponível em Inglês e nas línguas dos quatro parceiros de projeto: Grego, Letão, Espanhol e Português. Para selecionar a língua apropriada use a barra do idioma localizada no cimo da e-plataforma, como mostra a Figura 2 abaixo. O idioma selecionado aparece destacado a vermelho. Figura 2. Usar a Barra do idioma da e-platforma para selecionar o idioma do conteúdo. Pode entrar, usando as redes sociais disponíveis na e-plataforma (ilustrado na Figura 3). Pode usar, mais especificamente: ShareThis, Facebook, Twitter, LinkedIn, Google+ e . Figura 3. Redes Sociais Pág 5

7 Cada Módulo e Unidade são explicados, em seguida, na secção 3. Neste ponto, gostaríamos de lhe explicar como usar a e-plataforma SmartFarmer. Cada Módulo/Unidade tem um texto introdutório. Após o texto introdutório há um botão denominado Descarregar a unidade completa (Download the full unit). Quando carregar nesse botão, a Unidade completa aparece em formato PDF, como mostram as Figuras 4 e 5, respetivamente. Figura 4. Descrição da Unidade Figura 5. Unidade completa em formato PDF, descarregada da e-platforma Pág 6

8 Este Guia do Formando está disponível em formato eletrónico na e-plataforma, como se pode ver na Figura 6 abaixo. Figura 6. O Botão do Guia do Formando Se nos quiser contactar e partilhar quaisquer comentários ou sugestões sobre a e- plataforma pode usar o formulário Contacte-nos (Contact Us), disponível na e- plataforma. Pág 7

9 Figura 7. O botão Contacte-nos O formulário Contacte-nos (Contact Us) é mostrado na Figura 8. Todos os campos seguintes deverão ser preenchidos, antes de serem enviados: o seu nome (Name), endereço de , o assunto (Subject) e o texto da sua mensagem (Message). Quando selecionar o botão Submeter (Submit), o correio electrónico será enviado para o administrador da e-platforma. Figura 8. O Formulário Contacte-nos da e-platforma Pág 8

10 3. MÓDULOS E UNIDADES Os agro-alimentos (superalimentos) inteligentes têm um valor nutritivo muito elevado e caracterizam-se pela sua capacidade antioxidante e pelos seus benefícios para a saúde, de uma forma global. Este grupo de superalimentos é constituído por bagas goji, mirtilos, arónia (aronia melanocarpa), espinheiro (hippophae), spiroulina, aloé vera e muitos outros alimentos. No contexto do projeto SmartFarmer, espera-se que estes alimentos sejam cultivados com práticas amigas do ambiente e que forneçam benefícios económicos aos produtores de áreas menos favorecidas. O material de formação on-line é constituído por 3 módulos que disponibilizam informação básica sobre i) Planeamento Estratégico e Marketing de agro-alimentos inteligentes ; ii) Marketing Mix e iii) Agricultura Biológica, Sistemas de Qualidade e Eco-agricultura. O material de formação está organizado em 11 Unidades concisas. Cada Unidade inclui teoria, estudos de caso, exercícios práticos e fontes para leituras posteriores. Adicionalmente, a Unidade 5 inclui uma ferramenta útil para calcular preços de mercado. Do mesmo modo, a Unidade 11 inclui um guia de cultivo, simples e conciso, para superalimentos chave relacionados com o projeto. O material de formação SmartFarmer pode ser usado para aprendizagem individual, autoaprendizagem, ou como material de apoio em açoes de formação. Após a conclusão do programa de formação SmartFarmer ficará a conhecer os conceitos e princípios essenciais do marketing e aspetos básico de planeamento estratégico, e compreenderá como elaborar estratégias e planos de negócio e de marketing. Irá também adquirir conhecimentos sobre estratégias de marketing mix e terá condições para definir a melhor abordagem para o seu agro-negócio e atividades agrícolas. Também aprenderá sobre a política de qualidade de produtos agrícolas da U.E. e sobre os princípios, legislação e certificação da agricultura biológica. Finalmente, será ajudado a evoluir no sentido de práticas agrícolas amigas do ambiente. 3.1 Módulo 1 Planeamento Estratégico e Marketing de agro-alimentos orgânicos "inteligentes" Unidade 1 Conceito e Princípios de Marketing O Marketing é uma função organizacional que inclui um conjunto de processos que têm como propósito essencial descobrir aquilo que os seus clientes querem para posteriormente os satisfazer, de forma a beneficiar a organização e os seus stakeholders. Esta primeira Unidade, tal como é ilustrado, em baixo, na Figura 9, vai ajudar o leitor a perceber: Pág 9

11 O significado do conceito de marketing e as funções do marketig; A relevância do marketing para as empresas agrícolas e agro- alimentares; O porquê da importância da implementação do conceito de marketing. Figura 9. Planeamento Estratégico e Marketing de agro-alimentos orgânicos inteligentes Unidade 2 Planeamento Empresarial Estratégico Uma estratégia pode ser descrita como um processo de decisão que constitui um elemento integrador e orientador das acções que uma organização deve seguir para alcançar objetivos definidos. As empresas podem adotar várias estratégias diferentes, dependendo dos seus objetivos, recursos e do seu enquadramento externo. Esta Unidade vai ajudar o leitor a perceber: O que é uma estratégia e o que são os tipos de estratégias genéricas; O papel do planeamento estratégico e de que forma é executado; As relações e as diferenças entre planeamento empresarial estratégico global e o planeamento de marketing. Pág 10

12 3.1.3 Unidade 3 Formular Estratégias e Planos de Gestão e de Marketing Tal como em qualquer outra empresa, nas empresas agrícolas a definição de uma visão e de uma missão contribui para definir os objetivos do empreendimento e para enquadrar o caminho a seguir para ter sucesso, bem como para orientar as estratégias a seguir. A Visão informa sobre o que o negócio pretende ser, com enfâse no futuro da operação. A Missão define o propósito do negócio, os seus clientes, stakeholders e serviços a prestar. Após a conclusão com êxito desta Unidade o leitor terá capacidade de: Definir a visão e a missão de um agronegócio; Analisar o ambiente externo e interno (análise SWOT e diferentes métodos e ferramentas de pesquisa de mercado); Estabelecer metas e objetivos (para um dado período de planeamento); Construir um plano de negócio; Criar uma estratégia e um plano de marketing. 3.2 Módulo 2 - O Marketing Mix Unidade 4 - Produto O produto é um artigo colocado à venda. O produto pode ser um objeto ou um serviço. Pode ser físico, intangível ou virtual (ciber-formato). Cada produto tem um tempo de vida útil após a qual necessita de ser substituído, bem como um ciclo de vida, no final do qual tem de ser reinventado. Esta Unidade de formação vai ajudá-lo a adquirir conhecimentos acerca de: As características básicas e atributos dos produtos; As características dos produtos agrícolas; O valor acrescentado do produto; O processo sequencial de desenvolvimento do produto e o ciclo de vida do produto; O embalamento e a rotulagem. Pág 11

13 3.2.2 Unidade 5 Preço. A fixação do preço, de uma forma criteriosa é um dos fatores chave para determinar se o cliente compra o produto ou não e é um pré-requisito essencial para o sucesso do marketing de produtos e serviços. Nesta unidade encontrará os fatores que influenciam o preço, as estratégias de preço mais comuns e indicações sobre como calcular os preços dos seus produtos. Após a conclusão com êxito desta Unidade terá capacidade de: Compreender o que é o preço e como é formado; Identificar os fatores que, na sua empresa, influenciam o preço; Calcular o preço adequado para os seus produtos. Ferramenta para cálculo de preços É muito importante que perceba quais os seus custos e a sua margem de lucro. Propomos-lhe que calcule os seus custos utilizando o ficheiro Excel (disponível na e-plataforma) para calcular preços. Pode ajustar a tabela de acordo com as condições de mercado e a sua estratégia de preços. Clique em "Descarregar a unidade completa" (Download the full unit) para descarregar a Ferramenta SmartFarmer para Cálculo de Preços Unidade 6 - Promoção / Instrumentos Promocionais Para vender um produto, aumentar o lucro e multiplicar o número de clientes servidos é necessário desenvolver uma promoção com sucesso, definindo o mix promocional, identificando o público-alvo e estabelecendo comunicação através de canais selecionados. Após a conclusão com êxito desta Unidade terá capacidade de: Saber como desenvolver uma promoção eficaz; Identificar os públicos-alvo; Estabelecer os objetivos de comunicação e definir a mensagem; Selecionar os canais de comunicação; Definir o mix promocional. Pág 12

14 3.2.4 Unidade 7 - Distribuição A distribuição é um dos quatro elementos tradicionais do marketing mix. As opções relativamente aos canais de distribuição são decisivas e têm uma influência profunda em todas as outras decisões de marketing. Assim, a distribuição deve ser integrada no plano global de marketing, para assegurar o enfoque nos mercados alvo. Esta Unidade vai ajudar o leitor a: Perceber a importância e funcionamento dos canais de distribuição; Aprender como escolher os melhores canais de distribuição para a sua exploração agrícola ou agro-negócio; Perceber que os princípios dos sistemas dos canais de distribuição aplicam-se tanto nos mercados domésticos como nos mercados externos Unidade 8 Os 4Cs de Lauterborn Esta Unidade pretende ajudar o leitor a conhecer o modelo dos 4Cs de Lauterborn e a compará-lo com a abordagem tradicional do modelo dos 4Ps. Após a conclusão com êxito desta Unidade terá capacidade de: Perceber o conceito do modelo dos 4Cs; Descrever os 4 elementos do modelo dos 4Cs; Identificar as diferenças básicas entre os modelos 4Ps e 4Cs; Incluir os elementos do modelo dos 4Cs no seu negócio e no seu plano de marketing; Redefinir as suas perceções sobre o que está a criar e a oferecer ao mercado; Aplicar a abordagem 4Cs no âmbito do seu negócio Unidade 9 - Cooperação Esta Unidade aborda a questão da cooperação Cooperar significa "trabalhar em conjunto"; Mas, com quem é suposto cooperar? E porquê? Por que deve trabalhar com alguém? Qual a razão? Pode pensar: Estou bem assim!. Pág 13

15 Nesta Unidade explicamos-lhe quais os benefícios que as pequenos negócios podem obter com a cooperação. Seja um pequeno produtor que quer entrar no mercado ou o proprietário de um negócio já estabelecido e com um determinado volume de negócios, vamos mostrar-lhe que, ao trabalhar em conjunto com outras empresas e organizações, um leque de possibilidades estará ao seu dispor. 3.3 Módulo 3 Agricultura Biológica, Sistemas de Qualidade e Ecoagricultura Unidade 10: Política de qualidade de produtos agrícolas da U.E. Nas últimas décadas, a confiança do consumidor na qualidade alimentar diminuiu drasticamente, sobretudo devido à crescente consciência ecológica e aos vários escândalos relacionados com alimentos. Nestas circunstâncias exigentes, a U.E. encara a promoção e a garantia da qualidade alimentar como um instrumento decisivo para os agricultores da U.E. aumentarem a sua competitividade e rendibilidade. Esta Unidade vai ajudá-lo a adquirir conhecimentos sobre: Princípios, legislação e certificação da agricultura biológica; Normas de Qualidade; Produtos DOP, IGP e ETG Unidade 11: Em direção à Ecoagricultura A Unidade 11 começa por estabelecer os antecedentes e contexto da Ecoagricultura. As diversas seções combinam a teoria com abordagens generalistas e informação sobre práticas de cultivo amigas do ambiente. O objetivo principal da Unidade 11 é permitir que o formando compreenda que para a sua produção ser económica, competitiva e sustentável deve ser ecológica. Esta abordagem é um dos aspetos chave do programa de formação do Smartfarmer. Pág 14

16 Guia de Cultivo A Unidade 11 inclui um Guia de Cultivo, simples e conciso, com o objectivo de fornecer algumas orientações/sugestões ao formando para o cultivo de alguns superalimentos chave (mirtilos, framboesas/amoras, bagas goji, arónia e morangos). Para ler a unidade completa, clique no botão Descarregar a unidade completa (Download the full unit) e o ficheiro complete em PDF irá abrir no seu navegador Web. Pág 15

17 4. CONSÓRCIO DO PROJETO SMARTFARMER Os parceiros do projeto são os seguintes: Agricultural Research Institute (ARI - Cyprus) Cyprus University of Technology (CUT - Cyprus) Union Farmers Parliament (ZSA Latvia) Harokopio University of Athens (HUA - Greece) Greek Superfoods Cooperation (Efkarpon - Greece) Development and Innovation Network (RCDI - Portugal) Fundacion Maimona (FM - Spain) Caso tenha qualquer dúvida ou questão sobre este Guia do Formando, ou pretenda saber mais sobre o projeto, por favor contacte-nos online através de: / Pág 16

http://e-platform.smartfarmerproject.eu SmartFarmer

http://e-platform.smartfarmerproject.eu SmartFarmer SmartFarmer Melhorar competências para uma agricultura inteligente, através de uma ferramenta inovadora para o desenvolvimento rural e o crescimento económico LLP LdV TOI projeto 2013-1-CY1-LE005-03114

Leia mais

SMARTFARMER (2013-1-CY1-LE005-03114)

SMARTFARMER (2013-1-CY1-LE005-03114) LLP LdV TOI project SMARTFARMER (2013-1-CY1-LE005-03114) Nr. 3, Outubro 2014 SmartFarmer Newsletter Relatório sobre Standards Profissionais Este relatório disponibiliza uma síntese sobre os standards profissionais

Leia mais

SMARTFARMER (2013-1-CY1-LE005-03114)

SMARTFARMER (2013-1-CY1-LE005-03114) LLP LdV TOI project SMARTFARMER (2013-1-CY1-LE005-03114) Nr2, Junho 2014 SmartFarmer Newsletter Análise de Necessidades e Grupos Alvo A Análise de Necessidades teve como objectivo investigar as necessidades

Leia mais

Thomas Hub Guia do Utilizador

Thomas Hub Guia do Utilizador Thomas Hub Guia do Utilizador O seu novo e melhorado sistema de apoio à decisão sobre pessoas Descubra a forma simples e rápida de diagnosticar e desenvolver o Capital Humano Acompanhe-nos 1 Guia do Utilizador

Leia mais

3ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Confiança e Compromisso nos Canais Digitais

3ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Confiança e Compromisso nos Canais Digitais 3ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Confiança e Compromisso nos Canais Digitais 29 de setembro de 2014 Auditório da BMAG Apoio Patrocinadores Globais APDSI Internet, Negócio e Redes Sociais

Leia mais

Sistema De Entrega Guia Do Usuário

Sistema De Entrega Guia Do Usuário Sistema De Entrega Guia Do Usuário LEONARDO DA VINCI - Transferência de inovação MEDILINGUA - Advancing vocational competences in foreign languages for paramedics MEDILINGUA - Promovendo competências profissionais

Leia mais

DHL EXPRESS PORTUGAL Faturação Eletrónica

DHL EXPRESS PORTUGAL Faturação Eletrónica DHL EXPRESS PORTUGAL Faturação Eletrónica Faturação Eletrónica DHL O que é a Faturação Eletrónica? O serviço de faturação eletrónica da DHL é um método alternativo ao correio e ao fax de receber as suas

Leia mais

Guião para as ferramentas etwinning

Guião para as ferramentas etwinning Guião para as ferramentas etwinning Registo em etwinning Primeiro passo: Dados de quem regista Segundo passo: Preferências de geminação Terceiro passo: Dados da escola Quarto passo: Perfil da escola Ferramenta

Leia mais

Inteligência para ESTRATÉGIA DIGITAL

Inteligência para ESTRATÉGIA DIGITAL Inteligência para ESTRATÉGIA DIGITAL INTRODUÇÃO Já imaginou ter acesso a dados e estatísticas do website do concorrente? Com alguns aplicativos e ferramentas, isso já é possível. Com ajuda deles, você

Leia mais

Standards Profissionais Relatório de Síntese

Standards Profissionais Relatório de Síntese SmartFarmer Improving skills for Smartfarming as an innovative tool for rural development and economic growth Melhorar as competências para Smartfarming uma ferramenta inovadora para o crescimento económico

Leia mais

A plataforma LiveWell

A plataforma LiveWell A plataforma LiveWell Módulo 0 A plataforma LiveWell http://www.livewell-community.eu/ Project Number: 527943-LLP-1-2012-1-PT-GRUNDTVIG-GMP Índex Módulo 0 Secção 1: Familiarizar-se com a plataforma Módulo

Leia mais

Pretendemos também abordar as filosofias e os tipos de Marketing. Outro dos pontos abordados é o planeamento estratégico e o processo de Marketing.

Pretendemos também abordar as filosofias e os tipos de Marketing. Outro dos pontos abordados é o planeamento estratégico e o processo de Marketing. Universidade do Algarve Escola superior de Tecnologia Engenharia Elétrica e Eletrónica MARKETING Docente: Jaime Martins Discentes: Mário Sousa Nº25649 Mário Fontainhas Nº24148 Paulo Rodrigues Nº23615 Introdução

Leia mais

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO 1 Sumário: Conceito e Objectivos Estrutura do PN o Apresentação da Empresa o Análise do Produto / Serviço o Análise de Mercado o Estratégia de Marketing o

Leia mais

(RoadMap) Guia de Utilização dos Recursos de Competitividade

(RoadMap) Guia de Utilização dos Recursos de Competitividade (RoadMap) Guia de Utilização dos Recursos de Competitividade Notas de enquadramento O presente Roadmap surge no âmbito do projeto de Recursos de Competitividade, tendo como objectivo a facilitação da utilização

Leia mais

CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS REGULAMENTO

CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS REGULAMENTO REGULAMENTO Artigo 1.º - Enquadramento O Concurso de Ideias para a Criação de Empresas Inovadoras é uma iniciativa do BICMINHO no âmbito da execução da operação n.º NORTE-07-0364-FEDER-000006 Apoio à Criação

Leia mais

Uma das novidades do Plano de Formação para 2014 relaciona-se com a parceria estabelecida entre a Inesting e o DMI Digital Marketing Institute.

Uma das novidades do Plano de Formação para 2014 relaciona-se com a parceria estabelecida entre a Inesting e o DMI Digital Marketing Institute. Apresentação Uma das novidades do Plano de Formação para 2014 relaciona-se com a parceria estabelecida entre a Inesting e o DMI Digital Marketing Institute. O DMI é uma organização baseada na Irlanda,

Leia mais

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada.

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. Anexo A Estrutura de intervenção As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. 1. Plano de ação para o período 2016

Leia mais

SAP VIRTUAL AGENCY PERGUNTAS FREQUENTES

SAP VIRTUAL AGENCY PERGUNTAS FREQUENTES A SAP Virtual Agency é projetada para ajudar os parceiros SAP a obter uma vantagem competitiva no mercado, aproveitando novas tecnologias inovadoras e boas práticas comprovadas para criação de procura

Leia mais

MANUAL DO CURSO. Direito Penal Tributário 2.ª Edição

MANUAL DO CURSO. Direito Penal Tributário 2.ª Edição MANUAL DO CURSO Direito Penal Tributário 2.ª Edição ÍNDICE ENQUADRAMENTO DESCRIÇÃO DESTINATÁRIOS OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM ESTRUTURA E DURAÇÃO AUTOR METODOLOGIA PEDAGÓGICA AVALIAÇÃO E CERTIFICAÇÃO PORTAL

Leia mais

PROJ. Nº 528362 LLP-1-2012-1-NL-ERASMUS-ECUE

PROJ. Nº 528362 LLP-1-2012-1-NL-ERASMUS-ECUE REDIVE GUIA LMS PROJ. Nº 528362 LLP-1-2012-1-NL-ERASMUS-ECUE Projecto financiado com o apoio da Comissão Europeia. A informação contida nesta publicação vincula exclusivamente o autor, não sendo a Comissão

Leia mais

Procifisc Engenharia e Consultadoria, Lda.

Procifisc Engenharia e Consultadoria, Lda. 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa, com sede em Castelo Branco, é uma empresa criada em 2007 que atua nos domínios da engenharia civil e da arquitetura. Atualmente, é uma empresa

Leia mais

MANUAL DO CURSO Normas Internacionais de Auditoria

MANUAL DO CURSO Normas Internacionais de Auditoria MANUAL DO CURSO ÍNDICE ENQUADRAMENTO DESCRIÇÃO DESTINATÁRIOS OBJETIVOS ESTRUTURA E DURAÇÃO AUTORES FUNCIONAMENTO E METODOLOGIA DO CURSO AVALIAÇÃO E CERTIFICAÇÃO PORTAL E CONTEÚDOS MULTIMÉDIA PORTAL ORDEM

Leia mais

ATRATIVIDADE EMPRESARIAL E PROJETOS DE ESTIMULO À ECONOMIA DA EUROREGIÃO

ATRATIVIDADE EMPRESARIAL E PROJETOS DE ESTIMULO À ECONOMIA DA EUROREGIÃO ATRATIVIDADE EMPRESARIAL E PROJETOS DE ESTIMULO À ECONOMIA DA EUROREGIÃO O PROJETO PROMOINVEST E A REDE Professor Augusto Medina Sociedade Portuguesa de Inovação FÓRUM DE DISCUSSÃO: A EUROACE e a ligação

Leia mais

Ajuda ao SciEn-Produção 1. 1. O Artigo Científico da Pesquisa Experimental

Ajuda ao SciEn-Produção 1. 1. O Artigo Científico da Pesquisa Experimental Ajuda ao SciEn-Produção 1 Este texto de ajuda contém três partes: a parte 1 indica em linhas gerais o que deve ser esclarecido em cada uma das seções da estrutura de um artigo cientifico relatando uma

Leia mais

Marketing de Feiras e Eventos: Promoção para Visitantes, Expositores e Patrocinadores

Marketing de Feiras e Eventos: Promoção para Visitantes, Expositores e Patrocinadores Gestão e Organização de Conferências e Reuniões Organização de conferências e reuniões, nos mais variados formatos, tais como reuniões educativas, encontros de negócios, convenções, recepções, eventos

Leia mais

Guia de Depósito Teses

Guia de Depósito Teses Guia de Depósito Teses Descreva o documento que está a depositar Página 1 Se seleccionar todas as opções nesta página, visualizará um formulário diferente, modificado com o intuito de capturar informações

Leia mais

QUER FAZER O SEU NEGÓCIO CRESCER?

QUER FAZER O SEU NEGÓCIO CRESCER? QUER FAZER O SEU NEGÓCIO CRESCER? GARANTIR A PRESENÇA DA SUA EMPRESA NOS MEIOS ONLINE? TER UM SITE TOTALMENTE OTIMIZADO? IMPULSIONAR O AUMENTO DAS SUAS VENDAS? CONHEÇA A CERTIFICAÇÃO EM MARKETING DIGITAL

Leia mais

SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL

SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL Manual de Utilização Direcção dos Serviços de Economia do Governo da RAEM Novembro de 2014 SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL Manual

Leia mais

Home Quem Somos Produtos Vantagens Contactos. Apresentação Criada por SPICAROS Presentation Created by SPICAROS info@spicaros.com www.spicaros.

Home Quem Somos Produtos Vantagens Contactos. Apresentação Criada por SPICAROS Presentation Created by SPICAROS info@spicaros.com www.spicaros. .1 Spicaros é o resultado de 30 anos de trabalho de uma equipa global, constituída por profissionais altamente qualificados em distintos sectores de negócio. Aliando uma quantidade ímpar de conhecimentos,

Leia mais

Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental

Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental A Nestlé, na qualidade de Companhia líder em Nutrição, Saúde e Bem-Estar, assume o seu objectivo

Leia mais

Supply4Galp (S4G) FAQs Fornecedores Versão 1.0 03.02.2014

Supply4Galp (S4G) FAQs Fornecedores Versão 1.0 03.02.2014 Lista de FAQs 1. Registo de Fornecedor e Gestão da Conta... 4 Q1. Quando tento fazer um novo registo na Plataforma S4G, recebo uma mensagem a indicar que a minha empresa já se encontra registada.... 4

Leia mais

Marketing Digital. Carla Machado. Francesco Berrettini. Responsável das Formações Marketing Digital

Marketing Digital. Carla Machado. Francesco Berrettini. Responsável das Formações Marketing Digital Marketing Digital Francesco Berrettini Responsável das Formações Marketing Digital Carla Machado Coordenadora Pedagógica das Formações Marketing Digital Marketing Digital Digital Marketing - Professional

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD

COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD TUTORIAL MOODLE VERSÃO ALUNO Machado/MG 2013 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 2. EDITANDO O PERFIL... 5 2.1 Como editar o perfil?... 5 2.2 Como mudar a senha?... 5 2.3

Leia mais

PROPOSTA ELETRÔNICA DA INVESTORS TRUST PARA CONSULTORES

PROPOSTA ELETRÔNICA DA INVESTORS TRUST PARA CONSULTORES PROPOSTA ELETRÔNICA DA INVESTORS TRUST PARA CONSULTORES GUIA DO USUÁRIO www.investors-trust.com f Acessando a Plataforma de Proposta Eletrônica para Consultores Para acessar a plataforma de Proposta Eletrônica

Leia mais

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO ÍNDICE 11. PRESSUPOSTO BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO 25 NO ALENTEJO pág. 11.1. Um sistema regional de inovação orientado para a competitividade

Leia mais

Módulo 3. O Marketing nas redes sociais

Módulo 3. O Marketing nas redes sociais Módulo 3 O Marketing nas redes sociais Introdução Antigo Marketing - Novo Marketing A nova estratégia de Marketing Segmentação Tácticas/ Ferramentas/ Estratégias Segmentação Publicidade vs relações públicas

Leia mais

TRANSPORT LEARNING Cursos de formação para municípios e agências de energia

TRANSPORT LEARNING Cursos de formação para municípios e agências de energia TRANSPORT LEARNING Cursos de formação para municípios e agências de energia istockphoto Conteúdo Caro leitor, Sobre o projecto... 2 Criando uma base de conhecimento para as regiões de convergência da Europa...

Leia mais

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011 Plano [1] Guia de Acesso à Formação Online 2011 [2] ÍNDICE ÍNDICE...2 1. Introdução...3 2. Metodologia Formativa...4 3. Actividades...4 4. Apoio e Acompanhamento do Curso...5 5. Avaliação...6 6. Apresentação

Leia mais

OIT DESENVOLVIMENTO DE EMPRESA SOCIAL: UMA LISTA DE FERRAMENTAS E RECURSOS

OIT DESENVOLVIMENTO DE EMPRESA SOCIAL: UMA LISTA DE FERRAMENTAS E RECURSOS OIT DESENVOLVIMENTO DE EMPRESA SOCIAL: UMA LISTA DE FERRAMENTAS E RECURSOS FERRAMENTA A QUEM É DESTINADA? O QUE É O QUE FAZ OBJETIVOS Guia de finanças para as empresas sociais na África do Sul Guia Jurídico

Leia mais

Sumário executivo. From: Aplicação da avaliação ambiental estratégica Guia de boas práticas na cooperação para o desenvolvimento

Sumário executivo. From: Aplicação da avaliação ambiental estratégica Guia de boas práticas na cooperação para o desenvolvimento From: Aplicação da avaliação ambiental estratégica Guia de boas práticas na cooperação para o desenvolvimento Access the complete publication at: http://dx.doi.org/10.1787/9789264175877-pt Sumário executivo

Leia mais

LEARNING MENTOR. Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219. Perfil do Learning Mentor. Módulos da acção de formação

LEARNING MENTOR. Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219. Perfil do Learning Mentor. Módulos da acção de formação LEARNING MENTOR Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219 Perfil do Learning Mentor Módulos da acção de formação 0. Pré-requisitos para um Learning Mentor 1. O papel e a função que um Learning Mentor

Leia mais

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora:

Leia mais

Módulo 2. As Empresas e as Redes Sociais

Módulo 2. As Empresas e as Redes Sociais Módulo 2 As Empresas e as Redes Sociais Introdução Eco sistemas de negócio Aplicações de negócio Construir uma empresa Tácticas/ Estratégias Segmentação Gestão - Profissionais Custo Gestão de tempo ROI

Leia mais

Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010

Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010 Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010 A Manutenção do Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA consiste numa infra-estrutura de disponibilidade

Leia mais

Processo de Candidatura

Processo de Candidatura As atividades formativas que uma determinada entidade se propõe a realizar, devem ser alvo de uma apreciação pelo órgão de gestão. Assim sendo, a entidade deve preencher a ficha de candidatura para uma

Leia mais

Capítulo 9 Emprego. 9.1 Introdução

Capítulo 9 Emprego. 9.1 Introdução Capítulo 9 Emprego 9.1 Introdução Hoje em dia, as redes sociais são as grandes responsáveis pelas contratações de emprego. Muitos dos responsáveis por recrutamento e recursos humanos das empresas avaliam

Leia mais

Estudo - Estratégias de Diferenciação das Principais Fileiras de Produtos Agrícolas, Agro- Alimentares de Alimentação do Vale do Ave

Estudo - Estratégias de Diferenciação das Principais Fileiras de Produtos Agrícolas, Agro- Alimentares de Alimentação do Vale do Ave Estudo - Estratégias de Diferenciação das Principais Fileiras de Produtos Agrícolas, Agro- Alimentares de Alimentação do Vale do Ave NOTAS INTRODUTÓRIAS - Objetivo do estudo: Definir estratégias de atuação

Leia mais

GUIA DO FORMANDO. Ética e Deontologia Profissional do Psicólogo

GUIA DO FORMANDO. Ética e Deontologia Profissional do Psicólogo GUIA DO FORMANDO Índice Enquadramento... pág. 3 Descrição do Curso... Destinatários... Objetivos de aprendizagem... Estrutura e Duração do Curso... Autor... Metodologia Pedagógica... Avaliação e Certificação...

Leia mais

SECRETARIA DE INOVAÇÃO

SECRETARIA DE INOVAÇÃO SECRETARIA DE INOVAÇÃO EDITAL Nº 01, DE 30 DE JANEIRO DE 2013 SEGUNDA CHAMADA PARA A APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS DE COOPERAÇÃO TECNOLÓGICA ENTRE BRASIL E ISRAEL O SECRETÁRIO DE INOVAÇÃO DO MINISTÉRIO DO

Leia mais

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1 Copyright 2012 Efacec Todos os direitos reservados. Não é permitida qualquer cópia, reprodução, transmissão ou utilização deste documento sem a prévia autorização escrita da Efacec Sistemas de Gestão S.A.

Leia mais

Lição 2: O que Faz um Canal Funcionar?

Lição 2: O que Faz um Canal Funcionar? Lição 2: O que Faz um Canal Funcionar? Nesta lição, daremos uma olhada em todas as partes de um canal do YouTube e veremos como cada parte contribui para o tempo de exibição. Lição 2.1 - Benefícios do

Leia mais

CALENDARIZAÇÃO DA ATIVIDADE FORMATIVA 2014. www.navegantescf.pt

CALENDARIZAÇÃO DA ATIVIDADE FORMATIVA 2014. www.navegantescf.pt CALENDARIZAÇÃO DA ATIVIDADE FORMATIVA 2014 FORMAÇÃO Início Fim Duração Horário Inscrição Contabilidade e Fiscalidade 01-10-2014 29-10-2014 21h P.L/S 100 Sensibilização e Orientação para o Cliente 02-10-2014

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 3ª Série Gestão em Marketing CST em Marketing A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensino-aprendizagem desenvolvido por meio de um conjunto de atividades

Leia mais

PHC dcontroldoc. O acesso a diversos tipos de ficheiros

PHC dcontroldoc. O acesso a diversos tipos de ficheiros PHC dcontroldoc O acesso a diversos tipos de ficheiros A possibilidade de consultar e introduzir documentos, imagens e outro tipo de ficheiros, a partir de um local com acesso à Internet. BUSINESS AT SPEED

Leia mais

Índice. rota 3. Enquadramento e benefícios 6. Comunicação Ética 8. Ética nos Negócios 11. Promoção para o Desenvolvimento Sustentável 13. Percurso 1.

Índice. rota 3. Enquadramento e benefícios 6. Comunicação Ética 8. Ética nos Negócios 11. Promoção para o Desenvolvimento Sustentável 13. Percurso 1. rota 3 CLIENTES Rota 3 Índice Enquadramento e benefícios 6 Percurso 1. Comunicação Ética 8 Percurso 2. Ética nos Negócios 11 Percurso 3. Promoção para o Desenvolvimento Sustentável 13 responsabilidade

Leia mais

Bem-vindo à Central de Ajuda YouPoint

Bem-vindo à Central de Ajuda YouPoint Clique sobre cada item para abrir mais opções: Cadastro no YouPoint Como Criar um Site Grátis Como Editar seu Site Como Criar um Site Premium Portal de Serviços YouPoint Mais Ajuda Cadastro no YouPoint

Leia mais

1.1 Candidaturas on-line

1.1 Candidaturas on-line 1.1 Candidaturas on-line Para efectuar o processo de candidatura o candidato deverá aceder ao portal do ICS e clicar na informação com a

Leia mais

Enquadramento Turismo Rural

Enquadramento Turismo Rural Enquadramento Turismo Rural Portugal é um País onde os meios rurais apresentam elevada atratividade quer pelas paisagens agrícolas, quer pela biodiversidade quer pelo património histórico construído o

Leia mais

jump4innovation Oferecemos ideias que aumentam o seu negócio acima do espectável

jump4innovation Oferecemos ideias que aumentam o seu negócio acima do espectável jump4innovation Plataforma Web de apoio à Gestão Melhoria, Inovação & Empreendedorismo Oferecemos ideias que aumentam o seu negócio acima do espectável Conteúdo Gestao da Inovacao, Melhoria e Empreendedorismo

Leia mais

ÍNDICE. 1. Introdução...2. 2. O que é o Sistema Mo Porã...2. 3. Como acessar o Site Mo Porã...3. 4. Cadastro do Sistema Mo Porã...

ÍNDICE. 1. Introdução...2. 2. O que é o Sistema Mo Porã...2. 3. Como acessar o Site Mo Porã...3. 4. Cadastro do Sistema Mo Porã... ÍNDICE 1. Introdução...2 2. O que é o Sistema Mo Porã...2 3. Como acessar o Site Mo Porã...3 4. Cadastro do Sistema Mo Porã...4 5. Navegando no Site Mo Porã...6 5. 1 Manual de ajuda do sistema Mo Porã...7

Leia mais

Documento que sistematiza informação sobre a ideia de negócio, como pretende implementá-la, e que resultados espera obter no futuro.

Documento que sistematiza informação sobre a ideia de negócio, como pretende implementá-la, e que resultados espera obter no futuro. Feira do Empreendedor 2014 Documento que sistematiza informação sobre a ideia de negócio, como pretende implementá-la, e que resultados espera obter no futuro. É essencial para a estruturação e defesa

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA ABERTURA A People & Skills foi criada para responder às necessidades de um mercado cada vez mais apostado em desenvolver e consolidar competências que

Leia mais

LinkCities MANUAL GESTOR DE CONTEÚDOS. Cities all together, make a better world. Copyright 2014 Link Think. Todos os direitos reservados.

LinkCities MANUAL GESTOR DE CONTEÚDOS. Cities all together, make a better world. Copyright 2014 Link Think. Todos os direitos reservados. LinkCities Cities all together, make a better world MANUAL GESTOR DE CONTEÚDOS Introdução Bem vindos ao LinkCities! O LinkCities é uma plataforma online dirigida aos profissionais e cidades que compõem

Leia mais

CARTA EUROPEIA DAS PEQUENAS EMPRESAS

CARTA EUROPEIA DAS PEQUENAS EMPRESAS CARTA EUROPEIA DAS PEQUENAS EMPRESAS As pequenas empresas são a espinha dorsal da economia europeia, constituindo uma fonte significativa de emprego e um terreno fértil para o surgimento de ideias empreendedoras.

Leia mais

Criando Oportunidades

Criando Oportunidades Criando Oportunidades Clima, Energia & Recursos Naturais Agricultura & Desenvolvimento Rural Mercados de Trabalho & Sector Privado e Desenvolvimento Sistemas Financeiros Comércio & Integração Regional

Leia mais

Índice. Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4. Primeiros passos com o e-best Learning 6. Actividades e Recursos 11

Índice. Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4. Primeiros passos com o e-best Learning 6. Actividades e Recursos 11 Índice Parte 1 - Introdução 2 Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4 Parte 2 Desenvolvimento 5 Primeiros passos com o e-best Learning 6 Como aceder à plataforma e-best Learning?... 6 Depois

Leia mais

INSTRUÇÕES DE SOLICITAÇÃO DE VERBAS A FUNDO PERDIDO E FORMATAÇÃO DE PROPOSTA PARA SOLICITANTES ESTRANGEIROS

INSTRUÇÕES DE SOLICITAÇÃO DE VERBAS A FUNDO PERDIDO E FORMATAÇÃO DE PROPOSTA PARA SOLICITANTES ESTRANGEIROS Introdução INSTRUÇÕES DE SOLICITAÇÃO DE VERBAS A FUNDO PERDIDO E FORMATAÇÃO DE PROPOSTA PARA SOLICITANTES ESTRANGEIROS Este informativo tem a finalidade de auxiliar os solicitantes estrangeiros a entender

Leia mais

AGÊNCIA VIRTUAL SAP GUIA DE INTRODUÇÃO

AGÊNCIA VIRTUAL SAP GUIA DE INTRODUÇÃO GUIA DE INTRODUÇÃO CONTEÚDO Introduction 3 Como Começar 5 Como Criar Campanhas E Material Promocional 8 Como Personalizar E Executar Uma Campanha Pré- Empacotada 10 Como Criar Suas Próprias Campanhas 12

Leia mais

SECUNDÁRIA DE CAMARATE DIGIT@L. Plataforma Office 365. Alojamento de ficheiros - OneDrive para Empresas

SECUNDÁRIA DE CAMARATE DIGIT@L. Plataforma Office 365. Alojamento de ficheiros - OneDrive para Empresas SECUNDÁRIA DE CAMARATE DIGIT@L Plataforma Office 365 Alojamento de ficheiros - OneDrive para Empresas Conteúdo Nota prévia... 2 Alojamento de ficheiros o OneDrive para Empresas... 2 Funcionalidades do

Leia mais

Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional

Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONSULTORIA COORDENADOR/A DE CAPACITAÇÃO 1. Antecedentes Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional O Projeto Cooperação Humanitária Internacional tem por objetivo o desenvolvimento

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA Guia rápido A PLATAFORMA MOODLE Moodle (Modular Object Oriented Distance LEarning) é um Sistema para Gerenciamento de Cursos (SGC). Trata-se de um programa para computador

Leia mais

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Dezembro/2012 2 Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Sumário de Informações do Documento Título do Documento: Resumo:

Leia mais

MBA Gestão de Mercados ementas 2015/2

MBA Gestão de Mercados ementas 2015/2 MBA Gestão de Mercados ementas 2015/2 Análise de Tendências e Inovação Estratégica Levar o aluno a compreender os conceitos e as ferramentas de inteligência preditiva e inovação estratégica. Analisar dentro

Leia mais

Apresentação do Manual de Gestão de IDI

Apresentação do Manual de Gestão de IDI Seminário Final do Projeto IDI&DNP Coimbra 31 de março Miguel Carnide - SPI Conteúdos. 1. O CONCEITO DE IDI (INVESTIGAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO) 2. OVERVIEW DO MANUAL 3. A NORMA NP 4457:2007 4. A

Leia mais

SAP VIRTUAL AGENCY PERGUNTAS FREQUENTES

SAP VIRTUAL AGENCY PERGUNTAS FREQUENTES A SAP Virtual Agency é projetada para ajudar os parceiros SAP a obter uma vantagem competitiva no mercado, aproveitando novas tecnologias inovadoras e boas práticas comprovadas para gerar demanda e acelerar

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS SOFTWARE FASE 1 GRUPO 10. Vítor Martins 47121. Rui Fonseca 47081. David Barbosa 47076. Ricardo Boas 47023

DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS SOFTWARE FASE 1 GRUPO 10. Vítor Martins 47121. Rui Fonseca 47081. David Barbosa 47076. Ricardo Boas 47023 DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS SOFTWARE FASE 1 David Barbosa 47076 Ricardo Boas 47023 Rui Fonseca 47081 Vítor Martins 47121 GRUPO 10 2009/2010 1 Índice 1. Introdução... 2 1.1 Visão Geral do Problema... 2

Leia mais

DESCRIÇÃO DO TRABALHO. Directora Nacional, WWF Moçambique

DESCRIÇÃO DO TRABALHO. Directora Nacional, WWF Moçambique DESCRIÇÃO DO TRABALHO Título de posição: Responde a: Supervisiona: Localização: Gestor de Comunicação Directora Nacional, WWF Moçambique Todo pessoal de comunicações Maputo, Moçambique Data: 19 de Agosto

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO PARA PROGRAMA VOLUNTARIADO. Regulamento do Voluntariado

REGULAMENTO INTERNO PARA PROGRAMA VOLUNTARIADO. Regulamento do Voluntariado REGULAMENTO INTERNO PARA PROGRAMA DE VOLUNTARIADO Índice 1. Enquadramento... 3 2. Definição... 3 3. Princípios... 4 4. Objetivos... 4 5. Direitos... 4 6. Deveres... 5 7. Inscrição... 7 8. Candidatura...

Leia mais

O PROJETO PROMOINVEST Município de Vendas Novas

O PROJETO PROMOINVEST Município de Vendas Novas O PROJETO PROMOINVEST Município de Vendas Novas Alentejo no horizonte 2020 desafios e oportunidades Auditório Municipal de Vendas Novas, 02 de julho de 2013 página 2 I. Rede Corredor Azul A Rede Urbana

Leia mais

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET MANUAL DO UTILIZADOR WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET 1. 2. PÁGINA INICIAL... 3 CARACTERÍSTICAS... 3 2.1. 2.2. APRESENTAÇÃO E ESPECIFICAÇÕES... 3 TUTORIAIS... 4 3. DOWNLOADS... 5 3.1. 3.2. ENCOMENDAS (NOVOS

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani Planejamento Estratégico de TI Prof.: Fernando Ascani BI Business Intelligence A inteligência Empresarial, ou Business Intelligence, é um termo do Gartner Group. O conceito surgiu na década de 80 e descreve

Leia mais

INSTRUMENTOS DE ENGENHARIA FINANCEIRA NA PAC PÓS 2013

INSTRUMENTOS DE ENGENHARIA FINANCEIRA NA PAC PÓS 2013 NA PAC PÓS 2013 Pedro M.S.Raposo Ribeiro SEMINÁRIO Lisboa, Auditório da CAP 26 Junho 2013 COM O APOIO DE: GÉNESE E OBJETIVOS DO ESTUDO 2 ENQUADRAMENTO O recurso à utilização de Instrumentos Financeiros

Leia mais

Guia de Acesso à Formação Online Formando

Guia de Acesso à Formação Online Formando Guia de Acesso à Formação Online Formando Copyright 2008 CTOC / NOVABASE ÍNDICE ÍNDICE...2 1. Introdução...3 2. Metodologia Formativa...4 3. Actividades...5 4. Apoio e Acompanhamento do Curso...6 5. Avaliação...7

Leia mais

PROGRAMA: A FAMÍLIA (1º ano do 1º ciclo)

PROGRAMA: A FAMÍLIA (1º ano do 1º ciclo) PROGRAMA: A FAMÍLIA (1º ano do 1º ciclo) Duração: 5 Sessões (45 minutos) Público-Alvo: 6 a 7 anos (1º Ano) Descrição: O programa A Família é constituído por uma série de cinco actividades. Identifica o

Leia mais

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS. Sistema on-line

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS. Sistema on-line Sistema on-line O Instituto Ethos Organização sem fins lucrativos fundada em 1998 por um grupo de empresários, que tem a missão de mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios de

Leia mais

INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTO E ACESSO AO SIMULADOR

INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTO E ACESSO AO SIMULADOR INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTO E ACESSO AO SIMULADOR 1 A tua equipa foi escolhida para dirigir uma companhia de produtos de cuidado da pele, cujos acionistas estão localizados na Europa. A tua empresa tem

Leia mais

ÍNDICE. Acesso para agências...3. Organização por pastas...4. Download das facturas a partir do site...5. Pesquisa de facturas...8

ÍNDICE. Acesso para agências...3. Organização por pastas...4. Download das facturas a partir do site...5. Pesquisa de facturas...8 2 ÍNDICE Acesso para agências...3 Organização por pastas...4 Download das facturas a partir do site...5 Pesquisa de facturas...8 Configurar notificações por email...11 3 Bem-vindo ao manual de uso do novo

Leia mais

POLÍTICA DE COESÃO 2014-2020

POLÍTICA DE COESÃO 2014-2020 INVESTIMENTO TERRITORIAL INTEGRADO POLÍTICA DE COESÃO 2014-2020 As novas regras e legislação para os investimentos futuros da política de coesão da UE durante o período de programação 2014-2020 foram formalmente

Leia mais

A gestão da qualidade e a série ISO 9000

A gestão da qualidade e a série ISO 9000 A gestão da qualidade e a série ISO 9000 Seminário QUALIDADE E EXCELÊNCIA NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃ ÇÃO FLUP 3 Novembro 2005 3 Novembro 2005 Maria Beatriz Marques / APQ-DRN A gestão da qualidade e a série

Leia mais

Medidas de apoio à inovação

Medidas de apoio à inovação Medidas de apoio à inovação Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020 Maria Pedro Silva Organização: Apoio Institucional: Grupos Rede INOVAR The Portuguese Agro, Food and Forest Innovation Network Rede

Leia mais

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000 ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário Gestão da Qualidade 2005 1 As Normas da família ISO 9000 ISO 9000 descreve os fundamentos de sistemas de gestão da qualidade e especifica

Leia mais

EMPRESAS VIRTUAIS. Autor: Pedro Miguel da Silva Fernandes. PDF processed with CutePDF evaluation edition www.cutepdf.com. Pág.

EMPRESAS VIRTUAIS. Autor: Pedro Miguel da Silva Fernandes. PDF processed with CutePDF evaluation edition www.cutepdf.com. Pág. EMPRESAS VIRTUAIS Autor: Pedro Miguel da Silva Fernandes Pág. 1 (de 5) PDF processed with CutePDF evaluation edition www.cutepdf.com EMPRESAS VIRTUAIS Actualmente, vivemos numa época de grandes mudanças

Leia mais

RELATÓRIO DO SITE DA DISCIPLINA ENG312 PROJETOS MECÂNICOS I (www.projetosdemaquinas.eng.ufba.br)

RELATÓRIO DO SITE DA DISCIPLINA ENG312 PROJETOS MECÂNICOS I (www.projetosdemaquinas.eng.ufba.br) UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA POLITÉCNICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA ENG 312 PROJETOS MECÂNICOS I RELATÓRIO DO SITE DA DISCIPLINA ENG312 PROJETOS MECÂNICOS I (www.projetosdemaquinas.eng.ufba.br)

Leia mais

PERFIL DO JOVEM EMPREENDEDOR

PERFIL DO JOVEM EMPREENDEDOR DESCRIÇÃO DOS MÓDULOS E UNIDADES DE PERFIL DO JOVEM EMPREENDEDOR UNIDADES FUNDAMENTAIS QEQ NÍVEL QNQ parceiros HORAS DE PONTOS ECVET UNIDADES GENÉRICAS NÍVEL QEQ QNQ HORAS DE APRENDIZAG EM PONTOS ECVET

Leia mais

Marketing Estratégico no Agronegócio Brasileiro

Marketing Estratégico no Agronegócio Brasileiro Marketing Estratégico no Agronegócio Brasileiro Prof. Adriano Alves Fernandes DCAB - Departamento de Ciências Agrárias e Biológicas CEUNES - Universidade Federal do Espírito Santo 1- Introdução Uma grande

Leia mais

10 Ideias de Promoções infalíveis para o Natal

10 Ideias de Promoções infalíveis para o Natal 10 Ideias de Promoções infalíveis para o Natal Ou para qualquer outra data que você desejar uma boa promoção! Este é um BÔNUS Grátis oferecido pelo Blog: Introdução Várias datas comemorativas representam

Leia mais

CONCEITO: Moodle Moodle Moodle Moodle

CONCEITO: Moodle Moodle Moodle Moodle NE@D - Moodle CONCEITO: O Moodle é uma plataforma de aprendizagem a distância baseada em software livre. É um acrônimo de Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment (ambiente modular de aprendizagem

Leia mais

1. Introdução ao Campus Virtual 1.1. Introdução

1. Introdução ao Campus Virtual 1.1. Introdução 1. Introdução ao Campus Virtual 1.1. Introdução Este tutorial tem a finalidade de guiar o aluno, dando orientações necessárias para o acesso, navegação e utilização das ferramentas principais. Um ambiente

Leia mais

Manual de utilização do Moodle

Manual de utilização do Moodle Manual de utilização do Moodle Docentes Universidade Atlântica 1 Introdução O conceito do Moodle (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment) foi criado em 2001 por Martin Dougiamas, o conceito

Leia mais

12 (ou mais ) FERRAMENTAS MARKETING DIGITAL

12 (ou mais ) FERRAMENTAS MARKETING DIGITAL 12 (ou mais ) FERRAMENTAS PARA DE O MARKETING DIGITAL O site é sem duvida a peça fundamental quando falamos de marketing digital! É através dele que a empresa se vai apresentar ao mundo, e sim, neste

Leia mais