MASTER EXECUTIVO GESTÃO ESTRATÉGICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MASTER EXECUTIVO GESTÃO ESTRATÉGICA"

Transcrição

1 MASTER EXECUTIVO GESTÃO ESTRATÉGICA Modulo 2.2 (20h) Marketing & Sales Management Orlando Faísca 1ª Sessão Açores, 24 Junho 2015 Apresentações Formandos Formador Orlando Faísca orlandofaisca-skype 2 Orlando Faísca 1

2 Agenda Sessões Data Horário Horas 1ª 24-Jun ª f 18h00» 22h00 4 2ª 25-Jun ª f 18h00» 22h00 4 3ª 26-Jun ª f 18h00» 22h00 4 4ª 27-Jun-2015 Sábado 09h00» 13h00 4 5ª 27-Jun-2015 Sábado 14h00» 18h00 4 Total 20 3 Conteúdos MARKETING SALES MANAGEMENT Marketing: bases fundamentais Conceitos de Suporte Comercial rincipais Conceitos Marketing Comunicação Comercial Marketing Serviços Formas de Expressão lano Marketing (overview) Técnica Apresentar/ropor/Demonstrar M: Função de Gestão (exemplo treino) Exercícios (treino e perceção de conhecimentos) Exercícios (treino e perceção de conhecimentos) Cenários Treino (apresentações em grupo, filmadas) 4 Orlando Faísca 2

3 Bibliografia 5 OBJETIVOS 6 Orlando Faísca 3

4 Objetivos Entender os rincipais Conceitos/Bases do Marketing ercecionar e Treinar Fundamentos/Técnicas Comerciais Desenvolver nosso know-how em MARKETING Fortalecer nossa capacidade COMERCIAL 7 REGRAS AVALIAÇÃO 8 Orlando Faísca 4

5 Regras Avaliação Item eso Assiduidade 5% Testes 15% Trabalho Grupo Marketing 30% Trabalho Grupo Sales 50% 100% Escala de Classificação: rincípios da nossa Formação Comunicação Aberta: Todos articipamos Erros e Ideias Inovadoras: SÃO BEM ACEITES Trabalhar baseados na Inferência Estamos em Formação (Treino) Telemóveis Desligados/Silêncio (pf) 10 Orlando Faísca 5

6 Master Executivo Gestão Estratégica - Açores MARKETING 11 Marketing - Definição 12 Orlando Faísca 6

7 Marketing - Definição Como definimos MARKETING? 13 Definição Marketing Dicas O Marketing e a sua filosofia O Marketing aprende-se num dia. Infelizmente, leva-se uma vida inteira para o dominar hilip Kotler 14 Orlando Faísca 7

8 Definição Marketing Dicas (cont.) Marketing - Termos/Definições Ambíguas VENDEDOR UBLICITÁRIO COMERCIANTE OLÍTICO INTELECTUAL ÚBLICO EXECUTIVO Marketing significa Vendas Marketing significa ublicidade Marketing significa romoção Vendas Marketing significa Relações úblicas Marketing significa Sociedade Consumo Marketing significa ublicidade e Vendas Marketing significa Gestão e oder 15 Marketing Definição - Exercício Exercício de erceção Nossa Definição 16 Orlando Faísca 8

9 Marketing - Definição Definição Simples Definição mais Ampla Conjunto de meios de que dispõe uma empresa, Conjunto de métodos e dos meios de que uma organização dispõe, para comunicar/vender os seus produtos e serviços aos seus clientes, com rentabilidade. para promover, nos públicos pelos quais mais se interessa, os comportamentos favoráveis à realização dos seus próprios objetivos. É elementar Só não o faz quem não é Gestor É fundamental Foco nos Clientes + Mercado Marketing Diversifica-se e Especializa-se 17 Marketing - Definição Que importantes diferenças percecionamos nestas definições? Definição Simples Definição mais Ampla Conjunto de meios de que dispõe uma empresa, Conjunto de métodos e dos meios de que uma organização dispõe, para comunicar/vender os seus produtos e serviços aos seus clientes, para promover, nos públicos pelos quais mais se interessa, com rentabilidade. os comportamentos favoráveis à realização dos seus próprios objetivos. 18 Orlando Faísca 9

10 Definições Marketing - Conclusão O Marketing gere as relações das Organizações com os seus mercados Estas Relações evoluíram e continuam a evoluir ao longo do tempo Originam um processo evolutivo com 5 Etapas Distintas Também designado por CICLO DO MARKETING 19 Ciclo do Marketing 20 Orlando Faísca 10

11 Ciclo do Marketing 5 Etapas 1ª Etapa: Estágio ARTESANAL (Séc XIX + início Séc XX) 1 Marketing individualizado (interativo e one-to-one) Empresários e Artesãos fazem Marketing Intuitivo (sem perceber a importância do one-to-one dos conceitos atuais) rodutos e reços para cada segmento + comunicação pessoal 2ª Etapa: Estágio INDUSTRIAL (até aos anos 30) 2 Marketing orientado para o produto Focado na gestão das vendas e na promoção Economia industrial: focada em criar mercados com preços baixos 3ª Etapa: Estágio do CONSUMIDOR (anos 40 e 50) 3 Marketing orientado para o consumidor Mudança de uma ótica de produção para uma ótica de mercado Oferta abundante e descida considerável de preços Surge o conceito do Marketing Mix (4 p s) Obs.: Em ortugal, surge nos anos 60 (devido ao surgimento das multinacionais) 21 Ciclo do Marketing 5 Etapas 4ª Etapa: Estágio do VALOR (anos 70 e 80) 4 Marketing da Diferenciação Segmentação, posicionamento e criação de valor para clientes Empresas diferenciam-se, apostam na marca O Marketing (transacional até à data) passa a Relacional, personalizado Nasce o CRM: importância dada à fidelização de clientes Surge a base de todas as políticas de Marketing atuais com sucesso:» criar valor para o cliente! 5ª Etapa: Estágio RELACIONAL (anos 90 a ) 5 É a era do Marketing Relacional Tecnologias de Informação, Web marketing e e-commerce Novas tecnologias (especialmente a internet) Evolução radical do Marketing rincípios da 1ª Etapa (Artesanal): personalização e relação. Mas, com maior rapidez e maior abrangência = Globalização! Situação ytd: evolução indefinida da relação empresas / consumidores! 22 Orlando Faísca 11

12 Situação Atual do Marketing Estamos no ESTÁGIO (Etapa) RELACIONAL (proximidade) Mas numa realidade social, dinâmica e inovadora (múltiplas e rápidas mudanças) designada por SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO Tem forte impacto nos MERCADOS e nos NEGÓCIOS 23 Situação Atual do Marketing RELACIONAL - Forte impacto nos MERCADOS e nos NEGÓCIOS Realidade atual de MUDANÇA assente em 2 ilares Fundamentais: Evolução Tecnológica Efeito de Rede 24 Orlando Faísca 12

13 Realidade Atual do Marketing Caraterização Mundo Dual : fusão entre a realidade tradicional e a on-line/digital Duas Realidades de Mercado misturadas BLENDED MARKET Atividades de Marketing de forma integrada BLENDED MARKETING 25 BLENDED MARKETING Atividades de Marketing de forma integrada: Tradicional e On-line/Digital 26 Orlando Faísca 13

14 Atividades de Marketing de forma integrada: Tradicional e On-line/Digital BLENDED MARKETING Comentário Fonte: b-mercator, ublicações Dom Quixote, 1ª edição Maio 2009 (p.44) É neste contexto que desenvolvemos o conceito Blended Marketing. Um conceito que vai muito para além do e-marketing ou da e-communication, abordagens que se focam essencialmente numa das faces do problema da situação atual. Trata-se de uma abordagem distinta, que procura entender uma realidade que já está à nossa volta, que já existe, mas sobre a qual ainda não compreendemos bem os contornos e a amplitude do seu impacto. Uma realidade moldada, em particular, pela Internet. 27 Atividades de Marketing de forma integrada: Tradicional e On-line/Digital BLENDED MARKETING Como está a nossa perceção desta realidade? Como está o nosso know-how sobre as terminologias atuais do Marketing? 28 Orlando Faísca 14

15 BLENDED MARKETING Exercício / Diagnóstico Nosso Nível de Conhecimento BLENDED MARKETING 29 MARKETING Outros Conceitos Importantes 30 Orlando Faísca 15

16 Marketing Outros Conceitos Importantes Marketing Mix Marketing de Serviços 31 Marketing Outros Conceitos Importantes Marketing MIX 32 Orlando Faísca 16

17 Marketing Mix 4 s do MARKETING MIX O Marketing das Organizações para os Clientes roduto reço romoção Distribuição 33 Marketing Mix: 4 s Breve Caraterização RODUTO REÇO ROMOÇÃO DISTRIBUIÇÃO olítica de roduto olítica de reço olítica de Comunicação olítica de Distribuição olítica Comercial rodutos Serviços Caraterísticas Embalagem Marca Serviços associados reço base vp Margem Condições praticadas Estratégia comunicação Estratégia de média Estratégia criativa osicionamento Ações comunic variáveis ontos venda Canais distribuição Força Vendas Organiz/Gestão Comer 34 Orlando Faísca 17

18 Marketing Mix EXERCÍCIO em Grupo 4 s MKT MIX roduto reço romoção Distribuição 1- Que considera mais importante para a sua Empresa/Área Negócio? 2- Qual o roduto/serviço que mais gosta na sua Empresa/Área de Negócio? Nota: Responder no impresso de respostas 35 Marketing Mix 4 s do MARKETING MIX O Marketing das Organizações para os Clientes 7 s do MARKETING 36 Orlando Faísca 18

19 Marketing Mix 7 s do MARKETING Aplicado ao Marketing de Serviços / Relacional (B2B ou B2C) roduto reço romoção Distribuição essoas rocessos erceção 37 Marketing Mix 7 s do MARKETING = Marketing Serviços/Relacional 4 s essoas rocessos erceção olítica RH rocedimentos hysical Evidencies RH da Empresa Colaboradores Formação Competências erfil Atenção ao Cliente rocessos de trabalho ráticas de melhoria Eficiência/Eficácia Resultados O que mostramos O que o Cliente vê Imagem da empresa Instalações Aspeto Colaboradores 38 Orlando Faísca 19

20 MASTER EXECUTIVO GESTÃO ESTRATÉGICA Modulo 2.2 (20h) Marketing & Sales Management Orlando Faísca 2ª Sessão Açores, 25 Junho 2015 Reminder Sessão Anterior Reminder Sessão Anterior Marketing 40 Orlando Faísca 20

21 Reminder Sessão Anterior Exercício O que é MARKETING Respostas Equipa Master EGE (Açores) Qt Ambição Emotivos Factos Outros 1 Cativar 2 Comunicar 1 Relação 1 Estudo 1 Fazer 1 Atenção 3 romover 1 Arte 2 romoção 1 ublicidade 1 Estrategia 1 Desejar 1 Induzir Total % 24% 76% 0% Nº Respostas Diferentes 13 76% 41 Reminder Sessão Anterior Diagnóstico Blended Marketing Formando Respostas Certas Classificação Rosália Silva Alemão 13 65% aula Isabel de Bragança e Machado 13 65% João Carlos Faria acheco 13 65% Luís Filipe Ferreira 12 60% Rui Manuel de Jesus Martins 11 55% Andrea Manuela Mora orteiro 10 50% Mónica Leite Magalhães Cymbron 10 50% Simão Bensaúde Markovich 10 50% Duarte de Brito Barros 10 50% Rui aulo Costa atrício 9 45% Hélder de into Vasconselos 9 45% Carlos Alberto Ribeiro Rodrigues 9 45% Luís Henrique da Silva Filipe 9 45% Maria Teresa Alvernaz 8 40% Rita Manuela Rego Costa 7 35% Maria Margarida Cabral 6 30% Herondina Casanova 6 30% Carlos Alberto Custódio Andrade Orlando Faísca 21

22 Reminder Sessão Anterior Exercício Marketing Mix Mais Valorizado Marketin Mix (4 s) roduto reço romoção Distribuição referência Equipa Master EGE Açores Ranking 1º 2º 2º 2º 100% 0% 0% 0% # Grupos 4 Gp1: With You = Serviço Aconselhamento 3 Gp2: VecoAçores = romoção/comunicação 3 Gp3: Marques, SA = Garantia de Serviço 5 Gp4: "No name" = Bôlo Levedo 3 Gp5: GlobeStar Systems = Software Connexall Marketing Mix MARKETING MIX O Marketing das Organizações para os Clientes CONTINUAÇÃO 44 Orlando Faísca 22

23 Marketing Mix 7 s do MARKETING 10 s do MARKETING 45 Marketing Mix 10 s do MARKETING Marketing de Serviços / Relacional Aplicado especificamente ao Retalho (B2C; vendas ao consumidor final) roduto reço romoção Distribuição essoas rocessos erceção Apresentação osicionamento laneamento 46 Orlando Faísca 23

24 10 s do Marketing Serviços/Relacional Aplicado especificamente ao Retalho (B2C) Diferentes Designações de Autores - Regras Similares em Geral (Razões: Canal Horeca, Retalho Tradicional, Espaços Comerciais, Lojas Livre Serviço, etc.) roduto reço romoção Distribuição onto Venda essoas úblico alvo rocessos erceção hysival Evidence Apresentação osicionamento Definição laneamento Ações Específicas dos Merchandising Merchandising Colaboradores Sedução Organiz / Gestão 47 Marketing Mix Alguns Autores Marketing Mix base s do MARKETING 48 Orlando Faísca 24

25 Marketing Mix 5 s 5 s do MARKETING roduto reço romoção Distribuição ARTICIAÇÃO 49 Marketing Mix 5 s 5 s do MARKETING ARTICIAÇÃO (articipation) Advém de: Existência do Meio Digital oder/envolvimento do Consumidor (web) 50 Orlando Faísca 25

26 Marketing Mix 5 s MARKETING DIGITAL 51 Marketing Mix 5 s MARKETING DIGITAL - Refª Bibliográfica de Suporte Citando o autor da obra: Um conselho para todos os profissionais de marketing e comunicação: Façam o upgrade para o social marketing ou fiquem obsoletos! Carreira, Filipe, (2014), Marketing Digital na Versão 2.0;3ª edição, Edições Sílabo, (p. 35). 52 Orlando Faísca 26

27 Marketing Mix REFLEXÃO 53 Marketing Mix - REFLEXÃO Com todas estas configurações do Marketing Mix de que forma a Nossa Empresa pode corresponder às diferentes necessidades dos seus Clientes? Tipologia/Qualidade RESTAÇÃO DE SERVIÇOS 54 Orlando Faísca 27

28 Marketing Outros Conceitos Importantes Marketing Serviços 55 Marketing Serviços Conceito A abordagem aos Serviços é diferente da abordagem aos rodutos. 3 razões fundamentais: 1ª) Serviços são imateriais 2ª) Serviços são produzidos e consumidos simultaneamente 3ª) Serviços pressupõem uma relação direta entre o cliente e o prestador do serviço O Marketing de Serviços promove e executa as interações diretamente com o cliente, contribuindo para a sua satisfação e fidelização. Exemplo Grupo estana (grande desenvolvimento últimos anos) SGS (qualidade e diferenciação) 56 Orlando Faísca 28

29 Marketing Serviços 7 s do MARKETING Marketing de Serviços / Relacional (B2B ou B2C) BLENDED MARKETING roduto reço romoção Distribuição essoas rocessos erceção 57 Marketing Serviços Como entender quais os Serviços mais adequados a prestar aos nossos Clientes? 7º ERCEÇÃO 58 Orlando Faísca 29

30 Marketing Serviços 7º ERCEÇÃO 59 Marketing Serviços ERCEÇÃO ERCEÇÃO Qualidade nossos Serviços»«Satisfação dos Clientes Modelo dos 5 Gaps (Modelo SERVQUAL) 60 Orlando Faísca 30

31 Marketing Serviços ERCEÇÃO O Modelo dos 5 Gaps Autores/Origem Duas autoras: Valerie Zeithaml Doutorada pela Universidade de Maryland (EUA). Consultora em empresas multinacionais. Especialista em Qualidade e Marketing de Serviços. Mary Jo Bitner Doutorada pela Universidade of Washington (Seatle). rofessora de Marketing na Arizona State University. 61 Marketing Serviços ERCEÇÃO O Modelo dos 5 Gaps Comentário dos Autores (parte) O modelo que designei abreviadamente por Gaps Model é um modelo de análise que deve permitir, quando corretamente aplicado, retirar muita informação sobre o negócio bem como sobre o cliente e as suas necessidades. Deve também permitir obter valiosíssima informação sobre a qualidade do serviço na perspetiva do cliente, principais falhas da empresa e suas razões. Fornece ainda pistas valiosas para encontrar as soluções adequadas aos problemas., importante ferramenta de orientação para a retenção e fidelização de clientes. 62 Orlando Faísca 31

32 7º - erceção Modelo 5 GAS (SERVQUAL) Gap 1 Empresa Cliente Gap 5 erceção das Expetativas do Cliente Conceção dos Serviços rodução Entrega do Serviço Serviço Recebido ercebido Serviço Esperado Gap 2 Gap 3 Gap 4 Serviço rometido Comunicação Externa 63 7º - erceção Modelo 5 GAS (SERVQUAL) ercecionar adequadamente os Clientes restar um Serviço Adequado/Em Conformidade 64 Orlando Faísca 32

33 lano Marketing 65 lano Marketing - Definição lano de Marketing Corresponde à elaboração da Estratégia da Empresa para a concretização dos seus Objetivos. É FUNDAMENTAL ARA A EMRESA! ASETO ADICIONAL FUNDAMENTAL É necessário implementar a estratégia. Requerem-se Eficiência / Eficácia! Competência/rofissionalismo Gestores + Colaboradores 66 Orlando Faísca 33

34 lano Estratégico de Marketing Análise Macro Ambiente Externo Análise Micro Ambiente Interno Fatores Críticos Sucesso lano Ações Manobra lano (s) Contingência 1- Orçam revisional 2- Mínimo p/brkvn Monitorização Avaliação Variáveis M 67 Tipos de lanos de Marketing Tipo Descrição Âmbito lano de Marketing da Empresa lano geral de marketing médio/longo prazo lano de Marketing do roduto lano específico de produto/serviço curto/médio prazo lano de cada Componente Marketing Mix lano de marketing para cada "" curto prazo lano de Marketing de Ações Específicas lano de marketing para ações (comunicação publicitária, comunicação promocional, teste de mercado, merchandising, campanha de lançamento, patrocínio, etc.) curto prazo 68 Orlando Faísca 34

35 lano Estratégico Marketing Função na Empresa Função Função Comunicação Gestão 69 lano Marketing Função na Empresa Como aplicar na gestão do nosso negócio? 1º RODUTO/SERVIÇO 70 Orlando Faísca 35

36 Marketing Função na Empresa 1º RODUTO/SERVIÇO 71 Marketing Função na Empresa RODUTO/SERVIÇO olítica/tipologia de rodutos/serviços Atratividade do Mercado Competitividade da Empresa 72 Orlando Faísca 36

37 Marketing Função na Empresa Atratividade do Mercado roduto/serviço Competitividade da Empresa Modelos de Avaliação do Interesse de uma Atividade MATRIZES 73 Marketing Função na Empresa roduto/serviço Interesse de uma Atividade MATRIZES a Analisar Foco em 2 das 3 Matrizes padrão (modelos microeconómicos): 1. Matriz/Modelo BCG (Boston Consulting Group) 2. Matriz/Modelo McKinsey (Sociedade McKinsey) 3. Matriz/Modelo ADL (Arthur D. Little) (representação semelhante à BCG = analisamos BCG) 74 Orlando Faísca 37

38 Marketing Função na Empresa roduto/serviço Interesse de uma Atividade Matriz BCG Avalia o interesse dos domínios da empresa com base em 2 critérios: Taxa de Crescimento do Mercado Quota de Mercado Relativa (QM Empresa / QM Concorrente principal) 75 Marketing Função na Empresa roduto/serviço Interesse de uma Atividade Matriz BCG ESTRELAS Rentabilidade +/- Necessidades financeiras fortes Manter a liderança VACAS LEITEIRAS Rentabilidade elevada Necessidades financeiras fracas Rentabilizar DILEMAS Rentabilidade fraca Necessidades financeiras fortes Ganhar quota ou sair ESOS MORTOS Rentabilidade fraca Necessidades financeiras fracas Sair ou reformular Modelo BCG (+) Necessidades Financeiras (-) 76 Orlando Faísca 38

39 Marketing Função na Empresa roduto/serviço Interesse de uma Atividade Matriz McKinsey Avalia o interesse dos domínios da empresa também com base em 2 critérios: osição Concorrencial/Competitiva da Empresa Taxa Crescimento do Mercado (atratividade da atividade) 77 Marketing Função na Empresa roduto/serviço Interesse de uma Atividade Matriz McKinsey osição Competitiva da Empresa Taxa Crescimento Mercado osição Ideal 78 Orlando Faísca 39

40 Marketing Função na Empresa roduto/serviço Interesse de uma Atividade ESTRATÉGIA IMORTANTE Empresa - Definição das suas olíticas de Marketing FOCO NOS CLIENTES Angariar / Conquistar / Fidelizar / Encantar 79 roduto/serviço Exercício de erceção (em Grupo) 80 Orlando Faísca 40

41 roduto/serviço Exercício em Grupo Identificação do Grupo Nome: Nome: Nome: Data: Nome: 81 roduto/serviço Exercício de erceção (1ª parte) Mencione no retângulo abaixo o roduto/serviço (que mais gosta) que escolheu no Exercício Marketing Mix. Responda às seguintes questões: # Questão Baixa Média Alta 1 2 Qual a quota de mercado relativa do nosso roduto/serviço (quota versus principal concorrente)? Qual a taxa de crescimento do mercado no qual o nosso roduto/serviço se inclui? 82 Orlando Faísca 41

42 roduto/serviço Exercício de erceção (2ª parte) Com base nas respostas anteriores, enquadre o seu roduto/serviço na Matriz BCG. Quota de Mercado Relativa Crescimento do Mercado Elevado Reduzido Elevada Reduzida 83 roduto/serviço Exercício de erceção (3ª parte) Classifique o seu roduto/serviço baseando-se no enquadramento BCG que fez. 84 Orlando Faísca 42

43 roduto/serviço Exercício de erceção (4ª parte) Agora, foque-se na Matriz MacKinsey. osição Competitiva da Empresa Taxa Crescimento Mercado Onde posiciona sua Empresa/Área de Negócio no seu global? 85 roduto/serviço Exercício de erceção (5ª parte) Considerando o posicionamento BCG do seu roduto/serviço e o posicionamento MacKinsey da sua Empresa/Área Negócio, como classifica o sucesso do seu roduto/serviço? 86 Orlando Faísca 43

MASTER GESTÃO COMERCIAL E VENDAS

MASTER GESTÃO COMERCIAL E VENDAS MASTER GESTÃO COMERCIAL E VENDAS MASTER GESTÃO COMERCIAL E VENDAS ENQUADRAMENTO Na realidade do mercado atual, focar-se nos clientes, conhecê-los, perceber as suas necessidades e motivações, é fundamental

Leia mais

SQUADRA TRAINING IMPROVE YOUR BUSINESS PERFORMANCE! ÍNDICE CALENDÁRIO 2º SEMESTRE 2014 APRESENTAÇÃO PORTFÓLIO CONTACTOS E INFORMAÇÕES

SQUADRA TRAINING IMPROVE YOUR BUSINESS PERFORMANCE! ÍNDICE CALENDÁRIO 2º SEMESTRE 2014 APRESENTAÇÃO PORTFÓLIO CONTACTOS E INFORMAÇÕES SQUADRA TRAINING ÍNDICE 2 CALENDÁRIO 2º SEMESTRE 2014 3 APRESENTAÇÃO 5 PORTFÓLIO 14 1 CONTACTOS E INFORMAÇÕES IMPROVE YOUR BUSINESS PERFORMANCE SQUADRA TRAINING CALENDÁRIO 2º SEM. 2014 2 VENDER COM SUCESSO

Leia mais

CURSO DESENVOLVER A RELAÇÃO COM O CLIENTE

CURSO DESENVOLVER A RELAÇÃO COM O CLIENTE CURSO DESENVOLVER A RELAÇÃO COM O CLIENTE ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 03 2. DESENVOLVIMENTO A. Proposta pedagógica B. Investimento C. Condições de participação 03 03 04 04 3. FICHA DE INSCRIÇÃO 05 02 Moneris

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009

PLANO DE ENSINO 2009 1 PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( X ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Administração

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR PROJETO INTEGRADOR 1. INTRODUÇÃO Conforme as diretrizes do Projeto Pedagógico dos Cursos Superiores de Tecnologia da Faculdade Unida de Suzano

Leia mais

Valorização & Inovação no Comércio Local: Experiências & Instrumentos de Apoio

Valorização & Inovação no Comércio Local: Experiências & Instrumentos de Apoio Valorização & Inovação no Comércio Local: Experiências & Instrumentos de Apoio Iniciativas Inovadoras de Formação e Qualificação Profissional para o Comércio CIM Alto Minho 30 de junho de 2015 Missão Sucesso

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES CURSO PROFISSIONAL de Técnico de Comunicação Marketing, Relações Públicas e Publicidade DISCIPLINA: Comunicação Publicitária e Criatividade ANO: 11º Turma:

Leia mais

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada.

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. Anexo A Estrutura de intervenção As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. 1. Plano de ação para o período 2016

Leia mais

Master in Management for Human Resources Professionals

Master in Management for Human Resources Professionals Master in Management for Human Resources Professionals Em colaboração com: Master in Management for Human Resources Professionals Em colaboração com APG Um dos principais objectivos da Associação Portuguesa

Leia mais

Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação

Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação Manual Como elaborar uma estratégia de comunicação Índice Introdução Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação. Passo 2 - Defina os alvos da comunicação Passo 3 - Estabeleça os objetivos da comunicação

Leia mais

ale MANUAL DO CANDIDATO Ingresso Agosto 2012 ESPM-SUL Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Informações:

ale MANUAL DO CANDIDATO Ingresso Agosto 2012 ESPM-SUL Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Informações: ale PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE VENDAS E RELACIONAMENTO MANUAL DO CANDIDATO Ingresso Agosto 2012 ESPM-SUL Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Informações: Central de Candidatos: (51)

Leia mais

PROTEGER MARCAS NA ECONOMIA GLOBAL

PROTEGER MARCAS NA ECONOMIA GLOBAL PROTEGER MARCAS NA ECONOMIA GLOBAL SEMINÁRIO - SIAC 23174 (PI) ÉVORA 30-04-2014 PORTUGAL ANGOLA CABO CABO VERDE VERDE MACAU MOÇAMBIQUE SÃO SÃO TOMÉE PRÍNCIPE TIMOR PROTEGER MARCAS NA ECONOMIA GLOBAL Economia

Leia mais

Mónica Montenegro António Jorge Costa

Mónica Montenegro António Jorge Costa Mónica Montenegro António Jorge Costa INTRODUÇÃO... 4 REFERÊNCIAS... 5 1. ENQUADRAMENTO... 8 1.1 O sector do comércio em Portugal... 8 2. QUALIDADE, COMPETITIVIDADE E MELHORES PRÁTICAS NO COMÉRCIO... 15

Leia mais

Banco Popular, Espanha

Banco Popular, Espanha Banco Popular, Espanha Tecnologia avançada de automação do posto de caixa para melhorar a eficiência e beneficiar a saúde e segurança dos funcionários O recirculador de notas Vertera contribuiu para impulsionar

Leia mais

MBA em Gestão Estratégica de Marketing e Mercados

MBA em Gestão Estratégica de Marketing e Mercados MBA em Gestão Estratégica de Marketing e Mercados 1-OBJETIVOS OBJETIVO GERAL: Especializar profissionais com diploma do curso superior, que atuem nos setores empresariais, estratégicos, gerenciais e técnicos

Leia mais

Pesquisa de Remuneração. Pesquisa de Remuneração Edição 2012

Pesquisa de Remuneração. Pesquisa de Remuneração Edição 2012 Pesquisa de Remuneração Edição 2012 Consultoria - Gestão de Capital Humano Pesquisa de Remuneração A Deloitte conta com importantes métodos e parâmetros para ajudá-lo a definir mais adequadamente as estratégias

Leia mais

O CURSO OBJETIVOS PÚBLICO ALVO METODOLOGIA

O CURSO OBJETIVOS PÚBLICO ALVO METODOLOGIA O CURSO Mergulho profundo e intenso em todas as práticas do marketing atual, procurando garantir aos alunos autossuficiência, competitividade, assimilação e domínio. Todas as aulas relacionam-se, exclusivamente,

Leia mais

Faculdade da Alta Paulista

Faculdade da Alta Paulista Plano de Ensino Disciplina: Marketing Aplicado aos Negócios Código: Série: 3ª Série Obrigatória ( x ) Optativa ( ) CH Teórica: CH Prática: CH Total: 80 horas Período Letivo: 2015 Obs: Objetivo Geral: Apresentar

Leia mais

CRM. Customer Relationship Management

CRM. Customer Relationship Management CRM Customer Relationship Management CRM Uma estratégia de negócio para gerenciar e otimizar o relacionamento com o cliente a longo prazo Mercado CRM Uma ferramenta de CRM é um conjunto de processos e

Leia mais

Capacitação em Marketing e Vendas para empresas de TI

Capacitação em Marketing e Vendas para empresas de TI Capacitação em Marketing e Vendas para empresas de TI Treinamentos e oficinas para empresas de Tecnologia da Informação 2 Transmitir uma visão abrangente e integrada de aspectos relacionados a marketing

Leia mais

Seminário de apresentação da Rede Gestus

Seminário de apresentação da Rede Gestus Seminário de apresentação da Rede Gestus Rede Gestus O LOGOTIPO Rede Gestus Internacionalização Zona 4 Gestus Compras Cartão ECOTUR Portal Gestus Cartão Gestus Contact Center CRM Zona 4 O LOGOTIPO Características:

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Administração Qualificação:

Leia mais

A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial.

A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial. POWERING BUSINESS QUEM SOMOS A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial. Desde 1987 que desenvolvemos um trabalho

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DE CURTA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do

Leia mais

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras Por Marcelo Bandeira Leite Santos 13/07/2009 Resumo: Este artigo tem como tema o Customer Relationship Management (CRM) e sua importância como

Leia mais

. Indice. 1 Introdução. 2 Quem Somos. 3 O que Fazemos. 4 Planejamento. 5 Serviços. 6 Cases. 9 Conclusão

. Indice. 1 Introdução. 2 Quem Somos. 3 O que Fazemos. 4 Planejamento. 5 Serviços. 6 Cases. 9 Conclusão . Indice 1 Introdução 2 Quem Somos 3 O que Fazemos 4 Planejamento 5 Serviços 6 Cases 9 Conclusão . Introdução 11 Segundo dados de uma pesquisa Ibope de 2013, o Brasil ocupa a terceira posição em quantidade

Leia mais

Marketing Turístico e Hoteleiro

Marketing Turístico e Hoteleiro 1 CAPÍTULO I Introdução ao Marketing Introdução ao Estudo do Marketing Capítulo I 1) INTRODUÇÃO AO MARKETING Sumário Conceito e Importância do marketing A evolução do conceito de marketing Ética e Responsabilidade

Leia mais

Data de Lançamento do RFP: 23/05/2005

Data de Lançamento do RFP: 23/05/2005 REQUEST FOR PROPOSAL Data de Lançamento do RFP: 23/05/2005 Data Limite para Submissão de Propostas: 26/05/2005 Conteúdo 1. Overview da Empresa 2. Objetivo da RFP 3. Escopo do Projeto 4. Diretrizes para

Leia mais

Empreender 360º - Apoios ao Empreendedorismo! 23-05-2014. http://www.strongautomotive.com/step-back-evaluate-2014-marketing-plan/

Empreender 360º - Apoios ao Empreendedorismo! 23-05-2014. http://www.strongautomotive.com/step-back-evaluate-2014-marketing-plan/ Empreender 360º - Apoios ao Empreendedorismo! 23-05-2014 http://www.strongautomotive.com/step-back-evaluate-2014-marketing-plan/ Estrutura possível de um plano de marketing 1. Sumário Executivo 7. Marketing-mix

Leia mais

) A B M O E Ã ( Ç S E A IR S E D R M P E M E E IVO T D U O C Ã E Ç X A E R O T D IS A R IN T M S D E A Colaboração; M E

) A B M O E Ã ( Ç S E A IR S E D R M P E M E E IVO T D U O C Ã E Ç X A E R O T D IS A R IN T M S D E A Colaboração; M E MESTRADO EXECUTIVO EM DIREÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS (EMBA) Colaboração; MESTRADO EXECUTIVO EM DIREÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS (EMBA) DIRIGIDO A: OBJETIVOS: Graduados universitários e profissionais

Leia mais

apresenta the inbound marketing agency

apresenta the inbound marketing agency apresenta the inbound marketing agency the inbound marketing agency Através de uma filosofia de atração, a Link&Grow pretende revolucionar o mercado digital implementando novas metodologias de marketing

Leia mais

Importância e Interesse do Tema

Importância e Interesse do Tema PROGRAMA UNIVERSIDADES 2015 COMPETÊNCIAS TRANSVERSAIS PARA A EMPREGABILIDADE Local: Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa 1ª Sessão - "Os desafios da Empregabilidade dos jovens

Leia mais

MASTER EXECUTIVO GESTÃO ESTRATÉGICA

MASTER EXECUTIVO GESTÃO ESTRATÉGICA MASTER EXECUTIVO GESTÃO ESTRATÉGICA MASTER EXECUTIVO GESTÃO ESTRATÉGICA OBJETIVOS: promover competências pessoais específicas; disponibilizar ferramentas práticas de gestão de competências pessoais e profissionais;

Leia mais

UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG

UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING MÓDULO I 304101 FUNDAMENTOS DE MARKETING Fundamentos do Marketing. Processo de Marketing.

Leia mais

Disciplina: Unidade II: Prof.: E-mail: Período:

Disciplina: Unidade II: Prof.: E-mail: Período: Encontro 12 Disciplina: Planejamento Estratégico de Marketing Unidade II: Análise do Ambiente de Marketing Prof.: Mario Filho E-mail: pro@mariofilho.com.br Período: 4º. ADM 4. A Matriz BCG A Matriz BCG

Leia mais

ACIMA DE TUDO COMUNICAÇÃO

ACIMA DE TUDO COMUNICAÇÃO ACIMA DE TUDO COMUNICAÇÃO 1ª. Edição Página 1 São Paulo-SP-2012 Nelson Batista de Sousa Página 2 Página 3 Página 4 Página 5 1ª. Edição 2011 Blog do Autor: http://nbdesousa.spaceblog.com.br/ Contato: nbs.administracao@gmail.com

Leia mais

APRESENTAÇÃO. www.get-pt.com 1

APRESENTAÇÃO. www.get-pt.com 1 APRESENTAÇÃO www.get-pt.com 1 -2- CULTURA GET -1- A nossa Visão Acreditamos que o elemento crítico para a obtenção de resultados superiores são as Pessoas. A nossa Missão A nossa missão é ajudar a melhorar

Leia mais

REENGENHARIA PARTE I

REENGENHARIA PARTE I REENGENHARIA PARTE I Introdução O que é a REENGHENHARIA? De acordo com a definição original de Hammer e Champy, a reengenharia é a Implementação de mudanças radicais que, ao redesenhar os processos de

Leia mais

ISO 9001:2015. www.apcergroup.com. Rui Oliveira APCER

ISO 9001:2015. www.apcergroup.com. Rui Oliveira APCER ISO 9001:2015 Rui Oliveira APCER Agenda Enquadramento do Processo de Revisão Principais Mudanças Pensamento Baseado em Risco Informação Documentada Princípios da Qualidade Próximos Passos Cronograma para

Leia mais

NOVOS FUNDOS COMUNITÁRIOS

NOVOS FUNDOS COMUNITÁRIOS NOVOS FUNDOS COMUNITÁRIOS Sessão de Esclarecimento Associação Comercial de Braga 8 de abril de 2015 / GlobFive e Creative Zone PT2020 OBJETIVOS DO PORTUGAL 2020 Promover a Inovação empresarial (transversal);

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO NOVAS LIDERANÇAS

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO NOVAS LIDERANÇAS Apresentação Atenta aos movimentos do mercado e ao cenário competitivo vivenciado pelas empresas e profissionais, a ADVB/RS atua na área de educação corporativa e oferece conhecimentos alinhado às principais

Leia mais

Negócios à Sua dimensão

Negócios à Sua dimensão Negócios à Sua dimensão O seu Software de Gestão acompanha-o? O ArtSOFT pode ser a solução de gestão da sua empresa. O ArtSOFT Profissional permite o controlo total sobre a gestão da sua empresa, assegura

Leia mais

Optimized Educational Performance

Optimized Educational Performance Optimized Educational Performance powered by A BEST ajuda-o a tomar decisões inteligentes, otimizando os processos da sua Instituição, de modo a alcançar os objetivos estratégicos. Atualmente, as Instituições

Leia mais

Prof. Jessé Rodrigues FORMAÇÃO PARA GERENTES DE MARKETING DIGITAL

Prof. Jessé Rodrigues FORMAÇÃO PARA GERENTES DE MARKETING DIGITAL Prof. Jessé Rodrigues FORMAÇÃO PARA GERENTES DE MARKETING DIGITAL Conteúdo Programático Módulo 3 Primeiros Passos do Planejamento Como identificar norteadores estratégicos Como definir seus objetivos quantitativos

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: São José do Rio Pardo Código: 150 Município: São José do Rio Pardo Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível

Leia mais

Documento que sistematiza informação sobre a ideia de negócio, como pretende implementá-la, e que resultados espera obter no futuro.

Documento que sistematiza informação sobre a ideia de negócio, como pretende implementá-la, e que resultados espera obter no futuro. Feira do Empreendedor 2014 Documento que sistematiza informação sobre a ideia de negócio, como pretende implementá-la, e que resultados espera obter no futuro. É essencial para a estruturação e defesa

Leia mais

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010 Técnicas de Secretariado Departamento Comercial e Marketing Módulo 23- Departamento Comercial e Marketing Trabalho realizado por: Tânia Leão Departamento

Leia mais

Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba

Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba MBA em Gestão de Vendas e Relacionamento O programa desenvolve conhecimentos e habilidades que possibilitem ao profissional atender de

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014

Plano de Trabalho Docente 2014 Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC Profª Nair Luccas Ribeiro Código: 156 Município: Teodoro Sampaio Eixo Tecnológico: Gestão e Negócio Habilitação Profissional: Técnico em Administração

Leia mais

Caso Compal. Docente: Professor Doutor Fernando Gaspar Disciplina: Distribuição

Caso Compal. Docente: Professor Doutor Fernando Gaspar Disciplina: Distribuição Fonte: Google imagens Caso Compal Docente: Professor Doutor Fernando Gaspar Disciplina: Distribuição Discentes: Ivo Vieira nº 080127020 Nuno Carreira nº 080127009 João Franco nº 080127034 Edgar Carvalho

Leia mais

O CICLO DE VIDA DOS PRODUTOS E A GESTÃO ESTRATÉGICA DAS EMPRESAS. Trabalho elaborado por: Ana Cristina de Sousa Pereira Bruno Miguel Q. E.

O CICLO DE VIDA DOS PRODUTOS E A GESTÃO ESTRATÉGICA DAS EMPRESAS. Trabalho elaborado por: Ana Cristina de Sousa Pereira Bruno Miguel Q. E. O CICLO DE VIDA DOS PRODUTOS E A GESTÃO ESTRATÉGICA DAS EMPRESAS Trabalho elaborado por: Ana Cristina de Sousa Pereira Bruno Miguel Q. E. Marques O CICLO DE VIDA DOS PRODUTOS O ciclo de vida dos produtos

Leia mais

Prof. Marcelo Mello. Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E

Prof. Marcelo Mello. Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E Prof. Marcelo Mello Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E TRADE MARKETING Trade Marketing é confundido por algumas empresas como um conjunto de ferramentas voltadas para a promoção e a comunicação dos produtos. O

Leia mais

A Comunicação Mercadológica como Fator de Vantagem Competitiva Empresarial 1

A Comunicação Mercadológica como Fator de Vantagem Competitiva Empresarial 1 A Comunicação Mercadológica como Fator de Vantagem Competitiva Empresarial 1 Tiago Miranda RIBEIRO 2 Kenney Alves LIBERATO 3 Thays Regina Rodrigues PINHO 4 PALAVRAS-CHAVE: comunicação; marketing; estratégia.

Leia mais

Marketing do Petróleo: construindo vantagens

Marketing do Petróleo: construindo vantagens Marketing do Petróleo: construindo vantagens Competitivas objetivos O setor de petróleo e gás brasileiro é considerado um dos mais promissores do mercado mundial, principalmente após as descobertas do

Leia mais

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Com uma abordagem inovadora e lúdica, o professor Paulo Gerhardt tem conquistado plateias em todo o Brasil. Seu profundo

Leia mais

comunicação & marketing

comunicação & marketing A glow é uma empresa especializada em comunicação integrada, criada para dar resposta às necessidades específicas das empresas, associações e instituições que operam nos sectores dos transportes e logística,

Leia mais

ENDOMARKETING. Workshop. 12, 14 e 16 de Maio. Dias que vão. mudar a sua empresa. Marketing Interno: MOBILIZAR PARA GERAR RESULTADOS EPIC SANA LUANDA

ENDOMARKETING. Workshop. 12, 14 e 16 de Maio. Dias que vão. mudar a sua empresa. Marketing Interno: MOBILIZAR PARA GERAR RESULTADOS EPIC SANA LUANDA ENDOMARKETING Workshop Marketing Interno: MOBILIZAR PARA GERAR RESULTADOS Dias que vão mudar a sua empresa 12, 14 e 16 de Maio EPIC SANA LUANDA Uma ferramenta estratégica e fundamental da empresa moderna.

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro

PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro Anexo 3 PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro 1. Capa 2. Sumário 3. Sumário executivo 4. Descrição da empresa 5. Planejamento Estratégico do negócio 6. Produtos e Serviços 7. Análise de Mercado 8. Plano de Marketing

Leia mais

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida Unidade IV MERCADOLOGIA Profº. Roberto Almeida Conteúdo Aula 4: Marketing de Relacionamento A Evolução do Marketing E-marketing A Internet como ferramenta As novas regras de Mercado A Nova Era da Economia

Leia mais

Go-to-innovation. GTI program

Go-to-innovation. GTI program Go-to-innovation GTI program Jan. 15 O que é o GTI Program? O GTI Go to innovation é um programa enquadrado no âmbito dos serviços de consultoria em marketing, prestados pela Squadra. Investir na área

Leia mais

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios UNIMEP MBA em Gestão e Negócios Módulo: Sistemas de Informações Gerenciais Aula 4 TI com foco nos Negócios: Áreas envolvidas (Parte II) Flávio I. Callegari www.flaviocallegari.pro.br O perfil do profissional

Leia mais

4. ESTRATÉGIAS DE MARKETING INTERNACIONAL

4. ESTRATÉGIAS DE MARKETING INTERNACIONAL 4. ESTRATÉGIAS DE MARKETING INTERNACIONAL 4.1- TIPOS DE ESTRATÉGIA DE MARKETING 4.2- PLANEAMENTO ESTRATÉGICO PARA O MARKETING 4.3- ESTRUTURA CONCEPTUAL PARA ESTRATÉGIA DE MARKETING 4.4- MODELOS COMO INSTRUMENTOS

Leia mais

Estudos de Imagem e Notoriedade

Estudos de Imagem e Notoriedade Estudos de Imagem e Notoriedade 1- Enquadramento O Serviço: Relatórios Avaliação da Imagem e Notoriedade das organizações, bem como da força de marca e posicionamento face à concorrência. Para que Serve:

Leia mais

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto CURRÍCULO DO PROFESSOR Administradora com mestrado e doutorado em engenharia de produção

Leia mais

MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado)

MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado) MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado) Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições Abertas Turma 14 (Nova) -->Início Confirmado:05/07/2013 Mercados dinâmicos têm imposto desafios crescentes para as empresas:

Leia mais

2ª Conferência. Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender. 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI

2ª Conferência. Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender. 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI 2ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI Patrocinador Principal Patrocinadores Globais APDSI Internet, Negócio e Redes Sociais

Leia mais

PHC Mensagens SMS. Desenvolva o potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC

PHC Mensagens SMS. Desenvolva o potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC PHCMensagens SMS DESCRITIVO O módulo PHC Mensagens SMS permite o envio de mensagens a múltiplos destinatários em simultâneo, sem ser necessário criar e enviar uma a uma. Comunique com mais sucesso: ganhe

Leia mais

Agente. Análise SWOT. Auditoria de marketing. Break-even-point Cadeia de lojas Canal de distribuição Canibalização. Cash-and-carry Central de compras

Agente. Análise SWOT. Auditoria de marketing. Break-even-point Cadeia de lojas Canal de distribuição Canibalização. Cash-and-carry Central de compras Termo Agente Análise SWOT Auditoria de marketing Break-even-point Cadeia de lojas Canal de distribuição Canibalização Cash-and-carry Central de compras Ciclo de vida do produto/serviço Contexto de marketing

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) «

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) « CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) «21. É falacioso falar que o marketing é filho do capitalismo e, portanto, apenas ajudaria a concentrar a renda satisfazendo necessidades supérfluas

Leia mais

AGÊNCIA DE MARKETING DE CONTEÚDOS - CATÁLOGO DE SERVIÇOS 2015 -

AGÊNCIA DE MARKETING DE CONTEÚDOS - CATÁLOGO DE SERVIÇOS 2015 - AGÊNCIA DE MARKETING DE CONTEÚDOS - CATÁLOGO DE SERVIÇOS 2015-1 2 INBOUNDWARE Somos uma Agência de Marketing de Conteúdos. Ajudamos as marcas a comunicar através de ferramentas online e offline. A nossa

Leia mais

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Redesenhando a forma como empresas operam e envolvem seus clientes e colaboradores no mundo digital. Comece > Você pode construir de fato uma

Leia mais

O que significa esta sigla?

O que significa esta sigla? CRM Para refletir... Só há duas fontes de vantagem competitiva. A capacidade de aprender mais sobre nossos clientes, mais rápido que o nosso concorrente e a capacidade de transformar este conhecimento

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015

Plano de Trabalho Docente 2015 Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC MONSENHOR ANTONIO MAGLIANO Código: 088 Município: GARÇA / SP Eixo tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Competindo com Tecnologia da Informação. Objetivos do Capítulo

Competindo com Tecnologia da Informação. Objetivos do Capítulo Objetivos do Capítulo Identificar as diversas estratégias competitivas básicas e explicar como elas podem utilizar a tecnologia da informação para fazer frente às forças competitivas que as empresas enfrentam.

Leia mais

E-BOOK [TÍTULO DO DOCUMENTO] Matrix [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa]

E-BOOK [TÍTULO DO DOCUMENTO] Matrix [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa] E-BOOK [TÍTULO DO DOCUMENTO] Matrix [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa] 1 Sumário O Surgimento do Analista de Redes Sociais... 2 O que é um Analista de Redes Sociais?... 5 Qual é o Perfil do Analista

Leia mais

ESTRATÉGIA CORPORATIVA

ESTRATÉGIA CORPORATIVA CORPORATIVA CORPORATIVA Por Rodrigo Cantusio Segurado Estratégia é o caminho escolhido para atingir objetivos e satisfazer ambições a partir da criação de uma única e valiosa posição envolvendo um conjunto

Leia mais

Planejamento de Campanha Publicitária

Planejamento de Campanha Publicitária Planejamento de Campanha Publicitária Prof. André Wander UCAM O briefing chegou. E agora? O profissional responsável pelo planejamento de campanha em uma agência de propaganda recebe o briefing, analisa

Leia mais

CRM Uma ferramenta tecnológica inovadora

CRM Uma ferramenta tecnológica inovadora CRM Uma ferramenta tecnológica inovadora Nelson Malta Callegari (UTFPR) nelson.estudo@gmail.com Prof Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefet.br Prof Dr. Antonio Carlos de Francisco (UTFPR) acfrancisco@pg.cefetpr.br

Leia mais

REGULAMENTO FORMAÇÃO INTERNA DE INFORMÁTICA 2011. MICROSOFT EXCEL (2 níveis) E POWERPOINT (1 nível) OBJETIVO: FORMANDOS: FORMADOR:

REGULAMENTO FORMAÇÃO INTERNA DE INFORMÁTICA 2011. MICROSOFT EXCEL (2 níveis) E POWERPOINT (1 nível) OBJETIVO: FORMANDOS: FORMADOR: REGULAMENTO FORMAÇÃO INTERNA DE INFORMÁTICA 2011 MICROSOFT EXCEL (2 níveis) E POWERPOINT (1 nível) OBJETIVO: Os cursos destinam se a todos os colaboradores que tenham necessidade de utilizar o Excel e

Leia mais

Sinopse das Unidades Curriculares Mestrado em Marketing e Comunicação. 1.º Ano / 1.º Semestre

Sinopse das Unidades Curriculares Mestrado em Marketing e Comunicação. 1.º Ano / 1.º Semestre Sinopse das Unidades Curriculares Mestrado em Marketing e Comunicação 1.º Ano / 1.º Semestre Marketing Estratégico Formar um quadro conceptual abrangente no domínio do marketing. Compreender o conceito

Leia mais

MARKETING EMPRESARIAL. Especialização em Gestão da Produção

MARKETING EMPRESARIAL. Especialização em Gestão da Produção MARKETING EMPRESARIAL Especialização em Gestão da Produção Aula 1 Introdução à disciplina Conceitos e histórico Importância do marketing para a organização Ambiente de marketing Informações básicas Responsável:

Leia mais

Capacitação em Valorização de Tecnologias

Capacitação em Valorização de Tecnologias Capacitação em Valorização de Tecnologias Enquadramento No âmbito do projeto INESPO 2 Innovation Network Spain-Portugal, as universidades parceiras propuseram-se dinamizar uma ação de Capacitação em Valorização

Leia mais

Musculação e Treinamento Personalizado: Marketing Pessoal & Fidelização de Clientes

Musculação e Treinamento Personalizado: Marketing Pessoal & Fidelização de Clientes Musculação e Treinamento Personalizado: Marketing Pessoal & Fidelização de Clientes Copyright 2011 Edvaldo de Farias Prof. Edvaldo de Farias, MSc. material disponível em www.edvaldodefarias.com Minha expectativa

Leia mais

7. POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO. 7.1- Comunicação 7.2- Publicidade 7.3- Promoção 7.4- Marketing directo

7. POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO. 7.1- Comunicação 7.2- Publicidade 7.3- Promoção 7.4- Marketing directo 7. POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO 7.1- Comunicação 7.2- Publicidade 7.3- Promoção 7.4- Marketing directo A COMUNICAÇÃO Comunicar Comunicar no marketing emitir mensagem para alguém emitir mensagem para o mercado

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Desde Janeiro 2006 Responsável pela Unidade de Negócios da Lisboagás para Lisboa e Amadora.

CURRICULUM VITAE. Desde Janeiro 2006 Responsável pela Unidade de Negócios da Lisboagás para Lisboa e Amadora. CURRICULUM VITAE Nome: Nuno Miguel de Campos Matos Vaz Neto Morada: Rua João de Oliveira Miguens, 5-5º C Código Postal e Localidade: 1350-187 Lisboa Nacionalidade: Portuguesa Telefone: +351917765911 E-mail:

Leia mais

FIB - FACULDADES INTEGRADAS DE BAURU CURSO DE PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU

FIB - FACULDADES INTEGRADAS DE BAURU CURSO DE PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU FIB - FACULDADES INTEGRADAS DE BAURU CURSO DE PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU GESTÃO INTEGRADA: PESSOAS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO TURMA V E EIXOS TEMÁTICOS PARA A MONOGRAFIA FINAL Professor Ms. Carlos Henrique

Leia mais

PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DE NOVOS PROJETOS EMPRESARIAIS

PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DE NOVOS PROJETOS EMPRESARIAIS ROGRAMA DE ACELERAÇÃO DE NOVOS ROJETOS EMRESARIAIS Workshops de Trabalho e Capacitação 2ª Edição Start-ups e Empreendedores Objetivos gerais Dotar os jovens empreendedores de conhecimentos e competências-base

Leia mais

MBA em Gestão Empresarial Prof. Luiz Henrique Moreira Gullaci, Ms. : luizhenrique@gullaci.com.br

MBA em Gestão Empresarial Prof. Luiz Henrique Moreira Gullaci, Ms. : luizhenrique@gullaci.com.br Aula 3 Modelos de Estratégias de Crescimento MBA em Gestão Empresarial Prof. Luiz Henrique Moreira Gullaci, Ms. : luizhenrique@gullaci.com.br PRINCIPAIS MATRIZES DE ANÁLISE EM PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIA

Leia mais

O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001

O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001 O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001 Andreia Martins Gestora de Cliente andreia.martins@apcer.pt Tópicos Enquadramento do Processo de Revisão Principais Alterações Pensamento Baseado em Risco Informação Documentada

Leia mais

Item 2- Marketing. Atendimento

Item 2- Marketing. Atendimento Item 2- Marketing Atendimento Item 2- Marketing Atendimento Processo usado para determinar quais produtos ou serviços poderão interessar aos consumidores e qual a melhor estratégia a ser utilizada nas

Leia mais

Gestão de Equipas. Lisboa, 11 e 18 de abril de 2013. www.pwc.pt/academy. Academia da PwC

Gestão de Equipas. Lisboa, 11 e 18 de abril de 2013. www.pwc.pt/academy. Academia da PwC www.pwc.pt/academy Gestão de Equipas Lisboa, 11 e 18 de abril de 2013 Academia da PwC O sucesso das organizações depende cada vez mais de equipas de alto desempenho. Venha conhecer connosco as melhores

Leia mais

WINE MARKETING & ENOTURISMO

WINE MARKETING & ENOTURISMO WINE MARKETING & ENOTURISMO ESPECIALIZAÇÃO 2 DE NOVEMBRO DE 2015 A 29 DE FEVEREIRO DE 2016 14 DIAS 72H 10 MÓDULOS Iniciativa: Formação acreditada por: Media Partners: CONSUMIDOR MERCADO PRODUTO POSICIONAMENTO

Leia mais

PALAVRAS CHAVE RESUMO

PALAVRAS CHAVE RESUMO ESIG2001 SPATIAL INTELLIGENCE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA COMO MEIO DE SUPORTE À DECISÃO João Machado Costa, Rui Marques Ferreira Novabase www.novabase.pt joao.machado@novabase.pt PALAVRAS CHAVE Spatial Information

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS FACTOS A Internet mudou profundamente a forma como as pessoas encontram, descobrem, compartilham, compram e se conectam. INTRODUÇÃO Os meios digitais, fazendo hoje parte do quotidiano

Leia mais

Pós Graduação em Comunicação Organizacional Integrada

Pós Graduação em Comunicação Organizacional Integrada Público - alvo Pós Graduação em Organizacional Integrada Indicado para profissionais de comunicação organizacional, relações públicas, assessores de comunicação, gestores de comunicação, bem como para

Leia mais

FATEC Cruzeiro José da Silva. Ferramenta CRM como estratégia de negócios

FATEC Cruzeiro José da Silva. Ferramenta CRM como estratégia de negócios FATEC Cruzeiro José da Silva Ferramenta CRM como estratégia de negócios Cruzeiro SP 2008 FATEC Cruzeiro José da Silva Ferramenta CRM como estratégia de negócios Projeto de trabalho de formatura como requisito

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária Área de Comunicação Tecnologia em Produção Publicitária Curta Duração Tecnologia em Produção Publicitária CARREIRA EM PRODUÇÃO PUBLICITÁRIA Nos últimos anos, a globalização da economia e a estabilização

Leia mais

Alta performance para o crescimento sustentável

Alta performance para o crescimento sustentável Alta performance para o crescimento sustentável Hay Group Client Meeting - 16 de Abril de 2013 Renato Ferrari 64% Acreditam que a gestão de desempenho é o segundo maior impulsionador de negócios depois

Leia mais

10.1. Estratégias para desenvolvimento de novos produtos

10.1. Estratégias para desenvolvimento de novos produtos Módulo 10. Planejamento de novos produtos Uma economia sofrendo as conseqüências de um mercado globalizado, onde a concorrência não dorme nem perdoa atrasos ou percalços. Esta é o macro ambiente onde estão

Leia mais