PRINCE2 Glossary of Terms English - Brazilian Portuguese

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PRINCE2 Glossary of Terms English - Brazilian Portuguese"

Transcrição

1 Term Description Translated term Translated description accept (risk response) A risk response to a threat where a conscious and deliberate decision is taken to retain the threat, having discerned that it is more economical to do so than to attempt a risk response action. The threat should continue to be monitored to ensure that it remains tolerable. aceitar (resposta a riscos) Tipo de resposta a uma ameaça onde, em consenso, uma decisão é deliberada para a ameaça ser preservada, tendo-se a consciência de que é mais econômico do que tomar uma ação para responder ao risco. A ameaça deve ser continuamente monitorada para garantir que permaneça tolerável. acceptance The formal act of acknowledging that the project has met agreed acceptance criteria and thereby met the requirements of its stakeholders. aceitação Ato formal de reconhecer que o projeto alcançou o critério de aceitação acordado, assim como os requerimentos de suas partes interessadas. acceptance criteria A prioritized list of criteria that the project product must meet before the customer will accept it, i.e. measurable definitions of the attributes that must apply to the set of products to be acceptable to key stakeholders. critério de aceitação Lista de critérios priorizados, à qual o(s) produto(s) do projeto deve(m) atender antes de ser aceito pelo cliente, isto é, uma definição mensurável dos atributos que devem ser aplicados a um conjunto de produtos para que sejam aceitáveis pelas principais partes interessadas. activity An activity is a process, function or task that occurs over time, has recognizable results and is managed. They are usually defined as part of processes or plans. atividade É um processo, função ou tarefa que ocorre no tempo, possui resultados reconhecidos e é gerenciado. As atividades são, usualmente, definidas como parte de processos ou planos. 1

2 agile methods Agile methods are (mostly) software development methods that apply the project approach of using short time-boxed iterations where products are incrementally developed. PRINCE2 is compatible with agile principles. métodos ágeis Métodos ágeis são (na maioria das vezes) métodos de desenvolvimento de software, que aplicam uma abordagem de projetos com interações de curto intervalo de tempo, onde os produtos são incrementalmente desenvolvidos. PRINCE2 é compatível com os princípios ágeis. approval The formal confirmation that a product is complete and meets its requirements (less any concessions) as defined by its Product Description. aprovação Confirmação formal de que o produto está completo e que atende aos seus requerimentos (menos concessões) definidos em sua Descrição do Produto. approver The person or group (e.g. a Project Board) who is identified as qualified and authorized to approve a (management or specialist) product as being complete and fit for purpose. aprovador Pessoa ou grupo (por exemplo, Comitê Diretor do Projeto) qualificado e autorizado para aprovar um produto (de gerenciamento ou especialista) como completo e que atende ao seu propósito. assumption A statement that is taken as being true for the purposes of planning, but which could change later. An assumption is made where some facts are not yet known or decided, and is usually reserved for matters of such significance that if they change, or turn out not to be true, then there will need to be considerable re-planning. premissa Situação considerada verdadeira para os propósitos (ou objetivos!) de planejamento, mas que poderá mudar posteriormente (ou a qualquer momento). Uma premissa é feita quando alguns fatos ainda não são conhecidos ou estão decididos. É usualmente reservada para situações de tal importância (ou tão importantes) que, caso as circunstâncias mudem ou não se tornem verdadeiros, um novo planejamento torna-se necessário. 2

3 assurance All the systematic actions necessary to provide confidence that the target (system, process, organization, programme, project, outcome, benefit, capability, product output, deliverable) is appropriate. Appropriateness might be defined subjectively or objectively in different circumstances. The implication is that assurance will have a level of independence from that which is being assured. See Project Assurance and quality assurance garantia Todas as ações sistemáticas necessárias para dar confiança de que o alvo (sistema, processo, organização, programa, projeto, resultado, benefício, capacidade, produto de saída, entrega) está adequado. A adequação pode ser definida subjetivamente ou objetivamente, em diferentes circunstâncias. A implicação é que a garantia terá um nível de independência sobre aquilo que está sendo garantido. Veja Garantia do Projeto e garantia de qualidade. authority The right to allocate resources and make decisions (applies to project, stage and team levels). autoridade Direito de alocar recursos e tomar decisões (aplica-se ao nível do projeto, estágio e equipe). authorization The point at which an authority is granted. autorização Ponto no qual uma autoridade é concedida. avoid (risk response) A risk response to a threat where the threat either can no longer have an impact or can no longer happen. evitar (resposta a riscos) Resposta a risco para uma ameaça de forma que ela não tenha qualquer impacto ou não aconteça. baseline Reference levels against which an entity is monitored and controlled. linha de base Níveis de referência com os quais uma entidade é monitorada e controlada. baseline management product A type of management product that defines aspects of the project and, once approved, is subject to change control. produto de gerenciamento do tipo linha de base Tipo de produto de gerenciamento que define aspectos do projeto e, uma vez aprovado, fica submetido ao controle de mudanças. 3

4 benefit The measurable improvement resulting from an outcome perceived as an advantage by one or more stakeholders. benefícios Melhorias mensuráveis, advindas (provenientes) de um resultado percebido como uma vantagem, por um ou mais partes interessadas. Benefits Review Plan Defines how and when a measurement of the achievement of the project s benefits can be made. If the project is being managed within a programme this information may be created and maintained at the programme level. Plano de Revisão de Benefícios Define quando e como o alcance dos benefícios do projeto poderá ser medido. Se o projeto estiver sendo gerenciado como parte de um programa, essa informação poderá ser criada e mantida no nível do programa. benefits tolerance The permissible deviation in the expected benefit that is allowed before the deviation needs to be escalated to the next level of management. Benefits tolerance is documented in the Business Case. See tolerance. tolerância de benefícios Faixa de desvio nos benefícios esperados, permitida antes que o desvio precise ser escalado para o próximo nível de gerenciamento. A tolerância de benefícios é documentada no Business Case. Veja tolerância. Business Case The justification for an organizational activity (project) which typically contains costs, benefits, risks and timescales, and against which continuing viability is tested. Business Case Justificativa para uma atividade organizacional (projeto), que contem tipicamente, custos, benefícios, riscos e prazos, e sobre a qual a contínua viabilidade será testada. centre of excellence A corporate co-ordinating function for portfolio, programmes and projects providing standards, consistency of methods and processes, knowledge management, assurance and training centro de excelência Função de coordenação corporativa para portfólio, programas e projetos, que possui o objetivo de prover padrões, consistência de métodos e processos, gestão de conhecimento, garantia e treinamento. 4

5 Change Authority A person or group to which the Project Board may delegate responsibility for the consideration of requests for change or off-specifications. The Change Authority may be given a change budget and can approve changes within that budget. Autoridade de Mudanças Grupo ou pessoa para o qual o Comitê Diretor do Projeto poderá delegar a responsabilidade de considerar as requisições de mudança ou não conformidades. A Autoridade de Mudanças poderá receber um orçamento para mudanças e aprovar mudanças que estejam dentro desse orçamento. change budget The money allocated to the Change Authority available to be spent on authorized requests for change. orçamento para mudanças Dinheiro alocado à Autoridade de Mudanças para ser gasto com requisições de mudança. change control The procedure that ensures that all changes that may affect the project s agreed objectives are identified, assessed and either approved, rejected or deferred. controle de mudanças Procedimento que garante que todas as requisições de mudança que possam afetar os objetivos acordados para o projeto, sejam: identificadas, avaliadas, e, consequentemente,, aprovadas, rejeitadas, ou deferidas. checkpoint A team-level, time-driven review of progress. ponto de controle Revisão programada, no nível de equipe, usualmente realizada por meio de reunião. Checkpoint Report A progress report of the information gathered at a checkpoint, which is given by a team to the Project Manager, and provides reporting data as defined in the Work Package. Relatório de Ponto de Controle Relatório de progresso obtido na reunião de ponto de controle, entregue pela equipe para o Gerente do Projeto e que fornece um relatório com dados conforme definido no Pacote de Trabalho. 5

6 closure notification Advice from the Project Board to inform all stakeholders and the host locations that the project resources can be disbanded and support services, such as space, equipment and access, demobilized. It should indicate a closure date for costs to be charged to the project. notificação de encerramento Aviso do Comitê Diretor do Projeto para informar às partes interessadas e responsáveis por locações que os recursos do projeto podem ser dispensados, e que os serviços de suporte, tais como espaços, equipamentos e acessos, podem ser desmobilizados. Esse aviso poderá indicar uma data para que os custos finais sejam cobrados ao projeto. closure recommendation A recommendation prepared by the Project Manager for the Project Board to send as a project closure notification when the board is satisfied that the project can be closed. recomendação de encerramento Recomendação preparada pelo Gerente do Projeto para o Comitê Diretor do Projeto enviar como notificação de encerramento quando este estiver satisfeito de que o projeto pode ser encerrado. Communication Management Strategy A description of the means and frequency of communication between the project, the project s stakeholders. Estratégia de Gerenciamento da Comunicação Descrição dos meios e frequência de comunicação entre o projeto e as partes interessadas. concession An off-specification that is accepted by the Project Board without corrective action. concessão Uma não conformidade que é aceita pelo Comitê Diretor do Projeto sem ação corretiva. configuration item An entity that is subject to configuration management. The entity may be a component of a product, a product, or a set of products in a release. item de configuração Entidade que está submetida ao gerenciamento de configuração. A entidade pode ser um componente de um produto, um produto, ou um conjunto de produtos em um release. Configuration Item Record A record that describes the status, version and variant of a configuration item, and any details of important relationships between them. Registro de Item de Configuração Registro que descreve o status, versão e variação de um item de configuração, e qualquer detalhe importante sobre seu relacionamento com outros itens. 6

7 configuration management Technical and administrative activities concerned with the creation, maintenance, and controlled change of configuration throughout the life of a product. gerenciamento de configuração Atividades técnicas e administrativas interessadas na criação, manutenção e mudanças controladas de configurações durante o ciclo de vida de um produto. Configuration Management Strategy A description of how and by whom the project s products will be controlled and protected. Estratégia de Gerenciamento de Configuração Descrição de como e por quem os produtos do projeto serão controlados e protegidos. configuration management system The set of processes, tools and databases that are used to manage configuration data. Typically, a project will use the configuration management system of either the customer or supplier organization. sistema de gerência de configuração Conjunto de processos, ferramentas e banco de dados usado para gerenciar os dados de configuração. Tipicamente, um projeto irá usar o sistema de gerência de configuração da organização cliente ou do fornecedor. constraints The restrictions or limitations that the project is bound by. restrições Restrições ou limitações às quais o projeto está ligado. contingency Something held in reserve typically to handle time and cost variances, or risks. PRINCE2 does not advocate the use of contingency as: Estimating variances are managed by setting tolerances Risks are managed through appropriate risk responses (including the fallback response which is contingent on the risk occurring). contingência Alguma reserva tipicamente usada para lidar com variações de tempo e custos, ou com riscos. O PRINCE2 não defende o uso de contingência dessa forma. Variações de estimativas são gerenciadas estabelecendo-se níveis de tolerâncias. Riscos são gerenciados através de respostas apropriadas (incluindo retroceder, que é uma contingência caso o risco ocorra). 7

8 corporate or programme standards These are over-arching standards that the project must adhere to. They will influence the four project strategies (Communication Management Strategy, Configuration Management Strategy, Quality Management Strategy and Risk Management Strategy) and the project controls. padrões corporativos ou do programa Existem padrões corporativos aos quais o projeto deve estar aderente. Eles influenciam as quatro estratégias do projeto (Estratégia de Gerenciamento das Comunicações, Estratégia de Gerenciamento de Configuração, Estratégia de Gerenciamento de Qualidade e Estratégia de Gerenciamento de Riscos) e os controles do projeto. corrective action A set of actions to resolve a threat to a plan s tolerances or a defect in a product. ação corretiva Conjunto de ações que objetiva resolver uma ameaça às tolerâncias do plano ou defeito em um produto. cost tolerance The permissible deviation in a plan s cost that is allowed before the deviation needs to be escalated to the next level of management. Cost tolerance is documented in the respective plan. See tolerance. tolerância de custo Faixa de desvio permitida no custo planejado, antes que o desvio precise ser escalado para o próximo nível gerencial. A Tolerância de custo é documentada no respectivo plano. Veja tolerância. customer The person or group who commissioned the work and will benefit from the end results. cliente Pessoa ou grupo que concede o trabalho e que será beneficiada com os resultados finais. customer s quality expectations A statement about the quality expected from the project product, captured in the Project Product Description. expectativa de qualidade do cliente Relato sobre a qualidade esperada do produto do projeto, capturada na Descrição do Produto do Projeto. 8

9 Daily Log Used to record problems/concerns that can be handled by the Project Manger informally. Diário do Projeto Usado para anotar, de maneira informal, os problemas e as preocupações a serem tratados pelo Gerente do Projeto. deliverable See output. entrega Veja saída. dependencies (plan) The relationship between products or activities. For example, Product C cannot start to be developed until Products A and B have been completed. Dependencies can be internal or external. Internal dependencies are those under the control of the Project Manager. External dependencies are those outside the control of the Project Manager for example, the delivery of a product required by this project from another project. dependências (plano) Relacionamento entre produtos ou atividades. Por exemplo, o Produto C não pode começar a ser desenvolvido até que os Produtos A e B estejam finalizados. Dependências podem ser internais ou externas. Dependências internas são aquelas sob o controle do Gerente do Projeto. Dependências externas estão fora do controle do Gerente do Projeto como, por exemplo, quando a entrega de um produto requerido por esse projeto depender de um outro (projeto). dis-benefit Outcomes perceived as negative by one or more stakeholders. They are actual consequences of an activity whereas, by definition, a risk has some uncertainty about whether it will materialize. contra benefício Resultados percebidos como negativos por uma ou mais partes interessadas. É uma consequência certa de uma atividade uma vez que, um risco tem uma certa incerteza quanto a sua materialização. DSDM Atern An agile project delivery framework developed and owned by the DSDM consortium. Atern uses a time-boxed and iterative approach to product development and is compatible with PRINCE2. DSDM Atern Framework ágil para entrega de projetos, desenvolvido e de propriedade do consórcio DSDM. Atern utiliza intervalos de tempo e uma abordagem iterativa para o desenvolvimento do produto. É compatível com o PRINCE2. 9

10 embedding (PRINCE2) What an organization needs to do to adopt PRINCE2 as its corporate project management method. It is different to tailoring which defines what a project needs to do to apply the method to a specific project environment. implementação (PRINCE2) O que uma organização precisa fazer para adotar o PRINCE2 como método corporativo para gerenciar projetos. É diferente de adequação, que define o que um projeto precisa para aplicar o método a um específico ambiente de projeto. End Project Report A report given by the Project Manager to the Project Board, that confirms the handover of all products and provides an updated Business Case and an assessment of how well the project has done against the original Project Initiation Documentation. Relatório Final de Projeto Relatório entregue pelo Gerente do Projeto ao Comitê Diretor do Projeto, que confirma a passagem de todos os produtos para operação e fornece um Business Case atualizado, além de uma avaliação da execução do projeto em relação ao Documento de Iniciação do Projeto original. End Stage Assessment The review by the Project Board and Project Manager of the End Stage Report to decide whether to approve the next Stage Plan. According to the size and criticality of the project, the review may be formal or informal. The authority to proceed should be documented as a formal record. Avaliação de Final de Estágio Reunião entre o Comitê Diretor do Projeto e o Gerente do Projeto para revisão do Relatório de Final de Estágio, a fim de decidirem aprovação do plano do próximo estágio. De acordo com o tamanho e a criticidade do projeto, esta reunião poderá ser formal ou informal. A autorização para prosseguir deve ser documentada como um registro formal. End Stage Report A report given by the Project Manager to the Project Board at the end of each management stage of the project. This provides information about the project performance during the stage and the project status at stage end. Relatório de Final de Estágio Relatório entregue pelo Gerente do Projeto para o Comitê Diretor do Projeto ao final de cada estágio. Fornece informação sobre o desempenho do projeto durante o estágio e o status do projeto no final do estágio. 10

11 enhance (risk response) A risk response to an opportunity where proactive actions are taken to: Enhance the probability of the event occurring Enhance the impact of the event should it occur. aumentar (resposta a riscos) Resposta a risco para uma oportunidade onde são tomadas ações pró-ativas para: Aumentar a probabilidade de o evento ocorrer; aumentando o seu impacto caso este venha a ocorrer. event-driven control This is a control that takes place when a specific event occurs. This could be, for example, the end of a stage, the completion of the Project Initiation Documentation, or the creation of an Exception Report. It could also include organizational events that may affect the project, such as the end of the financial year. controle por evento É um controle que acontece quando um evento específico ocorre. Pode ser, por exemplo, a finalização do Documento de Iniciação do Projeto ou a criação de um Relatório de Exceção. Pode incluir também eventos organizacionais que venham a afetar o projeto, como o fim do ano financeiro. exception A situation where it can be forecast that there will be a deviation beyond the tolerance levels agreed between Project Manager and Project Board (or between Project Board and corporate or programme management). exceção Situação que pode ser prevista como um desvio além dos níveis de tolerância, acordadas entre o Gerente de Projeto e o Comitê Diretor do Projeto (ou entre o Comitê Diretor e o nível corporativo ou de gerenciamento do programa). exception assessment This is a review by the Project Board to approve (or reject) an Exception Plan. avaliação da exceção É uma revisão feita pelo Comitê Diretor do Projeto para aprovar (ou rejeitar) um Plano de Exceção. Exception Plan This is a plan that often follows an Exception Report. For a Stage Plan exception, it covers the period from the present to the end of the current stage. If the exception were at a project level, the Project Plan would be replaced. Plano de Exceção É um plano que, comumente, segue um Relatório de Exceção. Para uma exceção no Plano de Estágio, esse plano cobre do momento atual até o fim do estágio corrente. Se a exceção for ao nível do Plano do Projeto, ele deverá ser substituído. 11

12 Exception Report A description of the exception situation, its impact, options, recommendation and impact of the recommendation. This report is prepared by the Project Manager for the Project Board. Relatório de Exceção Uma descrição da situação de exceção, seu impacto, opções, recomendação e impacto da recomendação. Esse relatório é preparado pelo Gerente do Projeto para o Comitê Diretor do Projeto. Executive The single individual with overall responsibility for ensuring that a project meets its objectives and delivers the projected benefits. This individual should ensure that the project maintains its business focus, that it has clear authority and that the work, including risks, is actively managed. The Executive is the chair of the Project Board, representing the customer and is responsible for the Business Case. Executivo Indivíduo com total responsabilidade para garantir que o projeto alcance seus objetivos e entregue os benefícios projetados. Esse indivíduo deverá garantir que o projeto mantenha seu foco no negócio, que tenha clara autoridade e que o trabalho, incluindo os riscos, seja ativamente gerenciado. O Executivo, além de ser o responsável pelo Comitê Diretor do Projeto, representando o cliente, é também responsável pelo Business Case. exploit (risk response) A risk response to an opportunity by seizing the opportunity to ensure that it will happen and that the impact will be realized. explorar (resposta a riscos) Resposta de risco para uma oportunidade pelo seu aproveitamento, de forma a garantir que ela acontecerá e que o impacto será realizado. 12

13 fallback (risk response) A risk response to a threat by putting in place a fallback plan for the actions that will be taken to reduce the impact of the threat should the risk occur. retroceder (resposta a riscos) Resposta de risco para uma ameaça, colocando-se em prática um plano de retrocesso com ações que visam reduzir o impacto da ameaça caso o risco ocorra. follow-on action recommendations Recommended actions related to unfinished work, ongoing issues and risks, and any other activities needed to take a product to the next phase of its life. These are summarized and included in the End Stage Report (for phased handover) and End Project Report. recomendação de ações subsequentes Ações recomendadas relativas a trabalhos não terminados, issues em andamento, e qualquer outra atividade necessária para conduzir o produto à próxima fase do seu ciclo de vida. Elas são sumarizadas e incluídas no Relatório de Final de Estágio (para passagem por fase) e no Relatório de Final de Projeto. governance (corporate) The ongoing activity of maintaining a sound system of internal control by which the directors and officers of an organization ensure that effective management systems, including financial monitoring and control systems, have been put in place to protect assets, earning capacity and the reputation of the organization. governança (corporativo) Atividade contínua de manutenção de um sólido sistema de controle interno, pelo qual, diretores e empregados de uma organização garantem que um efetivo sistema de gerenciamento, incluindo monitoramento financeiro e sistema de controle, esteja em prática para proteger os bens, dando capacidade e reputação à organização. 13

14 governance (project) Those areas of corporate governance that are specifically related to project activities. Effective governance of project management ensures that an organization s project portfolio is aligned to the organization s objectives, is delivered efficiently and is sustainable. governança (projeto) Áreas da governança corporativa, especificamente relacionadas às atividades de projetos. Uma efetiva governança do gerenciamento de projetos garante que o portfólio de projetos da organização esteja alinhado com os objetivos organizacionais, seja entregue eficientemente e seja sustentável. handover The transfer of ownership of a set of products to the respective user(s). The set of products is known as a release. There may be more than one handover in the life of a project (phased delivery). The final handover takes place in the Closing a Project processes. passagem para operação/manutenção Transferência da propriedade de um conjunto de produtos para os respectivos usuários. O conjunto de produtos é conhecido como release. Poderá existir mais de uma passagem para operação durante o ciclo de vida do projeto (entrega por fases). A passagem final se dá no processo de Fechamento do Projeto. Highlight Report A time-driven report from the Project Manager to the Project Board on stage progress. Relatório de Destaques Relatório periódico do Gerente do Projeto para o Comitê Diretor do Projeto sobre o progresso do estágio. host site A site where project work is being undertaken (for example, an office or construction site). local de hospedagem Local onde o trabalho do projeto é executado (por exemplo, um escritório ou canteiro de obras). impact (of risk) The result of a particular threat or opportunity actually occurring, or the anticipation of such a result. impacto (de risco) Resultado de uma ameaça particular, de uma oportunidade que verdadeiramente esteja ocorrendo ou, ainda, da antecipação de tal resultado. inherent risk The exposure arising from a specific risk before any action has been taken to manage it. risco inerente Exposição surgida (ou proveniente) de um risco específico, antes de alguma ação ter sido tomada para gerenciá-lo. 14

15 initiation stage The period from when the Project Board authorizes initiation to when they authorize the project (or decide not to go ahead with the project). The detailed planning and establishment of the project management infrastructure is covered by the Initiating a Project process estágio de iniciação Período que vai do momento em que o Comitê Diretor do Projeto autoriza o início do projeto até o momento em que ele decide autorizar o projeto (ou abortá-lo). O planejamento detalhado e o estabelecimento da infra-estrutura para o gerenciamento do projeto é coberto pelo Processo de Iniciação do Projeto. issue Anything happening during the project which, unless resolved, will result in a change to a baselined product, plan or objective (time, cost, quality, scope, risk and benefits). issue Coisas que acontecem durante o projeto que, se não resolvidas, resultam na mudança de um produto aprovado, de um plano ou de um objetivo (tempo, custo, qualidade, escopo, risco e benefícios). Issue Register Used to capture and maintain information on all of the issues that are being managed formally. The Issue Register should be monitored by the Project Manager on a regular basis. Registro de Issue Usado para capturar e manter informação sobre todos os issues que são gerenciados formalmente. O Registro de Issue deve ser regularmente monitorado pelo Gerente do Projeto. Issue Report A report containing the description, impact assessment and recommendations for a request for change, off-specification or a problem/concern. It is only created for those issues that need to be handled formally. Relatório de Issue Relatório que contém a descrição, o impacto e as recomendações para uma requisição de mudança não conformidade ou para um problema/preocupação. É criado apenas para aqueles issues que precisam ser tratados formalmente. 15

16 Lessons Log An informal repository for lessons that apply to this project or future projects. Notas de Lições Repositório informal para lições que se aplicam a este ou a futuros projetos. Lessons Report A report that documents any lessons that can be usefully applied to other projects. The purpose of the report is to provoke action so that the positive lessons become embedded in the organization(s) way of working and that the organization(s) is able to avoid the negative lessons on future projects. Relatório de Lições Relatório que documenta qualquer lição que seja útil para aplicação em outros projetos. O propósito do relatório é fazer com que as lições positivas sejam incorporadas pela forma de trabalho da organização e que as lições negativas sejam evitadas em futuros projetos. logs Informal repositories managed by the Project Manager that do not require any agreement by the Project Board on their format and composition. PRINCE2 has two logs: the Daily Log and the Lessons Log. anotações informais Repositórios informais gerenciados pelo Gerente do Projeto que não requerem qualquer acordo com o Comitê Diretor do Projeto quanto a formato e composição. PRINCE2 possui duas anotações informais: Diário do Projeto e Notas de Lições. management product Those products that will be required as part of managing the project, and establishing and maintaining quality (for example, Highlight Reports, End Stage Reports etc.). The management products stay constant, whatever the type of project, and can be used as described, or with any relevant modifications, for all projects. There are three types of management product: baselines, records and reports. produto de gerenciamento Aqueles produtos que serão requeridos como parte do gerenciamento do projeto, estabelecendo e mantendo a qualidade (por exemplo, Relatório de Destaques, Relatórios de Final de Estágio, etc.). Os produtos de gerenciamento permanecem constantes qualquer que seja o tipo de projeto, e podem tanto ser usados como descritos quanto com relevantes modificações para todos os projetos. Existem três tipos de produtos de gerenciamento: baselines, registros e relatórios. 16

17 management stage A management stage is the section of the project that the Project Manager is managing on behalf of the Project Board at any one time, at the end of which the Project Board wishes to review progress to date, the state of the Project Plan, Business Case and risks, and the next Stage Plan in order to decide whether to continue with the project. estágio de gerenciamento Estágio de gerenciamento é a seção do projeto que o Gerente de Projeto está gerenciando em nome do Comitê Diretor do Projeto por vez, no fim da qual o Comitê Diretor do Projeto desejará revisar o progresso atual, o estado do Plano do Projeto, o Business Case e riscos, e o Plano para o Próximo estágio para decidir se o projeto continuará. milestone A significant event in the plan s schedule such as completion of key Work Packages, a technical stage, or a management stage. ponto de decisão Evento significante no cronograma planejado, tal qual a finalização de um Pacote de Trabalho chave, um estágio técnico, ou um estágio de gerenciamento. off-specification Something that should be provided by the project, but currently is not (or is forecast not to be) provided and that the Project Manager is unable to resolve within agreed tolerances. This might be a missing product or a product not meeting its specifications. It is one type of issue. não conformidade Alguma coisa a ser fornecida pelo projeto, mas que no momento não é (ou tem previsão de não ser) fornecida e que o Gerente de Projeto pode resolver utilizando a tolerância acordada. Pode ser a falta de um produto ou um produto que não atenda às suas especificações. É um tipo de issue. operational and maintenance acceptance A specific type of acceptance by the person or group who will support the product once it is handed over into the operational environment. aceitação operacional e de manutenção Tipo específico de aceitação por um grupo ou pessoa que será responsável por suportar o produto, uma vez que for passado para o ambiente operacional. 17

18 outcome The result of change, normally affecting real-world behaviour and/or circumstances. Outcomes are desired when a change is conceived. They are achieved as a result of the activities undertaken to effect the change. resultado Resultado da mudança, normalmente afetando o comportamento do mundo real e/ou circunstâncias. Resultados são desejáveis quando a mudança for concebida. Eles são alcançados como resultado de atividades empreendidas para afetar a mudança. output A specialist product that is handed over to a user(s). Note that management products are not outputs but created solely for the purpose of managing the project. saídas (produtos/entregas) Produto especialista que é passado para um usuário(s). Note que produtos de gerenciamento não são saídas, e sim criados somente para fins de gerenciamento do projeto. performance targets A plan s goals for time, cost, quality, scope, benefits and risk. metas para desempenho Metas planejadas para tempo, custo, escopo, benefícios e risco. plan A detailed proposal for doing or achieving something detailing the what, when, how and by whom. In PRINCE2 there are only the following types of plan: Project Plan, Stage Plan, Team Plan, Exception Plan and Benefits Review Plan. plano Proposta detalhada para fazer ou alcançar alguma coisa, fornecendo o o que, quando, como, e por quem. No PRINCE2 existem somente os seguintes tipos de plano: Plano do Projeto, Plano do Estágio, Plano da Equipe, Plano de Exceção e Plano de Revisão de Benefícios. planned closure The PRINCE2 activity to close a project. encerramento planejado Atividade PRINCE2 para fechamento do projeto. 18

19 planning horizon The period of time for which it is possible to accurately plan. horizonte de planejamento Período de tempo para o qual é possível se planejar de forma acurada. portfolio All the programmes and stand-alone projects being undertaken by an organization, a group of organizations, or an organizational unit. portfólio Todos os programas e projetos isolados sendo executados por uma organização, um grupo de organização ou uma unidade organizacional. premature closure The PRINCE2 activity to close a project before its planned closure. The Project Manager must ensure that work in progress is not simply abandoned, but that the project salvages any value created to date, and checks that any gaps left by the cancellation of the project are raised to corporate or programme management. encerramento prematuro Atividade PRINCE2 de fechar um projeto antes do encerramento planejado. O Gerente do Projeto deve garantir que trabalho em curso não é simplesmente abandonado, mas que o projeto resguardará qualquer valor criado até o momento, e verificar que qualquer diferença deixada pelo cancelamento do projeto será alertada para a corporação ou gerenciamento do programa. prerequisites (plan) Any fundamental aspects that must be in place, and remain in place, for the plan to succeed. pré-requisitos (plano) Qualquer aspecto fundamental que deve estar presente para que o plano possa ter sucesso. 19

20 PRINCE2 A method that supports some selected aspects of project management. The acronym stands for PRojects IN Controlled Environments. PRINCE2 Método que suporta alguns aspectos selecionados do gerenciamento de projetos. Um acrônimo de PRojects IN Controlled Environments. PRINCE2 principle The guiding obligations for good project management practice that are the basis of a project being managed using PRINCE2. princípios PRINCE2 Guia obrigatório para o bom gerenciamento de projetos, que é a base de um projeto sendo gerenciado usando o PRINCE2. PRINCE2 project A project that applies the PRINCE2 principles. projeto PRINCE2 Projeto que aplica os princípios do PRINCE2. probability This is the evaluated likelihood of a particular threat or opportunity actually happening, including a consideration of the frequency with which this may arise. probabilidade Probabilidade quantificada de uma ameaça ou oportunidade real, incluindo uma consideração da freqüência com a qual poderá surgir. problem/concern A type of issue (other than a request for change or off specification) that the Project Manager needs to resolve or escalate. problema/preocupação Tipo de issue (diferente de requisição de mudança ou não conformidade) que o Gerente do Projeto precisa resolver ou escalar. procedure A specified series of actions for a particular aspect of project management established specifically for the project, for example a risk management procedure. procedimento Série especifica de ações para um aspecto particular do gerenciamento de projetos, e estabelecida especificamente para o projeto como, por exemplo, um procedimento de gerenciamento de riscos. 20

Project Management Activities

Project Management Activities Id Name Duração Início Término Predecessoras 1 Project Management Activities 36 dias Sex 05/10/12 Sex 23/11/12 2 Plan the Project 36 dias Sex 05/10/12 Sex 23/11/12 3 Define the work 15 dias Sex 05/10/12

Leia mais

Rodrigo B. Neves, PMP Diretor Gerência de Projetos - Flag IntelliWan rbneves@flag.com.br MSN: rodrigo_neves@hotmail.com

Rodrigo B. Neves, PMP Diretor Gerência de Projetos - Flag IntelliWan rbneves@flag.com.br MSN: rodrigo_neves@hotmail.com Infocon 2004 Rodrigo B. Neves, PMP Diretor Gerência de Projetos - Flag IntelliWan rbneves@flag.com.br MSN: rodrigo_neves@hotmail.com Agenda Definição; Histórico; Governança Coorporativa de TI; O Modelo

Leia mais

CMDB no ITIL v3. Miguel Mira da Silva. mms@ist.utl.pt 919.671.425

CMDB no ITIL v3. Miguel Mira da Silva. mms@ist.utl.pt 919.671.425 CMDB no ITIL v3 Miguel Mira da Silva mms@ist.utl.pt 919.671.425 1 CMDB v2 Configuration Management IT components and the services provided with them are known as CI (Configuration Items) Hardware, software,

Leia mais

Usando o PRINCE2 TM como base para todos os Projetos Dezembro/ 2009

Usando o PRINCE2 TM como base para todos os Projetos Dezembro/ 2009 Usando o PRINCE2 TM como base para todos os Projetos Dezembro/ 2009 Usando o PRINCE2 TM como base para todos os Projetos Diferença entre projetos e operação O que uma organização procura em uma metodologia

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI - ITSM Gerenciamento de Mudança Change Management Eduardo Alencar, PMP Luiz Fernando Gustavo Meireles

Gerenciamento de Serviços de TI - ITSM Gerenciamento de Mudança Change Management Eduardo Alencar, PMP Luiz Fernando Gustavo Meireles Grupo de Estudos ITIL Gerenciamento de Serviços de TI - ITSM Gerenciamento de Mudança Change Management Eduardo Alencar, PMP Luiz Fernando Gustavo Meireles Missão Gerenciar todas as mudanças que possam

Leia mais

Definição do Modelo de Processo

Definição do Modelo de Processo Definição do Modelo de Processo 1. Introdução 1.1. Finalidade Mapear práticas sugeridas (i) pelo Padrão para Gestão de Portfólio do PMI, (ii) pelo Modelo de Referência do MPS.BR e (iii) pela Norma ISO/IEC

Leia mais

ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 versão DIS Principais alterações

ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 versão DIS Principais alterações ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 versão DIS Principais alterações Raquel Silva 02 Outubro 2014 ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 PUBLICAÇÃO DIS: - Draft International Standard

Leia mais

Gerenciamento do Escopo. PMBOK Guide 2000

Gerenciamento do Escopo. PMBOK Guide 2000 PMBOK Guide 2000 Objetivos Apresentar os processos, ferramentas e técnicas utilizadas para gerenciar o escopo de um projeto Hermano Perrelli CIn-UFPE 2 Ao final desta aula você será capaz de... Organizar

Leia mais

PRINCE2 FOUNDATION AND PRACTITIONER INNOVATIVE LEARNING SOLUTIONS WWW.PYLCROW.COM PORTUGAL - BRAZIL - MOZAMBIQUE

PRINCE2 FOUNDATION AND PRACTITIONER INNOVATIVE LEARNING SOLUTIONS WWW.PYLCROW.COM PORTUGAL - BRAZIL - MOZAMBIQUE PYLCROW Portugal LISBOA Email: info.pt@pylcrow.com Telefone: +351 21 247 46 00 http://www.pylcrow.com/portugal WWW.PYLCROW.COM PORTUGAL - BRAZIL - MOZAMBIQUE FOUNDATION AND PRACTITIONER INNOVATIVE LEARNING

Leia mais

Este atributo evidencia o quanto o processo atinge o seu propósito

Este atributo evidencia o quanto o processo atinge o seu propósito Alterações no Guia Geral:2011 Este documento lista todas as alterações realizadas nos resultados esperados de processos e resultados esperados de atributos de processo presentes no MR-MPS versão de 2011

Leia mais

Information technology specialist (systems integration) Especialista em tecnologia da informação (integração de sistemas)

Information technology specialist (systems integration) Especialista em tecnologia da informação (integração de sistemas) Information technology specialist (systems integration) Especialista em tecnologia da informação (integração de sistemas) Professional activities/tasks Design and produce complex ICT systems by integrating

Leia mais

Parcial 18/01/2013. O que é o PRINCE2? Estrutura dos projetos PRINCE2 PRINCE 1989-2009. PRINCE(1989) : Encomendado PROMPT (II) para projetos de TI

Parcial 18/01/2013. O que é o PRINCE2? Estrutura dos projetos PRINCE2 PRINCE 1989-2009. PRINCE(1989) : Encomendado PROMPT (II) para projetos de TI O que é o PRINCE2? PRINCE2 Parcial PRojects IN Controlled Environment Curso completo em português no formato e- learning em Em português: s em Ambiente Controlado Curso completo em: PRINCE(1989) : Encomendado

Leia mais

Gerenciando a Cadeia de Suprimentos (Managing the Supply Chain) A Experiência Cargill ( Cargill s Experience)

Gerenciando a Cadeia de Suprimentos (Managing the Supply Chain) A Experiência Cargill ( Cargill s Experience) Gerenciando a Cadeia de Suprimentos (Managing the Supply Chain) A Experiência Cargill ( Cargill s Experience) 1 Jose de Ribamar, Ger Qualidade e Food Safety Cargill Amidos e Adoçantes América do Sul jose_ribamar@cargill.com

Leia mais

Mapeamento GRH. 1. Introdução

Mapeamento GRH. 1. Introdução Mapeamento GRH 1. Introdução 1.1. Finalidade Este documento tem duas finalidades principais: a) Averiguar semelhanças e diferenças entre modelos, normas e guias de boas práticas para gestão de recursos

Leia mais

Institutional Skills. Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS. Passo a passo. www.britishcouncil.org.br

Institutional Skills. Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS. Passo a passo. www.britishcouncil.org.br Institutional Skills Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS Passo a passo 2 2 British Council e Newton Fund O British Council é a organização internacional do Reino Unido para relações culturais e oportunidades

Leia mais

Sistema de Gerenciamento de Riscos em Projetos de TI Baseado no PMBOK

Sistema de Gerenciamento de Riscos em Projetos de TI Baseado no PMBOK 180 - Encontro Anual de Tecnologia da Informação Sistema de Gerenciamento de Riscos em Projetos de TI Baseado no PMBOK Thiago Roberto Sarturi1, Evandro Preuss2 1 Pós-Graduação em Gestão de TI Universidade

Leia mais

Governança, Gestão, Risco, Conformidade e Valor - GGRCV. 16 de Março de 2012. Ian Lawrence Webster, CGEIT, CRISC Presidente ISACA Capítulo Brasília

Governança, Gestão, Risco, Conformidade e Valor - GGRCV. 16 de Março de 2012. Ian Lawrence Webster, CGEIT, CRISC Presidente ISACA Capítulo Brasília Governança, Gestão, Risco, Conformidade e Valor - GGRCV 16 de Março de 2012 Ian Lawrence Webster, CGEIT, CRISC Presidente ISACA Capítulo Brasília ISACA A ISACA mundial é constituída por pessoas em busca

Leia mais

Governação Novo Código e Exigências da Função Auditoria

Governação Novo Código e Exigências da Função Auditoria Novo Código e Exigências da Função Auditoria Fórum de Auditoria Interna - IPAI 19 de Junho de 2014 Direito societário e auditoria interna fontes legais 1. CSC artigo 420,º, n.º 1, i) - fiscalizar a eficácia

Leia mais

Certificado de Profissional em Gerenciamento de Serviços: Liberação & Controle (baseado em ITIL )

Certificado de Profissional em Gerenciamento de Serviços: Liberação & Controle (baseado em ITIL ) Requisitos do Exame Certificado de Profissional em Gerenciamento de Serviços: Liberação & Controle (baseado em ITIL ) Data da Publicação 21-8-2007 Data de Início 1-12-2004 Grupo Alvo O Exame para o Profissional

Leia mais

Gerenciamento do Escopo de Projetos. Parte 04. Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE- 325. Docente: Petrônio Noronha de Souza

Gerenciamento do Escopo de Projetos. Parte 04. Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE- 325. Docente: Petrônio Noronha de Souza Gerenciamento do Escopo de Projetos Parte 04 Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE- 325 Docente: Petrônio Noronha de Souza Curso: Engenharia e Tecnologia Espaciais Concentração: Engenharia e Gerenciamento

Leia mais

Glossário BiSL. Bert Pranger / Michelle Hofland 28 Maio 2012 Versão 1.0-1 -

Glossário BiSL. Bert Pranger / Michelle Hofland 28 Maio 2012 Versão 1.0-1 - Glossário BiSL Bert Pranger / Michelle Hofland 28 Maio 2012 Versão 1.0-1 - 1. Glossário de Terminologia Terminologia em Inglês Terminologia em Português BiSL processes Processos de BiSL Business data management

Leia mais

METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO DAS STARTUPS DO MIDI TECNOLÓGICO

METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO DAS STARTUPS DO MIDI TECNOLÓGICO METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO DAS STARTUPS DO MIDI TECNOLÓGICO RESUMO As incubadoras de empresas são ambientes dotados de competência gerencial, técnica e administrativa que impulsionam a promoção do nascimento

Leia mais

Desenvolvimento Ágil 1

Desenvolvimento Ágil 1 Desenvolvimento Ágil 1 Just-in-Time Custo = Espaço + Publicidade + Pessoal De que forma poderiamos bater a concorrência se um destes factores fosse zero? 2 Just-in-time Inventory is waste. Custo de armazenamento

Leia mais

SPICE e ISO 15504. Jorge H C Fernandes 2004

SPICE e ISO 15504. Jorge H C Fernandes 2004 SPICE e ISO 15504 Jorge H C Fernandes 2004 SPICE: Um Framework para a Avaliação Integrada de Processos de Software [SPICE 1] Process Identifies changes to Is examined by Process Assessment Identifies capability

Leia mais

Project Communications Management. PMBOK Capítulo 10 hermano@cin.ufpe.br

Project Communications Management. PMBOK Capítulo 10 hermano@cin.ufpe.br Project Communications Management PMBOK Capítulo 10 hermano@cin.ufpe.br Quem não se comunica se intrubica Abelardo CHACRINHA Barbosa Gerência da Comunicação O gerente de projeto gasta de 75% a 90% de seu

Leia mais

design para a inovação social

design para a inovação social design para a inovação social mestrado em design - 15 16 universidade de aveiro gonçalo gomes março de 2016 s.1 ergonomia ergonomia > definição Ergonomia A ergonomia (do grego "ergon": trabalho; e "nomos":

Leia mais

USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 WORK PLAN FOR IMPLEMENTATION OF THE UNITED STATES PATENT AND

Leia mais

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt.

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. NORMAS PARA AUTORES As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. COPYRIGHT Um artigo submetido à Revista Portuguesa

Leia mais

Software product lines. Paulo Borba Informatics Center Federal University of Pernambuco

Software product lines. Paulo Borba Informatics Center Federal University of Pernambuco Software product lines Paulo Borba Informatics Center Federal University of Pernambuco Software product lines basic concepts Paulo Borba Informatics Center Federal University of Pernambuco Um produto www.usm.maine.edu

Leia mais

Objectivos globais PROJECTO INTEGRADOR LEI 2010/11/12/13 NOÇÕES DE GESTÃO DE PROJECTOS. 1ª parte (IJ) 2ª parte (RL)

Objectivos globais PROJECTO INTEGRADOR LEI 2010/11/12/13 NOÇÕES DE GESTÃO DE PROJECTOS. 1ª parte (IJ) 2ª parte (RL) PROJECTO INTEGRADOR LEI 2010/11/12/13 NOÇÕES DE GESTÃO DE PROJECTOS Isabelina Jorge, PMP, isabelina.jorge@gmail.com Rui Leal, Mst EI, rui.leal@gmail.com Objectivos globais 1ª parte (IJ)! Abordagem standard

Leia mais

2006 Hewlett-Packard Development Company, L.P.

2006 Hewlett-Packard Development Company, L.P. 2006 Hewlett-Packard Development Company, L.P. A implementação de processos Ágeis em uma organização CMMI 5 Lúcia Mazoni Couto - luciamazoni.couto@hp.com Líder do Escritório de Projetos e Processos HP

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS UMA VANTAGEM COMPETITIVA COM A TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS AMANDA ZADRES DANIELA LILIANE ELIANE NUNES ELISANGELA MENDES Guarulhos

Leia mais

Sugestão de Leitura. Artigo "Painless Software Schedules" do Joel Spolski. http://www.joelonsoftware.com/articles/fog0000000245.

Sugestão de Leitura. Artigo Painless Software Schedules do Joel Spolski. http://www.joelonsoftware.com/articles/fog0000000245. Introdução ao SCRUM Street-Java 48 Sugestão de Leitura Artigo "Painless Software Schedules" do Joel Spolski http://www.joelonsoftware.com/articles/fog0000000245.html 48 Sumário A metodologia ágil SCRUM

Leia mais

Analysis, development and monitoring of business processes in Corporate environment

Analysis, development and monitoring of business processes in Corporate environment Analysis, development and monitoring of business processes in Corporate environment SAFIRA is an IT consulting boutique known for transforming the way organizations do business, or fulfil their missions,

Leia mais

Engenharia de Requisitos. Professor: Dr. Eduardo Santana de Almeida Universidade Federal da Bahia esa@dcc.ufba.br

Engenharia de Requisitos. Professor: Dr. Eduardo Santana de Almeida Universidade Federal da Bahia esa@dcc.ufba.br Engenharia de Requisitos Professor: Dr. Eduardo Santana de Almeida Universidade Federal da Bahia esa@dcc.ufba.br O Documento de Requisitos Introdução The requirements for a system are the descriptions

Leia mais

Digital Cartographic Generalization for Database of Cadastral Maps

Digital Cartographic Generalization for Database of Cadastral Maps Mariane Alves Dal Santo marianedalsanto@udesc.br Francisco Henrique de Oliveira chicoliver@yahoo.com.br Carlos Loch cloch@ecv.ufsc.br Laboratório de Geoprocessamento GeoLab Universidade do Estado de Santa

Leia mais

Guião M. Descrição das actividades

Guião M. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Inovação Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO Guião M Intervenientes

Leia mais

SAP Multinacional alemã de tecnologia, líder global em software de gestão de processos, contrata:

SAP Multinacional alemã de tecnologia, líder global em software de gestão de processos, contrata: SAP Multinacional alemã de tecnologia, líder global em software de gestão de processos, contrata: Vaga: Estagiário Área Jurídica Área: Legal Department O Departamento Jurídico é uma área dinâmica que possui

Leia mais

Solicitação de Mudança 01

Solicitação de Mudança 01 Solicitação de Mudança 01 Refatorar a especificação da linha de produtos Crisis Management System permitindo que o suporte ao registro de LOG seja opcional. Isso significa que o comportamento descrito

Leia mais

Gestão de Projetos. Introdução ao PMBOK. Hermano Perrelli de Moura hermano@cin.ufpe.br

Gestão de Projetos. Introdução ao PMBOK. Hermano Perrelli de Moura hermano@cin.ufpe.br Gestão de Projetos Introdução ao PMBOK Hermano Perrelli de Moura hermano@cin.ufpe.br Objetivos Apresentar o modelo de gerência de projetos definido pelo PMBOK. PMBOK 2 Ao final desta aula você será capaz

Leia mais

INFORMATION SECURITY IN ORGANIZATIONS

INFORMATION SECURITY IN ORGANIZATIONS INFORMATION SECURITY IN ORGANIZATIONS Ana Helena da Silva, MCI12017 Cristiana Coelho, MCI12013 2 SUMMARY 1. Introduction 2. The importance of IT in Organizations 3. Principles of Security 4. Information

Leia mais

APRESENTAÇÃO. ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410

APRESENTAÇÃO. ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410 APRESENTAÇÃO ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410 Instalações elétricas de baixa tensão NBR 5410:1997 NBR 5410:2004

Leia mais

Abordagem modular e projectos horizontais Infoday Lisboa, Setembro 2015

Abordagem modular e projectos horizontais Infoday Lisboa, Setembro 2015 Abordagem modular e projectos horizontais Infoday Lisboa, Setembro 2015 um Eixo Prioritário territorial EIXO PRIORITÁRIO 1: Promover as capacidades de inovação no Mediterrâneo para o desenvolvimento sustentável

Leia mais

IN RE: GUARDIAN ADVOCATE OF/ REF: CURATELA ESPECIAL DE

IN RE: GUARDIAN ADVOCATE OF/ REF: CURATELA ESPECIAL DE IN THE CIRCUIT COURT FOR ORANGE COUNTY, FLORIDA PROBATE DIVISION IN RE: GUARDIAN ADVOCATE OF/ REF: CURATELA ESPECIAL DE Case No / N o do Caso: ANNUAL GUARDIAN ADVOCATE REPORT ANNUAL GUARDIAN ADVOCATE PLAN

Leia mais

Gestão de Projetos CMMI e outros modelos de referência

Gestão de Projetos CMMI e outros modelos de referência Gestão de Projetos CMMI e outros modelos de referência Autora: Ivanise M. Gomes IO SEPG Manager Mercosur General Motors do Brasil, IS&S Agenda Ø Introdução Ø Visão Estratégica Ø Malcolm Baldrige Ø ISO

Leia mais

Tecnologia da Informação em Saúde. Consulado Americano no Brasil. Altino Ribeiro Leitão Gerente-geral de Informação e Sistemas 17 de Setembro de 2014

Tecnologia da Informação em Saúde. Consulado Americano no Brasil. Altino Ribeiro Leitão Gerente-geral de Informação e Sistemas 17 de Setembro de 2014 Tecnologia da Informação em Saúde Consulado Americano no Brasil Altino Ribeiro Leitão Gerente-geral de Informação e Sistemas 17 de Setembro de 2014 Missão Institucional da ANS Promover a defesa do interesse

Leia mais

Consórcio do Politecnico di Milano. Fevereiro 2013

Consórcio do Politecnico di Milano. Fevereiro 2013 Consórcio do Politecnico di Milano Fevereiro 2013 DESIGN DEFINITIONS SENAI & POLI.design Fevereiro 2013 Design como uma atividade específica no processo de P&D que visa a projetação dos aspectos funcionais

Leia mais

SAP Best Practices Informações sobre disponibilidade e download para Clientes SAP e Parceiros SAP. Know-how setorial e global pré-configurado

SAP Best Practices Informações sobre disponibilidade e download para Clientes SAP e Parceiros SAP. Know-how setorial e global pré-configurado SAP Best Practices Informações sobre disponibilidade e download para Clientes SAP e Parceiros SAP Know-how setorial e global pré-configurado Índice 1.Disponibilidade dos pacotes SAP Best Practices 2.Efetuar

Leia mais

Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014

Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014 Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014 Agenda Agenda Futuro da produção farmacêutica Future of pharmaceutical production Compressão como principal ponto no processo de

Leia mais

Gerenciamento dos Custos

Gerenciamento dos Custos Gerenciamento dos Custos Baseado no PMBOK Guide 2000 Hermano Perrelli hermano@cin.ufpe.br Objetivos desta aula Apresentar os processos, ferramentas e técnicas utilizadas para gerenciar os custos de um

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA. A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação. Por. Ana Margarida Nisa Vintém

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA. A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação. Por. Ana Margarida Nisa Vintém UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação Relatório de estágio apresentado à Universidade Católica Portuguesa para obtenção do

Leia mais

DPI. Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office

DPI. Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office DPI Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office Apresentação/Presentation Criado em 1 de março de 2011, o Núcleo de

Leia mais

COMPONENTES DO SMS RISCOS PERIGOS MITIGAÇÕES

COMPONENTES DO SMS RISCOS PERIGOS MITIGAÇÕES GABINETE DE SEGURANÇA DO AEROPORTO DE LISBOA - 2014 1 COMPONENTES DO SMS RISCOS PERIGOS MITIGAÇÕES COMPONENTES DO SMS SMS COMPONENTES DO SMS CORRIGIR... CORRIGIR... CORRIGIR... CORRIGIR... SUMÁRIO Introdução

Leia mais

Easy Linux! FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL. IPortalMais: a «brainware» company www.iportalmais.pt. Manual

Easy Linux! FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL. IPortalMais: a «brainware» company www.iportalmais.pt. Manual IPortalMais: a «brainware» company FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL Easy Linux! Title: Subject: Client: Reference: Funambol Client for Mozilla Thunderbird Doc.: Jose Lopes Author: N/Ref.: Date: 2009-04-17 Rev.:

Leia mais

Gestão de Projectos Normalização

Gestão de Projectos Normalização Gestão de Projectos 10 razões para o uso de Normas 1. Melhora os Produtos e Serviços 2. Atrai Novos Clientes 3. Aumenta a Competitividade 4. Sugere Mais Confiança ao Negócio 5. Diminui os Erros 6. Reduz

Leia mais

Modelos de Tomada de Decisão e de Gestão em Pesquisa e Desenvolvimento

Modelos de Tomada de Decisão e de Gestão em Pesquisa e Desenvolvimento Modelos de Tomada de Decisão e de Gestão em Pesquisa e Desenvolvimento EATON CORPORATION ENGINEERING CENTER OF EXCELLENCE (CoE) MATERIALS ENGINEERING DORIVAL MUNHOZ JR. 11/JUNHO/2007 Best Practice Methodology

Leia mais

Entendendo o PRINCE2

Entendendo o PRINCE2 Entendendo o PRINCE2 Adalcir da Silva Angelo, PMP, PRINCE2 Practitioner & Accredited Trainer Elumini IT & Business Consulting Consultor de Projetos adalcir.angelo@elumini.com.br Resumo Este artigo apresenta

Leia mais

Para projetos de sucesso: Pense PRINCE2

Para projetos de sucesso: Pense PRINCE2 25/09/2012 Para projetos de sucesso: Pense PRINCE2 Adalcir da Silva Angelo AGENDA Os Padrões do Cabinet Office (Reino Unido) O que é o PRINCE2? Os benefícios PRINCE2 e Guia PMBoK O contexto do PRINCE2

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO EM PROJETOS DE T.I.

A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO EM PROJETOS DE T.I. A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO EM PROJETOS DE T.I. Melina Gatti Duque Faculdade do Litoral Sul Paulista (1) Rua Eurico Gaspar Dutra, 836 Canto do Forte CEP 11700-330 Praia Grande/SP melinagatti@yahoo.com.br

Leia mais

Sourcing Travel Management Services. Patrocinado por

Sourcing Travel Management Services. Patrocinado por Sourcing Travel Management Services Patrocinado por February 2009 Components Moderator: Ricardo Mandarino Santander, Brasil Panelists: Robert Suquet DuPont, América Latina Paulo Lima TSA, Brasil Federico

Leia mais

Capítulo 4 Gerenciamento da Integração do Projeto. Introdução. Vamos pensar um pouco?

Capítulo 4 Gerenciamento da Integração do Projeto. Introdução. Vamos pensar um pouco? www.emmene Capítulo 4 Gerenciamento da Integração do Projeto 1 Introdução Vamos pensar um pouco? 2 P Introdução Qual é o principal papel de um gerente de projeto? Integrar todas as partes de um projeto

Leia mais

Workshop 2 Six Sigma e PMI complementares ou substitutas?

Workshop 2 Six Sigma e PMI complementares ou substitutas? Workshop 2 Six Sigma e PMI complementares ou substitutas? Alberto Pezeiro Seta Desenvolvimento Gerencial pezeiro@setadg.com.br F.+55.11.8110-0026 www.setadg.com.br CLIENTES SETA CLIENTES SETA T I V I T

Leia mais

Certificações do Governo Britânico para Gerenciamento de Projetos - Prince2

Certificações do Governo Britânico para Gerenciamento de Projetos - Prince2 Certificações do Governo Britânico para Gerenciamento de Projetos - Prince2 Paulo A. Ferreira, PMP paf@pafferreira.com.br Apresentação Consultoria e Capacitação em Gerenciamento de Projetos Especialista

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS Curricular Unit Plan ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS CURSO Licenciatura em Engenharia Informática U.C. GESTÃO DE PROJECTOS INFORMÁTICOS Horas presenciais / Ano 56 Ano Lectivo 2010

Leia mais

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho Título: Direção e Taxa (Velocidade) de Acumulação de Capacidades Tecnológicas: Evidências de uma Pequena Amostra de Empresas de Software no Rio de Janeiro, 2004 Autor(a): Eduardo Coelho da Paz Miranda

Leia mais

A. Situação / Situation

A. Situação / Situation A. Situação / Situation A Assembleia Mundial da Saúde (OMS) aprova em 1969 o Regulamento Sanitário Internacional, revisto pela quarta vez em 2005. Esta última versão entrou em vigor no plano internacional

Leia mais

Perguntas & Respostas

Perguntas & Respostas Perguntas & Respostas 17 de Abril de 2008 Versão Portuguesa 1. O que é uma Certidão Permanente?...4 2. Como posso ter acesso a uma Certidão Permanente?...4 3. Onde posso pedir uma Certidão Permanente?...4

Leia mais

GRATUITAS GESTÃO COLABORATIVA DE PROJECTOS. ATRAVÉS S DA WEB: UMA SIMPLES ANÁLISE COMPARATIVA E DEMONSTRAÇÃO SUMÁRIA DE FUNCIONAMENTO Paulo Nicola

GRATUITAS GESTÃO COLABORATIVA DE PROJECTOS. ATRAVÉS S DA WEB: UMA SIMPLES ANÁLISE COMPARATIVA E DEMONSTRAÇÃO SUMÁRIA DE FUNCIONAMENTO Paulo Nicola O USO U DE PLATAFORMAS GRATUITAS PARA GESTÃO COLABORATIVA DE PROJECTOS ATRAVÉS S DA WEB: UMA SIMPLES ANÁLISE COMPARATIVA E DEMONSTRAÇÃO SUMÁRIA DE FUNCIONAMENTO Paulo Nicola Reunião da Unidade de Epidemiologia

Leia mais

// gaiato private label

// gaiato private label // gaiato private label // a empresa // the company A Calçado Gaiato é uma empresa prestadora de serviços no setor de calçado, criada em 2000 por Luís Pinto Oliveira e Mário Pinto Oliveira, sócios-fundadores

Leia mais

PMBok x PRINCE2. Flávia David de Oliveira Gomes. Prof. Msc. Guilherme A. Barucke Marcondes. Víctor Hugo Rodrigues de Barros

PMBok x PRINCE2. Flávia David de Oliveira Gomes. Prof. Msc. Guilherme A. Barucke Marcondes. Víctor Hugo Rodrigues de Barros PMBok x Flávia David de Oliveira Gomes Instituto Nacional de Telecomunicações - Inatel flavia@cp2ejr.com.br Prof. Msc. Guilherme A. Barucke Marcondes Instituto Nacional de Telecomunicações - Inatel guilherme@inatel.br

Leia mais

Interoperability through Web Services: Evaluating OGC Standards in Client Development for Spatial Data Infrastructures

Interoperability through Web Services: Evaluating OGC Standards in Client Development for Spatial Data Infrastructures GeoInfo - 2006 Interoperability through Web Services: Evaluating OGC Standards in Client Development for Spatial Data Infrastructures Leonardo Lacerda Alves Clodoveu A. Davis Jr. Information Systems Lab

Leia mais

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity Certificado emitido conforme requisitos da avaliação da conformidade de equipamentos elétricos para atmosferas explosivas, anexo à Portaria Inmetro nº. 179 de 18 de maio de 2010 Certificate issued in according

Leia mais

SWEBOK. Guide to the Software Engineering Body Of Knowledge. Teresa Maciel tmmaciel@gmail.com DEINFO/UFRPE

SWEBOK. Guide to the Software Engineering Body Of Knowledge. Teresa Maciel tmmaciel@gmail.com DEINFO/UFRPE SWEBOK Guide to the Engineering Body Of Knowledge Teresa Maciel tmmaciel@gmail.com DEINFO/UFRPE 1 Iniciativa do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers) Computer Society. (www.ieee.org)

Leia mais

Simulado ITIL V3 Português Sicoob

Simulado ITIL V3 Português Sicoob Simulado ITIL V3 Português Sicoob Dezembro 2009 1 de 40 A Implementação do Gerenciamento de Serviços Baseados na ITIL requer preparação e planejamento do uso eficaz e eficiente de quais dos seguintes?

Leia mais

A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores

A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores Tese de Mestrado em Gestão Integrada de Qualidade, Ambiente e Segurança Carlos Fernando Lopes Gomes INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS Fevereiro

Leia mais

TUTORIAL PARA INSCRIÇÃO EM EXAME DE CERTIFICAÇÃO PMP

TUTORIAL PARA INSCRIÇÃO EM EXAME DE CERTIFICAÇÃO PMP TUTORIAL PARA INSCRIÇÃO EM EXAME DE CERTIFICAÇÃO PMP Versão: 22/01/2011 www.portfoliogc.com.br Página 1 Conteúdo Apresentação da Portfolio Gestão e Capacitação... 3 Perfil de Clientes e Parceiros... 4

Leia mais

MEMORANDUM OF UNDERSTANDING BETWEEN THE COMPETENT AUTHORITIES OF THE PORTUGUESE REPUBLIC AND THE GOVERNMENT OF JERSEY

MEMORANDUM OF UNDERSTANDING BETWEEN THE COMPETENT AUTHORITIES OF THE PORTUGUESE REPUBLIC AND THE GOVERNMENT OF JERSEY MEMORANDUM OF UNDERSTANDING BETWEEN THE COMPETENT AUTHORITIES OF THE PORTUGUESE REPUBLIC AND THE GOVERNMENT OF JERSEY The Competent Authorities of the Portuguese Republic and the Government of Jersey in

Leia mais

Figura 1 - "Quem feio ama, bonito lhe parece"?

Figura 1 - Quem feio ama, bonito lhe parece? Mission Code: APO11 - O COBIT5 e a Gestão da Qualidade (Artigo baseado na apresentação realizada durante o evento 8th International Conference on the Quality of Information and Communications Technology.

Leia mais

Versão: 1.0. Segue abaixo, os passos para o processo de publicação de artigos que envolvem as etapas de Usuário/Autor. Figura 1 Creating new user.

Versão: 1.0. Segue abaixo, os passos para o processo de publicação de artigos que envolvem as etapas de Usuário/Autor. Figura 1 Creating new user. Órgão: Ministry of Science, Technology and Innovation Documento: Flow and interaction between users of the system for submitting files to the periodicals RJO - Brazilian Journal of Ornithology Responsável:

Leia mais

CSE-300-4 Métodos e Processos na Área Espacial

CSE-300-4 Métodos e Processos na Área Espacial CSE-300-4 Métodos e Processos na Área Espacial Engenharia e Tecnologia Espaciais ETE Engenharia e Gerenciamento de Sistemas Espaciais 16-junho-2008 L.F.Perondi Definição Projeto A unique set of coordinated

Leia mais

Implementação de CMMi SAM com Six Sigma

Implementação de CMMi SAM com Six Sigma Implementação de CMMi SAM com Six Sigma Caso de sucesso na Motorola Brasil Jose Mario Lima Gerente de Qualidade e Six Sigma Six Sigma Black Belt A Motorola no Brasil Definição do problema O Desafio A oportunidade

Leia mais

SOBRE O WORKSHOP [ WORKSHOP

SOBRE O WORKSHOP [ WORKSHOP WORKSHOP [ WORKSHOP SOBRE O WORKSHOP O PMDome é um treinamento muito dinâmico e prático em gerenciamento de projetos onde os participantes são divididos em times que, em uma competição desafiadora e animada,

Leia mais

IETEC INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO DE PROJETOS. Turma 90

IETEC INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO DE PROJETOS. Turma 90 IETEC INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO DE PROJETOS Turma 90 Gerenciamento de riscos Aliado a Gerência do Conhecimento Frederico Ribeiro Nogueira Belo Horizonte, 05/07/2010 IETEC INSTITUTO

Leia mais

Gerência de Portfólio de Projetos com IBM Rational Portfolio Manager

Gerência de Portfólio de Projetos com IBM Rational Portfolio Manager Gerência de Portfólio de Projetos com IBM Rational Portfolio Manager Sumário Sumário O problema O desafio IBM Rational Portfolio Manager O problema Cenário atual 84% das organizações ou não montam o business

Leia mais

MODELOS DE REFERÊNCIA PARA BIBLIOTECAS: a experiência do SIBi/USP

MODELOS DE REFERÊNCIA PARA BIBLIOTECAS: a experiência do SIBi/USP MODELOS DE REFERÊNCIA PARA BIBLIOTECAS: a experiência do SIBi/USP Teresinha das Graças Coletta 1, Maria Helena Di Francisco 2, Fabio Muller Guerrini³, Thyerre de Castro Ramazzi 4 1 Mestrado, Escola de

Leia mais

O Enfoque Comportamental na Gestão de Riscos

O Enfoque Comportamental na Gestão de Riscos O Enfoque Comportamental na Gestão de Riscos Ricardo Paulo dos Santos Engenharia de Segurança do Trabalho e Meio Ambiente ECOSORB AGENDA Por quê Gerenciar Riscos? Gerenciamento de Risco: Uma visão integrada;

Leia mais

Serviços: API REST. URL - Recurso

Serviços: API REST. URL - Recurso Serviços: API REST URL - Recurso URLs reflectem recursos Cada entidade principal deve corresponder a um recurso Cada recurso deve ter um único URL Os URLs referem em geral substantivos URLs podem reflectir

Leia mais

V1 1. Este documento prove indicadores adicionais para levar o processo da classificação das florestas ou

V1 1. Este documento prove indicadores adicionais para levar o processo da classificação das florestas ou Indicadores para Florestas de Alto Valor de Conservação (FAVC) no Brasil: uma guia elaborada pela SCS para prover melhorar o processo de avaliação das FAVC. Tema de este documento V1 1 Este documento prove

Leia mais

A solução para Gestão de RH com ênfase em Logística de Pessoas, Treinamento e Expatriados

A solução para Gestão de RH com ênfase em Logística de Pessoas, Treinamento e Expatriados A solução para Gestão de RH com ênfase em Logística de Pessoas, Treinamento e Expatriados The solution to HR management with an emphasis on Logistics People, Training and Expatriates folder_drake_2013_pg_individual.indd

Leia mais

Asseguração de Relatórios de Sustentabilidade Denise Saboya 23 de setembro de 2009

Asseguração de Relatórios de Sustentabilidade Denise Saboya 23 de setembro de 2009 Asseguração de Relatórios de Sustentabilidade Denise Saboya 23 de setembro de 2009 Relembrando conceitos de sustentabilidade Desenvolvimento Econômico Responsabilidade Social Maximização do retorno do

Leia mais

IT Governance e ISO/IEC 20000. Susana Velez

IT Governance e ISO/IEC 20000. Susana Velez IT Governance e ISO/IEC 20000 Susana Velez Desafios de TI Manter TI disponível Entregar valor aos clientes Gerir os custos de TI Gerir a complexidade Alinhar TI com o negócio Garantir conformidade com

Leia mais

Alta Maturidade em Gestão de Projetos

Alta Maturidade em Gestão de Projetos Alta Maturidade em Gestão de Projetos 1 Agenda Excelência, Ética e Resultados A ISD Brasil CMMI melhores práticas O que é maturidade, afinal? Alta maturidade em gestão de projetos 10 atributos de uma organização

Leia mais

Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese

Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese Portuguese Lesson A Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese Story Time is a program designed for students who have already taken high school or college courses or students who have completed other

Leia mais

2012 State of the Industry Survey

2012 State of the Industry Survey 2012 State of the Industry Survey Contact Information Por favor, preencha suas informações de contato (* indicates required information) Nome * Título * Title Razão Social completa da Empresa/Organização

Leia mais

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS THE CAPITAL STRUCTURE: AN ANALYSE ON INSURANCE COMPANIES FREDERIKE MONIKA BUDINER METTE MARCO ANTÔNIO DOS SANTOS MARTINS PAULA FERNANDA BUTZEN

Leia mais

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing Kern, Bryan; B.S.; The State University of New York at Oswego kern@oswego.edu Tavares, Tatiana; PhD;

Leia mais

Gerenciamento do Tempo. PMBOK Guide 2000

Gerenciamento do Tempo. PMBOK Guide 2000 Gerenciamento do Tempo PMBOK Guide 2000 1 Objetivos desta Aula Apresentar os processos, ferramentas e técnicas utilizadas para a gerência do tempo de um projeto segundo o PMBOK 2 O que é Gerência de Tempo?

Leia mais

PROJECTO ÂNCORA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO NO SECTOR DAS TICE. Qualificação e Certificação em Gestão de Serviços de TI

PROJECTO ÂNCORA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO NO SECTOR DAS TICE. Qualificação e Certificação em Gestão de Serviços de TI Pólo de Competitividade das Tecnologias de Informação, Comunicação e Electrónica TICE.PT PROJECTO ÂNCORA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO NO SECTOR DAS TICE Qualificação e Certificação em Gestão de Serviços

Leia mais

CONCLUSÃO DO PROGRAMA DE SONDAGENS EM MALHA APERTADA NO PROJECTO DE OURO EM BOA FÉ REINÍCIO DA PERFURAÇÃO NO PROJETO DE TUNGSTENIO EM TABUAÇO

CONCLUSÃO DO PROGRAMA DE SONDAGENS EM MALHA APERTADA NO PROJECTO DE OURO EM BOA FÉ REINÍCIO DA PERFURAÇÃO NO PROJETO DE TUNGSTENIO EM TABUAÇO COMUNICADO À IMPRENSA 18 de Junho de 2014 GTP (TSX-V) P01 (FRANKFURT) COLTF - (OTCQX) CONCLUSÃO DO PROGRAMA DE SONDAGENS EM MALHA APERTADA NO PROJECTO DE OURO EM BOA FÉ REINÍCIO DA PERFURAÇÃO NO PROJETO

Leia mais

Indicadores de desempenho essenciais para projetos

Indicadores de desempenho essenciais para projetos Indicadores de desempenho essenciais para projetos Sérgio Fernando, SCJA, PMP Gerente de Projetos Memora Processos Inovadores Ltda Distrito Federal, Brasil E-mail: sergio.muniz@memora.com.br RESUMO Como

Leia mais