Plano Estratégico NORTEIA ações da Prefeitura para fazer do Rio a capital do FUTURO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Plano Estratégico NORTEIA ações da Prefeitura para fazer do Rio a capital do FUTURO"

Transcrição

1 Nº 49 :: DEZEMBRO 2010 Plano Estratégico NORTEIA ações da Prefeitura para fazer do Rio a capital do FUTURO Investimentos de mais de R$ 4 BILHÕES para megaeventos transformarão o AMBIENTE URBANO EDUARDO PAES: o homem por trás da reengenharia na CIDADE

2 editorial Foto: Aline Massuca UM RIO DE ESPERANÇA A proposta do prefeito Eduardo Paes de transformar o Rio na melhor cidade para se viver e trabalhar em todo o Hemisfério Sul é o anseio de todos os cariocas. O prefeito ainda não tinha nascido, mas na primeira metade do século XX o Rio era uma excelente cidade para se morar, com emprego, transporte, moradia e segurança. Podia-se passear tranquilamente de dia e de noite pelas ruas. A população não vivia atrás das grades, como hoje. Qualidade de vida tem tudo a ver com a infraestrutura que a cidade oferece. O Rio foi abandonado, primeiro pelo governo federal, quando deixou de ser a capital. Depois vieram as divergências políticas dos prefeitos cariocas com a União e com os governadores de estado, com raras exceções. A ambição política de muitos dos nossos governantes, preocupados em galgar novos cargos nas eleições seguintes, não deixava espaço para um olhar de gestor sobre a cidade. As administrações eram sempre voltadas à intenção maior de marcar presença com grandes obras. Assim foram construídos o Sambódromo, os Cieps, os RioCidades, e muitos outros. Eram ações pontuais, mas nunca uma real preocupação com a expansão e a manutenção da cidade como um todo. Foi esse descaso que fez com que as favelas engolissem vários bairros, expulsando, inclusive, muitas indústrias ali instaladas. O desemprego aumentou, a violência cresceu, o abandono se impôs silenciosa e gradativamente. A cidade empobreceu. O patrimônio de grande parte da população ruiu. Imóveis comerciais, residenciais e industriais perderam valor de venda. Prédios abandonados, ruas esburacadas, maliluminadas, o crescimento desordenado das favelas e o descaso com a educação estimularam o crime organizado e a insegurança na cidade. A população começou a migrar para novas áreas, como Barra, Recreio, Jacarepaguá. A Zona Oeste se expandiu e exigiu investimentos em infraestrutura. À medida que esses bairros cresciam, menos recursos foram sendo destinados à cidade já constituída. A Avenida Brasil, por exemplo, que já foi o que é hoje a Avenida das Américas, depois de 50, 60 anos nesse processo de degradação, é o retrato do descaso. Agora, pela primeira vez, vemos um prefeito focado em recuperar toda a Cidade do Rio de Janeiro, não apenas um ou outro bairro, o que dá novo ânimo à população. Ações integradas da Prefeitura com órgãos do governo do Estado estão dando certo. À medida que as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) do governo do Estado se instalam nas favelas, os órgãos da Prefeitura seguem atrás para melhorar aquelas áreas, com coleta de lixo, iluminação pública, creche, clínica médica etc. No mesmo dia em que o Governo do Estado comemorou a ocupação do Complexo do Alemão, o prefeito Eduardo Paes, em apoio ao governador Sérgio Cabral, anunciou um megaprojeto para a Penha, com investimento inicial de R$ 400 milhões e o compromisso de fazer um levantamento para identificar as necessidades da população. É a esperança de uma nova Cidade do Rio de Janeiro. Francis Bogossian, presidente 01 Construir Dezembro 2010

3 índice Eventos AEERJ TRANSFORMAÇÃO DO RIO 08 Saúde Educação Saneamento Urbanização e habitação Prevenção Obras viárias Conservação COPA E OLIMPÍADAS Mobilidade urbana Porto do Rio ENTREVISTA EDUARDO PAES: o prefeito da transformação Crônica Meio ambiente expediente Diretoria : Presidente Francis Bogossian (Geomecânica); Vice-Presidente Eduardo Backheuser (Carioca); Diretor Administrativo-Financeiro Carlos Brizzi (Dimensional); Diretores Alberto Quintaes, (Andrade Gutierrez S.A.); Antonio Machado Evangelho, (Vile Romi); Gustavo Souza (Queiroz Galvão); Jefferson Paes de Figueiredo Filho (Darwin); Marcelo Sengés Carneiro (Tecnosolo); Moysés Spilberg, (Spil); Reginaldo Assunção Silva (OAS); Ricardo Araujo Farah, (Sanedraga); Conselho Consultivo-Fiscal Hécio Luiz da Silveira Gomes, (HG Engenharia); João Borba Filho, (Norberto Odebrecht); João de Deus Vaz da Silva Neto (Arkhe); Luiz Carlos de Carvalho, (Medeiros); Luiz Batista Girardi (RL2); Diretor Executivo João Américo Gentile de Carvalho Mello Gerente de Comunicação e Marketing Ana Maria Leite Barbosa AEERJ - Associação das Empresas de Engenharia do Rio de Janeiro Av. Rio Branco, 124-7º andar Rio de Janeiro - RJ CEP Tel.: Fax: A Revista Construir é uma publicação da AEERJ Associação das Empresas de Engenharia do Rio de Janeiro, produzida pela Banjo Editora e Cria Caso Publicações Customizadas. Os artigos, fotografias e matérias assinadas são de responsabilidade dos respectivos autores e não refletem necessariamente a opinião da AEERJ. Editora Antonia Leite Barbosa Diretora de Criação Mariana Nahoum Repórter Verônica Coutinho Copidesque Kathia Ferreira Fotos AEERJ Fernando Alvim Foto Capa Beth Santos (divulgação) 02 Construir Dezembro 2010

4 35 anos da aeerj eventos aeerj HOMENAGEM AO GOVERNO DO ESTADO OUTROS EVENTOS Fotos: Fernando Alvim Mais de 500 pessoas participaram da comemoração dos 35 anos da AEERJ. O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e o vice-governador, Pezão, foram homenageados pela retomada do desenvolvimento no estado fluminense. 1- Lançamento do livro AEERJ em Defesa da Engenharia Nacional; 2- Sérgio Cabral agradece a escultura da artista plástica Mazeredo; 3-Carlos Brizzi (Dimensional) e Thier Montebello (TCM); 4- Marcos Túlio (Confea) e Agostinho Guerreiro (Crea-RJ) com Francis; 5- Julio Lopes (Sectrans), Ícaro Moreno (Emop), Fernando Avelino (Detran), Noel de Carvalho e Jorge Bittar (SEH); 6- Eduardo Backheuser entrega a Medalha da Construção Pesada ao vice-governador Pezão; 7- Maria Luiza e Luiz Phillipe (Medeiros); 8- Francis entrega a escultura a Sérgio Cabral; 9- Vinicius (Dimensional), Fábio e Luiz (Focus); 10- Associados e autoridades confraternizam no Salão Nobre do Clube de Engenharia, em 2 de agosto Eduarda La Rocque, secretária municipal de Fazenda, anunciou, em palestra na AEERJ no dia 29 de junho, que a Prefeitura do Rio já conseguiu recuperar a capacidade de investimento. Para os próximos dois anos, as perspectivas são ainda melhores, diante do empréstimo obtido com o Banco Mundial, que reduzirá a dívida do município com a União. A implantação da Nota Fiscal Eletrônica e a venda de Cepacs também contribuirão para reforçar o caixa. Carlos Roberto Osório, secretário municipal de Conservação e Serviços Públicos, esteve na AEERJ no dia 12 de novembro, acompanhado do subsecretário de Engenharia e Operações, João Luiz Reis, para explicar as novas exigências nos editais de licitação que visam minimizar os transtornos causados à população pelas obras de manutenção viária Wagner Victer, presidente da Cedae, e João Luiz Queiroz Ferreira, presidente do Sindistal, assinaram, em 17 de novembro, no auditório da AEERJ, um termo de cooperação para o lançamento do Selo de Qualidade Sindistal-SQS no módulo hidrossanitário. A certificação envolve o sistema de gestão das empresas, a qualificação/ certificação da mão de obra e a responsabilidade com o meio ambiente e a segurança. 04 Construir Dezembro Construir Dezembro 2010

5 Transformação do Rio MAIS DE 64% DAS METAS DA PREFEITURA PARA 2010 SERÃO ATINGIDAS maiores investimentos são em saúde, educação, saneamento e habitação Foto de divulgação Construtora Andrade Gutierrez PLANO ESTRATÉGICO, O PRIMEIRO DA CIDADE, TEM METAS OUSADAS OBJETIVO É TORNAR O RIO A MELHOR CIDADE PARA SE VIVER EM TODO O HEMISFÉRIO SUL Bairro Maravilha: Cosmos depois da obra Dois anos após assinar, ainda como candidato, um documento proposto pelo Movimento Rio Como Vamos (RCV) em que se comprometia a prestar contas de sua gestão à população carioca, o prefeito da Cidade do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, cumpriu a promessa e fez, em agosto último, um balanço das metas previstas no Plano Estratégico. A ação da Prefeitura, mais do que mostrar o esforço do governo em melhorar indicadores de qualidade da cidade em 13 áreas monitoradas, é vista por especialistas em gestão pública como um marco no país na relação entre Estado e sociedade por sua transparência, já que permite que a população acompanhe o uso do dinheiro público. Basta um passeio pelo município, da Zona Norte a Zona Oeste, para perceber que novos e modernos serviços estão sendo prestados. E que as obras planejadas e anunciadas pelo prefeito saíram do plano das ideias e ganharam as ruas. Além de operações como o chamado Choque de Ordem, criado para conter abusos cometidos nas áreas públicas, Eduardo Paes deu início, ainda no primeiro ano de seu mandato, a obras e ações para transformar a capital numa cidade com maior qualidade de vida. A seguir, Construir lista as principais intervenções em andamento em setores que têm impacto direto na vida do carioca. Essas ações estão promovendo uma verdadeira reengenharia na capital fluminense e transformando a paisagem urbana da cidade. Apenas realizar com excelência os megaeventos esportivos que estão na agenda do Rio de Janeiro até 2016 não garantem, necessariamente, um futuro glorioso para a cidade. Pensando nisso, a Prefeitura do Rio, pela primeira vez em sua história, elaborou um Plano Estratégico no primeiro ano de gestão de Eduardo Paes que norteia todas as suas ações até O planejamento envolveu representantes de diversos setores da sociedade. Entre as principais metas do Plano estão recuperar o dinamismo econômico e a liderança da cidade no processo político nacional, tornando-a referência em sustentabilidade e melhorando as condições de vida da população. No campo ambiental, a aspiração é fazer com que o Rio se transforme, nos próximos 10 anos, em modelo brasileiro de preservação. E que volte a ser palco de ebulição cultural nos cenários nacional e internacional. O planejamento pretende ainda fazer do Rio um centro de debates e conferências internacionais sobre gestão pública, sediando agências reguladoras nacionais e organismos internacionais, um polo, enfim, para o desenvolvimento de uma agenda comum para os BRICs (sigla para Brasil, Rússia, Índia e China, as novas potências econômicas mundiais). No campo social, a ideia é fazer do Rio, até a próxima década, a capital do Sudeste com o maior crescimento de IDH e a menor desigualdade. Economicamente, o objetivo é tornar o Rio a capital com a menor taxa de desocupação e a maior renda média per capita em toda a Região Sudeste até o final da década, impulsionando, paralelamente, o desenvolvimento de serviços e de tecnologia ligados à indústria do petróleo. E ainda, o maior polo turístico do hemisfério sul, o principal polo das indústrias criativas (mídia, audiovisual, moda e design) do país, o segundo maior centro logístico brasileiro, além de sede de multinacionais brasileiras e de butiques financeiras instaladas no país. 06 Construir Dezembro 2010

6 Foto de divulgação Secretaria de Obras transformação do Rio: saúde ACESSO À PREVENÇÃO E AO ATENDIMENTO DE EMERGÊNCIA É AMPLIADO META É CONSTRUIR 70 CLÍNICAS DA FAMÍLIA E SETE NOVAS UPAS ATÉ 2012 Clínica Dr. Helande de Mello Gonçalves, em Paciência trativa da Construtop, que está executando as obras da Clínica da Família de Padre Miguel, diz que a empresa se sente lisonjeada de fazer parte de um projeto social dessa magnitude. As obras, iniciadas numa área de 2.359,81 metros quadrados no bairro da Zona Oeste, contam com 20 funcionários da empresa e têm previsão de término previsto para este mês. O engenheiro Luiz Batista Girardi, sócio-diretor da RL 2 Engenharia, responsável pela construção da primeira clínica do projeto, a da Família Olímpia Esteves, em Realengo, em 2009, ressalta a preocupação de Eduardo Paes em facilitar o acesso da população aos serviços públicos de saúde. Modernas instalações e pessoal qualificado trabalhando nas regiões mais carentes do Rio demonstram consistência na condução de uma das prioridades de qualquer bom administrador público com relação à sua cidade: a saúde. Presidente da Riourbe, Marco Antônio Almeida explica que, mais do que apenas cuidar da saúde da população, as Clínicas da Família amenizam os impactos ao meio ambiente: A construção das clínicas de família segue os mais modernos preceitos ecológicos, parte das metas de sustentabilidade do Plano Estratégico. Entre outras empresas, também estão atuando na implantação das Clínicas da Família as associadas Engetécnica, Volume e Enge Prat. Das sete Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) previstas para serem concluídas até o final do ano, cinco já foram inauguradas. Segundo o secretário de Obras, Alexandre Pinto, as UPAS têm capacidade, juntas, para atender mais de um milhão de pessoas. Entre as obras de ampliação de unidades de saúde já existentes, destaca-se como uma das mais importantes da atual gestão as realizadas no Hospital Municipal da Ilha do Governador. A nova unidade, de nove mil metros quadrados, será composta por um conjunto arquitetônico de três módulos, na Estrada do Galeão, nº Estão sendo investidos R$ 29,3 milhões na construção do hospital. As intervenções, gerenciadas pela Riourbe e executadas pela Caenge S/A, foram iniciadas em julho e devem estar finalizadas em Também estão trabalhando na área de saúde do município as associadas Senic, Medeiros, Terreng, Rizoma, Enimont, RGI, Irmão Haddad e RC Botelho. A CONSTRUÇÃO DAS CLÍNICAS DE FAMÍLIA SEGUE OS MAIS MODERNOS PRECEITOS ECOLÓGICOS, PARTE DAS METAS DE SUSTENTABILIDADE DO PLANO ESTRATÉGICO Prefeito Eduardo Paes, secretário municipal de Obras, Alexandre Pinto, e presidente da Riourbe, Marco Antônio Almeida, durante a inauguração da Clínica da Família Lenice Maria Monteiro Coelho Foto de divulgação Secretaria de Obras A cidade do Rio conta, atualmente, com 18 Clínicas da Família (nove foram inauguradas este ano) prontas para atender um total de 276 mil habitantes nos bairros em que foram instaladas. A iniciativa reduz a procura por hospitais públicos, permitindo que as equipes de saúde se concentrem nos casos de maior gravidade. Até 2012, a meta é chegar a 70 unidades instaladas em bairros diversos. A construção de cada clínica, realizada pela Secretaria Municipal de Obras através da Riourbe, leva em média cinco meses. Investimos cerca de R$ 2,5 milhões em cada unidade de saúde preventiva, que conta com consultórios médicos, salas de ultrassonografia e de raios X, de procedimentos e de saúde bucal, além de auditório, farmácia, almoxarifado e sala de reunião, segundo o secretário de Obras, Alexandre Pinto. Flávia Cristina de Faro Gonçalves, diretora adminis- 08 Construir Dezembro Construir Dezembro 2010

7 Foto de divulgação transformação do Rio: educação PRIORIDADE DA PREFEITURA É O ATENDIMENTO À PRIMEIRA INFÂNCIA PROJETO É INAUGURAR 70 ESPAÇOS DE DESENVOLVIMENTO INFANTIL EM DOIS ANOS EDI Tânia Maria Larrubia Gomes, em Bangu AS OBRAS LEVAM CERCA DE 240 DIAS PARA SEREM CONCLUÍDAS. DURANTE A GESTÃO DO ATUAL PREFEITO JÁ CONSTRUÍMOS CINCO UNIDADES E, ATÉ O FINAL DO ANO, DEVEMOS CONCLUIR MAIS TRÊS. ATÉ FINS DE 2012 A META É INAUGURAR MAIS 70 UNIDADES EM VÁRIOS BAIRROS DA CIDADE Na área de educação, a Prefeitura do Rio ampliou o número de Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDIs), que seguem o novo modelo de atendimento à primeira infância, da creche à pré-escola. Os EDIs são dedicados às crianças de faixa etária entre três meses e cinco anos e meio de idade. Marco Antônio Almeida, presidente da Riourbe, empresa responsável pelo projeto e construção das EDIs, informa que o investimento unitário em cada edificação é de R$ 2,5 milhões. As obras levam cerca de 240 dias para serem concluídas. Durante a gestão do atual prefeito já construímos cinco unidades e, até o final do ano, devemos concluir mais três. Até fins de 2012 a meta é inaugurar mais 70 unidades em vários bairros da cidade. Os Espaços de Desenvolvimento Infantil contam com berçários, salas de atividades, secretaria, lactário, solário, sala de atendimento, pátio, refeitório, despensa, cozinha, lavanderia, área de serviço, rouparia, hall, sala de reunião, sala de diretoria, fraldário, sala de amamentação e depósito. A primeira EDI da cidade, construída pela RL 2 Engenharia, foi a Tânia Maria Larrubia Gomes, inaugurada em 2009 em Bangu. Em outras áreas da cidade, as associadas Entre os Rios, Spins, Retrofit, RC Vieira, Rizoma, Mega, Irmão Haddad, York, FW e Phoenix também estão realizando obras de implantação de EDIs. Outra importante iniciativa é o Projeto Escolas do Amanhã, da Secretaria Municipal de Educação, criado em 2009 para minimizar os efeitos da violência no aprendizado de crianças em áreas dominadas pelo narcotráfico. Nessas escolas, aprender é muito mais difícil e ensinar é muito desafiador. Um dos problemas mais frequentes é o elevado índice de evasão, não por acaso, o dobro da rede, constata a secretária de Educação, Claudia Costin. O projeto, que abrange 150 escolas, conta com o apoio da Unesco e do Ministério da Educação. Tem como destaque um novo formato de aulas, em período integral, além de um inovador programa de ciências com materiais e equipamentos modernos, internet em banda larga, bibliotecas e cineclube. No Complexo do Alemão, a escola municipal Afonso Várzea faz parte do projeto. 10 Construir Dezembro 2010

8 transformação do Rio: saneamento TRATAMENTO DE ESGOTO PARA TODA A ZONA OESTE INVESTIMENTOS DE MAIS DE R$ 375 MILHÕES ATÉ 2016 Obras de reurbanização e saneamento, em Santa Cruz Foto de divulgação Delta Construções A Subsecretaria de Águas (Rio-Águas) é responsável pelos programas de saneamento da Prefeitura, que incluem a construção de estações de tratamento de esgoto. Entre as obras mais recentes do programa estão as do Saneando Vila Kennedy, investimento de cerca de R$ 8 milhões que beneficia mais de 47 mil habitantes com conclusão prevista em Já o Saneando Sepetiba, investimento de R$ 147 milhões, beneficiará 58 mil habitantes. Em Sepetiba e Guaratiba as obras das Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) devem se encerrar em dezembro deste ano. A ETE Sepetiba tem capacidade para atender 40 mil habitantes, e a ETE Guaratiba, 18 mil. Até 2016, mais dois programas serão implantados pela Prefeitura. Primeiro, o Saneando Santa Cruz, já autorizado pelo Ministério das Cidades e em análise na Caixa Econômica Federal, com capacidade para beneficiar 150 mil habitantes na primeira etapa. Envolve cerca de R$ 220 milhões e a previsão de término é O segundo é a requalificação da ETE de Deodoro. Este, que visa tratar o esgoto dos bairros de Realengo e Deodoro, ainda está em fase de projeto, informa o secretário de Obras, Alexandre Pinto. 12 Construir Dezembro 2010

9 Foto de divulgação transformação do Rio: Urbanização e Habitação PREFEITURA PREVÊ URBANIZAÇÃO DE TODAS AS FAVELAS ATÉ 2020 PROGRAMA MORAR CARIOCA INCLUI OBRAS DO PAC JÁ INICIADAS Morar Carioca: perspectiva de rua do Morro da Babilônia, no Leme O programa Morar Carioca, iniciado em julho pela Prefeitura, consiste na implantação de um sistema de conservação, controle e ordenamento de ocupação e uso do solo urbano nas comunidades, que receberão tratamento semelhante ao dispensado à cidade formal. Um dos mais importantes legados sociais dos Jogos Olímpicos de 2016 para a cidade, o programa que inclui as obras já iniciadas do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal envolverá valores da ordem de R$ 8 bilhões, sendo R$ 2 bilhões até o final de Mais de 260 mil domicílios serão beneficiados. Para o secretário municipal de Habitação, Jorge Bittar, o projeto é um dos mais importantes da Prefeitura, em função de seu alcance social. Além da urbanização de comunidades carentes, prevê uma série de intervenções, como conservação da infraestrutura e dos equipamentos sociais; implantação de sistema de controle do surgimento e crescimento de comunidades; criação de 100 novos Postos de Orientação Urbanística e Social (Pousos); e reassentamento de famílias que moram em áreas de risco, através do programa Minha Casa, Minha Vida. Desde o lançamento do Morar Carioca, já foram publicados editais de licitação de obras que somam R$ 421 milhões, abrangendo Providência (Centro), Pedreira, Nova Jerusalém, Parque Nova Cidade de Acari (Pavuna e Costa Barros), Chapadão (Pavuna), Guarabu (Ilha do Governador), Chapéu Mangueira e Babilônia (Leme), morros da Coroa (Santa Teresa) e São José Operário (Praça Seca). Para a Secretaria de Habitação, o termo que melhor define o espírito do Morar Carioca é integração, porque esse programa integra de forma efetiva as comunidades aos bairros da cidade. As ações acontecerão em todas as regiões do Rio e, por isso, beneficiarão a cidade como um todo e não apenas os moradores das áreas onde ocorrerão as obras. PAC Obras do PAC estão sendo realizadas no Complexo do Alemão, no Maciço da Tijuca e no Complexo de Manguinhos, onde as intervenções vêm sendo executadas pela Geomecânica. Na Colônia Juliano Moreira, as obras estão a cargo da RC Vieira Engenharia. O programa Minha Casa, Minha Vida é outro projeto de grande alcance social gerenciado pela Secretaria de Habitação. O Rio tem hoje cerca de 20 mil unidades habitacionais em construção para famílias com renda de até R$ Destas, 11 mil serão entregues até o final de A Secretaria informa que a meta da Prefeitura é atingir 50 mil unidades em dezembro de 2012, incluindo imóveis para todas as faixas de renda Foto de divulgação Jorge Bittar, secretário municipal de Habitação do Minha Casa, Minha Vida, que beneficia famílias com renda mensal de até 10 salários mínimos. Bairro Maravilha Outro projeto de qualificação urbana, o Bairro Maravilha prevê implantação de pavimentação asfáltica, calçadas e sistema de drenagem em bairros das zonas Norte e Oeste. Na Zona Oeste estão programadas também instalações de redes de esgoto. Na Zona Norte, 212 vias de Turiaçu, Quintino, Cascadura, Cavalcanti, Engenheiro Leal, Barros Filho, Costa Barros e Lucas estão sendo recuperadas a partir de modelo baseado no antigo projeto Rio Cidade, com investimento total de R$111,7 milhões. Em Parada de Lucas as intervenções são executadas pela Terrapleno. A Globo está na Pavuna; a Spil em Costa Barros; a Erwil em Turiaçu; a Silo em Guaratiba; a Nova Santa Luzia em Cosmos; a Chison em Paciência; a Metropolitana em Inhoaíba; DAS, Focus e RGI em Santa Cruz; União Norte em Marechal Hermes; Enimont em Campo Grande e a RC Vieira, em Quitino Bocaiúva. A Camter S/A responde por obras em 76 vias da Zona Norte, nas quais estão sendo recuperados aproximadamente 30 quilômetros de pavimentação, 150 mil metros quadrados de calçada e um quilômetro e meio de sistema de drenagem. As obras foram iniciadas em abril de 2010 e têm um prazo de 540 dias para serem finalizadas. Para Gustavo Lira, assistente técnico da Camter, a valorização do cidadão é o principal objetivo desse projeto, que aumenta a autoestima dos moradores 14 Construir Dezembro Construir Dezembro 2010

10 Projeto da praça da comunidade da Pedreira, em Costa Barros Foto de divulgação A META DA PREFEITURA É ATINGIR 50 MIL UNIDADES EM DEZEMBRO DE 2012, INCLUINDO IMÓVEIS PARA TODAS AS FAIXAS DE RENDA DO MINHA CASA, MINHA VIDA, QUE BENEFICIA FAMÍLIAS COM RENDA MENSAL DE ATÉ 10 SALÁRIOS MÍNIMOS da região, através da recuperação do seu habitat, e resgata ainda o potencial residencial do local beneficiado. Na Zona Oeste, a Prefeitura está investindo quase R$ 61,5 milhões na urbanização de comunidades em Realengo, Magalhães Bastos, Jardim Guaratiba, Inhoaíba e Santa Cruz. Nesse bairro, a Delta Construções está realizando obras na comunidade Luiz Fernando Victor Filho que incluem implantação de sistema de esgoto sanitário e rede de águas pluviais, com captação de água de chuvas e remanejamento de redes de abastecimento de água potável. As ruas do bairro serão pavimentadas e ganharão passeios. O objetivo é melhorar as condições locais e promover a requalificação urbana da região, trazendo mais saúde e qualidade de vida para os moradores, que há anos vivem em condições precárias, resume Dionísio Tolomei, diretor regional da empresa. Trabalhando junto, a gente constrói uma cidade cada dia melhor. As recentes conquistas e mudanças mostram que o trabalho da prefeitura, em parceria com A população e o setor privado, está transformando o rio. A camter tem orgulho em participar dessa transformação. Rua Beneditinos, nº 10, 9º andar. Centro - RJ. Tel Construir Dezembro 2010

11 transformação do Rio: prevenção OBRAS DE RECONSTRUÇÃO DE ÁREAS ATINGIDAS POR CHUVAS SÃO PRIORIDADE CONTENÇÃO DE ENCOSTAS E DRENAGEM PARA ENFRENTAR INTEMPÉRIES Através da Geo-Rio, Rio-Águas, Coordenadoria de Obras e Secretaria de Conservação, a Prefeitura está investindo R$ 219 milhões em obras de drenagem e recuperação de encostas para reconstruir áreas atingidas pelas chuvas em abril deste ano e evitar novas enchentes e deslizamentos de terra. A Secretaria Municipal de Obras recebeu R$ 196,8 milhões; a Secretaria de Conservação, R$ 20 milhões; e R$ 2,2 milhões foram destinados à compra de um radar meteorológico para o sistema Alerta Rio. A Rio-Águas está aplicando R$ 28,8 milhões na limpeza e drenagem dos mais importantes rios e canais da cidade. Já a Geo-Rio iniciou obras de contenção de encostas, com investimento total de R$ 111,2 milhões nos locais mais afetados pelas fortes chuvas. Entre as áreas beneficiadas estão a Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá, a Estrada da Grota Funda, no Recreio dos Bandeirantes, a Avenida Niemeyer, em São Conrado, a Avenida Edson Passos, no Alto da Boa Vista, a Rua Almirante Alexandrino, em Santa Teresa, o Túnel do Joá e a alça de acesso ao Túnel Rebouças, no Cosme Velho, entre outras. Na Estrada Grajaú-Jacarepaguá, importante via de ligação entre o bairro da Zona Oeste e o Centro da cidade, as obras estão sendo executadas pela Carioca Engenharia. No local, entre outras intervenções, a empresa está instalando mais de 17 mil metros quadrados de tratamento em contenção de encosta, tratando 25 pontos de deslizamento e grampeando 4 mil metros quadrados de solo. Além disso, realiza a limpeza do sistema de drenagem e a recuperação do pavimento com fresagem e recapeamento em trecho de nove quilômetros. Também substituirá o sistema de iluminação, com implantação de 184 novos postes ao longo da via. Ao final das obras, previstas para terminaremeste Foto de divulgação Carioca Engenharia mês, haverá aumento na segurança para os usuários da via com a pavimentação e a nova iluminação e os riscos de deslizamentos serão reduzidos. Leandro Medeiros, engenheiro da Carioca Engenharia, que responde pelas intervenções na estrada, lembra que outra ação programada é a retirada de moradias e pessoas de áreas de risco, uma preocupação constante das autoridades do município em relação ao local. Também estão recebendo obras corretivas 17 comunidades de vários bairros. Uma das ações da Geo-Rio que obteve verba da Prefeitura é a que visa recuperar e limpar o sistema de drenagem dos morros da cidade. Em Jacarepaguá, a Coordenadoria Geral de Obras está executando intervenções de drenagem e de recuperação da pavimentação com investimentos da ordem de R$ 56,8 milhões. Pavimentação da estrada Grajaú-Jacarepaguá 18 Construir Dezembro 2010

12

13 Foto de divulgação J P Engelbrecht transformação do Rio: obras viárias A Secretaria Municipal de Obras deu início à primeira etapa de um conjunto de intervenções que se propõem a ampliar a capacidade viária dos principais corredores de acesso à cidade, desafogando o tráfego em áreas saturadas. Entre elas estão a ampliação do Viaduto de Manguinhos, a construção de um viaduto na Abolição e de um elevado ligando a Perimetral à Linha Vermelha, além de melhorias na Avenida Brasil. O Viaduto de Manguinhos será ampliado em ambos os sentidos, num investimento total de R$ 21,8 milhões, e terá sua capacidade viária aumentada em 33%. Com a melhoria, os motoristas passarão a contar com quatro faixas de tráfego, aliviando os acessos da Avenida Brasil e da Linha Vermelha. Essa obra faz parte de uma Obras de recuperação da Avenida Brasil NOVOS VIADUTOS E ACESSOS COMEÇAM A SER CONSTRUÍDOS OBJETIVO É DAR MAIS FLUIDEZ AO TRÁFEGO NAS VIAS PRINCIPAIS parceria com a LAMSA (empresa concessionária da Linha Amarela) que prevê nove intervenções ao longo da via, em ruas de acesso e em comunidades limítrofes. As melhorias, segundo o secretário de Obras, Alexandre Pinto, serão entregues à população de forma gradativa até Os valores totais da parceria atingem R$ 251 milhões. O novo viaduto na Abolição religará os dois lados da via, hoje separados pela Linha Amarela. É uma forma de oferecer mais um acesso para quem sai do Engenho de Dentro, onde estará a principal arena das Olimpíadas de 2016, o Estádio Olímpico João Havelange, em direção à Barra da Tijuca. As intervenções devem estar prontas em 12 meses. Para melhorar o fluxo na Avenida Brasil, uma das mais importantes vias de acesso à cidade, a Prefeitura deu início a obras de alargamento da faixa lateral e de remodelação das baias de ônibus próximas à saída da Linha Amarela, no sentido Centro. O município está investindo R$ 15 milhões nessa intervenção. Além dessas obras pontuais, destinará R$ 63 milhões para melhorias viárias ao longo de 17 quilômetros da Avenida,entre o Caju e o Trevo das Margaridas. O primeiro trecho a ser beneficiado inclui os acessos à Zona Portuária, que passa por revitalização dentro do projeto Porto Maravilha. Novo elevado O edital de licitação das obras de construção do elevado que fará a ligação entre a Perimetral (Avenida Rio de Janeiro) e a Linha Vermelha (Rua Figueira de Melo) foi publicado no Diário Oficial em agosto. A previsão é de que fique pronto em 20 meses. A primeira fase dessa intervenção tem custo estimado de R$ 66,6 milhões. Após sua conclusão, haverá considerável redução do fluxo de veículos na Avenida Francisco Bicalho. Na área de Jacarepaguá, a Prefeitura está investindo também em obras de drenagem e pavimentação, com construção de ciclovia na Estrada Rodrigues Caldas. Os investimentos, de aproximadamente R$ 14,8 milhões, têm como objetivo melhorar o tráfego através da interligação da Estrada dos Bandeirantes com a Colônia Juliano Moreira. As intervenções, que incluem a construção de ciclovia de 6,5 quilômetros, além de passeio, grama e plantio de 265 mudas de árvore, estão sendo executadas pela Construtora Monjardim. Iniciadas em março, devem terminar em Para Fernando Monjardim, diretor da empresa, a obra trará benefícios aos moradores da região que hoje usam a bicicleta como meio de transporte. Além disso, serão resolvidos os problemas de enchentes constantes na área, ressalta. A Estrada do Mato Alto, em Campo Grande, será duplicada e reurbanizada e também receberá ciclovia e passarela. Iniciadas em outubro, as obras, a cargo da Carioca Engenharia, devem estar prontas em dezembro de Com investimentos que montam R$ 76,5 milhões, foram projetadas pela Secretaria de Obras com o objetivo de melhorar as condições de urbanização, drenagem e tráfego entre a Estrada do Monteiro e a Avenida das Américas, no seu entroncamento com a Estrada da Matriz, em trecho de oito quilômetros de extensão. Marco Túlio, engenheiro da Carioca, responsável pelas obras da Estrada do Mato Alto, conta que, além de duplicação Foto de divulgação das pistas, moderno sistema de iluminação, passeios, ciclovia ao longo de toda a extensão da via, novo sistema de drenagem, passarela de pedestres e novas pontes sobre os rios Valão das Cinzas e Cabuçu, também serão implantadas áreas de lazer com quadras poliesportivas, com piso de grama, aparelhos de ginástica, brinquedos e mesas de jogos. A Estrada do Encanamento, em Cosmos, na Zona Oeste, será alargada num trecho de 1,4 quilômetro, entre as estradas da Paciência e do Campinho, e duplicada em trecho de 600 metros da Avenida do Bacaxá. Essas intervenções incluem implantação de pavimentação asfáltica, novo sistema de drenagem, passeios, reestruturação de redes de água e esgoto, construção de ciclovias, baias de ônibus e de iluminação pública. As duas obras, orçadas em R$ 18,6 milhões, estão sendo tocadas pela Dimensional Engenharia. Obras de duplicação e reurbanização da Estrada do Mato Alto Viaduto Na Zona Norte, uma antiga reivindicação dos moradores será atendida pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Obras: a construção do Viaduto de Tomás Coelho. O elevado, com 470 metros de extensão por nove metros de largura, será construído na Avenida João Ribeiro e vai ligar Tomás Coelho a Cavalcante. Hoje, para fazer esse caminho, os moradores precisam percorrer vários quilômetros de carro para atravessar a linha férrea que corta o bairro. A obra, a cargo da Oriente Construção, deve durar aproximadamente 300 dias e tem custo estimado de R$ 23,9 milhões. Localizado próximo à estação de trem de Tomás Coelho, o elevado vai beneficiar moradores de Del Castilho, Engenho da Rainha, Inhaúma, Pilares, Madureira e Cascadura. Também facilitará o acesso ao Estádio Olímpico João Havelange e o patrulhamento da Polícia Militar na região. Além dessas melhorias, será feita a revitalização embaixo e no entorno do viaduto, do lado da Avenida Martin Luther King Júnior. 22 Construir Dezembro Construir Dezembro 2010

14 transformação do Rio: conservação SECRETARIA ESPECIAL ESTÁ CUIDANDO DA MANUTENÇÃO DA CIDADE SECONSERVA É RESPONSÁVEL POR LIMPEZA E RECONSTRUÇÃO DE GALERIAS, TAPA-BURACO E MANUTENÇÃO DA ILUMINAÇÃO PÚBLICA Foto de divulgação Modelo de caminhão tapa-buracos exigido pela Prefeitura Um importante serviço para o bom funcionamento de uma cidade, a conservação relegada a segundo plano nas administrações anteriores do Rio de Janeiro recebeu atenção especial do prefeito. No segundo mês de sua gestão, Paes criou a Secretaria Especial de Conservação (Seconserva) justamente para gerir as atividades de manutenção executadas pela Coordenadoria Geral de Conservação, Comlurb e Rioluz. De janeiro a setembro de 2010, a Seconserva realizou a limpeza de mais de 592 quilômetros de galerias pluviais, ramais de ralos, canaletas e caixas de contenção. Reconstruiu ainda mais de 17,5 quilômetros de galerias pluviais, ramais de ralos, canaletas e caixas de contenção destruídas pelas chuvas. Além dessas ações, fechou mais de 483,3 mil buracos, recuperou mais de 115 mil metros quadrados de paralelepípedos, 41 mil metros quadrados de piso em concreto, 19 mil metros quadrados de pedras portuguesas e substituiu cerca de 4 mil tampões e grelhas. Carlos Roberto Osório, secretário de Conservação, comunicou aos associados da AEERJ, em palestra ocorrida na sede, em novembro, que o órgão vai ampliar os serviços de conservação em toda a cidade, trabalhando mais com o setor privado. Mas exigirá das empresas terceirizadas mais qualidade, como uso de ferramentas adequadas, equipamentos novos e trabalhadores devidamente uniformizados, mais segurança e melhor sinalização. Em 2011 a Seconserva terá orçamento próprio de R$ 180 milhões, e a Prefeitura do Rio tem caixa para executar os investimentos previstos. Osório anunciou também que, até o final do ano, a Seconserva terá licitado também serviços de calçamento Foto: Pedro Peracio em pedra portuguesa, paralelepípedo, ciclovias e ainda a manutenção dos Rio-Cidades, que, em 16 anos, nunca receberam conservação adequada. A Globo Construções é uma das empresas respon- Carlos Roberto Osório AS AÇÕES CONJUNTAS DOS ÓRGÃOS DE CONSERVAÇÃO PÚBLICA TÊM MOSTRADO A EFICÁCIA DE UM TRABALHO INTEGRADO E SISTEMÁTICO NA CIDADE, COM A QUALIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS POR MEIO DA MODERNIZAÇÃO DAS ROTINAS E INCORPORAÇÃO DAS MELHORES PRÁTICAS sáveis pela execução de obras de conservação em ruas das zonas Sul e Norte. Já a Construtora Monjardim realiza serviços em bairros da Zona Oeste. Para Osório, essas atividades corriqueiras são o melhor antídoto para prevenir problemas relativos a chuvas de verão: As ações conjuntas dos órgãos de conservação pública têm mostrado a eficácia de um trabalho integrado e sistemático na cidade, com a qualificação dos serviços por meio da modernização das rotinas e incorporação das melhores práticas. A Fundação Parques e Jardins (FPJ) abriu licitação em janeiro deste ano para um pacote de obras de recuperação ambiental de parques, praças e chafarizes. As obras que envolvem R$ 12 milhões estão sendo tocadas pela Arkhe em 370 praças de todos os bairros do Rio, da Zona Norte à Zona Oeste. A empresa atua em 30 praças por mês, em média, para entregar as obras, iniciadas em maio, no prazo de 12 meses. Segundo João de Deus, diretor da Arkhe, a agilidade dos serviços só é possível graças ao planejamento das atividades em perfeita sincronia com a comissão de fiscalização das obras da Prefeitura, através da FPJ e a gerência da empresa. Estamos recuperando, com agilidade e velocidade, áreas degradadas que são devolvidas arrumadas às comunidades. 24 Construir Dezembro Construir Dezembro 2010

15 transformação do Rio: meio ambiente Copa e Olimpíadas RECUPERAÇÃO DA BACIA DE JACAREPAGUÁ, CICLOVIAS E NOVO CTR PROJETOS VISAM DESPOLUIR AS ÁGUAS E O AR Projeto das novas ciclovias da Zona Oeste GRANDES INVESTIMENTOS FARÃO DO RIO UMA NOVA METRÓPOLE ORÇAMENTO DA PREFEITURA, APROVADO PELA CÂMARA PARA 2011, É DE R$ 2,62 BILHÕES Foto de divulgação Na área ambiental, a Prefeitura, através da Secretaria de Obras e da Secretaria de Meio Ambiente, está implementando a recuperação da Bacia de Jacarepaguá e a construção de ciclovias com o objetivo de reduzir os gases causadores do efeito estufa e a poluição da cidade. As obras de recuperação ambiental dos rios Itanhangá, Panela e Muzema, Retiro e Papagaio estão sendo realizadas pela Dimensional Engenharia, através de dois contratos com a Secretaria de Obras, que está investindo R$ 63,51 milhões nas intervenções. O programa de implantação de ciclovias integradoras na Zona Oeste foi implementado com base em estudos do Instituto Pereira Passos (IPP) que mostram que 2,7% da população carioca utilizam a bicicleta como meio de transporte. Desse total, 18% residem no bairro de Santa Cruz. Celestino Villari, engenheiro da Construtora Andrade Gutierrez, empresa executora das obras de implantação das ciclovias em dois bairros da região, informa que estão previstos 21,5 quilômetros de concreto colorido e trechos de piso intertravado de concreto delimitados por cordões, integrando as vias para bicicletas já existentes. Além das estações de trem, terminais de ônibus, centros comerciais e serviços de Campo Grande e de Santa Cruz. Nessas obras, iniciadas em outubro último, e que vão durar oito meses, serão investidos R$ 19,3 milhões. A instalação da nova Central de Tratamento de Resíduos (CTR), em Seropédica, outro importante projeto da Prefeitura gerenciado pela Secretaria de Conservação teve início em agosto. A moderna tecnologia da nova CTR permitirá a redução recorde na emissão de gases de efeito estufa de 1,9 milhão de toneladas de CO 2 por ano. É como se 1,4 milhão de carros movidos a gasolina deixassem de circular pela cidade. Esse desempenho ajudará o Rio a cumprir a meta para a redução de gases de efeito estufa, estabelecida em 2009 pela Política Municipal de Mudanças Climáticas e assumida com o Comitê Olímpico Internacional para os Jogos Olímpicos de 2016 o lixo é apontado como responsável por 24% das emissões de gases do efeito estufa, atrás apenas do transporte rodoviário (33%). O novo centro de tratamento entrará em operação em 2011 e também receberá o lixo dos municípios de Itaguaí e Seropédica. Com isso, a Prefeitura encerrará as atividades no Aterro Controlado de Gramacho, em Caxias, o que ocorrerá gradativamente até o segundo semestre de A proposta do Rio, estabelecida pela Prefeitura, é diminuir em 8% a emissão até 2012, 16% até 2016 e 20% até Segunda maior metrópole do Brasil, cidade brasileira mais conhecida no exterior e maior rota do turismo internacional no país, a capital fluminense está passando por grandes transformações. A Prefeitura do Rio, através de uma série de intervenções que demandarão, somente em investimentos próprios, mais de R$ 2,6 bilhões, promete fazer surgir nos próximos cinco anos um centro urbano que deverá fazer jus, definitivamente, ao apelido de Cidade Maravilhosa. Uma metrópole com mais mobilidade, saudável e inclusiva, abrindo um novo e esperado ciclo de desenvolvimento econômico para os seus habitantes é o objetivo da Prefeitura com a realização das obras previstas no Plano Estratégico da Cidade e no Caderno de Encargos da candidatura do Rio como sede das Olimpíadas de Todas as intervenções estruturais em andamento e em fase de projeto só se assemelham, em extensão e número de beneficiados, às realizadas na gestão do prefeito Pereira Passos e que entraram para a história como o período do Bota Abaixo (1902 a 1906), tantas foram as demolições que deram lugar a novas construções. As reformas no Rio atual deixarão um legado que deve mudar a paisagem urbana, unindo a chamada cidade partida e fazendo dela um modelo de modernidade. Em 2011 serão iniciadas, para valer, as obras e os projetos que condicionaram a realização no Rio da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de A previsão é de que, só no ano que vem, sejam investidos na cidade, com recursos dos governos federal, estadual e municipal em parceria com a iniciativa privada, mais de R$ 3,7 bilhões. O maior volume de verbas, já aprovado pela Câmara municipal R$ 2,62 bilhões, montante nunca antes alocado no município, será aplicado pela Prefeitura em programas como o dos corredores de ônibus articulados (BRTs), a Transcarioca (via expressa que ligará a Barra da Tijuca ao Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim), a Transoeste (via expressa entre a Barra e Santa Foto de divulgação Cruz), a expansão de ciclovias e o Morar Carioca. Dos projetos que prepararão a cidade para os megaeventos, o único com previsão de conclusão já em 2011 é o Parque Olímpico Cidade do Rock, na Avenida Salvador Allende, na Barra da Tijuca, com investimentos em torno de R$ 40 milhões. A ideia é que o parque seja aberto três meses depois de concluído, com a realização da quarta edição do Rock in Rio. Durante as Olimpíadas, o espaço será usado como área de lazer para os atletas. Perspectiva da estação do teleférico da Praça da Providência 26 Construir Dezembro Construir Dezembro 2010

16 Foto de divulgação Copa e Olimpíadas Transoeste: novo túnel da Grota Funda via entre a Penha e o aeroporto, na Ilha do Governador). A obra será iniciada no primeiro semestre de 2011 e deve estar concluída em três anos. A nova via expressa, que permitirá que o trajeto Barra- Penha seja reduzido em 49 minutos, atenderá a cerca de 350 mil passageiros por dia, passando por Barra da Tijuca, Jacarepaguá, Curicica, Taquara, Tanque, Praça Seca, Campinho, Madureira, Vaz Lobo, Vicente de Carvalho, Vila da Penha e Penha, sem contar a extensão até o aeroporto. Ao longo da via serão instaladas 36 estações e dois terminais para embarque e desembarque. Segundo o secretário de Obras, Alexandre Pinto, a instalação da Transcarioca permitirá a integração físicotarifária com os trens da SuperVia (Deodoro, Belford Roxo e Gramacho) e com a Linha 2 do metrô. Transolímpica Considerada a maior obra viária já anunciada em 30 anos, com aproximadamente 26 quilômetros de extensão, a Transolímpica ligará o Recreio dos Bandeirantes a Deodoro, passando por Barra da Tijuca, Jacarepaguá, Curicica, Taquara, Jardim Sulacap e Magalhães Bastos. A via fará a conexão entre a Vila Olímpica, no Riocentro, o Parque Olímpico do Rio, no Autódromo de Jacarepaguá, e o Parque Radical do Rio, em Deodoro, através de duas pistas com três faixas para veículos e faixas exclusivas para BRT. Essas faixas permitirão conexão com as vias da Transcarioca, na Avenida dos Bandeirantes, em Jacarepaguá, e com a Transoeste, na Avenida das Américas, na altura do Recreio dos Bandeirantes, além de se interligarem à Supervia, na Estação Deodoro. Esse projeto foi concebido para que mais pessoas possam ter acesso ao transporte de massa, priorizando caminhos que minimizem as desapropriações de residências, destaca Alexandre Pinto, acrescentando que a modelagem visa, prioritariamente, garantir o padrão de excelência de manutenção e operação. A obra, prevista para iniciar no primeiro semestre de 2011, deve levar cerca de 40 meses. CORREDORES EXPRESSOS CRIARÃO NOVOS ACESSOS PARA MEGAEVENTOS ESTRADA DOS BANDEIRANTES E AVENIDA AYRTON SENNA SERÃO ALARGADAS Instalação de rede de drenagem e implantação de ciclovia fazem parte dos projetos CONSTRUÇÃO DE VIAS E REMODELAÇÃO DAS EXISTENTES PERMITIRÃO MAIOR FLUIDEZ DO TRÂNSITO A Secretaria Municipal de Obras iniciou a implantação da Transoeste, corredor expresso que vai ligar a Barra da Tijuca a Santa Cruz, contemplando também o bairro de Campo Grande. A Prefeitura do Rio investirá R$ 692,1 milhões nas obras, que devem estar concluídas em dois anos e incluem a abertura do túnel da Grota Funda. A nova via reduzirá pela metade o tempo médio de viagem entre os dois bairros, tornando o trajeto até 150% mais rápido na hora do rush. A Transoeste é um dos três corredores que compõem o projeto de preparação viária da cidade para a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016, junto com a Transolímpica e a Transcarioca. O corredor não terá pedágio e a Serra da Grota Funda continuará em funcionamento. Serão 32 quilômetros de extensão, com 30 estações de BRTs (Bus Rapid Transit), corredores expressos de ônibus articulados. O BRT da Transoeste será totalmente segregado do tráfego geral, composto por linhas expressas e paradoras. O corredor central contará ainda com linhas alimentadoras dos bairros periféricos. A obra da Transoeste está sendo executada pela Construtora Norberto Odebrecht. Para Leandro Andrade Azevedo, diretor de contrato da empresa, a via trará um novo eixo de expansão para a cidade, permitindo uma integração mais racional entre regiões da Zona Oeste, hoje separadas por um sistema viário sobrecarregado e sem capacidade de receber a crescente demanda de trânsito. As obras começam a apresentar sinais de que a qualidade de vida dos moradores vai melhorar. Um exemplo é o que já vem acontecendo no trecho final do Recreio dos Bandeirantes, por meio de um maior ordenamento que evita os constantes congestionamentos na região, analisa. Transcarioca O corredor batizado de Transcarioca terá 28 quilômetros e ligará a Barra da Tijuca ao Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim. A obra inclui dois mergulhões, quatro viadutos, uma passagem inferior e a urbanização da área adjacente. A estimativa de custo total é de R$ 1,3 bilhão, já incluindo a parte 2 (continuação da Uma das principais vias da Zona Oeste, a Estrada dos Bandeirantes receberá obras de alargamento, instalação de rede de drenagem e ciclovia, numa extensão de 16 quilômetros, com investimentos previstos em torno de R$ 68,2 milhões. O objetivo é melhorar o tráfego nos bairros de Camorim, Vargem Grande e Vargem Pequena, dando maior fluidez ao trânsito entre Jacarepaguá e Recreio dos Bandeirantes e garantindo mais segurança. Em parceria com a LAMSA (concessionária da Linha Amarela), a Secretaria Municipal de Obras (SMO) fará também obras de duplicação e implantação de nova rede de drenagem e iluminação na Avenida Ayrton Senna. As intervenções, nas quais serão investidos R$ 43,4 milhões, têm por finalidade dobrar a capacidade da via de receber veículos no trecho em frente à Vila do Pan, sentido Barra da Tijuca, e acabar definitivamente com os bolsões de água que costumam se formar na região em dias de chuva. As obras na Estrada dos Bandeirantes consistem na readequação do sistema de drenagem no local, com a implantação de mais de 10 quilômetros de galerias de águas pluviais e a construção de oito pontes para viabilizar a travessia dos rios; e na pavimentação de 138 mil metros quadrados da estrada, com 24 mil metros quadrados de calçadas. Os serviços incluem a implantação de 16 quilômetros de ciclovia e o plantio de 600 mudas de árvore. A via também receberá 40 novas baias de ônibus. A intervenção, iniciada em julho deste ano, deve estar concluída em dois anos. O objetivo final das intervenções, segundo Francisco Gibbon, gestor de contratos da Camter Construções, que executa as obras, é viabilizar a melhoria do tráfego na Barra da Tijuca. Essa era uma obra há muito esperada pela população. Ela interligará Jacarepaguá e Barra da Tijuca, criando um acesso direto a Guaratiba, através do túnel da Grota Funda, diz o engenheiro. Elaborado pela SMO, o projeto para a Avenida Ayrton Senna prevê a construção, em frente à Vila do Pan, num trecho de 820 metros, de nova pista com duas novas faixas de rolamento onde hoje existem o canteiro central e um posto de gasolina. A execução será feita de modo a afastar completamente qualquer risco de afundamento. Também será recuperado o pavimento asfáltico das três faixas já existentes e construída mais uma faixa com 820 metros de extensão. A implantação da rede de drenagem vai ocupar 740 metros nessa pista. O fim dos alagamentos e a diminuição dos engarrafamentos são um sonho antigo de milhares de motoristas que passam pelo local diariamente. As intervenções estão previstas para durar 12 meses. 28 Construir Dezembro Construir Dezembro 2010

17 Foto de divulgação Copa e Olimpíadas PROJETO RIO MARAVILHA: UM NOVO COMEÇO PARA O CENTRO DO RIO REGIÃO SERÁ TRANSFORMADA EM POLO TURÍSTICO E DE INVESTIMENTO Há décadas relegada a segundo plano, a região portuária do Rio de Janeiro começa a se transformar. Tornado possível graças à união dos governos municipal, estadual e federal com a iniciativa privada, o projeto Porto Maravilha pretende revitalizar toda a área central da cidade, transformando-a em polo turístico e de investimento para empresários de vários setores. Sérgio Dias, secretário de Urbanismo, diz que o projeto Porto Maravilha foi concebido com o objetivo de promover a requalificação urbanística sustentável da região portuária, numa área de 490 hectares, com Visão global do projeto Porto Maravilha ações ligadas ao meio ambiente, à cultura, ao turismo, à inclusão social e ao desenvolvimento sustentável. A operação consorciada, instrumento criado pelo Estatuto da Cidade, é a oportunidade para estabelecermos uma nova base e parâmetros de legislação urbanística que, mediante a participação da iniciativa privada, viabilizará a implantação de uma nova e moderna infraestrutura e a revalorização da região, destaca o secretário. Felipe Goes, secretário municipal de Desenvolvimento e presidente do Instituto Pereira Passos, explica que a revitalização da Zona Portuária é estratégica para o futuro da cidade. Resgatar essa região é resgatar o Centro do Rio de Janeiro. Por isso estamos trabalhando de forma intensa em obras de infraestrutura. A região é histórica. Com as amplas reformas promovidas entre 1902 e 1906 pelo prefeito-engenheiro Pereira Passos, com o objetivo de tornar o Rio uma cidade moderna, vários cortiços foram demolidos. A população pobre da região central deslocou-se então para as encostas de morros, principalmente nos morros da Saúde e da Providência, na Zona Portuária e no Caju, onde o crescimento se deu de forma desordenada. Começou aí o processo de favelização e a consequente desvalorização do entorno do porto e do Centro, regiões marcadas hoje pela subutilização dos terrenos, baixa densidade populacional e pouca atratividade para as atividades econômicas. De certa forma, pode-se comparar o projeto Porto Maravilha às grandes intervenções que o Centro sofreu no começo do século passado, quando o Rio passou por um choque de modernização, compara Leandro Andrade Azevedo, diretor de contrato da Odebrecht. Com as obras, se criará um novo vetor para o desenvolvimento da cidade, revalorizando não só a Zona Portuária, mas também as demais áreas centrais. Sem dúvida, esse projeto deixará um legado de valorização urbanística, tornando o Centro mais humano e melhor para se viver e trabalhar. Guilherme Nogueira, gerente de projeto da Carioca Engenharia, destaca a importância da participação da empresa no Porto Maravilha. Essa é a primeira iniciativa no país de revitalização de uma área portuária degradada com a participação de entes privados, ou seja, é uma parceria público-privada. Após as obras, visualizaremos um bairro diferenciado, com a concessionária prestando serviços públicos com padrão elevado. Na nossa concepção, a área objeto da intervenção se tornará a principal porta de entrada do turismo na cidade. Entre as obras já em andamento está a nova alça de acesso rodoviário às Docas. A demolição da alça de subida do Viaduto da Perimetral e a reurbanização do Morro da Conceição também estão previstas na primeira fase do projeto. As instalações do Píer Mauá, porta de entrada dos turistas que chegam à cidade a bordo de transatlânticos, sofrerão modificações, do armazém 1 ao 4. Sede de um dos mais importantes eventos de moda do país, o Fashion Rio, que acontece duas vezes por ano, o espaço passará a abrigar o Museu do Amanhã, dedicado à sustentabilidade. A Norberto Odebrecht, Carioca Foto de divulgação Engenharia e a OAS estão preparando as fundações do prédio. Construído em 1912 e abandonado há anos, o Palácio D. João VI sediará as futuras instalações da Pinacoteca do Rio, que, entre outras inovações, ganhará um teleférico ligando o prédio ao Morro da Conceição. Incentivos As empresas que decidirem se instalar na Zona Portuária podem se beneficiar de uma série de incentivos implementados pela Prefeitura, como perdão de dívidas de IPTU, isenção desse imposto por dez anos, isenção de ITBI e redução do ISS para atividades de hotelaria, educação e entretenimento. Quem tiver imóveis considerados de interesse histórico, cultural Sérgio Dias A OPERAÇÃO CONSORCIADA, INSTRUMENTO CRIADO PELO ESTATUTO DA CIDADE, É A OPORTUNIDADE PARA ESTABELECERMOS UMA NOVA BASE E PARÂMETROS DE LEGISLAÇÃO URBANÍSTICA Construir Dezembro Construir Dezembro 2010

18 Museu de Arte do Rio Foto de divulgação Foto de divulgação Porto do Rio DE CERTA FORMA, PODE-SE COMPARAR O PROJETO PORTO MARAVILHA ÀS GRANDES INTERVENÇÕES QUE O CENTRO SOFREU NO COMEÇO DO SÉCULO PASSADO, QUANDO O RIO PASSOU POR UM CHOQUE DE MODERNIZAÇÃO ou ecológico também pode pedir o perdão de possíveis dívidas acumuladas de IPTU. Na área habitacional, a aprovação pelo Conselho Curador do FGTS (CCFGTS) da alocação de R$ 6 bilhões em cotas de Fundos de Investimentos Imobiliários (FIIs), Fundos de Investimentos em Direitos Creditórios (FIDCs) e debêntures para operações de habitação e consórcios habitacionais possibilitará que se ponham em prática projetos de infraestrutura urbana para a região. Os projetos de construção das quatro instalações olímpicas (Vila de Mídia, Vila de Árbitros, Centro de Convenções e hotel) previstas para a área do porto, em acordo firmado entre a Prefeitura e o Comitê Olímpico Internacional, serão escolhidos através de concurso público nacional. Lançado em outubro passado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-RJ), Prefeitura do Rio e Instituto Pereira Passos, terá seu resultado anunciado em fevereiro. 32 Construir Dezembro 2010

19 entrevista: eduardo paes, prefeito do Rio Foto de divulgação Tenho muito orgulho de estar à frente de um governo que está conseguindo realizar coisas que pareciam impossíveis para o cidadão carioca. É com essas palavras que o prefeito Eduardo Paes resume a magnitude das transformações pelas quais passa a Cidade do Rio de Janeiro em sua gestão. Na entrevista a seguir, ele detalha as conquistas que sua equipe já obteve e os desafios que ainda precisa vencer para fazer da capital fluminense uma metrópole mais organizada, moderna e eficiente. VIRADA DO RIO SERÁ POSSÍVEL GRAÇAS À UNIÃO DE GOVERNOS, REFORÇO FISCAL E MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA 34 Construir Dezembro 2010 Eduardo Paes Construir: O senhor foi o primeiro prefeito do Rio a concluir um planejamento estratégico para a cidade e, mais do que isso, o primeiro a prestar contas à população dos resultados das ações previstas. Qual o impacto esperado desse plano na vida do cidadão carioca? Eduardo Paes: A partir do momento em que criamos o plano de metas, no fim do ano passado, o carioca passou a ter também um instrumento para monitorar tudo o que acontece na Prefeitura, já que o balanço especificando o que foi alcançado ou não é disponibilizado a cada seis meses através da imprensa e do nosso portal. Além da transparência, melhora também a qualidade de vida do cidadão, que conta com serviços mais eficientes, uma vez que todas as Secretarias têm objetivos claros e públicos a cumprir até dezembro de Um acordo de resultados assinado com 18 órgãos da Prefeitura o que corresponde a 80% dos servidores municipais prevê que o bom desempenho de cada Secretaria e empresa pública pode gerar um bônus de até um 15 o salário para seus servidores. Construir: Em função das ações implementadas em sua gestão, a Prefeitura do Rio conseguiu um Empréstimo de Política de Desenvolvimento (DPL) do Banco Mundial, o primeiro concedido a um município no valor de US$ 1,045 bilhão. Quais as principais razões para a liberação dessa verba e o que ela representa para a cidade em termos de investimentos até o final de seu governo? Eduardo Paes: Esse acordo inédito representou uma vitória e tanto para o Rio de Janeiro, cuja administração se concentra em três pilares: reforço fiscal e aumento de investimentos, inovação na prestação de serviços e modernização da gestão pública. Depois de muito trabalho, conseguimos levar a Prefeitura, cujo caixa estava em sérias dificuldades quando assumimos, a um superávit fiscal de R$ 1,35 bilhão no fim de 2009, o melhor resultado dos últimos 10 anos. A saúde financeira do Rio, somada aos avanços nas áreas de educação, saúde e infraestrutura, contribuiu para que o Banco Mundial decidisse apoiar os nossos projetos. Os recursos abatem 20% da dívida do município com a União, o que reduz a taxa de juros de 9% para 6%, representando uma economia de até R$ 2 bilhões, que serão reinvestidos na melhoria das condições de vida da população. Construir: Nos próximos anos, apesar dos aportes financeiros dos governos federal e estadual e da iniciativa privada, o município precisará de muitos recursos para realizar as intervenções necessárias para os megaeventos esportivos. Quais os planos da Prefeitura para obtê-los? Eduardo Paes: Ao longo dos anos, o Rio assistiu à saída de grandes empresas. Por isso, outro desafio que estamos vencendo é o de atrair investimentos, mostrar que aqui também é o melhor lugar para os empresários, para os negócios, para quem é empreendedor. No primeiro semestre deste ano, por exemplo, criamos, em parceria com a Associação Comercial, a Agência Rio Negócios, para facilitar e estimular a vinda de novas empresas e ampliar e consolidar o espaço das já existentes. Desde o início do governo, o processo de recuperação de áreas abandonadas da cidade passa pela revitalização econômica desses espaços. O projeto Porto Maravilha é o melhor exemplo. Com um grande volume de obras de urbanização e a construção de novos centros culturais como o Museu do Amanhã e o Museu de Arte do Rio a Região Portuária se credencia como o mais novo polo econômico e turístico da cidade. Os investimentos no Porto já têm atraído o interesse de empresários que percebem o grande potencial dessa região central onde o Rio nasceu. Tenho certeza de que estamos no caminho certo. Construir: O que significa para o senhor, como prefeito e como cidadão carioca, ser o realizador de obras que transformarão a cidade do Rio de Janeiro? Eduardo Paes: Tenho muito orgulho de estar à frente de um governo que está conseguindo realizar coisas que pareciam impossíveis para o cidadão carioca. Durante quanto tempo a gente ouviu falar da revitalização da 35 Construir Dezembro 2010

20 Foto de divulgação entrevista: eduardo paes, prefeito do Rio Prefeito durante a inauguração de uma Clínica da Família como se entendem e trabalham juntos no projeto de devolver a importância que o Rio já teve um dia no cenário nacional. Foi assim que conquistamos as Olimpíadas e estamos obtendo outras conquistas para o carioca, como os quatro corredores expressos de ônibus articulados, os chamados BRTs (Bus Rapid Transit), que vão integrar todo o município, ligando a Barra da Tijuca, que concentra a maior parte das instalações olímpicas, à Zona Norte e ao restante da Zona Oeste. Teremos ainda a linha 4 do metrô, entre Barra e Zona Sul, já em construção pelo governo do estado, assim como a reforma do Maracanã, uma parceria entre os governos estadual e federal. O Porto Maravilha é outro legado. É um projeto que seria impossível realizar sem o apoio do governo federal. A implantação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) também tem total apoio da Prefeitura, que colabora pagando parte do salário de seus policiais e com ações sociais. Construir: Reformar uma cidade como o Rio de Janeiro exige muita ação e responsabilidade de todos os envolvidos. O que o senhor espera das empresas de engenharia do Rio de Janeiro, que realizarão as grandes intervenções, e, em contrapartida, o que seus dirigentes podem esperar da Prefeitura? Eduardo Paes: O Rio de Janeiro está bem servido de empresas do ramo da engenharia, que são tão importantes quanto a Prefeitura nesse processo de revitalização da cidade, além de contribuírem enormemente para a economia carioca, gerando milhares de empregos em todo o município. O papel da Prefeitura é garantir que essas empresas realizem um trabalho com qualidade e fiscalizar com seriedade o andamento das obras. E como prefeito do Rio de Janeiro e idealizador de um projeto que pretende entregar uma nova e melhorada cidade para os Jogos Olímpicos de 2016, só posso esperar que essa parceria com as empreiteiras vencedoras das muitas licitações que já estão em andamento e ainda por vir seja transparente. Nossa gestão acredita que a cidade é construída com parcerias, tanto com os empresários que investirão seu tempo e seus recursos na revitalização de nossa cidade quanto com o carioca, que precisa ter a certeza do bom serviço prestado e de que seu dinheiro está sendo usado com responsabilidade e correção. Zona Portuária, do moderno corredor T5, da licitação dos ônibus, sem que nada saísse do papel? A gente assumiu a responsabilidade e está levando esses e muitos outros projetos adiante. O Porto Maravilha já é uma realidade, assim como o bilhete único, a Transcarioca (o primeiro BRT da cidade) e a solução para o problema do lixo no Rio, com a criação do Centro de Tratamento de Resíduos de Seropédica. Construir: Qual o maior legado de sua administração para a cidade? Eduardo Paes: As grandes obras de infraestrutura e transporte, que vão fazer com que a cidade tenha mais mobilidade, como os quatro corredores de ônibus (os BRT) que ligarão o Rio de Janeiro inteiro, economizando preciosas horas no dia do carioca. A revitalização da Região Portuária também é um legado significativo, pois devolve à área central da cidade a importância histórico-econômica que nunca deveria ter perdido. Nunca se investiu tanto em educação e saúde no Rio de Janeiro como nesses quase dois anos em que estamos na Prefeitura. E, até 2012, o carioca pode ter certeza de que ainda vai ter muito motivo para se orgulhar de sua cidade. Construir: Quais são os maiores desafios da Prefeitura para realizar todos os projetos previstos no documento de candidatura do Rio às Olimpíadas e no Plano Estratégico da cidade? Eduardo Paes: O nosso maior desafio, com certeza, é a grande quantidade de projetos que estaremos tocando ao mesmo tempo. Até 2016, teremos um Rio de Janeiro bastante diferente do que temos hoje, com um transporte mais moderno e mais rápido, uma Região Portuária revitalizada e inúmeras outras modificações na arquitetura geral da cidade. E como a maioria dos projetos tem um prazo longo de conclusão e muitas etapas a serem cumpridas, a Prefeitura já se antecipou no cuidado de fiscalizar todas essas obras e estabeleceu um cronograma de metas e prazos que vem sendo acompanhado de perto por mim e pela equipe do escritório de gerenciamento de projetos, criado especialmente para monitorar os principais programas da Prefeitura. Além disso, foi criada a Empresa Rio 2014/2016, dedicada exclusivamente aos projetos de infraestrutura da cidade ligados à Copa do Mundo e aos Jogos Olímpicos. Assim, temos certeza de que tanto a final da Copa como as Olimpíadas ficarão na memória dos cariocas não apenas como grandes eventos esportivos realizados na cidade, mas também como catalisadores de uma mudança profunda no nosso Rio de Janeiro. Construir: O que significa para o Rio, no presente, a inédita união entre os governos federal, estadual e municipal e quais as consequências dessa união para o futuro? Eduardo Paes: Pela primeira vez na história da nossa cidade temos um prefeito, um governador e um presidente (em breve, uma presidenta) que não apenas dialogam 36 Construir Dezembro 2010

RESUMO DAS INTERVENÇÕES APONTADAS COMO LEGADO DAS OLIMPÍADAS PARA A CIDADE

RESUMO DAS INTERVENÇÕES APONTADAS COMO LEGADO DAS OLIMPÍADAS PARA A CIDADE OLIMPÍADAS 2016 RESUMO DAS INTERVENÇÕES APONTADAS COMO LEGADO DAS OLIMPÍADAS PARA A CIDADE 1 Principais intervenções previstas para as Olimpíadas: A Infraestrutura urbana Porto Maravilha Projeto de revitalização

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS SECRETÁRIO MUNICIPAL DE OBRAS

SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS SECRETÁRIO MUNICIPAL DE OBRAS APRESENTAÇÃO SECRETARIA MUNICIPAL DE ALEXANDRE PINTO SECRETÁRIO MUNICIPAL DE JULHO/2011 UMA BREVE APRESENTAÇÃO... A Secretaria Municipal de Obras é uma das pastas mais importantes da Prefeitura. Toda execução

Leia mais

Secretaria Municipal de Obras. secretário Alexandre Pinto

Secretaria Municipal de Obras. secretário Alexandre Pinto Secretaria Municipal de Obras secretário Alexandre Pinto Investimentos recordes e precisos Obras em andamento R$ 5,5 bilhões Obras em licitação R$ 2 bilhões Obras a licitar R$ 190 milhões R$ 8,1 bilhões

Leia mais

Secretaria Municipal de Obras. secretário Alexandre Pinto

Secretaria Municipal de Obras. secretário Alexandre Pinto Secretaria Municipal de Obras secretário Alexandre Pinto Investimentos recordes e precisos Obras em andamento R$ 5,54 bilhões Obras concluídas 3,48 bilhões Obras em licitação 235 milhões R$ 9,25 bilhões

Leia mais

Plano do Legado da Cidade para Copa 2014 e Jogos Olímpicos e Paraolímpicos

Plano do Legado da Cidade para Copa 2014 e Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Plano do Legado da Cidade para Copa 2014 e Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Visão Os Jogos Olímpicos devem servir àcidade. Mais do que organizar o evento em si, queremos tornar o Rio um lugar melhor para

Leia mais

Obras de Mobilidade Urbana no Município da Cidade do Rio de Janeiro. Alexandre Pinto Secretario Municipal de Obras

Obras de Mobilidade Urbana no Município da Cidade do Rio de Janeiro. Alexandre Pinto Secretario Municipal de Obras Obras de Mobilidade Urbana no Município da Cidade do Rio de Janeiro Alexandre Pinto Secretario Municipal de Obras BRTs Criado no Brasil e exportado para diversas cidades, tais como Bogotá, Pequim e Johanesburgo,

Leia mais

Rio de cara nova. Conheça dez obras que prometem mudar a cara da cidade nos próximos dez anos

Rio de cara nova. Conheça dez obras que prometem mudar a cara da cidade nos próximos dez anos Rio de cara nova Conheça dez obras que prometem mudar a cara da cidade nos próximos dez anos por Ernesto Neves 01 de Agosto de 2011 Fonte: Revista Veja Rio Cidade do Rock O terreno de 250 mil metros quadrados

Leia mais

PREFEITO E PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF ANUNCIAM NOVOS INVESTIMENTOS EM MOBILIDADE URBANA NO RIO

PREFEITO E PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF ANUNCIAM NOVOS INVESTIMENTOS EM MOBILIDADE URBANA NO RIO PREFEITO E PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF ANUNCIAM NOVOS INVESTIMENTOS EM MOBILIDADE URBANA NO RIO Governo Federal libera R$ 1,63 bilhão para implantação do BRT Transbrasil e do VLT do Centro A presidenta Dilma

Leia mais

TRÊS ANOS PARA OS JOGOS RIO 2016: AS TRANSFORMAÇÕES NA CIDADE OLÍMPICA

TRÊS ANOS PARA OS JOGOS RIO 2016: AS TRANSFORMAÇÕES NA CIDADE OLÍMPICA TRÊS ANOS PARA OS JOGOS RIO 2016: AS TRANSFORMAÇÕES NA CIDADE OLÍMPICA Neste dia 5 de agosto, comemoramos três anos para os Jogos Olímpicos Rio 2016. O Rio de Janeiro já é uma cidade bem diferente daquela

Leia mais

PORTO MARAVILHA. Permanências e Mudanças

PORTO MARAVILHA. Permanências e Mudanças PORTO MARAVILHA Permanências e Mudanças MOMENTO ESPECIAL CV Rio + 20 Copa das Confederações 450 Anos da Cidade & Copa América Jogos Olímpicos de 2016 2011 2012 2013 2014 2015 2016 LOCALIZAÇÃO PRIVILEGIADA

Leia mais

Projeto Porto Maravilha

Projeto Porto Maravilha Projeto Porto Maravilha www.portomaravilhario.com.br LOCALIZAÇÃO PRIVILEGIADA Aeroporto Internacional Tom Jobim 11 km Características da região: Delimitação: Bairros completos (Santo Cristo, Gamboa e Saúde)

Leia mais

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO LICENCIAMENTO AMBIENTAL BAIXADA DE JACAREPAGUÁ O LICENCIAMENTO AMBIENTAL E AS NOVAS INTERVENÇÕES URBANAS NA BAIXADA DE JACAREPAGUÁ PROJETOS - OS GRANDES EVENTOS O LIC ENC IAM ENT O AMB IENT AL E AS NOV

Leia mais

Evolução do congestionamento

Evolução do congestionamento Evolução do congestionamento Crescimento populacional estável Taxa de motorização crescente 2025 2005 Surgimento de novos pólos de atração de viagens Deslocamentos na cidade Rede de transporte para 2016

Leia mais

ATO DO SECRETÁRIO RESOLUÇÃO SMTR Nº 2432 DE 10 DE JANEIRO DE 2014

ATO DO SECRETÁRIO RESOLUÇÃO SMTR Nº 2432 DE 10 DE JANEIRO DE 2014 Diário Oficial nº : 203 Data de publicação: 13/01/2014 Matéria nº : 135434 ATO DO SECRETÁRIO RESOLUÇÃO SMTR Nº 2432 DE 10 DE JANEIRO DE 2014 O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE TRANSPORTES, no uso de suas atribuições

Leia mais

DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE

DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE PLANO ESTRATÉGICO DA PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO 2009/2012 e 2013/2016 DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE Reduzir a emissão de gases do efeito estufa em 16% até 2016 (em relação ao inventário de 2005); Conservar

Leia mais

TRANSCARIOCA: Trecho da Avenida Brasil está totalmente interditado até às 10h de quarta-feira (23/04)

TRANSCARIOCA: Trecho da Avenida Brasil está totalmente interditado até às 10h de quarta-feira (23/04) TRANSCARIOCA: Trecho da Avenida Brasil está totalmente interditado até às 10h de quarta-feira (23/04) Intervenção, em Ramos, foi necessária para a continuidade das obras do arco estaiado do Viaduto Pedro

Leia mais

Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro. Gustavo Guerrante. 30 de novembro de 2015

Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro. Gustavo Guerrante. 30 de novembro de 2015 Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro Gustavo Guerrante 30 de novembro de 2015 Prefeitura do Rio de Janeiro Secretaria Especial de Concessões e Parcerias Público-Privadas Em 2009, institucionalizou-se

Leia mais

DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE

DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE PLANO ESTRATÉGICO DA PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO 2009/2012 e 2013/2016 DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE Reduzir a emissão de gases do efeito estufa em 16% até 2016 (em relação ao inventário de 2005); Conservar

Leia mais

Esquema operacional de trânsito para a construção do BRT TransBrasil

Esquema operacional de trânsito para a construção do BRT TransBrasil Esquema operacional de trânsito para a construção do BRT TransBrasil Desde sábado, dia 10 de janeiro, a Avenida Brasil tem 2,5 faixas interditadas no trecho Caju e Manguinhos A Prefeitura do Rio, por meio

Leia mais

BAIRRO das 06h00 das 21h00 1 ABOLIÇÃO R$ 34,50 R$ 41,00 2 ACARI R$ 60,50 R$ 73,00 3 ÁGUA SANTA R$ 37,00 R$ 44,00

BAIRRO das 06h00 das 21h00 1 ABOLIÇÃO R$ 34,50 R$ 41,00 2 ACARI R$ 60,50 R$ 73,00 3 ÁGUA SANTA R$ 37,00 R$ 44,00 RESOLUÇÃO SMTR Nº 2212 DE 29 DE MARÇO DE 2012 Autoriza o reajuste das tarifas do Serviço de Transporte de Passageiros em Veículos de Aluguel a Taxímetro com origem no Terminal Internacional de Cruzeiros

Leia mais

Programa de Integração e Mobilidade Urbana da Região Metropolitana do Rio de Janeiro

Programa de Integração e Mobilidade Urbana da Região Metropolitana do Rio de Janeiro Programa de Integração e Mobilidade Urbana da Região Metropolitana do Rio de Janeiro Waldir Peres Superintendente Agência Metropolitana de Transportes Urbanos São Paulo Setembro de 2011 Plano Geral Rio

Leia mais

TRANSFORMANDO O RIO Conselho de Arquitetura e Urbanismo

TRANSFORMANDO O RIO Conselho de Arquitetura e Urbanismo TRANSFORMANDO O RIO Conselho de Arquitetura e Urbanismo Quem somos Empresa pública, vinculada ao gabinete do Prefeito; Coordena os projetos da Prefeitura do Rio para os Jogos de 2016; Responsável pela

Leia mais

RESOLUÇÃO SMTR Nº 2437 DE 14 DE JANEIRO DE 2014

RESOLUÇÃO SMTR Nº 2437 DE 14 DE JANEIRO DE 2014 Diário Oficial nº : 205 Data de publicação: 15/01/2014 Matéria nº : 135938 RESOLUÇÃO SMTR Nº 2437 DE 14 DE JANEIRO DE 2014 O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE TRANSPORTES, no uso de suas atribuições legais, Autoriza

Leia mais

TRANSFORMANDO O RIO! ADVANCING ENTREPRENEURSHIP AND INNOVATION 04/11/2013 1/31

TRANSFORMANDO O RIO! ADVANCING ENTREPRENEURSHIP AND INNOVATION 04/11/2013 1/31 TRANSFORMANDO O RIO! ADVANCING ENTREPRENEURSHIP AND INNOVATION 04/11/2013 1/31 QUEM SOMOS Empresa pública, vinculada ao gabinete do Prefeito; Criada em agosto de 2011 para coordenar os projetos da Prefeitura

Leia mais

* RIO DE JANEIRO, PETRÓPOLIS, NOVA IGUAÇU, NITERÓI, SÃO GONÇALO E CAMPOS DOS GOYTACAZES. SENAC - Madureira Centro Universitário Celso Lisboa - Sampaio

* RIO DE JANEIRO, PETRÓPOLIS, NOVA IGUAÇU, NITERÓI, SÃO GONÇALO E CAMPOS DOS GOYTACAZES. SENAC - Madureira Centro Universitário Celso Lisboa - Sampaio * RIO DE JANEIRO, PETRÓPOLIS, NOVA IGUAÇU, NITERÓI, SÃO GONÇALO E CAMPOS DOS GOYTACAZES ABOLICAO ACARI AGUA SANTA ALTO DA BOA VISTA ANCHIETA * ANDARAÍ ANIL ARPOADOR BAIRRO DE FATIMA BANCARIOS * BANGU BARRA

Leia mais

Rio de Janeiro 450 anos

Rio de Janeiro 450 anos Rio de Janeiro 450 anos Fevereiro de 2015 Informação confidencial e proprietária da Macroplan Prospectiva Estratégia e Gestão. Não distribuir ou reproduzir sem autorização expressa. Demografia EVOLUÇÃO

Leia mais

Fetranspor vence UITP Awards com projeto sobre BRTs e Diálogo Jovem ganha menção honrosa

Fetranspor vence UITP Awards com projeto sobre BRTs e Diálogo Jovem ganha menção honrosa RJ 10/06/2015 Nº 1084 Fetranspor vence UITP Awards com projeto sobre BRTs e Diálogo Jovem ganha menção honrosa Alain Flausch, Richele Cabral, Lélis Teixeira e Thierry Wagenknecht A Fetranspor acaba de

Leia mais

Operação Urbana Porto Maravilha

Operação Urbana Porto Maravilha Operação Urbana Porto Maravilha AGENDA 1. VISÃO GERAL DO PROJETO PORTO MARAVILHA 2. MODELAGEM FINANCEIRA 1. ARCABOUÇO JURÍDICO 2. ESTUDOS TÉCNICOS 3. MODELAGEM DA PPP 4. RECEITAS X DESPESAS 5. LEILÃO DOS

Leia mais

Região Portuária ganha galerias pluviais 11 vezes maiores Rua Camerino será fechada para implantação de novo sistema de drenagem

Região Portuária ganha galerias pluviais 11 vezes maiores Rua Camerino será fechada para implantação de novo sistema de drenagem Região Portuária ganha galerias pluviais 11 vezes maiores Rua Camerino será fechada para implantação de novo sistema de drenagem A nova etapa das obras do Porto Maravilha vai ampliar a capacidade de escoamento

Leia mais

P O R T O M A R A V I L H A

P O R T O M A R A V I L H A P O R T O M A R A V I L H A P O R T O M A R A V I L H A Porto do Rio Zona Portuária Hoje Da fundação aos dias de hoje Oficialmente, o Porto do Rio de Janeiro foi inaugurado em 1910, o que impulsionou o

Leia mais

Projeto Porto Maravilha www.portomaravilhario.com.br

Projeto Porto Maravilha www.portomaravilhario.com.br Projeto Porto Maravilha www.portomaravilhario.com.br LOCALIZAÇÃO PRIVILEGIADA Aeroporto Internacional Tom Jobim 11 km Características da região: Delimitação: Bairros completos (Santo Cristo, Gamboa e Saúde)

Leia mais

PROJETO ITICs Interação com as Tecnologias de Informação e Comunicação na Comunidade Escolar

PROJETO ITICs Interação com as Tecnologias de Informação e Comunicação na Comunidade Escolar PROJETO ITICs Interação com as Tecnologias de Informação e Comunicação na Comunidade Escolar 1 INTRODUÇÃO 2 Informações TécnicasT OBJETIVO METODOLOGIA TÉCNICA Conhecer a utilização das diversas tecnologias

Leia mais

COPA DO MUNDO DA FIFA BRASIL 2014 Cidade-sede Natal RN

COPA DO MUNDO DA FIFA BRASIL 2014 Cidade-sede Natal RN GT - INFRAESTRUTURA GT - INFRAESTRUTURA Grupo de Trabalho INFRAESTRUTURA Responsável pela proposição de projetos e operações de infraestrutura, além do acompanhamento na execução destes, necessários à

Leia mais

Mercado do Rio de Janeiro- 2011

Mercado do Rio de Janeiro- 2011 Gávea Green Residencial Parque Cidade Barra Prime Offices Torre IV Mercado do Rio de Janeiro- 2011 1 Mercado Imobiliário 2006, 2007- Rio de Janeiro 2006- Expansão do Financiamento Imobiliário. Abecip-

Leia mais

Desafios do Rio de Janeiro para a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016: transporte

Desafios do Rio de Janeiro para a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016: transporte Nº 1 de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016: transporte A escolha do Rio de Janeiro para ser a sede dos Jogos Olímpicos coroou o bom momento vivido pela cidade e pelo estado, que irá receber investimentos

Leia mais

Aluno: Antero Vinicius Portela Firmino Pinto Orientadora: Regina Célia de Mattos. Considerações Iniciais

Aluno: Antero Vinicius Portela Firmino Pinto Orientadora: Regina Célia de Mattos. Considerações Iniciais AS TRANSFORMAÇÕES ESPACIAIS NA ZONA OESTE DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO A PARTIR DOS INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA PARA COPA DO MUNDO EM 2014 E AS OLIMPÍADAS DE 2016 Aluno: Antero Vinicius Portela Firmino

Leia mais

Prefeitura faz obras na região do Riacho PREFEITURA ESPECIAL REGIÃO RIACHO

Prefeitura faz obras na região do Riacho PREFEITURA ESPECIAL REGIÃO RIACHO PREFEITURA FAZ INFORMATIVO DA PREFEITURA DE CONTAGEM Nº 1 - Janeiro de 2008 ESPECIAL REGIÃO RIACHO Prefeitura faz obras na região do Riacho A Prefeitura de Contagem prioriza investimentos na região do

Leia mais

Encontro SEBRAE de Negócios Oportunidades para 2014

Encontro SEBRAE de Negócios Oportunidades para 2014 CIDADE SEDE DA COPA DO MUNDO DE 2014 E DOS JOGOS OLÍMPICOS DE 2016 Encontro SEBRAE de Negócios Oportunidades para 2014 EDUARDO PAES Prefeito RUY CEZAR Secretário Especial 04 de julho de 2011 Os Megaeventos

Leia mais

Frotas e Fretes Verdes

Frotas e Fretes Verdes Projetos de Transportes para o município do Rio de Janeiro Frotas e Fretes Verdes potencial de redução de emissões do setor de transportes coletivo por ônibus no município do Rio de Janeiro dezembro de

Leia mais

Obras para construção do BRT Transbrasil planejamento de trânsito

Obras para construção do BRT Transbrasil planejamento de trânsito Quinta-Feira 14/05/15 27 17 Informações sobre o trânsito em tempo real no Twitter: www.twitter.com/operacoesrio Obras para construção do BRT Transbrasil planejamento de trânsito A Prefeitura do Rio por

Leia mais

BRT Transoeste: transformando o conceito de transporte público no Rio de Janeiro

BRT Transoeste: transformando o conceito de transporte público no Rio de Janeiro BRT Transoeste: transformando o conceito de transporte público no Rio de Janeiro Richele Cabral 1 ; Eunice Horácio S. B. Teixeira 1 ; Milena S. Borges 1 ; Miguel Ângelo A. F. de Paula 1 ; Pedro Paulo S.

Leia mais

Mapa das Vias não concluídas Fonte: Jornal O Globo, caderno Barra, pág. 10.

Mapa das Vias não concluídas Fonte: Jornal O Globo, caderno Barra, pág. 10. 5 INFRA-ESTRUTURA Alguns aspectos relacionados à infra-estrutura local merecem destaque, principalmente por serem de grande importância para a continuidade do desenvolvimento sustentado da Barra da Tijuca.

Leia mais

Política de mobilidade urbana: integração ou segregação social?

Política de mobilidade urbana: integração ou segregação social? Política de mobilidade urbana: integração ou segregação social? Panorama das ações e projetos e hipóteses gerais da pesquisa Juciano Martins Rodrigues Aumento no tempo de deslocamento Crescimento do número

Leia mais

Programa Porto Alegre Copa 2014 Legados para a Cidade

Programa Porto Alegre Copa 2014 Legados para a Cidade Programa Porto Alegre Copa 2014 Legados para a Cidade Visão: Ser considerada a melhor cidade-sede da Copa 2014 quanto a participação popular e promoção de ações de desenvolvimento econômico, social e ambiental,

Leia mais

Obras de Mobilidade Urbana em Belo Horizonte COPA 2014

Obras de Mobilidade Urbana em Belo Horizonte COPA 2014 INFRAESTRUTURA PARA A COPA 2014 Obras de Mobilidade Urbana em Belo Horizonte COPA 2014 Novembro/12 Agosto/2011 Empreendimentos de Mobilidade Urbana BRT Antônio Carlos/Pedro I Meta 1: Interseção com Av.

Leia mais

Projetos de Melhoria da Mobilidade Urbana até 2014

Projetos de Melhoria da Mobilidade Urbana até 2014 Projetos de Melhoria da Mobilidade Urbana até 2014 Melhoria da Infraestrutura Viária e Transporte na Capital Abril/2011 Mobilidade Urbana em Belo Horizonte BRT Antônio Carlos/Pedro I Meta 1 VIADUTOS DE

Leia mais

Mobilidade Carioca. BRTs e a rede integrada de transportes de alta capacidade da cidade

Mobilidade Carioca. BRTs e a rede integrada de transportes de alta capacidade da cidade Mobilidade Carioca Mobilidade Carioca BRTs e a rede integrada de transportes de alta capacidade da cidade Rede de Transporte em 2010 trem metrô Rede de Transporte em 2012 trem metrô BRT Rede de Transporte

Leia mais

Localização Estratégica

Localização Estratégica PORTO MARAVILHA Localização Estratégica Aeroporto Internacional Tom Jobim 11 km Oceano Atlântico Maracanã 5 km Aeroporto Santos Dumont 2 km Corcovado 7 km Copacabana 8 km Pão de Açúcar 6 km Perímetro Porto

Leia mais

SEMINÁRIO COPA DO MUNDO 2014 PROJETOS, RUMOS E PERPECTIVAS

SEMINÁRIO COPA DO MUNDO 2014 PROJETOS, RUMOS E PERPECTIVAS SEMINÁRIO COPA DO MUNDO 2014 PROJETOS, RUMOS E PERPECTIVAS MOBILIDADE URBANA PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE TRANSPORTES REDE ESTRUTURAL DE TRANSPORTES DO RIO DE JANEIRO

Leia mais

3.1. Prolongamento da Avenida Jornalista Roberto Marinho via túnel

3.1. Prolongamento da Avenida Jornalista Roberto Marinho via túnel 3. CARACTERIZAÇÃO DOS EMPREENDIMENTOS Este capítulo apresenta as principais características das obras propostas para o prolongamento da Avenida Roberto Marinho via túnel e o Parque Linear com vias locais,

Leia mais

Operação Urbana Porto Maravilha Permanências e Mudanças Alberto Silva Cdurp

Operação Urbana Porto Maravilha Permanências e Mudanças Alberto Silva Cdurp Operação Urbana Porto Maravilha Permanências e Mudanças Alberto Silva Cdurp Rio de Janeiro, outubro, 2012 RIO: MOMENTO ÚNICO Rio + 20 450 Anos da Cidade do Rio de Janeiro 2012 2013 2014 2015 2016 LOCALIZAÇÃO

Leia mais

GERAL. Porto Olímpico

GERAL. Porto Olímpico Porto Olímpico projeto O Porto Maravilha e o Porto Olímpico N Porto Olímpico aprox. 145.000m2 de área Porto Maravilha aprox. 5.000.000m2 de área aprox. 100.000m2 aprox. 45.000m2 Porquê o Porto? Porquê

Leia mais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil. Ações do Governo de Minas Gerais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil. Ações do Governo de Minas Gerais COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil Ações do Governo de Minas Gerais 27 de Outubro de 2009 Roteiro Estratégia de Execução Modernização do Mineirão Reforma dos Estádios Alternativos Mobilidade

Leia mais

Vá de ônibus para o Show do One Direction! Dia 08 de Maio de 2014, Quinta Horário: 9:00 às 0:00

Vá de ônibus para o Show do One Direction! Dia 08 de Maio de 2014, Quinta Horário: 9:00 às 0:00 1 O Rio Ônibus através das Empresas de Ônibus da Cidade do Rio de Janeiro estarão operando no dia 08 de Maio de 2014, uma linha especial entre o Terminal Alvorada e o Parque dos Atletas, local onde ocorrerá

Leia mais

Prefeitura interdita Av. Rodrigues Alves para remoção de trecho da Perimetral a partir do dia 26 de julho

Prefeitura interdita Av. Rodrigues Alves para remoção de trecho da Perimetral a partir do dia 26 de julho Prefeitura interdita Av. Rodrigues Alves para remoção de trecho da Perimetral a partir do dia 26 de julho A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Transportes (SMTR), da Companhia de Engenharia

Leia mais

Operação Urbana Porto Maravilha: Transformações Urbanas, Sustentabilidade e Inclusão Socioprodutiva

Operação Urbana Porto Maravilha: Transformações Urbanas, Sustentabilidade e Inclusão Socioprodutiva Operação Urbana Porto Maravilha: Transformações Urbanas, Sustentabilidade e Inclusão Socioprodutiva Rio de Janeiro, Setembro de 2012 RIO: MOMENTO ÚNICO Rio + 20 450 Anos da Cidade do Rio de Janeiro 2012

Leia mais

Interdição noturna para obras no Elevado das Bandeiras vai até dia 08/12

Interdição noturna para obras no Elevado das Bandeiras vai até dia 08/12 Terça-Feira 27 19 Informações sobre o trânsito em tempo real no Twitter: www.twitter.com/operacoesrio Interdição noturna para obras no Elevado das Bandeiras vai até dia 08/12 A CET-Rio informa que, em

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL BOQUEIRÃO 18/03/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Realizações no dia

Leia mais

ADEMI - Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário. Engarrafamentos na Barra podem triplicar

ADEMI - Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário. Engarrafamentos na Barra podem triplicar Page 1 of 5 Página Principal Sala de Imprensa ADEMI na Imprensa mapa do site fale conosco ADEMI na Imprensa Conheça nossos Sócios ADEMI ADEMI em foco Seja Sócio Sala de Imprensa Pesquisa ADEMI do Mercado

Leia mais

Meio: Site Blog da Floresta Editoria:-- Caderno:-- Data:4/8/2015

Meio: Site Blog da Floresta Editoria:-- Caderno:-- Data:4/8/2015 Meio: Site Blog da Floresta Editoria:-- Caderno:-- Data:4/8/2015 Fecomércio AM e PMM debatem obras e mobilidade urbana para os jogos olímpicos de 2016 Meio: Site G1 Amazonas Editoria:-- Hora: 20h18 Data:4/8/2015

Leia mais

Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras

Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras nº 342 outubro 2014 Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras Odebrecht 70 anos: projetos que contribuem para melhorar as opções de mobilidade urbana das comunidades Odebrecht Infraestrutura Brasil

Leia mais

HISTÓRICO PROFISSIONAL Gizela Carneiro Silvani

HISTÓRICO PROFISSIONAL Gizela Carneiro Silvani HISTÓRICO PROFISSIONAL Gizela Carneiro Silvani 1.0 - Dados Pessoais: Filiação: José Silvani e Alcinéa Carneiro Silvani Nascimento: 26/03/64. Nacionalidade: Brasileira. Naturalidade: Rio de Janeiro. RG:

Leia mais

Prefeitura apresenta esquema especial de trânsito e transporte para Circuito Banco do Brasil, neste sábado (9/11)

Prefeitura apresenta esquema especial de trânsito e transporte para Circuito Banco do Brasil, neste sábado (9/11) Prefeitura apresenta esquema especial de trânsito e transporte para Circuito Banco do Brasil, neste sábado (9/11) Evento será realizado neste sábado, no Parque dos Atletas, na Barra da Tijuca A Prefeitura

Leia mais

Plano Verão 2014/2015

Plano Verão 2014/2015 Plano Verão 2014/2015 NOVO MODELO DE ESTÁGIOS OPERACIONAIS APLICATIVO OLHOS DA CIDADE AÇÕES PARA PREVENÇÃO DO IMPACTO DAS CHUVAS CENTRO DE OPERAÇÕES RIO Modelo atual com base em informações meteorológicas

Leia mais

Políticas de moradia: entre o direito e a violação de direitos humanos. Demian Garcia Castro

Políticas de moradia: entre o direito e a violação de direitos humanos. Demian Garcia Castro Políticas de moradia: entre o direito e a violação de direitos humanos Demian Garcia Castro Hipótese central: a nova rodada de mercantilização da cidade vem ampliando os processos de segregação socioespacial

Leia mais

ANEXO II DIRETRIZES PARA A REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE COLETIVO DO RIO DE JANEIRO

ANEXO II DIRETRIZES PARA A REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE COLETIVO DO RIO DE JANEIRO ANEXO II DIRETRIZES PARA A REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE COLETIVO DO RIO DE JANEIRO 1. Perspectiva para o Sistema de Transporte Futuro 1.1. Introdução 1.2. Definições 2. Política Tarifária 3. Tecnologias

Leia mais

Trânsito na Avenida Borges de Medeiros segue lento sentido Rebouças. Já sentido Leblon, tráfego é livre.

Trânsito na Avenida Borges de Medeiros segue lento sentido Rebouças. Já sentido Leblon, tráfego é livre. Quarta-Feira 05/01/11 32º 22º Lagoa Trânsito na Avenida Borges de Medeiros segue lento sentido Rebouças. Já sentido Leblon, tráfego é livre. Botafogo Tráfego livre nas Ruas São Clemente e Voluntários da

Leia mais

Planejamento Urbano e a Dinâmica da Cidade. Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro Secretaria de Urbanismo - SMU

Planejamento Urbano e a Dinâmica da Cidade. Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro Secretaria de Urbanismo - SMU Planejamento Urbano e a Dinâmica da Cidade Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro Secretaria de Urbanismo - SMU Dinâmica do Licenciamento Evolução da Área Licenciada 1980-2011 5,3 mil Evolução da Área

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL PORTÃO 25/03/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Propostas do dia 25

Leia mais

Avaliação da implementação das propostas do Distrito de Tupi apresentadas no Orçamento Participativo

Avaliação da implementação das propostas do Distrito de Tupi apresentadas no Orçamento Participativo Avaliação da das propostas do Distrito de Tupi apresentadas no Orçamento Participativo Objetivo Com o objetivo de realizar uma análise e contribuir com o aprimoramento do Orçamento Participativo 12 no

Leia mais

TRANSCARIOCA PRESIDENTE JUSCELINO KUBITSCHEK. Terminal Fundão Aroldo Melodia. Aeroporto Galeão. Viaduto Luiz Carlos da Vila. Ponte Pereira Passos

TRANSCARIOCA PRESIDENTE JUSCELINO KUBITSCHEK. Terminal Fundão Aroldo Melodia. Aeroporto Galeão. Viaduto Luiz Carlos da Vila. Ponte Pereira Passos TRANSCARIOCA TRANSCARIOCA PRESIDENTE JUSCELINO KUBITSCHEK Terminal Fundão Aroldo Melodia Viaduto Luiz Carlos da Vila Viaduto Silas de Oliveira Aeroporto Galeão Ponte Pereira Passos Viaduto Pedro Ernesto

Leia mais

6. VALORIZAÇÃO IMOBILIÁRIA

6. VALORIZAÇÃO IMOBILIÁRIA 6. VALORIZAÇÃO IMOBILIÁRIA 6.1 INTRODUÇÃO E OBJETIVOS Este estudo visa avaliar a valorização imobiliária do solo urbano decorrente da urbanização do promovida pelo poder público municipal e da implantação

Leia mais

[ ARQUITETURA ] [ TEXTO VERENA PARANHOS ] 1 5 2 L E T S G O B A H I A DIVULGAÇÃO

[ ARQUITETURA ] [ TEXTO VERENA PARANHOS ] 1 5 2 L E T S G O B A H I A DIVULGAÇÃO [ ARQUITETURA ] [ TEXTO VERENA PARANHOS ] DIVULGAÇÃO COMPLEXO DE VIADUTOS DO IMBUÍ Projeção apresenta como será o complexo de viadutos que vai desafogar o trânsito na Avenida Paralela. As obras foram autorizadas

Leia mais

Um NOVO PORTO para a cidade está a caminho. Ônibus articulados vão INTERLIGAR o Rio. Uma REVOLUÇÃO na saúde e na educação

Um NOVO PORTO para a cidade está a caminho. Ônibus articulados vão INTERLIGAR o Rio. Uma REVOLUÇÃO na saúde e na educação Nº 51 :: MARÇO 2012 Um NOVO PORTO para a cidade está a caminho Ônibus articulados vão INTERLIGAR o Rio Uma REVOLUÇÃO na saúde e na educação Alexandre Pinto, secretário Municipal de Obras A Andrade Gutierrez

Leia mais

CRITÉRIOS TÉCNICOS PARA AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE MOBILIDADE URBANA. Lúcia Maria Mendonça Santos Ministério das Cidades

CRITÉRIOS TÉCNICOS PARA AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE MOBILIDADE URBANA. Lúcia Maria Mendonça Santos Ministério das Cidades CRITÉRIOS TÉCNICOS PARA AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE MOBILIDADE URBANA Lúcia Maria Mendonça Santos S e m i n á r i o M o b i l i d a d e U r b a n a S u s t e n t á v e l : P r á t i c a s e T e n d ê n c

Leia mais

INTERVENÇÕES URBANÍSTICAS COMO AGENTES DE REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA

INTERVENÇÕES URBANÍSTICAS COMO AGENTES DE REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA INTERVENÇÕES URBANÍSTICAS COMO AGENTES DE REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA HUMBERTO COSTA Secretário das Cidades Governo de Pernambuco 17 de setembro Recife / PE Prevenção da violência x ESPAÇO URBANO AS ESTATÍSTICAS

Leia mais

Prefeitura interdita Av. Rodrigues Alves para remoção de trecho da Perimetral a partir do dia 26 de julho

Prefeitura interdita Av. Rodrigues Alves para remoção de trecho da Perimetral a partir do dia 26 de julho Prefeitura interdita Av. Rodrigues Alves para remoção de trecho da Perimetral a partir do dia 26 de julho A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Transportes (SMTR), da Companhia de Engenharia

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE ENGENHARIA Centro de Estudos - CEFEN

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE ENGENHARIA Centro de Estudos - CEFEN Parecer Final Quando da elaboração do Plano Estratégico, em 1995, a Cidade do Rio de Janeiro estava em um processo de deterioração crescente, gerado pelo empobrecimento de sua população, pela ocupação

Leia mais

Prefeitura monta esquema especial de trânsito para o show de Madonna

Prefeitura monta esquema especial de trânsito para o show de Madonna Prefeitura monta esquema especial de trânsito para o show de Madonna No próximo dia 2 de dezembro (domingo) será realizado no Parque dos Atletas, na Barra da Tijuca, o show da cantora Madonna. Para atender

Leia mais

Plano do Legado da Cidade para Copa 2014 e Jogos Olímpicos e Paraolímpicos

Plano do Legado da Cidade para Copa 2014 e Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Plano do Legado da Cidade para Copa 2014 e Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Visão Os Jogos Olímpicos devem servir à cidade. Mais do que organizar o evento em si, queremos tornar o Rio um lugar melhor para

Leia mais

elas a trincheira, que vai integrar o Morada Nova e o Eldorado, o saneamento, a urbanização, a reforma e a construção de escolas e os investimentos

elas a trincheira, que vai integrar o Morada Nova e o Eldorado, o saneamento, a urbanização, a reforma e a construção de escolas e os investimentos PREFEITURA INFORMATIVO DA PREFEITURA DE CONTAGEM Nº 1 - Outubro de 2007 FAZ ESPECIAL REGIÃO RESSACA Prefeitura investe R$ 35 milhões na região da Ressaca As parcerias construídas pela Prefeitura de Contagem,

Leia mais

Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro 1

Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro 1 Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro 1 Análise Preliminar da Área Total Licenciada - 2º Trimestre de 2007 O 2º trimestre de 2007 registrou uma área total licenciada na ordem de 1.043 mil m², o que representa

Leia mais

Rede de transporte em 2010

Rede de transporte em 2010 Mobilidade Carioca Rede de transporte em 2010 trem metrô Rede de transporte em 2012 trem metrô BRT Rede de transporte em 2014 trem metrô BRT Rede de transporte em 2016 trem metrô BRT VLT Rede de transporte

Leia mais

CIDADE SEDE DA COPA DO MUNDO DE 2014 E DOS JOGOS OLÍMPICOS DE 2016. EDUARDO PAES Prefeito RUY CEZAR Secretário Especial. 07 de junho de 2011

CIDADE SEDE DA COPA DO MUNDO DE 2014 E DOS JOGOS OLÍMPICOS DE 2016. EDUARDO PAES Prefeito RUY CEZAR Secretário Especial. 07 de junho de 2011 CIDADE SEDE DA COPA DO MUNDO DE 2014 E DOS JOGOS OLÍMPICOS DE 2016 Seminário Copa do Mundo 2014 CONFEA - CREA EDUARDO PAES Prefeito RUY CEZAR Secretário Especial 07 de junho de 2011 Os Megaeventos do Rio

Leia mais

4. REFERÊNCIAS PROJETUAIS

4. REFERÊNCIAS PROJETUAIS 4. REFERÊNCIAS PROJETUAIS 4.1. Revitalização do Rio Cheonggyecheon Seul Coréia do Sul Ficha Técnica Localização: Seul, Coréia do Sul Autor do Projeto: KeeYeonHwang Área de Intervenção: 400 hectares, 8

Leia mais

DÂMOCLES PANTALEÃO LOPES TRINTA WALTER FERNANDES DE MIRANDA NETO SECRETÁRIO ADJUNTO DE PLANEJAMENTO DE OBRAS DA COPA 2014

DÂMOCLES PANTALEÃO LOPES TRINTA WALTER FERNANDES DE MIRANDA NETO SECRETÁRIO ADJUNTO DE PLANEJAMENTO DE OBRAS DA COPA 2014 INVESTIMENTOS EM MOBILIDADE URBANA PARA A COPA INVESTIMENTOS SECRETARIA ADJUNTA EM MOBILIDADE DE PLANEJAMENTO URBANA DE OBRAS PARA DA A COPA MOBILIDADE URBANA - COPA DÂMOCLES PANTALEÃO LOPES TRINTA SECRETÁRIO

Leia mais

Região Sudeste concentra 41,5% dos investimentos

Região Sudeste concentra 41,5% dos investimentos ESPECIAL O ano do futebol Região Sudeste concentra 41,5% dos investimentos A abertura da Copa de 2014 será em São Paulo e a grande final se dará no Rio de Janeiro. As escolhas demonstram a importância

Leia mais

www.supervia.com.br 1

www.supervia.com.br 1 www.supervia.com.br 1 Trens Urbanos no Rio de Janeiro Histórico Antes da privatização, sob condições de transporte inadequadas, o número de passageiros caiu consistentemente Média de passageiros dias úteis

Leia mais

Esquema especial para ensaios técnicos na Sapucaí

Esquema especial para ensaios técnicos na Sapucaí Quarta-feira 34 19 Informações sobre o trânsito em tempo real no Twitter: www.twitter.com/operacoesrio Esquema especial para ensaios técnicos na Sapucaí Os ensaios técnicos das escolas de samba deixam

Leia mais

Infra-estrutura do Rio de Janeiro: Prazo de validade vencido. Realização: Sinaenco

Infra-estrutura do Rio de Janeiro: Prazo de validade vencido. Realização: Sinaenco Infra-estrutura do Rio de Janeiro: Prazo de validade vencido Realização: Sinaenco Objetivos Alertar as autoridades e a sociedade sobre a urgência e a importância da adoção por parte dos órgãos públicos

Leia mais

Prefeitura anuncia plano de escavação dos túneis da Via Binário do Porto

Prefeitura anuncia plano de escavação dos túneis da Via Binário do Porto Prefeitura anuncia plano de escavação dos túneis da Via Binário do Porto A Prefeitura, por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (Cdurp), da CET-Rio e da Concessionária

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL PINHEIRINHO 02/04/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Realizações no

Leia mais

AVALIAÇÃO DO PLANO DIRETOR 2011-2016 POLÍTICA SETORIAL DE TRANSPORTES CAP V-SEÇÃO III-ART 215-AÇÕES ESTRUTURANTES

AVALIAÇÃO DO PLANO DIRETOR 2011-2016 POLÍTICA SETORIAL DE TRANSPORTES CAP V-SEÇÃO III-ART 215-AÇÕES ESTRUTURANTES AVALIAÇÃO DO PLANO DIRETOR 2011-2016 POLÍTICA SETORIAL DE TRANSPORTES CAP V-SEÇÃO III-ART 215-AÇÕES ESTRUTURANTES A SMTR segundo ações estruturantes do Plano Diretor PLANEJAMENTO URBANO FUNÇÃO SOCIAL DA

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO. Infraestrutura necessária para realização da Copa do Mundo FIFA 2014

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO. Infraestrutura necessária para realização da Copa do Mundo FIFA 2014 TM GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO Infraestrutura necessária para realização da Copa do Mundo FIFA 2014 SOLUÇÕES ENCAMINHADAS Constituição do COMITÊ PAULISTA (Grupo Executivo

Leia mais

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO PLANO PLURIANUAL 2010 / 2013 INICIATIVAS ESTRATÉGICAS

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO PLANO PLURIANUAL 2010 / 2013 INICIATIVAS ESTRATÉGICAS Área de Resultado Saúde Educação Ordem Pública Emprego e Renda Infraestrutura Urbana Meio Ambiente Transporte Cultura, Esporte e Lazer Assist. Social Gestão e Fin. Públicas Iniciativas Estratégicas Saúde

Leia mais

PLANO DIRETOR DE TRANSPORTE E TRÁFEGO RIO DE JANEIRO para a Copa do Mundo FIFA 2014

PLANO DIRETOR DE TRANSPORTE E TRÁFEGO RIO DE JANEIRO para a Copa do Mundo FIFA 2014 PLANO DIRETOR DE TRANSPORTE E TRÁFEGO RIO DE JANEIRO para a Copa do Mundo FIFA 2014 SEMINÁRIO 3 ANOS PARA A COPA NO BRASIL : RIO DE JANEIRO, vitrine ou vidraça? Organização : SINAENCO Hotel Royal Tulip

Leia mais

Guia de operação especial ônibus

Guia de operação especial ônibus Guia de operação especial ônibus Operação especial Mapa com bloqueios no entorno do Maracanã e pontos de parada Devido ao evento, o itinerário de alguns ônibus será alterado nos dias 15, 18, 22, 25 e 28

Leia mais

PPA Plano Plurianual (2010-2013) / Plano Estratégico (2009-2012) / Acordo de Resultados

PPA Plano Plurianual (2010-2013) / Plano Estratégico (2009-2012) / Acordo de Resultados PPA Plano Plurianual (2010-2013) / Plano Estratégico (2009-2012) / Acordo de Resultados Planos e atitudes para tornar o Rio melhor para todos No dia 31 de agosto de 2009, o prefeito Eduardo Paes encaminhou

Leia mais

Grandes Investimentos e seus impactos no acesso à moradia

Grandes Investimentos e seus impactos no acesso à moradia Grandes Investimentos e seus impactos no acesso à moradia Copa, Olimpíadas e Porto Maravilha Observatório das Metrópoles Profs. Mauro Santos e Erick Omena Megaeventos e planejamento A lógica do empreendedorismo

Leia mais