Quem somos nós? Planos de Saúde

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Quem somos nós? Planos de Saúde"

Transcrição

1 41 n o ano VIII :: MAI.JUN:2008 Informativo Oficial da Associação das Clínicas e Consultórios Ortopédicos do Estado do Rio de Janeiro Quem somos nós? Planos de Saúde Ortopedistas do Rio decidem manter paralisação dos Planos ASSIST e APPAI até que empresas reavaliem as reivindicações dos médico 2 A NorteTrauma, fundada em 21 de junho de 1998, funciona há nove anos na Avenida Dom Hélder Câmara, nº mais conhecida como Avenida Suburbana, seu antigo nome. A Clínica, localizada em uma das mais movimentadas Avenidas do subúrbio carioca, e num dos principais eixos viários da Zona Norte do Rio de Janeiro, que liga o bairro de Benfica ao de Cascadura, tem como principal ponto de referência o Norte Shopping a 500 metros do local. A reportagem do ACCOERJ em ação foi recebida na casa aconchegante no bairro do Cachambi pelos diretores-médicos da NorteTrauma, Gustavo Blossey e Osvaldo Silva, onde possui estacionamento próprio e ainda conserva antigos traços arquitetônicos. Reportagem ACCOERJ realiza cursos para funcionários de clínicas e consultórios ortopédicos 5 Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos AMB confirma: 5ª edição da CBHPM - tabela de honorários médicos - será entregue até agosto Jurídico 4 Erro médico: como evitar processos? Advogado afirma que é crescente o número de processos contra médicos 6 Recepcionistas e Faturistas lotaram o auditório da SBOT-RJ em busca de qualidade no atendimento ao cliente e maior capacitação profissional 8 Evento Ortopedista: O stand da ACCOERJ no V Congresso Internacional de Artroplastia aguarda sua visita. Compareça e participe do debate sobre Defesa Profissional 7

2 Editorial.41. Dinheiro não cai do céu Ele é fruto do trabalho... Infelizmente, o ato médico, em geral, vem sendo muito mal remunerado por vários tipos de Planos de saúde que representam mais de 90% de nossos faturamentos. Há Planos que não reajustam suas tabelas há mais de 10 anos e os que praticam algum tipo de correção o fazem sempre abaixo da inflação do período. Disso resulta uma relação cíclica perversa entre Plano-Cliente-Prestador de atendimento médico-plano. Com isso, arrasta-se a questão...nós, médicos, prestadores de serviços, que temos clínicas e consultórios ortopédicos, ou mesmo hospitais, acabamos sendo vítimas destes que exploram nosso trabalho de forma absurdamente mercantilista. Esta situação é bastante aflitiva e angustiante para a classe médica, pois os custos em atualizações, aquisições de equipamentos de tecnologia avançada, manutenção, pessoal, encargos sociais e tributários, entre outros, dificultam ou mesmo inviabilizam o alcance das metas de alto padrão técnico, científico e humano por nós desejadas. Vivemos contestando a tabela de honorários baixos dos Planos. Apesar de toda a nossa luta, através da ACCOERJ e de outras entidades representativas, há Planos que insistem pagar irrisórios R$ 10,00 por uma consulta. Pensando bem é menos do que nossos pacientes pagam para deixar o carro estacionado, enquanto vão às consultas. Caro leitor: a saúde é um direito do povo e um dever do Estado. No papel tudo funciona, mas na prática o cidadão não consegue exercer o seu direito, e a responsabilidade do Estado é transferida para a iniciativa privada, cuja lógica é a da lucratividade desmedida e abusada. O Governo federal fazendo a política da boa vizinhança, e desfazendo-se de suas obrigações, transfere para os Planos de saúde uma série de cirurgias e tratamentos que antes não eram cobertos, como vasectomia, laqueadura Expediente de trompas, videolaparoscopia e o alto transplante de medula óssea. Pacotes aviltantes O que temos observado ao longo do tempo é um movimento dos Planos de saúde, apelidado pelos ortopedistas de nanicos, impondo a classe médica os chamados pacotes, ou prática de preços vis. Lamentavelmente, para poder sobreviver e pressionado por empresas do tipo ASSIST, APPAI, e outras, alguns colegas são obrigados a aceitar estas imposições. Através deles se estabelece previamente um preço total para os procedimentos incluindo materiais, medicamentos e honorários, ou valores muito abaixo da remuneração mínima do trabalho médico. Diga-se de passagem, que o preço estabelecido é o que mais interessa às tais Operadoras, que na maioria dos casos não chega sequer a cobrir nossos altíssimos custos. Alguns médicos, felizmente poucos, mantem-se indiferentes aos nossos movimentos reivindicatórios e permanecem à margem das paralisações, com argumentos diversos que não justificam a aceitação destes pacotes pelo trabalho que deve ser e é de excelente padrão técnico. Portanto, fica claro, que os interesses de médicos e Operadores são bem diferentes e, potencialmente geradores de conflitos. A nós, mais uma vez cabe combater a este empacotamento ou a esta prática venal de valores, dando continuidade ao nosso esforço comum por uma melhor qualidade de assistência médica no Brasil. Mesmo enfrentando todo tipo de dificuldades, ainda conseguimos freqüentar Simpósios e Congressos no Brasil, e, em países desenvolvidos, para podermos nos manter atualizados, e melhorar a qualidade de vida de nossos pacientes. E por incrível que pareça não desistimos... Resistimos. Até a próxima edição. Um abraço Frederico Genuíno Presidente da ACCOERJ Brindes sorteados entre clínicas ortopédicas O patrocinador dos coquetéis de confraternização das Assembléias mensais da ACCOERJ - laboratório Novartis / Prexige -, em abril, maio e junho, sorteou os livros Vias de Acesso em Ortopedia e Traumatologia, de Moisés Cohen e Paulo R. Barbosa, contemplando as Bibliotecas dos Centros Ortopédicos de Botafogo e Ipanema, com novos exemplares para pesquisas científicas, duas Os Centros Ortopédicos do Grajaú (Carlos César); de Santa Cruz (Carlos Renato de Moura); e de Ipanema (José Antonio Daiha) sorteados na reunião de maio. Não podemos aceitar Planos que nos exploram. A afirmação é de Genuíno, entre os diretores da ACCOERJ, Ricardo Bastos e Celso Antunes Rodrigues. A Astrau Ltda (José Carlos) e Policlínica de Botafogo (Celso), clínicas sorteadas em junho. bolsas para laptop e duas garrafas térmicas. A EMOB - Empresa de Material Ortopédico do Brasil, com preços especiais para todos os associados da ACCOERJ, também ofereceu brindes. Ortopedista: compareça as Assembléias mensais da ACCOERJ toda ultima quinta-feira do mês Associação das Clínicas e Consultórios Ortopédicos do Estado do Rio de Janeiro ACCOERJ. Rua Teresa Guimarães, 92. CEP tel.: [21] fax: [21] Diretor presidente Frederico Genuíno. 1º vice-presidente Ricardo Pinheiro Bastos. 2º vice-presidente Eduardo Lopes Martinelli. Secretário Celso Antunes Rodrigues. Tesoureiro José Eduardo Amarante. 2 Conselho Fiscal Jorge Luiz Borges Petros, Renato Bastos Pereira, Celestino de Oliveira. Conselho Disciplinar Paulo Roberto Rodrigues de Almeida, José Luiz Runco, Afrânio Paixão. Conselho de Ética Profissional Ivens Coelho da Cunha, Marcelo Kobis, Helio Aguiar Informativo produzido pela Assessoria de Comunicação. Jornalista Responsável Tania Maria de Oliveira, Registro RJ19198JP. Diretor Responsável Frederico Genuíno. Produção Gráfica e Editorial Edit Impress : Fotos Tania Maria/arquivo :: Projeto Gráfico Tathiana Marceli : Impressão SR Editora Gráfica O Jornal ACCOERJ em Ação não se responsabiliza por conceitos emitidos em matérias assinadas

3 Planos de saúde no Rio Ortopedistas do Rio decidem manter paralisação dos Planos ASSIST e APPAI A ACCOERJ, com apoio do Cremerj, e notificação à GERPS da ANS, decidiu em Assembléia com as clínicas e consultórios ortopédicos do Estado do Rio de Janeiro, realizada na Sede da SBOT-RJ, em Botafogo, no dia 29 de maio, manter a paralisação do atendimento aos usuários da Associação Beneficente (ASSIST) dos Professores Públicos Ativo e Inativo do Estado do Rio de Janeiro ( APPAI) e da Associação dos Servidores Municipais Estaduais e Federais do Rio de Janeiro (ASSIST ), até que as empresas reavaliem as reivindicações dos médicos. Agência Nacional de Saúde COPISS: espaço de diálogo para a saúde suplementar FOTO: ANS ano VIII :: MAI.JUN:2008 Nota da redação: até o fechamento desta edição o CREMERJ havia agendado reunião com APPAI e ASSIST, em conjunto com a ACCOERJ e colegas ortopedistas que não aderiram a paralisação, no sentido de sensibilizá-los ao movimento. Grupo ASSIM negocia com ACCOERJ A Associação informa que em reunião com o diretor médico do Plano, Antonio Giordano, no mês de junho, foi negociado o valor mínimo da consulta em R$ 23,00 para todas as clínicas ortopédicas. Além disso, liberada a 2a consulta para reavaliação, independente de justificativa ou prazo e valores acima do estipulado seriam negociados individualmente, respeitando o teto mínimo. Em agosto será repassado o mesmo percentual para pessoas físicas a estudo dos valores diferenciados, com consultoria da ACCOERJ, tendo como parâmetro à qualificação / resolutividade. Caarj se compromete com ortopedistas O Conselho Gestor da Caixa de Assistência dos Advogados do Estado do RJ, garantiu a ACCOERJ, que a nova diretoria está se organizando para honrar todos os compromissos assumidos com as clínicas ortopédicas.segundo o Conselho foi contratada uma consultoria de gestão de crise para dar suporte e sanar os impasses. A ACCOERJ já enviou a Caarj os débitos do Plano com seus associados, além de levar a situação ao Cremerj e Unimed-Rio, exigindo que os créditos sejam agilizados. Anote os dois canais de comunicação que foram criados para facilitar o contato com os profissionais atingidos pelo fim das atividades da Operadora: org.br e o call center: Medial Saúde anuncia resultados financeiros Uma das maiores Operadoras de medicina de grupo do Brasil atingiu R$ 469,4 milhões no primeiro trimestre de 2008, crescimento de 45,6% em relação ao mesmo período de O número de beneficiários chegou a 1,48 milhão. Com o novo portfólio, o Grupo Medial lançou novos produtos e serviços e para chegar à nova linha, unificou as marcas Medial Saúde, Amesp e E-Nova, reestruturou a rede própria e revisou as redes credenciadas. ACCOERJ aguarda posicionamento da Medial E os ortopedistas do Rio, em assembléia, no dia 29 de maio, decidiram voltar a atender os pacientes credenciados ao Plano de saúde. De acordo com os médicos se a Medial não aprovar as propostas encaminhadas pela ACCOERJ, as clínicas e consultórios ortopédicos voltam a paralisação por tempo indeterminado, já que o Plano solicitou reunião para apresentar proposta de reavaliação de valores Unimed-Rio reajusta consulta de clínicas ortopédicas credenciadas Em reunião com a ACCOERJ o diretor médico da Unimed-Rio, Eduardo Assis, estabeleceu um aumento de 9% no valor das consultas de clínicas credenciadas a partir de 1o de julho do corrente ano, passando para R$ 25,20, com a promessa de negociar outro percentual no prazo de seis meses. A direção da empresa prometeu ainda reavaliar o valor de CH para procedimentos e Fisioterapia de credenciados e a revisão e recuperação das glosas, além de estudar junto à assessoria da entidade a utilização dos serviços de Fisioterapia, por critérios de região e qualificação. Membros do Comitê de Padronização das Informações em Saúde Suplementar reuniram-se na sede da ANS, em 16 de maio último, para debater entre outros temas a futura eliminação das Guias em papel e a Terminologia Unificada em Saúde Suplementar (TUSS), que consiste na compatibilização entre o Rol de Procedimentos da ANS e a Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM), aguardada pelo mercado e que deverá vigorar a partir de janeiro de Durante a reunião do COPISS, que completou dois anos de existência no final de abril, e se tornou um grande fórum do setor de Planos de saúde o representante da AMB, Amilcar Martins Giron, apresentou a versão da TUSS que deverá ser publicada em breve e a versão definitiva da lista unificada de procedimentos médicos, que usa a terminologia da CBHPM como referência. Fim das guias em papel A palestra intitulada TISS Paperless, apresentada pelo sócio titular da Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (SBIS), Luis Gustavo Kiatake, tratou dos desafios e tendências da futura eliminação do papel na troca de informações entre operadoras e prestadores de serviços na saúde suplementar. Um dos pontos abordados foi a parceria entre SBIS e Conselho Federal de Medicina (CFM) para viabilização de Certificados Digitais, em conformidade com a Infra-estrutura de Chaves Públicas Brasileiras (ICP-Brasil), adaptados ao TISS, para os consultórios médicos. Tal iniciativa deverá passar a vigorar em dezembro deste ano e abre o caminho para o próximo passo: a parceria entre SBIS e ANS. Fontes: ANS e AMB 3

4 CREMERJ Planos adiam entrega de propostas A ACCOERJ, o Cremerj, a Central Médica de Convênios, a Somerj, as Sociedades de Especialidades, e demais entidades médicas continuam no debate sobre as mais recentes propostas entregues pelas Operadoras de Planos de saúde. Diante da incorporação de novos serviços e procedimentos, as empresas alegam que precisam de mais tempo para calcular os custos, o que segundo a presidente do Cremerj, Márcia Rosa de Araújo, vai retardar a formulação de propostas. Os médicos decidiram também exigir o fornecimento dos demonstrativos de pagamentos e das cartas de remessa no padrão TISS, ainda em papel, até o final de novembro deste ano. Eles ressaltam que é preciso pressionar a ANS para o andamento da TISS eletrônica. O reajuste no valor da consulta para R$ 50,00 e 10% nos procedimentos, já vem sendo acionado positivamente por algumas Operadoras. Conselheiros do Cremerj visitam ACCOERJ A presidente do Cremerj, Márcia Rosa, e o 1o vice, Renato Graça, participaram da Assembléia dos ortopedistas realizada no dia 29 de maio e apoiaram a paralisação dos médicos no atendimento aos Planos ASSIST e APPAI. Eles destacaram a importância da ACCOERJ nos movimentos em defesa da classe médica, e solicitaram maior integração e participação dos ortopedistas na Campanha Quanto Vale o Médico. Na ocasião os conselheiros apresentaram as propostas da Chapa Causa Médica oficializada para reeleição. Ortopedia do Marcílio Dias nota 10 Representantes do Cremerj, da Sociedade Brasileira de Ortopedia e da ACCOERJ visitaram o Hospital Naval Marcílio Dias, em maio, e constataram as excelentes condições do Serviço de Ortopedia da unidade. O vice-presidente do Cremerj afirmou: A parceria entre as três entidades é fundamental para melhorar as condições de trabalho dos médicos. Médicos da zona norte fundam Associação Os bairros da Tijuca, Grajaú, Vila Izabel, Maracanã e Rio Comprido região com maior número de médicos no Rio de Janeiro ganhou uma representatividade forte e atuante, junto à rede pública e privada. Tratase da Associação dos Médicos da Tijuca e Adjacências, fundada no dia 25 de março. O presidente da AMETA e 1º vice da ACCOERJ, Ricardo Pinheiro Bastos, relacionou os objetivos da nova entidade: Estimular o congraçamento dos associados, promover encontros técnicos, científicos e culturais, e um elo de comunicação e de trabalhos, entre o Cremerj e os colegas da região. A associação pretende ainda orientar os médicos para os problemas sociais da comunidade, e propor aos órgãos competentes medidas visando preservar a ética dos profissionais da classe. A sede da AMETA fica na rua Conde de Bonfim, 300 / 3º andar, Tijuca. O capitão de Fragata, Fraga, chefe da Ortopedia do Marcílio Dias, junto com o preceptor da residência médica, José Renato Queiroga, e equipe, acompanharam Renato Graça; César Fontenelle (presidente da SBOT- RJ) e Ricardo Bastos (1 o vice da ACCOERJ) durante a visita as instalações do hospital que se destaca na América Latina. Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos CBHPM: finalizada a quinta edição A previsão da Associação Médica Brasileira é que a 5ª edição da CBHPM seja distribuída aos médicos, e a todo o segmento de saúde, até o mês de agosto. O resultado de mais de um ano de trabalho da entidade foi no sentido de compor o Rol de Procedimentos médicos que integrará a Terminologia Unificada em Saúde Suplementar (TUSS), que a partir de 2009 passará a ser o novo referencial da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para serviços de várias profissões de saúde, incluindo psicologia, fisioterapia, enfermagem, nutrição, entre outras. A nova edição, apresentada durante a reunião de diretoria plena da AMB, realizada no dia 30 de maio, em Belo Horizonte, pelo 1º Tesoureiro da AMB e coordenador da Câmara Técnica Permanente da CBHPM, Amílcar Martins Giron, além de atualizar a anterior contempla procedimentos que serão integralmente incorporados à TUSS, que segundo ele uma conquista para os usuários de Planos e seguro-saúde Para o presidente da ACCOERJ, Frederico Genuíno, o reconhecimento da CBHPM pela Agência reguladora, e pelas Operadoras, como instrumento ético e transparente, é um avanço é uma grande vitória para os médicos. Comissões discutem revisão do Código de Ética Médica Os princípios fundamentais do novo Código de Ética Médica foram discutidos pela Comissão Nacional de Revisão do Código, em 18 de junho passado, no Conselho Federal de Medicina, onde foi apresentado um mecanismo para o envio de sugestões contribuições por meio da internet, através de um hot site disponibilizado nas páginas dos sites do CFM (www.portalmedico.org. br); da Associação Médica Brasileira (www. amb.org.br); e da Federação Nacional dos Médicos (www.fenam.org.br). As contribuições serão encaminhadas às Coordenações Estaduais das Comissões de Revisão para que sejam reunidas em um documento único. Fonte: CFM

5 Quem somos nós Dedicação diária à NorteTrauma representa atendimento com qualidade ao paciente que procura a Clínica A afirmação é dos diretores-médicos da Nortetrauma, Gustavo Blossey e Osvaldo Silva, membros titulares da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), com sub-especialidades em cirurgia de joelho, quadril e trauma. Os dois ortopedistas alternam os horários de atendimento na Clínica por acreditarem que a presença fulltime dos responsáveis no local é importante não só para o bom desempenho do tratamento ao paciente, como também à sua recuperação: Talvez seja esse o nosso maior diferencial, destacaram. ano VIII :: MAI.JUN:2008 Além dos dois ortopedistas, outro médico contratado também com sub-especializações atende os cerca de 40 pacientes que chegam diariamente à Clínica. Os profissionais são auxiliados por uma equipe de profissionais competente, entre eles dois técnicos de Raios X e aparelho gessado. Os diretores da Nortetrauma comentaram sobre o staff: Todos empenhadíssimos contribuem para que o nosso atendimentos seja de primeira linha. Fazemos questão absoluta que os clientes saiam daqui satisfeitos, afirmaram. Tratamento de pacientes amputados Outro diferencial da Nortetrauma apontado por Soraia Pampurre com experiência em patologias ortopédicas, pós-operatórios e reabilitação de pacientes mastectomizados é o tratamento de amputados. A coordenadora do Setor de Fisioterapia da Clínica ressaltou: A integração da equipe multidisciplinar nesse tratamento específico é fundamental para identificar, em tempo, qualquer sinal que possa comprometer o resultado do processo de reabilitação, exemplificou. Quando falamos em Fisioterapia, e Reabilitação física, logo se pensa em infindáveis sessões de exercícios, na repetição de movimentos, na rotina de ir até uma clínica ou receber um profissional em casa etc. Porém, muito mais do que isso, o fisioterapeuta tem a função de recuperar a estabilidade de um acidentado e curar não só uma parte do corpo, mas o trauma e o medo de limitações. Segundo Soraia quando a mente é bem cuidada, todo o resto se desenvolve muito melhor. É assim que trabalhamos aqui na Nortetrauma, acrescentou. A Clínica conta ainda com serviços de Acupuntura, Fisioterapia estética e RPG (Reeducação Postural Global). As funcionárias Elsa e Regina são responsáveis pelo faturamento. Os diretores-médicos da Nortetrauma, Osvaldo Silva e Gustavo Blossey são responsáveis há 15 anos pelo Serviço de Ortopedia do Hospital de Clínicas de Jacarepaguá, onde realizam cirurgias de emergência, quadril e joelho. Gustavo é também membro da ISAKOS (International Society of Arthroscopy, Knee Surgery e Orthopaedic Sports Medicine), entidade internacional de cirurgia de joelho e artroscopia. A Nortetrauma atende com hora marcada à maioria dos Planos de saúde e consultas particulares, além de urgências médicas. A Clínica funciona na Av. Dom Hélder Câmara, 4753, Cachambi, de segunda a sexta, de 8h às 20h e aos sábados de 9h às 13h. Anote os telefones: (21) e O técnico de Raios X da NorteTrauma, Haroldo Felizardo, prepara o paciente para o procedimento necessário. O colega Rogério Antonio há cinco anos na Clínica exerce a mesma atividade. A recepcionista Márcia Regina na NorteTrauma desde que foi fundada há nove anos e Bruno Custódio recebem os clientes com simpatia. A fisioterapeuta da NorteTrauma, Soraia Pampurre, supervisiona Cláudia e Lourdes. Elas atendem diariamente cerca de 30 pacientes. Ortopedista: atendimento e aceitação de credenciamento às empresas APPAI e ASSIST infraciona os Artigos 15 o, 77 o, 78 o, 80 o e 86 o do Código de Ética Médica. Vale a pena aceitá-los? 5

6 Jurídico por Lymark Kamarok, especialista em Responsabilidade Civil Médica Conselho Federal de Medicina.41. Relação médico-paciente estremecida por processos O número de processos aumentou em mais de 300%, somente no último ano Foi-se o tempo em que o médico era considerado uma pessoa da família, aquele que freqüentava as festas e a casa da família de seus pacientes. Com o corre-corre do dia-a-dia, a relação médico-paciente se tornou mais fria, mais profissionalizada. Agora um novo fator vem estremecendo ainda mais essa relação: cresce o número de processos contra médicos. Apenas de 2004 para 2005 ocorreu um aumentou de mais de 300% de processos contra os profissionais de Medicina, segundo dados do Conselho Federal de Medicina. Mas o advogado Lymark Kamaroff afirma: Cerca de 80% das ações promovidas contra médicos são julgadas improcedentes. Segundo ele, um a cada oito médicos é processado atualmente. A estimativa é de que, em 2010, essa proporção passe a ser de uma a cada três profissionais. Na opinião do especialista, o Código de Proteção e Defesa do Consumidor, quando aplicado na relação médico-paciente, tem se mostrado excessivamente rigoroso, fomentando uma verdadeira indústria do dano. A legislação é desigual, pois dá vantagens ao paciente como, gratuidade de justiça, inversão do ônus da prova e responsabilidade objetiva, onde não se discute a culpa e o réu é obrigado a indenizar, mesmo que o dano existente não seja atribuído a uma conduta falha, explica. Uma ação não sai por menos de R$ 50 mil alerta Kamaroff que chama atenção ainda para o tempo médio que a Justiça leva para julgar um processo: seis anos. Esse tempo pode gerar ao médico um dano a sua imagem, pois terá um processo no seu nome aberto à consulta para qualquer pessoa que tiver acesso. Ao paciente, pode gerar um atraso no pagamento da indenização, comenta o advogado. Para ele, uma das soluções seria a introdução de seguros contra erro médico, ao invés de se partir para o corporativismo como estratégia para frustrar os direitos violados dos pacientes. Precaução Enquanto a cultura do seguro não se instala devidamente entre a classe médica, o advogado recomendou aos médicos que evitem dor-de-cabeça com possíveis processos improcedentes. Para isso, recomendou alguns cuidados, como: indicar especialistas em caso que o atendimento necessitar; promover a boa relação médico-paciente; manter ficha e prontuário médicos (em consultórios, clínicas e hospitais) completos, legíveis, sem abreviações e códigos, com o registro de todos os passos do tratamento, de todas as reações do paciente, suas eventuais faltas e resistências em seguir o tratamento proposto e as soluções tentadas para superar as dificuldades surgidas durante o processo. Outro documento fundamental é o Termo de Consentimento Esclarecido, em que o médico informa aos pacientes os procedimentos, possíveis riscos e conseqüências de cirurgia, contendo a assinatura do paciente e de testemunhas. Exercício ilegal da medicina poderá ter pena maior O Projeto de Lei 3063/08, do deputado Édio Lopes (PMDB-RR), aumenta as penas para quem praticar ilegalmente atos próprios de médicos, dentistas ou farmacêuticos. Pela proposta, o exercício ilegal dessas profissões poderá ser punido com reclusão de dois a seis anos e multa. O projeto altera o Código Penal (Decreto-Lei 2.848/40), que prevê pena de detenção de seis meses a dois anos para esses casos. A proposta estabelece ainda que a mesma pena será aplicada a quem empregar pessoas inabilitadas para essas profissões ou permitir a prática ilegal, ainda que em caráter gratuito. Segundo o deputado, o objetivo é desestimular um crime que é cada vez mais comum nas cidades brasileiras. O projeto será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Se for aprovado, será votado no Plenário. Fonte: Agência Câmara CFM denuncia: Mais uma Faculdade de Medicina será aberta na ilegalidade O fato aconteceu no município de Garanhuns, em Pernambuco. Está prevista a instalação de uma escola privada de Medicina, sem a autorização do Conselho Nacional de Educação, conforme determina a Lei de Diretrizes e Bases da Educação. De acordo com o presidente do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), Carlos Vital, a abertura indiscriminada e descriteriosa de escolas médicas tem sido amplamente discutida entre as entidades médicas e no meio acadêmico e este caso é sintomático do quanto a questão é alarmante, disse. 6 As Estatísticas Dados dos últimos cinco anos, fornecidos pelo Conselho Federal de Medicina, revelam que de 2002 para 2005 houve um aumento de aproximadamente 500% no número de processos contra médicos. Entretanto, o número de médicos cassados permanece inalterado. Kamaroff atribui esse aumento a um recurso utilizado pelo paciente-consumidor, que necessita de uma prova administrativa para incluir no processo de indenização movido na Justiça comum contra o médico. O presidente da ACCOERJ é de opinião que deva haver critérios rígidos de qualidade para a abertura desses cursos. Frederico Genuíno acrescentou: Hoje e pelo menos nos próximos 10 anos não necessitamos de mais Faculdades de Medicina, exemplificou. O Brasil já é o segundo país do mundo em número de Faculdades de Medicina, com 167 escolas, sendo superado somente pela Índia, que possui 202. A preocupação das entidades médicas é a falta de comprometimento de muitas delas com a formação de um profissional qualificado. Fonte: Assessoria de Comunicação do CFM

7 SBOT-Nacional e SBOT-RJ em destaque Novo diretor do Into é membro da SBOT A nomeação do 1º tesoureiro da SBOT, Geraldo Motta, como novo diretor-geral do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into), órgão do Ministério da Saúde, onde desde 2004 chefiava o Centro de Cirurgia do Ombro e Cotovelo, foi publicada no Diário Oficial da União, em 24 de abril passado. Além de integrar a diretoria da SBOT-Nacional, em 2008, o ortopedista já presidiu a Regional-RJ e a Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico. O Jornal ACCOERJ em ação de mãos dadas com as Sociedades Brasileiras de Ortopedia Nacional, e Rio de Janeiro, vem divulgando em suas edições notícias referentes as duas entidades. Confira: ACCOERJ e SBOT-RJ recebem visita de Crivella Por solicitação da assessoria política do pré-candidato a prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB-RJ), ACCOERJ e SBOT-RJ, receberam em sua Sede, no último 9 de junho, a visita do senador e do vereador Dr. Carlos Eduardo (PSB-RJ). Na ocasião, o presidente da ACCOERJ, Frederico Genuíno, representando os ortopedistas cariocas, entregou a Crivella algumas propostas dos médicos para melhorar o sistema de saúde no município. As entidades estão abertas a outros candidatos que queiram anunciar seus projetos de governo. ano VIII :: MAI.JUN:2008 Ortopedistas no Senado durante votação do Projeto da saúde Os ortopedistas participaram em abril, no Senado, da aprovação do PLS 121/2007 do senador Tião Viana (PT-AC), que vai alocar mais recursos para saúde, previstos na Emenda Constitucional 29. O Projeto (PLC 306/08), que, se confirmado na Câmara, onde a votação deve ser mais demorada, destina a saúde mais de R$ 10 bilhões só neste ano. O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, elogiou a SBOT pelo compromisso firmado e deixou as portas do Ministério abertas para os projetos da Ortopedia, referendando a credibilidade da instituição. Ortopedistas mobilizados com o Projeto 100 cursos O Projeto 100 Cursos de Atualização em Emergências Ortopédicas, realizados pela SBOT, em parceria com o Ministério da Saúde, nos dias 4 e 5 de abril, envolveu cerca de 200 profissionais entre supervisores, professores e instrutores, além do pessoal de apoio da Nacional e das Regionais em todo o País. Os cursos aconteceram simultaneamente em 46 cidades brasileiras e tiveram por objetivo atualizar o conhecimento de ortopedistas que atendem emergências em hospitais públicos e privados. Para o presidente da Sociedade Nacional, Tarcisio Barros, a iniciativa demonstrou, mais uma vez, a preocupação da entidade em melhorar o atendimento à saúde da população e exercer uma de suas funções primordiais que é a educação continuada. AAOS vai homenagear a Ortopedia Brasileira em 2009 O coordenador científico do Projeto, Marcos Musafir, abriu uma das aulas no Rio de Janeiro. No módulo de atividades práticas e na UNIFESP, participantes aprenderam como atender politraumatizados. O coordenador geral do Projeto, Kodi Kojima, instrui funcionários da SBOT, antes de enviá-los a diversas regiões do País para dar suporte aos líderes dos cursos. Anualmente a American Academy of Orthopaedic Surgeons homenageia um país durante seu Annual Meeting. Em 2009, em Las Vegas, será a vez da SBOT. Em função da homenagem será oferecido aos ortopedistas brasileiros o benefício de filiação a AAOS por dois anos ao preço de um, ou seja, o filiado pagará apenas uma anuidade até 2010, no valor de US$ 350. Esta oferta é válida para inscrições enviadas a SBOT até 15 de novembro de Fórum de Defesa Profissional O evento programado pela SBOT, com apoio da ACCOERJ, aconteceu no Costão do Santinho Resort & Spa, praia do Santinho, ao norte da ilha de Florianópolis, em Santa Catarina, nos dias 4,5 e 6 de julho. Representantes da ANS, AMB, CFM, e demais entidades debateram com os participantes a relação dos ortopedistas como prestadores de serviços ao SUS e a Saúde Suplementar. V Congresso Internacional de Artroplastia A SBOT-RJ convida os ortopedistas para participarem do evento, no Hotel Intercontinental Rio, de 10 a 12 de julho, onde renomados especialistas brasileiros e estrangeiros irão abordar temas úteis para o dia a dia do consultório, e apresentar novidades em Artroplastia. A Mesa de Defesa Profissional marcada para o dia 11 de julho, sexta-feira, às 10h30min, contará com a participação do presidente da ACCOERJ, Frederico Genuíno, e com representantes de diversas entidades médicas. No stand da ACCOERJ consultores sobre faturamento, processo cível e defesa profissional estarão à disposição dos médicos para esclarecer dúvidas sobre os respectivos assuntos. Sua visita é importante para nós. Até lá! Ortopedista eleições de nova diretoria A ACCOERJ comunica aos associados em dia com suas mensalidades que as eleições da nova diretoria da entidade para o biênio 2008 / 2010 ocorrerá durante o V Congresso Internacional de Artroplastia, de 9h às 16h. Vale lembrar que não precisa estar inscrito no evento para votar. A apuração, divulgação e posse dos eleitos será feita em Assembléia Geral, no dia 11 de julho, às 16h30, no salão Quartzo-A. Outras informações pelo tel.: (21) Contamos com a sua presença. Participe do Fórum de Defesa Profissional. Discuta suas idéias e tire suas dúvidas. 7

8 Cursos ACCOERJ Congresso Nacional Contribuição Social para a Saúde Procura por cursos da ACCOERJ aumenta Os cursos realizados pela ACCOERJ, na sede da entidade em Botafogo, são ministrados por consultores qualificados, e dirigidos aos faturistas e recepcionistas de clínicas e consultórios ortopédicos do Rio de Janeiro. Eles vêm despertando interesse desses profissionais, em busca do melhor atendimento ao cliente, e maior capacitação para enfrentar o mercado de trabalho. Na abertura do curso Práticas do Faturamento no Ambulatório e nas Emergências Ortopédicas realizado no dia 12 de abril, o secretário da ACCOERJ, e diretor da Policlínica de Botafogo, Celso Antunes Rodrigues, desejou um bom aproveitamento aos alunos e ressaltou o apoio da entidade a esse tipo de evento. O médico frisou a importância do treinamento do funcionário no processo de faturamento de uma clínica, consultório ou hospital: Temos que ficar atentos não só às mudanças exigidas pela ANS, principalmente na implantação do Padrão TISS, quanto aos recursos utilizados pelos Planos de saúde, atentou. O membro do Conselho Disciplinar da ACCOERJ, e diretor médico do Centro Ortopédico de Madureira e Instituto de Ortopedia da Barra (IORB), Afrânio Paixão, deu boas vindas aos participantes e comentou: Estou certo que todos sairão daqui enriquecidos com as informações e orientações de nossas consultoras. Os faturistas aprenderam como calcular procedimentos em Ortopedia e Traumatologia, entre eles tratamento de entorse ou contusão, imobilização gessada, tala ou provisória. As consultoras da Unimed-Rio, Gláucia L. Fernandes (analista de processos) e Laura Maria (líder de Operações) participaram do curso e avaliaram: O conteúdo nos trouxe novos conhecimentos e esclareceu as nossas dúvidas. Recepção para Clínicas e Consultórios Ortopédicos, realizado no dia 7 de junho, é dividido em dois Módulos e tem por objetivo, além de formar e capacitar pessoas para o atendimento aos públicos interno e externo, desenvolver técnicas de cobranças em guias e formulários. O Curso contou com a participação de funcionários de 14 clínicas e consultórios ortopédicos. Com simulações e aula prática as supervisoras orientaram os profissionais da área, entre outros requisitos como administrar situações de conflito na recepção; preencher guias dos convênios; rotinas de atendimento aos diversos Planos de saúde e introdução ao faturamento. Aprovada na Câmara nova Contribuição para financiar saúde Com votação apertada na Câmara dos Deputados, por apenas dois votos além dos 257 necessários, o plenário aprovou no último dia 11 de junho, a regulamentação dos gastos com a saúde pública e a criação da Contribuição Social para a Saúde (CSS), a ser cobrada nos moldes da extinta CPMF, com alíquota de 0,1% e arrecadação totalmente direcionada ao setor. Para o relator pela Comissão de Seguridade, deputado Rafael Guerra (PSDB- MG), a criação da CSS é a ressurreição da CPMF. Ele questionou o porquê de não se recriar o tributo para outras finalidades e indagou: Por que não se fala em ressuscitar a CPMF para o Fundo Soberano investir no exterior, ou para o pacote de incentivo à produção e à exportação? A resposta é clara: aos olhos do governo, essas são prioridades, e a saúde não é, afirmou. Fonte: Agência Câmara Fique de olho nos deputados do Rio que votaram a favor da CSS Edmilson Valentim (PcdoB); Brizola Neto (PDT); Felipe Bornier (PHS); Edson Ezequiel, Fernando Lopes, Geraldo Pudim, Nelson Bornier e Solange Almeida (PMDB); Vinicius Carvalho e Simão Sessim (PTdoB); Dr. Adilson Soares e Neilton Mulim(PR) Eduardo Lopes (PSB); Deley, Filipe Pereira e Hugo Leal (PSC); Antonio Carlos Biscaia, Carlos Santana e Luiz Sérgio (PT) e Pastor Manoel Ferreira (PTB). Votação da CSS no Senado só depois das eleições municipais A decisão foi anunciada pelos líderes da base do governo em reunião no último 18 de junho. O líder do governo, senador Romero Jucá (PMDB-PR), criticou a pressa da oposição em votar rápido o aumento de impostos e justificou a decisão afirmando que o financiamento para a saúde não pode ser votado nem com pressa nem atrelado a uma eleição conjuntural. O presidente do Senado, Garibaldi Alves, observou que o apertado resultado obtido pelo governo na Câmara dos Deputados, com a aprovação da CSS, é sinal de que o Executivo terá mais dificuldade no Senado: O resultado sinaliza claramente para isso. Se o governo não tiver as devidas precauções, pode realmente ter um insucesso como teve com a CPMF. É realmente um aviso. Fontes: Agência Brasil e Senado AMB espera união nacional em torno da Emenda Constitucional 29 A Associação Médica Brasileira em nota oficial lamenta que a Câmara dos Deputados tenha desfigurado totalmente a regulamentação proposta para a Emenda Constitucional 29. Em 11 de junho último foi aprovado um texto que, além de manter as regras para investimentos do Governo Federal exatamente nos mesmos moldes de hoje, abre espaço para perdas importantes para a saúde. A proposta aprovada na Câmara mantém a regra de corrigir os investimentos conforme a variação da inflação e o crescimento econômico. Acresce apenas a CSS e mesmo assim não a coloca na base de cálculo. A saúde do Brasil precisa urgentemente de mais investimentos, e existe receita para tanto. Portanto, é inadmissível que usem o setor como pretexto para a criação de mais um imposto. Pela proposta aprovada na Câmara, em 2011, a destinação de verbas da saúde chegaria a R$ 68 bilhões. Enfim, uma perda de R$ 15 bilhões, só em 2011, se comparado com o substitutivo do senador Tião Viana (PT-AC), já aprovado pelo Senado, que estabelece que a União tem de destinar 10% de sua receita, percentual a ser atingido de forma gradual até 2011, quando os investimentos chegariam a R$ 83 bilhões. Em suma, os cidadãos e as instituições nacionais sofreram um duro golpe. A AMB espera que o Senado corrija essa grave distorção. Ler a íntegra da nota no site

Manual do Prestador. Versão 1.0 Maio/2014. Manaus - Amazonas ANS Nº 38809-2 1

Manual do Prestador. Versão 1.0 Maio/2014. Manaus - Amazonas ANS Nº 38809-2 1 Manual do Prestador Versão 1.0 Maio/2014 Manaus - Amazonas 1 SUMÁRIO Apresentação... 3 1. Identificação do beneficiário...3 2. Atendimento ao beneficiário... 4 2.1. Requisitos para o atendimento... 4 2.2.

Leia mais

Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs

Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs O plenário da Câmara Municipal do Rio de Janeiro ficou lotado durante

Leia mais

ilupas da informação e comunicação na área de Saúde entrevista

ilupas da informação e comunicação na área de Saúde entrevista ilupas Pesquisa Nacional identifica investimentos em tecnologias da informação e comunicação na área de Saúde Por Kelly de Souza O baixo grau de investimento em Tecnologias da Informação e Comunicação

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS)

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS) CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS) I CONTRATANTE : Nome Operadora de Saúde Endereço: R...., nº... Bairro... - Cidade/ Capital

Leia mais

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 03 de outubro de 2011 ESTADO DE MINAS

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 03 de outubro de 2011 ESTADO DE MINAS ESTADO DE MINAS 1 2 ESTADO DE MINAS 3 ESTADO DE MINAS http://www.em.com.br PSD de Kassab mira 'órfãos' do PMDB quercista O PSD obteve registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na terça-feira e corre

Leia mais

Relato Reunião COPISS Coordenador 19 de abril de 2012, 52ª reunião ANS, Rio de Janeiro 9h00 às 17h00

Relato Reunião COPISS Coordenador 19 de abril de 2012, 52ª reunião ANS, Rio de Janeiro 9h00 às 17h00 Relato Reunião COPISS Coordenador 19 de abril de 2012, 52ª reunião ANS, Rio de Janeiro 9h00 às 17h00 1 Resumo e considerações* A reunião apresentou bastante debate, e deliberações importantes. Alguns pontos

Leia mais

Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos

Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos Câmara dos Deputados (PL 3466/2004) PL 3466/2004 Deputado Inocêncio de Oliveira (PR/PE) Autor do projeto Banco de images / Câmara FOTO: BANCO

Leia mais

VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA

VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA ABRAMGE-RS Dr. Francisco Santa Helena Presidente da ABRAMGE-RS Sistema ABRAMGE 3.36 milhões de internações; 281.1 milhões de exames e procedimentos ambulatoriais; 16.8

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DA TABELA TUSS Terminologia Unificada em Saúde Suplementar. Visão dos Prestadores

IMPLANTAÇÃO DA TABELA TUSS Terminologia Unificada em Saúde Suplementar. Visão dos Prestadores IMPLANTAÇÃO DA TABELA TUSS Terminologia Unificada em Saúde Suplementar Visão dos Prestadores HISTÓRICO 2003 TISS 2004 OFICINAS ANS TISS Porto Alegre: Importância do tema = 95,2% importante / muito importante

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS Contrato que entre si fazem, na melhor forma de direito, de um lado( nome da operadora), com sede na rua..., n o...,bairro..., em(nome da cidade), (Estado), inscrita

Leia mais

Manual de Orientações Técnicas e Administrativas de Serviços em Check-up da Tempo USS - Serviços de Assistência

Manual de Orientações Técnicas e Administrativas de Serviços em Check-up da Tempo USS - Serviços de Assistência Manual de Orientações Técnicas e Administrativas de Serviços em Check-up da Tempo USS - Serviços de Assistência Maio de 2011 1. Apresentação Apresentamos o Manual de Orientações Técnicas e Administrativas

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS Contrato que entre si fazem, na melhor forma de direito, de um lado( nome da operadora), com sede na rua..., n o...,bairro..., em(nome da cidade), (Estado), inscrita

Leia mais

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4 Manual do Prestador Saúde o ANS - n 40.722-4 SEPACO Prezado prestador, Este manual tem como objetivo formalizar a implantação das rotinas administrativas do Sepaco Saúde, informando as características

Leia mais

ANEXO I DO OBJETO. 3) Os profissionais contratados deverão providenciar o cadastramento junto ao corpo clínico da CONTRATANTE, como membros efetivos;

ANEXO I DO OBJETO. 3) Os profissionais contratados deverão providenciar o cadastramento junto ao corpo clínico da CONTRATANTE, como membros efetivos; ANEXO I DO OBJETO Descrição da PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM NEUROCIRURGIA E NEUROLOGIA AOS PACIENTES DO HOSPITAL, PRONTO SOCORRO ADULTO, PRONTO SOCORRO INFANTIL E AMBULATÓRIO, compreendendo as seguintes funções:

Leia mais

MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO

MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO Art. 1º - Corpo Clínico é o conjunto de médicos que se propõe a assumir solidariamente a responsabilidade de prestar atendimento aos usuários que

Leia mais

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. INFORMAÇÕES REGULAMENTARES:...3 3. ACESSO AO SISTEMA...3 4. INCLUSÃO DE USUÁRIOS...4 5. FATURAMENTO ELETRÔNICO...5 6. GUIA

Leia mais

PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS

PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS 2014 1 Índice 1. Contexto... 3 2. O Programa Cidades Sustentáveis (PCS)... 3 3. Iniciativas para 2014... 5 4. Recursos Financeiros... 9 5. Contrapartidas... 9 2 1. Contexto

Leia mais

FRENTE MINEIRA DE DEFESA DA SAÚDE

FRENTE MINEIRA DE DEFESA DA SAÚDE FRENTE MINEIRA DE DEFESA DA SAÚDE FRENTE MINEIRA DE DEFESA DA SAÚDE 1. Conselho Regional de Psicologia MG 2. Conselho Regional de Serviço Social - MG 3. Conselho Regional de Enfermagem MG 4. Conselho de

Leia mais

LEI 13003 Manual Perguntas e Respostas

LEI 13003 Manual Perguntas e Respostas LEI 13003 Manual Perguntas e Respostas APRESENTAÇÃO A Federação Baiana de Hospitais e a Associação de Hospitais e Serviços de Saúde do Estado da Bahia, cumprindo com a função de orientar e assessorar hospitais,

Leia mais

Por que criar um padrão?

Por que criar um padrão? Tópicos Abordados Por que padronizar O que regulamenta Prazos Responsabilidades Entendendo a norma Webservices Mensagens TUSS Demonstração de uso de Webservices TISS Por que criar um padrão? Para colocar

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA INS 14.16. Instrução Normativa: 14.16/08-01. Revisão nº 0102. Data da Revisão: 22/10/2012. Resolução Sup.

INSTRUÇÃO NORMATIVA INS 14.16. Instrução Normativa: 14.16/08-01. Revisão nº 0102. Data da Revisão: 22/10/2012. Resolução Sup. INSTRUÇÃO NORMATIVA INS 14.16 Telemarketing Ativo Origem: Diretoria Superintendência Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de Mato Grosso Instrução Normativa: 14.16/08-01 Revisão nº 0102

Leia mais

Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil

Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Este guia pretende nortear os Grupos Escoteiros do Brasil a desenvolverem um

Leia mais

Plano com Coparticipação

Plano com Coparticipação Plano com Coparticipação É uma tendência no mercado de planos de saúde a adoção do Plano Participativo, com o objetivo de garantir o uso racional do plano, minimizar eventuais desequilíbrios financeiros

Leia mais

RESOLUÇÃO CRM-PR N.º 191/2013.

RESOLUÇÃO CRM-PR N.º 191/2013. RESOLUÇÃO CRM-PR N.º 191/2013. Dispõe sobre a obrigatoriedade dos Contratos firmados entre as Operadoras de Planos de Saúde e os Médicos seguirem as Normativas da ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar.

Leia mais

Apresentação. Prezado beneficiário,

Apresentação. Prezado beneficiário, LANOIII Apresentação Prezado beneficiário, Visando dar continuidade à prestação dos melhores serviços em saúde e promover uma melhor qualidade de vida ao beneficiário, a CompesaPrev apresenta o CompesaSaúde

Leia mais

PROCESSO ELETRÔNICO PADRÃO TISS. Agosto/2014

PROCESSO ELETRÔNICO PADRÃO TISS. Agosto/2014 PROCESSO ELETRÔNICO PADRÃO TISS Agosto/2014 PADRÃO DE TROCA DE INFORMAÇÕES NA SAÚDE SUPLEMENTAR Padrão TISS Histórico e Consulta Pública nº 43 Padrão TISS - Versão 3.0 3 Histórico RN 305 09/10/2012 - Termo

Leia mais

MAIS MÉDICOS MP 621 Uma visão jurídica

MAIS MÉDICOS MP 621 Uma visão jurídica MAIS MÉDICOS MP 621 Uma visão jurídica Em 8 de julho de 2013, entrou em vigor no sistema jurídico posto a Medida Provisória 621 Mais Médicos - com a finalidade de formar recursos humanos na área médica

Leia mais

informe 30 anos de história no RN COOPERATIVA ODONTOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE Outubro 2012 www.uniodontorn.com.

informe 30 anos de história no RN COOPERATIVA ODONTOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE Outubro 2012 www.uniodontorn.com. Outubro 2012 NATAL www.unirn.com.br (84) 4009-4664 Rua Açu, 665 - Tirol Natal/RN - CEP 59020-110 30 anos de história no RN www.unirn.com.br COOPERATIVA LÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE ANS - n.º 34531-8 Palavra

Leia mais

CPI da OPME 6.Abr. 2015. Dr. Eudes de Freitas Aquino Presidente da Unimed do Brasil

CPI da OPME 6.Abr. 2015. Dr. Eudes de Freitas Aquino Presidente da Unimed do Brasil CPI da OPME 6.Abr. 2015 Dr. Eudes de Freitas Aquino Presidente da Unimed do Brasil SISTEMA UNIMED 351 Cooperativas contribuindo com a interiorização dos médicos da medicina de qualidade no Brasil. SISTEMA

Leia mais

MANUAL DO CREDENCIADO

MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO Prezado (a) Doutor (a): A ORAL ODONTO é uma empresa criada e administrada por profissionais dentistas que se dedicam a oferecer os melhores recursos

Leia mais

Oficinas C Diálogo e atualização: metas do encontro de atualização apacitar, dialogar e atualizar. Essas foram as três metas principais do projeto Encontro de Atualização Administrativa, realizado pelo

Leia mais

Sugestão de Projeto de Lei de Municipalização das 30 Horas

Sugestão de Projeto de Lei de Municipalização das 30 Horas Sugestão de Projeto de Lei de Municipalização das 30 Horas Texto construído com base em diversos trabalhos acadêmicos, dados do Cofen, dados do Coren, Fórum Nacional das 30 horas, Aben e do artigo Jornada

Leia mais

Antonio Bulhões Deputado Federal - PRB/SP

Antonio Bulhões Deputado Federal - PRB/SP Caros amigos e amigas, Comemoramos, no último dia 1º de Outubro, o Dia Internacional da Terceira Idade. Por essa razão, estamos trazendo uma matéria referente ao Estatuto do Idoso, que contém informações

Leia mais

Cronograma Credenciados JAN, FEV e MAR 2011

Cronograma Credenciados JAN, FEV e MAR 2011 Rio de Janeiro, 18 de novembro de 2010. PASA/CE 032/10 Assunto: Manual do Credenciado Médico do PASA/Vale Prezado(a) credenciado(a), O PASA, visando a melhoria constante do seu fluxo de processamento de

Leia mais

MODELO DE CONTRATO (HPP) CONVÊNIO

MODELO DE CONTRATO (HPP) CONVÊNIO Versão Preliminar Página 1 23/12/2004 MODELO DE CONTRATO (HPP) CONVÊNIO Convénio que entre si celebram, de um lado o Município* de XXXX, através da Secretaria xxxxxxxx de Saúde, gestora do SUS Municipal

Leia mais

Cobrança de Procedimentos por pacote e diárias compactadas

Cobrança de Procedimentos por pacote e diárias compactadas TEMA 4 DO PRÉ CONGRESSO CONBRASS 2012 Atualização na formatação de preços dos procedimentos por pacote e tabelas de diárias compactadas - Dra.Giuseppina Pellegrini "A vida não se abala com a nossa ignorância,

Leia mais

Pesquisa de Satisfação da Qualidade de Atendimento dos serviços oferecidos aos prestadores da operadora

Pesquisa de Satisfação da Qualidade de Atendimento dos serviços oferecidos aos prestadores da operadora Pesquisa de Satisfação da Qualidade de Atendimento dos serviços oferecidos aos prestadores da operadora Julho de 2011 OBJETIVO Avaliar a satisfação da qualidade do atendimento dos serviços oferecidos aos

Leia mais

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil.

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil. A ABEMD, Associação Brasileira de Marketing Direto, é uma entidade civil, sem fins lucrativos, fundada em 1976 e constituída por pessoas jurídicas e físicas interessadas na aplicação de estratégias e técnicas

Leia mais

SOBRE A FÉRIAS VIVAS MISSÃO. Lutar pela conscientização e proteger vidas no turismo nacional. VISÃO

SOBRE A FÉRIAS VIVAS MISSÃO. Lutar pela conscientização e proteger vidas no turismo nacional. VISÃO SOBRE A FÉRIAS VIVAS A Associação Férias Vivas é a primeira ONG de âmbito nacional voltada para a segurança no turismo e no lazer. A organização foi criada em 2002 a partir da iniciativa de um grupo de

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR. Comissão Nacional de Convênios e Credenciamentos (CNCC)

A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR. Comissão Nacional de Convênios e Credenciamentos (CNCC) 1 A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR 2 CONCEITOS 3 SAÚDE SUPLEMENTAR: atividade que envolve a operação de planos privados de assistência à saúde sob regulação do Poder

Leia mais

Propostas aprovadas no XII Enem

Propostas aprovadas no XII Enem Propostas aprovadas no XII Enem Tema I Formação Médica Ensino Médico 1. Exigir como requisitos mínimos para reconhecimento e revalidação dos cursos de Medicina: hospital próprio com quantidade suficiente

Leia mais

FANTÁSTICO E JORNAL NACIONAL DENUNCIAM ESQUEMA QUE TRANSFORMA SAÚDE EM BALCÃO DE NEGÓCIOS

FANTÁSTICO E JORNAL NACIONAL DENUNCIAM ESQUEMA QUE TRANSFORMA SAÚDE EM BALCÃO DE NEGÓCIOS FANTÁSTICO E JORNAL NACIONAL DENUNCIAM ESQUEMA QUE TRANSFORMA SAÚDE EM BALCÃO DE NEGÓCIOS A reportagem veiculada no programa Fantástico, da Rede Globo, no domingo (04/01), trouxe à tona um drama que assola

Leia mais

INFORMATIVO. num num. Prezado leitor, Nesta edição do Informativo Mensal do Escritório Ribeiro da Luz advogados, trataremos de Direito Tributário.

INFORMATIVO. num num. Prezado leitor, Nesta edição do Informativo Mensal do Escritório Ribeiro da Luz advogados, trataremos de Direito Tributário. BOLETIM INFORMATIVO EDIÇÃO N 2 11 / 2013 INFORMATIVO num Editorial - 5ª Edição num Prezado leitor, Nesta edição do Informativo Mensal do Escritório Ribeiro da Luz advogados, trataremos de Direito Tributário.

Leia mais

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 5ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS DE CAPITAL SEMENTE

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 5ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS DE CAPITAL SEMENTE FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 5ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS DE CAPITAL SEMENTE 1. OBJETO A Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), com o apoio do

Leia mais

Por mais de três anos, a Comissão Estadual

Por mais de três anos, a Comissão Estadual Paralisação emblemática confronta planos de saúde Por mais de três anos, a Comissão Estadual de Honorários Médicos buscou negociação com o Bradesco Saúde. As tentativas, entretanto, não obtiveram êxito.

Leia mais

PLANOS DE SAÚDE. O que é preciso saber?

PLANOS DE SAÚDE. O que é preciso saber? PLANOS DE SAÚDE O que é preciso saber? Queridos amigos, Estamos muito felizes por concluir a nossa segunda cartilha sobre direitos atrelados à saúde. Este trabalho nasceu com o propósito de levar informações

Leia mais

www.sishosp.com.br (19) 3241.3535 Conheça o software de gestão ideal para a sua instituição

www.sishosp.com.br (19) 3241.3535 Conheça o software de gestão ideal para a sua instituição www.sishosp.com.br (19) 3241.3535 Conheça o software de gestão ideal para a sua instituição Transforme sua instituição em uma empresa altamente eficaz. Só mesmo quem administra uma instituição sabe como

Leia mais

A Semana no Congresso Nacional

A Semana no Congresso Nacional A Semana no Congresso Nacional Brasília, 10/08/2015 CÂMARA Câmara instalará seis comissões mistas para analisar MPs Relator da CPI do BNDES apresentará plano de trabalho Comissão de Finanças e Tributação

Leia mais

PROCESSO N 833/05 PROTOCOLO N.º 8.511.261-9 PARECER N.º 851/05 APROVADO EM 14/12/05 INTERESSADO: CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DE MARINGÁ -CEPROM

PROCESSO N 833/05 PROTOCOLO N.º 8.511.261-9 PARECER N.º 851/05 APROVADO EM 14/12/05 INTERESSADO: CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DE MARINGÁ -CEPROM PROTOCOLO N.º 8.511.261-9 PARECER N.º 851/05 APROVADO EM 14/12/05 CÂMARA DE PLANEJAMENTO INTERESSADO: CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DE MARINGÁ -CEPROM MUNICÍPIO: MARINGÁ ASSUNTO: Pedido de Autorização

Leia mais

PARECER Nº, DE 2015. RELATOR: Senador EDUARDO AMORIM

PARECER Nº, DE 2015. RELATOR: Senador EDUARDO AMORIM PARECER Nº, DE 2015 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS, sobre o Projeto de Lei do Senado (PLS) nº 467, de 2013, de autoria da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), que dispõe sobre

Leia mais

PLANO DE AÇÕES SINDICAIS 2012 anexo ata de 03 de fevereiro de 2012 DEMANDA AÇÃO QUANDO FAZER COMO FAZER

PLANO DE AÇÕES SINDICAIS 2012 anexo ata de 03 de fevereiro de 2012 DEMANDA AÇÃO QUANDO FAZER COMO FAZER PLANO DE AÇÕES SINDICAIS 2012 anexo ata de 03 de fevereiro de 2012 DEMANDA AÇÃO QUANDO FAZER COMO FAZER 1.1-Reunião com a diretoria 1.1.1 03/02 ( sexta feira ) 17h 1.1.1.1 Convocar membros da diretoria

Leia mais

Câmara Municipal de Tijucas do Sul

Câmara Municipal de Tijucas do Sul ATA DA 9 a SESSÃO ORDINÁRIA DO PRIMEIRO PERÍODO ORDINÁRIO DA PRIMEIRA SESSÃO LEGISLATIVA DA 15 a LEGISLATURA EM 07/04/2014. Aos sete dias do mês de abril do ano de dois mil e quatorze, nesta cidade de

Leia mais

Guia Prático de Utilização do Plano

Guia Prático de Utilização do Plano Guia Prático de Utilização do Plano Aqui você tem o que há de melhor para a sua saúde. O QUE É A UNIMED APRESENTAÇÃO Sua finalidade é prestar assistência médica e hospitalar de alto padrão, dentro do sistema

Leia mais

NORMAS DE ATENDIMENTO A CONVÊNIOS E PARTICULARES

NORMAS DE ATENDIMENTO A CONVÊNIOS E PARTICULARES NORMAS DE ATENDIMENTO A CONVÊNIOS E PARTICULARES Conceitos CONSULTAS Atendimentos sem urgência por ordem de chegada. Não existe dentro do Pronto-Socorro e em nenhum local do hospital prévia marcação de

Leia mais

MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DE RECEPÇÃO DE PRODUTOS PARA A SAÚDE DE USO CIRÚRGICO EM CENTRO DE MATERIAIS

MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DE RECEPÇÃO DE PRODUTOS PARA A SAÚDE DE USO CIRÚRGICO EM CENTRO DE MATERIAIS 1 MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DE RECEPÇÃO DE PRODUTOS PARA A SAÚDE DE USO CIRÚRGICO EM CENTRO DE MATERIAIS 2 Apresentação Menos de dez meses depois de ter sido criada pela Associação Médica Brasileira, a Câmara

Leia mais

RESOLUÇÃO CRM-PR N º 150/2007 (Publicado no Diário Oficial da União, Seção 1, de 24/04/2007 p. 86) (Revogada pela Resolução CRMPR 181/2011)

RESOLUÇÃO CRM-PR N º 150/2007 (Publicado no Diário Oficial da União, Seção 1, de 24/04/2007 p. 86) (Revogada pela Resolução CRMPR 181/2011) CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO PARANÁ RUA VICTÓRIO VIEZZER. 84 - CAIXA POSTAL 2.208 - CEP 80810-340 - CURITIBA - PR FONE: (41) 3240-4000 - FAX: (41) 3240-4001 - SITE: www.crmpr.org.br - E-MAIL: protocolo@crmpr.org.br

Leia mais

Alexandre Enzweiler, Gabriel de Almeida e Yvo Pitol 22/04/2013

Alexandre Enzweiler, Gabriel de Almeida e Yvo Pitol 22/04/2013 CIPA Comissão Interna de Prevenção de Acidentes NR-5 Alexandre Enzweiler, Gabriel de Almeida e Yvo Pitol 22/04/2013 Atribuições iniciais Criada em 1934 e regulamentada somente em 1978 juntamente com outras

Leia mais

Quem somos nós? 2:3. Novo Código de Ética Médica ACCOERJ aprova o documento que será reformulado até o primeiro semestre de 2009.

Quem somos nós? 2:3. Novo Código de Ética Médica ACCOERJ aprova o documento que será reformulado até o primeiro semestre de 2009. n o 40 ano VIII :: FEV.MAR:2008 Informativo Oficial da Associação das Clínicas e Consultórios Ortopédicos do Estado do Rio de Janeiro Reportagem Quem somos nós? SBOT-RJ recebe novos residentes do Rio de

Leia mais

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO A CUT e as centrais sindicais negociaram com o governo

Leia mais

O que fazer para reformar o Senado?

O que fazer para reformar o Senado? O que fazer para reformar o Senado? Cristovam Buarque As m e d i d a s para enfrentar a crise do momento não serão suficientes sem mudanças na estrutura do Senado. Pelo menos 26 medidas seriam necessárias

Leia mais

Clipagem de Notícias da SEF - 12/05/11

Clipagem de Notícias da SEF - 12/05/11 Riscos Fiscais DUPLICAÇÃO DA SC-401 Matérias veiculadas na imprensa Clipagem de Notícias da SEF - 12/05/11 JORNAL: DIÁRIO CATARINENSE Estado consegue vitória parcial Tribunal Regional Federal decidiu ontem

Leia mais

ANEXO I DO OBJETO. Descrição da Prestação de Serviços relacionados à PEDIATRIA da FUSAM, compreendendo as seguintes funções:

ANEXO I DO OBJETO. Descrição da Prestação de Serviços relacionados à PEDIATRIA da FUSAM, compreendendo as seguintes funções: ANEXO I DO OBJETO Descrição da Prestação de Serviços relacionados à PEDIATRIA da FUSAM, compreendendo as seguintes funções: 1) Os serviços deverão ser prestados nas dependências da Fundação por profissionais

Leia mais

mudanças qualitativas radicais na vida econômica, social e política das nações.

mudanças qualitativas radicais na vida econômica, social e política das nações. PRONUNCIAMENTO DO MINISTRO EDUARDO CAMPOS NA SOLENIDADE DE INSTALAÇÃO DA III ASSEMBLÉIA GERAL DA ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE PARLAMENTARES PARA A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (IPAIT), NA CÂMARA DOS DEPUTADOS,

Leia mais

C L I P P I N G DATA: 08.01.2016

C L I P P I N G DATA: 08.01.2016 C L I P P I N G DATA: 08.01.2016 Projeto da terceirização será discutido pelo Senado após tramitar 20 anos na Câmara Atualmente, a legislação brasileira só permite a contratação de mão de obra terceirizada

Leia mais

Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo Autarquia Federal Lei nº 3.268/57

Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo Autarquia Federal Lei nº 3.268/57 Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo Autarquia Federal Lei nº 3.268/57 CONSULTA nº 157.177/11 Assunto: Sistema sem registro no Brasil, com servidor hospedado em outro país, para conter

Leia mais

Avaliação dos planos de saúde no estado de São Paulo

Avaliação dos planos de saúde no estado de São Paulo Artigo original Avaliação dos pl de saúde no estado de São Paulo Jorge Carlos Machado-Curi I, Tomás Patricio Smith-Howard II, Jarbas Simas III, Marcos Eurípedes Pimenta IV, Paulo Manuel Pêgo-Fernandes

Leia mais

SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS

SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS 2014 Tecnologia da Informação - TI Unimed Cascavel MANUAL HILUM 4.0 - FISIOTERAPIA A ANS estabeleceu um padrão de Troca de Informação em Saúde Suplementar - TISS para registro

Leia mais

Experiência: REDUÇÃO DA TAXA DE CANCELAMENTO DE CIRURGIAS ATRAVÉS DA OTIMIZAÇÃO DO PROCESSO ASSISTENCIAL

Experiência: REDUÇÃO DA TAXA DE CANCELAMENTO DE CIRURGIAS ATRAVÉS DA OTIMIZAÇÃO DO PROCESSO ASSISTENCIAL Experiência: REDUÇÃO DA TAXA DE CANCELAMENTO DE CIRURGIAS ATRAVÉS DA OTIMIZAÇÃO DO PROCESSO ASSISTENCIAL Hospital de Clínicas de Porto Alegre Ministério da Educação Responsável: Sérgio Carlos Eduardo Pinto

Leia mais

DO ORGANOGRAMA DAS DIRETORIAS DA ABA DA SUBSEÇÃO NACIONAL As diretorias Executivas da ABA, Nacional, Estadual e Regional, dividem-se em dois grupos,

DO ORGANOGRAMA DAS DIRETORIAS DA ABA DA SUBSEÇÃO NACIONAL As diretorias Executivas da ABA, Nacional, Estadual e Regional, dividem-se em dois grupos, DO ORGANOGRAMA DAS DIRETORIAS DA ABA DA SUBSEÇÃO NACIONAL As diretorias Executivas da ABA, Nacional, Estadual e Regional, dividem-se em dois grupos, sendo um grupo de Diretores Administrativos e um grupo

Leia mais

Sistema Integrado Datasort GECLIM Tutorial Operacional: Convenios / Tabelas / Taxas

Sistema Integrado Datasort GECLIM Tutorial Operacional: Convenios / Tabelas / Taxas T U T O R I A L CONVENIOS / TABELAS / TAXAS I) Introdução No setor em que atuamos, área da saúde, é fundamental administrarmos as informações de forma segura, precisa e atualizada. Constatamos em meados

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA. REQUERIMENTO Nº,DE 2008 (Do Sr. Rafael Guerra)

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA. REQUERIMENTO Nº,DE 2008 (Do Sr. Rafael Guerra) COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA REQUERIMENTO Nº,DE 2008 (Do Sr. Rafael Guerra) Requer a realização do III Fórum Nacional da Saúde Ocular. Senhor Presidente, Requeiro a Vossa Excelência, ouvido

Leia mais

RELATÓRIO 203 ASSUNTO: 79ª REUNIÃO DO COPISS COORDENADOR. 1. Participantes da 79ª reunião do COPISS; 2. Leitura e aprovação da ata 78ª reunião;

RELATÓRIO 203 ASSUNTO: 79ª REUNIÃO DO COPISS COORDENADOR. 1. Participantes da 79ª reunião do COPISS; 2. Leitura e aprovação da ata 78ª reunião; RELATÓRIO 203 ASSUNTO: 79ª REUNIÃO DO COPISS COORDENADOR DATA: 28/05/2015 LOCAL: ANS HORÁRIO: 09h às 12h30min Pauta: 1. Participantes da 79ª reunião do COPISS; 2. Leitura e aprovação da ata 78ª reunião;

Leia mais

IAMSPE DÚVIDAS FREQUENTES

IAMSPE DÚVIDAS FREQUENTES IAMSPE DÚVIDAS FREQUENTES P: É possível anexar documentos nos pedidos solicitados no sistema Medlink? R: Ao incluir um pedido em sistema é possível anexar documentos. Após registro do pedido em sistema

Leia mais

Manual TISS Troca de Informaçõ

Manual TISS Troca de Informaçõ Manual TISS Troca de Informaçõ ções em Saúde Suplementar Versão o 1.1 Instruçõ ções para preenchimento das guias PREENCHER EXCLUSIVAMENTE COM CANETA PRETA OU AZUL GCES A Unimed Natal desenvolveu este manual

Leia mais

Divulgação Novo TISS 3.02.00

Divulgação Novo TISS 3.02.00 Manual TISS 3.0.00 Índice Tema Introdução Conteúdo e Estrutura Guia de Consulta Legenda Guia de Consulta Guia SP SADT Legenda Guia SP SADT Guia Solicitação de Internação Legenda Guia Solicitação de Internação

Leia mais

ATA DA REUNIÃO DE DIRETORIA EM 03.04.2014

ATA DA REUNIÃO DE DIRETORIA EM 03.04.2014 ATA DA REUNIÃO DE DIRETORIA EM 03.04.2014 Ao terceiro dia de abril do ano de dois mil e quatorze, às dez horas, reuniu-se, ordinariamente, a diretoria da AJUT Associação dos Servidores na Justiça do Trabalho

Leia mais

UNIOESTE -Universidade Estadual do Oeste do Paraná 2º PSS - PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO NÍVEL SUPERIOR

UNIOESTE -Universidade Estadual do Oeste do Paraná 2º PSS - PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO NÍVEL SUPERIOR UNIOESTE -Universidade Estadual do Oeste do Paraná 2º PSS - PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO NÍVEL SUPERIOR Candidato: inscrição - nome do candidato Opção: código - nome / turno - cidade Local de Prova:

Leia mais

ATA DA 5ª REUNIÃO DA COMISSÃO ELEITORAL GERAL DA AMB ELEIÇÕES 2011/2013. Brasília/DF, 25 de outubro de 2010

ATA DA 5ª REUNIÃO DA COMISSÃO ELEITORAL GERAL DA AMB ELEIÇÕES 2011/2013. Brasília/DF, 25 de outubro de 2010 ATA DA 5ª REUNIÃO DA COMISSÃO ELEITORAL GERAL DA AMB ELEIÇÕES 2011/2013 Brasília/DF, 25 de outubro de 2010 Aos 25 (vinte e cinco) dias do mês de outubro de 2010, às 17h, teve início a quinta reunião da

Leia mais

Termo de uso genérico para designar qualquer grau de UNIMED Singular, Federação/ Central e Confederação, individualmente ou no conjunto.

Termo de uso genérico para designar qualquer grau de UNIMED Singular, Federação/ Central e Confederação, individualmente ou no conjunto. 1- INTERCÂMBIO A negociação entre as UNIMEDS do País, que geram relações operacionais específicas e normatizadas para atendimento de usuários na área de ação de uma cooperativa ou contratados por outra

Leia mais

Estruturação dos Projetos SERVIÇOS CANAL DE SUPORTE JURÍDICO Problema / Oportunidade

Estruturação dos Projetos SERVIÇOS CANAL DE SUPORTE JURÍDICO Problema / Oportunidade CANAL DE SUPORTE JURÍDICO Dificuldade do associado, quando questionado juridicamente ou com a possibilidade de uma situação de solução através da justiça; muitas vezes não sabe a que área do direito recorrer.

Leia mais

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO Este manual visa esclarecer as regras e normas para o serviço

Leia mais

Paraná se destaca no cenário brasileiro de sistemas de segurança eletrônica

Paraná se destaca no cenário brasileiro de sistemas de segurança eletrônica Rogério Reis Paraná se destaca no cenário brasileiro de sistemas de segurança eletrônica CRESCIMENTO ECONÔMICO DA REGIÃO SUL IMPULSIONA MERCADO PARANAENSE POR ADRIANE DO VALE redacao@cipanet.com.br FOTOS

Leia mais

PROMOTORIA DE JUSTIÇA DAS COMUNIDADES

PROMOTORIA DE JUSTIÇA DAS COMUNIDADES MPPR-0046.13.002014-5 ATA DE AUDIÊNCIA PÚBLICA Aos 18 de abril de 2013, às 19h, na Rua da Cidadania da Regional Boa Vista, localizada na Av. Paraná, 3600, no Bairro Boa Vista, em Curitiba-PR, tiveram início

Leia mais

CARTILHA DO ORÇAMENTO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS

CARTILHA DO ORÇAMENTO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS CARTILHA DO ORÇAMENTO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Sumário - Apresentação... 3 -As três leis básicas... 3 - Como é elaborado o orçamento da União?... 3 Prazos... 4 Esferas... 4 - Quem é responsável pela elaboração

Leia mais

Editorial. Plano de Melhoria Contínua promete mudanças positivas na OnSet

Editorial. Plano de Melhoria Contínua promete mudanças positivas na OnSet Informativo 2013 Índice Editorial - Pág. 1 Novas Contratações - Pág. 2 Aniversariantes - Pág. 3 TI e Telecom na Mídia - Pág. 4 News OnSet - Pág. 5 Eu faço a OnSet - Pág. 7 Editorial Plano de Melhoria Contínua

Leia mais

TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA

TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA Pelo presente instrumento, com fundamento nos termos que dispõe o art. 5º, 6º, da Lei 7.347/85, bem como no art. 5º e 6º do Decreto 2.181/97 e art. 5º da Lei Complementar

Leia mais

PROJETO BÁSICO CALL CENTER

PROJETO BÁSICO CALL CENTER PROJETO BÁSICO CALL CENTER 1 Projeto Básico da Contratação de Serviços: 1.1 O presente Projeto Básico consiste na descrição dos serviços que serão prestados por empresa especializada em serviços de Call

Leia mais

TRANSPARÊNCIA QUANTO À ATUAÇÃO PARLAMENTAR DIRETA

TRANSPARÊNCIA QUANTO À ATUAÇÃO PARLAMENTAR DIRETA De: Gabinete do Vereador Jimmy Pereira Para: Ação Jovem Brasil Resposta à solicitação de Informações para a formação do Índice de Transparência da Câmara do Rio TRANSPARÊNCIA QUANTO À ATUAÇÃO PARLAMENTAR

Leia mais

PARECER CREMEB N 12/09 (Aprovado em Sessão da 1ª Câmara de 05/03/2009)

PARECER CREMEB N 12/09 (Aprovado em Sessão da 1ª Câmara de 05/03/2009) PARECER CREMEB N 12/09 (Aprovado em Sessão da 1ª Câmara de 05/03/2009) Consulta nº 159.756/08 Assuntos: - Filmagem em interior de UTI. - Legalidade de contratação de médicos plantonistas como pessoa jurídica.

Leia mais

REGULAMENTO ESCRITÓRIO DE PRÁTICAS DE GESTÃO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, FINALIDADE E DURAÇÃO

REGULAMENTO ESCRITÓRIO DE PRÁTICAS DE GESTÃO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, FINALIDADE E DURAÇÃO REGULAMENTO ESCRITÓRIO DE PRÁTICAS DE GESTÃO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, FINALIDADE E DURAÇÃO Artigo 1º A unidade acadêmico-gerencial modelo designado Escritório de Práticas de Gestão e com nome fantasia

Leia mais

Quem somos nós? Médicos são vendedores de serviços? Presidente da ACCOERJ responde em seu Editorial

Quem somos nós? Médicos são vendedores de serviços? Presidente da ACCOERJ responde em seu Editorial 53 n o ANO XIII :: MAI.JUN:2012 Informativo Oficial da Associação das Clínicas e Consultórios Ortopédicos do Estado do Rio de Janeiro Quem somos nós? O CENTRO ORTOTRAUMA LTDA. funciona na Tijuca a mais

Leia mais

Observatório. CBO e SOBLEC participam de audiência pública do RS

Observatório. CBO e SOBLEC participam de audiência pública do RS 24 Observatório CBO e SOBLEC participam de audiência pública do RS 25 A Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul (CSMA), presidida pelo deputado Gilmar

Leia mais

O lançamento aconteceu em 8 de março de 2004, Dia Internacional da Mulher.

O lançamento aconteceu em 8 de março de 2004, Dia Internacional da Mulher. Sinopse As últimas décadas marcaram o avanço do papel da mulher na economia. Cada vez mais mulheres são responsáveis pela administração de seus lares e é crescente sua participação no mercado de trabalho,

Leia mais

CONTRATO DE LICENÇA DE USO MENSAL E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE LICENÇA DE USO MENSAL E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE LICENÇA DE USO MENSAL E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS JLR SERVIÇOS DE ATENDIMENTO E ORGANIZAÇÃO DE DOCUMENTOS LTDA, com sede a Rua Dona Elisa Fláquer, nº 70-13 º andar - sala 134, Centro - Santo André

Leia mais

Informativo FioSaúde

Informativo FioSaúde Informativo FioSaúde ANO VI / Nº 57 Março / Abril 2011 1 Informativo FioSaúde PUBLICAÇÃO DO FIOPREV ANO VI / NÚMERO 57 Março - Abril 2011 FioSaúde realiza reunião com usuários sobre nova tabela de preços

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM Versão 01/2013 Consultório e SADT 11 IDENTIFICAÇÃO VOAM VOLVO ODONTOLOGIA E ASSISTÊNCIA MÉDICA. Razão Social: VOLVO DO BRASIL VEÍCULOS LTDA. CNPJ: 43.999.424/0001-14

Leia mais

RESUMO DA REUNIÃO SOBRE O PROJETO DE LEI DE INICIATIVA POPULAR SOBRE OS 10% DAS RECEITAS CORRENTES BRUTAS PARA O SUS.

RESUMO DA REUNIÃO SOBRE O PROJETO DE LEI DE INICIATIVA POPULAR SOBRE OS 10% DAS RECEITAS CORRENTES BRUTAS PARA O SUS. RESUMO DA REUNIÃO SOBRE O PROJETO DE LEI DE INICIATIVA POPULAR SOBRE OS 10% DAS RECEITAS CORRENTES BRUTAS PARA O SUS. Com a participação de conselheiros do Conselho Nacional de Saúde (CNS) juntamente com

Leia mais

Câmara Municipal de São Paulo

Câmara Municipal de São Paulo DISCURSO PROFERIDO PELO VEREADOR NATALINI NA 126ª SESSÃO ORDINARIA, REALIZADA EM 24/03/10 GRANDE EXPEDIENTE O SR. NATALINI (PSDB) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Vereadores, telespectadores da TV Câmara

Leia mais

1 Informações diversas Câmara aprova ampliação de parcelamento do Refis da crise O plenário da Câmara aprovou na noite desta quarta-feira (21) a medida provisória que amplia o parcelamento de débitos tributários,

Leia mais

CUIDE DA SAÚDE DO SEU PLANO COM RESPONSABILIDADE. Como utilizar corretamente o plano de saúde Bradesco

CUIDE DA SAÚDE DO SEU PLANO COM RESPONSABILIDADE. Como utilizar corretamente o plano de saúde Bradesco CUIDE DA SAÚDE DO SEU PLANO COM RESPONSABILIDADE Como utilizar corretamente o plano de saúde Bradesco Prezado usuário, Este manual foi preparado para que você e seus dependentes tenham a melhor orientação

Leia mais