Requisitos de trabalhos acadêmicos:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Requisitos de trabalhos acadêmicos:"

Transcrição

1 Requisitos de trabalhos acadêmicos: numeração progressiva das seções de um documento e apresentação de sumário Camila Cassiavilani Passos Zaira Regina Zafalon Importância da Normalização de Trabalhos Acadêmicos e Científicos Reconhecimento como publicação científica 2 características conteúdo e método forma (RODRIGUES; LIMA; GARCIA, 1998) 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 2 1

2 Importância da Normalização de Trabalhos Acadêmicos e Científicos Todo trabalhador intelectual precisa aceitar a responsabilidade de comunicar adequada e amplamente os resultados de seus estudos e pesquisas, adotando, para tanto, a mesma seriedade, dedicação e disposição de espírito com que encara a responsabilidade de planejar e executar os estudos e as pesquisas que lhe cabem. (CUNHA, 1973, p. 62) 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 3 Benefícios da Normalização de Trabalhos Acadêmicos e Científicos Uniformização do trabalho Disciplina na produção Otimização da divulgação científica Facilidade na recuperação das informações Facilidade na transferência das informações Melhor qualidade do trabalho 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 4 2

3 Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT Informação de documentação Numeração progressiva das seções de um documento escrito - Apresentação 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 5 Estabelece um sistema de numeração para documentos escritos, expondo numa sequência lógica seu conteúdo e inter-relacionamento, facilitando a leitura do texto e permitindo a localização das partes com maior rapidez e facilidade Aplica-se à todos os tipos de documentos, independente do suporte, exceto para documentos que possuem sistematização própria como dicionários, enciclopédias, vocabulários ou que não necessitem de sistematização como as obras literárias em geral 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 6 3

4 DEFINIÇÕES 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 7 Definições Seção: parte em que se divide o texto de um documento, com conteúdos considerados relacionados na exposição ordenada do assunto 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 8 4

5 xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 2 SEÇÃO PRIMÁRIA xxxxxxxxxxxxx xxxxx. 2.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA xxxxxxxxxxxxx xxxxx Seção terciária xxxxxxx - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. Seções do trabalho Seção quarternária xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção quinária xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxx. 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 9 Definições As seções podem ser subdividas em alíneas e subalíneas Alínea: subdivisões utilizada dentro da seção para enumerar assuntos que não possuem títulos. São indicadas por letra minúscula seguida de parênteses Subalínea: subdivisões de uma alínea, indicada por hífen 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 10 5

6 xxxx. 2 SEÇÃO PRIMÁRIA xxxxxxxxxxxxx xxxxx. 2.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA xxxxxxxxxxxxx xxxxx Seção terciária - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção quarternária Alíneas Subalíneas xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção quinária xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxx. 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 11 Definições Indicativo de seção: número ou grupo numérico que antecede cada seção do documento 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 12 6

7 xxxx. 2 SEÇÃO PRIMÁRIA xxxxxxxxxxxxxxxxxx. 2.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA Indicativos das seções xxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção terciária - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção quarternária xxxxxx Seção quinária xxxx. 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 13 Definições Seção primária: principal divisão do texto 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 14 7

8 xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 2 SEÇÃO PRIMÁRIA xxxxxxxxxxxxx xxxxx. 2.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA xxxxxxxxxxxxx xxxxx Seção terciária xxxxxxx - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. Seção Primária Seção quarternária xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção quinária xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxx. 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 15 Definições Seção secundária, terciária, quaternária, quinária: divisão do texto de uma seção primária, secundária, terciária, quaternária, respectivamente 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 16 8

9 Seção Seção primária secundária Seção Seção terciária quaternáriaa Seção quinária /04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 17 xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 2 SEÇÃO PRIMÁRIA xxxxxxxxxxxxx xxxxx. 2.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA xxxxxxxxxxxxx xxxxx. Seção secundária Seção terciária xxxxxxx - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção quarternária xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção quinária xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxx. Seção terciária Seção quaternária Seção quinária 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 18 9

10 Regras gerais de formatação 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 19 Regras gerais de formatação Deve-se utilizar algarismos arábicos na numeração dos indicativos de seções 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 20 10

11 xxxx. 2 SEÇÃO PRIMÁRIA xxxxxxxxxxxxxxxxxx. 2.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA xxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção terciária xxxxxxx - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção quarternária xxxxxx Seção quinária xxxx. 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 21 Regras gerais de formatação O número da seção deve ser alinhado à margem esquerda, precedendo o título. Entre o número e o título colocar 1(um) espaço de caractere 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 22 11

12 xxxx. Alinhamento à esquerda 2 SEÇÃO PRIMÁRIA xxxxxxxxxxxxxxxxxx. 2.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA 1 espaço de caractere entre o número e o título xxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção terciária. - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção quarternária xxxxxx Seção quinária xxxx. 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 23 xxxx. 2 SEÇÃO PRIMÁRIA xxxxxxxxxxxxxxxxxx. 2.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA xxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção terciária Seção quarternária. - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. xxxxxx Seção quinária xxxx. xxxx. 2 SEÇÃO PRIMÁRIA xxxxxxxxxxxxxxxxxx. 2.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA xxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção terciária. - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção quarternária xxxxxx Seção quinária xxxx. 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 24 12

13 Regras gerais de formatação Os números indicativos das seções primárias devem ser colocados em números inteiros a partir de 1 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 25 Seção primária xxxx. 2 SEÇÃO PRIMÁRIA xxxxxxxxxxxxxxxxxx. 2.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA xxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção terciária Seção quarternária. - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. xxxxxx Seção quinária xxxx. 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 26 13

14 Regras gerais de formatação Deve-se limitar a numeração progressiva até a seção quinária 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 27 Seção quinária xxxx. 2 SEÇÃO PRIMÁRIA xxxxxxxxxxxxxxxxxx. 2.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA xxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção terciária Seção quarternária. - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. xxxxxx Seção quinária xxxx. 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 28 14

15 Regras gerais de formatação O número indicativo de uma seção secundária é composto: número indicativo da seção primária a que pertence ponto número que lhe for atribuído na sequência do assunto Repete-se o mesmo para as demais seções 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 29 Seção secundária Seção terciária Para lembrar Entre números colocar ponto Entre número e palavras apenas 1 espaço de caractere xxxx. 2 SEÇÃO PRIMÁRIA xxxxxxxxxxxxxxxxxx. 2.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA xxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção terciária Seção quarternária. - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. xxxxxx Seção quinária xxxx. 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 30 15

16 Regras gerais de formatação Os títulos das seções devem ser destacados gradativamente, utilizando-se recursos tipográficos como: negrito, itálico, sublinhado, caixa alta ou outros 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 31 Maiúsculo e Negrito Maiúsculo (Caixa Alta) Inicial maiúsculo e Negrito Inicial maiúsculo e Itálico Inicial maiúsculo e normal xxxxxxxxxxxx. 1.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção terciária Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção quarternária xxxxxxxxxxxxxx Seção quinária xxxxxxx. 12/04/11 16

17 Regras gerais de formatação O título das seções primárias devem começar em páginas ímpares (frente), separados do texto que os sucede por uma linha 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 33 1 linha (espaço entre linhas de 1,5) xxxxxxxxxxxx SEÇÃO SECUNDÁRIA xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. Página ímpar (frente ou anverso) Seção terciária Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção quarternária xxxxxxxxxxxxxx Seção quinária xxxxxxx. 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 34 17

18 Regras gerais de formatação O título das seções secundárias, terciária, quaternárias e quinárias, devem ser separados do texto que os antecedem e que os sucedem por 1 linha 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 35 1 linha antes (espaço entre linhas de 1,5) 1 linha depois (espaço entre linhas de 1,5) xxxxxxxxxxxx. 1.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção terciária Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção quarternária Para lembrar Antes e depois da indicação das seções, deixar 1 espaço entre linhas de 1,5 xxxxxxxxxxxxxx Seção quinária xxxxxxx. 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 36 18

19 Regras gerais de formatação Todas as seções devem conter um texto relacionado à elas 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 37 xxxxxxxxxxxx. 1.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção terciária Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção quarternária xxxxxxxxxxxxxx Seção quinária xxxxxxx. xxxxxxxxxxxx. 1.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA Seção terciária Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção quarternária xxxxxxxxxxxxxx Seção quinária xxxxxxx. 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 38 19

20 Regras gerais de formatação Quando for necessário enumerar diversos assuntos de uma seção que não possua título, esta deve ser subdividida em alínea 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 39 xxxxxxxxxxxx. 1.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção terciária Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. Alíneas Seção quarternária xxxxxxxxxxxxxx Seção quinária xxxxxxx. 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 40 20

21 xxxxx xxxxx xxxxx xxxxxx. 2 SEÇÃO PRIMÁRIA xxxxxxxxxxxx xxxxx xxxx. Regras gerais de formatação 2.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA xxxxxxxxxxxx xxxxx xxxx Seção terciária xxxxxxxxxxxx Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx: - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx: a) xxxxxxxxxxxxxxxxxxx; b) xxxxxxxxxxxxxxxx; e - xxxxxxxxxxxxx Seção quarternária xxxxxxxxxxxx Seção quinária xxxxxxxxxxxx xxxxx xxxxx. as alíneas são ordenadas alfabeticamente O trecho anterior às alíneas terminam em dois pontos as letras indicativas das alíneas são reentradas em relação à margem esquerda 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 41 xxxxx xxxxx xxxxx xxxxxx. 2 SEÇÃO PRIMÁRIA xxxxxxxxxxxx xxxxx xxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. Disposição gráfica das alíneas e subalíneas 2.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA xxxxxxxxxxxx xxxxx xxxxx xxxxx Seção terciária xxxxxxxxxxxx xxxxx xxxxx. Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx: a) xxxxxxxxxxxxxxxxxxx; - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção quarternária b) xxxxxxxxxxxxxxxx; e - xxxxxxxxxxxxx. xxxxxxxxxxxx. Quando aparecerem mais de uma alínea, pode-se acrescentar, após a penúltima e ou ou Seção quinária xxxxxxxxxxxx xxxxx xxxxx. 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 42 21

22 xxxxx xxxxx xxxxx xxxxxx. 2 SEÇÃO PRIMÁRIA xxxxxxxxxxxx xxxxx xxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. Disposição gráfica das alíneas e subalíneas 2.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA xxxxxxxxxxxx xxxxx xxxxx xxxxx Seção terciária xxxxxxxxxxxx xxxxx xxxxx. Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx: - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx: a) xxxxxxxxxxxxxxxxxxx; b) xxxxxxxxxxxxxxxx; e c) xxxxxxxxxxxxxxxxx Seção quarternária xxxxxxxxxxxx. As alíneas terminam em ponto-e-vírgula, exceto a última que termina com ponto Seção quinária xxxxxxxxxxxx xxxxx xxxxx. 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 43 xxxxx xxxxx xxxxx xxxxxx. 2 SEÇÃO PRIMÁRIA xxxxxxxxxxxx xxxxx xxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. Disposição gráfica das alíneas e subalíneas 2.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA xxxxxxxxxxxx xxxxx xxxxx xxxxx Seção terciária xxxxxxxxxxxx xxxxx xxxxx. Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx: a) xxxxxxxxxxxxxxxxxxx; - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx: Seção quarternária b) xxxxxxxxxxxxxxxx; e xxxxxxxxxxxx. Se houver subalíneas, terminar a última alínea com vírgula Seção quinária xxxxxxxxxxxx xxxxx xxxxx. 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 44 22

23 Regras gerais de formatação Se necessário a alínea pode ser dividida em subalíneas. As subalíneas são representadas por um hífen, colocado sob a primeira letra do texto da alínea correspondente. Entre o hífen e o texto colocar um espaço de caractere 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 45 xxxxxxxxxxxx. 1.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção terciária Subalíneas 1 espaço de caractere Hífen Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. - xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Seção quarternária xxxxxxxxxxxxxx Seção quinária xxxxxxx. 12/04/11 23

24 Regras gerais de formatação Como citar a numeração progressiva em seu trabalho?... na seção 4... ver em , 3º ou 3º parágrafo de Lê-se sem a pontuação, então: dois dois ou um um dois dois parágrafo 3 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 47 Referências ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Informação e documentação numeração progressiva das seções de um documento escrito apresentação. Rio de Janeiro, CUNHA, L. G. C. DAS. Normalização de originais. Ciência da Informação, Rio de Janeiro, v. 2, n. 1, p , RODRIGUES, M. E. F.; LIMA, M. H. T. DE F.; GARCIA, M. J. DE O. A normalização no contexto da comunicação científica. Perspectiva em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 3, n. 2, p , jul./dez Disponível em: <> Acesso em: abr /04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 48 24

25 Qual a relação entre a Numeração Progressiva e Sumário? Como elaborar o Sumário? Como elaborar o Sumário automático no Word 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 49 Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT NBR 6027/2003 Informação de documentação Sumário - Apresentação 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 50 25

26 NBR 6027/2003 Definições Não confundir SUMÁRIO com... ÍNDICE SUMÁRIO ÍNDICE Enumeração das principais divisões, seções e outras partes do trabalho, na mesma ordem e grafia em que a matéria nele se sucede Lista de palavras ou frases ordenadas segundo determinado critério, que localiza e remete para as informações contidas no texto 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 51 NBR 6027/2003 Localização Último elemento pré-textual Trabalhos com mais de um volume, incluir o Sumário completo em ambos 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 52 26

27 NBR 6027/2003 Localização no trabalho Elementos pré-textuais Sumário Lista ilustrações Abstract Resumo Epígrafe Agradecimento Dedicatória Folha aprov. Folha rosto Capa 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 53 NBR 6027/2003 Regras gerais para apresentação A palavra sumário deve ser centralizada na página, e com a mesma tipologia da fonte utilizada para as seções primárias 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 54 27

28 NBR 6027/2003 Maiúsculo e Negrito SUMÁRIO 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 55 NBR 6027/2003 Regras gerais para apresentação A subordinação dos itens deve ser destacada pela apresentação tipográfica utilizada no texto 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 56 28

29 Regras gerais de apresentação 2.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA Seção terciária Seção quaternária Seção quinária Maiúsculo com Negrito Maiúsculo sem Negrito Inicial maiúsculo e Negrito Inicial maiúsculo e Itálico Inicial maiúsculo e Normal 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 57 NBR 6027/2003 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO 10 2 ESTRUTURA DO TRABALHO 2.1 Elementos pré-textuais 1.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA Capa Folha de rosto Seção terciária 13 3 DESENVOLVIMENTO Seção terciária 3.1 Introdução 3.2 Desenvolvimento Quinária Fundamentação Teórica Metodologia Resultados 4 CONSIDERAÇÕES FINAIS 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 58 29

30 NBR 6027/2003 Regras gerais para apresentação Elementos pré-textuais não devem ser colocados 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 59 NBR 6027/2003 SUMÁRIO 1 1 INTRODUÇÃO SEÇÃO PRIMÁRIA 10 2 ESTRUTURA DO TRABALHO SEÇÃO Elementos SECUNDÁRIA pré-textuais Capa Seção terciária Folha de rosto DESENVOLVIMENTO Seção terciária 3.1 Introdução Desenvolvimento Quinária Fundamentação Teórica Metodologia Resultados 4 CONSIDERAÇÕES FINAIS SUMÁRIO Dedicatória x Agradecimentos x SEÇÃO SECUNDÁRIA Seção terciária Seção terciária Quinária 16 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 60 30

31 NBR 6027/2003 Regras gerais para apresentação Os indicativos das seções devem ser alinhados à esquerda, sem recuo 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 61 NBR 6027/2003 SUMÁRIO SEÇÃO SECUNDÁRIA Seção terciária Seção terciária Quinária 16 SUMÁRIO SEÇÃO SECUNDÁRIA Seção terciária Seção terciária Quinária 16 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 62 31

32 NBR 6027/2003 Regras gerais para apresentação Títulos e subtítulos, se houver, são colocados após o número indicativo da seção e recomenda-se que sejam alinhados pela margem do título do indicativo mais extenso 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 63 NBR 6027/2003 SUMÁRIO 1 1 INTRODUÇÃO SEÇÃO PRIMÁRIA 10 2 ESTRUTURA DO TRABALHO SEÇÃO Elementos SECUNDÁRIA pré-textuais Capa Seção terciária Folha de rosto DESENVOLVIMENTO Seção terciária 3.1 Introdução Desenvolvimento Quinária Fundamentação Teórica Metodologia Resultados 4 CONSIDERAÇÕES FINAIS SUMÁRIO SEÇÃO SECUNDÁRIA Seção terciária Seção terciária Quinária 16 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 64 32

33 NBR 6027/2003 Regras gerais para apresentação Como apresentar a paginação: a) número da primeira página 10 b) número das páginas inicial e final /04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 65 Sumário Automático do Word 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 66 33

34 Sumário automático no Word 1 Definir destaques para as Seções SEÇÃO PRIMÁRIA SEÇÃO SECUNDÁRIA Seção terciária Seção quaternária Seção quinária 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 67 Sumário automático no Word Como? - Selecione o indicativo de seção e o título e marque como SEÇÃO PRIMÁRIA, ou, SEÇÃO SECUNDÁRIA, ou, Seção terciária, ou, Seção quaternária, ou, Seção quinária. - Para marcar, no Word 2007, selecione o menu Referências e depois Sumário. Clique na opção Sumário Automático 1. 12/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 68 34

35 Sumário automático no Word 20/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 69 Sumário automático no Word 20/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 70 35

36 Sumário automático no Word Para acertar edite as margens e o alinhamento Caso seja necessária alguma alteração no decorrer do texto, o que fazer? Clique com o botão direito no Sumário gerado e clique em Atualizar campo Como? - Selecione o indicativo de seção e o título e marque como SEÇÃO PRIMÁRIA, ou, SEÇÃO SECUNDÁRIA, ou, Seção terciária, ou, Seção quaternária, ou, Seção quinária. - Para marcar, no Word 2007, selecione o menu Referências e depois Sumário. Clique na opção Sumário Automático 1. 20/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 71 Agradecemos! Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 20/04/11 Camila Cassiavilani Passos e Zaira Regina Zafalon 72 36

MANUAL PARA NUMERAÇÃO PROGRESSIVA DAS SEÇÕES DE UM DOCUMENTO

MANUAL PARA NUMERAÇÃO PROGRESSIVA DAS SEÇÕES DE UM DOCUMENTO MANUAL PARA NUMERAÇÃO PROGRESSIVA DAS SEÇÕES DE UM DOCUMENTO Biblioteca Paulo Freire ABNT NBR 6024:2012 Informação e documentação Numeração progressiva das seções de um documento - Apresentação Jaguariúna

Leia mais

ABNT NBR 6024 NORMA BRASILEIRA. Informação e documentação Numeração progressiva das seções de um documento Apresentação. Information and documentation

ABNT NBR 6024 NORMA BRASILEIRA. Informação e documentação Numeração progressiva das seções de um documento Apresentação. Information and documentation NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 6024 Segunda edição 01.02.2012 Válida a partir de 01.03.2012 Informação e documentação Numeração progressiva das seções de um documento Apresentação Information and documentation

Leia mais

BIBLIOTECA DA FATEC GARÇA NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARTIGO CIENTÍFICO

BIBLIOTECA DA FATEC GARÇA NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARTIGO CIENTÍFICO Faculdade de Tecnologia Dep. Júlio Julinho Marcondes de Moura BIBLIOTECA DA FATEC GARÇA NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARTIGO CIENTÍFICO GARÇA 2015 Sumário 1 ARTIGO CIENTÍFICO...

Leia mais

FKB Biblioteca Padre Lambert Prins Tutorial de formatação MS-Word Agary Veiga Graf CRB/8-3809

FKB Biblioteca Padre Lambert Prins Tutorial de formatação MS-Word Agary Veiga Graf CRB/8-3809 1 2 INTRODUÇÃO Tutorial é um programa ou texto, contendo ou não imagens, que ensina passo a passo, didaticamente, como um aplicativo funciona. Regra geral, a maioria dos educandos já conhece o Microsoft

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE NÚCLEO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NUCI/CCSA/UFS CURSO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE NÚCLEO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NUCI/CCSA/UFS CURSO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE NÚCLEO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NUCI/CCSA/UFS CURSO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO APRESENTAÇÃO GRÁFICA DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO I e II EM BIBLIOTECONOMIA

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Sistema integrado de Bibliotecas SIBI/PUCPR. Normalização de Trabalhos Acadêmicos. Formatação Word 2003

Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Sistema integrado de Bibliotecas SIBI/PUCPR. Normalização de Trabalhos Acadêmicos. Formatação Word 2003 Pontifícia Universidade Católica do Paraná Sistema integrado de Bibliotecas SIBI/PUCPR Normalização de Trabalhos Acadêmicos Formatação Word 2003 FONTE Utiliza-se folha branca, de formato A4 (210 X 297

Leia mais

CONSIDERAÇÕES GERAIS NORMAS DA ABNT

CONSIDERAÇÕES GERAIS NORMAS DA ABNT CONSIDERAÇÕES GERAIS NORMAS DA ABNT Aglaé de Lima Fierli Biblioteca Profª. Marcia Cristina dos Reis Núcleo de Apoio à Pesquisa e à Produção Acadêmica 2. ed. CONTEÚDO DESTE MATERIAL CONFIGURAÇÃO BÁSICA

Leia mais

CURSO DE... Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito. NOME DO AUTOR Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito

CURSO DE... Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito. NOME DO AUTOR Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito CURSO DE... NOME DO AUTOR TÍTULO: SUBTÍTULO MARINGÁ ANO NOME DO AUTOR TÍTULO: SUBTÍTULO Recuo de 7 cm, fonte 12, espaço simples Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Faculdade Metropolitana de Maringá

Leia mais

Nome do Aluno Completo. Título do trabalho Subtítulo do trabalho se houver

Nome do Aluno Completo. Título do trabalho Subtítulo do trabalho se houver Governo do Estado do Pará Universidade do Estado do Pará Campus XX - Castanhal Centro de Ciências XXXXX Nome do Aluno Completo Título do trabalho Subtítulo do trabalho se houver Castanhal 2014 Nome do

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Centro Tecnológico de Mecânica de Precisão SENAI Plínio Gilberto Kröeff

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Centro Tecnológico de Mecânica de Precisão SENAI Plínio Gilberto Kröeff SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Centro Tecnológico de Mecânica de Precisão SENAI Plínio Gilberto Kröeff ROTEIRO PARA NORMATIZAÇÃO DOS TRABALHOS DE PROJETO IV MÓDULO TÉCNICO MECÂNICA DE PRECISÃO

Leia mais

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE SUMÁRIO

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE SUMÁRIO MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE SUMÁRIO Biblioteca Paulo Freire ABNT NBR 6027:2012 Informação e documentação Sumário Apresentação Jaguariúna Sumário 1. Introdução 1 2. Objetivos 2 3. Definições 3 4. Localização

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. O relatório segue padrão ABNT (NBR 14724:2011), como descrito nos próximos itens:

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. O relatório segue padrão ABNT (NBR 14724:2011), como descrito nos próximos itens: NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Os professores e alunos participantes do Programa de Pesquisa e Iniciação Científica deverão apresentar Relatório Final referente às suas atividades,

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA

NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CÂMPUS JATAÍ CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA FLORESTAL NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA 1. Formatação geral Os textos devem ser digitados em cor preta, podendo utilizar

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL BIBLIOTECA CENTRAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL BIBLIOTECA CENTRAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL BIBLIOTECA CENTRAL Treinamento Sobre Uso da NBR 14724 da ABNT : apresentação de trabalhos acadêmicos Maria Amazilia Penna de Moraes Ferlini Bibliotecária-Documentalista

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE UNIÃO DA VITÓRIA - UNIUV CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MARIO DE SOUZA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS: MODELO TRABALHO COMPLETO

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE UNIÃO DA VITÓRIA - UNIUV CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MARIO DE SOUZA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS: MODELO TRABALHO COMPLETO - capa A capa é a proteção externa do trabalho, padronizada. CENTRO UNIVERSITÁRIO DE UNIÃO DA VITÓRIA - UNIUV Nome do curso TODO O TRABALHO: Os textos devem ser apresentados em papel branco (sem marca

Leia mais

FUNDAÇÃO PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS FUPAC REDE DE BIBLIOTECAS PAULO HENRIQUE MARQUES

FUNDAÇÃO PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS FUPAC REDE DE BIBLIOTECAS PAULO HENRIQUE MARQUES FUNDAÇÃO PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS FUPAC REDE DE BIBLIOTECAS PAULO HENRIQUE MARQUES TUTORIAL: FORMATANDO UM TRABALHO CIENTÍFICO NO WORD CONFORME A ABNT NBR 14724:2011 GOVERNADOR VALADARES 2017 SUMÁRIO

Leia mais

TÍTULO DO ARTIGO: Subtítulo do Artigo

TÍTULO DO ARTIGO: Subtítulo do Artigo TÍTULO DO ARTIGO: Subtítulo do Artigo Nome do autor(a) 1 Nome do(a) professor(a) orientador(a) 2 RESUMO Este modelo permite a visualização da estrutura geral de um artigo científico e apresenta orientações

Leia mais

NORMAS PARA FORMATAR TRABALHOS ACADÊMICOS

NORMAS PARA FORMATAR TRABALHOS ACADÊMICOS Faculdades Milton Campos (FMC) NORMAS PARA FORMATAR TRABALHOS ACADÊMICOS Texto organizado a partir das normas vigentes da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) Emilce Maria Diniz Bibliotecária

Leia mais

ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO O trabalho científico deverá ser organizado de acordo com a estrutura abaixo, NBR 14724/2006: capa; folha de rosto; verso da folha de rosto (ficha catalográfica)

Leia mais

2 SUMÁRIO LISTA DE FIGURAS... 3 INTRODUÇÃO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO INTRODUÇÃO ESTRUTURA BÁSICA DO RELATÓRIO

2 SUMÁRIO LISTA DE FIGURAS... 3 INTRODUÇÃO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO INTRODUÇÃO ESTRUTURA BÁSICA DO RELATÓRIO Colegiado do curso Bacharelado em Ciência da Computação Guia para Normalização de Relatórios de Estágio Supervisionado Uberlândia - MG 2002 2 SUMÁRIO LISTA DE FIGURAS... 3 INTRODUÇÃO... 4 1 RELATÓRIO DE

Leia mais

INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO A5 BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK

INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO A5 BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO A5 BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK ESCOPO Especifica os princípios gerais para a elaboração de teses e dissertações, visando apresentação

Leia mais

ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE 2010. NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Trabalhos acadêmicos: trabalho de conclusão de curso (TCC), trabalho de graduação interdisciplinar

Leia mais

NBR 14724:2011 INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS - APRESENTAÇÃO BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK

NBR 14724:2011 INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS - APRESENTAÇÃO BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK NBR 14724:2011 INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS - APRESENTAÇÃO BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK ESCOPO Especifica os princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos (teses,

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1,5 espaçamento entre as linhas CURSO XXXXXXXXXXXXXXX Fonte 14 Fonte 16 RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Colocado no centro da folha Nome do Estagiário Fonte 14 Fonte 14 ALMENARA 2012 Espaçamento simples

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS TÉCNICO-CIENTÍFICOS Versão 2

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS TÉCNICO-CIENTÍFICOS Versão 2 ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS TÉCNICO-CIENTÍFICOS Versão 2 Ivoti 2008 SUMÁRIO 1 ESTRUTURA... 02 1.1 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS...02 1.1.1 Capa...02 1.1.2 Lombada...03 1.1.3 Folha de rosto...03 1.1.4

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO?

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO? Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003 COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO? Título do artigo, centralizado. Maria da Silva Pereira* Maria Alves de Arruda** Nome(s) do(s) autor(es). RESUMO

Leia mais

NORMAS PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

NORMAS PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA NORMAS PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA O projeto gráfico é de responsabilidade do autor do

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE DISSERTAÇÃO (FORMATO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE MATEMÁTICA CURSO XXXXXXXX DISCIPLINA XXXXXX JOSÉ DA SILVA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE MATEMÁTICA CURSO XXXXXXXX DISCIPLINA XXXXXX JOSÉ DA SILVA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE MATEMÁTICA CURSO XXXXXXXX DISCIPLINA XXXXXX JOSÉ DA SILVA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS Regras gerais de apresentação: Formato: papel branco, no formato

Leia mais

Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais

Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais Seção Técnica de Referência e Atendimento ao Usuário e Documentação STRAUD bibl-refere@marilia.unesp.br Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais Maria Elisa V. Pickler Nicolino,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO

Leia mais

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm;

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm; Breve orientação para formatação das 6 (seis) primeiras páginas de teses e dissertações, condição obrigatória para que os textos sejam divulgados pela Biblioteca Digital. Em caso de dúvida, consulte o

Leia mais

MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO

MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE DOM LUIZ DE ORLEANS E BRAGANÇA COORDENAÇÃO GERAL DOS CURSOS MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO Ribeira do Pombal - BA ARTIGO CIENTÍFICO O artigo pode ser definido como discussão de temáticas científicas

Leia mais

NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DISSERTAÇÃO/TESE

NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DISSERTAÇÃO/TESE NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DISSERTAÇÃO/TESE Canoas, 2015 APRESENTAÇÃO A dissertação ou tese representa o trabalho final para a conclusão do curso de mestrado ou do doutorado. Ela encerra o planejamento,

Leia mais

Primeira Escrita DIRETRIZES PARA AUTOR(ES)

Primeira Escrita DIRETRIZES PARA AUTOR(ES) 170 DIRETRIZES PARA AUTOR(ES) Serão aceitos artigo, resenhas, poemas e contos que apresentem contribuição inédita, acrescentem saberes à área, não violem os direitos autorais e humanos e estejam em conformidade

Leia mais

ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE NORMAS PARA O ARTIGO CIENTÍFICO NA FACULDADE CEARENSE

ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE NORMAS PARA O ARTIGO CIENTÍFICO NA FACULDADE CEARENSE ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE NORMAS PARA O ARTIGO CIENTÍFICO NA FACULDADE CEARENSE FORTALEZA 2011 1 FACULDADE CEARENSE ARTIGO CIENTÍFICO 2 ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE Apresentação 4 Introdução

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO 1 Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL. FORMATAÇÃO GERAL Papel A; Fonte Arial; Espaçamento entre linha de,5 cm; Margens: a) margem esquerda:,0 cm b) margem direita:,5

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Curso de Medicina Veterinária NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURITIBA 2008 1 SUMÁRIO CURITIBA... 0 SUMÁRIO... 1 1. FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

Guia rápido ABNT NBR 6027:2012 Informação e documentação Sumário

Guia rápido ABNT NBR 6027:2012 Informação e documentação Sumário Guia rápido ABNT NBR 6027:2012 Informação e documentação Sumário O que é sumário? Enumeração das principais divisões de um documento, na mesma ordem em que a matéria nele se sucede; visa a facilitar a

Leia mais

Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular. Supervisionado. AGR Planejamento de Estágio Curricular. Supervisionado e TCC

Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular. Supervisionado. AGR Planejamento de Estágio Curricular. Supervisionado e TCC UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular Supervisionado AGR 5801 - Planejamento de Estágio

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA Rua Vinte, 1600. Bairro Tupã. CEP 38304-402, Ituiutaba / MG Em acordo com a ABNT NBR 14724:2011

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO

RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO Relata formalmente o progresso ou os resultados de uma investigação de pesquisa ou do desenvolvimento de um processo. Apresenta, sistematicamente, informação suficiente para

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO, PROPESP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO, PPGE

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO, PROPESP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO, PPGE NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO Este roteiro contém os requisitos obrigatórios, estabelecidos pelo Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Centro-Oeste,

Leia mais

Orientações para elaboração de relatório técnico-científico

Orientações para elaboração de relatório técnico-científico Orientações para elaboração de relatório técnico-científico SENAI, 2013. Trabalho elaborado pelo CFP 5.12 para a unidade curricular Projetos do Curso Técnico em Eletromecânica. Elaboração Renata de Fátima

Leia mais

Elaboração de Monografia. Elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais

Elaboração de Monografia. Elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais Os trabalhos de conclusão de curso de graduação e pós-graduação (especialização) conhecidos como (TCC) constituem uma etapa fundamental para a formação do estudante. O aluno apresenta um trabalho abordando

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO

RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO CURSOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, TURISMO E DE PÓS-GRADUAÇÃO Maria Paulina Gomes DE RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO Faculdades Integradas Hélio Alonso Cursos de Comunicação Social, Turismo e de Pós-Graduação

Leia mais

(Publicações da Biblioteca; 2) ORGANIZAÇÃO. Maria Consuelene Marques Maurinete dos Santos Weber Vasconcellos Gomes

(Publicações da Biblioteca; 2) ORGANIZAÇÃO. Maria Consuelene Marques Maurinete dos Santos Weber Vasconcellos Gomes 1 (Publicações da Biblioteca; 2) ORGANIZAÇÃO Maria Consuelene Marques Maurinete dos Santos Weber Vasconcellos Gomes 4ª edição Revisto e atualizado de acordo com a NBR 14724/2011 Brasília 2011 2 APRESENTAÇÃO

Leia mais

NORMA PARA APRESENTAÇÃO DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM METODOLOGIA DE PROJETO UEM/UEL

NORMA PARA APRESENTAÇÃO DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM METODOLOGIA DE PROJETO UEM/UEL NORMA PARA APRESENTAÇÃO DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM METODOLOGIA DE PROJETO UEM/UEL 1. INTRODUÇÃO Este documento apresenta os requisitos obrigatórios para a apresentação

Leia mais

TFG I E II FORMATAÇÃO

TFG I E II FORMATAÇÃO TFG I E II FORMATAÇÃO Segundo Pedro Augusto Furasté NOVA ABNT TAMANHO DAS FOLHAS Folhas formato A4, ou seja, com 297mm x 210 mm (29,7 cm x 21 cm) formato A4, ou seja, com 297mm x 210 mm (29,7 cm x 21 cm)

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

ORIENTAÇÃO PARA FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Campus de Guaratinguetá Biblioteca Prof. Carlos Alberto de Buarque Borges" ORIENTAÇÃO PARA FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Guaratinguetá 2016 centralizado

Leia mais

1. RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

1. RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1. RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO O relatório de estágio supervisionado tem como desenvolver e avaliar o aluno em: Nível de conhecimento; Organização; Sistematização de pensamentos; Habilidade de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 2 TCC2 Direção da Escola de Arquivologia Coordenação

Leia mais

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE TESE PARA CONCURSO DE PROFESSOR TITULAR

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE TESE PARA CONCURSO DE PROFESSOR TITULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO GERAL E APLICADA DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE TESE PARA CONCURSO DE PROFESSOR TITULAR CURITIBA 2011 Sumário

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA - PMVR FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE VOLTA REDONDA - FEVRE COLÉGIO GETULIO VARGAS - CGV. Fulano da Silva Sousa Campos

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA - PMVR FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE VOLTA REDONDA - FEVRE COLÉGIO GETULIO VARGAS - CGV. Fulano da Silva Sousa Campos PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA - PMVR FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE VOLTA REDONDA - FEVRE COLÉGIO GETULIO VARGAS - CGV Fulano da Silva Sousa Campos Nome do (s) autor (s). Se tiver mais de um autor, inserir

Leia mais

Certificates Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Certificates Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Certificates Insper Instituto de Ensino e Certificate in Business Administration CBA Certificate in Financial Management CFM Certificate in Marketing Management CMM NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DO TRABALHO

Leia mais

Modelo para elaboração e formatação de artigos para Boletim Científico

Modelo para elaboração e formatação de artigos para Boletim Científico Modelo para elaboração e formatação de artigos para Boletim Científico Nome (s) do (s) autor (es) *, Nome (s) do (s) autor (es) ** * Instituição afiliada ** Instituição afiliada E-mail (s) Resumo O texto

Leia mais

Bibliográfica: Levantamento de informações impressas e eletrônicas de obras publicadas sobre um tema; De campo: A partir da coleta de dados in

Bibliográfica: Levantamento de informações impressas e eletrônicas de obras publicadas sobre um tema; De campo: A partir da coleta de dados in A pesquisa científica faz parte da vida acadêmica do aluno exigindo que o pesquisador, através de seu trabalho, proponha formas de superar o conhecimento existente até o momento sobre determinado assunto.

Leia mais

ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO

ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO MARINGÁ 2016 ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO Elaborado por: Carmen Torresan * MARINGÁ 2016 Bibliotecária / CRB9

Leia mais

TÍTULO EM CAIXA ALTA CENTRALIZADO NEGRITO (12 ARIAL)

TÍTULO EM CAIXA ALTA CENTRALIZADO NEGRITO (12 ARIAL) UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS CÂMPUS SÃO LUÍS DE MONTES BELOS, GO PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL MESTRADO PROFISSIONAL SEMINÁRIOS APLICADOS TÍTULO EM CAIXA ALTA CENTRALIZADO NEGRITO

Leia mais

Normas técnicas de redação de dissertação e tese do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal da Universidade Federal do Maranhão

Normas técnicas de redação de dissertação e tese do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal da Universidade Federal do Maranhão Normas técnicas de redação de dissertação e tese do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal da Universidade Federal do Maranhão A Dissertação de Mestrado e Tese de Doutorado deverá ser obrigatoriamente,

Leia mais

Titulo do artigo em português Titulo do artigo em português Titulo do artigo em português Titulo do artigo em português

Titulo do artigo em português Titulo do artigo em português Titulo do artigo em português Titulo do artigo em português Titulo do artigo em português Titulo do artigo em português Titulo do artigo em português Titulo do artigo em português Autor 1 1,2, Autor 2 1,2, Autor 3 2 1 Universidade Santa Cecília (UNISANTA), Santos-SP,

Leia mais

(Publicações da Biblioteca; 2) ORGANIZAÇÃO. Weber Vasconcellos Gomes Maria Consuelene Marques Maurinete dos Santos

(Publicações da Biblioteca; 2) ORGANIZAÇÃO. Weber Vasconcellos Gomes Maria Consuelene Marques Maurinete dos Santos (Publicações da Biblioteca; 2) ORGANIZAÇÃO Weber Vasconcellos Gomes Maria Consuelene Marques Maurinete dos Santos Revisto e atualizado de acordo com a NBR 14724/2011 Brasília 2011 1 APRESENTAÇÃO De acordo

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1- Orientações gerais; 2- Estrutura de TCC (monografia); 3- Estrutura de TCC (artigo); 4- Anexo 01: modelo de capa de TCC 1 Orientações Gerais:

Leia mais

NORMAS DA ABNT PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

NORMAS DA ABNT PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS NORMAS DA ABNT PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS 1 SUMÁRIO Guia para apresentação do trabalho acadêmico...2 Guia para padronização de Citações...11 Guia para elaboração de Referências...16 2 Guia

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO

NORMAS PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Instituto de Tecnologia Departamento de Tecnologia de Alimentos Curso de Engenharia de Alimentos IT 226 Estágio Supervisionado NORMAS PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (fonte 14, espaço entre linhas de 1,5)

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (fonte 14, espaço entre linhas de 1,5) 1 Modelo de capa FACULDADE ZACARIAS DE GÓES (Espaço duplo, fonte 14) CLAUDIA REGINA ARAUJO RIOS COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (fonte 14, espaço entre linhas de 1,5) Valença BA 2010 (espaço simples,

Leia mais

Aula 1-2. Normas da ABNT

Aula 1-2. Normas da ABNT Aula 1-2 Normas da ABNT Plano da aula Necessidade das normas Normas: apresentação Normas: estruturação Normas: menção de autoria Normas: referências bibliográficas Fontes consultadas SOUZA, Maria B. M.

Leia mais

Trabalhos Acadêmicos ABNT-NBR 14724:2002. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Trabalhos Acadêmicos ABNT-NBR 14724:2002. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Trabalhos Acadêmicos ABNT-NBR 14724:2002 Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Normalização Documentária Referências. Citações em documentos. Trabalhos Acadêmicos. Associação Brasileira de Normas Técnicas

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DOM BOSCO PROGRAMA DE MESTRADO EM BIOTECNOLOGIA

UNIVERSIDADE CATÓLICA DOM BOSCO PROGRAMA DE MESTRADO EM BIOTECNOLOGIA NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO Esta Circular apresenta os requisitos estabelecidos pela coordenação do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Mestrado Acadêmico, de uso

Leia mais

ELEMENTOS DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ELEMENTOS DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO ELEMENTOS DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1 ELEMENTOS PRELIMINARES: CAPA: É a proteção externa do documento, portanto o material usado deve ser resistente ao manuseio. Permitem-se cores, fotos e

Leia mais

LISTA DE ABREVIATURAS, SIGLAS E SÍMBOLOS

LISTA DE ABREVIATURAS, SIGLAS E SÍMBOLOS A identificação das ilustrações é feita na parte inferior, precedida da palavra designativa seguida de seu número de ordem de ocorrência no texto, em algarismos arábicos, e do respectivo título e/ou legenda

Leia mais

FACULDADES ITECNE DE CASCAVEL. NOME(s) AUTOR(es)

FACULDADES ITECNE DE CASCAVEL. NOME(s) AUTOR(es) FACULDADES ITECNE DE CASCAVEL NOME(s) AUTOR(es) Capa: Fonte Arial Tamanho 14 Centralizado Letras MAIÚSCULAS Com negrito ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIA CIDADE ANO NOME(s) AUTOR(es) Folha de Rosto:

Leia mais

NORMAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ESCOLARES

NORMAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ESCOLARES NORMAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ESCOLARES SÃO JOSÉ DOS QUATRO MARCOS, 2013. NORMAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS Este Manual objetiva padronizar a elaboração dos trabalhos escolares

Leia mais

MODELO PARA A ELABORAÇÃO DE RESUMOS

MODELO PARA A ELABORAÇÃO DE RESUMOS MODELO PARA A ELABORAÇÃO DE RESUMOS INSERIR O TÍTULO (Times New Roman, 12, centralizado, em maiúsculas, negrito). Inserir autores abaixo do título e ao lado direito; iniciar pelo sobrenome em letra maiúscula

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS - CELER FACULDADES

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS - CELER FACULDADES NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS - CELER FACULDADES Os artigos, cuja extensão será entre 15 e 20 páginas (incluindo títulos, resumos, tabelas, figuras, mapas e referências), deverão ser redigidos

Leia mais

NORMAS BÁSICAS E PADRÕES PARA A ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO

NORMAS BÁSICAS E PADRÕES PARA A ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MEC SETEC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO CAMPUS ITUIUTABA DEPARTAMENTO DE ENSINO CURSO TÉCNICO DE NIVEL MÉDIO EM ----------------------------

Leia mais

PIM IV. Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

PIM IV. Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Propor a aplicação dos conhecimentos adquiridos nas disciplinas do semestre na

Leia mais

INSTITUTO EDUCACIONAL [1] DE TEOLOGIA EVANGÉLICA

INSTITUTO EDUCACIONAL [1] DE TEOLOGIA EVANGÉLICA INSTITUTO EDUCACIONAL [1] DE TEOLOGIA EVANGÉLICA TÍTULO DA MONOGRAFIA: subtítulo NOME DO ALUNO VITÓRIA DA CONQUISTA - BA 2014 1 - OBS: PARA UMA MAIOR COMPREENSÃO DE COMO ELABORAR UMA MONOGRAFIA (TCC),

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DOM BOSCO PROGRAMA STRICTO SENSU EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS E SUSTENTABILIDADE AGROPECUÁRIA

UNIVERSIDADE CATÓLICA DOM BOSCO PROGRAMA STRICTO SENSU EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS E SUSTENTABILIDADE AGROPECUÁRIA NORMAS PARA MESTRADO - VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO Esta Circular apresenta os requisitos estabelecidos pela coordenação do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências Ambientais e Sustentabilidade

Leia mais

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO MONOGRAFIA TCC FORMATO DE MONOGRAFIA

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO MONOGRAFIA TCC FORMATO DE MONOGRAFIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO MONOGRAFIA TCC FORMATO DE MONOGRAFIA Os Trabalhos de Conclusão de Curso, no formato de Monografia, de acordo com a ABNT (NBR 14724/2005), obedecem a uma estrutura que se

Leia mais

Apêndice C - Normas para a Dissertação do Curso de Mestrado Profissional

Apêndice C - Normas para a Dissertação do Curso de Mestrado Profissional FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA CAMPUS DE JI-PARANÁ DEPARTAMENTO DE FÍSICA DE JI-PARANÁ DEFIJI Normas para a Dissertação do Curso de Mestrado Profissional em Ensino de Física CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES

Leia mais

NORMAS PARA TRABALHO DE PESQUISA

NORMAS PARA TRABALHO DE PESQUISA NORMAS PARA TRABALHO DE PESQUISA Os trabalhos acadêmicos serão Capa; Folha de rosto; Introdução; Desenvolvimento Conclusão; Bibliografia. constituídos de: Capa Considerada proteção externa, a capa, deve

Leia mais

MANUAL MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS DA UDESC (PADRÃO ABNT): TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO E RELATÓRIO DE ESTÁGIO

MANUAL MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS DA UDESC (PADRÃO ABNT): TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO E RELATÓRIO DE ESTÁGIO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA DA UDESC - BU SETOR DE REFERÊNCIA MANUAL MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS DA UDESC (PADRÃO ABNT): TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

REVISTA DOS CURSOS DE NUTIÇÃO, FARMÁCIA, FISIOTERAPIA, NUTRIÇÃO, ODONTOLOGIA E ENFERMAGEM

REVISTA DOS CURSOS DE NUTIÇÃO, FARMÁCIA, FISIOTERAPIA, NUTRIÇÃO, ODONTOLOGIA E ENFERMAGEM REVISTA DOS CURSOS DE NUTIÇÃO, FARMÁCIA, FISIOTERAPIA, NUTRIÇÃO, ODONTOLOGIA E ENFERMAGEM INSTRUÇÕES AOS AUTORES 1 GERAIS: Originais: Os artigos devem ser enviados exclusivamente por meio eletrônico para

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR RIOGRANDENSE CURSO DE GRADUAÇÃO EM.. NOME DO(A) ACADÊMICO(A) TÍTULO CENTRALIZADO CIDADE (UF) ANO 1

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR RIOGRANDENSE CURSO DE GRADUAÇÃO EM.. NOME DO(A) ACADÊMICO(A) TÍTULO CENTRALIZADO CIDADE (UF) ANO 1 CENTRO DE ENSINO SUPERIOR RIOGRANDENSE CURSO DE GRADUAÇÃO EM.. NOME DO(A) ACADÊMICO(A) TÍTULO CENTRALIZADO. CIDADE (UF) ANO 1 NOME DO(A) ACADÊMICO(A) TÍTULO CENTRALIZADO Relatório de Atividade apresentada

Leia mais

NBR 14724:2002 APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

NBR 14724:2002 APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS NBR 14724:2002 APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS 1 OBJETIVO Esta Norma estabelece os princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos (teses, dissertações e outros), visando sua apresentação

Leia mais

Linux Educacional 3.0 BrOffice Writer Adaptação para o ensino Escolar (Ensino Fundamental e Médio)

Linux Educacional 3.0 BrOffice Writer Adaptação para o ensino Escolar (Ensino Fundamental e Médio) Linux Educacional 3.0 BrOffice Writer Adaptação para o ensino Escolar (Ensino Fundamental e Médio) Formatação Aspectos fundamentais (ABNT): Margens (Superior e Esquerda: 3cm/ Inferior e Direita: 2cm) Fonte

Leia mais

UNIFAVIP DeVry CENTRO UNIVERSITÁRIO DO VALE DO IPOJUCA COORDENAÇÃO DE XXXXXXXXXXXX CURSO DE XXXXXXXXXXXXXXXX. Nome do Autor

UNIFAVIP DeVry CENTRO UNIVERSITÁRIO DO VALE DO IPOJUCA COORDENAÇÃO DE XXXXXXXXXXXX CURSO DE XXXXXXXXXXXXXXXX. Nome do Autor Margem Superior e esquerda (3,0 cm) UNIFAVIP DeVry CENTRO UNIVERSITÁRIO DO VALE DO IPOJUCA COORDENAÇÃO DE XXXXXXXXXXXX CURSO DE XXXXXXXXXXXXXXXX CABEÇALHO Letra Times ou Arial Negrito tamanho 12. Espaçamento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA INDUSTRIAL NOME DO ALUNO CAPA (ELEMENTO OBRIGATÓRIO)

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA INDUSTRIAL NOME DO ALUNO CAPA (ELEMENTO OBRIGATÓRIO) UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA INDUSTRIAL NOME DO ALUNO CAPA (ELEMENTO OBRIGATÓRIO) TÍTULO: SUBTÍTULO RECIFE 2012 NOME DO ALUNO FOLHA DE

Leia mais

Guia para formatação de Teses e Dissertações do programa de Pós Graduação em Zootecnia (PPGZ)

Guia para formatação de Teses e Dissertações do programa de Pós Graduação em Zootecnia (PPGZ) UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA Guia para formatação de Teses e Dissertações do programa de Pós Graduação em Zootecnia (PPGZ) APRESENTAÇÃO Estas normas têm por finalidade

Leia mais

Elementos para apresentação de trabalho acadêmico

Elementos para apresentação de trabalho acadêmico Elementos para apresentação de trabalho acadêmico 2014 Escola SENAI João Martins Coube CFP 7.01 Núcleo de Informação Tecnológica e Inovação - NITI Bibliotecária: Cláudia Rodrigues Ottaiano Fone (14) 3104-3813

Leia mais

COORDENAÇÃO ACADÊMICA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO TIPO ARTIGO CIENTÍFICO

COORDENAÇÃO ACADÊMICA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO TIPO ARTIGO CIENTÍFICO COORDENAÇÃO ACADÊMICA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO TIPO ARTIGO CIENTÍFICO SÃO LUÍS 2013 COORDENAÇÃO ACADÊMICA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO

Leia mais

FACULDADE SANTA RITA DE CHAPECÓ CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS NOME DO(A) ACADÊMICO(A) TÍTULO CENTRALIZADO

FACULDADE SANTA RITA DE CHAPECÓ CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS NOME DO(A) ACADÊMICO(A) TÍTULO CENTRALIZADO 3cm 3cm FACULDADE SANTA RITA DE CHAPECÓ CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2cm NOME DO(A) ACADÊMICO(A) TÍTULO CENTRALIZADO Observação 1: Letra/fonte (Times New Roman ou Arial), maiúsculas, tamanho

Leia mais

EXEMPLO COM AS PRINCIPAIS NORMAS ABNT PARA AS APRESENTAÇÕES / ENTREGAS DE TRABALHOS

EXEMPLO COM AS PRINCIPAIS NORMAS ABNT PARA AS APRESENTAÇÕES / ENTREGAS DE TRABALHOS EXEMPLO COM AS PRINCIPAIS NORMAS ABNT PARA AS APRESENTAÇÕES / ENTREGAS DE TRABALHOS AMERICANA 2016 INSTITUTO METROPOLITAN CURSO CABEÇALHO: Tamanho: 14 Negrito Alinhamento: Centralizado TÍTULO DO TRABALHO:

Leia mais

Nome Completo do Aluno Sem Abreviar Nome Completo do Aluno Sem Abreviar Nome Completo do Aluno Sem Abreviar TÍTULO DO ARTIGO: SUBTÍTULO SE HOUVER

Nome Completo do Aluno Sem Abreviar Nome Completo do Aluno Sem Abreviar Nome Completo do Aluno Sem Abreviar TÍTULO DO ARTIGO: SUBTÍTULO SE HOUVER Nome Completo do Aluno Sem Abreviar Nome Completo do Aluno Sem Abreviar Nome Completo do Aluno Sem Abreviar TÍTULO DO ARTIGO: SUBTÍTULO SE HOUVER Faculdade de Araçatuba - FAAR Araçatuba-SP 2016 Nome Completo

Leia mais

MODALIDADES DE SUBMISSÃO DE TEXTOS:

MODALIDADES DE SUBMISSÃO DE TEXTOS: NORMAS PARA ENVIO DOS TRABALHOS MODALIDADES DE SUBMISSÃO DE TEXTOS: 1. RESUMO: Os trabalhos para apresentação nessa modalidade deverão conter de 900 a 1000 caracteres sem espaço, incluindo-se três palavras

Leia mais

Formatação do trabalho

Formatação do trabalho Normas da ABNT NBR 6023 Referências (2002) NBR 6024 Numeração progressiva (2012) NBR 6027 Sumários (2012) NBR 6028 Resumos (2003) NBR 10520 Citações (2002) NBR 14724 Apresentação de trabalhos (2011) Formatação

Leia mais

Manual para elaboração de artigos

Manual para elaboração de artigos 1 Manual para elaboração de artigos ESTRELA 2016 2 APRESENTAÇÃO Este documento visa auxiliar os estudantes da Faculdade La Salle Estrela na elaboração de artigos, apresentando as regras dispostas nas normas

Leia mais

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO DE ACORDO COM AS NORMAS DE DOCUMENTAÇÃO DA ABNT: INFORMAÇÕES BÁSICAS FACULDADE ALDETE MARIA ALVES - FAMA

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO DE ACORDO COM AS NORMAS DE DOCUMENTAÇÃO DA ABNT: INFORMAÇÕES BÁSICAS FACULDADE ALDETE MARIA ALVES - FAMA MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO DE ACORDO COM AS NORMAS DE DOCUMENTAÇÃO DA ABNT: INFORMAÇÕES BÁSICAS FACULDADE ALDETE MARIA ALVES - FAMA PRESIDENTE Eva Dias de Freitas DIRETORA ACADÊMICA

Leia mais