Obrigações Acessórias Hipóteses e limites. Efeitos do descumprimento.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Obrigações Acessórias Hipóteses e limites. Efeitos do descumprimento."

Transcrição

1 Simples Nacional em Debate Obrigações Acessórias Hipóteses e limites. Efeitos do descumprimento. Patrícia Lenz Koinaski Porto Alegre, 1º/10/2007

2 INSCRIÇÃO, OPÇÃO E CADASTRO Obrigação de inscrição nos entes federados, separadamente, exceto Cadastro Sincronizado Opção no sítio do Simples Nacional da RFB início de atividades - somente após o deferimento das inscrições até 10 dias até o último dia útil janeiro de cada ano Entes federativos validam a opção mediante verificação da inscrição

3 INSCRIÇÃO, OPÇÃO E CADASTRO Cadastro do Simples base nos sistemas da RFB Classificação Simples Nacional não distingue ME ou EPP ou Empreendedor Individual Registro na Junta Comercial IN 104/07 (DNRC) Cadastro estadual e municipal - ME, EPP, empreendedor individual Cadastro Sincronizado

4 DOCUMENTOS FISCAIS Nota Fiscal, documento fiscal relativo à prestação de serviço de transporte de cargas, Nota Fiscal de Serviços Inclusive por meio eletrônico É vedado o destaque do ICMS no documento fiscal inutilização dos campos destinados ao débito, por qualquer meio gráfico indelével ST destaque da BC e do imposto nos campos próprios

5 DOCUMENTOS FISCAIS Mensagem: DOCUMENTO EMITIDO POR ME OU EPP OPTANTE PELO SIMPLES NACIONAL ; e NÃO GERA DIREITO A CRÉDITO FISCAL DE ICMS, DE ISS E DE IPI. Devolução regras próprias (BC, imposto destacado, NF aquisição) ECF - Legislações dos Entes Federados

6 LIVROS FISCAIS Livro Caixa Livro Registro de Inventário - ICMS Livro Registro de Entradas - ICMS Livro Registro dos Serviços Prestados - ISS Livro Registro dos Serviços Tomados - ISS Livro de Registro de Entrada e Saída de Selo de Controle - IPI

7 LIVROS FISCAIS Livro Registro de Impressão e Documentos Fiscais Livro específicos para combustíveis Livro Registro de Veículos Livros poderão ser dispensados pelos Entes, exceto o Caixa Livro RUDFTO - sistema centralizado de ocorrências fiscais e lançamento do Simples Nacional

8 DECLARAÇÕES Declaração única anual simplificada entregue à Receita Federal do Brasil em desenvolvimento pela RFB entrega até 31/03 em estudo pelo CGSN - dados 2007 até 31/05 base informações prestadas no aplicativo de cálculo: RBAA, RBA por estabelecimento, segregação,... extinção, cisão, fusão, incorporação, exclusão último dia do mês subseqüente exceção 2007

9 DECLARAÇÕES Declaração única anual simplificada entregue à RFB Internet retificação sem autorização, ressalva art. 138 do CTN utilizada para cálculo IPM IPM em estudo pelo CGSN outras informações declaração anual retrocesso para grande maioria dos Estados implica lançamento automático anual

10 DECLARAÇÕES Possibilidade de exigir informações relativas a terceiros, independentemente da declaração única Tributos recolhidos fora do Simples (art. 13, 1º da LC 123) entes federados poderão exigir outras informações e declarações Declaração Eletrônica de Serviços escrituração mensal dos documentos fiscais dispensa dos livros

11 EMPREENDEDOR INDIVIDUAL Receita bruta acumulada no ano de até R$ ,00 Opção Nota Fiscal avulsa Estados ou Municípios Registro de Vendas ou Escrituração Fiscal Simplificada depende de regulamentação dos entes dispensa da emissão de NF Regras a serem definidas pela UF Dispensado de livros

12 OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS Entes federativos poderão exigir emissão de documentos fiscais por meio eletrônico ou recepção eletrônica de informações (Sintegra) permite acompanhamento mensal verificar cadastro de outros Estados CGSN poderá estabelecer outras obrigações, desde que nacionalmente uniformes

13 OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS Art. 13, 1º da LC impostos ou contribuições não recolhidos na forma do Simples obrigações acessórias aplicáveis aos demais contribuintes Obrigatoriedade de comunicação da exclusão do Simples (quando ocorrer hipótese de vedação) Exclusão volta ao regime normal a partir efeitos da exclusão início atividade RBA> limite proporcional para o anocalendário + 20% - efeitos a partir início atividade

14 DESCUMPRIMENTO Multas definida pela LC 123 falta de comunicação da exclusão 10% total dos impostos e contribuições, não inferior a R$ 500,00 não entrega da declaração anual: 2% ao mês limitada a 20% entrega com incorreção ou omissão: R$ 100,00 para cada 10 informações incorretas ou omitidas redução de 50% se entregue antes da fiscalização redução de 25% se entregue no prazo intimação

15 DESCUMPRIMENTO Demais infrações - aplicação da legislação de cada ente federativo Obrigação principal legislação do IR Utilização modelos auto infração próprios Obrigação principal lançamento todos os tributos modelo único sistema nacional

16 FIM

ANO XXV ª SEMANA DE MAIO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 18/2014

ANO XXV ª SEMANA DE MAIO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 18/2014 ANO XXV - 2014-1ª SEMANA DE MAIO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 18/2014 IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA DIPJ 2014 - PESSOAS JURÍDICAS E EQUIPARADAS - DISPOSIÇÕES GERAIS... Pág. 276 SIMPLES NACIONAL DASN-SIMEI

Leia mais

Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais SEF/MG. Subsecretaria da Receita Estadual - SRE. Superintendência de Tributação - SUTRI

Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais SEF/MG. Subsecretaria da Receita Estadual - SRE. Superintendência de Tributação - SUTRI Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais SEF/MG Subsecretaria da Receita Estadual - SRE Superintendência de Tributação - SUTRI ALTERAÇÕES NO SIMPLES NACIONAL E AS IMPLICAÇÕES NO ÂMBITO ESTADUAL

Leia mais

67. As ME e EPP, optantes ou não pelo Simples Nacional, podem emitir que tipo de nota fiscal?

67. As ME e EPP, optantes ou não pelo Simples Nacional, podem emitir que tipo de nota fiscal? OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS 67. As ME e EPP, optantes ou não pelo Simples Nacional, podem emitir que tipo de nota fiscal? Nas operações de vendas a contribuinte, a Nota Fiscal, modelos 1 e 1-A ou a Nota Fiscal

Leia mais

RESOLUÇÃO CGSN Nº 60, DE 22 DE JUNHO DE 2009

RESOLUÇÃO CGSN Nº 60, DE 22 DE JUNHO DE 2009 DOU 24.06.2009 RESOLUÇÃO CGSN Nº 60, DE 22 DE JUNHO DE 2009 Altera as Resoluções CGSN n 4, de 30 de maio de 2007, n 10, de 28 de junho de 2007, n 18, de 10 de agosto de 2007, n 51, de 22 de dezembro de

Leia mais

Objetivos e Módulos do SPED. Dulcineia L. D. Santos

Objetivos e Módulos do SPED. Dulcineia L. D. Santos Objetivos e Módulos do SPED Dulcineia L. D. Santos Sistema Público de Escrituração Digital SPED Decreto n. 6.022, de 22/01/2007 Objetivos do SPED: unificar as atividades de recepção, validação, armazenamento

Leia mais

Caso não consiga visualizar este , acesse o link: 0231/11

Caso não consiga visualizar este  , acesse o link:  0231/11 Página 1 de 5 Caso não consiga visualizar este e-mail, acesse o link: 0231/11 05/12/2011 SIMPLES NACIONAL - CONSOLIDAÇÃO DAS NORMAS E REGULAMENTAÇÃO DA LC 139/2011 Senhor Presidente, No dia 1º de dezembro

Leia mais

III SEMINÁRIO NACIONAL DO SIMPLES NACIONAL

III SEMINÁRIO NACIONAL DO SIMPLES NACIONAL III SEMINÁRIO NACIONAL DO SIMPLES NACIONAL Fiscalização e Obrigações Acessórias MIRIAM FEUERHARMEL SILVA Florianópolis, 10 e 11 de agosto de 2010 LEGISLAÇÃO APLICADA LC 123/2006 e alterações Resolução

Leia mais

DSPJ INATIVA Regras para Apresentação. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 15/01/2013. Sumário:

DSPJ INATIVA Regras para Apresentação. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 15/01/2013. Sumário: DSPJ INATIVA 2013 - Regras para Apresentação Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 15/01/2013. Sumário: 1 - INTRODUÇÃO 2 - OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO 3 - ENTREGA DA DECLARAÇÃO 3.1 -

Leia mais

Escrituração fiscal das escolas no Simples Nacional

Escrituração fiscal das escolas no Simples Nacional Diogo José Mendes Tenório Auditor Fiscal de Tributos Municipais Escrituração fiscal das escolas no Simples Nacional Conforme: Lei Complementar 123/2006; Resolução do CGSN nº 94/2011 O que será abordado?

Leia mais

Simples Nacional. Salvador, 19/08/2010

Simples Nacional. Salvador, 19/08/2010 Simples Nacional Salvador, 19/08/2010 Cálculo do Valor Devido PGDAS. Opção pelo Regime de Reconhecimento de Receitas. Segregar por Estabelecimento. Segregar cada Estabelecimento por anexo. Especificidades

Leia mais

Autuação e Contencioso no Simples Nacional Questões Controversas. Satie Kimura Escritório Regional do SN de São Paulo

Autuação e Contencioso no Simples Nacional Questões Controversas. Satie Kimura Escritório Regional do SN de São Paulo Autuação e Contencioso no Simples Nacional Questões Controversas Satie Kimura Escritório Regional do SN de São Paulo Autuação e Contencioso no SN Questões Controversas SEFISC => NOVOS TEMPOS NO SN CONTROVERSAS

Leia mais

ANO XXVII ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 26/2016

ANO XXVII ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 26/2016 ANO XXVII - 2016-4ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 26/2016 IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA DECLARAÇÃO SOBRE A OPÇÃO DE TRIBUTAÇÃO DE PLANOS PREVIDENCIÁRIOS DPREV 2016 INFORMAÇÕES GERAIS...

Leia mais

CIRCULAR Nº 13/2012. Ref.: SISCOSERV Informações de transações efetuadas por residentes no Brasil e no exterior. São Paulo, 12 de setembro de 2012.

CIRCULAR Nº 13/2012. Ref.: SISCOSERV Informações de transações efetuadas por residentes no Brasil e no exterior. São Paulo, 12 de setembro de 2012. São Paulo, 12 de setembro de 2012. CIRCULAR Nº 13/2012 Prezado Cliente, Ref.: SISCOSERV Informações de transações efetuadas por residentes no Brasil e no exterior A Lei nº 12.546/2011 instituiu a obrigação

Leia mais

NOVIDADES E PRINCIPAIS DÚVIDAS

NOVIDADES E PRINCIPAIS DÚVIDAS NOVIDADES E PRINCIPAIS DÚVIDAS NOVIDADES - PORTAL NOVO PORTAL (07/2012) NOVIDADES - LEGISLAÇÃO Legislação: LC 139/2011 (14/12/2011) alterações na 123/2006. Resolução CGSN 94/2011 (29/11/2011) efeitos a

Leia mais

Pergunte à CPA Decreto /2015

Pergunte à CPA Decreto /2015 Pergunte à CPA Decreto 61.084/2015 Alterações no artigo 132-A: Artigo 132-A - Ressalvado o disposto no artigo 132, nas demais hipóteses previstas na legislação, tais como não-obrigatoriedade de uso de

Leia mais

AGENDA TRIBUTÁRIA PAULISTA: FEVEREIRO DE COM. CAT Nº 2, DE 26/01/2017

AGENDA TRIBUTÁRIA PAULISTA: FEVEREIRO DE COM. CAT Nº 2, DE 26/01/2017 AGENDA TRIBUTÁRIA PAULISTA: FEVEREIRO DE 2017 - COM. CAT Nº 2, DE 26/01/2017 Declara as datas fixadas para cumprimento das obrigações principais e acessórias do mês de fevereiro de 2017. O Coordenador

Leia mais

Apresentação. Aluisio de Andrade Lima Neto

Apresentação. Aluisio de Andrade Lima Neto Apresentação Esta obra objetiva a preparação de candidatos ao cargo de Auditor Fiscal do Tesouro Estadual da Secretaria da Fazenda do Estado de Pernambuco. Procuramos nesta obra abordar os três impostos

Leia mais

Índice O Que é ISS Digital?

Índice O Que é ISS Digital? Índice O Que é ISS Digital? 1.0 Cadastro de Empresas Contribuintes 1.1 Cadastro On-line de Prestadores 1.2 Consulta ao CEC (ConCEC) 1.3 Empresas de Fora do Município 1.4 Consulta ao CEF (ConCEF) 1.5 Tomadores:

Leia mais

Orientação para escrituração e emissão de Documentos Fiscais de Entrada / Saída, Devoluções, Cadastro de Produtos.

Orientação para escrituração e emissão de Documentos Fiscais de Entrada / Saída, Devoluções, Cadastro de Produtos. Orientação para escrituração e emissão de Documentos Fiscais de Entrada / Saída, Devoluções, Cadastro de Produtos. Simples Nacional Senhores empresários, deverão ser escriturados todos os Documentos Fiscais

Leia mais

Cape contabilidade DCTF

Cape contabilidade DCTF DCTF (Fatos geradores ocorridos a partir de 2011) 1. O QUE DEVE SER DECLARADO Através da Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF), o contribuinte prestará informações relativas aos

Leia mais

Slide 1 O CRUZAMENTO DE INFORMAÇÕES FISCAIS ATRAVÉS DAS OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS. Slide 2. Slide 3 DADOS DISPONÍVEIS AO FISCO

Slide 1 O CRUZAMENTO DE INFORMAÇÕES FISCAIS ATRAVÉS DAS OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS. Slide 2. Slide 3 DADOS DISPONÍVEIS AO FISCO Slide 1 O CRUZAMENTO DE INFORMAÇÕES FISCAIS ATRAVÉS DAS OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS Nilson José Goedert Contador 2016 Slide 2 Obrigações Federais para Pessoas Jurídicas em Geral: 1. SPED Sistema Público de Escrituração

Leia mais

Programa de Estímulo à Cidadania Fiscal do Estado de São Paulo Projeto Nota Fiscal Paulista

Programa de Estímulo à Cidadania Fiscal do Estado de São Paulo Projeto Nota Fiscal Paulista Programa de Estímulo à Cidadania Fiscal do Estado de São Paulo Projeto Nota Fiscal Paulista 14/08/07 OBJETIVO Incentivar os adquirentes de mercadorias, bens e serviços de transporte interestadual e intermunicipal

Leia mais

Rio Branco/AC central de atendimento:

Rio Branco/AC central de atendimento: Rio Branco/AC 2015 Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Acre Rua Rio Grande do Sul, 109 Centro, CEP: 69.900-092 Rio Branco AC Fone: (68) 3216-2100 Fax: (68) 3216-2160 www.ac.sebrae.com.br

Leia mais

Microempreendedor Individual Aspectos Tributários

Microempreendedor Individual Aspectos Tributários Microempreendedor Individual Aspectos Tributários SILAS SANTIAGO CÂMARA DOS DEPUTADOS/CFT Audiência PúblicaP Brasília, 26 de maio de 2009. Gestão o do Simples Nacional Gestão o do Simples Nacional Comitê-Gestor

Leia mais

SIMPLES NACIONAL 1. NOÇÕES GERAIS 1.1. O que é Simples Nacional? O Simples Nacional é um regime tributário diferenciado, simplificado e favorecido pre

SIMPLES NACIONAL 1. NOÇÕES GERAIS 1.1. O que é Simples Nacional? O Simples Nacional é um regime tributário diferenciado, simplificado e favorecido pre SIMPLES NACIONAL SIMPLES NACIONAL 1. NOÇÕES GERAIS 1.1. O que é Simples Nacional? O Simples Nacional é um regime tributário diferenciado, simplificado e favorecido previsto na Lei Complementar nº 123,

Leia mais

ANO XXVI ª SEMANA DE OUTUBRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 44/2015

ANO XXVI ª SEMANA DE OUTUBRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 44/2015 ANO XXVI - 2015-5ª SEMANA DE OUTUBRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 44/2015 ASSUNTOS CONTÁBEIS AQUISIÇÃO DE BENS PARA O ATIVO IMOBILIZADO - CRÉDITO DO ICMS... Pág. 680 SIMPLES NACIONAL AGENDAMENTO DA OPÇÃO

Leia mais

Orientações ao Microempreendedor Individual - MEI Qua, 01 de Julho de :09 - Última atualização Qua, 01 de Julho de :30

Orientações ao Microempreendedor Individual - MEI Qua, 01 de Julho de :09 - Última atualização Qua, 01 de Julho de :30 Abordaremos neste trabalho as regras gerais aplicáveis ao Microempreendedor Individual (MEI), no âmbito do Simples Nacional, tomando como base a publicação da Resolução CGSN nº 58, de 27 de abril de 2009,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA GOVERNADORIA DECRETO Nº 16406, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2011 PUBLICADO NO DOE Nº 1876, DE 15 DE DEZEMBRO 2011

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA GOVERNADORIA DECRETO Nº 16406, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2011 PUBLICADO NO DOE Nº 1876, DE 15 DE DEZEMBRO 2011 DECRETO Nº 16406, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2011 PUBLICADO NO DOE Nº 1876, DE 15 DE DEZEMBRO 2011 CONSOLIDADO ALTERADO PELO DECRETO: 16753 DOE Nº 1977, de 17.05.12 Dispõe sobre a exclusão do Simples Nacional.

Leia mais

DECRETO Nº 3.699, De 09 de Novembro de 2016

DECRETO Nº 3.699, De 09 de Novembro de 2016 DECRETO Nº 3.699, De 09 de Novembro de 2016 REGULAMENTA A LEI Nº 3.870/2014 E INSTITUI A NOTA FISCAL AVULSA DE SERVIÇOS, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. CONSIDERANDO a instituição da Nota Fiscal de Serviço Eletrônica

Leia mais

SPED. Cruzamento das Informações: CRUZAMENTOS: Aspectos conceituais 24/09/2009. Acompanhamento Diferenciado: DACON DIRF DIPJ DCOMP DCTF DARF

SPED. Cruzamento das Informações: CRUZAMENTOS: Aspectos conceituais 24/09/2009. Acompanhamento Diferenciado: DACON DIRF DIPJ DCOMP DCTF DARF Cruzamento das Informações: DACON DIRF SPED DCTF DIPJ DCOMP DARF Palestrante: Thamara Jardim CRUZAMENTOS: Aspectos conceituais Acompanhamento Diferenciado: Art. 2º O acompanhamento diferenciado deverá

Leia mais

VI SEMINÁRIO DO SIMPLES NACIONAL. Conceitos do Simples Nacional

VI SEMINÁRIO DO SIMPLES NACIONAL. Conceitos do Simples Nacional VI SEMINÁRIO DO SIMPLES NACIONAL Conceitos do Simples Nacional Palestrante: Karin Helena Schappo Secretaria Municipal de Finanças de Curitiba Setembro / 2013 1 Estatuto Nacional da ME e da EPP Lei Complementar

Leia mais

Declaração Anual do Simples Nacional

Declaração Anual do Simples Nacional Declaração Anual do Simples Nacional Declaração Original Exercício 2010 Ano-Calendário 2009 Período abrangido pela Declaração: 01/01/2009 a 31/12/2009 1 Identificação do Contribuinte CNPJ Matriz: 00559582/0001-40

Leia mais

Mapeando o SPED PIS/COFINS

Mapeando o SPED PIS/COFINS Mapeando o SPED PIS/COFINS 1 SPED PIS/COFINS Instrução Normativa RFB nº 1.052, de 5 de julho de 2010 2 BLOCO DESCRIÇÃO QTDE REGISTROS 0 Abertura, Identificação e Referências 16 A Documentos Fiscais - Serviços

Leia mais

Palestra Simples Nacional

Palestra Simples Nacional Palestra Simples Nacional Secretaria da Receita Federal do Brasil Superintendência Regional da Receita Federal do Brasil da 8ª RF RITS - Ritsutada Takara Srrf08 A RECEITA FEDERAL DO BRASIL NÃO É DONA DO

Leia mais

Simples Nacional - Obrigações fiscais acessórias - Roteiro de Procedimentos

Simples Nacional - Obrigações fiscais acessórias - Roteiro de Procedimentos Simples Nacional - Obrigações fiscais acessórias - Roteiro de Procedimentos O Simples Nacional prevê, além da unificação de procedimentos em relação à apuração e recolhimento de impostos e contribuições,

Leia mais

Instrução Normativa RFB nº 1.199, de 14 de outubro de 2011

Instrução Normativa RFB nº 1.199, de 14 de outubro de 2011 Instrução Normativa RFB nº 1.199, de 14 de outubro de 2011 DOU de 17.10.2011 Dispõe sobre procedimentos fiscais dispensados aos consórcios constituídos nos termos dos arts. 278 e 279 da Lei nº 6.404, de

Leia mais

AULAS DE 20 e 22/10/15

AULAS DE 20 e 22/10/15 AULAS DE 20 e 22/10/15 8. IMPOSTOS EM ESPÉCIE 8.1. Impostos da União d) Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) Art. 153, da CF; art. 46 e seguintes do TN. - Também utilizado com finalidade extrafiscal.

Leia mais

FIEMG. Tributos Estaduais e Municipais. Marcelo Jabour Rios

FIEMG. Tributos Estaduais e Municipais. Marcelo Jabour Rios FIEMG Tributos Estaduais e Municipais Marcelo Jabour Rios CRISE FINANCEIRA = NECESSIDADE DE PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO Elisão Fiscal x Evasão Fiscal As principais fraudes utilizadas na redução de tributos

Leia mais

O disposto neste item aplica-se, inclusive, à pessoa jurídica que explore atividade rural.

O disposto neste item aplica-se, inclusive, à pessoa jurídica que explore atividade rural. LUCRO PRESUMIDO O Lucro Presumido é a forma de tributação simplificada do Imposto de Renda (IR) e Contribuição Social sobre o Lucro (CSLL). A sistemática de tributação pelo Lucro Presumido é regulamentada

Leia mais

TABELA DE OBRIGAÇÕES ANUAIS

TABELA DE OBRIGAÇÕES ANUAIS TABELA DE OBRIGAÇÕES ANUAIS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PERIODICIDADE PRAZO DATAS MULTA BASE LEGAL 1 - Advertência; 2 - Multa de 1% do valor da operação; COAF - Conselho de Controle de Atividades Financeiras 24

Leia mais

.Título V Das obrigações comuns..capítulo I Das disposições preliminares

.Título V Das obrigações comuns..capítulo I Das disposições preliminares .Título V Das obrigações comuns.capítulo I Das disposições preliminares Art. 98. É obrigação de todo contribuinte exibir os livros fiscais e comerciais, comprovantes da escrita e documentos instituídos

Leia mais

INTRODUÇÃO OBJETIVO. Facilitar o cumprimento das obrigações fiscais pelo contribuinte do ICMS.

INTRODUÇÃO OBJETIVO. Facilitar o cumprimento das obrigações fiscais pelo contribuinte do ICMS. REGIME ESPECIAL INTRODUÇÃO OBJETIVO Facilitar o cumprimento das obrigações fiscais pelo contribuinte do ICMS. Ex.: emissão de notas fiscais, recolhimento ICMS ST, ICMS Importação; É importante salientar

Leia mais

VI ENCONTRO ESTADUAL DO SIMPLES NACIONAL

VI ENCONTRO ESTADUAL DO SIMPLES NACIONAL VI ENCONTRO ESTADUAL DO SIMPLES NACIONAL Assunto: Conceitos Básicos do SEFISC Palestrante: Carlos Alberto Correia da Silva Coordenação da Receita do Estado / Assessoria e Gerência do Simples Nacional -

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 6571 DE 31 DE OUTUBRO DE 2013 Insere dispositivos na lei nº 5.147/07, dispondo sobre a apresentação de denúncia espontânea por microempresa e empresa de pequeno porte optante pelo simples nacional,

Leia mais

Regional Sul 1. sped.rfb.gov.br/) - Esta fiscalização é realizada pelo

Regional Sul 1. sped.rfb.gov.br/) - Esta fiscalização é realizada pelo Encerrando o ano de 2016 e, iniciando 2017, a CNBB Regional Sul 1 em comunhão com a CNBB Nacional apresenta os procedimentos necessários para os processos de Liberação de verba, Devolução e Prestação de

Leia mais

SEMINÁRIO REGIONAL MACEIÓ/AL

SEMINÁRIO REGIONAL MACEIÓ/AL SEMINÁRIO REGIONAL MACEIÓ/AL ISS - OS FATORES QUE ALTERAM A BASE DE CÁLCULO PALESTRANTE: Ricardo Cavalcante Antas Auditor Fiscal SMF Maceió/AL. 07 e 08 de agosto 2012. FATORES QUE ALTERAM A B.C. Imunidade

Leia mais

Microempreendedor Individual MEI

Microempreendedor Individual MEI Universidade Estadual de Goiás - UNUCSEH Núcleo Interdisciplinar de Estudos Independentes NIEI 3º ano Aluna: Christiane Rocha Cunha Microempreendedor Individual MEI V. OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS 1. Principais

Leia mais

MEI MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL

MEI MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL MEI MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL Conheça as condições para recolhimento do Simples Nacional em valores fixos mensais Visando retirar da informalidade os trabalhadores autônomos caracterizados como pequenos

Leia mais

EMPREENDEDOR INDIVIDUAL

EMPREENDEDOR INDIVIDUAL EMPREENDEDOR INDIVIDUAL 1 Oportunidade de regularização para os empreendedores individuais, desde a vendedora de cosméticos, da carrocinha de cachorro-quente ao pipoqueiro. 2 Receita Bruta de até R$ 36

Leia mais

Declaração do Simples Nacional relativa à Substituição Tributária e ao Diferencial de Alíquota STDA

Declaração do Simples Nacional relativa à Substituição Tributária e ao Diferencial de Alíquota STDA Declaração do Simples Nacional relativa à Substituição Tributária e ao Diferencial de Alíquota STDA O que é A STDA é uma Declaração das operações interestaduais realizadas por contribuintes paulistas do

Leia mais

SIMPLES NACIONAL. Corretor de Imóveis

SIMPLES NACIONAL. Corretor de Imóveis SIMPLES NACIONAL Corretor de Imóveis MARIA RICARTE CRC-CE: 016078/O-9 Contadora, graduada em Ciências Contábeis pela Universidade Estadual do Ceará UECE. Profissional com vastos conhecimentos nas áreas:

Leia mais

SPED PIS/COFINS e Cordilheira Software Contábil

SPED PIS/COFINS e Cordilheira Software Contábil SPED PIS/COFINS e Cordilheira Software Contábil Bloco 0 Abertura do arquivo Operações de serviços Bloco A Operações de CTRC e outros serviços com ICMS Apuração dos valores dos impostos Fechamento do arquivo

Leia mais

Guia Prático de. Cruzamento de Obrigações Acessórias

Guia Prático de. Cruzamento de Obrigações Acessórias Guia Prático de Cruzamento de Obrigações Acessórias Sumário Apresentação... 19 1 Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) 1.1. Conceito e Informações Gerais... 21 1.2. Manual de Integração - Contribuinte... 21 1.3.

Leia mais

Estratégias para reduzir custos fiscais Estaduais e Federais de sua empresa

Estratégias para reduzir custos fiscais Estaduais e Federais de sua empresa Encontro Jurídico Tributário Estratégias para reduzir custos fiscais Estaduais e Federais de sua empresa Novembro / 2016 Qual é o caminho para reduzir a carga tributária de sua empresa? Planejamento e

Leia mais

Diário Oficial da União Seção 1 - Nº 81, sexta-feira, 29 de abril de 2011 MINISTERIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL

Diário Oficial da União Seção 1 - Nº 81, sexta-feira, 29 de abril de 2011 MINISTERIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Diário Oficial da União Seção 1 - Nº 81, sexta-feira, 29 de abril de 2011 MINISTERIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1149 DE 28 DE ABRIL DE 2011 Aprova o programa

Leia mais

PREFEITURA DO ALEGRETE-RS ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE GOVERNO SEÇÃO DE LEGISLAÇÃO DECRETO Nº. 251, DE 26 DE MAIO DE 2014.

PREFEITURA DO ALEGRETE-RS ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE GOVERNO SEÇÃO DE LEGISLAÇÃO DECRETO Nº. 251, DE 26 DE MAIO DE 2014. DECRETO Nº. 251, DE 26 DE MAIO DE 2014. Dá nova regulamentação ao gerenciamento eletrônico do ISSQN - Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza, a Escrituração Econômico-Fiscal e a emissão de Documento

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO I SOBRE O REGIME DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA - INFORMAÇÕES BÁSICAS 1. INTRODUÇÃO... 19

SUMÁRIO CAPÍTULO I SOBRE O REGIME DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA - INFORMAÇÕES BÁSICAS 1. INTRODUÇÃO... 19 SUMÁRIO LIVRO I - PARTE TEÓRICA CAPÍTULO I SOBRE O REGIME DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA - INFORMAÇÕES BÁSICAS 1. INTRODUÇÃO... 19 2. BASE LEGAL... 20 2.1. Substituição Tributária nas Operações Internas...

Leia mais

Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 16/11/2010.

Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 16/11/2010. OPERAÇÃO BACK TO BACK - Aspectos Contábeis Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 16/11/2010. 1 - INTRODUÇÃO 2 - TRATAMENTO FISCAL 3 - TRATAMENTO CONTÁBIL 1 - INTRODUÇÃO As chamadas operações

Leia mais

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES TRIBUTÁRIAS

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES TRIBUTÁRIAS CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES TRIBUTÁRIAS SINDICATO CONTABILISTAS ESTADO DE GOIÁS Palestrante: Otávio Martins de Oliveira Júnior 2º Vice-Presidente Assuntos Téc. Jurídicos Goiânia - Goiás - 03/01/2017 www.scesgo.com.br

Leia mais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais Fiscal Configurar Impostos Fiscais Objetivo Configurar todos os impostos que refletirão na Nota Fiscal de Saída. Pré- Requisitos As Taxas Tributárias dos Produtos devem ser devidamente cadastradas ( Fiscal

Leia mais

Operação Tributável (base de cálculo = quantidade vendida x alíquota por unidade de produto)

Operação Tributável (base de cálculo = quantidade vendida x alíquota por unidade de produto) 1. Finalidade do CST Para a elaboração dos arquivos digitais da Escrituração Fiscal Digital (EFD), bem como para a geração do conteúdo das Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e), foram instituídos através da

Leia mais

Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais(DEFIS)

Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais(DEFIS) Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais(DEFIS) Declaração Original Exercício 2016 Ano-Calendário 2015 Período abrangido pela Declaração: 01/01/2015 a 31/12/2015 1 Identificação do Contribuinte

Leia mais

Tempo de Guarda para Documentos Fiscais, Contábeis e Trabalhistas

Tempo de Guarda para Documentos Fiscais, Contábeis e Trabalhistas Tempo de Guarda para Documentos Fiscais, Contábeis e Trabalhistas A presente tabela contém os principais documentos fiscais, contábeis e trabalhistas das empresas com o tempo que deve ser mantido em arquivo

Leia mais

O ISS e o SIMPLES NACIONAL Questões Relevantes em Silas Santiago Secretário-Executivo Comitê Gestor do Simples Nacional

O ISS e o SIMPLES NACIONAL Questões Relevantes em Silas Santiago Secretário-Executivo Comitê Gestor do Simples Nacional O ISS e o SIMPLES NACIONAL Questões Relevantes em 2013 Silas Santiago Secretário-Executivo Comitê Gestor do Simples Nacional LC n. 123/2006 Unifica toda a legislação relativa às MPE; Define critérios de

Leia mais

Personal E RP. Módulo Fiscal. Personal Soft Informática Ltda Me. Celular: (19) Consultor: Edcarlos Ferraz dos Reis.

Personal E RP. Módulo Fiscal. Personal Soft Informática Ltda Me. Celular: (19) Consultor: Edcarlos Ferraz dos Reis. Personal Soft Informática Ltda Me Personal E RP Módulo Fiscal Consultor: Edcarlos Ferraz dos Reis Celular: (19) 8133-0809 edcarlos@personalsoft.com.br (19) 3471-0001 Figura 1 Introdução Classificações

Leia mais

Base legal: artigo 423-A do RICMS/SP, Cláusula vigésima sexta do Convênio ICMS n 110/2007. Ato COTEPE/ICMS n 37/2015.

Base legal: artigo 423-A do RICMS/SP, Cláusula vigésima sexta do Convênio ICMS n 110/2007. Ato COTEPE/ICMS n 37/2015. AGENDA TRIBUTÁRIA ICMS/SP PARA O MÊS DE MARÇO 01/03 3 Feira Entrega, por transmissão eletrônica de dados, pelo Transportador Revendedor Retalhista TRR, das informações relativas às operações interestaduais

Leia mais

Caminho Jurídico do Empreendedor

Caminho Jurídico do Empreendedor Caminho Jurídico do Empreendedor Introdução Início de Atividade Empresária requer: Modelo de empresas/tipos societários; Contrato social, Registro de marcas e patentes; Elaboração e estudo de contratos

Leia mais

Base legal: artigo 423-A do RICMS/SP, Cláusula vigésima sexta do Convênio ICMS n 110/2007. Ato COTEPE/ICMS n 37/2015.

Base legal: artigo 423-A do RICMS/SP, Cláusula vigésima sexta do Convênio ICMS n 110/2007. Ato COTEPE/ICMS n 37/2015. AGENDA TRIBUTÁRIA ICMS/SP PARA O MÊS DE FEVEREIRO 02/02 3 Feira Principal COMBUSTÍVEIS Arquivo Magnético Entrega, por transmissão eletrônica de dados, pelo Transportador Revendedor Retalhista TRR, das

Leia mais

MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL - MEI

MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL - MEI MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL - MEI 1. NOÇÕES GERAIS MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL - MEI 1.1. O que é Micro Empreendedor Individual? É o contribuinte que tenha auferido receita bruta no ano calendário

Leia mais

MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL - MEI

MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL - MEI MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL - MEI 1. NOÇÕES GERAIS MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL - MEI 1.1. O que é Micro Empreendedor Individual? É o contribuinte que tenha auferido receita bruta no ano calendário

Leia mais

Iob.com.br folhamatic.com.br. Índice

Iob.com.br folhamatic.com.br. Índice Índice MÓDULO BÁSICO Central Folhamatic... 06 Cadastro de Empresas... 07 Aba Básico... 07 Aba E-Fiscal... 08 Cadastros... 09 Responsável... 09 Contador... 10 Saldos... 11 ICMS e IPI... 11 PIS/PASEP, COFINS,

Leia mais

VIDEOCONFERÊNCIA AÇÕES DO ESTADO PERANTE O MEI 20/04/2010

VIDEOCONFERÊNCIA AÇÕES DO ESTADO PERANTE O MEI 20/04/2010 VIDEOCONFERÊNCIA AÇÕES DO ESTADO PERANTE O MEI 20/04/2010 1 MEI-MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL EMBASAMENTO LEGAL: MEI - é o empresário individual definido no art. 966 do Código Civil - Lei 10.406/2002; Art.18-A,

Leia mais

AGENDA TRIBUTÁRIA FEDERAL: DEZEMBRO DE 2015 - ADE CODAC Nº 37, DE 20/11/2015

AGENDA TRIBUTÁRIA FEDERAL: DEZEMBRO DE 2015 - ADE CODAC Nº 37, DE 20/11/2015 AGENDA TRIBUTÁRIA FEDERAL: DEZEMBRO DE 2015 - ADE CODAC Nº 37, DE 20/11/2015 Divulga a Agenda Tributária do mês de dezembro de 2015. O COORDENADOR-GERAL DE ARRECADAÇÃO E COBRANÇA, no uso da atribuição

Leia mais

GESTÃO FISCAL. na prática

GESTÃO FISCAL. na prática GESTÃO FISCAL na prática DJALMA ROBERTO DE OLIVEIRA Graduado em Ciências Contábeis pela FAESA/ES. MBA Controller - USP/SP. Atua há mais de 20 anos nas áreas fiscal e tributária. SUMÁRIO CAPÍTULO 1 REGULARIDADE

Leia mais

Ministério da Fazenda. SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL Instrução Normativa SRF nº 695, de 14 de dezembro de 2006

Ministério da Fazenda. SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL Instrução Normativa SRF nº 695, de 14 de dezembro de 2006 Ministério da Fazenda SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL Instrução Normativa SRF nº 695, de 14 de dezembro de 2006 DOU de 20.12.2006 Dispõe sobre a Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF).

Leia mais

PAUTA DA ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF)

PAUTA DA ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF) PAUTA DA ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF) O que é ECF? Escrituração Contábil Fiscal - (ECF) é uma obrigação imposta às Pessoas Jurídicas estabelecidas no Brasil exigidas pela RFB que substituiu a Declaração

Leia mais

Desoneração Tributária de Negócios: eficiência na redução de custos. Edelcio Smargiassi

Desoneração Tributária de Negócios: eficiência na redução de custos. Edelcio Smargiassi Desoneração Tributária de Negócios: eficiência na redução de custos Edelcio Smargiassi edelciosmargiassi@gmail.com 1 - A evolução da fiscalização Tributária Antes (década de 80) Conferencia manual Repressiva

Leia mais

ANALISTA FISCAL E TRIBUTÁRIO. Conhecimentos e Práticas Tributárias e Fiscais

ANALISTA FISCAL E TRIBUTÁRIO. Conhecimentos e Práticas Tributárias e Fiscais ANALISTA FISCAL E TRIBUTÁRIO Conhecimentos e Práticas Tributárias e Fiscais Objetivos do Workshop 1 Conhecer e Atualizar os Conhecimentos acerca da Legislação Tributária e Fiscal Vigente 2 Adotar Procedimentos

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica do Tomador/Intermediário de Serviços - NFTS

Nota Fiscal Eletrônica do Tomador/Intermediário de Serviços - NFTS Nota Fiscal Eletrônica do Tomador/Intermediário de Serviços - NFTS Instituída pela Lei nº 15.406, de 08 de julho de 2011, que altera a Lei nº 13.476/2002. Set/2011 OBJETIVO É declarar os serviços tomados

Leia mais

VIII SIMPÓSIO DE DIREITO TRIBUTÁRIO DA APET

VIII SIMPÓSIO DE DIREITO TRIBUTÁRIO DA APET VIII SIMPÓSIO DE DIREITO TRIBUTÁRIO DA APET REGIMES ESPECIAIS NO ESTADO DE SÃO PAULO 19 de novembro de 2010 OSVALDO SANTOS DE CARVALHO 1 REGIMES ESPECIAIS LEGISLAÇÃO APLICÁVEL Artigos 479-A a 489 do RICMS

Leia mais

ICMS NOÇÕES BÁSICAS. Coordenação: Alexandre A. Gomes

ICMS NOÇÕES BÁSICAS. Coordenação: Alexandre A. Gomes ICMS NOÇÕES BÁSICAS Coordenação: Alexandre A. Gomes O que é Tributo? - Art. 3º do CTN Toda prestação pecuniária compulsória em moeda ou cujo valor nela se possa exprimir que não constitua sanção de ato

Leia mais

Instrução Normativa SRF Nº. 695, de 14 de dezembro de 2006

Instrução Normativa SRF Nº. 695, de 14 de dezembro de 2006 Instrução Normativa SRF Nº. 695, de 14 de dezembro de 2006 Dispõe sobre a Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF). Alterada pela IN SRF nº n 730, de 22 2 2 de março de 2007. O SECRETÁRIO

Leia mais

O SUBSECRETÁRIO DA RECEITA ESTADUAL, no uso de atribuição que lhe confere o artigo

O SUBSECRETÁRIO DA RECEITA ESTADUAL, no uso de atribuição que lhe confere o artigo INSTRUÇÃO NORMATIVA RE Nº 094/11 (DOE 26/12/2011) Porto Alegre, 21 de dezembro de 2011. Introduz alteração na Instrução Normativa DRP nº 45/98, de 26/10/98. O SUBSECRETÁRIO DA RECEITA ESTADUAL, no uso

Leia mais

CONVÊNIO ICMS 142/02

CONVÊNIO ICMS 142/02 CONVÊNIO ICMS 142/02 Altera o Convênio ICMS 57/95, de 28.06.95, que dispõe sobre a emissão de documentos fiscais e a escrituração de livros fiscais por contribuinte usuário de sistema eletrônico de processamento

Leia mais

Prefeitura Municipal de Mairiporã Estado de São Paulo

Prefeitura Municipal de Mairiporã Estado de São Paulo Aprova a regulamentação do Sistema de I.S.S Eletrônico e dá outras providências O PREFEITO MUNICIPAL DE MAIRIPORÃ, Senhor ANTONIO SHIGUEYUKI AIACYDA, usando de suas atribuições legais, e Considerando que

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MIRACEMA 2014 FISCAL DE TRIBUTOS PROVA OBJETIVA

PREFEITURA MUNICIPAL DE MIRACEMA 2014 FISCAL DE TRIBUTOS PROVA OBJETIVA 1 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS De acordo com o Código Tributário do Município de Miracema (lei nº 1.453, de 26 de setembro de 2013), responda às questões de números 1 a 6. 1) É de competência do município

Leia mais

Resolução CGSN nº 52 (DOU de 23/12/08) Obs.: Ret. DOU de 26/12/08

Resolução CGSN nº 52 (DOU de 23/12/08) Obs.: Ret. DOU de 26/12/08 Resolução CGSN nº 52 (DOU de 23/12/08) Obs.: Ret. DOU de 26/12/08 Dispõe a concessão de benefícios, na forma de isenção, redução ou estabelecimento de valores fixos do ICMS ou do ISS às Microempresas (ME)

Leia mais

Tributação Indireta no contexto do IFRS. Possíveis Impactos no ICMS/ISS

Tributação Indireta no contexto do IFRS. Possíveis Impactos no ICMS/ISS Tributação Indireta no contexto do IFRS Possíveis Impactos no ICMS/ISS Reunião GEDEC 28/10/2015 Escopo da Apresentação Foram analisados os CPCs que possam gerar controvérsias ou possíveis impactos fiscais

Leia mais

Simples Nacional 1 Hugo Medeiros de Goes

Simples Nacional 1 Hugo Medeiros de Goes Hugo Medeiros de Goes SIMPLES NACIONAL (2ª parte) De acordo com a Lei Complementar nº 123, de 14/12/2006 (arts. 12 e 88), em 1º de julho de 2007, entra em vigor o Regime Especial Unificado de Arrecadação

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 76 75 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 72 - Data 24 de maio de 2016 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS PRESTADORES DE SERVIÇOS DA FIFA. APRESENTAÇÃO

Leia mais

ANO XXVII ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 25/2016

ANO XXVII ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 25/2016 ANO XXVII - 2016-3ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 25/2016 IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA IRPF - COMUNICAÇÃO DE SAÍDA DEFINITIVA DO PAÍS - 2016 - NORMAS GERAIS... Pág. 360 IMPOSTO DE RENDA

Leia mais

GABINETE DO MINISTRO COMITÊ GESTOR DO ESOCIAL RESOLUÇÃO Nº 1, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2015

GABINETE DO MINISTRO COMITÊ GESTOR DO ESOCIAL RESOLUÇÃO Nº 1, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2015 GABINETE DO MINISTRO COMITÊ GESTOR DO ESOCIAL RESOLUÇÃO Nº 1, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2015 Dispõe sobre o Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (esocial).

Leia mais

06/04/2011. Convênio ICMS nº 143, de 15 de dezembro de 2006 - Institui a Escrituração Fiscal Digital EFD. Ato Cotepe ICMS 09/2008

06/04/2011. Convênio ICMS nº 143, de 15 de dezembro de 2006 - Institui a Escrituração Fiscal Digital EFD. Ato Cotepe ICMS 09/2008 Curso Fortaleza-Ce EFD Pis/Cofins e ICMS/IPI Teoria e Prática Palestrante: Edison Garcia Junior Auditório do CRC-CECE 06 de abril de 2011 IN 1052/2010 EFD Pis/Cofins Estabelece regras de obrigatoriedade,

Leia mais

IPI ICMS - RJ LEGISLAÇÃO - RJ ANO XX ª SEMANA DE JANEIRO DE 2009 BOLETIM INFORMARE Nº 02/2009

IPI ICMS - RJ LEGISLAÇÃO - RJ ANO XX ª SEMANA DE JANEIRO DE 2009 BOLETIM INFORMARE Nº 02/2009 IPI ANO XX - 2009-2ª SEMANA DE JANEIRO DE 2009 BOLETIM INFORMARE Nº 02/2009 INFRAÇÕES E ACRÉSCIMOS MORATÓRIOS Infrações - Procedimentos do Contribuinte - Pagamento - Acréscimos Moratórios - Multa de Mora

Leia mais

ANO XXVII ª SEMANA DE JANEIRO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 03/2015

ANO XXVII ª SEMANA DE JANEIRO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 03/2015 IPI ANO XXVII - 2016 3ª SEMANA DE JANEIRO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 03/2015 CÁLCULO DO IPI EM OPERAÇÕES COM BEBIDAS... Pág. 8 ICMS - BA DEFINIÇÃO DE CONTRIBUINTE PARA FINS DE DIFAL EC 87/15... Pág.

Leia mais

DIREITO DA SEGURIDADE SOCIAL I

DIREITO DA SEGURIDADE SOCIAL I DIREITO DA SEGURIDADE SOCIAL I AULA 7 Arrecadação e Recolhimento de contribuições para a seguridade social I- ARRECADAÇÃO x RECOLHIMENTO - ARRECADAÇÃO: retenção do valor da contribuição de terceiro Lei

Leia mais

b) Os CFOPs com substituição tributária são: Compra de mercadoria para uso ou consumo cuja mercadoria está sujeita ao regime de

b) Os CFOPs com substituição tributária são: Compra de mercadoria para uso ou consumo cuja mercadoria está sujeita ao regime de Primeiramente não existe no Regulamento do ICMS do Estado de São Paulo, Decreto 45.490/2000 o conceito de material de uso ou consumo, porém podese entender que tudo que não se utiliza como insumo e também

Leia mais

Í N D I C E A N A L Í T I C O

Í N D I C E A N A L Í T I C O Í N D I C E A N A L Í T I C O I - REGRAS GERAIS... 15 I.1 - Introdução... 15 I.2 - Conceitos e definições... 15 I.2.1 - Restituição... 15 I.2.2 - Compensação... 16 I.2.3 - Ressarcimento... 16 I.2.4 - Reembolso...

Leia mais

ANO XXVI ª SEMANA DE DEZEMBRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 50/2015

ANO XXVI ª SEMANA DE DEZEMBRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 50/2015 ANO XXVI - 2015 2ª SEMANA DE DEZEMBRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 50/2015 IPI CRÉDITO DE IPI NA DEVOLUÇÃO OU RETORNO DE MERCADORIAS... Pág. 502 ICMS MS/MT/RO DeSTDA... Pág. 503 ICMS RO VENDA A BORDO DE

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIOECONÔMICAS E HUMANAS CIÊNCIAS CONTÁBEIS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIOECONÔMICAS E HUMANAS CIÊNCIAS CONTÁBEIS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIOECONÔMICAS E HUMANAS CIÊNCIAS CONTÁBEIS ELAINE FERREIRA NOLAÇO ANÁPOLIS 2012 Lucro arbitrado ou presumido Lucro arbitrado é uma forma

Leia mais