DIA DA SAÚDE FINANCEIRA. Despertar da Consciência Financeira. Lavínia Martins, CFP Miriam Bruno, CFP 29/10/2016

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIA DA SAÚDE FINANCEIRA. Despertar da Consciência Financeira. Lavínia Martins, CFP Miriam Bruno, CFP 29/10/2016"

Transcrição

1 DIA DA SAÚDE FINANCEIRA Despertar da Consciência Financeira Lavínia Martins, CFP Miriam Bruno, CFP 29/10/2016

2 Finanças = Dinheiro

3 Quais são as funções do dinheiro? Sistema de preços Meio de troca Reserva de Valor

4 Fluxo do dinheiro na economia Contrapartida: os dois lados da moeda Mercado Financeiro Economia Real Investidor investe Mercado financia Economia investe Paga juros/dividendos Paga empréstimo Gera Riqueza Lavínia Martins, CFP

5 Relatórios Financeiros da PF 1. Balanço Patrimonial 2. Fluxo de Caixa e Orçamento 3. Planilhas de Controle Ex: Cartão de Crédito 4. Simulação de necessidade de Reserva Financeira 5. Quantificação do valor a ser poupado (mensal) 6. Desempenho de Investimentos Financeiros

6 1. BALANÇO PATRIMONIAL Análise do Patrimônio x Dívidas: PATRIMÔNIO DÍVIDAS

7 Exemplo: Balanço Patrimonial BENS / PATRIMÔNIO DÍVIDAS VALOR ATUAL VALOR TOTAL Reserva Financeira 0 Cheque Especial Jóias 300 Cartão Crédito Carro Jóias Terreno Carro Casa Amigos/Parentes Casa Total Patrimônio Total Dívidas Patrimônio Líquido = Bens - Dívidas =

8 Balanço Patrimonial detalhado BENS / PATRIMÔNIO VALOR Prazo CUSTO ANUAL PAGO À PAGAR MERCADO* até vcto Tem Seguro Impostos Manutenção Reserva Financeira 0 0 Jóias Não 0 0 Carro anos Não Terreno Não Casa anos Não * valor estimado para venda DÍVIDAS Taxa de Juros TOTAL Mensal Anual Cheque Especial % Cartão Crédito % Jóias % Carro % Amigos/Parentes % Casa % =

9 Compare as taxas de juros de diferentes formas de Crédito: Fonte: Anefac Julho/2016 Comparação entre taxas de juros Produto de crédito Média Mensal Acumulado Ano Juros comércio 5,84% 97,61% Cartão de Crédito 15,22% 447,44% Cheque especial 12,10% 293,79% CDC bancos - financiamento de automóveis 2,33% 31,84% Empréstimo pessoal bancos 4,59% 71,35% Empréstimo pessoal financeiras 8,09% 154,35% HOJE Out/2016: Juros Cartão de Crédito 480%aa Juros Cheque Especial 325%aa

10 2. 1º ORÇAMENTO 2017 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano RECEITA = RENDA Salário Líquido Aluguel Líquido Resgate Reserva Financeira TOTAL RECEITA DESPESAS = GASTOS Reserva Financeira Aluguel / Prestação Casa Condomínio IPTU Água / Gás / Luz Telefone Fixo TV a Cabo / Internet Padaria Supermercado Feira Livre Açougue Matrícula Escola Mensalidade Escolar Ônibus escolar Material escolar - Transporte - ônibus Transporte - gasolina - Transporte - estacionamento - Pedágio - IPVA - Academia - Celular Convênio Saude Farmácia Lazer - Cinema / Show Lazer - Bar / Restaurante Vestuário / Desesas pessoais TOTAL DESPESA RECEITA - DESPESA =

11 2. 2º ORÇAMENTO 2017 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano RECEITA = RENDA Salário Líquido Aluguel Líquido Resgate Reserva Financeira TOTAL RECEITA DESPESAS = GASTOS Reserva Financeira Aluguel / Prestação Casa Condomínio IPTU Água / Gás / Luz Telefone Fixo TV a Cabo / Internet Padaria Supermercado Feira Livre Açougue Matrícula Escola Mensalidade Escolar Ônibus escolar Material escolar - Transporte - ônibus Transporte - gasolina - Transporte - estacionamento - Pedágio - IPVA - Academia - Celular Convênio Saude Farmácia Lazer - Cinema / Show Lazer - Bar / Restaurante Vestuário / Desesas pessoais TOTAL DESPESA RECEITA - DESPESA =

12 2. Orçamento x Fluxo Caixa 2017 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano Jan Fev Mar Abr Ano RECEITA = RENDA Salário Líquido Aluguel Líquido Resgate Reserva Financ Saldo Conta Corrente Mês Anterior TOTAL RECEITA DESPESAS = GASTOS Reserva Financeira Aluguel / Prestação Casa Condomínio IPTU Água / Gás / Luz Telefone Fixo TV a Cabo / Internet Padaria Supermercado Feira Livre Açougue Matrícula Escola Mensalidade Escolar Ônibus escolar Material escolar - - Transporte - ônibus Academia Celular Convênio Saude Farmácia Lazer - Cinema / Show Lazer - Bar / Restaurante Vestuário / Desesas pessoais TOTAL DESPESA RECEITA - DESPESA =

13 Exemplo de Fluxo de Caixa: RECEITAS: Tudo o que é positivo = entrada de caixa Mensal Anual Salário Bruto (+) Remuneração variável (+) Aluguéis (+) Dividendos (+) Juros (+) Doação (+) Pensão (+) Retirada de Aplicação Financeira (+) Outra fonte de renda (=)TOTAL DA RECEITA DESPESAS: Tudo o que é negativo = saída de caixa RESERVAS FINANCEIRAS: (-) FGTS (observar normas de saque) (-) Reserva de Emergência (-) Reserva de Manutenção (casa, carro etc) Reserva para os Sonhos: (-) Viagens (-) Comprar ou Trocar de Carro ou Moto (-) Comprar ou Trocar de Casa (-) Barco (-) Outros sonhos (festas e comemorações) Reserva para Aposentadoria: (-) INSS (-) Previdência Privada Empresa (-) Outros investimentos para Aposentadoria DESPESAS FINANCEIRAS: (-) Tarifa bancária (-) Juros (-) IOF (-) Prestação de Empréstimo / Financiamento (-) Imposto de Renda (descontado no holerite) (-) Seguro de vida coletivo (empresa) HABITAÇÃO (-) Aluguel/Prestação (-) Condomínio (-) IPTU (-) Água (-) Luz (-) Gás (-) Reformas / Consertos / Manuteção (-) Móveis / Objetos para Casa (-) Supermercado (-) Padaria (-) Telefone (-) TV por Assinatura / Internet (-) Empregada / Faxineira (-) INSS Empregada (-) Seguro residencial (-) Outros SAUDE (-) Seguro Saúde (-) Seguro Odontológico (-) Consulta Médica (-) Exames (-) Farmácia (-) Clube / Academia (-) Fisioterapia (-) Nutricionista (-) Vale refeição (-) Terapia (-) Outros TRANSPORTE (-) Prestação de Financiamento (-) Combustível (-) Estacionamento (-) Pedagio / Balsa (-) Lavagem do Carro/Moto (-) IPVA / Licenciamento (-) Seguros Automoveis (-) Mecânico / Peças (-) Multas (-) Transportes coletivos / Taxi (-) Outros DESPESAS PESSOAIS (-) Vestuário (-) Cabeleireiro / Barbearia (-) Higiene Pessoal / Cosméticos (-) Celular (-) Lavanderia (-) Presentes (-) Saques em dinheiro (-) Assinaturas Jornais/Revistas (-) Outros LAZER (-) Restaurante (-) Bar / Balada (-) Café (-) Teatro / Cinema (-) CD / Música / Apple Store (-) Livraria (-) Locadora de Vídeo (-) Passagens (avião ou ônibus) (-) Hotéis (-) Passeios (-) Outros EDUCAÇÃO (-) Escola (-) Faculdade (-) Idiomas (-) Livros (-) Material escolar / material escritório (-) Associações (=) TOTAL DAS DESPESAS FLUXO DE CAIXA = RECEITAS - DESPESAS =

14 3. Controle Cartão de Crédito Controle Cartão de Crédito Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano DESPESAS = GASTOS CUSTO Parcelas Blusa Azul Sapato Bolsa Salão de beleza Blusa Amarela Presente Calça jeans Saia preta Biquini Bijuteria Cintos Passagem aérea Hotel Restaurantes Táxi Vestido florido Presente TOTAL DESPESAS

15 3. Controle do Carro Controle de Custo para manter um carro: Planilha do Carro - R$ ,00 Veja quanto custa o seu carro no ano, por mês e por dia Despesas Mensal Esporádica Anual Prestação ou Consórcio 658, ,00 IPVA 980,00 980,00 Seguro 1.260, ,00 Manutenção 500,00 500,00 Gasolina 300, ,00 Estacionamento 80,00 960,00 Depreciação 2.800, ,00 Multas 150,00 150,00 Total de Despesas 1.038, , ,00 Equivalência Mensal 1.512,17 Equivalência Diária 50,41 Myrian Lund, CFP

16 Equilíbrio das Finanças Pessoais HOJE AMANHÃ Reserva de Emergência Dinheiro e Crédito Seguros e Benefícios Patrimônio Pessoal Previdência Previdência Social / INSS Privada própria e/ou do empregador Crie múltiplas fontes de renda!

17 Se você insistir em comprar coisas de que não precisa, logo terá que vender coisas de que precisa para pagá-las. Warren Buffet megainvestidor americano

Educação Financeira ETEC Araçatuba Maio de 2010

Educação Financeira ETEC Araçatuba Maio de 2010 Educação Financeira ETEC Araçatuba Maio de 2010 O Planejamento Financeiro Pessoal te ajudará a... monitorar sua situação financeira; criar um quadro visual de gastos; reduzir os gastos por impulso; gastar

Leia mais

MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA

MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA 2 EDUCAÇÃO FINANCEIRA A educação financeira tem como objetivo ensinar as pessoas a tomarem consciência dos seus gastos e das suas rendas. As rendas são limitadas, e é preciso

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DA CAMARA MUNICIPAL DE SALVADOR RECEITAS X DESPESAS 2015

ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DA CAMARA MUNICIPAL DE SALVADOR RECEITAS X DESPESAS 2015 RECEITAS X DESPESAS 2015 RECEITAS JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ Repasse de Inativos PMS 5.071,83 9.761,76 5.472,38 5.539,98 5.667,28 5.788,79 5.739,96 24.411,51 67.453,49 Repasse dos

Leia mais

Orçamento apertado: como organizar as finanças? CONTAS EM ORDEM

Orçamento apertado: como organizar as finanças? CONTAS EM ORDEM Guia Financeiro 4 Orçamento apertado: como organizar as finanças? Alguns sinais indicam que suas finanças precisam de maior atenção: ao fechar o mês no vermelho, ao atrasar a fatura do cartão de crédito,

Leia mais

BALANCETE MENSAL Janeiro/2008. 0. SALDO INICIAL 21.166,00 1. Caixa 43,81 2. Bancos 21.122,19

BALANCETE MENSAL Janeiro/2008. 0. SALDO INICIAL 21.166,00 1. Caixa 43,81 2. Bancos 21.122,19 Janeiro/2008 0. SALDO INICIAL 21.166,00 1. Caixa 43,81 2. Bancos 21.122,19 1. RECEITAS 15.586,36 01. Receitas de Associados 6.350,56 01. Mensalidades de Associados 6.133,96 02. Mensalidades de CEDASC 216,60

Leia mais

*** BALANÇO PATRIMONIAL ***

*** BALANÇO PATRIMONIAL *** 0153 0001 ASSOCIACAO DO PESSOAL DA CAIXA ECONOMICA FEDERAL MT Folha: 00002 *** BALANÇO PATRIMONIAL *** A T I V O A T I V O ATIVO CIRCULANTE 86.822,10 DISPONIBILIDADES 49.729,77 CAIXA, FUNDO FIXO, TRANSAÇÕES

Leia mais

*** BALANÇO PATRIMONIAL ***

*** BALANÇO PATRIMONIAL *** ASSOCIACAO DO PESSOAL DA CAIXA ECONOMICA FEDERAL MT Folha: 00002 *** BALANÇO PATRIMONIAL *** A T I V O A T I V O ATIVO CIRCULANTE 85.430,83 DISPONIBILIDADES 34.180,25 CAIXA, FUNDO FIXO, TRANSAÇÕES 2.759,73

Leia mais

Setembro Divulgado em 15 de outubro de 2015.

Setembro Divulgado em 15 de outubro de 2015. Setembro - 2015 Divulgado em 15 de outubro de 2015. ICVA APONTA RETRAÇÃO DE 3,4% PARA O VAREJO EM SETEMBRO Indicador considera a receita de vendas do varejo deflacionada pelo IPCA em comparação com setembro

Leia mais

JANINA JACINO Educadora Financeira Comportamental. Contadora Empresária Mãe Educadora Financeiro DSOP Membro conselho fiscal ABEFIN.

JANINA JACINO Educadora Financeira Comportamental. Contadora Empresária Mãe Educadora Financeiro DSOP Membro conselho fiscal ABEFIN. JANINA JACINO Educadora Financeira Comportamental Contadora Empresária Mãe Educadora Financeiro DSOP Membro conselho fiscal ABEFIN. EDUCAÇÃO FINANCEIRA COMPORTAMENTAL Transformando as incertezas da crise

Leia mais

PLANILHA DE ORÇAMENTO FAMILIAR E PESSOAL (versão 7.0)

PLANILHA DE ORÇAMENTO FAMILIAR E PESSOAL (versão 7.0) TERMOS DE USO PLANILHA DE ORÇAMENTO FAMILIAR E PESSOAL (versão 7.0) - Defina o seu orçamento com base nas despesas fixas e/ou variáveis estimadas; - Acompanhe a movimentação entre contas, investimentos

Leia mais

0007 ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO IPESC 20/11/ :08 Pág:0001 CNPJ: / Período: 01/07/2014 a 31/07/2014 Balancete Societário

0007 ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO IPESC 20/11/ :08 Pág:0001 CNPJ: / Período: 01/07/2014 a 31/07/2014 Balancete Societário 0007 ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO IPESC 20/11/2014 15:08 Pág:0001 1 S 1 ATIVO 938.218,79 47.302,43 30.140,53 955.380,69 2 S 1.1 CIRCULANTE 71.826,90 47.302,43 30.140,53 88.988,80 3 S 1.1.01 DISPONÍVEL

Leia mais

Comparativo da Despesa Paga. Gratificação por Tempo de Serviço. Cursos de Aperfeiçoamento Profissional JUROS E ENCARGOS DA DÍVIDA CONTRATUAL

Comparativo da Despesa Paga. Gratificação por Tempo de Serviço. Cursos de Aperfeiçoamento Profissional JUROS E ENCARGOS DA DÍVIDA CONTRATUAL Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional CNPJ: 29.991.262/0001-47 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 17.583.504,00 7.477.452,14 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESA CORRENTE 15.183.504,00

Leia mais

Unidade/Depto: Tempo de trabalho na USP. Nome da Criança: Data Nasc: / /. Nome do pai: Nome da Mãe: Endereço da Família: Nº Complemento: Bairro:

Unidade/Depto: Tempo de trabalho na USP. Nome da Criança: Data Nasc: / /. Nome do pai: Nome da Mãe: Endereço da Família: Nº Complemento: Bairro: ALUNO DE GRADUAÇÃO P.G. MESTRADO DOUTORADO Unidade/Curso: Semestre: Período: Página 1 de 6 DOCENTE PÓS DOC. Unidade/Depto: Tempo de trabalho na USP FUNCIONÁRIO FUNC.CRECHE Básico Técnico Superior Unidade:

Leia mais

Análise de Endividamento do Consumidor

Análise de Endividamento do Consumidor A Análise Mensal do Endividamento do Consumidor traça o quadro de endividamento e inadimplência dos consumidores da capital. Essas informações são importantes porque englobam dados para a orientação dos

Leia mais

PESQUISA DE UTILIZAÇÃO DO 13º SALÁRIO

PESQUISA DE UTILIZAÇÃO DO 13º SALÁRIO PESQUISA DE UTILIZAÇÃO DO 13º SALÁRIO A ANEFAC Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração realizou durante o mês de outubro de, pesquisa junto a 1.037 consumidores de todas as classes

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

ORGANIZE SUA VIDA FINANCEIRA

ORGANIZE SUA VIDA FINANCEIRA ORGANIZE SUA VIDA FINANCEIRA O endividamento inicia com o hábito de primeiro gastar e depois ver como pagar ou, se a mensalidade cabe no bolso, efetuar a compra. Para que isso não aconteça, o primeiro

Leia mais

Balanço Patrimonial Página 1

Balanço Patrimonial Página 1 Balanço Patrimonial Página 1 01/09/2016 à 30/09/2016 A T I V O ago/16 set/16 EVOL.NO PERÍODO ATIVO CIRCULANTE DISPONÍVEL Caixa 442,30 1.089,94 146,43% Bancos c/ Movim. 10,00 10,00 0,00% Cartões de Crédito

Leia mais

Sistema de Custos do Governo Federal: Experiências Exitosas Seminário com os Gestores dos Programas de Reestruturação e Ajuste Fiscal dos Estados

Sistema de Custos do Governo Federal: Experiências Exitosas Seminário com os Gestores dos Programas de Reestruturação e Ajuste Fiscal dos Estados Sistema de Custos do Governo Federal: Experiências Exitosas Seminário com os Gestores dos Programas de Reestruturação e Ajuste Fiscal dos Estados 2016 Orçamento Doméstico mês janeiro/2016 RECEITAS DESPESAS

Leia mais

METODOLOGIA Plano amostral

METODOLOGIA Plano amostral METODOLOGIA Plano amostral Público alvo: Consumidores de todas as Capitais do Brasil. Tamanho amostral da Pesquisa: 646 casos, gerando um erro máximo de 3,9% com uma confiança de 95%. Alocação amostral:

Leia mais

Prestação de Contas. Exercício 2015 FUNDAÇÃO PRÓ-TOCANTINS

Prestação de Contas. Exercício 2015 FUNDAÇÃO PRÓ-TOCANTINS Prestação de Contas Exercício 2015 FUNDAÇÃO PRÓ-TOCANTINS QUARTEL DA 4ª CIPM - ARAGUATINS R$ 191.124,20 13º SALÁRIO - 4ª CIPM R$ 1.394,91 AUXÍLIO CRECHE - 4ª CIPM R$ 1.024,40 COMBUSTIVEIS E LUBRIFICANTES

Leia mais

ÍNDICES DE PREÇOS DO SETOR DE SERVIÇOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - SETEMBRO

ÍNDICES DE PREÇOS DO SETOR DE SERVIÇOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - SETEMBRO Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico ÍNDICES DE PREÇOS DO SETOR DE SERVIÇOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - SETEMBRO 2016 - SUMÁRIO 1. RESULTADOS SINTÉTICOS DA PESQUISA...

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL. Saldos em 31/12/2013

BALANÇO PATRIMONIAL. Saldos em 31/12/2013 PARTIDO: BALANÇO PATRIMONIAL ORGÃO DO PARTIDO UF EXERCÍCIO CÓDIGO CONTA Saldos em 31/12/2014 Saldos em 31/12/2013 CÓDIGO 1.1. ATIVO CIRCULANTE 2.1. PASSIVO CIRCULANTE 1.1.1. ATIVO CIRCULANTE - FUNDO PARTIDÁRIO

Leia mais

PERFIL DE ENDIVIDAMENTO DO CONSUMIDOR DE FORTALEZA (CE) - ABRIL

PERFIL DE ENDIVIDAMENTO DO CONSUMIDOR DE FORTALEZA (CE) - ABRIL PERFIL DE ENDIVIDAMENTO DO CONSUMIDOR DE FORTALEZA (CE) - ABRIL 2015 - Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico Roberto Guerra, Coordenador de campo SUMÁRIO 1. Resultados Sintéticos

Leia mais

Análise de Endividamento do Consumidor Junho

Análise de Endividamento do Consumidor Junho Análise de Endividamento do Consumidor A Análise de Endividamento do Consumidor traça o quadro de endividamento e inadimplência dos consumidores da capital. Essas informações são importantes, pois englobam

Leia mais

PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - JULHO

PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - JULHO PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - JULHO 2014 - Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico Coordenação de Campo: Roberto Guerra SUMÁRIO

Leia mais

Gestão de Finanças Pessoais. Suzy Sukie Maia Barroso Silva Fábio Augusto Guimarães Teixeira

Gestão de Finanças Pessoais. Suzy Sukie Maia Barroso Silva Fábio Augusto Guimarães Teixeira Gestão de Finanças Pessoais Suzy Sukie Maia Barroso Silva Fábio Augusto Guimarães Teixeira AVISO Apresentação disponibilizada pelo Banco Central do Brasil para ações de educação financeira alinhadas às

Leia mais

Código Classificação Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual 17 1 ATIVO , , , ,08

Código Classificação Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual 17 1 ATIVO , , , ,08 Folha: 1 17 1 ATIVO 863.573,71 547.285,08 533.724,71 877.134,08 23 1.1 ATIVO CIRCULANTE 603.762,30 512.060,74 533.724,71 582.098,33 30 1.1.1 DISPONIBILIDADE 472.036,78 255.694,79 264.887,26 462.844,31

Leia mais

PERFIL DE ENDIVIDAMENTO DO CONSUMIDOR DA REGIÃO NORDESTE DO BRASIL (NE) - SETEMBRO

PERFIL DE ENDIVIDAMENTO DO CONSUMIDOR DA REGIÃO NORDESTE DO BRASIL (NE) - SETEMBRO PERFIL DE ENDIVIDAMENTO DO CONSUMIDOR DA REGIÃO NORDESTE DO BRASIL (NE) - SETEMBRO 2012 - ESCRITÓRIO TÉCNICO DE ESTUDOS ECONÔMICOS DO NORDESTE - ETENE Superintendente: José Narciso Sobrinho Ambiente de

Leia mais

ÁREA DE FORMAÇÃO: PLANEAR O ORÇAMENTO FAMILIAR IDENTIFICAR RENDIMENTOS E DESPESAS

ÁREA DE FORMAÇÃO: PLANEAR O ORÇAMENTO FAMILIAR IDENTIFICAR RENDIMENTOS E DESPESAS ÁREA DE FORMAÇÃO: PLANEAR O ORÇAMENTO FAMILIAR IDENTIFICAR RENDIMENTOS E DESPESAS Índice Planear o orçamento familiar Tipos de rendimentos Tipos de despesas Estrutura de despesas Saldo do orçamento familiar

Leia mais

Nome do Condomínio. Demonstrativo Financeiro

Nome do Condomínio. Demonstrativo Financeiro Mês: Janeiro 1.5 - Mês: Fevereiro 1.5 - Mês: Março 1.5 - Mês: Abril 1.5 - Mês: Maio 1.5 - Mês: Junho 1.5 - Mês: Julho 1.5 - Mês: Agosto 1.5 - Mês: Setembro 1.5 - Mês: Outubro 1.5 - Mês: Novembro 1.5 -

Leia mais

Para onde vai o meu dinheiro????? Treinamento Online com a Diretora De Vendas Ana Carolina Avelar

Para onde vai o meu dinheiro????? Treinamento Online com a Diretora De Vendas Ana Carolina Avelar Para onde vai o meu dinheiro????? Treinamento Online com a Diretora De Vendas Ana Carolina Avelar Você gostaria de: Sair do vermelho? Saber quanto você tem sobrando esse mês Não ficar mais no negativo

Leia mais

Quarta-feira, 13 de março de nº Ano XVI - Caderno B esta edição tem 22 páginas. BALANÇO PATRIMONIAL (em reais)

Quarta-feira, 13 de março de nº Ano XVI - Caderno B esta edição tem 22 páginas. BALANÇO PATRIMONIAL (em reais) Imprensa Oficial da Estância de Atibaia esta edição tem 22 páginas BALANÇO PATRIMONIAL (em reais) ASSOCIAÇÃO MISSIONÁRIA DE AJUDA CRISTÃ - AMAC Ativo 2012 2011 Passivo 2012 2011 Ativo Circulante Passivo

Leia mais

EMPREGO E SALÁRIO DE SERVIÇOS DE SALVADOR (BA) - AGOSTO

EMPREGO E SALÁRIO DE SERVIÇOS DE SALVADOR (BA) - AGOSTO EMPREGO E SALÁRIO DE SERVIÇOS DE SALVADOR (BA) - AGOSTO 2010 - Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico AD HOC Revisão Técnica: José Varela Donato SUMÁRIO 1. RESULTADOS SINTÉTICOS

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS EXERCÍCIO DE 2010

PRESTAÇÃO DE CONTAS EXERCÍCIO DE 2010 PRESTAÇÃO DE CONTAS EXERCÍCIO DE 2010 RESTOS A PAGAR DE 2009 PAGOS EM 2010 VI e AR 73.190,00 Valores Líquidos da folha (Serviços médicos p/ funcionários + HE) 17.712,04 Entidades Públicas Credoras (Cota

Leia mais

QuestãoFinanceira. O que deve ser prioridade na vida de uma pessoa quando se fala em dinheiro

QuestãoFinanceira. O que deve ser prioridade na vida de uma pessoa quando se fala em dinheiro O que deve ser prioridade na vida de uma pessoa quando se fala em dinheiro AlvoPrincipal Ter o suficiente para viver em paz e não dever nada a ninguém SAÍDAS ENTRADA LÍQUIDA SAÍDAS Salário do esposo Necessidades

Leia mais

Administração de Finanças Pessoais e de Família. Prof. Dr. Fabio Junges - Módulo II

Administração de Finanças Pessoais e de Família. Prof. Dr. Fabio Junges - Módulo II Administração de Finanças Pessoais e de Família Prof. Dr. Fabio Junges - fabio@fabiojunges.com.br Módulo II Alguma mudança nestas últimas duas semanas em relação às suas finanças e da sua família? Módulo

Leia mais

Perfil. Descrição do casal Onde querem Chegar? Pilares do Plano: Qualidade de vida e tempo livre com família. Voltarem para SP daqui 2 anos

Perfil. Descrição do casal Onde querem Chegar? Pilares do Plano: Qualidade de vida e tempo livre com família. Voltarem para SP daqui 2 anos Case Real Perfil Descrição do casal Onde querem Chegar? Valorizam relacionamentos e não coisas Escolheram construir um estilo de vida juntos Fiéis às suas raízes Estão felizes com a vida que têm Voltarem

Leia mais

1 - Nome: RG: CPF: Curso: ADMINISTRAÇÃO Período: Diurno ( ) Noturno( )

1 - Nome: RG: CPF: Curso: ADMINISTRAÇÃO Período: Diurno ( ) Noturno( ) 1 1 - Nome: RG: CPF: Curso: ADMINISTRAÇÃO Período: Diurno ( ) Noturno( ) Telefone: E-mail: Data do preenchimento: / /. 2 UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA PROGRAMA UNESP

Leia mais

Contabilidade Avançada Prof. João Domiraci Paccez Exercício Nº 17

Contabilidade Avançada Prof. João Domiraci Paccez Exercício Nº 17 Exercício Nº 17 1 Elaboração do Balanço Patrimonial de em moeda de ATIVO Valores Históricos Valores ajustados Quant. de Valores na moeda de Ativo circulante 350.000 105.132,3249 416.324 Caixa 80.000 80.000

Leia mais

PESQUISA ECONÔNICO/FINANCEIRA DENTRO DO

PESQUISA ECONÔNICO/FINANCEIRA DENTRO DO PESQUISA ECONÔNICO/FINANCEIRA DENTRO DO SEU CONTEXTO FAMILIAR Amauri de Sousa Freitas Junior Profª. Nádia Nara de Godoy Faculdade Metropolitana de Rio do Sul FAMESUL Curso de Ciências Contábeis (CTB0072)

Leia mais

Análise de Endividamento do Consumidor

Análise de Endividamento do Consumidor Belo Horizonte - 2015 A Análise Mensal do Endividamento do Consumidor traça o quadro de endividamento e inadimplência dos consumidores da capital. Essas informações são importantes porque englobam dados

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

ORDEM DOS ADV. BRASIL - DF - OAB/DF CNPJ: / Siscontw - v

ORDEM DOS ADV. BRASIL - DF - OAB/DF CNPJ: / Siscontw - v Página : 350 2 SISTEMA FINANCEIRO 7.860.041,21C 10.482.757,81 8.350.356,82 5.727.640,22C 2.1 ATIVO FINANCEIRO 11.020.907,81D 8.422.506,35 6.327.754,64 13.115.659,52D 2.1.1 DISPONÍVEL 1.575.253,27D 8.361.434,18

Leia mais

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC.

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC. Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC setembro 2012 Data 05/10/2012 IPCA IPCA setembro 0,57 % agosto 0,41 % IPCA - Série

Leia mais

Fidelização funciona?

Fidelização funciona? Fidelização funciona? 1. Engajamento 2. Conhecimento do cliente 3. Vendas 4. Ticket médio 5. Recorrência 6. Retenção Todos tem que ganhar? Cliente Capacidade de acúmulo Ser reconhecido Ter recompensas/prêmios

Leia mais

FÓMULAS DE LANÇAMENTOS

FÓMULAS DE LANÇAMENTOS LANÇAMENTO CONTÁBIL Denominação que se dá ao registro de um fato contábil. Para o lançamento utilizaremos o método das partidas dobradas. O princípio fundamental desse método é o de que não há devedor

Leia mais

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOAS JURÍDICAS PELO TITULAR

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOAS JURÍDICAS PELO TITULAR IDENTIFICAÇÃO DO CONTRIBUINTE Nome: CAMILA PAVAN Data de Nascimento: 01/08/1987 Título Eleitoral: 0019425001970 Houve mudança de endereço? Não Endereço: Rua MIGUEL DANHA Número: 2001 Complemento: Bairro/Distrito:

Leia mais

FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO PARANÁ PESQUISA CONJUNTURAL DO COMÉRCIO PONTA GROSSA

FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO PARANÁ PESQUISA CONJUNTURAL DO COMÉRCIO PONTA GROSSA FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO PARANÁ PESQUISA CONJUNTURAL DO COMÉRCIO ANÁLISE CONJUNTURAL DO MÊS DE JANEIRO DE 2013 PONTA GROSSA Este relatório, referente ao mês de JANEIRO de 2013, da Pesquisa Conjuntural

Leia mais

CNPJ : / Balancete por Centro de Custo de 01/02/2015 até 28/02/2015. Folha: 1 MP INFORMATICA LTDA CLUBE DOS MARIMBÁS(00347)

CNPJ : / Balancete por Centro de Custo de 01/02/2015 até 28/02/2015. Folha: 1 MP INFORMATICA LTDA CLUBE DOS MARIMBÁS(00347) Folha: 1 Descrição Saldo Anterior Débito Crédito Saldo Atual Centro de custo - (00101) DIRETORIA SEDE / RESTAURANTE [409]RECEITAS [410]RECEITA BRUTA [421]RECEITA DE VENDAS [422]RECEITA DE VENDAS RESTAURANTE

Leia mais

BALANCETE MENSAL Janeiro/ SALDO INICIAL ,74 1. Caixa 18,07 2. Bancos ,67 3. Aplicações Financeiras ,00

BALANCETE MENSAL Janeiro/ SALDO INICIAL ,74 1. Caixa 18,07 2. Bancos ,67 3. Aplicações Financeiras ,00 Janeiro/2013 0. SALDO INICIAL 111.827,74 2. Bancos 36.809,67 3. Aplicações Financeiras 75.000,00 1. RECEITAS 11.725,10 01. Receitas de Associados 10.475,10 01. Mensalidades de Associados 10.088,64 02.

Leia mais

FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO

FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO MEC/SETEC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUDESTE DE MINAS CAMPUS SÃO JOÃO DEL REI FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO Modalidades a ser solicitada pelo estudante: (Enumere as modalidades conforme

Leia mais

Balancete Valores expressos Reais (R$) Conta S Classificação Saldo Ant. Débito Crédito Saldo

Balancete Valores expressos Reais (R$) Conta S Classificação Saldo Ant. Débito Crédito Saldo 0082 Associação Servidores Fundação Universidade Estado SC 22/07/2016 14:19 Pág:0001 Societário 1 S 1 ATIVO 2.853.252,61 1.642.142,01 1.586.233,48 2.909.161,14 2 S 1.1 ATIVO CIRCULANTE 1.925.762,04 1.641.814,65

Leia mais

Código da Conta Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual

Código da Conta Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual ISG - Instituto Socrates B A L A N C E T E D E V E R I F I C A Ç Ã O EM BRL Folha : 1 1 - A T I V O 33.116.209,56 12.143.097,36 11.212.070,16-34.047.236,76 11 - ATIVO CIRCULANTE 21.518.018,92 11.760.886,15

Leia mais

Análise de Endividamento do Consumidor

Análise de Endividamento do Consumidor Belo Horizonte - 2015 A Análise Mensal do Endividamento do Consumidor traça o quadro de endividamento e inadimplência dos consumidores da capital. Essas informações são importantes porque englobam dados

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

CNC - Divisão Econômica Rio de Janeiro. Dezembro de 2016

CNC - Divisão Econômica Rio de Janeiro. Dezembro de 2016 CNC - Divisão Econômica Rio de Janeiro Dezembro de 2016 Peic Síntese dos Resultados Síntese dos Resultados Total de Endividados Dívidas ou Contas em Atraso Não Terão Condições de Pagar dez/15 61,1% 23,2%

Leia mais

Balancete de Verificação De 01/12/2014 até 31/12/2014

Balancete de Verificação De 01/12/2014 até 31/12/2014 Folha 1 ATIVO CAIXA 1.1.1.01.001 Caixa 285,18D 5.519,24 5.694,36 110,06 D Total do Grupo 285,18D 5.519,24 5.694,36 110,06 D BANCOS CONTA MOVIMENTO 1.1.1.02.005 CEF - AG. 0542 C/C 00775859-8 2.629,29D 87.096,59

Leia mais

/ Emissão: 26/08/2015 Filial : 3, Depto: 01 Conta Redu Descrição Anterior Débitos Créditos Saldo Atual

/ Emissão: 26/08/2015 Filial : 3, Depto: 01 Conta Redu Descrição Anterior Débitos Créditos Saldo Atual 01/07/2015 a 31/07/2015 Folha:1 1 203 Ativo 1.01 204 Circulante 1.01.01 205 Caixa e Equivalentes de Caixa 1.01.01.01 206 Caixa 1.01.01.01.001 207 Caixa Geral 4.406,00 0,00 0,00 4.406,00 TOTAL Caixa --->

Leia mais

CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro Outubro/2013

CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro Outubro/2013 CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro Outubro/2013 PEIC Síntese dos Resultados Síntese dos Resultados Total de Endividados Dívidas ou Contas em Atrasos Não Terão Condições de Pagar out/12 59,2% 20,5%

Leia mais

4. Apure o valor da depreciação acumulada em 31/12/20015, sendo dados:

4. Apure o valor da depreciação acumulada em 31/12/20015, sendo dados: 1. Classifique os itens abaixo em: bens, direitos ou obrigações item bens direito obrigação Empréstimos a receber Dinheiro em caixa Dinheiro depositado no banco veículos biblioteca Salários a pagar estoques

Leia mais

CRF/BA. Comparativo da Despesa Paga CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DA BAHIA - CRF-BA CNPJ: / Página:1/6

CRF/BA. Comparativo da Despesa Paga CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DA BAHIA - CRF-BA CNPJ: / Página:1/6 CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DA BAHIA - CRF-BA CNPJ: 13.529.565/0001-02 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 10.692.70 517.916,89 9.309.452,52 1.383.247,48 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESAS

Leia mais

Balancete Valores expressos Reais (R$) Conta S Classificação Saldo Ant. Débito Crédito Saldo

Balancete Valores expressos Reais (R$) Conta S Classificação Saldo Ant. Débito Crédito Saldo 0082 Associação Servidores Fundação Universidade Estado SC 22/07/2016 14:19 Pág:0001 Societário 1 S 1 ATIVO 2.909.161,14 1.990.326,79 1.928.793,68 2.970.694,25 2 S 1.1 ATIVO CIRCULANTE 1.981.446,00 1.990.002,02

Leia mais

CRF/BA. Comparativo da Despesa Paga CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DA BAHIA - CRF-BA CNPJ: / Página:1/6

CRF/BA. Comparativo da Despesa Paga CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DA BAHIA - CRF-BA CNPJ: / Página:1/6 CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DA BAHIA - CRF-BA CNPJ: 13.529.565/0001-02 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 10.292.70 9.375.483,91 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESAS CORRENTES 10.038.70

Leia mais

Comparativo da Despesa Paga. Plano de Saúde, Serviços Hospitalares e Farmacêuticos BENEFÍCIOS ASSISTENCIAIS RGPS - CFF

Comparativo da Despesa Paga. Plano de Saúde, Serviços Hospitalares e Farmacêuticos BENEFÍCIOS ASSISTENCIAIS RGPS - CFF CONSELHO REGIONAL DE FARMACIA DO AMAPA CNPJ: 12.967.467/0001-94 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 1.066.322,00 986.698,34 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESAS CORRENTES 804.332,00 724.708,34 PESSOAL

Leia mais

Modelo de Plano de Contas Detalhado

Modelo de Plano de Contas Detalhado Modelo de Plano de Contas Detalhado Código da Conta Descrição da Conta 1. A T I V O 1.1 ATIVO CIRCULANTE 1.1.01 DISPONÍVEL 1.1.01.01 Caixa 1.1.01.02 Bancos c/ Movimento 1.1 01.03 Aplicações Financeiras

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014

BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31 DE DEZEMBRO DE 214 CONTA 1. ATIVO 1.2. ATIVO CIRCULANTE 1.2.1 Disponível 1.2.1.1 Caixa 1.2.1.2 Cobrança Vinculada 1.2.1.3 Bancos Conta Movimento 1.2.2 Realizável 1.2.2.

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES FONTE: BACEN ELABORAÇÃO E ESTIMATIVA: BRADESCO

BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES FONTE: BACEN ELABORAÇÃO E ESTIMATIVA: BRADESCO BALANÇA COMERCIAL 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES 50.000 44.703 46.457 45.166 40.000 30.000 24.794

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES FONTE: BACEN ELABORAÇÃO E ESTIMATIVA: BRADESCO 60,000 50,000 47,284 47,842 44,703 46,457 40,032 37,841 40,000 33,641

BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES FONTE: BACEN ELABORAÇÃO E ESTIMATIVA: BRADESCO 60,000 50,000 47,284 47,842 44,703 46,457 40,032 37,841 40,000 33,641 BALANÇA COMERCIAL 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES 60,000 50,000 24,794 33,641 44,703 46,457 40,032

Leia mais

Paulo Rabello de Castro

Paulo Rabello de Castro Paulo Rabello de Castro 17. AGOSTO. 2015 O Diagnóstico Popular O Brasil não se renova; os problemas são os mesmos, sempre adiados e nunca resolvidos. Antônio Fagundes, ator, em O Estado de S. Paulo O que

Leia mais

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 (Em R$ Mil)

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 (Em R$ Mil) CNPJ 47.902.648/0001-17 CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Bancos 46 Fornecedores 41.785 Aplicações Financeiras 5.541 Provisão

Leia mais

CNPJ: /

CNPJ: / Página : 370 2 SISTEMA FINANCEIRO 380.179,66D 17.857.894,36 15.034.177,89 3.203.896,13D 2.1 ATIVO FINANCEIRO 1.641.581,88D 16.784.777,64 12.749.015,09 5.677.344,43D 2.1.1 DISPONÍVEL 1.275.376,83D 16.419.393,67

Leia mais

BALANCETE ANALÍTICO - MAIO/2015

BALANCETE ANALÍTICO - MAIO/2015 : 1 Saldo Anterior Débito no Mês Crédito no Mês Saldo Atual 1 ATIVO 6.600.996,71D 1.428.409,73 1.333.082,55 6.696.323,89D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 4.439.661,86D 1.363.308,43 1.313.426,98 4.489.543,31D 1.1.1

Leia mais

Balancete. Consolidado. Facopac - Sociedade Previdencia Privada C.N.P.J.: 71.562.656/0001-46. Janeiro/2012

Balancete. Consolidado. Facopac - Sociedade Previdencia Privada C.N.P.J.: 71.562.656/0001-46. Janeiro/2012 1 ATIVO 96.188.642,25 D 6.390.113,18 4.158.982,72 98.419.772,71 D 1.1 DISPONÍVEL 197.613,09 D 2.038.125,38 1.993.131,39 242.607,08 D 1.1.1 IMEDIATO 197.613,09 D 2.038.125,38 1.993.131,39 242.607,08 D 1.1.1.2

Leia mais

CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro

CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro PEIC Síntese dos Resultados Síntese dos Resultados Total de Endividados Dívidas ou Contas em Atrasos Não Terão Condições de Pagar mar/10 63,0% 27,3% 8,7% fev/11 65,3%

Leia mais

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,8 21-Jul-00 Real 0,6493 Sem frete - PIS/COFINS

Leia mais

Programa Educação Financeira & Previdenciária Aula Como esticar o Dinheiro

Programa Educação Financeira & Previdenciária Aula Como esticar o Dinheiro Programa Educação Financeira & Previdenciária Aula 3 2017 Como esticar o Dinheiro Entrando e Saindo do vermelho Já estou no vermelho! SERASA A Serasa é uma empresa privada que possui um dos maiores bancos

Leia mais

/ Emissão: 25/08/2015 Filial : 4, Depto: 01 Conta Redu Descrição Anterior Débitos Créditos Saldo Atual

/ Emissão: 25/08/2015 Filial : 4, Depto: 01 Conta Redu Descrição Anterior Débitos Créditos Saldo Atual 01/07/2015 a 31/07/2015 Folha:1 1 203 Ativo 1.01 204 Circulante 1.01.01 205 Caixa e Equivalentes de Caixa 1.01.01.03 217 Bancos C/Movimento Recurso com Restr 1.01.01.03.005 222 Banco Bradesco - 3946/192-9

Leia mais

COOPERATIVA DE CAFEICULTORES DA ZONA DE SÃO MANUEL - CAFENOEL Balanço Patrimonial Encerrado em 31 de Dezembro de 2008 (Em Reais)

COOPERATIVA DE CAFEICULTORES DA ZONA DE SÃO MANUEL - CAFENOEL Balanço Patrimonial Encerrado em 31 de Dezembro de 2008 (Em Reais) Balanço Patrimonial Encerrado em 31 de Dezembro de 2008 ATIVO CIRCULANTE Contas 10.1.01 CAIXA 29.733,12 - Caixa... 29.733,12 10.1.02 BANCOS - CONTA CORRENTE 264,20 Bancos... 264,20 10.1.05 CONSÓRCIOS A

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE RECEITAS E DESPESAS EXERCÍCIO TÍTULO DA CONTA DESCRIÇÃO DA CONTA TOTAL R$

DEMONSTRATIVO DE RECEITAS E DESPESAS EXERCÍCIO TÍTULO DA CONTA DESCRIÇÃO DA CONTA TOTAL R$ PARTIDO: ÓRGÃO DO PARTIDO: DEMONSTRATIVO DE RECEITAS E DESPESAS EXERCÍCIO MUNICÍPIO: TÍTULO DA CONTA DESCRIÇÃO DA CONTA TOTAL R$ 4. RECEITAS 4.1 RECEITAS OPERACIONAIS 4,1.1. RECEITAS OPERACIONAIS - FUNDO

Leia mais

Código da Conta Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual

Código da Conta Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual ISG - Instituto Socrates B A L A N C E T E D E V E R I F I C A Ç Ã O EM BRL Folha : 1 1 - A T I V O 29.031.312,06 19.432.382,85 18.277.805,85-30.185.889,06 11 - ATIVO CIRCULANTE 17.463.277,42 17.841.176,56

Leia mais

Seminário GVcev Varejo Baixa Renda: oportunidades e desafios

Seminário GVcev Varejo Baixa Renda: oportunidades e desafios Seminário GVcev Varejo Baixa Renda: oportunidades e desafios JOSÉ ROBERTO RESENDE BANCO Focado no público A, B e, eventualmente, C ; Pouca possibilidade de expansão no público atual; Sem acesso ao público

Leia mais

CNPJ : / Balancete por Centro de Custo de 01/01/2015 até 31/01/2015. Folha: 1 MP INFORMATICA LTDA CLUBE DOS MARIMBÁS(00347)

CNPJ : / Balancete por Centro de Custo de 01/01/2015 até 31/01/2015. Folha: 1 MP INFORMATICA LTDA CLUBE DOS MARIMBÁS(00347) Folha: 1 Descrição Saldo Anterior Débito Crédito Saldo Atual Centro de custo - (00101) DIRETORIA SEDE / RESTAURANTE [409]RECEITAS [410]RECEITA BRUTA [421]RECEITA DE VENDAS [422]RECEITA DE VENDAS RESTAURANTE

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito tiveram em março/2012 comportamentos distintos. De um lado por conta da nova redução da taxa

Leia mais

TEOTONIO COSTA REZENDE

TEOTONIO COSTA REZENDE TEOTONIO COSTA REZENDE Sumário Balanço 2016 Projeções 2017 Pontos de Atenção Curto Prazo Penalizando o Longo Prazo Uma visão do futuro Balanço de Contratações Crédito Imobiliário - Evolução da Contratação

Leia mais

Finanças Módulo 2 Finanças Pessoais. Uelinton Lôndero

Finanças Módulo 2 Finanças Pessoais. Uelinton Lôndero Finanças Módulo 2 Finanças Pessoais Uelinton Lôndero Relembrando tudo se resume a Uma Fórmula Ridiculamente Simples como ganhar mais do que você gasta??? Tempo Hábito (menor esforço) Controle ... quem

Leia mais

Balancete Analítico (Valores em Reais)

Balancete Analítico (Valores em Reais) 00001 10000 1000000000 ATIVO 2.421.141,51 298.113,00 285.607,24 2.433.647,27 11000 1100000000 ATIVO CIRCULANTE 275.680,92 238.489,62 285.236,53 228.934,01 11100 1101000000 DISPONIVEL 5.584,28 5.078,86

Leia mais

IPCA setembro 2014 Data 08/10/2014

IPCA setembro 2014 Data 08/10/2014 Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA setembro 2014 Data 08/10/2014 IPCA Setembro 0,57 % Agosto 0,25 % IPCA Regiões

Leia mais

Plano de Contas Código Descrição Natureza

Plano de Contas Código Descrição Natureza 1 ATIVO 11 ATIVO CIRCULANTE 111 ATIVO DISPONIVEL 111001 NUMERARIOS 1.1.1.001.0001-0 CAIXA PEQUENO 111002 BANCOS CONTA MOVIMENTO 1.1.1.002.0001-5 BANCO BRADESCO SA 1.1.1.002.0002-3 BANCO DO BRASIL 1.1.1.002.0003-1

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA CONTRATO 07/2013 EXERCÍCIO 2013 jan/13 fev/13 mar/13 abr/13 mai/13 jun/13 jul/13 ago/13 set/13 out/13 nov/13 dez/13 Número da Nota Fiscal emitida - - - - - - 92 99 110 121/133-157 - - Depósitos realizados

Leia mais

ISBE 3 - Uberlândia Novo INSTRUÇÕES DA PROVA

ISBE 3 - Uberlândia Novo INSTRUÇÕES DA PROVA Assinatura: Nº Questão: 5 INSTRUÇÕES DA PROVA A prova é individual e intransferível, confira os seus dados. Responda dentro da área reservada ao aluno. Não escreva fora das margens ou atrás da folha. Textos

Leia mais

FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO PROGRAMA BOLSA DE ESTUDO 2017

FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO PROGRAMA BOLSA DE ESTUDO 2017 FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO PROGRAMA BOLSA DE ESTUDO 2017 I DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DADOS DO ALUNO Nome: Nº de Matrícula: Data de Nasc. / / Naturalidade Sexo: Raça: RG (do aluno) Nº CPF (do aluno) Nº: NIS:

Leia mais

Série 34 E 35 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-14

Série 34 E 35 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-14 31-jan-14 a - Juros 6.691.919,50 a - Juros 1.672.979,81 b - Amortização 3.757.333,97 b - Amortização 939.333,65 a - Saldo atual dos CRI Seniors (984.936.461,48) b - Saldo atual dos CRI Junior (246.234.105,79)

Leia mais

Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras. Boletim 1º Semestre 2016

Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras. Boletim 1º Semestre 2016 Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras Boletim 1º Semestre 2016 N O T A Ressaltamos que os dados divulgados pelo BACEN, são sempre informados como preliminares nos últimos três meses

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITATIBA PROCON PREFEITURA MUNICIPAL DE ITATIBA PROCON

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITATIBA PROCON PREFEITURA MUNICIPAL DE ITATIBA PROCON ÁREA: 1.Alimentos TOTAL da area 1.Alimentos 0 0 0 0 ÁREA: 6.Assuntos Financeiros Assunto: F018 - Banco comercial alteração, transferencia, irregularidade, 2 0 1 3 F052 - Cobrança indevida. 1 1 2 4 F313

Leia mais

ASTRA ASSOCIAÇÃO DOS SERV DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 6 REGIÃO MOVIMENTAÇÃO FINANCEIRA DE 01/01/2009 A 31/01/2009

ASTRA ASSOCIAÇÃO DOS SERV DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 6 REGIÃO MOVIMENTAÇÃO FINANCEIRA DE 01/01/2009 A 31/01/2009 ASTRA ASSOCIAÇÃO DOS SERV DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 6 REGIÃO MOVIMENTAÇÃO FINANCEIRA DE 01/01/2009 A 31/01/2009 1- ENTRADAS 1.1 - RECEITAS ASSOCIADOS 70.844,33 1.2 - RECEITAS ADMINISTRAÇÃO CONVENIO

Leia mais

Análise de Endividamento do Consumidor

Análise de Endividamento do Consumidor Belo Horizonte - 2015 A Análise Mensal do Endividamento do Consumidor traça o quadro de endividamento e inadimplência dos consumidores da capital. Essas informações são importantes porque englobam dados

Leia mais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais Balanços patrimoniais em 31 de dezembro de 2014 e 2013 Ativo Nota 2014 2013 Passivo Nota 2014 2013 (Ajustado) (Ajustado) Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 5 48.650 835 Fornecedores 10

Leia mais

IPCA Abril 2015. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC. Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP

IPCA Abril 2015. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC. Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA Abril 2015 Data 08/05/2015 IPCA Abril 0,71 % Março 1,32 % Fevereiro 1,22 %

Leia mais

DETALHAMENTO DA DOCUMENTAÇÃO DO FIES

DETALHAMENTO DA DOCUMENTAÇÃO DO FIES DETALHAMENTO DA DOCUMENTAÇÃO DO FIES DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR A CPSA deverá solicitar, salvo em caso de dúvida, somente um dos seguintes comprovantes

Leia mais