Metodologia Científica

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Metodologia Científica"

Transcrição

1 Metodologia Científica O PROCESSO DE LEITURA E DA PRODUÇÃO DE TEXTOS Profª Ma. Fabiana Rocha

2 O PROCESSO DE LEITURA Importância da Leitura Aprendizagem do ser humano; Enriquecer o vocabulário; Obter conhecimento; Dinamizar o raciocínio; Interpretação

3 O PROCESSO DE LEITURA A aptidão para ler e produzir textos com proficiência é o mais significativo indicador de bom desempenho linguístico. (FIORIN & SAVIOLI,2003).

4 O que é Leitura? Mera decifração de significados contidos no texto É atribuir sentido aos símbolos gráficos inseridos em um Texto.

5 Etapas da Leitura 1ª- Decodificar 2ª - Compreender 3ª - Interpretar 4ª - Refletir

6 Produção de Texto É uma unidade complexa de significação e pode ter qualquer extensão. É uma unidade de significação. É o centro comum no qual ocorre o processo de interação entre falante e ouvinte, leitor e autor.

7 Narrativo Tipologia Textual é um texto no qual é contada uma história, através de um narrador, que pode ser personagem, observador ou onisciente. Descritivo Objetivo: contar algum fato tipo de texto que procura retratar, através de palavras, as características de uma pessoa, de um objeto, de um animal, de uma paisagem ou de uma situação qualquer. Objetivo: descrever Dissertativo (Argumentativo)

8 TEXTO ARGUMENTATIVO É o texto em que sustenta uma ideia, opinião ou ponto de vista, uma tese, procurando fazer com que nosso ouvinte/leitor aceite ou acredite nela. A palavra ARGUMENTO tem uma origem curiosa: vem do latim ARGUMENTUM, que tem o tema ARGU, cujo sentido primeiro é "fazer brilhar", "iluminar.

9 ESTRATÉGIAS ARGUMENTATIVAS São todos os recursos (verbais e nãoverbais) utilizados para envolver o leitor/ouvinte, para impressioná-lo, para convencê-lo melhor, para persuadi-lo mais facilmente, para gerar credibilidade, etc.

10 Leitura: como abordar um texto? Qual o meu objetivo ao ler isso? Qual é o assunto? O que sei sobre isso? Qual a velocidade de leitura necessária? Quais as unidades de pensamento e idéias - chave?

11 Algumas técnicas de leitura Sublinhar e esquematizar Sublinhar o essencial: Esquematizar: é preciso Ideias, palavras conceitoschave. Destacar as ideias saber sublinhar: Utilizar-se de marcações e centrais do texto, signos para posterior recomposição do assunto (ex: */ /?/!/ //). Sublinhar em média 6 palavras por parágrafo. Fazer a representação gráfica do que se tem. Feito com chaves ou numeração ou estilo rede e associações de idéias.

12 ESQUEMAS O esquema é a representação gráfica, resumida de coisas e processos. Características: Favorecer a compreensão global do significado do texto; Treinar para a compreensão e interpretação crítica dos textos; Auxiliar no desenvolvimento do raciocínio lógico; Fornecer instrumentos para o trabalho intelectual.

13

14 Em resumo: Sublinhar e esquematizar Manter relações entre as partes e fidelidade ao texto original. Organizar uma estrutura lógica Flexibilidade e funcional. (Em uma olhada, transmite-se o conteúdo do texto original!)

15 Em resumo: Sublinhar e esquematizar Sublinhar o essencial: Você está fazendo isso errado!!!

16 O que é um RESUMO? É um texto que se limita a resumir o conteúdo de um livro, de um capítulo, de um filme, de uma peça de teatro ou de um espetáculo, sem qualquer crítica ou julgamento de valor. Trata-se de um texto informativo, pois o objetivo principal é informar o leitor.

17 Características de um Bom Resumo Brevidade- só contém as ideias principais. Os pormenores não são incluídos. Rigor e clareza- exprime as ideias fundamentais do texto, de uma forma coerente e clara, e que respeite o pensamento do autor. Linguagem pessoal- não se copia frases do texto; exprime-seas ideias principais por palavras nossas. Não é cola e copia

18 O que é uma RESENHA? É uma análise bibliográfica, é um comentário do livro com aprofundamento teórico embasado no seu próprio conhecimento acadêmico. A resenha tem papel importante na vida científica do acadêmico. RESENHA CRÍTICA- é uma descrição minuciosa que compreende certo número de fatos; é a apresentação do conteúdo de uma obra, além do conhecimento sobre o assunto, tem capacidade de juízo crítico.

19 Qual a finalidade da RESENHA? É informar o leitor de maneira objetiva, sobre o assunto tratado na obra ou livro, demonstrando a contribuição do autor.

20 Vamos Abraçar a Leitura Obrigada!

Sumário. Introdução, 1

Sumário. Introdução, 1 Sumário Introdução, 1 1 Como tomar o estudo e a aprendizagem mais eficazes, 5 1 Eficácia nos estudos, 5 2 Anotação, 8 2.1 Anotações corridas, 9 2.2 Anotações esquemáticas, 10 2.3 Anotações resumidas, 12

Leia mais

Aula 08. Resenha e Resumo. Caro(a) aluno(a),

Aula 08. Resenha e Resumo. Caro(a) aluno(a), Aula 08 Resenha e Resumo Caro(a) aluno(a), Estamos em nossa oitava aula e nos dedicaremos mais a um assunto de grande interesse para vocês: veremos como proceder para elaborar resumos e resenhas. Bom trabalho!

Leia mais

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Leitura e Produção Textual Professor: Wilma Cléa Ferreira e-mail: wilmaclea@yahoo.com.br Código: Carga Horária: 60 H Créditos:

Leia mais

Para Rauen ( 2002) esquema é um tipo de produção textual que explicita a linha diretriz do autor de um documento de base.

Para Rauen ( 2002) esquema é um tipo de produção textual que explicita a linha diretriz do autor de um documento de base. Esquema Textual Para Rauen ( 2002) esquema é um tipo de produção textual que explicita a linha diretriz do autor de um documento de base. Assim esquema é a apresentação do texto, colocando em destaque

Leia mais

Gêneros Textuais. E aí, beleza!? Vamos juntos dar uma olhada em algumas dicas importantes de gêneros textuais?

Gêneros Textuais. E aí, beleza!? Vamos juntos dar uma olhada em algumas dicas importantes de gêneros textuais? Gêneros Textuais E aí, beleza!? Vamos juntos dar uma olhada em algumas dicas importantes de gêneros textuais? Para começar, vamos observar as imagens abaixo, reproduções de uma receita, uma manchete de

Leia mais

Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula

Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL 6º ANO Ensino

Leia mais

Gêneros Textuais Acadêmicocientíficos. 3/6/5AD836_1.jpg

Gêneros Textuais Acadêmicocientíficos.  3/6/5AD836_1.jpg Gêneros Textuais Acadêmicocientíficos http://images.quebarato.com.br/photos/thumbs/ 3/6/5AD836_1.jpg Olá, Pessoal, Vamos acompanhar mais uma aula da prof. Alessandra. Hoje falaremos sobre alguns gêneros

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Piedade

Colégio Nossa Senhora da Piedade Colégio Nossa Senhora da Piedade Docente: Marcela Rodriguês dos Santos/ Rubinaldo da Silva Araújo Carga horária: 80h Disciplina: Produção Textual Serie: 6 Ano Plano de Curso I Unidade Objetivo Geral: Desenvolver

Leia mais

AULA 06 Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos

AULA 06 Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos 1 AULA 06 Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos Ernesto F. L. Amaral 19 de março de 2010 Metodologia (DCP 033) Fonte: Severino, Antônio Joaquim. 2007. Metodologia do trabalho científico.

Leia mais

ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM 1. Curso: Missão do Colégio: Promover o desenvolvimento do cidadão e, na sua ação educativa,

Leia mais

Autor: Profª Msª Carla Diéguez METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA

Autor: Profª Msª Carla Diéguez METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA Autor: Profª Msª Carla Diéguez METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA OBJETIVO DA AULA AULA 3 O PROJETO E O ARTIGO PARTE 1 TEMA DE PESQUISA, FONTES E FICHAMENTO Objetivo Geral Auxiliar o aluno na elaboração

Leia mais

Ano Letivo: 2014 / 2015 Ano de Escolaridade: 1º

Ano Letivo: 2014 / 2015 Ano de Escolaridade: 1º 1.º CEB Agrupamento de Escolas Ano Letivo: 2014 / 2015 Ano de Escolaridade: 1º Saber escutar para reproduzir pequenas mensagens e Compreensão do oral Leitura Escrita para cumprir ordens e pedidos Prestar

Leia mais

LINGUAGEM E ARGUMENTAÇÃO JURÍDICA

LINGUAGEM E ARGUMENTAÇÃO JURÍDICA AULA 9 PG 1 Este material é parte integrante da disciplina Linguagem e Argumentação Jurídica oferecido pela UNINOVE. O acesso às atividades, as leituras interativas, os exercícios, chats, fóruns de discussão

Leia mais

Português 1º e 2º Mara

Português 1º e 2º Mara Português 1º e 2º Mara Estrutura do texto dissertativoargumentativo Roberson de Oliveira 1 Roberson de Oliveira 1 Estrutura do texto dissertativo-argumentativo O texto dissertativo é composto de 3 partes:

Leia mais

PROJETO DE LÍNGUA PORTUGUESA

PROJETO DE LÍNGUA PORTUGUESA ASSOCIAÇÃO ESCOLA 31 DE JANEIRO 2012/13 PROJETO DE LÍNGUA PORTUGUESA TRANSVERSALIDADE NA CORREÇÃO DA ESCRITA E DA EXPRESSÃO ORAL DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS E CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS INTRODUÇÃO A língua

Leia mais

Sugestões para cada seção

Sugestões para cada seção Escrever um Artigo Científico não das tarefas mais fáceis, mas com um as dicas (a seguir), que preparamos para auxiliar estudantes que precisam desenvolver textos científicos, ficará muito mais fácil.

Leia mais

INFORMAÇÃO DE EXAME A NÍVEL DE ESCOLA EQUIVALENTE A NACIONAL Secundário - 1.ª e 2.ª FASES CÓDIGO: 847

INFORMAÇÃO DE EXAME A NÍVEL DE ESCOLA EQUIVALENTE A NACIONAL Secundário - 1.ª e 2.ª FASES CÓDIGO: 847 2015/2016 ANO DE ESCOLARIDADE: 11.º ANO DURAÇÃO DO EXAME: 120 minutos TOLERÂNCIA: 30 minutos INFORMAÇÃO DE EXAME A NÍVEL DE ESCOLA EQUIVALENTE A NACIONAL Secundário - 1.ª e 2.ª FASES CÓDIGO: 847 DISCIPLINA:

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA LÍNGUA PORTUGUESA SADEAM 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

MATRIZ DE REFERÊNCIA LÍNGUA PORTUGUESA SADEAM 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL MATRIZ DE REFERÊNCIA LÍNGUA PORTUGUESA SADEAM 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DOMÍNIOS COMPETÊNCIAS DESCRITORES D01 Distinguir letras de outros sinais gráficos. Reconhecer as convenções da escrita. D02 Reconhecer

Leia mais

Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar,

Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar, DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 8º ANO A Ano Letivo: 2012/2013 Introdução /Metas Consigna-se no Despacho n.º 5306/2012, de 18 de abril de 2012, que o desenvolvimento do ensino será orientado por Metas

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: Português

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: Português CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: Português Ensino Básico Ano letivo: 16/17 5º ANO Perfil de Aprendizagens Específicas O aluno é capaz: Domínios Interpretar discursos orais breves (Referir

Leia mais

Técnica de sublinhar para esquematizar e resumir

Técnica de sublinhar para esquematizar e resumir Disciplina: Metodologia do Trabalho Academico Técnica de sublinhar para esquematizar e resumir Prof. a Dra. Carolina Davanzzo Gomes dos Santos Email: profcarolinadgs@gmail.com Página: profcarolinadgs.webnode.com.br

Leia mais

Introdução 1 Língua, Variação e Preconceito Linguístico 1 Linguagem 2 Língua 3 Sistema 4 Norma 5 Português brasileiro 6 Variedades linguísticas 6.

Introdução 1 Língua, Variação e Preconceito Linguístico 1 Linguagem 2 Língua 3 Sistema 4 Norma 5 Português brasileiro 6 Variedades linguísticas 6. Introdução 1 Língua, Variação e Preconceito Linguístico 1 Linguagem 2 Língua 3 Sistema 4 Norma 5 Português brasileiro 6 Variedades linguísticas 6.1 Padrão vs. não padrão 6.2 Variedades sociais 6.3 Classificação

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Turismo, Hospitalidade e Lazer CURSO: Técnico em Eventos FORMA/GRAU:( x )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL 6º ANO Ensino Fundamental Língua Portuguesa 2) Inferir o sentido

Leia mais

GRUPO 1 GRUPO 2 GRUPOS 3e4

GRUPO 1 GRUPO 2 GRUPOS 3e4 GRUPO 1 GRUPO GRUPOS 3e UFG/CS RESPOSTAS ESPERADAS OFICIAIS GRUPO I ADEQUAÇÃO A-ao tema = 0 a pontos B-à leitura da coletânea = 0 a pontos C-ao gênero textual = 0 a pontos D-à modalidade = 0 a pontos CRITÉRIOS

Leia mais

ESCOLA BÁSICA DE MAFRA 2016/2017 Português (2.º Ciclo) Perfil de Aprendizagens Específicas

ESCOLA BÁSICA DE MAFRA 2016/2017 Português (2.º Ciclo) Perfil de Aprendizagens Específicas ESCOLA BÁSICA DE MAFRA 2016/2017 Português (2.º Ciclo) Perfil de Aprendizagens Específicas (ponto 2 do artigo 7º do Despacho Normativo nº1-f/2016, de 5 de abril) 5.º Ano Interpretar textos orais breves.

Leia mais

Lição 2 O Hábito da Leitura

Lição 2 O Hábito da Leitura Redação Técnica 43 Ao fi nal desta lição, esperamos que você possa: reconhecer o conceito de leitura; identifi car os principais objetivos da leitura; selecionar alguns recursos utilizados para efetuar

Leia mais

847- ESPANHOL (NÍVEL- CONTINUAÇÃO 10.º/ 11.º ANO)

847- ESPANHOL (NÍVEL- CONTINUAÇÃO 10.º/ 11.º ANO) 847- ESPANHOL (NÍVEL- CONTINUAÇÃO 10.º/ 11.º ANO) FORMAÇÃO ESPECÍFICA 1ª/2ª FASE 1.INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características do Exame de Espanhol a nível de escola a realizar em

Leia mais

Quanto aos textos de estrutura narrativa, identificam personagem, cenário e tempo.

Quanto aos textos de estrutura narrativa, identificam personagem, cenário e tempo. Língua Portuguesa - Ensino Médio SISPAE 2013 01 Abaixo do Básico 1º e 2º ano até 200 pontos Neste Padrão de Desempenho, os estudantes se limitam a realizar operações básicas de leitura, interagindo apenas

Leia mais

PREPARA-TE PARA OS EXAMES: descobre os verbos mais importantes. Biblioteca da ESMA Coordenadora: Catarina Azevedo

PREPARA-TE PARA OS EXAMES: descobre os verbos mais importantes. Biblioteca da ESMA Coordenadora: Catarina Azevedo PREPARA-TE PARA OS EXAMES: descobre os verbos mais importantes 2012-2013 Coordenadora: Catarina Azevedo Um exame prepara-se com antecedência e depende muita da tua capacidade de interpretares corretamente

Leia mais

Atividade prática Comparação de textos quotidianos e escolares

Atividade prática Comparação de textos quotidianos e escolares Atividade prática Comparação de textos quotidianos e escolares (para os professores) Os alunos de PLNM e a aprendizagem de conteúdos escolares Secção I - Desafios de alunos de PLNM na aprendizagem de conteúdos

Leia mais

PRÉ-REQUISITOS Haver concluído a disciplina Introdução aos Estudos Linguísticos ou disciplina equivalente..

PRÉ-REQUISITOS Haver concluído a disciplina Introdução aos Estudos Linguísticos ou disciplina equivalente.. GÊNEROS TEXTUAIS PROJETO DIDÁTICO Aula 10 META Apresentar a criação de um produto fi nal, a partir de atividades de leitura e escrita, como possibilidade de ressignifi cação da aprendizagem dos gêneros

Leia mais

COMUNICAÇÃO E LINGUAGEM (conceitos)

COMUNICAÇÃO E LINGUAGEM (conceitos) Faculdade de Tecnologia SENAC Pelotas Curso Superior de Tecnologia em Marketing/Processos Gerenciais UC: Comunicação e Expressão COMUNICAÇÃO E LINGUAGEM (conceitos) A comunicação verbal baseia-se na interação

Leia mais

Matriz de referência de LÍNGUA PORTUGUESA - SAERJINHO 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL

Matriz de referência de LÍNGUA PORTUGUESA - SAERJINHO 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL 7 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL H0 Ler frases. Períodos compostos. H03 Inferir uma informação em um H04 Identificar o tema Trabalhar o tema baseando-se na complexidade do texto, partindo de um texto de curta

Leia mais

1) Devemos proceder a primeira leitura de reconhecimento ininterrupta.

1) Devemos proceder a primeira leitura de reconhecimento ininterrupta. TRABALHOS CIENTÍFICOS ACADÊMICOS Muitas vezes, o estudante ou pesquisador, ao ser abordado para fazer um trabalho científico acadêmico, tem muitas dificuldades de diferenciar as características quanto

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A REDAÇÃO DE RELATÓRIOS

ORIENTAÇÕES PARA A REDAÇÃO DE RELATÓRIOS ORIENTAÇÕES PARA A REDAÇÃO DE RELATÓRIOS A redação de um relatório científico tem como um de seus principais objetivos registrar com exatidão e clareza como o experimento foi realizado e compreendido.

Leia mais

DISCIPLINA: Ciências Naturais CÓDIGO DA PROVA: 10. Ensino Básico: 3.º CICLO ANO DE ESCOLARIDADE: 9.º

DISCIPLINA: Ciências Naturais CÓDIGO DA PROVA: 10. Ensino Básico: 3.º CICLO ANO DE ESCOLARIDADE: 9.º DISCIPLINA: Ciências Naturais CÓDIGO DA PROVA: 10 Ensino Básico: 3.º CICLO ANO DE ESCOLARIDADE: 9.º O presente documento divulga informação relativa à prova de equivalência à frequência do 3.º Ciclo da

Leia mais

Planejamento. 2º trimestre º ano Profª Karine Peters

Planejamento. 2º trimestre º ano Profª Karine Peters Planejamento 2º trimestre 2014 4º ano Profª Karine Peters Disciplina: Língua Portuguesa *Construção do jogo imaginário a partir da leitura do mini conto; *Reconhecer elementos estruturantes do mini conto;

Leia mais

Manual para elaboração de artigos

Manual para elaboração de artigos 1 Manual para elaboração de artigos ESTRELA 2016 2 APRESENTAÇÃO Este documento visa auxiliar os estudantes da Faculdade La Salle Estrela na elaboração de artigos, apresentando as regras dispostas nas normas

Leia mais

O conto é a forma narrativa, em prosa, de menor extensão (no sentido estrito de tamanho), ainda que contenha os mesmos componentes do romance.

O conto é a forma narrativa, em prosa, de menor extensão (no sentido estrito de tamanho), ainda que contenha os mesmos componentes do romance. Ensino Médio 1º ano O conto é a forma narrativa, em prosa, de menor extensão (no sentido estrito de tamanho), ainda que contenha os mesmos componentes do romance. Entre suas principais características,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CUBA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CUBA DISCIPLINA : LÍNGUA PORTUGUESA : 6ºano ANO LECTIVO: 2007/2008 PLANIFICAÇÃO ANUAL COMPETÊNCIAS GERAIS Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender a realidade e para abordar

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC Professor Massuyuki Kawano Extensão E.E Índia Vanuíre Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional:

Leia mais

Agrupamento de Escolas Piscinas Olivais PORTUGUÊS. Planificação Anual / Mensal 2º ANO

Agrupamento de Escolas Piscinas Olivais PORTUGUÊS. Planificação Anual / Mensal 2º ANO Agrupamento de Escolas Piscinas Olivais PORTUGUÊS Planificação Anual / Mensal 2º ANO 2014/2015 Agrupamento PARA O de Escolas Piscinas - Olivais PLANIFICAÇÃO ANUAL / MENSAL DE PORTUGUÊS 2º ANO 1.º PERÍODO

Leia mais

Admissão de alunos 2017

Admissão de alunos 2017 Tradição em Excelência Admissão de alunos 2017 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 1ª SÉRIE ENSINO MÉDIO CIÊNCIAS 1. CINEMÁTICA 1.1. Estudo dos movimentos e referenciais. 1.2. Movimentos uniformes. 2. PROPRIEDADES

Leia mais

3ª Eduardo e Ana. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade

3ª Eduardo e Ana. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade Matemática 3ª Eduardo e Ana 8 Ano E.F. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade Competência 3 Foco: Espaço e Forma Utilizar o conhecimento geométrico para realizar a leitura e a representação da realidade

Leia mais

Metodologia Científica ILUSTRAÇÕES DAS NORMAS DA ABNT. Organização: Paulo Roberto de C. Mendonça Revisão: Vania Hirle

Metodologia Científica ILUSTRAÇÕES DAS NORMAS DA ABNT. Organização: Paulo Roberto de C. Mendonça Revisão: Vania Hirle ILUSTRAÇÕES DAS NORMAS DA ABNT NORMA NBR 6028 - INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - RESUMO - APRESENTAÇÃO Organização: Paulo Roberto de C. Mendonça Revisão: Vania Hirle Resumo: NBR 6028 Definições. 2.1 palavra-chave:

Leia mais

Possuem função comunicativa e estão inseridos em um contexto cultural.

Possuem função comunicativa e estão inseridos em um contexto cultural. Tipologias Textuais Tipos Textuais Os tipos textuais são caracterizados por propriedades linguísticas, como vocabulário, relações lógicas, tempos verbais, construções frasais etc. Gêneros textuais Possuem

Leia mais

TRABALHO DE CURSO TC CURSO DE DIREITO - UCB

TRABALHO DE CURSO TC CURSO DE DIREITO - UCB TRABALHO DE CURSO TC - UCB O aluno em fase de realização do Trabalho de Curso tem, entre outros, os seguintes deveres específicos: I - Freqüentar as reuniões convocadas pela Coordenação de Trabalho de

Leia mais

A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO

A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO FATOS SOBRE A PROVA DE REDAÇÃO Todas as redações desenvolvidas no ENEM são avaliadas;

Leia mais

Período Gênero textual Expectativa

Período Gênero textual Expectativa DISCIPLINA: Produção de texto ANO DE REFERÊNCIA: 2016 PROFESSORAS RESPONSÁVEIS: 6ºano Período Gênero textual Expectativa P35 Compreender o papel do conflito gerador no desencadeamento dos episódios narrados.

Leia mais

Vamos começar nossos estudos e descobertas????????

Vamos começar nossos estudos e descobertas???????? Aula 07 RESUMO E RESENHA Vamos iniciar nossos estudos???? Você já deve ter observado que pedimos que leia determinados textos e escreva o que entendeu, solicitamos que escreva o que o autor do texto quis

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Ensino Médio ETEC Mairiporã Etec: Mairiporã Código: 27 Município: Mairiporã Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Nível Médio de

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL ATIVIDADES ESTRATÉGIAS

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL ATIVIDADES ESTRATÉGIAS ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL ENSINO BÁSICO Curso de Apoio à Família e à Comunidade DISCIPLINA: Língua Portuguesa ANO: CEF Tipo 2 (2º ano) ANO LETIVO: 2011/2012 COMPETÊNCIAS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL 2016

PLANEJAMENTO ANUAL 2016 PLANEJAMENTO ANUAL 2016 Professor Joabe Bernardo dos Santos Língua Portuguesa 9º ano Colégio Nossa Senhora da Piedade Referências: -SAE, 9º ano: Língua Portuguesa. Livro do professor: livro 1 / IESDE BRASIL

Leia mais

Técnico Integrado em Controle Ambiental SÉRIE:

Técnico Integrado em Controle Ambiental SÉRIE: PLANO DA DISCIPLINA COMPONENTE CURRICULAR: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira CURSO: Técnico Integrado em Controle Ambiental SÉRIE: 2º Ano CARGA HORÁRIA: 100 h.r. EMENTA Aspectos morfológicos e

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru Curso 1503 / 1504 - Licenciatura em Matemática 1701 - Bacharelado em Meteorologia 3002 / 3003 - Licenciatura em Pedagogia Ênfase Identificação Disciplina 0004460A - Leitura e Produção Textual Docente(s)

Leia mais

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano B 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano B 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano B 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender a realidade e para abordar situações

Leia mais

GABARITO COMENTADO QUESTÕES OBJETIVAS QUESTÃO ENUNCIADO RESPOSTA CORRETA JUSTIFICATIVA

GABARITO COMENTADO QUESTÕES OBJETIVAS QUESTÃO ENUNCIADO RESPOSTA CORRETA JUSTIFICATIVA UNIVERSIDADE TIRADENTES SUPERINTENDÊNCIA ACADÊMICA NEAD - NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA GABARITO COMENTADO Curso: FITS - NOITE Período: 1º Data da avaliação: 05/04/2013 Disciplina: Metodologia Científica

Leia mais

Formador Residente, Maurício Ferreira

Formador Residente, Maurício Ferreira A Compreensão do Oral A compreensão do oral consiste na atribuição de significado a cadeias fónicas produzidas de acordo com a gramática da língua. Formador Residente, Maurício Ferreira Factores de compreensão

Leia mais

PIM IV. Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

PIM IV. Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Propor a aplicação dos conhecimentos adquiridos nas disciplinas do semestre na

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 14, Toledo PR Fone: 77-810 PLANEJAMENTO ANUAL DE LINGUAGEM SÉRIE: PRÉ I PROFESSOR: Carla Iappe

Leia mais

CURSO DE... Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito. NOME DO AUTOR Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito

CURSO DE... Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito. NOME DO AUTOR Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito CURSO DE... NOME DO AUTOR TÍTULO: SUBTÍTULO MARINGÁ ANO NOME DO AUTOR TÍTULO: SUBTÍTULO Recuo de 7 cm, fonte 12, espaço simples Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Faculdade Metropolitana de Maringá

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência - 15 Ano Letivo 2012/2013

Informação Prova de Equivalência à Frequência - 15 Ano Letivo 2012/2013 Ensino Básico Informação Prova de Equivalência à Frequência - 15 Disciplina: Espanhol Ano Letivo 2012/2013 9º Ano de escolaridade 1. Objeto de avaliação A prova tem por referência o Programa de Espanhol

Leia mais

Metas de Aprendizagem para Língua Portuguesa na Competência da Leitura

Metas de Aprendizagem para Língua Portuguesa na Competência da Leitura Ação de Formação Metas de Aprendizagem para Língua Portuguesa na Competência da Leitura 1º ciclo 2º ciclo 3º ciclo Domínio: Compreender e Interpretar Textos 1º Ciclo Subdomínio: Identificação de Ideias

Leia mais

Conteúdos para Avaliação Diagnóstica. 2 º Ano

Conteúdos para Avaliação Diagnóstica. 2 º Ano 2 º Ano MATEMÁTICA Sistema de numeração decimal Reconhecer a utilidade dos números em nossa vida; Associar os números às suas quantidades; Identificar, ler, escrever e ordenar os números de 0 a 50; Identificar

Leia mais

DESVENDANDO O EDITAL PROVA DE REDAÇÃO

DESVENDANDO O EDITAL PROVA DE REDAÇÃO DESVENDANDO O EDITAL PROVA DE REDAÇÃO 9 DA PROVA DISCURSIVA 9.1 A prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, valerá 20,00 pontos, consistirá da redação de texto dissertativo, de até 30

Leia mais

Sumário. Introdução, 1. 1 Português jurídico, 5 1 Linguagem, sistema, língua e norma, 5 2 Níveis de linguagem, 11 Exercícios, 24

Sumário. Introdução, 1. 1 Português jurídico, 5 1 Linguagem, sistema, língua e norma, 5 2 Níveis de linguagem, 11 Exercícios, 24 Sumário Introdução, 1 1 Português jurídico, 5 1 Linguagem, sistema, língua e norma, 5 2 Níveis de linguagem, 11 Exercícios, 24 2 Como a linguagem funciona, 31 1 Análise do discurso, 31 2 O estudo da linguagem,

Leia mais

Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André

Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André Objetivos Gerais: Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André # Promover as competências necessárias para as práticas de leitura e escrita autônomas

Leia mais

REDAÇÃO AULA 4 PARÁGRAFO ARGUMENTATIVO PROF.: MÁRIO VICTOR

REDAÇÃO AULA 4 PARÁGRAFO ARGUMENTATIVO PROF.: MÁRIO VICTOR REDAÇÃO AULA 4 PARÁGRAFO ARGUMENTATIVO PROF.: MÁRIO VICTOR TEXTO ARGUMENTATIVO TEXTO ARGUMENTATIVO é o texto em que defendemos uma idéia, opinião ou ponto de vista, uma tese, procurando (por todos os meios)

Leia mais

Curso PROEJA FIC ENSINO FUNDAMENTAL BILÍNGUE LIBRAS/PORTUGUÊS COM PROFISSIONALIZAÇÃO EM FOTOGRAFIA DIGITAL: EDIÇÃO DE IMAGENS

Curso PROEJA FIC ENSINO FUNDAMENTAL BILÍNGUE LIBRAS/PORTUGUÊS COM PROFISSIONALIZAÇÃO EM FOTOGRAFIA DIGITAL: EDIÇÃO DE IMAGENS Curso PROEJA FIC ENSINO FUNDAMENTAL BILÍNGUE LIBRAS/PORTUGUÊS COM PROFISSIONALIZAÇÃO EM FOTOGRAFIA DIGITAL: EDIÇÃO DE IMAGENS CÂMPUS PALHOÇA BILÍNGUE MATRIZ CURRICULAR Módulo/Semestre 1 Carga horária total:

Leia mais

NORMALIZAÇÃO BIBLIOGRÁFICA: aspectos introdutórios 1 Márcia Feijão de Figueiredo 2

NORMALIZAÇÃO BIBLIOGRÁFICA: aspectos introdutórios 1 Márcia Feijão de Figueiredo 2 NORMALIZAÇÃO BIBLIOGRÁFICA: aspectos introdutórios 1 Márcia Feijão de Figueiredo 2 INTRODUÇÃO No meio acadêmico, é comum por parte dos professores solicitarem o uso de normas bibliográficas em trabalhos

Leia mais

E.E. TENENTE JOSÉ LUCIANO PROJETO:PASSAPORTE DA LEITURA 2015 REPÚBLICA FEDERATIVA DO LIVRO 2º ANO

E.E. TENENTE JOSÉ LUCIANO PROJETO:PASSAPORTE DA LEITURA 2015 REPÚBLICA FEDERATIVA DO LIVRO 2º ANO E.E. TENENTE JOSÉ LUCIANO PROJETO:PASSAPORTE DA LEITURA 2015 REPÚBLICA FEDERATIVA DO LIVRO 2º ANO ESCOLA ESTADUAL TENENTE JOSÉ LUCIANO PROJETO:PASSAPORTE DA LEITURA-2015 Um livro tem asas longas e leves,

Leia mais

Direção Geral de Estabelecimentos Escolares - DSRN AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO

Direção Geral de Estabelecimentos Escolares - DSRN AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO ATITUDES E VALORES (5%) CONHECIMENTOS E CAPACIDADES (95%) Direção Geral de Estabelecimentos Escolares - DSRN 2016/2017 Português Leitura/ Educação Literária Componente escrita: Compreensão de textos escritos

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.588, DE 04 DE SETEMBRO DE 2007

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.588, DE 04 DE SETEMBRO DE 2007 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.588, DE 04 DE SETEMBRO DE 2007 Homologa o Parecer nº 034/07-CEG, que aprova o Projeto Político

Leia mais

D01 Reconhecer especificidades da linguagem escrita.

D01 Reconhecer especificidades da linguagem escrita. MATRIZ DE REFERÊNCIA DE LÍNGUA PORTUGUESA PAEBES ALFA 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental Tópicos Competências Descritores Níveis de Complexidade 1º ANO 2º ANO 3º ANO T1- Reconhecimento de convenções do

Leia mais

Cada autor traz em suas obras uma indicação para tal. Algumas pequenas alterações podem ser percebidas e não fazem diferença no corpo do texto.

Cada autor traz em suas obras uma indicação para tal. Algumas pequenas alterações podem ser percebidas e não fazem diferença no corpo do texto. 1 Metodologia da Pesquisa Científica Aula 5: Formatação de trabalhos acadêmicos Para uma melhor visualização, interpretação, estética e organização, todo trabalho acadêmico precisa ser organizado de forma

Leia mais

Profª Rebecca Amor APRESENTAÇÃO

Profª Rebecca Amor APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO Profª Rebecca Amor Atua no magistério há 19 anos; Formada em Letras pela Universidade da Região de Joinville UNIVILLE - (SC); Mestrado em Letras UNIR (RO); Vice-coordenadora do projeto de

Leia mais

FRANCÊS 9ºano ABRIL 2015

FRANCÊS 9ºano ABRIL 2015 INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS 9ºano ABRIL 2015 Prova 16 2015 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº 139/2012, de 05 de julho) 1. Introdução O presente documento dá a conhecer

Leia mais

Como elaborar um relatório

Como elaborar um relatório Francisco Carrapiço, 2001 Biologia Celular Como elaborar um relatório 1. O que é um relatório? Um relatório de uma actividade prática, é uma exposição escrita de um determinado trabalho ou experiência

Leia mais

Escola Secundária com 3º Ciclo do Ensino Básico de Amora

Escola Secundária com 3º Ciclo do Ensino Básico de Amora COMPETÊNCIAS GERAIS Relacionar as dimensões da aprendizagem e os princípios éticos que regulam o saber e a interação com os outros. Usar corretamente a língua portuguesa para comunicar oralmente e por

Leia mais

Colégio Stella Maris Laguna SC EMENTA DA DISCIPLINA DE REDAÇÃO 9º ano 2º Trimestre Professora Eveline Silveira

Colégio Stella Maris Laguna SC EMENTA DA DISCIPLINA DE REDAÇÃO 9º ano 2º Trimestre Professora Eveline Silveira Colégio Stella Maris Laguna SC EMENTA DA DISCIPLINA DE REDAÇÃO 9º ano 2º Trimestre Professora Eveline Silveira DATA CONTEÚDOS 30/05 Gênero textual: relatos de memória. Produção textual. 06/06 Interpretação

Leia mais

Normas para formatação de Artigo Científico

Normas para formatação de Artigo Científico Normas para formatação de Artigo Científico Cursos Cinema de Animação e Cinema e Audiovisual Profa. Dra. Ivonete Pinto 1 As normas a seguir foram aprovadas pelo colegiado dos cursos de Cinema de Animação

Leia mais

Escola Básica 2,3 com Ensino Secundário de Alvide

Escola Básica 2,3 com Ensino Secundário de Alvide Informação da prova de equivalência à frequência de Francês Prova 16 2016 3.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho 1. Objeto de avaliação A prova tem por referência o Programa

Leia mais

(ESPAÇO PARA SER COLOCADO O TÍTULO DO TRABALHO)

(ESPAÇO PARA SER COLOCADO O TÍTULO DO TRABALHO) (CAPA) (ESPAÇO PARA SER COLOCADO O NOME DA INSTITUIÇÃO) (ESPAÇO PARA SER COLOCADO O NOME DO AUTOR) (ESPAÇO PARA SER COLOCADO O TÍTULO DO TRABALHO) (ESPAÇO PARA SER COLOCADA A CIDADE - ESTADO) (ESPAÇO PARA

Leia mais

Filme: Ilha das Flores

Filme: Ilha das Flores Filme: Ilha das Flores Gênero Documentário Experimental Diretor Jorge Furtado Elenco Ciça Reckziegel Ano 1989 Duração 13 min Cor Colorido Bitola 35mm País Brasil Disponível no Porta Curtas: www.portacurtas.com.br/curtanaescola/filme.asp?cod=647

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ LÍNGUA PORTUGUESA e REDAÇÃO PROSEL/ PRISE 1ª ETAPA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ LÍNGUA PORTUGUESA e REDAÇÃO PROSEL/ PRISE 1ª ETAPA LÍNGUA PORTUGUESA e REDAÇÃO PROSEL/ PRISE 1ª ETAPA 1. Confrontar opiniões e pontos de vista sobre as diferentes manifestações da linguagem verbal e não verbal. 1.2. Depreender, através de leitura do texto,

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Prova de Equivalência à Frequência FRANCÊS L.E II Prova 16 2013 Prova escrita 3.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência

Leia mais

Um bom lugar para ler

Um bom lugar para ler Um bom lugar para ler E.E. Olímpio Catão sala 1- sessão 2 um livro Professor(es) Apresentador(es): Iva Tavares da Rocha Realização: Projeto Um bom lugar para ler um livro Prof. Iva Foco O Projeto Um bom

Leia mais

Do lugar de cada um, o saber de todos nós 5 a - edição COMISSÃO JULGADORA orientações para o participante

Do lugar de cada um, o saber de todos nós 5 a - edição COMISSÃO JULGADORA orientações para o participante Do lugar de cada um, o saber de todos nós 5 a - edição - 2016 COMISSÃO JULGADORA orientações para o participante Caro(a) participante da Comissão Julgadora da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Médio Etec Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Área de conhecimento: CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS. Componente Curricular:

Leia mais

Instrumentos de Estudos Acadêmicos

Instrumentos de Estudos Acadêmicos Instrumentos de Estudos Acadêmicos Fichamento Resumo Resenha ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas Veja a seguir uma síntese das principais características e recomendações da ABNT para a elaboração

Leia mais

PROJETO: SOU LETRANDO.

PROJETO: SOU LETRANDO. PROJETO: SOU LETRANDO. Acadêmicos: Thainara Lobo e Ailton Ourique Escola Estadual de Ensino Fundamental Dr Mário Vieira Marques (CIEP) São Luiz Gonzaga, 2016 1.TEMA Projeto de Leitura: Sou Letrando. 2.PROBLEMA

Leia mais

1. A comunicação e a argumentação em sala de aula

1. A comunicação e a argumentação em sala de aula COMUNICAÇÃO, ARGUMENTAÇÃO E A APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA NAS SÉRIES INICIAIS Profª Drª Regina Maria Pavanello Universidade Estadual de Maringá reginapavanello@hotmail.com Resumo: Os professores mostram,

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS

ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ UESC DEPARTAMENTO DE LETRAS E ARTES CURSO DE LETRAS ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS A palavra projeto vem do latim projectu,

Leia mais

E.E. Professora Lurdes Penna Carmelo Sala 1/ Sessão 1

E.E. Professora Lurdes Penna Carmelo Sala 1/ Sessão 1 Debate Regrado - desenvolvendo a argumentação e promovendo o protagonismo dos alunos E.E. Professora Lurdes Penna Carmelo Sala 1/ Sessão 1 Professor Apresentador: Celina Aparecida Rodrigues Machado dos

Leia mais

Processo de Admissão de Novos Estudantes Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no. 1º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA

Processo de Admissão de Novos Estudantes Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no. 1º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA Processo de Admissão de Novos Estudantes 2016 Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no 1º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA CONTEÚDOS Efetuar cálculos com números reais envolvendo as operações

Leia mais

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina.

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. Informação Agrupamento de Escolas de Samora Correia Data: abril 2013 Prova de Equivalência à Frequência de Francês II (nível 3) 3º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar

Leia mais

1. Introdução. Prova de Equivalência à Frequência de: 3.º Ciclo do Ensino Básico. Informação n.º 01 /2014. Prova 16 / 2014.

1. Introdução. Prova de Equivalência à Frequência de: 3.º Ciclo do Ensino Básico. Informação n.º 01 /2014. Prova 16 / 2014. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS Sede: ES de Mem Martins EB23 Maria Alberta Menéres; EB1 de Mem Martins n.º 2; EB1 com JI da Serra das Minas n.º 1 Informação n.º 01 /2014 Prova 16 / 2014 Prova de

Leia mais

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR 2012/2013 Português 7º Ano- 3º PERIODO. Domínios de Referência Objetivos Descritores de Desempenho CONTEÚDOS

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR 2012/2013 Português 7º Ano- 3º PERIODO. Domínios de Referência Objetivos Descritores de Desempenho CONTEÚDOS PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR 2012/2013 Português 7º Ano- 3º PERIODO Domínios de Referência Objetivos Descritores de Desempenho CONTEÚDOS Oralidade 1. Interpretar discursos orais com diferentes graus de

Leia mais